Você está na página 1de 14

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

CENTRO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

MÉTODOS DE VALORAÇÃO APLICADOS AO PAGAMENTO DE


SERVIÇOS AMBIENTAIS (PSA)

Najh Yusuf Saleh Ahmad

Orientador: José Aroudo Mota, Dr.

Monografia de Especialização

Brasília – DF, 30 de agosto – 2010


Ahmad, Najh Yusuf Saleh
Métodos de Valoração Aplicados ao Pagamento de
Serviços Ambientais (PSA)./ Najh Yusuf Saleh Ahmad.
Brasília, 2010.
91 p.

Monografia de Especialização. Centro de Desenvolvimento


Sustentável. Universidade de Brasília, Brasília.

1. Direito Ambiental. 2. Desenvolvimento Sustentável (DS). 3.


Pagamentos de Serviços Ambientais (PSA). 4. Métodos de
Valoração. 5. Economia I. Universidade de Brasília UnB.
Centro de Desenvolvimento Sustentável CDS.

II. Título

É concedida à Universidade de Brasília permissão para reproduzir cópias desta monografia e


emprestar ou vender tais cópias, somente para propósitos acadêmicos e científicos. O autor
reserva outros direitos de publicação e nenhuma parte desta monografia de especialização
pode ser reproduzida sem a autorização por escrito do autor.

Najh Yusuf Saleh Ahmad

ii
NAJH YUSUF SALEH AHMAD

MÉTODOS DE VALORAÇÃO APLICADOS AO PAGAMENTO DE


SERVIÇOS AMBIENTAIS (PSA)

Monografia apresentada a Comissão Examinadora do


Centro de Desenvolvimento Sustentável da
Universidade de Brasília como exigência para a
obtenção do título de especialista na área de
Desenvolvimento Sustentável e Direito Ambiental

Orientador:
Dr. Jose Aroudo Mota

Brasília – DF
30 de agosto – 2010

iii
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
CENTRO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Najh Yusuf Saleh Ahmad

MÉTODOS DE VALORAÇÃO APLICADOS AO


PAGAMENTO DE SERVIÇOS AMBIENTAIS (PSA)

Monografia de Especialização submetida ao Centro de Desenvolvimento Sustentável


da Universidade de Brasília, como parte dos requisitos para a obtenção do Grau de
Especialização em Desenvolvimento Sustentável e Direito Ambiental.

Aprovado por:

________________________________
José Aroudo Mota, Dr., (CDS-UnB- IPEA)
(Orientador)

_______________________________________________
Fernando Paiva Scardua, Dr (CDS/UnB)
(Membro Interno)

_______________________________________________
Geraldo Sandoval Góes, Dr.,( CDS-UnB- IPEA)
(Membro Externo)

Brasília – DF, 30 de agosto de 2010

iv
Dedico este trabalho com grande alegria e carinho
primeiramente a DEUS por conceder o dom da vida e sempre
guiar os meus caminhos. A ELE TODA HONRA E GLÓRIA!

A minha mãe Vanda Saleh, pelo amor, paciência,


compreensão, incentivos, compartilhamento de idéias e
disposição para me ouvir e apoiar;

A minha esposa Cássia Thaís Ahmad que com poucas palavras


e com seu olhar sereno e meigo soube como me conquistar;

A minha filha Yasmin Ahmad, que chega ao mundo no mês de


outubro de 2010 para brilhar e mudar completamente a minha
vida. Yasmin, por você a minha vida se renova – Te Amo!

A minha sobrinha Priscila Ahmad que com os seus pequenos


passos me leva a crer em um mundo diferente e alegre.

Aos meus irmãos Saleh, Faradh, Farid, Faris e a minha


cunhada Maria Clara Wense pelo apoio constante e pela
grande importância em minha vida e aos meus novos
integrantes da minha família César Augusto, Lucinda Ambrosio,
Hugo César, Renata Ambrosio e Fabrício Monteiro.

v
AGRADECIMENTOS

Aos meus irmãos e amigos em Cristo, e a todos que de forma direta ou indireta estiveram
presentes em minha toda minha vida acadêmica e que participaram e contribuíram para o meu
desenvolvimento espiritual, educacional, moral, pessoal e profissional.

