Você está na página 1de 140

Capa_MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.

ai 1 21/10/2019 11:52

ANO V – Nº 63

ANO A
ISSN 2358-9647
63
Março – 2020

9 772358 964631

www.edicoescnbb.com.br
Igreja em Oração
Nossa missa no dia a dia
ANO V – Nº 63

Março
Ano A – 2020

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 1 21/10/2019 11:52


Março 2020

Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado


1 1º Domingo da Quaresma Rx
2 Rx 3 Rx 4 Rx 5 Rx 6 Rx 7 Rx

[Br - São Casimiro] [Br - Sta. Perpétua


e Sta. Felicidade]

1ª semana da Quaresma 1ª Sexta-feira do mês


1ª semana do Saltério

8 2º Domingo da Quaresma Rx 9 Rx 10 Rx 11 Rx 12 Rx 13 Rx 14 Rx

[Br - Sta. Francisca


Romana]

2ª semana do Saltério 2ª semana da Quaresma

15 3º Domingo da Quaresma Rx 16 Rx 17 Rx 18 Rx 19 Br 20 Rx 21 Rx

[Br - S. Patrício] [Br - S. Cirilo S. JOSÉ


de Jerusalém]

3ª semana do Saltério

22 4º Domingo da Quaresma Rx 23 Rx 24 Rx 25 Br 26 Rx 27 Rx 28 Rx

[Br - S. Turíbio ANUNCIAÇÃO


de Mogrovejo] DO SENHOR

4ª semana do Saltério

29 5º Domingo da Quaresma Rx 30 Rx 31 Rx

1ª semana do Saltério

CAMPANHA DA TEMPO DA QUARESMA Legendas


FRATERNIDADE 2020 INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO
O tempo da Quaresma vai da 4ª-feira de Cinzas até a Missa da Ceia do Senhor, [ ] – Memória Facultativa
exclusive. É o tempo para preparar a celebração da Páscoa. “Tanto na liturgia quanto Br – Cor Branca
Pela evangelização: Os católicos na China
Tema: Fraternidade e vida:
dom e compromisso na catequese litúrgica esclareça-se melhor a dupla índole do tempo quaresmal que, Rx – Cor Roxa Rezemos para que a Igreja na China persevere na fidelidade
principalmente pela lembrança ou preparação do Batismo e pela penitência, fazendo
Lema: “Viu, sentiu compaixão os fiéis ouvirem com mais frequência a Palavra de Deus e entregarem-se à oração, os ao Evangelho e cresça na unidade.
e cuidou dele” (Lc 10,33-34) dispõe à celebração do mistério pascal” (SC, n. 109).
Igreja em Oração – Nossa missa no dia a dia
Ano 5 – Nº 63
1ª Edição – 2019

-
Diretor Geral: Coordenação e Revisão Ortográfica:
Irailce Clay Chagas de Melo
Mons. Jamil Alves de Souza
Comentários: Músicas:
Ir. Fernando Benedito Vieira
D. Bernardo Bonowitz, OCSO Frei Telles Ramon, O. de M.
Pe. Gabriel Augusto Vecchi, OCSO Projeto gráfico e capa:
Ir. Paulo dos Santos da Fonseca, OCSO Henrique Billygran Santos de Jesus
Pe. Lázaro dos Santos Pires, OCSO Diagramação:
Pe. Estêvão Nery Fantésia Pinto, OCSO Júlia Costa Fonseca
Ir. Emanuel Bohlke, OCSO Impressão e acabamento:
Foxy Editora Gráfica
Revisão Litúrgica:
Pe. Leonardo José de Souza Pinheiro

ISSN: 2358-9647

Nenhuma parte desta obra poderá ser reproduzida ou transmitida por qualquer forma e/ou quaisquer meios
(eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e gravação) ou arquivada em qualquer sistema ou banco de dados
sem permissão da CNBB. Todos os direitos reservados ©

Edições CNBB
SAAN Quadra 3, Lotes 590/600
Zona Industrial – Brasília-DF
CEP: 70.632-350
Fone: 0800 940 3019 / (61) 2193-3019
E-mail: vendas@edicoescnbb.com.br
www.edicoescnbb.com.br

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 4 21/10/2019 11:52


5 Ordinário da Missa

RITOS INICIAIS

CP. Em nome do Pai e do Filho e do corações para o amor de Deus e a constância


Espírito Santo. de Cristo, esteja convosco.
T. Amém. T. Bendito seja Deus que nos reuniu no
CP. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, amor de Cristo.
o amor do Pai e a comunhão do Espírito Ou
Santo estejam convosco. CP. O Senhor esteja convosco.
Ou T. Ele está no meio de nós.
CP. A graça e a paz de Deus, nosso Pai, e de O bispo, nesta primeira saudação, em vez de
Jesus Cristo, nosso Senhor, estejam convosco. O Senhor esteja convosco, diz:
Ou CP. A paz esteja convosco.
CP. O Senhor, que encaminha os nossos T. O amor de Cristo nos uniu.

ATO PENITENCIAL

CP. Irmãos e irmãs, reconheçamos as nos- minha culpa, minha tão grande culpa.
sas culpas para celebrarmos dignamente os E peço à Virgem Maria, aos anjos e san-
santos mistérios. tos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis
Ou por mim a Deus, nosso Senhor. Segue-se a
CP. O Senhor Jesus, que nos convida à absolvição sacerdotal: Deus todo-poderoso
mesa da Palavra e da Eucaristia, nos chama tenha compaixão de nós, perdoe os nossos
à conversão. Reconheçamos ser pecadores pecados e nos conduza à vida eterna.
e invoquemos com confiança a misericór- T. Amém.
dia do Pai. Ou
Ou, especialmente aos domingos: CP. No início desta celebração eucarísti-
CP. No dia em que celebramos a vitória de ca, peçamos a conversão do coração, fonte
Cristo sobre o pecado e a morte, também de reconciliação e comunhão com Deus e
nós somos convidados a morrer para o pe- com os irmãos e irmãs.
cado e ressurgir para uma vida nova. Reco- Ou
nheçamo-nos necessitados da misericórdia CP. De coração contrito e humilde, aproxi-
do Pai. Confessemos os nossos pecados: memo-nos do Deus justo e santo, para que
T. Confesso a Deus todo-poderoso e a tenha piedade de nós, pecadores.
vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas Após um momento de silêncio:
vezes por pensamentos e palavras, atos e CP. Tende compaixão de nós, Senhor.
omissões, e, batendo no peito, dizem: por T. Porque somos pecadores.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 5 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 6

CP. Manifestai, Senhor, a vossa misericórdia. CP. Senhor, que viestes salvar os corações
T. E dai-nos a vossa salvação. arrependidos, tende piedade de nós.
CP. Deus todo-poderoso tenha compaixão T. Senhor, tende piedade de nós.
de nós, perdoe os nossos pecados e nos CP. Cristo, que viestes chamar os pecado-
conduza à vida eterna. res, tende piedade de nós.
O povo responde: T. Cristo, tende piedade de nós.
T. Amém. CP. Senhor, que intercedeis por nós junto
Ou do Pai, tende piedade de nós.
CP. O Senhor disse: “Quem dentre vós esti- T. Senhor, tende piedade de nós.
ver sem pecado, atire a primeira pedra”. Re- CP. Deus todo-poderoso tenha compaixão
conheçamo-nos todos pecadores e perdoe- de nós, perdoe os nossos pecados e nos
mo-nos mutuamente do fundo do coração. conduza à vida eterna.
Após um momento de silêncio: T. Amém.

INVOCAÇÕES ALTERNATIVAS

Quaresma: Ou
1. Senhor, que nos mandastes perdoar-nos 2. Senhor, que fazeis passar da morte para a
mutuamente antes de nos aproximar do vida quem ouve a vossa palavra, tende pie-
vosso altar, tende piedade de nós. dade de nós.
T. Senhor, tende piedade de nós. T. Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, que na cruz destes o perdão aos pe- Cristo, que quisestes ser levantado da terra
cadores, tende piedade de nós. para atrair-nos a vós, tende piedade de nós.
T. Cristo, tende piedade de nós. T. Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, que confiastes à vossa Igreja o minis- Senhor, que nos submeteis ao julgamento
tério da reconciliação, tende piedade de nós. da vossa cruz, tende piedade de nós.
T. Senhor, tende piedade de nós. T. Senhor, tende piedade de nós.

GLÓRIA

Quando for prescrito, canta-se ou recita-se o vos adoramos, nós vos glorificamos, nós
hino: vos damos graças por vossa imensa gló-
Glória a Deus nas alturas, e paz na terra ria. Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito,
aos homens por ele amados. Senhor Deus, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de
rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mun-
vos louvamos, nós vos bendizemos, nós do, tende piedade de nós. Vós que tirais o

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 6 21/10/2019 11:52


7 Ordinário da Missa
pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. Terminado o hino, o sacerdote diz:
Vós que estais à direita do Pai, tende pie- CP. Oremos.
dade de nós. Só vós sois o Santo, só vós, o E todos oram em silêncio, por algum tempo.
Senhor, só vós, o Altíssimo, Jesus Cristo, O sacerdote, reza a oração; ao terminar, o
com o Espírito Santo, na glória de Deus povo aclama:
Pai. Amém. T. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

O leitor, ao f inal da leitura, acrescenta: Jesus Cristo, segundo N.


