Você está na página 1de 5

CFC - CONTABILIDADE GERAL

CUSTO HISTÓRICO E CORRENTE.


VALOR REALIZÁVEL, PRESENTE,
JUSTO E RECUPERÁVEL DE ATIVOS

Tatiane Antonovz

concursos
CFC - Contabilidade Geral
Custo Histórico e Corrente. Valor Realizável, Presente,
Justo e Recuperável de Ativos

Apresentação
Tatiane Antonovz é graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do
Paraná (2005). Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná (2010), Doutoranda
em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná. Atua na área de Educação a Distância –
EaD, elaboração de material, gravação de aulas e banco de questões em diversas instituições.

Autora de livros pelas editoras IESDE, EDIPRO e Editora Intersaberes entre outras obras na área,
com diversos artigos apresentados e publicados em congressos e periódicos nacionais e inter-
nacionais. Atua como professora na área de Ciências Contábeis e áreas relacionadas, tanto na
graduação quanto especialização.

Experiência na área de controladoria adquirida na ExxonMobil, antiga proprietária da Esso Brasileira


de Petróleo, Mondelez Brasil (Kraft Foods), escritórios de contabilidade, entre outros.

Sumário
MENSURAÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL....................................................................................3

CAIU NA PROVA..............................................................................................................................4

/aprovaconcursos /aprovaconcursos /aprovaconcursos

/aprovaconcursos /aprovaquestoes /aprovaconcursos


CFC - Contabilidade Geral
Custo Histórico e Corrente. Valor Realizável, Presente, Justo e Recuperável de Ativos

MENSURAÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL

Valor recuperável e valor contábil de unidade geradora de caixa


74. O valor recuperável de uma unidade geradora de caixa é o maior valor entre o valor justo
líquido de despesas de venda e o valor em uso.
Para o propósito de determinar o montante recuperável de uma unidade geradora de caixa,
qualquer referência a “um ativo”, constante dos itens 19 a 57 deve ser lida como referência a “uma
unidade geradora de caixa”.

EXEMPLO
Uma empresa industrial possui um Ativo Imobilizado cujo custo histórico é igual a R$50.000,00
e cuja depreciação acumulada equivale a R$12.000,00. A empresa apurou, para esse ativo, um valor
justo líquido de despesas de venda de R$10.000,00 e um valor em uso de R$20.000,00.
Com base nos dados informados, considerando a NBC TG 01 – Redução ao Valor Recuperável
de Ativos –, o valor a ser registrado como perda por desvalorização do Ativo Imobilizado será de:

DICA

Valor recuperável de um ativo ou de uma unidade geradora de caixa é o maior valor entre o valor
líquido de venda de um ativo e seu valor em uso.
Valor em uso é o valor presente de fluxos de caixa futuros estimados, que devem resultar do uso
de um ativo ou de uma unidade geradora de caixa.
Valor líquido de venda é o valor a ser obtido pela venda de um ativo ou de uma unidade geradora
de caixa em transações em bases comutativas, entre partes conhecedoras e interessadas, menos
as despesas estimadas de venda.

Valor justo líquido de despesas de venda – R$10.000,00


Valor em uso – R$20.000,00
Valor recuperável como o maior valor entre o valor justo líquido de despesas de venda de
um ativo ou de unidade geradora de caixa e o seu valor em uso
Assim – 20.000,00
Para calcular a desvalorização é preciso comparar o valor contábil com o valor recuperável.
Valor contábil = 50.000 – 12.000, ou seja, custo histórico menos a depreciação = 38.000
Perda por desvalorização = Valor contábil – o valor em uso (neste caso pois foi o valor maior
valor entre o valor justo líquido e o valor em uso)
Valor contábil – valor em uso
38.000 – 20.000 = 18.000
Com base nos dados informados, considerando a NBC TG 01 – Redução ao Valor Recupe-
rável de Ativos –, o valor a ser registrado como perda por desvalorização do Ativo Imobilizado será
de 18.000.

3
CFC - Contabilidade Geral
Custo Histórico e Corrente. Valor Realizável, Presente, Justo e Recuperável de Ativos

CAIU NA PROVA

1. De acordo com a NBC TG 46 – Mensuração do Valor Justo, assinale a opção INCORRETA.


a) O valor em uso utilizado no teste de recuperabilidade de um ativo imobilizado desconsidera
na sua mensuração o Valor Justo.
b) O valor justo caracteriza-se pelo reconhecimento de perdas estimadas nos estoques
avaliados pelo valor realizável líquido.
c) O valor justo é o preço que seria recebido pela venda de um ativo ou que seria pago pela
transferência de um passivo em uma transação não forçada entre participantes do mercado
na data de mensuração.
d) O valor justo é uma mensuração baseada em mercado.

2. Uma Sociedade Empresária adquiriu um equipamento, que ficou disponível para uso, nas
condições operacionais pretendidas pela administração, em 2.1.2012, pelo valor contábil de
R$180.000,00.

A vida útil do equipamento foi estimada em 10 anos e seu valor residual, em R$18.000,00.
A depreciação do equipamento é calculada pelo Método Linear e não foram observados indicativos
de perda durante toda a vida útil do equipamento. No dia 31.12.2016, a Sociedade Empresária
vendeu esse equipamento por R$90.000,00.
Considerando-se apenas as informações apresentadas e de acordo com a NBC TG 27 (R3) –
ATIVO IMOBILIZADO, o valor contábil a ser baixado desse equipamento, em 31.12.2016, é de:
a) R$72.000,00.
b) R$90.000,00.
c) R$99.000,00
d) R$162.000,00.

Gabarito

1. b) Incorreta (não condiz com a definição e característica do valor justo)

Na NBC TG 01 e CPC 01(R1)

A partir do item 4 conceitua:

Valor Realizável Líquido

É o preço de venda estimado no curso normal dos negócios deduzido dos custos estimados para sua conclusão e
dos gastos estimados necessários para se concretizar a venda;

Valor Justo

É o valor pelo qual um Ativo pode ser trocado ou um Passivo liquidado, entre partes interessadas, conhecedoras do
negócio e independentes entre si, com ausência de fatores que pressionem para a liquidação da transação ou que
caracterizem uma transação compulsória.

Resposta: B.

4
CFC - Contabilidade Geral
Custo Histórico e Corrente. Valor Realizável, Presente, Justo e Recuperável de Ativos

2. NBC TG 27

“Valor contábil é o valor pelo qual um ativo é reconhecido após a dedução da depreciação e da perda por redução ao
valor recuperável acumuladas”

“Valor residual de um ativo é o valor estimado que a entidade obteria com a venda do ativo, após deduzir as despesas
estimadas de venda, caso o ativo já tivesse a idade e a condição esperadas para o fim de sua vida útil”

“Valor depreciável é o custo de um ativo ou outro valor que substitua o custo, menos o seu valor residual”

Depreciação 10% ao ano

Valor depreciável

= Valor de aquisição do bem: R$ 180.000,00

(-) Valor residual: R$ 18.000,00

= Valor depreciável: R$ 162.000,00

Depreciação anual

R$ 162.000,00 . 10% = R$ 16.200,00

Ativo Imobilizado em 31-12-2016

Maquinas e Equipamentos - valor original: R$ 180.000,00

(-) Depreciação acumulada: R$ 16.200,00 . 5 anos = (R$ 81.000,00)

Valor líquido contábil: R$ 99.000,00

Resposta: C.

Você também pode gostar