Você está na página 1de 24

GUIA PRÁTICO PARA FAZER UM

CARTÃO DE VISITA EFICIENTE


03  Introdução 16   Quando colocar imagens?

06   A importância de um cartão de visitas eficiente 18   A palavra é: personalidade

09   Escolha formato, papel e cores 20   Seja criativo

13   O que escrever e o que não escrever 22  Conclusão

24   Sobre a We do Logos
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO

Encontrar formas de se diferenciar no mercado e de conquistar um espaço na mente de clientes,


possíveis clientes e parceiros estratégicos é um dos maiores desafios de qualquer empreendedor.
Nesse sentido, a construção de um bom networking se faz essencial: os contatos construídos e
mantidos ao longo de uma carreira são uma grande vantagem competitiva nos dias de hoje.

E não tem como ser diferente: a base de um bom networking é o cartão de visitas, uma peça muito simples e
básica, mas totalmente fundamental, já que reúne todas as informações de contato da empresa e de seu gestor.

4 4
INTRODUÇÃO

Por isso, a recomendação é bem direta: seja bastante cuidadoso na elaboração do seu cartão de visitas.
O melhor caminho é sempre a contratação de um profissional especializado, um bom desginer gráfico que será
capaz de encontrar as melhores soluções visuais dentro das necessidades da sua empresa e das expectativas
do público, que variam muito em cada setor da economia.

E lembre-se: um bom cartão de visitas pode abrir muitas portas para o seu negócio. Ele deve ser
elegante, objetivo e coerente com a proposta da empresa. Mas o mais importante: deve acompanhar
um profissional competente, disponível e muito organizado. Não adianta em nada criar um cartão
maravilhoso e se esconder atrás dele. Essa peça é só o começo de uma longa conversa que depende
de você e do seu talento.

Para começar com o pé direito, confira o nosso guia completo para criar um cartão de visitas impecável.

Boa leitura!

5 5
A IMPORTÂNCIA DE UM CARTÃO DE VISITAS EFICIENTE
A IMPORTÂNCIA DE UM CARTÃO DE VISITAS EFICIENTE

Imagine que você está participando de uma


feira ou congresso, com dezenas de potenciais
clientes, mas também uma quantidade imensa
de concorrentes. Da mesma forma que os
clientes vão conversar com você, perguntar
pelo seu produto ou serviço, procurar conhecer
a sua marca, isso vai acontecer com os
concorrentes. Por isso, é pouco provável que o
cliente tome uma decisão imediatamente — ele
vai para casa, avaliar as possibilidades e deixar
para fazer um contato posterior.

É nesse momento que o cartão de visitas se faz


essencial: diante de uma quantidade enorme
deles, o potencial cliente vai procurar aquele
que mais se destaque, pela sua eficiência,
beleza, qualidade e pela facilidade de encontrar
as informações que procura. E aí cabe a você
reverter esse contato em venda.

7
A IMPORTÂNCIA DE UM CARTÃO DE VISITAS EFICIENTE

É claro que esse é só um exemplo que ilustra a importância do cartão de visitas e os contatos podem
acontecer até mesmo fora do ambiente corporativo. Afinal, nunca sabemos onde encontraremos alguém
interessado em nosso trabalho. Pensando nisso, o melhor é sempre andar com uma boa quantidade de cartão
de visitas na carteira, na bolsa e na pasta.

Essa peça é utilizada há bastante tempo e tem a função básica de otimizar os contatos, permitindo
que as pessoas entreguem todas as suas informações de contato de maneira simples e objetiva.
Por isso, é super importante garantir que o seu cartão seja funcional — que os seus dados sejam
facilmente encontrados, que ele caiba na carteira de qualquer pessoa, e que seja diferente do
material dos concorrentes. Observando esses detalhes, é muito mais fácil otimizar o seu uso.

8
ESCOLHA FORMATO, PAPEL E CORES
ESCOLHA FORMATO, PAPEL E CORES

As escolhas visuais e de layout são muito


importantes para garantir a eficiência de
um cartão de visita. Justamente por ser
uma peça bem pequena (normalmente com
9x5 cm), é preciso encontrar as melhores
soluções para aproveitar o espaço, sem que
o cartão fique muito confuso, exagerado
ou pouco funcional. Nesse sentido, três
elementos são essenciais: o formato, o
papel e as cores.

