Você está na página 1de 9

PODIVM 1

WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

DIREITO ADMINISTRATIVO-DP/AM-2004

QUESTÃO 01
NÃO é efeito do tombamento de edificação urbana
(A) a proibição de construções no entorno que prejudiquem sua visibilidade.
(B) a proibição de sua derrubada.
(C)) a inalienabilidade do imóvel em que construída.
(D) o dever do proprietário de conservá-la.
(E) a sujeição à fiscalização do órgão público competente.

QUESTÃO 02
Determinado servidor público, ao ser empossado em cargo de provimento efetivo de médico na Secretaria
Estadual de Saúde do Maranhão, dolosamente omite a informação de que já é titular de dois cargos de médico em duas
autarquias municipais distintas, em cidades do interior. Posteriormente, passado o estágio probatório, descobre-se a
acumulação de cargos e instaura-se processo administrativo, no âmbito da administração estadual, para a apuração de
responsabilidade. Este processo poderá resultar na
(A) demissão do servidor dos cargos de que é titular nas autarquias municipais.
(B) determinação de que o servidor opte por dois dos três cargos.
(C) absolvição do servidor, em razão de a Constituição Federal permitir a acumulação de cargos de médico.
(D) absolvição do servidor, em razão de a proibição de acumulação de cargos não se estender a pessoas
políticas diferentes.
(E)) demissão do servidor do cargo de que é titular na administração estadual.

QUESTÃO 03
Decretada a utilidade pública de um imóvel, para fins de sua desapropriação, o poder executivo permanece inerte.
Transcorridos 7 (sete) anos, resolve enfim mover o processo judicial correspondente. A propositura da ação de
desapropriação, nessa hipótese,
(A) está correta.
(B)) depende da edição de novo decreto desapropriatório, que pode ter fundamento idêntico ao anterior.
(C) depende da edição de decreto desapropriatório com fundamento diferente do anterior.
(D) não pode ser realizada antes de transcorrido 1 (um) ano da edição de novo decreto desapropriatório,
com qualquer fundamento.
(E) é impossível, pois o imóvel não mais poderá ser desapropriado.

QUESTÃO 04
Lei federal fictícia determina a proibição de corte raso de vegetação arbórea em todas as propriedades imobiliárias no
país, situadas às margens de reservatórios de água artificiais. Posteriormente, caso algum Estado deseje legislar sobre o
mesmo assunto,
(A) estará impedido, pois a competência legislativa na matéria é privativa da União.
(B) estará impedido, pois conforme as regras de competência aplicáveis os Estados apenas poderiam
legislar se a lei federal fosse omissa a respeito.
(C)) deverá respeitar a competência da União para estabelecer normas gerais e restringir-se ao que lhe é
específico.
(D) poderá fazê-lo livremente, derrogando a legislação federal no que com ela for incompatível.
(E) deverá respeitar as regras impostas pela União, que lhe são hierarquicamente superiores.

QUESTÃO 05
As limitações ao direito de propriedade decorrentes do poder de polícia da Administração
(A) independem de lei, uma vez que compete à Administração definir as razões de interesse público
ensejadoras de sua instituição.
(B)) dependem de um fundamento de interesse público e devem se restringir ao estritamente necessário ao
seu atendimento.
(C) são ilegais em razão do caráter absoluto do direito de propriedade.
(D) podem ser instituídas por entidades privadas, que exerçam o poder de polícia por delegação.
(E) independem de um fundamento de interesse público, pois subordinam-se às razões de conveniência e
oportunidade do órgão competente.

QUESTÃO 06
A responsabilidade civil dos servidores públicos, por atos praticados no exercício de suas funções,

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com


PODIVM 2
WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

(A) independe de culpa, por expressa determinação constitucional.


(B) configura-se apenas nos atos tipificados igualmente como infração penal.
(C) depende da prévia condenação do servidor em processo administrativo disciplinar.
(D)) pode ser apurada judicialmente por via regressiva, por iniciativa da pessoa pública a que forem
vinculados.
(E) deve ser apurada judicialmente em conjunto com a eventual responsabilidade da pessoa pública a que
forem vinculados.

QUESTÃO 07
Dois atos administrativos foram praticados com vícios. O primeiro não continha motivação, em que pese fosse
legalmente exigida. O segundo foi praticado tendo seu agente visado a fim diverso daquele previsto, explícita ou
implicitamente, na regra de competência. Os vícios acima caracterizados, conforme definição do Direito brasileiro, são,
respectivamente,
(A) ilegalidade de objeto e vício de forma.
(B) inexistência dos motivos e incompetência.
(C)) vício de forma e desvio de finalidade.
(D) inexistência de motivos e desvio de finalidade.
(E) ilegalidade do objeto e incompetência.

QUESTÃO 08
Suponha que uma lei preveja a possibilidade de revogação de uma licença para construir. Essa lei seria
vista doutrinariamente como contendo uma
(A) regra conceitualmente adequada, posto que a licença, sendo ato vinculado, pode ser livremente desfeita
por motivos de conveniência e oportunidade.
(B) regra conceitualmente adequada, posto que a licença, sendo ato vinculado, pode ser livremente
desfeita por motivos de legalidade.
(C) impropriedade conceitual, posto que a licença, sendo ato discricionário, não pode ser livremente desfeita
por motivos de conveniência e oportunidade.
(D) regra conceitualmente adequada, posto que a licença, sendo ato discrionário, pode ser livremente
desfeita por motivos de legalidade.
(E)) impropriedade conceitual, posto que a licença, sendo ato vinculado, não pode ser livremente desfeita
por motivos de conveniência e oportunidade.

QUESTÃO 09
Considere as seguintes regras: (i) possibilidade de o Ministério Público ajuizar a ação ou promover seu
prosseguimento no caso de desistência pelo autor; (ii) citação da pessoa jurídica estatal para integrar o pólo
passivo da ação, sendo-lhe facultado, todavia, atuar ao lado do autor, sem com isso importar reconhecimento da
procedência do pedido; (iii) possibilidade do uso da ação para defesa do meio ambiente e da moralidade
administrativa. No regime da ação popular
(A) essas três regras estão presentes.
(B) apenas as regras (i) e (ii) estão presentes.
(C) apenas as regras (i) e (iii) estão presentes.
(D)) apenas as regras (ii) e (iii) estão presentes.
(E) nenhuma das três regras está presente.

QUESTÃO 10
Considere dois mandados de segurança: um ajuizado, sob alegação de ilegalidade, contra decreto presidencial que declara
área de utilidade pública para fim de desapropriação; outro ajuizado em face de medida provisória, sob alegação da
inconstitucionalidade de suas disposições, ainda que gerais e abstratas. Consoante jurisprudência do Supremo Tribunal
Federal,
(A) ambos teriam sido impropriamente ajuizados, posto que combatendo atos normativos considerados “lei
em tese”.
(B)) apenas o segundo teria sido impropriamente ajuizado, posto que combatendo ato normativo
considerado “lei em tese”, sendo adequado o primeiro, por referir-se a ato administrativo normativo
passível de causar lesão a direito líquido e certo.
(C) apenas o primeiro teria sido impropriamente ajuizado, posto que combatendo ato administrativo normativo
equiparado a “lei em tese”, sendo adequado o segundo como instrumento de controle principal da
constitucionalidade de ato equivalente a lei.
(D) apenas o primeiro teria sido impropriamente ajuizado, posto que combatendo ato administrativo
normativo considerado “lei em tese”, sendo adequado o segundo, por referir-se a ato

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com


PODIVM 3
WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

considerado formalmente administrativo passível de lesão a direito líquido e certo.


(E) ambos teriam sido impropriamente ajuizados, posto que combatendo atos normativos discricionários de
competência privativa do Presidente da República.

