Você está na página 1de 142

DIA 59

1 Q1030419 Português > Problemas da língua culta , Mal-Mau


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“Causam menos dano cem delinquentes do que um mau juiz”; no caso dessa frase, o vocábulo MAU está corretamente
grafado; a frase abaixo em que esse mesmo vocábulo deveria ser grafado com a forma MAL é:

A Mau é o juiz, se má é a sentença;

B O castigo é mau, se não é justo;


C O crime é sempre mau feito;

D Todos devem combater o mau juiz;


E Nem sempre um mau homem é um mau jurado.

2 Q1030418 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“Nunca serei juiz. Neste grande vale onde a espécie humana nasce, vive, morre, se reproduz, se cansa, e depois volta a
morrer, sem saber como nem por quê, distingo apenas felizardos e desventurados”.

Nesse pensamento, os termos “como” e “por quê” indicam, respectivamente:

A modo e causa;

B meio e explicação;
C meio e causa;

D causa e explicação;
E modo e explicação.

Português > Morfologia , Preposições , Sintaxe Termos essenciais da oração: Sujeito e Predicado ,
3 Q1030416
Morfologia - Verbos , Flexão de voz (ativa, passiva, re exiva)
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“Onde, sob os olhos dos juízes, o direito é derrubado pela iniquidade e a verdade pela mentira, são derrubados os próprios
juízes”.

Sobre a estrutura dessa frase, a única a rmação inadequada é:

A o termo inicial “onde” não se refere a nenhum lugar especí co;

B no segmento “e a verdade pela mentira” está omitida a forma verbal “é derrubada”;


C no segmento “sob os olhos dos juízes” não se pode substituir a forma “sob” por “sobre”;

no segmento “o direito é derrubado pela iniquidade” há um exemplo de voz passiva em que o sujeito (o direito) sofre a
D
ação;
no segmento “são derrubados os próprios juízes” não se pode colocar o sujeito (os próprios juízes) antes do verbo (são
E
derrubados).

4 Q1030415 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“Quem critica a injustiça o faz não porque teme cometer ações injustas, mas porque teme sofrê-las”.

No caso desse pensamento de Platão, o verbo fazer substitui toda uma oração anterior (critica a injustiça); a mesma
situação ocorre na seguinte frase:

A Arrepende-se quem faz o que não deve;


B Zangou-se com os amigos e fez uma longa denúncia;

C Decidiu viajar e fez isso rapidamente;


D Comprou um novo computador e fez o trabalho;
E Ficou preocupado e fez a viagem de repente.

5 Q1030414 Português > Morfologia


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

Se reconheces que algo é injusto, tenta pôr m à injustiça o mais rápido possível: para que esperar o próximo ano?

A relação semântico-gramatical que existe entre injusto / injustiça se repete em:

A julgar / julgamento;
B di cultoso / di culdade;

C rápido / rapidamente;
D roupagem / rouparia;
E gura / guração.

6 Q1030413 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

Se reconheces que algo é injusto, tenta pôr m à injustiça o mais rápido possível: para que esperar o próximo ano?

Essa frase critica um aspecto da justiça que é:

A a corrupção do Poder Judiciário;

B a ausência de funcionários competentes;


C o fato de os juízes desfrutarem de privilégios;

D a falta de responsabilidade dos magistrados;


E a demora no julgamento dos processos.

7 Q1030412 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

A frase abaixo em que o termo sublinhado repete ou se refere a um termo anterior é:

A O justo é tranquilíssimo, o injusto é sempre muito solícito;


B Raspai o juiz, encontrareis o carrasco;

C Não pretendas ser juiz se não tens força para desenraizar as injustiças;
É natural desejar que se faça justiça; a maior de todas as almas não caria insensível ao prazer de ser conhecida como
D
tal;
E Causam menos dano cem delinquentes do que um mau juiz.

8 Q1030411 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Sintaxe Análise sintática
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“É natural desejar que se faça justiça”.

Se transformarmos a oração reduzida “desejar” em uma oração desenvolvida, a forma adequada será:

A que se deseje que se faça justiça;


B o desejo de que se faça justiça;

C que se desejasse que se faça justiça;


D o desejo de que seja feita justiça;

E desejarmos que se faça justiça.

9 Q1030410 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“Quando um homem quer matar um tigre, chama isso de esporte; quando é o tigre que quer matá-lo, chama de ferocidade.
A distinção entre crime e justiça não é muito maior”.
Esse pensamento de Bernard Shaw se estrutura a partir de uma:

A igualdade;
B oposição;

C analogia;
D diferença;

E metaforização.

10 Q1030409 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“Se algum dia inclinares a balança da justiça, não o faças com o peso das doações, mas com o da misericórdia”.

Esse pensamento de Dom Quixote condena o seguinte traço da justiça:

A os privilégios do Judiciário;
B a possibilidade de corrupção;
C a indiferença pelos mais pobres;
D o sentimentalismo exagerado;

E o tecnicismo excessivo.

11 Q1030408 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

Observe o seguinte diálogo:

A – Não há justiça sobre a terra.

B – Por acaso, existe no céu?

Sendo esse um texto argumentativo, o segundo argumentador apela para a seguinte estratégia:

A emprega um argumento de autoridade religiosa;

B utiliza-se de uma opinião pessoal como argumento;

C foge do assunto, apresentando uma pergunta;


D constrói um círculo vicioso;

E opõe-se ao primeiro, com apelo ao bom senso.

Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
12 Q1030407
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“Excesso de direito, excesso de injustiça”.

A forma adequada de indicar-se de modo mais explícito a relação lógica desse pensamento é:

A Se houver excesso de direito, haverá excesso de injustiça;

B O excesso de direito é sempre seguido do excesso de injustiça;


C Em havendo excesso de direito, desaparecerá o excesso de injustiça;

D O excesso de direito ocorre em função do excesso de injustiça;


E Quanto menor o excesso de direito, maior o excesso de injustiça.

13 Q1030406 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

Abaixo estão cinco frases com a negativa não; todas essas frases foram reescritas, eliminando-se essa negativa, mas
mantendo-se o sentido original.

A frase em que houve alteração do sentido original é:


A A justiça não existe onde não há liberdade / A justiça só existe onde há liberdade;
B Se temes a solidão, não tentes ser justo / Se temes a solidão, tenta ser injusto;

C O raciocínio e a pressa não se dão bem / O raciocínio e a pressa mostram más relações;
D Não existem amores feios / Só existem amores bonitos;

Não se pode con ar em quem põe a mão no coração ao dar sua palavra / Pode-se descon ar de quem põe a mão no
E
coração ao dar sua palavra.

14 Q1030405 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Sintaxe Análise sintática
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

“Amai a justiça, / vós que julgais a terra”.

Considerando que esse pensamento é composto por dois segmentos (separados por uma barra inclinada), sobre a sua
estrutura, é correto a rmar que:

A o segundo segmento identi ca a quem se refere o imperativo presente no primeiro segmento;


B o segundo segmento mostra a causa da a rmação contida no primeiro segmento;

C o segundo segmento explica o segmento anterior;


D o primeiro segmento indica a condição de o segundo segmento ser realizado;

E o primeiro segmento apresenta a consequência da ação presente no segundo.

Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
15 Q1030404
Coesão e coerência Redação - Reescritura de texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Técnico-Administrativa

O jurista romano Ulpiano formulou o seguinte pensamento: “Tais são os preceitos do direito: viver honestamente, não
ofender ninguém, dar a cada um o que lhe pertence”.

Abaixo aparecem cinco diferentes maneiras de reescrever essa mesma frase; a reescritura que mostra uma forma
inadequada é:

A Os preceitos do direito são tais: viver honestamente, não ofender ninguém, dar a cada um o que lhe pertence;

B Tais são os preceitos do direito: viver honestamente, dar a cada um o que lhe pertence e não ofender ninguém;

C Tais são os preceitos do direito: viver honestamente, não ofender ninguém, dar o que lhe pertence a cada um;
D São tais os preceitos do direito: viver honestamente, não ofender ninguém, dar a cada um o que lhe pertence;
E Viver honestamente, não ofender ninguém, dar a cada um o que lhe pertence: tais são os preceitos do direito.

16 Q1030175 Português > Interpretação de Textos , Intertextualidade


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

Algumas frases são construídas tendo por base outras já formuladas e conhecidas (intertextualidade); isso só NÃO ocorre
em:

A Em dentadura dada não se olham os dentes;


B A justiça pode ser cega, mas não devemos fazê-la paralítica;

C Água mole em pedra dura tanto bate até que causa um rombo;
D A pressa é inimiga da refeição;

E Para mim, o verdadeiro valor é a prudência.

Português > Interpretação de Textos , Variação Linguística ,


17 Q1030174
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

A frase abaixo que foi construída exclusivamente por linguagem formal é:

A Primeiro a gente enlouquece e depois vê no que dá;

B A vida é curta demais para vivê-la ao lado de um lho da mãe;


C Tem pessoas que discordam de mim e outras, que são inteligentes;
D Me deram como castigo uma pena de dez anos;
E Somente o que perdi é meu para sempre.

Português > Morfologia , Substantivos , Interpretação de Textos


18 Q1030173
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Em minha casa e em todo outro lugar aprende-se apenas com quem se ama”; nessa frase, o vocábulo de valor geral “lugar”
substitui um vocábulo de valor especí co “casa”.

A mesma situação ocorre, respectivamente, com o seguinte par de palavras:

A sala / cômodo;

B luz / calor;
C tangerina / mexerica;

D tecnologia / computador;
E líquido / refeição.

19 Q1030172 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

O Antigo Testamento traz na frase “Olho por olho, dente por dente” uma indicação de como a justiça deve ser feita.

Essa recomendação defende que:

A o criminoso não deve tardar a receber seu castigo;


B o assassino deve sofrer perda idêntica à causada por ele;

C o causador do mal deve sofrer pena mais cruel do que o sofrimento por ele causado;
D a extensão da pena imposta ao criminoso deve ser proporcional ao mal por ele causado;

E as penas devem ser cruéis e infalíveis.

Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
20 Q1030171
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Quanto mais a pena for rápida e próxima do delito, tanto mais justa e útil ela será”.

Nesse pensamento, há uma correlação entre dois termos precedidos por “Quanto mais” e “tanto mais”, que são:

A mais rápida e mais próxima do delito;


B mais justa e mais útil;

C mais rápida / mais justa;


D mais rápida e próxima / mais justa e útil;

E mais próxima / mais útil.

Respostas

1: C 2: A 3: E 4: C 5: B 6: E 7: D 8: A 9: C 10: B 11: C 12: A 13: B 14: A

15: C 16: E 17: E 18: A 19: B 20: D


DIA 60
21 Q1030170 Português > Morfologia , Substantivos
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“O m das penas não é atormentar, perseguir e a igir um ser sensível... Seu m é apenas impedir que o réu cause novos
danos aos seus concidadãos e dissuadir os outros de fazerem o mesmo”.

Se quiséssemos nominalizar todas as ações sublinhadas, deveríamos trocar os verbos por substantivos; nesse caso, a
substituição inadequada seria:

A atormentar um ser sensível / atormentação de um ser sensível;


B perseguir um ser sensível / perseguição de um ser sensível;

C a igir um ser sensível / a ição de um ser sensível;


D impedir que o réu cause novos danos / impedimento de o réu causar novos danos;

E dissuadir os outros / dissuasão dos outros.

22 Q1030169 Português > Morfologia


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Há uma espécie de conforto na autocondenação. Quando nos condenamos, pensamos que ninguém mais tem o direito de
fazê-lo”.

A frase abaixo em que o vocábulo “mais” mostra o mesmo valor que na frase acima é:

A A certeza de um castigo é sempre mais intensa que o temor de outro mais severo;
B A certeza de um castigo é sempre mais intensa que o temor de outro mais severo;

C Quanto mais a pena for rápida e próxima do delito, tanto mais justa e útil ela será;
D Não se enforca um homem por ele ter roubado cavalos, mas para que cavalos não sejam mais roubados;

E A leitura de um livro mais não modi cará a visão que temos da Justiça.

Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Sintaxe Análise sintática ,


23 Q1030168
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Há uma espécie de conforto na autocondenação. Quando nos condenamos, pensamos que ninguém mais tem o direito de
fazê-lo”. Sobre a estruturação desse pensamento, a única a rmação adequada é:

A o segundo período funciona como uma explicação do primeiro;

B o termo “Quando” indica uma condição da ação seguinte;


C o pronome “nos” só se refere aos autores da frase;

D o verbo fazer em “fazê-lo” tem o sentido de “produzir algo”;


E o pronome “lo” se refere a “direito”.

24 Q1030167 Português > Crase


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Todos aqueles que devem deliberar sobre questões dúbias devem também manter-se imunes ao ódio e à simpatia, à ira e
ao sentimentalismo”.

Nesse pensamento de um historiador latino, ocorreu duas vezes a utilização correta do acento grave indicativo de que
houve crase; a frase abaixo em que esse mesmo acento está equivocado é:

A Quem perdoa uma culpa encoraja à cometer muitas outras;


B A aspiração à glória é a última da qual se conseguem libertar os homens mais sábios;

C Quem aspira à sumidade, raras vezes consegue passar do meio;


D Veja o que ocorreu com muitos intelectuais, condenados à fama imortal;
E Todos somos levados à obediência eterna a Deus.

25 Q1030166 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Todos aqueles que devem deliberar sobre questões dúbias devem também manter-se imunes ao ódio e à simpatia, à ira e
ao sentimentalismo”.

A única substituição inadequada entre as propostas nas opções abaixo é:

A deliberar = decidir;

B dúbias = duvidosas;

C manter-se = tornar-se;
D imunes = isentos de;

E sentimentalismo = subjetivismo.

26 Q1030165 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“O bom juiz não deve ser jovem, mas ancião, alguém que aprendeu tarde o que é a injustiça, sem tê-la sentido como
experiência pessoal em sua alma; mas por tê-la estudado, como uma qualidade alheia, nas almas alheias”. (Platão)

Segundo Platão, a qualidade básica do bom juiz é:

A ter idade avançada;

B fazer estudos profundos;


C haver experimentado injustiças;

D estudar impessoalmente a injustiça;


E criticar a injustiça nas almas alheias.

27 Q1030164 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

Um célebre crítico disse certa vez sobre um político: “Era um deputado conservador. Seu único programa político era
conservar sua cadeira na Câmara”.

O humor dessa frase está no(a):

A crítica ao apego exagerado ao cargo;

B pobreza da ação política do deputado;


C fato de ser conservador num momento de renovação;

D circunstância de seu programa político ter um só item;


E sentido inesperado dado ao termo “conservador”.

28 Q1030163 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Querendo abolir a pena de morte, que comecem os senhores assassinos!”

Em relação à pena de morte, esse pensamento é:

A favorável, pregando que sua abolição deveria começar pela ausência de crimes de morte;

B favorável, defendendo a ideia de que os assassinos devem ser os primeiros a serem mortos;
C favorável, argumentando que ela não deve ser abolida quando houver mais assassinos;

D contrário, mostrando que ela também é uma forma de assassinato;


E contrário, indicando a sua abolição, começando pelo fato de os assassinos deixarem de matar.

29 Q1030162 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

A frase abaixo que mostra uma visão positiva da Justiça é:

A O preço da justiça está no canhoto do meu talão de cheque;


B O preço da justiça é a eterna publicidade;

C Saia do caminho da justiça, pois ela é cega;


D Existem três tipos de justiça: a boa, a ruim e a baiana;

E Justiça seja feita, independentemente dos criminosos.

Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem ,


30 Q1030161
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

A frase abaixo cuja estrutura NÃO se apoia em uma comparação ou metáfora é:

A Leis são como salsichas. É melhor não ver como são feitas;
B A compra de autoridades ocorreu do mesmo modo como se compra bacalhau na feira: pelo cheiro;
C Encontrei Roma como uma cidade de tijolos e a deixei como uma cidade de mármore;

D Cuidar da casa e da família é como presidir um pequeno país: é muito duro;


E Fazer política é a arte de dividir o bolo de tal maneira que cada um pensa ter cado com o pedaço maior.

Português > Interpretação de Textos , Sintaxe , Uso dos conectivos


31 Q1030160
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

Machado de Assis escreveu certa vez sobre a justiça: “É claro que a justiça, sendo cega, não vê se é vista, e então não cora”.

A forma oracional de gerúndio “sendo cega” poderia ser adequadamente substituída por:

A pois é cega;

B embora seja cega;


C a m de ser cega;

D já que é cega;
E à medida que é cega.

32 Q1030159 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

Uma das leis da textualidade é a coerência; a frase abaixo em que a coerência está presente é:

A Antes do Código Penal não existiam crimes;

B As prisões ensinam a recuperação imoral a criminosos;

C Desejo ser incluído fora desse julgamento;


D Ter má fama quando morto não importa;

E Passar muito tempo estudando é preguiça.

33 Q1030158 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Não se enforca um homem por ele ter roubado cavalos, mas para que cavalos não sejam roubados”.

Segundo esse pensamento:

A as penas não devem exceder a maldade do crime;

B as punições devem servir de exemplo social;


C algumas penas por pequenos roubos são exageradas;

D nem sempre as penas aplicadas são justas;


E as leis penais foram elaboradas de forma equivocada.

34 Q1030157 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

O vocábulo “maior” se refere prioritariamente a realidades que tenham uma extensão física; nesse caso, a frase abaixo em
que esse vocábulo foi bem empregado é:

A Para maiores informações, leia o Código Penal;

B Um dos maiores freios aos delitos não é a crueldade das penas;


C Não é a intensidade da pena, mas sua extensão, que traz os maiores resultados;

D A maior punição de um crime não provém da lei;


E Já está lotada a maior prisão do país.

35 Q1030156 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

Sêneca, um lósofo latino, a respeito da autoria de crimes, declarou o seguinte princípio: “Cometeu o crime quem dele
recebeu benefícios”.

Considerando-se que o crime aludido seja um assassinato, segundo esse pensamento:

A todo assassino recebe pagamento por um crime cometido;


B os assassinos cometem os crimes por razões pessoais;

C todo crime traz benefícios ao assassino;


D os assassinatos retiram bens materiais das vítimas;

E todos os assassinatos encobrem interesses materiais.

36 Q1030155 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Parece-me absurdo que as leis, que são a expressão da vontade pública, que abominam e punem o homicídio, o cometam
elas mesmas e que, para dissuadir o cidadão do assassínio, ordenem um assassínio público”. (Beccaria)

Esse pensamento pretende condenar:

A o espírito malévolo do ser humano;


B a adoção da pena de morte;

C a tendência homicida do homem;


D as leis distantes da realidade;

E a crueldade da maioria das leis.

Português > Morfologia , Interpretação de Textos , Coesão e coerência


37 Q1030154
Conjunções: Relação de causa e consequência
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: TJ-CE Prova: FGV - 2019 - TJ-CE - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Tive professores ruins. Foi uma boa escola”.

Esse pensamento de um poeta alemão é composto de dois períodos; a conjunção que pode ligá-los de forma adequada ao
sentido pretendido por seu autor é:

A Tive professores ruins, por isso foi uma boa escola;


B Tive professores ruins, apesar disso foi uma boa escola;

C Tive professores ruins, foi, porém, uma boa escola;


D Tive professores ruins, à medida que foi uma boa escola;
E Tive professores ruins, caso tenha sido uma boa escola.

38 Q1005077 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

“Ler é essencial. Através da leitura, testamos os nossos próprios valores e experiências com as dos outros. No nal de cada
livro, camos enriquecidos com novas experiências, novas ideias, novas pessoas. Eventualmente, caremos a conhecer
melhor o mundo e um pouco melhor de nós próprios”. site Universo de Literacias. O termo “No nal de cada livro” equivale
a

A quando chegamos ao nal de cada livro.


B após a leitura de cada livro.

C na conclusão de cada livro.


D ao chegarmos ao nal de uma narrativa.

E se chegamos ao m de uma história.

39 Q1005075 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

“A ideia de que a natureza existe para servir ao homem seria apenas ingênua, se não fosse perigosamente pretensiosa. Essa
crença lançou raízes profundas no espírito humano, reforçada por doutrinas que situam corretamente o Homo sapiens no
ponto mais alto da evolução, mas incidem no equívoco de fazer dele uma espécie de nalidade da criação. Pode-se dizer
com segurança que nada na natureza foi feito para alguma coisa, mas pode-se crer em permuta e equilíbrio entre seres e
coisas”. Lisboa, Luiz Carlos, Olhos de ver; ouvidos de ouvir. Ed. DIFEL. 2013. Esse fragmento, retirado do livro Olhos de ver;
ouvidos de ouvir, é do tipo argumentativo. Ele tem como tese que

A a natureza existe para servir ao homem.

B o Homo sapiens está no ponto mais alto da evolução.


C o homem é a nalidade última da criação divina.

D nada na natureza foi feito para alguma coisa.


E a natureza está fundada no equilíbrio entre criador e criatura.

40 Q1005074 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

A campanha publicitária de um remédio antialérgico dizia:


A alergia não tem hora para atacar, mas tem 10 minutos para tratar Assinale a opção que indica o argumento básico
utilizado para levar à compra do remédio.

A A alergia mostra certa gravidade.


B O remédio indicado é muito rápido e e ciente.

C O perigo trazido pelo ataque alérgico.


D A imprevisibilidade do ataque da alergia.

E O baixo preço do medicamento.

Respostas

21: C 22: E 23: A 24: A 25: C 26: D 27: E 28: A 29: E 30: C 31: D 32: D

33: B 34: E 35: C 36: B 37: A 38: B 39: D 40: B


DIA 61
Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência ,
41 Q1005073
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

Leia os fragmentos a seguir. “A nossa civilização é marcada pela linguagem grá ca. A escrita domina a nossa vida; é uma
instituição social tão forte quanto a Nação e o Estado. Nossa cultura é basicamente uma cultura de livros. Pela escrita
acumulamos conhecimentos, transmitimos ideias, xamos nossa cultura.” “Nossas religiões derivam de livros: o islamismo
vem do Corão, escrito por Maomé; os Dez Mandamentos de Moisés foi um livro escrito em pedra. Nosso cristianismo está
contido em um livro, a Bíblia”. Amaral Vieira, R. A. O futuro da comunicação. Ed. Achiame. 1981 O segundo fragmento desse
texto funciona, em relação ao primeiro, como

A um argumento con rmador do que é a rmado antes.

B uma exempli cação do que é anteriormente dito.


C uma enumeração de fatos documentadores de autoridade.

D uma explicação de algo pouco claro.


E uma informação que enriquece o texto.

42 Q1005072 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

“Estou honrado de estar aqui, na formatura de uma das melhores universidades do mundo. Eu nunca me formei na
universidade. Que a verdade seja dita, isso é o mais perto que eu já cheguei de uma cerimônia de formatura.” Steve Jobs.
Fragmento do discurso em Stanford, em 2005. Essas palavras de Steve Jobs iniciam um gênero textual chamado “discurso”.
Nesse caso, assinale a opção que indica a marca original das palavras de Jobs.

A Não começar o discurso com um agradecimento aos que o elegeram como homenageado.
B Iniciar o texto com palavras que mostram certa relativização do valor dos diplomas cuja obtenção ali se comemorava.

C Criticar aqueles que doam o melhor dos seus esforços a estudos acadêmicos e pouco úteis.
D Mostrar que seu sucesso pro ssional é um modelo que deve ser perseguido por todos os formandos.

E Indicar que, em sua vida pro ssional, sempre foi avesso a formaturas e eventos acadêmicos.

43 Q1005071 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

Uma manchete do jornal O Globo, de 5/11/2018, dizia o seguinte: ENEM tem recorde negativo de ausências Com essa
manchete, o jornal informa aos leitores que

A as ausências atingiram um número imprevisto.

B o ENEM mostra o prejuízo causado pela mudança do horário de verão.


C o número de faltas à prova diminuiu como nunca.

D as ausências dos candidatos causam preocupações ao ENEM.


E a quantidade de faltas à prova mostra a visão negativa do exame.

44 Q1005070 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

“O fundamento jurídico para a proteção dos animais, no Brasil, está no artigo 255 da Constituição Federal, que incumbe o
Poder Público de ‘proteger a fauna, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica,
provoquem a extinção das espécies ou submetam os animais à crueldade’”. Esse texto se refere a um outro texto.Sobre os
textos que aqui dialogam, assinale a a rmativa correta.
A A alusão feita ao texto da Constituição é realizada em forma de paródia.
As palavras ou expressões como “fundamento jurídico”, “artigo 255”, “Constituição Federal” indicam que o conteúdo
B
temático do texto é de caráter político-partidário.

C O emprego de letras em itálico mostra o interesse do autor do texto em destacar parte dele.
D O texto exempli ca um gênero textual denominado “didático”, por ensinar algo aos leitores.

E O texto em itálico encontra-se entre aspas simples por já haverem sido utilizadas as aspas duplas.

45 Q1005069 Português > Interpretação de Textos , Intertextualidade , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

“O fundamento jurídico para a proteção dos animais, no Brasil, está no artigo 255 da Constituição Federal, que incumbe o
Poder Público de ‘proteger a fauna, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica,
provoquem a extinção das espécies ou submetam os animais à crueldade’”.
O autor desse fragmento, ao citar outro texto, exempli ca uma marca característica da textualidade. Assinale a opção que a
indica.

A Coesão.

B Informatividade.
C Intertextualidade.

D Coerência.
E Conhecimento de mundo.

46 Q1005068 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor Infantil ao 5º

Ano

“Quando lemos, ocorrem diversas ligações no cérebro que nos permitem desenvolver o raciocínio, além de aguçar o senso
crítico por meio da capacidade de interpretação. Nesse sentido, vale lembrar que a ‘interpretação’ dos textos é uma das
chaves essenciais da leitura; a nal, não basta ler ou decodi car os códigos linguísticos, faz-se necessário compreender e
interpretar essa leitura”. site Toda Matéria.com O texto mostra que a leitura

A leva obrigatoriamente à correta interpretação do texto.


B estimula o desenvolvimento do raciocínio.

C se satisfaz com a correta decodi cação do código linguístico.


D reduz o nosso senso crítico ao que é essencial.

E permite uma ampliação na área cerebral dos leitores.

47 Q1003076 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

Assinale a opção que indica a frase que não mostra caráter opinativo.

A Penso que o Vitória deve escapar do rebaixamento.


B Todos devem trabalhar mais, creio eu.
C Vê-se diariamente nos jornais o perigo de viajar à noite.

D A meu ver, o tempo vai mudar no nal de semana.


E Há muitos feriados no Brasil, é a minha opinião.

48 Q1003075 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte
O cartaz e os dizeres acima pretendem

A condenar os que só reclamam e nada fazem.


B motivar o trabalho solidário.

C indicar caminhos para a colaboração.


D dar exemplos para a comunidade.

E incentivar campanhas de solidariedade.

49 Q1003074 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

“O hábito de ler é sem dúvida um dos maiores presentes que uma criança pode receber. A leitura abre inúmeras portas
para o desenvolvimento do indivíduo e seus benefícios intelectuais e de apoio ao aprendizado escolar são proporcionais ao
prazer de desbravar novos mundos pela imaginação.”

Ricardo Viveiros, in O cina de Comunicação.

As opções a seguir apresentam alguns benefícios do ato de ler, à exceção de uma. Assinale-a.

A Propicia desenvolvimento.
B Traz benefícios intelectuais.

C Melhora o aprendizado escolar.


D Traz prazer como o de receber um presente.

E Exercita a imaginação.

50 Q1003073 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

“Antigamente o homem tinha a impressão de que os recursos da natureza eram in nitos. O caçador de mamutes via muitos
deles e só conseguia capturar um ou outro, entendendo assim que seu número era in ndável. A noção de que a natureza
é in nita mudou a partir do momento em que o homem, dominando a técnica, fabricou máquinas capazes de, em poucos
dias, destruir uma oresta; ou, indo a extremos, acabar com o mundo em minutos caso resolva experimentar algumas de
suas bombas atômicas.”

Júlio Chiavenato, in O massacre da Natureza.

Assinale a opção em que a forma “entendendo assim” ca corretamente substituída, mantendo seu sentido original.

A quando entendia

B caso entendesse

C à proporção que entendia


D pois entendia

E apesar de entender

51 Q1003072 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

O jornal O Globo, em 19/10/2018, publicou a seguinte manchete:


Mudanças no IR dariam alívio ao contribuinte

Sobre os componentes dessa manchete, assinale a a rmativa incorreta.

A A abreviatura IR corresponde a Imposto sobre a Renda.


B A forma verbal “dariam” mostra que se trata de uma possibilidade, e não de um fato.

C A expressão “dar alívio” informa que as mudanças signi cam menos gastos.
D A forma “dariam alívio” equivale a “aliviarão”.

E O termo “contribuinte” signi ca todo aquele que paga algum imposto.

52 Q1003071 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

Um jornal carioca publicou a seguinte manchete nas páginas esportivas:

Vasco obtém empréstimo para acertar pagamentos

Dessa manchete deduz-se que

A os pagamentos do Vasco estavam atrasados.


B haviam ocorrido erros nos pagamentos de salários.

C o Vasco teve di culdades para obter empréstimo.


D os salários pagos pelo Vasco precisavam de aumento.

E os clubes de futebol passam por di culdades nanceiras.

53 Q1003070 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

“A civilização do século XX tornou-se altamente dependente do mais nobre dos combustíveis, porque ele é extremamente
conveniente: é líquido, podendo pois ser transportado facilmente nos mais variados recipientes e em oleodutos, e, além
disso, é o combustível mais rico em calorias. Assim, a humanidade se acostumou com o ‘creme’ dos combustíveis e o
desperdiçou, como quem desperdiça um bem ganho sem qualquer esforço. Mas isso vai acabar, o petróleo é uma herança
que recebemos do passado e que fatalmente vai terminar.”

José Goldemberg, Quatro Rodas. São Paulo, maio de 2013.

Sobre o petróleo, assinale a a rmativa incorreta.

A Trata-se de combustível caloricamente superior.

B Tem existência fatalmente não eterna.

C Possui nobreza por ter causado dependência.


D Traz facilidade de transporte.

E Pode ser embalado em recipientes diversos.

54 Q1003069 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

“A civilização do século XX tornou-se altamente dependente do mais nobre dos combustíveis, porque ele é extremamente
conveniente: é líquido, podendo pois ser transportado facilmente nos mais variados recipientes e em oleodutos, e, além
disso, é o combustível mais rico em calorias. Assim, a humanidade se acostumou com o ‘creme’ dos combustíveis e o
desperdiçou, como quem desperdiça um bem ganho sem qualquer esforço. Mas isso vai acabar, o petróleo é uma herança
que recebemos do passado e que fatalmente vai terminar.”

José Goldemberg, Quatro Rodas, São Paulo, maio de 2013.

Todos os termos sublinhados no texto acima se referem a um termo anterior, à exceção de um. Assinale-o.

A do mais nobre dos combustíveis.

B disso.
C o.
D isso.
E que.

Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
55 Q1003068
Coesão e coerência
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

Um texto sobre a Aids apresentava a seguinte conclusão:

“Apesar de todos os avanços, a Aids continua sendo uma doença grave, não tem cura, e só no Brasil mata 11 mil pessoas
por ano. Quem hoje a adquire vai precisar inevitavelmente tomar remédios pelo resto da vida e conviver com seus efeitos
colaterais.”

Sobre a estruturação desse parágrafo, assinale a a rmativa incorreta.

A “Apesar de” equivale a “embora”.


B O termo “só” poderia vir após “Brasil”, sem modi cação de sentido.

C O termo “por ano” equivale a “anualmente”.


D Em “Quem hoje a adquire”, o termo “a” se refere à Aids.

E Nos segmentos “por ano” e “pelo resto da vida” a preposição “por” mostra sentido de tempo.

56 Q1003067 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

“A violência, em seus mais variados contornos, é um fenômeno _______________ na constituição da sociedade brasileira. A
escravidão (primeiro com os índios e depois, e especialmente, com a mão de obra africana), a colonização mercantilista, o
coronelismo, as oligarquias antes e depois da independência, somados a um Estado caracterizado pelo autoritarismo
burocrático, contribuíram enormemente para o aumento da violência que atravessa a história do Brasil”.

Orson Camargo, Violência no Brasil, outro olhar.

Assinale a opção que indica o adjetivo que preenche adequadamente a lacuna do texto.

A econômico

B político
C histórico

D social

E educacional

57 Q1003066 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

“Ler é essencial. Através da leitura, testamos os nossos próprios valores e experiências com as dos outros. No nal de cada
livro, camos enriquecidos com novas experiências, novas ideias, novas pessoas. Eventualmente, caremos a conhecer
melhor o mundo e um pouco melhor de nós próprios”.

site Universo de Literacias.

Segundo o texto, a leitura permite

A conhecer-nos um pouco melhor.

B aprofundar nossos relacionamentos pessoais.


C revisitar conhecimentos já adquiridos.

D comparar o passado com o presente.


E produzir ideias revolucionárias.
Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
58 Q1003065
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

“Ler é essencial. Através da leitura, testamos os nossos próprios valores e experiências com as dos outros. No nal de cada
livro, camos enriquecidos com novas experiências, novas ideias, novas pessoas. Eventualmente, caremos a conhecer
melhor o mundo e um pouco melhor de nós próprios”.

site Universo de Literacias.

O termo “No nal de cada livro” equivale a

A quando chegamos ao nal de cada livro.

B após a leitura de cada livro.


C na conclusão de cada livro.

D ao chegarmos ao nal de uma narrativa.


E se chegamos ao m de uma história.

59 Q1003064 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

“As enchentes têm-se repetido de forma devastadora nesse ano de 2015 em São Paulo. Vidas, patrimônios, a saúde e o
cotidiano de milhões de cidadãos são, a cada chuva de verão, consumidos em águas pútridas e lamacentas de forma
trágica”.

Uol, 28/03/2015.

A forma verbal “têm-se repetido” indica que

A as enchentes em São Paulo foram devastadoras por todo o ano de 2015.

B os prejuízos causados pelas enchentes têm sido imensos.


C ocorreram muitas mortes nas enchentes paulistanas.

