Você está na página 1de 19

BÁRBARA DE SANTANA NOGUEIRA

BRUNO LUIZ FEITOSA SANTOS


DIAGLES RADAMES BEZERRA DA SILVA
EDUARDO DE OLIVEIRA SANTOS
GABRIEL DOS SANTOS VENTURA
JOSÉ AILTON DOS SANTOS FILHO
RITA DE CASSIA GOIS DOS SANTOS
SAVIO DE OLIVEIRA SANTANA

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO


PROJETO ELÉTRICO
RESIDÊNCIA TÉRREA

PROJETO ELÉTRICO
ENDEREÇO: XXXXXX

SETEMBRO/2018
I

SUMÁRIO
1. APRESENTAÇÃO...........................................................................................................II
2. FICHA TÉCNICA.............................................................................................................1
3. PARÂMETROS PARA CÁLCULOS PRELIMINARES.............................................2
4. DIVISÃO DOS CIRCUITOS...........................................................................................3
5. DIMENSIONAMENTO DOS CONDUTORES.............................................................4
6. DIMENSIONAMENTO DOS DISJUNTORES.............................................................5
7. RESUMO DO DIMENSIONAMENTO DO CIRCUITO..............................................5
8. DIMENSIONAMENTO DO ALIMENTADOR.............................................................6
9.DIMENSIONAMENTO DOS ELETODUTOS..................................................................8
10.MEMORIAL DE CÁLCULO.............................................................................................9
11. RESUMO DOS SISTEMAS............................................................................................13
ANEXO - CIRCUITO UNIFILAR........................................................................................15
ANEXO – PLANTA GERAL DE LOCAÇÃO....................................................................16
II

1. APRESENTAÇÃO

Projeto elétrico residencial é a previsão escrita da instalação, com todos os seus detalhes,
localização dos pontos de utilização da energia elétrica, comandos, trajeto dos condutores,
divisão dos circuitos, seção dos condutores, dispositivos de manobra, carga de cada circuito,
carga total, etc.
1

2. FICHA TÉCNICA

O projeto trata de uma residência térrea, com área de 166,35m² na sua totalidade,
e área construída de 166,35m², obtendo treze cômodos:
- Área molhada – Cozinha, Área de Serviço, WC Suíte e WC Social;
- Área Comum – Sala de Estar/Jantar e Garagem;
- Área íntima - Suíte, Quarto I e Quarto II.

Tensões de 127V e 220V;

O projeto foi feito a partir das seguintes normas:

- ABNT NBR 5410: Instalações Elétricas em Baixa Tensão, Mar/2008;


- NBR 5444: Símbolos gráficos para instalações elétricas prediais/1988
- BNT NBR 5413: Iluminação de interiores;
- NDU 001 4.0: Dimensionamento de Entrada de Energia em Baixa Tensão –
ENERGISA S/A, por meio de pesquisas, sala de aula e por material do professor Igor Faro.
2

3. PARÂMETROS PARA CÁLCULOS PRELIMINARES

Determinado os ambientes e suas áreas, calculamos a carga de iluminação de cada


ambiente:
(área do cômodo−6)
=a
4

Usando o valor inteiro anterior mais próximo obtido na equação acima, determina-
se a carga.
100+ ( a x 60 )=b VA

Já para calcular as tomadas de uso geral, é considerado o perímetro do ambiente e


foi feito de acordo com a regra apresentada na NBR 5410/2004, na qual:
600VA Até 3
Áreas molhadas Há cada 3,5m ou fração
1 TUG 100VA Demais
Áreas comuns Há cada 5,0 m ou fração 100 VA
Tabela 1: Potência mínima para TUG

Perímetro do cômodo Perímetro do cômodo


(Áreas Secas) =a (Áreas Molháveis) =a
5 3,5

Em que a quantidade de tomadas é igual ao valor inteiro superior mais próximo


do valor obtido na equação acima.
As tomadas de uso especifico tem como finalidade de atender ar condicionados
(1900VA) e aos os chuveiros elétricos (6500VA).

