Você está na página 1de 68

Bomba de injecção diesel

SERVIÇO MANUAL

Sistema Common Rail para


TOYOTA HILUX / KIJYANG INNOVA /
INNOVA 1 kD / 2Kd
OPERAÇÃO

De julho de 2004

00400077
© 2004 DENSO CORPORATION
Todos os direitos reservados. Este livro não pode ser reproduzido ou
copiado, no todo ou em parte, sem a permissão por escrito do editor.
ÍNDICE

1. PRODUTO lista de aplicativos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Janeiro 01-01. LISTA aplicação do

produto. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1

2. ESBOÇO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Marco 2-1. ESBOÇO DE SISTEMA. . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Março 02-02. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

..................................................5

3. Construção e Operação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Setembro 03-01. DESCRIÇÃO DOS

COMPONENTES PRINCIPAIS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Setembro 3-2. DESCRIÇÃO DE SISTEMA DE

CONTROLE DE COMPONENTES. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23 3-3. EGR controle do sistema. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37 3-4. DIESEL ACELERADOR (entrada controlada eletronicamente AIR ACELERADOR MECANISMO). .

. . . . . . . . . . . . . . 39 3-5. FILTRO DE COMBUSTÍVEL AVISO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40

4. diagnóstico do sistema. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43 4-1. DESCRIÇÃO . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43 4-2. DTC cheque / CLEAR. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45 4-3. Modo de verificação PROCEDIMENTO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 47 4-4. DTC (código de diagnóstico) ESQUEMA. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 48 4-5.

CARTA DE FALHAS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 54 4-6. EXTERNO ESQUEMA. . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58
1. PRODUTO lista de aplicações 1-1. LISTA
APLICAÇÃO DO PRODUTO

Volume de
Nome veículo Modelo do veículo Modelo de motor Referência
exaustão

HILUX / KIJYANG INNOVA / INNOVA KUN15R, KUN16R 1 kD-FTV 3.0L IMV; Desde agosto de 2004

1 kD-FTV

HILUX / KIJYANG INNOVA / INNOVA KUN10R, KUN25R, 2kD-FTV 2.5L IMV; Desde agosto de 2004

2kD-FTV KUN26R, KUN40R

DENSO Parte carro Fabricante


Nome veículo Digite parte Referência
Número Número da peça

HILUX / KIJYANG INNOVA / INNOVA bomba de alimentação SM294000-0350 221000L020 HP3

1 kD-FTV injetor SM095000-5442 236700L020

trilho SM095440-0551 238100L010

Sensor NE 029600-1151 90919-05050

sensor de TDC 029600-0630 90919-05025

Sensor do resfriador de temperatura 179700-0451 89422-33030

sensor de temperatura do combustível 179730-0020 89.454-60.010-B

sensor de pressão de turbo 079800-7470 89.421-71.020

Medidor de fluxo de ar VN197400-4000 -

motor ECU MA175800-6590 896610K200

MA175800-6600 896610K210

MA175800-6610 896610K220

MA175800-6650 896610K250

MA175800-6640 896610K260

MA175800-6630 896610K290

MA175800-6620 896610K300

MA175800-6660 896610K310

MA175800-6670 896610K320

MA175800-6680 896610K330

MA175800-6710 896610K340

MA175800-6720 896610K350

MA175800-6690 896610K360

MA175800-6670 896610K370

EDU 101310-5441 8987071011

101310-5481 8987071021

válvula EGR VN101397-1000 258000L010

módulo pedal do acelerador 198800-3140 7812009010

- 1-
DENSO Parte carro Fabricante
Nome veículo Digite parte Referência
Número Número da peça

HILUX / KIJYANG INNOVA / INNOVA bomba de alimentação SM294000-0350 221000L020 HP3

2kD-FTV injetor SM095000-5520 236700L010

trilho SM095440-0551 238100L010

Sensor NE 029600-1151 90919-05050

sensor de TDC 029600-0630 90919-05025

Sensor do resfriador de temperatura 179700-0451 89422-33030

sensor de temperatura do combustível 179730-0020 89.454-60.010-B

sensor de pressão de turbo 079800-7470 89.421-71.020

Medidor de fluxo de ar VN197400-4000 -

motor ECU MA175800-6800 896610K390

MA175800-6740 896610K400

MA175800-6760 896610K410

MA175800-6780 896610K440

MA175800-6790 896610K450

MA175800-6730 896610K460

MA175800-6750 896610K470

MA175800-6770 896610K480

MA175800-6830 896610K490

MA175800-6850 896610K500

MA175800-6870 896610K530

EDU 101310-5441 8987071011

101310-5481 8987071021

válvula EGR VN101397-0990 258000L020

módulo pedal do acelerador 198800-3140 7812009010

- 2-
2. ESBOÇO
2-1. ESBOÇO DE SISTEMA
• O sistema common rail foi desenvolvido principalmente para lidar com os regulamentos de gás de escape para motores diesel, e apontado para

1. ainda mais a economia melhorada de combustível; 2. Redução de ruído; e 3. alta potência.

• Este sistema Common Rail encontra o Passo III Estágio de regulamentos

europeus a emissão, conforme mostrado na figura à direita.

Características A. sistema:
O sistema de trilho comum utiliza um tipo de câmara de acumulação chamado um trilho para armazenar combustível pressurizado, e injectores que contêm válvulas

solenóides controladas electronicamente para pulverizar o combustível pressurizado para dentro dos cilindros. Porque o ECU do motor controla o sistema de injecção

(incluindo a press de injeco, velocidade de injecção, e tempo de injecção), o sistema não é afectado pela velocidade ou carga do motor. Isto assegura uma pressão de

injecção estável em todos os momentos, em particular na faixa de baixa velocidade do motor, e diminui drasticamente a quantidade de fumo negro normalmente emitidos por

um motor diesel durante o arranque e aceleração. Como resultado, as emissões de gases de escape são de pó e reduzida, e maior potência é alcançada.

uma. Controle de pressão de injeção

• Permite a injecção de alta pressão, mesmo na gama de baixa velocidade do motor.

• Optimiza controlar a minimizar as partículas e as emissões de NOx.

b. Timing Control injecção

Otimamente controla o tempo a condições terno condução.

c. Controle de taxa de injeção

controle de injeção piloto pulveriza uma pequena quantidade de combustível antes da injeção principal.

Common Rail System

Controle de pressão de injeção Timing Control injecção Controle de taxa de injeção

Optimization, alta pressurização Otimização injeção piloto


taxa de injecção de

convencional convencional injeção


principal

ângulo da cambota
Partículas regulação da
pressão de injeção

rail bomba rail bomba


NOx

Controlo de débito de injecção

Cilindro correção
injecção

sistema common sistema common volume de injeção


Rapidez

Rapidez
pressão de Rapidez
injeção

QD0734E

-3
B. comparação com o sistema convencional

In-line, VE bomba Common Rail System

Tubo de alta pressão

Momentânea de Alta Pressão trilho


TWV
Bomba de abastecimento
Cronômetro
bocal Normalmente Alta Pressão
Governador
Válvula de entrega

Sistema In-line Bomba


Bomba de alimentação SCV (sucção válvula de controle)

injetor
Tanque de combustível

VE bomba

Controlo de débito de injecção Bomba (Governador) Motor ECU, Injector (TWV) * 1


Timing Control injecção Bomba (temporizador) Motor ECU, Injector (TWV) * 1
crescente pressão Bomba Motor ECU, bomba de alimentação

Distribuidor Bomba Motor ECU, Rail motor ECU, Bomba de


Abastecimento (SCV) * 2
Controle de pressão de injeçãoDependente de velocidade e injeção Quantidade

* 1 TWV: Válvula de duas vias * 2 SCV sucção válvula de controle QD2341E

- 4-
2-2. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA

A. Principais Componentes do Sistema

uma. Localização (1)

- 5-
b. Localização (2)

-6
B. Esboço de Composição e Funcionamento
uma. Composição

O sistema ferroviário comum consiste principalmente de uma bomba de alimentação, o transporte ferroviário, injetores, e motor de ECU.

Combustível Sensor de temperatura

Velocidade do motor
Acelerador abertura de
EDU
entrada de pressão de ar, pressão
atmosférica Air
motor ECU
A entrada de ar de temperatura do
líquido de arrefecimento Temperatura
Cambota ângulo de

cilindro Reconhecimento Sensor

Ingestão Airflow Taxa


Limitador de
trilho
pressão injetor
Rail Sensores de
Pressão

refrigerador Válvula

Combustível

combustível do tanque de combustível

Combustível Sensor de temperatura SCV (válvula de


controlo da aspiração)
Bomba de abastecimento
Filtro de

Q000705E

b. Operação

(1) Bomba de Abastecimento (HP3)

A bomba de alimentação chama combustível do tanque de combustível e as bombas de combustível de alta pressão para o rail. A quantidade de combustível descarregada a partir

da bomba de alimentação controla a pressão no rail. O SCV (válvula de controlo da aspiração) nos efeitos da bomba de fornecimento esta de controlo de acordo com o comando

recebido a partir do ECU. (2) do trilho

O trilho é instalada entre a bomba de abastecimento e o injetor, e armazena o combustível de alta pressão. (3)

Injector (X2 tipo revisto)

Este injector substitui o bocal de injecção convencional, e alcança injecção óptimo por efectuar o controlo de acordo com sinais provenientes do ECU. Os

sinais da ECU determinar o período de tempo e o momento em que a corrente é aplicada ao injector. Este, por sua vez, determina a quantidade, ritmo e

tempo do combustível que é injectado a partir do injector. (4) Motor de ECU

Os dados calcula motor ECU recebidos a partir dos sensores para controlar de forma abrangente a quantidade de injecção, tempo e pressão, assim como

o EGR (recirculação de gás).

- 7-
C. Sistema de combustível e de controlo
uma. Sistema de combustível

Este sistema compreende o percurso através do qual o combustível diesel flui do tanque de combustível para a bomba de alimentação, através do carril, e é injectada por meio do

injector, bem como o percurso através do qual o combustível regressa ao tanque através do tubo de descarga.

b. Sistema de controle

Neste sistema, o ECU do motor controla o sistema de injecção de combustível de acordo com os sinais recebidos a partir de vários sensores. Os componentes deste

sistema podem ser amplamente divididos nos seguintes três tipos: (1) Os sensores; (2) ECU; e (3) Os actuadores. (1) Sensores

Detectar o motor e as condições de condução, e convertê-los em sinais elétricos. (2) Motor ECU

Realiza cálculos com base nos sinais eléctricos recebidos dos sensores, e envia-os para os actuadores de modo a atingir as condições óptimas. (3)

Os actuadores

Operar de acordo com os sinais eléctricos recebidos do ECU. controlo do sistema de injecção é realizado através do controlo electronicamente os actuadores. A

quantidade de injecção e temporização são determinadas pelo controlo do período de tempo e o momento em que a corrente é aplicada à TWV (dois sentidos da

válvula) no injector. A pressão de injecção é determinada por controlo da SCV (válvula de controlo da aspiração) na bomba de alimentação.

