Você está na página 1de 2

 Os sólidos possuem forma e volume definidos, os líquidos tomam a

forma de seu recipiente e os gases preenchem o volume inteiro de seu


recipiente.
 Líquidos e gases são fluidos porque se deformam continuamente ou
escoam quando sujeitos a uma força de cisalhamento, não importa quão
pequena ela seja.
 Para a maior parte das aplicações da engenharia, podemos considerar
um fluido como um meio contínuo e, portanto, usar suas propriedades
médias para modelar seu comportamento.
 As equações derivadas da mecânica dos fluidos são todas
dimensionalmente homogêneas, e assim cada termo de uma equação
possui as mesmas unidades. Portanto, deve-se prestar muita atenção às
unidades ao entrar com os dados, para depois resolver uma equação.
 Via de regra, realiza cálculos com suficiente precisão numérica e,
depois, arredonde a resposta final com dois algarismos significativos.
 A massa de um fluido geralmente é caracterizada por
sua densidade ρ = m / V, e seu peso é caracterizado por seu peso
específico γ = W / V, onde γ = ρ g.
 A densidade relativa é uma razão entre a densidade ou peso
específico de um líquido (gás) e a densidade ou peso específico da água
(ar), definida por d (dr, ρr, γr)  = ρ / ρagua(ar) = γ / γagua(ar). Aqui, ρagua = 1000
kg/m3 e γagua = 10000 N/m3.
 Para muitas aplicações da engenharia, podemos considerar um
gás perfeito, e podemos assim relacionar sua pressão absoluta à
sua temperatura absoluta  e densidade usando a lei dos gases perfeitos,
p =  ρRT.
 O módulo de elasticidade volumétrico  de um fluido é uma medida de
sua resistência à compressão. Como essa propriedade é muito alta para
os líquidos, geralmente podemos considerar os líquidos como fluidos
incompressíveis. Desde que um gás tenha uma baixa velocidade de
escoamento - menos de 30% da velocidade do som no gás - e tenha uma
temperatura constante, então a variação de pressão dentro do gás será
baixa e também podemos, sob essas circunstâncias, considerá-lo
incompressível.
 Um fluido newtoniano, como a água, o óleo ou o ar, desenvolve
tensão de cisalhamento dentro de finas camadas sucessivas do fluido,
que é diretamente proporcional ao gradiente de velocidade que ocorre
entre as camadas de fluido, τ = μ (du / dy).
 A resistência ao cisalhamento de um fluido newtoniano é medida pela
constante de proporcionalidade μ, chamada de viscosidade. Quanto mais
alta a viscosidade, maior a resistência ao escoamento causada pelo
cisalhamento.
 A viscosidade varia apenas ligeiramente com a pressão; contudo, para
uma temperatura crescente, μ diminui para líquidos, mas aumenta para
gases.
 A viscosidade cinemática ν é a razão de duas propriedades do fluido, ρ
e μ, onde ν = μ / ρ.
 A capilaridade de um líquido umectante, como a água em um tubo de
vidro estreito, cria uma superfície côncava, pois a força de adesão às
paredes do tubo será maior do que a força causada pela coesão do
líquido. Para um líquido não umectante, como o mercúrio, a superfície é
convexa, pois a força de coesão será maior do que a de adesão.