Você está na página 1de 16

Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra

Por Kleber K. Shima

CORDAS

As cordas de guitarra possuem medidas em milímetros, tendo como referência a


medida da primeira corda (mais fina). Exemplo: corda 010 significa que a primeira
corda possui 0.010 mm de espessura.

As nomenclaturas e espessuras mais utilizadas nas cordas de guitarra são:

Extra Light - .008 .011 .014 .022 .030 .038


Light - .009 .011 .016 .024 .032 .042
Medium - .010 .013 .017 .026 .036 .046
Heavy - 011 .014 .018 .028 .038 .048
Extra Heavy - 012 .016 .024 .032 .044 .056

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 1
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

Os materiais utilizados nas cordas são:

Pure Nickel Wound: revestimento em níquel com núcleo de aço. Esse material é
magneticamente fraco, que resolvemos com uma aproximação maior dos captadores.
A característica é de um som mais “vintage” por apresentar mais suavidade e menos
saída.

Nickel Plated Steel: revestimento de aço niquelado com núcleo de aço. Pelo fato
de conter o aço na liga de revestimento, os encordoamentos com referido material
oferecem uma maior atração magnética. Produzem maior intensidade de volume na
captação da vibração das cordas. É o mais utilizado por guitarristas.

Stainless Steel: revestimento de aço inoxidável com núcleo de aço. Essa liga de aço
promove um som mais limpo, com volume acentuado e muito brilho. Oferece também
uma durabilidade maior, sua tração magnética é muito forte afetando a captação
natural da vibração da corda, dependendo da proximidade do captador. Esse tipo de
material é um pouco mais rígido e não é tão suave ao toque.

As três cordas superiores (enroladas) podem ser do tipo:

Roundwound: arredondado interna e externamente. Possui aspereza ao toque, brilho,


volume e alta sustentação. É o tipo mais utilizado e de custo relativamente baixo.

Flatwound: plana interna e externamente. Corda totalmente


lisa, muito usada por jazzistas em guitarras acústicas e
semi-acústicas. Normalmente a terceira corda (G) também
é encapada. Possui baixo atrito e pouca intensidade de
volume e ataque. Boa opção para sons limpos.

Groundwound: arredondada interna e lisa externa. Tentativa


de idealizar uma corda Flat soar como uma Roundwound.
Possui um pouco mais de brilho que a Flat.

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 2
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

Cordas com revestimento anti oxidante (Coated Strings):

A marca pioneira em cordas revestidas é da marca Elixir, feita nos Estados Unidos.

Sua história começou na empresa Gore, que fabrica produtos para a NASA e cabos
de aço de alta perfomance, como cabos para freios da Shimano e não tem nada a ver
com produtos para instrumentos musicais.

Nos testes de revestimentos para aumentar a durabilidade e inibir a corrosão de seus


produtos, a Gore utilizava cordas de guitarra para testar suas fórmulas.

Um dos funcionários era guitarrista e começou a testar as cordas e percebeu que sua
durabilidade aumentou consideravelmente, nascendo assim a Elixir Strings.

Hoje quase todas as marcas possuem cordas revestidas, que aumentam a


durabilidade das cordas, mas muitos guitarristas ainda preferem as cordas normais,
pois dependendo da marca, o timbre pode ficar um pouco diferente do que a corda
sem o revestimento anti oxidante.

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 3
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

Cordas para violão de aço:


As nomenclaturas e medidas mais adotadas pelas marcas são:

Extra Light: .010 .014 .023 .030 .039 .047


Custom Light: .011 .015 .023 .032 .042 .052
Light: .012 .016 .025 .032 .042 .054
Medium: .013 .017 .026 .035 .045 .056
Heavy: .014 .018 .027 .039 .049 .059

As cordas de aço para violão normalmente possuem os seguintes revestimentos nas


4 cordas superiores:

Bronze: Possui muita clareza e brilho no timbre, mas tende a oxidar rapidamente
Phosphor Bronze: Possui um timbre mais grave e encorpado e não tão alto quanto o
bronze, mas possui uma durabilidade maior.
Aluminum Bronze: Possui um timbre intermedieario entre o Bronze e o Phosphor
Bronze.

Cordas para violão com cordas de nylon:


Para cordas de violão de nylon, normalmente encontramos 3 tipos: Low Tension
(tensão baixa), Medium / Normal Tension (tensão média ou normal), High / Hard
Tension (tensão alta).

