Você está na página 1de 3

MUITO

OBRIGADO
AGRADECIMENTOS
À todos os alunos e
pais que apoiam o
projeto e nos
brindam com sua
presença.
Aos professores que ,
com sua dedicação e
atuação ativa, fazem
com que a sociedade,
através do
compartilhamento da
cultura, seja
transformada e
continuamente
evolua.

EQUIPE TECNICA
Clodoaldo Chagas
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MUSICAL EJ
Elladio Jardas Sábado 07/03/2020 às 18:00
Rua Afonso de Taunay, 37
Jardim Santa Genebra
Campinas - SP
STEPHEN COFFEY BOLIS
REPERTÓRIO:

O violonista Stephen Coffey Bolis, doutorando em música pela


UNICAMP, mantém intensas atividades acadêmicas e artísticas. 1 - Frevo para Satie
Como camerista, é integrante da Camerata de Violões de
Campinas, grupo que venceu em 2013 o 11º Concurso 2 - Tradicional
Internacional de Guitarra de Uruguay Raúl Sanchez Clagett, com
quem gravou o CD Mosaicos, lançado em 2019. 3 - Batucada

Integra o quinteto Madureira Armorial, grupo dedicado à


4 - Vespertina
pesquisa e execução de música armorial. 5 - Urutau
Em julho de 2015 gravou o álbum “Um Homem Vestido de Sol”,
uma homenagem ao idealizador do Movimento Armorial, Ariano
Suassuna. Suíte Retreta

Juntamente com o violonista Felipe Macedo, forma o Duo


6 - Maxixe
Mangabeira, que tem como principal objetivo explorar a rica 7- Valsa
sonoridade e linguagem do violão brasileiro. Em 2019,
obtiveram o prêmio de revelação artística com a votação popular 8 - Polca
no VI FMCB - festival de música contemporânea brasileira.
9 - Mazurca
Em junho de 2019, lançou o seu primeiro CD solo intitulado:
“Stephen Bolis interpreta Antonio Madureira”, no qual celebra a
10 - Dobrado
obra de um dos maiores nomes da música brasileira e do
Movimento Armorial.

11 - Floral
12 - Miragem
O SHOW Saiba mais um pouquinho:
O Movimento Armorial foi uma iniciativa artística cujo objetivo seria
criar uma arte erudita a partir de elementos da cultura popular do
Intitulado “Stephen Bolis interpreta Antonio Madureira”, o
Nordeste Brasileiro. Um dos fundadores e diretores foi o escritor Ariano
primeiro CD solo do violonista, professor e doutorando em Suassuna. Tal movimento procura orientar para esse fim todas as formas
música na UNICAMP é uma celebração à obra para violão de de expressões artísticas: música, dança, literatura, artes plásticas, teatro,
Antonio Madureira. A rica sonoridade das músicas chamou a cinema, arquitetura, entre outras expressões.

atenção do violonista que transformou o interesse pessoal em


Uma conceituação pelo próprio Suassuna
pesquisa de mestrado. E nesta gravação, materializa toda sua
"A Arte Armorial Brasileira é aquela que tem como traço comum
pesquisa em um belo registro fonográfico, acessível a toda a
principal a ligação com o espírito mágico dos 'folhetos' do Romanceiro
comunidade. Popular do Nordeste (Literatura de Cordel), com a Música de viola,
Antonio Madureira é um importante compositor nordestino rabeca ou pífano que acompanha seus 'cantares', e com a Xilogravura

ligado ao Movimento Armorial e às orientações estéticas do que ilustra suas capas, assim como com o espírito e a forma das Artes e
espetáculos populares com esse mesmo Romanceiro relacionados".
escritor Ariano Suassuna, Movimento este que tinha na cultura
popular e nos folguedos nordestinos uma base para diferentes
Origem
frentes de manifestação artística como a literatura, as artes O Movimento Armorial surgiu sob a inspiração e direção de Ariano
plásticas, além da própria música. O CD mostra as diferentes Suassuna, com a colaboração de um grupo de artistas e escritores da
região Nordeste do Brasil e o apoio do Departamento de Extensão
facetas de Antonio Madureira, que possui uma obra abrangente e Cultural da Pró-Reitoria para Assuntos Comunitários da Universidade
passeia por diferentes gêneros da música popular brasileira, Federal de Pernambuco.

acompanhada de uma sofisticada linguagem composicional. Teve início no âmbito universitário, mas ganhou apoio oficial da
Prefeitura do Recife e da Secretaria de Educação do Estado de
Stephen Bolis nos apresenta uma belíssima interpretação de Pernambuco.
obras inéditas em suas versões solo. Foi lançado oficialmente, no Recife, com a realização de um concerto e
uma exposição de artes plásticas realizadas no Pátio de São Pedro, no
centro da cidade.