D nos últimos anos, em São Paulo, as enchentes têm-se repetido.


E as enchentes em São Paulo têm modi cado sua intensidade.

60 Q1003063 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Agente de Trânsito e

Transporte

No prefácio de um livro de Jorge Amado, Vinícius de Moraes escreveu o seguinte:

“Em dois textos simples, Jorge Amado acaba de escrever o que para mim é o melhor romance e a melhor novela da
literatura brasileira.”

Esse texto deve ser considerado

A uma resenha de duas obras de Jorge Amado.

B um texto publicitário sobre dois livros de Jorge Amado.


C uma informação sobre o lançamento de novas obras literárias

D uma argumentação em defesa de Jorge Amado.


E um depoimento opinativo sobre duas obras de Jorge Amado.

Respostas

41: A 42: B 43: C 44: E 45: C 46: B 47: C 48: B 49: D 50: D 51: D 52: A

53: C 54: A 55: B 56: C 57: A 58: B 59: A 60: E


DIA 62
Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
61 Q1001803
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

“A ideia de que a natureza existe para servir o homem seria apenas ingênua, se não fosse perigosamente pretensiosa.

Essa crença lançou raízes profundas no espírito humano, reforçada por doutrinas que situam corretamente o Homo
Sapiens no ponto mais alto da evolução, mas incidem no equívoco de fazer dele uma espécie de nalidade da criação. Pode-
se dizer com segurança que nada na natureza foi feito para alguma coisa, mas pode-se crer em permuta e equilíbrio entre
seres e coisas”.

Lisboa, Luiz Carlos, Olhos de ver; ouvidos de ouvir. Ed. DIFEL. 2013.

As opções a seguir apresentam uma série de palavras e expressões do campo semântico da religiosidade, à exceção de
uma. Assinale-a.

A Olhos de ver; ouvidos de ouvir.


B Essa crença lançou raízes profundas.

C ... uma espécie de nalidade da criação.


D ... reforçada por doutrinas.

E ... nada na natureza foi feito para alguma coisa.

62 Q1001802 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

Quando procuramos evitar a rmações de certeza absoluta, empregamos expressões de possibilidade. Assinale a opção
que, ao contrário, expressa certeza.

A A Terra deve tornar-se um planeta desabitado.

B É muito provável que a gasolina suba de preço.


C Sabe-se que o desemprego é o pior de nossos problemas.

D O Brasil, provavelmente, crescerá mais em 2019.


E Existe a possibilidade de nosso país car mais rico.

63 Q1001801 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

“A redução da maioridade penal é urgente, pois, como mostram as pesquisas de opinião, 98% da nossa população apoia a
redução da maioridade penal.”

Nesse caso, a opinião expressa está apoiada em um argumento

A autoritário

B narrativo
C causal

D opinativo
E tendencioso

64 Q1001800 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

Em 18 de novembro de 2011, o jornal A Tarde publicou a seguinte manchete:


“‘Babas’ roubam espaço de banhistas na orla de Salvador”.

Sobre os componentes da manchete, assinale a a rmativa incorreta.

A O emprego do verbo “roubar” mostra uma visão negativa da ação praticada.


B A linguagem utilizada mostra traços de coloquialidade.
C A mensagem traz implícita a ideia de que os banhistas têm direito a certo espaço na orla.
D O vocábulo ‘babas’ traz aspas para indicar um sentido diferente do usual.

E A manchete é construída de forma não opinativa, como recomenda a informação jornalística.

65 Q1001799 Português > Interpretação de Textos , Denotação e Conotação


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

A respeito das manchetes do jornal A Tarde transcritas a seguir, assinale a que não utiliza linguagem gurada.

A “Judô do Brasil passa em branco no 2º dia de disputas em Haia”.

B “Neymar e Cavani minimizam jogo ‘pesado’ em amistoso”.


C “Homens armados roubam supermercado e levam celulares”.
D “Ex de Safadão anuncia que será musa da Grande Rio”.
E “Lotérica é assaltada e assaltantes usam reféns como escudo”.

66 Q1001798 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

O jornal A Tarde publicou as duas manchetes esportivas a seguir.

Bahia cai para o Atlético-MG e acaba com chance de vaga na Libertadores

Vitória perde para Atlético-PR e se complica na luta contra o rebaixamento

Sobre essas duas manchetes, assinale a opção que apresenta a a rmativa correta.

A A estruturação dos textos se dirige aos “iniciados” no futebol.

B A gravidade das derrotas é apresentada como equivalente.


C O verbo “cair” pertence à linguagem denotativa.

D Uma das siglas representativas de estados está errada.


E O jornal mostra parcialidade na informação prestada.

67 Q1001797 Português > Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

Assinale a opção que indica a frase em que não ocorre a relação de causa e consequência.

A Apesar das chuvas, as ruas não amanheceram alagadas.

B Em virtude da crise, o comércio está vendendo menos.


C Muitas pessoas deixaram de viajar em função do mau tempo.

D As necessidades econômicas geram muitos problemas.


E A violência resulta, muitas vezes, da ignorância.

68 Q1001796 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

Um dos temas de discussão mais frequentes na atualidade é o das vantagens e desvantagens da redução da maioridade
penal.
Assinale a opção que apresenta um argumento que pode ser considerado desfavorável a essa redução.

A A redução protegeria os jovens do aliciamento do trá co, que tem recrutado menores para a prática de crimes.
B O sistema prisional brasileiro apresenta situação caótica.

C A impunidade gera o aumento da violência.


D A opinião pública brasileira apoia a redução.

E A legislação brasileira deve alinhar-se à de países desenvolvidos.

69 Q1001795 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

Violência, participação e democracia

“Manifestações públicas constituem um dos aspectos essenciais da vida democrática. Um regime político que é incapaz de
tolerar a livre manifestação da população – inclusive a que contraria os ocupantes do poder – não pode ser considerado
democrático. Historicamente, os regimes democráticos se consolidam quando a luta política deixa de ser o arriscado jogo
do tudo ou nada e se institucionaliza como parte do cotidiano da sociedade.”

Folha de São Paulo, 14/6/2014.

Esse trecho apresenta uma série de pensamentos de caráter democrático, à exceção de um. Assinale-o.

A A luta política não deve ter caráter radical.


B As manifestações públicas devem ser normalmente aceitas.

C O poder político deve tolerar manifestações opostas.


D A luta política não deve fazer parte do cotidiano social.

E A violência não deve ser empregada contra manifestações.

Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Sintaxe Uso dos conectivos ,
70 Q1001794
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

“Ler é importante porque leva a pessoa a ter contato com várias ideias diferentes (dos autores), adquirindo assim uma visão
mais ampla do mundo e dos con itos que envolvem a humanidade e a sociedade. Quando se tem uma visão mais ampla, se
tem também mais material para formar as próprias ideias e resolver de melhor forma os próprios problemas.”

brunokabuki.blogspot.com/2019/

A relação lógica entre os dois segmentos sublinhados é a de

A simultaneidade temporal.

B causa e consequência.

C proporcionalidade
D comparação desproporcional.

E condição

71 Q1001793 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

“Ler é importante porque leva a pessoa a ter contato com várias ideias diferentes (dos autores), adquirindo assim uma visão
mais ampla do mundo e dos con itos que envolvem a humanidade e a sociedade. Quando se tem uma visão mais ampla, se
tem também mais material para formar as próprias ideias e resolver de melhor forma os próprios problemas.”

brunokabuki.blogspot.com/2019/

Segundo o texto, a leitura

A faz os autores entrarem em contato com várias ideias.

B obriga os leitores a terem uma visão mais ampla do mundo.


C torna menos compreensíveis os con itos do mundo.
D fornece ferramentas para a formação de nossas ideias.

E minimiza os problemas que enfrentamos.

72 Q1001792 Português > Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

“Muito se tem falado de conservação do meio ambiente, mas não se criou ainda a consciência de que o planeta precisa
urgentemente de nossos cuidados.”

(Brasil Escola)

Assinale a opção que indica os termos que, nesse segmento do texto, desempenham a mesma função sintática.

A de conservação / do meio ambiente


B de que o planeta precisa urgentemente / de nossos cuidados

C de conservação / de nossos cuidados


D de que o planeta precisa urgentemente de nossos cuidados / do meio ambiente

E de conservação / de que o planeta precisa

73 Q1001791 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

A revista Veja, em 30/03/2016, publicou a seguinte manchete:

Comida desperdiçada na América Latina reduziria 37% da fome do mundo

Cerca de 348 mil toneladas de alimentos são perdidas por dia na região.

Sobre os componentes do texto dessa manchete, assinale a a rmativa correta.

A Se a América Latina não desperdiçasse tantos alimentos, acabaria a fome no mundo.

B A principal crítica do texto se dirige ao atraso cultural e econômico da América Latina.


C A expressão “cerca de” indica precisamente a quantidade de alimentos desperdiçada.

D Em todo o texto há a identi cação clara do responsável pelo desperdício de alimentos.

E A forma verbal “reduziria” indica uma possibilidade, e não uma certeza.

74 Q1001790 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto , Funções morfossintáticas da palavra SE
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Guarda Civil Municipal

...

Nas opções a seguir, a primeira oração foi reescrita de modo a dar-se a ela um caráter genérico, com a utilização da
partícula se.

Assinale a opção em que isso foi feito de forma gramaticalmente incorreta.

A Todo mundo viu a morte de perto. / Viu-se a morte de perto.

B As pessoas reclamam de tudo. / Reclama-se de tudo.


C Muita gente pensa o contrário de todos. / Pensa-se o contrário de todos.
D Muitas pessoas não respeitam os horários. / Desrespeitam-se os horários.
E Todos cometem as mesmas falhas. / Comete-se as mesmas falhas.

75 Q1001762 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...
Observe a sequência de fotos que registra a performance do artista baiano Marepe com chumaços de algodão doce.

A respeito dessa obra, analise as a rmativas a seguir.

I. O movimento dos braços do artista mistura os planos da gura e do fundo, dando a impressão de que toca as nuvens.

II. A sequência de fotos narra uma história poética, na qual o artista aparece como um gigante que se alimenta de nuvens.

III. A performance produz uma metáfora visual baseada em coisas simples do cotidiano, como um doce e um céu azul com
nuvens.

Está correto o que se a rma em

A I, apenas.
B I e II, apenas.
C I e III, apenas.
D II e III, apenas.

E I, II e III.

76 Q1001741 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

Um candidato a um concurso público foi encarregado de escrever um texto cujo tema era a violência.

Selecionando previamente o que poderia ser enquadrado na tipologia da violência, o candidato apontou cinco fatores.

Assinale a opção que indica não um tipo de violência, mas uma causa.

A Os abusos sexuais de pais contra lhas.


B A presença de cenas violentas nos lmes e programas de TV.

C As agressões de pais contra lhos.


D As violências praticadas contra as mulheres.

E Os assaltos à mão armada.

77 Q1001740 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

Um texto publicitário da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) diz o seguinte:

“Ao escrever as regras da autorregulação bancária, os bancos criaram, proativamente, regras mais rigorosas do que as
próprias leis do país.

E o consumidor ganhou na prática:

* relações de consumo mais claras e transparentes;

* regras para renegociação de dívidas;

* iniciativas para prevenir a lavagem de dinheiro;

* compromisso com a sustentabilidade ambiental”. (adaptado)

O texto só não privilegia

A a segurança dos negócios.

B a preocupação moral.

C o cuidado com o meio ambiente.


D a preocupação com o consumismo.
E as medidas anticorrupção.

78 Q1001739 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

“Esse mundo é o grande ateliê de um escultor. Somos as estátuas, e corre por aqui um intenso rumor de que alguns de nós
um dia vamos ganhar a vida”.

C. S. Lewis

O problema estrutural que ocorre nesse fragmento de texto diz respeito

A ao emprego de demonstrativos.

B à pontuação.
C à seleção vocabular.

D à regência.
E à concordância.

79 Q1001738 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

O ex-presidente Kennedy disse, certa vez, que “A paz mundial, como a paz em uma comunidade, não necessita que cada um
ame o seu vizinho – mas que vivam com mútua tolerância, submetendo suas disputas a um acordo justo e pací co”.

Sobre a estruturação desse pensamento, assinale a a rmativa inadequada.

A “como a paz em uma comunidade” mostra uma comparação entre duas circunstâncias de paz.
B “não necessita que cada um ame o seu vizinho” contraria um pensamento bastante corrente.

C “mas que vivam com mútua tolerância” indica uma oposição à frase anterior.
D “submetendo suas disputas a um acordo justo e pací co” faz uma alusão a grandes organismos internacionais.

E “não necessita que cada um ame seu vizinho” refere-se exclusivamente à última paz citada.

80 Q1001737 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

Assinale a opção que mostra uma frase incoerente.

A Diplomacia é a arte de saber o que não dizer.

B São necessários 20 anos de paz para formar um homem e, apenas, 20 segundos para destruí-lo.
C A seda foi inventada para que as mulheres pudessem sair desnudas com vestidos.

D Cada um se defende como pode. Cachorro morde. Boi chifra. Deputado vota contra.
E A paz não é feita com amigos; é feita com inimigos.

Respostas

61: E 62: C 63: A 64: E 65: C 66: A 67: A 68: B 69: D 70: A 71: D 72: D

73: E 74: E 75: E 76: B 77: D 78: B 79: E 80: C


DIA 63
Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre. ,
81 Q1001736
Gêneros Textuais
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

Não foi para isso

“Não sei se é verdade. Dizem que Santos-Dumont suicidou-se quando soube que, durante a Guerra Mundial, a primeira, de
1914 a 1918, estavam usando aviões para bombardear cidades indefesas. Não fora para isso -- pensava ele -- que inventara
a navegabilidade no ar, façanha que ninguém lhe contesta, tampouco inventara o avião, cuja autoria lhe é indevidamente
negada pelos norte-americanos.

Excetuando o Dr. Guilhotin, que construiu um aparelho especí co para matar mais rapidamente durante os anos do Terror,
na Revolução Francesa, em geral o pessoal que inventa alguma coisa pensa em bene ciar a humanidade, dotando-a de
recursos que tornam a vida melhor, se possível para todos”.

Carlos Heitor Cony, in Folha de São Paulo. 27/12/2007.

Esse fragmento de uma crônica de Cony é um exemplo de texto

A didático, pois ensina algo sobre personagens famosos.


B descritivo, pois fornece dados sobre as invenções citadas.

C narrativo, pois relata a história da criação do avião e da guilhotina.


D argumentativo, pois apresenta fato que comprova o título da crônica.

E histórico, pois traz informações sobre o passado a m de registrá-lo.

82 Q1001735 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

As frases a seguir criticam alguma característica ou procedimento humano. Assinale a opção que indica a frase que tem
essa característica identi cada erroneamente.

A “Camarão que dorme a correnteza leva” / inércia.

B “Quem ca olhando o vento jamais semeará, quem ca olhando as nuvens jamais ceifará” / indiferença.
C “Os bispos são, no jogo de xadrez, os que estão mais próximos dos reis” / interesse.

D “Todo homem tem seu preço. E alguns até dão desconto” / corrupção.
E “O tempo é um grande professor, mas infelizmente ele mata todos os seus discípulos” / brevidade da vida.

83 Q1001734 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

Há conjuntos de palavras que podem ser consideradas sinônimas em alguns contextos; assim ocorre com “despedir”,
“exonerar”, “demitir”, “mandar embora”, “dispensar”.

Assinale a opção que apresenta a frase cuja lacuna deve ser preenchida com o verbo “exonerar” em forma verbal
adequada.

A O governo decidiu _____ funcionários públicos.

B O novo gerente _____ vários funcionários.


C O novo governo pretende _____ alguns ministros.

D O diretor do colégio pode _____ alguns professores.


E A gerente _____ a empregada mal-educada.

84 Q1001733 Português > Ortogra a , Gra a e Emprego de Iniciais Maiúsculas , Parônimos e Homônimos
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

Assinale a opção que mostra a frase cuja lacuna deve ser preenchida com a primeira das formas entre parênteses.

A “__________ é um homem que jamais bate numa mulher sem primeiro tirar o chapéu”. (cavaleiro / cavalheiro)
“A indústria do __________ se bene cia do sexo, ou você acha que as pessoas andariam com os jeans apertados desse
B
jeito se não fosse pela conotação sexual?”. (vestiário/vestuário)

“A diminuição __________ do nível da água dos reservatórios trazia preocupação aos governadores de Estado”.
C
(eminente/iminente)
“As mudanças no Código Penal incluem possibilidades de __________ penas mais duras aos criminosos”.
D
(in igir/infringir)

E “As novas medidas presidenciais vieram __________ o acerto das votações no Congresso Nacional”. (reti car / rati car)

85 Q1001732 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

Crise no emprego eleva em 1,4 milhão o número de

consultas psiquiátricas

Entre 2014 e 2017, a busca por atendimentos avançou 54%; afastamentos já têm alta de 12% no ano.

Folha de São Paulo, 23/11/2018.

Sobre os componentes estruturais desse segmento de texto, assinale a a rmativa correta.

A A “crise no emprego” se refere a problemas advindos da vida diária na atividade de trabalho.


B A “crise no emprego” mostra a consequência advinda do aumento de consultas psiquiátricas.
C O “Entre 2014 e 2017” indica momento passado, por isso, a informação perde atualidade.
D O “já” mostra que o crescimento dos atendimentos também está acima do esperado.

E O “têm alta de 12% no ano” indica que o número de altas médicas também cresceu no período.

86 Q1001731 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

A notícia dada a seguir é veiculada como possibilidade, e não como certeza.

Araguainha: a cidade brasileira que está no centro da maior cratera de asteroide na América do Sul.

Estudos apontam que o impacto pode ter provocado a maior extinção de vida na Terra - maior, inclusive, que a dos
dinossauros. A colisão teria destruído, imediatamente, tudo o que estava num raio de até 250 quilômetros e,
posteriormente, gerado um rápido e fatal aquecimento global, causando tsunamis e terremotos...

Uol, 23/11/2018.

Assinale a opção que indica os meios linguísticos que produzem essa noção de possibilidade.

A Informações dadas a partir de estudos / exagero na enunciação dos fatos.


B Exagero na enunciação dos fatos / citação da provável extinção dos dinossauros.

C Citação da provável extinção dos dinossauros / emprego do verbo “poder”.


D Emprego do verbo “poder” / utilização do futuro do pretérito.

E Emprego do futuro do pretérito / informações dadas a partir de estudos.

87 Q1001730 Português > Morfologia , Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Provas: FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Enfermagem

do Trabalho ...

“Um estudo realizado pela oncologista Luciana Landeiro, da equipe do Núcleo de Oncologia da Bahia (NOB)/Grupo
Oncoclínicas, revela que mulheres com diagnóstico de câncer de mama, mesmo aquelas que já enfrentaram a doença, têm
menos chances no mercado de trabalho. O estudo “Retorno ao trabalho após o diagnóstico do câncer de mama: Estudo
prospectivo observacional no Brasil” é resultado da tese de doutorado da médica na Faculdade de Medicina da
Universidade de São Paulo (USP) e foi publicada na Revista Câncer, publicação cienti ca norte-americana e uma das
principais revistas internacionais na área de oncologia”.

Tribuna da Bahia, 23/11/2018.

O segmento aborda estudo ligado à oncologia, “estudo do câncer”.

Assinale a opção que indica o vocábulo formado por esse mesmo radical e mostra seu signi cado corretamente.

A Filologia: estudo das relações sociais.


B Biologia: estudo dos habitats.

C Pneumologia: estudo dos vários tipos de borracha.


D Ideologia: estudo de de ciências mentais.

E Andrologia: estudo físico do homem.

88 Q982530 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

O texto descritivo abaixo que se fundamenta predominantemente em elementos gustativos é:

“De uma mesa distante no restaurante, a única ocupada ainda, vinha o ruído de vozes de homens. Uma gargalhada
A rebentou sonora em meio de vozes exaltadas. E a palavra cabrito saltou dentre as outras que se arrastavam
pastosas”. (Lygia Fagundes Telles, A ceia)

“Deitado, ele beliscou dois ou três grãos. Chupou o sumo azedo, deixou cair a casca no prato. Apanhou outro bago,
B
mais doce”.(Dalton Trevisan, As uvas)
“Nas barcas, os armazéns tresandavam a lixo e peixe podre, a latas vazias de óleo, como cheiro de homens
C
esfarrapados”. (Autran Dourado, A barca dos homens)

“O pai comprou o sapato de couro áspero, dois números maiores (....) En ou no pé frio o sapato branco de tênis. Ao
D
pentear-lhe o louro cabelo, a cabeça ainda em fogo”. (Dalton Trevisan, Pedrinho)
“A dona era uma velha balofa, de peruca mais negra que a asa da graúna. Vestia um pijama desbotado de seda
E japonesa e tinha as unhas aduncas recobertas por uma crosta de esmalte vermelho-escuro, descascado nas pontas
encardidas”. (Lygia Fagundes Telles, As formigas)

89 Q982529 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

“Todas as formas estão diluídas. Cinco horas da manhã.

A carroça do padeiro passa estrondando, fazendo tremer a quietude da cidade afundada, mas um instante depois o seu
vulto e o seu ruído se dissolvem de novo na cerração.

O silêncio torna a cair”. (Graça Aranha, Canaã)

Nesse texto, o observador da cena NÃO pode descrever perfeitamente o que vê em função de limitações:

A físicas;

B psíquicas;
C culturais;

D afetivas;
E temporais.

90 Q982528 Português > Interpretação de Textos , Gêneros Textuais


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

“No laboratório tudo parecia confuso: havia vidros com líquidos de diversas cores em armações de madeira, pequenas
chamas esquentavam algumas substâncias que borbulhavam, pequenos tufos de fumaça escapavam de uma pequena
chaleira no fogão ao fundo...”

Nesse texto, o observador descritor se caracteriza como:

A especialista no tema da descrição;


B ligado afetivamente ao ambiente descrito;
C opositor afetivo ao que é descrito;
D inexperiente sobre o que é objeto da descrição;

E plagiário, já que imita o estilo de um cientista.

91 Q982527 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

“Sob a ponte a escuridão era total. Alguns ruídos não identi cáveis e o cheiro de água apodrecida aumentavam a sensação
de desconforto da tropa”.

Esse fragmento de texto descritivo se apoia exclusivamente:

A na audição / no tato / na visão;


B na audição / na visão / no paladar;

C na visão / no paladar / no tato;


D no paladar / no olfato / na visão;

E no olfato / na audição / na visão.

92 Q982526 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

“Até mesmo de um corpúsculo disforme pode sair um espírito realmente forte e virtuoso”.

Nessa frase, há uma forma diminutiva de corpo; a frase abaixo em que o diminutivo sublinhado perdeu o sentido original
de diminutivo e passou a signi car outra realidade é:

A Havia na parede uma portinhola por onde se compravam as entradas para o jogo;

B Era uma revistinha francesa que cabia no bolso da camisa;


C Os alunos veri caram na folhinha as datas previstas para as provas nais;

D Comeu muitos biscoitinhos de araruta, gostosíssimos;

E Apesar de ser um vidrinho bem diminuto, o preço era alto.

93 Q982525 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Inadimplência reduzida. Alguns dos entrevistados da classe C têm prestações atrasadas, em proporção maior que os da
classe D, também entrevistados, o que mostra que os segmentos de renda menores representam riscos menores do que
anos atrás. Isso ocorre porque o modelo de análise de crédito das instituições nanceiras está mais e caz. (Conexão, julho
2008)

O argumento básico desse texto se apoia no(na):

A exemplo que passa de um fato particular para um caráter geral;

B narrativa de um fato emblemático;


C autoridade da empresa responsável pela entrevista;

D credibilidade da revista que publica a reportagem;


E atualidade dos dados apresentados.

94 Q982524 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Uma frase publicitária dizia:

“Compre pneus Michelin e ganhe uma viagem a Paris”.

O argumento publicitário dessa frase se fundamenta no(na):

A sedução;

B tentação;
C apelo afetivo;
D intimidação pela vergonha;
E competição.

95 Q982523 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 4

“Nos anos que antecederam a Segunda Guerra Mundial, alguns escritores, pressentindo certamente a era tecnológica que
se avizinhava e o con ito bélico que abalaria as raízes de um universo ainda estruturado com base na Nação-Estado,
dedicaram-se à antevisão do mundo do futuro. H.G. Wells, Aldous Huxley, George Orwell, entre outros, iniciando a série de
Science- ction, procuraram descrever a sociedade do futuro, como uma projeção das linhas que as descobertas cientí cas
indicavam como prováveis. Em todas essas profecias havia uma constante: o mundo novo não conheceria mais a liberdade,
pelo menos com a latitude e o conceito que dela então se tinha”. (L. G. Nascimento Silva. A liberdade e o computador.
Revista brasileira de estudos pedagógicos. Rio de Janeiro, nº 116, 1969)

“Em todas essas profecias havia uma constante: o mundo novo não conheceria mais a liberdade, pelo menos com a latitude
e o conceito que dela então se tinha”(texto 4).

O vocábulo sublinhado aparece com o mesmo sentido em:

A A liberdade não mais existirá no mundo futuro;

B Todos terão mais liberdade que agora;


C A sociedade futura terá mais tempo disponível;

D Dois mais dois serão sempre quatro;


E No futuro, viajaremos mais que agora.

96 Q982522 Português > Morfologia , Adjetivos


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 4

“Nos anos que antecederam a Segunda Guerra Mundial, alguns escritores, pressentindo certamente a era tecnológica que
se avizinhava e o con ito bélico que abalaria as raízes de um universo ainda estruturado com base na Nação-Estado,
dedicaram-se à antevisão do mundo do futuro. H.G. Wells, Aldous Huxley, George Orwell, entre outros, iniciando a série de
Science- ction, procuraram descrever a sociedade do futuro, como uma projeção das linhas que as descobertas cientí cas
indicavam como prováveis. Em todas essas profecias havia uma constante: o mundo novo não conheceria mais a liberdade,
pelo menos com a latitude e o conceito que dela então se tinha”. (L. G. Nascimento Silva. A liberdade e o computador.
Revista brasileira de estudos pedagógicos. Rio de Janeiro, nº 116, 1969)

No texto 4, há uma série de fragmentos de orações adjetivas sublinhados; o adjetivo que substitui adequadamente um
desses fragmentos é:

A que antecederam a Segunda Guerra Mundial / antecipadores da Segunda Guerra Mundial;

B que se avizinhava / eminente;


C que abalaria as raízes de um universo / abalador das raízes de um universo;

D que as descobertas cientí cas indicavam como prováveis / cienti camente identi cadoras;

E que dela então se tinha / ultrapassado.

97 Q982521 Português > Morfologia - Verbos , Flexão verbal de tempo (presente, pretérito, futuro)
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 4

“Nos anos que antecederam a Segunda Guerra Mundial, alguns escritores, pressentindo certamente a era tecnológica que
se avizinhava e o con ito bélico que abalaria as raízes de um universo ainda estruturado com base na Nação-Estado,
dedicaram-se à antevisão do mundo do futuro. H.G. Wells, Aldous Huxley, George Orwell, entre outros, iniciando a série de
Science- ction, procuraram descrever a sociedade do futuro, como uma projeção das linhas que as descobertas cientí cas
indicavam como prováveis. Em todas essas profecias havia uma constante: o mundo novo não conheceria mais a liberdade,
pelo menos com a latitude e o conceito que dela então se tinha”. (L. G. Nascimento Silva. A liberdade e o computador.
Revista brasileira de estudos pedagógicos. Rio de Janeiro, nº 116, 1969)
O emprego do tempo verbal (texto 4) “abalaria” mostra o seguinte valor semântico:

A denotação de uma ação passada vista como futura;


B expressão de incerteza sobre fatos atuais;

C sinalização de uma ação que ocorreu antes de outra ação passada;


D indicação de um fato que seria consequência certa e imediata de outro, que não ocorreu;

E anunciação de um fato atual, que ocorre no momento em que se fala.

98 Q982520 Português > Morfologia , Preposições


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 3

  “Perseguido pelo branco, o negro no Brasil escondeu as suas crenças nos terreiros das macumbas e dos candomblés. O
folclore foi a válvula pela qual ele se comunicou com a civilização branca, impregnando-a de maneira de nitiva. As suas
primitivas festas cíclicas – de religião e magia, de amor, de guerra, de caça e de pesca... – entremostraram-se assim
disfarçadas e irreconhecíveis. O negro aproveitou as instituições aqui encontradas e por elas canalizou o seu inconsciente
ancestral: 

nos autos europeus e ameríndios do ciclo das janeiras, nas festas populares, na música e na dança, no carnaval...” 

(Luís da Câmara Cascudo. Antologia do folclore brasileiro - Volume I. São Paulo, Martins, 1956)

Os termos sublinhados no texto 3 são conectores; o sentido INADEQUADO de um desses conectores é:

A pelo / agente de ação;

B nos / lugar;
C com / companhia;

D e / adição;
E por / meio.

99 Q982519 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 3

  “Perseguido pelo branco, o negro no Brasil escondeu as suas crenças nos terreiros das macumbas e dos candomblés. O
folclore foi a válvula pela qual ele se comunicou com a civilização branca, impregnando-a de maneira de nitiva. As suas
primitivas festas cíclicas – de religião e magia, de amor, de guerra, de caça e de pesca... – entremostraram-se assim
disfarçadas e irreconhecíveis. O negro aproveitou as instituições aqui encontradas e por elas canalizou o seu inconsciente
ancestral: 

nos autos europeus e ameríndios do ciclo das janeiras, nas festas populares, na música e na dança, no carnaval...” 

(Luís da Câmara Cascudo. Antologia do folclore brasileiro - Volume I. São Paulo, Martins, 1956)

As festas cíclicas dos negros tornaram-se “irreconhecíveis”, segundo o texto 3, porque:

A tratavam de assuntos não valorizados pelos brancos;


B exploravam temas contrários ao catolicismo dominante;

C provinham dos terreiros das macumbas e dos candomblés;


D procuravam escapar da tradição ancestral;

E eram veiculadas por instituições portuguesas.

100 Q982518 Português > Sintaxe , Regência


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 2

“Em linhas gerais a arquitetura brasileira sempre conservou a boa tradição da arquitetura portuguesa. De Portugal, desde o
descobrimento do Brasil, vieram para aqui os fundamentos típicos da arquitetura colonial. Não se veri cou, todavia, uma
transplantação integral de gosto e de estilo, porque as novas condições de vida em clima e terras diferentes impuseram
adaptações e mesmo improvisações que acabariam por dar à do Brasil uma feição um tanto diferente da arquitetura
genuinamente portuguesa ou de feição portuguesa. E como arquitetura portuguesa, nesse caso, cumpre reconhecer a de
característica ou de estilo barroco”.

(Luís Jardim, Arquitetura brasileira. Cultura, SP: 1952)

As preposições, em língua portuguesa, ora são empregadas por uma exigência gramatical de um termo anterior, ora por
necessidades semânticas, não sendo de emprego obrigatório.

No texto 2, o único exemplo de emprego obrigatório, exigido gramaticalmente, é:

A “boa tradição da arquitetura portuguesa”;


B “De Portugal, desde o descobrimento do Brasil”;

C “fundamentos típicos da arquitetura colonial”;


D “transplantação integral de gosto”;

E “uma feição um tanto diferente da arquitetura genuinamente portuguesa”.

Respostas

81: D 82: B 83: C 84: D 85: D 86: D 87: E 88: B 89: A 90: D 91: E 92: C

93: A 94: B 95: A 96: C 97: A 98: C 99: E 100: D


DIA 64
101 Q982517 Português > Sintaxe , Concordância verbal, Concordância nominal
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

No texto 2 há uma série de adjetivos que se referem a substantivos e com eles concordam; a opção em que essa relação de
concordância está errada é:

A integral / transplantação;

B novas / condições;
C terras / diferentes;

D diferente / feição;
E barroco / característica ou estilo.

102 Q982516 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 2

“Em linhas gerais a arquitetura brasileira sempre conservou a boa tradição da arquitetura portuguesa. De Portugal, desde o
descobrimento do Brasil, vieram para aqui os fundamentos típicos da arquitetura colonial. Não se veri cou, todavia, uma
transplantação integral de gosto e de estilo, porque as novas condições de vida em clima e terras diferentes impuseram
adaptações e mesmo improvisações que acabariam por dar à do Brasil uma feição um tanto diferente da arquitetura
genuinamente portuguesa ou de feição portuguesa. E como arquitetura portuguesa, nesse caso, cumpre reconhecer a de
característica ou de estilo barroco”.

(Luís Jardim, Arquitetura brasileira. Cultura, SP: 1952)

Pela estrutura geral do texto 2, ele deve ser incluído entre os textos:

A descritivos;
B narrativos;

C dissertativo-expositivos;
D dissertativo-argumentativos;

E injuntivos.

103 Q982515 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

O jornal O Globo, de 15/2/2019, publicou o seguinte texto:

“Sem equipamentos, previsão de tempo no Rio é falha. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) mostram
que o Rio tem apenas sete estações meteorológicas na capital, insu cientes para prever ou monitorar com precisão o
volume de chuvas. Pelo padrão internacional, seriam necessárias 84 no município. Falta de pessoal também é problema”.

Sendo um texto informativo, o texto apresenta a seguinte falha:

A mostra dois problemas sem dar detalhes;


B deixa de indicar o problema mais grave;

C não indica a razão de a previsão ser falha;


D anexa uma frase nal não previsível no título;

E confusão semântica entre Rio, capital e município.

104 Q982514 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Um livro de um autor espanhol sobre os dicionários dizia o seguinte:


“Os anglo-saxões inventaram o pay-per-view, que consiste em um programa de televisão previamente pago. Os anglo-
saxões terão muita tecnologia, mas nós continuamos tendo muitas palavras. Não por terem mais tecnologia vão ter mais
palavras, nem nós menos recursos linguísticos por carecer de recursos econômicos. As palavras não custam dinheiro, ainda
que às vezes pareça que as inglesas nos saem mais baratas”.

