Você está na página 1de 12

TIM PARTICIPAÇÕES S.A. TIM S.A.

Companhia Aberta Companhia Fechada


CNPJ/MF 02.558.115/0001-21 CNPJ/MF 02.421.421/0001-11
NIRE 33.300.276.963 NIRE 33.300.324.631

FATO RELEVANTE

PLANO ESTRATÉGICO 2020-2022 E DIVULGAÇÃO DE GUIDANCE

TIM PARTICIPAÇÕES S.A. (“Companhia” ou “TPAR”) (B3: TIMP3; NYSE: TSU) e sua
subsidiária integral TIM S.A. (“Subsidiária” ou “TSA”), vem em conjunto e em atendimento ao
art. 157 da Lei n.º 6.404 e às disposições da Instrução CVM n.º 358, informar aos seus
acionistas, ao mercado em geral e aos demais interessados que o Grupo Telecom Italia
divulgou na data de hoje suas projeções para o triênio de 2020-2022. Nesse contexto, a TIM
também atualiza as projeções do seu Plano Estratégico 2019-2021, disponibilizado ao
mercado em Fato Relevante de 21 de fevereiro de 2019.

A Companhia publica esta atualização após um ano de melhorias consistentes, com o


atingimento de parte significativa dos objetivos de curto prazo traçados em seu Plano
Estratégico 2019-2021, o que demonstra o acerto na estratégia executada ao longo do ano.
Tais objetivos foram atingidos a despeito das expectativas macroeconômicas que não se
confirmaram em razão de uma recuperação mais lenta e instável da economia, comparadas
às projeções realizadas pelo mercado em geral e pela TPAR e sua subsidiária.

Projeções 2019-21
em visão com IFRS 9+15
Indicadori Projeções 2019 (Curto Prazo) Resultado 2019
Crescimento da Receita de Serviços (A/A) 3-5% 2,4%
Crescimento
Crescimento do EBITDA (A/A) 6,7%
Mid to High-Single Digit
Margem EBITDA ≥39% em 2020 39,1%
% CAPEX sobre Rec. Liq. Low 20s 22,2%
% EBITDA – CAPEX sobre Receita Líquida >15% 16,9%
Distribuição de JSCP ~R$ 1 bi R$ 955 mi

A TIM, contudo, nesse novo triênio, reafirma seu compromisso com (i) a preservação de uma
abordagem austera no controle de custos, visando elevar a rentabilidade de sua operação, e
por isso ajusta a meta de para superar o patamar de 40% de Margem EBITDA em 2022,
bem como (ii) a alocação eficiente do capital, caracterizada pela destinação do CAPEX em
projetos de ampliação e modernização da infraestrutura (rede e TI) e (iii) a contínua expansão
da geração de caixa traduzida pela elevação do indicador de EBITDA – CAPEX sobre a
Receita para ultrapassar o patamar de 20%.
Projeções 2019-21 Projeções 2020-22
em visão com IFRS 9+15 em visão com IFRS 9+15 e IFRS16
Indicador 2019 (Curto Prazo) Longo Prazo 2020 (Curto Prazo) Longo Prazo
Crescimento da Receita de CAGR ’18-’21 CAGR ’19-’22
3-5% Mid-Single Digit
Serviços (A/A) Mid-Single Digit Mid-Single Digit
Crescimento
Crescimento do EBITDA (A/A) ≥40% em 2022
Mid to High-Single ≥39% em 2020 Mid-Single Digit
/ Margem EBITDA (≥47% c/ IFRS 16)
Digit
% CAPEX sobre Rec. Liq. ~R$ 12,0 bi R$ 12,0 - 12,5 bi
Low 20’s Low 20’s
/ ∑ CAPEX (∑‘19-’21) (∑‘20-’22)
% EBITDA – CAPEX >16% ≥20% em 2022
>15% ≥20% em 2021
sobre Receita Líquida (>20% c/ IFRS 16) (≥25% c/ IFRS 16)

Por fim, a TIM apresenta, em anexo ao presente Fato Relevante, detalhes adicionais sobre o
Plano Estratégico 2020-2022 e seu guidance.