Palavra do Senhor. T. Glória a vós, Senhor.
T. Graças a Deus. Então o diácono ou o sacerdote, se for oportu-
(Após as leituras, é aconselhável um momen- no, incensa o livro e proclama o Evangelho.
to de silêncio para meditação.) O salmista ou Terminado o Evangelho, o diácono ou o sa-
o cantor recita o salmo, e o povo o estribilho. cerdote diz: Palavra da Salvação.
Segue-se o Aleluia ou outro canto. Enquan- T. Glória a vós, Senhor.
to isso, o sacerdote, se usar incenso, coloca-o O sacerdote ou o diácono beija o livro, rezan-
no turíbulo. O diácono que vai proclamar o do em silêncio: Pelas palavras do santo Evan-
Evangelho, inclinando-se diante do sacer- gelho sejam perdoados os nossos pecados. Nos
dote, pede a bênção em voz baixa: Dá-me a domingos e festas de preceito, faça-se a homi-
tua bênção. O sacerdote diz em voz baixa: O lia, também recomendável nos outros dias.
Senhor esteja em teu coração e em teus lábios Terminada a homilia, seja feita, quando
para que possas anunciar dignamente o seu prescrita, uma das seguintes profissões de fé:
Evangelho: em nome do Pai e do Filho ? e do Símbolo Niceno-Constantinopolitano
Espírito Santo. O diácono responde: Amém. Creio em um só Deus, Pai todo-pode-
Se não houver diácono, o sacerdote, inclinado roso, criador do céu e da terra, de todas
diante do altar, reza em silêncio: Ó Deus to- as coisas visíveis e invisíveis. Creio em
do-poderoso, purificai-me o coração e os lábios, um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Uni-
para que eu anuncie dignamente o vosso santo gênito de Deus, nascido do Pai antes de
Evangelho. O diácono ou o sacerdote dirige- todos os séculos: Deus de Deus, luz da
-se ao ambão, acompanhado, se for oportuno, luz, Deus verdadeiro de Deus verdadei-
pelos ministros com o incenso e as velas, e diz: ro, gerado, não criado, consubstancial ao
O Senhor esteja convosco. Pai. Por ele todas as coisas foram feitas.
T. Ele está no meio de nós. E por nós, homens, e para nossa salvação,
O diácono ou o sacerdote, fazendo o sinal da desceu dos céus: (Todos se inclinam às
cruz no livro e, depois, na fronte, na boca e palavras seguintes até e se fez homem.) e
no peito, diz: ? Proclamação do Evangelho de se encarnou pelo Espírito Santo, no seio

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 7 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 8

da Virgem Maria, e se fez homem. Tam- Símbolo Apostólico


bém por nós foi crucificado sob Pôncio Creio em Deus Pai todo-poderoso, criador
Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressus- do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu
citou ao terceiro dia, conforme as Escri- único Filho, nosso Senhor, (Todos se in-
turas, e subiu aos céus, onde está sentado clinam às palavras seguintes até da Virgem
à direita do Pai. E de novo há de vir, em Maria.) que foi concebido pelo poder do
sua glória, para julgar os vivos e os mor- Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria;
tos; e o seu reino não terá fim. Creio no padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado,
Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e morto e sepultado. Desceu à mansão dos
procede do Pai e do Filho; e com o Pai e mortos; ressuscitou ao terceiro dia, subiu
o Filho é adorado e glorificado: ele que aos céus; está sentado à direita de Deus Pai
falou pelos profetas. Creio na Igreja, una, todo-poderoso, donde há de vir a julgar os
santa, católica e apostólica. Professo um vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo;
só Batismo para remissão dos pecados. na Santa Igreja católica; na comunhão dos
E espero a ressurreição dos mortos e a santos; na remissão dos pecados; na ressur-
vida do mundo que há de vir. Amém. reição da carne; na vida eterna. Amém.
Ou Em seguida, faz-se a oração universal ou dos fiéis.

LITURGIA EUCARÍSTICA

Preparação das Oferendas CP. Pelo mistério desta água e deste vinho
Inicia-se o canto do ofertório. O sacerdote, de possamos participar da divindade do vos-
pé, toma a patena com o pão e, elevando-a so Filho, que se dignou assumir a nossa
um pouco sobre o altar, reza em silêncio: humanidade.
CP. Bendito sejais, Senhor, Deus do uni- Em seguida, o sacerdote toma o cálice e,
verso, pelo pão que recebemos de vossa elevando-o um pouco sobre o altar, reza em
bondade, fruto da terra e do trabalho hu- silêncio:
mano, que agora vos apresentamos, e para CP. Bendito sejais, Senhor, Deus do uni-
nós se vai tornar pão da vida. verso, pelo vinho que recebemos de vossa
Em seguida, coloca a patena com o pão so- bondade, fruto da videira e do trabalho
bre o corporal. Se não houver canto ao ofer- humano, que agora vos apresentamos
tório, poderá o sacerdote recitar em voz alta e que para nós se vai tornar vinho da
as palavras acima, e o povo acrescentar salvação.
a aclamação: Coloca o cálice sobre o corporal. Se não hou-
T. Bendito seja Deus para sempre! ver canto ao ofertório, poderá o sacerdote re-
O diácono ou o sacerdote derrama vinho e um citar em voz alta as palavras acima, e o povo
pouco d’água no cálice, rezando em silêncio: acrescentar a aclamação:

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 8 21/10/2019 11:52


9 Ordinário da Missa
T. Bendito seja Deus para sempre! nosso bem e de toda a santa Igreja.
O sacerdote, inclinado, reza em silêncio: Em seguida, abrindo os braços, o sacerdote
CP. De coração contrito e humilde, seja- reza a oração sobre as oferendas; ao terminar,
mos, Senhor, acolhidos por vós; e seja o o povo aclama:
nosso sacrifício de tal modo oferecido que T. Amém.
vos agrade, Senhor, nosso Deus. ORAÇÃO EUCARÍSTICA
O sacerdote, de pé, ao lado do altar, lava as Começando a Oração Eucarística, o sacerdote
mãos, dizendo em silêncio: abre os braços e diz:
CP. Lavai-me, Senhor, de minhas faltas e CP. O Senhor esteja convosco.
purificai-me de meus pecados. T. Ele está no meio de nós.
No meio do altar e voltado para o povo, es- CP. Corações ao alto.
tendendo e unindo as mãos, o sacerdote diz: T. O nosso coração está em Deus.
CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nos- CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
so sacrifício seja aceito por Deus Pai T. É nosso dever e nossa salvação.
todo-poderoso. O sacerdote, de braços abertos, continua o
Ou prefácio. Ao final, une as mãos e, com o povo,
CP. Orai, irmãos e irmãs, para que esta canta ou diz em voz alta:
nossa família, reunida em nome de Cristo, R. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do
possa oferecer um sacrifício que seja aceito universo! O céu e a terra proclamam a
por Deus Pai todo-poderoso. vossa glória. Hosana nas alturas! Bendito
T. Receba o Senhor por tuas mãos este o que vem em nome do Senhor! Hosana
sacrifício, para glória do seu nome, para nas alturas!

PREFÁCIOS

QUARESMA, I e filhos vossos. Por essa razão, agora e sem-


Sentido espiritual da Quaresma pre, nós nos unimos aos anjos e a todos os
CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos- santos, cantando (dizendo) a uma só voz:
so dever e salvação dar-vos graças, sempre R. Santo, Santo, Santo…
e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus QUARESMA, II
eterno e todo-poderoso, por Cristo, Senhor Quaresma, tempo de conversão
nosso. Vós concedeis aos cristãos esperar CP. Na verdade, é justo e necessário, é
com alegria, cada ano, a festa da Páscoa. nosso dever e salvação dar-vos graças,
De coração purificado, entregues à oração sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai
e à prática do amor fraterno, preparamo- santo, Deus eterno e todo-poderoso, por
-nos para celebrar os mistérios pascais, que Cristo, Senhor nosso. Para renovar, na
nos deram vida nova e nos tornaram filhas santidade, o coração dos vossos filhos e

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 9 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 10

filhas, instituístes este tempo de graça QUARESMA, V


e salvação. Libertando-nos do egoísmo O êxodo no deserto quaresmal
e das outras paixões desordenadas, su- CP. Na verdade, é justo e necessário, é
peramos o apego às coisas da terra. E, nosso dever e salvação louvar-vos, Pai
enquanto esperamos a plenitude eterna, santo, rico em misericórdia, e bendizer
proclamamos a vossa glória, cantando vosso nome, enquanto caminhamos para
(dizendo) a uma só voz: a Páscoa, seguindo os passos de Jesus
R. Santo, Santo, Santo… Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, mes-
QUARESMA, III tre e modelo da humanidade, reconciliada
Os frutos da abstinência e pacificada no amor. Vós reabris para a
CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos- Igreja, durante esta Quaresma, a estrada
so dever e salvação dar-vos graças, sempre do êxodo, para que ela, aos pés da mon-
e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus tanha sagrada, humildemente tome cons-
eterno e todo-poderoso, por Cristo, Se- ciência de sua vocação de povo da aliança.
nhor nosso. Vós acolheis nossa penitência E, celebrando vossos louvores, escute vos-
como oferenda à vossa glória. O jejum e sa Palavra e experimente os vossos prodí-
a abstinência que praticamos, quebrando gios. Por isso, olhando com alegria esses
nosso orgulho, nos convidam a imitar vos- sinais de salvação, unidos aos anjos e aos
sa misericórdia, repartindo o pão com os santos, entoamos o vosso louvor cantando
necessitados. Unidos à multidão dos anjos (dizendo) a uma só voz:
e dos santos, nós vos aclamamos, cantando R. Santo, Santo, Santo...
(dizendo) a uma só voz: PAIXÃO DO SENHOR, I
R. Santo, Santo, Santo… O poder da Cruz
QUARESMA, IV (Na quinta semana da Quaresma e nas Missas dos
Os frutos do jejum mistérios da Cruz e da Paixão do Senhor).
CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos- CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos-
so dever e salvação dar-vos graças, sempre so dever e salvação dar-vos graças, sem-
e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus pre e em todo o lugar, Senhor, Pai santo,
eterno e todo-poderoso. Pela penitência da Deus eterno e todo-poderoso. O universo
Quaresma, corrigis nossos vícios, elevais inteiro, salvo pela Paixão de vosso Filho,
nossos sentimentos, fortificais nosso es- pode proclamar a vossa misericórdia. Pelo
pírito fraterno e nos garantis uma eterna poder radiante da Cruz, vemos com cla-
recompensa, por Cristo, Senhor nosso. Por reza o julgamento do mundo e a vitória
ele, os anjos celebram vossa grandeza e os de Jesus crucificado. Por ele, com os anjos
santos proclamam vossa glória. Concedei- e todos os santos, nós vos louvamos, can-
-nos também a nós associar-nos a seus tando (dizendo) a uma só voz:
louvores, cantando (dizendo) a uma só voz: R. Santo, Santo, Santo...
R. Santo, Santo, Santo...

