Você está na página 1de 5

MBA EM DIREITO EMRESARIAL E TRIBUTÁRIO

AULA DE 11.08.18
CONTRATOS COMERCIAIS – SÉ RGIO GILLET sergio.gillet@gmail.com

LEASING

Tratamento legal : 6.099/1974

Considera-se arrendamento mercantil, para os efeitos desta Lei, o negó cio


jurídico realizado entre pessoa jurídica, na qualidade de arrendadora, e pessoa
física ou jurídica, na qualidade de arrendatá ria, e que tenha por objeto o
arrendamento de bens adquiridos pela arrendadora, segundo especificaçõ es da
arrendatá ria e para uso pró prio desta.      

Resoluçao BACEN 2039/1996


Consolida normas de arrendamento mercantil

Quem pode ser arrendador:


Pjs cujo objeto ppal seja leasing
Bancos mú ltiplos com carteira de leasing
Instituicoes financeirsa autorizadas

Quem pode ser arrendatá rio:PJ ou PF

Terceira pessoa: o vendedor do bem arrendado

MODALIDADES:

Leasing Financeiro:

A arrendadora adquire um bem indicado pelo arrendatá rio


Bem arrendado por período determinado
Com opçã o de aquisiçã o ao final
Pelo valor residual garantido VRG
Obrigando-se a pagar todas as prestaçõ es
As despesas de manutençã o, assistência técnica e serviços ficam a cargo da
arrendatá ria

Sú mula 293, STJ: A cobraça antecipada do valor residual garantido nao


descaracteriza o contrato de arrendamento mercantil
Sú mula 564, STJ: No caso de reintegraçã o de posse em arrendamento mercantil
financeiro, quando soma da importâ ncia antecipada a título de valor residual
garantido com o valor da venda do bem ultrapassar o total do vrg previsto
contratualmente, o arrendatá rio terá direito de receber a respectiva diferença,
cabendo, porem, se estipulado no contrato, o prévio desconto de outras despesas
ou encargos pactuados

Leasing operacional:

Arrendadora adquire um bem indicado pelo arrendatá rio


O bem é arrendado por tempo determinado
Com opçã o de aquisicao ao final
Pelo valor de mercado, sem vrg
Podendo ser rescindido a qqer temo, bastando notificaçã o prévia
As prestaçõ es nao podem ultrapassar 90% do custo do bem
O prazo deve ser inferior a 75% da vida ú til do bem

Leasing de Retorno:

Uma empresa vende seu bem à empresa de leasing para pegá -lo em
arrendamento
O arrendatá rio pode readquirir o bem pelo vrg
Utiliza-se quando a empresa vendedora-arrendatá ria necessita dispor de bem
sem desfazer-se deles

Exemplo: empresa que precisa de capital de giro sem se desfazer dos seus bens

ETAPAS DE FEITURA DO LEASING:

Preliminar:
Arrendados, arrendatá rio e vendedor entram em acordo sobre o bem a ser
adquirido
Acertam-se as prestaçõ es, período, valor de vrg, estiplacao de seu encontro
Geralmente é o arrendatá rio quem faz as vezes do arrendador nas tratativas com
o vendedor, como se mandatá rio fosse

Principal:
Feitura do contrato de leasing por instrumento publico ou particular, obrigando-
se o arrendador a comprar o bem ou dvolve-lo

Clá usulas obrigató rias:


Requisitos na lei

Prazos mínimos
Para arrendamento mercantil financeiro (lei)
Para arrendamento mercantil operacional ou para construçã o (lei)
Leasing mobiliá rio (lei)

Leasing tem natureza jurídica de locaçã o de bens, com promessa unilateral de


venda, mandato

Classificaçã o: consensual, bilateral, oneroso, comutativo, tempo determinado,


trato sucessivo, nominado, intuitu personae

OBRIGAÇÕES DO ARRENDADOR:
Adquirir o bem indicado pelo arrendatá rio, disponibiliza-lo para seu uso e gozo,
vender o bem ao arrendatá rio ao final, receber a coisa em caso de nã o aquisiçã o,
renovar o contrato com prestaçõ es menores.

OBRIGAÇÕES DO ARRENDATÁRIO:
Pagar as prestaçõ es por todo o período do contrato...

Extinçã o do leasing

Built to suit – art. 54-A, da Lei do Inquilinato


Construçã o sob medida de imó vel para ser locado
O prazo corresponde a totatlidade do custo da construçã o
Pode haver renuncia à revisã o do aluguel
A multa pela denuncia antecipada corresponde aos alugueis restantes

FRANCHISING
Lei 8.955/1994
Art. 2º Franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao
franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de
distribuiçã o exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e,
eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantaçã o e
administraçã o de negó cio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo
franqueador, mediante remuneraçã o direta ou indireta, sem que, no entanto,
fique caracterizado vínculo empregatício.

Pode ser franqueador: empresário ou sociedade empresaria que passa


dispor de marca/produto de comercialização assegurada

Quem pode ser assegurado: empresário ou sociedade empresaria que


tenha interesse em distribuir a marca ou produto que foi concedido
Objeto da franquia: exploração de marca ou produto com assistência
técnica do franqueador

Características: independência entre franqueador e franqueado, pode


haver controle do franqueador sobre várias atividades do franqueado,
formação de uma rede de distribuiçãoo de produtos e serviços sob
determinada marca, franqueado e franqueador analisam a possibilidade de
formarem o contrato a partir de suas capacidades, o franqueado paga uma
taxa de filiação ao franqueador, o franqueador obtém uma percentagem
sobre as vendas do franqueado..

KNOW HOW

Transferência de conhecimento

Características: consensual, bilateral, oneroso, trato sucessivo, atípico, intuitu


personae

SHOPPING CENTER

Locaçã o nao residencial em respaco de grande consumo a oferecer produtos e


serviços variados
Lei 8245/1991 – art 52, paragrafo 2 e art 54

Características: livre pactuacao, nao residencial, centro comercial


Aluguel: valor mensal mínimo ou porcentagem sobre as vendas, em substituiçã o
Encargos condominiais: cobram-se do locatá rio as previstas no art 23, inciso xii
Excetuam-se: despesas referidas em lei

ALIENAÇÃ O FIDUCIÁ RIA

Direitos do credor – em inadimplemento – vender o bem para pagto do crdito e


da mora, requerer busca e apreensã o em caso de inadimplemento ou mora,
consolidaçã o da propriedade e posse plena

Direitos do devedor – em inadimplemento, que o bem seja vendido para o pagto


da divida, no ficando o credor com o bem para si, receber o saldo positivo