O último período desse texto discute:

A o amplo uso de palavras inglesas no idioma espanhol;


B o domínio econômico no terreno linguístico;

C a maior e ciência dos termos ingleses;


D o predomínio do idioma inglês no mundo;

E a normal carência de palavras num idioma.

105 Q982513 Português > Morfologia , Adjetivos


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Na tentativa de dar concisão, muitas orações adjetivas podem ser substituídas por adjetivos; a opção abaixo em que essa
substituição foi corretamente realizada é:

A Não há bem que sempre dure / efêmero;

B Nem tudo que reluz é ouro / iluminado;


C Fatos que se repetem são cansativos / frequentes;

D Sentimentos que duram pouco trazem dor / passageiros;


E Muitas moedas que são guardadas perdem valor / resguardadas.

106 Q982512 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Uma reportagem que abordava a delinquência juvenil trazia a seguinte frase: “A maioria desses jovens vivem à custa dos
pais”.

A palavra custa traz sentido diferente de custas no plural, empregada na linguagem jurídica; o exemplo abaixo em que a
possível mudança de sentido NÃO ocorre com a passagem do singular para o plural é:

A ferro / ferros;

B féria / férias;
C cobre / cobres;

D humanidade / humanidades;
E motivo / motivos.

107 Q982510 Português > Problemas da língua culta , Mal-Mau


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

A frase abaixo em que a gra a do termo em negrito está equivocada é:

A O atleta genioso deve ter sido mal-educado pelos pais;

B Trata-se de pessoa mal-educada;


C Os mal-educados não são pessoas agradáveis;
D Nenhum mal-educado deve estar presente na festa;

E Os arruaceiros presos são muito mal-educados.

108 Q982509 Português > Fonologia , Acentuação grá ca: acento diferencial
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 1

Um centro de reumatologia publicou em revista semanal o seguinte texto:

“Estima-se que 85% da população tem, teve ou terá dores nas costas. Muitos acreditam que basta tomar um analgésico, isso
é um perigo!
Dores na coluna tem vários motivos e podem estar associadas a doenças. Só um especialista pode diagnosticar e propor o
melhor tratamento”. (adaptado)

No texto 1, o problema gramatical está:

A na forma verbal “tem” na primeira linha do texto;


B na forma do demonstrativo “isso” em lugar de “isto”;
C na forma verbal “tem” do segundo parágrafo;

D no uso de “vários motivos” em lugar de “motivos vários”;


E no emprego de “um especialista” por “especialistas”.

109 Q982508 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Texto 1

Um centro de reumatologia publicou em revista semanal o seguinte texto:

“Estima-se que 85% da população tem, teve ou terá dores nas costas. Muitos acreditam que basta tomar um analgésico, isso
é um perigo!

Dores na coluna tem vários motivos e podem estar associadas a doenças. Só um especialista pode diagnosticar e propor o
melhor tratamento”. (adaptado)

O segmento do texto 1 que justi ca a existência desse anúncio publicitário é:

A “Estima-se que 85% da população tem, teve ou terá dores nas costas”;
B “Muitos acreditam que basta tomar um analgésico, isso é um perigo!”;

C “Dores na coluna tem vários motivos”;


D “... podem estar associadas a doenças”;

E “Só um especialista pode diagnosticar e propor o melhor tratamento”.

110 Q982507 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Uma reportagem de um jornal carioca sobre a área da saúde pública no nosso país traz o seguinte texto:

“Baixa vacinação contra sarampo ameaça Sudeste. Com o número de casos saltando em média 50% em um ano no
mundo, o sarampo registrou o primeiro surto no Brasil em 2019, no Pará. A maior preocupação do Ministério da Saúde é o
baixo índice de vacinação contra a doença: 49%. Se não atingir 95%, o sarampo pode passar a outras regiões, como a
Sudeste”.

Sobre a estruturação e a signi cação desse texto, a única a rmativa INADEQUADA é:

A a classi cação de “baixa” para a vacinação aparece justi cada no texto;


B o destaque dado ao Sudeste se justi ca pelo fato de o jornal estar nessa região;

C a intenção do texto é a de aumentar a vacinação no país;


D a argumentação do texto se apoia na intimidação do público leitor;
E o segmento “o primeiro surto no Brasil” se refere ao maior surto de sarampo ocorrido no país.

111 Q982506 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

A respeito de algumas tragédias que afetam o nosso país, o jornal O Globo, de 16/02/2019, fez uma reportagem a que deu o
título “Por que o Brasil repete as suas tragédias”.

Pelo título dado a essa reportagem, o leitor pode concluir que o texto deve:

A mostrar o desprezo das autoridades pelo ambiente natural;

B atribuir as culpas das últimas ocorrências;


C indicar as consequências dos desastres naturais;
D enumerar as tragédias ocorridas;
E responder à pergunta do título.

112 Q982505 Português > Ortogra a , Parônimos e Homônimos


Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

A frase em que está correto o emprego de um dos parônimos mandado/mandato é:

A O mandado de senador dura 8 anos;


B Impetrou mandato de segurança com pedido de liminar;

C Não tinha mandado de busca para entrar na casa;


D Todos desejavam que seu mandado de diretor acabasse;

E O mandato de apreensão não havia sido expedido.

113 Q982504 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

“Em caso de morte no acidente, a vítima pode receber o seguro no próprio escritório da seguradora”.

O problema de construção dessa frase está:

A na incoerência lógica dos termos;

B na troca indevida entre “acidente” e “incidente”;


C na utilização desnecessária de “próprio”;

D no erro ortográ co em “seguradora” por “Seguradora”;

E no erro de emprego de vírgula após “acidente”.

Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem ,


114 Q982502
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Muitas frases publicitárias ou poéticas utilizam repetições ou semelhanças fônicas a m de melhorar o seu efeito; a frase
em que essa utilização NÃO está presente é:

A “Quem te viu, quem te vê”;


B “Príncipe veste hoje o homem de amanhã”;

C “O rato roeu a roupa do rei de Roma”;


D “Air France: vá e volte voando”;

E “Um rei fraco faz fraca a forte gente”.

Português > Interpretação de Textos , Sintaxe , Orações subordinadas adjetivas: Restritivas, Explicativas
115 Q982501
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2019 Banca: FGV Órgão: DPE-RJ Prova: FGV - 2019 - DPE-RJ - Técnico Médio de Defensoria Pública

Numa parede de uma fábrica de cerveja de Tiradentes (MG), estava escrita a seguinte frase: “Há bares que vêm para o
bem”. Sobre a estrutura e o conteúdo semântico desse texto, a única a rmativa INADEQUADA é:

A a estrutura dessa pequena frase é de caráter intertextual;

B a repetição fônica vêm/bem auxilia a apreensão da frase;


C a oração “que vêm para o bem” explica o sentido de “bares”;

D a forma plural “vêm” concorda com “bares”;


E a forma verbal “Há” tem sentido de “existência”.

Português > Morfologia , Adjetivos , Interpretação de Textos


116 Q1035435
Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar
“Mulheres de certa idade não têm idade certa”. Essa frase do Barão de Itararé mostra que a posição de alguns adjetivos traz
modi cação de sentido: “certa idade” não é o mesmo que “idade certa”.

O mesmo acontece no seguinte par abaixo:

A bom vinho;
B resultado fantástico;

C sabor primoroso;
D ódio intenso;

E população pobre.

117 Q1035434 Português > Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

Um jornal publica o horóscopo para os nativos de Peixes: “Assuma uma atitude cuidadosa e volte sua visão crítica às
relações pessoais. Não se afaste emocionalmente das pessoas”.

Os opositores da astrologia podem argumentar que esse texto:

A destaca somente aspectos negativos;


B utiliza um vocabulário incompreensível;

C emprega vocábulos e expressões muito gerais;


D dirige-se com exclusividade a um só leitor;

E desvaloriza as relações pessoais.

118 Q1035433 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“A gente sabe que um alimento isoladamente não faz milagre. Mas boas escolhas podem transformar o carrinho do
supermercado em um aliado da saúde por dentro e por fora. Os alimentos antioxidantes, por exemplo, combatem os
radicais livres, evitando o desgaste das células, ajudando na regeneração dos tecidos e prevenindo o envelhecimento
precoce”. (Angélica Banhara, Metro, 17/09/2018)

O texto recomenda:

A consulta periódica aos médicos;

B pesquisa de preços nos supermercados;

C adoção de bons atos de higiene corporal;


D cuidado permanente contra o envelhecimento;

E adesão a uma alimentação saudável.

119 Q1035432 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“Na esquina da Rua Haddock Lobo com a Maestro Villa-Lobos, na Tijuca, um bairro do Rio, um bueiro se abriu e cou
jorrando esgoto pela calçada. O pior é que isso é na altura de um restaurante. Imagina estar almoçando com aquele cheiro
horrível? Essas tubulações velhas precisam ser consertadas urgentemente!”. (Carta de Leitor)

A autora da carta atribui o problema ao(à):

A falta de scalização;

B péssima qualidade do material empregado;


C inconsciência dos comerciantes do local;

D ausência de providências por parte das autoridades;


E mau estado das calçadas.
Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem ,
120 Q1035431
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“O tema da velhice foi objeto de estudo de brilhantes lósofos ao longo dos tempos. Um dos melhores livros sobre o
assunto foi escrito pelo pensador e orador romano Cícero: A Arte do Envelhecimento. Cícero nota, primeiramente, que
todas as idades têm seus encantos e suas di culdades. E depois aponta para um paradoxo da humanidade: Todos
sonhamos ter uma vida longa, o que signi ca viver muitos anos. Quando realizamos a meta, em vez de celebrar o feito, nos
atiramos a um estado de melancolia e amargura”.

O paradoxo a que alude o texto é:

A ter que envelhecer apesar de não gostar da velhice;

B procurar viver muito e car triste com isso;


C ver na velhice somente os encantos e não as di culdades;

D acreditar na vida eterna e ver a morte chegar;


E sonhar com uma vida longa e desejar morrer jovem.

Respostas

101: C 102: D 103: D 104: A 105: D 106: E 107: A 108: C 109: E 110: E 111: E

112: C 113: A 114: B 115: C 116: E 117: C 118: E 119: D 120: B


DIA 65
121 Q1035430 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

Uma rede de drogarias elaborou o seguinte anúncio:

“Drogarias X – Ofertas imperdíveis e o melhor preço, você encontra aqui. Encontre a loja mais próxima em nosso site”.

Para aumentar as vendas, a rede de drogarias apela para as seguintes vantagens:

A preços baixos e facilidade de acesso;


B facilidade de acesso e variedade de produtos;

C variedade de produtos e bom atendimento;


D bom atendimento e alta tecnologia;

E alta tecnologia e preços baixos.

122 Q1035429 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

Segundo um informe recente, uma rma estrangeira insistiu em abrir uma lial no estado de São Paulo porque “os paulistas
são muito trabalhadores”.

Esse argumento (entre aspas) se apoia num(a):

A simpli cação exagerada;


B falsa analogia;

C estatística tendenciosa;
D troca entre causa/efeito;

E estereótipo.

123 Q1035428 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“Pesquisas vêm comprovando importância expressiva do aleitamento nas últimas décadas...”; nesse segmento, ainda que
mal colocado, o termo “nas últimas décadas” se refere a:

A pesquisas;

B vêm comprovando;
C importância;

D expressiva;
E aleitamento.

124 Q1035427 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“O salário de um deputado federal é, em valor bruto, de R$33.763, o que representa o teto do serviço público. Os
parlamentares têm ainda direito a inúmeros benefícios, como reembolso de despesas médicas, auxílio-moradia, verba de
gabinete etc.”.

Esse texto informativo do jornal Metro, de 17/09/2018, responde à seguinte pergunta:

A É justo o salário dos deputados federais?


B Quanto ganham os deputados federais?
C Quais os benefícios recebidos pelos deputados federais?
D Qual o salário líquido de cada deputado federal?
E Os ganhos dos deputados federais são imorais?

125 Q1035426 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“O sistema de eleição em dois turnos foi criado em 1871 na Alemanha. Em eleições presidenciais, se expandiu para países
tão diferentes quanto França, Portugal e Finlândia. Foi instalado em muitos países de redemocratização recente como o
Brasil, Argentina, Chile, Peru e Equador. Quase toda a América Latina o adotou, assim como parte da Europa, da África e da
Ásia”. (Época, 17/09/2018, p. 8)

A revista fala da eleição de dois turnos do ponto de vista:

A geográ co;

B político;
C econômico;

D histórico;
E social.

126 Q1035425 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“Muitas pessoas trabalham na indústria do petróleo e muitas outras trabalham graças a ela”. (Texto de propaganda do IBP)

O termo “graças a” signi ca:

A em agradecimento a ela;
B como retribuição a ela;

C por causa dela;

D apesar dela;
E com ela.

127 Q1035424 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“Faça aos outros aquilo que eles não querem que você lhes faça, antes que eles te façam aquilo que você não quer que eles
te façam”. (Millôr Fernandes)

Entre os pronomes sublinhados nessa frase, aquele que NÃO se refere ou repete nenhum termo anterior é:

A aquilo;
B eles;

C lhes;
D te;

E você.

128 Q1035423 Português > Morfologia , Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“[A exposição] incentivava a pedo lia e desrespeitava símbolos sacros” (O Globo, 26/08/2018).
O termo pedo lia é de nido no dicionário Houaiss (p. 1457) como “perversão de indivíduo adulto que se sente atraído por
crianças”, em que se destaca o signi cado do radical grego lia: “atração”.

O vocábulo abaixo, formado com o radical lia, que mostra seu signi cado corretamente é:

A necro lia – atração pelos mortos;


B hemo lia – atração por hospitais;

C franco lia – atração pela franqueza;


D zoo lia – atração por doenças;
E cine lia – atração pelo movimento.

129 Q1035422 Português > Ortogra a


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

A frase em que a gra a da palavra sublinhada está correta é:

A “O que tiveres de fazer, faze-o depressa”;

B “Os previlégios devem ser sempre combatidos”;


C “Derrepente do riso fez-se o pranto”;

D “Não há no mundo se não um modo de prosperar: roubando”;


E “Acerca de dez anos atrás, as empresas decidiram mudar de loso a”.

130 Q1035421 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

O humorista José Simão disse certa vez que “Terceira idade é aquela em que a gente bota os óculos para ouvir o rádio”.

Com essa frase, o humorista denuncia um problema da velhice, que é:

A a surdez;

B a distração;
C o esquecimento;

D a de ciência visual;
E a depressão.

Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
131 Q1035420
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“As grandes épocas dizem: a arte. As épocas medíocres dizem: as artes”.

A alternativa abaixo em que a passagem do singular ao plural NÃO acarreta mudança de sentido é:

A o bem / os bens;
B a humanidade / as humanidades;

C a capital / as capitais;
D a féria / as férias;

E o vencimento / os vencimentos.

132 Q1035419 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

Um grande empresário internacional proferiu a seguinte frase: “Achei que estava errado uma vez, mas eu estava
enganado”.
A frase demonstra um defeito pessoal do empresário, que é:

A o orgulho;
B a inveja;

C a cobiça;
D a gula;

E a modéstia.

133 Q1035418 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

Uma propaganda de um famoso sabão em pó dizia: “OMO lava mais branco!”.

A frase pretende convencer o leitor de que esse sabão:

A deve ser utilizado somente para roupas brancas;


B demora menos tempo na lavagem da roupa;

C lava maior quantidade de roupa;


D custa mais barato;

E mostra mais e ciência que os concorrentes.

134 Q1035417 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

Durante algum tempo, a Caixa Econômica Federal utilizava uma frase em sua propaganda; “Vem pra Caixa você também!”.

O que a empresa pretendia com essa frase era:

A divulgar as qualidades da Caixa;

B ampliar o número de clientes;


C demonstrar as vantagens de ser cliente da Caixa;
D indicar os meios para alguém tornar-se cliente da Caixa;

E convidar as pessoas a visitarem a Caixa.

135 Q1035416 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Boa Vista - RR Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Boa Vista - RR - Assistente Cuidador

Escolar

“É fácil fazer regime, eu mesmo começo um novo todas as segundas-feiras”.

Essa frase de um humorista destaca o seguinte assunto:

A a di culdade de fazer um regime de emagrecimento;

B a facilidade de engordar que algumas pessoas têm;


C a possibilidade de perder peso em uma semana;

D a enorme variedade de regimes para emagrecer;


E a grande quantidade de pessoas obesas no país.

136 Q997981 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

Observe a charge a seguir.


Nessa charge a crítica se dirige:

A ao sistema eleitoral;
B às autoridades judiciárias;

C ao emprego de notícias falsas;


D à falta de scalização;

E às fraudes eleitorais.

137 Q997980 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

A propaganda de uma escola no Rio de Janeiro diz o seguinte: “A vida hoje, em mudança constante, traz todo dia um mundo
de possibilidades novas, mas antes de escolher é preciso saber fazer. Fazer amigos, respeitando as diferenças. Fazer
questionamentos, desenvolvendo consciência coletiva. Fazer diálogo sincero, valorizando as habilidades individuais. Fazer
tecnologia sustentável, criando relações positivas com o meio ambiente. Nossa formação está comprometida com os
movimentos do mundo. Saber fazer com qualidade... A gente faz”

“Nossa formação está comprometida com os movimentos do mundo”.

O valor destacado nesse segmento do texto é:

A a formação religiosa;
B a preocupação humanista;
C as relações político-ideológicas;
D o desenvolvimento tecnológico;

E a diversi cada atualização.

138 Q997979 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Sintaxe Uso dos conectivos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

“Fazer tecnologia sustentável, criando relações positivas com o meio ambiente”.

A oração sublinhada pode ser adequadamente substituída por:

A embora criando relações positivas com o meio ambiente;

B apesar de criar relações positivas com o meio ambiente;

C por meio da criação de relações positivas com o meio ambiente;


D conforme se criem relações positivas com o meio ambiente;

E logo que se criem relações positivas com o meio ambiente.

139 Q997978 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

“Fazer amigos, respeitando as diferenças. Fazer questionamentos, desenvolvendo consciência coletiva. Fazer diálogo
sincero, valorizando as habilidades individuais. Fazer tecnologia sustentável, criando relações positivas com o meio
ambiente”.

A característica estrutural mais marcante desse segmento do texto é:

A o paralelismo sintático;

B a redundância excessiva;
C a ambiguidade semântica;
D a repetição desnecessária;

E o acúmulo de guras.

Português > Morfologia , Substantivos , Adjetivos Interpretação de Textos ,


140 Q997977
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

A propaganda de uma escola no Rio de Janeiro diz o seguinte: “A vida hoje, em mudança constante, traz todo dia um mundo
de possibilidades novas, mas antes de escolher é preciso saber fazer. Fazer amigos, respeitando as diferenças. Fazer
questionamentos, desenvolvendo consciência coletiva. Fazer diálogo sincero, valorizando as habilidades individuais. Fazer
tecnologia sustentável, criando relações positivas com o meio ambiente. Nossa formação está comprometida com os
movimentos do mundo. Saber fazer com qualidade... A gente faz”.
No texto da questão anterior, o adjetivo que NÃO pode ser colocado antes do substantivo é:

A mudança constante;

B possibilidades novas;
C consciência coletiva;

D diálogo sincero;
E relações positivas.

Respostas

121: A 122: E 123: B 124: B 125: D 126: C 127: A 128: A 129: A 130: B 131: C

132: A 133: E 134: B 135: A 136: C 137: E 138: C 139: A 140: C


DIA 66
141 Q997976 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

A propaganda de uma escola no Rio de Janeiro diz o seguinte:

“A vida hoje, em mudança constante, traz todo dia um mundo de possibilidades novas, mas antes de escolher é preciso
saber fazer. Fazer amigos, respeitando as diferenças. Fazer questionamentos, desenvolvendo consciência coletiva. Fazer
diálogo sincero, valorizando as habilidades individuais. Fazer tecnologia sustentável, criando relações positivas com o meio
ambiente. Nossa formação está comprometida com os movimentos do mundo. Saber fazer com qualidade... A gente faz”.

A principal e mais importante característica de uma escola como essa é:

A a disciplina exigida pelo sucesso pro ssional;


B a dedicação aos estudos como receita de sucesso;

C o respeito às diversidades;
D a adaptação às mudanças de um mundo novo;

E a proteção do meio ambiente.

142 Q997975 Português > Sintaxe , Concordância verbal, Concordância nominal


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

“96% das empresas que participaram da campanha taxa zero por 100 dias caram com a nossa empresa”.

Trecho publicitário de uma empresa de segurança que mostra, no segmento sublinhado, um caso correto de concordância.

A frase abaixo que mostra um erro em tipo semelhante de frase é:

A 3% da população emigrou para a Europa;


B 1% do grupo saíram em viagem;

C 1,5% da turma viajou no nal de semana;


D 5% dos alunos lamentaram a falta do professor;

E 22% dos eleitores acreditam nas pesquisas.

143 Q997974 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

Numa discussão sobre a extensão da vida, a revista Isto É nº 2548 escreve:

“Os espanhóis terão a maior expectativa de vida, segundo pesquisa. Mas os cenários mudarão se os governos combaterem
fatores como a obesidade e o sedentarismo”.

Se os governos combaterem os fatores citados:

A a extensão da vida aumentará;

B tudo continuará como está;

C a Espanha deve perder o primeiro posto;


D todos os países terão a mesma longevidade;

E países emergentes devem ocupar os primeiros postos.

144 Q997973 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

O atual ministro da cultura declarou: “Estou de saco cheio. A gente não consegue mais ir a algum show ou ao cinema sem
que haja manifestação política”.

Os exemplos de linguagem informal nessa fala do ministro são:

A “algum show” e “saco cheio”;


B “saco cheio” e “a gente”;
C “a gente” e “consegue mais”;
D “consegue mais” e “manifestação política”;
E “manifestação política” e “algum show”.

145 Q997972 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

“Antecederam” e “sucederam” são exemplos de antônimos, como o caso dos vocábulos sublinhados abaixo:

A “Nem tudo que reluz é ouro, nem tudo que balança, cai”;
B “Mais vale um pássaro na mão, que dois voando”;

C “A vida é feita de altos e baixos, mais baixos que altos”;


D “Os três mosqueteiros na verdade são quatro”;

E “A tristeza duradoura leva à depressão”

146 Q997971 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

Uma informação da revista Veja nº 2605 dizia:

“Uma pesquisa da Universidade de Michigan com 80 jovens de 14 a 24 anos revelou que 85% deles sofreram sintomas de
stress, como irritação e insônia, nas semanas que antecederam e nas que sucederam as eleições americanas de 2016. No
caso das mulheres, 51% das entrevistadas a rmaram que os sintomas permaneceram até 4 meses após o pleito. Para os
homens, esse percentual foi de 32%”.

Sobre os componentes desse texto, é correto a rmar que:

A a pesquisa citada não pode ser considerada fora dos EUA;

B o stress pós-eleitoral é mais grave nos homens;

C o stress atua nas eleições, salvo nos momentos de pré-votação;


D 51% e 32% se referem ao mesmo objeto de medida;

E irritação e insônia são somente alguns dos sintomas indicadores de stress.

147 Q997970 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

Uma informação da revista Veja nº 2605 dizia:

“Uma pesquisa da Universidade de Michigan com 80 jovens de 14 a 24 anos revelou que 85% deles sofreram sintomas de
stress, como irritação e insônia, nas semanas que antecederam e nas que sucederam as eleições americanas de 2016. No
caso das mulheres, 51% das entrevistadas a rmaram que os sintomas permaneceram até 4 meses após o pleito. Para os
homens, esse percentual foi de 32%”.

A palavra ou expressão abaixo que NÃO se liga a nenhum dos termos anteriores do texto é:

A deles;

B que;
C nas;

D eleições americanas;
E sintomas.

Português > Interpretação de Textos , Morfologia - Verbos ,


148 Q997969 Flexão verbal de modo (indicativo, subjuntivo, imperativo)
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

Na intenção de identi car notícias falsas, foram dadas várias “dicas” de como reconhecê-las. A primeira delas dizia: “Notícias
falsas frequentemente apresentam manchetes apelativas em letras maiúsculas e com pontos de exclamação. Se as
a rmações chocantes na manchete parecerem inacreditáveis, descon e”.
Uma “dica” sobre notícias falsas dizia: “Muitos sites de notícias falsas contêm erros ortográ cos ou apresentam layouts
estranhos. Redobre a atenção na leitura se perceber esses sinais”. Nas dicas anteriores, as formas verbais de imperativo
“descon e” e “Redobre” indicam:

A ordem;

B incentivo;
C exigência;

D repreensão;
E conselho.

149 Q997968 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

Uma “dica” sobre notícias falsas dizia:

“Muitos sites de notícias falsas contêm erros ortográ cos ou apresentam layouts estranhos. Redobre a atenção na leitura se
perceber esses sinais”.

A notícia abaixo que poderia enquadrar-se nesse grupo é:

A A picina do clube transmitiu dengue aos sócios;

B Adolescentes mataram amigo na festa;


C Os candidatos ao senado estavam bastante cansados;
D Muitos candidatos se dizem prejudicados pelas urnas;
E A luta contra os privilégios deve ser permanente.

Português > Morfologia , Adjetivos , Interpretação de Textos


150 Q997967
Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

Na intenção de identi car notícias falsas, foram dadas várias “dicas” de como reconhecê-las. A primeira delas dizia:

“Notícias falsas frequentemente apresentam manchetes apelativas em letras maiúsculas e com pontos de exclamação. Se
as a rmações chocantes na manchete parecerem inacreditáveis, descon e”.

O signi cado adequado do adjetivo “apelativas” no texto acima é:

A que denota uma classe de seres;

B que é usada na comunicação direta com o falante;


C que atrai a atenção por meio de recursos excessivos;
D que apela para imagens antiéticas, mas verdadeiras;
E que emprega palavras estranhas em frases desconexas.

151 Q997966 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

A revista Veja nº 2605 informa: “Estudo da Universidade de Pequim mostra que, se a temperatura da Terra subir aos 5 graus
nas próximas décadas, as plantações de cevada serão afetadas e a escassez do grão poderá elevar o preço da cerveja em
70% no Brasil”.
A notícia veiculada pelo texto da revista Veja nº 2605 tem interesse especi camente:

A social;
B político;
C político-social;

D econômico;

E humanitário.

152 Q997965 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo
A revista Veja nº 2605 informa:

“Estudo da Universidade de Pequim mostra que, se a temperatura da Terra subir aos 5 graus nas próximas décadas, as
plantações de cevada serão afetadas e a escassez do grão poderá elevar o preço da cerveja em 70% no Brasil”.

Esse segmento do texto prova uma lei econômica, que é:

A a uma maior oferta corresponde uma redução de preços;


B uma menor oferta provoca aumento da procura;

C uma maior procura traz redução de preços;


D uma menor procura traz encarecimento de produtos;

E preços menores provocam diminuição da procura.

153 Q997964 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

A revista Veja nº 2605 informou: “A Receita anunciou que premiará empresas e indivíduos que pagam seus impostos em
dia. Os mais pontuais terão prioridade em restituições, crédito tributário e atendimento”.

Sobre essa notícia, é correto a rmar que:

A a Receita anuncia prêmios, mas não informa quais são;


B a informação privilegia pessoas ricas;
C o governo decidiu incentivar bons e maus pagadores;
D a premiação prometida inclui itens de diferentes tipos;

E os menos pontuais terão direito a outros prêmios.

154 Q997963 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

“Crise dos estados baterá à porta do novo presidente em Brasília”.

Nesse fragmento, uma comentarista de economia alude a um futuro problema do novo presidente a ser eleito, que é como:

A auxiliar no combate à violência em todo o país;

B ajudar economicamente os estados necessitados;

C evitar o aumento do dé cit público;


D não perder apoio político;

E aumentar a arrecadação no país.

155 Q997962 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Niterói - RJ Prova: FGV - 2018 - Prefeitura de Niterói - RJ - Auxiliar Administrativo

“Com roubos de veículos em queda, seguro pode baixar 15%”.

(O Globo, 16/10/2018)

Essa manchete de uma notícia informa que o seguro de veículos:

A está demasiadamente alto;

B deve ser feito imediatamente, aproveitando-se a promoção;


C faz depender o preço do risco que envolve;

D aumenta vendas em época de muitos roubos;


E causa redução do número de roubos.

Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Problemas da língua culta


156 Q926089
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

ATENÇÃO: A QUESTÃO A SEGUIR DEVE SER RESPONDIDA COM BASE NA CHARGE A SEGUIR.
Assinale a opção em que o segmento verbal da charge não apresenta problemas de norma-padrão.

A Ai Jesus.
B Me ajuda.
C Ah Sinhô.

D há meses.
E manda logo ela.

157 Q926087 Português > Morfologia - Verbos , Flexão de voz (ativa, passiva, re exiva)
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

Texto 1.
Do Casamento
O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança. As
tradições matrimoniais se transformaram através dos tempos e variam de cultura para cultura. Em certas sociedades
primitivas o tempo gasto nas preliminares do casamento – corte, namoro, noivado etc. – era abreviado. O macho escolhia
uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna. Com o passar do tempo este método foi
sendo abandonado, por pressão dos bu ets, das lojas de presente e das mulheres, que não admitiam um período pré-
conjugal tão curto. O homem precisava aproximar-se dela, cheirar seus cabelos, grunhir no seu ouvido, mordiscar a sua
orelha e só então, quando ela estivesse distraída, bater com o tacape na sua cabeça e arrastá-la para a caverna. (fragmento)
VERÍSSIMO, Luís Fernando, Comédias da Vida Privada. Ed. LPm. 1994.

Assinale a opção em que a frase do texto mostra um exemplo de voz passiva verbal.

A “O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança."
B “As tradições matrimoniais se transformaram através dos tempos e variam de cultura para cultura.”
C “O macho escolhia uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna."
“Em certas sociedades primitivas o tempo gasto nas preliminares do casamento – corte, namoro, noivado etc. – era
D
abreviado.”

E “...quando ela estivesse distraída, bater com o tacape na sua cabeça e arrastá-la para a caverna.”

158 Q926086 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

“O macho escolhia uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna.” Assinale a opção que
apresenta o problema de construção dessa frase do texto.

A A polissemia do vocábulo “fêmea”.

B A ambiguidade do possessivo “sua” em “sua caverna”.


C A colocação do pronome pessoal “a”.

D A seleção vocabular por “macho” em lugar de “homem”.


E A predicação verbal do verbo “arrastava”.
159 Q926085 Português > Morfologia - Pronomes , Pronomes pessoais oblíquos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

Texto 1.
Do Casamento
O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança. As
tradições matrimoniais se transformaram através dos tempos e variam de cultura para cultura. Em certas sociedades
primitivas o tempo gasto nas preliminares do casamento – corte, namoro, noivado etc. – era abreviado. O macho escolhia
uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna. Com o passar do tempo este método foi
sendo abandonado, por pressão dos bu ets, das lojas de presente e das mulheres, que não admitiam um período pré-
conjugal tão curto. O homem precisava aproximar-se dela, cheirar seus cabelos, grunhir no seu ouvido, mordiscar a sua
orelha e só então, quando ela estivesse distraída, bater com o tacape na sua cabeça e arrastá-la para a caverna. (fragmento)
VERÍSSIMO, Luís Fernando, Comédias da Vida Privada. Ed. LPm. 1994.

“O macho escolhia uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna.” “... mordiscar a sua
orelha e só então, quando ela estivesse distraída, bater com o tacape na sua cabeça e arrastá-la para a caverna.” Nesses
dois segmentos do texto vemos duas formas diferentes do mesmo pronome pessoal; assinale a opção em que a forma do
pronome pessoal empregada está incorreta.

A Os homens faziam-na entrar na caverna.

B Fá-la-iam entrar na caverna à força.


C Fazia-a aceitar o casamento na base da violência.

D Espero que a faças aceitar-te como marido.

E Faça-la cumprir o prometido antes do casamento.

Português > Morfologia , Advérbios , Interpretação de Textos


160 Q926084
Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

Texto 1.
Do Casamento
O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança. As
tradições matrimoniais se transformaram através dos tempos e variam de cultura para cultura. Em certas sociedades
primitivas o tempo gasto nas preliminares do casamento – corte, namoro, noivado etc. – era abreviado. O macho escolhia
uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna. Com o passar do tempo este método foi
sendo abandonado, por pressão dos bu ets, das lojas de presente e das mulheres, que não admitiam um período pré-
conjugal tão curto. O homem precisava aproximar-se dela, cheirar seus cabelos, grunhir no seu ouvido, mordiscar a sua
orelha e só então, quando ela estivesse distraída, bater com o tacape na sua cabeça e arrastá-la para a caverna. (fragmento)
VERÍSSIMO, Luís Fernando, Comédias da Vida Privada. Ed. LPm. 1994.

Assinale a opção que mostra uma substituição inadequada para a expressão sublinhada.

A “As tradições matrimoniais se transformaram através dos tempos ...” / sucessivamente.


B “...o tempo gasto nas preliminares do casamento - ” / pré-matrimonialmente.

C "Com o passar do tempo este método foi sendo abandonado,” / cronologicamente.


D “...não admitiam um período pré-conjugal tão curto.” / abreviadamente.

E “...mordiscar a sua orelha e só então, quando ela estivesse distraída,” / nalmente.

Respostas

141: D 142: B 143: A 144: B 145: C 146: E 147: D 148: E 149: A 150: C 151: D

152: A 153: D 154: B 155: C 156: D 157: D 158: B 159: E 160: D


DIA 68
161 Q926083 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

Texto 1.
Do Casamento
O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança. As
tradições matrimoniais se transformaram através dos tempos e variam de cultura para cultura. Em certas sociedades
primitivas o tempo gasto nas preliminares do casamento – corte, namoro, noivado etc. – era abreviado. O macho escolhia
uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna. Com o passar do tempo este método foi
sendo abandonado, por pressão dos bu ets, das lojas de presente e das mulheres, que não admitiam um período pré-
conjugal tão curto. O homem precisava aproximar-se dela, cheirar seus cabelos, grunhir no seu ouvido, mordiscar a sua
orelha e só então, quando ela estivesse distraída, bater com o tacape na sua cabeça e arrastá-la para a caverna. (fragmento)
VERÍSSIMO, Luís Fernando, Comédias da Vida Privada. Ed. LPm. 1994.

