Você está na página 1de 51

Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Funções Trigonométricas

Prof. Eanes Torres Pereira

Funções Trigonométricas

Prof. Eanes Torres Pereira 1 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Roteiro

1. Razões Trigonométricas na Circunferência

2. Relações Fundamentais e Identidades

3. Transformações

4. Funções Circulares Inversas

Prof. Eanes Torres Pereira 2 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Razões Trigonométricas na Circunferência

I Consideremos um ciclo
trigonométrico de origem A e de
raio OA, em que OA = 1.
I Para o estudo das razões
trigonométricas na circunferência,
vamos associar ao ciclo quatro
eixos:
1. eixo dos cossenos (u)
2. eixo dos senos (v)
3. eixo das tangentes (c)
4. eixo das cotangentes (d)

Prof. Eanes Torres Pereira 2 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Razões Trigonométricas na Circunferência

I Os eixos u e v dividem a
circunferência em quatro arcos:
AB,
c BAd0 , Ad0B 0 e B
d 0 A. Dado um
número real x, usamos a seguinte
linguagem para efeito de localizar a
imagem P de x no ciclo:
1. x está no quadrante 1
⇐⇒ P ∈ AB c
2. x está no quadrante 2
⇐⇒ P ∈ BA d0
3. x está no quadrante 3
⇐⇒ P ∈ Ad 0B 0

4. x está no quadrante 4
⇐⇒ P ∈ B d 0A

Prof. Eanes Torres Pereira 3 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Seno

I Dado um número real x ∈ [0, 2π] e


seja P sua imagem no ciclo.
Denominamos seno de x (e
indicamos sen x) a ordenada OP1
do ponto P em relação ao sistema
uOv .

Prof. Eanes Torres Pereira 4 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Seno - Propriedades

I Se x é do primeiro ou do segundo quadrante, então sen x é


positivo.
I Se x é do terceiro ou quarto quadrante, então sen x é
negativo.
I Se x percorre o primeiro ou o quarto quadrante, então sen x é
crescente.
I Se x percorre o segundo ou o terceiro quadrante, então sen x
é decrescente.
I A função seno é periódica e seu período é 2π. Para todo x
real: sen x = sen(x + k · 2π)

Prof. Eanes Torres Pereira 5 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Seno - Gráfico

Fonte: By Geek3 - Own work, CC BY 3.0, https:


//commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=9531683

Prof. Eanes Torres Pereira 6 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Seno - Exercícios

Calcule as expressões:
π π
1. sen 3 + sen 4 − sen 2π
2. 2.sen + 21 .sen 7π
π
6 4
3. 3.sen − 2.sen 5π
π
2
1
4 + 2 .sen π
4. − 32 .sen 3π 3 5π 6
2 + 5 .sen 3 − 7 .sen 6

√ √
2+ 3

4− 2
√ √
230−63 3
I 1: ; 2: ; 3: 3 + 2; 4:
2 4 210
Esboce o gráfico das funções:
1. f : R −→ R dada por f (x) = −sen(x)
2. f : R −→ R dada por f (x) = 2.sen(x)
3. f : R −→ R dada por f (x) = sen( x2 )

Prof. Eanes Torres Pereira 7 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cosseno

I Dado um número real x ∈ [0, 2π],


seja P sua imagem no ciclo.
Denominamos cosseno de x
(indicamos cos x) a abscissa OP2
do ponto P em relação ao sistema
uOv .

Prof. Eanes Torres Pereira 8 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cosseno - Propriedades

I Se x é do primeiro ou do quarto quadrante, então cos x é


positivo.
I Se x é do segundo ou do terceiro quadrante, então cos x é
negativo.
I Se x percorre o primeiro ou o segundo quadrante, então cos x
é decrescente.
I Se x percorre o terceiro ou o quarto quadrante, então cos x é
crescente.

