Você está na página 1de 6

Ficha de avaliação formativa – Física e Química A 10.

º Ano – março de 2019

Nome: ___________________________________________ Nº: ______ Turma: _____

Grupo I

O ozono, O3, encontra-se na estratosfera, formando a chamada camada de ozono, que se estende por vários quilómetros de
altitude.
Na estratosfera, a interação da radiação ultravioleta B (UV-B) com as moléculas de oxigénio dá origem à formação de
radicais livres (átomos) de oxigénio. São estes radicais que, reagindo com outras moléculas de oxigénio, na estratosfera,
produzem o ozono.
Por seu lado, as moléculas de ozono também interagem com a radiação UV-B, na estratosfera, dissociando-se.
Se não houvesse interferência de outras espécies químicas presentes na estratosfera, a concentração de ozono nesta
camada da atmosfera permaneceria aproximadamente constante – a formação e a decomposição deste gás ocorreriam à
mesma velocidade.
No entanto, alguns radicais livres também presentes na estratosfera, nomeadamente os radicais livres (átomos) de cloro,
reagem com o ozono, que passa a decompor-se a uma velocidade superior à velocidade a que se forma. Como resultado da ação
destes radicais livres, ocorre, assim, uma diminuição da concentração de ozono na estratosfera, fenómeno que é
habitualmente designado por «buraco do ozono».
Maria Teresa Escoval, A Ação da Química na Nossa Vida,
Editorial Presença, 2010 (adaptado)

1. Escreva as equações químicas que traduzem as reações referidas no segundo parágrafo do texto.

Resposta:

2. A reação dos radicais livres de oxigénio com as moléculas de oxigénio, na estratosfera, envolve a libertação de cerca de
105 kJ por cada mole de moléculas de ozono que se formam.
A variação de energia, em joule (J), associada à formação de uma molécula de ozono, poderá ser traduzida pela expressão

+1,05 ×105 −1,05 ×105


(A) J (B) J
6,02 ×1023 6,02 ×1023

(C) -1,05 × 105 × 6,02 × 1023 J (D) +1,05 × 105 × 6,02 × 1023 J Resposta: __________

3. Quantas vezes é que a densidade do O3(g) é maior do que a densidade do O2(g), nas mesmas condições de pressão e
temperatura?
Resposta: __________

1/6
4. De acordo com a Lei de Avogadro, duas amostras que têm o mesmo número de moléculas, se estiverem à mesma
temperatura e pressão, podem ser:

(A) 2 g de O2 e 2 g de O3. (B) 3 g de O2 e 2 g de O3.


3 3
(C) 2 dm de O2 e 2 dm de O3. (D) 3 mol de O2 e 2 mol de O3. Resposta: __________

5. A atmosfera terrestre funciona como um filtro da radiação solar, como resultado das interações desta com a matéria
existente nas diversas camadas da atmosfera.

Selecione a alternativa correta relativamente à radiação ultravioleta (UV) proveniente do Sol.

(A) Na troposfera, é absorvida a maior parte das radiações UV de maior energia.

(B) Na estratosfera, são absorvidas praticamente todas as radiações UV de energia intermédia.

(C) Na termosfera, é absorvida a maior parte das radiações UV de menor energia.

(D) Na mesosfera, são absorvidas praticamente todas as radiações UV. Resposta: __________

6. O ozono troposférico é um poluente secundário que resulta da transformação química, na atmosfera, de poluentes como
os óxidos de azoto e os compostos orgânicos, por ação da radiação solar.
Sendo muito nocivo para a saúde humana, também prejudicial para o ambiente, a monitorização das suas concentrações na
atmosfera é fundamental para que seja possível tomar medidas preventivas quando ocorrem episódios de poluição.
Quando o ozono ultrapassa o valor limite de alerta (a partir 240 μg/m3), as autoridades recomendam que os grupos de
população mais sensíveis reduzam atividade física ao ar livre, evitem fatores de risco, como fumar ou contatar com produtos
irritantes e respeitem rigorosamente os tratamentos médicos, recorrendo a cuidados de saúde em caso de agravamento de
sintomas.
Calcule em partes por milhão em volume, ppmV, o valor limite de alerta relativo ao ozono na atmosfera. Considere o ozono
em condições PTN.
Apresente todas as etapas de resolução.

2/6
Grupo II

O gás propano, designado por gás doméstico, é um hidrocarboneto a partir do qual é aproveitado o calor como
resultado da reação de combustão a que fica sujeito.