PONTOS DE UTILIZAÇÃO
ILUMINAÇÃO TOMADAS
AMBIENTES ÁREA (m²) PERÍMETRO (m)
CARGA (VA) LAMPADAS (VA) TUG (VA) TUE (VA)
Garagem 48,184 32,50 700 3#100 3#100  
Suite 14,840 15,48 220 2#100 4#100 1#1900 
WC Suite 3,00 7,00 100 1#100 2#600 1#6500 
WC Social 3,00 7,00 100 1#100 2#600 1#6500
Sala de Estar 23,75 19,77 340 4#100   4#100  
Sala de Jantar 16,89 21,34 220 3#100 5#100
Cozinha 14,777 15,784 220 3#100 3#600+2#100  
A.Serviço 5,13 9,15 100 1#100 3#600
Quarto I 9,60 12,40 100 1#100 3#100 1#1900
Quarto II 9,60 12,40 100 1#100 3#100  1#1900
Tabela 2: Distribuição de ponto de utilização
3

4. DIVISÃO DOS CIRCUITOS

Iluminação
Feita a análise dividiu-se os circuitos em I1 e I2, onde I1 - 10 pontos e I2 - 10
pontos.

TUG
Feita a análise dividiu-se os circuitos em T1, T2 e T3 onde T1 – 14 pontos, T2 – 9
pontos e T3 – 11 pontos.

TUE
Ao considerar a existência de aparelhos de uso específico tais circuitos foram
determinados separadamente, como Ar1, Ar2, Ar3, CH1 e CH2.

Detalhamento

DIVISÃO DE CIRCUITOS
CIRCUITO Nº DE CARGA TENSÃO
SETORES ATENDIDOS
Nº PONTOS (VA) (V)
I1 10 900 127 Área de Serv., Cozinha, Q1, Q2 e Sala de Jantar
I2 10 1100 127 Sala de Estar, Suíte, WC Suíte, WC Social e Garagem
T1 14 2900 127 Sala de Estar, Sala de Jantar e Cozinha
T2 9 2400 127 Área de Serv., Q1 e Q2
T3 11 3100 127 Garagem, Suíte, WC Suíte e WC Social
CH1 1 6500 220 WC Social
CH2 1 6500 220 WC Suite
AR1 1 1900 220 Suite
AR2 1 1900 220 Q1
AR3 1 1900 220 Q2
Tabela 3: Divisão de circuitos
4

5. DIMENSIONAMENTO DOS CONDUTORES

Depois de feito as divisões dos circuitos, fizemos o dimensionamento dos


condutores pelo critério da corrente e pelo critério da queda de tensão:

Critério da Corrente

DIMENSIONAMENTO - CRITÉRIO DA CORRENTE


CIRCUITO Nº CARGA (VA) Nº CIRCUITO Fa TENSÃO (V) CORRENTE (A) CONDUTOR (mm²)
I1 900 3 0.7 127 10,123 0,75
I2 1100 3 0.7 127 12,373 1,00
T1 2900 2 0.8 127 28,543 4,00
T2 2400 3 0.7 127 26,996 4,00
T3 3100 3 0.7 127 34,870 6,00
CH1 6500 3 0.7 220 42,207 10,00
CH2 6500 3 0.7 220 42,207 10,00
AR1 1900 3 0.7 220 12,337 1,00
AR2 1900 3 0.7 220 12,337 1,00
AR3 1900 3 0.7 220 12,337 1,00
Tabela 4: Critério da corrente

Critério da Queda de Tensão

DIMENSIONAMENTO - CRITÉRIO DA QUEDA DE TENSÃO


CIRCUITO Nº PRODUTO VA x m QUEDA % TENSÃO (V) CONDUTOR (mm²) CONDUTOR (mm² - A)
I1 9747 3 127 0.69462 0,75 - (11A)
I2 13558 3 127 0,96620 1,0 - (14A)
T1 33026 3 127 2,3535 2,5 -(24A)
T2 20977 3 127 1,4949 1,5 -(17,5A)
T3 54396 3 127 3,8765 4,0 - (32A)
CH1 56940 3 220 1,35224 1,5 - (17,5A)
CH2 65715 3 220 1,56063 2,5 - (24A)
AR1 32376 3 220 0.76888 1,00 - (14A)
AR2 19703 3 220 0.46792 0,5 - (9A)
AR3 18867 3 220 0,44806 0,5 - (9A)
Tabela 5: Critério da queda de tensão
5

6. DIMENSIONAMENTO DOS DISJUNTORES

Depois de dimensionar corrente de carga e o da corrente limite do condutor,


encontramos o disjuntor adequado que está entre os valores:

DIMENSIONAMENTO - DISJUNTORES
CIRCUITO Nº CORRENTE DE CARGA CORRENTE DO CONDUTOR DISJUNTOR
I1 10,123 1,5 mm² - 17,5 A 16 A
I2 12,373 1,5 mm² - 17,5 A 16 A
T1 28,543 4,0 mm² - 32 A 32 A
T2 26,996 4,0 mm² - 32 A 32 A
T3 34,870 6,0 mm² - 41 A 40 A
CH1 42,207 10,0 mm² - 57 A 50 A
CH2 42,207 10,0 mm² - 57 A 50 A
AR1 12.337 2,5 mm² - 24 A 20 A
AR2 12,337 2,5 mm² - 24 A 20 A
AR3 12,337 2,5 mm² - 24 A 20 A

Tabela 5: Dimensionamento dos Disjuntores

7. RESUMO DO DIMENSIONAMENTO DO CIRCUITO

DIMENSIONAMENTO CONDUTOR
CRITÉRIO DA CRITÉRIO DA CRITÉRIO DA SEÇÃO
CIRCUITO Nº CONDUTOR (mm²)
CORRENTE QUEDA MÍNIMA
I1 0,75 0,75 1,5 1,5
I2 1,00 1,0 1,5 1,5
T1 4,00 2,5 2,5 4,0
T2 4,00 1,5 2,5 4,0
T3 6,0 4,0 2,5 6,0
CH1 10,0 1,5 2,5 10,0
CH2 10,0 2,5 2,5 10,0
AR1 1,00 1,0 2,5 2,5
AR2 1,00 0,50 2,5 2,5
AR3 1,00 0,50 2,5 2,5

Tabela 6: Resumo do circuito


6

8. DIMENSIONAMENTO DO ALIMENTADOR

Para um melhor dimensionamento do alimentador, fez – se os cálculos a seguir


conforme o projeto

Potência Instalada

Cálculo da potência instalada é estabelecido o fator de demanda individual observada na


tabela 31,32 e 33.

I1 = 900
I2 = 1100
T1 = 2900
T2=2400
T3=3100
∑IL+TUG= 10400 VA

CH1 = 6500
CH2 = 6500
∑CH = 13000 VA

AR1 = 1900
AR2 = 1900
AR3 = 1900
∑AR = 5700 VA

∑PT= 10400 + 13000 + 5700 = 29100 VA ou 29,100 KVA x 0,92 = 26,772 KW


7

Demandas – IL, TUG, TUE

Através da potência instalada, calcula-se a demanda para os circuitos baseado no


manual prático de instalações elétricas.

DIL+TUG = 1000x(0,86+0,75+0,66+0,59+0,52+0,45+0,40+0,35+0,31)+568x(0,27) = 5043,36 W


/ (0,92) = 5481,913 VA

DCH= (2x6500) x 0,75= 9750 VA x (0,92) = 8970 W

DAR= (3x1900) x 0,82= 4674 VA x (0.92) = 4300,08 W

DTOTAL= 19905,913 VA x (0,92) = 18313,44 W

Observando a tabela 33 em função da demanda total, é estabelecido um ramal de


entrada 3#16(16)16 Disjuntor 80A.

Critério da Corrente

8.1.1 Arrumação dos circuitos


Os circuitos foram arranjados de acordo com a tabela abaixo da maneira mais
equilibrada possível a fim de obter um Fator de Desequilíbrio menor que 1,15.

EQUILIBRIO DE FASES
CIRCUITO Nº CARGA (VA) A B C
I1 900 900
I2 1100 1100
T1 2900 2900
T2 2400 1200 1200
T3 3100 1550 1550
CH1 6500 3250 3250
CH2 6500 6500
AR1 1900 950 950
AR2 1900 950 950
AR3 1900 950 950
Total 9750 9750 9600
Fd 1.016

Tabela 8: Arrumação de circuitos


8

Fator de Desequilíbrio

A partir dos cálculos realizados para encontrar o Fator de Desequilíbrio, é


calculado o fator de Demanda.
9750
Fd= =1,016
9600

8.1.2 Corrente do alimentador

D x FCM x FD 19905,913 x 1,1 x 1,016


I '= = =58,3828 A
√3 xV √3 x 220
Conforme a tabela de Capacidade de condução de corrente (XLPE ou EPR) do
Manual Prático de Instalações Elétricas:

Ø Adotado: 10mm² XLPE (66A)

Critério da Queda de Tensão

1
3 x 100 xPx ∑(PxL)
√3 x 100 x x 19905,913 x 25
√ 58
S= = =15,3525 mm ²
V ² xS 2202 x 2

Conforme a tabela de Capacidade de condução de corrente (XLPE ou EPR) do


Manual Prático de Instalações Elétricas:

Ø Adotado: 16mm² XLPE (88A)

Dimensionamento do Disjuntor

Seguindo a exigência que a corrente nominal do disjuntor deve estar entre a


corrente calculada no projeto e a corrente limite do cabo adotado, temos que:

I’ < Disjuntor < ILᶲad


58,3828 A < 80A < 88 A

Determinado o disjuntor em análise da tabela 31, muda-se o ramal de entrada para


3#16(16)16.
9

9. DIMENSIONAMENTO DOS ELETODUTOS

Para o dimensionamento dos eletrodutos foi utilizado tabelas auxiliares dispostas


no Manual de Instalações Elétricas, ao ser adotado o coeficiente de aproveitamento
necessário a cada eletroduto. A primeira indica o número máximo de condutores e a
segunda a transformação para as diferentes seções.

- Eletroduto do Alimentador = 5 cabos de 16 mm²

- Eletroduto do Alimentador = 1”

OBS: Critério Ø mínimo NDU – 001: 3#16(16)16 – Disjuntor 80A.


10

10. MEMORIAL DE CÁLCULO

- CÁLCULOS PRELIMINARES

Iluminação

(área do cômodo−6)
=a 100+ ( a x 60 )=b VA
4

Garagem
(48,184−6)
=10,55 100+ ( 10 x 60 )=700 VA
4

Suíte
(14,84−6)
=2,2 100+ ( 2 x 60 ) =220 VA
4

WC Suíte
(3−6)
=−0,75 100+ ( 0 x 60 )=100 VA
4

WC Social
(3−6)
=−0,75 100+ ( 0 x 60 )=100 VA
4

Sala de Estar
(23,75−6)
=4,43 100+ ( 4 x 60 ) =340 VA
4

Sala de Jantar
(16,89−6)
=2,72 100+ ( 2 x 60 ) =220VA
4

Cozinha
(19,177−6)
=2,04 100+ ( 2 x 60 ) =220 VA
4

Área de Serviço
(5,13−6)
=−0,217 100+ ( 0 x 60 )=100VA
4

Quarto 1
(9,6−6)
=0,9 100+ ( 0 x 60 )=100VA
4
11

Quarto 2
(9,6−6)
=0,9 100+ ( 0 x 60 )=100VA
4

Lâmpadas

Carga
=x
100

Garagem
700
=7 L = 3 lâmpadas de 100 VA (3 # 100)
100

Suíte
220
=2,2 L = 2 lâmpadas de 100 VA (2 # 100)
100

Cozinha
160
=1,6 L = 2 lâmpadas de 100 VA (2 # 100)
100

WC Suíte
110
=1 L = 1 lâmpada de 100 VA (1 # 100)
100

WC Social
110
=1 L = 1 lâmpada de 100 VA (1 # 100)
100

Sala de Estar
340
=3,4 L = 4 lâmpada de 100 VA (4 # 100)
100

Sala de Jantar
220
=2,2 L = 3 lâmpada de 100 VA (3 # 100)
100

Cozinha
220
=2,2 L = 3 lâmpada de 100 VA (3 # 100)
100

Área de Serviço
12

100
=1 L = 1 lâmpada de 100 VA (1 # 100)
100

Quarto 1
100
=1 L = 1 lâmpadas de 100 VA (1 # 100)
100

Quarto 2
100
=1 L = 1 lâmpadas de 100 VA (1 # 100)
100

TUG e TUE – Segundo NBR – 5410/2004

Perímetro do cômodo Perímetro do cômodo


(Áreas Secas) =a (Áreas Molháveis) =a
5 3,5

Garagem
32,5
=6,5 T = 3 tomadas de 100 VA (3 # 100)
5

Suíte
15,48
=3,1 T = 4 tomadas de 600 VA (4 # 600)
5

WC Suíte
7,0
=2 T = 2 tomadas de 600 VA (2 # 600)
3,5

WC Social
7,0
=2 T = 2 tomadas de 600 VA (2 # 600)
3,5

Sala de Estar
19,77
=3,95 T = 4 tomadas de 100 VA (4 # 100)
5

Sala de Jantar
21,34
=4,27 T = 5 tomadas de 100 VA (5 # 100)
5

Cozinha
15,784
=4,51 T = 3 tomadas de 600 VA (3 # 600) (2#100)
3,5
13

Área de Serviço
9,15
=2,6 T = 3 tomadas de 600 VA (3 # 600)
3,5

Quarto 1
12,4
=2,48 T = 3 tomadas de 100 VA (3 # 100)
5

Quarto 2
12,4
=2,48 T = 3 tomadas de 100 VA (3 # 100)
5

Dimensionamento

I1=
200 x ( 3,01 ) +300 x ( 2,37 )+ 400 x ( 1,43 ) +500 x ( 1,46 ) +600 x ( 2,51 )+700 x ( 3,19 )+ 900 x ( 2,17+1,6 )=9747 VAxM