Sensor Atuador do

Velocidade do motor
Cambota Position Sensor NE injetor
• Quantidade de injeção Controle
• tempo de injeção Controle
Reconhecimento cilindro
• Pressão de injeção Controle
Cylider Reconhecimento Sensor G
motor
ECU
Carga
Accelerator Position Sensor Bomba de alimentação (SCV)

Controle de pressão • Combustível

Outros Sensores e interruptores EGR, entrada de ar de controle de retransmissão, Luz

QD2380E

- 8-
3. Construção e Operação 3-1. DESCRIÇÃO DOS
COMPONENTES PRINCIPAIS
A. Bomba de Abastecimento (HP3)

uma. Esboço

• A bomba de alimentação consiste principalmente no corpo de bomba (ressalto excêntrico, o excêntrico anel, e êmbolos), SCV (válvula de controle de sucção), sensor de temperatura do

combustível e a bomba de alimentação.

• Os dois êmbolos são posicionadas verticalmente sobre a came anel externo para compacidade.

• O motor aciona a bomba de abastecimento, na proporção de 1: 2. A bomba de alimentação tem um (tipo trochoid) embutido bomba de alimentação, e extrai o combustível do tanque de

combustível, enviando-o para a câmara de êmbolo.

• A árvore de cames interna impulsiona os dois êmbolos, e eles pressurizar o combustível enviado para a câmara de êmbolo e enviá-lo para o rail. A quantidade de

combustível fornecido ao trilho é controlada pelo SCV, usando sinais do ECU do motor. A SCV é um tipo normalmente fechado (os fecha a válvula de admissão durante

desenergização).

Estouro de tanque de combustível

a Rail

Combustível Sensor de temperatura

a partir do tanque de combustível

SCV

Q000706E

pressão Pressão de
entrada Válvula
injetor trilho Válvula de descarga alimentação ingestão de

alta pressão a pressão de


Desentupidor
retorno

retorno da Primavera

Retorna
SCV
combustível Overflow
Válvula reguladora
combustível
Refrigerador

Bomba de alimentação
Filtro de

Eixo de comando combustível Inlet

admissão

Tanque de combustível Filtro de combustível (com Priming Pump)

Q000707E

- 9-
Combustível Sensor de temperatura
êmbolo
Bomba de alimentação

filtro

Válvula reguladora DENTRO

Cam Anel

SCV

Body pump

Drive Shaft

Desentupidor

Q000708E

- 10-
b. Abastecimento Bomba Fluxo de combustível interno

O combustível que é retirado do tanque de combustível passa através da via na bomba de alimentação, tal como ilustrado, e é alimentado para dentro da calha.

interior da bomba de abastecimento

Válvula reguladora

Bomba de alimentação SCV (válvula de controlo da aspiração) Válvula de descarga trilho

Transbordar
válvula de admissão porção de bombagem (êmbolo)

Tanque de combustível
QD0705E

c. Construção de bomba de alimentação

O ressalto excêntrico está ligado ao veio de accionamento. O ressalto excêntrico está ligado ao anel exctrico.

Eixo de comando

excêntrico Cam Cam anel

QD0706E

• Como a rotação do veio de accionamento, que o came gira excentricamente excêntricos, e o anel de came move-se cima e para baixo durante a rotação.

Desentupidor

excêntrico Cam

Cam anel

Eixo de comando

QD0727E

- 11-
• O êmbolo e a válvula de sucção está ligado ao anel exctrico. A bomba de alimentação está ligado à parte posterior do veio de accionamento.

êmbolo A

Cam anel

Bomba de alimentação

êmbolo B
QD0728E

d. Operação da bomba de alimentação

Como mostrado na ilustração abaixo, a rotação do excêntrico faz com que o anel de came para empurrar para cima do êmbolo Uma. Devido à força da mola,

êmbolo B é puxado na direção oposta ao êmbolo A. Como resultado, êmbolo B atrai combustível, enquanto êmbolo A bombeia para o rail.

Válvula de entrega

êmbolo A
excêntrico Cam

Cam anel

SCV

êmbolo B

Êmbolo A: Concluir Compression


êmbolo B: Intake Finish

Comece ingestão de sucção Válvula

IntakePlunger B: Comece Compression

Concluir Compression êmbolo A: Comece

Êmbolo A: Comece Compression êmbolo B: Êmbolo A: Concluir Intake êmbolo B:

QD0707E

- 12-
B. Descrição de alimentação da bomba de Componentes

uma. Bomba de alimentação

A bomba de alimentação tipo trochoid, que está integrado na bomba de alimentação, desenha o combustível do tanque de combustível e alimenta-o para os dois êmbolos via o

filtro de combustível e o SCV (sucção válvula de controle). A bomba de alimentação é accionado pelo veio de accionamento. Com a rotação do rotor interno, a bomba de

alimentação de combustível de chama a sua porta de sucção e o bombeia para fora através da porta de descarga. Isto é feito de acordo com o espaço que aumenta e diminui com

o movimento dos rotores externo e interno.

Para Bomba Câmara Diminuir Quantidade


Outer Rotor

(descarga de combustível)
Inner Rotor

Intake) Quantidade Redução

combustível porta de entrada

tanque de descarga Aumento Quantidade


Quantidade Aumento (Fuel
A partir do Porto
QD0708E

b. SCV: válvula de controlo da aspiração

• Um tipo de válvula de solenóide linear foi adoptada. A ECU controla o racio de actividade (a duração em que a corrente é aplicada à SCV), a fim de controlar a

quantidade de combustível que é fornecida ao êmbolo de alta pressão.

• Uma vez que apenas a quantidade de combustível que é necessário para atingir a pressão do trilho alvo é aspirado, a carga de accionamento da bomba de alimentação diminui.

• Quando a corrente flui para o SCV, força electromotriz variável é criado em conformidade com o racio de actividade, movendo a agulha de fecho para o lado direito, e alterando a

abertura da passagem de combustível para regular a quantidade de combustível.

• Com o SCV EM, os contratos mola da válvula, abrindo completamente a passagem de combustível e o fornecimento de combustível para os êmbolos. (Ingestão de quantidade completa e

descarga quantidade completa)

• Quando o VCR está DESLIGADO, a força da mola da válvula move a agulha de válvula para a esquerda, fechando a passagem de combustível (normalmente fechados).

• Rodando o SCV ON / OFF, o combustível é fornecido numa quantidade correspondendo a um racio de actividade de accionamento, e é descarregado combustível pelos êmbolos.

- 13-
A) Em caso de longa dever ON

Longo dever ON = abertura da válvula> grande => quantidade máxima ingestão

Bomba de alimentação

Desentupidor

SCV válvula de agulha

Grande abertura da válvula de agulha

- 14-
B) Em caso de dever curto ON

Curto dever ON => pequena abertura da válvula => quantidade mínima de admissão

Bomba de alimentação

Desentupidor

SCV válvula de agulha

Pequena abertura da válvula de agulha

- 15-
C. Rail
uma. Esboço

• Armazena pressurizado de combustível (de 0 a 160 MPa), que foi entregue a partir da bomba de alimentação e distribui o combustível para cada cilindro do injector. Um sensor de

pressão do trilho e uma válvula de descarga de pressão (válvula de baixa pressão) são adoptados no trilho.

• O sensor de pressão ferroviário (sensor Pc) detecta pressão de combustível no transporte ferroviário e envia um sinal para a ECU do motor, ea pressão limitador controla

a pressão em excesso. Isto assegura uma combustão ideal e reduz o ruído de combustão.

Rail Sensores de Pressão

Passagem Relief
#1 #2 #3 #4
OUT OUT DENTRO OUT OUT

Limitador de pressão

Q000712E

b. Limitador de pressão

O limitador de pressão se abre para liberar a pressão se uma pressão

anormalmente elevada é gerada.

Q000257E

• Quando a pressão atinge cerca de carril 200 MPa (2038 kg / cm 2), que o

limitador de pressão (a válvula é aberta). Quando a pressão cai para

aproximadamente 50 MPa (509,5 kg / cm 2), a pressão limitador de volta ao

seu estado normal (os fecha a válvula), a fim de manter a pressão

adequada. 200 MPa (2038 kg / cm 2)


Abra a válvula

Fechar a válvula 50 MPa (509,5 kg / cm 2)

Q000271E

- 16-
D. Injector (X2 tipo revisto)
uma. Esboço

Os injectores de injectar o combustível de alta pressão a partir da calha para as câmaras de combustão na parte óptima da injecção, a taxa de, e pulverizar

condição, de acordo com os comandos recebidos da ECU.

A) Características

• Um, de economia de energia de controlo de solenóide tipo TWV (dois sentidos da válvula) injector compacto foi adoptada.

• Os códigos de QR exibindo diferentes características de injector e os códigos de identificação que mostram estes em forma numérica (30) de base 16 caracteres são gravados

na cabeça do injector. O sistema common rail 1 kD-FTV otimiza o controle de volume de injeção de utilizar estas informações. Quando um injetor é recém-instalado em um

veículo, é necessário inserir os códigos de identificação na ECU do motor usando o DST-2.

b. Construção

QR Codes

30 Base de dados de 16 caracteres

Válvula solenoide

câmara de controle pressurizado de combustível


(A partir do trilho)

comando Piston

Multiple Buraco Filtros Filtrar Orifice


Dimensões: φ 0.045x2025

bocal Primavera

pressão Pin

Passagem vazamento

Assento
bocal Needle
pressurizado de combustível

Q000713E

- 17-
c. Operação

A válvula de solenóide TWV (dois sentidos da válvula) abre e fecha o orifício de saída para controlar tanto a pressão na câmara de controlo, e o início e o

final da injecção.

A) Não injeção

Quando não é fornecida corrente ao solenóide, a força de mola é mais forte do que a pressão hidráulica na câmara de controlo. Assim, a válvula solenóide é

empurrada para baixo, fechando eficazmente o orifício de saída. Por esta razão, a pressão hidráulica que é aplicado ao êmbolo de comando faz com que a mola

de bocal para compressa. Isto fecha o bico da agulha, e, como resultado, não combustível é injectado.

B) injeção

• Quando a corrente é aplicada inicialmente ao solenóide, a força de atracção dos solenóides puxa a válvula de solenóide para cima, abrindo eficazmente o orifício de saída e

permitir que o combustível flua para fora da câmara de controlo. Depois do combustível flui para fora, a pressão na câmara de controlo diminui, puxando o comando do êmbolo

para cima. Isto faz com que a agulha de bico a subir e a injecção para iniciar.

• O combustível que flui para além do orifício de saída flui para o tubo de escape e por baixo do êmbolo de comando. O combustível que flui por baixo do êmbolo de pistão

levanta a agulha para cima, o que ajuda a melhorar a abertura do bocal e resposta fecho.

• Quando a corrente continua a ser aplicado para o solenóide, o bocal atinge a sua elevação máxima, onde a velocidade de injecção também está no nível máximo. Quando a

corrente para o solenóide está desligada, a válvula solenóide cai, fazendo com que a agulha de bocal para fechar imediatamente e a injecção de paragem.

tubo de vazamento

Solenóide
atual atual atual
atuação atuação atuação
TWV mola da válvula

orifício de saída trilho

orifício de entrada

A câmara de controlo de A câmara de controlo de A câmara de controlo de


pressão pressão pressão
pistão de
comando

agulha taxa de injeção taxa de injeção taxa de injeção


bocal

Sem a injeção injeção Fim de injecção

Q000149E

- 18-
d. códigos QR

• Convencionalmente, os resistores de ajuste foram usados ​para correção de quantidade de injeção de combustível. No entanto, QR * 1 ( códigos Quick Response) foram adotadas

para aumentar a precisão de correção.

