Você está na página 1de 87

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.

br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.


fls. 1
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) DESEMBARGADOR (A)


PLANTONISTA DO EGREGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
AMAZONAS

* *Pedido de Tutela Antecipada

LUAN HENRIQUE COELHO PRADO, menor púbere, neste ato assistido por
sua genitora e representante legal, LUCILENE MACIEL COELHO, brasileira,
divorciada, professora, portadora da carteira de identidade nº 1512613-7 SSP/AM,
inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Físicas sob o nº 653.416.602-00,
residente e domiciliada nesta cidade na Cruzeiro do Sul, 5, Compensa II,
Cep:69035-690, Manaus/AM, por suas advogadas infra-assinadas, vem,
respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, propor o presente

MANDADO DE SEGURANÇA COM PEDIDO LIMINAR

em face da UNIVERSIDADE ESTADUAL DO AMAZONAS - UEA, pessoa jurídica


de direito público, inscrita no CNPJ n.º 04.280.196/0001-76, com sede na Av. Djalma
Batista, 3578, Flores, CEP n.º 69050-010, endereço eletrônico: reitor@uea.edu.br,
Manaus/AM e SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E QUALIDADE DO
ENSINO - SEDUC, pessoa jurídica de direito público, CNPJ nº 04.312.419/0001-30,
com sede na Rua Waldomiro Lustoza, 250, Japiim II, CEP: 69076-830, endereço
eletrônico: gabinete@seduc.net, Manaus/AM, pelos fatos e fundamentos que passa
a expor:

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 2
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

I – DA JUSTIÇA GRATUITA

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
O Impetrante pleiteia os benefícios da Justiça Gratuita nos termos do Art. 98
do CPC, uma vez que se declara pobre na acepção jurídica do termo e não possui
condições para suportar as despesas do processo sem prejuízo da própria
subsistência.

II – DOS FATOS

O Impetrante obteve êxito na aprovação em vestibular no Processo Seletivo


Macro da Universidade do Estado do Amazonas no Curso de Licenciatura em
Matemática – vespertino, conforme edital de chamada anexo (doc.4).

Ocorre que o Impetrante possui 17(dezessete) anos e não concluiu ainda o


Ensino Médio, requisito exigido para ingresso em Curso de nível superior, tendo sido
aprovado para o 3º ano do Ensino Médio no Colégio Brasileiro Pedro Silvestre,
(doc.5).

Então, diante da aprovação no vestibular, o Impetrante buscou a Secretaria


de Estado de Educação para realizar uma avaliação na qual pudesse concluir o
Ensino Médio e assim poder receber o Certificado de Conclusão para realizar sua
matricula.

No entanto foi negado ao Impetrante a realização da prova em razão da


idade, por não ter 18(dezoito) anos.

Ocorre que, tal requisito, idade superior a 18 anos, só será alcançado pelo
Impetrante após o encerramento da matrícula que ocorrerá no período de 18 a 20 de
fevereiro de 2019, conforme Edital nº015/2019 – GR/UEA anexo, (doc.6).

O Impetrante é estudante aplicado e conseguiu sua aprovação, o que


demonstra sua capacidade, conforme preceitua a CF/88, por esse motivo impetra o
seguinte madamus, entendendo que o seu direito de alçar maiores patamares de
ensino está sendo violado pela segunda Impetrada (SEDUC), contrariando
princípios constitucionais norteadores do sistema nacional de ensino.

Logo, para evitar a concretização de dano irreparável, não restou alternativa


ao Impetrante se não acionar o Judiciário, a fim de que seja autorizado matricular-se
no Curso de Licenciatura em Matemática na Universidade do Estado do Amazonas e
que a SEDUC disponibilize os meios para que o Impetrante possa realizar uma
avaliação equivalente a conclusão do ensino médio.

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 3
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

III – DO DIREITO

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
A Constituição Federal preceitua em seu Art. 5º, LXIX, que conceder-se-á
mandado de segurança para proteger direito liquido e certo, quando o responsável
pela ilegalidade for autoridade pública.

Entende-se por direito liquido e certo como aquele que pode ser facilmente
demonstrado, no caso em questão, defende-se o acesso ao ensino superior,
conforme a capacidade, direito este previsto na Constituição Federal.

De modo que a Constituição afirma que é dever do Estado promover a


Educação:

Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família,


será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade,
visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o
exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

A Constituição também preceitua como isso será efetivado:

Art. 208. O dever do Estado com a educação será efetivado


mediante a garantia de:

(...)

V - acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da


criação artística, segundo a capacidade de cada um;(grifo nosso)

.A Declaração Universal dos Direitos Humanos dá respaldo também a esse


acesso em seu Art. 26:

Toda a pessoa tem direito à educação. A educação deve ser gratuita,


pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental. O
ensino elementar é obrigatório. O ensino técnico e profissional deve
ser generalizado; o acesso aos estudos superiores deve estar
aberto a todos em plena igualdade, em função do seu
mérito.(grifo nosso)

De modo que esse acesso baseado no mérito depende da dedicação por


parte do estudante, dedicação essa demonstrada no presente caso, tendo em vista
que o Impetrante passou no processo seletivo (vestibular).

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 4
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

Da mesma forma o Estatuto da Criança e Adolescente assegura o acesso a


níveis mais elevados de ensino a crianças e adolescentes, por parte do Estado, em

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
seu Art. 54, V:

Art. 54. É dever do Estado assegurar à criança e ao adolescente:

(...)

V - acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da


criação artística, segundo a capacidade de cada um;

De forma que, pelo que já foi exposto pode-se inferir que esse acesso a níveis
mais elevados de ensino tem ligação com o mérito, pois é segundo a capacidade de
cada um, e nesse caso o Impetrante alcançou esse acesso ao passar no vestibular,
no entanto está sendo impedido de realizar esse acesso pelos Impetrados.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação também corrobora com esse


entendimento, tendo em vista que preconiza diversos artigos sobre esse direito,
vejamos:

Art. 3º O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:


(...)
X - valorização da experiência extra-escolar;

Art. 4º O dever do Estado com educação escolar pública será


efetivado mediante a garantia de:
(...)
V - acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da
criação artística, segundo a capacidade de cada um; (grifo nossso)

Art. 24. A educação básica, nos níveis fundamental e médio, será


organizada de acordo com as seguintes regras comuns:
(...)
II - a classificação em qualquer série ou etapa, exceto a primeira do
ensino fundamental, pode ser feita:
(...)
c) independentemente de escolarização anterior, mediante
avaliação feita pela escola, que defina o grau de desenvolvimento e
experiência do candidato e permita sua inscrição na série ou etapa
adequada, conforme regulamentação do respectivo sistema de
ensino; (grifo nosso)

Art. 44. A educação superior abrangerá os seguintes cursos e


programas:

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 5
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

(...)
II - de graduação, abertos a candidatos que tenham concluído o

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
ensino médio ou equivalente e tenham sido classificados em
processo seletivo; (grifo nosso)

Assim, o impetrante para obter aprovação no processo seletivo utilizou-se de


sua experiência extraescolar, dedicando-se ao estudo fora do momento da escola,
conseguindo assim sua aprovação, mediante a sua capacidade, portanto na obsta
que Vossa Excelência autorize a matricula do Impetrante no Curso aprovado e,
concomitantemente, a SEDUC realize a prova para a conclusão do Ensino médio,
em prazo determinado por este juízo, com a obrigação do Impetrante apresentar o
certificado de conclusão do ensino médio tão logo termine.

De modo que os elementos carreados nos autos demonstram não ser uma
temeridade essa autorização de matricula na Impetrada UEA enquanto realiza a
avaliação para a conclusão do ensino médio na SEDUC.

Portanto, a tutela ora buscada, tem respaldo na capacidade do impetrante


que obteve êxito no vestibular, alinhando-se harmoniosamente com o exercício do
direito constitucional à educação, demonstrado anteriormente nos vários artigos
colacionados.

Sendo assim também o entendimento dos nossos tribunais:

APELAÇÃO CÍVEL. MANDADO DE SEGURANÇA. SUPLETIVO. IDADE.


APROVAÇÃO EM VESTIBULAR. 1. A exigência de idade mínima para a
conclusão do ensino médio por meio de supletivo deve ser analisada
em harmonia com o princípio constitucional que assegura o acesso
aos níveis mais elevados do ensino de acordo com o mérito individual
(CF 208, V). 2. A aprovação em vestibular revela o mérito e o
amadurecimento intelectual que habilitam o estudante à progressão,
não sendo razoável interrompê-la por fator etário.(TJ-DF - APC:
20140111059393, Relator: FERNANDO HABIBE, Data de Julgamento:
27/01/2016, 4ª Turma Cível, Data de Publicação: Publicado no DJE :
02/02/2016 . Pág.: 213) (grifo nosso)

ADMINISTRATIVO E CONSTITUCIONAL. AGTR. AÇÃO ORDINÁRIA.


CANDIDATA COM MENOS DE 18 (DEZOITO) ANOS DE IDADE
APROVADA NO ENEM. AUSÊNCIA DE INDICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO
CERTIFICADORA. INGRESSO EM UNIVERSIDADE SUPERIOR DE
ENSINO. POSSIBILIDADE. DIREITO FUNDAMENTAL À EDUCAÇÃO.
RAZOABILIDADE E PROPORCIONALIDADE. PRECEDENTES DESTE
TRIBUNAL E DO STJ. AGTR PROVIDO. 1. (...) 2. O cerne da questão ora
apresentada cinge-se à possibilidade de se admitir o ingresso em instituição
de ensino superior de candidata aprovada no exame do ENEM, que não
tenha completado 18 (dezoito) anos de idade quando da realização da
primeira prova, nem tenha apresentado o certificado de conclusão do
ensino médio. 3. No caso, a ora agravante não cumpre os requisitos da
Portaria Normativa nº 16/2011 do MEC e do item 6.9.3 do Edital do

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 6
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

ENEM. Todavia, tais exigências devem ser mitigadas, em prol da


efetividade do direito fundamental à educação, o qual é tutelado
constitucionalmente (arts. 205 a 214, CF). Registre-se que a teleologia da

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
norma insculpida no art. 205, da Carta Magna consiste em proteger
situações como a que ora se apresenta. 4. Ademais, considere-se que a
aluna adquirirá a maioridade no dia 03/12/2012, de sorte que a situação da
candidata, a qual, a propósito, foi a primeira préselecionada como bolsista
integral do PROUNI na Faculdade Farias de Brito para o curso de Direito,
não deve ceder à mera restrição formal que, no presente caso, não se
coaduna com os preceitos da Constituição Cidadã. 5. Permitir a
manutenção da aluna na instituição superior de ensino é medida condizente
com a prestação da efetiva jurisdição constitucional. Aplicam-se ao caso
os postulados da razoabilidade e da proporcionalidade, os quais
orientam o Julgador a exercer a prestação jurisdicional em
conformidade com as normas regentes, sem olvidar a principiologia
constitucional e as peculiaridades do caso concreto, zelando-se por
uma "ordem jurídica justa", nas palavras de Kazuo Watanabe. (...) 7.
AGTR provido, para determinar a manutenção da agravante como aluna
regularmente matriculada na Faculdade Farias de Brito. (TRF 5ª
Região, AG 00083290520124050000, Desembargador Federal Emiliano
Zapata Leitão, Primeira Turma, DJE - Data::06/12/2012 - Página::161.)

E também deste tribunal:

0603818-95.2015.8.04.0001 - Apelação - Ementa: APELAÇÃO CÍVEL EM


MANDADO DE SEGURANÇA – APROVAÇÃO EM VESTIBULAR ANTES
DA CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO – ALEGAÇÃO DE ILEGALIDADE
EM DECORRÊNCIA DE PREVISÕES EDITALÍCIAS E LEGAIS –
MATRÍCULA REALIZADA POR FORÇA DE DECISÃO JUDICAL –
OBSERVÂNCIA DE FATOS SUPERVENIENTES – GARANTIA
CONSTITUCIONAL DO PLENO ACESSO À EDUCAÇÃO – SEGURANÇA
MANTIDA – RECURSO DESPROVIDO. - Segurança em que se busca
garantir a inscrição de menor em curso de ensino superior face a aprovação
em curso vestibular antes da conclusão regular do ensino médio; - A
Constituição prevê o direito a educação a todos, sendo essa regra
soberana a regulamentos previstos em editais ou leis
infraconstitucionais, permitindo nesse caso, a matrícula da
representada no curso de instituição de ensino superior; - Precedentes
desta corte TJ-AM 0604605-90.2016.8.04.0001, Relator: Jomar Ricardo
Saunders Fernandes, Data de Julgamento: 19/09/2017, Câmaras Reunidas
- Recurso conhecido e desprovido (Relator (a): Aristóteles Lima Thury;
Comarca: Manaus/AM; Órgão julgador: Câmaras Reunidas; Data do
julgamento: 22/08/2018; Data de registro: 23/08/2018) (grifo nosso)

4005342-43.2017.8.04.0000 - Agravo de Instrumento - Ementa: AGRAVO


DE INSTRUMENTO - COMPETÊNCIA ABSOLUTA DA VARA DA
INFÂNCIA E DA JUVENTUDE – ART. 148, DO ECA - PRELIMINAR
AFASTADA - APROVAÇÃO EM VESTIBULAR ANTES DA CONCLUSÃO
DO ENSINO MÉDIO - POSSIBILIDADE DE MATRÍCULA EM GRADUAÇÃO
COM POSTERIOR APRESENTAÇÃO DO CERTIFICADO – REQUISITO JÁ
SATISFEITO – GARANTIA CONSTITUCIONAL DO PLENO ACESSO À
EDUCAÇÃO - LIMINAR DEFERIDA E MANTIDA - TEORIA DO FATO
CONSUMADO -APELAÇÃO CONHECIDA E DESPROVIDA. - Mandado de
Segurança no qual se busca garantir a inscrição de menor em curso de
ensino superior face aprovação em vestibular antes da conclusão regular do
ensino médio (ART. 148, DO ECA). Afasta-se a preliminar de incompetência

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 7
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

de juízo; - O apelado foi aprovado em vestibular da Universidade do Estado


do Amazonas UEA; - O direito a educação é constitucionalmente
amparado a todos, além de dever do Estado, a luz dessa garantia

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
constitucional razoável que seja admitida a matrícula da representada
no curso de instituição de ensino superior; - Já encontram-se
preenchidos todos os requisitos do edital para efetivação da matrícula; - O
agravado encontra-se normalmente matriculado no referido curso, face a
liminar concedida; - Recurso conhecido e desprovido. (Relator (a):
Aristóteles Lima Thury; Comarca: Manaus/AM; Órgão julgador: Conselho da
Magistratura; Data do julgamento: 22/05/2018; Data de registro: 25/05/2018)
(grifo nosso)

IV - DA TUTELA ANTECIPADA

O art. 300 do Código de Processo Civil dispõe que: “A tutela de urgência será
concedida quando houver elementos que evidenciem a probabilidade do direito e o perigo
de dano ou o risco ao resultado útil do processo.”.

No caso em análise, a prova inequívoca da verossimilhança pode ser


verificada diante da juntada da aprovação do Impetrante no vestibular, mesmo sem
a conclusão do ensino médio, devido ao seu mérito, o que é assegurado
constitucionalmente aos estudantes, acesso aos níveis mais elevados de ensino
segundo a sua capacidade, nos termos dos Arts.205 e 208 da CF.

Do perigo de dano este pode ser visivelmente percebido uma vez que o
Edital de matricula nº015/2019 – GR/UEA, estabelece o período de 18 a 20 de
fevereiro de 2019, prazo exíguo, que encerrado acarretará a perda da vaga do
Impetrante, ocasionando lesão irreparável ou de difícil reparação o indeferimento da
matricula, o que evidencia o permissivo deferimento da medida liminar.

Assim, requer que seja concedida a tutela antecipada no sentido de


determinar que:

1) A UEA efetue a matricula do Impetrante no Curso de Licenciatura


em Matemática – vespertino, com o compromisso de entrega do
Certificado de Conclusão do Ensino Médio logo após concluir o 3º
ano através de exame supletivo pela SEDUC;
2) A SEDUC autorize e disponibilize em prazo de 48h, sob pena de
multa a ser arbitrada por V. Exa., que o Impetrante realize a
avaliação com objetivo de conclusão do ensino médio e após
aprovação emita o Certificado de Conclusão do Ensino médio.

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 8
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

V- DOS PEDIDOS

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
Em razão do exposto, requer:

a) Que seja concedida inaudita altera pars a tutela antecipada, para determinar
que a Impetrada UEA promova a matricula do Impetrante no Curso de
Licenciatura em Matemática – vespertino, em um dos dias aprazados no
edital, com o compromisso de entrega do Certificado de Conclusão do Ensino
Médio e Histórico Escolar logo após concluir o 3º ano através de exame
supletivo pela SEDUC;
b) Que seja concedida inaudita altera pars a tutela antecipada, para determinar
que a Impetrada SEDUC autorize e disponibilize em prazo de 48h, sob pena
de multa a ser arbitrada por V. Exa., que o Impetrante realize a avaliação com
objetivo de conclusão do ensino médio e após aprovação emita o Certificado
de Conclusão do Ensino médio;
c) Após, a notificação das Impetradas para prestar informações de praxe no
prazo legal, sob pena de confissão e revelia;
d) Seja julgado procedente o presente mandado de segurança tornando
definitiva a tutela antecipada;
e) Ainda a concessão dos benefícios da Justiça Gratuita de acordo com o Art. 98
do CPC, uma vez que o Requerente não pode arcar com as custas
processuais sem prejuízo da própria subsistência;

Protesta provar o alegado por todos os meios de prova em direito admitidos.

Dá-se a causa o valor de R$ 1.000,00(mil reais), para efeitos fiscais.

Termos em que
requer deferimento.

Manaus, 15 de fevereiro de 2019.

Dejanne Raquel D’Oliveira Caldeira


OAB/AM nº 9.405

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Dejanne Caldeira
Advogada - OAB/AM nº 9.405

OAB/AM nº 11.688

Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Elisângela Bastos do Nascimento Rolim

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040

Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Elisângela Bastos
Advogada – OAB /AM nº 11.688
fls. 9

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC741.
fls. 10

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC742.
fls. 11

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC743.
LUCILENE MACIEL COELHO Código NET Vencimento Valor

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
R FR SABINO, 00005
COMPENSA
69035-690 MANAUS AM
121/209927219 05/02/2019 187,13
fls. 12
CPF/CNPJ Forma de Pagamento
653.416.602-00 BOLETO BANCÁRIO

001/006

Importante: Minha NET: descrição total


Mantenha seu e-mail e telefones sempre atualizados.

