Você está na página 1de 8

Conteúdo programático do curso de Viola do Coree Music Institute

(Ementa do curso)

*Caso o aluno demonstre um amadurecimento técnico e musical acima da média, este


aluno poderá ser direcionado para o módulo ou nível seguinte a partir de uma prova que
comprove sua competência.*

Iniciante Módulo 1

Iniciação instrumental. Essa etapa tem como objetivo ensinar música a crianças de 7 a
12 anos de idade.

OBJETIVO
- Produção do som
- Ensino das notas, suas respectivas pausas e seus tempos.
- Nomenclatura das partes do instrumento
- Postura, posicionamento correto do instrumento ao corpo
- Introdução à técnica de mão direita (empunhadura do arco)
- Introdução à técnica de mão esquerda

METODOLOGIA
A aula será prática, o professor trará o conteúdo já definido para a aula e o colocará em
execução através de ensino direcionado às respostas datas pelo aluno com objetivo de
cumprir com o conteúdo planejado anteriormente para a aula.

CONTEÚDO OBRIGATÓRIO PARA PROGRESSÃO DE MÓDULO


- Escalas em uma oitava em dó maior, sol maior e ré maior.
- Produção do som/nota longa. Metrônomo ajustado para semínima = 60, tocar em
colcheias, semínimas e mínimas e semibreves.
- Executar os exercícios/peças em três tonalidade, as mesmas descritas nas escalas, do
método All for Strings Vol.1.
- Método utilizado: All for Strings Vol.1
EXAMES BIMESTRAIS
- Exame técnico: avaliação da postura, empunhadura do arco, afinação, rítmo em
escalas em uma oitava.
- Exame artístico: uma peça ou exercício(os) do livro All for Strings Vol.1

EXAME FINAL
- Execução do conteúdo obrigatório

BIBLIOGRAFIA

Gerald Anderson; Robert S Frost. All for strings : comprehensive string method. Viola.
Vol. 1 San Dieg, California, 1985.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

Brown, Susan; Two octave scales and bowings : for the viola : a basic scale study for the
intermediate violist. Cleveland, Ohio: Ludwig Music Pub. Co., 1997.

Iniciante Módulo 2

Solidificação dos princípios básicos do instrumento. Essa etapa tem como objetivo
ensinar música a crianças de 7 a 12 anos de idade.

OBJETIVO
- Produção do som
- Escalas (afinação)
- Postura, posicionamento correto do instrumento ao corpo
- Técnica de mão direita (empunhadura do arco)
- Técnica de mão esquerda

METODOLOGIA
A aula prática com início do processo baseado em técnica, estudo e repertório.

CONTEÚDO OBRIGATÓRIO PARA PROGRESSÃO DE MÓDULO


- Cumprir os estudos em tonalidades fechadas em dó maior e ré maior em duas
oitavas e dó maior e ré maior em uma oitava em diferentes divisões rítmicas visando,
além da afinaçõa e sonoridade, correta distribuição de arco.
- Escalas em dó maior e ré maior em duas oitavas.
- Produção do som/nota longa. Metrônomo ajustado para semínima = 60, tocar de um a
quatro tempos por arco.
Executar os exercícios/peças – trê estudos entre nº1 ao nº15 em dó maior e três estudos
entre nº1 ao nº15 em sol maior. Método utilizado: Viola school of progressive studies.

EXAMES BIMESTRAIS
- Exame técnico: avaliação da postura, empunhadura do arco, sonoridade e afinação de
escalas e um estudo do método Viola school of progressive studies.
- Exame artístico: uma peça ou exercícios do livro Suzuki violin school vol.1.

EXAME FINAL
- Execução do conteúdo obrigatório
BIBLIOGRAFIA

Carse, Adam – Viola School of Progressive Studies vol.1. London : Stainer & Bell, 1932

Suzuki, Shinʼichi. Suzuki Viola School: Volume 1. Miami, FL : Warner Bros, 1978.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

Ševčík, O; Philipp Mittell. School of viola technics op. 1. New York: G. Schirmer, 1933.

Rech, Fernando Estudos em Tonalidades Fixas: Curitiba 2019.

Wohlfahrt, Franz, Studies in first position for viola: op.38. New York: Carl Fischer, 2005.

Wohlfahrt, Franz, 60 Etüden für Viola Op.45 New York: International Music Co., 1966.

Brown, Susan; Two octave scales and bowings : for the viola : a basic scale study for the
intermediate violist. Cleveland, Ohio: Ludwig Music Pub. Co., 1997.

Iniciante Módulo 3

Estudos em 1ª posição com módulos de tonalidade fechados visando aprimoramente


técnico/músical.

