Você está na página 1de 2

INSOLVÊNCIA REQUERIDA PELO CREDOR

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO

TÚLIO MARCOS, brasileiro, casado, comerciante, residente e domiciliado


nesta cidade, na Rua Independência, 1.822, por seu procurador abaixo firmado,
conforme instrumento de mandato incluso, com escritório profissional na Rua
da República, 1889, onde recebe intimações, vem, respeitosamente, perante
Vossa Excelência, requerer a DECLARAÇÃO JUDICIAL DE
INSOLVÊNCIA de LÚCIO SÉRGIO, brasileiro, divorciado, funcionário
público, residente e domiciliado nesta cidade, na Rua Pedro Álvares Cabral nº
1.500, com fundamento no art. 754, do Código de Processo Civil, pelas razões
que passa a expor:

O autor é credor do réu por dívida líquida e certa representada pelas inclusas
três notas promissórias que preenchem todos os requisitos de forma e mérito, no valor
de R$ 2.000,00 (dois mil reais), cada uma, vencida a primeira no dia 05 do mês de
março pretérito e levada a protesto por falta de pagamento, sendo que as demais vencer-
se-ão em 05 de maio e 05 de julho vindouros, respectivamente.

Contra o referido devedor tramitam por esse MM. Juízo várias ações
executivas, por títulos extrajudiciais, conforme certidões anexas, cujos valores excedem
ao do único bem conhecido como de propriedade do executado, constituído do conjunto
de salas nº 101, do Edifício Novo Executivo, situado na Rua da Inconfidência, 1779,
objeto da matrícula nº 4142, do Ofício de Imóveis desta Comarca, que já se acha
constrito judicialmente nos autos daqueles processos, através de penhora.

A situação de insolvência está claramente caracterizada, a teor do que dispõe o


artigo 748, do Código de Processo Civil, eis que as dívidas do devedor excedem à
importância de seus bens.

Face ao exposto, com amparo nos dispositivos processuais que regem a


matéria, requer a citação do réu para, no prazo de 10 (dez) dias opor embargos, caso
queira, sendo, após, declarada a sua insolvência civil, determinando-se o vencimento
antecipado de todas as suas dívidas, dentre as quais as notas promissórias vincendas,
acima referidas, e a arrecadação de eventuais bens suscetíveis de penhora, como
determina o artigo 751, incisos I e II do Código de Processo Civil.

Protesta por todo o gênero de provas e requer a sua produção pelos meios
admitidos em direito.

Valor da causa: R$ .....

Nestes termos
Pede deferimento.

(local e data)

(assinatura do procurador)