Sobre o formato, é preciso lembrar que o


cartão deve ser prático. Não é por acaso
que o sistema ISO de qualidade determinou
três formatos padrão. Essas três medidas
vão sempre caber na carteira e nas pastas e
fichários para esse fim. Isso garante que o
seu cartão de visitas não vai ser esquecido
ou jogado fora, por ser pouco prático.

10
ESCOLHA FORMATO, PAPEL E CORES

É claro que é possível inovar e fazer algo que fuja do tradicional, pensando em um formato diferente e
ousado, ou um corte especial, que vai chamar a atenção para a sua marca. O que não pode ser feito é seguir
uma opção muito pequena ou muito exagerada porque, então, a peça perde a sua função.

A escolha do papel também é muito importante, pois passa uma mensagem subjetiva sobre a empresa, sua
preocupação e atenção aos detalhes. Por exemplo, não dá para escolher um papel muito fino, como os que
usamos para imprimir documentos em casa. O cartão ficaria muito frágil, além de denotar um despreparo
da empresa.

O mercado hoje oferece uma série de papéis especiais e muito interessantes para essa peça. Um bom designer
pode ajudá-lo a escolher qual a melhor opção para a sua empresa, pensando no custo-benefício, no impacto
visual, na qualidade da impressão e muito mais.

Por fim, a escolha das cores também faz toda a diferença. Idealmente, o cartão de visita deve trazer
as cores da empresa, escolhidas no momento de criação da identidade visual. No entanto, temos
que nos lembrar de que é uma peça concisa e muito reduzida e, por isso, ela deve ser o mais simples
e elegante possível. Não dá para usar três, quatro, cinco cores sem fazer com que o resultado fique
confuso e complexo. Por isso, é sempre melhor seguir um caminho mais minimalista, escolhendo uma
cor de destaque e equilibrando com tons mais neutros.

11
ESCOLHA FORMATO, PAPEL E CORES

Outro ponto importante a ser observado é a legibilidade do texto — tenha certeza de que as palavras têm
contraste suficiente com a cor de fundo e que ninguém precisará de grande esforço para conseguir as
informações que deseja.

É claro que todas essas escolhas dependem, também, da sua área de atuação. Cada tipo de negócio tem
um público específico, alguns mais conservadores, outros mais descolados — é preciso utilizar recursos que
dialoguem com as necessidades e expectativas dos seus clientes, sempre.

12
O QUE ESCREVER E O QUE NÃO ESCREVER
O QUE ESCREVER E O QUE NÃO ESCREVER

O bom-senso é sempre a melhor medida na hora de determinar quais informações devem entrar no seu
cartão de visitas. É importante lembrar de que essa peça não é o seu currículo e, por isso, não tem que trazer
absolutamente todas as informações sobre sua carreira e sobre a sua empresa. Isso só dificultará caso o
cliente precise encontrar as suas informações de contato com velocidade.

14
O QUE ESCREVER E O QUE NÃO ESCREVER

Portanto, seja bastante objetivo aqui: marca da empresa, seu nome completo, cargo, e-mail, website,
telefones fixo e celular e endereço são mais do que suficientes. Caso sua empresa tenha uma atuação
forte nas redes sociais e, principalmente, a cultura de manter contato com seus clientes através
delas, também é válido incluir os seus endereços! Mas lembre-se de sempre checar as mensagens e
responder a todos que lhe procurarem. Não há nada mais desagradável do que uma empresa que faz
seu cliente se sentir sem importância.

Por outro lado, é essencial ter em mente que informações de menos também colocam tudo a perder. De nada
adianta fazer um investimento para imprimir milhares de cartões somente com o telefone fixo se você nunca
está na sua sala e, consequentemente, ninguém consegue te contactar.

Por isso, na hora de reunir as informações para o seu cartão de visita, pense na sua rotina, na rotina da
empresa, e quais são as formas mais fáceis e eficientes para que qualquer um consiga te encontrar. São essas
as informações que devem estar no seu cartão.

15
QUANDO COLOCAR IMAGENS?
QUANDO COLOCAR IMAGENS?

Mais uma vez, isso depende da sua área de atuação. Em um


primeiro olhar, as imagens podem poluir demais o layout do
cartão, deixando o resultado muito complexo, dificultando
que as informações sejam encontradas.

Entretanto, para determinados setores, as imagens podem fazer


toda a diferença: pense no cartão de visitas de uma maquiadora,
por exemplo. Uma bela foto pode ser determinante para que
ela seja escolhida entre tantas. O mesmo acontece com um
fotógrafo, cujo trabalho é justamente com as imagens —
mostrar o seu talento e competência já no cartão de visitas pode
ser uma excelente escolha.