Prof. Eanes Torres Pereira 9 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Cosseno - Gráfico

Prof. Eanes Torres Pereira 10 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cosseno - Exercícios

Calcule as expressões:
π π
1. cos 3 + cos 4 − cos 2π
2. 2 cos + 12 .cos 7π
π
6 4
3. 3.cos − 2.cos 5π
π
2
1
4 + 2 .cos π
4. − 32 cos 3π 3 5π 6
2 + 5 cos 3 − 7 .cos 6

√ √ √ √ √
I Respostas: 1: 2−1 4 3+ 2 2 2−1 21+30 3
2 ; 2: 4 ; 3: 2 ; 4: 70
Determine o período e a imagem e esboce o gráfico das funções:
1. f : R −→ R dada por f (x) = −cos(x)
2. f : R −→ R dada por f (x) = 2.cos(x)
3. f : R −→ R dada por f (x) = cos(2x)

Prof. Eanes Torres Pereira 11 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Tangente

I Dado um número real x ∈ [0, 2π],


x 6= π2 e x 6= 3π
2 , seja P sua
imagem no ciclo. Consideremos a
← →
reta OP e seja T sua interseção
com o eixo das tangentes.
Denominamos tangente de x (e
indicamos tg x) a medida algébrica
do segmento AT

Prof. Eanes Torres Pereira 12 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Tangente - Propriedades

1. Se x é do primeiro ou do terceiro quadrante, então tg x é


positiva.
2. Se x é do segundo ou do quarto quadrante, então tg x é
negativa.
3. Se x percorre qualquer um dos quatro quadrantes, então tg x
é crescente.

Prof. Eanes Torres Pereira 13 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Tangente - Gráfico

Prof. Eanes Torres Pereira 14 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Tangente - Exemplo

I Qual é o domínio da função real f tal que f (x) = tg (2x)?


Solução. Façamos 2x = t. Sabemos que existe tg (t) se, e
somente se, t 6= π2 + kπ (k ∈ Z ) , então:
π π
2x 6= 2 + kπ −→ x 6= 4 + k π2 (k ∈ Z ) e
π
D(f ) = {x ∈ R|x 6= 4 + k π2 , k ∈ Z }

Prof. Eanes Torres Pereira 15 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Tangente - Exercícios

Calcule as expressões:
π π
1. tg 3 + tg 4 − tg 2π
2. 2.tg + 21 .tg 7π
π
6 4
3. −2.tg π6 + 21 tg π − 13 .tg 5π6
4. 35 .tg 5π
3 − 6
7 .tg 7π
6 − 2
3 .cos 3π
2
√ √ √
−5 3

−31 3
I Respostas: 1: 3 + 1; 2: 4 3−3 ;3:
6 9 ; 4: 35
Esboçar o gráfico, dar o domínio e o período da função real
f (x) = tg (x − π4 ). Resp.: Domínio:
D(f ) = {x ∈ R|x 6= 3π 4 + kπ, k ∈ Z }. Período: π

Prof. Eanes Torres Pereira 16 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cotangente

I Dado um número real x ∈ [0, 2π],


x 6= {0, π, 2π}, seja P sua imagem
←→
no ciclo. Consideremos a reta OP e
seja D sua interseção com o eixo
das cotangentes. Denominamos
cotangente de x (e indicamos
cotg x) a medida algébrica do
segmento BD.

Prof. Eanes Torres Pereira 17 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cotangente - Propriedades

1. Se x é do primeiro ou do terceiro quadrante, então cotg x é


positiva.
2. Se x é do segundo ou do quarto quadrante, então cotg x é
negativa.
3. Se x percorre qualquer um dos quatro quadrantes, então
cotg x é decrescente.

Prof. Eanes Torres Pereira 18 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Cotangente - Gráfico

Prof. Eanes Torres Pereira 19 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cotangente - Exercícios

Calcule as expressões:
π π π
1. cotg 3 + cotg 4 + cotg 6

2. 2.cotg 3 − 12 .cotg 5π
6
π π 2π 7π
3. sen 3 4 − tg
+ cos 3 + cotg 6
4. 5 .cotg 3 − 76 .cotg
3 5π 7π
6 − 23 .sen 3π 4
2 + 5 .cos 4

√ √ √ √ √ √
I Respostas: 1) 4 3+3 ; 2) − 63 ; 3) 2+5 3
; 4) 70−42 105
2−111 3
3 2

Prof. Eanes Torres Pereira 20 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Secante

I Dado um número real x ∈ [0, 2π],


x 6= { π2 , 3 π2 }, seja P sua imagem
no ciclo. Consideremos a reta s
tangente ao ciclo em P e seja S
sua interseção com o eixo dos
cossenos. Denominamos secante de
x (e indicamos sec x) a abscissa
OS do ponto S.