“O macho escolhia uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna”. Esse período tem a
função textual de

A esclarecer de que modo o tempo pré-conjugal era abreviado.

B indicar o primitivismo dominante nas relações matrimoniais.


C criticar a forma do matrimônio na pré-história.

D mostrar como o rito matrimonial se modi cou.


E referir-se às preliminares matrimoniais anteriores.

Português > Pontuação , Travessão , Interpretação de Textos


162 Q926082
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

Texto 1.
Do Casamento
O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança. As
tradições matrimoniais se transformaram através dos tempos e variam de cultura para cultura. Em certas sociedades
primitivas o tempo gasto nas preliminares do casamento – corte, namoro, noivado etc. – era abreviado. O macho escolhia
uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna. Com o passar do tempo este método foi
sendo abandonado, por pressão dos bu ets, das lojas de presente e das mulheres, que não admitiam um período pré-
conjugal tão curto. O homem precisava aproximar-se dela, cheirar seus cabelos, grunhir no seu ouvido, mordiscar a sua
orelha e só então, quando ela estivesse distraída, bater com o tacape na sua cabeça e arrastá-la para a caverna. (fragmento)
VERÍSSIMO, Luís Fernando, Comédias da Vida Privada. Ed. LPm. 1994.

“Em certas sociedades primitivas o tempo gasto nas preliminares do casamento – corte, namoro, noivado etc. – era
abreviado.” O segmento sublinhado entre travessões indica

A uma reti cação de um erro anterior.


B uma explicação de um termo obscuro.

C uma exempli cação de tradições sociais.


D uma citação de todas as preliminares referidas.

E uma enumeração de todas as preliminares citadas.

163 Q926081 Português > Morfologia , Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

Na palavra “falatório”, o su xo -ório tem o mesmo valor semântico no seguinte vocábulo:

A auditório.

B promontório.
C laboratório.

D relatório
E palavrório.

164 Q926080 Português > Morfologia - Verbos , Flexão verbal de tempo (presente, pretérito, futuro)
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

“O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança.”
Assinale a opção em que a oração reduzida sublinhada está corretamente desenvolvida.

A “sem que cause falatório na vizinhança.”

B “sem que seja causado falatório na vizinhança.”


C “sem que que causasse falatório na vizinhança.”
D “sem que tivesse causado falatório na vizinhança.”
E “sem causar-se falatório na vizinhança.”

165 Q926079 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

“O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança”. Em
outras palavras, segundo esse fragmento do texto, o casamento desempenha principalmente o papel de

A autorizar as relações sexuais.

B construir as relações entre homem e mulher.


C legalizar uma relação social.

D trazer segurança social.


E organizar a vida familiar.

166 Q926078 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: AL-RO Provas: FGV - 2018 - AL-RO - Assistente Legislativo ...

Texto 1.
Do Casamento
O casamento foi a maneira que a humanidade encontrou de propagar a espécie sem causar falatório na vizinhança. As
tradições matrimoniais se transformaram através dos tempos e variam de cultura para cultura. Em certas sociedades
primitivas o tempo gasto nas preliminares do casamento – corte, namoro, noivado etc. – era abreviado. O macho escolhia
uma fêmea, batia com um tacape na sua cabeça e a arrastava para a sua caverna. Com o passar do tempo este método foi
sendo abandonado, por pressão dos bu ets, das lojas de presente e das mulheres, que não admitiam um período pré-
conjugal tão curto. O homem precisava aproximar-se dela, cheirar seus cabelos, grunhir no seu ouvido, mordiscar a sua
orelha e só então, quando ela estivesse distraída, bater com o tacape na sua cabeça e arrastá-la para a caverna. (fragmento)
VERÍSSIMO, Luís Fernando, Comédias da Vida Privada. Ed. LPm. 1994.

O livro de onde foi retirado este fragmento recebeu o nome de Comédias da Vida Privada. O humor deste fragmento é
conseguido basicamente pelo seguinte processo:

A exagerar os dados fornecidos.


B misturar momentos distantes do tempo.
C criticar as preocupações sociais.
D utilizar um vocabulário ultrapassado.

E descrever ações de forma grotesca.

167 Q918110 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

Texto 1

Uma carta e o Natal

Este será o primeiro Natal que enfrentaremos, pródigos e lúcidos. Até o ano passado conseguimos manter o mistério — e
eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que durante a
noite brotara embrulhos e coisas. Havia um rito complicado e que começava na véspera, quando eu te mostrava a estrela
de onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.

Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente. Tua irmã, embora menor, creio que ela me
embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós
mesmos. Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.
Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.

Na escola te corromperam. Disseram que Papai Noel era eu — e eu nem posso repelir a infâmia e o falso testemunho. De
qualquer forma, pediste um acordeão e uma caneta — e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão.

O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante. Não será
o mágico brinquedo de outros Natais.

Quanto à caneta, também a compramos juntos. Escolheste a cor e o modelo, e abasteceste de tinta, para "já estar pronta"
no dia de Natal. Sim, a caneta estava pronta. Arrumamos juntos os presentes em volta da árvore. Foste dormir, eu quedei
sozinho e desesperado.

E apanhei a caneta. Escrevi isto. Não sei, ainda, se deixarei esta carta junto com os demais brinquedos. Porque nisso tudo o
mais roubado fui eu. Meu Natal acabou e é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e
tetos do mundo.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 31/12/2017.

ATENÇÃO: A QUESTÃO DEVE SER RESPONDIDA A PARTIR DA CHARGE A SEGUIR.

O fato de Papai Noel pedir seguro desemprego está adequado à seguinte passagem do texto 1:

“Havia um rito complicado e que começava na véspera, quando eu te mostrava a estrela onde Papai Noel viria, com
A
seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.”
B “Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente.”
C “Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.”

D “Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.”


“...e eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que
E
durante a noite brotara embrulhos e coisas.”

168 Q918109 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

ATENÇÃO: A QUESTÃO DEVE SER RESPONDIDA A PARTIR DA CHARGE A SEGUIR.


Assinale a opção em que o diminutivo “velhinho” apresenta valor semântico diferente do da charge.

A Não se devia pagar seguro a todos esses velhinhos desempregados.

B Papai Noel sempre foi chamado de “o bom velhinho”.


C Os velhinhos têm direito a atendimento especial.

D A la dos velhinhos tem atendimento preferencial.


E Os velhinhos do asilo recebem ajuda da população da cidade.

169 Q918108 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

ATENÇÃO: A QUESTÃO DEVE SER RESPONDIDA A PARTIR DA CHARGE A SEGUIR.

A resposta dada a Papai Noel signi ca que

A o seguro desemprego não existe mais.


B Papai Noel não tem direito ao seguro por ser velho demais.
C a gura de Papai Noel não é mais reconhecida.

D o seguro desemprego se destina somente a quem perde o emprego.


E o prazo de pedido do seguro foi ultrapassado.

170 Q918107 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

Texto

Uma carta e o Natal

Este será o primeiro Natal que enfrentaremos, pródigos e lúcidos. Até o ano passado conseguimos manter o mistério — e
eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que durante a
noite brotara embrulhos e coisas. Havia um rito complicado e que começava na véspera, quando eu te mostrava a estrela
de onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.

Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente. Tua irmã, embora menor, creio que ela me
embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós
mesmos. Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.
Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.

Na escola te corromperam. Disseram que Papai Noel era eu — e eu nem posso repelir a infâmia e o falso testemunho. De
qualquer forma, pediste um acordeão e uma caneta — e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão.

O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante. Não será
o mágico brinquedo de outros Natais.

Quanto à caneta, também a compramos juntos. Escolheste a cor e o modelo, e abasteceste de tinta, para "já estar pronta"
no dia de Natal. Sim, a caneta estava pronta. Arrumamos juntos os presentes em volta da árvore. Foste dormir, eu quedei
sozinho e desesperado.

E apanhei a caneta. Escrevi isto. Não sei, ainda, se deixarei esta carta junto com os demais brinquedos. Porque nisso tudo o
mais roubado fui eu. Meu Natal acabou e é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e
tetos do mundo.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 31/12/2017.

“Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente. Tua irmã, embora menor, creio que ela me
embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós
mesmos. Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.
Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.” Entre os termos sublinhados nesse segmento,
assinale aquele que não se liga a nenhum termo anterior.

A ela.

B me.
C que.

D isso.
E coisas.

171 Q918106 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

“Meu Natal acabou e é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e tetos do mundo.”

O cronista diz que “Meu Natal acabou” porque

A os presentes foram comprados com antecedência.


B uma das lhas não acredita mais em Papai Noel.

C o mundo moderno acabou com os mitos da infância.


D não pode mais permanecer na fantasia anterior.
E a carta é escrita após a noite de Natal.

172 Q918105 Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

Texto

Uma carta e o Natal

Este será o primeiro Natal que enfrentaremos, pródigos e lúcidos. Até o ano passado conseguimos manter o mistério — e
eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que durante a
noite brotara embrulhos e coisas. Havia um rito complicado e que começava na véspera, quando eu te mostrava a estrela
de onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.

Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente. Tua irmã, embora menor, creio que ela me
embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós
mesmos. Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.
Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.

Na escola te corromperam. Disseram que Papai Noel era eu — e eu nem posso repelir a infâmia e o falso testemunho. De
qualquer forma, pediste um acordeão e uma caneta — e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão.

O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante. Não será
o mágico brinquedo de outros Natais.

Quanto à caneta, também a compramos juntos. Escolheste a cor e o modelo, e abasteceste de tinta, para "já estar pronta"
no dia de Natal. Sim, a caneta estava pronta. Arrumamos juntos os presentes em volta da árvore. Foste dormir, eu quedei
sozinho e desesperado.

E apanhei a caneta. Escrevi isto. Não sei, ainda, se deixarei esta carta junto com os demais brinquedos. Porque nisso tudo o
mais roubado fui eu. Meu Natal acabou e é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e
tetos do mundo.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 31/12/2017.

Assinale a opção que apresenta o segmento do texto que exempli ca um tipo de linguagem gurada denominada ironia.

“Na escola te corromperam. Disseram que Papai Noel era eu — e eu nem posso repelir a infâmia e o falso
A
testemunho.”
B “De qualquer forma, pediste um acordeão e uma caneta— e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão."

C “O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante.”
D “Não será o mágico brinquedo de outros Natais."
E “...ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós mesmos.”

173 Q918104 Português > Morfologia - Verbos , Flexão verbal de pessoa (1ª, 2ª, 3ª pessoa)
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

O texto é uma carta em que o emissor emprega o tratamento tu em relação ao destinatário; em função disso há um
segmento que não respeita a uniformidade desse tratamento, mudando a pessoa. Assinale a opção que indica esse
segmento.

A “Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente.”

B “Contigo era diferente.”


C “Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.”

D “O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, ...”
E “Escolheste a cor e o modelo, e abasteceste de tinta, ..."

174 Q918103 Português > Sintaxe , Orações subordinadas reduzidas


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

Texto

Uma carta e o Natal


Este será o primeiro Natal que enfrentaremos, pródigos e lúcidos. Até o ano passado conseguimos manter o mistério — e
eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que durante a
noite brotara embrulhos e coisas. Havia um rito complicado e que começava na véspera, quando eu te mostrava a estrela
de onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.

Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente. Tua irmã, embora menor, creio que ela me
embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós
mesmos. Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.
Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.

Na escola te corromperam. Disseram que Papai Noel era eu — e eu nem posso repelir a infâmia e o falso testemunho. De
qualquer forma, pediste um acordeão e uma caneta — e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão.

O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante. Não será
o mágico brinquedo de outros Natais.

Quanto à caneta, também a compramos juntos. Escolheste a cor e o modelo, e abasteceste de tinta, para "já estar pronta"
no dia de Natal. Sim, a caneta estava pronta. Arrumamos juntos os presentes em volta da árvore. Foste dormir, eu quedei
sozinho e desesperado.

E apanhei a caneta. Escrevi isto. Não sei, ainda, se deixarei esta carta junto com os demais brinquedos. Porque nisso tudo o
mais roubado fui eu. Meu Natal acabou e é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e
tetos do mundo.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 31/12/2017.

“... ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós mesmos.” Se
trocássemos a forma da oração reduzida sublinhada por uma oração desenvolvida, a forma adequada seria:

A para que mantivéssemos em nós mesmos.

B para a manutenção em nós mesmos.


C para que mantenhamos em nós mesmos.

D para que seja mantido em nós mesmos.


E para mantermos em nós mesmos.

175 Q918102 Português > Interpretação de Textos , Variação Linguística


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

Texto

Uma carta e o Natal

Este será o primeiro Natal que enfrentaremos, pródigos e lúcidos. Até o ano passado conseguimos manter o mistério — e
eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que durante a
noite brotara embrulhos e coisas. Havia um rito complicado e que começava na véspera, quando eu te mostrava a estrela
de onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.

Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente. Tua irmã, embora menor, creio que ela me
embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós
mesmos. Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.
Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.

Na escola te corromperam. Disseram que Papai Noel era eu — e eu nem posso repelir a infâmia e o falso testemunho. De
qualquer forma, pediste um acordeão e uma caneta — e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão.

O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante. Não será
o mágico brinquedo de outros Natais.

Quanto à caneta, também a compramos juntos. Escolheste a cor e o modelo, e abasteceste de tinta, para "já estar pronta"
no dia de Natal. Sim, a caneta estava pronta. Arrumamos juntos os presentes em volta da árvore. Foste dormir, eu quedei
sozinho e desesperado.

E apanhei a caneta. Escrevi isto. Não sei, ainda, se deixarei esta carta junto com os demais brinquedos. Porque nisso tudo o
mais roubado fui eu. Meu Natal acabou e é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e
tetos do mundo.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 31/12/2017.

Entre os segmentos a seguir, assinale aquele que mostra um vocábulo que exempli ca o uso coloquial de linguagem.
A “Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente.”
“Tua irmã, embora menor, creio que ela me embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um
B
mito que nós fazíamos força para manter em nós mesmos.”

C “Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.”
D “Contigo era diferente.”

E “Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.”

176 Q918101 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

Em todos os segmentos a seguir, retirados do texto, há dois elementos unidos pela conjunção e; assinale a opção que indica
o segmento em que a ordem desses dois elementos não pode ser trocada.

A “... eu te mostrava a estrela onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, ...”.

B "...abarrotado de brinquedos e presentes.”


C “Tu ias dormir e eu velava ...”.

D “...para que dormisses bem e profundamente.”


E “...desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, ...”.

177 Q918100 Português > Morfologia , Preposições


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

Texto

Uma carta e o Natal

Este será o primeiro Natal que enfrentaremos, pródigos e lúcidos. Até o ano passado conseguimos manter o mistério — e
eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que durante a
noite brotara embrulhos e coisas. Havia um rito complicado e que começava na véspera, quando eu te mostrava a estrela
de onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.

Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente. Tua irmã, embora menor, creio que ela me
embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós
mesmos. Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.
Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.

Na escola te corromperam. Disseram que Papai Noel era eu — e eu nem posso repelir a infâmia e o falso testemunho. De
qualquer forma, pediste um acordeão e uma caneta — e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão.

O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante. Não será
o mágico brinquedo de outros Natais.

Quanto à caneta, também a compramos juntos. Escolheste a cor e o modelo, e abasteceste de tinta, para "já estar pronta"
no dia de Natal. Sim, a caneta estava pronta. Arrumamos juntos os presentes em volta da árvore. Foste dormir, eu quedei
sozinho e desesperado.

E apanhei a caneta. Escrevi isto. Não sei, ainda, se deixarei esta carta junto com os demais brinquedos. Porque nisso tudo o
mais roubado fui eu. Meu Natal acabou e é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e
tetos do mundo.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 31/12/2017.

“e eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que durante a
noite brotara embrulhos e coisas”. Assinale a opção em que a frase em que o emprego da preposição de apresenta o
mesmo sentido da sublinhada no segmento acima.

A “...onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.”
B “...e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão."

C “...O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante.
D “Não será o mágico brinquedo de outros Natais.”

E “...é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e tetos do mundo.”
178 Q918099 Português > Morfologia - Verbos , Locução Verbal
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

“... que durante a noite brotara embrulhos e coisas”. A forma verbal “brotara” pode ser adequadamente substituída por

A brotou.

B brotava.
C vinha brotando.

D havia brotado.

E eram brotados.

179 Q918098 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

“Até o ano passado conseguimos manter o mistério —e eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas
cambaleando de sono em busca da árvore que durante a noite brotara embrulhos e coisas”. O “mistério” aludido nesse
segmento do texto aparece explicitado em

A “...e eu amava o brilho dos teus olhos”.


B “...quando manhã, ainda”.

C “...vinhas cambaleando de sono”.


D “em busca da árvore”.

E “...que durante a noite brotara embrulhos e coisas”.

180 Q918097 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

“Este será o primeiro Natal que enfrentaremos, pródigos e lúcidos”; o adjetivo “lúcidos” se justi ca porque

A a noite de Natal é cheia de luz.

B as fantasias do Natal se haviam extinguido.


C os presentes tinham sido comprados por pai e lha juntos.

D a própria lha havia escolhido os presentes do Natal.


E o pai entrara em acordo com a lha sobre os presentes.

Respostas

161: A 162: C 163: E 164: C 165: A 166: B 167: C 168: A 169: C 170: E 171: D

172: A 173: D 174: A 175: B 176: C 177: E 178: D 179: E 180: B


DIA 68
181 Q918096 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: COMPESA Provas: FGV - 2018 - COMPESA - Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão

e Serviços Comerciais ...

Texto

Uma carta e o Natal

Este será o primeiro Natal que enfrentaremos, pródigos e lúcidos. Até o ano passado conseguimos manter o mistério — e
eu amava o brilho de teus olhos quando, manhã ainda, vinhas cambaleando de sono em busca da árvore que durante a
noite brotara embrulhos e coisas. Havia um rito complicado e que começava na véspera, quando eu te mostrava a estrela
de onde Papai Noel viria, com seu trenó e suas renas, abarrotado de brinquedos e presentes.

Tu ias dormir e eu velava para que dormisses bem e profundamente. Tua irmã, embora menor, creio que ela me
embromava: na realidade, ela já devia pressentir que Papai Noel era um mito que nós fazíamos força para manter em nós
mesmos. Ela não fazia força para isso, e desde que a árvore amanhecesse orida de pacotes e coisas, tudo dava na mesma.
Contigo era diferente. Tu realmente acreditavas em mim e em Papai Noel.

Na escola te corromperam. Disseram que Papai Noel era eu — e eu nem posso repelir a infâmia e o falso testemunho. De
qualquer forma, pediste um acordeão e uma caneta — e fomos juntos, de mãos dadas, escolher o acordeão.

O acordeão veio logo, e hoje, quando o encontrar na árvore, já vai saber o preço, o prazo da garantia, o fabricante. Não será
o mágico brinquedo de outros Natais.

Quanto à caneta, também a compramos juntos. Escolheste a cor e o modelo, e abasteceste de tinta, para "já estar pronta"
no dia de Natal. Sim, a caneta estava pronta. Arrumamos juntos os presentes em volta da árvore. Foste dormir, eu quedei
sozinho e desesperado.

E apanhei a caneta. Escrevi isto. Não sei, ainda, se deixarei esta carta junto com os demais brinquedos. Porque nisso tudo o
mais roubado fui eu. Meu Natal acabou e é triste a gente não poder mais dar água a um velhinho cansado das chaminés e
tetos do mundo.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 31/12/2017.

O texto é uma carta dirigida a

A uma das lhas do cronista.

B uma menina carente desconhecida.


C uma lha já adulta, com alma de menina.

D uma menina ctícia, que ainda acredita em Papai Noel.


E uma mulher adulta, menina de outrora.

182 Q917825 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

O segmento sublinhado do texto 3 que mostra uma substituição INADEQUADA é:

A “Por um lado, ver o sofrimento de uma pessoa tão íntima nos deixa tristes” / De forma parcial;
B “Num certo sentido, é grati cante saber que o ex-companheiro vive mal longe de nós” / De certo modo;

C “Esse interesse raras vezes resulta de uma genuína solidariedade” / raramente;


D “Decorre, na maioria dos casos, de uma situação ambivalente” / geralmente;

“Um dos sentimentos mais comuns depois de uma separação amorosa é a enorme curiosidade em relação ao destino
E
do outro” / relativamente.

183 Q917824 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

“Por um lado, ver o sofrimento de uma pessoa tão íntima nos deixa tristes; por outro, satisfaz a vaidade. Num certo sentido,
é grati cante saber que o ex-companheiro vive mal longe de nós e teve prejuízos com a separação”.

O emprego da primeira pessoa nesse segmento do texto 3 indica que:


A todos os casos de separação são vistos como experiências pessoais;
B os casos de separação amorosa são generalizados nos tempos atuais;
C a pessoa que se sente abandonada procura conforto nas experiências alheias;
D o autor do texto assume o ponto de vista do parceiro que toma a iniciativa da separação;

E a preferência pela primeira pessoa do plural mostra a semelhança entre os parceiros em caso de separação.

184 Q917823 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

“Um dos sentimentos mais comuns depois de uma separação amorosa é a enorme curiosidade em relação ao destino do
outro. Mesmo o parceiro que tomou a iniciativa fará de tudo para saber como o abandonado está passando”.

Infere-se do segundo período desse segmento do texto 3 que, para o autor do texto:

A a curiosidade é um sentimento que predomina no espírito daquele que foi abandonado;


B a curiosidade sobre o outro é menos esperada naquele que tomou a iniciativa da separação;

C a curiosidade sobre a situação do outro é idêntica nos dois membros de um casal que se separa;
D não há limites para a curiosidade humana;
E o arrependimento da iniciativa de separação leva a uma contínua curiosidade sobre a situação do outro.

185 Q917822 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 3 - O discurso da separação amorosa

Flávio Gikovate em 16/03/2015

Um dos sentimentos mais comuns depois de uma separação amorosa é a enorme curiosidade em relação ao destino do
outro. Mesmo o parceiro que tomou a iniciativa fará de tudo para saber como o abandonado está passando. Esse interesse
raras vezes resulta de uma genuína solidariedade. Decorre, na maioria dos casos, de uma situação ambivalente que lembra
o mecanismo da gangorra. Por um lado, ver o sofrimento de uma pessoa tão íntima nos deixa tristes; por outro, satisfaz a
vaidade. Num certo sentido, é grati cante saber que o ex-companheiro vive mal longe de nós e teve prejuízos com a
separação. Esse aspecto menos nobre da personalidade humana, infelizmente, costuma predominar.

O texto 3 deve ser visto como argumentativo; os argumentos apresentados pelo autor se fundamentam nos(na):

A opinião pessoal do autor;

B testemunhos de autoridade;
C experiência pro ssional de psicólogos;

D observação cientí ca da natureza humana;


E depoimentos pessoais de pessoas separadas.

186 Q917821 Português > Sintaxe , Orações subordinadas reduzidas


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)

Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

Na hora do recreio cava afastado dos colegas, como se estivesse

procurando alguma coisa.

Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas

meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque

ele só usava meias vermelhas.

Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando z

aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas

meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo


mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar

as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela

olhar para o chão e quando visse um menino de meias

vermelhas, saberia que o lho era dela."

"Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por

que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez

para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

"É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por

isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela

passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me

encontrar e me levará com ela."

Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

Texto 2 – Os Estatutos do Homem (segmento)

Artigo VIII

Fica decretado que a maior dor

sempre foi e será sempre

não poder dar-se amor a quem se ama

e saber que é a água

que dá à planta o milagre da or.

Thiago de Mello, Os Estatutos do Homem

“não poder dar-se amor a quem se ama”; a forma reduzida desse verso pode ser corretamente substituída por:

A que não se pudesse dar amor;

B que não se pode dar amor;


C que não se pôde dar amor;

D que não se podia dar amor;


E que não se possa dar amor.

187 Q917820 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)

Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

Na hora do recreio cava afastado dos colegas, como se estivesse

procurando alguma coisa.

Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas

meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque

ele só usava meias vermelhas.

Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando z

aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas

meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo

mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar
as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela

olhar para o chão e quando visse um menino de meias

vermelhas, saberia que o lho era dela."

"Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por

que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez

para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

"É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por

isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela

passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me

encontrar e me levará com ela."

Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

Texto 2 – Os Estatutos do Homem (segmento)

Artigo VIII

Fica decretado que a maior dor

sempre foi e será sempre

não poder dar-se amor a quem se ama

e saber que é a água

que dá à planta o milagre da or.

Thiago de Mello, Os Estatutos do Homem

O verso do texto 2 que estabelece uma ligação semântica com o texto 1 é:

A ca decretado que a maior dor;

B sempre foi e será sempre;


C não poder dar-se amor a quem se ama;

D e saber que é a água;


E que dá à planta o milagre da or.

188 Q917819 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 2 – Os Estatutos do Homem (segmento)

Artigo VIII

Fica decretado que a maior dor

sempre foi e será sempre

não poder dar-se amor a quem se ama

e saber que é a água

que dá à planta o milagre da or.

Thiago de Mello, Os Estatutos do Homem

Entre as duas partes do texto 2 (versos 1-3 e 4-5) há um problema de construção, que é:

A a falta de paralelismo;
B a presença de ambiguidade;

C a troca indevida entre parônimos;


D a independência semântica das duas partes;

E o emprego de diferentes tempos verbais.


189 Q917818 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 2 – Os Estatutos do Homem (segmento)

Artigo VIII

Fica decretado que a maior dor

sempre foi e será sempre

não poder dar-se amor a quem se ama

e saber que é a água

que dá à planta o milagre da or.

Thiago de Mello, Os Estatutos do Homem

O texto 2 é formulado impessoalmente; o segmento em que isso ca comprovado é:

A ca decretado;

B a maior dor sempre foi e será sempre;


C a quem se ama;

D saber que é a água;


E que dá à planta o milagre da or.

190 Q917817 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)

Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

Na hora do recreio cava afastado dos colegas, como se estivesse

procurando alguma coisa.

Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas

meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque

ele só usava meias vermelhas.

Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando z

aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas

meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo

mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar

as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria ela

olhar para o chão e quando visse um menino de meias

vermelhas, saberia que o lho era dela."

"Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por

que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez

para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

"É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por

isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela

passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me

encontrar e me levará com ela."

Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)


Texto 2 – Os Estatutos do Homem (segmento)

Artigo VIII

Fica decretado que a maior dor

sempre foi e será sempre

não poder dar-se amor a quem se ama

e saber que é a água

que dá à planta o milagre da or.

Thiago de Mello, Os Estatutos do Homem

O texto 2 é parte de um poema moderno de Thiago de Mello.

A expressão “Fica decretado” insere poeticamente o texto 2 entre os textos:

A instrucionais;
B preditivos;
C publicitários;
D argumentativos;

E normativos.

191 Q917816 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)

Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

Na hora do recreio cava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram
porque ele só usava meias vermelhas.

Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando z aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas
meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria
ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o lho era dela."

"Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

"É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando
ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela."

Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

A frase abaixo, do mesmo autor do texto 1, que NÃO estabelece ligação temática com o signi cado do texto é:

A “Lesadas em sua afetividade, vivem cada dia à espera do retorno dos amores...”;

B “Muitas almas existem, na Terra, solitárias e tristes, chorando um amor que se foi”;
C “Somos responsáveis pelos que cativamos ou nos con am seus corações”;

D “Que o lho que tomou o rumo do mundo e não mais escreveu, nem deu notícia alguma, volte ao lar”;
E “Trazem o olhar triste de quem se encontra sozinho e anseia por ternura”.

192 Q917815 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Sobre a estrutura narrativa do texto 1, é correto a rmar que:

A o narrador é personagem da narrativa;


B a narrativa é realizada em primeira pessoa;
C o tempo da história narrada é identi cado;
D o espaço da história narrada é claramente de nido;

E o protagonista da narrativa dá título ao texto.

193 Q917814 Português > Pontuação , Uso dos dois-pontos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando z aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas
meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria
ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o lho era dela."

Sobre os sinais de pontuação e sinais grá cos empregados nesse segmento do texto, é correto a rmar que:

A as aspas são empregadas para destacar um segmento importante da narrativa;


B o emprego de vírgula após “Ele falou” é obrigatório;

C o emprego de dois pontos após “colocar as meias vermelhas” seria também adequado;
D o emprego de ponto entre “Eu reclamei” e “Comecei a chorar” é incorreto, já que se deveria empregar a conjunção “e”;

E o emprego de uma vírgula antes de “quando visse um menino de meias vermelhas” é optativo.

194 Q917813 Português > Morfologia , Preposições


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)

Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

Na hora do recreio cava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram
porque ele só usava meias vermelhas.

Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando z aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas
meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria
ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o lho era dela."

"Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

"É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando
ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela."

Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

Há uma série de ligações lógicas entre várias passagens do texto 1; o valor semântico correto de uma dessas ligações é:

A “Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas” / consequência;
B “Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas” / causa;

C “Na hora do recreio cava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa” / conformidade;

“Quando ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela." /
D
companhia;
E “Quando ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela." / lugar.

195 Q917811 Português > Interpretação de Textos , Variação Linguística


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

A explicação dada pelo menino para o uso de meias vermelhas traz uma marca de emprego coloquial da língua em:

A “No ano passado, quando z aniversário, minha mãe me levou ao circo”;

B “Colocou em mim essas meias vermelhas”;


C “Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas”
D “Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas”;

“Disse que se eu me perdesse, bastaria ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia
E
que o lho era dela."

196 Q917810 Português > Problemas da língua culta , Por que- porque/ porquê/ por quê
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Texto 1 - Garoto das Meias Vermelhas (Carlos Heitor Cony)

Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito.

Na hora do recreio cava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas. Um dia, o cercaram e lhe perguntaram
porque ele só usava meias vermelhas.

Ele falou, com simplicidade: "No ano passado, quando z aniversário, minha mãe me levou ao circo. Colocou em mim essas
meias vermelhas. Eu reclamei. Comecei a chorar. Disse que todo mundo ia rir de mim, por causa das meias vermelhas.

Mas ela disse que tinha um motivo muito forte para me colocar as meias vermelhas. Disse que se eu me perdesse, bastaria
ela olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas, saberia que o lho era dela."

"Ora", disseram os garotos, "mas você não está num circo. Por que não tira essas meias vermelhas e as joga fora?"

O menino das meias vermelhas olhou para os próprios pés, talvez para disfarçar o olhar lacrimoso e explicou:

"É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando
ela passar por mim, em qualquer lugar em que eu esteja, ela vai me encontrar e me levará com ela."

Carlos Heitor Cony, Crônicas (adaptado)

“Um dia, o cercaram e lhe perguntaram porque ele só usava meias vermelhas”.

Nesse segmento do texto 1 há um erro gramatical, que é:

A empregar-se “o cercaram” em lugar de “lhe cercaram”;


B haver vírgula após a expressão “Um dia”;

C usar-se “lhe perguntaram” em lugar de “o perguntaram”;


D grafar-se “porque” em vez de “por que”;

E escrever-se “só usava” em lugar de “usava só”.

197 Q917809 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

“Todos os outros meninos zombavam dele, por causa das suas meias vermelhas”.

A causa da zombaria se explica pelo fato de:

A as meias vermelhas não fazerem parte do uniforme escolar;

B a cor vermelha ser predominantemente usada pelas meninas;


C a cor vermelha das meias não ser de uso comum;

D o vermelho ser uma cor que expressa urgência e desespero;

E a cor vermelha ser de uso exclusivo de militares.

198 Q917808 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

“Na hora do recreio cava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa”.

A forma de reescrever esse segmento do texto 1 que altera o seu signi cado original é:

A Na hora do recreio, como se estivesse procurando alguma coisa, cava afastado dos colegas;

B Ficava afastado dos colegas na hora do recreio, como se estivesse procurando alguma coisa;
C Ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa, na hora do recreio;
D Como se estivesse procurando alguma coisa, cava afastado dos colegas na hora do recreio;

E Como se estivesse procurando alguma coisa na hora do recreio, cava afastado dos colegas.

199 Q917807 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

Apesar de narrativo, o texto 1 tem seu primeiro parágrafo no formato descritivo.

Nessa descrição, o autor procura:

A dar marcas físicas e psicológicas do personagem;


B mostrar aspectos psicológicos do menino;

C situar a narrativa num momento temporal passado;


D caracterizar o espaço físico onde vão ocorrer os fatos;

E indicar traços da personalidade do menino que irão alterar-se.

200 Q917806 Português > Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: FGV - 2018 - TJ-SC - Técnico Judiciário Auxiliar

“Ele era um garoto triste. Procurava estudar muito”.

Esse primeiro parágrafo do texto 1 é formado por duas orações.

A respeito da estrutura desse parágrafo, a a rmativa correta é:

A a segunda oração é consequência da primeira;

B a primeira oração é condição da segunda;


C as duas orações são independentes semanticamente;

D a segunda oração é explicação da primeira;

E as duas orações são interdependentes.

Respostas

181: A 182: A 183: D 184: B 185: A 186: E 187: C 188: A 189: C 190: E 191: D

192: E 193: C 194: D 195: C 196: D 197: C 198: E 199: B 200: C


DIA 69
201 Q913463 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

 NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

O texto é construído a partir de uma narrativa. A característica fundamental desse modo de organização do texto é a de

A destacar características de pessoas e lugares.

B apresentar ideias fundamentadas em argumentos.


C convencer pessoas a mudar crenças e atitudes.

D expor fatos e acontecimentos em ordem cronológica.


E relatar episódios da vida cotidiana de carga humorística.

202 Q913462 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

“No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante.”

Essa pergunta teria valor de

A justi car a compra de todos os maços de espinafre.

B ironizar a atitude da senhora que comprara o espinafre.


C tentar identi car uma freguesa desconhecida.

D elogiar a preocupação da freguesa com seus clientes.


E indicar a necessidade maior de produtos pelos restaurantes.

203 Q913461 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

Assinale a opção que apresenta o objetivo nal do texto.