Rio de Janeiro, 10 de março de 2020.

TIM Participações S.A. TIM S.A.


Adrian Calaza Adrian Calaza
Diretor Financeiro e Diretor Financeiro e
Diretor de Relações com Investidores Diretor de Relações com Investidores
Plano Estratégico 2020-2022
Março, 2020

March 16, 2020


Destaques Financeiros e Operacionais de 2019
Evolução da rede apoiada pela
Receita Líquida Crescimento da Receita ARPU Móvel 2 (R$) inovação: Testes no 5G, massive
de Serviços1,2 Líquida de Serviços2 MIMO, refarming, MOU com a Vivo
R$ 16,6 bi (%A/A)
3,2% 23,7
(+2,4% A/A) 3,0% 22,5 +5,6%
2,4% Qualidade de rede aprimorada
reconhecida por medições
TIM Live1,2 1,0%
independentes
R$ 491 mi
(+30,6% A/A)
1T19 2T19 3T19 4T19 2018 2019
Ajustes assertivos no portfólio de
ofertas, recuperando a dinâmica
EBITDA1,2 Margem EBITDA3 EBITDA – CAPEX3 acertada no go-to-market
R$ 6,8 bi (% sobre a Receita Líq. ; R$ bi)
(+6,7% A/A) 38,5% 39,8% 16,9%
36,6% 15,6%
6 anos 31,5%
33,5% Recuperação da imagem em todos
11,1%
consecutivos de os segmentos
crescimento 3,7% 4,7%
2,7 2,9
do EBITDA 1,8
0,6 0,7
(CAGR 15-19:
Resultados recordes em clima da
6,5%) 2015 2016 2017 2018 2019 2015 2016 2017 2018 2019
organização
2019 confirma a transformação da companhia nos últimos 5 anos

(1) Em 2019; (2) KPIs excluem impactos do IFRS 16; (3) Base pro-forma (excluindo impactos do IFRS 9, 15 e 16).

2
Pilares Estratégicos para 2020-22 Evolução Transformação

INFRAESTRUTURA MÓVEL UBL EFICIÊNCIA ALÉM DO CORE


1 Preparando para o
futuro
2 De Volume para
Valor
3 Oportunidade de
Crescimento
4 Para o próximo nível,
aprimorando CEX
5 Monetizando a
base de clientes

Evolução Evolução Evolução Evolução Transformação

→ TI: resolução de problemas → Sustentando a oportunidade → Plano de rollout com → Acelerar o digital e a → Serviços IoT
operacionais por meio da de crescimento residual em abordagem de escolha automação
revisão da arquitetura e das um mercado maduro seletiva com base em
→ Mercado crescente de
plataformas, alavancando o análises de geomarketing
→ Revisar a abordagem de publicidade digital na
digital e a automação → Revisão de portfólio para “fazer x comprar” móvel
proporcionar oportunidades → Banda larga pura com
→ Rede: foco para melhorar a de upselling abordagem colaborativa
→ Oportunidade única de
eficiência do espectro serviços financeiros na
de OTT para diferenciar Transformação
através da implementação → Abordagem seletiva “mais nossas ofertas
móvel
de novos sites e do uso de por mais” para elevar o
ARPU → Transformação E2E para
tecnologia inovadora (M- melhorar a eficiência do
MIMO) e refarming → Alavancando a experiência Transformação custo de caixa
do cliente e mitigando o
atrito para reduzir o churn → Compartilhamento de rede
→ Criação de um veículo de
Transformação infraestrutura através de → Cloudificação
parcerias para acelerar
→ 5G e monetização de dados ainda mais a cobertura
→ Inteligência Artificial
→ Consolidação do 2G / 3G
→ Distribuição de conteúdo

3
Infraestrutura: Preparando a TIM Brasil para o futuro
Benefícios:

TI para o próximo nível em 18-24 meses Time-to-


Visão integrada
do cliente market
Evolução Rollout do Sistemas
de big data NBA cognitivos
Novas
capacidades Automação de
Aplicação e revisão processos e aumento
Criação de
de eficiência
da arquitetura catálogo