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 4
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

RELAÇÃO ENTRE AÇÃO E DIÂMETRO DAS CORDAS COM RAIO E


COMPRIMENTO DE ESCALA

Ação das cordas

A ação (ou altura) das cordas interfere diretamente na maciez e na tocabilidade do


instrumento.

Porém quando a corda está muito perto da escala e dos captadores, o timbre pode ser
prejudicado, causando trastejamentos e perda de sustain.

Um fator determinante é a curvatura da escala (raio/radius). Quanto menor for o raio,


mais abaulada será a escala e consequentemente, mais alta terá que ser a altura das
cordas, caso contrário, as notas podem “morrer” principalmente ao se dar um bend.

Uma Fender Stratocaster Vintage possui o raio mais abaulado que existe (raio de 7.5”).

Uma guitarra com construção mais moderna, padrão Ibanez ou Jackson, possui raios
que chegam a 16”, que permitem deixar a ação das cordas bem baixas.

Diâmetro das cordas

As cordas mais usadas são de diâmetro 0.009 e 0.010 mm. Nesse caso o
comprimento da escala tem um fator determinante para a maciez das cordas.

Guitarras padrão Fender (Stratocaster, Telecaster) e padrão Super Strat (Ibanez,


Jackson, etc.) possuem um comprimento de escala de 25 1/2”. Esse comprimento faz
com que as cordas fiquem mais tensas.

Guitarras padrão Gibson (Les Paul, ES-335, etc.) possuem uma escala mais curta de
24 3/

4”. Esse comprimento faz com que as cordas fiquem mais frouxas.

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 5
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

Existe também um padrão intermediário de 25” utilizado pela PRS (Paul Reed Smith)

Dicas:

Em guitarras tipo Stratocater e Telecaster a maioria dos músicos utiliza cordas 010.
Por possuírem captadores fracos e agudos a corda 010 irá reforçar o timbre deixando
mais encorpado e forte.

Em guitarras tipo Super Strat (Ibanez, Jackson) a maioria dos músicos utiliza cordas
09.

Por possuírem captadores mais fortes e potentes, eles acaba compensando o timbre
mais fraco.

Em guitarras tipo Les Paul e ES-335 a maioria dos músicos utiliza 010 e 011. Por
possuírem a escala mais curta, as cordas não ficam tão tensas como numa guitarra
de 25 1/2”.

Em afinação mais baixas, utilize cordas mais pesadas. Cordas muito finas podem
provocar uma pequena desafinação no início do ataque.

Vantagens e desvantagens:

Cordas leves: mais fácil de se tocar, mais fácil de dar bends, quebram mais
rapidamente, produzem menos volume e menos sustain, dependendo da intensidade
e do tipo de palheta, o ataque inicial da nota pode soar desafinado, aumenta o
trastejamento.

Cordas pesadas: mais difícil de se tocar, mais difícil de dar bends, mais difícil de
quebrar, produzem mais volume e mais sustain, força mais o headstock e o tensor por
causa do peso extra.

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 6
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

Artistas que usam cordas 08:

• Tommy Iommi (Black Sabbath)

• Yngwie Malmsteen

Artistas que usam cordas 09:

• Joe Satriani

• Steve Vai

Artistas que usam 010:

• David Gilmour

• Eric Johnson

• Ritchie Blackmore (Deep Purple)

Artistas que usam 011:

• Slash

• Kirk Hammet

Artistas que usam 012:

• Stevie Ray Vaughan

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 7
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

MADEIRAS

Madeiras mais utilizadas no corpo da guitarra:

- Alder:
Encontrada em: Fender Stratocaster, Fender Telecaster
Densidade: dura e leve
Timbre: equilibrado, encorpado
Outras características: cor clara, é a madeira clássica da Fender

- Ash e Swamp Ash:


Encontrada em: Fender Stratocaster, Fender Telecaster
Densidade: dura e pesada
Timbre: brilhante, agudo
Outras características: a maioria das guitarras de Ash possuem o corpo translúcido,
pois a madeira possui os veios aparentes, causando um efeito muito bonito.

