Você está na página 1de 11

Técnicos em Nutrição e Dietética

atuam em benefício da saúde


PASSATEMPOS

caça-palavra jogo dos erros dominox


2 apresentaçÃO coQuetel CFn
dominox 3

Preencha o diagrama, respeitando os cruzamentos, com as palavras em des-


Contribuindo para uma vida mais saudável taque no texto.

Quando se trabalha em equipe, compartilhando informações, conheci-


mento profissional, ética e experiência, o sucesso é certeiro. Seja em uma O Técnico em Nutrição e Dietética
empresa, indústria ou políticas públicas, cada integrante do time tem sua
importância para o bom desempenho de todos. O Técnico em NUTRIÇÃO e DIETÉTICA (TND) é um profissional de SAÚDE que
desenvolve AÇÕES para o bem-estar do INDIVÍDUO e da COLETIVIDADE, em
Na Nutrição também é assim. E onde há um nutricionista em ação, pode
haver também o trabalho do Técnico em Nutrição e Dietética. parceria com o nutricionista, que supervisiona as suas ATIVIDADES.
No Sistema CFN/CRN (Conselhos Federal e REGIONAIS de Nutricionistas),
O TND – sigla que denota carinhosamente a profissão do Técnico em Nu-
as áreas de atuação e atribuições do técnico estão regulamentadas pela
trição e Dietética – tem importância determinante na missão de promover a
Resolução nº 605 do CFN, aprovada em 22 de abril de 2018. O técnico tam-
qualidade de vida, saúde e bem-estar das pessoas.
bém possui um Código de Ética que dispõe sobre os DIREITOS e DEVERES
Nesta publicação, repleta de jogos e passatempos, você irá se divertir e desse PROFISSIONAL (Resolução nº 333, de 3 de fevereiro de 2004).
conhecer melhor o trabalho do TND.
O Dia do Técnico em Nutrição e Dietética é comemorado em 27 de junho!
Vamos lá?

d i r e i t o s
4 CAÇA-PALAVRA coQuetel CFn 5

Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto.


L S S H I C D S N N F F T C Y C Y L O O

O técnico em nutrição e o nutricionista N L H T N I I E R S O A C O O L M R L F

R E D S A C I T E T E I D D L A E O B H
Assim como o NUTRICIONISTA, o TND desempenha práticas PROFISSIONAIS
N B M E E N N N F I R E M L T R W I G E
diretamente ligadas ao CUIDADO, à SEGURANÇA e à SAÚDE alimentar. Há simi-
N I O D A D I U C H C T N D R E E R A L
laridades e DIFERENÇAS entre as atividades e atuações. Vamos conhecê-las?
N R D A R A M G L O N C M H T D R E E T
O nutricionista é o profissional com BACHARELADO em Nutrição, com FOR-
MAÇÃO em nível SUPERIOR. Já o TÉCNICO em nutrição e DIETÉTICA é o profis- G E A E H R R R N T N G N C N E F P T G

sional com formação em nível MÉDIO, profissionalizante. M O L M S A D A Z I L A C S I F I U Y H

As duas profissões são FISCALIZADAS, normatizadas e orientadas pelo CON- I R E S D A R E Y E D M F M I L B S S C
SELHO Regional de Nutricionista da região onde os profissionais estiverem
N I R A A S A G R N T T L I O L D H L E
atuando, com NORMAS estabelecidas nacionalmente pelo Conselho FEDE-
H I A A B G T H S F I H H T T F M B A N
RAL de Nutricionistas.
G G H A L A D F N O R M A S E S S L E E

D E C T L T F S T L F T E A N A D F S E

N H A E S S D M N N I E R Ç A U E F I F

C L B L O I D E M O M N B N E D B M A E

L B H L A N C D I D G R E E M E C F N E

D E S T E O L S H N I N R R D E D E O H

T N A N A I T S Y C N A G E M G D S I T

O L D C O C D E B F B B T F I A L L S C

E I A F H I E T A F T D C I C Y N G S R

I H T E R R L A E O I T R D C D H R I R

E R N A L T N Ç M R Y N S F R L L N F Y

G O E R T U E N D M E H L E O T O D O C

H C M H I N O A M A H R L T I D H R R E

F C A H L F E R A Ç C H I E T C L S P L

S O L E T C E U E Ã D T E C E C E E I N

R O U N F M R G F O S F T N I N S L C H

L D G F C B S E A Y M N E I M H N I S L

D L E F E F S S E O D M C C T H O M N Y

Y A R D N N C O L D A W A O C R C M A I

R L A I N I R N C L C E C O E N L D M D

F R I W A O G O I C D A R O I I R N H R
6 Embaralhadas coQuetel CFn
Risque as letras 7