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC744.
Acesse net.com.br/minhanet, faça seu login ou cadastre-se.
NET TV 28,90
Atenção: o cancelamento de seus serviços NET, durante o INICIAL HD CONFORTO FID
período de permanência mínima, estará sujeito à cobrança
de multa contratual.
VIRTUA 35 MEGA
NET VIRTUA + 99,99
FIDELIDADE
NET Fone 10,58
FONE ILIM LOCAL PROMO
ESPECIAL Serviços Móveis 44,99
SERVIÇOS MÓVEIS
Itens Eventuais 2,67

Valor total
187,13

NET TV Itens Eventuais


Mensalidade NET TV Encargos/Juros/Multas
01/01/19 A 31/01/19 MENSALIDADE TV PRINCIPAL SELEÇÃO INICIAL HD CONFORTO FID 28,90 JUROS PGTO EM ATRASO 0,09
Sub-Total Mensalidade NET TV 28,90 MULTA 2,58
Total NET TV 28,90 Sub-Total Encargos/Juros/Multas 2,67
Total Itens Eventuais 2,67
NET VIRTUA +
Mensalidade NET VIRTUA +
01/01/19 A 31/01/19 MENSALIDADE VIRTUA VIRTUA 35 MEGA FIDELIDADE 99,99
Sub-Total Mensalidade NET VIRTUA + 99,99
Total NET VIRTUA + 99,99
NET Fone
SERVIÇO DURAÇÃO
ASSINATURA 10,58
Total NET Fone 10,58
Serviços Móveis
Mensalidade Claro 44,99
Total Serviços Móveis 44,99

-Para atendimento presencial consulte os endereços no - Caso existam serviços prestados e não cobrados, esses Ligue 10621 para informações, reclamações ou REGISTROS DE ATENDIMENTO:
site net.com.br serão inclusos nas suas próximas faturas. cancelamentos (ligação gratuita). 121182661620229,
- Evite o desligamento de seu sinal efetuando o Deficiente Auditivo e de Fala ligue 0800 721 7707 - É Ouvidoria 08007010180 121182548675636,
pagamento até a data do vencimento. NET filiada ao preciso realizar a ligação com um telefone adaptado com 121182548673839,
Serasa/SCPC. dispositivo TDD (Dispositivo de Telecomunicações para 121182547941609,
- Para pagamentos após o vencimento serão cobrados surdos). 121182547941609
juros diários de 0,033% e multa de 2%. Ligue 4004-7777 para atendimento técnico, financeiro e
compra de serviços (custo de ligação local).

Autenticação Mecânica

Pagamentos após o vencimento serão cobrados juros diários de 0,033% e multa de 2%. Os encargos de pagamentos efetuados após o vencimento serão cobrados na próxima fatura.

Atenção efetue seus pagamentos nos bancos conveniados a seguir: BANCO BRADESCO S.A., BANCO COOPERATIVO DO BRASIL SA, BANCO COOPERATIVO SICREDI S/A, BANCO DE
BRASILIA SA., BANCO DO BRASIL S.A., BANCO DO ESTADO DO PARA, BANCO ITAU S.A., BANCO MERCANTIL DO BRASIL S.A., BANCO SAFRA S/A, BANCO SANTANDER, BANESE,
BANRISUL, CAIXA ECONOMICA FEDERAL, CITIBANK, CPFL
Cliente Identificação para Débito Mês Referência Vencimento Valor
LUCILENE MACIEL COELHO NET SERVICOS 1212099272195 Janeiro/2019 05/02/2019 187,13

84630000001-1 87130296201-8 90205121000-0 00174672023-2


03/12/2018
A
PERIODO/DATA
DESTINO
TELEFONE

02/01/2019
ILIMITADO NET FONE LOCAL PROMO
Cliente:

Telefone: 9233472580--FRANQUIA 001


LOCAL
DESTINO
LUCILENE MACIEL COELHO

HORA
INICIO

SubTotal

SubTotal
NET FONE VIA EMBRATEL

Total Serviço
Detalhamento de Ligações NET FONE via Embratel

DURACAO
Fatura:

01/01
1901930689962

10,58
10,58

10,58
10,58
VALOR (R$)
fls. 13

002/006

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC744.
CLARO S.A. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO - MOD 21 - VIA ÚNICA - SERIE B

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Av Presidente Kennedy,1020 LUCILENE MACIEL COELHO Código: 121/209927219 Mês: Janeiro/2019
Col. Oliv. Machado
R FR SABINO, 00005 COMPENSA Número: 0001208441 fls. 14
Emissão: 17/01/2019
69070-625 Manaus - AM
CNPJ: 40.432.544/0243-21 MANAUS AM I.E: ISENTO Vencimento: 05/02/2019
IE: 42229880 CPF/CNPJ 653.416.602-00 CFOP 5.307 - Prestação de serviço de comunicação a
não-contribuinte.

003/006
Discriminação do Serviço
TV POR ASSINATURA ICMS
01/01/19 A 31/01/19 MENSALIDADE TV PRINCIPAL SELEÇÃO INICIAL HD CONFORTO FID 4,91 28,90

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC744.
SUB TOTAL TV POR ASSINATURA 28,90
BANDA LARGA
01/01/19 A 31/01/19 MENSALIDADE VIRTUA VIRTUA 35 MEGA FIDELIDADE 17,00 84,99
SUB TOTAL BANDA LARGA 84,99
VALOR DA NOTA FISCAL: 113,89
ICMS Base de Cálculo: 84,99 Alíquota: 20,00% Valor: 17,00
ICMS Base de Cálculo: 16,38 Alíquota: 30,00% Valor: 4,91

Reservado ao Fisco Reservado ao Fisco


3732.FA91.D404.A510.CBB1.6B61.2B80.FE26
* Contribuição para o Fust 1% e Funttel 0,5% sobre os valores dos serviços de Telecomunicações, Não Repassados ao Assinante./Central de Atendimento ANATEL 1331/TV: Base de Cálculo de ICMS reduzida conf. Item 2, do Inciso V do Art. 1º do Decreto 36.928/16 - AM / Lei 12.741/12 - Tributos Federais
(PIS e COFINS) 3,65% - ICMS TOTAL 21,91 - FUST TOTAL 0,89 - FUNTTEL TOTAL 0,45

A oferta conjunta NET Virtua + e composta pelo seu plano contratado e aplicativos digitais

CLARO S.A. LUCILENE MACIEL COELHO Código Cliente: 00114066754-0000 UF: AM VIA ÚNICA
AV PRESIDENTE KENNEDY 1020 - BL 01C -
CO R CRUZEIRO DO SUL 00005 Data Emissão: 04/01/2019 NF: 000488107
CEP: 69070625 MANAUS - AM COMPENSA
CNPJ: 40.432.544/0243-21 MANAUS - AM Nº Fatura: 1901930689962 Série: B2
I.E.: 42.229.880 CPF/CNPJ: 653.416.602-00 I.E.: ISENTO

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÃO

RESUMO DOS SERVIÇOS PRESTADOS/ORIGEM ALÍQ. ICMS ICMS PIS COFINS VALOR(R$)
NET FONE VIA EMBRATEL / NET FONE VIA EMBRATE 30,00 3,17 10,58

Reservado ao Fisco:
3b6d.9047.ae1b.a1ed.c6c6.7bfc.d115.71d3

VALOR TOTAL BASE DE CÁLCULO ICMS ALÍQUOTA VALOR DO ICMS VALOR ISENTO VALOR OUTROS
10,58 10,58 30,00 3,17 0,00 0,00

TOTAL: 10,58 10,58 3,17 0,00 0,00

MENSAGEM:
1 - ESTE DOCUMENTO DESTINA-SE, APENAS , A ATENDIMENTO A INFORMAÇÕES DA CARATER FISCAL
NÃO DEVE SER UTILIZADO PARA PAGAMENTO DE SERVIÇOS
Lei 12.741/12 - Tributos Federais (PIS e COFINS) 3,65% - ICMS TOTAL 3,17
Contribuição FUST null FONE = R$ 0,07 / Contribuição FUNTTEL null FONE = R$ 0,03
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 15

A
Atendimento Combo Multi - Ligue:
0800 723 6626

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC744.
Atendimento ao deficiente auditivo e
da fala - Ligue 0800 721 7707
LUCILENE MACIEL COELHO Na Web - www.net.com.br
R FREI SABINO 5
COMPENSA
69035 - 690 MANAUS AM

Data de Vencimento: 05/02/19


Saldo de pontos em 08/01/19 325
Pontos resgatados em 12/18 0

Número do seu Claro Período de Uso Vencimento Total a Pagar


92 98408 0366 de 08/12/2018 a 07/01/2019 05/02/2019 R$ 44,99

Valor pago na última conta: R$ 46,03


AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEB
Veja aqui o que está sendo cobrado
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED
Individuais
Oferta Conjunta Claro MIX R$ 44,99
Aplicativos Digitais -
Controle Mais 2,5GB + Minutos Locais Ilimitados (145) -
Total do Mês R$ 44,99
AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEB
F Total a Pagar R$ 44,99 F
F F
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED

Veja no verso os detalhes do seu plano e serviços.


AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEB
Mensagens Importantes
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED
F Aproveite a melhor programação da TV por assinatura em HD com NOW, as megavelocidades da sua banda larga, o telefone mais econômico, e F
F F
seu celular Claro com muito mais vantagens e facilidades.
F F
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED

ATENÇÃO: Conta para simples conferência. Prezado cliente, essa fatura não deverá ser paga.

A
Pág. 1 / 2
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
fls. 16
AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEB
Regras de Suspensões
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED
F (*) Em cumprimento ao artigo 43 §2º da lei n. 8078/1990 e ao artigo 51, § 1º e 3º da Resolução n. 632/2014 da ANATEL, a Claro informa: F
F Art. 90 - Transcorrido 15 (quinze) dias da notificação de existência de débito vencido, o Consumidor poderá ter suspenso parcialmente o provimento do serviço. F
F Art. 93 - Transcorrido 30 (trinta) dias da suspensão parcial, o Consumidor poderá ter suspenso total o provimento do serviço. F
F Art. 97 - Transcorrido 30 (trinta) dias da suspensão Total do serviço, o Contrato de Prestação de Serviço pode ser rescindido. F
Parágrafo Único: Rescindindo o Contrato de Prestação de Serviço, poderá ocorrer a inclusão no Registro do débito nos sistemas de proteção ao crédito.
F F
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC744.
AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEB
Documento Financeiro Nº 000397127 /012019
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED
Descrição Valor Cobrado (R$)
Aplicativos Digitais - Claro Games 8,50
Aplicativos Digitais - Claro Vídeo 10,00
AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE EEB
F Valor Total dos Serviços R$ 18,50 F
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE EEED
Tributo Federal (PIS e COFINS) - Percentual aproximado = 3,65%

Nota Fiscal de Serviços de Telecomunicações N° 000525227/012019

Claro S/A LUCILENE MACIEL COELHO Modelo: 22 Serie B23 Via Única
Av. Pres. Kennedy, 1020 Colonia Olivei R FREI SABINO 5 Data de Emissão: 08/01/2019
CEP 69070 - 625 - Manaus - AM COMPENSA Período: 08/12/2018 à 07/01/2019
CNPJ 40.432.544/0243-21 69035 - 690 MANAUS AM CFOP: 5307
Inscrição Estadual: 04222988-0
Atendimento Combo Multi: 0800 723 6626 CPF/CNPJ: 653.416.602-00 AEEEEEEEEEEEEEE EB
www.net.com.br Nº da Conta: 109732932 Reservado ao Fisco:
Nº do Cliente: 103465261 F b51d.9776.9e85.566a.01a6.b350.164d.52dc F
CEEEEEEEEEEEEEED
AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEB
Tributo Estadual ICMS Base de Cálculo (R$): 26,49 Aliquota (%): 30,00 Valor (R$): 7,95 Isento/Não Tributável (R$): -
F F
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED
Base de Cálculo (R$) ICMS Valor ICMS Isento/Não Tributável (R$) Valor (R$)
Serviços
Controle Mais 2,5GB + Minutos Locais Ilimitados -Franquia Li 6,62 1,99 - 6,62
Controle Mais 2,5GB + Minutos Locais Ilimitados -Internet 19,87 5,96 - 19,87
AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEB
Valor Total da Nota Fiscal 26,49 7,95 - 26,49
CEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED
Contribuição para o Fust 1% e Funttel 0,5% sobre os valores dos serviços de telecomunicações - Não repassados ao cliente.
Tributos Federais (PIS e COFINS) 3,65%

Pág. 2 / 2
fls. 17

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC744.
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Vestibular 2018 - Acesso 2019 - UEA fls. 18
CANDIDATOS CONVOCADOS PARA MATRÍCULA - 3ª Chamada
nome
ABRAIN BARGAS DA SILVA JUNIOR - 30614660 03075 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Tefé
ADRIANA DA SILVA GUIMARAES - 3083661 03076 - Licenciatura em História - Noturno - Parintins
ADRIANNO DE SENA GOMES - 3008523 02037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
AFONSO HENRIQUE TORRES LUCAS - 29942853 02039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC745.
ALAN CHRISTIAN BARBOSA DA SILVA - 34065504 02108 - Licenciatura em Química - Vespertino - Parintins
ALAN THIAGO SANTOS DE OLIVEIRA - 32091710 01114 - Sistemas de Informação - Integral - Manaus
ALCEMIR DA SILVA ALBERTINO NETO - 3114938 01039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus
ALESSANDRO GOMES DA SILVA - 29514754 02077 - Licenciatura em História - Noturno - Tefé
ALEXANDRE CHIES FILHO - 27745635 02037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
ALEXANDRE DE MELO RENDA - 15180204 02031 - Ciências Econômicas - Noturno - Manaus
ALINE CAMPOS OLIVEIRA - 2043188 02102 - Licenciatura em Pedagogia - Matutino - Manaus
ALINE OLIVEIRA MOTA - 2789750 02014 - Bacharelado em Dança - Vespertino - Manaus
ALVARO SANGAMA PISSANO - 29831237 08094 - Licenciatura em Matemática - Matutino - Tabatinga
ANA BEATRIZ CASTRO DE JESUS - 308611 01072 - Licenciatura em Geografia - Matutino - Manaus
ANA CAROLINA NOGUEIRA ROCHA LIMA - 20074863066 07111 - Medicina - Integral - Manaus
ANA CAROLINE PANTOJA SANTOS - 28841808 02049 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Noturno - Manaus
ANA CLAUDIA SOARES DA SILVA - 3667106 03077 - Licenciatura em História - Noturno - Tefé
ANA GABRIELA DE SOUZA COSTA - 3117118 01019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
ANA JULIA MENDES WECKNER PALHETA - 31520294 02112 - Meteorologia - Integral - Manaus
ANA LUIZA NASCIMENTO RODRIGUES - 29758157 01090 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Manaus
ANA PAULA FARIAS DE LIMA - 3121047 03026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
ANDERSON CARLOS VIANA DA CONCEICAO - 25559311 01073 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Manaus
ANDERSON DE OLIVEIRA MOREIRA - 32020120 05034 - Enfermagem - Integral - Manaus
ANDRE LUCAS DA SILVA LIMA - 26525097 02001 - Administração - Noturno - Manaus
ANDRE REBELO SOUSA - 3378313 01004 - Administração - Vespertino - Manaus
ANDRESA BASSANI - 30381126 02046 - Engenharia Química - Integral - Manaus
ANDRESA TRAVASSOS DA SILVA - 33820015 01103 - Licenciatura em Pedagogia - Noturno - Manaus
ANDRESSA FERREIRA DE ALMEIDA LEITE - 32677618 01001 - Administração - Noturno - Manaus
ANDREW DE SOUZA VIANA - 26747693 02035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
ARIADNE ALEIXO DA SILVA MONTEIRO - 21762589 02030 - Ciências Econômicas - Matutino - Manaus
AROLDO MENEZES DA SILVA JUNIOR - 23033657 02053 - Licenciatura em Computação - Vespertino - Manaus
ASAPH SEIXAS DOS SANTOS - 30448360 05111 - Medicina - Integral - Manaus
ATEMILTO APARICIO CRUZ - 16669037 02094 - Licenciatura em Matemática - Matutino - Tabatinga
BEATRIZ ARAUJO DE OLIVEIRA - 2992418 02032 - Direito - Noturno - Manaus
BEATRIZ BEZERRA MAIA - 23052937 01001 - Administração - Noturno - Manaus
BEATRIZ DA SILVA SIQUEIRA - 32162006 01105 - Licenciatura em Pedagogia - Vespertino - Parintins
BEATRIZ MARTELET VIANA - 27829006 01026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
BEATRIZ SOUZA PIMENTEL - 30454646 01032 - Direito - Noturno - Manaus
BRAYAN CRISTIAN DE OLIVEIRA MENDONCA - 3188769 03040 - Engenharia de Materiais - Noturno - Manaus
BRUNO DE LIMA BARBOSA - 28305787 07067 - Licenciatura em Educação Física - Vespertino - Manaus
BRUNO EDUARDO DE JESUS RITTA - 2969437 01041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
BRUNO ROSAS TAKATANI - 3034188 01031 - Ciências Econômicas - Noturno - Manaus
BRUNO TAVARES DO NASCIMENTO - 27743314 01053 - Licenciatura em Computação - Vespertino - Manaus
CAINA DE FREITAS ALMEIDA - 27519635 05111 - Medicina - Integral - Manaus
CAIO LUCAS SANTOS DA SILVA NEVES - 3311619 02004 - Administração - Vespertino - Manaus
CAIO VINICIUS SILVA DE AZEVEDO - 2922327-0 01043 - Engenharia Florestal - Integral - Itacoatiara
CAMILA SAMPAIO FEITOSA - 299424426 02029 - Ciências Contábeis - Noturno - Manaus
CARLA FERNANDA DE LIMA PEREIRA - 6175695 03046 - Engenharia Química - Integral - Manaus
CARLOS EDUARDO FRANCO DE SOUZA - 2895487 03097 - Licenciatura em Matemática - Noturno - Tabatinga
CASSIA ANDRADE FRANCO - 30890888 01091 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Tabatinga
CHRISTYAN MORAIS OLIVEIRA - 31965377 01035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
CRISLOM SANTAREM DA SILVA JUNIOR - 8445880 03076 - Licenciatura em História - Noturno - Parintins
CRISTIENE DE OLIVEIRA ARAUJO - 27816400 01102 - Licenciatura em Pedagogia - Matutino - Manaus
DANIEL VICENCIO MELO MARCOLINO - 28144619 02035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
DANIELI MILLER SILVA - 31630405 01094 - Licenciatura em Matemática - Matutino - Tabatinga