QUESTÃO 11
Suponha que a Administração pretenda realizar três contratações: (i) de prestação de serviços de engenharia
no valor de R$ 1.600.000,00, mediante licitação; (ii) de compra, com entrega imediata dos bens, da qual não
resultam obrigações futuras, no valor de R$ 800.000,00, mediante licitação; (iii) de prestação de serviços técnicos
especializados, não considerados de engenharia, no valor de R$ 700.000,00, mediante inexigibilidade de licitação. A
substituição do instrumento de contrato por outros instrumentos hábeis, tais como carta-contrato, nota de empenho de
despesa, autorização de compra ou ordem de execução de serviço, é possível apenas
(A)) no caso (ii).
(B) no caso (iii).
(C) nos casos (i) e (ii).
(D) nos casos (i) e (iii).
(E) nos casos (ii) e (iii).

QUESTÃO 12
“No caso de anulação de um contrato administrativo, por ilegalidade não imputável ao contratado, o contratado receberá
valor relativo à parcela do objeto que já tenha sido executada até a data da anulação.” Essa afirmação é
(A) incompatível com o Direito brasileiro, pois a anulação de um contrato desconstitui os efeitos já
produzidos, afastando qualquer recebimento de valor pelo contratado.
(B) incompatível com o Direito brasileiro, em que não é admitida a anulação de um contrato já em execução,
na hipótese de boa-fé do contratado.
(C)) compatível com o Direito brasileiro e o recebimento do valor em questão tem natureza de indenização,
pois a anulação dos contratos administrativos opera efeitos ex tunc.
(D) compatível com o Direito brasileiro e o recebimento do valor em questão tem natureza de pagamento de
obrigação contratual, pois a anulação de um contrato já em execução opera efeitos ex nunc.
(E) compatível com o Direito brasileiro e o recebimento do valor em questão tem natureza de pagamento de
obrigação contratual, pois a anulação de um contrato já em execução opera efeitos ex tunc.

QUESTÃO 13
Determinada autoridade administrativa presencia a prática de um ato ilícito por parte de um cidadão, passível de sanção
no âmbito administrativo. Sendo assim, tratando-se de autoridade competente, decide aplicar-lhe e executar diretamente a
pena. Tal procedimento
(A) é compatível com o ordenamento constitucional brasileiro, fundamentando-se na auto-executoriedade
dos atos administrativos.
(B) é compatível com o ordenamento constitucional brasileiro, fundamentando-se na auto-tutela dos atos
administrativos.
(C) é compatível com o ordenamento constitucional brasileiro, fundamentando-se na imperatividade dos
atos administrativos.
(D) é compatível com o ordenamento constitucional brasileiro, fundamentando-se na presunção de
legalidade dos atos administrativos.
(E)) viola as disposições constitucionais acerca do devido processo legal, também aplicáveis no âmbito
administrativo.

DIREITO ADMINISTRATIVO-PC/DF-2004

QUESTÃO 14
A Administração Pública, no exercício do Poder de Polícia, pode executar seus atos independentemente da manifestação
prévia de outro Poder, ressalvadas poucas exceções. A característica do Poder de Polícia que legitima a conduta acima
descrita denomina-se:
a) imperatividade;
b) auto-executoriedade;
c) presunção de veracidade;
d) presunção de legitimidade;
e) discricionariedade.

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com


PODIVM 4
WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

QUESTÃO 15
A professora Maria Sylvia Zanella Di Pietro, ao tratar do Poder de Polícia, afirma: “ o poder de polícia não deve ir além
do necessário para satisfação do interesse público que visa proteger; a sua finalidade não é destruir os direitos individuais,
mas, ao contrário, assegurar o seu exercício, condicionando-o ao bem estar social; só poderá reduzi-los quando em
conflito com interesses maiores da coletividade e na medida estritamente necessária à consecução dos fins estatais.”
O texto acima se refere ao seguinte princípio, aplicável aos atos de poder de polícia:
a) legalidade;
b) moralidade;
c) impessoalidade;
d) proporcionalidade;
e) segurança jurídica.