O mais importante, então, é contar com as orientações de


quem entende do assunto. Um bom designer saberá lhe
indicar o que pode funcionar para o seu cartão de visita e
o que deve ficar para outras áreas específicas. Sempre há
espaço para inovação e ousadia, desde que elas aconteçam
com conhecimento e que tenham um motivo de existir.

17
A PALAVRA É: PERSONALIDADE
Não é segredo para ninguém que nos dias de hoje, a tendência é de que os produtos e serviços sejam cada vez
mais parecidos. Com a facilidade de acesso à informação e os avanços tecnológicos (que estão cada vez mais
acessíveis a todos), é uma grande tendência que as empresas ofereçam serviços e produtos muito semelhantes
e, justamente por isso, a diferenciação é uma necessidade.

E ela deve acontecer em todas as etapas: não só nas entregas e vendas, mas também no atendimento e na
comunicação visual. Aqui, a personalidade do empreendedor faz toda a diferença.

Invista em um cartão de visitas que traduza a sua personalidade, que seja diferente do que está
sendo produzido pela concorrência, que fuja do lugar comum. Você pode utilizar acabamentos
diferentes e inusitados, como um hot stamping ou um verniz, que vão trazer grande impacto visual
para a sua peça. Outro caminho é inovar novos formatos (sempre lembrando das orientações do ISO)
e fazer combinações de cores inusitadas e inesquecíveis. Boas escolhas têm tudo para dar certo.

19
SEJA CRIATIVO
SEJA CRIATIVO

A criatividade é uma das bases do trabalho de um designer


gráfico e enquanto gestor, você deve encontrar um
profissional que tenha criatividade de sobra! Assim, ele estará
apto a entender as necessidades da empresa e as expectativas
dos clientes e traduzir tudo isso em peças de comunicação
exclusivas e muito funcionais.

Antes e contratar um profissional, veja outros trabalhos dele,


procure perceber se ele consegue transitar bem em diferentes
áreas de atuação, oferecendo soluções gráficas surpreendentes
e criativas para todos os clientes — esse é o ponto mais
importante, se destacar de uma forma única e interessante.

Converse bastante, apresente todas as informações essenciais


da empresa e do mercado e deixe bem claro o que você
espera do profissional. Com essas informações em mãos, ele
estará apto a trabalhar com bastante criatividade, trazendo
resultados incríveis para a sua empresa, desde a identidade
visual até o website, passando, é claro, pelo cartão de visitas.

21
CONCLUSÃO
Agora que você já sabe o que fazer para criar um cartão de visita eficiente, funcional e muito bonito, é só se
organizar para iniciar a criação. Encontre um fornecedor de confiança, um profissional competente para lhe
dar assistência em todo o processo — você vai ver como isso fará toda a diferença no resultado final.

E tenha em mente que um bom cartão de visitas é aquele que é entregue por um bom profissional:
esforce-se sempre para se manter atualizado sobre o seu mercado de atuação, acompanhe o
trabalho dos concorrentes, trabalhe para encontrar formas de se diferenciar e se destacar no
mercado, otimizando os processos e sempre prezando pela qualidade de seus produtos e serviços.

Cuidando de todas as etapas, os resultados vão aparecer em grande velocidade. E conte com a We Do Logos
para lhe auxiliar na construção de uma identidade visual imbatível.

23
A We do Logos é um espaço contemporâneo, com uma proposta ousada
e muito eficaz. Somos o maior marketplace de concorrência criativa da
América Latina e trabalhamos para conectar novos empresários a designers
em todo o país.

A proposta é simples: você, que tem um novo negócio e demandas de


design, se cadastra na plataforma e elabora um briefing de trabalho,
detalhando qual o pedido, suas expectativas, e explicando a sua área de
atuação. A partir de então, todos os designers podem se candidatar ao
trabalho, enviando propostas de criação. Caso você aprove alguma, o
designer é premiado e você já começa a usar.

É possível analisar o portfólio dos profissionais, apresentar referências e


iniciar um diálogo bem rico. A relação custo-benefício é incrível, permitindo
que jovens empreendedores possam investir numa questão tão importante
quanto o design. Além disso, o prazo é definido por você.

Ter um logotipo e uma papelaria de sucesso está mais perto do que você
imaginou! Acesse e conheça mais: www.wedologos.com.br