Você está na página 1de 19

Recursos naturais (terra)

Executivo
Fatores de
Trabalho
produção
Administrativo

Capital fixo
Bens de
capital
Capital
circulante
 São aqueles que os quais o empresário não
tem controle direto. Incluem se aqui as
condições climáticas, a legislação e as
instituições vigentes, o comportamento do
mercado e a política agrícola.
 São aqueles mobilizados pelo produtor e
sobre os quais ele tem controle direto. O
tamanho ou volume dos negócios,
rendimento das culturas e das criações,
seleção e combinação das linhas de
exploração, eficiência de mão de obra e
tecnologia
 O primeiro passo a ser dado na organização de
uma propriedade agrícola é a determinação da
capacidade de usos de solos disponíveis.
 Há terras que por apresentarem características
desfavoráveis não servem para culturas mas
podem servir para pastagens ou reflorestamento.
 Dessas observações é que surgiu a ideia de
classificar as terras de acordo com a sua
capacidade de uso.
 A caracterização as classes e subclasses pode ser
encontrada no Manual de Levantamento de Solos
de Ranzani(1965)
 Medidas para empresas rurais em que as
culturas são a principal fonte de renda:
 Área total;
 Área cultivada;
 Área dedicada.
 Para empresas agrícolas em que a criação de
animais é a atividade principal:
 Numero de galinhas por granja avícola;
 Numero de vacas para uma granja leiteira;
 Numero de porcos para uma granja de
porcos;
 Numero de unidade de animais.
 Para empresas agrícolas em que são
importantes tanto culturas como criações:
 Renda bruta e renda liquida;
 Valor total do capital da empresa;
 Numero de equivalentes homens*;
 Custo total anual do estabelecimento.
 Propriedades muito pequenas, pequenas,
médias, grandes e muito grandes.
 Exploração de subsistência e explorações
comerciais.
 O estatuto da Terra (Lei 4504 de 30 de
novembro de 1964).
 Imóvel Rural; Propriedade familiar; Módulo
rural; Minifundio; Latifundio; Empresa Rural
 A) Quanto ao trabalho: Os grandes
estabelecimentos tem maiores possibilidades
de contar com tecnologia e recursos
financeiros. Geralmente há mais flexibilidade
na utilização de mão de obra na pequena
propriedade.
 Nas pequenas propriedades a mão de obra
familiar é mais importante, o que significa
uma menor dependência de assalariados
 Quanto ao uso de maquinários e construções:
As grandes propriedades podem fazer uso de
tecnologia mais avançada.
 Quanto a comercialização: Os grandes
produtores podem comprar insumos em
grandes quantidades e também podem
vender a produção em larga escala, obtendo
assim melhores preços. Os pequenos tem a
possibilidade de se associarem em
cooperativas ou associações para obterem
vantagens financeiras
 Quantos aos riscos: Os pequenos produtores
correm menos riscos devido a possibilidade
de crises econômicas pois uma parcela maior
de sua produção se destina ao consumo
familiar.
 Linhas de exploração competidoras ou
principais são aquelas que requerem, na
mesma época, o uso de certos recursos, isto
é, são culturas ou criações que competem no
uso de mão de obra, da terra, e do capital
etc.
 Linha de exploração complementar, é aquela
que fornece material ou serviço para outra.
Exemplos: forrageira para gado, milho para
porcos/galinhas.
 O princípio da vantagem comparativa afirma
que os produtores de cada região tendem a
usar seus recursos para a produção de bens
de custos comparativos mais baixos. Com o
resultado da venda podem adquirir de outras
regiões as mercadorias que lá são produzidas
em condições vantajosas.
 Para fins de administração rural
consideramos especialização a produção
baseada em uma só linha de exploração. Por
diversificação se entende a produção de
vários produtos para o mercado, e nesse caso
o agricultor terá várias fontes de renda
 Vantagens da especialização: princípio da
vantagem comparativa indica que cada
propriedade deve dedicar-se à linha de
exploração que melhor se adapte ao local do
ponto de vista econômico, tendo em vista o
obtenção do lucro máximo.
 A especialização favorece o desenvolvimento
das habilidades humanas e portanto aumenta
sua eficiência.
 A especialização permite uma melhor
aplicação do capital em máquinas e
equipamentos;
 A especialização facilita a administração da
empresa.
 Vantagens da diversificação: Através da
adequada combinação de linhas de
exploração, principais, complementares e
suplementares, determina o uso mais
completo dos recursos disponíveis;
 A diversificação reduz os riscos devido a
preços desfavoráveis e condições
meteorológicas prejudiciais;
 Permite a rotação de culturas.
 Eleger, entre as explorações competidoras uma
ou duas que, em face das condições reinantes,
prometem ser as mais recomendáveis para
aquele objetivo;
 Agregar às atividades principais algumas
complementares visando ao fornecimento de
materiais ou serviços a primeira;
 Rever, finalmente, o plano geral com o objetivo
de descobrir recursos não aproveitados que
possam ser empregados em linhas de exploração
suplementares que concorram para aumentar a
renda liquida.