QUESTÃO 16
Levando-se em consideração a teoria do risco administrativo, usada para disciplinar a responsabilidade patrimonial do
Estado, analise as afirmativas a seguir:
I. A responsabilidade do Estado é subjetiva, estando condicionada a demonstração de culpa ou dolo do agente público.
II. A culpa exclusiva e a concorrente da vítima são causas excludentes da responsabilidade do Estado.
III. As autarquias estão sujeitas a normas constitucionais relativas à responsabilidade patrimonial do Estado.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I;
b) II;
c) III;
d) I e III;
e) II e III.

QUESTÃO 17
Em relação aos elementos constitutivos do ato administrativo, é correto afirmar que:
a) a competência é o elemento do ato administrativo em que pode ser encontrado maior discricionariedade para a
Administração Pública;
b) o elemento motivo também é chamado de motivação;
c) os atos administrativos, como regra, podem ser praticados de uma forma livre, desde que a lei não exija determinada
solenidade como sendo essencial;
d) o elemento motivo corresponde às razões de fato e de direito que servem de fundamento para o ato administrativo;
e) o vício de competência não admite qualquer tipo de sanatória.

QUESTÃO 18
O ato administrativo motivado poderá ser controlado através da verificação da compatibilidade das razões de fato
apresentadas pela Administração Pública com a realidade e das razões de direito com a lei. O fundamento para o controle
do ato administrativo na hipótese acima retratada é:
a) teoria dos motivos determinantes;
b) principio da razoabilidade;
c) principio da discricionariedade;
d) conceitos legais indeterminados;
e) desvio de poder.

QUESTÃO 19
Sobre as diversas formas de extinção e controle de um ato administrativo, analise as afirmativas:
I. Denomina-se contraposição a extinção de um ato administrativo em razão da prática de um novo ato com efeitos
opostos ao ato anterior.
II. Como regra, todos os tipos de atos administrativos, vinculados ou discricionários, admitem revogação por critérios de
conveniência e oportunidade.
III. O Tribunal de Contas, no âmbito de sua atuação, pode controlar atos administrativos praticados por outro Poder.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I e II;
b) I e III;
c) II e III;

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com


PODIVM 5
WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

d) I, II e III;
e) nenhuma.

QUESTÃO 20
O servidor público, nomeado para cargo de provimento efetivo, será submetido a estágio probatório, oportunidade em que
será avaliado pela Administração Pública.
Quando constatar que o servidor não preenche os requisitos exigidos para o cargo, a Administração Pública deverá adotar
a seguinte providência:
a) demitir o servidor após instaurar processo disciplinar;
b) demitir o servidor de forma sumária;
c) exonerar o servidor após instaurar processo disciplinar;
d) exonerar o servidor de forma imotivada;
e) exonerar o servidor após assegurar o direito de defesa, não havendo necessidade de instauração de processo
administrativo disciplinar.

QUESTÃO 21
A alienação de bens imóveis adquiridos pela Administração Pública em processos judiciais será feita através da seguinte
modalidade de licitação:
a) concurso;
b) somente concorrência;
c) concorrência ou leilão;
d) tomada de preços;
e) convite.

QUESTÃO 22
Em relação aos servidores públicos, analise as afirmativas a seguir:
I. A aposentadoria compulsória será com proventos integrais.
II. Denomina-se recondução o retorno ao serviço ativo do servidor aposentado por invalidez quando cessam as causas de
sua aponsentadoria.
III. A aposentadoria compulsória será aos setenta anos para o homem e aos sessenta e cinco anos para as mulheres.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I;
b) II;
c) III;
d) I e II;
e) nenhuma.

QUESTÃO 23
A garantia constitucional que deve ser usada para incluir nos assentamentos do impetrante a justificativa sobre informação
verdadeira, mas que está pendente de decisão administrativa ou judicial, denomina-se:
a) mandado de segurança;
b) mandado de injunção;
c) habeas data;
d) ação ordinária;
e) medida cautelar.

QUESTÃO 24
Em relação aos diversos tipos de responsabilidade do servidor público, analise as afirmativas a seguir:
I. A sentença penal absolutória que concluir pela insuficiência de provas não afasta a responsabilidade civil do servidor,
mas impede a sua punição administrativa.
II. A lei expressamente prevê que o servidor público somente responderá civilmente perante o Estado.
Não se admite propositura de ação indenizatória diretamente contra o servidor público.
III. A instauração de processo administrativo disciplinar poderá ser dispensada se a autoridade competente para punir
presenciar a prática da infração.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I;
b) II;
c) III;

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com


PODIVM 6
WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

d) I e II;
e) nenhuma.

QUESTÃO 25
O Estado, na defesa do interesse da coletividade, pode promover a intervenção na propriedade privada. Uma das formas
de intervenção prevê que o Poder Público pode impor ao proprietário de um bem a obrigação de suportar restrição
permanente decorrente da prestação de um serviço público. Essa modalidade de intervenção denomina-se:
a) tombamento;
b) servidão administrativa;
c) requisição;
d) limitação administrativa;
e) ocupação temporária.

QUESTÃO 26
Em relação aos serviços públicos, analise as afirmativas a seguir:
I. Os serviços gerais, que não permitem a identificação dos seus destinatários, são mantidos através dos impostos,
modalidade de tributo não vinculado.
II. Mesmo nos serviços públicos com execução delegada a particular, compete ao Poder Público fixar a tarifa que será
paga pelo usuário.
III. Os serviços públicos classificados como individuais e obrigatórios serão mantidos através de tarifa que tem a natureza
jurídica de preço público.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I e II;
b) I e III;
c) II e III;
d) I, II e III;
e) nenhuma.

QUESTÃO 27
Em relação ao concurso público usado para seleção de servidores, analise as afirmativas a seguir:
I. O candidato aprovado dentro do número de vagas oferecidas no edital tem direito subjetivo à nomeação.
II. As empresas públicas e sociedades de economia mista, criadas para desempenhar atividades econômicas, não estão
obrigadas a realizar concurso público para escolha de seus empregados.
III. A prorrogação do prazo de validade do concurso público é ato discricionário da Administração Pública.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I;
b) II;
c) III;
d) I e II;
e) II e III.

QUESTÃO 28
Em relação ao controle judicial do ato administrativo, analise as afirmativas a seguir:
I. O Poder Judiciário não pode controlar o uso correto da discricionariedade administrativa.
II. O controle judicial dos atos administrativos praticados pelo Poder Executivo pode ser exercido de ofício ou mediante
provocação do interessado.
III. Quando houver na lei a previsão de recurso administrativo, a parte interessada somente poderá acionar o Poder
Judiciário após o prévio esgotamento da esfera administrativa.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I;
b) II;
c) III;
d) I e II;
e) nenhuma.

QUESTÃO 29
A execução dos contratos administrativos pode sofrer interferência decorrente de situações posteriores a sua celebração.
Uma das causas de mutabilidade resulta das ações e omissões da Administração Pública, como parte do contrato, que
atingem diretamente a sua execução, dificultando ou impedindo a sua realização.
Essa causa de mutabilidade denomina-se:

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com


PODIVM 7
WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

a) fato da administração;
b) fato do príncipe;
c) interferência imprevista;
d) teoria da imprevisão;
e) cláusula exorbitante.

QUESTÃO 30
Na desapropriação, a Administração Pública deve dar ao bem desapropriado o destino encionado no ato expropriatório.
Se o imóvel desapropriado receber destinação que se mostre incompatível com o interesse público, haverá:
a) tredestinação;
b) caducidade;
c) domínio eminente;
d) afetação;
e) reversão.