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 10 21/10/2019 11:52


11 Ordinário da Missa

VIRGEM MARIA, I eterno e todo-poderoso. Pelo(a) mártir S.


A maternidade da Virgem Maria (...), que confessou o vosso nome e derra-
CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos- mou seu sangue como Cristo, manifestais
so dever e salvação dar-vos graças, sempre vosso admirável poder. Vossa misericórdia
e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus sustenta a fragilidade humana e nos dá
eterno e todo-poderoso, e, na festa (...) de coragem para sermos as testemunhas de
Maria, sempre Virgem, celebrar os vossos Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.
louvores. À sombra do Espírito Santo, Enquanto esperamos a glória eterna, com
ela concebeu o vosso Filho único e, per- todos os vossos anjos e santos, nós vos acla-
manecendo virgem, deu ao mundo a luz mamos, cantando (dizendo) a uma só voz:
eterna, Jesus Cristo, Senhor nosso. Por ele, R. Santo, Santo, Santo...
os anjos cantam vossa grandeza, os santos SANTOS, I
proclamam vossa glória. Concedei-nos A glória dos Santos
também a nós associar-nos a seus louvores, CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos-
cantando (dizendo) a uma só voz: so dever e salvação dar-vos graças, sempre
R. Santo, Santo, Santo... e em todo lugar, Senhor, Pai santo, Deus
SÃO JOSÉ, ESPOSO DA VIRGEM MARIA eterno e todo-poderoso. Na assembleia
A missão de São José dos Santos, vós sois glorificado e, coroando
CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos- seus méritos, exaltais vossos próprios dons.
so dever e salvação dar-vos graças, sempre Nos vossos Santos e Santas ofereceis um
e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus exemplo para a nossa vida, a comunhão
eterno e todo-poderoso, e na solenidade que nos une, a intercessão que nos ajuda.
(comemoração) de São José, servo fiel e Assistidos por tão grandes testemunhas,
prudente, celebrar os vossos louvores. Sen- possamos correr, com perseverança, no
do ele um homem justo, vós o destes por certame que nos é proposto e receber com
esposo à Virgem Maria, Mãe de Deus, e eles a coroa imperecível, por Cristo, Se-
o fizestes chefe da vossa família, para que nhor nosso. Enquanto esperamos a glória
guardasse, como pai, o vosso Filho único, eterna, com os anjos e com todos os santos,
concebido do Espírito Santo, Jesus Cristo, nós vos aclamamos, cantando (dizendo) a
Senhor nosso. Unidos à multidão dos anjos uma só voz:
e dos santos, proclamamos vossa bondade, R. Santo, Santo, Santo...
cantando (dizendo) a uma só voz: PASTORES
R. Santo, Santo, Santo... A presença dos santos Pastores na Igreja
MÁRTIRES CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos-
O testemunho do martírio so dever e salvação dar-vos graças, sem-
CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos- pre e em todo o lugar, Senhor, Pai santo,
so dever e salvação dar-vos graças, sempre Deus eterno e todo-poderoso, por Cristo,
e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus Senhor nosso. Vós nos concedeis a alegria

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 11 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 12

de celebrar a festa de S. N., e fortaleceis a anjos e dos santos se alegra eternamente na


vossa Igreja com o exemplo de sua vida, o vossa presença, nós nos associamos a seus
ensinamento de sua pregação e o auxílio louvores, cantando (dizendo) a uma só voz:
de suas preces. Enquanto a multidão dos R. Santo, Santo, Santo...

ORAÇÕES EUCARÍSTICAS

ORAÇÃO EUCARÍSTICA I T. Lembrai-vos, ó Pai, de vossos


CP. Pai de misericórdia, a quem filhos!
sobem nossos louvores, nós vos 2C. Em comunhão com toda a Igre-
pedimos por Jesus Cristo, vosso ja, veneramos a sempre Virgem Ma-
Filho e Senhor nosso, que aben- ria, Mãe de nosso Deus e Senhor
çoeis estas oferendas apresentadas Jesus Cristo; e também São José,
ao vosso altar. esposo de Maria, * os santos Após-
T. Abençoai nossa oferenda, ó tolos e Mártires: Pedro e Paulo, An-
Senhor! dré, (Tiago e João, Tomé, Tiago e
CP. Nós as oferecemos pela vossa Filipe, Bartolomeu e Mateus, Simão
Igreja santa e católica: concedei- e Tadeu, Lino, Cleto, Clemente, Sis-
-lhe paz e proteção, unindo-a num to, Cornélio e Cipriano, Lourenço e
só corpo e governando-a por toda Crisógono, João e Paulo, Cosme e
a terra. Nós as oferecemos tam- Damião), e todos os vossos Santos.
bém pelo vosso servo o Papa (N.), Por seus méritos e preces, concedei-
por nosso Bispo (N.), e por todos -nos sem cessar a vossa proteção.
os que guardam a fé que receberam (Por Cristo, Senhor nosso. Amém.)
dos Apóstolos. T. Em comunhão com toda a Igreja
T. Conservai a vossa Igreja sempre aqui estamos!
unida! CP. Recebei, ó Pai, com bondade, a
1C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos oferenda dos vossos servos e de toda
filhos e filhas (N.N.) e de todos os a vossa família; dai-nos sempre a
que circundam este altar, dos quais vossa paz, livrai-nos da condenação
conheceis a fidelidade e a dedicação e acolhei-nos entre os vossos eleitos.
em vos servir. Eles vos oferecem co- (Por Cristo, Senhor nosso. Amém.).
nosco este sacrifício de louvor por si CC. Dignai-vos, ó Pai, aceitar e san-
e por todos os seus, e elevam a vós tificar estas oferendas, a fim de que
as suas preces para alcançar o perdão se tornem para nós o Corpo e ? o
de suas faltas, a segurança em suas Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho
vidas e a salvação que esperam. e Senhor nosso.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 12 21/10/2019 11:52


13 Ordinário da Missa
T. Santificai nossa oferenda, ó que nos destes, o sacrifício perfeito
Senhor! e santo, pão da vida eterna e cálice
CC. Na noite em que ia ser entre- da salvação.
gue, ele tomou o pão em suas mãos, T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
elevou os olhos a vós, ó Pai, deu CC. Recebei, ó Pai, esta oferenda,
graças e o partiu e deu a seus dis- como recebestes a oferta de Abel,
cípulos, dizendo: tomai, todos, e o sacrifício de Abraão e os dons de
comei: isto é o meu corpo, que Melquisedeque. Nós vos suplicamos
será entregue por vós. Do mes- que ela seja levada à vossa presença,
mo modo, ao fim da ceia, ele tomou para que, ao participarmos deste al-
o cálice em suas mãos, deu graças tar, recebendo o Corpo e o Sangue
novamente e o deu a seus discípu- de vosso Filho, sejamos repletos de
los, dizendo: tomai, todos, e be- todas as graças e bênçãos do céu.
bei: este é o cálice do meu san- (Por Cristo, Senhor nosso. Amém.)
gue, o sangue da nova e eterna T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
aliança, que será derramado 3C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos
por vós e por todos para remis- filhos e filhas (N.N.) que partiram
são dos pecados. fazei isto em desta vida, marcados com o sinal
memória de mim. da fé. A eles, e a todos os que ador-
CP. Eis o mistério da fé! meceram no Cristo, concedei a fe-
T. Anunciamos, Senhor, a vossa licidade, a luz e a paz. (Por Cristo,
morte e proclamamos a vossa res- Senhor nosso. Amém.)
surreição. Vinde, Senhor Jesus! T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos
Ou filhos!
T. Todas as vezes que comemos 4C. E a todos nós pecadores, que
deste pão e bebemos deste cálice, confiamos na vossa imensa mise-
anunciamos, Senhor, a vossa morte, ricórdia, concedei, não por nossos
enquanto esperamos a vossa vinda! méritos, mas por vossa bondade, o
Ou convívio dos Apóstolos e Mártires:
T. Salvador do mundo, salvai-nos, João Batista e Estêvão, Matias e
vós que nos libertastes pela cruz e Barnabé, (Inácio, Alexandre, Mar-
ressurreição! celino e Pedro, Felicidade e Perpé-
CC. Celebrando, pois, a memória da tua, Águeda e Luzia, Inês, Cecília,
paixão do vosso Filho, da sua ressur- Anastácia) e todos os vossos santos.
reição dentre os mortos e gloriosa Por Cristo, Senhor nosso.
ascensão aos céus, nós, vossos ser- T. Concedei-nos o convívio dos
vos, e também vosso povo santo, vos eleitos!
oferecemos, ó Pai, dentre os bens Por ele não cessais de criar e