Considere a reação de combustão do propano traduzida pela seguinte equação química:

C3H8(g) + 5 O2(g) → 3 CO2(g) + 4 H2O(g) Δ𝐻 = -1680 kJ mol-1

1. Represente as fórmulas de estrutura das espécies químicas envolvidas completando a seguinte tabela.

Fórmula
C3H8 O2 CO2 H2O
molecular

Fórmula
de
estrutura

2. Complete a tabela seguinte com o valor da energia de ligação em falta.

Ligação O-H O=O C-H C=O C-C

Elig (kJ mol-1) 463 498 412 348

3. A energia dos reagentes é _________ à energia dos produtos da reação e na rutura das ligações químicas nos reagentes
é envolvida, em valor absoluto, uma energia _______ à energia libertada na formação das ligações químicas nos produtos da
reação.

(A) … superior … inferior (B) … superior … superior

(C) … inferior … inferior (D) … inferior … superior Resposta: __________

4. Se a reação ocorrer em sistema isolado, a temperatura do sistema, _______ e a energia interna do sistema ______.

(A) … aumenta … diminui (B) … aumenta … mantém-se

(C) … aumenta … aumenta (D) … diminui … mantém-se Resposta: __________

5. Quantos átomos existem em 8,3 g de propano, C3H8? Resposta: ______________________________

3/6
Grupo III

1. As forças representadas na figura têm igual intensidade. Considere o deslocamento da arca, de A para B, e complete as
frases que se seguem.

(A) A força __________ não transfere energia para a arca.

(B) A força que realiza trabalho motor máximo é ____________.

(C) Realizam trabalhos iguais as forças ____________.

(D) Realiza trabalho resistente a força ____________.

(E) O trabalho realizado por ____________ é igual a metade do trabalho realizado por ____________.

(F) As forças que contribuem para o aumento da energia do centro de massa da arca são ____________.

Grupo IV

Um rapaz fez subir de A para B um móvel de massa 40,0 kg, aplicando uma força de 300 N.
Despreze o atrito e a resistência do ar.

) 25º
A

1. Represente na figura as forças aplicadas no móvel.

2. Calcule o trabalho realizado pela resultante das forças que atuou no móvel no trajeto AB, de comprimento 2,5 m.

4/6
Grupo V

Uma esfera de 600 g, com velocidade inicial de 7,0 m s-1, no ponto A, desliza sem atrito ao longo da calha representada na
figura até ao ponto mais alto, B. A partir desse ponto a calha passa a horizontal, com atrito igual a 50% do peso da esfera.
Ao atingir o ponto C, a esfera imobiliza-se.
C B
A
1,2 m ሬԦ
𝒗

2,4 m

Considere que o corpo pode ser representado pelo seu centro de massa (modelo da partícula material).

1. Calcule o trabalho realizado pelo peso do corpo entre A e C.

2. Calcule o comprimento da calha no percurso horizontal, distância ̅̅̅̅


𝑩𝑪.
Apresente todas as etapas de resolução.

5/6
Constantes
Constante de Avogadro NA = 6,02  1023 mol–1
Volume molar (PTN) Vm = 22,4 dm3 mol-1
Módulo da aceleração gravítica de um corpo
g = 10 m s-2
junto à superfície da Terra

Quantidades, massas e volumes

m – massa n – quantidade de matéria M – massa molar N – número de entidades NA – constante de Avogadro V – volume

Vm – volume molar ρ – massa volúmica

Soluções e dispersões

mA
ωA =
m total

c – concentração de solução V – volume de solução x – fração molar ω – fração mássica ppmV – partes por milhão em volume

ppmm – partes por milhão em massa %(m/m) - percentagem em massa %(V/V) - percentagem em volume

Energia


• Trabalho realizado por uma força constante, F , que atua sobre um corpo em movimento rectilíneo.......................................... W = F d cos α

d – módulo do deslocamento do ponto de aplicação da força α – ângulo definido pela força e pelo deslocamento

2
• Energia cinética de translação ............................................................................................................................................................................ Ec = ½ m v
m – massa v – módulo da velocidade

• Energia potencial gravítica em relação a um nível de referência .................................................................................................................. Ep = m g h


m – massa g – módulo da aceleração gravítica junto à superfície da Terra
h – altura em relação ao nível de referência considerado

• Teorema da energia cinética....................................................................................................................................................................................... W = ΔEc


W – soma dos trabalhos realizados pelas forças que atuam num corpo, num determinado intervalo de tempo
ΔEc – variação da energia cinética do centro de massa do corpo, no mesmo intervalo de tempo

Débora

6/6

Você também pode gostar