QUESTÃO 31
Em relação à ação popular, analise as afirmativas a seguir:
I. Uma pessoa jurídica pode propor ação popular se todos os seus sócios forem eleitores.
II. A sentença que julgar improcedente o pedido formulado na ação popular será submetida ao duplo grau obrigatório de
jurisdição.
III. O Ministério Público pode assumir a titularidade da ação popular que foi abandonada pelo autor popular.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I e II;
b) I e III;
c) II e III;
d) I, II e III;
e) nenhuma.

QUESTÃO 32
Em relação à ação civil pública, analise as afirmativas a seguir:
I. O inquérito civil será presidido por membro do Ministério Público e o seu arquivamento depende
da homologação judicial.
II. Ao deferir pedido de liminar na ação civil pública, o órgão do Poder Judiciário competente para seu julgamento poderá
arbitrar multa para a hipótese de descumprimento.
III. O prazo de validade da liminar na ação civil pública será de noventa dias, prorrogável por mais trinta dias.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I;
b) II;
c) III;
d) I e II;
e) II e III.

QUESTÃO 33
Em relação ao mandado de segurança, analise as afirmativas a seguir:
I. De acordo com o posicionamento do Supremo Tribunal Federal, é inconstitucional o prazo de cento e vinte dias previsto
na lei para impetração do mandado de segurança.
II. A autoridade coatora poderá contestar o pedido formulado ou prestar informações no prazo de dez dias.
III. O mandado de segurança somente poderá ser usado para controlar decisões judiciais transitadas em julgado.
É/são afirmativa(s) verdadeira(s) somente:
a) I;
b) II;
c) III;
d) I e II;
e) nenhuma.

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com


PODIVM 8
WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

DEFENSOR PÚBLICO-MA 2004

QUESTÃO 34
Em se tratando de controle jurisdicional, é correto afirmar que o ato administrativo:
A) pode ser anulado pela Administração Pública por razões de legitimidade ou legalidade, gerando o ato anulatório efeitos
ex tunc.
B) pode ser revogado por razões de ilegalidade e conveniência, somente pelo Poder Judiciário, gerando efeitos ex tunc.
C) não pode ser anulado por razões de conveniência e oportunidade, seja pela administração pública ou pelo Poder
Judiciário.
D) pode ser invalidado pelo Poder Judiciário em decorrência de ilegalidade, mediante anulação, gerando efeitos ex tunc.

QUESTÃO 35
Para que alguém obtenha indenização do Estado por danos que lhe tenham sido causados por atos comissivos de seus
agentes, é necessário provar, além do dano, o nexo de causalidade entre o dano e a atuação:
A) dolosa ou culposa do agente
B) dolosa do agente
C) do agente
D) ilegal do agente.

QUESTÃO 36
A caducidade da declaração expropriatória, conforme se trate de manifestação de utilidade ou necessidade pública ou de
interesse social, respectivamente, ocorre ao fim de:
A) um e quatro anos, contados da data de expedição do respectivo decreto, podendo o mesmo bem ser objeto de nova
declaração após decorridos cinco anos.
B) quatro e um ano, contados da data da publicação do respectivo decreto.
C) três e dois anos, contados da data de expedição do respectivo decreto, só podendo o mesmo bem ser objeto de nova
declaração quando decorridos dois anos.
D) cinco e dois anos, contados da data da expedição do respectivo decreto, só podendo o mesmo bem ser objeto de nova
declaração quando decorrido um ano.

QUESTÃO 37
Os entes administrativos autônomos, criados por lei especifica, com personalidade jurídica de Direito Público interno,
patrimônio próprio e atribuições estatais especificas, denominam-se:
A) empresas públicas, não detentoras de privilégios fiscais.
B) autarquias, detentoras de privilégios de imunidade a impostos e impenhorabilidade dos seus bens.
C) fundações instituídas e mantidas pelo poder público, com competência para exploração de atividade econômica.
D) sociedades de economia mista, não detentoras do privilégio de acumulação de cargos e empregos.

