Você está na página 1de 3

Procedimento Operacional Padrão

(POP) Página 1 de 3

003 – Exposição e Organização dos Versão: 1.3


Produtos Comercializados

1. Título: Exposição e organização dos produtos comercializados na Rede de Farmácias São João.

2. Objetivos:
Descrever e regulamentar os procedimentos de exposição e organização dos produtos
comercializados, visando atender as normas da legislação vigente.

3. Definição:
A exposição e organização dos produtos comercializados deve seguir as normas e
legislações vigentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e o layout definido pelo setor de
Marketing empresa.

4. Procedimentos:
Na área de circulação de clientes, somente podem ficam expostos produtos de higiene
pessoal e cosméticos, além de medicamentos de venda livre (conforme RDC 41/2012),
fitoterápicos, produtos de Notificação Simplificada, além de outros liberados pela ANVISA.
Demais medicamentos devem ficar armazenados em local restrito na área de circulação dos
funcionários, fora do alcance dos clientes.
De acordo com a norma citada, os medicamentos isentos de prescrição podem permanecer
ao alcance dos usuários para obtenção por meio de autosserviço no estabelecimento, sendo que os
medicamentos de mesmo princípio ativo ou de mesmos princípios ativos (no caso de associações)
devem permanecer organizados em um mesmo local e serem identificados, de forma visível e
ostensiva ao usuário, com a Denominação Comum Brasileira (DCB) do(s) princípio(s) ativo(s) ou,
em sua falta, da Denominação Comum Internacional (DCI), de modo a permitir a fácil identificação
dos produtos pelo usuário. Ainda, estes medicamentos devem ser dispostos de forma separada dos
demais produtos comercializados na área de autosserviço.

Nome Assinatura Data


Elaborado por: Suporte Farmacêutico e SNGPC 05/31/19
Revisado e aprovado por:
Data da próxima revisão:
Procedimento Operacional Padrão
(POP) Página 2 de 3

003 – Exposição e Organização dos Versão: 1.3


Produtos Comercializados

A dispensação de medicamentos isentos de prescrição (ou venda livre) deverá ser realizada
com orientação do farmacêutico. Ainda, deve haver na farmácia cartaz contendo os dizeres:
“Medicamentos podem causar efeitos colaterais indesejados. Evite a automedicação: informe-se
com o farmacêutico”. Este cartaz é parte das exigências da RDC 44/09. Esse cartaz pode ser
solicitado ao Suporte Farmacêutico.
Em relação ao armazenamento, todos os produtos devem estar ordenados nas prateleiras,
sem contato direto com as paredes, piso e teto e fora de áreas de variação de temperatura. As fraldas
expostas fora do balcão devem estar sobre apoio de paletes.
Os medicamentos controlados ficam armazenados em armário específico, mantido
chaveado, cujas chaves ficam em posse do farmacêutico (Art. 67 da Portaria 344/98).
Os medicamentos que necessitam de refrigeração estão armazenados em geladeira
específica.
Todos os espaços destinados à exposição e organização devem estar limpos e secos.

5. Referências

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução da Diretoria Colegiada (RDC)


nº 44, de 17 de agosto de 2009. Dispõe sobre Boas Práticas Farmacêuticas para o controle sanitário
do funcionamento, da dispensação e da comercialização de produtos e da prestação de serviços
farmacêuticos em farmácias e drogarias e dá outras providências.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução da Diretoria Colegiada (RDC)


nº 41, de 26 de julho de 2012. Altera Resolução RDC Nº 44, de 17 de agosto de 2009, que dispõe
sobre Boas Práticas Farmacêuticas para o controle sanitário do funcionamento, da dispensação e da
comercialização de produtos e da prestação de serviços farmacêuticos em farmácias e drogarias e dá
outras providências, e revoga a Instrução Normativa IN nº 10, de 17 de agosto de 2009.

Nome Assinatura Data


Elaborado por: Suporte Farmacêutico e SNGPC 05/31/19
Revisado e aprovado por:
Data da próxima revisão:
Procedimento Operacional Padrão
(POP) Página 3 de 3

003 – Exposição e Organização dos Versão: 1.3


Produtos Comercializados

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Portaria SVS/MS nº 44, de 12 de maio


de 1998. Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle
especial.

Manual de Boas Práticas Farmacêuticas 2019 da Rede de Farmácias São João.

Nome Assinatura Data


Elaborado por: Suporte Farmacêutico e SNGPC 05/31/19
Revisado e aprovado por:
Data da próxima revisão: