Você está na página 1de 8

Instituto de Engenharia e

Desenvolvimento
Susténtável - IEDS
Engenharias de Energias

LABORATÓRIO DE CONVERSÃO ELETROMECÂNICA

RELATÓRIO DE PRÁTICA (8)

Título: GERADOR DE CORRENTE CONTÍNUA AUTO-EXCITADO

Docente: Humberto Ícaro Fontinele


Discente: Ezi Adjoino Indi

Redenção-CE, 06/02/2020
Sumário
Introdução ......................................................................................................................... 3

Objetivos: ......................................................................................................................... 3

Procedimento Experimental --------------------------------------------------------------------3-4

Resultados/ Discussões ------------------------------------------------------------------ -------4-8

Conclusão--------------------------------------------------------------------------------------------8

Referências------------------------------------------------------------------------------------------8
Introdução

O gerador ou máquina de corrente contínua auto-excitado é aquela cuja corrente de


excitação ou corrente de campo é fornecida pela própria armadura. Dependendo da
ligação do campo com a armadura, o gerador auto-excitado pode ser chamado de gerador
em derivação ou paralelo, quando o campo está em paralelo com a armadura (falando
nestes tipos de excitações). Gerador série é quando o circuito de campo está em série com
a armadura e gerador composto quando possui os dois circuitos de excitação, um em
paralelo e outro em série com o circuito de armadura.

Objetivos:

Verificar os efeitos que a polaridade e a resistência do campo paralelo têm no


escoramento da máquina;
Observar os efeitos do magnetismo residual;
Observar os efeitos da saturação;
Levantar a curva característica da máquina de corrente contínua auto excitada;

Procedimento experimental

Não foi necessário usar um multímetro para identificar os terminais de campo (F1
e F2) e os terminais de armadura (A1 e A2) do gerador CC, pois, todos estavam explícitos
na máquina. Em seguida fez-se a conexão da máquina primária (motor de indução) ao
sistema de corrente alternada (380V), usando uma ligação em estrela conectando-o a
gerador CC com mostra o circuito da Fig. 5.3. Antes do acionamento da máquina o
professor para conferir as ligações após disso acionou-se o motor, e em seguida foi
desligada.

3
Resultados/ Discussões
Neste passo procede logo as resoluções de questões com suas respostas e comentários

Questão 6
A tensão de armadura medida foi de 3,5V; esta é chamada de TENSÃO ENTRE
ESCOVAS

Questão 7

Quando se acionou o MIT, ligou a resistência e o circuito do campo, observou-se


que a tensão se aproxima a zero (221V) faltando assim para chegar 230 que é o valor
esperado, portanto o processo de escova não foi verificado. Então inverteu-se
uma das fases no terminal do campo e acionou novamente o MIT, com isso houve o
escorvamento. Portanto, no primeiro caso a polaridade do campo se subtrai com a da

4
armadura diminuindo assim o fluxo resultante e a tensão consequentemente. Quando
inverteu a polaridade o inverso aconteceu e tensão aumentou.

Questão 8

Antes de começar a completar os valores de tensão de armadura e corrente de campo,


procede-se com as demonstrações de cálculos sobre como foram feitos os procedimentos
com a obtenção desses valores.

Medições com cargas, de recordar que foram feitas quatro medições e chegou
exatamente no valor estipulado que é 280V, portanto não foi deixado ultrapassar esse
valor.

Vale dizer que esses cálculos feitos usando regra de três simples, servem apenas para
fazer ajustes de Tensão e Corrente.

Valor da velocidade para esta Máquina foi de 1800rpm;

Valor medido foi de 1786, portanto são esses valores que vão ser usados nos cálculos para
encontrar tanto tensão nominal e correte nominal.

1. Medição: Processos de encontrar corrente nominal


Com uma carga

I=1 A
Velocidade, V= 1786prm
Agora vou calcular a tensão nominal através de regra de três simples:
1800 rpm--------------------------- 1A Logo. X = 0,992
1786 rpm--------------------------- X Corrente nominal é, I = 0,992

2. Medição: Duas cagas

5
I = 0,81A
1800 rpm---------------------------0,81 logo. X = 0,804A
1786 rpm--------------------------- X Corrente nominal é, I = 0,804A

3. Medição: Três cargas


I = 0,67A
1800 rpm--------------------------- 0,67 Logo. X = 0,667
1748 rpm--------------------------- X Corrente nominal é, I = 0,665A

4. Medição: Quatro cargas


I= 0,56
1800 rpm--------------------------- 0,56A Logo. X = 0,56A
1786 rpm--------------------------- X Corrente nominal é, I = 0,56A

Agora Vai proceder com a medição ou reajustamento de valores de tensão para encontrar
tensões nominais nos quatro casos:

1. Medição: Processos de encontrar Tensão nominal


Com uma carga

V = 216V
Velocidade, V= 1786prm
Agora vou calcular a tensão nominal através de regra de três simples:
1800 rpm--------------------------- 216 Logo. X = 214,32V
1786rpm--------------------------- X Tensão nominal é, V= 214,32

2. Medição:
V= 209

6
1800 rpm---------------------------209 logo. X = 207,37V
1786 rpm--------------------------- X tensão nominal é, V = 207,37V

3. Medição: com três cargas (resistores)


V = 201
1800 rpm--------------------------- 201V Logo. X = 199,44V
1748 rpm--------------------------- X Tensão nominal é, I = 0,667A

4. Medição:
V= 191V
1800 rpm--------------------------- 191V Logo. X = 189,51V
1786 rpm--------------------------- X Tensão nominal é, V = 189,51V

Agora vai inserir a tabela para de facto colocar esses valores.

Tensão de
Armadura 214,32 207,37 199,44 189,51
(V)
Corrente de
Campo (I) 0,992 0,804 0,67 0,56

7
Questão 9

Sabe-se que característica da resistência de campo passa pela origem; A seguir foi
calculado
os valores da resistência do campo para os vários valores de tensão do item 8:

✓ R1 = (214 ,32) / (0,992*√3) = 124,74 OHMS


✓ R2 = (207,37) / (0,804*√3) = 148,91 OHMS
✓ R3 = (199,44) / (0,67*√3) = 171,86 OHMS
✓ R4 = (189,51) / (0,56*√3) = 195,39 OHMS.

Conclusão

A observação bem feita minuciosamente sobre uma ligação adequada nos terminais do
campo tem um valor significativo no valor da tensão nos terminais da armadura, mas
também com ajuda no processo de escorvamento. Por outo lado, à medida que a
resistência no campo aumenta a tensão nos terminais da armadura também, ou seja, são
proporcionais de recordar que esses valores são notórios lá em cima nos cálculos de três
simples e se observam também na tabela 8. Por fim a prática pode ser considerada
satisfatória, pois, foi possível atingir os objetivos propostos neste relatório.

Referencias

FITZGERALD, A.E. KINGSLEY, C. UMANS, D. S. MAQUINAS ELETRICAS.


6 EDIÇAO BOOKMAN
Disponível em: https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/downloadFile/3779571254085/SEEIndu
Acesso em: 06 de Fevereiro de 2020.

Você também pode gostar