A origem do curso técnico Formação do TND


O curso de Técnico em Nutrição e Dietética é originário do curso de “Au-
xiliares em Alimentação ou Dietistas”, o primeiro de formação profissional O curso técnico é mais focado
no campo da alimentação e nutrição no Brasil. Foi criado pelo médico-che- em áreas específicas da nutrição,
fe Francisco Pompêo do Amaral (1907-1990), na Superintendência do En- além de preparar o estudante
sino Profissional do Estado de São Paulo, por Decreto Estadual n° 10.033, para funções operacionais. A
de 3 de março de 1939. Desde a sua origem até 1974, era o único curso formação também é dividida
técnico em nutrição e dietética funcionando nas instalações da atual Escola entre as disciplinas teóricas e as
Técnica Estadual Carlos de Campos, no Brás, em São Paulo. aulas práticas. Este curso é dis-
ponibilizado em escolas técni-
Desembaralhe as sílabas e descubra o nome do projeto que deve ser en-
cas, institutos, centros, colégios,
tregue ao término da graduação, para que o estudante se forme.
faculdades e outros.
Fonte: Centro Paula Souza
Riscando as letras Y, Z e W, você
vai descobrir o tempo em que
o

é desenvolvido o curso técnico

r
em nutrição.

cu o
de lh y z w y z w y z w y z w y z w y z w y z
co w y z d y z w y z w y z w y z w y z w y
n
ba clu
z w y z w y z w y z w y z w y o w y z w
y z w y z w y z w y z w y z w y z w y z
w y z w y z w y z w y z w y z w y z w y

so z w y z w y z w y z w y z w y z w y z w

a y z w i z w y z w y z w y z w y z w y z

de tr w y z w y z w y z w y z w y z w s z w y
z w y z w y z w y z w y z w y z w y z w
a z w y z w y z w y z w y z w y z w y z
w y z w y z w y z w y z w y z w y z w y
z w y z w y z n y z w y z w y z w y z w
y z o y z w y z w y z w y z w y z w y z
w y z w y z w y z w y z w y z w y z w y
z w y z w y z w y z w y z w y z w s z w
8 CÓDIGO SECRETO coQuetel CFn
SIGA AS LINHAS 9

Ética profissional Carreira


É dever de todos os Técnicos em Nutrição e Dietética conhecer o inteiro A Resolução nº 605 do CFN estabelece que as áreas de atuação do TND são:
teor do seu Código de Ética (Resolução CFN n° 333, de 3 de fevereiro de nutrição em alimentação coletiva, nutrição clínica, nutrição em saúde coletiva
2004). O TND deve ter como princípio básico de sua atuação o bem-estar e nutrição na cadeia de produção, na indústria e no comércio de alimentos.
do indivíduo e da coletividade, empenhando-se na promoção da saúde, Ambulatórios, bancos de leite humano, bancos de alimentos, agroindústria
cumprindo e fazendo cumprir a legislação, normas e preceitos referentes de alimentos e alimentação escolar são alguns dos locais de trabalho do TND.
à saúde. Deve, continuamente, se atualizar e ampliar seus conhecimentos Leve as letras aos espaços em branco e descubra exemplos de estabeleci-
técnicos e científicos, visando ao bem público. Agir de modo criterioso e mentos comerciais que costumam disponibilizar vagas para o técnico em
transformador, considerando os padrões socioculturais do meio em que nutrição e dietética.
atua, observando a legislação e respeitando os direitos do indivíduo, sen-
do-lhe vedada a prática de discriminação de qualquer natureza. 1 P S H A O S I T I 2 É I S H T O
Substitua os códigos pelas letras correspondentes e descubra os objetivos
para que são voltadas algumas atividades realizadas pelo TND.

