Você está na página 1de 1

SITUAÇÃO PROBLEMA 1

Uma mulher de 52 anos de idade, aluna do curso de Odontologia da UniFG foi


hospitalizada com infarto agudo do miocárdio. Relatou que há 3 dias a dor havia iniciado
repentinamente, de moderada intensidade, tendo como fator de agravo o esforço físico e
como fator de alívio o repouso, sendo que a dor, durante estes 3 dias, foi se agravando
gradativamente, tornando-se contínua, sem fator de alívio. Angiografia das coronárias
indicou a presença de severa aterosclerose em todas três artérias coronárias. A paciente
também é hipertensa, obesa, foi internada no Hospital geral apresentando intensa
dispneia, tonturas, letárgica, hálito cetônico e mal estar geral. A paciente citou não seguir
a dieta terapêutica indicada pelo médico e também não pratica atividades físicas.

Exames Valores obtidos Valores de referência


Hemoglobina glicada 8% 4,5 a 5,6%
Potássio 3.2 mEq/L 3.5 - 5.0 mEq/L
Glicose 208 mg/dL 60 - 110 mg/dL
Uréia 71 mg/dL 12 - 47 mg/dL
pH 7.08 7.38 - 7.44
BE (excesso de base) -3,7 mEq/l +/- 2 mEq/l
Creatinina 2.02 mg/Dl 0.6 - 1.2 mg/dL
Triglicerídeos 427 mg/dl 30 – 150 mg/dL
HDL 28 mg/dl mg/dL
LDL 182 mg/dl mg/dL
LDL/HDL 6.5 3.55
PH 7.08 7.38 - 7.44
pO2 55 mmHg 80 - 100 mmHg
pCO2 65 mmHg 35 - 45 mmHg
Bicarbonato 19 mEq/L 21 - 30 mEq/L