• Usando códigos QR resultou em um aumento substancial no número de pontos de correcção quantidade de injeção de combustível, e assim a precisão de controle

quantidade de injeção melhorou. As características dos cilindros do motor foram ainda mais unificado, contribuindo para melhorias na eficiência de combustão, as

reduções nas emissões de gases de escape e assim por diante.

Ajustando pontos de correcção de resistência (convencional). Código QR correção Pontos (Novo)

[2kD] 160
± 1,5 135MPa

105MPa

Injeção Quantidade Q
± 1.2
Injeção Quantidade Q

70
54MPa

32MPa
± 1.0

32

± 0,6 ± ± 1.0
0,7

Accionamento Largura de Pulso TQ Accionamento Largura de Pulso TQ


QD1543E

135
[1 kD]

80
Injeção Quantidade Q

32

Accionamento Largura de Pulso TQ


Q000714E

* 1: Localização dos códigos QR

QR Codes ( 9,9 milímetros)

10EA 01EB
03EA 01EB

0300 0000
0000 aC

Códigos de identificação (30 base 16 caracteres) Base de


dados de 16 caracteres informações de correção nada
combustível quantidade de combustível para uso de
serviço de mercado.

Q000715E

- 19-
e. Reparar procedimento altera

As diferenças em comparação com os injectores resistor correcção de ajuste convencionais são como se mostra abaixo. <Cuidado>

• Ao substituir injetores com códigos QR, ou a ECU do motor, é necessário registrar os códigos de identificação (códigos QR) na ECU. (Se os códigos de identificação do injector

instalado não estão registrados corretamente, falha do motor, tais como marcha lenta áspero e ruído será o resultado.)

Convencional (Injector com Correcção Resistor) New (Injector com QR Codes)

5 2 ( 25) combinações 256 12 ( quase infinitas


combinações) Código de identificação

10EA 01EB
03EA 01EB

0300 0000
0000 aC

QD1532E Q000716E

substituindo o

injetor "Reconhecimento Electrical da resistência correção" "Nenhuma resistência correção, capacidade de reconhecimento
de forma que nenhum elétrica"

Injector de reposição
Injector de reposição

motor ECU motor ECU


* Necessário para registrar os
códigos de injector de
identificação no motor ECU

QD1534E QD1536E

Substituir a ECU
"Reconhecimento Electrical da resistência correção" "Nenhuma resistência correção, capacidade de reconhecimento
do motor
de forma que nenhum elétrica"

Injector de veículo
Injector de veículo do
do lado
lado

Spare ECU do motor


Spare ECU do
motor
* Necessário para gravar os
códigos injector ID na ECU
do motor

QD1535E QD1537E

- 20-
E. Motor ECU (Unidade de Controle Eletrônico)

uma. Esboço

Este é o centro de comando que controla o sistema de injeção de combustível e operação do motor em geral.

(Contorno Diagrama)

Sensor motor ECU Atuador do

Detecção Cálculo acionamento

QD2352E

- 21-
F. EDU (Unidade de condução electrónica)

uma. Esboço

O EDU foi adoptada para suportar o accionamento de alta velocidade dos injectores. O accionamento de alta velocidade da válvula solenóide do injector é tornada possível

através da utilização de um dispositivo gerador de alta voltagem (conversor DC / DC).

b. Operação EDU

O gerador de alta tensão converte a tensão da bateria em alta tensão. A ECU do motor emite sinais para os terminais B a E do EDU em conformidade

com os sinais dos sensores. Ao receber estes sinais, sinais a EDU saídas para os injectores através de terminais N através K. Neste momento, o

terminal F emite o sinal de verificação de injecção IJF para o ECU. A válvula de descarga de pressão é controlada por sinais provenientes do PRD a R.

terminal de

COM2

Bateria Circuito gerador


de alta tensão

COM1

IJT # 1 INJ # 1

IJT # 4 INJ # 4

IJT # 2 Circuito de INJ # 2


controle
IJT # 3 INJ # 3

FIJ

GND

Q000717E

- 22-
3-2. DESCRIÇÃO DE SISTEMA DE CONTROLE DE COMPONENTES

A. Control Engine Diagrama do Sistema

- 23-
B. Descrição dos Sensores
uma. Cambota Sensor de Posição (NE)

Um pulsar NE ligado à engrenagem de veio de manivelas de temporização transmite um sinal para a detecção do ângulo da cambota e velocidade do motor. A engrenagem pulsar contém

34 engrenagens, com engrenagens 2 em falta (por 2 impulsos), e o sensor emite impulsos de 34 para 360 ° CA.

b. Cilindro Reconhecimento Sensor (G)

Um sensor de reconhecimento do cilindro (L pulsar) está ligado à engrenagem de temporização da bomba de alimentação, e emite um sinal de reconhecimento de cilindro. O sensor gera

um impulso para cada 2 rotações do motor.

34 pulsos / 360 ° CA * 1 pulsos / 720 ° CA

Engrenagem do sincronismo do virabrequim Cilindro Reconhecimento Sensor Rotor


* A engrenagem pulsar utilizado para o controlo efectivo é mostrada dentro do
círculo quebrado-alinhado.
QD2356E

- 24-
Exterior View Diagram Diagrama de circuito
ECU

G circuito de entrada

G+

G- NE NE Entrada Circuito G

* A ECU do motor identifica o cilindro No. 1, quando se detecta o impulso de NE-dente em falta e o impulso de
G pulso reconhecimento cilindro (L Pulso) simultaneamente.

720 ° CA
# 1 TDC # 3 TDC
115 ° CA

NE pulso 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 1011121314151617 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 101112131415

10 ° CA 180 ° CA
30 ° CA
90 ° CA
360 ° CA

QD2357E

- 25-
c. Accelerator Position Sensor

O sensor de posição do acelerador é um sensor do tipo de ponto de não-contacto com uma alavanca que gira em sincronismo com o pedal do acelerador. A tensão

(VPA1, VPA2) do terminal de saída varia de acordo com o ângulo de rotação da alavanca. Como uma medida de segurança contra problemas, tais como um circuito

aberto, o sensor contém dois sistemas de tensão de saída. (A tensão de saída tem um deslocamento de 0.8V.)

V PA 2

E P 2 V CP
V PA 1
2
EP 1
V CP 1

Características de saída Linear Graph Diagrama de fiação

Sensor
(V) V PA 2
5
3.988V V PA 1
4 Salão Elemento (2)
Linear Voltagem de 0,047 μ F
saída (DC5V V PA 1
Aplicada) 3 EP 1
1.6V
0,047 μ F
2
3.188V Vc P 1
1
0.8V

-5 0 5 10 15 20 25 V PA 2
0,29 0,047 μ F
15,9 ° [traçado: 47 milímetros]
EP 2
Magnético
(Ângulo de funcionamento efectivo) 0,047 μ F
totalmente fechada Completamente aberto
Vc P 2
Ângulo de rotação máximo: 20,27 °

Pedal do ângulo de rotação (°) curso completo

Q000719E

- 26-
d. Sensor ingestão de pressão de ar

Este é um tipo de sensor de pressão de semi-condutores. Ele utiliza as características das mudanças de resistência eléctricos que ocorrem quando a pressão

aplicada a um alterações cristalinos de silio. Uma vez que um único sensor é usado para medir tanto a pressão do ar de admissão e à pressão atmosférica, um VSV

é utilizado para alternar entre a medição da pressão do ar atmosférico e ingestão.

[Ver Exterior]
VC P EU ESTOU E2

APARAR

Características de pressão

de ar P EU ESTOU ( V) VC=5V
de pressão
Intake Sensor
Intake Manifold VSV Atmosfera 4,5

ECU

Pressão atmosférica Condições de medição:


As voltas do VSV SIM para 150msec para detectar a pressão atmosférica, quando uma das condições
1
"(1)" a "(3)" a seguir apresentado está presente. (1) A velocidade do motor = 0rpm (2) de arranque é
ligado (3) é estável Inactivo kPa (abs)
13,3 253,3
mmHg (abs)
100 1900
Ingestão de Pressão Air Condições de medição: Pressão absoluta
O VSV é desligada para detectar a pressão do ar de admissão, se as condições de medição de
pressão atmosféricas estão ausentes.
Q000720E

- 27-
e. Refrigerante Sensor de temperatura (TVC)

• O sensor de temperatura do líquido de arrefecimento (sensor de Pc) está ligada ao bloco de cilindros do motor e detecta a temperatura do líquido de arrefecimento do motor.

• O sensor utiliza um termistor. O termistor tem uma característica em que as alterações de resistência com a temperatura, e a variação do valor da resistência é utilizada para

detectar as mudanças de temperatura do líquido de arrefecimento.

• A sua característica é que o valor da resistência diminui à medida que a temperatura aumenta.

Resistência inicial Valor Características


Temperatura Valor da resistência
(° C) (k Ω) ECU

- 30 (25,4) 5V
+ 1,29
- 20 15,04 -1,20 TVC
- 10 (9.16) 0 (THA)

(5,74)

termistor
10 (3,70) 20

30 2.45+ -0,13
0,14

(1.66) E2
40 (1.15)

50 (0,811) 60

(0,584) 70
termistor
(0,428) 80

0,318 ± 0,008

90 (0,240)
100 (0,1836)

110 0,1417 ± 0,0018

120 (0,1108)
Q000721E

- 28-
f. Combustível Sensor de temperatura (THF)

• O sensor de temperatura do combustível está montado na bomba de abastecimento, e detecta a temperatura do combustível, o envio de um sinal para a ECU do motor.

• O componente de detecção utiliza um termistor.

Resistência Valor Características


Temperatura Valor da resistência
(° C) (k Ω)
- 30 (25,4)
- 20 15,0 ± 1,5

- 10 (9.16) 0

(5,74)
termistor
10 (3,70) 20

30 2,45 ± 0,24

(1.66)

40 (1.15)

50 (0,811) 60

(0,584) 70

(0,428) 80

0,318 ± 0,031

90 (0,240)
100 (0,1836)
Combustível Sensor de
110 (0,1417)
temperatura
120 (0,1108)

Q000722E

- 29-
C. Vários tipos de controlos
uma. Esboço

Esta quantidade efeitos sobre o sistema de injecção de combustível e de controlo de temporização de injecção de forma mais adequada do que o regulador mecânico e

temporizador usado na bomba de injecção convencional. A ECU do motor executa os cálculos necessários de acordo com os sensores instalados no motor e do veículo.