1
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Vestibular 2018 - Acesso 2019 - UEA fls. 19
CANDIDATOS CONVOCADOS PARA MATRÍCULA - 3ª Chamada
nome
DANILO AKEL LIMA CAVALCANTE - 2857850 03030 - Ciências Econômicas - Matutino - Manaus
DAVI DE ANDRADE PORTELINHA - 3102791 02037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
DEBORA RIKER GOMES - 3286926 03073 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Manaus
DEBORAH DENIESLI DE LIMA - 3177727 02102 - Licenciatura em Pedagogia - Matutino - Manaus

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC745.
DENIZE PEREIRA CAMPOS - 271701077 01043 - Engenharia Florestal - Integral - Itacoatiara
DIRENELZA DE SOUZA NASCIMENTO - 17795630 01051 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Vespertino - Tabatinga
DOMINGOS SAULO XAVIER CANTUARIA DOS REIS - 3255707 02041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
DRIELLY MARQUES MUNIZ - 22795510 01029 - Ciências Contábeis - Noturno - Manaus
ECRISCIOMARA DE SOUZA SANTOS - 26217686 01052 - Licenciatura em Computação - Noturno - Itacoatiara
EDIENE DE SOUZA RIBEIRO - 3014294 01052 - Licenciatura em Computação - Noturno - Itacoatiara
EDUARDO JOSE GONCALVES CORREA - 22916768 03030 - Ciências Econômicas - Matutino - Manaus
EDUARDO SOUZA DE FREITAS - 2719849 01041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
EDUARDO TEIXEIRA DO NASCIMENTO FILHO - 32112505 02045 - Engenharia Naval - Integral - Manaus
ELIETH DOS SANTOS APARICIO - 15566234 01091 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Tabatinga
EMANUEL CARLOS MARTINS DA CRUZ MARQUES - 28759613 01105 - Licenciatura em Pedagogia - Vespertino - Parintins
EMANUEL MOLDES NASCIMENTO - 3383946 01044 - Engenharia Mecânica - Integral - Manaus
EMANUELE XAVIER PEIXOTO - 2490160 02103 - Licenciatura em Pedagogia - Noturno - Manaus
EMILY KELLY SANTANA E SILVA - 2976739 02030 - Ciências Econômicas - Matutino - Manaus
EMMANUEL AVELINO DE LIMA - 22496157 05111 - Medicina - Integral - Manaus
ERICKSON DE SALES PERES - 19917201 09001 - Administração - Noturno - Manaus
ESTHER PEREIRA ABENSUR - 2628569 06034 - Enfermagem - Integral - Manaus
EUDER RAMON FERREIRA ALVES - 2924101-4323 03095 - Licenciatura em Matemática - Noturno - Manaus
EVELLYN SILVA CASTRO - 3281187 01032 - Direito - Noturno - Manaus
EVERTON BEZERRA DEFARIAS - 6588029 03100 - Licenciatura em Música - Noturno - Manaus
EWERTON CARNEIRO DA SILVA - 25099299 03031 - Ciências Econômicas - Noturno - Manaus
FABRICIO SANTOS DA SILVA - 3318507 01035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
FELIPE CASTRO RODRIGUES - 36125644 01050 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Noturno - Tefé
FERNANDO SILVA PELEGRINE - 2741610 01032 - Direito - Noturno - Manaus
FLAVIA CAVALCANTI GESTA DE MELO - 22255826 06111 - Medicina - Integral - Manaus
FRACIMEIRE OLIVEIRA SILVA - 31687822 01051 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Vespertino - Tabatinga
FRANCISCO ABREU DA SILVA FILHO - 29055750 01042 - Engenharia Eletrônica - Noturno - Manaus
FRANKLIN VOLGA ANTUNES DIAS - 32212798 01041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
GABRIEL COSTA BARBOSA - 27044033 02029 - Ciências Contábeis - Noturno - Manaus
GABRIEL DA CAMARA CORDOVA CRUZ - 2996152 02004 - Administração - Vespertino - Manaus
GABRIEL JOSHUA CALDAS GILA - 324742600 03041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
GABRIEL PACHECO SANTOS - 31191061 02093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus
GABRIELA ANDRADE RIOS - 3311595 03051 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Vespertino - Tabatinga
GABRIELA NARANJO ALBUQUERQUE - 31085113 02047 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Matutino - Manaus
GABRIELE AZEVEDO NOGUEIRA - 31059864 03004 - Administração - Vespertino - Manaus
GABRIELE BASTOS TAVARES - 31884768 02112 - Meteorologia - Integral - Manaus
GABRIELE CRISTINE GARCEZ LOPES - 32985940 01039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus
GABRIELLE FABAR SANTOS SIQUEIRA - 19456778 02033 - Direito - Vespertino - Manaus
GERISON BEZERRA DA FONSECA - 30627648 01097 - Licenciatura em Matemática - Noturno - Tabatinga
GILSON AMORIM DA SILVA - 10107509 02072 - Licenciatura em Geografia - Matutino - Manaus
GIOVANA DOS SANTOS COUTO - 385911014 01033 - Direito - Vespertino - Manaus
GIOVANA SILVESTRE RAMIRO - 1231596 07111 - Medicina - Integral - Manaus
GIOVANNA OLIVEIRA DE LIMA - 3243096 01041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
GUILHERME ARAUJO QUEIROGA - 3105029-8 02046 - Engenharia Química - Integral - Manaus
GUILHERME AUGUSTO CLAUDINO VIEIRA - 3309652 01044 - Engenharia Mecânica - Integral - Manaus
GUILHERME DA SILVA ELESBAO - 27931960 02039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus
GUILHERME OLIVEIRA FREITAS - 23894679 03093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus
GUSTAVO MONTEIRO PEREIRA - 31727263 02098 - Licenciatura em Matemática - Vespertino - Manaus
HADASSA RIBEIRO FEITOSA - 3034437-9 01038 - Engenharia da Produção - Integral - Manaus
HELIELZA BRITO DA SILVA - 17652537 01076 - Licenciatura em História - Noturno - Parintins
HUGO HENRIQUE DA SILVA VASQUES - 35175680 01050 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Noturno - Tefé

2
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Vestibular 2018 - Acesso 2019 - UEA fls. 20
CANDIDATOS CONVOCADOS PARA MATRÍCULA - 3ª Chamada
nome
IAN MATEUS RIBEIRO DE SOUZA - 2192929 01037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
INGRYD CAVALCANTE DE LIMA NUNES - 33280908 03019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
IRENE SAMILLA CAIADO ARAUJO - 29010241 01013 - Bacharelado em Dança - Noturno - Manaus
ISABELLE COLARES DA SILVA - 2144572 02046 - Engenharia Química - Integral - Manaus

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC745.
ISABELLY BEZERRA SANTOS - 31793703 01046 - Engenharia Química - Integral - Manaus
ITALO DA SILVA MANSO - 3345630 01032 - Direito - Noturno - Manaus
IURI BENZECRY CARNEIRO DE SOUSA - 2398067 02004 - Administração - Vespertino - Manaus
IVAN MATOS ORTIZ - 2056648 02035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
IVELLY MARIA DA SILVA GONCALVES - 28110200 03043 - Engenharia Florestal - Integral - Itacoatiara
IZAIR DOS SANTOS HAYAME - 3090978-3 08019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
IZANDRO DENILKLY CRUZ DA SILVA - 1200711156 01044 - Engenharia Mecânica - Integral - Manaus
JACOB BEMERGUI NETO - 3037121 01112 - Meteorologia - Integral - Manaus
JAINISON NORONHA PINEDO - 231704844 01091 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Tabatinga
JEANINE LOPES AREVALO - 29017513 01094 - Licenciatura em Matemática - Matutino - Tabatinga
JEFFERSON SAMPAIO MAIA - 16440633 02095 - Licenciatura em Matemática - Noturno - Manaus
JEOVAN DA SILVA CAVALCANTE - 33362637 05067 - Licenciatura em Educação Física - Vespertino - Manaus
JESSICA ALVES DA MOTA - 23544406 03031 - Ciências Econômicas - Noturno - Manaus
JOAO MARCELO ALMEIDA PESSOA - 2900637 01047 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Matutino - Manaus
JOAO PEDRO SOUZA MARINHO - 3283342 03039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus
JOAO VICTOR DE ANDRADE PACHECO - 29688035 01049 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Noturno - Manaus
JOCILENE VASCONCELOS ARAUJO - 26277859 08026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
JORDAN CRISTHIAN DA SILVA RAMOS - 3124173 02041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
JORGE FIGUEREDO ALVES - 2959453 08004 - Administração - Vespertino - Manaus
JOSE BAPTISTA VIDAL PESSOA NETO - 24854808 02035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
JOSE BRUNO OLIVEIRA DE OLIVEIRA - 28021460 02033 - Direito - Vespertino - Manaus
JOSE CARLOS COSTA CERQUEIRA NETO - 3140608 02001 - Administração - Noturno - Manaus
JOSE VINICIUS MAR DE BRITO - 31643752 01019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
JOSIANE ALVES DA ROCHA - 16862929 03075 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Tefé
JOSUE LOPES PIRES - 10271660 03075 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Tefé
JULIANA DE SOUZA SOARES - 28849787 01019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
JULIANA MARIA DA CRUZ COUTINHO - 3032922 01102 - Licenciatura em Pedagogia - Matutino - Manaus
JULIE SALES CARDOSO - 28226283 01033 - Direito - Vespertino - Manaus
JULIO CESAR DOS SANTOS MARIALVA - 30827175 01013 - Bacharelado em Dança - Noturno - Manaus
JURIMAR MELO DA SILVA - 28680529 03098 - Licenciatura em Matemática - Vespertino - Manaus
KALINE NASCIMENTO CALDAS - 25412744 01091 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Tabatinga
KARINA MACEDO GOMES - 3274724 01033 - Direito - Vespertino - Manaus
KEITIANE DA SILVA DANTAS - 34496262 01093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus
LAISA GIOVANNA RABELO CRISTO GONDIM - 2994815 02026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
LARAH CAROLYNA TOLEDO VASCONCELOS - 29113814 02035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
LARISSA DOS SANTOS CASTRO - 3111649 03047 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Matutino - Manaus
LAURA LIRA DOS REIS - 2745123 02030 - Ciências Econômicas - Matutino - Manaus
LEANDRO AQUINO DA SILVA - 30245001 01001 - Administração - Noturno - Manaus
LEONARDO DA SILVA PORTELA - 29227160 01038 - Engenharia da Produção - Integral - Manaus
LEONEL COUTO DE LIMA - 23634103 03035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
LICIANE CORDOVIL BARBOSA - 31665942 01072 - Licenciatura em Geografia - Matutino - Manaus
LINDALVA MARQUES DA SILVA - 86857899 02073 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Manaus
LIVIA MARTINS ANDRADE - 30911567 02033 - Direito - Vespertino - Manaus
LORENA EMANUELA GOMES DE SOUZA - 3011593 03102 - Licenciatura em Pedagogia - Matutino - Manaus
LORENA SOUSA SANTAREM - 8365234 07113 - Odontologia - Integral - Manaus
LUAN HENRIQUE COELHO PRADO - 29375231 02098 - Licenciatura em Matemática - Vespertino - Manaus
LUCAS BARBOSA LEITE LADEIRA - 3044795 02039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus
LUCAS BERALDI DE CARLI - 30678110 02001 - Administração - Noturno - Manaus
LUCAS BORBOREMA NAKAJIMA - 22514309 02037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
LUCAS DUARTE BARBOSA - 29824958 02047 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Matutino - Manaus
LUCAS EDUARDO AMORIM DE CATRO - 31153763 02050 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Noturno - Tefé

3
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Vestibular 2018 - Acesso 2019 - UEA fls. 21
CANDIDATOS CONVOCADOS PARA MATRÍCULA - 3ª Chamada
nome
LUCAS GEOVAN FARIAS LIMA - 2755756 02046 - Engenharia Química - Integral - Manaus
LUCAS MENDONCA FRANCA - 3073902 01095 - Licenciatura em Matemática - Noturno - Manaus
LUCAS MIGLIORIN DA ROSA - 2777053 02037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
LUCAS TAINAN MOURA MACIEL - 31527906 03037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC745.
LUIZ FELIPE NASCIMENTO DE ABREU LEAL - 33420416 01098 - Licenciatura em Matemática - Vespertino - Manaus
LUIZ FILIPE BEZERRA BARROS - 33838665 01090 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Manaus
LUIZ HENRIQUE CRUZ LEAO - 31311628 02004 - Administração - Vespertino - Manaus
LUIZ MIGUEL LIRA ANTUNES DA SILVA - 2978603 02044 - Engenharia Mecânica - Integral - Manaus
MANOEL JUCIAM RAMOS DA SILVA JUNIOR - 33156824 02073 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Manaus
MANOEL NOGUEIRA BARROS - 18079970 01075 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Tefé
MARCELO DA SILVA PONCIANO - 30261031 08067 - Licenciatura em Educação Física - Vespertino - Manaus
MARCELO JORGE GUIMARAES LIMA - 18624 01029 - Ciências Contábeis - Noturno - Manaus
MARCO ANTONIO DA SILVA RIBEIRO CASTRO - 3288931 06111 - Medicina - Integral - Manaus
MARCOS ANDRE DE ALENCAR CARVALHO - 3260804 01045 - Engenharia Naval - Integral - Manaus
MARCOS OLIVEIRA NETO - 2766814 02045 - Engenharia Naval - Integral - Manaus
MARCOS VICTOR SILVEIRA GONCALVES - 2998443 02030 - Ciências Econômicas - Matutino - Manaus
MARIA GABRIELA QUEIROZ NOGUEIRA CARVALHO BELASQUE - 32765010 01033 - Direito - Vespertino - Manaus
MARIA HELENA DA CUNHA MOTA CAMPOS - 3252640 01019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
MARIA RITA BRITO SOUSA - 2893369 02026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
MARIA THAIS ARAUJO DE MATOS - 3328645 02093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus
MARISA NUNES GUEDES - 270089400 05111 - Medicina - Integral - Manaus
MARLESON HENDRIX SILVA DE LIMA - 26778033 01045 - Engenharia Naval - Integral - Manaus
MARTA SILVA DA SILVA - 3053533 04067 - Licenciatura em Educação Física - Vespertino - Manaus
MATEUS SILVA BORDA - 3127986 05111 - Medicina - Integral - Manaus
MATHEUS VINICIUS DA SILVA E SILVA - 3160964 02019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
MATHEUS WENDEL GOMES VINHOTE - 29436230 01018 - Bacharelado em Turismo - Noturno - Manaus
MAXWEL LUIZ LIMA DE ABREU - 31126731 01072 - Licenciatura em Geografia - Matutino - Manaus
MAYLSON AMORIM RODRIGUES - 26174421 01026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
MICAEL LUCAS MELO LAGO - 30545234 03030 - Ciências Econômicas - Matutino - Manaus
MICAELA COSTA CAVALCANTE - 21469407 06111 - Medicina - Integral - Manaus
MILTON HONORIO PINHEIRO NETO - 3119859 01037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
MYCHEL SOUZA DE OLIVEIRA - 19352859 01073 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Manaus
MYLLENA FERNANDES DOS ANJOS - 2622559 01038 - Engenharia da Produção - Integral - Manaus
NATALI DA MASCENA DE SOUZA - 3098602 01090 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Manaus
NATALIA FRANCISCA PEREIRA FRANCO - 324316433 02103 - Licenciatura em Pedagogia - Noturno - Manaus
NATALIA REBECA TEIXEIRA DA SILVA - 31861270 02103 - Licenciatura em Pedagogia - Noturno - Manaus
NATHALIA DA COSTA E COSTA - 33449392 01072 - Licenciatura em Geografia - Matutino - Manaus
NATHAN CARVALHO PINHEIRO - 2864112 01032 - Direito - Noturno - Manaus
NAYANE YASMIN RODRIGUES SILVA - 31180736 01098 - Licenciatura em Matemática - Vespertino - Manaus
NICOLE AUGUSTO DA SILVA LIMA - 31996531 02114 - Sistemas de Informação - Integral - Manaus
NICOLE DIMITRIA SOUZA TAUMATURGO - 34979115 03041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
NICOLE STEFANNY BATISTA DE LIMA - 29973651 01001 - Administração - Noturno - Manaus
NICOLLE BIANCA DA SILVA CHAGAS - 2401669 02026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
NICOLY LOPES CALDAS - 2732631 04067 - Licenciatura em Educação Física - Vespertino - Manaus
NYCOLAS MARAES DA SILVA - 32754469 01035 - Engenharia Civil - Integral - Manaus
ODIVAM BRAGA CORDEIRO - 30502276 01074 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Tabatinga
PATRICK RIBEIRO DE ALMEIDA - 34673288 03072 - Licenciatura em Geografia - Matutino - Manaus
PAULA GABRIELA DE PAULA LIMA - 3323288 02047 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Matutino - Manaus
PAULO CESAR PAZ DE ARAUJO - 15706567 03032 - Direito - Noturno - Manaus
PAULO JUNIOR DA SILVA MENEZES - 22102817 02019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
PAULO MAURICIO DE MENDONCA OLIVEIRA - 21247544 02026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
PEDRO OLIVEIRA COELHO NETO - 2752542 06111 - Medicina - Integral - Manaus
PHAMELLA VICTORIA SANTOS DE PAIVA SOUZA - 3008734 02046 - Engenharia Química - Integral - Manaus
RAFAEL ALMEIDA DA SILVA - 32171587 01039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus
RAFAELA NORMANDO MAIA - 2931354 02047 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Matutino - Manaus

