Você está na página 1de 17

Direito de Família

Profa. Fabiana Borges


Norma Jurídica

Art.4º. LINDB: “Quando a lei for omissa, o


juiz decidirá o caso de acordo coma analogia,
os costumes e os princípios gerais de
direito”.

Profa. Fabiana Borges


Princípio da dignidade da Pessoa humana
 Princípio vetor de todos os outros princípios.

Art.1º., III, CF/88: “ A República Federativa do Brasil formada pela união


indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em
Estado Democrático de Direito e tem como fundamento:
[...]
III – a dignidade da pessoa humana.

Profa. Fabiana Borges


Princípio da Monogamia
Previsto no artigo 1566, II, Código Civil:
“São deveres de ambos os cônjuges:
I – fidelidade recíproca”

Art. 235, Código Penal:


“Contrair alguém, sendo casado,
Sendo casado, novo casamento:
Pena – reclusão de 2(dois) a 6
(seis) anos.
Profa. Fabiana Borges
Princípio do melhor interesse da criança e do
adolescente
Art. 227, CF/88: “É dever da família, da sociedade e do
Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem,
COM ABSOLUTA PRIORIDADE, o direito à vida, à
saúde, à alimentação, à educação ao lazer, à
profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à
liberdade e à convivência- familiar e comunitária, além
de colocá-los a salvo de toda forma de negligência,
discriminação, exploração violência, crueldade e
opressão”.

Estatuto da Criança e do Adolescente

Profa. Fabiana Borges


Princípio da Isonomia
Art. 5º., I, CF/88: “Homens e mulheres são iguais em
direitos e obrigações, nos termos desta constituição”.

Profa. Fabiana Borges


Princípio da autonomia
Menor intervenção estatal
Em regra, rege a autonomia da vontade.

Quantos filhos
teremos??

Onde vamos Qual regime de


morar? bens??

FAMÍLIA

Posso mudar
de regime de Filhos
bens na biológicos ou
constância do civis??
casamento??

Art. 1513, CC: “É defeso a qualquer pessoa, de direito público ou privado,


interferir na comunhão de vida instituída pela família”.

Profa. Fabiana Borges


Princípio da igualdade de filiação
Art. 227, §6º., CF/88: “Os filhos, havidos ou não da
relação do casamento, ou por adoção, terão os mesmos
direitos e qualificações, proibidas quaisquer
designações discriminatórias relativas à filiação”.

Profa. Fabiana Borges


Princípio da Sócio afetividade
Prevalência do convívio social e da afetividade.

Profa. Fabiana Borges


Princípio da pluralidade das formas
de família

A CF/88 consagrou o princípio da


pluralidade das formas de família , e a
jurisprudência vem apresentando novos
paradigmas de família.

Profa. Fabiana Borges


Família tradicional
Matrimonial
Art. 1514, CC: “O casamento se realiza no momento em
que o homem e a mulher manifestam, perante o juiz, a
sua vontade de estabelecer vínculo conjugal, e o juiz os
declara casados”.

Profa. Fabiana Borges


Família união estável
Art. 1723, CC: “É reconhecida como entidade familiar a
união estável entre o homem e a mulher,
configurada na convivência pública, contínua e
duradoura e estabelecida com o objetivo de constituição
de família”.

Art. 226, §3º., CF/88: “ Para efeito da proteção do Estado,


é reconhecida a união estável entre o homem e a
mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar
sua conversão em casamento”.

Profa. Fabiana Borges


Família Monoparental
Art. 226, §4º., CF/88: “Entende-se, também, como
entidade familiar a comunidade formada por
qualquer dos pais e seus descendentes”.

Profa. Fabiana Borges


Família anaparental
Relação familiar pautada em
vínculos de parentesco, contudo sem
vínculo de ascendência e
descendência.

Profa. Fabiana Borges


Família mosaico/ recompostas

Profa. Fabiana Borges


Família homoafetiva
 Família formada por pessoas do mesmo sexo.

 STF – adin 4277,

 Resolução 175/2013 – CNJ


Art. 1º: “É VEDADA às autoridades competentes a
recusa de habilitação, celebração de casamento civil
ou de conversão de união estável em casamento
entre pessoas de mesmo sexo”.

Profa. Fabiana Borges


Família Unipessoal
É a família composta por apenas uma pessoa.

Súmula 364, STJ: “O conceito de impenhorabilidade de


bem de família abrange também o imóvel pertencente a
pessoas solteiras, separadas ou viúvas”.

Profa. Fabiana Borges