Você está na página 1de 4

Colégio Nossa Senhora de Fátima

Ensino Fundamental – ESTUDOS COMPLEMENTARES I – Valor: 40


Prof.ª Edineia Franz

NOME:_________________________________________DATA:______________ TURMA:_________
“Não é de hoje que essa combinação está
Dicas para uma boa interpretação de texto. presente na vida de muitos jovens. Pensando
Ler o texto, no mínimo três vezes. nisso, o psiquiatra Jorge Jaber e o professor
• Observe que cada leitura apresenta adjunto de neurologia da UFRJ, Charles
uma visão diferente sobre o texto. André, aproveitaram o Rock in Rio 3 para
• Leitura informativa – buscar palavras realizar uma pesquisa sobre o uso de
mais importantes em cada parágrafo que entorpecentes entre a juventude. Segundo André,
produzam significados. a principal constatação foi que, entre o público
• Leitura interpretativa – compreender,
analisar, sintetizar as informações do texto
do festival, formado basicamente por classes
e o que esta leitura requer.
média e média alta, a maconha figura em terceiro
• Compreensão – entender a mensagem lugar entre as drogas já experimentadas, com
real contida no texto. 43%.
De uns tempos para cá, as pessoas estão
TEXTO I tratando o assunto da maconha como algo inócuo,
A FALA HUMANA E O CANTO DOS sem consequências. Muitos esquecem, no entanto,
PÁSSAROS que ela é uma porta de entrada no mundo das
O passarinho recém-nascido pode aprender o drogas ilícitas.
canto típico de seus pais. Mas, se entrar em Durante os sete dias do festival, cem
contato com outra espécie, também aprenderá o voluntários da Associação de Pais e Amigos dos
jeito de cantar estranho. A princípio, o ser humano Dependentes Químicos entrevistaram 1.900
recém-nascido também pode gravar perfeitamente pessoas. O trabalho incluiu ainda a distribuição de
sons de qualquer língua. adesivos e folhetos explicativos sobre a questão.
Mais tarde, os filhotes de aves ficam A pesquisa revela que o álcool ainda é a droga
desconfiados quando ouvem sons diferentes e mais popular: 88,2% das pessoas já
tendem a só prestar atenção no canto da sua experimentaram. Em segundo lugar, está o tabaco,
espécie. O cérebro da criança também passa a só com 57,7%. Completam a lista, além da maconha,
gravar sons mais comuns – justamente os sons da com 43%, a cocaína com 15,7% e os
sua língua. anabolizantes, com 4,1%.
Pássaros e crianças, na etapa seguinte, repetem Outra constatação importante é a idade em que
os sons dos adultos. Isso marcará o cérebro de as pessoas experimentaram a primeira droga. No
ambos para sempre, criando conexões de caso das lícitas, 71% tiveram o primeiro contato
neurônios. A criança, ao se tornar adulta, jamais até os 15 anos. Com as ilícitas, 89% consumiram
perderá o sotaque de sua língua de origem. pela primeira vez até os 18 anos, o que mostra
Experiências em que os cientistas tentaram que a droga está presente no período escolar.
ensinar cantos estranhos para pássaros maduros Para o neurologista Charles André, os resultados
mostraram que, quando eles conseguem aprender, da pesquisa no Rock in Rio 3 servem de alerta para
o “sotaque” estrangeiro também é inevitável. uma questão ainda vista como preconceito entre
Superinteressante, jan. 1996. as classes de maior poder aquisitivo:
Tanto as escolas particulares quanto as famílias
• Questão 1 – Considerando as ideias e agem com hipocrisia em relação ao tema. Como
estruturas do texto acima, julgue os itens nos colégios é difícil fazer um levantamento, uma
em CERTO (C) ou ERRADO (E). pesquisa como esta nos dá dados para que o
I) ( ) O passarinho recém-nascido pode aprender problema seja visto com atenção.
o canto de outras espécies como o ser humano Fonte: O Globo.
recém-nascido pode aprender os sons de qualquer
língua. • Questão 2 – Quanto à interpretação do
II) ( ) O pássaro adulto quando consegue texto, assinale a alternativa CORRETA:
aprender o canto de outra espécie não possui o a) Na frase: “Não é de hoje que essa combinação