4
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Vestibular 2018 - Acesso 2019 - UEA fls. 22
CANDIDATOS CONVOCADOS PARA MATRÍCULA - 3ª Chamada
nome
RAIMUNDO ALEXSANDRO FREITAS SARMENTO - 19468 03018 - Bacharelado em Turismo - Noturno - Manaus
RAIWAN DE SOUSA PINTO - 28364015 03093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus
RAMON DE OLIVEIRA FARIAS - 2895939 01031 - Ciências Econômicas - Noturno - Manaus
RAQUEL VITORIA DUTRA DA SILVA - 30833485 02093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC745.
RAYANNE PENA CAMPOS - 29968810 01029 - Ciências Contábeis - Noturno - Manaus
REGIANE DE SOUZA RODRIGUES - 35166959 01077 - Licenciatura em História - Noturno - Tefé
RICARDO RAMIRES BATISTA - 23124520 03074 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Tabatinga
ROBER GUERREIRO BENEDITO - 0208617258 08091 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Tabatinga
ROBERTH SEABRA BATISTA - 3262515 01112 - Meteorologia - Integral - Manaus
ROBERVAL BARBOSA DA SILVA JUNIOR - 10104151 09033 - Direito - Vespertino - Manaus
RODRIGO DA SILVA PINHEIRO - 21544301 02030 - Ciências Econômicas - Matutino - Manaus
ROMAO CHARLES SILVA E SILVA - 33128278 02044 - Engenharia Mecânica - Integral - Manaus
RONALDO BEZERRA DE CARVALHO - 29841542 01075 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Tefé
RUAN DOS SANTOS SOLIMOES - 27295133 01053 - Licenciatura em Computação - Vespertino - Manaus
RUTEMBERG VILAR DE CARVALHO JUNIOR - 3549132 07111 - Medicina - Integral - Manaus
SABRINA RAFAELA DO CARMO DAVILA - 305235591 02017 - Bacharelado em Teatro - Integral - Manaus
SALOMAO SOUZA MARINHO - 3080346 01105 - Licenciatura em Pedagogia - Vespertino - Parintins
SAMANTHA CARDOSO DE CARVALHO - 31075304 01019 - Bacharelado em Turismo - Vespertino - Manaus
SAMELA STEFANE PAIVA DOS SANTOS - 32545193 01049 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Noturno - Manaus
SARA FRANCISCA LUCAS SEABRA - 25733 01051 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Vespertino - Tabatinga
SAYURE TAQUITA MARQUES - 28911121 02018 - Bacharelado em Turismo - Noturno - Manaus
SHIRLEY MAURICIO RAMOS - 28642953 01091 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Tabatinga
SILLAS GABRIEL SARAIVA BOTELHO - 29891663 02026 - Ciências Contábeis - Matutino - Manaus
SIMONE DE ARAUJO DE ALENCAR - 33909970 01017 - Bacharelado em Teatro - Integral - Manaus
SINDELL AMAZONAS TOLEDO - 33526788 01093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus
STANLEY DE CARVALHO MONTEIRO - 33450820 03037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
STEPHANY CAROLINE MENEZES DA SILVA - 26990954 06111 - Medicina - Integral - Manaus
SUE ANN FERREIRA PONTES - 20994079 02105 - Licenciatura em Pedagogia - Vespertino - Parintins
TALITA DA SILVA SATIRO - 34181857 05034 - Enfermagem - Integral - Manaus
THAISE LUCAS MARTINS - 21518289 01051 - Licenciatura em Ciências Biológicas - Vespertino - Tabatinga
THAMILYS CANTEL COEME - 20347790 01095 - Licenciatura em Matemática - Noturno - Manaus
THIAGO FRANCO GONCALVES - 31242391 01093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus
THIAGO NARCISO EDWARDS MESQUITA - 02774857 01038 - Engenharia da Produção - Integral - Manaus
TIEMERSON CARVALHO ROCHA - 25951777 02052 - Licenciatura em Computação - Noturno - Itacoatiara
VALBER FIGUEIREDO DE ALMEIDA - 32590750 02098 - Licenciatura em Matemática - Vespertino - Manaus
VALERIA DOS SANTOS MARQUES - 27313131 02112 - Meteorologia - Integral - Manaus
VICTOR BRASIL DE PINA - 2994742 03037 - Engenharia da Computação - Integral - Manaus
VICTOR HUGO CABRAL DE PAULA - 28379411 01033 - Direito - Vespertino - Manaus
VICTOR HUGO KROEFF ARAUJO - 289539637 01041 - Engenharia Elétrica - Integral - Manaus
VICTOR HUGO MILEO FROTA - 2145447 02039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus
VICTORIA COSTA DE ARAUJO - 31331963 06111 - Medicina - Integral - Manaus
VINICIUS FARIAS SILVA - 32417918 01045 - Engenharia Naval - Integral - Manaus
VINICIUS NASCIMENTO DE LIMA TRAJANO - 2926417 02039 - Engenharia de Controle e Automação - Integral - Manaus
VITOR HASSAN LIMA ROCHA - 2624041 02032 - Direito - Noturno - Manaus
VITOR PEREIRA DE SOUZA - 2850634 01042 - Engenharia Eletrônica - Noturno - Manaus
VITORIA DA COSTA PEREIRA - 2006002031027 09111 - Medicina - Integral - Manaus
VIVIAN KARINE DA CRUZ TOURINHO - 35909722 01043 - Engenharia Florestal - Integral - Itacoatiara
VIVIANE MORAES DE MOURA - 34035869 01091 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Tabatinga
WALDINEIA MORAES MOURA - 15135411 02090 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Noturno - Manaus
WANDERLEY CARVALHO - 19471459 08074 - Licenciatura em Geografia - Noturno - Tabatinga
WELLINGTON SIMAS JACAUNA - 31961940 01108 - Licenciatura em Química - Vespertino - Parintins
WESLEY MAIA LEITE - 26081539 03045 - Engenharia Naval - Integral - Manaus
WEVERTON DA SILVA DOS SANTOS - 27297306 02097 - Licenciatura em Matemática - Noturno - Tabatinga
YANNA MARCELE NASCIMENTO DOS SANTOS - 2744550 03004 - Administração - Vespertino - Manaus
YASMIN FERNANDES MATOS - 2757154 02093 - Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa - Vespertino - Manaus

5
fls. 23

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC746.
fls. 24

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC747.
fls. 25

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC747.
fls. 26

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC747.
fls. 27

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC747.
fls. 28

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 15/02/2019 às 17:58 , sob o número 40007144020198040000.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDC747.
fls. 29

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDF3ED.
Poder Judiciário
Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas
Gabinete do Desembargador Sabino da Silva Marques

Central de Plantão Judicial de Segundo Grau


Mandado de Segurança n. 4000714-40.2019.8.04.0000
Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Advogada: Dr. Dejanne Raquel D oliveira Caldeira,
Impetrado: Universidade do Estado do Amazonas - Uea

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por SABINO DA SILVA MARQUES, liberado nos autos em 16/02/2019 às 14:16 .
01. Decisão

01.01. R.H, 16 de fevereiro de 2019, no Plantão Judicial


01.02. Trata-se de Mandado de Segurança com Pedido Liminar impetrado por
Luan Henrique Coelho Prado, assistido por sua genitora e representante legal, Lucilene
Maciel Coelho em face da Universidade Estadual do Amazonas – UEA e da
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino – SEDUC, no intuito de
evitar a concretização de dano irreparável consistente na impossibilidade de matrícula do
impetrante para o curso que foi aprovado (Licenciatura em Matemática – vespertino).
01.03. Relata que obteve êxito na aprovação em vestibular no Processo
Seletivo Macro da Universidade do Estado do Amazonas no Curso de Licenciatura em
Matemática - vespertino, conforme edital de chamada anexo, entretanto, possui
17(dezessete) anos e não concluiu ainda o Ensino Médio, requisito exigido para
ingresso em Curso de nível superior, tendo sido aprovado para o 3º ano do Ensino
Médio no Colégio Brasileiro Pedro Silvestre.
01.04. Segue relatando que diante da aprovação no vestibular, buscou a
Secretaria de Estado de Educação para realizar uma avaliação na qual pudesse
concluir o Ensino Médio e assim poder receber o Certificado de Conclusão para
realizar sua matricula. No entanto foi negado ao Impetrante a realização da prova em
razão da idade, por não ter 18(dezoito) anos. Ocorre que, tal requisito, idade superior
a 18 anos, só será alcançado pelo Impetrante após o encerramento da matrícula que
ocorrerá no período de 18 a 20 de fevereiro de 2019, conforme Edital nº015/2019
GR/UEA anexo.
01.05. Explica que para evitar a concretização de dano irreparável, não
restou alternativa se não acionar o Judiciário, a fim de que seja autorizado matricular-
se no Curso de Licenciatura em Matemática na Universidade do Estado do Amazonas
e que a SEDUC disponibilize os meios para que o Impetrante possa realizar uma
avaliação equivalente a conclusão do ensino médio.
01.06. Afirma que deve ser concedida a tutela antecipada, nos termos do
artigo 300 do Código de Processo Civil, pois no caso em análise, a prova inequívoca
da verossimilhança pode ser verificada diante da juntada da aprovação do Impetrante
no vestibular, mesmo sem a conclusão do ensino médio, o que é assegurado
constitucionalmente aos estudantes, acesso aos níveis mais elevados de ensino

Central de Plantão Judicial de Segundo Grau


Mandado de Segurança n. 4000714-40.2019.8.04.0000
*
fls. 30

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDF3ED.
Poder Judiciário
Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas
Gabinete do Desembargador Sabino da Silva Marques

segundo a sua capacidade, nos termos dos Arts.205 e 208 da CF. Por sua vez, o
perigo de dano este pode ser visivelmente percebido uma vez que o Edital de
matricula nº015/2019 - GR/UEA, estabelece o período de 18 a 20 de fevereiro de
2019, prazo exíguo, que encerrado acarretará a perda da vaga do Impetrante,
ocasionando lesão irreparável ou de difícil reparação o indeferimento da matricula, o
que evidencia o permissivo deferimento da medida liminar.

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por SABINO DA SILVA MARQUES, liberado nos autos em 16/02/2019 às 14:16 .
01.07. Requer, ao final, que seja concedida inaudita altera pars a tutela
antecipada, para determinar que a Impetrada UEA promova a matricula do Impetrante
no Curso de Licenciatura em Matemática - vespertino, em um dos dias aprazados no
edital, com o compromisso de entrega do Certificado de Conclusão do Ensino Médio e
Histórico Escolar logo após concluir o 3º ano através de exame supletivo pela
SEDUC; Que seja concedida inaudita altera pars a tutela antecipada, para determinar
que a Impetrada SEDUC autorize e disponibilize em prazo de 48h, sob pena de multa
a ser arbitrada por V. Exa., que o Impetrante realize a avaliação com objetivo de
conclusão do ensino médio e após aprovação emita o Certificado de Conclusão do
Ensino médio; Após, a notificação das Impetradas para prestar informações de praxe
no prazo legal, sob pena de confissão e revelia; Seja julgado procedente o presente
mandado de segurança tornando definitiva a tutela antecipada; Ainda a concessão
dos benefícios da Justiça Gratuita de acordo com o Art. 98 do CPC, uma vez que o
Requerente não pode arcar com as custas processuais sem prejuízo da própria
subsistência.
01.08. É o extrato necessário.Decido.
01.09. Em um superficial exame, do assunto trazido a este Plantão
Judicial, constatei a inviabilidade de análise nesta sede, tendo em vista que o serviço
do plantão judiciário destina-se exclusivamente à apreciação de medidas
consideradas urgentes que não puderem ser realizadas no horário normal de
expediente, o que não é o caso em questão. A Resolução n. 05/2016 estabelece que:

Art. 4.º Independentes de sua natureza, são matérias a serem


tratadas no plantão judicial apenas aquelas que não possam aguardar
o expediente forense ordinário, sob pena de perecimento do direito e
ineficácia da medida se determinada posteriormente, em especial:
I – Os pedidos de Habeas Corpus e Mandado de Segurança
conforme a competência jurisdicional determinada pela legislação
pertinente;
II – Comunicação das prisões em flagrante, bem como os pedidos de
liberdade provisória;
III – A representação para fins de prisão preventiva ou provisória,
proposta pela autoridade policial ou pelo Ministério Público,
demonstrada a inequívoca urgência;
IV – As tutelas provisórias de urgência, cautelar ou antecipada, em
caráter antecedente ou incidental.
V – Em 2.ª Instância, o desembargador plantonista apreciará as
medidas urgentes que se relacionem com a competência originária e
recursal do Tribunal de Justiça.

Central de Plantão Judicial de Segundo Grau


Mandado de Segurança n. 4000714-40.2019.8.04.0000
*
fls. 31

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FDF3ED.
Poder Judiciário
Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas
Gabinete do Desembargador Sabino da Silva Marques

01.10. Portanto, conforme prevê a Resolução referida e em análise


preliminar do caso, não se afere a urgência, a qual é necessária para apreciação da
questão em sede de plantão judicial.
01.11. Nesse contexto, entende-se que feitos dessa natureza devem ser
apreciados, desde o primeiro momento, pelo Desembargador que irá presidi-los e
instruí-los, uma vez que, entendimentos e decisões desencontradas poderão gerar

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por SABINO DA SILVA MARQUES, liberado nos autos em 16/02/2019 às 14:16 .
incomensuráveis prejuízos às partes, em especial, ao paciente.
01.12. Assim, a prudência recomenda sejam os presentes autos levados à
distribuição, para a apreciação mais acurada pelo Relator a quem couber por sorteio o
conhecimento e instrução.
01.13. Ante o exposto, encaminhe-se os autos a Coordenação de
Distribuição Processual de Segundo Grau a fim de que seja redistribuído ao relator para
julgamento do feito, em obediência ao princípio do juiz natural.
À Secretaria para as providências cabíveis ao caso. Cumpra-se.
Manaus, 16/02/2019.

Sabino da Silva Marques


Desembargador Plantonista
Portaria n.º 336/2019 - PTJ

Central de Plantão Judicial de Segundo Grau


Mandado de Segurança n. 4000714-40.2019.8.04.0000
*
fls. 32

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS


TRIBUNAL PLENO
PLANTÃO JUDICIAL DE SEGUNDO GRAU

PROCESSO N.º 4000714-40.2019.8.04.0000

CERTIDÃO

Certifico para os devidos fins que a Decisão, proferida pelo Exmo. Sr.
Desdor. Sabino da Silva Marques, Plantonista, está integralmente disponível para
consulta no site deste Tribunal de Justiça, tendo em vista tratar-se de processo virtual.

Manaus, 16 de fevereiro de 2019

Secretária
Conceição Liane P. Gomes
Mat. 655

TERMO DE REMESSA

Nesta data, faço remessa dos presentes autos à Coordenadoria de


Distribuição do 2.º Grau, conforme decisão exarada pelo Des. Sabino da Silva Marques -
Plantonista, em cumprimento ao disposto no Art. 10, § 1.º da Resolução n.º 05/2016, deste
Tribunal de Justiça, para as devidas providências.

Manaus, 16 de fevereiro de 2019

Secretária
Conceição Liane P. Gomes
Mat. 655
fls. 33

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FE74C0.
PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
Gabinete da Desembargadora Joana dos Santos Meirelles

Câmaras Reunidas

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 19/02/2019 às 13:27 .
Mandado de Segurança - Manaus
Processo n.º 4000714-40.2019.8.04.0000
Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Impetrado: Universidade do Estado do Amazonas - Uea, Secretaria de Estado de Educação e
Qualidade do Ensino - Seduc

DESPACHO

Trata-se de Mandado de Segurança com pedido de liminar impetrado por Luan

Henrique Coelho Prado contra a Universidade do Estado do Amazonas – UEA e Secretaria de

Estado de Educação e Qualidade do Ensino – SEDUC.

Em análise dos autos, verifico que o impetrante somente indicou à inicial a pessoa

jurídica, sem indicar, contudo, qual a autoridade coatora, nos termos exigidos pelo art. 6º da Lei

n. 12.016/2009, verbis:

Art. 6o A petição inicial, que deverá preencher os requisitos


estabelecidos pela lei processual, será apresentada em 2 (duas) vias
com os documentos que instruírem a primeira reproduzidos na
segunda e indicará, além da autoridade coatora, a pessoa jurídica que
esta integra, à qual se acha vinculada ou da qual exerce atribuições.

Diante destas razões, INTIME-SE o Impetrante para, querendo, emende a inicial no

prazo de 15 (quinze) dias, nos termos do art. 321, do CPC, sob pena de seu indeferimento.

À Secretaria, para as providências necessárias.

Manaus/AM, 19 de fevereiro de 2019.

Desembargadora Joana dos Santos Meirelles


Relatora
fls. 34

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 20/02/2019 às 07:52 , sob o número WEB19100041661.
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) DESEMBARGADOR (A)


RELATOR (A) DAS CÂMARAS REUNIDAS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FE955B.
ESTADO DO AMAZONAS

LUAN HENRIQUE COELHO PRADO, menor púbere, neste ato assistido por
sua genitora e representante legal, LUCILENE MACIEL COELHO, já qualificada no
processo em epígrafe, por suas advogadas infra-assinadas, vem, respeitosamente,
à presença de Vossa Excelência, apresentar

EMENDA A PETIÇÃO INICIAL

para RETIFICAR o polo passivo: em face de ato praticado pelo REITOR DA


UNIVERSIDADE ESTADUAL DO AMAZONAS - UEA, pessoa jurídica de direito
público, inscrita no CNPJ n.º 04.280.196/0001-76, com sede na Av. Djalma Batista,
3578, Flores, CEP n.º 69050-010, endereço eletrônico: reitor@uea.edu.br,
Manaus/AM e SECRETÁRIO DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E
QUALIDADE DO ENSINO - SEDUC, pessoa jurídica de direito público, CNPJ nº
04.312.419/0001-30, com sede na Rua Waldomiro Lustoza, 250, Japiim II, CEP:
69076-830, endereço eletrônico: gabinete@seduc.net, Manaus/AM, pelos fatos e
fundamentos que passa a expor:

Termos em que
requer deferimento.

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
fls. 35

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 20/02/2019 às 07:52 , sob o número WEB19100041661.
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

Manaus, 20 de fevereiro de 2019.

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FE955B.
Dejanne Raquel D’Oliveira Caldeira
OAB/AM nº 9.405

Elisângela Bastos do Nascimento Rolim


OAB/AM nº 11.688

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 3622-4416/98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
fls. 36

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 22/02/2019 às 09:15 , sob o número WEB19100045047.
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº 9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) DESEMBARGADOR (A)


RELATOR (A) DAS CÂMARAS REUNIDAS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF34B4.
ESTADO DO AMAZONAS

Processo Nº 4000714-40.2019.8.04.0000

LUAN HENRIQUE COELHO PRADO, menor púbere, neste ato assistido por
sua genitora e representante legal, LUCILENE MACIEL COELHO, já qualificada no
processo em epígrafe, por suas advogadas infra-assinadas, vem, respeitosamente,
à presença de Vossa Excelência, expor e requerer o que segue:

No dia 20/02/19 o Impetrante entregou os documentos para sua matricula


institucional na Impetrada UEA conforme documento anexo, restando, contudo
pendente o certificado de conclusão do ensino médio e histórico escolar com prazo
máximo de entrega até o dia 26/02/19.