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 13 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 14

santificar estes bens e distribuí-los CP. Na verdade, ó Pai, vós sois santo
entre nós. e fonte de toda santidade.
CP ou CC. Por Cristo, com Cristo, CC. Santificai, pois, estas oferendas,
em Cristo, a vós, Deus Pai todo- derramando sobre elas o vosso Es-
-poderoso, na unidade do Espírito pírito, a fim de que se tornem para
Santo, toda a honra e toda a glória, nós o Corpo e ? o Sangue de Jesus
agora e para sempre. Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.
T. Amém. T. Santificai nossa oferenda, ó
ORAÇÃO EUCARÍSTICA II Senhor!
CP. O Senhor esteja convosco. CC. Estando para ser entregue e
T. Ele está no meio de nós. abraçando livremente a paixão, ele
CP. Corações ao alto. tomou o pão, deu graças, e o partiu
T. O nosso coração está em Deus. e deu a seus discípulos, dizendo:
CP. Demos graças ao Senhor, nosso tomai, todos, e comei: isto é
Deus. o meu corpo, que será entre-
T. É nosso dever e nossa salvação. gue por vós. Do mesmo modo, ao
CP. Na verdade, é justo e necessá- fim da ceia, ele tomou o cálice em
rio, é nosso dever e salvação dar- suas mãos, deu graças novamente,
-vos graças, sempre e em todo e o deu a seus discípulos, dizendo:
o lugar, Senhor, Pai santo, Deus tomai, todos, e bebei: este é o
eterno e todo-poderoso, por Cris- cálice do meu sangue, o san-
to, Senhor nosso. Ele é a vossa pa- gue da nova e eterna aliança,
lavra viva, pela qual tudo criastes. que será derramado por vós e
Ele é o nosso Salvador e Redentor, por todos para remissão dos
verdadeiro homem, concebido do pecados. fazei isto em memó-
Espírito Santo e nascido da Vir- ria de mim.
gem Maria. Ele, para cumprir a CP. Eis o mistério da fé!
vossa vontade e reunir um povo T. Anunciamos, Senhor, a vossa
santo em vosso louvor, estendeu morte e proclamamos a vossa res-
os braços na hora da sua paixão, surreição. Vinde, Senhor Jesus!
a fim de vencer a morte e mani- Ou
festar a ressurreição. Por ele, os T. Todas as vezes que comemos
anjos celebram vossa grandeza e deste pão e bebemos deste cálice,
os santos proclamam vossa glória. anunciamos, Senhor, a vossa morte,
Concedei-nos também a nós asso- enquanto esperamos a vossa vinda!
ciar-nos a seus louvores, cantando Ou
(dizendo) a uma só voz: T. Salvador do mundo, salvai-nos,
T. Santo, Santo, Santo... vós que nos libertastes pela cruz

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 14 21/10/2019 11:52


15 Ordinário da Missa
e ressurreição! luz da vossa face.
CC. Celebrando, pois, a memória da T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos
morte e ressurreição do vosso Filho, filhos!
nós vos oferecemos, ó Pai, o pão da 3C. Enfim, nós vos pedimos, tende
vida e o cálice da salvação; e vos piedade de todos nós e dai-nos par-
agradecemos porque nos tornastes ticipar da vida eterna, com a Vir-
dignos de estar aqui na vossa pre- gem Maria, Mãe de Deus, São José,
sença e vos servir. seu esposo, com os santos Apósto-
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! los e todos os que neste mundo vos
CC. E nós vos suplicamos que, par- serviram, a fim de vos louvarmos e
ticipando do Corpo e Sangue de glorificarmos por Jesus Cristo, vos-
Cristo, sejamos reunidos pelo Espí- so Filho.
rito Santo num só corpo. T. Concedei-nos o convívio dos
T. Fazei de nós um só corpo e um só eleitos!
espírito! CP ou CC. Por Cristo, com Cristo,
1C. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa em Cristo, a vós, Deus Pai todo-
Igreja que se faz presente pelo mun- -poderoso, na unidade do Espírito
do inteiro: que ela cresça na cari- Santo, toda a honra e toda a glória,
dade, com o Papa N., com o nosso agora e para sempre.
Bispo N., e todos os ministros do T. Amém.
vosso povo. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III
T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa CP. Na verdade, vós sois santo, ó
Igreja! Deus do universo, e tudo o que
criastes proclama o vosso louvor,
Lembrai-vos do vosso filho (da vossa porque, por Jesus Cristo, vosso Fi-
filha) N., que (hoje) chamastes deste lho e Senhor nosso, e pela força do
mundo à vossa presença. Concedei- Espírito Santo, dais vida e santidade
-lhe que, tendo participado da mor- a todas as coisas e não cessais de re-
te de Cristo pelo Batismo, participe unir o vosso povo, para que vos ofe-
igualmente da sua ressurreição. reça em toda parte, do nascer ao pôr
T. Concedei-lhe contemplar a vos- do sol, um sacrifício perfeito.
sa face! T. Santificai e reuni o vosso povo!
CC. Por isso, nós vos suplicamos:
2C. Lembrai-vos também dos (ou- santificai pelo Espírito Santo as ofe-
tros) nossos irmãos e irmãs que rendas que vos apresentamos para
morreram na esperança da ressur- serem consagradas, a fim de que se
reição e de todos os que partiram tornem o Corpo e ? o Sangue de
desta vida: acolhei-os junto a vós na Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 15 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 16

nosso, que nos mandou celebrar este vinda, nós vos oferecemos em ação
mistério. de graças este sacrifício de vida e
T. Santificai nossa oferenda, ó santidade.
Senhor! T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
CC. Na noite em que ia ser entre- CC. Olhai com bondade a oferenda
gue, ele tomou o pão, deu graças, da vossa Igreja, reconhecei o sacri-
e o partiu e deu a seus discípulos, fício que nos reconcilia convosco e
dizendo: tomai, todos, e comei: concedei que, alimentando-nos com
isto é o meu corpo, que será o Corpo e o Sangue do vosso Filho,
entregue por vós. Do mesmo sejamos repletos do Espírito Santo
modo, ao fim da ceia, ele tomou o e nos tornemos em Cristo um só
cálice em suas mãos, deu graças no- corpo e um só espírito.
vamente, e o deu a seus discípulos, T. Fazei de nós um só corpo e um só
dizendo: tomai, todos, e bebei: espírito!
este é o cálice do meu san- 1C. Que ele faça de nós uma oferen-
gue, o sangue da nova e eterna da perfeita para alcançarmos a vida
aliança, que será derramado eterna com os vossos santos: a Vir-
por vós e por todos para re- gem Maria, Mãe de Deus, São José,
missão dos pecados. fazei isto seu esposo, os vossos Apóstolos e
em memória de mim. Mártires, (santo do dia ou padroei-
CP. Eis o mistério da fé! ro) e todos os santos, que não ces-
T. Anunciamos, Senhor, a vossa sam de interceder por nós na vossa
morte e proclamamos a vossa res- presença.
surreição. Vinde, Senhor Jesus! T. Fazei de nós uma perfeita
Ou oferenda!
T. Todas as vezes que comemos 2C. E agora, nós vos suplicamos,
deste pão e bebemos deste cálice, ó Pai, que este sacrifício da nossa
anunciamos, Senhor, a vossa morte, reconciliação estenda a paz e a sal-
enquanto esperamos a vossa vinda! vação ao mundo inteiro. Confirmai
Ou na fé e na caridade a vossa Igreja,
T. Salvador do mundo, salvai-nos, enquanto caminha neste mundo:
vós que nos libertastes pela cruz e o vosso servo o Papa N., o nosso
ressurreição! Bispo N., com os bispos do mundo
CC. Celebrando agora, ó Pai, a me- inteiro, o clero e todo o povo que
mória do vosso Filho, da sua paixão conquistastes.
que nos salva, da sua gloriosa res- T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa
surreição e da sua ascensão ao céu, Igreja!
e enquanto esperamos a sua nova Atendei as preces da vossa família,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 16 21/10/2019 11:52