Estendo em ato singelo e especial o meu agradecimento ao empenho da Direção e


Coordenação do CDS/UnB, em especial ao trabalho árduo e significativo da Professora e Doutora
Vanessa Maria.

É vítreo e patente que o presente trabalho não seria possível sem o intenso trabalho do
Professor e Doutor José Aroudo Mota, que com carinho e desprendimento orientou e traçou as
diretrizes para o sucesso. Deixo registrados a minha admiração e votos de sucesso em todo o seu
caminho.

Ao Arthur, que com paciência e eficiência conduziu os serviços de secretaria do curso e ao


meu cunhado Hugo César que contribuiu com o envio e diversos estudos técnicos ambientais
referente a Usina Hidrelétrica de Tucuruí (UHE - Tucuruí ) – PA.

Com afeto agradeço aos professores, professoras e tutores e tutoras, pois, sem vocês a Pós
Graduação não alcançaria o sucesso.

Aos mestres, sem exceção que demonstraram com competência, capacidade, destreza,
conhecimento e, ainda, de forma vítrea formaram a ponte entre o mundo do conhecimento e a
realidade. As palavras Carinho, Respeito, Satisfação e Amor formam os sinônimos de cada
mestre.

A você Vanessa Maria de Castro, Izabel Zaneti, Magda Wehrmann, Neuza Oliveira, Saulo
Rodrigues Filho, Márcia Leuzinger, Francisca Neta, José Aroudo Mota, Marcelo Varella, Ana
Flávia, Elimar Nascimento, Luiz Eduardo de Lacerda Abreu, Jorge Thierry, Carlos Horbach,
Nicolao Dino, eu só posso dizer: Muito Obrigado!

Os meus agradecimentos aos colegas de Turma do Curso de Especialização em


Desenvolvimento Sustentável e Direito Ambiental do CDS/UnB e aos colegas e professores da
Turma do Curso de Bacharelado em Direito da Faculdade Alvorada, em especial a Rafaela e ao
Régis.

vi
RESUMO

O desenvolvimento sustentável tem como um de seus alicerces o uso racional dos recursos
naturais. O desenvolvimento sustentável, nos dias atuais, age diretamente nas decisões
administrativas e econômicas dos agentes da sociedade, baseado nisto o presente estudo
apresenta uma análise teórica de alguns métodos de valoração econômica ambiental, suas
características e aplicações. O desenvolvimento econômico e social e a gestão ambiental estão
indissoluvelmente vinculados e devem ser tratados mediante a mudança do conteúdo, das
modalidades e das utilizações do crescimento. A preocupação com os problemas ambientais
aparece como um elemento importante a respeito do crescimento material e econômico e da
qualidade de vida. O meio ambiente é considerado uma dimensão do desenvolvimento e deve
então ser internalizado em todos os níveis de decisão. O trabalho apresenta vários métodos, bem
como a proposta de uma valoração pela multi-aplicabilidade de métodos, o estudo converge para
a análise dos métodos de custos de reposição, preços hedônicos, produtividade marginal ou dose
resposta, curva de possibilidade de produção e o de confrontação do benefício marginal social
com o custo marginal social. O trabalho busca apresentar a ligação dos métodos de valoração e o
pagamento por serviços ambientais e as normas Constitucionais sobre o meio-ambiente.