É, em seguida, controla a temporização e duração de tempo em que a corrente é aplicada aos injectores, de modo a realizar tanto injecção óptima e tempo de injecção.

b. Injeção de combustível Função Controle de taxa

controle de injeção piloto injeta uma pequena quantidade de combustível antes da injeção principal.

c. Injeção de combustível Quantidade Control Function

A função de controle de quantidade de injeção de combustível substitui a função de governador convencional. Ele controla a injecção de combustível para um débito de injecção ideal

com base na velocidade do motor e os sinais de posição do acelerador.

d. Injeção de combustível sincronismo Control Function

A função de controlo de regulação da injecção de combustível substitui a função de temporizador convencional. Ele controla a injecção de um tempo ideal com base na velocidade

do motor e a quantidade de injecção.

e. Injeção de combustível de pressão Função de Controle (Rail Pressure Control Function)

A função de controlo de pressão de injecção de combustível (função de controlo de pressão do carril) controla o volume de descarga da bomba através da medição da pressão do

combustível para o sensor de pressão ferroviário e alimentá-lo de volta para o ECU. Ele efectua controlo de retorno de pressão de modo que o volume de descarga corresponde ao

conjunto valor óptimo (comando) de acordo com a velocidade do motor e a quantidade de injecção.

- 30-
D. Controlo de combustível de injecção Quantidade

uma. Esboço

Este controlo determina o débito de injecção de combustível por adição de temperatura do líquido de arrefecimento, a temperatura do combustível, a temperatura do ar de admissão, e de

admissão correcções de pressão de ar para o débito de injecção de base calculada pela ECU do motor, com base nas condições de funcionamento do motor e as condições de condução.

b. Injeção Quantidade Cálculo Método

O cálculo consiste de uma comparação entre os dois valores seguintes: 1. A quantidade acelerador de Abertura
de injecção de base obtida a partir do padrão de regulador, a qual é calculada a partir da
posição do acelerador e da velocidade do motor, e 2. A quantidade de injecção obtida

injeção Quantidade
pela adição de vários tipos de correcções para a quantidade máxima de injecção que é
obtida a partir da velocidade do motor. O menor dos dois volumes de injecção é usado
como base para a quantidade final de injecção.

velocidade do motor

acelerador de
Básico Quantidade Injection Quantidade
Abertura
Injection
Corrigida final
EDU Atuação Cálculo do

Quantidade
Side baixo
sincronismo
Velocidade do motor
Máxima
Injection
Quantidade

Velocidade do motor
Temperature Correction Correção Operação
atmosférica correção da pressão Ambient
admissão de ar de temperatura Correção
Entrada de ar correção da pressão de

Fria máxima de injecção Quantidade


injeção Quantidade

Cilindro indivíduo Correcção

Correção injeção Pressão


Quantidade

Velocidade do motor

QB0715E

- 31-
c. Básico Quantidade Injection

A quantidade de injecção de base é determinada pela velocidade do motor (NE) e a

abertura do acelerador. A quantidade de injecção é aumentado quando o sinal de

posição do acelerador é aumentada enquanto que a velocidade do motor se

mantém constante.
acelerador de Abertura

Básico Quantidade Injection


Velocidade do motor
QB0716E

d. Máxima Injection Quantidade

A quantidade máxima de injecção é calculada pela adição da ingestão de correcção

da pressão do ar, a correcção da temperatura do ar de admissão, correcção da

pressão atmosférica, a correcção da temperatura ambiente, e o funcionamento a frio

quantidade máxima de injecção de correcção para a quantidade máxima de injecção

Máxima básica Injection


de base determinado pela velocidade do motor.

Quantidade

Velocidade do motor
QB0717E

e. Começando Injection Quantidade

Quando o comutador de arranque é ligado, a quantidade de injecção é calculada de

acordo com o débito de injecção de base de partida e o motor de arranque no tempo.

A quantidade de base de injecção e da inclinação da quantidade de mudança

aumento / diminuição em conformidade com a temperatura do líquido de

arrefecimento e a velocidade do motor.


injeção Quantidade

Injecção de base
Quantidade

STA ON Duração

STA / ON Iniciando

refrigerante
Alto Baixa temperatura do líquido
injeção Quantidade

STA ON Duração

STA / ON Iniciando

QB0718E

- 32-
f. Ocioso Controle de Velocidade (ISC) Sistema

Este sistema controla a velocidade do ralenti, regulando a quantidade de injeção, a fim de coincidir com a velocidade real a velocidade-alvo calculado pela ECU

do motor.

Condições para início de Controle Condições de controle

S inactivo / • Temperatura do refrigerante


Abertura W Acelerador • Air Conditioner Carga
Cálculo alvo
velocidade
Velocidade do veiculo • Engrenagem Posição

injecção Quantidade
Temperatura do refrigerante

Determinação
Cálculo alvo
Quantidade

velocidade
Condicionador de Ar S / W
Injection

Correção
S Neutro / W Detecção
Comparação
de velocidade

QB0720E

g. Ocioso vibratório controle Redução

Para reduzir as vibrações do motor durante o tempo ocioso, esta função compara as velocidades angulares (vezes) dos cilindros e regula a quantidade de combustível para

os cilindros individuais, se houver uma grande diferença, a fim de conseguir um funcionamento suave do motor.

#1 #3 #4

Δ t1 Δ t3 Δ t4
(Os controlos para tornar o cilindro Δ t igualar)

#1 #3 #4 #2 #1 #3 #4 #2

velocidade
ângulo

Cambota Angle Correção Cambota Angle

QD2451E

- 33-
E. Fuel Injection Controle sincronismo

uma. Esboço

Tempo de injecção de combustível é controlada através da variação do tempo em que a corrente é aplicada para os injectores.

b. Principal e Piloto Injecção sincronismo de controlo da regulação da

injecção (1) principal

A ECU do motor, calcula o tempo de injecção de base com base na velocidade do motor e a quantidade final de injecção, e adiciona vários tipos de

correcções, a fim de determinar o tempo de injecção óptimo principal. (2) Injecção Piloto sincronismo (Piloto Intervalo)

Piloto tempo de injecção é controlada pela adição de um intervalo piloto para o principal tempo de injecção. O intervalo piloto é calculado com base na quantidade final de injecção, a

velocidade do motor, a temperatura do líquido de arrefecimento, a temperatura ambiente, e à pressão atmosférica (correcção do mapa). O intervalo piloto no momento de arrancar o

motor é calculada a partir da temperatura do líquido de arrefecimento e velocidade do motor.

Injeção principal
Top Dead Center (TDC)

Injeção Pilot

Intervalo

QB0723E

- 34-
c. Injeção sincronismo Cálculo Método

[1] Esquema de Timing Control


TDC real
0 1

NE pulso

Injeção Pilot Injeção principal


Pulso válvula solenóide de controlo

Elevador bico da agulha

Piloto tempo de injeção Tempo de injeção principal


piloto Interval

[2] Injecção sincronismo Cálculo Método

Correção Intake Correção Air Pressure Correção Voltage


Velocidade do motor
Tempo de injeção Tempo de injeção
correções
básica principal
injeção Quantidade

Atmosférica correção da pressão

admissão de ar de temperatura
do líquido de arrefecimento

Temperatura Correção de

QB0724E

- 35-
Controle a taxa de injeção de combustível F.

uma. Esboço

Enquanto a taxa de injecção aumenta com a adopção de injecção de combustível de alta pressão, o atraso da ignição, que é o atraso desde o momento de combustível é

injectada para o início da combustão, não pode ser reduzido para menos de um determinado valor. Como resultado, a quantidade de combustível que é injectado até a

ignição ocorre principal aumenta, resultando numa combustão explosiva no momento da ignição principal. Isso aumenta tanto de NOx e ruído. Por esta razão, a injecção

piloto é fornecido para minimizar a taxa de ignição inicial, evitar a combustão de primeira fase explosiva, e reduzir o ruído e de NOx.

Injeção normal Injeção Pilot

injeção Taxa

Grande primeira fase de


combustão (NOx e
Small First-stage
ruído)
Combustion

Calor lançamento
Taxa

- 20 TDC 20 40 - 20 TDC 20 40

Cambota Ângulo (° C) Cambota Ângulo (° C)


QD2362E

G. Fuel Injection Controle de Pressão


uma. Fuel Pressure Injection

A ECU do motor determina a pressão de injeção de combustível com base na

quantidade de injeção final e a velocidade do motor. A pressão de injeção de

combustível no momento de arrancar o motor é calculada a partir da temperatura do

Final Injection Quantidade


líquido de arrefecimento e velocidade do motor.

Pressão
Rail

Velocidade do motor
QB0727E

- 36-
3-3. EGR SISTEMA DE CONTROLE

A. Contorno e Operação
uma. Esboço

Ao detectar o motor de condições e quantidade real de abertura da válvula EGR condução, a ECU do motor opera electricamente o E-VRV, que controla a

amplitude de vácuo introduzida no diafragma da válvula EGR e posição de abertura do acelerador com motor passo a passo e a quantidade de recirculação de

gases de escape é regulamentado.

- 37-
b. Princípio operação de E-VRV (1)

Para aumentar o volume EGR:

Na condição estável mostrado no diagrama centro, quando o * corrente aplicada à bobina aumenta, a força de atracção de FM da bobina aumenta. Quando esta

força torna-se maior do que a força FV vácuo que age sobre o diafragma, o núcleo em movimento move para baixo. Uma vez que a porta, que liga a bomba de

vácuo para a câmara superior do diafragma é aberto em conjunto com o movimento do núcleo em movimento, a saída de vácuo torna-se mais elevado e o

volume EGR aumenta. Enquanto isso, porque "aumento de saída de vácuo iguais aumentada FV", que se deslocam os movimentos do núcleo para cima com o

aumento da FV. Quando FM e FV são iguais, os fecha a abertura e as forças de estabilização. Uma vez que o circuito de vácuo da EGR é um circuito fechado,

que mantém o vácuo num estado estabilizado, desde que não existam alterações na amperagem.

* 1: As saídas ECU do motor em dente de serra sinais de onda, com uma frequência constante. O valor da corrente é o valor efectivo (média) de estes
sinais.
(2) Para diminuir o volume EGR:

Um decréscimo na corrente que é aplicado à bobina, faz com que o FV para se tornar maior do que o FM. Como resultado, o diafragma se move para cima. O

núcleo em movimento também move para cima em conjunto com o movimento do diafragma, fazendo com que a válvula que veda a parte superior e inferior

câmaras de diafragma para abrir. Isto faz com que a atmosfera na câmara inferior a fluir para dentro da câmara superior, reduzindo, assim, a saída de vácuo e

reduzindo o volume EGR. Porque "diminuiu iguais vácuo saída diminuiu FV", que se deslocam os movimentos do núcleo para baixo, com a diminuição da FV.

Quando FM e FV são iguais, os fecha a abertura e as forças de estabilização.

a válvula EGR
Vácuo

Diminuir bomba de vácuoAumento


atual atual FV

Diafragma
Atmosfera

FM FV daMovendo Núcleo
FM
válvula FM FV

bobina da mola da
ao Estado ao Estado
estabilizado estabilizado

Estator núcleo da

Atmosfera
Quando aplicada corrente (Vacuum Força FV = solenóide Quando aplicada corrente aumenta,
diminui, (FV> FM), e saída de atração Força FM) (FV <FM), e aspiração da saída é
vácuo é baixo. Estábulo elevado.
EGR Volume: Diminuição EGR Volume: Aumento

QB0787E

- 38-
3-4. DIESEL ACELERADOR (ENTRADA DE AR ​controlado electronicamente ACELERADOR MECANISMO)
A. Contorno e Operação
uma. Esboço

Um mecanismo de válvula de estrangulamento de ar de admissão controlada electronicamente foi adoptada. Localizado no colector de admissão a montante da válvula EGR,

este mecanismo optimamente controla o ângulo de válvula de estrangulamento de ar de admissão para controlar o fluxo do gás EGR, e reduzir o ruído e as emissões de gases

de escape. O diesel acelerador Assy é feito por outro fabricante.

b. Construção e Operação

Os sinais provenientes do motor ECU accionar o motor passo a passo, o qual regula a abertura da válvula do ar de admissão do acelerador.