17 Ordinário da Missa
que está aqui, na vossa presença. derradeira. Por isso, aqui estamos
Reuni em vós, Pai de misericórdia, bem unidos, louvando e agradecen-
todos os vossos filhos e filhas dis- do com alegria, juntando nossa voz
persos pelo mundo inteiro. à voz dos anjos e à voz dos santos
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos todos, para cantar (dizer):
filhos! T. Santo, Santo, Santo...
3C. Acolhei com bondade no vosso CP. Senhor, vós que sempre quises-
reino os nossos irmãos e irmãs que tes ficar muito perto de nós, vivendo
partiram desta vida e todos os que conosco no Cristo, falando conosco
morreram na vossa amizade. Uni- por ele,
dos a eles, esperamos também nós CC. mandai vosso Espírito Santo, a
saciar-nos eternamente da vossa fim de que as nossas ofertas se mu-
glória, por Cristo, Senhor nosso. dem no Corpo ? e no Sangue de
T. A todos saciai com vossa glória! nosso Senhor Jesus Cristo.
Por ele dais ao mundo todo bem e T. Mandai vosso Espírito Santo!
toda graça. CC. Na noite em que ia ser entre-
CP ou CC. Por Cristo, com Cristo, gue, ceando com seus apóstolos,
em Cristo, a vós, Deus Pai todo- Jesus, tendo o pão em suas mãos,
-poderoso, na unidade do Espírito olhou para o céu e deu graças, par-
Santo, toda a honra e toda a glória, tiu o pão e o entregou a seus dis-
agora e para sempre. cípulos, dizendo: tomai, todos, e
T. Amém. comei: isto é o meu corpo, que
ORAÇÃO EUCARÍSTICA V será entregue por vós. Do mes-
CP. O Senhor esteja convosco. mo modo, ao fim da ceia, tomou
T. Ele está no meio de nós. o cálice em suas mãos, deu graças
CP. Corações ao alto. novamente e o entregou a seus dis-
T. O nosso coração está em Deus. cípulos, dizendo: tomai, todos,
CP. Demos graças ao Senhor, nosso e bebei: este é o cálice do meu
Deus. sangue, o sangue da nova e
T. É nosso dever e nossa salvação. eterna aliança, que será der-
CP. É justo e nos faz todos ser mais ramado por vós e por todos
santos louvar a vós, ó Pai, no mun- para remissão dos pecados. fa-
do inteiro, de dia e de noite, agra- zei isto em memória de mim.
decendo com Cristo, vosso Filho, CP. Tudo isto é mistério da fé!
nosso irmão. É ele o sacerdote ver- T. Toda vez que se come deste Pão,
dadeiro que sempre se oferece por toda vez que se bebe deste Vinho, se
nós todos, mandando que se faça a recorda a paixão de Jesus Cristo e se
mesma coisa que fez naquela ceia fica esperando sua volta!

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 17 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 18

CC. Recordamos, ó Pai, neste mo- CP. E a nós, que agora estamos reu-
mento, a paixão de Jesus, nosso Se- nidos e somos povo santo e pecador,
nhor, sua ressurreição e ascensão; dai força para construirmos juntos o
nós queremos a vós oferecer este vosso reino que também é nosso.
Pão que alimenta e que dá vida, este CP ou CC. Por Cristo, com Cristo,
Vinho que nos salva e dá coragem. em Cristo, a vós, Deus Pai Todo-
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! -poderoso, na unidade do Espírito
CC. E quando recebermos Pão e Santo, toda a honra e toda a glória,
Vinho, o Corpo e Sangue dele ofe- agora e para sempre.
recidos, o Espírito nos una num só T. Amém.
corpo, pra sermos um só povo em ORAÇÃO EUCARÍSTICA VII
seu amor. (Sobre a reconciliação I)
T. O Espírito nos una num só corpo! CP. O Senhor esteja convosco.
1C. Protegei vossa Igreja que cami- T. Ele está no meio de nós.
nha nas estradas do mundo rumo ao CP. Corações ao alto.
céu, cada dia renovando a esperança T. O nosso coração está em Deus.
de chegar junto a vós, na vossa paz. CP. Demos graças ao Senhor, nosso
T. Caminhamos na estrada de Jesus! Deus.
2C. Dai ao santo Padre, o Papa N., T. É nosso dever e nossa salvação.
ser bem firme na Fé, na Caridade, e CP. Na verdade, é justo e bom agra-
a N., que é Bispo desta Igreja, muita decer-vos, Deus Pai, porque cons-
luz pra guiar o seu rebanho. tantemente nos chamais a viver na
T. Caminhamos na estrada de Jesus! felicidade completa. Vós, Deus de
3C. Esperamos entrar na vida eter- ternura e de bondade, nunca vos
na com a Virgem, Mãe de Deus e cansais de perdoar. Ofereceis vosso
da Igreja, São José, seu esposo, os perdão a todos, convidando os pe-
apóstolos e todos os santos, que na cadores a entregar-se confiantes à
vida souberam amar Cristo e seus vossa misericórdia.
irmãos. T. Como é grande, ó Pai, a vossa
T. Esperamos entrar na vida eterna! misericórdia!
4C. A todos que chamastes para CP. Jamais nos rejeitastes quando
outra vida na vossa amizade, e aos quebramos a vossa aliança, mas, por
marcados com o sinal da fé, abrin- Jesus, vosso Filho e nosso irmão,
do vossos braços, acolhei-os. Que criastes com a família humana novo
vivam para sempre bem felizes no laço de amizade, tão estreito e forte,
reino que pra todos preparastes. que nada poderá romper. Concedeis
T. A todos dai a luz que não se agora a vosso povo tempo de graça
apaga! e reconciliação. Dai pois, em Cristo

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 18 21/10/2019 11:52


19 Ordinário da Missa
novo alento à vossa Igreja, para que deu a seus amigos, dizendo: to-
se volte para vós. Fazei que, sempre mai, todos, e comei: isto é o
mais dócil ao Espírito Santo, se co- meu corpo, que será entregue
loque ao serviço de todos. por vós. Ao fim da ceia, Jesus, sa-
T. Como é grande, ó Pai, a vossa bendo que ia reconciliar todas as
misericórdia! coisas pelo sangue a ser derramado
CP. Cheios de admiração e reco- na cruz, tomou o cálice com vinho.
nhecimento, unimos nossa voz à Deu graças novamente, e passou o
voz das multidões do céu para can- cálice a seus amigos, dizendo: to-
tar o poder de vosso amor e alegria mai, todos, e bebei: este é o cá-
da nossa salvação: lice do meu sangue, o sangue da
T. Santo, Santo, Santo... nova e eterna aliança, que será
CP. Ó Deus, desde a criação do derramado por vós e por todos
mundo, fazeis o bem a cada um de para remissão dos pecados. fa-
nós para sermos santos como vós zei isto em memória de mim.
sois santo. CP. Eis o mistério da fé!
CC. Olhai vosso povo aqui reunido T. Anunciamos, Senhor, a vossa
e derramai a força do Espírito, para morte e proclamamos a vossa res-
que estas oferendas se tornem o surreição. Vinde, Senhor Jesus!
Corpo ? e o Sangue do Filho muito CC. Lembramo-nos de Jesus Cristo,
amado, no qual também somos vos- nossa páscoa e certeza da paz defi-
sos filhos. nitiva. Hoje celebramos sua morte
CP. Enquanto estávamos perdidos e e ressurreição, esperando o dia feliz
incapazes de vos encontrar, vós nos de sua vinda gloriosa. Por isso, vos
amastes de modo admirável: pois apresentamos, ó Deus fiel, a vítima
vosso Filho – o Justo e Santo – en- de reconciliação que nos faz voltar à
tregou-se em nossas mãos, aceitan- vossa graça.
do ser pregado na cruz. T. Esperamos, ó Cristo, vossa vinda
T. Como é grande, ó Pai, a vossa gloriosa!
misericórdia! CC. Olhai, com amor, Pai miseri-
CP. Antes, porém, de seus braços cordioso, aqueles que atraís para vós,
abertos traçarem entre o céu e a fazendo-os participar no único sa-
terra o sinal permanente da vossa crifício de Cristo. Pela força do Es-
aliança, Jesus quis celebrar a páscoa pírito Santo, todos se tornem um só
com seus discípulos. corpo bem unido, no qual todas as
CC. Ceando com eles, tomou o pão divisões sejam superadas.
e pronunciou a bênção de ação de T. Esperamos, ó Cristo, vossa vinda
graças. Depois, partindo o pão, o gloriosa!

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 19 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 20

1C. Conservai-nos, em comunhão sempre levais as pessoas a procurar a


de fé e amor, unidos ao Papa N., reconciliação. Vosso Espírito Santo
e ao nosso Bispo N. Ajudai-nos a move os corações, de modo que os
trabalhar juntos na construção do inimigos voltem à amizade, os ad-
vosso reino, até o dia em que, diante versários se deem as mãos e os povos
de vós, formos santos com os vossos procurem reencontrar a paz.
santos, ao lado da Virgem Maria, de T. Fazei-nos, ó Pai, instrumentos
seu esposo São José e dos Apósto- de vossa Paz!
los, com nossos irmãos e irmãs já CP. Sim, ó Pai, porque é obra vossa
falecidos que confiamos à vossa mi- que a busca da paz vença os confli-
sericórdia. Quando fizermos parte tos, que o perdão supere o ódio e a
da nova criação, enfim libertada de vingança dê lugar à reconciliação.
toda maldade e fraqueza, podere- Por tudo de bom que fazeis, Deus
mos cantar a ação de graças de Cris- de misericórdia, não podemos dei-
to que vive para sempre. xar de vos louvar e agradecer. Uni-
T. Esperamos, ó Cristo, vossa vinda dos ao coro dos reconciliados, can-
gloriosa! tamos (dizemos) a uma só voz:
CP ou CC. Por Cristo, com Cristo, T. Santo, Santo, Santo...
em Cristo, a vós, Deus Pai todo- CP. Deus de amor e de poder, louva-
-poderoso, na unidade do Espírito do sois em vosso Filho Jesus Cris-
Santo, toda a honra e toda a glória, to, que veio em vosso nome. Ele é a
agora e para sempre. vossa palavra que liberta e salva toda
T. Amém. a humanidade. Ele é a mão que es-
ORAÇÃO EUCARÍSTICA VIII tendeis aos pecadores. Ele é o cami-
(Sobre reconciliação 2) nho pelo qual nos chega a vossa paz
CP. O Senhor esteja convosco. T. Fazei-nos, ó Pai, instrumentos
T. Ele está no meio de nós. de vossa paz!
CP. Corações ao alto. CP. Deus, nosso Pai, quando vos
T. O nosso coração está em Deus. abandonamos, vós nos reconduzis-
CP. Demos graças ao Senhor, nosso tes por vosso Filho, entregando-o à
Deus. morte para que voltássemos a vós e
T. É nosso dever e nossa salvação. nos amássemos uns aos outros. Por
CP. Nós vos agradecemos, Deus Pai isso, celebramos a reconciliação que
todo-poderoso, e por causa de vossa vosso filho nos mereceu.
ação no mundo vos louvamos pelo CC. Cumprindo o que ele nos man-
Senhor Jesus. No meio da humani- dou, vos pedimos: Santificai, ? por
dade, dividida em contínua discór- vosso Espírito, estas oferendas. An-
dia, sabemos por experiência que tes de dar a vida para nos libertar,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 20 21/10/2019 11:52