Palavras-chave: meio ambiente, valoração econômica ambiental, multi-aplicabilidade de


métodos, pagamento por serviços ambientais

vii
ABSTRACT

The sustentainable development has as one of its foundations the rational use of the natural
resources. Sustainable development, nowadays, acts directly in the decisions of administrative and
economic actors in society, on this basis the paper presents a theoretical analysis of some
methods of economic valuation of environmental characteristics and applications. The economic
and social development and environmental management are inextricably linked and must be
treated by changing the content, the methods and uses of growth. The concern with environmental
problems appears as an important element regarding the material and economic growth and
quality of life. The environment is considered a development dimension and should then be
internalized at all levels of decision. The paper presents several methods, as well as the proposal
for an evaluation by multi application methods, study converges to the analysis of the replacement
cost methods, hedonic pricing, marginal productivity or dose response curve of production and the
possibility of confrontation with the marginal social benefit marginal social cost. The work aims to
show the connection methods of valuation and payment for environmental services and the
Constitutional standards on the environment..

Keywords: environment, environmental economic valuation, multi application methods, payment


for environment servies.

viii
SUMÁRIO
LISTA DE FIGURAS
LISTA DE QUADROS
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS
INTRODUÇÃO ................................................................................................................................01
REVISÃO DE LITERATURA ….......................................................................................................02
1 DIREITO E NORMAS AMBIENTAIS BRASILEIROS: PERSPECTIVAS E DESAFIOS ...............05
2 FUNDAMENTOS DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL …................................................22
3 O PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS: VALORANDO E VALORIZANDO A
NATUREZA........................................................................................................................44
3.1 MÉTODOS BASEADOS NO MERCADO DE BENS SUBSTITUTOS ......................................48
3.1.1 Método de Custo de Recuperação e/ou Custo de Reposição ..........................................49
3.1.2 Método de Custo de Controle …........................................................................................50
3.1.3 Método do Custo de Oportunidade …................................................................................51
3.1.4 Método do Custo Irreversível ….........................................................................................52
3.1.5 Método de Custo Evitado …..............................................................................................52
3.1.6 Método de Produtividade Marginal.....................................................................................53
3.1.7 Método da Produção Sacrificada …...................................................................................54
3.2 MÉTODOS DE PREFERÊNCIA REVELADA............................................................................55
3.2.1 Método Custo Viagem........................................................................................................55
3.2.2 Método de Preço Hedônico................................................................................................58
3.3 MÉTODOS DE PREFERENCIA DECLARADA ….....................................................................59
3.3.1 Método de Valoração Contingente.....................................................................................60
3.3.2 Método de Conjoint Analysis..............................................................................................64
3.3.3 Método de Análise de Correspondência ...........................................................................65
3.3.4 Método de Regressão de Poisson.....................................................................................66
3.4 MÉTODO DE FUNÇÃO EFEITO...............................................................................................68
3.5 MÉTODOS MULTICRITÉRIOS..................................................................................................69
3.6 MÉTODO ELECTRE..................................................................................................................71
3.7 MÉTODO DA PROGRAMAÇÃO DE COMPROMISSO.............................................................71
3.8 MÉTODO DE VALORAÇÃO DO BALANÇO DOS FLUXOS DE MATÉRIA E ENERGIA..........72
3.9 MODELO METRIC …................................................................................................................73
4 EXEMPLO DA UTILIZAÇÃO DOS MÉTODOS DE VALORAÇÃO...............................................74
5 CRÍTICAS …................................................................................................................................76
CONSIDERAÇÕES FINAIS.............................................................................................................77
ANEXO 1 - O DESASTRE ECOLÓGICO NO GOLFO DO MÉXICO..............................................79
REFERÊNCIA................................................................................................................................82

ix
LISTA DE FIGURAS

Figura 1 Etapas básicas do licenciamento ambiental no Brasil.......................................... 20


Figura 2 Elementos contextuais que condicionam a formulação de políticas Ambientais.. 23
Figura 3 Eixos de Sustentabilidade..................................................................................... 24
Figura 4 Processo Planejamento Estratégico..................................................................... 26
Figura 5 Desenvolvimento Sustentável no Nível Local ….................................................. 27
Figura 6 Desastre Ecológico – Novo México...................................................................... 79

Figura 7 Desastre Ecológico – Novo México Visão Satélite1….......................................... 80

Figura 8 Desastre Ecológico – Novo México Visão Satélite 2…......................................... 80

