Você está na página 1de 6

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB

UNIDADE ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA – UNEAD


UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB
CURSO: LETRAS PORTUGUÊS

ADRIANA DE JESUS SANTOS


BEATRIZ DOS SANTOS MATA
REGILENE FERREIRA DO NASCIMENTO
VALDIRENE COSTA OLIVEIRA ARAÚJO

SEQUÊNCIA DIDÁTICA RODA DE LEITURA

BOM JESUS DA LAPA


2020
ADRIANA DE JESUS SANTOS
BEATRIZ DOS SANTOS MATA
REGILENE FERREIRA DO NASCIMENTO
VALDIRENE COSTA OLIVEIRA ARAÚJO

SEQUÊNCIA DIDÁTICA RODA DE LEITURA

Síntese apresentada como requisito de avaliação


parcial a disciplina de Metodologia do Ensino da
Língua Portuguesa e literatura da Universidade do
Estado da Bahia, Coordenação de Educação a
Distância sob a orientação do (a) Professor (a)
Formador (a) Aurea da Silva Pereira.

BOM JESUS DA LAPA


2020
As informações prévias com que o leitor chega ao texto, derivadas de seu próprio
conhecimento de mundo e das relações simbólicas que, aí, estabelece, também
cumprem um papel fundamental na atividade de compreensão do texto.

Irandé Antunes

DISCIPLINA: Português

ANO: 5°ano do ensino fundamental

TEMA: Rodas de Leitura

CONTEÚDOS:

 Leitura/escuta (compartilhada e autônoma)

HABILIDADES:

 Ler e compreender, de forma autônoma, textos literários de diferentes gêneros e


extensões, inclusive aqueles sem ilustrações, estabelecendo preferências por
gêneros, temas, autores.
 Ler e compreender, textos em versos, explorando rimas, sons e jogos de
palavras, imagens poéticas (sentidos figurados) e recursos visuais e sonoros.
 Declamar poemas, com entonação, postura e interpretação adequadas.
 Ler e compreender, silenciosamente e, em seguida, em voz alta, com
autonomia e fluência, textos curtos com nível de textualidade adequado.
 Selecionar livros da biblioteca e/ou do cantinho de leitura da sala de aula e/ou
disponíveis em meios digitais para leitura individual, justificando a escolha e
compartilhando com os colegas sua opinião, após a leitura.
 Reconhecer que os textos literários fazem parte do mundo do imaginário e
apresentam uma dimensão lúdica, de encantamento, valorizando-os, em sua
diversidade cultural, como patrimônio artístico da humanidade.
 Ler e compreender, em colaboração com os colegas e com a ajuda do professor
e, mais tarde, de maneira autônoma, textos narrativos de maior porte como
contos (populares, de fadas, acumulativos, de assombração etc.) e crônicas.

TEMPO: 10 aulas.

MATERIAIS NECESSÁRIOS:

Selecionar o grupo de livros a ser utilizado na atividade previamente. Na


dinâmica desta proposta de roda de leitura, pode ser criada uma cenografia do ambiente
de leitura para que os estudantes adentrem na ideia das adaptações das obras literárias
para o cinema e, com isso, sejam criadas expectativas de leitura. Uma sugestão é
transformar uma parte da sala em uma espécie de estúdio de gravação para que os
estudantes compartilhem informações em voz alta.

INTRODUÇÃO:

Essa atividade de roda de leitura pode ampliar a fluência e a consolidação da


leitura expressiva, de modo que, na dinâmica proposta, os alunos se constituam como
mediadores de suas próprias leituras. Dentro desse foco, buscam-se novas interações
com o livro de maneira prazerosa, entendendo as histórias como fonte de múltiplas
informações e também de entretenimento. Por isso, tende-se a compartilhar experiências
pelo prazer da leitura, tendo como foco a função lúdica, de encantamento para com os
textos, mas também pela criticidade, pelo escutar o outro, pelo diálogo, principalmente
por meio da leitura coletiva e compartilhada.