- Mahogany ou Mogno :
Encontrada em: Gibson Les Paul, Gibson SG, PRS, etc.
Densidade: dura e pesada
Timbre: grave
Outras características: coloração escura, também é utilizada em braço. A escolha
padrão de quase todas as guitarras da Gibson

- Basswood:
Encontrada em: Ibanez Joe Satriani, Music Man JP
Densidade: baixa densidade e peso leve
Timbre: médio e equilibrado
Outras características: combina bem com captadores de alto ganho

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 8
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

- Poplar:
Encontrada em: Jackson Randy Rhoads, Music Man Steve Morse
Densidade: baixa e peso leve
Timbre: médio agudo

Outras características: similar ao basswood, combina com captadores de alto ganho

Madeiras nacionais mais utilizadas em corpo de guitarra:

Imbuia: utilizada nas guitarras SGT


Cedro: utilizada nas guitarras Giannini
Freijó: utilizada nas guitarras Music Maker
Perobinha do campo: utilizada nas guitarras Giannini
Marupá: utilizada nas guitarras Tagima

Madeiras mais utilizadas no braço:

Maple: Fender Stratocaster, Fender Telecaster


Bird Eyes Maple: Music Man
Mahogany ou Mogno: GibsonVExiste também um padrão intermediário de 25”
utilizado pela PRS (Paul Reed Smith)

Madeiras mais utilizadas em escalas:

Rosewood: escala marrom escuro, timbre encorpado


Maple: escala clara, timbre brilhante
Pau Ferro: escala marrom claro, timbre encorpado
Ébano: escala preta, timbre brilhante

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 9
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

Madeiras mais utilizadas em tampo (top):

Maple: normalmente em conjunto com o corpo de mogno, traz um pouco de brilho no


timbre
Mogno: também é utilizado com o corpo de mogno, mantendo as características do
timbre do mogno
Maple com acabamento Quilted: com desenho texturizado, normalmente é utilizado
com acabamento translúcido, deixando aparente o desenho do tampo.
Maple com acabamento Flamed: com desenho tigrado, normalmente é utilizado com
acabamento translúcido, deixando aparente o desenho do tampo.

Madeiras mais utilizadas em violão:

Spruce
Nogueira
Cedro
Jacarandá

TIPOS DE JUNÇÃO DE BRAÇO:

Neck Thru ou Neck Through: braço inteiriço, popularizado pela Jackson


Set Neck: braço colado, popularizado pela Gibson
Bolt On: braço parafusado, popularizado pela Fender

Existem outros tipos de junções, como Stephen’s Extended Cutaway, popularizado pela
Washburn N4 e outros tipos de construção Neck Thru

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 10
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

NECK THRU

SET NECK

BOLT ON

STEPHEN’S CUTAWAY

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 11
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

TIPOS DE TRASTES:

Vintage: fino e baixo


Medium: médio e mais comum
Jumbo: largo e alto (ideal para velocidade)
Pirâmide: mais altos que o jumbo (simulam a escala escalopada)
Trastes de aço inox: não desgastam e a execução de bends fica mais macia

Escalopagem: popularizado por Ritchie


Blackmore, faz com que não se tenha atrito
entre os dedos e a escala, facilitando a
execução de bends

TIPOS DE CORPO:

Sólido: popularizado pela Fender nos anos 50, guitarras de corpo sólido existiam
desde os anos 30, sendo a Rickenbaker Frying Pan a primeira guitarra elétrica do
mundo. O modelo “The Log” feito por Les Paul, em 1941, foi a guitarra que deu origem
a Gibson Les Paul.

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 12
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

1931 - Rickenbaker Frying Pan

1941 - Les Paul “The Log”

1947 - Paul Bibsby Merle Travis

1950 - Fender Broadcaster

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 13
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

SEMI ACÚSTICA: HOLLOW BODY & SEMI HOLLOW BODY

Gibson ES-335 Semi Hollow Body Gretsch White Falcon Hollow Body

As guitarras semi acústicas Semi Hollow Body possuem um bloco central maciço
abaixo dos captadores como é o caso da Gibson modelo ES-335 enquanto as
guitarras do tipo Hollow Body não possuem esse bloco central e a espessura do
corpo é mais larga.

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 14
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

Tone Chambers:
É um recurso onde a guitarra sólida possui câmaras acústicas para aliviar o peso a
aumentar a ressonância e os graves.
A maioria das guitarras Gibson Les Paul de peso leve possuem o sistema Tone
Chambers, ou Weight Relief.

Formatos de braço:

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 15
Curso de Setup | Aula 02 - A Construção da Guitarra
Por Kleber K. Shima

Largura do nut:
41mm: Padrão Fender Vintage
42mm: Padrão atual da Fender
43mm: Padrão Gibson Custom, Ibanez JEM

Tipos de junção de headstock:

Todos os direitos são reservados. É proibida a copia, divulgação ou distribuíção desse material em qualquer meio, impresso, digital ou audio
visual. As opiniões e conteúdo aqui expressos são de responsabilidade exclusiva do autor (Robson Martinez).

music-clan.com.br 16