Você está na página 1de 3

LEIS DE NEWTON – EXERCÍCIO AVANÇADO

A Equipe SEI, pensando em você, preparou este artigo com exercícios avançados dos principais concursos
envolvendo blocos, roldanas, etc. Bons estudos!

1. (AFA) Uma corda homogênea, inextensível, flexível, com 2,20 m de comprimento, colocada sobre o tampo de uma
mesa, mantendo inicialmente 5 cm pendente. Se entre a mesa e a corda não existe atrito, o comprimento, em centímetros,
da parte pendente, no instante em que a aceleração da corda for igual a 4,1 m/s2, é
(A) 45 (B) 60 (C) 85 (D) 90

2. (EN) O sistema de blocos, fios inextensíveis e roldanas ideais está em repouso na posição mostrada na figura, quando o
fio F é repentinamente cortado. Logo após o corte, supondo desprezíveis os atritos e adotando g = 10 m/s2, pode-se
afirmar que a força de tração no fio G assinalado valerá:

(A) zero (B) 3,0 N (C) 12 N (D) 15 N (E)30 N

3. (IME) Sejam M, m1 e m2 as massas dos blocos homogêneos dispostos conforme a figura abaixo, inicialmente apoiados
sobre uma placa horizontal. Determine a aceleração do bloco de massa m1, em relação à roldana fixa, após a retirada da
placa, sabendo que M = m1 + m2 e m1 < m2. Considere que não há atrito no sistema e despreze o peso das polias e das
cordas que unem os blocos.

M m2
m1

Placa

4. (IME-83/84) Determinar a massa necessária ao bloco A para que o bloco B, partindo do repouso, suba 0,75 m ao longo
do plano inclinado liso, em um tempo t = 2,0 s. Desprezar as massas das polias e dos tirantes e as resistências passivas ao
movimento. A massa do bloco B vale 5,0 kg e a aceleração da gravidade deve ser considerada igual a 10 m/s2.

B
60
A
5. (IME) Os dois blocos da figura deslizam sobre o plano horizontal sem atrito. Sabendo-se que os pesos dos blocos A e
B são, respectivamente, 250 N e 375 N, determinar a aceleração relativa entre os blocos e a tensão no cabo. Adotar g = 10
m/s2.
 
100  B
A

6. (ITA) Na figura a seguir, as duas massas m1 = 1,0 kg e m2 = 2,0 kg, estão ligadas por um fio de massa desprezível que
passa por uma polia também de massa desprezível, e raio R. Inicialmente m2, é colocada em movimento ascendente,
gastando 0,20 segundos para percorrer a distância d = 1,0 m indicada. Nessas condições m2 passará novamente pelo ponto
“O”após aproximadamente: Adotar g = 10,0 m.s– 2.

m1 
 d = 1,0 m    

O
 m2 

7. (VUNESP) No sistema esquematizado na figura abaixo, C é um carrinho em movimento acelerado, seguindo trilhos
retilíneos e horizontais. Os blocos A e B, interligados por um fio que passa por uma polia, não se movem em relação a C.
(Dados: massa de A = 2 kg; massa de B = 10 kg; massa de C = 88 kg; g = 10 m/s2.). Desprezando atritos e influências do
ar, considerando ideais o fio e a polia, calcule a intensidade:

a) da força de tração no fio;


b) da aceleração do sistema;
c) da força que C exerce em B;
d) da força F que acelera o sistema.

8. (UFPR) Um bloco B, com massa de 20 kg, está apoiado sobre uma placa P, de massa igual a 60 kg, que repousa sobre uma
superfície lisa. Os valores dos coeficientes de atrito estático e cinético entre o bloco e a placa são respectivamente, 0,4 e 0,3. Calcular
em m/s2, a aceleração do bloco, ao ser aplicada a uma força horizontal de 120N:
GABARITO
1. D
2. C
⎛ M 2 − 4m 22 ⎞
3. ⎜ 2 ⎟g
⎝ M + 4m1 m 2 ⎠
4. 13,7 kg
5. aR = 0,80 m/s2 e T = 20 N
6. 3,2 s
7.
a) 100 N
b) 50 m/s2
c) 500 N
d) 5000 N

8. 3 m/s2