4 1 q 6 8 9 0 a j d e t
a c d e i n o p r s t u
3 I P R A A d S A 4 R D O E S C M A

1t 8 q 4 q 0 d q 0 d
1
a4 1 8 6 9 e 6 d

5 A T A T S E R E U S N R

a j 0 1 6 d d 0 d
2
0 a 6 j 4 1 8 0 9 4 8 d
10 COORDENADAS coQuetel CFn
CAÇA-PALAVRA 11

O símbolo da nutrição Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto.

A nutrição conta com um símbolo próprio, que é estampado nos materiais, O TND
cadernos, jalecos e outros utensílios dos especialistas. O brasão também Para ser de fato TÉCNICO em Nutrição e Dietética, este PROFISSIONAL deve
marca os princípios e preceitos históricos. Mas você sabe o que significa possuir DIPLOMA de curso técnico em Nutrição e Dietética devidamente
cada elemento? RECONHECIDO pelo Ministério da Educação. Conheça algumas ATRIBUIÇÕES
Cores – O verde classifica as profissões de saúde e está em becas, anéis do TND:
(pedra esmeralda) e brasões. A cor branca também está presente com neu-
• ACOMPANHAR e monitorar o porcionamento, a apresentação, o transpor-
tralidade e harmonização.
te e a distribuição das dietas/refeições;
Balança – Símbolo universal do equilíbrio; ela se relaciona com a profissão
por equilibrar alimentação e saúde. • Contribuir na elaboração do Manual de Boas PRÁTICAS e acompanhar sua
Trigo – Os ramos deste importante alimento envolvem os demais símbolos, implementação e execução;
representando a manutenção e a sustentação da saúde, visadas pela nutrição. • Coletar dados antropométricos para subsidiar a avaliação NUTRICIONAL, a
Serpentes – A serpente materializa o envolvimento entre três esferas: saú- ser realizada pelo nutricionista;
de, nutrição e equilíbrio. • Supervisionar as atividades de higienização de ALIMENTOS, utensílios,
Observe a imagem abaixo e depois es­creva as coordenadas de cada qua- equipamentos, ambientes e pessoal;
dro em destaque. Veja o exemplo. • Avaliar as características dos alimentos e das preparações culinárias de
acordo com os PROTOCOLOS estabelecidos.

T B G L A B E C R P R A T I C A S D M C

B E S A E I L E I R L T L H M F N N C E

R N E W E N A T M O E E O L E C O O E R

L E Õ R L F C W G F G D O P D I D H I L

H A Ç S A H O M F I D I N R D L I D H N

B R I R N R M C Y S I P M O S E C F D C

S W U R O R P L E S E L E T T O E L S R

H I B D I H A D C I H O F O T S H F F M

H O I O C R N G D O C M D C G O N D S A

E C R W I C H N L N O A D O A M O N C O

D I T E R A A B S A L S Y L C E C B T L

T N A S T B R O S L M E R O I S E N D T

R F N M U T G L I N I N N S M E R I D M

E G T E N F E D I N E I E S C G I E I L

L B G M C I Y H R N S O T N E M I L A F

R C O C I N C E T R A I H N T A N F E G
c-6
N D L N M F B R F E C E S W C W I C A R
12 DOMINOX coQuetel CFn 13

Preencha o diagrama, respeitando os cruzamentos, com as palavras em


destaque no texto.

Áreas de atuação do TND c


Alimentação coletiva – O TND pode atuar em locais como: serviços de
alimentação coletiva (autogestão e concessão) em empresas e instituições, l
hotéis, hotelaria marítima, hospitais, clínicas, bancos de sangue, comuni-
dades terapêuticas, alimentação ESCOLAR em rede privada de ensino, res- i
taurantes comerciais e similares e bufê de eventos.
Nutrição CLÍNICA – Atividades realizadas nos HOSPITAIS e clínicas em geral, n
spas clínicos, instituições de longa permanência para idosos, AMBULATÓ-
RIOS, bancos de leite humano, postos de coleta de leite humano, LACTÁRIOs i
e centrais de terapia nutricional.
Saúde Coletiva – Atividades com foco em POLÍTICAS e programas institucio- c
nais, vigilância em saúde e fiscalização do exercício profissional.
Nutrição na Cadeia de Produção, na INDÚSTRIA e no COMÉRCIO de Alimen- a
tos – Atuação em locais como: agroindústria de alimentos, MERCADOS e
similares, PADARIAS e confeitarias, laticínios, açougues e similares, hortifru-
tigranjeiros, produtos naturais e DIETÉTICOS, comidas CONGELADAS, sorve-
terias, lojas de conveniência e delicatessens.
14 JOGO DOS ERROS coQuetel CFn
Letras Coordenadas 15

