Você está na página 1de 3

e escola virtual

História

Ler e construir esquemas

Os esquemas ou diagramas representam, de forma simples, realidades complexas.


Ao saberes ler e construir esquemas, conseguirás compreender melhor os aspectos
gerais de um determinado fenómeno.
Nos esquemas utilizam-se figuras geométricas (quadrados, rectângulos, círculos,
etc.), cujos conteúdos (apresentados com expressões simples e curtas) se relacionam
entre si através de setas. As diferentes cores, formas e tamanhos das figuras geométricas
e das setas ajudam-te a distinguir fenómenos (o seu tipo, a sua importância, a sua
origem e as suas consequências).
Os esquemas ou diagramas servem para sintetizar conteúdos e ajudam-te a
compreender e a memorizar certos fenómenos. Por isso, a construção de esquemas
é uma das técnicas de estudo que deves usar.

EXPLICAÇÃO

1. Como ler um esquema?

1.1 - Identificar o tema e eventualmente a data e o lugar em que ocorreu


determinado fenómeno (encontras estas informações no título do esquema).

1.2 - Para iniciares a leitura do esquema, deves seguir a direcção das setas,
pois elas significam que um determinado fenómeno originou uma ou mais consequências,
que por sua vez podem estar na origem de outras.

1.3 - Redigir um comentário (descreve e relaciona, de forma ordenada, a


informação e interpreta as relações entre os diversos conteúdos).

1
e escola virtual
História

APLICAÇÃO

1.1 - Tema: Prioridade de Portugal na Expansão Marítima (século XV).

1.2 - Os três primeiros rectângulos referem-se às motivações portuguesas para


a expansão marítima. Os dois rectângulos abaixo do título dizem respeito às
condições existentes em Portugal para o início dos Descobrimentos. Quer as
motivações quer as condições justificam a prioridade portuguesa no processo
de Expansão Marítima, uma vez que o título se encontra no centro e a partir
dele têm origem todos os rectângulos.

1.3 - A prioridade portuguesa para a Expansão Marítima justifica-se pela


conjugação de uma série de motivações (sociais, económicas e religiosas) e
condições (técnicas, científicas e políticas). Com efeito, os vários grupos sociais
tinham interesses na realização das Descobertas marítimas, para além de se
ver no projecto expansionista a possibilidade de converter os muçulmanos ao
Cristianismo e de obter cereais, ouro e novos mercados. Por outro lado, os
Portugueses conheciam uma série de inovações técnicas e científicas (caravela,
instrumentos de orientação e cartografia) que lhes facilitaria as viagens marítimas.
O clima de estabilidade política e a necessidade de aumentar o prestígio de D.
João I também eram também factores impulsionadores da Expansão Marítima
portuguesa. Por todas estas razões, os portugueses foram os primeiros europeus
a iniciarem as viagens marítimas de descoberta.

2
e escola virtual
História

EXPLICAÇÃO

2. Como construir um esquema?

2.1 - Deves organizar mentalmente as ideias e estabelecer as relações


entre elas.

2.2 - Usa expressões simples e curtas, que se refiram apenas ao essencial, ao


mais importante.

2.3 - Usa a mesma cor e as mesmas formas geométricas para elementos do


mesmo tema.

2.4 - Ao colocares as setas, deves ter em atenção o seu significado (a seta


significa causa ou consequência; a seta significa inter-relação).

2.5 - Distribui as formas geométricas e as setas num espaço amplo para facilitar
a leitura e a memória visual do esquema.

Se a primeira experiência não correu bem, não desanimes. Relê este texto de
apoio e tenta de novo.

Interesses relacionados