Prof. Eanes Torres Pereira 21 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Secante - Propriedades

1. Se x é do quadrante 1 ou do quadrante 4, então sec x é


positiva.
2. Se x é do quadrante 2 ou do quadrante 3, então sec x é
negativa.
3. Se x percorre o quadrante 1 ou o quadrante 2, então sec x é
crescente.
4. Se x percorre o quadrante 3 ou o quadrante 4, então sec x é
decrescente.

Prof. Eanes Torres Pereira 22 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Secante - Gráfico

Prof. Eanes Torres Pereira 23 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Secante - Exercícios

2π 4π 5π
I Quais são os valores da secante de 3 , 3 e 3 , sabendo que
sec π3 = 2?
I Respostas: 2, -2, 2.

Prof. Eanes Torres Pereira 24 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cossecante

I Dado um número real x ∈ [0, 2π],


x 6= 0, π, 2π, seja P sua imagem no
ciclo. Consideremos a reta s
tangente ao ciclo em P e seja C
sua interseção com o eixo dos
senos. Denominamos cossecante de
x (e indicamos cossec x) a
ordenada OC do ponto C .

Prof. Eanes Torres Pereira 25 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cossecante - Propriedades

1. Se x é do quadrante 1 ou do quadrante 2, então cossec x é


positiva.
2. Se x é do quadrante 3 ou do quadrante 4, então cossec x é
negativa.
3. Se x percorre o quadratne 2 ou o quadrante 3, então cossec x
é crescente.
4. Se x percorre o quadrante 1 ou o quadrante 4, então cossec x
é decrescente.

Prof. Eanes Torres Pereira 26 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Cossecante - Gráfico

Prof. Eanes Torres Pereira 27 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Cossecante - Exercícios

π π π π
1. Qual é o valor de (cossec 6 + sen 6 )(sen 4 − sec 3 )?
Determinar o domínio e o período das funções reais:
1. f (x) = cotg (x − π3 )
2. g (x) = sec(2x)
3. h(x) = cossec(x + π4 )

Prof. Eanes Torres Pereira 28 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Roteiro

1. Razões Trigonométricas na Circunferência

2. Relações Fundamentais e Identidades

3. Transformações

4. Funções Circulares Inversas

Prof. Eanes Torres Pereira 29 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Relações Fundamentais

1. sen2 (x) + cos 2 (x) = 1


1
2. cotg (x) = tg (x)
3. tg 2 (x) + 1 = sec 2 (x)
4. 1 + cotg 2 (x) = cossec 2 (x)
1
5. cos 2 (x) = 1+tg 2 (x)
tg 2 (x)
6. sen2 (x) = 1+tg 2 (x)

Prof. Eanes Torres Pereira 29 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Relações Fundamentais - Exercícios

1. Sabendo que sec(x) = 3, calcular o valor da expressão


y = sen2 (x) + 2.tg 2 (x)
2. Sabendo que cotg (x) = 24 7 e π <x <

2 , calcular o valor da
tg (x).cos(x)
expressão: y = (1+cos(x))(1−cos(x))
3. Calcular sen(x) e cos(x) sabendo que 3.cos(x) + sen(x) = −1
Respostas
152
1. 9
2. − 25
7
3. Duas soluções: cos(x) = 0 e sen(x) = −1 ou cos(x) = − 53 e
sen(x) = 54

Prof. Eanes Torres Pereira 30 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Relações Fundamentais - Exercícios

Demonstrar as seguintes identidades:


1. cos 4 (x) + sen4 (x) + 2.(sen(x).cos(x))2 = 1
sen(x) cos(x)
2. cossec(x) + sec(x) =1
3. tg (x) + cotg (x) = sec(x).cossec(x)
4. (tg (x) + cotg (x))(sec(x) − cos(x))(cossec(x) − sen(x)) = 1
5. (sec 2 (x) + cossec 2 (x)) = sec 2 (x).cossec 2 (x)

Prof. Eanes Torres Pereira 31 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Roteiro

1. Razões Trigonométricas na Circunferência

2. Relações Fundamentais e Identidades

3. Transformações

4. Funções Circulares Inversas

Prof. Eanes Torres Pereira 32 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Adição