A) Controlo de EGR

Para aumentar ainda mais o volume EGR quando a válvula EGR é totalmente aberta, o ar de admissão do regulador de pressão de abertura da válvula é reduzido e o vácuo no

colector de entrada é aumentada, restringindo o fluxo de ar de admissão.

B) redução de gases de escape e ruído

• Quando o motor está sendo iniciado, o ar de admissão do acelerador válvula é aberta totalmente para reduzir a emissão de fumaça branca e preta.

• Quando o motor está a ser parado, o ar de admissão do regulador de pressão da válvula é totalmente fechada para reduzir as vibrações e ruído.

• Durante a condução normal, a abertura é regulada de acordo com as condições de funcionamento do motor, a temperatura do líquido de arrefecimento, e a

pressão atmosférica.

Motor de piso

Controladas electronicamente restritor (Diesel acelerador)

UMA

B UMA Rotor

BCOM ACOM UMA

UMA
B B BCOM B ACOM

Conector Circuito equivalente


QD2363E

- 39-
3-5. FILTRO DE COMBUSTÍVEL AVISO

• Uma luz de aviso do filtro de combustível foi adicionado para notificar o condutor quando o entupimento do filtro de combustível é detectada. Apesar de não fazer parte do sistema ferroviário

comum, está incluído o para consultas em função do sistema de combustível relacionado.

A. Papel do filtro de combustível no sistema Common Rail


O papel do filtro de combustível é para remover material estranho e humidade do combustível. Em particular, o sistema ferroviário comum exige constantemente alta qualidade do

combustível como demonstrado no seguinte ponto, e o filtro, portanto, desempenha um papel extremamente importante.

• Combustível lubrifica a bomba de alimentação inteira.

• A pressão extremamente elevada descarga (máximo 160MPa) dos meios de bomba de abastecimento de que a adesão de material estranho pode resultar na peça deslizante e válvula

de mau funcionamento.

B. Posição de instalação

C. Operação do Sistema
uma. Descrição geral

Quando os tamancos do filtro de combustível, o interruptor de detecção instalado no filtro de combustível opera para ligar a luz de aviso do filtro de combustível no painel de instrumentos.

- 40-
b. Circuito completo

Como mostrado abaixo, os sinais provenientes dos dois sensores instalados no (interruptor de filtro de combustível e o aviso de combustível sedimentador interruptor de nível de aviso) são filtro de

entrada para o medidor de ECU, e o ECU metros acciona a luz de aviso do filtro de combustível.

c. Combustível Filtro entupimento Aviso Operação

• A operação normal (consultar para o lado esquerdo do diagrama abaixo): O filtro de combustível de contacto do interruptor de aviso é fechado, e um sinal de NO é enviado para o contador

ECU.

• operação anormal (consulte o lado direito do diagrama abaixo): O filtro de combustível contato interruptor de aviso é aberta, e um sinal OFF é enviado para o medidor

de ECU.

d. Filtro de combustível Aviso Operação Luz

A luz pisca de acordo com o interruptor de aviso de nível sedimentador, e

liga de acordo com o sinal de interruptor de aviso do filtro de combustível.

- 41-
D. do filtro de combustível de substituição (Referência)

• Substituir o elemento de filtro, quando o filtro é obstruído. A forma do

elemento de filtro é mostrada no diagrama da direita.

• Soltar o caso, como mostrado no diagrama da direita, e substituir o

elemento de filtro. elementos filtrantes são fornecidos por via TOYOTA.

- 42-
4 DIAGNÓSTICO DO SISTEMA

4-1. DESCRIÇÃO
• Quando a solução de problemas veículos Multiplex OBD (M-OBD), o veículo deve ser ligado ao DST-2. Vários saída de dados da unidade de controle do motor do

veículo (ECU) pode então ser lido.

• computador de bordo do veículo ilumina a Luz indicadora de anomalia

(MIL) no painel de instrumentos quando o computador detecta uma avaria

no próprio computador ou em componentes do sistema rígido. Além disso,

os códigos de diagnóstico aplicáveis ​(CDT) são registrados na memória do

ECU.

• Se o problema não ocorrer novamente, as voltas MIL até que a chave de

ignição é desligada, e então a MIL apaga-se quando o interruptor de

ignição é ligada, mas os DTCs permanecem gravadas na memória ECU.

• Para verificar as CDT, conecte o DST-2 ao DLC3 (Data Link Connector 3)

no veículo ou terminais de conexão TC e CG na DLC3 (CDT será exibido

no medidor de combinação).

A. Modo Normal e Modo de verificação


uma. O sistema de diagnóstico opera em "modo normal" durante o uso normal do veículo. No modo normal, a lógica de detecção 2 viagem é usado para assegurar a detecção precisa

de avarias. A "modo de verificação" também está disponível para os técnicos como uma opção. No modo de verificação, a lógica de detecção de 1 viagem é usado para simular

sintomas de mau funcionamento e aumentar a capacidade do sistema de detectar avarias, incluindo avarias intermitentes.

Lógica de detecção B. 2 de viagem

uma. Quando um mau funcionamento é detectado pela primeira vez, o mau funcionamento é armazenada temporariamente na memória ECU (1ª viagem). Se o mesmo for detectado um mau funcionamento

durante o próximo ciclo de accionamento seguinte, o MIL é iluminado (2 viagem).

C. Quadro de gelo Dados


uma. Os dados de quadro de imobilização grava as condições do motor (sistema de combustível, carga do motor calculado, a temperatura do refrigerante do motor, da guarnição de combustível, a

velocidade do motor, velocidade do veículo, etc.) quando um mau funcionamento é detectado. Ao solucionar problemas, os dados do quadro congelamento pode ajudar a determinar se o veículo

estava funcionando parou, se o motor foi aquecido ou não, se a relação ar-combustível era magra ou rica, e outros dados, a partir do momento em que a anomalia ocorreu.

- 43-
D. DLC3
uma. ECU do veículo usa o protocolo de comunicação ISO 14230 (M-OBD). A

disposição dos terminais dos cumpre com a norma ISO 15031-03 DLC3 e

coincide com o formato ISO 14230.

Terminal Descrição Condição especificada Condição

SIL (7) - SG (5) Bus "+" linha durante a transmissão geração de pulso

CG (4) - massa da carroçaria terra do chassi Sempre abaixo de 1 Ω

SG (5) - massa da carroçaria Campo de sinal Sempre abaixo de 1 Ω

BAT (16) - massa da carroçaria positivo da bateria Sempre 9 a 14 V

<NOTA>
• sistema.
Conecte o cabo(terminais
Símbolos da DST-2 ao DLC3, vire a ignição e tentar usar o DST-2. Se os informa de exibição que um erro de comunicação ocorreu, há um
N °)
problema, quer com o veículo ou com o testador.
• Se a comunicação é normal quando o testador está conectado a outro veículo, inspecione o DLC3 no veículo original.
• Se a comunicação ainda é impossível quando o testador está conectado a outro veículo, o problema é provavelmente no próprio testador. Consulte o Departamento de
serviços mencionados no manual de instruções do testador.

E. Inspecione Tensão da bateria

Voltagem da bateria 11 a 14 V

sistema de diagnóstico detectou um mau funcionamento ou anormalidade no


uma. Se a voltagem for inferior a 11 V, recarregar a bateria antes de prosseguir.

F. Verifique MIL
uma. Os acende MIL quando o interruptor de ignição é ligada e o motor não

estiver funcionando. <NOTA>

• Se a MIL não estiver acesa, verifique o circuito de MIL.

b. Quando o motor é iniciado, o MIL deve ser desativada. Se a lâmpada fica acesa, o

- 44-
4-2. DTC VERIFICAÇÃO / CLEAR

<Cuidado>
• DST-2 apenas: Quando o sistema de diagnóstico é alterada de modo normal modo, ou vice-versa, para verificar, todas as CDT e os dados de quadro de imobilização
gravados no modo normal são apagadas. Antes de alterar modos, sempre verificar e fazer uma nota de quaisquer DTC e dados Freeze Frame.

A. Verifique DTC (usando o DST-2)


uma. Ligue o DST-2 ao DLC3.

b. Ligue o interruptor de ignição e ligar o DST-2 ON.

c. Digite os seguintes menus: Powertrain / Motor e ECT / DTC.

d. Verificar e fazer uma nota de DTCs e dados Freeze Frame.

e. Consulte a página 48 para confirmar os detalhes das CDT.

B. Verifique DTC (não utilizar o DST-2)


uma. Ligue o interruptor de ignição.

b. Usando SST (09843-18040), conectar-se entre os terminais 13 (CT) e 4

(CG) do DLC3.

- 45-
c. Leia DTCs observando o MIL. Se qualquer DTC não é detectada, os pisca

MIL como mostrado na figura.

d. Exemplo: se CDT 12 e 31 são detectados, os MIL pisca uma vez (durante 0,5

segundos) e pisca duas vezes após o segundo intervalo de 1,5, então,

pisca 3 vezes depois de um segundo intervalo do DTC e pisca uma vez

anterior 2.5. Se o intervalo entre o DTC anterior eo próximo DTC é de 4,5

segundos, isso significa que o DTC anterior é o último dos vários DTCs

cordas. O MIL repete a indicação de CDT do ciclo inicial (referem-se à

ilustração do lado esquerdo).

e. Verifique os detalhes do mau funcionamento usando o gráfico DTC na página 48.

f. Depois de completar a verificação, terminais de desconexão 13 (TC) e 4 (CG) e desligar o mostrador. <NOTA>

• Se são detectadas mais 2 ou CDT, o MIL indicará o menor número DTC primeiro.

g. Consulte a página 48 para confirmar os detalhes das CDT.

C. Limpar DTC e Quadro de gelo de dados (utilizando o DST-2)


uma. Ligue o DST-2 ao DLC3.

b. Gire a chave de ignição ON (não ligue o motor) e rode o DST-2 ON.

c. Digite os seguintes menus: Powertrain / Motor e ECT / DTC / Clear.

d. Apagar DTCs e dados Freeze Frame premindo o botão YES no testador.

- 46-
D. Limpar DTC e Quadro de gelo de dados (sem utilizar o DST-2)
uma. Executar qualquer uma das seguintes operações.

(1) Desligar o negativo da bateria (-) cabo por mais de 1 minuto.

(2) remover o fusível EFI do quarto motor R / B localiza-se no interior do compartimento do motor para mais do que 1 minuto. <Cuidado>

• Ao desligar o cabo da bateria, execute o procedimento de inicialização.

4-3. Modo de verificação PROCEDIMENTO <NOTA>

• DST-2 apenas: Em comparação com o modo normal, o modo de verificação é mais sensível ao mau funcionamento. Portanto, o modo de verificação pode detectar as avarias que não
podem ser detectados pelo modo normal. No modo de verificação, o ECU define CDT usando lógica de detecção 1 viagem.

