Você está na página 1de 3

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA 2ª VARA DO TRABALHO DE

PAULÍNIA - SP.

Processo n° 0000523-34.2010.5.15.0126
Reclamante: ANDERSON ALVES
Reclamada: CARGILL AGRÍCOLA S.A

CARGILL AGRÍCOLA S.A e ANDERSON ALVES, por seus


advogados, todos já qualificados nos autos, vêm à presença de Vossa Excelência, dizer
que se conciliaram para por fim quanto ao objeto da presente Reclamação
Trabalhista em relação a esta Empresa acordante, na forma e condições que se
seguem:

A CARGILL AGRÍCOLA S.A., pagará ao reclamante a


importância líquida de R$ 1.500,00 (mil e quinhetos reais), em parcela única, com
vencimento em 15 (vinte) dias a contar ciência desta reclamada da homologação do
presente acordo.

O valor acordado será depositado na conta corrente n.º 5.248-5,


agência 2012-5, do Banco do Brasil S/A., de titularidade do Patrono do
Reclamante, portador do CPF n.º 016.743.008-40.

Declaram as partes acordantes que os dados da conta corrente


para crédito dos valores pactuados são de inteira responsabilidade do reclamante, não
respondendo a reclamada por multa, juros e correção monetária, ou outra penalidade
qualquer por eventuais atrasos nos pagamentos em razão de incorreção destas
informações.
Constatado eventual erro na ordem de crédito, de qualquer tipo, a
reclamada terá o prazo de até 48 horas, a partir da data de comunicação pelo
reclamante e ou seu patrono, para providenciar a regularização do pagamento devido
sem que isso implique em penalidade juros ou multa de qualquer espécie.

-1-
Recebido o valor acordado, fica a Cargill desobrigada de
apresentar comprovantes de depósitos, cabendo ao reclamante e seu patrono o ônus de
noticiar nos autos o recebimento acaso assim for determinado.

Cumprido o acordo, o reclamante outorga plena, geral e


irrevogável quitação à CARGILL AGRÍCOLA S.A., quanto ao objeto da presente
reclamatória, incluindo juros e correção monetária, nos exatos termos dos artigos 840 e
seguintes do Código Civil, para nada mais reclamar, seja a que título for.

As custas processuais serão de responsabilidade do reclamante,


requerendo-se, desde já a isenção do pagamento das mesmas.

Em caso de descumprimento do avençado, incidirá multa de 50%


sobre o valor do acordo, não se considerando atraso eventual pagamento feito até o dia
útil posterior ao estabelecido na forma acima, em caso de vencimento em sábado,
domingo ou feriado.

Declaram as partes que o valor do acordo refere-se ao pagamento


das seguintes verbas:

Integração periculosidade no 350,00 Indenizatória


aviso prévio
Integração periculosidade 13º 250,00 Salarial
rescisão
Integração adicional 700,00 Indenizatória
periculosidade férias +1/3
FGTS + 40% 200,00 Indenizatória
TOTAL 1.500,00

Ficará a reclamada responsável pelo pagamento dos valores


devidos a título de contribuição previdenciária - cota parte empregado (8%),
empregador, terceiros, SAT (28,8%) - sobre a base de R$ 250,00, no importe de R$
92,00 (Noventa e dois reais). Diante do valor não haverá incidência de imposto de
renda.

As partes manifestam expressa renúncia ao direito de opor


qualquer recurso da decisão homologatória do presente acordo, desde que não haja
qualquer ressalva do juízo quanto aos seus termos.

2
Diante do exposto e por estarem as partes infra-assinadas justas e
convencionadas, requerem a homologação por sentença do presente acordo, para que
produza seus jurídicos e legais efeitos, para, após cumprido na sua integralidade,
determinar-se a extinção do processo, na conformidade do disposto no artigo 269, III,
do CPC, c/c. o artigo 769 da CLT.

Pede deferimento.

Campinas, 30 de novembro de 2010.

REGINA M. NAJM BRANTIS JOSÉ PAULO GOMES DA SILVA


ADV. RECLAMADA ADV. RECLAMANTE
OAB/SP- 112.017 OAB/SP-111.734

ANDERSON ALVES
Reclamante