QUESTÃO 38
São hipóteses de desapropriação por interesse social, dentre outras:
A) a segurança nacional; a salubridade pública; a assistência pública.
B) a segurança pública; o aproveitamento de bem improdutivo; as obras de higiene e decoração, casas de saúde e
exploração de serviços públicos.
C) o estabelecimento e a manutenção de colônias ou cooperativas de povoamento e trabalho agrícola, a construção de
casas populares e a proteção do solo.
D) a preservação e manutenção do patrimônio histórico, a proteção dos mananciais de água e a segurança nacional.

QUESTÃO 39
Quanto à utilização dos bens de uso especial é correto afirmar:
A) são bens de uso especial aqueles onde estão instalados repartições públicas, aqueles utilizados através de permissão de
uso e os cedidos através de direito real de uso.
B) são os bens onde estão instaladas as repartições públicas e, como regra, o uso que as pessoas podem fazer deles ó que
corresponda às condições de prestação do serviço ali sediado.
C) são os utilizados por força de enfiteuse ou aforamento.
D) é de livre utilização por todos.

QUESTÃO 40
Os concessionários de serviço público, na forma da Lei N.º 8.987/95, estão sujeitos, dentre outros, aos seguintes encargos:
A) prestação de serviço adequado, permitir aos encarregados da fiscalização livre acesso as obras e equipamentos,
liberdade de política tarifária e constituição de servidões.

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com


PODIVM 9
WWW.CURSOPARACONCURSOS.COM.BR
QUESTÕES 01

B) prestação de contas da gestão do serviço ao poder concedente e ao usuário, promover as desapropriações e servidões
autorizadas, prestação de serviço adequado, captar, aplicar e gerir os recursos financeiros necessários.
C) prestação de serviço adequado, atualização das contas da gestão, estabelecer regulamentos próprios.
D) liberdade de política tarifária, promoção das desapropriações necessárias, prestação de serviço adequado.

QUESTÃO 41
A extinção dos atos administrativos é determinada por diversas causas, dentre as quais a revogação, da qual é correto
afirmar:
A) o sujeito ativo da revogação é uma autoridade no exercício da função administrativa, seu motivo é a inconveniência ou
a inoportunidade de mantença da situação precedente e o seu objeto um ato válido.
B) o sujeito ativo é o Poder Judiciário, o objeto é um ato válido e o efeito é ex nunc.
C) o motivo é a inconveniência e a inoportunidade, seu efeito não ofende os atos passados e o seu objeto é uma relação
jurídica ou um ato inválidos.
D) o objeto é um ato inválido, o sujeito é a autoridade administrativa no exercício da função administrativa, o fundamento
é a competência discricionária e o motivo a inconveniência e a inoportunidade.

QUESTÃO 42
Quanto ao Poder de Polícia Administrativa, pode-se afirmar, corretamente:
A) pode ser imposto coercitivamente pela Administração Pública e abrange genericamente as atividades, propriedades e
os monopólios fiscais.
B) caracteriza-se, normalmente, pela imposição de abstenções aos particulares.
C) manifesta-se somente através de atos normativos gerais.
D) objetiva impedir ou paralisar atividades anti-sociais e responsabilizar os violadores da ordem jurídica.

1-C 11-A 21-C 31-C 41-A


2-E 12-C 22-E 32-B 42-D
3-B 13-C 23-C 33-E
4-C 14- B 24-E 34-D
5-B 15-D 25-B 35-C
6-D 16-C 26-A 36-C
7-C 17-D 27-C 37-B
8-E 18-A 28-A 38-C
9-D 19-B 29-A 39-B
10-B 20-E 30-A 40-B

PDF Creator - PDF4Free v2.0 http://www.pdf4free.com

Você também pode gostar