Você está na página 1de 2

A Companhia Energética de Brasília – CEB - foi fundada em dezembro de 1968.

É
uma sociedade de economia mista, regida pela Lei das Sociedades Anônimas e segue as
orientações da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL - do Ministério das Minas e Energia
– MME - por ser o órgão fiscalizador da Concessão da CEB, e, também, da Comissão de Valores
Mobiliários – CVM - por ter aberto seu capital em 4 de julho de 1994.
A CEB é a concessionária pública de energia elétrica que presta os
serviços de distribuição, geração e comercialização de energia elétrica na área do Distrito
Federal, sendo sua área de concessão de 5.822,1 km2 divididos em regiões
administrativas. É detentora da concessão para a exploração do potencial de energia
hidráulica da Usina Hidrelétrica do Lago Paranoá e para a geração na Usina Termelétrica
Brasília. Detém, ainda, a concessão para a distribuição de gás canalizado no DF, bem
como, foi autorizada a atuar na prestação de serviços de telecomunicações, transmissão
de dados e serviços de consultoria.
Através das Leis nº. 1.787 e 1.788, ambas de 27.11.97, a CEB foi autorizada,
respectivamente, a construir e operar sistemas de produção, transmissão, distribuição e
comercialização de energéticos e a criar a CEB Participações S.A., que tem como finalidade
comprar e vender participações acionárias ou cotas de outras empresas energéticas, de
telecomunicações e de transmissões de dados.
A CEB tem como objeto:
• desenvolver atividades nos diferentes campos da energia, em qualquer de suas fontes e
formas, inclusive a elétrica, com vistas à exploração econômica, em todo o Distrito Federal ou em
outras áreas que lhe sejam concedidas;
• garantir o suprimento de energia ao mercado consumidor, apoiando e incentivando estudos e
pesquisas de desenvolvimento de suas diversas fontes e promovendo o fomento e a implantação
de programas de eficiência energética;
• promover a absorção de novas tecnologias, visando à redução dos custos operacionais, à
melhoria da eficiência do abastecimento de energia e da qualidade de vida, através da adoção de
tecnologias compatíveis com a política ambiental;
• participar de empresas ligadas à pesquisa, ao desenvolvimento científico e tecnológico, tendo
por objeto a exploração energética, bem como de outras empresas ou empreendimentos cuja
finalidade esteja relacionada com os objetivos sociais, em especial aqueles voltados às atividades
operacionais aqui descritas.

Os objetivos empresariais dão o sentido básico de direção das atividades


da empresa, determinando para onde a organização deve canalizar seus recursos, e
expressam os principais resultados globais que a empresa deve alcançar em relação às
perspectivas ou aos segmentos que se interrelacionam com sua atuação: sociedade e
meio ambiente, mercado, clientes, acionistas e empregados.
Em 2005 foi consolidada na CEB a metodologia de BSC – Balanced Scorecard favorecendo o
estabelecimento, desdobramento e acompanhamento de ações relacionadas à estratégia
empresarial.
Assim, seus principais objetivos são:
Assegurar o atendimento eficiente e eficaz de seus clientes;
Assumir responsabilidade sócio-ambiental;
• Garantir competitividade e eficácia econômico-financeira;
• Investir na capacitação e valorização de seu patrimônio humano;
• Modernizar a empresa de forma sistêmica;
• Atuar de forma pró-ativa para manutenção e expansão de seus mercados.