“sotaque” estrangeiro. está presente na vida de muitos jovens” - o termo
III) ( ) A criança ao se tornar adulta pode destacado está usado em sentido conotativo.
aprender outra língua, entretanto nunca perderá o b) Álcool, tabaco e maconha, nessa ordem, são as
sotaque de sua língua de origem. drogas mais utilizadas pela população de baixa
IV) ( ) No processo de construção do texto é renda.
usada a linguagem denotativa. c) O texto caracteriza com clareza os conceitos de
“drogas lícitas” e “drogas ilícitas”.
Está(ão) corretas:
a) I, II, III. b) I, III, IV. c) I e III d) III e IV. • Questão 3 – Quanto ao tipo textual
predominante do texto, é correto afirmar:
TEXTO II a) Trata-se de um texto argumentativo.
DROGAS E ROCK’N’ ROLL b) Trata-se de um texto narrativo.
c) Trata-se de um texto descritivo.
d) Trata-se de um texto injuntivo. Critérios que passam mais pelo crivo da
aparência: julgamento.
TEXTO III Obsoleto: Velho, antigo, em desuso.
O DESAFIO DO PRIMEIRO AMOR Tônica dominante: coisa principal.
Relegando: abandonando.
Dos tempos do romantismo, serenata, bailes de
gala e muita emoção no primeiro encontro, pouca Segundo plano da aceitação grupal: aquilo,
coisa restou, e assim mesmo, só na memória dos que para o grupo não é tão importante assim.
pais e avós. Aos jovens e adolescentes de hoje, o Verbalizar de forma adequada: transformar o
mundo apresenta-lhes com outra velocidade e pensamento em palavras corretas e
constituído por critérios que passam mais pelo compreensíveis.
crivo da aparência e do consumismo do que pelos Premissa: aquilo que serve de base para uma
valores morais e sentimentos puros. conclusão.
Se o amor transformou-se e, muitas vezes, é
visto como coisa do passado, como é que ficou o • Questão 4 – A autora do texto afirma que
primeiro namoro do adolescente? Existe, ainda dos tempos do romantismo pouca coisa
hoje? restou e só existe na memória dos pais e
Sobrevive na sua antiga fórmula do parzinho avós. Para a autora, o mundo hoje
romântico, que caminha passo a passo, apresenta com outra velocidade. Como a
descobrindo a vida e novas emoções? Ou tornou autora reconhece o primeiro namoro nos
obsoleto, substituído pela “transa” dias de hoje?
descompromissada, despida de emoção e pouco a) É tudo que passa pelo crivo da aparência e do
importante na preparação do futuro, descartável? consumismo.
“O primeiro namoro, o namoro do adolescente, b) Sobrevive na sua antiga fórmula do parzinho
existe sim, embora de forma diferente daquela a romântico, que caminha passo a passo.
que nos acostumamos a ver em épocas passadas, c) Descompromissado, despido de emoção.
nas quais o romantismo era a tônica dominante e d) A cultura e a própria civilização mudaram,
o sentimento pesava muito e revestia-se de um relegando o sentimento a um segundo plano
significado mais amplo. Não que o jovem, o dentro da aceitação grupal.
adolescente atual não sinta, não vivencie, não se
deixe tocar pelo sentimento. O que acontece é que TEXTO IV
a cultura e a própria civilização mudaram, SERMÃO DO BOM LADRÃO
relegando o sentimento a um segundo plano
dentro da aceitação grupal. Assim, o adolescente “Não são só ladrões, diz o Santo, os que
tem até um certo medo de gostar, de admitir que cortam bolsas ou espreitam os que vão se banhar
ama, de valorizar seus sentimentos. Diria, de para lhes colher a roupa; os ladrões que mais
forma geral,que ele não admite que a Lua esteja própria e dignamente merecem este título são
bonita, mas sente, intimamente, que a Lua brilha e aqueles a quem os reis encomendam os exércitos,
está ali.” ou o governo das províncias, ou a administração
Quem afirma isso é a psicóloga Maria Ângela das cidades, os quais já com manha, já com força,
Pazelli, que coloca também a questão da roubam e despojam os povos. Os outros ladrões
dificuldade do adolescente, primeiro, em verbalizar roubam um homem, estes roubam cidades e
de forma adequada suas emoções e vivências, e reinos; os outros furtam debaixo do seu risco,
