Você está na página 1de 28

29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.

br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

O BRINCAR: UM DIREITO
ASSEGURADO ÀS
CRIANÇAS


Olá!
APRESENTAÇÃO

Seja bem-vindo!

A concepção do brincar como um direito das crianças é essencial para o entendimento da


ludicidade e da pedagogia do brincar. Observando a história e a atualidade, é possível afirmar
que nem sempre ser criança significou ter infância. O direito à infância é garan do em leis e
acordos internacionais, entretanto, não é assegurado a todas as crianças. É necessário que o
brincar seja fortalecido para que as crianças possam viver essa fase da vida em sua
plenitude.

Nesta Unidade de Aprendizagem, você vai estudar a criança como um sujeito de direitos
e refle rá acerca do brincar como um direito fundamental para a existência da infância.
Ainda, iden ficará algumas das principais polí cas públicas que garantem o brincar na
atualidade.

Bons estudos.

Ao nal desta Unidade de Aprendizagem, você deve apresentar os seguintes aprendizados:


Reconhecer a criança como um sujeito de direitos.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 1/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

Analisar o brincar como um direito fundamental à infância.

Iden ficar as polí cas públicas que garantem o brincar.

 DESAFIO

O processo de consolidação da criança como sujeito de direitos, e do brincar como um direito


fundamental à infância, é rela vamente recente na história da humanidade. Por isso, é
necessário elaborar e implementar polí cas para a garan a do brincar.

Imagine que você faz parte do corpo docente da Escola Violeta e recebeu a incumbência de
ajudar a garan r o direito de brincar. Até o momento, a escola realizou uma edição da
Semana Mundial do Brincar, envolvendo os estudantes dos anos iniciais. Porém, as demais
ações relacionadas ao brincar estão restritas aos planejamentos de cada professor dos anos
iniciais do Ensino Fundamental.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 2/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

Considerando que a infância, no Brasil, compreende até os 12 anos, e conhecendo o contexto


da Escola Violeta, elabore um projeto contendo três ações que promovam o brincar,
prevendo:

- Obje vo de cada ação.

- Público envolvido (direta e indiretamente).

- Recursos necessários.

- Local de cada ação.

- Avaliação do projeto.

 INFOGRÁFICO

É muito importante que as legislações que dispõem sobre polí cas públicas des nadas à
infância sejam elaboradas e operacionalizadas, garan ndo o brincar e entendendo seus
avanços a par r dos contextos históricos.

Confira, no Infográfico a seguir, algumas das principais legislações -nacionais e internacionais


- que conferem à criança a condição de sujeito de direitos.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 3/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 4/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

 CONTEÚDO DO LIVRO

O brincar é um direito das crianças. Entretanto, observando a história e a atualidade, nem


sempre ser criança significou ter infância. O direito à infância está garan do em leis e
acordos internacionais, mas ainda não é assegurado a todos. O brincar é parte essencial do
direito à infância e precisa ser fortalecido para que as crianças possam viver essa fase da
vida em sua plenitude.

No capítulo O brincar: um direito assegurado às crianças, da obra A ludicidade e a pedagogia


do brincar, você vai entender a criança como um sujeito de direitos e refle r acerca do
brincar como um direito fundamental para a existência da infância. Você vai,
ainda, iden ficar algumas das principais polí cas públicas que garantem o brincar na
atualidade.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 5/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 6/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 7/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 8/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 9/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 10/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 11/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 12/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 13/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 14/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 15/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 16/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 17/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 18/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 19/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 20/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 21/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 22/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 23/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

 DICA DO PROFESSOR

Há formas diferenciadas de tratar o brincar na escola, e a mediação do adulto depende de


fatores que refletem na importância dada à brincadeira pela ins tuição, dependendo,
também, dos materiais, dos espaços disponíveis e da divisão de tempo para cada a vidade.

Nesta Dica do Professor, você verá como as diferentes formas de mediação têm influência na
qualidade do brincar das crianças na escola.

Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

 EXERCÍCIOS

1) A compreensão da criança como um sujeito de direito implica:

a) que as crianças vivem fora do mundo social e em constante interação com os


adultos.

b) a impossibilidade, por sua condição de pessoa em desenvolvimento, de discu r e


decidir sobre os rumos das polí cas públicas que envolvem a infância.

c) a sua proteção integral, a sua condição cidadã de direitos e deveres e a


oportunidade de discu r e decidir sobre os rumos das polí cas públicas que
envolvem a infância.

d) pressupostos usuais relacionados à idade, à história e à condição socioeconômica


familiar.

e) o contexto brasileiro e sua métrica atrelada à diversidade sociocultural.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 24/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

2) Assinale a alterna va em que a informação está adequada à compreensão da infância


anteriormente à modernidade:

a) A criança exis a como figura social e cultural.

b) A infância era considerada uma fase do desenvolvimento humano no qual a


criança, frágil e dependente do adulto, deveria ser educada e disciplinada.

c) Falava-se de crianças e infâncias – no plural – devido à existência de diferentes


populações infan s.

d) A infância era vista como um período transitório para a idade adulta.

e) Ser criança significava ter infância.

3) Brincar é um direito da criança porque:

a) a infância é uma construção histórica e social.

b) jogos e brincadeiras devem estar dirigidos à educação.

c) muitas crianças, para brincar, são subme das a condições que não atendem às
suas necessidades.

d) é essencial para a formação de uma população infan l homogênea.

e) é vital para o seu bem-estar e desenvolvimento.

4) A promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente possibilitou que crianças e


adolescentes adquirissem status de sujeitos de direitos porque:

a) foi um longo processo que envolveu transformações na organização social, desde o


ponto de vista da esfera privada das famílias até a esfera pública do convívio social.

b) apresentou uma profunda alteração em termos legisla vos, culturais e conceituais


para as diretrizes, polí cas públicas e demais serviços de atendimento da criança e
do adolescente no Brasil.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 25/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

c) redemocra zou e caracterizou a reforma administra va do Estado, que


descentralizou e municipalizou polí cas públicas.

d) a polí ca de assistência social da Cons tuição Brasileira de 1988 foi integrada ao


Sistema de Seguridade Social, configurando-se como um conjunto integrado de ações
governamentais e da sociedade civil voltadas à proteção da família.

e) atentou para os riscos das ações oriundas da sociedade civil e da inicia va privada
no que diz respeito à infância.

5) As polí cas públicas devem ocupar-se do brincar da criança porque:

a) são reavivadas por organizações como a Rede Nacional da Primeira Infância, no


Brasil.

b) brincar é condição para a vivência da infância.

c) definem o conjunto de aprendizagens essenciais a todos os alunos ao longo das


etapas e modalidades da Educação Básica.

d) percebe-se a par cipação majoritária de organizações da sociedade civil.

e) a nova polí ca se caracterizou pela modificação da tutela jurídica da infância.

 NA PRÁTICA

Julieta é estudante de Pedagogia e líder comunitária de uma associação de moradores no


bairro onde reside. Refle ndo sobre a importância do brincar na infância, ela percebeu que,
no seu bairro, há pouco espaço para a vidades lúdicas e, quando há, não está adequado
para o uso das crianças. Para amenizar essa ausência e contribuir para a garan a do brincar,
Julieta decidiu montar uma brinquedoteca na associação de moradores do bairro.

As brinquedotecas (ou ludotecas) têm como obje vo o desenvolvimento de a vidades


lúdicas e o emprés mo de brinquedos e materiais de jogo. Esses espaços buscam resgatar o
brincar espontâneo como elemento essencial para o desenvolvimento integral da criança.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 26/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

Além disso, uma brinquedoteca deve sempre estar adequada aos obje vos da ins tuição que
a oferece e ao contexto onde está situada.

Veja, Na Prá ca, o que foi preciso levar em consideração.

 SAIBA +

Para ampliar o seu conhecimento a respeito desse assunto, veja abaixo as sugestões do
professor:

Estatuto da Crianca e do Adolescente


Vídeo educa vo sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente produzido pelo Centro
Integrado de Aprendizagem em Rede da Universidade Federal de Goiás.
Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

Do menor ao sujeito de direitos


Este vídeo revisa a passagem da criança da posição de menor a sujeito de direitos, com
ênfase na história brasileira.
Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 27/28
29/02/2020 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296

Educação e sociedade
Este ar go discorre sobre infância, norma vidade e direitos das crianças.
Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

Polí cas públicas e o direito de brincar das crianças


Este ar go traz uma reflexão contemporânea sobre os princípios básicos que devem orientar
as polí cas públicas direcionadas à garan a do brincar na infância.
Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/impressao_ua/13553296 28/28