“Prometo exercer com lealdade e dedi-


cação as funções de Técnico em Nutrição
e Dietética, respeitando em qualquer cir-
cunstância a Ética Profissional, em benefí-
cio da saúde do homem, sem discrimina-
ção de qualquer natureza.”
Observe o quadro abaixo e, com as coor-
denadas das letras, descubra o que é o
texto acima.
Fonte: (Resolução CFN nº 333, de 03 de fevereiro de 2004)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
A M M R O E N Ç A S O H E I R D O Y T

Procure e marque as SETE diferenças entre as imagens. b O C O T L B A I A N S A C I L B U V

c M F B N D C O N S Y O H R F I I E I

d H R C E O S N I G O L O N C E T F r

e M I G M T S T A H N A E D N E S N U

f I R R I R L B R Y N N E I A T L S S

g P A N C D A T L P R O M O Ç Ã O H a

h R D D E T T T Y N F B S D D A R B n

i O L A H N N O T O Ã T S E G N C T t

j à O L C M M R Y I S E F L R S E D e

k O R H S N A T H R E C U R S O S T D
l O L A H N N O T O Ã T S E G N C T Ã

m D F D N C E O U F C H E E R I N L O

n U F S O T I C R D O R D C G I D Y L

o O R H S N A T H R E C U R J O S T D

o14 M8 a3 h15 e1 j16 d7 a18 c7


16 CAÇA-PALAVRA coQuetel CFn
DOMINOX 17

Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto. Preencha o diagrama, respeitando os cruzamentos, com as palavras em
destaque no texto.
Alguns direitos e deveres do TND Missão do CFN
São direitos: garantia e DEFESA de suas atribuições e prerrogativas. O desa-
Contribuir para a garantia do DIREITO humano à ALIMENTAÇÃO adequada e
gravo PÚBLICO por ofensa que atinja a sua HONRA profissional. Opinar em
SAUDÁVEL, normalizando e disciplinando o exercício PROFISSIONAL do Nu-
assuntos básicos de ALIMENTAÇÃO e nutrição, desde que compatíveis com
tricionista e do TÉCNICO de NUTRIÇÃO e Dietética, para uma PRÁTICA pauta-
sua formação, e prestar SERVIÇOS profissionais gratuitamente a instituições
da na ÉTICA e comprometida com a SEGURANÇA alimentar e nutricional em
de reconhecida benemerência social,
BENEFÍCIO da SOCIEDADE.
respeitadas as NORMAS de REGULAMEN-
TAÇÃO da profissão e ocupação.
São deveres: divulgar e propagar os CO-
NHECIMENTOS básicos de alimentação e
NUTRIÇÃO, prestando esclarecimentos
com finalidade EDUCATIVA e de interes-
se SOCIAL, segundo recomendações do
nutricionista. Prestar serviços PROFISSIO-
NAIS, sem finalidades lucrativas, em si-
tuações de CALAMIDADE, de emergência
pública e de RELEVANTE interesse social.
Atualizar e ampliar seus conhecimentos
técnicos, visando ao bem público e à efe-
tiva prestação de serviço à COMUNIDADE.

B S E T E I B S M I A R N O H N N T E R

S O T N E M I C E H N O C E M P R E E E

O E O D D L G H S R T A T R E R H C N G

Ç T P W U I M N N E S O F D B O D A F U

I W U F C L F U O L R Ã E A T F E L R L

V M B A A N N T H E F Ç D N I I G A C A

R L L H T O T R M V N A M D S S O M A M

E D I O I R H I M A E T C E M S L I S E

S C C S V M M Ç G N R N E F S I W D F N e

Y E O N A A T Ã R T E E S E I O T A M T
t
I E T D E S F O O E D M G S F N A D I A
i
H A D O W A N T E D H I R A L A E E B Ç

E D A D I N U M O C N L L I B I I T M Ã
c
a
L S E I E G N S G R L A I C O S D H A O
18 Solução coQuetel CFn
Solução 19