segundo, em aceitar de forma tranquila e pacífica estes sem temor nem perigo; os outros, se furtam
seus sentimentos, por medo de parecer são enforcados, estes furtam e enforcam.”
excessivamente “careta” perante os amigos. Hoje, Padre Antônio Vieira
dentro do contexto grupal, a própria palavra
“namoro” já parece fora da realidade e, mesmo • Questão 5 - De acordo com o texto lido,
para os jovens que mantêm um tipo de assinale a alternativa CORRETA:
relacionamento nestes termos, a palavra deixou de a) O autor critica os ladrões porque eles invadem a
ser usada, sendo substituída por expressões propriedade alheia.
equivalentes, mas não tão adequadas: “transas”, b) Vieira acha que a propriedade privada deve ser
por exemplo. defendida a qualquer custo, mesmo que para isso
Conforme relata Maria Ângela Pazelli, inocentes sejam confundidos com criminosos.
basicamente o sentimento continua o mesmo, c) O autor distingue dois tipos de ladrões; os que
embora a forma de manifestá-lo seja diferente. estão no poder e roubam os povos e os outros que
Também as necessidades não mudaram. “Na se furtam são enforcados.
verdade, o que mudou foi o conceito, a ideia d) De acordo com o texto, o autor acha que apesar
básica do sentimento. A premissa do que é o amor. de haver dois tipos de ladrões, ambos devem ser
Este foi e continua sendo algo maior, assim como é enforcados, pois ladrão é sempre ladrão.
muito importante o primeiro namoro, o namoro
adolescente. O que noto, às vezes, é a juventude TEXTO V
meio perdida, confusa, interpretando A GALERA ILUSTRADA
erroneamente os conceitos de amor e existência.”
Foi-se o tempo em que a tatuagem era
O Desafio do Primeiro Amor, reportagem de símbolo de rebeldia. De tão comum, virou um
Maria Eliza Cerazetti – Revista Família Cristã –
junho de 1989. acessório do corpo. Depois da fase dos desenhos
Vocabulário: tradicionais dos marinheiros, do abstracionismo
dos símbolos tribais e dos nativos orientais, com Somos, pois, criaturas nutridas de liberdade há muito
dragões e ideogramas, a moda são os grafismos e tempo, com disposições de cantá-la, amá-la, combater e
a releitura de motivos clássicos como corações certamente morrer por ela.
partidos e personagens de história em quadrinhos. Ser livre – como diria o famoso conselheiro... é não
Discretas, as tatuagens conquistaram a pele ser escravo; é agir segundo a nossa cabeça e o nosso
de modelos, das patricinhas e dos adolescentes coração, mesmo tendo de partir esse coração e essa
em geral. É claro que o preconceito ainda existe e cabeça para encontrar um caminho... Enfim, ser livre é
que o exagero talvez se torne uma dor de cabeça ser responsável, é repudiar a condição de autômato e de
na vida adulta. teleguiado – é proclamar o triunfo luminoso do espírito.
Em carreiras conservadoras, como mediana e (Suponho que seja isso.)
direito, a tatuagem pode ser encarada como Ser livre é ir mais além: é buscar outro espaço, outras
desvario ou um perigoso sinal de desleixo, o que dimensões, é ampliar a órbita da vida. É não estar
não quer dizer que médicos e advogados não acorrentado. É não viver obrigatoriamente entre quatro
possam ter uma. Na hora de escolher lugar, é só paredes.
dar preferência a locais do corpo fáceis de Por isso, os meninos atiram pedras e soltam
esconder com roupa. papagaios. A pedra inocentemente vai até onde o sonho
A panturrilha, a parte interna do antebraço e das crianças deseja ir. (Às vezes, é certo, quebra alguma
o ombro são as regiões preferidas dos garotos. Já coisa, no seu percurso...) .
as meninas tatuam mais o tornozelo, a nuca, a Os papagaios vão pelos ares até onde os meninos de
virilha e a base da coluna vertebral. Em alguns outrora (muito de outrora!...) não acreditavam que se
lugares, como o Estado de São Paulo, é proibida a pudesse chegar tão simplesmente, com um fio de linha e
tatuagem em menores de idade. Ignorar a lei tem um pouco de vento!...
seus riscos. Acontece, porém, que um menino, para empinar um