Fixed Economias com


5 pilares-chave de rede
Wireless descomissionamento
Access
Aumento Densificação e
IoT soluções
de dados 5G ready
Novas inovadoras
oportunidades
Novas Banda de negócios Arquitetura
iniciativas larga fixa de IoT convergente

Evolução Transformação 4
Móvel: Mudança de volume para valor para sustentar o crescimento do
negócio móvel, alavancando a experiência do cliente
Crescimento residual: gerenciamento do
churn torna-se mais importante
Taxa de Churn no Pós-pago
Preço Premium Usuários Únicos da Móvel1,2 (MM) (% a.m.)
139 146 3,5%
3,8% → Eliminar pontos críticos:
P2
104 Reduzir o gestão de descontos
→ Fidelização de clientes de
churn -0,6 p.p.
alta propensão
até 2022
→ Melhorar o nível dos serviços
Convergência

Inovação
P3
Atuando por oportunidade, atendendo as
2022
reais necessidades dos clientes
Base de Clientes da Móvel por
Mix da Base de Clientes1 (MM) Segmento (MM)
2019
→ Aceleração do pré-pago
167 185
Atacar em 36
33
(regional + smart promo,
117 gestão de canais)
P4 Pré-pago todos os Pós-pago
2014 56 → Pós-pago: posicionamento da
30
segmentos 20 21 >45% em
marca, aparelhos
Preço Baixo 82 Pós-pago 2022
→ PME: consumerização

Posicionamento de inovação: Aumentando o “share of wallet”


execução e
assegurando Chips por Usuários Únicos1 ARPU Móvel (R$ / mês) → Destravar oportunidades de
upselling
satisfação do cliente para
1,9 1,7 23,7
1,4 Crescimento 22,5 → Preços com abordagem de
CAGR 19-22
“mais por mais”
obter sucesso do ARPU low to mid
single digit → Impulsionar big data, análise
de dados, capacidades do
(1) Mercado total; (2) População >10 anos. 2010 2015 2020 2022 2018 2020 2022 NBA

Evolução Transformação 5
Ultra banda larga: Industrialização para capturar oportunidades de
crescimento com disciplina financeira
Expansão da cobertura e melhoria operacional Receita Líquida Fixa Base de Clientes FTTx
→ Abordagem de escolha seletiva Mi
CAGR 19-22 da TIM Live: Em 2020…
→ Reduzir o early churn Alavanca para o >30% 1,5 +15
crescimento do +40%
→ Melhorar o atendimento e o negócio fixo. de domicílios
cidades

autoatendimento cobertos
Da Evolução… → Processos confiáveis de arrecadação 1,0
FTTH

Diferenciação: UBL + Conteúdo TIM Live 0,5


→ Abordagem colaborativa para conteúdos Outros FTTC
de OTT -
→ Experiência com Wi-Fi 2018 2019 2020 2021 2022 2018 2019 2020 2021 2022

Parceria Estratégica
Expandindo os serviços da TIM Live com o correto equilíbrio entre Receitas e Investimentos, extraindo
valor adicional desse ativo
... Para
Transformação Parceria para criar um ativo neutro de infraestrutura de fibra no Brasil

Processo de sondagem de mercado com um assessor para encontrar o parceiro adequado

Evolução Transformação 6
Eficiência: Manter a liderança em lucratividade levando a eficiência para
outro nível, enquanto aprimoramos a experiência do cliente

Transformação E2E para melhorar a eficiência do custo de caixa, alavancando o digital, automação, novos modelos “fazer x comprar”