Diante do exposto, requer a desistência do presente Mandado de Segurança


em relação ao Impetrado REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO
AMAZONAS – UEA, pugnando pelo regular prosseguimento do feito e análise da
liminar pleiteada em relação ao Impetrado SECRETÁRIO DA SECRETARIA DE
ESTADO DE EDUCAÇÃO E QUALIDADE DO ENSINO – SEDUC.

Termos em que
requer deferimento.

Manaus, 21 de fevereiro de 2019.

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040


Fone: 98182-1965/99517-1424
Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Dejanne Caldeira
Advogada - OAB/AM nº 9.405

OAB/AM nº 9.405

OAB/AM nº 11.688

Fone: 98182-1965/99517-1424
Dejanne Raquel D’Oliveira Caldeira

Elisângela Bastos do Nascimento Rolim

Rua Emílio Moreira, nº 218- Centro – Cep:69020-040

Email:dejanneraquel@gmail.com.br / eli_rolim@hotmail.com
Elisângela Bastos
Advogada – OAB /AM nº 11.688
fls. 37

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 22/02/2019 às 09:15 , sob o número WEB19100045047.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF34B4.
fls. 38

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 22/02/2019 às 09:15 , sob o número WEB19100045047.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF34B6.
fls. 39

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF46F3.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
PODER JUDICIÁRIO
Gabinete da Desembargadora JOANA DOS SANTOS MEIRELLES

Câmaras Reunidas
Mandado de Segurança nº 4000714-40.2019.8.04.0000 - Manaus
Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado (Representado por sua genitora Lucilene

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 22/02/2019 às 12:05 .
Maciel Coelho)
Advogado: Dejanne Raquel D oliveira Caldeira
Impetrado: Secretário de Estado de Educação e Qualidade do Ensino - SEDUC e Reitor
da Universidade do Estado do Amazonas - UEA

DECISÃO

Trata-se de Mandado de Segurança com Pedido Liminar impetrado por

Luan Henrique Coelho Prado, assistido por sua representante legal, Lucilene Maciel

Coelho, em face do Reitor da Universidade Estadual do Amazonas-UEA, bem como

do Secretário de Estado de Educação e Qualidade do Ensino-SEDUC.

Em síntese, o Impetrante alega que foi aprovado no Processo Seletivo

Macro da Universidade Estadual do Amazonas – UEA, para o curso de Licenciatura

em Matemática, razão porque foi convocado para realizar a matrícula no período de

18.02.2019 a 20.02.2019, ocasião em que necessitaria apresentar certificado de

conclusão de ensino médio.

Alega, contudo, que possui 17 (dezessete) anos e somente completará o

ensino médio no final do ano de 2019, no Colégio Brasileiro Pedro Silvestre, motivo

pelo qual procurou a Secretaria Estadual de Educação - SEDUC, a fim de realizar a

inscrição em curso supletivo para que, obtendo aproveitamento satisfatório, possa

adquirir o referido documento e acessar, desde já, o ensino superior.

Entretanto, afirma que o Órgão Estadual negou-lhe o direito de fazer a

prova, tendo em vista tratar-se de menor de 18 (dezoito) anos de idade.


fls. 40

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF46F3.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
PODER JUDICIÁRIO
Gabinete da Desembargadora JOANA DOS SANTOS MEIRELLES

Por tal razão, ingressou com a ação mandamental e requereu a

concessão de liminar, a fim de compelir a Universidade do Estado Amazonas-UEA a

realizar a sua matrícula no Curso de Licenciatura em Matemática – vespertino, nos

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 22/02/2019 às 12:05 .
dias aprazados no edital, com o compromisso de entrega do Certificado de Conclusão

do Ensino Médio e Histórico Escolar logo após concluir o 3º ano através de exame

supletivo pela SEDUC. Além disso, para determinar que a Secretaria Estadual de

Educação – SEDUC autorize e disponibilize, em prazo de 48h, sob pena de multa, que

o Impetrante realize a avaliação com objetivo de conclusão do ensino médio e após

aprovação emita o Certificado de Conclusão do Ensino médio.

Às fls. 36/37, o Impetrante afirma que lhe foi oportunizado a entrega do

Certificado de Conclusão do Curso até o dia 26.02.2019, em razão disso requereu a

desistência do presente Mandado de Segurança em relação ao Impetrado Reitor da

Universidade Estadual do Amazonas – UEA, pugnando o prosseguimento do feito

em análise da liminar pleiteada em relação ao Impetrado Secretário da Secretaria de

Educação e Qualidade do Ensino – SEDUC.

No fundamental, é o relatório.
Vieram-me os autos conclusos. Decido.

Conforme relatório, busca o Impetrante a concessão de liminar em

mandado de segurança, sob alegação de que, embora tenha obtido êxito no vestibular,

para o curso de Licenciatura em Matemática, na Universidade do Amazonas – UEA,

por falta de apresentação do certificado de conclusão de ensino médio, uma vez que a

Secretaria Estadual de Educação-SEDUC indeferiu a possibilidade de fazer o exame

supletivo, está impedido de efetuar a sua matrícula.

Pois bem.

A medida liminar em sede de mandado de segurança tem natureza


fls. 41

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF46F3.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
PODER JUDICIÁRIO
Gabinete da Desembargadora JOANA DOS SANTOS MEIRELLES

cautelar, estando a sua concessão, além dos pressupostos inerentes a todas as

demandas, condicionada ao preenchimento de dois requisitos genéricos: relevância

dos motivos em que se assenta o pedido inicial e a possibilidade de ocorrência de lesão

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 22/02/2019 às 12:05 .
irreparável do direito do autor, se vier a ser reconhecido na decisão de mérito.

Cuida-se, pois, da verificação da existência do fumus bonis iuris (fundamento

relevante) e do periculum in mora (risco de ineficácia da medida), os quais devem se

mostrar presentes já na peça inaugural, porquanto o mandado de segurança tem por

escopo impedir consequências danosas causadas por ato de autoridade pública,

caracterizado pela ilegalidade ou pelo abuso de poder.

A meu ver, a liminar deve ser concedida.

Na hipótese, foi impossibilitado ao Impetrante o direito de fazer supletivo,

ao argumento de que o mesmo não tinha 18 (dezoito) anos de idade.

De fato, o art. 38, da Lei nº 9.394/96, preleciona que:

Art. 38. Os sistemas de ensino manterão cursos e exames supletivos,


que compreenderão a base nacional comum do currículo, habilitando
ao prosseguimento de estudos em caráter regular.
§ 1º. Os exames a que se refere este artigo realizar-se-ão:
I - no nível de conclusão do ensino fundamental, para os maiores de
quinze anos;
II - no nível de conclusão do ensino médio, para os maiores de dezoito
anos.
§ 2º. Os conhecimentos e habilidades adquiridos pelos educandos por
meios informais serão aferidos e reconhecidos mediante exames.

Ocorre que, não obstante a referida norma estabeleça que os cursos e

exames supletivos, no nível de conclusão de ensino médio, são destinados aos maiores

de dezoito anos, tal limitação deve ser analisada à luz do Princípio da Razoabilidade.

É importante ressaltar que o artigo 208, inciso V, da Constituição Federal


fls. 42

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF46F3.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
PODER JUDICIÁRIO
Gabinete da Desembargadora JOANA DOS SANTOS MEIRELLES

determina a observância da capacidade do indivíduo como pressuposto para acesso

aos patamares mais elevados de ensino.

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 22/02/2019 às 12:05 .
No caso em exame, o Impetrante, embora seja menor de 18 (dezoito) anos

de idade, logrou êxito na aprovação de exame vestibular em universidade pública,

para ingresso no ensino superior, fato este que faz presumir a sua maturidade e

capacidade intelectual.

Isto é, apesar da restrição etária para a participação em curso supletivo, as

circunstâncias fáticas demonstram a sua aptidão, posto que, mesmo antes de encerrar

efetivamente o ensino médio da rede pública, já angariou a aprovação em processo

seletivo concorrido para curso universitário.

Desta maneira, a vedação legal deve ser, conforme já traçado alhures,

examinada em conformidade com o princípio da razoalibilidade, de forma a prestigiar

a capacidade intelectiva do adolescente e sua aptidão para avançar nos demais níveis

de ensino.

Além de tudo isso, não se pode olvidar que o ensino médio não possui

uma finalidade em si próprio, ou seja, não se conclui esta etapa com o objetivo de obter

condições para exercer atividades profissionais ou encerrar o ciclo de estudos, e sim,

como um passaporte para ingresso na universidade.

Logo, parece-nos desarrazoado impedir o ingresso do Impetrante no

ensino superior, máxime pelo fato de que, repisa-se, comprovou capacidade

intelectual.

Nestes termos, trago à colação os seguintes precedentes jurisprudenciais:

MANDADO DE SEGURANÇA. DIREITO ADMINISTRATIVO.


APROVAÇÃO NO ENEM (ENSINO NACIONAL DO ENSINO
fls. 43

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF46F3.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
PODER JUDICIÁRIO
Gabinete da Desembargadora JOANA DOS SANTOS MEIRELLES

MÉDIO). CERTIFICADO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO


PARA INGRESSO EM ENSINO SUPERIOR. IDADE MÍNIMA NÃO
PREENCHIDA QUE, NO ENTANTO, É INCAPAZ DE IMPEDIR O
ACESSO DA IMPETRANTE À EDUCAÇÃO, DIREITO

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 22/02/2019 às 12:05 .
CONSTITUCIONALMENTE ASSEGURADO. ASSIM, NORMAS
INFRACONSTITUCIONAIS DEVEM HARMONICAMENTE COM
ELA SEREM INTERPRETADAS. O CRITÉRIO ETÁRIO PARA O
ACESSO AOS NÍVEIS SUPERIORES DE ENSINO NÃO DEVE SER
MAIS IMPORTANTE QUE O CRITÉRIO PELO QUAL SE LEVA EM
CONTA A CAPACIDADE DO ESTUDANTE. CONCESSÃO DA
ORDEM. (DES. ODETE KNAACK DE SOUZA - Julgamento:
14/01/2014 - VIGESIMA SEGUNDA CAMARA CÍVEL.
0044269-71.2013.8.19.0000 - MANDADO DE SEGURANÇA)
MANDADO DE SEGURANÇA. DIREITO ADMINISTRATIVO.
Aprovação em vestibular para universidade pública com base nas
vagas destinadas aos aprovados no exame nacional do ensino médio
(ENEM) por meio do sistema de seleção unificada (SISU). Alegação de
direito à obtenção de certificado de conclusão do ensino médio em
razão da realização do ENEM, ainda que não tenha o impetrante
atingido a idade de 18 anos. Impetrante que demonstra capacidade
intelectual suficiente a cursar o Nível Superior, considerando não
apenas a aprovação no ENEM mas também a nota obtida, que lhe
garantiu o ingresso em Instituição Pública renomada de Ensino
Superior (UFF). Autor que foi aprovado no exame quando possuía 17
anos. Inexistência de comprovação de ausência de maturidade.
Requisito objetivo de idade constante da portaria normativa 144/12
que deverá ser mitigado, na forma da jurisprudência deste E.
Tribunal. Inteligência, ainda, do verbete sumular 284-TJRJ, que se
interpreta analogicamente. Ordem concedida. (TJRJ, 16.ª Câmara
Cível, MS n. 0050480- 89.2014.8.19.0000, rel. Des. MARCO AURÉLIO
BEZZERA DE MELO, j. 13/01/2015).

O Impetrante, demonstra que faz jus a sua pretensão, juntando aos autos a

convocação feita pela UEA, constando seu nome (fls. 20); declaração da SEDUC que o

aluno se encontra matriculado na 3° série do Ensino Médio; e edital de convocação

para realização da matrícula até dia 20 de fevereiro;

Quanto ao periculum in mora, resta evidenciado diante da proximidade de

expiração do prazo de matrícula na UEA – Universidade do Estado do Amazonas, que


fls. 44

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF46F3.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
PODER JUDICIÁRIO
Gabinete da Desembargadora JOANA DOS SANTOS MEIRELLES

ocorrerá em 26.02.2019, consoante fls. 36/37.

Por todas estas razões, a teor do art. 7º, §2º, da Lei n. 12.016/2009 c/c art. 1º,

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 22/02/2019 às 12:05 .
da Lei n. 9.494/97, DEFIRO o pedido de liminar formulado, para DETERMINAR que o

Secretário de Educação do Estado do Amazonas autorize e promova a avaliação com o

objetivo de o Impetrante concluir o ensino médio e, bem como, que, após a aprovação,

emita o Certificado de Conclusão do Ensino Médio, no prazo de 48h, sob pena de

multa de R$ 1.000,00 (mil reais).

Notifique-se a autoridade apontada como coatora, de forma urgente e por

todos os meios possíveis, para que preste informações e cientifique-se o ente, por meio

da Procuradoria Geral do Estado, dando-lhes o prazo comum de 10 (dez) dias, nos

termos do artigo 7º, incisos I e I, da Lei 12.016/09.

Transcorrido o prazo, prestadas ou não as informações, dê-se vista ao

Graduado Órgão Ministerial.

À Secretaria, para as providências necessárias.

Cumpra-se.

Manaus/AM, 21 de fevereiro de 2019.

Desembargadora JOANA DOS SANTOS MEIRELLES


Relatora
fls. 45

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF4AAF.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
Câmaras Reunidas

Manaus, 22 de fevereiro de 2019


Número: 4000714-40.2019.8.04.0000
Classe: Mandado de Segurança
Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Impetrados: Universidade do Estado do Amazonas - Uea e Secretaria de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino - Seduc
Advogado: Dejanne Raquel D oliveira Caldeira

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ROBERVAL WILKENS MARINHO, liberado nos autos em 22/02/2019 às 14:13 .
INTIMAÇÃO – PGE (AM)

De ordem do(a) Excelentíssimo(a) Senhor(a)


Desembargador(a) Joana dos Santos Meirelles, relator(a) dos autos em epígrafe,
encaminho a presente para tomar conhecimento do inteiro teor da Decisão exarada
às fls. 39/44.

Roberval Wilkens Marinho


Secretário

Luan Henrique Coelho PradoUniversidade do Estado do Amazonas - UeaSecretaria de


Estado de Educação e Qualidade do Ensino - Seduc e Dejanne Raquel D oliveira
Caldeira
fls. 46

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF4AFE.
Poder Judiciário
Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas
Câmaras Reunidas

OFÍCIO N.º 289/2019/CR Manaus, 22 de fevereiro de 2019.

A Sua Magnificência o(a) Senhor(a)


Reitor da Universidade do Estado do Amazonas - UEA
Endereço: Av. Djalma Batista, 3578, Flores
Nesta

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ROBERVAL WILKENS MARINHO, liberado nos autos em 22/02/2019 às 14:29 .
Assunto: Concessão de Liminar/Prestar informação

Senhor(a) Reitor(a),

De ordem do(a) Exmo(a). Sr(a). Desembargador(a) Joana dos


Santos Meirelles, Relator(a) nos autos de Mandado de Segurança n.º
4000714-40.2019.8.04.0000-Manaus(AM), em que é Impetrante Luan Henrique
Coelho Prado e Impetrados Universidade do Estado do Amazonas - UEA e outro,
encaminho-lhe cópia da Decisão, na qual CONCEDE A LIMINAR requerida, para
cumprimento imediato e notifica, V. Ex.ª, no prazo de 10 (dez) dias, preste as
informações que entender necessárias, nos termos do artigo 7.º, I, da Lei 12.016/09.

Informo, também, que todos os documentos dos autos


virtuais podem ser visualizados e impressos por meio de nosso site:
www.tjam.jus.br (consultas processuais de segundo grau).

Respeitosamente,

ROBERVAL WILKENS MARINHO


Secretário das Câmaras Reunidas

Av. André Araújo, s/n.º - Bairro Aleixo - Edifício Arnoldo Péres, Térreo – Tel: 2129-6711
Cep: 69.060-000 Manaus/AM
fls. 47

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código FF4AFF.
Poder Judiciário
Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas
Câmaras Reunidas

OFÍCIO N.º 290/2019/CR Manaus, 22 de fevereiro de 2019.

A Sua Excelência o(a) Senhor(a)


Secretário(a) de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas - SEDUC
Endereço: Rua Waldomiro Lustoza, 250, Japiim II
Nesta

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ROBERVAL WILKENS MARINHO, liberado nos autos em 22/02/2019 às 14:29 .
Assunto: Concessão de Liminar/Prestar informação

Senhor(a) Secretário(a)(a),

De ordem do(a) Exmo(a). Sr(a). Desembargador(a) Joana dos


Santos Meirelles, Relator(a) nos autos de Mandado de Segurança n.º
4000714-40.2019.8.04.0000-Manaus(AM), em que é Impetrante Luan Henrique
Coelho Prado e Impetrados Universidade do Estado do Amazonas - UEA e outro,
encaminho-lhe cópia da Decisão, na qual CONCEDE A LIMINAR requerida, para
cumprimento imediato e notifica, V. Ex.ª, no prazo de 10 (dez) dias, preste as
informações que entender necessárias, nos termos do artigo 7.º, I, da Lei 12.016/09.

Informo, também, que todos os documentos dos autos


virtuais podem ser visualizados e impressos por meio de nosso site:
www.tjam.jus.br (consultas processuais de segundo grau).