3 4-5 11 P

R A
T I C
A S 12-13
S R
L R
E A O O
A C I T E T E I D A O 0 ( 5 & $ ' 2 6
' , 5 ( , 7 2 6 $ Õ L C F D P D
R I / (
( ( 1 $ 7 Ç A O I I R I
O D A D I U C T N D E R
9 * ' 8 1 ,
D D E
I N M S P O C

3 2 / , 7 , & $ 6
U O P S L T E
& 2 / ( 7 , 9 , ' $ ' ( 8 9 A E P 1 2 &
5 2 9 ( 7 , B I A I O O H
L S A D A Z I L A C S I F U


I C N O M C N , 0 2
( 1 , 5 ' E S
$ d ¯ ( 6 $ ' , ( 7 ( 7 , & $ R I H N A O O & ( /
R
T R A A L C $ 3 $ ' $ 5 , $ 6
, 8 d ' A
A T R L O E
3 5 2 ) , 6 6 , 2 1 $ / ® ( H A N O
R M A S S
U S R 0 , & 5

2 6 C T A A S N % & ( ,

A S Ç U I
S

O
T N E
M I L
A 8 2 7 2 +
B O I D E M N D A O C I N
C E T
/ 1 ( 2
N E E N

S O R O $ * 7 6

A I E I 14 7 ( , 3
6
D C F S
2 / $ & 7 $ 5 , 2 6
A I F I S
5 $ 2 7
T R A O D I

TRABALHO DE CONCLUSÃO N T Ç R F

E U N M O O
, 1 ' 8
2 $
6 7 5 , $
,

DE CURSO M N A A T H R

A R Ç E L P 6 6 6

L U Ã C E

U G O N S
15
G E I N

E S C O

JURAMENTO
8 R O C




7 16 A R N O
H R 17
1- CUIDADOS DOS
S

O
T N E M I C
E H
N O C P E
O D R R C G
PACIENTES DOIS ANOS

Ç P U N E O O A U

I U C U L Ã F L L 6 ( * 8 5 $ 1 d $ 6
2 8 3 5 $ 7 , & $
V B A N T E Ç I A A
2- PROCESSOS
R L T O R V A D S M M

7 ( & 1 , & 2
,
7
5 '
8
'
E I I R I A T E S I E
OPERACIONAIS 9

S C V M Ç N N F I D N

% ( 1 ( ) ,
'
& , 2
d (
,
5
$
9
O A A Ã T E E O A T $ ® 7 ( (

S O E M S N D A ' 3 5 2 ) , 6 6 , 2 1 $ /

10 1- HOSPITAIS I A A E Ç

E

D
A D I N
U M
O C L I Ã
(
$ / , 0
& 7
( 1 7 $ d ® 2
L A I C
O S O

2- HOTÉIS
Revista produzida pela EDIOURO/COQUETEL para CFN – Conselho federal de nutricionistas
3- PADARIAS Diretor Executivo: Rogério Ventura;
Diretor de Novos Negócios: Mauro Bentes; Coordenadora Editorial: Eliana Rinaldi;

4- MERCADOS Criação: Fernanda Oliveira, Letícia de Oliveira e Carolina Silva; Arte: Luciano Urbano;
Colaboração: Luiz Fernando (diagramação), Fábio Storino (texto) e Shutterstock (imagens);
Representante comercial Brasília: Marketing 10 – José Hevaldo (61) 3326-0110 / (61) 3964-2110

5- RESTAURANTES Mais informações sobre Projetos Especiais: (21) 3882-8315 / 3882-8447 / 3882-8448
Todas as marcas contidas nesta publicação bem como os direitos autorais incidentes são reservados e protegidos pelas Leis 9.279/96 e
9.610/98. É proibida a reprodução total ou parcial, por quaisquer meios, sem autorização prévia, por escrito, da editora.
10

CRN-1: DF, GO, MT, TO CRN-6: AL, CE, MA, PB, PE, PI, RN
CRN-2: RS CRN-7: AC, AM, AP, PA, RO, RR
CRN-3: SP e MS Missão doCRN-8:
CFN PR
CRN-4: ES e RJ CRN-9: MG
CRN-5: BA e SE CRN-10: SC

SRTVS Qd. 701, Ed. Assis www.cfn.org.br cfn@cfn.org.br (61) 3225.6027


Chateaubriand, Bloco II,
Sala 301 Brasília-DF
CEP: 70340-906

Você também pode gostar