A Criticar as greves e o oportunismo político.

B Mostrar a força dos movimentos populares.


C Defender o direito à greve dos trabalhadores.

D Destacar comportamentos inadequados nas crises.


E Denunciar a falta de autoridade no país.

204 Q913460 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

No segmento a seguir, a pergunta é feita em discurso indireto.

“No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante.”

Assinale a opção que apresenta a forma dessa pergunta em discurso direto.

A A senhora tinha restaurante?

B A senhora tinha tido restaurante?


C A senhora teria restaurante?

D A senhora teve restaurante?


E A senhora tem restaurante?

205 Q913459 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

“No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante.”

Nesse trecho, o termo “caixa” passou a ser aparentemente masculino, mas, na verdade, ocorreu aí uma elipse de um termo
masculino “o funcionário da caixa.”

O substantivo a seguir em que ocorre uma idêntica elipse que causa aparente mudança de gênero é:

A o celular / o telefone celular.


B o Municipal / o teatro Municipal.
C a capital / a cidade capital.
D o Palmeiras / o time do Palmeiras.
E a lava-jato / a operação lava-jato.

206 Q913458 Português > Sintaxe , Regência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

“A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à clientela.”

Dentre as formas de reescrever um segmento desse trecho, assinale a que está gramaticalmente incorreta.

A Avisou à clientela de que havia conseguido verduras.

B Avisou à clientela que havia conseguido verduras.


C Avisou a clientela de que havia conseguido verduras.

D Avisou à clientela ter conseguido verduras.


E Avisou a clientela de ter conseguido verduras.

207 Q913457 Português > Morfologia , Preposições


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

Os substantivos coletivos em língua portuguesa podem ser especí cos (“cardume” só se aplica a peixes) e gerais (“grupo” se
aplica a uma grande diversidade de elementos).

Assinale a opção em que o termo precedido da preposição de tem a função de especi car um termo coletivo geral anterior.

A “mercadinho de bairro”.
B “maços de espinafre”.
C “consumiria de imediato”.

D “postos de combustível”.
E “comportamento de muita gente”.

208 Q913456 Português > Morfologia - Verbos , Locução Verbal


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

“A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras.”

A forma verbal sublinhada poderia ser adequadamente substituída por duas outras formas, que são

A conseguira / tinha conseguido.

B conseguira / conseguiu.
C tinha conseguido / conseguiu.

D conseguia / conseguira.
E conseguiria / conseguiu.

209 Q913455 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

Em todos os segmentos a seguir, há termos unidos pela conjunção aditiva e.

Assinale a opção que indica o segmento em que a troca de posição dos elementos sublinhados causa inadequação na
construção.
A “A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos.”
B “Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão.”
C “Ela explicou que ia cozinhar e congelar.”
D “Não, estou pagando e cheguei primeiro.”

E “Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas.”

210 Q913454 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

“A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras...”.

No contexto, o vocábulo “diligente” indica

A inteligência.
B esperteza.

C honestidade.
D competência.

E e ciência.

211 Q913453 Português > Ortogra a , Emprego do hífen


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

“A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos”; se juntarmos os adjetivos sublinhados em um só vocábulo, a forma
adequada será
A sociais-econômicos.
B social-econômicos.

C sociais-econômico.
D socioeconômicos.

E socioseconômicos.

212 Q913452 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

O segundo parágrafo do texto faz uma narrativa de um caso ocorrido em São Paulo durante a greve dos caminhoneiros.

Esse parágrafo tem a função textual de

A exempli car um caso de dano moral.


B comprovar a falta de consciência de nosso povo.

C demonstrar que as crises fazem surgir defeitos pessoais.


D relatar um caso de humor, apesar dos problemas.

E destacar os danos econômicos da crise.

213 Q913451 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

“A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais”.

A palavra ou expressão do primeiro período que leva à produção do segundo período é

A a crise.

B não trouxe.

C apenas.
D danos sociais.

E (danos) econômicos.

214 Q913450 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

“A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais”.

Assinale a opção que indica o conectivo adequado que deve ser empregado na união dos dois períodos desse segmento do
texto.

A e
B pois
C logo

D visto que
E mas

215 Q913449 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: MPE-AL Provas: FGV - 2018 - MPE-AL - Técnico do Ministério Público - Geral ...

TEXTO 1.

                             NÃO FALTOU SÓ ESPINAFRE

A crise não trouxe apenas danos sociais e econômicos. Mostrou também danos morais.

Aconteceu num mercadinho de bairro em São Paulo. A dona, diligente, havia conseguido algumas verduras e avisou à
clientela. Formaram-se uma pequena la e uma grande discussão. Uma senhora havia arrematado todos os dez maços de
espinafre. No caixa, outras freguesas perguntaram se ela tinha restaurante. Não tinha. Observaram que a verdura acabaria
estragada. Ela explicou que ia cozinhar e congelar. Então, foram ao ponto: caramba, havia outras pessoas na la, ela não
poderia levar só o que consumiria de imediato?

“Não, estou pagando e cheguei primeiro”, foi a resposta.

Compras exageradas nos supermercados, estoques domésticos, las nervosas nos postos de combustível – teve muito
comportamento na base de cada um por si.

Cabem nessa categoria as greves e manifestações oportunistas. Governo, cedendo, também vou buscar o meu – tal foi o
comportamento de muita gente.

                                                 Carlos A. Sardenberg, in O Globo, 31/05/2018. 

O título dado ao texto – Não faltou só espinafre – indica que houve falta de algo mais, explicitado no texto:

A ganância.
B egoísmo.

C solidariedade.
D vaidade.

E inteligência.

216 Q891638 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

Todas as frases abaixo apresentam elementos sublinhados que estabelecem coesão com elementos anteriores (anáfora); a
frase em que o elemento sublinhado se refere a um elemento futuro do texto (catáfora) é:

A “A civilização converteu a solidão num dos bens mais preciosos que a alma humana pode desejar”;

B “Todo o problema da vida é este: como romper a própria solidão”;


C “É sobretudo na solidão que se sente a vantagem de viver com alguém que saiba pensar”;

D “O homem ama a companhia, mesmo que seja apenas a de uma vela que queima”;
E “As pessoas que nunca têm tempo são aquelas que produzem menos”.

217 Q891637 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

A frase abaixo em que o termo sublinhado tem um sinônimo indicado corretamente é:

A “A razão nos é dada para discernir o bem e o mal” / julgar;

B “Quem decide praticar o mal, encontra sempre um pretexto” / castigo;


C “Poucas vezes falta engenho à maldade” / trabalho;

D “A educação seria a arte de parecer inofensivo” / inocente;

E “Não pode haver educação onde não há discrição” / reserva.


218 Q891636 Português > Ortogra a , Parônimos e Homônimos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

A frase abaixo em que houve troca indevida entre parônimos ou homônimos é:

A “A evolução da técnica chegou ao ponto de tornar-nos inermes diante da técnica” / inertes;


B “Quem aspira a grandes coisas também deve sofrer muito” / expira;

C “Aquele que não deixa nada ao acaso raramente fará coisas de modo errado, mas fará pouquíssimas coisas” / ocaso;
D “Fala como sábio a um ignorante e este te dirá que tens pouco bom senso” / censo;

“Ao entrar em um restaurante, todo cliente espera satisfazer desejos de ordem física e emocional. Os cardápios
E
devem vir de encontro a essas necessidades” / ao encontro de.

219 Q891635 Português > Morfologia , Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

Um ex-governador do estado do Amazonas disse o seguinte: “Defenda a ecologia, mas não encha o saco”. (Gilberto
Mestrinho)

O vocábulo sublinhado, composto do radical-logia (“estudo”), se refere aos estudos de defesa do meio ambiente; o vocábulo
abaixo, com esse mesmo radical, que tem seu signi cado corretamente indicado é:

A Antropologia: estudo do homem como representante do sexo masculino;


B Etimologia: estudo das raças humanas;

C Meteorologia: estudo dos impactos de meteoros sobre a Terra;


D Ginecologia: estudo das doenças privativas das mulheres;

E Fisiologia: estudo das forças atuantes na natureza.

220 Q891634 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

“Se no Brasil a ética chegou a esse ponto, imagine a etiqueta, que é a pequena ética”. A autora da frase, Danuza Leão, se
refere à forma (etiqueta) que perdeu o valor diminutivo e passou a designar uma outra realidade.

A frase abaixo em que o vocábulo sublinhado conservou o valor diminutivo é:

A Ao ser perguntado sobre em que dia da semana estava, teve que consultar a folhinha na parede da sala;
B Saía sempre às sextas para tomar uma cervejinha com os amigos;

C A propaganda aconselhava o uso de camisinha;


D Alguns espectadores visitam os atores no camarim;

E Após a chuva, havia gotículas de água no vidro dos carros.

Respostas

201: D 202: B 203: D 204: E 205: D 206: A 207: B 208: A 209: C 210: E 211: D

212: A 213: C 214: B 215: C 216: B 217: E 218: E 219: D 220: E


DIA 70
221 Q891633 Português > Morfologia , Adjetivos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

O adjetivo ilimitado corresponde à locução “sem limites”; a locução com igual estrutura que NÃO corresponde ao adjetivo
abaixo destacado é:

A Os turistas caram inertes durante a ação policial / sem ação;

B O turista incauto cou assustado com a ação policial / sem cautela;


C O vocalista da banda saiu ileso do acidente / sem ferimento;

D O presidente da Coreia passou incógnito pela França / sem ser percebido;


E O novo livro do autor estava ainda inédito / sem editor.

222 Q891632 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

“O poder não satisfaz, ou melhor, é como a droga e sempre exige doses maiores”. Nessa frase a função da expressão
sublinhada é:

A rati car uma a rmação errada;


B ampliar uma informação com nova informação;

C explicar melhor algo escrito antes;


D exempli car o fato comunicado anteriormente;

E corrigir um erro anterior.

223 Q891631 Português > Morfologia , Adjetivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

Na escrita, pode-se optar frequentemente entre uma construção de substantivo + locução adjetiva ou substantivo + adjetivo
(coragem de herói = coragem heroica).

O termo abaixo sublinhado que NÃO pode ser substituído por um adjetivo é:

A A maior preocupação do homem é a morte;


B A criação do homem é ideia de Deus;

C A inteligência do homem é in nita;


D Os amores do homem são passageiros;

E É efêmera a memória do homem.

224 Q891630 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

Em frases como Quanto é que custa este livro? a expressão sublinhada (verbo ser + que) tem valor enfático, podendo ser
retirada da frase sem prejuízo do conteúdo.

A frase abaixo em que isso NÃO ocorre é:

A É o cargo que permite conhecer o homem;

B Foram os discípulos que deram autoridade a Aristóteles;


C A verdade é que até mesmo os poderosos podem precisar dos fracos;

D Quem toma conta da bolsa é que tem o poder;

E Onde existem muitos no comando é que nasce a confusão.

225 Q891629 Português > Morfologia , Adjetivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

A frase que NÃO apresenta qualquer forma de superlativação de um adjetivo é:

A Sou extraordinariamente paciente desde que as coisas sejam feitas do meu jeito;
B A lealdade a um partido reduz o maior dos homens ao nível mesquinho das massas;
C O ouro é um metal amarelo ultra-apreciado;
D Uma besteira menor, consciente, pode impedir uma besteira grande pra cachorro, inconsciente;

E Veja o meu caso: saí do nada e cheguei à extrema pobreza.

226 Q891628 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

A frase abaixo que apresenta seus termos em ordem direta é:

A O medo tem muitos olhos e enxerga coisas nos subterrâneos;

B Sai mais barato para a nação sustentar a família imperial;


C O grande inimigo da raça humana é o nacionalismo;

D Onça, quando dá o bote, é porque já olhou tudo que tinha de olhar;


E Nasce um otário por minuto.

227 Q891627 Português > Morfologia - Verbos , Flexão verbal de pessoa (1ª, 2ª, 3ª pessoa)
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

“Não sei ver nada do que vejo; vejo bem apenas o que relembro e tenho inteligência apenas nas minhas lembranças”.
(Rousseau)

A relação ver/vejo só NÃO se repete de forma correta no seguinte par:

A rir / rio;

B trazer / trago;
C requerer / requeiro;

D deter / detenho;
E reaver / reavejo.

228 Q891626 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

Evandro Lins e Silva é autor da seguinte frase:

“A prisão é uma incubadora cara, e caz e prolí ca para a geração e crescimento de marginais, aperfeiçoados pelo convívio
com outros marginais já reincidentes”.

A crítica na frase se dirige essencialmente para:

A o sistema prisional;
B o Código Penal brasileiro;

C a estrutura policial;
D os marginais reincidentes;
E as injustiças sociais.

229 Q891625 Português > Sintaxe , Orações subordinadas substantivas: Subjetivas, Objetivas diretas, Objetivas indiretas...
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

“Talvez um dia seja bom relembrar este dia”. (Virgílio)

A forma de oração desenvolvida adequada correspondente à oração sublinhada acima é:

A relembrarmos este dia;


B a relembrança deste dia;
C que relembremos este dia;

D que relembrássemos este dia;


E uma nova lembrança deste dia.

230 Q891624 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

O período abaixo em que os dois termos sublinhados NÃO podem trocar de posição é:

A A arte é a mais bela das mentiras;


B O importante na obra de arte é o espanto;

C A forma segue a emoção;


D A obra de arte: uma interrupção do tempo;

E Na arte não existe passado nem futuro.

231 Q891623 Português > Morfologia - Pronomes , Pronomes pessoais retos , Pronomes pessoais oblíquos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

A frase em que se deveria usar a forma EU em lugar de MIM é:

A Um desejo de minha avó fez de mim um artista;

B Há muitas diferenças entre mim e a minha futura mulher;


C Para mim, ver lmes antigos é a maior diversão;

D Entre mim viajar ou descansar, pre ro o descanso;


E Separamo-nos, mas sempre de mim se lembra.

232 Q891622 Português > Morfologia , Adjetivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

A frase em que a substituição dos termos sublinhados por um adjetivo é feita de forma adequada é:

A Um beijo de minha mãe fez de mim um pintor / maternal;

B O importante na obra de arte: o espanto / arteira;


C Toda arte é imitação da natureza / naturalista;

D Apreciar os defeitos do próximo é ter talento? / alheios;

E Avalia-se a inteligência de um indivíduo pela quantidade de incertezas que ele é capaz de suportar / individualista.

233 Q891621 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

Todas as frases abaixo apresentam dois componentes separados por um sinal de pontuação. Desconsiderando a
pontuação, indique a frase em que esse sinal foi substituído de forma adequada por um conectivo:

A Sabedoria é saber o que fazer; virtude é fazer / pois;


B Não é preciso muito para ser um produtor de coelhos. Você coloca um casal numa gaiola e é tudo / então;

C O capital é como água. Sempre ui por onde encontra menos obstáculos / logo;
D Dinheiro é igual a táxi: quando mais você precisa, ele não aparece / porém;

E Chega de homenagens. Eu quero o dinheiro / que.

234 Q891620 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

Reescrevendo as frases abaixo, mantido o sentido original, com a eliminação das formas negativas sublinhadas, a forma
INADEQUADA da nova frase é:
A Nada é mais revolucionário que dinheiro sobrando / Tudo é menos revolucionário que dinheiro sobrando;
A única certeza do planejamento é que as coisas nunca ocorrem como foram planejadas / A única certeza do
B
planejamento é que as coisas sempre ocorrem diferente do que foram planejadas;

C Tudo o que o dinheiro resolve não é problema / Tudo o que o dinheiro resolve é solução;
D Não emprestes a teu irmão com juros / Empresta a teu irmão sem juros;

E É raro alguém ouvir aquilo que não quer ouvir / É frequente alguém ouvir aquilo que quer ouvir.

235 Q891619 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Assistente Securitário - Banestes Seguros ...

Observe a frase: “Todas as paixões nos fazem cometer erros, mas os mais ridículos nos faz cometer o amor”.

Sobre a escritura dessa frase, a observação adequada é:

A a conjunção “mas” deveria ser substituída por “e”, já que não há oposição entre as frases;
B a forma verbal “faz cometer” deveria ser substituída por “fazem cometer”, pois o sujeito das duas frases é o mesmo;

C a forma “mais ridículos” deveria ser substituída por “mais ridículas”, pois o adjetivo se refere ao substantivo “paixões”;
a frase “os mais ridículos nos faz cometer o amor” deveria ser substituída por “o amor nos faz cometer os mais
D
ridículos”, em função de clareza;

o termo “Todas as paixões” deveria ser substituído por “As paixões” já que o termo “todas” é perfeitamente
E
dispensável.

236 Q891368 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

Todas as frases abaixo apresentam elementos sublinhados que estabelecem coesão com elementos anteriores (anáfora); a
frase em que o elemento sublinhado se refere a um elemento futuro do texto (catáfora) é:

A “A civilização converteu a solidão num dos bens mais preciosos que a alma humana pode desejar”;

B “Todo o problema da vida é este: como romper a própria solidão”;


C “É sobretudo na solidão que se sente a vantagem de viver com alguém que saiba pensar”;

D “O homem ama a companhia, mesmo que seja apenas a de uma vela que queima”;
E “As pessoas que nunca têm tempo são aquelas que produzem menos”.

237 Q891367 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

A frase abaixo em que o termo sublinhado tem um sinônimo indicado corretamente é:

A “A razão nos é dada para discernir o bem e o mal” / julgar;

B “Quem decide praticar o mal, encontra sempre um pretexto” / castigo;


C “Poucas vezes falta engenho à maldade” / trabalho;

D “A educação seria a arte de parecer inofensivo” / inocente;


E “Não pode haver educação onde não há discrição” / reserva.

238 Q891366 Português > Ortogra a , Parônimos e Homônimos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

A frase abaixo em que houve troca indevida entre parônimos ou homônimos é:

A "A evolução da técnica chegou ao ponto de tornar-nos inermes diante da técnica” / inertes;
B “Quem aspira a grandes coisas também deve sofrer muito” / expira;

C “Aquele que não deixa nada ao acaso raramente fará coisas de modo errado, mas fará pouquíssimas coisas” / ocaso;
D “Fala como sábio a um ignorante e este te dirá que tens pouco bom senso” / censo;

“Ao entrar em um restaurante, todo cliente espera satisfazer desejos de ordem física e emocional. Os cardápios
E
devem vir de encontro a essas necessidades” / ao encontro de.
239 Q891365 Português > Morfologia , Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

Um ex-governador do estado do Amazonas disse o seguinte: “Defenda a ecologia, mas não encha o saco”. (Gilberto
Mestrinho) O vocábulo sublinhado, composto do radical-logia (“estudo”), se refere aos estudos de defesa do meio ambiente;
o vocábulo abaixo, com esse mesmo radical, que tem seu signi cado corretamente indicado é:

A Antropologia: estudo do homem como representante do sexo masculino;

B Etimologia: estudo das raças humanas;


C Meteorologia: estudo dos impactos de meteoros sobre a Terra;

D Ginecologia: estudo das doenças privativas das mulheres;


E Fisiologia: estudo das forças atuantes na natureza.

240 Q891364 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

“Se no Brasil a ética chegou a esse ponto, imagine a etiqueta, que é a pequena ética”. A autora da frase, Danuza Leão, se
refere à forma (etiqueta) que perdeu o valor diminutivo e passou a designar uma outra realidade. A frase abaixo em que o
vocábulo sublinhado conservou o valor diminutivo é:

A Ao ser perguntado sobre em que dia da semana estava, teve que consultar a folhinha na parede da sala;
B Saía sempre às sextas para tomar uma cervejinha com os amigos;

C A propaganda aconselhava o uso de camisinha;


D Alguns espectadores visitam os atores no camarim;

E Após a chuva, havia gotículas de água no vidro dos carros.

Respostas

221: E 222: C 223: B 224: C 225: E 226: A 227: E 228: A 229: C 230: C 231: D

232: D 233: E 234: C 235: D 236: B 237: E 238: E 239: D 240: E


DIA 71
241 Q891363 Português > Morfologia , Adjetivos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

O adjetivo ilimitado corresponde à locução “sem limites”; a locução com igual estrutura que NÃO corresponde ao adjetivo
abaixo destacado é:

A Os turistas caram inertes durante a ação policial / sem ação;

B O turista incauto cou assustado com a ação policial / sem cautela;


C O vocalista da banda saiu ileso do acidente / sem ferimento;

D O presidente da Coreia passou incógnito pela França / sem ser percebido;


E O novo livro do autor estava ainda inédito / sem editor.

242 Q891362 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

“O poder não satisfaz, ou melhor, é como a droga e sempre exige doses maiores”. Nessa frase a função da expressão
sublinhada é:

A rati car uma a rmação errada;


B ampliar uma informação com nova informação;

C explicar melhor algo escrito antes;


D exempli car o fato comunicado anteriormente;

E corrigir um erro anterior.

243 Q891361 Português > Morfologia , Adjetivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

Na escrita, pode-se optar frequentemente entre uma construção de substantivo + locução adjetiva ou substantivo + adjetivo
(coragem de herói = coragem heroica). O termo abaixo sublinhado que NÃO pode ser substituído por um adjetivo é:

A A maior preocupação do homem é a morte;

B A criação do homem é ideia de Deus;


C A inteligência do homem é in nita:

D Os amores do homem são passageiros;


E É efêmera a memória do homem.

244 Q891360 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

Em frases como Quanto é que custa este livro? a expressão sublinhada (verbo ser + que) tem valor enfático, podendo ser
retirada da frase sem prejuízo do conteúdo.

A frase abaixo em que isso NÃO ocorre é:

A É o cargo que permite conhecer o homem;


B Foram os discípulos que deram autoridade a Aristóteles;

C A verdade é que até mesmo os poderosos podem precisar dos fracos;

D Quem toma conta da bolsa é que tem o poder;


E Onde existem muitos no comando é que nasce a confusão.

245 Q891359 Português > Morfologia , Adjetivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...
A frase que NÃO apresenta qualquer forma de superlativação de um adjetivo é:

A Sou extraordinariamente paciente desde que as coisas sejam feitas do meu jeito;
B A lealdade a um partido reduz o maior dos homens ao nível mesquinho das massas;
C O ouro é um metal amarelo ultra-apreciado;

D Uma besteira menor, consciente, pode impedir uma besteira grande pra cachorro, inconsciente;
E Veja o meu caso: saí do nada e cheguei à extrema pobreza.

246 Q891358 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

A frase abaixo que apresenta seus termos em ordem direta é:

A O medo tem muitos olhos e enxerga coisas nos subterrâneos;


B Sai mais barato para a nação sustentar a família imperial;

C O grande inimigo da raça humana é o nacionalismo;


D Onça, quando dá o bote, é porque já olhou tudo que tinha de olhar;

E Nasce um otário por minuto.

247 Q891357 Português > Morfologia - Verbos , Flexão verbal de pessoa (1ª, 2ª, 3ª pessoa)
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

“Não sei ver nada do que vejo; vejo bem apenas o que relembro e tenho inteligência apenas nas minhas lembranças”.
(Rousseau) A relação ver/vejo só NÃO se repete de forma correta no seguinte par:

A rir / rio;

B trazer / trago;
C requerer / requeiro;

D deter / detenho;
E reaver / reavejo.

248 Q891356 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

Evandro Lins e Silva é autor da seguinte frase:

“A prisão é uma incubadora cara, e caz e prolí ca para a geração e crescimento de marginais, aperfeiçoados pelo convívio
com outros marginais já reincidentes”.

A crítica na frase se dirige essencialmente para:

A o sistema prisional;
B o Código Penal brasileiro;

C a estrutura policial;

D os marginais reincidentes;
E as injustiças sociais.

249 Q891355 Português > Sintaxe , Orações subordinadas substantivas: Subjetivas, Objetivas diretas, Objetivas indiretas...
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

“Talvez um dia seja bom relembrar este dia”. (Virgílio) A forma de oração desenvolvida adequada correspondente à oração
sublinhada acima é:

A relembrarmos este dia;

B a relembrança deste dia;


C que relembremos este dia;

D que relembrássemos este dia;


E uma nova lembrança deste dia.
250 Q891354 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

O período abaixo em que os dois termos sublinhados NÃO podem trocar de posição é:

A A arte é a mais bela das mentiras;


B O importante na obra de arte é o espanto;

C A forma segue a emoção;


D A obra de arte: uma interrupção do tempo;

E Na arte não existe passado nem futuro.

251 Q891353 Português > Morfologia - Pronomes , Pronomes pessoais retos , Pronomes pessoais oblíquos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

A frase em que se deveria usar a forma EU em lugar de MIM é:

A Um desejo de minha avó fez de mim um artista;

B Há muitas diferenças entre mim e a minha futura mulher;


C Para mim, ver lmes antigos é a maior diversão;

D Entre mim viajar ou descansar, pre ro o descanso;


E Separamo-nos, mas sempre de mim se lembra.

252 Q891352 Português > Morfologia , Adjetivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

A frase em que a substituição dos termos sublinhados por um adjetivo é feita de forma adequada é:

A Um beijo de minha mãe fez de mim um pintor / maternal;


B O importante na obra de arte: o espanto / arteira;

C Toda arte é imitação da natureza / naturalista;


D Apreciar os defeitos do próximo é ter talento? / alheios;

E Avalia-se a inteligência de um indivíduo pela quantidade de incertezas que ele é capaz de suportar / individualista.

253 Q891351 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

Todas as frases abaixo apresentam dois componentes separados por um sinal de pontuação. Desconsiderando a
pontuação, indique a frase em que esse sinal foi substituído de forma adequada por um conectivo:

A Sabedoria é saber o que fazer; virtude é fazer / pois;


B Não é preciso muito para ser um produtor de coelhos. Você coloca um casal numa gaiola e é tudo / então;

C O capital é como água. Sempre ui por onde encontra menos obstáculos / logo;
D Dinheiro é igual a táxi: quando mais você precisa, ele não aparece / porém;

E Chega de homenagens. Eu quero o dinheiro / que.

254 Q891350 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

Reescrevendo as frases abaixo, mantido o sentido original, com a eliminação das formas negativas sublinhadas, a forma
INADEQUADA da nova frase é:

A Nada é mais revolucionário que dinheiro sobrando / Tudo é menos revolucionário que dinheiro sobrando;

A única certeza do planejamento é que as coisas nunca ocorrem como foram planejadas / A única certeza do
B
planejamento é que as coisas sempre ocorrem diferente do que foram planejadas;
C Tudo o que o dinheiro resolve não é problema / Tudo o que o dinheiro resolve é solução;

D Não emprestes a teu irmão com juros / Empresta a teu irmão sem juros;
E É raro alguém ouvir aquilo que não quer ouvir / É frequente alguém ouvir aquilo que quer ouvir.

255 Q891349 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Banestes Provas: FGV - 2018 - Banestes - Técnico Bancário ...

Observe a frase: “Todas as paixões nos fazem cometer erros, mas os mais ridículos nos faz cometer o amor”. Sobre a
escritura dessa frase, a observação adequada é:

A a conjunção “mas” deveria ser substituída por “e”, já que não há oposição entre as frases;

B a forma verbal “faz cometer” deveria ser substituída por “fazem cometer”, pois o sujeito das duas frases é o mesmo;
C a forma “mais ridículos” deveria ser substituída por “mais ridículas”, pois o adjetivo se refere ao substantivo “paixões”;

a frase “os mais ridículos nos faz cometer o amor” deveria ser substituída por “o amor nos faz cometer os mais
D
ridículos”, em função de clareza;
o termo “Todas as paixões” deveria ser substituído por “As paixões” já que o termo “todas” é perfeitamente
E
dispensável.

256 Q878280 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

Observe a charge abaixo. 

         

O humor da tira é trazido pela frase do menino, que marca a in uência da internet, mas a charge tem uma incoerência, que
é:

A o menino mostra uma idade que ainda não permite o controle da internet;

B os pais mostram uma completa distância do universo dos internautas;


C a absoluta falta de autoridade dos pais diante de um menino tão jovem;

D na fala do menino não haveria sinais da presença da internet;

E as palavras do menino contrariarem a observação dos pais.

257 Q878279 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

A frase do menino na charge – “naum eh verdade” – mostra uma característica da linguagem escrita de internautas que é:

A a sintetização exagerada;
B o desrespeito total pela norma culta;

C a criação de um vocabulário novo;


D a tentativa de copiar a fala;

E a gra a sem acentos ou sinais grá cos.

258 Q878278 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária
No caso da charge, a crítica feita à internet é:

A a criação de uma dependência tecnológica excessiva;


B a falta de exercícios físicos nas crianças;
C o risco de contatos perigosos;

D o abandono dos estudos regulares;


E a falta de contato entre membros da família.

Português > Morfologia , Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo ,


259 Q878277
Formação das Palavras: Composição, Derivação, Hibridismo, Onomatopeia e Abreviação
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

O item abaixo em que os dois vocábulos citados NÃO fazem parte da mesma família de palavras é:

A falir / falência;
B provir / provisão;

C deter / detenção;
D dispensar / dispensa;

E fugir / fuga.

260 Q878276 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 
“Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão de ressentidos e covardes do que de
liberdade, da verdadeira liberdade”.

Para que esse segmento do texto casse mais bem escrito, deveríamos substituir:

A “a lei do cão” por “anarquia”;


B “liberdade de expressão” por “liberdade expressiva”;

C “ressentidos e covardes” por “ressentimento e covardia”;


D “liberdade” por “libertários”

E “verdadeira liberdade” por “liberdade verdadeira”.

Respostas

241: E 242: C 243: B 244: C 245: E 246: A 247: E 248: A 249: C 250: C 251: D

252: D 253: E 254: C 255: D 256: D 257: E 258: A 259: B 260: C


DIA 72
261 Q878275 Português > Morfologia - Verbos , Locução Verbal
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

“... que circulam por aí e que não podem ser desmentidos ou esclarecidos caso por caso”.

Nesse segmento do texto, a locução “podem ser” forma uma só oração por tratar-se de uma locução não verbal; a forma
abaixo que constitui duas orações por NÃO se tratar de locução verbal é:

A querem ser;
B devem ser;

C gostam de ser;
D vão ser;

E fazem ser.

Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto , Sintaxe


262 Q878274
Concordância verbal, Concordância nominal
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer”.

Se reescrita no plural, a melhor forma dessa frase será:

A Jornais e revistas são processados se publicar sem autorização do autor um texto qualquer;
B Jornais e revistas são processados se publicarem sem autorização dos autores uns textos quaisquer;

C Jornais e revistas são processados se publicar sem autorizações dos autores um texto qualquer;
D Jornais e revistas são processados se publicarem sem autorizações dos autores uns textos quaisquer;

E Jornais e revistas são processados se publicarem sem autorização do autor um texto qualquer.

263 Q878273 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-história”.

Com essa frase do texto, o cronista quer dizer que a comunicação virtual:

A atravessa uma fase de problemas morais;

B mostra ainda uma série de defeitos;

C está na etapa inicial de sua caminhada;


D passa por um momento de grande progresso;
E demonstra ser um avanço tecnológico único.

264 Q878272 Português > Crase


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

“No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades”.

O acento grave indicativo da crase empregado nesse segmento é devido ao mesmo fator da seguinte frase:

A À noite, todos os gatos são pardos;

B Pagar à vista é coisa rara hoje em dia;


C Entregou o livro à aluna;

D Saiu à procura da namorada;


E Ficava contente à proporção que superava os obstáculos.

265 Q878271 Português > Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação”.

Sobre a estrutura oracional desse primeiro período do texto, é correto a rmar que possui:

A orações coordenadas e subordinadas;


B duas orações subordinadas;

C uma oração coordenada;


D quatro orações;

E duas orações coordenadas.

266 Q878270 Português > Morfologia , Conjunções: Relação de causa e consequência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.
Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

O segmento abaixo em que a conjunção OU tem valor claramente alternativo é:

“No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
A
usuários e das autoridades”;

“Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e
B
escritores em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados”;
C “...que circulam por aí e que não podem ser desmentidos ou esclarecidos caso por caso”;

“Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer, ainda que em citação
D
longa e sem aspas”;
E “Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também”.

267 Q878269 Português > Morfologia , Interpretação de Textos , Conjunções: Relação de causa e consequência
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

Muitos termos do texto aparecem ligados pela conjunção E; ocorre inadequação na troca de posição dos elementos
sublinhados em:

A “... que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação”;
B “... que pune injúrias, difamações e calúnias”;

C “bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita;
D “...os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos usuários e das autoridades”;

“Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer, ainda que em citação
E
longa e sem aspas”.

268 Q878268 Português > Interpretação de Textos , Gêneros Textuais


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

O próprio autor classi ca o seu texto no gênero textual denominado “crônica”; a característica desse gênero presente no
texto é:

A uma narrativa de fatos curiosos;

B uma descrição de cenas interessantes;


C um comentário de fatos do momento;
D uma discussão sobre temas polêmicos;
E uma apreciação crítica de um fato passado.

269 Q878267 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita”.

Nesse segmento do texto, o termo sublinhado que NÃO estabelece coesão com nenhum termo anterior é:

A aqui;

B que;
C importante e e caz veículo de comunicação;

D abusos;
E a.

270 Q878266 Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

“Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-história”.

A utilização do termo “pré-história” mostra um tipo de linguagem gurada denominado:

A metáfora;
B metonímia;

C pleonasmo;
D paradoxo;
E hipérbole.

271 Q878265 Português > Fonologia , Acentuação grá ca: acento diferencial
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.
No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

Duas palavras do texto que obedecem à mesma regra de acentuação grá ca são:

A indébita / também;

B história / veículo;
C crônicas / atribuídos;

D coíba / já;
E calúnia / plágio.

272 Q878264 Português > Morfologia , Formação das Palavras: Composição, Derivação, Hibridismo, Onomatopeia e Abreviação
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

A palavra do texto que NÃO segue o mesmo processo de formação que as demais é:

A ressentimento;
B covardia;

C legislação;
D importante;

E veículo.

273 Q878263 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

Ao a rmar que, na internet, prevalece a lei do cão, o cronista quer dizer que na internet:

A predomina a violência gratuita;

B domina a impunidade;
C fatos não precisam ser comprovados;

D erros são punidos de imediato;


E impera a lei do mais forte.

