Você está na página 1de 4

Homeopatia pode ajudar no combate à Dengue, 2009.

Introdução

Há cerca de dez anos, sendo então Presidente do IHB (Instituto


Hahnemanniano do Brasil), alguns colegas homeopatas e eu, fomos chamados à
Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, por uma médica que trabalhava
no departamento de Homeopatia. Pediu-nos para criar uma fórmula ou sugerir um
medicamento que pudesse ajudar no tratamento da dengue.Criei então uma
fórmula homeopática, que pudesse cobrir os variados sintomas desta doença, que
vão desde dores intensas nos ossos, até a forma hemorrágica.
Passei a distribuí-la todos os anos para todos os funcionários do IHB, nas
epidemias e desde então nenhum funcionário (cerca de 22) contraiu a doença,
mesmo os que moravam em locais endêmicos.
Tem sido utilizada por mim e outros colegas para prevenção e tratamento
da dengue com resultados excepcionais.Nos inúmeros casos que tratei,
principalmente na epidemia de 2008, a doença evolui de maneira branda, e
resolve sem agravar ou deixar sequelas. Para os pacientes que a usaram como
preventivo, pouquíssimos foram contaminados. Relato um menino de seis anos
que tomava a fórmula “Dengue 1” há apenas uma semana e contraiu a dengue.
Passando a tomar de 1/1 hora e espaçando conforme minhas instruções, ficou
curado em dois dias, apresentando a forma extremamente branda da doença.
Outro caso um homem de 39 anos, que tomava a mesma fórmula há um mês,
contraiu a virose e ficou curado sem maiores complicações em 10 dias. Suas
plaquetas chegaram a baixar apenas até 100000, sendo que mandei tomar a
fórmula “Dengue hemorrágica”, restabelecendo-se em 48 horas para os níveis
normais. Foram os dois únicos casos a mim relatados, de pessoas que contraíram
a virose, tomando a prevenção.
Na epidemia de 2008, fomos surpreendidos com novas formas graves da
virose, em crianças e com sérios riscos por conta da violenta e rápida baixa de
plaquetas além das formas de choque. Por este motivo acrescentei, também,
para maior segurança, como prevenção, a fórmula “Dengue Hemorrágica”, que
utilizava somente nas formas comprovadamente hemorrágicas.
Tive grande sucesso com esta terapêutica, não chegando a perder um
caso, mesmo em pacientes internados em gravíssimo estado, sobretudo crianças
e idosos. A composição das duas fórmulas segue em anexo, na receita já
formatada em PDF.

1- COMO UTILIZAR:

TOMAR AS DUAS FÓRMULAS COMO PREVENÇÃO

FÓRMULA “DENGUE 1”

Tomar 3 glóbulos ou tabletes ou gotas, UMA VEZ AO DIA, por dois meses.
Após este tempo tomar somente três vezes por semana, enquanto durar a
epidemia. Isto para adultos e para crianças de qualquer idade sendo que no caso
de crianças não se usa a forma alcoólica. O medicamento deve ser dissolvido
lentamente na boca.
FÓRMULA “DENGUE HEMORRÁGICA”

Tomar 5 glóbulos ou 5 gotas, somente de QUINZE EM QUINZE dias, por dois


meses. Após este tempo tomar somente uma vez por mês até o final da epidemia.

2- TRATAMENTO DA DENGUE:

Comprovando-se a dengue, utilizar desta forma:


“Fórmula Dengue 1”: tomar 3 glóbulos (ou gotas ou tabletes) de 1/1 hora,
ESPAÇANDO PARA 2/2 HORAS E 3/3 HORAS, etc, à medida que os sintomas
melhorarem, ATÉ A REMISSÃO COMPLETA DOS SINTOMAS.

3- TRATAMENTO DA DENGUE HEMORRÁGICA

Em caso de DENGUE HEMORRÁGICO, ou mesmo suspeita (isto é, plaquetas


abaixo de 150 000), principalmente em crianças, ACRESCENTA-SE ao tratamento
acima, a fórmula “Dengue hemorrágica”, 5 glóbulos ou tabletes ou gotas, tomando
três vezes ao dia, até 48 horas depois das plaquetas normalizarem (acima de150
000, tanto adultos quanto crianças. ).
NÃO PARAR COM A OUTRA FÓRMULA.
Nos casos que tenho acompanhado, as plaquetas SOBEM rapidamente de
maneira surpreendente.
SINTOMAS POSSÍVEIS DE DENGUE HEMORRÁGICA:
Sangramentos nasais, gengivais, intestinais ou menstruações que não cessam,
mesmo na ausência de outros sintomas. Queda acentuada da pressão arterial,
acompanhada às vezes de desmaios. Tonteiras. Petéquias, isto é manchas
pequenas e arroxeadas pelo corpo.

AGIR COM RAPIDEZ, PROCURANDO SOCORRO MÉDICO, PARA


FAZER O EXAME DE SANGUE E HIDRATAÇÃO. MUITO IMPORTANTE A
HIDRATAÇÃO, ATÉ MESMO COM SORO CASEIRO, E REPOUSO.

4- APRESENTAÇÃO DO MEDICAMENTO

Podem ser veiculadas em glóbulos (sacarose), tabletes (lactose), ou gotas


(alcoolatura a 30 %), colocando ao lado dos componentes a forma de
apresentação que preferir: glóbulos, gotas ou tabletes. O tamanho do frasco,
pode ser de 12g, ou 30 gr. Para gotas, 15 ml.
Alcoolatura a 30% é indicada para pacientes que não podem tomar açúcar
(diabéticos). Tomar com um pouco de água.
Óbvio que para crianças é mais indicado os glóbulos. Para quem tem alergia
ao leite, não se usa tabletes (lactose).
QUALQUER FARMÁCIA HOMEOPÁTICA de confiança, pode veicular estes
medicamentos. Os glóbulos e as gotas são preparados mais rapidamente, pois
não exigem secagem.