Figura 9 The gulf of Mexico oil spill….............................................…................................ 81

x
LISTA DE QUADROS

Quadro 1 Normas regulamentadoras do artigo 225, CF …......................................... 11


Quadro 2 Processo de Licenciamento Ambiental …................................................... 21
Quadro 3 Matriz de Investimentos e Benefícios em Recuperação Ambiental …...... 25
Quadro 4 Decomposição do Valor Econômico de um Recurso Ambiental …........... 45
Quadro 5 Classificação com base em cada autor (ou grupo de autores)........................ 46
Os Principais Métodos de Valoração Econômica dos Ativos e Serviços
Quadro 6
Ambientais …................................................................................................... 47
Quadro 7 Métodos de Valoração da Biodiversidade ....................................................... 48
Quadro 8 Viés usualmente encontrados nos Métodos de Valoração .............................. 63
Impactos Ambientais dos Dutos Relacionados à Indústria do Petróleo e
Quadro 9
Propostas de Métodos para Valoração no PARNA Jurubatiba.........................
75
Quadro 10 Justificativas para a Valoração Econômica dos Recursos Naturais................. 78

xi
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

ABNT = Associação Brasileira de Normas Técnicas

AC = Avaliação Contingente

BASA = Banco da Amazônia

BB = Banco do Brasil

BID = Banco Interamericano de Desenvolvimento

BIRD = Banco Mundial

BNB = Banco do Nordeste

BP = British Petroleum

CDES = Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social

CERCLA = Comprehensive Environmental Response, Compesation, and Liability Act

CF/88 = Constituição Federal de 1988

CMMAD = Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento

CNUMAD = Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento

DAP = Disposição a Pagar

DAR = Disposição a Receber

DJ = Diário da Justiça

DNPM = Departamento Nacional de Pesquisa Mineral

DS = Desenvolvimento Sustentável

EA = Educação Ambiental

EIA = Estudo de Impacto Ambiental

EPA = Environmental Protection Agency

FAO = Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação

FCO = Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

FNE = Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste

FNO = Fundo Constitucional de Financiamento do Norte

GANA = Grupo de Apoio a Normatização Ambiental

IBAMA = Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis

xii
IBRACON = Instituto de Auditores Independentes do Brasil

ICLEI = International Council for Local Environmental Initiatives

IEC = International Electrotechnical Commission

IISD = International Institute for Sustainable Development


INMETRO = Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial

IPEA = Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

ISO = International Organization for Standartization

MAC = Método de Avaliação Contingente

MDA = Ministério do Desenvolvimento Agrário

MMA = Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal

MMA = Ministério do Meio Ambiente

NOAA = National Oceanic and Atmospheric Administration

OGM = Organismos Geneticamente Modificados

ONGs = Organizações Não Governamentais

ONU = Organização das Nações Unidas

PAS = Plano Amazônia Sustentável

PDNE = Plano Estratégico de Desenvolvimento do Nordeste

PDSA = Plano Estratégico de Desenvolvimento do Semiárido

PNMA = Política Nacional do Meio Ambiente ( Lei 6.938/81)

PNOT = Política Nacional de Ordenamento Territorial

PNUD = Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

PPP = Princípio do Poluidor Pagador

Promeso = Programa de Sustentabilidade de Espaços Sub-Regionais

PSA = Pagamento por Serviço Ambiental

RIMA = Relatório de Impacto Ambiental


ROMS = Recurso Ordinário de Mandato de Segurança

SAGE = Strategic Advisory Group on Environment

SEBRAE = Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Selic = Sistema Especializado de Liquidação e de Custódia

xiii
SGA = Sistema de Gestão Ambiental

S.N.U.C = Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza ( Lei nº 9.985/2000)

STF = Supremo Tribunal Federal

STJ = Superior Tribunal de Justiça

TC = Comitê Técnico

UHE = Usina Hidrelétrica

UNCED = Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento das Nações Unidas

VC = Variação Compensatória

VE = Variação Equivalente

WRC = Water Resources Council

ZEEM = Zona Especial de Extração Mineral

xiv

Você também pode gostar