274 Q878262 Português > Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.
Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

O segmento sublinhado que exerce uma função sintática diferente das demais é:

A “Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet”;

“...que se ressente ainda da falta de uma legislação especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste
B
importante e e caz veículo de comunicação”;
C “A maioria dos abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei”;

“...como a da imprensa, que pune injúrias, difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os
D
plágios e outros recursos de apropriação indébita”;
E “Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-história”.

275 Q878261 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

A crítica central do texto de Carlos Heitor Cony se dirige:

A ao excesso de plágios existentes na internet;


B à falta de uma legislação especí ca para a internet;

C às ofensas anônimas que são dominantes na internet;


D à perda de direitos autorais para quem escreve;

E ao anonimato da rede.

Português > Morfologia - Verbos , Flexão verbal de número (singular, plural) ,


276 Q878260
Flexão verbal de pessoa (1ª, 2ª, 3ª pessoa)
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“E em caso de falsear a verdade propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório”.

O verbo falsear apresenta como forma errada de conjugação:

A falseiamos;
B falseias;

C falseemos;
D falseie;

E falseiam.

277 Q878259 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 
O segmento do texto que mostra um problema de coerência é:

“Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e
A
escritores em geral”;

“...os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos ou
B
esclarecidos caso por caso”;
“Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer, ainda que em citação
C
longa e sem aspas”;

D “Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também”;


E “E em caso de falsear a verdade propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório”.

278 Q878258 Português > Morfologia , Preposições


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

O segmento do texto em que o emprego da preposição EM indica valor semântico diferente dos demais é:

A “Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas”;


B A maioria dos abusos, se praticados em outros meios”;

C “... seriam crimes já especi cados em lei”;


D “...a comunicação virtual está em sua pré-história”;

E “...ainda que em citação longa e sem aspas”.

279 Q878257 Português > Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

O texto mostra uma série de elementos aditivados por meio de diferentes processos; o trecho em que NÃO ocorre
qualquer tipo de aditivação é:

“... que se ressente ainda da falta de uma legislação especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste
A
importante e e caz veículo de comunicação”;

B “A maioria dos abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa”;
C “... que pune injúrias, difamações e calúnias”;

D “...bem como a violação dos direitos autorais”;


E “... a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

280 Q878256 Português > Funções morfossintáticas da palavra QUE


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

TEXTO - Ressentimento e Covardia


Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação. A maioria dos
abusos, se praticados em outros meios, seriam crimes já especi cados em lei, como a da imprensa, que pune injúrias,
difamações e calúnias, bem como a violação dos direitos autorais, os plágios e outros recursos de apropriação indébita.

No fundo, é um problema técnico que os avanços da informática mais cedo ou mais tarde colocarão à disposição dos
usuários e das autoridades. Como digo repetidas vezes, me valendo do óbvio, a comunicação virtual está em sua pré-
história.

Atualmente, apesar dos abusos e crimes cometidos na internet, no que diz respeito aos cronistas, articulistas e escritores
em geral, os mais comuns são os textos atribuídos ou deformados que circulam por aí e que não podem ser desmentidos
ou esclarecidos caso por caso. Um jornal ou revista é processado se publicar sem autorização do autor um texto qualquer,
ainda que em citação longa e sem aspas. Em caso de injúria, calúnia ou difamação, também. E em caso de falsear a verdade
propositadamente, é obrigado pela justiça a desmentir e dar espaço ao contraditório.

Nada disso, por ora, acontece na internet. Prevalece a lei do cão em nome da liberdade de expressão, que é mais expressão
de ressentidos e covardes do que de liberdade, da verdadeira liberdade. (Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo,
16/05/2006 – adaptado) 

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação”.

Sobre as ocorrências do vocábulo que, nesse segmento do texto, é correto a rmar que:

A são pronomes relativos com o mesmo antecedente;


B exempli cam classes gramaticais diferentes;

C mostram diferentes funções sintáticas;


D são da mesma classe gramatical e da mesma função sintática;

E iniciam o mesmo tipo de oração subordinada.

Respostas

261: E 262: E 263: C 264: D 265: B 266: A 267: C 268: C 269: A 270: A 271: E

272: E 273: E 274: C 275: B 276: A 277: C 278: D 279: B 280: D


DIA 73
Português > Pontuação , Uso da Vírgula , Problemas da língua culta Sintaxe ,
281 Q878255
Concordância verbal, Concordância nominal
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas, os usos da internet, que se ressente ainda da falta de uma legislação
especí ca que coíba não somente os usos mas os abusos deste importante e e caz veículo de comunicação”.

O problema de norma culta identi cado nesse segmento do texto é:

A a redundância desnecessária de “aqui/na Folha”;


B a ausência de vírgula antes de “mas”;

C a ausência de vírgula depois de “Folha”;


D o emprego de plural indevido em “os usos”;

E a repetição de adjetivos antes de “veículo”.

Português > Morfologia , Interpretação de Textos ,


282 Q878254
Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas...”; o segmento destacado mostra um vocábulo que, se trocado de
posição, traz mudança de sentido e de classe gramatical.

O mesmo pode ocorrer no seguinte segmento:

A pobre homem;
B barbeiro turco;

C grande sujeito;
D bom livro;

E variado cardápio.

283 Q878253 Português > Morfologia - Verbos , Flexão verbal de tempo (presente, pretérito, futuro)
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

“Tenho comentado aqui na Folha”; o tempo verbal destacado nesse segmento inicial do texto indica uma ação que:

A se iniciou e terminou no passado;

B mostra início indeterminado e continuidade no presente;


C indica repetição sem determinação de tempo;

D se iniciou no passado e termina no presente;


E se localiza antes de outra ação também passada.

Português > Morfologia , Interpretação de Textos ,


284 Q878252 Formação das Palavras: Composição, Derivação, Hibridismo, Onomatopeia e Abreviação
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

A internet tem produzido uma série de neologismos semânticos, ou seja, vocábulos antigos a que foram acoplados sentidos
novos; NÃO está nesse caso:

A sítio;

B navegar;
C deletar;

D arquivo;

E provedor.
285 Q878251 Português > Interpretação de Textos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: TJ-AL Prova: FGV - 2018 - TJ-AL - Técnico Judiciário - Área Judiciária

O título dado ao texto – Ressentimento e Covardia – se refere:

A à motivação de participação de alguns usuários da internet;


B aos sentimentos experimentados pelos que se sentem prejudicados pela internet;

C respectivamente, aos usuários e autores de matérias na internet;


D a todos aqueles que se utilizam da internet, cientes de sua impunidade;

E aos usuários que lutam pela autêntica liberdade de expressão.

Português > Sintaxe , Termos essenciais da oração: Sujeito e Predicado ,


Termos integrantes da oração: Objeto direto, Objeto indireto, Complemento nominal, Agente da Passiva
286 Q871000
Morfologia - Verbos , Flexão verbal de tempo (presente, pretérito, futuro) ,
Flexão verbal de modo (indicativo, subjuntivo, imperativo)
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 2 – Violência: O Valor da vida

Kalina Vanderlei Silva / Maciel Henrique Silva, Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2006, p. 412

A violência é um fenômeno social presente no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas. Em geral, ao nos
referirmos à violência, estamos falando da agressão física. Mas violência é uma categoria com amplos signi cados. Hoje,
esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas. Dessa forma, podemos de nir a violência como qualquer relação de
força que um indivíduo impõe a outro.

Consideremos o surgimento das desigualdades econômicas na história: a vida em sociedade sempre foi violenta, porque,
para sobreviver em ambientes hostis, o ser humano precisou produzir violência em escala inédita no reino animal.

Por outro lado, nas sociedades complexas, a violência deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um
instrumento da organização da vida comunitária. Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual,
acreditam alguns teóricos, a sociedade não se desenvolveria nem se complexi caria. Essa desigualdade social é o fenômeno
em que alguns indivíduos ou grupos desfrutam de bens e valores exclusivos e negados à maioria da população de uma
sociedade. Tal desigualdade aparece em condições históricas especí cas, constituindo-se em um tipo de violência
fundamental para a constituição de civilizações.

“Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual, acreditam alguns teóricos, a sociedade não se
desenvolveria nem se complexi caria”. Sobre um componente desse segmento do texto 2, é correto a rmar que:

A o sujeito da forma verbal “foi usada” está posposto;


B a frase “para criar uma desigualdade” indica uma concessão;
C o relativo “a qual” se refere a um termo seguinte;

D o termo “alguns teóricos” funciona como objeto direto;


E a forma verbal no futuro do pretérito – desenvolveria – indica uma possibilidade.

287 Q870999 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“Por outro lado, nas sociedades complexas, a violência deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um
instrumento da organização da vida comunitária. Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual,
acreditam alguns teóricos, a sociedade não se desenvolveria nem se complexi caria”. A utilização do termo “ou seja”
introduz:

A uma informação sobre o signi cado de um termo anteriormente empregado;


B a explicação de uma expressão de difícil entendimento;

C uma outra maneira de dizer-se rigorosamente a mesma coisa;


D acréscimo de um esclarecimento sobre o que foi dito antes;

E a ênfase de algo que parece importante para o texto.


288 Q870998 Português > Problemas da língua culta , Morfologia - Verbos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“Dessa forma, podemos de nir a violência como qualquer relação de força que um indivíduo impõe a outro”. A forma do
verbo “impor” que está INCORRETA é:

A impunha;
B impusesse;

C imponha;

D impuser;
E impora.

289 Q870997 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“Essa desigualdade social é o fenômeno em que alguns indivíduos ou grupos desfrutam de bens e valores exclusivos e
negados à maioria da população de uma sociedade”. Nesse segmento do texto 2, o primeiro termo que estabelece coesão
com um termo anterior é:

A fenômeno;

B em que;
C essa desigualdade;

D bens e valores;
E população.

290 Q870996 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto , Sintaxe Orações subordinadas reduzidas
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social...”; se modi carmos a oração reduzida de in nitivo por uma oração
desenvolvida, a forma adequada seria:

A para a criação de uma desigualdade social;


B para que se criasse uma desigualdade social;

C para que se crie uma desigualdade social;


D para a criatividade de uma desigualdade social;

E para criarem uma desigualdade social.

291 Q870995 Português > Morfologia , Formação das Palavras: Composição, Derivação, Hibridismo, Onomatopeia e Abreviação
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 2 – Violência: O Valor da vida

Kalina Vanderlei Silva / Maciel Henrique Silva, Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2006, p. 412

A violência é um fenômeno social presente no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas. Em geral, ao nos
referirmos à violência, estamos falando da agressão física. Mas violência é uma categoria com amplos signi cados. Hoje,
esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas. Dessa forma, podemos de nir a violência como qualquer relação de
força que um indivíduo impõe a outro.

Consideremos o surgimento das desigualdades econômicas na história: a vida em sociedade sempre foi violenta, porque,
para sobreviver em ambientes hostis, o ser humano precisou produzir violência em escala inédita no reino animal.
Por outro lado, nas sociedades complexas, a violência deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um
instrumento da organização da vida comunitária. Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual,
acreditam alguns teóricos, a sociedade não se desenvolveria nem se complexi caria. Essa desigualdade social é o fenômeno
em que alguns indivíduos ou grupos desfrutam de bens e valores exclusivos e negados à maioria da população de uma
sociedade. Tal desigualdade aparece em condições históricas especí cas, constituindo-se em um tipo de violência
fundamental para a constituição de civilizações.

A palavra abaixo que NÃO segue o mesmo processo de formação que as demais é:

A agressão;

B imposição;
C repressão;

D familiar;
E desgaste.

Português > Morfologia , Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo ,


292 Q870994
Formação das Palavras: Composição, Derivação, Hibridismo, Onomatopeia e Abreviação
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

A forma verbal “complexi caria” aparece sublinhada de vermelho no corretor de texto, o que mostra que não é uma palavra
dicionarizada; isso signi ca que essa palavra:

A não deve ser usada;


B mostra erros em sua estrutura;

C deve ser um arcaísmo;


D pode tratar-se de um neologismo;

E representa uma variação coloquial de linguagem.

293 Q870993 Português > Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“Hoje, esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas”. Esse segmento do texto 2 contém:

A 1 oração;

B 2 orações;
C 3 orações;

D 4 orações;
E 5 orações.

294 Q870992 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“Hoje, esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas”. Sobre os componentes desse segmento do texto 2, é correto a rmar
que:

A “hoje” se refere ao dia em que foi publicado o texto;

B “esse termo” se refere a um termo ainda a ser citado;

C “além de” tem valor de localização;


D “diversos tipos” é o mesmo que “tipos diversos”;

E “repressão” é adjetivado por três termos de valor adjetivo.


295 Q870991 Português > Interpretação de Textos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 2 – Violência: O Valor da vida

Kalina Vanderlei Silva / Maciel Henrique Silva, Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2006, p. 412

A violência é um fenômeno social presente no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas. Em geral, ao nos
referirmos à violência, estamos falando da agressão física. Mas violência é uma categoria com amplos signi cados. Hoje,
esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas. Dessa forma, podemos de nir a violência como qualquer relação de
força que um indivíduo impõe a outro.

Consideremos o surgimento das desigualdades econômicas na história: a vida em sociedade sempre foi violenta, porque,
para sobreviver em ambientes hostis, o ser humano precisou produzir violência em escala inédita no reino animal.

Por outro lado, nas sociedades complexas, a violência deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um
instrumento da organização da vida comunitária. Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual,
acreditam alguns teóricos, a sociedade não se desenvolveria nem se complexi caria. Essa desigualdade social é o fenômeno
em que alguns indivíduos ou grupos desfrutam de bens e valores exclusivos e negados à maioria da população de uma
sociedade. Tal desigualdade aparece em condições históricas especí cas, constituindo-se em um tipo de violência
fundamental para a constituição de civilizações.

“Hoje, esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas”. Segundo esse segmento do texto 2, o conceito de violência:

A não designa mais a agressão física;


B limita-se a casos que envolvam a sociedade como um todo;

C aumentou sua signi cação de forma ampla;


D passou a abranger questões ligadas ao desrespeito à religiosidade dos cidadãos;

E modi cou seu signi cado, abandonando valores tradicionais.

296 Q870990 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“Hoje, esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas”. A manchete jornalística abaixo que NÃO se enquadra em nenhum
tipo de violência citado nesse segmento do texto 2 é:

A Presa por mensagem racista na internet;

B Vinte pessoas são vítimas da ditadura venezuelana;


C Apanhou de policiais por destruir caixa eletrônico;

D Homossexuais são perseguidos e presos na Rússia;


E Quatro funcionários caram livres do trabalho escravo.

297 Q870989 Português > Morfologia , Interpretação de Textos , Conjunções: Relação de causa e consequência
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 2 – Violência: O Valor da vida

Kalina Vanderlei Silva / Maciel Henrique Silva, Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2006, p. 412

A violência é um fenômeno social presente no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas. Em geral, ao nos
referirmos à violência, estamos falando da agressão física. Mas violência é uma categoria com amplos signi cados. Hoje,
esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas. Dessa forma, podemos de nir a violência como qualquer relação de
força que um indivíduo impõe a outro.
Consideremos o surgimento das desigualdades econômicas na história: a vida em sociedade sempre foi violenta, porque,
para sobreviver em ambientes hostis, o ser humano precisou produzir violência em escala inédita no reino animal.

Por outro lado, nas sociedades complexas, a violência deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um
instrumento da organização da vida comunitária. Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual,
acreditam alguns teóricos, a sociedade não se desenvolveria nem se complexi caria. Essa desigualdade social é o fenômeno
em que alguns indivíduos ou grupos desfrutam de bens e valores exclusivos e negados à maioria da população de uma
sociedade. Tal desigualdade aparece em condições históricas especí cas, constituindo-se em um tipo de violência
fundamental para a constituição de civilizações.

Em todos os segmentos abaixo há termos unidos pela conjunção aditiva E; o segmento do texto 2 em que esses termos
NÃO podem ser trocados de posição é:

A “ou a censura da fala e do pensamento”;

B “desgaste causado pelas condições de trabalho e condições econômicas”;


C “deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um instrumento da organização”;

D “...e, ainda, o desgaste causado pelas condições de trabalho”;


E “...desfrutam de bens e valores exclusivos”.

298 Q870988 Português > Morfologia , Substantivos , Adjetivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 2 – Violência: O Valor da vida

Kalina Vanderlei Silva / Maciel Henrique Silva, Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2006, p. 412

A violência é um fenômeno social presente no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas. Em geral, ao nos
referirmos à violência, estamos falando da agressão física. Mas violência é uma categoria com amplos signi cados. Hoje,
esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas. Dessa forma, podemos de nir a violência como qualquer relação de
força que um indivíduo impõe a outro.

Consideremos o surgimento das desigualdades econômicas na história: a vida em sociedade sempre foi violenta, porque,
para sobreviver em ambientes hostis, o ser humano precisou produzir violência em escala inédita no reino animal.

Por outro lado, nas sociedades complexas, a violência deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um
instrumento da organização da vida comunitária. Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual,
acreditam alguns teóricos, a sociedade não se desenvolveria nem se complexi caria. Essa desigualdade social é o fenômeno
em que alguns indivíduos ou grupos desfrutam de bens e valores exclusivos e negados à maioria da população de uma
sociedade. Tal desigualdade aparece em condições históricas especí cas, constituindo-se em um tipo de violência
fundamental para a constituição de civilizações.

A relação substantivo / adjetivo que está correta é:

A social / socialista;
B complexidade / complexa;

C organização / organista;
D indivíduo / individualidade;

E reino / reinado.

299 Q870987 Português > Morfologia , Advérbios


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Em todos os segmentos abaixo há adjuntos adverbiais com valores semânticos diferentes; a opção em que a indicação
desse valor está INCORRETA é.

A “...no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas” / modo;

B “...ao nos referirmos à violência, estamos falando de agressão física”/ assunto;


C “...o ser humano precisou produzir violência em escala inédita no reino animal” / lugar;

D “...um tipo de violência fundamental para a constituição de civilizações” / nalidade;


E “...sempre foi violenta, porque, para sobreviver em ambientes hostis, ...” / meio.

300 Q870986 Português > Morfologia - Pronomes , Pronomes pessoais oblíquos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 2 – Violência: O Valor da vida

Kalina Vanderlei Silva / Maciel Henrique Silva, Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2006, p. 412

A violência é um fenômeno social presente no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas. Em geral, ao nos
referirmos à violência, estamos falando da agressão física. Mas violência é uma categoria com amplos signi cados. Hoje,
esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas. Dessa forma, podemos de nir a violência como qualquer relação de
força que um indivíduo impõe a outro.

Consideremos o surgimento das desigualdades econômicas na história: a vida em sociedade sempre foi violenta, porque,
para sobreviver em ambientes hostis, o ser humano precisou produzir violência em escala inédita no reino animal.

Por outro lado, nas sociedades complexas, a violência deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um
instrumento da organização da vida comunitária. Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual,
acreditam alguns teóricos, a sociedade não se desenvolveria nem se complexi caria. Essa desigualdade social é o fenômeno
em que alguns indivíduos ou grupos desfrutam de bens e valores exclusivos e negados à maioria da população de uma
sociedade. Tal desigualdade aparece em condições históricas especí cas, constituindo-se em um tipo de violência
fundamental para a constituição de civilizações.

O segmento do texto 2 em que a substituição do termo sublinhado por um pronome pessoal foi feita de forma adequada é:

A “deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência” / deixou de ser-lhe;

B “podemos de nir violência” / podemos de ni-la;


C “Hoje, esse termo denota, além de agressão física, diversos tipos de imposição” / denota-los;

D “Consideremos o surgimento das desigualdades” / consideremos-lo;


E “ao nos referirmos à violência” / ao nos referirmo-la.

Respostas

281: C 282: B 283: B 284: C 285: A 286: E 287: D 288: E 289: C 290: B 291: E

292: D 293: B 294: E 295: C 296: C 297: C 298: B 299: E 300: B


DIA 74
301 Q870985 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Entre os conectivos abaixo sublinhados, aquele que tem seu signi cado corretamente indicado é:

A “Mas violência é uma categoria com amplos signi cados”. / explicação;

B “Mas violência é uma categoria com amplos signi cados”. / meio ou instrumento;
C “Hoje, esse termo denota, além da agressão física...” / adição;

D “...para sobreviver em ambientes hostis” / direção;


E “Por outro lado, nas sociedades complexas...” / lugar.

302 Q870984 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

O par de palavras em que a troca de posição acarreta modi cação de sentido é:

A amplos signi cados;


B determinados indivíduos;

C ambientes hostis;
D escala inédita;

E sociedades complexas.

303 Q870983 Português > Morfologia , Preposições


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 2 – Violência: O Valor da vida

Kalina Vanderlei Silva / Maciel Henrique Silva, Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2006, p. 412

A violência é um fenômeno social presente no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas. Em geral, ao nos
referirmos à violência, estamos falando da agressão física. Mas violência é uma categoria com amplos signi cados. Hoje,
esse termo denota, além da agressão física, diversos tipos de imposição sobre a vida civil, como a repressão política,
familiar ou de gênero, ou a censura da fala e do pensamento de determinados indivíduos e, ainda, o desgaste causado
pelas condições de trabalho e condições econômicas. Dessa forma, podemos de nir a violência como qualquer relação de
força que um indivíduo impõe a outro.

Consideremos o surgimento das desigualdades econômicas na história: a vida em sociedade sempre foi violenta, porque,
para sobreviver em ambientes hostis, o ser humano precisou produzir violência em escala inédita no reino animal.

Por outro lado, nas sociedades complexas, a violência deixou de ser uma ferramenta de sobrevivência e passou a ser um
instrumento da organização da vida comunitária. Ou seja, foi usada para criar uma desigualdade social sem a qual,
acreditam alguns teóricos, a sociedade não se desenvolveria nem se complexi caria. Essa desigualdade social é o fenômeno
em que alguns indivíduos ou grupos desfrutam de bens e valores exclusivos e negados à maioria da população de uma
sociedade. Tal desigualdade aparece em condições históricas especí cas, constituindo-se em um tipo de violência
fundamental para a constituição de civilizações.

“A violência é um fenômeno social presente no cotidiano de todas as sociedades sob várias formas”. A frase abaixo em que
houve troca indevida entre sob/sobre é:

A O clima sob os tetos das celas era tenso;

B Deus faz chover sob homens justos e injustos;


C Sob o ponto de vista político, essa proposta é inviável;

D O preso trazia, sob o casaco, drogas proibidas;


E Cavando o solo, os presos traziam muita terra sob as unhas.
304 Q870982 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 1– Guerra civil

Renato Casagrande, O Globo, 23/11/2017

O 11º Relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostrando o crescimento das mortes violentas no Brasil em
2016, mais uma vez assustou a todos. Foram 61.619 pessoas que perderam a vida devido à violência. Outro dado relevante
é o crescimento da violência em alguns estados do Sul e do Sudeste.

Na verdade, todos os anos a imprensa nacional destaca os inaceitáveis números da violência no país. Todos se assustam, o
tempo passa, e pouca ação ocorre de fato. Tem sido assim com o governo federal e boa parte das demais unidades da
Federação. Agora, com a crise, o argumento é a incapacidade de investimento, mas, mesmo em períodos de economia mais
forte, pouco se viu da implementação de programas estruturantes com o objetivo de enfrentar o crime. Contratação de
policiais, aquisição de equipamentos, viaturas e novas tecnologias são medidas essenciais, mas é preciso ir muito além.
De nir metas e alcançá-las, utilizando um bom método de trabalho, deve ser parte de um programa bem articulado, que
permita o acompanhamento das ações e que incentive o trabalho integrado entre as forças policiais do estado, da União e
das guardas municipais.

“Na verdade, todos os anos a imprensa nacional destaca os inaceitáveis números da violência no país”. O vocábulo
“inaceitáveis” equivale ao “que não se aceita”. A equivalência correta abaixo indicada é:

A tinta indelével / que não se apaga;

B ação impossível / que não se possui;

C trabalho inexequível / que não se exempli ca;


D carro invisível / que não tem vistoria;

E voz inaudível / que não possui audiência.

305 Q870981 Português > Interpretação de Textos , Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 1– Guerra civil

Renato Casagrande, O Globo, 23/11/2017

O 11º Relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostrando o crescimento das mortes violentas no Brasil em
2016, mais uma vez assustou a todos. Foram 61.619 pessoas que perderam a vida devido à violência. Outro dado relevante
é o crescimento da violência em alguns estados do Sul e do Sudeste.

Na verdade, todos os anos a imprensa nacional destaca os inaceitáveis números da violência no país. Todos se assustam, o
tempo passa, e pouca ação ocorre de fato. Tem sido assim com o governo federal e boa parte das demais unidades da
Federação. Agora, com a crise, o argumento é a incapacidade de investimento, mas, mesmo em períodos de economia mais
forte, pouco se viu da implementação de programas estruturantes com o objetivo de enfrentar o crime. Contratação de
policiais, aquisição de equipamentos, viaturas e novas tecnologias são medidas essenciais, mas é preciso ir muito além.
De nir metas e alcançá-las, utilizando um bom método de trabalho, deve ser parte de um programa bem articulado, que
permita o acompanhamento das ações e que incentive o trabalho integrado entre as forças policiais do estado, da União e
das guardas municipais.

“Na verdade, todos os anos a imprensa nacional destaca os inaceitáveis números da violência no país”. Esse segmento do
texto 1, no contexto, indica valor:

A adversativo;
B concessivo;

C conclusivo;
D explicativo;

E temporal.

306 Q870980 Português > Morfologia , Conjunções: Relação de causa e consequência


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 1– Guerra civil

Renato Casagrande, O Globo, 23/11/2017

O 11º Relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostrando o crescimento das mortes violentas no Brasil em
2016, mais uma vez assustou a todos. Foram 61.619 pessoas que perderam a vida devido à violência. Outro dado relevante
é o crescimento da violência em alguns estados do Sul e do Sudeste.

Na verdade, todos os anos a imprensa nacional destaca os inaceitáveis números da violência no país. Todos se assustam, o
tempo passa, e pouca ação ocorre de fato. Tem sido assim com o governo federal e boa parte das demais unidades da
Federação. Agora, com a crise, o argumento é a incapacidade de investimento, mas, mesmo em períodos de economia mais
forte, pouco se viu da implementação de programas estruturantes com o objetivo de enfrentar o crime. Contratação de
policiais, aquisição de equipamentos, viaturas e novas tecnologias são medidas essenciais, mas é preciso ir muito além.
De nir metas e alcançá-las, utilizando um bom método de trabalho, deve ser parte de um programa bem articulado, que
permita o acompanhamento das ações e que incentive o trabalho integrado entre as forças policiais do estado, da União e
das guardas municipais.

O segmento do texto 1 em que a conjunção E tem valor adversativo (oposição) e NÃO aditivo (adição) é:

A “...crescimento da violência em alguns estados do Sul e do Sudeste”;


B “Todos se assustam, o tempo passa, e pouca ação decorre de fato”;

C “Tem sido assim com o governo federal e boa parte das demais unidades da Federação”;
D “...viaturas e novas tecnologias”;

E “De nir metas e alcançá-las...”.

307 Q870979 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

O primeiro parágrafo do texto 1 é constituído por três períodos; sobre o terceiro período, é INCORRETO a rmar que:

A é parcialmente redundante já que a informação do crescimento da violência no Brasil já foi dada antes;

B indica a supervalorização de algumas regiões do Brasil em relação às demais;


C faz supor que o crescimento da violência nas regiões destacadas foi bem maior que nas demais;

D leva o leitor à suposição de que o crescimento da violência não atingia anteriormente essas regiões;
E mostra uma quebra de expectativa quanto ao crescimento da violência no Brasil.

308 Q870978 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

O texto 1 apresenta uma série de conectores em suas ligações sintáticas; o conector que tem seu signi cado corretamente
indicado é:

A “...que perderam a vida devido à violência” / causa;


B “Agora, com a crise...” / companhia;

C “...mesmo em períodos de economia mais forte” / concessão;


D “...crescimento da violência em alguns estados” / tempo;

E “...mas é preciso ir muito além” / conclusão.

309 Q870977 Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem


Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“Foram 61.619 pessoas que perderam a vida devido à violência”. Nesse segmento, o autor do texto 1 utilizou um tipo de
linguagem gurada na expressão “perderam a vida”; esse tipo de gura se caracteriza por:

A substituir um termo por outro de signi cado semelhante;


B comparar dois termos por meio de alguma semelhança;
C deslocar um termo sintático para uma ordem inversa;

D atribuir uma ação humana a um ser inanimado;


E modi car um termo para que se torne menos agressivo.

310 Q870976 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

Texto 1– Guerra civil

Renato Casagrande, O Globo, 23/11/2017

O 11º Relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostrando o crescimento das mortes violentas no Brasil em
2016, mais uma vez assustou a todos. Foram 61.619 pessoas que perderam a vida devido à violência. Outro dado relevante
é o crescimento da violência em alguns estados do Sul e do Sudeste.

Na verdade, todos os anos a imprensa nacional destaca os inaceitáveis números da violência no país. Todos se assustam, o
tempo passa, e pouca ação ocorre de fato. Tem sido assim com o governo federal e boa parte das demais unidades da
Federação. Agora, com a crise, o argumento é a incapacidade de investimento, mas, mesmo em períodos de economia mais
forte, pouco se viu da implementação de programas estruturantes com o objetivo de enfrentar o crime. Contratação de
policiais, aquisição de equipamentos, viaturas e novas tecnologias são medidas essenciais, mas é preciso ir muito além.
De nir metas e alcançá-las, utilizando um bom método de trabalho, deve ser parte de um programa bem articulado, que
permita o acompanhamento das ações e que incentive o trabalho integrado entre as forças policiais do estado, da União e
das guardas municipais.

O segundo período do primeiro parágrafo do texto 1 – Foram 61.619 pessoas que perderam a vida devido à violência -, em
relação ao período anterior, tem a função de:

A explicitar o crescimento da violência, documentando numericamente o número de vítimas;


B acrescentar uma informação de caráter o cial, dando autoridade ao texto;

C comprovar o crescimento da violência, destacando esse crescimento nas regiões Sul e Sudeste;
D comparar o número de vítimas com o do ano anterior, demonstrando objetivamente o que foi dito;

E demonstrar a imparcialidade jornalística, apelando para um dado de caráter objetivo.

311 Q870974 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Problemas da língua culta
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

“O 11º Relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostrando o crescimento das mortes violentas no Brasil em
2016, mais uma vez assustou a todos”.

O senão que se poderia apontar na escritura desse primeiro período do texto 1 é:

A a preferência por uma forma de gerúndio (mostrando) em lugar de uma forma de oração desenvolvida (que mostra);

B o emprego desnecessário de acento grá co sobre uma palavra latina (Fórum);

C a ausência do vocábulo “número” entre “crescimento” e “das mortes violentas”, que daria mais coerência ao segmento;
D a utilização da expressão “em 2016” em lugar de “no ano de 2016”, que traria mais clareza ao texto;

E a colocação inadequada da expressão “mais uma vez”, que deveria ser colocada ao nal do período.

312 Q870973 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

O título dado ao texto 1 é Guerra civil; tal título se justi ca pelo fato de:

A a grande quantidade de mortos ser mais frequente em guerras civis, quando participa a população por inteiro;
B as mortes ocorridas serem integralmente devidas ao emprego de armas de fogo;

C os fatos referidos terem ocorrido predominantemente em centros urbanos mais populosos;


D a violência ter acontecido entre membros de uma mesma nacionalidade;
E os casos relatados não envolverem elementos militares, mas somente a população civil.

313 Q870972 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

O texto 1 começa pelo seguinte período: “O 11º Relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostrando o
crescimento das mortes violentas no Brasil em 2016, mais uma vez assustou a todos”.

Na estruturação geral do texto 1, esse tipo de introdução tem a nalidade de:

A incentivar a leitura do texto pela referência a um problema que atinge a todos;

B causar suspense, omitindo as razões do crescimento da violência constatado pelo relatório;

C fundamentar o texto de forma o cial e burocrática, a m de valorizar o que vai ser expresso;
D provocar reação de raiva e consciente tomada de atitude por parte da população diante do problema exposto;

E demonstrar a continuidade de um problema contra o qual o texto é construído.

314 Q870971 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2018 Banca: FGV Órgão: Câmara de Salvador - BA Provas: FGV - 2018 - Câmara de Salvador - BA - Assistente Legislativo

Municipal ...

O texto 1 é parte de uma coluna de um jornal carioca e pertence ao seguinte gênero:

A descritivo, pois nos dá características e quali ca o estado de violência no Brasil;


B narrativo, pois fornece ao leitor uma sequência progressiva de ideias até a conclusão;

C descritivo-narrativo, pois mistura os dois traços destacados nas opções anteriores;


D dissertativo-expositivo, pois registra, de forma isenta, dados objetivos sobre um de nossos maiores problemas;

E dissertativo-argumentativo, pois defende ideias sobre as providências a serem tomadas no combate à violência.

315 Q847770 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

TEXTO I.

      Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor! Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
sentimentos. Puxa, para que serve ele, a nal? Calma, não jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É um
órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim, cardiologista
do Hospital do Coração.

      O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e aumentando
de tamanho. E o que tem a ver com o amor? “Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está apaixonada. O corpo
libera adrenalina, aumentando os batimentos cardíacos e a pressão arterial”.

(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6) 

Assinale a opção em que o substantivo ligado ao verbo do texto está erradamente selecionado.

A Moram / morada

B Bombear / bombeamento
C Recebe / recepção

D Contrai / contrato
E Relaxa / relaxamento

316 Q847769 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...
“Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor! Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
sentimentos. Puxa, para que serve ele, a nal? Calma, não jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. ´É um
órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo´, explica Sérgio Jardim, cardiologista
do Hospital do Coração”.

Dentre os termos sublinhados, assinale a opção que indica o termo que não se refere a nenhum termo anterior.

A que
B ali

C ele
D dele

E nosso

317 Q847768 Português > Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

TEXTO I.

      Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor! Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
sentimentos. Puxa, para que serve ele, a nal? Calma, não jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É um
órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim, cardiologista
do Hospital do Coração.

      O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e aumentando
de tamanho. E o que tem a ver com o amor? “Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está apaixonada. O corpo
libera adrenalina, aumentando os batimentos cardíacos e a pressão arterial”.

(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6) 

“O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue”.

Assinale a opção que apresenta a frase em que o vocábulo onde exerce idêntica função.

A Não sei por onde passa o sangue de nosso corpo.


B Onde estão os médicos do coração desse hospital?

C Ignoro, como muita gente, onde se localiza o coração em nosso corpo.


D O coração era o local onde se localizava o amor.

E Queria saber onde nasce o sangue de nosso corpo.

318 Q847767 Português > Morfologia , Adjetivos , Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

TEXTO I.

      Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor! Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
sentimentos. Puxa, para que serve ele, a nal? Calma, não jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É um
órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim, cardiologista
do Hospital do Coração.

      O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e aumentando
de tamanho. E o que tem a ver com o amor? “Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está apaixonada. O corpo
libera adrenalina, aumentando os batimentos cardíacos e a pressão arterial”.

(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6) 

Nas frases “ele é superimportante” e “Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está apaixonada”, há dois
exemplos de variação de grau.

Sobre essas variações, assinale a a rmativa correta.

A Apenas na primeira frase há uma variação de grau de adjetivo.


B Nas duas ocorrências ocorre o superlativo de adjetivos.
C Apenas na segunda ocorrência ocorre o grau comparativo do adjetivo.

D Na primeira ocorrência, a variação de grau ocorre por meio de um su xo.


E Apenas na primeira frase há variação de grau.

319 Q847766 Português > Pontuação , Uso das aspas


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

“É um órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo.”

O uso de aspas nesse fragmento do texto indica

A o destaque de palavras muito importantes para o texto.

B a utilização de palavras com um sentido irônico.


C a transcrição de palavras que não pertencem ao autor do texto.

D o emprego de palavras em sentido gurado.


E o uso de palavras em variante diferente do restante do texto.

320 Q847765 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

Assinale a opção que apresenta o segmento do texto cuja modi cação na ordem dos termos altera o signi cado original.

A Puxa, para que ele serve, a nal? / Puxa, a nal, ele serve para quê?
B ...ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias / ele passa para as artérias o sangue que recebe das veias.

C O corpo libera adrenalina / a adrenalina é liberada pelo corpo.


...aumentando os batimentos cardíacos e a pressão arterial / aumentando a pressão arterial e os batimentos
D
cardíacos.

E ...não é ali que moram os sentimentos / não são os sentimentos que moram ali.

Respostas

301: C 302: B 303: B 304: A 305: B 306: B 307: B 308: A 309: E 310: A 311: C

312: A 313: E 314: E 315: D 316: E 317: D 318: A 319: C 320: E


DIA 75
321 Q847764 Português > Morfologia , Preposições
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

Analise o emprego de “para” nas seguintes frases do texto:

I. Para que serve ele, a nal?

II. Calma, não jogue o coração para escanteio.

III. ... bombear sangue para todas as células de nosso corpo...

IV. ... ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias.

A preposição “para” tem o mesmo valor em

A I, II, III e IV.


B II, III e IV, apenas.

C I, III e IV, apenas.


D II e IV, apenas.

E I e III, apenas.

322 Q847763 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

TEXTO I.

    Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor! Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
sentimentos. Puxa, para que serve ele, a nal? Calma, não jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É um
órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim, cardiologista
do Hospital do Coração.

    O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e aumentando
de tamanho. E o que tem a ver com o amor? “Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está apaixonada. O corpo
libera adrenalina, aumentando os batimentos cardíacos e a pressão arterial”.

(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6) 

Segundo o texto, o que pode justi car o fato de considerarem o coração como órgão do amor é

A bombear sangue por toda a vida dos seres humanos.

B ser um órgão vital.


C bater mais rápido em momentos de emoção.

D liberar adrenalina.
E aumentar a pressão arterial.

323 Q847762 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

Assinale a opção que apresenta o segmento do texto em que o autor entra em interação direta com o leitor.

A Temos uma notícia triste.


B O coração não é o órgão do amor.

C Puxa, para que serve ele, a nal?


D Calma, não jogue o coração para escanteio.
E Ele é superimportante.

324 Q847761 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

TEXTO I.

      Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor! Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
sentimentos. Puxa, para que serve ele, a nal? Calma, não jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É um
órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim, cardiologista
do Hospital do Coração.

      O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e aumentando
de tamanho. E o que tem a ver com o amor? “Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está apaixonada. O corpo
libera adrenalina, aumentando os batimentos cardíacos e a pressão arterial”.

(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6) 

O texto lido pertence ao modo argumentativo. O argumento básico do texto se apoia

A na autoridade do próprio autor do texto.

B na força social do jornal em que o texto é publicado.


C em narrativas exemplares.

D nas opiniões do próprio autor do texto.


E nas declarações de especialistas.

325 Q847760 Português > Sintaxe , Termos essenciais da oração: Sujeito e Predicado
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

“Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os sentimentos.”

Nesse segmento do texto, há duas formas verbais na terceira pessoa do plural: dizem e moram.

Sobre essas formas, assinale a opção correta.

A As duas formas mostram sujeitos pospostos.


B Só a primeira forma tem sujeito indeterminado.

C Só a segunda forma tem sujeito.


D As duas formas mostram sujeitos indeterminados.

E As duas orações não tem sujeito.

326 Q847759 Português > Pontuação , Uso dos dois-pontos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

“Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor.”

Nesse caso, o emprego dos dois pontos se justi ca porque

A se esclarece a seguir o sentido de palavras anteriores.


B é explicada uma a rmação precedente.

C se mostra a conclusão de um raciocínio.


D se explicita o termo “notícia triste”.

E se reti ca um erro cometido.

327 Q847758 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

Abaixo, estão cinco pares de substantivo + adjetivo retirados do texto. Assinale a opção que indica o par em que é possível a
troca de posição dos termos.

A Notícia triste
B Órgão vital

C Músculo oco
D Batimentos cardíacos

E Pressão arterial

328 Q847757 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG - RO Provas: FGV - 2017 - SEPOG - RO - Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação

...

TEXTO I.

      Temos uma notícia triste: o coração não é o órgão do amor! Ao contrário do que dizem, não é ali que moram os
sentimentos. Puxa, para que serve ele, a nal? Calma, não jogue o coração para escanteio, ele é superimportante. “É um
órgão vital. É dele a função de bombear sangue para todas as células de nosso corpo”, explica Sérgio Jardim, cardiologista
do Hospital do Coração.

      O coração é um músculo oco, por onde passa o sangue, e tem dois sistemas de bombeamento independentes. Com
essas “bombas” ele recebe o sangue das veias e lança para as artérias. Para isso contrai e relaxa, diminuindo e aumentando
de tamanho. E o que tem a ver com o amor? “Ele realmente bate mais rápido quando uma pessoa está apaixonada. O corpo
libera adrenalina, aumentando os batimentos cardíacos e a pressão arterial”.

(O Estado de São Paulo, 09/06/2012, caderno suplementar, p. 6) 

A primeira frase do texto diz “Temos uma notícia triste” Nesse contexto, a notícia a ser dada é triste porque

A contraria um conhecimento amplamente aceito.

B acaba com uma de nossas informações cientí cas.


C prejudica a nossa visão de mundo.

D desvaloriza a tradição.
E retira uma visão poética do coração.

329 Q846556 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

              
Na charge há um conjunto de elementos verbais que estão representados gra camente; o elemento cuja representação
grá ca está ausente é:

A vigilância sanitária;

B senhores;
C engano;

D nosso cozinheiro;
E nosso restaurante.

330 Q846555 Português > Pontuação , Uso da Vírgula


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

              

Na charge, na frase do representante do restaurante, o primeiro termo devia estar separado por vírgula por ser:

A um termo deslocado;
B um aposto;

C um vocativo;
D uma oração antecipada;

E um adjunto adverbial.

331 Q846554 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

Na imagem da charge, a representação da sujeira e do descuido é feita por meio de um conjunto de elementos; o elemento
destacado que NÃO colabora para essa imagem negativa é que o cozinheiro:

A está fumando;

B é representado por um rato;


C é cercado por moscas em voo;

D carrega uma colher numa das patas;


E mostra uma aparência descuidada.

332 Q846553 Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo
              

Observe a charge acima.

Essa charge se apoia no seguinte tipo de linguagem gurada:

A ironia;
B comparação;

C pleonasmo;
D eufemismo;

E personi cação.

333 Q846552 Português > Fonologia , Acentuação grá ca: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas e Hiatos
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

TEXTO 1 - REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

Rosely Sayão

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos,
para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam.

[....]

O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo informal. E,
nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos lhos de modo mais natural. (adaptado)

As duas palavras do texto 1 que são acentuadas gra camente em função da mesma regra são:

A cientí cas / reúne;


B saúde / hábito;
C saudável / índice;

D cardíacos / será;
E família / cardápios.

334 Q846551 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

“...porque ocorre com regularidade e de modo informal”; a maneira mais adequada de reescrever-se esse segmento do
texto 1 é:
A porque ocorre regularmente e uniformemente;
B em vista de ocorrer regularmente e com informalidade;

C em virtude de ocorrência regular e uniforme;


D em função de ocorrer regular e informalmente;

E por ocorrer regularmente e informalmente.

335 Q846550 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

“Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde”.

A substituição proposta no segmento do texto 1 acima que está perfeitamente adequada em termos de correção e de
manutenção do sentido original é:

A a expressão “questão de saúde” pode ser substituída por “questão saudável”;


B o termo “Os meios de comunicação” poderia ser substituído por “comunicações midiáticas”;

C antes do substantivo “alimentação” poderia ser corretamente inserido o artigo “uma”;


D “alimentação é uma questão de saúde” poderia ser reescrita “uma questão de saúde é a alimentação”;

E “alimentação é uma questão de saúde” pode ser substituído por “alimentar-se é uma questão de saúde”.

336 Q846549 Português > Sintaxe , Concordância verbal, Concordância nominal


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

TEXTO 1 - REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

Rosely Sayão

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos,
para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam.

[....]

O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo informal. E,
nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos lhos de modo mais natural. (adaptado)

“...69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam”.

Temos aqui uma concordância que envolve elementos de porcentagem; a frase abaixo que mostra incorreção nesse tipo de
concordância é:

A 5% da turma vieram ao show;

B 89% dos brasileiros mostram alimentação pouco saudável;

C 1% dos entrevistados demonstraram fraqueza;


D chegou apenas 3% dos convidados;

E compareceram 23% dos artistas.

Português > Sintaxe , Orações coordenadas sindéticas: Aditivas, Adversativas, Alternativas, Conclusivas... ,
337 Q846548
Orações subordinadas adverbiais: Causal, Comparativa, Consecutiva, Concessiva, Condicional...
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

TEXTO 1 - REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

Rosely Sayão

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos,
para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam.

[....]

O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo informal. E,
nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos lhos de modo mais natural. (adaptado)

“Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de populações
com alto índice de longevidade”.

Sobre o período e as orações que o constituem (texto 1), é correto a rmar que:

A o período é composto por duas orações;


B o período apresenta orações do tipo coordenado e subordinado;

C todas as orações do período são subordinadas;


D todas as orações do período são coordenadas;

E o período mostra mais orações coordenadas que subordinadas.

338 Q846547 Português > Morfologia , Formação das Palavras: Composição, Derivação, Hibridismo, Onomatopeia e Abreviação
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

TEXTO 1 - REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

Rosely Sayão

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos,
para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam.

[....]

O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo informal. E,
nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos lhos de modo mais natural. (adaptado)

A palavra abaixo, retirada do texto 1, que mostra processo de formação diferente dos demais é:

A comunicação;

B devidamente;
C saudável;

D hipertensos;
E cientí cas.

339 Q846546 Português > Morfologia , Advérbios


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

“Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável”; a frase abaixo que mostra o vocábulo
“bem” na mesma classe gramatical e no mesmo valor semântico é:

A Ele está bem magro;


B Ela sabe costurar bem;

C Nem bem saiu, ele voltou;


D Bem saudável ele cou após a dieta;

E As frutas estão bem caras.

Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto , Morfologia - Verbos


340 Q846545
Flexão verbal de modo (indicativo, subjuntivo, imperativo)
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

“Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável”; a substituição adequada do segmento do
texto 1 sublinhado é:

A para que se mantenha o corpo magro e saudável;


B a m de que se mantivesse o corpo magro e saudável;

C para que a magreza e a saúde do corpo fosse mantida;


D para a manutenção da magreza no corpo saudável;

E para que se mantesse o corpo magro e saudável.

Respostas

321: B 322: C 323: D 324: E 325: B 326: D 327: A 328: E 329: C 330: C 331: D

332: A 333: E 334: D 335: E 336: D 337: B 338: D 339: B 340: A


DIA 76
341 Q846544 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

TEXTO 1 - REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

Rosely Sayão

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos,
para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam.

[....]

O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo informal. E,
nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos lhos de modo mais natural. (adaptado)

“Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de populações
com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como ‘funcionais”.

A a rmação adequada sobre o que é lido nesse segmento do texto 1 é:

A o corpo magro é obrigatoriamente saudável;


B os adjetivos “magro” e “saudável” são sinônimos no texto;

C as populações citadas são exemplos a serem copiados;


D os alimentos adquiriram valor moral;

E os conselhos da TV não devem ser seguidos.

342 Q846543 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

“Temos dietas para cardíacos, para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos”.

A relação vocabular adequada nos itens abaixo é:

A cardíacos / coração;
B hipertensos / temperatura corpórea;

C gestantes / descontrole hormonal;


D obesos / sistema respiratório;

E idosos / depressão psicológica.

343 Q846542 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

TEXTO 1 - REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

Rosely Sayão

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos,
para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam.

[....]
O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo informal. E,
nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos lhos de modo mais natural. (adaptado)

“Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo?”

A pergunta colocada ao nal desse segmento do texto 1 mostra:

A o interesse do autor em dialogar com seus leitores;


B a presença de uma re exão sobre o tema;

C a indicação de uma opinião alheia;


D uma acusação a certas situações sociais;

E o destaque de um argumento falso.

344 Q846541 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

“pesquisa recente sobre as refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se
alimentam”; com esse segmento do texto 1, o autor tenta mostrar:

A o descuido da população com a alimentação saudável;

B o aparecimento de novas prioridades sociais;


C a necessidade premente de atualização informativa;

D o desprezo mútuo dos familiares;


E a presença agressiva da TV no meio familiar.

345 Q846540 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

TEXTO 1 - REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

Rosely Sayão

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos,
para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam.

[....]

O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo informal. E,
nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos lhos de modo mais natural. (adaptado)

Ainda que predominantemente dissertativo, o texto 1 mostra elementos descritivos; o termo sublinhado abaixo que NÃO
possui caráter objetivo, mas subjetivo, é:

A ...informações cientí cas;


B ...corpo magro;

C ...alto índice;
D ...pesquisa recente;
E ...modo mais natural.

Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre. ,
346 Q846539
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

Se enquadrado na categoria dos textos argumentativos, a tese do texto 1 estaria perfeitamente identi cada do seguinte
modo:
A a alimentação saudável é condição básica para uma boa saúde;
B toda a população deveria seguir a orientação dos médicos sobre adotar uma alimentação saudável;

C a sociedade precisa discutir nas refeições em família a qualidade de sua alimentação;


D as famílias deveriam aproveitar melhor o momento das refeições para o estreitamento de seus laços;

E pais e mães precisam manifestar seu afeto pelos lhos nos momentos das refeições em família.

347 Q846538 Português > Interpretação de Textos , Tipologia Textual e Tipos de Discurso: direto, indireto e indireto livre.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

O texto 1 é representante do gênero informativo; sobre esse gênero textual, tendo por base o texto 1, a única característica
inadequada é:

A o direcionamento do texto para um receptor especí co;

B o predomínio da objetividade sobre a subjetividade;


C a utilização de uma linguagem adequada ao meio;
D a preocupação com a precisão do conteúdo veiculado;
E certa preocupação com o socialmente correto.

Português > Interpretação de Textos , Sintaxe ,


348 Q846537 Orações coordenadas sindéticas: Aditivas, Adversativas, Alternativas, Conclusivas...
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: MPE-BA Prova: FGV - 2017 - MPE-BA - Assistente Técnico - Administrativo

TEXTO 1 - REFEIÇÃO EM FAMÍLIA

Rosely Sayão

Os meios de comunicação, devidamente apoiados por informações cientí cas, dizem que alimentação é uma questão de
saúde. Programas de TV ensinam a comer bem para manter o corpo magro e saudável, livros oferecem cardápios de
populações com alto índice de longevidade, alimentos ganham adjetivos como “funcionais”. Temos dietas para cardíacos,
para hipertensos, para gestantes, para obesos, para idosos.

Cada vez menos a família se reúne em torno da mesa para compartilhar a refeição e se encontrar, trocar ideias, saber uns
dos outros. Será falta de tempo? Talvez as pessoas tenham escolhido outras prioridades: numa pesquisa recente sobre as
refeições, 69% dos entrevistados no Brasil relataram o hábito de assistir à TV enquanto se alimentam.

[....]

O horário das refeições é o melhor pretexto para reunir a família porque ocorre com regularidade e de modo informal. E,
nessa hora, os pais podem expressar e atualizar seus afetos pelos lhos de modo mais natural. (adaptado)

Na estruturação do texto 1, o segundo parágrafo, em relação ao primeiro, estabelece uma relação de:

A explicação;
B consequência;

C oposição;
D exempli cação;

E causa.

349 Q843640 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

Leia os versos a seguir.

- Olá, como vai?

- Eu vou indo, e você, tudo bem?

- Tudo bem, eu vou indo em busca de um sono tranquilo... quem sabe?

- Quanto tempo!

- Pois é, quanto tempo!


- Me perdoe a pressa, é a alma dos nossos negócios.

- Qual, não tem de quê! Eu também só ando a cem!

- Quando é que você telefona? Precisamos nos ver por aí.

Pra semana, prometo, talvez nos vejamos... quem sabe?

...

(Paulinho da Viola, Sinal fechado)

Na letra da música de Paulinho da Viola, vemos uma conversação entre

A seis interlocutores.
B cinco interlocutores.

C três interlocutores.
D dois interlocutores.

E um número inde nido de interlocutores.

350 Q843617 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Morfologia - Pronomes Pronomes relativos
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

Vale a pena investir em energia nuclear no Brasil?

Creio que ainda não temos estudos su cientes para o uso da energia nuclear, principalmente em um país como o Brasil,
onde a estrutura e a segurança di cilmente são prioridades. Acho que devíamos investir em outros métodos de energia,
alguma energia sustentável e segura. Agora devemos nos preocupar um pouco mais com o planeta e com a segurança das
pessoas, para garantir um futuro.

O Estado de São Paulo, 18 de março de 2011

Assinale a opção que indica o termo sublinhado que se refere a um outro termo anterior do texto.

A que
B energia nuclear

C onde
D planeta

E das pessoas

351 Q843616 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

O texto fala de "energia sustentável"; o termo "sustentável" se refere à energia

A que pode ser custeada pelo consumidor.

B que é produzida pelo Estado.


C que é produzida pelo menor preço.

D que provoca menos danos ao ambiente.


E que se utiliza de elementos naturais como os rios.

352 Q843615 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

O texto 3 tem por título a pergunta:

"Vale a pena investir na energia nuclear no Brasil?

Em relação a essa pergunta, o texto

A não leva em conta o questionamento feito.


B foge da pergunta, desviando-se do assunto.
C responde integralmente ao que foi perguntado.
D responde parcialmente à pergunta formulada.
E declara que a questão é algo sem valor.

353 Q843614 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

TEXTO 3

                    Vale a pena investir em energia nuclear no Brasil?

Creio que ainda não temos estudos su cientes para o uso da energia nuclear, principalmente em um país como o Brasil,
onde a estrutura e a segurança di cilmente são prioridades. Acho que devíamos investir em outros métodos de energia,
alguma energia sustentável e segura. Agora devemos nos preocupar um pouco mais com o planeta e com a segurança das
pessoas, para garantir um futuro.

                                                                           O Estado de São Paulo, 18 de março de 2011.

O texto 3 expressa

A uma opinião.
B uma dúvida.

C uma certeza.
D uma preocupação.

E um alerta.

354 Q843613 Português > Pontuação , Uso das aspas


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

TEXTO 2

                         Crianças in felizes

Uma em cada onze crianças com idade entre 8 e 16 anos está infeliz, segundo um estudo divulgado em janeiro deste ano
[2012] pela Children's Society.

Apesar de a pesquisa trazer à tona uma realidade do Reino Unido, especialistas brasileiros em saúde infantil a rmam que
esse não é um problema exclusivo das crianças britânicas. Para eles, mais do que infelizes, elas estão ansiosas, estressadas,
deprimidas e sobrecarregadas. "As crianças de hoje estão desconfortáveis com a infância", diz a Coordenadora da Unidade
de Psiquiatria da Infância e Adolescência da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

                                                                                                  Veja, 12 de fevereiro de 2012.

Um segmento do texto aparece entre aspas por que

A destaca uma parte importante do texto.

B informa ao leitor que se trata de uma ironia.


C mostra a tradução de um texto estrangeiro.

D indica a reprodução de uma fala alheia.


E separa um segmento que não tem ligação temática com o texto.

355 Q843612 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência , Morfologia - Pronomes Pronomes pessoais retos
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

TEXTO 2

                         Crianças in felizes
Uma em cada onze crianças com idade entre 8 e 16 anos está infeliz, segundo um estudo divulgado em janeiro deste ano
[2012] pela Children's Society.

Apesar de a pesquisa trazer à tona uma realidade do Reino Unido, especialistas brasileiros em saúde infantil a rmam que
esse não é um problema exclusivo das crianças britânicas. Para eles, mais do que infelizes, elas estão ansiosas, estressadas,
deprimidas e sobrecarregadas. "As crianças de hoje estão desconfortáveis com a infância", diz a Coordenadora da Unidade
de Psiquiatria da Infância e Adolescência da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Veja, 12 de fevereiro de 2012.

"Para eles, mais do que infelizes, elas estão ansiosas... "

Nesse caso, os pronomes sublinhados referem-se, respectivamente, a

A meninos / meninas.
B especialistas / crianças britânicas.

C brasileiros / crianças brasileiras.


D estudiosos brasileiros / crianças de hoje.

E especialistas / crianças com menos de 8 anos.

356 Q843611 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

"Apesar de a pesquisa trazer à tona uma realidade do Reino Unido,...".

Nessa frase do texto 2, a expressão sublinhada equivale a

A denunciar.
B comentar.

C debater.
D analisar.

E revelar.

357 Q843610 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

"Apesar de a pesquisa trazer à tona uma realidade do Reino Unido..."

Assinale a opção que apresenta a maneira adequada de reescrever-se essa frase do texto sem alteração do seu sentido
original.

A Mesmo que a pesquisa traga à tona uma realidade do Reino Unido...

B Ainda que a pesquisa trouxesse à tona uma realidade do Reino Unido...

C Sem que a pesquisa trouxesse à tona uma realidade do Reino Unido...


D Para a pesquisa trazer à tona uma realidade do Reino Unido...

E À medida que a pesquisa traga à tona uma realidade do Reino Unido...

358 Q843609 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

A indicação do ano [2012] entre colchetes é necessária porque

A a expressão "deste ano" pode vir a referir-se ao ano do momento da leitura.


B o estudo realizado tem validade somente até o ano indicado.

C a data da publicação da revista deve ser indicada com rigor.


D a data indica o ano em que se realizou o estudo referido.
E as informações veiculadas são datadas por obrigação de caráter legal.

359 Q843608 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

O título do texto 2 fala de "crianças infelizes". A causa dessa infelicidade, segundo a leitura, é

A não desfrutarem de conforto em suas casas.

B não suportarem as cobranças feitas no Reino Unido.


C sentirem-se diferentes dos adultos.

D conviverem com compromissos em excesso.


E não serem encaminhados para tratamento psiquiátrico.

360 Q843607 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

Já o argumento do chargista em relação ao leitor apela para

A a intimidação do leitor, por meio da vergonha.

B a sedução do leitor, considerando-o inteligente.


C a ridicularização dos não fumantes por serem menos inteligentes.

D o interesse por economia por parte do leitor.

E a provocação do medo do leitor diante da morte.

Respostas

341: C 342: A 343: B 344: B 345: E 346: D 347: A 348: C 349: D 350: C 351: D

352: C 353: A 354: D 355: B 356: E 357: A 358: A 359: D 360: E


DIA 77
361 Q843606 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

O argumento utilizado pela morte para convencer o fumante apela para

A a intimidação, com a ameaça de morte.

B a sedução, destacando sua inteligência.


C a tentação, mostrando-lhe o prazer de fumar.

D a afetividade, utilizando linguagem carinhosa.


E a mentira, pois con rma a a rmação veiculada pela TV.

362 Q843605 Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

TEXTO 1

O chamado “fumante passivo” é aquele indivíduo que não fuma, mas que acaba respirando a fumaça dos cigarros fumados
ao seu redor. Até hoje, discutem-se muito os efeitos do fumo passivo, mas uma coisa é certa: quem não fuma não é
obrigado a respirar a fumaça dos outros.

O fumo passivo é um problema de saúde pública em todos os países do mundo. Na Europa, estima-se que 70% das pessoas
estão expostas à fumaça “de segunda mão”, enquanto, nos Estados Unidos, 88% dos não fumantes acabam fumando
passivamente. A Sociedade do Câncer da Nova Zelândia informa que o fumo passivo é a terceira entre as principais causas
de morte no país, depois do fumo ativo e do consumo de álcool.

(Disponível em www.terra.com.br. Acesso em 28 de agosto de 2016)

Leia a frase a seguir.

“Entre os efeitos positivos do fumo inclui-se a economia com o sistema de saúde por causa da mortalidade prematura do
fumante.”

Assinale a opção que indica o exemplo de linguagem gurada presente nessa frase.

A Metáfora

B Eufemismo
C Ironia

D Pleonasmo
E Personi cação

363 Q843604 Português > Pontuação , Uso da Vírgula , Interpretação de Textos Redação - Reescritura de texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

TEXTO 1

O chamado “fumante passivo” é aquele indivíduo que não fuma, mas que acaba respirando a fumaça dos cigarros fumados
ao seu redor. Até hoje, discutem-se muito os efeitos do fumo passivo, mas uma coisa é certa: quem não fuma não é
obrigado a respirar a fumaça dos outros.

O fumo passivo é um problema de saúde pública em todos os países do mundo. Na Europa, estima-se que 70% das pessoas
estão expostas à fumaça “de segunda mão”, enquanto, nos Estados Unidos, 88% dos não fumantes acabam fumando
passivamente. A Sociedade do Câncer da Nova Zelândia informa que o fumo passivo é a terceira entre as principais causas
de morte no país, depois do fumo ativo e do consumo de álcool.

(Disponível em www.terra.com.br. Acesso em 28 de agosto de 2016)

Leia a frase a seguir.

“Entre os efeitos positivos do fumo inclui-se a economia com o sistema de saúde por causa da mortalidade prematura do
fumante”.

Assinale a opção que apresenta a maneira de reescrever-se essa frase em que o emprego de vírgulas é adequado.

Entre os efeitos positivos do fumo, inclui-se a economia com o sistema de saúde, por causa da mortalidade prematura
A
do fumante.

Por causa da mortalidade prematura do fumante, entre os efeitos positivos do fumo, inclui-se a economia com o
B
sistema de saúde.

Entre os efeitos positivos do fumo inclui-se a economia, com o sistema de saúde, por causa da mortalidade prematura
C
do fumante.
Inclui-se a economia com o sistema de saúde entre os efeitos positivos do fumo por causa da mortalidade, prematura
D
do fumante.

Por causa da mortalidade, prematura, do fumante, entre os efeitos, positivos, do fumo inclui-se a economia com o
E
sistema de saúde.

364 Q843603 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

Da leitura do texto 1, pode-se concluir que

A os que não fumam também devem ser respeitados.


B os fumantes passivos sofrem mais doenças que os fumantes ativos.

C o fumo ativo é a segunda causa de câncer na Nova Zelândia.


D todo fumante ativo acaba por tornar-se fumante passivo.

E o câncer é exclusivamente causado pelo fumo, ativo ou passivo.

365 Q843602 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

“...cigarros fumados ao seu redor.”

A expressão “ao seu redor” só não equivale a

A “à sua volta”.
B “em seu círculo social”.

C “em local próximo”.


D “na sua vizinhança”.
E “em torno dele”.

366 Q843601 Português > Funções morfossintáticas da palavra SE


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

Há duas ocorrências do pronome se no texto 1: “discutem-se” e “estima-se”.

Sobre esse emprego, assinale a a rmativa correta.

A Nos dois casos trata-se de pronome apassivador.


B Nos dois casos trata-se de marca de indeterminação do sujeito.

C No primeiro caso trata-se de pronome re exivo.


D No segundo caso trata-se de pronome recíproco.

E No segundo caso trata-se de parte integrante do verbo.

367 Q843600 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

“O chamado ´fumante passivo´ é aquele indivíduo que não fuma, mas que acaba respirando a fumaça dos cigarros
fumados ao seu redor”.

Nesse segmento do texto 1, a expressão “acaba respirando” apresenta uma ideia de

A condição.

B consequência.
C nalidade.

D causa.
E meio.

368 Q843599 Português > Pontuação , Uso das aspas


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

No texto 1 aparecem dois termos com aspas: “fumante passivo” e “de segunda mão”.

Sobre o emprego das aspas nesses dois casos, assinale a a rmativa correta.

A As aspas são empregadas pela mesma razão nos dois casos.

B No primeiro caso, as aspas são empregadas para indicar um termo com um novo sentido.
C No segundo caso, as aspas são empregadas para indicar o uso de gíria.

D No primeiro caso, as aspas são empregadas para realçar ironicamente uma expressão.
E No segundo caso, as aspas indicam uma citação.

369 Q843598 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio I -

Atendimento

“O chamado “fumante passivo” é aquele indivíduo que não fuma, mas que acaba respirando a fumaça dos cigarros fumados
ao seu redor”.

Essa frase do texto 1 apresenta a de nição do termo ”fumante passivo”, o que também ocorre na seguinte frase:

A “Cozinhar é como amar. Entregue-se ou caia fora”.

B “Um avião é o lugar perfeito para fazer dieta”.


C “Cada parto é um parto diferente dos demais”.

D “As ideias são como lhos errantes: aparecem quando menos se espera”.
E “O estilo é um modo muito simples de dizer coisas complicadas”.

370 Q837924 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

Assinale a opção que não mostra corretamente o antônimo da palavra sublinhada.

A Sons agudos / sons graves

B Porção mais nal / porção mais inicial.


C Mais delicadas e frágeis / mais nas e frágeis.

D Nossa aversão / nossa atração.


E Número in nito / número nito.

371 Q837923 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

As palavras próxima-mediana- nal mostram uma evolução das partes da membrana em relação ao lugar.

Assinale a opção em que a evolução não é feita do vocábulo mais intenso para o menos intenso.

A Quente – morno – frio.


B Longínquo – distante – perto.

C Miserável – pobre – carente.


D Congelado – gelado – frio.

E Magro – fraco – esquelético.

372 Q837922 Português > Ortogra a , Problemas da língua culta , Por que- porque/ porquê/ por quê
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

Assinale a frase em que a gra a do vocábulo sublinhado está equivocada.

A Por que sentimos calafrios?

B A razão porque sentimos calafrios é conhecida.


C Qual o porquê de sentirmos calafrios?
D Sentimos calafrios porque precisamos defender nossa audição.
E Sentimos calafrios por quê?

373 Q837921 Português > Interpretação de Textos , Variação Linguística


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

Em São Paulo diz-se “bexigas”, enquanto no Rio de Janeiro diz-se “balões”.

Essa diferença é um exemplo de

A linguagem coloquial.

B gíria.
C regionalismo.

D linguagem erudita.
E arcaísmo.

374 Q837920 Português > Interpretação de Textos , Sintaxe , Análise sintática


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

TEXTO 1.

                  Por que sentimos calafrios e desconforto ao ouvir certos sons

                        agudos – como unhas arranhando um quadro-negro?

      Esta é uma reação instintiva para protegermos nossa audição. A cóclea (parte interna do ouvido) tem uma membrana
que vibra de acordo com as frequências sonoras que ali chegam. A parte mais próxima ao exterior está ligada à audição de
sons agudos; a região mediana é responsável pela audição de sons de frequência média; e a porção mais nal, por sons
graves. As células da parte inicial, mais delicadas e frágeis, são facilmente destruídas – razão por que, ao envelhecermos,
perdemos a capacidade de ouvir sons agudos. Quando frequências muito agudas chegam a essa parte da membrana, as
células podem ser dani cadas, pois, quanto mais alta a frequência, mais energia tem seu movimento ondulatório. Isso, em
parte, explica nossa aversão a determinados sons agudos, mas não a todos. A nal, geralmente não sentimos calafrios ou
uma sensação ruim ao ouvirmos uma música com notas agudas.

      Aí podemos acrescentar outro fator. Uma nota de violão tem um número limitado e pequeno de frequências – formando
um som mais “limpo”. Já no espectro de som proveniente de unhas arranhando um quadro-negro (ou de atrito entre
isopores ou entre duas bexigas de ar) há um número in nito delas. Assim, as células vibram de acordo com muitas
frequências e aquelas presentes na parte inicial da cóclea, por serem mais frágeis, são lesadas com mais facilidade. Daí a
sensação de aversão a esse sons agudos e “crus”.

                                                                                        Ronald Ranvaud, Ciência Hoje, nº 282. 

“Quanto mais alta a frequência, mais energia tem seu movimento ondulatório.”

A relação lógica entre essas duas frases é a

A comparação.

B causa/consequência.
C a rmação/explicação.

D conformidade.
E proporcionalidade.

375 Q837919 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

Assinale a opção que indica o par de palavras em que ocorre mudança de sentido se forem trocadas as posições dos
vocábulos.