21 Ordinário da Missa
durante a ceia, Jesus tomou o pão, nesta ceia, dai-nos o mesmo Espíri-
pronunciou a bênção de ação de to, de reconciliação e de paz.
graças e o entregou a seus discípulos, T. Glória e louvor ao Pai, que em
dizendo: tomai, todos, e comei: Cristo nos reconciliou!
isto é o meu corpo, que será en- 1C. Ele nos conserve em comunhão
tregue por vós. Naquela mesma com o Papa N., e o nosso Bispo N.,
noite, tomou nas mãos o cálice e, com todos os bispos e o povo que
proclamando a vossa misericórdia, conquistastes. Fazei de vossa Igreja
o deu a seus discípulos, dizendo: sinal da unidade entre os seres hu-
tomai, todos, e bebei: este é o manos e instrumento da vossa paz!
cálice do meu sangue, o sangue T. Glória e louvor ao Pai, que em
da nova e eterna aliança, que Cristo nos reconciliou!
será derramado por vós e por 2C. Assim como aqui nos reunis-
todos para remissão dos peca- tes, ó Pai, à mesa do vosso Filho em
dos. fazei isto em memória de união com a Virgem Maria, Mãe de
mim. Deus, São José, seu esposo, e com to-
CP. Eis o mistério da fé! dos os santos, reuni no mundo novo,
T. Anunciamos, Senhor, a vossa onde brilha a vossa paz, os homens
morte e proclamamos a vossa res- e as mulheres de todas as classes e
surreição. Vinde, Senhor Jesus! nações, de todas as raças e línguas,
CC. Ó Deus, Pai de misericórdia, para a ceia da comunhão eterna, por
vosso Filho nos deixou esta prova Jesus Cristo, nosso Senhor.
de amor. Celebrando a sua morte e T. Glória e louvor ao Pai, que em
ressurreição, nós vos damos aquilo Cristo nos reconciliou!
que nos destes: o sacrifício da per- CP ou CC. Por Cristo, com Cristo,
feita reconciliação. em Cristo, a vós, Deus Pai todo-
T. Glória e louvor ao Pai, que em -poderoso, na unidade do Espírito
Cristo nos reconciliou! Santo, toda a honra e toda a glória,
CC. Nós vos pedimos, ó Pai, aceitai- agora e para sempre.
-nos também com vosso Filho e, T. Amém.

RITO DA COMUNHÃO

CP. Obedientes à palavra do Salvador e CP. Rezemos, com amor e confiança, a ora-
formados por seu divino ensinamento, ou- ção que o Senhor Jesus nos ensinou:
samos dizer: Ou
Ou CP. O Senhor nos comunicou o seu

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 21 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 22

Espírito. Com a confiança e a liberdade de dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a


filhos, digamos juntos: unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o
Ou Espírito Santo.
CP. Antes de participar do banquete da T. Amém.
Eucaristia, sinal de reconciliação e vínculo CP. A paz do Senhor esteja sempre
de união fraterna, rezemos, juntos, como o convosco.
Senhor nos ensinou: T. O amor de Cristo nos uniu.
Ou CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo
CP. Guiados pelo Espírito de Jesus e ilu- Jesus.
minados pela sabedoria do Evangelho, ou- Ou
samos dizer: CP. Como filhos e filhas do Deus da paz,
O sacerdote abre os braços e prossegue com o saudai-vos com um gesto de comunhão
povo: fraterna.
Pai nosso que estais nos céus, santifi- Ou
cado seja o vosso nome; venha a nós o CP. Em Jesus, que nos tornou todos irmãos
vosso reino, seja feita a vossa vontade, e irmãs com sua cruz, saudai-vos com um
assim na terra como no céu; o pão nos- sinal de reconciliação e de paz.
so de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos Ou
as nossas ofensas, assim como nós per- CP. No Espírito de Cristo ressuscitado,
doamos a quem nos tem ofendido; e não saudai-vos com um sinal de paz.
nos deixeis cair em tentação, mas livrai- Em seguida, o sacerdote parte o pão consa-
-nos do mal. grado sobre a patena e coloca um pedaço no
O sacerdote prossegue sozinho, de braços cálice, rezando em silêncio:
abertos: Esta união do Corpo e do Sangue de Jesus,
CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e o Cristo e Senhor nosso, que vamos rece-
dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela ber, nos sirva para a vida eterna.
vossa misericórdia, sejamos sempre livres Enquanto isso, canta-se ou recita-se:
do pecado e protegidos de todos os peri- Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
gos, enquanto, vivendo a esperança, aguar- do mundo, tende piedade de nós. Cor-
damos a vinda do Cristo Salvador. deiro de Deus, que tirais o pecado do
T. Vosso é o reino, o poder e a glória para mundo, tende piedade de nós. Cordeiro
sempre! de Deus, que tirais o pecado do mundo,
O sacerdote, de braços abertos, diz em voz dai-nos a paz.
alta: O sacerdote, de mãos unidas, reza em silêncio:
CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vos- Senhor Jesus Cristo, o vosso Corpo e o
sos Apóstolos: Eu vos deixo a paz, eu vos vosso Sangue, que vou receber, não se tor-
dou a minha paz. Não olheis os nossos nem causa de juízo e condenação; mas, por
pecados, mas a fé que anima vossa Igreja; vossa bondade, sejam sustento e remédio

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 22 21/10/2019 11:52


23 Ordinário da Missa
para minha vida. E acrescenta, com o povo, uma só vez:
CP. Felizes os convidados para a Ceia do T. Senhor, eu não sou digno(a) de que en-
Senhor. treis em minha morada, mas dizei uma
Ou palavra e serei salvo(a).
CP. Eu sou a luz do mundo; quem me se- CP. Que o Corpo de Cristo me guarde para
gue não andará nas trevas, mas terá a luz a vida eterna.
da vida. Comunga o Sangue de Cristo. Enquanto se
Ou faz a purificação, o sacerdote reza em silên-
CP. Quem come minha Carne e bebe meu cio: Fazei, Senhor, que conservemos num co-
Sangue permanece em mim e eu nele. ração puro o que nossa boca recebeu. E que esta
Ou dádiva temporal se transforme para nós em
CP. Provai e vede como o Senhor é bom; remédio eterno. Terminada a comunhão dos
feliz de quem nele encontra seu refúgio. fiéis, de pé, junto à cadeira ou ao altar, o sa-
Ou cerdote diz: Oremos. E todos, com o sacerdote,
CP. Eu sou o Pão vivo, que desceu do rezam algum tempo em silêncio, se ainda não
céu: se alguém come deste Pão, viverá o fizeram. Em seguida, o sacerdote, abrindo
eternamente. os braços, diz a oração “Depois da comunhão”.
CP. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pe- Ao terminar, o povo aclama:
cado do mundo. T. Amém.

RITOS FINAIS

CP. O Senhor esteja convosco. Horas ou dos Sacramentos. O diácono ou,


T. Ele está no meio de nós. na falta dele, o próprio sacerdote poderá
CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai fazer o convite com estas ou outras pala-
e Filho ? e Espírito Santo. vras: Inclinai-vos para receber a bênção.
Depois, o diácono ou o próprio sacerdote diz Em seguida, o sacerdote estende as mãos
ao povo, unindo as mãos: sobre o povo, profere as bênçãos e, ao ter-
Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe. minar, todos aclamam: Amém.
Ou TEMPO DA QUARESMA
A alegria do Senhor seja a vossa força; ide CP. Deus, Pai de misericórdia, conceda a
em paz e o Senhor vos acompanhe. todos vós, como concedeu ao filho pródigo,
T. Graças a Deus. a alegria do retorno à casa.
BÊNÇÃOS SOLENES T. Amém.
As seguintes bênçãos podem ser usadas, à CP. O Senhor Jesus Cristo, modelo de ora-
vontade do sacerdote, no f im da Missa, ção e de vida, vos guie nesta caminhada
da Liturgia da Palavra, da Liturgia das quaresmal a uma verdadeira conversão.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 23 21/10/2019 11:52


Ordinário da Missa 24

T. Amém. Depois, o diácono ou o próprio sacerdote diz


CP. O Espírito de sabedoria e fortaleza vos ao povo, unindo as mãos:
sustente na luta contra o mal, para poder- Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe.
des com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. Ou
T. Amém. A alegria do Senhor seja a vossa força; ide
CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai em paz e o Senhor vos acompanhe.
e Filho ? e Espírito Santo. T. Graças a Deus.
T. Amém.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 24 21/10/2019 11:52


25 DIA 01

DIA 01 DE MARÇO DE 2020


1º DOMINGO DA QUARESMA
ROXO – 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DOMINICAL QUARESMAL – CREDO E PREFÁCIO PRÓPRIO.)

