Você está na página 1de 1

Algarvepress | www.algarvepress.com | Pág.

14 | SAÚDE | Quarta-Feira, 27 de Maio de 2009


OPINIÃO: HOMENAGEM A HÉLDER VICENTE
ANSIEDADE
SEVERA ANTIGO PRESIDENTE DA DELEGAÇÃO REGIONAL DO
No nosso quo- ALGARVE DA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA
tidiano, e sem ter-
mos consciência
disso, experimenta- O GOVERNO CIVIL DO DISTRITO DE FARO ASSOCIOU-SE À HOMENAGEM PROMO-
VIDA PELA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA (CVP) AO ANTIGO PRESIDENTE DA DE-
mos um sem núme- LEGAÇÃO REGIONAL DO ALGARVE DA CVP, HÉLDER VICENTE, QUE DECORREU NA
ro de pequenos con- SEGUNDA-FEIRA, COM A REALIZAÇÃO DE UMA CERIMÓNIA EVOCATIVA NO TEATRO
flitos, interpessoais LETHES, EM FARO.
ou intra-psíquicos;
as tensões entre ir e não ir, fazer e não fa-
zer, querer e não poder, dever e não querer,
No decurso da ceri- aos familiares de Hél- de Delegado Regional
poder e não dever, e assim por diante. Mas
mónia, que contou com der Vicente uma Salva no Algarve do Instituto
é a personalidade de cada um quem, de fac-
a presença da Governa- Evocativa, em memória do Emprego e Forma-
to, atribui valores e significados aos aconte-
dora Civil de Faro, Isil- do antigo Presidente da ção Profissional (IEFP)
cimentos, tornando-os ou não por angustian-
da Gomes e do Presi- Delegação Regional do e de Director do Centro
tes, temerosos, ameaçadores, etc. Quando o
dente Nacional da CVP, Algarve da CVP, faleci- de Formação Profissio-
Ego funciona adequadamente é capaz de pro-
Luís Barbosa, entre ou- do a 7 de Setembro de nal de Faro, entre outros
ver a necessária adaptação entre o mundo ex-
tras individualidades, 2008. cargos.
terno e interno, ou entre o indivíduo e o am-
foi entregue aos fami- Depois de cumprir o Durante várias déca-
biente, ou, entre o ser e o seu destino. Sempre
liares do homenageado serviço militar como das serviu a Cruz Ver-
que houver essa fragilidade do Ego, haverá
a ‘Placa de Honra’ da oficial, Hélder Vicen- melha Portuguesa como
comprometimento na adaptação e desequilí-
CVP, com que foi agra- te ingressou na Guarda voluntário. Depois de
brio entre o ser e o mundo que o rodeia, em
ciado a título póstumo. Nacional Republicana, ingressar na Unidade
resumo, haverá uma ansiedade severa.
Trata-se da mais alta onde desempenhou di- de Socorros de Lisboa,
Psicologicamente, para o ser humano a
condecoração da Ins- versas missões de co- foi mais tarde Vice-Pre-
agressão depende mais do agente agredi-
tituição, atribuída pela mando. sidente e Presidente da
do do que do agente agressor. Isto quer di-
sua exemplar dedicação Licenciado em Psico- Delegação de Faro, Pre-
zer que o estímulo que vai desencadear a an-
à causa humanitária. logia Clínica, foi técni- sidente da Delegação
siedade depende, na maioria das vezes, mais
A Governadora Ci- co do extinto Serviço Regional no Algarve e
da sensibilidade da pessoa do que do estímu-
vil de Faro, Isilda Go- Nacional de Emprego, Membro da Direcção
lo propriamente dito. Por exemplo, para uma
mes, entregou também tendo exercido o cargo Nacional da CVP.
pessoa claustrofóbica, ao estar simplesmen-
te num elevador não significa que ela este-
ja objectivamente fechada num elevador. O
ataque fóbico é, nesta e em outras circunstân-
cias análogas, desencadeado pelos factores
psíquicos inconscientes e resulta dos aconte-
cimentos traumáticos ocorridos na infância e
adolescência.
Contudo, existem estímulos capazes de
proporcionar a ansiedade e que podem ser ex-
ternos, geralmente denominados de circuns-
tanciais e interpessoais, representados pelo
embate entre as forças opressoras do ambien-
te e as condições da própria pessoa. Quero
com isto dizer o seguinte: os estímulos exter-
nos derivam da sucessão de acontecimentos
ocorridos durante a vida, na fase adulta, e pe-
rante os quais temos que nos adaptar. Mesmo
tratando-se de estímulos externos, provenien-
tes do mundo objectivo, a sua natureza agres-
siva poderá ser mais traumática ou menos
traumática, dependendo da conotação que a
própria pessoa lhe atribui. Mas, os estímulos
que mais afectam o ser humano e conduzem à
ansiedade severa são predominantemente de
origem interna e pessoal, denominados intra-
psíquicos, onde se situam os conflitos indi-
viduais da pessoa normal ou os transtornos
afectivos e traços ansiosos da personalidade
nas pessoas mais problemáticas. Isto signi-
fica que a sua origem advém das várias si-
tuações desajustadas de medo, experimenta-
das durante a infância, e que hoje produzem
transtorno da personalidade, pensamentos
negativos e muita insegurança.

Você também pode gostar