A Reação instintiva / instintiva reação


B Sons agudos / agudos sons

C Determinados sons / sons determinados


D Notas agudas / agudas notas

E Número in nito / in nito número

376 Q837918 Português > Fonologia , Acentuação grá ca: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas e Hiatos
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

TEXTO 1.

                  Por que sentimos calafrios e desconforto ao ouvir certos sons

                        agudos – como unhas arranhando um quadro-negro?

      Esta é uma reação instintiva para protegermos nossa audição. A cóclea (parte interna do ouvido) tem uma membrana
que vibra de acordo com as frequências sonoras que ali chegam. A parte mais próxima ao exterior está ligada à audição de
sons agudos; a região mediana é responsável pela audição de sons de frequência média; e a porção mais nal, por sons
graves. As células da parte inicial, mais delicadas e frágeis, são facilmente destruídas – razão por que, ao envelhecermos,
perdemos a capacidade de ouvir sons agudos. Quando frequências muito agudas chegam a essa parte da membrana, as
células podem ser dani cadas, pois, quanto mais alta a frequência, mais energia tem seu movimento ondulatório. Isso, em
parte, explica nossa aversão a determinados sons agudos, mas não a todos. A nal, geralmente não sentimos calafrios ou
uma sensação ruim ao ouvirmos uma música com notas agudas.

      Aí podemos acrescentar outro fator. Uma nota de violão tem um número limitado e pequeno de frequências – formando
um som mais “limpo”. Já no espectro de som proveniente de unhas arranhando um quadro-negro (ou de atrito entre
isopores ou entre duas bexigas de ar) há um número in nito delas. Assim, as células vibram de acordo com muitas
frequências e aquelas presentes na parte inicial da cóclea, por serem mais frágeis, são lesadas com mais facilidade. Daí a
sensação de aversão a esse sons agudos e “crus”.

                                                                                        Ronald Ranvaud, Ciência Hoje, nº 282. 

As palavras do texto acentuadas pela mesma regra de acentuação grá ca são

A cóclea / células.

B frequências / destruídas.
C responsável / média.

D frágeis / música.
E ondulatório / daí.

377 Q837917 Português > Morfologia


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

Assinale a opção em que o vocábulo mais tem classe de palavra diferente das demais.

A “A parte mais próxima ao exterior...”


B “As células da parte inicial, mais delicadas e frágeis...”

C “...e a porção mais nal”


D “...quanto mais alta a frequência...”

E “mais energia tem seu movimento ondulatório”

378 Q837916 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

Assinale a opção que apresenta o conector que tem seu signi cado corretamente indicado.

A “para protegermos nossa audição” / direção.

B “vibra de acordo com as frequências” / proporcionalidade.


C “razão por que, ao envelhecermos” / explicação.

D “pois, quanto mais alta a frequência...” / conclusão.


E “mas não a todos” / oposição.

379 Q837915 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

Quadro-negro é um substantivo que forma o plural do mesmo modo que

A abaixo-assinado.

B alto-falante.

C segunda-feira.
D sempre-viva.

E caneta-tinteiro.

380 Q837914 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

TEXTO 1.

Por que sentimos calafrios e desconforto ao ouvir certos sons

agudos – como unhas arranhando um quadro-negro?

      Esta é uma reação instintiva para protegermos nossa audição. A cóclea (parte interna do ouvido) tem uma membrana
que vibra de acordo com as frequências sonoras que ali chegam. A parte mais próxima ao exterior está ligada à audição de
sons agudos; a região mediana é responsável pela audição de sons de frequência média; e a porção mais nal, por sons
graves. As células da parte inicial, mais delicadas e frágeis, são facilmente destruídas – razão por que, ao envelhecermos,
perdemos a capacidade de ouvir sons agudos. Quando frequências muito agudas chegam a essa parte da membrana, as
células podem ser dani cadas, pois, quanto mais alta a frequência, mais energia tem seu movimento ondulatório. Isso, em
parte, explica nossa aversão a determinados sons agudos, mas não a todos. A nal, geralmente não sentimos calafrios ou
uma sensação ruim ao ouvirmos uma música com notas agudas.

      Aí podemos acrescentar outro fator. Uma nota de violão tem um número limitado e pequeno de frequências – formando
um som mais “limpo”. Já no espectro de som proveniente de unhas arranhando um quadro-negro (ou de atrito entre
isopores ou entre duas bexigas de ar) há um número in nito delas. Assim, as células vibram de acordo com muitas
frequências e aquelas presentes na parte inicial da cóclea, por serem mais frágeis, são lesadas com mais facilidade. Daí a
sensação de aversão a esse sons agudos e “crus”.

Ronald Ranvaud, Ciência Hoje, nº 282. 

A nalidade principal do texto 1 é

A transmitir um conhecimento teoricamente novo.


B dar características de um objeto determinado.

C convencer o leitor de uma verdade.


D relatar fatos de suspense.

E alertar para perigos iminentes.

Respostas

361: B 362: C 363: A 364: A 365: B 366: A 367: B 368: A 369: E 370: C 371: E

372: B 373: C 374: E 375: C 376: A 377: E 378: E 379: C 380: A


DIA 78
381 Q837913 Português > Interpretação de Textos
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

O trecho “ou do atrito de isopores ou entre duas bexigas de ar” mostra

A uma comparação com o som produzido por unhas no quadro-negro.

B outros exemplos do mesmo fenômeno citado.


C uma explicação de um termo anterior.

D um esclarecimento sobre um termo anterior pouco claro.


E uma enumeração de diferentes casos em relação ao anteriormente citado.

382 Q837912 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

TEXTO 1.

Por que sentimos calafrios e desconforto ao ouvir certos sons

agudos – como unhas arranhando um quadro-negro?

Esta é uma reação instintiva para protegermos nossa audição. A cóclea (parte interna do ouvido) tem uma membrana
que vibra de acordo com as frequências sonoras que ali chegam. A parte mais próxima ao exterior está ligada à audição de
sons agudos; a região mediana é responsável pela audição de sons de frequência média; e a porção mais nal, por sons
graves. As células da parte inicial, mais delicadas e frágeis, são facilmente destruídas – razão por que, ao envelhecermos,
perdemos a capacidade de ouvir sons agudos. Quando frequências muito agudas chegam a essa parte da membrana, as
células podem ser dani cadas, pois, quanto mais alta a frequência, mais energia tem seu movimento ondulatório. Isso, em
parte, explica nossa aversão a determinados sons agudos, mas não a todos. A nal, geralmente não sentimos calafrios ou
uma sensação ruim ao ouvirmos uma música com notas agudas.

      Aí podemos acrescentar outro fator. Uma nota de violão tem um número limitado e pequeno de frequências – formando
um som mais “limpo”. Já no espectro de som proveniente de unhas arranhando um quadro-negro (ou de atrito entre
isopores ou entre duas bexigas de ar) há um número in nito delas. Assim, as células vibram de acordo com muitas
frequências e aquelas presentes na parte inicial da cóclea, por serem mais frágeis, são lesadas com mais facilidade. Daí a
sensação de aversão a esse sons agudos e “crus”.

Ronald Ranvaud, Ciência Hoje, nº 282. 

As duas frases nais do texto marcam sua conclusão. Nesse caso, elas

A contradizem o que é a rmado no texto.


B correspondem a uma espécie de resumo do que já foi dito.

C terminam por dar uma mensagem de valor positivo sobre o tema.


D mostram uma nova visão sobre o tema tratado.

E indicam novas saídas para o problema analisado.

383 Q837911 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

“Daí a sensação de aversão a esses sons agudos e ‘crus’”.

Assinale a opção em que o vocábulo “daí” mostra o mesmo valor semântico da frase acima.

A Foi até a esquina e daí dirigiu-se ao ponto de ônibus.


B Roubou a bolsa da velha senhora, daí que tenha sido preso.

C Voltarei em cinco minutos e daí a pouco falarei com vocês.


D Lerei até a página 15 e daí por diante deixarei com vocês a tarefa.
E Sentarei naquela cadeira e daí partirei para outros voos.

Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
384 Q837910
Coesão e coerência Redação - Reescritura de texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

O emprego adequado de uma forma substituta de um dos segmentos abaixo é

A “Por que sentimos” / a nalidade de sentirmos.


B “Ao ouvir certos sons” / depois de ouvirmos certos sons.
C “Reação instintiva” / intuitiva reação.
D “Som proveniente” / som que provém.

E “Facilmente destruídas” / destruídas com rapidez.

385 Q837909 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

“As células da parte inicial, mais delicadas e frágeis, são facilmente destruídas...”

Na frase acima, o segmento sublinhado

A explica a fragilidade das células.

B apresenta a causa de as células serem facilmente destruídas.


C estabelece uma comparação entre as células.

D indica uma conclusão sobre o desempenho das célula.

E mostra a nalidade da fragilidade das células.

386 Q837908 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

O segmento “parte interna do ouvido” indica

A uma reti cação de um termo anterior.


B uma substituição de um termo inadequado.
C uma explicação para leigos no assunto.
D um esclarecimento para leitores médicos.

E uma conclusão de uma informação dada anteriormente.

387 Q837907 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

Assinale a opção em que a trecho sublinhada em “Esta é uma reação instintiva para protegermos nossa audição” é reescrita,
sem modi cação do seu sentido original.

A Para que protegêssemos nossa audição.

B Para o protecionismo de nossa audição.


C Para que nossa audição fosse protegida.

D Para, nossa audição, protegermos.


E Para que protejamos nossa audição.

388 Q837906 Português > Pontuação , Travessão , Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

TEXTO 1.

                  Por que sentimos calafrios e desconforto ao ouvir certos sons

                        agudos – como unhas arranhando um quadro-negro?

      Esta é uma reação instintiva para protegermos nossa audição. A cóclea (parte interna do ouvido) tem uma membrana
que vibra de acordo com as frequências sonoras que ali chegam. A parte mais próxima ao exterior está ligada à audição de
sons agudos; a região mediana é responsável pela audição de sons de frequência média; e a porção mais nal, por sons
graves. As células da parte inicial, mais delicadas e frágeis, são facilmente destruídas – razão por que, ao envelhecermos,
perdemos a capacidade de ouvir sons agudos. Quando frequências muito agudas chegam a essa parte da membrana, as
células podem ser dani cadas, pois, quanto mais alta a frequência, mais energia tem seu movimento ondulatório. Isso, em
parte, explica nossa aversão a determinados sons agudos, mas não a todos. A nal, geralmente não sentimos calafrios ou
uma sensação ruim ao ouvirmos uma música com notas agudas.

      Aí podemos acrescentar outro fator. Uma nota de violão tem um número limitado e pequeno de frequências – formando
um som mais “limpo”. Já no espectro de som proveniente de unhas arranhando um quadro-negro (ou de atrito entre
isopores ou entre duas bexigas de ar) há um número in nito delas. Assim, as células vibram de acordo com muitas
frequências e aquelas presentes na parte inicial da cóclea, por serem mais frágeis, são lesadas com mais facilidade. Daí a
sensação de aversão a esse sons agudos e “crus”.

                                                                                        Ronald Ranvaud, Ciência Hoje, nº 282. 

No título do texto 1, o segmento após o travessão é uma

A explicação de um termo anterior.


B exempli cação de “sons agudos”.

C comparação de “sons agudos” com “unhas arranhando um quadro-negro”.


D conclusão feita a partir da parte inicial do texto.

E uma nalidade da produção de sons agudos.

389 Q837905 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: Prefeitura de Salvador - BA Prova: FGV - 2017 - Prefeitura de Salvador - BA - Técnico de Nível Médio II –

Operacional

O Texto 1, em relação à pergunta do título,

A apresenta uma resposta apoiada em argumentos.

B não fornece qualquer resposta.


C dá uma resposta acompanhada de opiniões pessoais.

D traz uma resposta incompleta e de ciente.


E mostra várias respostas.

390 Q836479 Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

A frase de César Augusto – Apressa-te devagar – traz um exemplo de linguagem gurada que se repete em:

A Quem não gosta de estar consigo mesmo em geral está certo.


B É muito difícil distinguir entre um homem de gênio e um louco.
C Amor é ferida que dói e não se sente.
D O mundo não será salvo pelos caridosos, mas pelos e cientes.
E É preferível conhecer coisas inúteis que não saber nada.

391 Q836478 Português > Sintaxe , Regência


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Texto 3
Um artigo da revista Domingo dizia o seguinte:

Acusam a TV de ser responsável pela violência. É preciso debater essa questão. A TV não inventou a violência. Em todas as
épocas, houve assassinatos, roubos e vítimas. Durante a Ditadura Militar a vida era mais violenta que hoje. No romance Os
Três Mosqueteiros as lutas e as mortes são frequentes e, no entanto, não criticam a literatura por sua violência. Finalmente,
países onde os televisores são em pequeno número, como na Índia ou no Zaire, também há guerras... Logo, não podem
acusar a TV de ser responsável por tudo. 

Diante de um questionamento de um professor, um aluno declara: “Eu pre ro um livro do que uma história em quadrinhos.
Quando contamos uma história com palavras, podemos dar mais detalhes. Se um escritor quisesse descrever alguém que
morre de vontade de comer um omelete, ele escreveria: ‘Ele estava sentado, ele se mexia, se mexia, ele morria de vontade
de comer’. Numa tira de quadrinhos, veríamos esse personagem curvado sobre um prato de omelete. Seria pouco
atraente”.

Nesse segmento do texto há um problema de norma culta; o segmento em que se mostra um erro gramatical é:

A Eu pre ro um livro do que uma história em quadrinhos.


B Quando contamos uma história com palavras, podemos dar mais detalhes.
C Se um escritor quisesse descrever alguém...
D Ele estava sentado, ele se mexia, se mexia...
E ...ele morria de vontade de comer.

392 Q836477 Português > Interpretação de Textos , Figuras de Linguagem


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Texto 3

Um artigo da revista Domingo dizia o seguinte:

Acusam a TV de ser responsável pela violência. É preciso debater essa questão. A TV não inventou a violência. Em todas as
épocas, houve assassinatos, roubos e vítimas. Durante a Ditadura Militar a vida era mais violenta que hoje. No romance Os
Três Mosqueteiros as lutas e as mortes são frequentes e, no entanto, não criticam a literatura por sua violência. Finalmente,
países onde os televisores são em pequeno número, como na Índia ou no Zaire, também há guerras... Logo, não podem
acusar a TV de ser responsável por tudo. 

O autor do texto 3 declara que, apesar de a literatura conter cenas de violência, ninguém a acusa de ser responsável pela
violência.

Nesse caso, a argumentação se apoia numa:

A analogia;
B inferência;

C redundância;
D metáfora;

E metonímia.

393 Q836476 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Texto 3

Um artigo da revista Domingo dizia o seguinte:

Acusam a TV de ser responsável pela violência. É preciso debater essa questão. A TV não inventou a violência. Em todas as
épocas, houve assassinatos, roubos e vítimas. Durante a Ditadura Militar a vida era mais violenta que hoje. No romance Os
Três Mosqueteiros as lutas e as mortes são frequentes e, no entanto, não criticam a literatura por sua violência. Finalmente,
países onde os televisores são em pequeno número, como na Índia ou no Zaire, também há guerras... Logo, não podem
acusar a TV de ser responsável por tudo. 

Finalmente, países onde os televisores são em pequeno número, como na Índia ou no Zaire, também há guerras...

Deduz-se desse segmento do texto 3 que:

A Se nesses países houvesse maior número de televisores, as guerras seriam em maior número.
B Se nos países citados não houvesse televisão também não haveria guerras.
C As guerras que ocorrem nesses países são fruto do exemplo de violência divulgado pela TV.
Se há guerras, apesar do pequeno número de televisores, é porque não há relação de causa e consequência nesse
D
caso.

E A violência não se relaciona ao número de televisores, mas sim ao tipo de programação veiculada pela TV.

394 Q836475 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Sobre a argumentatividade do texto 3, é correto a rmar que:

as formas verbais “acusam”, “criticam” e “podem” se referem a pessoas que não devem ser identi cadas pelo autor do
A
artigo;

B o primeiro período do texto funciona como um pensamento que será contestado pelo desenvolvimento a seguir;
C o segundo período do texto indica que seu autor é possuidor de uma certeza sobre o tema;

D os argumentos apresentados pelo autor do texto são redundantes, já que repetem o mesmo tema;
E os argumentos presentes no texto apelam para a emoção do leitor, sobretudo para sua percepção estética.

395 Q836474 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

No texto 2, ambas as respostas dos jovens apresentam opiniões como argumento; o segmento que NÃO se inclui entre os
opinativos é:

A Uma luta de boxe é muito mais chocante...


B ...é divertido ver um deles cair à sua frente.
C Na TV não tem emoção.
D Quando um dos lutadores é ferido, o sangue é mostrado na nossa cara.
E Ver a luta de perto não é a mesma coisa.

396 Q836473 Português > Interpretação de Textos , Variação Linguística


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

No texto 2, a presença de traços da linguagem coloquial é visível nos depoimentos; a frase que mostra variante formal é:

A Uma luta de boxe é muito mais chocante...


B ...quando a gente está presente no ginásio.

C ...é divertido ver um deles cair à sua frente.


D Na TV não tem emoção.
E O sangue é mostrado na nossa cara.

397 Q836472 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Texto 2

Na entrevista de um jornal mineiro apareciam os depoimentos de dois jovens:

Jovem 1 – Uma luta de boxe é muito mais chocante quando a gente está presente no ginásio. Nós vemos os golpes e é
divertido ver um deles cair à sua frente. Na TV não tem emoção.

Jovem 2 – Numa luta de boxe, as câmeras lmam todos os detalhes. Quando um dos lutadores é ferido, o sangue é
mostrado na nossa cara. É impressionante. Ver a luta de perto não é a mesma coisa, os espectadores não veem nada. 

No texto 2, o motivo de desacordo entre os jovens entrevistados é:

A a presença do público como fator produtor de emoção;


B o incentivo à violência provocado pela transmissão pela TV;
C o maior ou menor distanciamento nas duas possibilidades de assistência a uma luta;
D a diversão – ou não – provocada pelas lutas de boxe;
E a ausência de público nas lutas transmitidas pela TV, o que provoca pouca emoção.

398 Q836471 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Abaixo estão cinco manchetes jornalísticas; aquela que representa a imparcialidade desse tipo de texto é:

A Vergonha: cinco vítimas de balas perdidas!


B Governadores e senadores acusados de corrupção.

C Corrupção na polícia mostra tragédia carioca.


D Fraco desempenho de times paranaenses no Brasileirão.

E Crise traz abandono de restaurantes famosos.

399 Q836470 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Uma manchete jornalística de 1 de julho dizia o seguinte: “Planos de saúde perdem clientes, mas lucro sobe 66%”.

Infere-se dessa informação que:

A os planos de saúde contam com gestão fraudulenta;

B a crise econômica traz prejuízos aos planos de saúde;


C a classe médica está recebendo melhores salários;

D os custos dos planos de saúde devem ter aumentado;

E a perda de clientes deve ter sido mínima.

400 Q836469 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Um cardápio de restaurante italiano dizia a seguinte frase: “Uma pesquisa aponta que o vinho é bom para o coração; posso
con rmar, porque depois de algumas taças eu amo todo mundo!”

Nesse caso, o humor da frase advém do(da):

A exagero contido na a rmação “eu amo todo mundo!”;

B informação enganosa de que o álcool possa trazer benefícios;


C con rmação da pesquisa feita por um bêbado;

D absurdo comprovado por uma pesquisa séria;


E polissemia da expressão “bom para o coração”

Respostas

381: B 382: B 383: B 384: D 385: B 386: C 387: E 388: B 389: A 390: C 391: A

392: A 393: D 394: B 395: D 396: C 397: C 398: B 399: D 400: E


DIA 79
401 Q836468 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

...a base de um mundo mais próspero e saudável.

A conjunção E realiza a adição dos dois adjetivos ao nal dessa frase; o pensamento abaixo em que essa mesma conjunção
mostra um valor diferente é:

A Quem tem razão ri E não se encoleriza.


B As pessoas dizem que o bom é a vida, E eu pre ro a leitura.
C Somos o que não parecemos E parecemos o que não somos.
D Somente Deus E eu somos capazes de fazer algo a partir do nada.
E A ignorância tem asas de águia E olhos de coruja.

402 Q836467 Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

No número 18, ano V, da revista Scienti c American Brasil aparece o seguinte resumo de um artigo:

Sociedade conduzida por dados

Os rastros digitais que deixamos diariamente são mais reveladores que imaginamos. Isso pode se tornar tanto um pesadelo
para a privacidade quanto a base de um mundo mais próspero e saudável.

A expressão tanto... quanto repete o mesmo valor semântico no seguinte texto:

A Os paulistas trabalham tanto quanto os cariocas.


B Tanto quanto os jovens, os idosos enfrentam problemas.

C Choveu tanto no Rio quanto em São Paulo.


D As chuvas causaram tanto prejuízo quanto o causado pelo sol do último verão.

E Os prisioneiros engordaram tanto quanto os policiais.

403 Q836466 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

No número 18, ano V da revista Scienti c American Brasil, o sumário dos artigos anuncia:

Por que precisamos da internet de alta velocidade

Banda larga rápida permitirá que professores e alunos tenham acesso a tecnologias digitais modernas.

O segmento que aparece após o título em negrito funciona textualmente como:

A con rmação da ideia apresentada anteriormente;

B resposta a uma pergunta presente no título;

C detalhamento da informação antes prestada;


D reti cação de uma ideia pouco clara no texto anterior;

E argumento contra a tese defendida pelo autor do texto.

404 Q836465 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Uma campanha educacional tem como slogan: A educação é um caminho para proteger a vida.

A forma de oração reduzida para proteger a vida pode ser nominalizada da seguinte forma:

A A m de proteger a vida.

B Para dar proteção à vida.


C A m de a vida ser protegida.
D Para a proteção da vida.
E Para proteger-se a vida.

Português > Morfologia , Interpretação de Textos ,


405 Q836464 Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos.
Estrutura das Palavras: Radical, Desinência, Pre xo e Su xo
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Texto 1

A contracapa de um livro de suspense – Em águas sombrias – informa aos possíveis leitores:

“Uma mãe solteira aparece morta no rio que atravessa a cidade. Pouco tempo antes, uma adolescente vulnerável teve o
mesmo destino. Embora não sejam as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras, suas mortes causam uma
perturbação no rio e em sua história, dragando dele segredos há muito submersos. (...) um novo e viciante suspense
psicológico em que a verdade é escorregadia e pode afogar as pessoas em seus próprios mistérios”. 

O texto 1 fala de uma adolescente vulnerável; o adjetivo vulnerável signi ca “sujeito a ser atacado” (Houaiss, 1961).

O adjetivo abaixo, formado com o mesmo su xo, que tem seu valor semântico indicado corretamente é:

A tinta indelével – que não mancha;


B realidade tangível – que pode ser modi cada;

C pessoa irascível – que se irrita com facilidade;


D desempenho sofrível – que se apoia no sofrimento;
E depoimento irretocável – que pode ser tocado.

406 Q836463 Português > Interpretação de Textos , Redação - Reescritura de texto , Sintaxe Orações subordinadas reduzidas
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Embora não sejam as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras é uma oração que poderia ser reescrita em
forma reduzida de in nitivo e mantendo-se o sentido original, da seguinte forma:

A Apesar de não serem as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras.
B Mesmo não sendo as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras.

C Por não serem as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras.

D Não sendo, portanto, as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras.
E A m de não serem as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras.

407 Q836462 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

“Uma mãe solteira aparece morta no rio que atravessa a cidade. Pouco tempo antes, uma adolescente vulnerável teve o
mesmo destino. Embora não sejam as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras, suas mortes causam uma
perturbação no rio e em sua história, dragando dele segredos há muito submersos.

(...) um novo e viciante suspense psicológico em que a verdade é escorregadia e pode afogar as pessoas em seus próprios
mistérios”.

No texto 1 há um conjunto de palavras que se refere a elementos anteriores do mesmo texto. O caso abaixo em que a
palavra sublinhada se refere a toda uma oração é:

A que;
B o mesmo;
C suas;
D sua;

E dele.

Português > Interpretação de Textos , Signi cação Contextual de Palavras e Expressões. Sinônimos e Antônimos. ,
408 Q836461
Denotação e Conotação
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Texto 1

A contracapa de um livro de suspense – Em águas sombrias – informa aos possíveis leitores:

“Uma mãe solteira aparece morta no rio que atravessa a cidade. Pouco tempo antes, uma adolescente vulnerável teve o
mesmo destino. Embora não sejam as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras, suas mortes causam uma
perturbação no rio e em sua história, dragando dele segredos há muito submersos. (...) um novo e viciante suspense
psicológico em que a verdade é escorregadia e pode afogar as pessoas em seus próprios mistérios”. 

No texto 1 há um jogo de palavras de sentido gurado em torno da ideia de “água”.

O segmento que NÃO con rma essa intenção é:

A Uma mãe solteira aparece morta no rio que atravessa a cidade.


B Embora não sejam as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras.....
C ...a verdade é escorregadia...

D ...e pode afogar as pessoas em seus próprios mistérios.


E ...dragando dele segredos há muito submersos.

409 Q836460 Português > Interpretação de Textos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: TRT - 12ª Região (SC) Prova: FGV - 2017 - TRT - 12ª Região (SC) - Técnico Judiciário - Área Administrativa

Texto 1

A contracapa de um livro de suspense – Em águas sombrias – informa aos possíveis leitores:

“Uma mãe solteira aparece morta no rio que atravessa a cidade. Pouco tempo antes, uma adolescente vulnerável teve o
mesmo destino. Embora não sejam as primeiras mulheres perdidas para estas águas escuras, suas mortes causam uma
perturbação no rio e em sua história, dragando dele segredos há muito submersos. (...) um novo e viciante suspense
psicológico em que a verdade é escorregadia e pode afogar as pessoas em seus próprios mistérios”. 

No texto 1, a motivação maior para a compra do livro é:

A a curiosidade pelos esclarecimentos dos mistérios antecipados;


B a atração pela violência gratuita contra mulheres, comum em nossa sociedade;

C a discussão sobre os processos de investigação a respeito de crimes misteriosos;


D o esclarecimento sobre os antigos segredos submersos no rio citado;

E o debate sobre a verdade e a mentira nas investigações criminais.

410 Q828583 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

Uma sala de um colégio tradicional do Rio mostrava o seguinte cartaz:

“Não pedimos que você limpe a sala. Apenas que não a suje”.

Sobre as frases do cartaz, é correto a rmar que:

A o primeiro período desculpa o aluno que suja a sala;


B o segundo período explica o primeiro;

C o primeiro período obriga o aluno a limpar a sala;


D o segundo período é uma conclusão do primeiro;

E o segundo período considera a ação de não sujar mais fácil que a de limpar.

411 Q828582 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

Abaixo de uma foto da guerra na Síria, o jornal Folha de São Paulo, de 05/04/2017, escreveu o seguinte:

“Homem carrega criança morta em ataque com gás que matou ao menos 58 em cidade da Síria”.
O problema de construção dessa frase é:

A a falta de paralelismo;
B o desrespeito pelas regras gramaticais;

C a possível ambiguidade;
D a presença exagerada de linguagem coloquial;

E a ausência de pontuação.

412 Q828581 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

“A produção industrial do país subiu 0,1% em fevereiro na comparação com o mês anterior, informou o IBGE”.

O resultado indica que o setor entrou em fase de estabilidade após forte recessão. Ficou, no entanto, abaixo da expectativa
do mercado, de elevação de 0,5%.

Nos últimos 12 meses, a retração acumulada na indústria é de 4,8%”. (Folha de São Paulo, 05/04/2017).

Um texto mostra sempre um conjunto de elementos que se repetem e um outro conjunto de novidades; esses dois
conjuntos são responsáveis, respectivamente, pela coesão e pelo progresso do texto.

O elemento abaixo que tem seu antecedente corretamente indicado é:

A o resultado / a comparação com o mês anterior;


B o setor / a produção industrial;

C fase de estabilidade / fevereiro de 2017;


D recessão / subiu 0,1% em fevereiro;

E retração acumulada / 4,8%.

413 Q828580 Português > Interpretação de Textos , Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

“A produção industrial do país subiu 0,1% em fevereiro na comparação com o mês anterior, informou o IBGE.

O resultado indica que o setor entrou em fase de estabilidade após forte recessão. Ficou, no entanto, abaixo da expectativa
do mercado, de elevação de 0,5%.

Nos últimos 12 meses, a retração acumulada na indústria é de 4,8%”. (Folha de São Paulo, 05/04/2017).

A a rmativa correta sobre o texto acima é:

A a comparação que serve de base para a pesquisa é feita entre os dois últimos meses de fevereiro (2017/2016);
B o mercado esperava que a produção industrial subisse 0,6%;

C a conjunção ‘no entanto’ opõe estabilidade e recessão;


D a expectativa do mercado mostrava um pessimismo que a pesquisa não con rmou;

E a informação prestada pelo jornal mostra um cenário negativo, mas com sinais de mudança.

Português > Sintaxe ,


414 Q828579
Orações subordinadas adverbiais: Causal, Comparativa, Consecutiva, Concessiva, Condicional...
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

Uma manchete do jornal Metro, 11/04/2017, dizia o seguinte: “Se reforma for adiada, direitos serão perdidos”.

A relação lógica entre as duas orações da manchete é:

A uma a rmação seguida de uma explicação;

B uma condição seguida de uma consequência;


C uma consequência seguida de sua causa;

D uma possível causa seguida de uma exempli cação;


E uma opinião seguida de uma conclusão.

415 Q828578 Português > Sintaxe


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

O segmento do texto 2 em que o emprego da preposição DE – com ou sem contração com o artigo - é resultante da
exigência de um termo anterior é:

A “um grupo diverso de pessoas”;


B “sobre o trabalho do ator".

C “dedicação de uma vida inteira”;


D “uma forma de estar na vida”;

E “pro ssão do artista”.

416 Q828577 Português > Interpretação de Textos , Coesão e coerência


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

O item do texto 2 que estabelece coesão com um termo anterior, que é uma oração, é:

A “Imagine que a pessoa que conduz essa iniciativa”;

B “Imagine que a pessoa que conduz essa iniciativa”;


C “Para aqueles que miram na arte”;
D “...é um exemplo a ser mirado”;
E “por crença no ofício”.

417 Q828576 Português > Morfologia , Substantivos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

Texto 2 - “Imagine reunir um grupo diverso de pessoas toda quinta-feira, durante dez anos, para estudar e treinar visões
sobre o trabalho do ator e da arte. Imagine que a pessoa que conduz essa iniciativa o faz por crença no ofício, dedicação de
uma vida inteira, com apoios eventuais, mas sem nenhum ressentimento. Para aqueles que miram na arte uma forma de
estar na vida, a diretora Celina Sodré é um exemplo a ser mirado. Para outros que olham com desdém a pro ssão de artista
de teatro, é uma possibilidade de mudar de ponto de vista”.
(O Globo, 11/04/2017) 

No texto 2 há um conjunto de verbos no in nitivo; se substituirmos essas formas verbais por substantivos correspondentes,
a única frase INCORRETA será:

A “Imagine reunir um grupo” / imagine a reunião de um grupo;

B “para estudar” / para o estudo;

C “treinar visões” / treino de visões;


D “uma forma de estar na vida” / uma forma de estada na vida;

E “uma possibilidade de mudar” / uma possibilidade de mutação.

Português > Pontuação , Travessão , Interpretação de Textos


418 Q828575
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor

O trecho entre travessões no texto 1 mostra:

A a enumeração de todos os problemas de nosso Estado;


B a explicação de um termo anterior;

C a exempli cação de alguns de nossos problemas;


D a seleção de nossos problemas mais graves;
E a justi cativa de uma a rmação.

419 Q828574 Português > Sintaxe , Uso dos conectivos


Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Municipal e Supervisor
Texto 1 – “Com todos os problemas que temos em nosso Estado – corporativismo, incompetência pública, intervencionismo,
burocracia, estatismo, carga tributária complexa, entre outros -, ainda somos um país de muita sorte. Pelo simples fato de
que a solução para nossos problemas só depende de nós mesmos.

Não somos como a Palestina, que depende de Israel para existir. Nem somos como os países europeus, que dependem uns
dos outros. Tampouco, como os Estados Unidos, que carregam um peso imenso de problemas deles e dos outros”. (Isto É,
março de 2017)

A primeira frase do texto 1 “Com todos os problemas que temos em nosso Estado”, poderia ter a preposição inicial
substituída adequadamente ao sentido do texto por:

A apesar de;

B por causa de;


C em razão de;

D pois;
E além de.

Português > Interpretação de Textos , Sintaxe , Concordância verbal, Concordância nominal


420 Q827278
Noções Gerais de Compreensão e Interpretação de Texto
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: IBGE Provas: FGV - 2017 - IBGE - Agente Censitário Administrativo ...

“Da população de 3 milhões de indígenas anterior ao período colonial, restaram pouco mais de 200 mil na entrada do
século XXI, a maior parte habitantes de reservas como o Parque do Xingu. Criado em 1961 pelo presidente Jânio Quadros,
como coroamento do trabalho dos irmãos Leonardo, Orlando e Cláudio Villas-Bôas, o parque abrigou remanescentes das
tribos tapuias, que, ocultas no sertão, foram mais preservadas”. (A conquista do Brasil, Thales Guaracy)

A opção abaixo que mostra uma análise correta de um dos componentes do texto é:

A a forma verbal ‘restaram’ concorda com ‘3 milhões de indígenas’;

B no termo ‘século XXI’ o numeral em algarismos romanos deve ser lido como ordinal;
C o termo ‘como o Parque do Xingu’ tem valor de comparação;

D o particípio ‘criado’ concorda com ‘presidente Jânio Quadros’;


E o termo ‘ocultas no sertão’ transmite ideia de causa.

Respostas

401: B 402: B 403: B 404: D 405: C 406: A 407: B 408: A 409: A 410: E 411: C

412: B 413: E 414: B 415: C 416: B 417: E 418: C 419: A 420: E