OBJETIVO
- Produção do som
- Escalas e arpejos (afinação)
- Postura, posicionamento correto do instrumento ao corpo
- Técnica de mão direita (golpes de arco, articulações de pulso e dedos)
- Técnica de mão esquerda.
- Escalas e estudos em duo (professor/aluno)

METODOLOGIA
A aula será prática com estudos em “blocos” tonais em ordem de acidentes, haverá,
também, trabalho em duos visando aprimoramento ritmico e perfeita afinação assim
como correta articulação.

CONTEÚDO OBRIGATÓRIO PARA PROGRESSÃO DE MÓDULO


- Executar quatro estudos em diferentes tonalidades do livro Viola school of progressive
studies Vol.1.
- Introdução a escalas em tonalidades menores.
- Produção do som/nota longa. Metrônomo ajustado para semínima = 60, tocar quatro e
seis tempos com o mesmo arco nas escalas.
EXAMES BIMESTRAIS
- Exame técnico: avaliação da postura, sonoridade, afinação e controle de arco em
escalas e um estudos do método Viola school of progressive studies.
- Exame artístico: uma peça ou exercícios do livro Viola school of progressive
studies ou Suzuki Violin School vol.2

EXAME FINAL
- Exame técnico: Duas escalas maiores e duas escalas menores
- Exame artístico: Duas peças do livro Viola school of progressive studies e uma
música do livro Suzuki Viola School vol.2

BIBLIOGRAFIA

Carse, Adam – Viola School of Progressive Studies vol.1. London : Stainer & Bell, 1932

Suzuki, Shinʼichi. Suzuki Viola School: Volume 2. Miami, FL : Warner Bros, 1978

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

Ševčík, O; Philipp Mittell. School of viola technics op. 1. New York: G. Schirmer, 1933.

Rech, Fernando Estudos em Tonalidades Fixas: Curitiba 2019.

Wohlfahrt, Franz, Studies in first position for viola: op.38. New York: Carl Fischer, 2005.

Wohlfahrt, Franz, 60 Etüden für Viola Op.45 New York: International Music Co., 1966.

Applebaun, Samuel, Chamber music for two strings instruments: [Place of publication not
identified] : Alfred Pub Co, 1985.

Brown, Susan; Two octave scales and bowings : for the viola : a basic scale study for the
intermediate violist. Cleveland, Ohio: Ludwig Music Pub. Co., 1997.

Iniciante Módulo 4

Preparação técnica para o nível básico. Essa etapa irá se concentrar principalmente em
escalas, arpejos e estudos em forma de duos, visando aprimoramento de ritmo e de
afinação.

OBJETIVO
- Produção do som
- Escalas de uma e duas oitavas
- Arpejos
- Técnica de mão direita (Articulações e ritmos variados aplicados a escalas)
- Técnica de mão esquerda.
- Escalas e estudos em duo (professor/aluno)

METODOLOGIA
A aula prática com início do processo de estudo (técnica, estudos e repertório), três
diferentes práticas que precisam “caminhar” em forma conjunta.

CONTEÚDO OBRIGATÓRIO PARA PROGRESSÃO DE NÍVEL


- Cumprir os exercícios do Livro Viola school of progressive studies Vol2. Estudos nº1
ao nº19
- Escalas (em quatro cordas ) de dó maior, ré maior, fá maior e mi bemol maior.
- Escalas menores (em quatro cordas) de lá menor, ré menor, si menor e dó menor.

EXAMES BIMESTRAIS
- Exame técnico: Uma escala e um estudo do livro Viola school of progressive studies
Vol2.
- Exame artístico: Uma música do livro Suzuki Violin School Vol.2

EXAME FINAL
Quatro estudos do livro Viola school of progressive studies Vol2 em diferentes tonalidades
e duas músicas do livro Suzuki Viola School Vol.2.

BIBLIOGRAFIA

Carse, Adam – Viola School of Progressive Studies vol.2. London : Stainer & Bell, 1932

Suzuki, Shinʼichi. Suzuki Viola School: Volume 2. Miami, FL : Warner Bros, 1978.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

Ševčík, O; Philipp Mittell. School of viola technics op. 1. New York: G. Schirmer, 1933.

Rech, Fernando Estudos em Tonalidades Fixas: Curitiba 2019.

Wohlfahrt, Franz, Studies in first position for viola: op.38. New York: Carl Fischer, 2005.

Wohlfahrt, Franz, 60 Etüden für Viola Op.45 New York: International Music Co., 1966.

Applebaun, Samuel, Chamber music for two strings instruments: [Place of publication not
identified] : Alfred Pub Co, 1985.

Brown, Susan; Two octave scales and bowings : for the viola : a basic scale study for the
intermediate violist. Cleveland, Ohio: Ludwig Music Pub. Co., 1997.