Sugestões para a Celebração dignidade pela reflexão e aprofundamen-


1. Enfeitar a entrada da igreja com alguma to da Campanha da Fraternidade.
imagem que faça referência às tentações de ORAÇÃO DO DIA
Jesus no deserto, tema do Evangelho da missa CP. Concedei-nos, ó Deus onipo-
neste 1º Domingo do Tempo da Quaresma. tente, que, ao longo desta Quaresma,
2. No Tempo da Quaresma é proibido orna- possamos progredir no conhecimen-
mentar com flores o altar. Excetuam-se, po- to de Jesus Cristo e corresponder a
rém, o domingo Laetare (IV da Quaresma), seu amor por uma vida santa. Por
solenidades e festas. IGMR, n. 305. nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Fi-
3. Dar atenção especial à execução do Salmo lho, na unidade do Espírito Santo.
Responsorial, cujo refrão serve como chave de PRIMEIRA LEITURA – Gn 2,7-9; 3,1-7
compreensão e meditação para toda a Litur- Criação e pecado dos primeiros pais.
gia da Palavra da celebração de hoje. Escolher Leitura do Livro do Gênesis.
uma melodia que seja apropriada para o tema. 7O Senhor Deus formou o homem
4. Dedicar especial atenção ao preparo das do pó da terra, soprou-lhe nas narinas
leituras que a liturgia propõe, as quais for- o sopro da vida e o homem tornou-
mam uma unidade que consiste em riquíssi- -se um ser vivente. 8Depois, o Senhor
mo alimento espiritual para toda a trajetória Deus plantou um jardim em Éden, ao
quaresmal dos fiéis. oriente, e ali pôs o homem que havia
Antífona da Entrada – Sl 90,15-16 formado. 9E o Senhor Deus fez bro-
Quando meu servo chamar, hei de atendê- tar da terra toda sorte de árvores de
-lo, estarei com ele na tribulação. Hei de li- aspecto atraente e de fruto saboroso
vrá-lo e glorificá-lo e lhe darei longos dias. ao paladar, a árvore da vida no meio
Introdução ao Mistério Celebrado do jardim e a árvore do conhecimento
L. (ou CP): Irmãs e irmãos, neste Pri- do bem e do mal. 3,1A serpente era o
meiro Domingo da Quaresma, pela força mais astuto de todos os animais dos
da Palavra de Deus, somos convidados campos que o Senhor Deus tinha
a vencer as tentações que nos desviam feito. Ela disse à mulher: “É verdade
do seguimento de Jesus. Em comunhão que Deus vos disse: ‘Não comereis
com toda a Igreja no Brasil, reafirma- de nenhuma das árvores do jardim?’”
mos o nosso compromisso com o cuida- 2E a mulher respondeu à serpente:
do da vida e a sua promoção em vista da “Do fruto das árvores do jardim, nós

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 25 21/10/2019 11:52


DIA 01 26

podemos comer. 3Mas do fruto da Dai-me de novo a alegria de ser


14
árvore que está no meio do jardim, salvo */ e confirmai-me com espíri-
Deus nos disse: ‘Não comais dele nem to generoso!/ 17Abri meus lábios, ó
sequer o toqueis, do contrário, mor- Senhor, para cantar,*/ e minha boca
rereis’”, 4A serpente disse à mulher: anunciará vosso louvor! R.
“Não, vós não morrereis. 5Mas Deus SEGUNDA LEITURA – Rm 5,12-19
sabe que no dia em que dele comer- (A mais breve entre colchetes – Rm 5,12.17-19)
des, vossos olhos se abrirão e vós se- Onde se multiplicou o pecado, aí superabundou a graça.
reis como Deus conhecendo o bem e Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.
o mal”. 6A mulher viu que seria bom [Irmãos: 12Consideremos o seguinte:
comer da árvore, pois era atraente O pecado entrou no mundo por um
para os olhos e desejável para se al- só homem. Através do pecado, entrou
cançar conhecimento. E colheu um a morte. E a morte passou para todos
fruto, comeu e deu também ao mari- os homens, porque todos pecaram.]
do, que estava com ela, e ele comeu. 13Na realidade, antes de ser dada a

7Então, os olhos dos dois se abriram; Lei, já havia pecado no mundo. Mas
e, vendo que estavam nus, teceram o pecado não pode ser imputado,
tangas para si com folhas de figueira. quando não há lei. 14No entanto, a
Palavra do Senhor. morte reinou, desde Adão até Moi-
SALMO RESPONSORIAL sés, mesmo sobre os que não pecaram
Sl 50(51),3-4.5-6a.12-13.14.17(R. 3a) como Adão, – o qual era a figura pro-
R. Piedade, ó Senhor, tende pieda- visória daquele que devia vir –. 15Mas
de, pois pecamos contra vós. isso não quer dizer que o dom da gra-
3Tende piedade, ó meu Deus, mi- ça de Deus seja comparável à falta de
sericórdia! */ Na imensidão de vos- Adão! A transgressão de um só levou
so amor, purificai-me!/ 4Lavai-me a multidão humana à morte, mas foi
todo inteiro do pecado,*/ e apagai de modo bem superior que a graça de
completamente a minha culpa! R. Deus, ou seja, o dom gratuito conce-
5Eu reconheço toda a minha iniqui- dido através de um só homem, Jesus
dade,*/ o meu pecado está sempre à Cristo, se derramou em abundân-
minha frente./ 6aFoi contra vós, só cia sobre todos. 16Também, o dom é
contra vós, que eu pequei,*/ e prati- muito mais eficaz do que o pecado de
quei o que é mau aos vossos olhos! R. um só. Pois a partir de um só peca-
12Criai em mim um coração que seja do o julgamento resultou em conde-
puro,*/ dai-me de novo um espírito nação, mas o dom da graça frutifica
decidido./ 13Ó Senhor, não me afas- em justificação, a partir de inúmeras
teis de vossa face,*/ nem retireis de faltas. 17[Por um só homem, pela falta
mim o vosso Santo Espírito! R. de um só homem, a morte começou

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 26 21/10/2019 11:52


27 DIA 01

a reinar. Muito mais reinarão na vida, Deus, lança-te daqui abaixo! Porque
pela mediação de um só, Jesus Cris- está escrito: ‘Deus dará ordens aos
to, os que recebem o dom gratuito e seus anjos a teu respeito, e eles te le-
superabundante da justiça. 18Como a varão nas mãos, para que não trope-
falta de um só acarretou condenação ces em alguma pedra’”. 7Jesus lhe res-
para todos os homens, assim o ato de pondeu: “Também está escrito: ‘Não
justiça de um só trouxe, para todos os tentarás o Senhor teu Deus!’” 8Nova-
homens, a justificação que dá a vida. mente, o diabo levou Jesus para um
19Com efeito, como pela desobediên- monte muito alto. Mostrou-lhe todos
cia de um só homem a humanidade os reinos do mundo e sua glória, 9e lhe
toda foi estabelecida numa situação disse: “Eu te darei tudo isso, se te ajoe-
de pecado, assim também, pela obe- lhares diante de mim, para me ado-
diência de um só, toda a humanidade rar”. 10Jesus lhe disse: “Vai-te embora,
passará para uma situação de justiça.] Satanás, porque está escrito: ‘Adorarás
Palavra do Senhor. ao Senhor teu Deus e somente a ele
Aclamação ao Evangelho – Mt 4,4b prestarás culto’”. 11Então o diabo o
R. Louvor e glória a ti, Senhor, Cristo, deixou. E os anjos se aproximaram e
Palavra de Deus. serviram a Jesus. Palavra da Salvação.
V. O homem não vive somente de pão, mas Meditando a Palavra de Deus
de toda a palavra da boca de Deus. R. O Apóstolo S. Paulo, na Carta aos Ro-
EVANGELHO – Mt 4,1-11 manos, nos apresenta um resumo da ação
Jesus jejuou durante quarenta dias e foi tentado. salvífica de Deus, operada por Cristo:
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo “Por um só homem, pela falta de um só
segundo Mateus. homem, a morte começou a reinar. Muito
Naquele tempo, 1o Espírito conduziu mais reinarão na vida, pela mediação de
Jesus ao deserto, para ser tentado pelo um só, Jesus Cristo (...)” (v. 17). Verda-
diabo. 2Jesus jejuou durante quarenta deiramente, Jesus, o Novo Adão, restaura
dias e quarenta noites, e, depois disso, por sua obediência, até à morte o que o
teve fome. 3Então, o tentador aproxi- velho Adão perdera pela desobediência
mou-se e disse a Jesus: “Se és Filho (Rm 5,19). Nossos primeiros pais ou-
de Deus, manda que estas pedras se viram e deram crédito às insinuações do
transformem em pães!”. 4Mas Jesus Tentador, que distorceu as recomendações
respondeu: “Está escrito: ‘Não só de do Senhor, para que lhe desobedecessem
pão vive o homem, mas de toda pala- (Gn 3, 1-5). A promessa inicial de Deus era
vra que sai da boca de Deus’”. 5Então que o homem e a mulher participassem da
o diabo levou Jesus à Cidade Santa, vida Divina, por uma profunda comunhão
colocou-o sobre a parte mais alta do com ele. Isto é, o desejo de Deus era o de
Templo, 6e lhe disse: “Se és Filho de nos tornar “deuses” na íntima comunhão