5- CUIDADOS NA ADMINISTRAÇÃO

Os medicamentos homeopáticos devem ser guardados longe de TV,


computadores, telefones celulares, perfumes ou produtos com cheiro forte. Evitar
ingeri-los apos escovar os dentes ou beber substâncias com cheiro ativo como
café. Neste caso dar um tempo de uns 20 minutos. O medicamento deve ser
dissolvido lentamente na boca, ficando o mais tempo possível em contato com a
mucosa bucal. Não se deve engulir sem dissolvê-lo na boca.
Para bebês, a mãe pode diluir os glóbulos com uma colher de chá de água
para facilitar a administração.
Se o bebê estiver com MENOS de três meses e estiver sendo
amamentado, a mãe pode tomar 6 glóbulos antes de uma das mamadas, que o
efeito passará para o leite materno.
Grávidas podem e DEVEM utilizar a fórmula. PODE SER DADO PARA
BEBÊS QUE NÃO ESTÃO SENDO AMAMENTADOS, DE QUALQUER IDADE.
Aos que tem menos de seis meses basta dar somente 1 glóbulo .
MESMO AS PESSOAS QUE JÁ TIVERAM A DENGUE HEMORRÁGICA
DEVEM TOMAR AS DUAS FÓRMULAS.
Idosos, cardíacos, diabéticos, pessoas sofrem de baixa de plaquetas,
crianças alérgicas, todos estes, podem e devem tomar a fórmula. Não há efeitos
colaterais nem risco de intoxicação.
Se a pessoa apresentar alguma reação como coceira na pele, (casos muito
raros) deve esperar uns dois dias, sem tomar a fórmula, pois este efeito passará
sozinho. Significa que a pessoa já tomou suficiente medicação. Recomeçar e se
persistir o sintoma suspender de vez.

6- COMPOSIÇÃO DAS FÓRMULAS

A fórmula “Dengue 1” é composta por cinco plantas, as quais tem sido


usadas há muitos anos para tratamento da dengue e outras doenças. Uma delas,
China officinalis, a Quina, a planta usada para malária, donde se originou o
quinino.
A fórmula “Dengue Hemorrágica” é composta por um mineral e um
elemento animal, medicamentos utilizados em homeopatia para hepatite e
tendências hemorrágicas em doenças graves. Sabe-se que a dengue provoca
uma hepatite, por isto deve-se evitar usar o paracetamol, pois a dose tóxica deste
medicamento é muito próxima da dose medicamentosa.
.
Pode-se usar externamente a LOÇÃO CREMOSA ou a POMADA DE LEDUM
PALUSTRE, TM, 30 gr, como repelente, que funciona de modo bastante eficaz e
não traz alergias, para quem NÃO PODE usar repelente.

7- COMO AGE A HOMEOPATIA

A homeopatia não é vacina. As vacinas são feitas com bactérias ou vírus


atenuados. A homeopatia age através da Lei dos semelhantes. Administrando o
medicamento apropriado em doses infinitesimais, ele faz o organismo produzir
uma reação contrária à doença, preparando-o a se defender sozinho, estimulando
as defesas naturais. Estimula a imunidade.
Por este motivo, é bom procurar alimentar-se adequadamente, ingerindo
vegetais crus e frescos, frutas, evitando frituras, açúcar, alimentos processados,
industrializados e pobres em nutrientes importantes para nossas defesas. O uso
do forno de micro ondas não é bom, pois inativa diversas enzimas essenciais para
o bom aproveitamento dos alimentos. Nosso alimento é o principal remédio, pois o
ingerimos três vezes ao dia.
Uma boa medida é tomar vitaminas do complexo B, que eram usadas no
Vietnã, pelos soldados americanos, pois deixa um odor na pele que afasta o
mosquito.
Sugiro a Benerva, (vitamina B1, encontrada em qualquer farmácia).
Vitamina C, também, que reforça o colágeno e a imunidade. Existem fórmulas que
reúnem estas duas vitaminas, para crianças.
__________________________________________________________________

Como todos nós, fiquei profundamente emocionada e chocada com o que


aconteceu em 2008, principalmente em relação às crianças e grávidas, resolvi
divulgar novamente a minha modesta experiência.

O uso da homeopatia NÃO DISPENSA nem INTERFERE nos cuidados


médicos obrigatórios nestes casos.
Não se deve desleixar na erradicação do vetor (mosquito) combatendo seus
focos de proliferação.

Quaisquer dúvidas podem me telefonar: (21) 8682-2225.


Email: anadreux@oi.com.br

Peço que divulguem ao máximo esta mensagem se assim o desejarem.


DEIXO CLARO QUE ESTA É A MINHA EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
COMO MÉDICA HOMEOPATA.

Atenciosamente,
Profa. Dra. Ana Teresa Doria Dreux,
CRM no. 52.33019-0,
Livre Docente e Profa. Adjunta de Clínica Homeopática da UNIRIO,
Vice Presidente do Instituto Hahnemanniano do Brasil,
Rio de Janeiro, 7 de janeiro de 2009
www.ihb.org.br / contato@ihb.org.br
Tel. IHB: (21) 2507-5329 ou José Ricardo: (21) 9897-1659