Você está na página 1de 2

Cópia não autorizada

MAIO 1993 NBR 12859


Avaliação do impacto sonoro gerado
por operações aeronáuticas
ABNT-Associação
Brasileira de
Normas Técnicas

Sede:
Rio de Janeiro
Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar
CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680
Rio de Janeiro - RJ
Tel.: PABX (021) 210 -3122
Telex: (021) 34333 ABNT - BR
Endereço Telegráfico:
NORMATÉCNICA
Procedimento
Origem: Projeto 08:002.06-011/1992
CB-08 - Comitê Brasileiro de Aeronáutica e Transporte Aéreo
CE-08:002.06 - Comissão de Estudo de Ruído Aeronáutico
NBR 12859 - Assessment of the nuisance level caused by aircraft noise -
Procedure
Descriptors: Noise. Aircraft. Acustic
Copyright © 1993, Válida a partir de 30.06.1993
ABNT–Associação Brasileira
de Normas Técnicas
Incorpora Errata de NOV 1993
Printed in Brazil/
Impresso no Brasil Palavras-chave: Ruído. Aeronáutica. Acústica 2 páginas
Todos os direitos reservados

1 Objetivo Sendo que IPR(i,j,k) é a componente do IPR devida a to-


das as aeronaves do tipo i que percorrem a trajetória j
Esta Norma fixa as condições exigíveis para gerar curvas durante o período k do dia. É calculada por:
isofônicas e analisar os níveis de incômodo sonoro em
função das áreas sujeitas ao ruído gerado por operações IPR(i,j,k) = EPNL(i,j,k) + 10 log p(k) . n(i,j,k) - 68
aeronáuticas.
Onde:
2 Documentos complementares
n (i,j,k) = número dessas aeronaves
Na aplicação desta Norma é necessário consultar:
p(k) = fator de ponderação em função do período
NBR 10856 - Determinação do nível efetivo de ruído do dia: p(1) = 1 para o período diurno e
percebido (EPNL) de sobrevôos de aeronaves - Pro- p(2) = 10 para o período noturno(1)
cedimento
constante 68 = fator de correção
NBR 11415 - Ruído aeronáutico - Terminologia
3.2 Curvas isofônicas
3 Definições
Curvas de igual nível de incômodo sonoro.
Os termos técnicos utilizados nesta Norma estão defini-
dos em 3.1 e 3.2 e na NBR 11415. 4 Condições específicas

3.1 Índice Ponderado de Ruído (IPR) 4.1 Procedimento de cálculo do IPR em um determinado
ponto
Unidade de avaliação do incômodo sonoro, calculada a
partir dos dados operacionais do aeródromo e das aero- 4.1.1 Método analítico
naves que o utilizam. É obtido pela seguinte expressão:
Para se obter o IPR em um determinado ponto nas proxi-
midades de um aeroporto, deve-se levantar os dados
IPR = 10 log ∑ ∑ ∑ 10( )
IPRi,j,k /10
conforme descrito em 4.1.1.1 a 4.1.1.4.
i j k

(1)
Período diurno de 7 h às 22 h; período noturno de 22 h às 7 h.
Cópia não autorizada

2 NBR 12859/1993

4.1.1.1 Percentual de cada tipo de aeronave que opera 4.1.2 Método determinístico
no aeroporto.
Para se obter o IPR em um determinado ponto a partir de
4.1.1.2 Número médio anual de operações por dia no pe- valores medidos, deve-se obter o EPNL para cada even-
ríodo diurno e no período noturno. to, de acordo com a NBR 10856, e, a partir destes valores,
determinar o IPR resultante do número de operações,
4.1.1.3 Dados técnicos operacionais das aeronaves: conforme a definição de 3.1, e, a partir deste valor, deter-
minar o IPR total.
a) perfil de subida, com peso médio de decolagem
utilizado, para cada aeronave e cada uma das pis- 4.2 Metodologia para geração de curvas isofônicas
tas do aeroporto;
Para se traçarem as curvas isofônicas, devem ser deter-
minados, a partir de um gradeamento na região em torno
b) perfil de pouso por instrumentos para cada pista
do aeroporto, os pontos de IPR igual a 60 e de IPR igual a
do aeroporto;
53, a partir dos quais se obtêm as curvas de mesmo ní-
vel de incômodo. A área I é a região interna à curva de 60
c) curva de nível efetivo de ruído percebido, EPNL,
IPR; a área II, a região externa à curva de 60 IPR e inter-
versus distância do observador à aeronave, para
na à curva de 53 IPR; e a área III, a região externa à
cada aeronave utilizada;
curva de 53 IPR.
d) determinação das trajetórias das aeronaves. 5 Inspeção
4.1.1.4 A partir destes dados, calcular, para cada movi- 5.1 Análise da relação entre o IPR e o incômodo sub-
mento (pouso ou decolagem) no aeroporto, o EPNL na- jetivo sentido pelas pessoas
quele ponto e, a partir destes valores, determinar o IPR
resultante do número total de operações, conforme de- A Tabela fornece a relação entre o IPR e a reação apre-
finição apresentada em 3.1. sentada pela comunidade.

Tabela - Relação entre o IPR e a reação das comunidades

Áreas Valor do IPR Reação da comunidade exposta a este nível de incômodo

III Menor que 53 IPR Nenhuma reclamação é esperada. Ambiente pouco ruidoso

II Entre 53 IPR e 60 IPR É esperado grande volume de reclamações por parte dos residentes. Ambiente
medianamente ruidoso

I Maior que 60 IPR São esperadas reclamações generalizadas por parte dos residentes. É possível
ação comunitária em prol da redução do nível de ruído