Eficiência em
Digital e Automação Fazer x comprar Smart CAPEX
processos

→ PDD: (p.ex. novos → Self-Provisioning (p.ex. → Processos → Acordos industriais


modelos de crédito, Naked SIM) administrativos (p.ex. (p.ex., MOU com a Vivo)
melhoria dos sistemas de comissionamento, ground
cobrança) → Self-caring: URA leasing)
→ Tecnologias
Cognitiva e serviços de Inovadoras (Massive
→ Processos jurídicos WhatsApp (p.ex. segunda → Gestão da folha de MIMO)
(p.ex. , modelos preditivos via, consulta de saldo, pagamento&
para reduzir as despesas etc.) → Transformação da
Planejamento e
do JEC - juizado especial TIM Live com parceria
para pequenas causas) → Self-healing (p.ex., Desenvolvimento de TI
resolução técnica para → Cloudificação
serviços de banda larga) (armazenamento
comoditizado)

Evolução Transformação 7
Além do core: Alavancando nossos ativos com parcerias estratégicas através de
uma janela de oportunidade única
IoT Publicidade no Móvel Serviços Financeiros no Móvel

Desenvolver em escala e monetizar verticais Penetração na População Brasileira


de IoT para explorar oportunidades de B2B. R$ 24,2 bi
Mercado pub. digital bras. em 2022
79%
Mercado de IoT na América 59%
Latina em 2022 R$ 19 bi 27%

2x entregue através da móvel Proprietário Cartão Proprietário Cartão Penetração da

~750
conexões de Crédito 1 de Débito 1 Móvel 2

alcançando 106,3 milhões US$ mi ALTO VALOR BAIXO VALOR


de dispositivos em IoT
(CAGR 19,6%). mercado endereçável 1 Conveniência e 2 Acesso a serviços
de agricultura simplicidade. bancários.

~400
TIM como TIM como uma ad → Oferta bancária completa → Parceria simbiótica
1 publicitária 2 tech player → Parceria comercial (do tipo JV)
US$ mi Explorando Aproveitando o
→ Valor gerado por → Valor gerado por
mercado endereçável de touch-points conhecimento e a
comissões em fees + compartilhamento
transporte / logística disponíveis. propriedade do de lucro
cliente. equity

Carro Conectado R$ 190 mi já gerados em produtos de publicidade Telecom + serviços


bancários digitais.
Única operadora nessa Primeiro entrante: acordo no móvel com ~35% de upside em 2020. Pequena lista de
iniciativa desenvolvendo com fabricante de carros Acordo com um banco
soluções para o para promover parceiros sob análise
Novos contratos de trial assinados nos últimos 2 digital a ser anunciado
agronegócio baseadas em conectividade in-car e
IoT. automação. meses. nas próximas semanas.
Fontes: GlobalData Market Opportunity Forecasts to 2023: Global IoT; Latin America Digital Ad Spending 2019 eMarketer; Global Findex Database 2017 (1) População >15 anos; (2) População >10 anos.

Evolução Transformação 8
Targets da TIM Brasil para 2020-’22
METAS DE CURTO PRAZO
METAS ALAVANCAS METAS DE LONGO PRAZO
(2020)

Crescimento da Receita de Crescimento da Receita de


Sustentabilidade do → Alavancar a melhora do ARPU móvel
Serviços: Serviços:
Crescimento de → Expansão das operações de UBL residencial
Mid single digit Mid single digit
Receita → Aproveitar oportunidades no B2B (A/A) (CAGR ‘19-’22)

→ Acelerar a transformação digital Crescimento EBITDA: Margem EBITDA:


Aumentar a
→ Manter a abordagem de orçamento base-zero Mid single digit ≥40% em 2022
Lucratividade
→ Processo confiável de arrecadação (A/A) (≥47% com IFRS 16)

Capex:
Desenvolvimento de Capex sobre Receita Líquida:
→ Abordagem Smart e seletiva do Capex R$ 12,0 – 12,5 bi
Infraestrutura Low 20’s
(∑‘20-’22)

EBITDA-Capex sobre Receita EBITDA-Capex sobre Receita


Expandir a Geração → Rigorosa disciplina financeira Líquida: Líquida:
de Caixa → Continuidade da otimização da dívida e fiscal >16% ≥20% em 2022
(>20% com IFRS 16) (≥25% com IFRS 16)

(1) KPIs com IFRS 15/9, exceto quando indicado de outra forma.

9
10

Você também pode gostar