Respeitosamente,

ROBERVAL WILKENS MARINHO


Secretário das Câmaras Reunidas

Av. André Araújo, s/n.º - Bairro Aleixo - Edifício Arnoldo Péres, Térreo – Tel: 2129-6711
Cep: 69.060-000 Manaus/AM
https://malotedigital.tjam.jus.br/malotedigital/popup.jsf
fls. 48

Impresso em: 25/02/2019 às 07:34

RECIBO DE DOCUMENTO ENVIADO E NÃO LIDO


Código de
80420191295270
rastreabilidade:
Ofício nº 289-2019 encaminhando Decisão - Petição nos autos nº 4000714.40.2019 - Reitor da
Documento:
Universidade do Estado do Amazonas - UEA.pdf
Remetente: Secretaria das Câmaras Reunidas ( Vitória Lúcia Pereira Passos )
Destinatário: Diligências do 2º Grau ( TJAM )
Data de Envio: 25/02/2019 07:33:57
Ofício nº 289-2019 encaminhando Decisão - Petição nos autos nº 4000714.40.2019 - Reitor da
Assunto:
Universidade do Estado do Amazonas - UEA

1 de 1 25/02/2019 08:34
https://malotedigital.tjam.jus.br/malotedigital/popup.jsf
fls. 49

Impresso em: 25/02/2019 às 07:54

RECIBO DE DOCUMENTO ENVIADO E NÃO LIDO


Código de
80420191295311
rastreabilidade:
Ofício nº 290-2019 encaminhando Decisão -Petição nos autos nº 4000714.40-2019 - Secretário de
Documento:
Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas - SEDUC.pdf
Remetente: Secretaria das Câmaras Reunidas ( Vitória Lúcia Pereira Passos )
Destinatário: Diligências do 2º Grau ( TJAM )
Data de Envio: 25/02/2019 07:54:09
Ofício nº 290-2019 encaminhando Decisão -Petição nos autos nº 4000714.40-2019 - Secretário de
Assunto:
Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas - SEDUC

1 de 1 25/02/2019 08:54
fls. 50

CERTIDÃO AUTOMÁTICA
REMESSA DE INTIMAÇÃO/CITAÇÃO PARA O PORTAL ELETRÔNICO

Câmaras Reunidas
Autos nº 4000714-40.2019.8.04.0000

Ação: Mandado de Segurança


Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Impetrados: Universidade do Estado do Amazonas - Uea e Secretaria de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino - Seduc
Procuradoria Geral: Procuradoria Geral do Estado do Amazonas - PGE
Advogado: Dejanne Raquel D oliveira Caldeira

CERTIFICA-SE, que em 25/02/2019 o ato abaixo foi


encaminhado para intimação/citação no Portal Eletrônico do TJAM.

Destinatário do ato: Procuradoria Geral do Estado do Amazonas - PGE

Teor do ato: De ordem do(a) Excelentíssimo(a) Senhor(a) Desembargador(a) Joana dos


Santos Meirelles, relator(a) dos autos em epígrafe, encaminho a presente para tomar
conhecimento do inteiro teor da Decisão exarada às fls. 39/44.

Manaus (AM), 25 de fevereiro de 2019


https://malotedigital.tjam.jus.br/malotedigital/popup.jsf
fls. 51

Impresso em: 27/02/2019 às 08:13

RECIBO DE LEITURA
Código de
80420191295311
rastreabilidade:
Ofício nº 290-2019 encaminhando Decisão -Petição nos autos nº 4000714.40-2019 - Secretário de
Documento:
Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas - SEDUC.pdf
Remetente: Secretaria das Câmaras Reunidas ( Vitória Lúcia Pereira Passos )
Destinatário: Diligências do 2º Grau (TJAM)
Lido Por: Cláudio Sousa da Silva
Data de Envio: 25/02/2019 07:54:09
Data Leitura: 26/02/2019 15:51:58
Ofício nº 290-2019 encaminhando Decisão -Petição nos autos nº 4000714.40-2019 - Secretário de
Assunto:
Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas - SEDUC

1 de 1 27/02/2019 09:13
https://malotedigital.tjam.jus.br/malotedigital/popup.jsf
fls. 52

Impresso em: 27/02/2019 às 08:16

RECIBO DE LEITURA
Código de
80420191295270
rastreabilidade:
Ofício nº 289-2019 encaminhando Decisão - Petição nos autos nº 4000714.40.2019 - Reitor da
Documento:
Universidade do Estado do Amazonas - UEA.pdf
Remetente: Secretaria das Câmaras Reunidas ( Vitória Lúcia Pereira Passos )
Destinatário: Diligências do 2º Grau (TJAM)
Lido Por: Cláudio Sousa da Silva
Data de Envio: 25/02/2019 07:33:57
Data Leitura: 26/02/2019 15:48:17
Ofício nº 289-2019 encaminhando Decisão - Petição nos autos nº 4000714.40.2019 - Reitor da
Assunto:
Universidade do Estado do Amazonas - UEA

1 de 1 27/02/2019 09:16
fls. 53
fls. 54

CERTIDÃO AUTOMÁTICA
ENCERRAMENTO DO PRAZO DE LEITURA DA INTIMAÇÃO/CITAÇÃO
ELETRÔNICA

Órgão Julgador: Câmaras Reunidas


Autos nº 4000714-40.2019.8.04.0000

Ação: Mandado de Segurança


Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Impetrados: Universidade do Estado do Amazonas - Uea e Secretaria de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino - Seduc
Procuradoria Geral: Procuradoria Geral do Estado do Amazonas - PGE
Advogado: Dejanne Raquel D oliveira Caldeira

CERTIFICA-SE que transcorreu o prazo de leitura do ato de


intimação/citação descrito abaixo:
Destinatário do ato: Procuradoria Geral do Estado do Amazonas - PGE
[Nome do responsável pela senha]
Teor do ato: De ordem do(a) Excelentíssimo(a) Senhor(a) Desembargador(a) Joana
dos Santos Meirelles, relator(a) dos autos em epígrafe, encaminho a presente para tomar
conhecimento do inteiro teor da Decisão exarada às fls. 39/44.

Manaus (AM), 7 de março de 2019.


Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 55

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR RELATOR DO MANDADO
DE SEGURANÇA Nº 4000714-40.2019.8.04.0000 – CAMARAS REUNIDAS

PROCESSO N.: 4000714-40.2019.8.04.0000

A UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS - UEA, Fundação


Pública com criação autorizada pela Lei n. 2.637 de 12 de janeiro de 2001 e operada pelo
Decreto n. 21.666 de 01 de fevereiro de 2001, com sede na Avenida Djalma Batista, n.
3578, Bairro Flores, nesta Capital, representada por sua Procuradoria Jurídica, nos termos
do art. 6º, III, da Lei Delegada 114/2007, por intermédio do procurador in fine subscrito
(Procuração anexa – doc. 01), vem, nos autos do Mandado de Segurança que lhe move
Leanderson de Melo Martins, assistido processualmente por seu genitor José Dejaci
Martins Cardoso, qualificado na inicial, apresentar, tempestivamente,

CONTESTAÇÃO

à Ação impetrada, conforme o art. 7º, II, da Lei n. 12.016/2009, nos termos e fundamentos
das razões que seguem a fim de prevalecer a hermenêutica coerente que o caso requer.

Página 1 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 56

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
1. SÍNTESE DA AÇÃO

Trata-se Mandado de Segurança com pedido de liminar por entender possuir


direito líquido e certo em desfavor do Reitor da Universidade do Estado do Amazonas
(UEA), com o propósito de matrícula nesta Instituição de Ensino Superior, mesmo sem
possuir os requisitos exigidos legalmente.
O Impetrante relata que foi aprovado no Vestibular 2018 desta UEA, para o
Curso de Licenciatura em Matemática, município de Manaus, realizado por meio do Edital
n. 049/2018-GR/UEA, que se encontra no início do 3º ano do ensino médio e que,
mesmo antes de concluir seu Ensino Médio. Ou seja, reconhece que não possui os
requisitos legais para ingresso ao Ensino Superior.
Acrescenta que após a entrega da documentação para sua matrícula, recebeu o
Termo de Indeferimento sob o fundamento de que não atendeu satisfatoriamente os
requisitos editalícios, uma vez que se inscreveu para o Grupo 03 (Itens 2 e 3) com
exigência da conclusão do Ensino Médio e não possuir matrícula em curso de graduação
em instituição pública de Ensino Superior, com alegação de que a fundamentação de
descumprimento do Item 3 é injustificada, indicando que o mesmo não tem vínculo com
outra instituição de Ensino Superior.
Ocorre que, de acordo com o Edital n. 049/2018-GR/UEA, que regulou o
Exame Vestibular para acesso em 2019 nesta Universidade, elaborado em consonância com
a Lei n. 9.394/1996 (LDB) e Lei Estadual n. 2.894/2004, que adiante será debatido,
especificamente o Grupo 03 de inscrição do interessado consta a necessidade de que
“Tenha concluído o Ensino Médio em qualquer escola de qualquer Estado da Federação
Brasileira ou Distrito Federal”.
O fato de constar no Termo de Indeferimento que não atendeu aos itens 2 e 3 do
Grupo 3, sendo que o subitem 3 não é o caso do Impetrante, não importa em suprir o
requisito de que não possui a conclusão do Ensino Médio, este o fato jurídico relevante

Página 2 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 57

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
no caso concreto do qual não se pode dispor para atender somente o critério de
capacidade intelectual como pretende o requerente.
É a suma da actio.

2. PRELIMINAR DE ILEGITIMIDADE PASSIVA DA UEA

As condições da ação são aquelas previstas no art. 485, VI, do CPC/2015, a


legitimidade e o interesse processual, sem os quais deve a ação ser extinta, sem resolução
do mérito.
O Impetrante requereu a desistência da ação em relação ao Reitor da
Universidade do Estado do Amazonas no dia 22.02.2019, através da petição de fls. 36,
contudo mesmo nota-se que a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) foi chamada de
forma equivocada na lide, pois o correto seria a Universidade não receber mais qualquer ato
processual referente ao processo.
Desta forma, tendo o requerente requerido a desistência da ação em relação ao
Magnífico Reitor da Universidade do Estado do Amazonas, merece esta ser extinta sem resolução
do mérito, nos termos do art. 485, VI do CPC/2015.

3. MÉRITO

DA AUSÊNCIA DE DIREITO LÍQUIDO E CERTO

Excelência, o Magnífico Reitor da Universidade do Estado do Amazonas


somente fez cumprir as exigências contidas no ordenamento jurídico aplicável ao caso
concreto, especialmente na Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (LDB), na Lei
Estadual n. 2.894/2004, no Edital n. 049/2018 – GR/UEA, do Concurso Vestibular 2018,
acesso 2019, que, por sua vez, é elaborado com total observância dos preceitos normativos,
bem como em harmonia com os princípios da igualdade, autonomia universitária e
legalidade.

Página 3 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 58

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
A Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases
da educação nacional (LDB), determina os requisitos de ingresso ao Ensino Superior,
conforme se verifica abaixo em seu art. 44, II, disciplinando o acesso ao processo de
ensino-aprendizagem na graduação, que abaixo segue:

A educação superior abrangerá os seguintes cursos e programas:


II - de graduação, abertos a candidatos que tenham concluído o ensino médio
ou equivalente e tenham sido classificados em processo seletivo; [grifos dos
autores]

Dito isto, relaciona-se os requisitos de acesso à educação de nível superior


(nível de graduação), cumulativamente: conclusão do ensino médio ou equivalente, e
classificação em processo seletivo.
Assim a Lei Estadual n. 2.894/2004, que dispõe sobre as vagas oferecidas em
concursos vestibulares pela UEA, estabelece a mesma exigência:

Art. 1º - As vagas em cursos e turnos oferecidas anualmente pela Universidade do


Estado do Amazonas em concursos vestibulares terão a distribuição seguinte:
I - 80% (oitenta por cento) para candidatos que:
a) comprovem haver cursado as três séries do ensino médio em instituições
públicas ou privadas no Estado do Amazonas; e,
b) não possuam curso superior completo ou não o estejam cursando em
instituição pública de ensino.
II - 20% (vinte por cento), para candidatos que comprovem haver concluído o
ensino médio ou equivalente em qualquer Estado da Federação ou no
Distrito Federal. (grifado)

Desse modo, o Poder Judiciário não deve interferir, preterir ou inobservar tais
regras/requisitos, prejudicando a ordem constitucional e infraconstitucional. Quando se fala
em ordem constitucional, refere-se aos princípios da legalidade, isonomia e da autonomia
universitária.
O princípio da autonomia universitária está contemplado na Constituição
Federal/88 em seu art. 207, com os seguintes termos: “as universidades gozam de
autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e
obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão”.
Página 4 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 59

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
O princípio da autonomia universitária concede, juntamente com a LDB e o
Edital do Vestibular, a viabilidade para que as Universidades realizem os seus exames
vestibulares, com o fito da seleção pública com lisura, igualdade e idoneidade, assim, tal
princípio favorece ao tripé fundamental do ensino, da pesquisa e da extensão, com a
qualidade que a sociedade anseia, para proporcionar de forma isonômica (igualitária) o
ingresso dos interessados no mundo acadêmico superior.
Nesse sentido, o Edital n. 049/2018 – GR/UEA, do Concurso Vestibular, em
consonância com as normas supra, o Grupo de inscrição do Impetrante e o procedimento de
matrícula, regulamenta que:

Grupo 3: Candidato de escola de qualquer natureza de qualquer Estado da


Federação ou do Distrito Federal.
Requisitos:
1. Tenha concluído o Ensino Médio em qualquer escola de qualquer Estado da
Federação Brasileira ou Distrito Federal; ou
2. Tenha obtido a certificação do Ensino Médio por meio de qualquer modalidade
de Educação para Jovens e Adultos; em qualquer escola de qualquer Estado da
Federação Brasileira ou Distrito Federal; e
3. NO ATO DA MATRÍCULA:
3.1 Não tenha matrícula institucional em curso de graduação em instituição
pública de Ensino Superior.

14. Dos Procedimentos para Matrícula


14.3. A documentação exigida para a matrícula dos classificados no Concurso
Vestibular será:
a) Certificado de conclusão do Ensino Médio (original e cópia ou cópia
autenticada);
b) Histórico escolar do Ensino Médio (original e cópia ou cópia autenticada);
(grifado)

Das normas postas e considerando que o Impetrante não concluiu o Ensino


Médio, tão somente finalizou o 2º ano do Ensino Médio e está iniciando o 3º ano que
findará tão somente no decorrer de 2019, fato este incontroverso nos autos e reconhecido
na exordial, denota-se pela inexistência de qualquer direito, muito menos líquido e certo
que possa ser utilizado o remédio constitucional do mandado de segurança.
Exclusivamente relatou na inicial que possui “evidente precocidade
intelectual”, que o jovem “estudou”, que teve êxito no vestibular, isto é, critério impreciso e

Página 5 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 60

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
irreal de acesso ao Ensino Superior pelo alto grau de insegurança jurídica, que não deve
proporciona aporte para sua matrícula, uma vez que o legislador, sabedor de tal
subjetividade, não o contemplou no rol da LDB e demais normas correlatas anteriormente
citadas.
Destaca-se a manifestação do Ministério Público contrária ao pleito do
Impetrante (Processo n. 0202357-51.2018.8.04.0001 – Juizado/AM):

[...] “o requisito para matrícula constante do Edital do Certame, no qual


logrou êxito a Requerente, é legal e legítimo. Observa-se ser pretensão da
impetrante a frequência simultânea no curso superior e na última série do
ensino médio, ou seja, a impetrante não busca acelerar a conclusão dessa
etapa de ensino, pretendendo cursá-la normalmente no decorrer do presente
ano letivo, situação que, a nosso ver, viola o princípio da universalidade e da
igualdade entre os concorrentes. Assim, impossível determinar-se a imediata
matrícula da Impetrante no Curso Superior almejado, qual seja, em Ciências
Econômicas, sem que esta tenha obtido prévia aprovação e apresente o
Certificado de Conclusão do Ensino Médio. [...] (vários grifos)
Notório que o Ministério Público aponta argumentos coerentes pela não
concessão de liminar e possivelmente ao final a denegação da segurança, haja vista que
entendeu pela “impossibilidade” de cursar o terceiro do Ensino Médio concomitante com o
Ensino Superior, seguramente com violação dos princípios da universalidade e da
igualdade.
Vale destacar a importância da exigência do término do Ensino Médio, não só
como um critério objetivo, bem como diante da conclusão plena é que o candidato/aluno à
graduação estará em condições educacionais para a vida acadêmica, ou seja, a conclusão do
Ensino Médio é indispensável para que o discente esteja preparado com uma formação
curricular mínima, visto que se ele não terminar por completo jamais estudará as disciplinas
restantes do programa e comprometerá sua formação como um todo, ou mesmo concluí-las
cumulativamente com a graduação.
Nesse aspecto, a LDB exige que o currículo do Ensino Médio seja composto de
imprescindíveis áreas do conhecimento ou de atuação profissional, tais como as disciplinas
de linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e sociais aplicadas (Art.

Página 6 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 61

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
36 e seus incisos), tudo visando a melhor formação do discente como preparação ao Ensino
Médio.
A norma exige explicitamente que os currículos do Ensino Médio deverão
refletir sobre a formação integral do aluno, de maneira a adotar um trabalho voltado para
a construção de seu projeto de vida e para sua formação nos aspectos físicos, cognitivos e
socioemocionais (art. 35-A, § 7o). Espera-se que o Poder Judiciário leve em consideração
tais aspectos.
A respeito da liquidez e certeza do direito, imprescindível transcrever as lições
de PONTES DE MIRANDA:

"Direito líquido e certo é aquele que não desperta dúvidas, que


está isento de obscuridades, que não precisa ser aclarado com o
exame de provas em dilatações; que é, de si mesmo,
concludente e inconcusso...". (Comentários à Constituição de
1946, apud Cretella Jr., op. cit. p. 30).

Há de se convir, pois, que a pretensão deduzida pelo Impetrante não possui


liquidez nem certeza, não poderia, assim, ser-lhe concedida à segurança pleiteada como
equivocadamente fez o E. Juízo Plantonista ao deferir o pedido liminar, sob pena de afronta
ao arcabouço normativo que envolve o caso concreto, precipuamente a Constituição
Federal a qual estabelece como condição sine qua nom para o deferimento do pedido de
segurança a existência da liquidez e certeza do direito a ser protegido. No art. 5º, inc.
LXIX, está preceituado:

“Conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito


líquido e certo, não amparado por habeas corpus ou habeas
data, [...]”

A respeito da imprescindibilidade da demonstração da liquidez e certeza do


direito no Mandado de Segurança, Hely Lopes Meirelles in Mandado de Segurança, ação
popular, ação civil pública, mandado de injunção e “habeas data”, Editora Malheiros, 16ª

Página 7 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 62

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
ed., 1995, pág. nº. 28/29, fornece o seguinte escólio:

“Direito líquido e certo é o que se apresenta manifesto em sua


existência, delimitado na sua extensão e apto a ser exercitado no
momento da impetração. Por outras palavras, o direito invocado,
para ser amparado por mandado de segurança, há de vir
expresso em norma legal e trazer em si todos os requisitos e
condições de sua aplicação ao impetrante: se sua existência for
duvidosa; se sua extensão ainda não estiver delimitada; se seu
exercício depender de situações e fatos ainda indeterminados,
não rende ensejo à segurança ...” (grifado)

Ora, Excelência, não há substrato constitucional e legal que justifique a


concessão da segurança, pois não existe nenhum direito líquido e certo que possa ser
protegido por meio deste mandamus.