I2=
200 x ( 3,44 )+ 200 x ( 2,45 ) +300 x ( 2,03 ) + 400 x ( 2,57 ) +700 x ( 3,32 ) +800 x ( 1,32 ) +900 x (2,53 )+1100 x(2,66+1,

T1=
1800 x ( 0,95+1,43+1,6 )+ 1900 x ( 1,46 ) +2000 x ( 2,63 ) + 400 x ( 1,17+1,6 ) +300 x ( 1,15+2,52+1,6 )+ 500 x ( 1,72
xM

T2=
200 x ( 1,77+1,6 )+ 300 x ( 2,85 ) +200 x ( 1,92+1,6 ) +600 x ( 3,01 ) +1800 x ( 0,97 +1,6 ) +2400 x( 1,54+1,99+1,6)=

T3=2400x(0,74+2,45+2,03)+2600x(3,57)+200x(1,76+1,6)+200x(2,39+1,6)+400x(4,98)+50
0x(3,44)+3100x(3,32+2,53+1,39+1,6) ¿ 54396 VAxM

CH1= 6500 x (1,6+0,7+ 2,17+3,19+1,1)=56940VAxM

CH2= 6500x (1,6 + 0,7 + 2,17 + 3,19 + 1,38 + 1,07) = 65715 VAxM

AR1= 1900 x (1,6+0,8+1,39+2,53+3,32+3,57+ 2,03+1,8)=32376 VAxM

AR2= 1900 x (1,6+0,8+1,99+3,58+1,96+ 0,44)=1 9703 VAxM


14

AR3= 1900 x (1,6+0,8+1,99+3,58+1,96)=18867VAxM

Pelo Critério da Queda de Tensão

2 x 100 xPx ∑( PxL)


S=
V ² xS

I1=
200 x ( 581 ) x 9747 =0,69462 I2=
200 x ( 581 ) x 13558 =0,96620
2 2
127 x 3 127 x 3

T1=
200 x ( 581 ) x 33026 =2,3535 T2=
200 x ( 581 ) x 20977 =1,4949
2 2
127 x 3 127 x 3

T3=
200 x ( 581 ) x 54396 =3,8765
2
127 x 3

AR1=
200 x ( 581 ) x 32376 =0,76888 AR2=
200 x ( 581 ) x 19703 =0,46792
2 2
220 x 3 220 x 3

AR3=
200 x ( 581 ) x 18867 =0,44806
2
220 x 3

CH1=
200 x ( 581 ) x 56940 =1,35224 CH2=
200 x ( 581 ) x 65715 =1,56063
2 2
220 x 3 220 x 3

10. RESUMO DOS SISTEMAS

Circuito I1
Abriga os cômodos: Cozinha, Área de Serviço, Quarto1, Quarto2 e Sala de Jantar potência de
900 VA.

Circuito I2
Abriga os cômodos: Sala de Estar, Suíte, WC Suíte, WC Social e Garagem, potência de 1100
VA.
15

Circuito T1
Abriga os cômodos: Sala de Estar, Sala de Jantar e Cozinha, potência de 2900 VA.

Circuito T2
Abriga os cômodos: Área de Serviço, Quarto1 e Quarto2, potência de 2400 VA.

Circuito T3
Abriga os cômodos: Garagem, Suíte, WC Suíte e WC Social, potência 3100 VA.

Circuito AR1
Abriga o ponto de tomada de uso específico para ar condicionado do Suíte. Com uma
potência de 1900VA.

Circuito AR2
Abriga o ponto de tomada de uso específico para ar condicionado do Quarto I. Com uma
potência de 1900VA.

Circuito AR3
O subsistema abriga o ponto de tomada de uso específico para ar condicionado da Quarto II.
Com uma potência de 1900VA.

Circuito CH1
O subsistema abriga o ponto de tomada de uso específico para chuveiro elétrico do WC
Social. Com uma potência de 6500VA.

Circuito CH2
O subsistema abriga o ponto de tomada de uso específico para chuveiro elétrico do WC Suíte.
Com uma potência de 6500VA.

ANEXO – PLANTA GERAL DE LOCAÇÃO


16

DIAGRAMA UNIFILAR

Você também pode gostar