<Cuidado>
• Todos os DTC armazenados e dados de quadro de imobilização são apagados, se: 1) a ECU é alterada de modo normal para o modo de verificação ou vice-versa; 2) o interruptor
de ignição é girada de ON para ACC ou OFF enquanto no modo de verificação. Antes de alterar modos, sempre verificar e fazer uma nota de quaisquer DTC e dados Freeze Frame.

A. Procedimento de verificação Modo

uma. Certifique-se de que o veículo está na seguinte condição: (1) Tensão 11 V ou

mais. (2) do acelerador de válvula totalmente fechada. (3) Deslocamento

alavanca na posição N. (4) comutador A / C desligado.

b. Desligue a chave de ignição.

c. Ligue o DST-2 ao DLC3.

d. Ligue o interruptor de ignição e ligar o DST-2 ON.

e. Digite os seguintes menus: Powertrain / Motor e ECT / Check Mode.

f. Certifique-se os MIL flashes, como mostrado na ilustração.

g. Ligue o motor (a MIL deve desligar).

h. Simular as condições do mau funcionamento descrito pelo cliente.

Eu. Verificar o DTC (s) e dados de quadro de imobilização utilizando o DST-2.

j. Depois de verificar o DTC, inspecionar os circuitos apropriados.

- 47-
4-4. DTC (código de diagnóstico) FAZER <NOTA>

• Os parâmetros listados na tabela são apenas para referência. Factores tais como o tipo de instrumento pode causar leituras para diferir ligeiramente de valores indicados.

• Se quaisquer DTC são exibidas durante um modo de verificação de verificação DTC, que verifique o circuito para os DTC listados na tabela abaixo.

*1 *2

DTC Não. detecção do item Área problemas


MIL Memória

P0045 * 3 Turbo / Super Charger aumentar o controle - motorista de motor Turbo Ο Ο

solenóide Circuit / Open [Turbocharger sistema - Aberto ou curto no circuito de condução do motor turbo

mau funcionamento] - ECU

P0087 / 49 Pressão de combustível Rail / System - Too Low - Aberto ou curto no circuito do sensor de pressão de combustível Ο Ο

- sensor de pressão de combustível

[Combustível mau funcionamento do sistema - ECU

sensor de pressão]

P0088 / 78 Pressão de combustível Rail / System - Too High - bomba de alimentação (válvula de controlo da aspiração) Ο Ο

- limitador de pressão

[Mau funcionamento do sistema common rail] - Curto em bomba de alimentação (válvula de controlo da aspiração) circuito

- ECU

P0093 / 78 Sistema de combustível vazamento detectado - linha de combustível entre a bomba de abastecimento e common rail Ο Ο

vazamentos Grande - linha de combustível entre o transporte ferroviário comum e cada injetor

[Fuel vazamentos no sistema de common rail] - Abastecimento


Bomba de

- Common Rail

- Injetores

- limitador de pressão

- Aberto ou curto-circuito em EDU (P0200 definir simultaneamente)

- Aberto ou curto no circuito injector

- EDU (P0200 definir simultaneamente)

- ECU

P0095 / 23 * 3, 4 * A entrada de ar de temperatura Sensor 2 - Aberto ou curto no circuito do sensor IAT turbo diesel Ο Ο

O circuito - sensor de IAT diesel turbo

[Sensor de temperatura do ar de admissão - ECU

(conector do ar de admissão)]

P0097 / 23 * 3, 4 * A entrada de ar de temperatura Sensor 2 Ο Ο

circuito Baixo

[A ingestão de entrada Temperatura do ar sensor de

baixo (conector do ar de admissão)]

P0098 / 23 * 3, 4 * A entrada de ar de temperatura Sensor 2 Ο Ο

circuito de alta

[A temperatura do ar de admissão do sensor de

entrada elevada (conector do ar de admissão)]

- 48-
*1 *2

DTC Não. detecção do item Área problemas


MIL Memória

P0100 / 31 * 3 Massa ou volume de fluxo de ar Circuito - Aberto ou curto no circuito do medidor MAF Ο Ο

[Medidor de caudal de ar em massa] - medidor MAF

- ECU

P0102 / 31 * 3 Massa ou volume Air Flow Meter - Aberto ou curto no circuito do medidor MAF Ο Ο

Circuito Low Input - medidor MAF

[Massa de ar de fluxo metro baixo entrada] - ECU

P0103 / 31 * 3 Massa ou volume Air Flow Meter Ο Ο

Circuito de Alta Input

[Massa de entrada de fluxo de ar de alta metros]

P0105 / 31 Pressão Manifold Absolute / - Aberto ou curto-circuito no sensor de pressão absoluta colector Ο Ο

Circuito pressão barométrica [sensor de

pressão do ar de admissão] - sensor de pressão absoluta colector

- Turbocompressor sub-Montagem

- EGR Montagem válvula

- ECU

P0107 / 31 Pressão Manifold Absolute / - Aberto ou curto-circuito no sensor de pressão absoluta colector Ο Ο

Pressão barométrica circuito de baixa Input

- sensor de pressão absoluta colector

[A pressão do ar de admissão do sensor de entrada - Turbocompressor sub-Montagem

baixa] - EGR Montagem válvula

P0108 / 31 Pressão Manifold Absolute / - ECU Ο Ο

Pressão barométrica Circuit alta Input

[A pressão do ar de admissão sensor de alta entrada]

P0110 / 24 A entrada de ar de temperatura de circuito [sensor - Aberto ou curto-circuito no sensor de IAT Ο Ο

de temperatura do ar de admissão (embutido no - sensor de IAT (construído em metros MAF) * 1

medidor de fluxo de massa de ar)]


- Sensor IAT * 4, * 5

P0112 / 24 A entrada de ar de temperatura circuito de baixa


- ECU
Ο Ο

Input

[Sensor de temperatura do ar de admissão

(embutido no medidor de fluxo de massa de ar)

baixa entrada]

P0113 / 24 A entrada de ar de temperatura Circuit alta Ο Ο

Input

[Sensor de temperatura do ar de admissão

(embutido no medidor de fluxo de massa de ar) de

entrada de alta]

P0115 / 22 Motor temperatura do refrigerante cir- - Aberto ou curto no sensor ECT circuito Ο Ο

cuit - sensor ECT

[Sensor de temperatura do refrigerante do - ECU

motor]

- 49-
*1 *2

DTC Não. detecção do item Área problemas


MIL Memória

P0117 / 22 Motor temperatura do refrigerante cir- - Aberto ou curto no sensor ECT circuito Ο Ο

cuit Low Input - sensor ECT

[Motor de fluido de arrefecimento a temperatura - ECU

do sensor de entrada baixa]

P0118 / 22 Motor temperatura do refrigerante cir- Ο Ο

cuit alta Input

[A temperatura do refrigerante do motor sensor

de alta entrada]

P0120 / 41 Acelerador / pedal do sensor de posição / Chave "A" - Aberto ou curto-circuito no sensor de posição do acelerador Ο Ο

Circuito [obturador de admissão (válvula de - Sensor de posição do acelerador

estrangulamento) sensor de posição] - ECU

P0122 / 41 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "A" - Sensor de posição do acelerador Ο Ο

Circuito Low Input [obturador Intake (válvula de - Aberto ou curto no circuito da ULV

borboleta) Entrada de posição do sensor de baixo] - Open in circuito VC

- ECU

P0123 / 41 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "A" - Sensor de posição do acelerador Ο Ο

Circuito de Alta entrada [obturador Intake (válvula de - Open in circuito E2

borboleta) posição do sensor de entrada de alta] - circuitos VC e VTA são curto-circuito

- ECU

P0168 / 39 Temperatura de combustível demasiado elevado - sensor de temperatura do combustível Ο Ο

[combustível sensor de temperatura racionalidade]

P0180 / 39 Sensor de temperatura de combustível "A" Circuit - Aberto ou curto-circuito no sensor de temperatura do combustível Ο Ο

- sensor de temperatura do combustível

[Sensor de temperatura do combustível] - ECU

P0182 / 39 Temperatura de combustível Sensor "A" Input Ο Ο

circuito de baixa

[Combustível sensor de temperatura baixa de

entrada]

P0183 / 39 Temperatura de combustível Sensor "A" Circuito Ο Ο

de Alta Input

[Temperatura do combustível sensor de alta

entrada]

P0190 / 49 Circuito sensor de combustível Rail pressão - Aberto ou curto no circuito do sensor de pressão de combustível Ο Ο

[sensor de pressão de combustível] - sensor de pressão de combustível

- ECU

P0192 / 49 Fuel Rail Pressure Sensor Circuito - Aberto ou curto no circuito do sensor de pressão de combustível Ο Ο

Low Input - sensor de pressão de combustível

[Combustível sensor de pressão de entrada baixa] - ECU

P0193 / 49 Fuel Rail Pressure Sensor Circuito de Ο Ο

Alta Input

[A pressão do combustível sensor de alta entrada]

- 50-
*1 *2

DTC Não. detecção do item Área problemas


MIL Memória

P0200 / 97 Injector Circuit / Open [sistema EDU para o - Aberto ou curto no circuito EDU Ο Ο

mau funcionamento injector] - Injector

- EDU

- ECU

P0234 * 3 Turbo / Super Charger Overboost - Turbocompressor sub-Montagem Ο Ο

Condição - motorista de motor Turbo

[Mau funcionamento do sistema Turbocharger] - sensor de pressão absoluta colector

- ECU

P0299 * 3 Turbo / Super Charger Underboost Ο Ο

Condição

[Mau funcionamento do sistema Turbocharger]

P0335 / 12 Cambota Sensor de Posição "A" - Aberto ou curto-circuito no sensor de posição da cambota Ο Ο

O circuito - sensor de posição do veio de manivelas

[Sensor de posição do eixo de manivela] - da placa do sensor (cambota roda de tempo)

P0339 / 13 Cambota Sensor de Posição "A" - ECU / Ο

Circuito intermitente [Cambota

problema sensor de posição

intermitente]

P0340 / 12 Camshaft Position Sensor "A" - Aberto ou curto-circuito no sensor de posição do veio de excêntricos Ο Ο

Circuito (Banco 1 ou único sensor) [sensor de - sensor de posição do veio de excêntricos

posição do eixo de cames] - polia de regulação do veio de excêntricos

- ECU

P0400 * 4, * 5 De exaustão de gases de recirculação de fluxo - válvula EGR preso Ο Ο

[Mau funcionamento do sistema EGR] - válvula EGR não se move suavemente

- Aberto ou curto no E-VRV para o circuito EGR

- Aberto ou curto-circuito no sensor de posição da válvula EGR

- EGR sensor de posição da válvula

- ECU

P0405 * 4, * 5 Exaustor Gás Recirculação sen- - Aberto ou curto-circuito no sensor de posição da válvula EGR Ο Ο

sor "A" Circuito Baixo [EGR mau funcionamento

do sensor de elevação] - EGR sensor de posição da válvula

- ECU Ο Ο
P0406 * 4, * 5 Exaustor Gás Recirculação sen-
sor "A" Circuito de Alta [EGR mau

funcionamento do sensor de elevação]