DA INEXISTÊNCIA DE ATO ILEGAL OU ABUSIVO

Por conseguinte da fundamentação e argumentação sobre a ausência de direito


líquido e certo, percebe-se que não há nenhuma ilegalidade ou mesmo abuso de poder
quando se cumpre, com aplicação do princípio da legalidade, igualdade e autonomia
universitária, os requisitos previamente estabelecidos e divulgados para toda a sociedade.
Em rigor, in casu concreto, afigura-se pouco clara a existência dos pressupostos
para impetração do mandado de segurança, ou melhor, a inicial demonstra cabalmente a
inexistência de ato ilegal ou abusivo quando se está perante candidato/impetrante que se
constata que acabou de concluir o 2º ano e está iniciando o 3º ano do Ensino Médio.
Assim, repise-se sequer houve ato ilegal ou abusivo, mas apenas e tão somente
o rigoroso cumprimento da função institucional desta Universidade.
A respeito da existência de abuso ou de ilegalidade de ato administrativo objeto
de mandado de segurança, a jurisprudência é acorde no sentido de que, não havendo tais
máculas no ato increpado, há de ser revogada a liminar e denegada a segurança pretendida.
Alguns julgados demonstram essa assertiva:

Página 8 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 63

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
“Mandado de segurança; há de ser denegado, quando não caracterizada
ilegalidade ou abuso de poder”. (STF - Tribunal Pleno, RMS nº. 1300, Rel.
Min. Afrânio Costa, Ementário do STF Vol. 030, pág. 058). (grifado)

EMENTA: PROCESSUAL CIVIL. MANDADO DE SEGURANÇA. DIREITO


LIQUIDO E CERTO. INEXISTENCIA DE ATO COATOR. O MANDADO DE
SEGURANÇA E O REMEDIO PROCESSUAL ADEQUADO PARA A
PROTEÇÃO DE DIREITO LIQUIDO E CERTO, DEMONSTRADO DE
PLANO, MEDIANTE PROVA PRECONSTITUIDA CONTRA ATO
ABUSIVO OU ILEGAL DE AUTORIDADE PÚBLICA. O CONCEITO DE
DIREITO LIQUIDO E CERTO E TIPICAMENTE PROCESSUAL E SO
PODE SER RECONHECIDO SE OS FATOS EM QUE SE FUNDA
PUDEREM SER PROVADOS DE FORMA INCONTESTAVEL.
INEXISTINDO O ATO ABUSIVO OU ILEGAL, EM CONCRETO,
PROMANADO DO AGENTE COATOR, INVESTIDO DE AUTORIDADE
PÚBLICA, E DESCABIDA A IMPETRAÇÃO DA SEGURANÇA. [...] EM
OUTRAS PALAVRAS, SE E SUFICIENTE PARA TORNAR CERTA A
EXISTENCIA DO ATO PRATICADO PELA AUTORIDADE COATORA,
PORQUANTO, CONSTITUEM PRESSUPOSTOS DA SEGURANÇA: A) O
DIREITO LIQUIDO E CERTO DO IMPETRANTE; B) O ATO ABUSIVO
PRATICADO POR AUTORIDADE PÚBLICA. INEXISTE DIREITO
CERTO SE NÃO EMANADO DA LEI OU DA CONSTITUIÇÃO.
NORMAS MERAMENTE PROGRAMATICAS PROTEGEM UM
INTERESSE GERAL, MAS NÃO CONFEREM AOS RESPECTIVOS
BENEFICIARIOS O PODER DE EXIGIR A SUA SATISFAÇÃO ANTES
QUE O LEGISLADOR CUMPRA O DEVER DE COMPLEMENTA-LAS
COM A LEGISLAÇÃO INTEGRATIVA. NO SISTEMA JURÍDICO-
CONSTITUCIONAL VIGENTE, A NENHUM ORGÃO PÚBLICO OU
AUTORIDADE E CONFERIDO O PODER DE REALIZAR DESPESAS SEM
A DEVIDA PREVISÃO ORÇAMENTARIA. RECURSO CONHECIDO E
PROVIDO E CASSADA A SEGURANÇA. DECISÃO POR MAIORIA. (STJ -
REsp: 57614 RS 1994/0037174-8, Relator: Ministro DEMÓCRITO
REINALDO, Data de Julgamento: 27/05/1996, T1 - PRIMEIRA TURMA, Data
de Publicação: DJ 01.07.1996 p. 23989 RDA vol. 205 p. 262 RT vol. 733 p.
183,DJ 01.07.1996 p. 23989 RDA vol. 205 p. 262 RT vol. 733 p. 183) (grifado)

Denota-se que a jurisprudência dos Tribunais Superiores é unânime que não há


ilegalidade ou abusividade quando o ato da autoridade é emanado da lei ou da constituição,
quer dizer, no caso concreto o ato está revestido de tais exigências.
Ao revés, o próprio Impetrante demonstra que o ato não foi abusivo
quando a ela aponta expressamente que não concluiu o Ensino Médio, simplesmente
porque não cursou e sim está cursando o 3º ano.

Página 9 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 64

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
Desse modo, não há como pretender a matrícula do Impetrante para cursar o
Ensino Médio SIMULTANEAMENTE com o Ensino Superior nesta Universidade do
Estado do Amazonas.
As provas são evidentes e foram integralmente postas na inicial em seu
desfavor e agora socorre ao Pode Judiciário por uma situação estritamente particularizada,
ferindo a Constituição Federal, a LDB, a norma estadual e o Edital, com destaque ao
princípio da igualdade por pretender privilégio pessoal.
Em caminho com as normas jurídicas que tratam do assunto em questão, a
Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Amazonas, em 21 de novembro de
2016, que teve como relatora a Desembargadora Nélia Caminha Jorge, em sede de
Agravo de Instrumento interposto pela Universidade do Estado do Amazonas – UEA,
deu provimento ao recurso para reformar a decisão a quo, por unanimidade, com
fundamento de que o acesso à graduação, nível superior, pressupõe a conclusão do
ensino médio pelo candidato, consoante dispõe o art. 44, II, da Lei n.º 9.394/96.
Nessa mesma acepção, torna-se indispensável que o Impetrante apto à matrícula
tenha conhecimentos necessários ao melhor desempenho acadêmico que se dá com a
conclusão do nível médio, restando prejudicada quando somente houve sua aprovação no
concurso vestibular sem o Ensino Médio em sua inteireza, por isso o certificado/declaração
há de ser exigido no ato da matrícula.
Se a aprovação por si só fosse o bastante, seria dispensável aos alunos do país
cursar o Ensino Médio, pois ficariam estudando de outra forma, por exemplo, estudo em
casa (homeschooling), em cursos preparatórios, prejudicando a sua formação discente em
sua completude. Formação essa que inclui ter maturidade como pessoa em
desenvolvimento educacional, psicológico e social, proporcionado ao longo dos anos no
ensino médio, ou seja, ter as competências e as habilidades indispensáveis de aprendizagem
nas diversas áreas do conhecimento com conteúdo, procedimentos e atitudes esperadas
nessa fase de estudos.

Página 10 de 11
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 13/03/2019 às 14:19 , sob o número WEB19100063665.
fls. 65

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 103D544.
Porquanto, se na inicial do Mandado de Segurança (MS), por exemplo, o
Impetrante não preenche os requisitos para o acesso ao Ensino Superior, inexistente o seu
direito líquido e certo, abusividade ou mesmo presentes os requisitos de liminar (elementos
que evidenciem a probabilidade do direito e o perigo de dano ou o risco ao resultado útil do
processo), por conseguinte lhe resta cabível o indeferimento de plano, e no caso a sua
revogação.

4 DO PEDIDO

Do exposto, requer:
a) O recebimento e a juntada da presente contestação;
b) Que A Universidade seja excluída da lide, diante do pedido de desistência da
ação contra o Reitor da UEA requerido pelo Impetrante às fls. 39.
c) Considerando a ausência de motivação e fundamentação, a inexistência de
direito líquido e certo a amparar a pretensão deduzida pelo Impetrante, ausência de
qualquer ato eivado de ilegalidade ou abuso de poder praticado pela autoridade apontada
como coatora, requer a DENEGAÇÃO DA SEGURANÇA com as cominações
consequentes, tudo em consonância com a fundamentação e argumentação delineadas nesta
defesa.

Estes os termos em que pede deferimento.

Manaus, AM, 13 de março de 2019.

WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES


Procuradora da Universidade do Estado do Amazonas

Página 11 de 11
fls. 66
fls. 67

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEJANNE RAQUEL D OLIVEIRA CALDEIRA e www.tjam.jus.br, protocolado em 20/03/2019 às 19:51 , sob o número WEB19100071501.
Dejanne Caldeira Elisângela Bastos
Advogada - OAB/AM nº9.405 Advogada – OAB /AM nº 11.688

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 107B987.
SUBSTABELECIMENTO

Substabeleço, sem reservas, na pessoa de JOSÉ EDUARDO SILVA DE


SALES, advogado regularmente inscrito na OAB-AM sob o nº 7700, com escritório
profissional em Manaus-AM, na Rua Xavier de Mendonça, 226 — Aparecida, os
poderes que me foram outorgados por LUAN HENRIQUE COELHO PRADO, nos
autos do Processo Nº 4000714-40.2019.8.04.0000, que tramita perante as
CÂMARAS REUNIDAS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS.

Manaus, 20 de março de 2019.

Dejanne Raquel D’Oliveira Caldeira


OAB/AM nº 9.405

Elisângela Bastos do Nascimento Rolim


OAB/AM nº 11.688
fls. 68

ESCRITORIO DE ADVOCACIA
Rua Xavier de Mendonça nº. 226, Aparecida – Manaus/AM
Fones: (92) 3622-8558/3622-8557/999850520

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOSE EDUARDO SILVA DE SALES e www.tjam.jus.br, protocolado em 21/03/2019 às 13:44 , sob o número WEB19100072206.
EXCELENTÍSSIMA SENHORA DOUTORA DESEMBARGADORA JOANA DOS
SANTOS MEIRELLES RELATORA DO PROCESSO Nº 4000714-40.2019.8.04.0000

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 107D823.
DAS CÂMARAS REUNIDAS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO
AMAZONAS

Processo nº 4000714-40.2019.8.04.0000

URGENTE!

LUAN HENRIQUE COELHO PRADO, menor púbere, neste ato


assistido por sua genitora, LUCILENE MACIEL COELHO, já qualificada nos autos do
processo em epígrafe, por seu advogado que esta subscreve (poderes às fls. 67), vem à
presença de Vossa Excelência, apresentar PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO, pelos motivos
que passa a expor.

Por ter sido aprovado em curso superior de Licenciatura em


Matemática na UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS (UEA), sem, contudo, ter
concluído o ensino médio, e ter sido negada sua matrícula, o impetrante impetrou o presente
Mandado de Segurança requerendo ordem judicial determinando que a UEA realizasse
aludida matrícula, bem como determinando que a SECRETARIA DE ESTADO DE
EDUCAÇÃO E QUALIDADE DO ENSINO – SEDUC, antecipasse sua avaliação com
objetivo de conclusão do ensino médio.

Ocorre que, por uma falha técnica induzido pela promessa da UEA de
que prorrogaria a matricula até o dia 26/02/2019, o impetrante emendou a inicial (fls. 36-37),
para excluir a Universidade e seu Reitor, cujo foi apontado como autoridade coatora.

Isso pela inocência do impetrante em apostar que dentro desse prazo,


ele teria a ordem concedida contra a SEDUC, realizaria as provas e seria possível efetivar a
matrícula administrativamente sem interferência judicial.
fls. 69

ESCRITORIO DE ADVOCACIA
Rua Xavier de Mendonça nº. 226, Aparecida – Manaus/AM
Fones: (92) 3622-8558/3622-8557/999850520

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOSE EDUARDO SILVA DE SALES e www.tjam.jus.br, protocolado em 21/03/2019 às 13:44 , sob o número WEB19100072206.
No entanto, a ordem saiu depois do aludido dia 26/02/2019, e, como
ele havia desistido da UEA, a determinação foi somente para a SEDUC realizar as provas,

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 107D823.
nada mencionando contra a UEA.

Entretanto, embora a ordem esteja sendo cumprida pela SEDUC e as


provas estejam sendo realizadas, o prazo concedido pela UEA já se esgotou e esta não aceita
mais a matrícula do impetrante, mesmo ele apresentado a declaração de conclusão do curso.

Por tudo isso, vem o impetrante PEDIR RECONSIDERAÇÃO, do


pedido de exclusão da UEA constante às fls. 36-37, para desconsiderar referido pedido,
restabelecendo todas as partes constantes da inicial, para incluir na decisão de fls. 39-44
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS (UEA), sob pena de tornar ineficaz a
decisão.

PEDIDO
Pelo exposto, requer se digne Vossa Excelência em
RECONSIDERAR a exclusão da UEA e incluí-la na decisão concessiva da ordem, no sentido
de determinar que a autoridade coatora, qual seja, o Reitor da instituição, matricule
imediatamente o impetrante, conforme requestado na alínea “a” dos pedidos iniciais1, por ser
medida da mais pura e lídima justiça.

Termos que,
pede deferimento.
Manaus/AM, 21 de março de 2019.

JOSÉ EDUARDO SILVA DE SALES


Advogado – OAB/AM 7700

1
Em razão do exposto, requer:
a) Que seja concedida inaudita altera pars a tutela antecipada, para determinar que a Impetrada UEA promova a
matricula do Impetrante no Curso de Licenciatura em Matemática – vespertino, em um dos dias aprazados no
edital, com o compromisso de entrega do Certificado de Conclusão do Ensino Médio e Histórico Escolar logo
após concluir o 3º ano através de exame supletivo pela SEDUC;
fls. 70

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 10BE353.
PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
Gabinete da Desembargadora Joana dos Santos Meirelles

Câmaras Reunidas

Mandado de Segurança - Manaus

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 28/03/2019 às 11:49 .
Processo n. 4000714-40.2019.8.04.0000
Recorrente: Luan Henrique Coelho Prado
Recorrido: Universidade do Estado do Amazonas - Uea, Secretaria de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino - Seduc

DESPACHO

A teor do art. 329, II, do CPC, INTIME-SE a Universidade do Estado do

Amazonas para manifestar-se acerca do pedido formulado às fls. 68-69. O transcurso

do prazo in albis será considerado como anuência, na forma do art. 111 do Código

Civil.

À Secretaria para cumprimento.

Manaus/Am, 28 de março de 2019.

Desembargadora Joana dos Santos Meirelles


Relatora
fls. 71

CERTIDÃO AUTOMÁTICA
REMESSA DE INTIMAÇÃO/CITAÇÃO PARA O PORTAL ELETRÔNICO

Câmaras Reunidas
Autos nº 4000714-40.2019.8.04.0000

Ação: Mandado de Segurança


Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Impetrados: Universidade do Estado do Amazonas - Uea e Secretaria de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino - Seduc
Procuradoria Geral: Procuradoria Geral do Estado do Amazonas - PGE
Advogado: José Eduardo Silva de Sales

CERTIFICA-SE, que em 28/03/2019 o ato abaixo foi


encaminhado para intimação/citação no Portal Eletrônico do TJAM.

Destinatário do ato: Universidade do Estado do Amazonas - Uea

Teor do ato: A teor do art. 329, II, do CPC, INTIME-SE a Universidade do Estado do
Amazonas para manifestar-se acerca do pedido formulado às fls. 68-69. O transcurso do
prazo in albis será considerado como anuência, na forma do art. 111 do Código Civil. À
Secretaria para cumprimento.

Manaus (AM), 28 de março de 2019


fls. 72

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por CARLOS ANTONIO OLIVEIRA DOS SANTOS, liberado nos autos em 04/04/2019 às 13:31 .
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 111A965.
fls. 73

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por CARLOS ANTONIO OLIVEIRA DOS SANTOS, liberado nos autos em 04/04/2019 às 13:31 .
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 111A95F.
fls. 74

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por CARLOS ANTONIO OLIVEIRA DOS SANTOS, liberado nos autos em 04/04/2019 às 13:31 .
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 111A95F.
fls. 75

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES e www.tjam.jus.br, protocolado em 04/04/2019 às 13:36 , sob o número WEB19100087009.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 1120C84.
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR RELATOR DOS AUTOS Nº 4000714-
40.2019.8.04.0000 DAS CÂMARAS REUNIDAS DO TJ/AM

PROCESSO Nº 4000714-40.2019.8.04.0000

A UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS - UEA, já qualificada nos


autos do processo acima descrito, por intermédio de sua Procuradoria Institucional, nos autos
do Mandado de Segurança interposto por Luan Henrique Coelho Prado, vem, tempestiva e
respeitosamente à presença de Vossa Excelência, opor-se ao pedido de reconsideração da
desistência da ação em relação ao Magnífico Reitor da Universidade do Estado do Amazonas
(i) uma vez que o pedido de desistência no sistema processual vigente produz efeitos
imediatos, pois a homologação dos pedidos de desistência tem natureza meramente
declaratória dos efeitos advindos do ato unilateral da parte, além disso (ii) a matrícula da
UEA finalizou em 20.02.2019 e até o presente momento o Impetrante não possui o
certificado de conclusão do Ensino Médio.

Nestes termos, pede deferimento.

Manaus - AM, 04 de abril de 2018

WANESSA CAVALCANTE FECURY SOARES


Procuradora da Universidade do Estado do Amazonas

1
fls. 76

CERTIDÃO AUTOMÁTICA
ENCERRAMENTO DO PRAZO DE LEITURA DA INTIMAÇÃO/CITAÇÃO
ELETRÔNICA

Órgão Julgador: Câmaras Reunidas


Autos nº 4000714-40.2019.8.04.0000

Ação: Mandado de Segurança


Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Impetrados: Universidade do Estado do Amazonas - Uea e Secretaria de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino - Seduc
Procuradoria Geral: Procuradoria Geral do Estado do Amazonas - PGE
Advogado: José Eduardo Silva de Sales

CERTIFICA-SE que transcorreu o prazo de leitura do ato de


intimação/citação descrito abaixo:
Destinatário do ato: Universidade do Estado do Amazonas - Uea
[Nome do responsável pela senha]
Teor do ato: A teor do art. 329, II, do CPC, INTIME-SE a Universidade do Estado do
Amazonas para manifestar-se acerca do pedido formulado às fls. 68-69. O transcurso do
prazo in albis será considerado como anuência, na forma do art. 111 do Código Civil. À
Secretaria para cumprimento.

Manaus (AM), 8 de abril de 2019.


fls. 77

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por DEBORA BANDEIRA KOENOW e www.tjam.jus.br, protocolado em 22/04/2019 às 15:09 , sob o número WEB19100104051.
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 119E7E2.
Estado do Amazonas
Procuradoria Geral do Estado

EXCELENTÍSSIMO DOUTO JUÍZO DAS CÂMARAS REUNIDAS DA


TRIBUNAL DE JUSTIÇA - AM.