I cos(a + b) = cos(a).cos(b) − sen(a).sen(b)


I cos(a − b) = cos(a).cos(b) + sen(a).sen(b)
I sen(a + b) = sen(a).cos(b) + sen(b).cos(a)
I sen(a − b) = sen(a).cos(b) − sen(b).cos(a)
tg (a)+tg (b)
I tg (a + b) =
1−tg (a).tg (b)
tg (a)−tg (b)
I tg (a − b) =
1+tg (a).tg (b)
cotg (a).cotg (b)−1
I cotg (a + b) =
cotg (a)+cotg (b)
cotg (a).cotg (b)−1
I cotg (a − b) =
cotg (b)−cotg (a)

Prof. Eanes Torres Pereira 32 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Adição - Exemplos

Calcular os valores de:


1. cos(15◦ )
2. sen(105◦ )
3. tg (75◦ )
4. sec(285◦ )
Soluções:
√ √
6+ 2
1. cos(15◦ ) = cos(45◦ − 30◦ ) = 4
√ √
6+ 2
2. sen(105◦ ) = sen(60◦ + 45◦ ) = 4

3. tg (75◦ ) = tg (45◦ + 30◦ ) = 2 + 3
√ √
4. sec(285◦ ) = 6 + 2

Prof. Eanes Torres Pereira 33 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Adição - Exercícios

1. Dados sen(x) = 53 e cos(y ) = 13


5
, calcular o cos(x + y ),
π 3π
sabendo que 0 < x < 2 e 2 < y < 2π.
2 4 π
2. Sabendo que tg (a) = 3 e sen(b) = 5 com 2 < b < π,
calcular tg (a + b).
3. Demonstrar a identidade:
sen(a + b).sen(a − b) = cos 2 b − cos 2 a
4. Demonstrar a identidade:
cos 2 (a + b) = cos 2 (b) − 2.cos(a + b).cos(a).cos(b) = sen2 (a)
Respostas:
56
1. cos(x + y ) = 65
6
2. − 17

Prof. Eanes Torres Pereira 34 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Multiplicação

I cos(2a) = cos 2 (a) − sen2 (a)


I cos(2a) = 2.cos 2 (a) − 1
I cos(2a) = 1 − 2.sen2 (a)
I sen(2a) = 2.sen(a).cos(a)
2.tg (a)
I tg (2a) = 1−tg 2 (a)
I cos(3a) = 4.cos 3 (a) − 3.cos(a)
I sen(3a) = 3.sen(a) − 4.sen3 (a)
3.tg (a)−tg 3 (a)
I tg (3a) = 1−3.tg 2 (a)

Prof. Eanes Torres Pereira 35 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Multiplicação - Exemplos

3 3π
1. Sendo tg (x) = 4 eπ<x < 2 , calcular sen(2x).
12
2. Sendo cotg (x) = 5 e 0 <x < π2 , calcular cos(2x).
25 3π
3. Sendo sec(x) = 24 e 2 < x < 2π, calcular tg (2x)
Soluções:
q 2 q
tg (x) 3 1
1. sen(x) = − 1+tg 2 (x) = − 5 , cos(x) = − 1+tg 2 (x)
= − 45 ,
24
sen(2x) = 25
2. cossec(x) = 1 + cotg 2 (x) = 13 5
p
5 −→ sen(x) = 13
7 2.tg (x) 336
p
3. tg (x) = − sec 2 (x) − 1 = − 24 , tg (2x) = 1−tg 2 (x) = − 527

Prof. Eanes Torres Pereira 36 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Multiplicação - Exercícios

Provar que:
1. sen(4a) = 4.sen(a).cos 3 (a) − 4.sen3 (a).cos(a)
2. cos(4a) = 8.cos 4 (a) − 8.cos 2 (a) + 1
4.tg (a)−4.tg 3 (a)
3. tg (4a) = tg 4 (a)−6.tg 2 (a)+1

Prof. Eanes Torres Pereira 37 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Divisão

q
I cos( x2 ) = ± 1+cos(x)
2

q
I sen( x2 ) = ± 1−cos(x)
2

q
I tg ( x2 ) = ± 1−cos(x)
1+cos(x)