P0488 / 15 A recirculação dos gases de escape - Aberto ou curto no diesel acelerador do motor de controlo de circuito Ο Ο

Posição do acelerador Range Control /

Performance [obturador Intake] - Aberto ou curto no diesel acelerador circuito interruptor da válvula totalmente

aberta

- Diesel acelerador válvula Montagem

- ECU

- 51-
*1 *2

DTC Não. detecção do item Área problemas


MIL Memória

P0500 / 42 Veículo Sensor de Velocidade "A" - Aberto ou curto no circuito do sensor de velocidade Ο Ο

[Sensor de velocidade do veículo] - Sensor de velocidade

- medidor de combinação

- ECU

- Derrapagem ECU controle

Mudar P0504 / 51 Brake "A" / Correlação "B" - Curto-circuito no circuito de sinal interruptor de luz de travagem / Ο

[Stop racionalidade lâmpada] - interruptor de luz de travagem

- ECU

P0606 ECU / PCM Processor - ECU / /

[ECU]

P0607 Módulo de controlo de desempenho [ECU] Ο Ο

P0627 Bomba de Combustível Controle Circuit / Open - Abrir ou tiro no circuito da válvula de controlo da aspiração Ο Ο

[sistema ferroviário comum mau funcionamento] - válvula de controlo de sucção

- ECU

P1229 / 78 Bomba de Combustível Sistema [common rail sistema - Curto em bomba de alimentação (válvula de controlo da aspiração) circuito Ο Ο

de mau funcionamento]

- bomba de alimentação (válvula de controlo da aspiração)

- ECU

P1251 * 3 Motor passo para o circuito de controlo do - motorista de motor Turbo Ο Ο

turbocompressor (intermitente) - Aberto ou curto no circuito de condução do motor turbo

[turbocompressor sistema avaria] - Turbocompressor sub-Montagem

- ECU

P1601 / 89 Injector Correção Circuit (EEPROM) - código de compensação Injector Ο Ο

[ECU] - ECU

P1611 / 17 IC Circuito Avaria [ECU] - ECU Ο Ο

P2008 * 3 Circuito de entrada de colector de canais de controlo - VSV para a válvula de controlo de redemoinho Ο Ο

/ Open (Banco 1) [redemoinho sistema de controlo - Aberto ou curto de VSV para a válvula de controlo de redemoinho

de mau funcionamento] - colector de admissão (válvula de controlo de redemoinho)

- ECU

P2120 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch - Aberto ou curto-circuito no sensor de posição do pedal do acelerador Ο Ο

"D" Circuit

[Acelerador de sensor de posição do pedal (o - Acelerador de sensor de posição do pedal

sensor 1)] - ECU

P2121 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch - Acelerador circuito sensor de posição do pedal Ο Ο

"D" Circuito Faixa / Desempenho - Acelerador de sensor de posição do pedal

- ECU

[Acelerador de posição do pedal do sensor de

racionalidade (o sensor 1)]

- 52-
*1 *2

DTC Não. detecção do item Área problemas


MIL Memória

Acelerador / pedal do sensor de posição / Switch "D" - Aberto ou curto-circuito no sensor de posição do pedal do acelerador Ο Ο

circuito de baixa de entrada [posição do pedal do

acelerador do sensor de entrada baixa (o sensor 1)] - Acelerador de sensor de posição do pedal

- ECU

P2123 / 19 Acelerador / pedal do sensor de posição / Switch "D" Ο Ο

Circuitos de Alta entrada [acelerador de posição do

pedal do sensor de entrada elevada (o sensor 1)]

P2125 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch Ο Ο

"E" Circuit

[Acelerador de sensor de posição do pedal (o

sensor 2)]

P2127 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch Ο Ο

"E" Circuito Low Input [posição do pedal do

acelerador sensor de entrada baixa (sensor 2)]

P2128 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "E" Ο Ο

Circuito de Alta entrada [Accelerator posição do

pedal do sensor de alta entrada (sensor 2)]

P2138 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch Ο Ο

"D" / "E" Correlação de tensão

[Acelerador de mau funcionamento do sensor de

posição do pedal]

P2226 / A5 * 6 Circuito Pressão barométrica - ECU Ο Ο

[ECU]

P2228 / A5 * 6 Pressão barométrica circuito de baixa Ο Ο

Input

[ECU]

P2229 / A5 * 6 Pressão barométrica Circuit alta Ο Ο

Input

[ECU]

U0001 / A2 * 6 Alta velocidade CAN comuni- - Aberto ou curto TCM e ECU de circuitos TCM- ECU / Ο

Bus ção

B2799 Motor Sistema Imobilizador Avaria - sistema imobilizador / Ο

<NOTA>
• * 1: " Ο ": MIL (Luz indicadora de anomalia) acende, "/": MIL não acende.
• * 2: " Ο ": DTC é armazenado na ECU, "/": DTC não é armazenado na ECU.
• * 3: Apenas para 1 kD-FTV.
• * 4: Apenas para 2kD-FTV (w / CAC).
• * 5: Apenas para 2kD-FTV (w / o CAC).
• *6: "A" na tabela acima indica que a MIL pisca 10 vezes. P2122 / 19

- 53-
4-5. FALHAS CARTA

Gráfico A. prova de falhas

Se qualquer um dos seguintes DTCs estão definidos, o ECU entra prova de falhas de modo a permitir que o veículo seja conduzido temporariamente.

Prova de falhas de desactivação


DTC Não. detecção do item Prova de falhas de operação
condições

P0045 Turbo / Super Charger aumentar o controle solenóide Limita a potência do motor Ignição

Circuit / Open [Turbocharger sistema mau

funcionamento]

P0087 / 49 Pressão de combustível Rail / System - muito baixo [de Limita a potência do motor Ignição

combustível sistema de sensor de pressão mau

funcionamento]

P0088 / 78 Pressão de combustível Rail / System - Too High [mau Limita a potência do motor Ignição

funcionamento do sistema common rail]

P0093 / 78 Sistema de combustível vazamento detectado - Grande Limita a potência do motor por 1 minuto e, em seguida, Ignição

Leak barracas do motor

[Fuel vazamentos no sistema de common rail]

P0095 / 23 * 1, * 2 A entrada de ar de temperatura Sensor 2 cir- ar de admissão (colector de admissão) temperatura condição detectada passe

cuit fixada em 145 ° C (293 ° F)

[Sensor de temperatura do ar de admissão (conector do ar de

admissão)]

P0097 / 23 * 1, * 2 A entrada de ar de temperatura Sensor 2 cir-

cuit Baixo

[A ingestão de entrada Temperatura do ar sensor de

baixo (conector do ar de admissão)]

P0098 / 23 * 1, * 2 A entrada de ar de temperatura Sensor 2 cir-

cuit alta

[A temperatura do ar de admissão do sensor de entrada

elevada (conector do ar de admissão)]

P0100 / 31 * 1 Massa ou volume de fluxo de ar Circuito Limita a potência do motor condição detectada passe

[Medidor de caudal de ar em massa]

P0102 / 31 * 1 Massa ou volume Air Flow Meter Circuit

low Input

[Massa de ar de fluxo metro baixo entrada]

P0103 / 31 * 1 Massa ou volume Air Flow Meter Circuit

alta de entrada

[Massa de entrada de fluxo de ar de alta metros]

- 54-
Prova de falhas de desactivação
DTC Não. detecção do item Prova de falhas de operação
condições

P0105 Pressão / 31 Manifold Absolute / Baromet- pressão turbo fixo desde um valor especificado condição passagem detectada

ric pressão do circuito [sensor de pressão do

ar de admissão]

P0107 Pressão / 31 Manifold Absolute / Baromet-

ric pressão do circuito de baixa de entrada [de pressão do ar

de admissão de entrada do sensor de baixa]

P0108 Pressão / 31 Manifold Absolute / Baromet-

ric pressão do circuito de entrada elevada [a pressão do ar de

admissão sensor de alta entrada]

P0110 / 24 A entrada de ar de temperatura de circuito [sensor de ar de admissão (medidor de fluxo de massa de ar), o valor condição detectada passe

temperatura do ar de admissão (embutido no medidor de da temperatura fixada

fluxo de massa de ar)]

P0112 / 24 A entrada de ar de temperatura circuito de baixa Input

[Sensor de temperatura do ar de admissão (embutido no

medidor de fluxo de massa de ar) baixa entrada]

P0113 / 24 A entrada de ar de temperatura Circuit alta Input

[Sensor de temperatura do ar de admissão (embutido no

medidor de fluxo de massa de ar) de entrada de alta]

P0115 / 22 Motor Temperatura circuito de arrefecimento saída do sensor de temperatura do combustível fixados condição detectada passe

[Sensor de temperatura do refrigerante do motor] no valor especificado (valor fixo varia dependendo das

P0117 / 22 Motor Temperatura circuito de arrefecimento condições)

low Input

[Motor de fluido de arrefecimento a temperatura do sensor

de entrada baixa]

P0118 / 22 Motor Temperatura circuito de arrefecimento

alta de entrada

[A temperatura do refrigerante do motor sensor de alta

entrada]

P0120 / 41 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "A" Circuit Limita a potência do motor Ignição

P0122 / 41 Acelerador / Pedal Position Sensor / Chave "A" Entrada de

circuito de baixa

P0123 / 41 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "A" Circuito

de Alta Input

P0168 / 39 Temperatura de combustível demasiado elevado Limita a potência do motor condição detectada passe

[combustível sensor de temperatura racionalidade]

- 55-
Prova de falhas de desactivação
DTC Não. detecção do item Prova de falhas de operação
condições

P0180 / 39 Temperatura de combustível Sensor "A" Circuit [sensor de temperatura do combustível fixada em 40 ° C (104 ° condição detectada passe

temperatura do combustível] F)

P0182 / 39 Temperatura de combustível Sensor "A" Input circuito de

baixa

[Combustível sensor de temperatura baixa de entrada]

P0183 / 39 Temperatura de combustível Sensor "A" Circuito de Alta

Input

[Temperatura do combustível sensor de alta entrada]

P0190 / 49 Circuito sensor de combustível Rail pressão [sensor de Limita a potência do motor Ignição

pressão de combustível]

P0192 / 49 Fuel Rail Pressure Sensor Circuito Low Input

[Combustível sensor de pressão de entrada baixa]

P0193 / 49 Fuel Rail Pressure Sensor Circuito de Alta Input

[A pressão do combustível sensor de alta entrada]

P0200 / 97 Injector Circuit / Open Limita a potência do motor Ignição

[Sistema EDU para o mau funcionamento injector]

P0234 * 1 Turbo / Super Charger exessive impulso [mau Limita a potência do motor Ignição

funcionamento do sistema Turbocharger]

P0299 * 1 Turbo / Super Charger impulso insuficiente Limita a potência do motor Ignição

[Mau funcionamento do sistema Turbocharger]

P0335 / 12 Cambota Sensor de Posição "A" Circuit Limita a potência do motor condição detectada passe

[Sensor de posição do eixo de manivela]

P0340 / 12 Camshaft Position Sensor "A" Circuit Limita a potência do motor condição detectada passe

(Banco 1 ou único sensor) [sensor de

posição do eixo de cames]

P0488 / 15 Recirculação dos Gases de Escape acelerador Limita a potência do motor Ignição