papagaio, esqueceu-se da fatalidade dos fios elétricos e
Veja, 2003. perdeu a vida.
E os loucos que sonharam sair de seus pavilhões,
usando a fórmula do incêndio para chegarem à liberdade,
morreram queimados, com o mapa da Liberdade nas
mãos!...
São essas coisas tristes que contornam sobriamente
aquele sentimento luminoso da LIBERDADE. Para
• Questão 6 - A partir da leitura do texto alcançá-la estamos todos os dias expostos à morte. E os
acima, podemos perceber que segundo o tímidos preferem ficar onde estão, preferem mesmo
autor: A tatuagem já foi sinal de prender melhor as suas correntes e não pensar em
rebeldia. Hoje é apenas decoração do assunto tão ingrato.
próprio corpo. Isso ocorre devido: Mas os sonhadores vão para a frente, soltando seus
a) Não existir mais nenhum tipo de preconceito papagaios, morrendo nos seus incêndios, como as
para com o uso de tatuagem. crianças e os loucos. E cantando aqueles hinos, que
b) Até em carreiras conservadoras as tatuagens falam de asas, de raios fúlgidos – linguagem de seus
conquistaram espaço. antepassados, estranha linguagem humana, nestes
c) Sendo discretas, as tatuagens conquistaram a andaimes dos construtores de Babel...
pele de modelos, das patricinhas e dos
adolescentes em geral. MEIRELLES, Cecília. Escolha o seu sonho: crônicas. Rio de
d) A tatuagem já tem alcançado espaço em vários Janeiro: Record, 2002.
lugares do mundo.
• Questão 7 – O texto VI afirma que
TEXTO VI (A) a escravidão depende das escolhas das
LIBERDADE pessoas.
(B) a liberdade de um acaba onde começa a
Deve existir nos homens um sentimento profundo que liberdade de outrem.
corresponde a essa palavra LIBERDADE, pois sobre ela (C) as criaturas combatem a liberdade com
se têm escrito poemas e hinos, a ela se tem levantado entusiasmo juvenil.
estátuas e monumentos, por ela se tem até morrido com (D) os sentimentos sombrios deslumbram a
alegria e felicidade. liberdade.
Diz-se que o homem nasceu livre, que a liberdade de
cada um acaba onde começa a liberdade de outrem; que • Questão 8 – O resultado de ser livre é
onde não há liberdade não há pátria; que a morte é (A) ampliar a órbita da vida.
preferível à falta de liberdade; que renunciar à liberdade é (B) cantar a liberdade como nossos avós.
renunciar à própria condição humana; que a liberdade é o (C) viver sem sonhar.
maior bem do mundo; que a liberdade é o oposto à (D) viver sem qualquer obrigação.
fatalidade e à escravidão; nossos bisavós gritavam:
“Liberdade, Igualdade, Fraternidade!”; nossos avós
cantaram: “Ou ficar a Pátria livre/ ou morrer pelo Brasil!”;
• Questão 9 – A liberdade é tão
nossos pais pediam: “Liberdade! Liberdade!/ abre as asas fundamental ao homem que
sobre nós”, e nós recordamos todos os dias que “o sol da (A) certamente se prefere a morte à liberdade.
liberdade em raios fúlgidos/ brilhou no céu da Pátria...” – (B) com liberdade tudo se consegue na vida.
em certo instante. (C) onde não há liberdade não há pátria.
(D) sem liberdade não se constrói coisa alguma.
• Questão 10 – Em “Ser livre é ser
responsável, é repudiar a condição de
autômato e de teleguiado (....)”, os termos
destacados se referem a pessoas que
(A) comportam-se de forma imprevisível.
(B) desobedecem às regras e às convenções. .
(C) fazem só o que os outros lhes determinam.
(D) sabem muito bem o que devem realizar.

• Questão 11 – No segundo parágrafo do


texto IV, entende-se que a Liberdade é
(A) a inspiração para cantos antigos e modernos.
(B) o bem mais precioso do homem.
(C) um bem esquecido por nossos parentes.
(D) uma luta que, às vezes, vale a pena travar.

• Questão 12 – A questão central tratada


no texto é
(A) a emoção dos antepassados.
(B) a felicidade das pessoas.
(C) a liberdade humana.
(D) o combate à escravidão.

GABARITO:

1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12

Que o Espírito Natalino toque os corações


das pessoas para que o ano que se
aproxima
seja realmente Novo.
Boas Festas!