Prof. Eanes Torres Pereira 38 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Divisão - Exemplos

π
I Calcular as funções circulares de 8.
Solução.
q √ √
1−cos( π4 ) 2− 2
I sen( π ) = =
8 2 2

q √ √
1+cos( π4 ) 2+ 2
I cos( π8 ) = 2 = 2


r
1−cos( π4 )
I tg ( π ) = = 2−1
8 1+cos( π4 )

Prof. Eanes Torres Pereira 39 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Fórmulas de Divisão - Exemplos

1. Se sen(x) = 2425 e
π
2 < x < π, calcular as funções circulares de
x
2 (sen, cos, tg).

5
2. Se tg (x) = 12 , calcular sen( x2 ).

Respostas:
7
1. cos(x) = − 25 , sen( x2 ) = 45 , cos( x2 ) = 53 , tg ( x2 ) = 43 ,
observemos que π4 < x2 < π2
q
2. cos(x) = ± 12
13 , sen( x
2 ) = ± 13±12
26 . Há quatro possibilidades
para sen( x2 ): √1 , − √126 , √5 ou − √526 .
26 26

Prof. Eanes Torres Pereira 40 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Roteiro

1. Razões Trigonométricas na Circunferência

2. Relações Fundamentais e Identidades

3. Transformações

4. Funções Circulares Inversas

Prof. Eanes Torres Pereira 41 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Arco-Seno

y = arcsen(x) ⇐⇒ sen(y ) = x e − π2 ≤ y ≤ π
2

Exemplo. Determinar α tal que α = arcsen( 12 )


Solução. α = arcsen( 12 ) ⇐⇒ sen(α) = 12 e − π2 ≤ α ≤ π2 isto é,
arcsen( 12 ) não é qualquer α tal que sen(α) = 21 mas aquele α
(único) que está no intervalo [− π2 , π2 ], isto é, α = π6 .

Prof. Eanes Torres Pereira 41 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Arco-Seno - Exercícios

1. Calcular cos(arcsen( 13 )).

2. Calcular cos(arcsen( 35 ) + arcsen( 13


5
))

3. Determine α tal que α = arcsen(1/2).


Respostas:

2 2
1. cos(α) = 3

33
2. cos(α + β) = 65

π
3. α = 6

Prof. Eanes Torres Pereira 42 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Arco-Cosseno

y = arccos(x) ⇐⇒ cos(y ) = x e 0 ≤ y ≤ π
q
Exemplo. Determinar α tal que α = arccos( 32 ).
√ √
3 3
Solução. Temos: α = arccos( 2 ) −→ cos(α) = 2 e 0 ≤ α ≤ π.
então α = π6 .

Prof. Eanes Torres Pereira 43 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Arco-Cosseno - Exercícios

1. Calcular tg (arccos( 25 )).

5 7
2. Calcular sen(arccos( 13 ) + arcsen( 25 )).


3
3. Determine α tal que α = arccos( 2 ).
Respostas:

21
1. tg (α) = 2

323
2. sen(α + β) = 325

π
3. α = 6

Prof. Eanes Torres Pereira 44 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Arco-Tangente

y = arctg (x) ⇐⇒ tg (y ) = x e − π2 < y < π


2

Exemplo. Determinar α tal que α = arctg (1).


Solução. Temos: α = arctg (1) ⇐⇒ tg (α) = 1 e − π2 < α < π2 ,
isto é, α = π4 .

Prof. Eanes Torres Pereira 45 / 47 UFCG CEEI


Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Função Arco-Tangente - Exercícios



1. Calcular sen(arctg ( 2)).
2
2. Calcular tg (arcsen( 35 ) − arctg ( 12
5
)).

3. Provar que 2.arctg ( 13 ) + arctg ( 17 ) = π4 .

4. Determine α tal que α = arctg (1).


Respostas.

6
1. 3 .

16
2. 63

π
3. α = 4
Prof. Eanes Torres Pereira 46 / 47 UFCG CEEI
Razões Trigonométricas Relações Fundamentais Transformações Funções Circulares Inversas

Referência

Fundamentos de Matemática Elementar, vol. 3, Trigonometria.


Gelson Iezzi. Atual Editora.

Prof. Eanes Torres Pereira 47 / 47 UFCG CEEI