Posição Faixa de Controle / Desempenho [obturador

Intake]

P0500 / 42 Veículo Sensor de Velocidade "A" A velocidade do veículo fixo a 0 km / h (0 mph) condição passagem detectada

[Sensor de velocidade do veículo]

P0627 / 78 Bomba de Combustível Controle Circuit / Open [sistema Limita a potência do motor condição detectada passe

ferroviário comum mau funcionamento]

P1229 / 78 Bomba de Combustível Sistema [common rail sistema de mau Limita a potência do motor Ignição

funcionamento]

P1251 * 1 Turbo / Super Charger impulso excessiva (muito Limita a potência do motor Ignição

alta)

[Mau funcionamento do sistema Turbocharger]

P1611 / 17 IC Circuito Avaria [ECU] Limita a potência do motor Ignição

- 56-
Prova de falhas de desactivação
DTC Não. detecção do item Prova de falhas de operação
condições

19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "D" Limita a potência do motor Ignição

Circuit

[Acelerador de sensor de posição do pedal (o sensor

1)]

P2121 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "D"

Circuito Faixa / Desempenho [Accelerator sensor de

posição do pedal racionalidade (sensor 1)]

P2122 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "D" Entrada de

circuito de baixa

[Acelerador de posição do pedal do sensor de entrada baixa (o

sensor 1)]

P2123 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "D" Circuito

de Alta Input

[Posição do pedal do acelerador do sensor de entrada

elevada (o sensor 1)]

P2125 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "E" Circuit

[Acelerador de sensor de posição do pedal (o sensor

2)]

P2127 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "E" de entrada

circuito de baixa

[Acelerador de posição do pedal do sensor de entrada baixa

(sensor 2)]

P2128 / 19 Acelerador / Pedal Position Sensor / Switch "E" Circuito

de Alta Input

[Posição do pedal do acelerador do sensor de entrada

elevada (sensor 2)]

P2138 / 19 Acelerador / pedal do sensor de posição / Switch "D" /

Correlação "E" tensão [acelerador de posição do pedal do

mau funcionamento do sensor]

P2226 / A5 circuito de pressão barométrica pressão atmosférica fixado condição detectada passe

[ECU]

P2228 / A5 pressão barométrica circuito de baixa Input

[ECU]

P2229 / A5 pressão barométrica Circuit alta Input

[ECU]

<NOTA>
• * 1: Apenas para 1 kD-FTV.
• * 2: Apenas para 2kD-FTV (w / CAC).
• * 3: Apenas para 2kD-FTV (w / o CAC). P2120 /

- 57-
4-6. EXTERNO ESQUEMA

A. Externo Diagrama de fiação ECU


uma. Diagrama de fiação (1)

- 58-
b. Diagrama de fiação (2)

- 59-
c. Diagrama de fiação (3)

- 60-
B. ECU Diagrama Connector
uma. Conector terminal Esquema

Conector de configuração de terminal: 135 pino

34P 35P 35P 31P


1 7 35 41 70 75 105 111

E01 E02 PCV + PCV- E1 LUSL VCT PI BATT STA NSW TACH DM THW0 + B

VNTI SCV VNTCALT EGRC EGR STP ST1-


VCH MOE W MREL
GREM
TCGind
IREL IGSW

NE +PCR1INJF #1 #2 #3 #4 tia THW VC VG G+ CAN + CAN HSW ACT AC1


SPD VPA2 VPA CCSWFSE
SIL

NE- THA THF E2 EGLS EVG G- VLU PIM OILM IMI IMO EPA2 VCPA EPA
VCP2

28 34 62 69 97 104 130 135

Q000938E

<NOTA>
• A tensão normal padrão entre cada par de terminais ECU é mostrado na tabela abaixo. Também estão indicadas as condições apropriadas de controlo
de cada par de terminais.
• O resultado de controlo deve ser comparado com a tensão normal padrão para aquele par de terminais, apresentada na coluna condição especificada.

• A ilustração acima pode ser utilizado como uma referência para identificar os locais terminais ECU.

Símbolos (terminais N °) fiação Cor Terminal Descrição Condição especificada Condição

BATT (E6-2) - E1 (E8-7) L-BR Bateria (para medir a voltagem Sempre 9 a 14 V

da bateria e para a memória

ECU)

IGSW (E5-9) - E1 (E8-7) BO-BR Chave de ignição ignição 9 a 14 V

+ B (E5-1) - E1 (E8-7) B-BR fonte de alimentação de ECU ignição 9 a 14 V

MREL (E5-8) - E1 (E8-7) WG-BR relé principal ignição 9 a 14 V

Ignição 0 a 1,5 V

VC (E7-18) - E1 (E8-7) RW-BR fonte de alimentação de sensor (uma ignição 4,5 a 5,5 V

tensão específica)

VPA1 (E5-22) - EP1 (E5-28) WL-BR-W Acelerador posi- pedal Interruptor de ignição ON, pedal do 0,5-11 V

ção do sensor (para controlo do acelerador totalmente liberada

motor) Interruptor de ignição ON, pedal do 2,6-4,5 V

acelerador totalmente pressionado

VPA2 (E5-23) - EP2 (E5-29) GR-L-BR-Y Acelerador posi- pedal Interruptor de ignição ON, pedal do 1,2 a 2,0 V

ção do sensor (para a detecção de um acelerador totalmente liberada

mau funcionamento do sensor) Interruptor de ignição ON, pedal do 3,4-5,0 V

acelerador totalmente pressionado

VCP1 (E5-26) - EP1 (E5-28) fonte LG-R-BR-W de potência de acele- ignição 4,5 a 5,0 V

sensor de posição do pedal do ator

(para VPA)

VCP2 (E5-27) - EP2 (E5-29) BR-R-BR-Y Fonte de alimentação de acele- ignição 4,5 a 5,0 V

sensor de posição do pedal do ator

(para VPA2)

VG (E8-24) - EVG (E8-32) medidor de WRBW MAF Em marcha lenta, A / C OFF 0,5-3,4 V

THA (E7-31) - E2 (E7-28) YB-BR sensor de IAT Em marcha lenta, a temperatura de 0,5-3,4 V

YG-BR admissão de ar a 20 ° C (68 ° F)

Thia (E7-20) - E2 (E7-28) YG-BR sensor de IAT diesel turbo temperatura do ar atmosférico 0,5-3,4 V

- 61-
Símbolos (terminais N °) fiação Cor Terminal Descrição Condição especificada Condição

THW (E7-19) - E2 (E7-28) RL-BR ECT do sensor Em marcha lenta, o motor de temperatura 0,2 a 1,0 V

do líquido de arrefecimento a 80 ° C (176 ° F)

STA (E5-7) - E1 (E8-7) BY-BR Sinal de início acionando 6,0 V ou mais

LY-BR

# 1 (E7-24) - E1 (E8-7) BW-BR-R injetor marcha lenta geração de pulso

# 2 (E7-23) - E1 (E8-7) V-BR BR

# 3 (E7-22) - E1 (E8-7) BR-YR

# 4 (E7-21) - E1 (E8-7)

G + (E8-23) - L - (E8-31) YL sensor de posição do veio de marcha lenta geração de pulso

excêntricos

NE + (E7-27) - NE - (E7-34) YL sensor de posição do veio de manivelas marcha lenta geração de pulso

STP (E6-15) - E1 (E8-7) GW-BR interruptor de luz de travagem Interruptor de ignição ON, pedal de freio 7,5-14 V

pressionado

Interruptor de ignição ON, pedal de 0 a 1,5 V

freio liberado

ST1 - (E6-14) - E1 (E8-7) RL-BR interruptor de luz de Interruptor de ignição ON, pedal de freio 0 a 1,5 V

travagem (oposto ao STP) pressionado

Interruptor de ignição ON, pedal de 7,5-14 V

freio liberado

TC (E5-11) - E1 (E8-7) PW-BR TC Terminal de DLC3 ignição 9 a 14 V

W (E5-12) - E1 (E8-7) RB-BR MIL MIL iluminado 0a3V

MIL não está iluminado 9 a 14 V

SP1 (E6-17) - E1 (E6-7) VR-BR sinal de velocidade a partir do medidor Ignição ON, girar condução roda geração de pulso

combinação lentamente

SIL (E5-18) - E1 (E6-7) RY-BR SIL Terminal de DLC3 Ligue o DST-2 para o DLC3 geração de pulso

PIM (E8-28) - E2 (E7-28) LB-BR sensor de pressão absoluta Aplicar pressão negativa de 40 kPa 1,2 a 1,6 V

colector (300 mm Hg, 11,8 in.Hg)

Mesmo que a pressão atmosférica 1,3 a 1,9 V

Aplicar pressão positiva de 69 kPa 3.2 a 3.8 V

(518 mm Hg, 20,4 in.Hg)

IREL (E5-10) - E1 (E8-7) BW-BR EDU relé Ignição 9 a 14 V

marcha lenta 0 a 1,5 V

TACH (E5-4) - E1 (E8-7) BW-BR Velocidade do motor marcha lenta geração de pulso

PCR1 (E7-26) - E2 (E7-28) RY-BR sensor de pressão common rail marcha lenta 1,3-1,8 V

(principal)

Grel (E5-15) - E1 (E8-7) R-BR GLOW relé acionando 9 a 14 V

marcha lenta 0 a 1,5 V

- 62-
Símbolos (terminais N °) fiação Cor Terminal Descrição Condição especificada Condição

THF (E7-29) - E2 (E7-28) GB-BR sensor de temperatura do combustível ignição 0,5-3,4 V

ALT (E7-8) - E1 (E6-7) G-BR relação do dever Generator marcha lenta geração de pulso

PCV + (E7-2) - PCV - (E7-1) válvula de controlo de sucção GWGY marcha lenta geração de pulso

INJF (E7-25) - E1 (E8-7) P-BR EDU marcha lenta geração de pulso

Vnto (E7-10) - E1 (E8-7) BO-BR motorista de motor Turbo ignição geração de pulso

VNTI (E7-17) - E1 (E8-7) RB-BR motorista de motor Turbo ignição geração de pulso

ULV (E8-29) - E2 (E7-28) B-BR Sensor de posição do acelerador ignição, do obturador de admissão (válvula 3,0 a 4,0 V

de estrangulamento) totalmente aberta

ignição, do obturador de admissão (válvula 0,4 a 1,0 V

de estrangulamento) totalmente fechada

LUSL (E8-4) - E2 (E7-28) GR-BR sinal dever acelerador Diesel Motor aquecido, correndo motor geração de pulso

EGLS (E8-33) - E2 (E7-28) LY-BR EGR sensor de posição da válvula ignição 0,6-1,4 V

- 63-
C. EDU externo Diagrama de fiação

COM2
Eu
Bateria Circuito gerador
UMA de alta tensão

COM1
H

IJT # 1 # INJ # 1 #
BCDEF JKLM
4 IJT IJT 4 INJ INJ

#2#3 Circuito de #2#3


controle
IJT IJF INJ

G
GND

UMA Eu HJKLM FBC DEG

Q000928E

- 64-
Publicado: julho 2004

Editado e publicado por:

DENSO CORPORATION

Departamento de serviços

1-1 Showa-cho, Kariya, Aichi Prefecture, Japão

Você também pode gostar