DESENVOLVIMENTO:

1º DIA:

ESCOLHA DOS LIVROS

Os alunos escolhem um livro para levarem para casa, pode ser da biblioteca ou do
cantinho da leitura da sala de aula.

2º AO 5º DIA:

LEITURA DOS LIVROS E VIAGEM AO MUNDO DA FANTASIA

Os alunos, na roda de conversa, irão recontar suas histórias e serão incentivados


a inventar, oralmente, um novo final para a história que leu.

OBS.: Escolha de histórias (a quantidade fica a critério da turma) para serem


dramatizada.

6º AO 7º DIA:

DRAMATIZAÇÃO DAS HISTÓRIAS

Os alunos dramatizarão as histórias escolhidas.

OBS.: Antes peça que façam um pequeno ensaio

8º E 9º DIA:

DESENVOLVER A CRIATIVIDADE

 Desenhar histórias.
 Criar livros com o final novo de histórias.

10º DIA:

EXPOSIÇÃO DOS TRABALHOS


Expor o trabalho dos alunos, pois precisa ser valorizada.

CONCLUSÃO:

Portanto, esta é uma proposta de atividade permanente para trabalhar rodas de


leitura. Os campos de atuação priorizados nessa atividade são: artístico-literário / vida
cotidiana. O objetivo é enfatizar atividades que busquem os efeitos de sentido dos
textos, das atividades poéticas, da brincadeira com a palavra e a imagem. Nesse nível de
leitura, espera-se o trabalho das relações entre o verbal e não verbal, buscando a
intencionalidade da produção de mensagens. Os gêneros priorizados são: contos
(populares, de fadas, de assombração etc.), cordel, crônicas, texto dramático. A esfera
lúdica escolhida para o 5º ano do Ensino Fundamental é o universo da 7ª arte: o cinema.
O direcionamento das ações de compartilhamento é a possível adaptação de uma obra
literária em um filme.

AVALIAÇÃO:

Serão levados em conta os conhecimentos de mundo dos alunos, ou seja, os


conhecimentos prévios, como também serão avaliados a participação e envolvimento de
acordo com a realização das atividades propostas.

FINALIZAÇÃO DA SEQUÊNCIA DIDÁTICA

Cabe ressaltar a importância das implicações pedagógicas citada por Irandé


Antunes na construção dessa sequência didática, pois é uma metodologia que aguça a
investigação cientifica, valoriza a aprendizagem vivenciada pelos alunos nas diversas
modalidades de estratégias didáticas como: a leitura de textos autênticos, interativo
motivacional, uma leitura todo e de forma critica reconstruindo textos diversificados
que não seja uma leitura não só das palavras expressas no texto, leitura nunca
desvinculada do sentido que possa ser também momento de prazer e "pura curtição".
Referências:

Antunes, Irandé Maria. Aula de português - encontro & interação - São Paulo:
Parábola Editorial, 2003 - (Séria Aula;1).

BRAUN, Patricia; VIANNA, Márcia Marin. Rodas de Leitura como Estratégias de


Ensino e Aprendizagem. In: PLETSCH, M. D. & RIZO, G. (Org.). Cultura e
formação: contribuições para a prática docente. Seropédica (RJ): Editora da UFFRJ,
2010. p. 59-66.
COSSON, R; SOUZA, R. J. Letramento literário: uma proposta para a sala de aula.
Caderno de Formação: formação de professores, didática de conteúdos. São Paulo:
Cultura Acadêmica, 2011, v. 2, p. 101-108.
Língua, Linguagem e ensino de gramática com Irandé Antunes:
https://youtu.be/Lqz9Jjbr5gA.
ZILBERMAN, Regina; SILVA, Ezequiel Theodoro da. Literatura e pedagogia: ponto
& contraponto. 2. ed. São Paulo: Global; Campinas: ALD – Associação de Leitura de
Brasil, 2008.

Você também pode gostar