MANDADO DE SEGURANÇA CÍVEL Nº. 4000714-40.2019.8.04.0000


IMPETRANTE: LUAN HENRIQUE COELHO PRADO
IMPETRADO: UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS - UEA E
OUTRO

O ESTADO DO AMAZONAS, por sua procuradora, nos


autos da ação em epígrafe vem respeitosamente atravessar petição pelos fatos a seguir
expostos.
Requereu o autor que fosse concedida segurança para sua
submissão a avaliação para conclusão do ensino médio, visando o ingresso em
universidade.
Deferido o pedido liminar em decisão de fls. 39 a 44.
Conforme informações de fls. 72 a 74, a medida
liminar foi cumprida pelo Estado do Amazonas, sendo o impetrante submetido às
avaliações. Entretanto, o mesmo não logrou êxito na aprovação.
Ante o exposto, requer a extinção do feito, tendo em vista
que já foi o impetrante submetido às avaliações. Quanto ao pedido de emissão do
certificado de conclusão do ensino médio, evidente a perda de objeto do mesmo, uma
vez que não houve êxito na aprovação, requisito para a sua concessão.

Manaus, 22 de abril de 2019

DEBORA BANDEIRA KOENOW


Procuradora do Estado do Amazonas

Rua Emílio Moreira, 1308, Praça 14 de Janeiro, Manaus-AM


2019.01.010653
fls. 78

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 11B32B2.
PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
Gabinete da Desembargadora Joana dos Santos Meirelles

Câmaras Reunidas
Mandado de Segurança nº: 4000714-40.2019.8.04.0000 - Manaus
Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Advogado(s): José Eduardo Silva de Sales,

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 29/04/2019 às 12:16 .
Impetrado: Universidade do Estado do Amazonas - Uea, Secretaria de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino - Seduc
Relatora: Joana dos Santos Meirelles

RELATÓRIO

Trata-se de Mandado de Segurança com Pedido Liminar impetrado por

Luan Henrique Coelho Prado, assistido por sua representante legal, Lucilene Maciel

Coelho, em face do Reitor da Universidade Estadual do Amazonas-UEA, bem como

do Secretário de Estado de Educação e Qualidade do Ensino-SEDUC.

Em síntese, o Impetrante alega que foi aprovado no Processo Seletivo

Macro da Universidade Estadual do Amazonas – UEA, para o curso de Licenciatura

em Matemática, razão porque foi convocado para realizar a matrícula no período de

18.02.2019 a 20.02.2019, ocasião em que necessitaria apresentar certificado de

conclusão de ensino médio.

Alega, contudo, que possui 17 (dezessete) anos e somente completará o

ensino médio no final do ano de 2019, no Colégio Brasileiro Pedro Silvestre, motivo

pelo qual procurou a Secretaria Estadual de Educação - SEDUC, a fim de realizar a

inscrição em curso supletivo para que, obtendo aproveitamento satisfatório, possa

adquirir o referido documento e acessar, desde já, o ensino superior.

Entretanto, afirma que o Órgão Estadual negou-lhe o direito de fazer a

prova, tendo em vista tratar-se de menor de 18 (dezoito) anos de idade.


fls. 79

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 11B32B2.
PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
Gabinete da Desembargadora Joana dos Santos Meirelles

Por tal razão, ingressou com a ação mandamental e requereu a concessão

de liminar, a fim de compelir a Universidade do Estado Amazonas-UEA a realizar a

sua matrícula no Curso de Licenciatura em Matemática – vespertino, nos dias

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 29/04/2019 às 12:16 .
aprazados no edital, com o compromisso de entrega do Certificado de Conclusão do

Ensino Médio e Histórico Escolar logo após concluir o 3º ano através de exame

supletivo pela SEDUC. Além disso, para determinar que a Secretaria Estadual de

Educação – SEDUC autorize e disponibilize, em prazo de 48h, sob pena de multa, que

o Impetrante realize a avaliação com objetivo de conclusão do ensino médio e após

aprovação emita o Certificado de Conclusão do Ensino médio.

Às fls. 36/37, o Impetrante afirma que lhe foi oportunizado a entrega do

Certificado de Conclusão do Curso até o dia 26.02.2019, em razão disso requereu a

desistência do presente Mandado de Segurança em relação ao Impetrado Reitor da

Universidade Estadual do Amazonas – UEA, pugnando o prosseguimento do feito

em análise da liminar pleiteada em relação ao Impetrado Secretário da Secretaria de

Educação e Qualidade do Ensino – SEDUC.

Às fls. 39-44, concedi a medida liminar formulada, determinando que o

Secretário de Educação promovesse a avaliação com o objetivo do Impetrante concluir

o ensino médio.

Às fls. 75, a Universidade do Estado do Amazonas não concordou com o

pedido de reconsideração para ser incluída no polo passivo da presente demanda.

À fl. 77, o Estado do Amazonas informou que o Impetrante não logrou

êxito na aprovação das provas perseguidas, requerendo a perda de objeto da presente

lide.

É o relatório, no essencial.

Elaborado o relatório, na forma do art. 931, do CPC, encaminho os autos à

Presidência da Câmara, para designação de data de julgamento, com a consequente


Cumpra-se.
inclusão do feito em pauta.

Relatora
PODER JUDICIÁRIO

Manaus/Am, 24 de abril de 2019.


À Secretaria, para as providências legais subsequentes.

Desembargadora Joana dos Santos Meirelles


TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
Gabinete da Desembargadora Joana dos Santos Meirelles
fls. 80

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 29/04/2019 às 12:16 .
Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 11B32B2.
fls. 81

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 11BC554.
Mandado de Segurança n. 4000714-40.2019.8.04.0000

CERTIDÃO

Certifico, para os devidos fins, que foi disponibilizado no

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ROBERVAL WILKENS MARINHO, liberado nos autos em 02/05/2019 às 11:39 .
Diário Eletrônico da Justiça de 02/05/2019, e considerado como publicado em
03/05/2019, nos termos do art. 4º., § 3º. da Lei nº. 11.419/2006, estando o processo
pronto para julgamento em quaisquer das sessões seguintes (sessões realizadas todas as
quartas-feiras), dou fé.

Manaus, 2 de maio de 2019

(assinado digitalmente)
ROBERVAL WILKENS MARINHO
Secretário das Câmaras Reunidas
fls. 82

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 11FF29A.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS
PODER JUDICIÁRIO
Gabinete da Desembargadora JOANA DOS SANTOS MEIRELLES

Câmaras Reunidas
Mandado de Segurança Cível nº 4000714-40.2019.8.04.0000 - Manaus
Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Advogado: José Eduardo Silva de Sales,

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por JOANA DOS SANTOS MEIRELLES, liberado nos autos em 22/05/2019 às 09:59 .
Impetrado, Impetrado: Universidade do Estado do Amazonas - Uea, Secretaria de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino - Seduc

DECISÃO

Inicialmente, verifico que o Impetrante formulou pedido às fls. 68-69, requerendo a

desistência do pedido de fls. 36-37, para que o feito re-tramitasse em desfavor do Ilmo.

Secretário de Educação do Estado do Amazonas e do Magnífico Reitor da Universidade

Estadual do Amazonas – UEA, eis que anteriormente havia pugnado pela retirada do Reitor do

polo passivo da presente lide.

Entretanto, verifico que o pedido foi formulado após a apresentação de defesa pelo

Impetrado, o qual não anuiu com a alteração do limite subjetivo da presente lide.

Desta forma, INDEFIRO o pedido de fls. 68-69 e determino que o feito tramite

somente em desfavor do Ilmo. Secretário de Educação do Estado do Amazonas.

Considerando que o Impetrante é relativamente incapaz, verifico que a intervenção

do Ministério Público é obrigatória (art. 178, II, do CPC), motivo pelo qual CHAMO O

PROCESSA A ORDEM e retiro o processo de pauta.

Dê-se vista ao graduado Órgão Ministerial.

À Secretaria para cumprimento.

Manaus/AM, 21 de maio de 2019.

Desembargadora Joana dos Santos Meirelles


Relatora
fls. 83

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 1204BDE.
Poder Judiciário
Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas
Câmaras Reunidas
Av. André Araújo, s/n.º - Bairro Aleixo - Edifício Arnoldo Péres, 3.º andar – Tel: 2129-6711
Cep: 69.060-000 Manaus/AM

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ROBERVAL WILKENS MARINHO, liberado nos autos em 24/05/2019 às 11:17 .
____________________________________________________________________________________
Mandado de Segurança Cível n.4000714-40.2019.8.04.0000

CERTIDÃO

Certifico, para os devidos fins, que este processo constou


na pauta de julgamentos, em 22.05.2019, sendo retirado de pauta a pedido do Relator;
dou fé.

Manaus, 22 de maio de 2019

(assinado digitalmente)
ROBERVAL WILKENS MARINHO
Secretário das Câmaras Reunidas

CONCLUSÃO

Nesta data, faço estes autos estes autos conclusos a Exma.


Sra. Desembargadora Joana dos Santos Meirelles

Manaus, 22 de maio de 2019

(assinado digitalmente)
ROBERVAL WILKENS MARINHO
Secretário das Câmaras Reunidas
fls. 84

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 1249196.
Ministério Público do Estado do Amazonas
Procuradoria-Geral de Justiça
16ª Procuradoria de Justiça

PROCESSO Nº 4000714-40.2019.8.04.0000
MANDADO DE SEGURANÇA CÍVEL
CÂMARAS REUNIDAS

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ANTONINA MARIA DE CASTRO DO COUTO VALLE, liberado nos autos em 02/07/2019 às 11:22 .
Impetrante: Luan Henrique Coelho Prado
Impetrados: Reitor da Universidade do Estado do Amazonas – Uea e Secretário de Estado de
Educação e Qualidade do Ensino
Relator: Desembargador Joana dos Santos Meirelles

PARECER Nº 168.2019.16.2.1.1292912.2019.7698

Colenda Câmara,
Emérita Desembargadora Relatora,

Trata-se de Mandado de Segurança impetrado por LUAN HENRIQUE


COELHO PRADO, assistido por sua representante legal, LUCILENE MACIEL COELHO, contra ato
atribuído ao Reitor da Universidade Estadual do Amazonas e ao Secretário de Estado de Educação
e Qualidade do Ensino - SEDUC, com a finalidade de ter sua matrícula realizada no Curso de
Licenciatura em Matemática – vespertino, e de obter o Certificado de Conclusão do Ensino Médio e
Histórico Escolar logo após concluir o 3º ano através de exame supletivo pela SEDUC.

Afirma ter obtido êxito na aprovação em vestibular no Processo


Seletivo Macro da Universidade do Estado do Amazonas para o Curso de Licenciatura em
Matemática, turno vespertino. Revela que, por contar com dezessete anos de idade, ainda não
concluiu o Ensino Médio, requisito exigido para ingresso no referido curso superior. Afirma ter
procurado a Secretaria de Estado de Educação - SEDUC, a fim de realizar a inscrição em curso
supletivo, contudo, tal Órgão lhe negou o direito de fazer a prova, por não ter alcançado dezoito
anos de idade. Nesse contexto, requer que lhe seja concedida a matrícula junto à UEA, assim como
que a SEDUC realize a avaliação equivalente a conclusão do Ensino Médio e que emita o
Certificado de Conclusão do Ensino Médio, após aprovação.

Av. Coronel Teixeira, n.º 7995, Nova Esperança II, Manaus/AM CEP 69.030-480 Fone/Fax : (92) 3655-0659
PROCESSO Nº 4000714-40.2019.8.04.0000 1 de 4
PARECER Nº 168.2019.16.2.1.1292912.2019.7698.L
fls. 85

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 1249196.
Ministério Público do Estado do Amazonas
Procuradoria-Geral de Justiça
16ª Procuradoria de Justiça

Liminar deferida pela Relatora, por meio da decisão de fls. 39/44, no

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ANTONINA MARIA DE CASTRO DO COUTO VALLE, liberado nos autos em 02/07/2019 às 11:22 .
sentido de determinar que o Secretário de Educação do Estado do Amazonas autorize e promova a
avaliação com o objetivo de o Impetrante concluir o ensino médio e, bem como, que, após a
aprovação, emita o Certificado de Conclusão do Ensino Médio.

Defesa apresentada pela Universidade do Estado do Amazonas às fls.


55/65, em que argui que o Impetrante não concluiu o Ensino Médio, tão somente finalizou o 2º ano
do Ensino Médio e está iniciando o 3º ano, que findará tão somente no decorrer de 2019, fato este
incontroverso nos autos e reconhecido na exordial, o que afasta o vindicado direito líquido e certo.

Aduz ainda que a exigência do término do Ensino Médio não é só um


critério objetivo, pois diante da conclusão plena é que o candidato/aluno à graduação estará em
condições educacionais para a vida acadêmica, ou seja, a conclusão do Ensino Médio é
indispensável para que o discente esteja preparado com uma formação curricular mínima, visto que
se ele não terminar por completo jamais estudará as disciplinas restantes do programa e
comprometerá sua formação como um todo.

A Secretaria de Estado de Educação do Amazonas, por sua vez,


esclareceu, às fls. 73/74, que o Impetrante foi submetido à avaliação através de exame supletivo,
sendo reprovado duas vezes em Língua Portuguesa e Física, razão pela qual não foi possível à
expedição do certificado de conclusão do Ensino Médio.

Abriu-se vista ao Ministério Público.

É o relatório.

Passo a opinar.

O Impetrante ajuizou a presente ação pleiteando a realização do


exame supletivo junto à SEDUC, como também sua matrícula no curso de Licenciatura em
Matemática, turno vespertino, perante a Universidade do Estado do Amazonas, com o compromisso

Av. Coronel Teixeira, n.º 7995, Nova Esperança II, Manaus/AM CEP 69.030-480 Fone/Fax : (92) 3655-0659
PROCESSO Nº 4000714-40.2019.8.04.0000 2 de 4
PARECER Nº 168.2019.16.2.1.1292912.2019.7698.L
fls. 86

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 1249196.
Ministério Público do Estado do Amazonas
Procuradoria-Geral de Justiça
16ª Procuradoria de Justiça

de entrega do Certificado de Conclusão do Ensino Médio logo após concluir o 3º ano através de
exame supletivo pela SEDUC.

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ANTONINA MARIA DE CASTRO DO COUTO VALLE, liberado nos autos em 02/07/2019 às 11:22 .
Primeiramente, é importante destacar que, apesar da concessão da
liminar que autorizou a realização do exame supletivo pelo Impetrante, tal medida se revela
excepcional, na medida a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional determina, nos arts. 37 e
38, que tal espécie de educação é destinada aos jovens que não obtiveram a educação (ensinos
fundamental e médio) na idade apropriada:

“Art. 37. A educação de jovens e adultos será destinada àqueles que não
tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio na
idade própria.
Art. 38. Os sistemas de ensino manterão cursos e exames supletivos, que
compreenderão a base nacional comum do currículo, habilitando ao
prosseguimento de estudos em caráter regular.
§ 1º Os exames a que se refere este artigo realizar-se-ão:
I - no nível de conclusão do ensino fundamental, para os maiores de quinze
anos;
II - no nível de conclusão do ensino médio, para os maiores de dezoito anos.”

In casu, verifica-se que o Impetrante tem dezessete anos de idade, ou


seja, está em idade adequada à conclusão do Ensino Médio. Nesse aspecto, forçar a aplicação de
exame para avanço de série em casos como o aqui se analise significa burla ao sistema regular de
ensino, o que não se pode admitir. Nesse sentido:

“De acordo com a Lei 9.394/96, a inscrição de aluno em exame supletivo é


permitida nas seguintes hipóteses: a) ser ele maior de 18 anos e b) não ter tido
acesso aos estudos ou à continuidade destes, no ensino médio, na idade
própria, de sorte que é frontalmente contrária à legislação de regência a
concessão de liminares autorizando o ingresso de menores de 18 anos em
curso dessa natureza. 2. É inadmissível a subversão da teleologia do exame
supletivo, o qual foi concebido com o escopo de contemplar aqueles que não
tiveram acesso ao ensino na idade própria ou, mesmo o tendo, não lograram

Av. Coronel Teixeira, n.º 7995, Nova Esperança II, Manaus/AM CEP 69.030-480 Fone/Fax : (92) 3655-0659
PROCESSO Nº 4000714-40.2019.8.04.0000 3 de 4
PARECER Nº 168.2019.16.2.1.1292912.2019.7698.L
fls. 87

Para conferir o original, acesse o site https://consultasaj.tjam.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 4000714-40.2019.8.04.0000 e código 1249196.
Ministério Público do Estado do Amazonas
Procuradoria-Geral de Justiça
16ª Procuradoria de Justiça

concluir os estudos, não sendo por outra razão que o legislador estabeleceu 18
(dezoito) anos como idade mínima para ingresso no curso supletivo relativo ao

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por ANTONINA MARIA DE CASTRO DO COUTO VALLE, liberado nos autos em 02/07/2019 às 11:22 .
ensino médio. 3. Lamentavelmente, a excepcional autorização legislativa,
idealizada com o propósito de facilitar a inclusão educacional daqueles
que não tiveram a oportunidade em tempo próprio, além de promover a
cidadania, vem sendo desnaturada dia após dia por estudantes do ensino
médio que visam a encurtar sua vida escolar de maneira ilegítima,
burlando as diretrizes legais.” (STJ, REsp 1.262.673/SE Rel. Min. Castro
Meira Julg. Em 18.08.2014).

Não bastasse isso, percebe-se que o Impetrante, após o deferimento


da liminar, realizou tal exame e não foi aprovado, por suas vezes, em duas disciplinas, quais sejam:
Língua Portuguesa e Física, fls. 72/74.

Assim, descabe falar em direito líquido e certo a ser aqui amparado, o


que deságua na denegação da segurança.

CONCLUSÃO

Diante do exposto, o Ministério Público se manifesta pela


DENEGAÇÃO da segurança, na forma da argumentação expendida.

É o parecer.

Manaus, 1º de julho de 2019.

Antonina Maria de Castro do Couto Valle


Procuradora de Justiça

Av. Coronel Teixeira, n.º 7995, Nova Esperança II, Manaus/AM CEP 69.030-480 Fone/Fax : (92) 3655-0659
PROCESSO Nº 4000714-40.2019.8.04.0000 4 de 4
PARECER Nº 168.2019.16.2.1.1292912.2019.7698.L