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 27 21/10/2019 11:52


DIA 01 28

de vida com ele. A serpente, Satanás, apre- 2. Suplicamos, Senhor, por aquelas pessoas que
senta um outro projeto: sejam deuses sem são tentadas a perder a fé, e a esperança, nós
Deus; sejam independentes! Criados para vos pedimos.
a comunhão com o Criador, nossos pri- 3. Inspirai-nos reflexões e ações concre-
meiros pais, pela desobediência à sua voz, tas, para que possamos ser verdadeiros
dele se separaram. O Verbo de Deus assu- samaritanos em nossa sociedade, nós vos
miu a nossa carne e fez-se em tudo igual pedimos.
a nós, menos no pecado (Hb 4, 15). Ele, o (Outras intenções preparadas pela equipe)
Justo e Santo, veio restaurar a comunhão CP. Rezemos juntos a oração da Campa-
do gênero humano com Deus: o Filho de nha da Fraternidade 2020:
Deus se fez Filho do Homem, para que T. Deus, nosso Pai, fonte da vida e princí-
os homens se tornassem filhos de Deus pio do bem viver, criastes o ser humano e
pela graça do Batismo, participação na sua lhe confiastes o mundo como um jardim a
morte e ressurreição. Jesus precede o iní- ser cultivado com amor. Dai-nos um co-
cio do seu ministério público por quarenta ração acolhedor para assumir a vida como
dias de retiro, após os quais foi tentado dom e compromisso. Abri nossos olhos
pelo diabo (Mt 4,1s). Em nosso nome e para ver as necessidades dos nossos irmãos
para a nossa salvação, sofreu as tentações e e irmãs, sobretudo dos mais pobres e mar-
venceu o tentador. Em Cristo e por Cristo ginalizados. Ensinai-nos a sentir a ver-
temos as condições de vencer as tentações dadeira compaixão expressa no cuidado
que nos afligem. Assim como Jesus, só po- fraterno, próprio de quem reconhece no
demos não ceder às tentações por meio da próximo o rosto do vosso Filho. Inspirai-
Palavra: Jesus rebateu cada insinuação do -nos palavras e ações para sermos constru-
Tentador com um versículo da Escritura. tores de uma nova sociedade, reconciliada
Estes versículos eram uma contrapropos- no amor. Dai-nos a graça de vivermos em
ta ao que era apresentado pelo diabo. Em comunidades eclesiais missionárias que,
nosso itinerário quaresmal, utilizemos compadecidas, vejam, se aproximem e
a espada do Espírito, a Palavra de Deus, cuidem daqueles que sofrem, a exemplo
para podermos resistir às insídias do diabo de Maria, a Senhora da Conceição Apa-
(Ef 6, 11.17). recida, e de Santa Dulce dos Pobres, Anjo
Preces da Comunidade Bom do Brasil. Por Jesus, o Filho amado,
P. Irmãs e irmãos, com toda confiança, no Espírito, Senhor que dá a vida. Amém!
apresentemos ao Senhor as nossas preces. SOBRE AS OFERENDAS
(Resposta cantada ou rezada) CP. Fazei, ó Deus, que o nosso co-
R. Renovai, Senhor, o vosso povo! ração corresponda a estas oferendas
1. Confirmai a vossa Igreja, Senhor, para que com as quais iniciamos nossa ca-
sempre resista às tentações do poder e do su- minhada para a Páscoa. Por Cristo,
cesso, nós vos pedimos. nosso Senhor.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 28 21/10/2019 11:52


29 DIA 02

Prefácio: A tentação do Senhor. a plenitude eterna, com os anjos e todos


V. O Senhor esteja convosco. os santos, nós vos aclamamos, cantando
R. Ele está no meio de nós. (dizendo) a uma só voz:
V. Corações ao alto. R. Santo, Santo, Santo...
R. O nosso coração está em Deus. Antífona da Comunhão – Mt 4,4
V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. Não só de pão vive o homem, mas de toda
R. É nosso dever e nossa salvação. palavra que sai da boca de Deus.
Na verdade, é justo e necessário, é nosso DEPOIS DA COMUNHÃO
dever e salvação dar-vos graças, sempre e CP. Ó Deus, que nos alimentastes
em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus com este pão que nutre a fé, incenti-
eterno e todo-poderoso, por Cristo, Se- va a esperança e fortalece a caridade,
nhor nosso. Jejuando quarenta dias no dai-nos desejar o Cristo, pão vivo e
deserto, Jesus consagrou a observância verdadeiro, e viver de toda palavra
quaresmal. Desarmando as ciladas do an- que sai de vossa boca. Por Cristo,
tigo inimigo, ensinou-nos a vencer o fer- nosso Senhor.
mento da maldade. Celebrando agora o Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom José Val-
mistério pascal, nós nos preparamos para mor Cesar Teixeira (1953). Ordenação Episcopal:
a Páscoa definitiva. Enquanto esperamos Dom Marcos Antônio Tavoni (2014).

02 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 2ª FEIRA DA 1ª SEMANA DA QUARESMA. 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 122,2-3 da Quaresma nos seja útil, iluminai-


Como os olhos dos servos estão voltados -nos com a doutrina celeste. Por
para as mãos de seu senhor, assim os nos- nosso Senhor Jesus Cristo, vosso
sos, para o Senhor nosso Deus, até que se Filho, na unidade do Espírito Santo.
compadeça de nós. Tende piedade de nós, PRIMEIRA LEITURA – Lv 19,1-2.11-18
Senhor, tende piedade de nós! Julga teu próximo conforme a justiça.
Introdução ao Mistério Celebrado Leitura do Livro do Levítico.
L. (ou CP): Entremos na Celebração de 1O Senhor falou a Moisés, dizen-
hoje com o desejo de sermos iluminados do: 2“Fala a toda a comunidade dos
pela Palavra de Deus e de fazermos dela filhos de Israel, e dize-lhes: Sede
a nossa regra de vida diária. santos, porque eu, o Senhor vosso
ORAÇÃO DO DIA Deus, sou santo. 11Não furteis, não
CP. Convertei-nos, ó Deus, nosso digais mentiras, nem vos enganeis
Salvador, e, para que a celebração uns aos outros. 12Não jureis falso por

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 29 21/10/2019 11:52


DIA 02 30

meu nome, profanando o nome do do Senhor são corretos */ e justos


Senhor teu Deus. Eu sou o Senhor. igualmente. R.
13Não explores o teu próximo nem 15Que vos agrade o cantar dos meus
pratiques extorsão contra ele. Não lábios */ e a voz da minha alma;/
retenhas contigo a diária do assala- que ela chegue até vós, ó Senhor,*/
riado até o dia seguinte. 14Não amal- meu Rochedo e Redentor! R.
diçoes o surdo, nem ponhas tropeço Aclamação ao Evangelho – 2Cor 6,2b
diante do cego, mas temerás o teu R. Salve, Cristo, Luz da vida, companhei-
Deus. Eu sou o Senhor. 15Não come- ro na partilha!
tas injustiças no exercício da justiça; V. Eis o tempo de conversão eis o dia da
não favoreças o pobre nem prestigies salvação. R.
o poderoso. Julga teu próximo con- EVANGELHO – Mt 25,31-46
forme a justiça. 16Não sejas um mal- Todas as vezes que fizestes isso a um dos menores
dizente entre o teu povo. Não cons- de meus irmãos foi a mim que o fizestes.
pires, caluniando-o, contra a vida do ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
teu próximo. Eu sou o Senhor. 17Não segundo Mateus.
tenhas no coração ódio contra teu ir- Naquele tempo, disse Jesus aos seus
mão. Repreende o teu próximo, para discípulos: 31“Quando o Filho do
não te tornares culpado de pecado Homem vier em sua glória, acompa-
por causa dele. 18Não procures vin- nhado de todos os anjos, então se as-
gança, nem guardes rancor aos teus sentará em seu trono glorioso. 32To-
compatriotas. Amarás o teu próximo dos os povos da terra serão reunidos
como a ti mesmo. Eu sou o Senhor”. diante dele, e ele separará uns dos
Palavra do Senhor. outros, assim como o pastor separa
SALMO RESPONSORIAL as ovelhas dos cabritos. 33E colocará
Sl 18(19),8.9.10.15(Jo 6,63c) as ovelhas à sua direita e os cabritos à
R. Ó Senhor, vossas palavras são es- sua esquerda. 34Então o Rei dirá aos
pírito e vida! que estiverem à sua direita: ‘Vinde
8A lei do Senhor Deus é perfeita,*/ benditos de meu Pai! Recebei como
conforto para a alma!/ O testemu- herança o Reino que meu Pai vos
nho do Senhor é fiel,*/ sabedoria preparou desde a criação do mun-
dos humildes. R. do! 35Pois eu estava com fome e me
9Os preceitos do Senhor são preci- destes de comer; eu estava com sede
sos,*/ alegria ao coração./ O manda- e me destes de beber; eu era estran-
mento do Senhor é brilhante,*/ para geiro e me recebestes em casa; 36eu
os olhos é uma luz. R. estava nu e me vestistes; eu estava
10É puro o temor do Senhor,*/ imu- doente e cuidastes de mim; eu estava
tável para sempre./ Os julgamentos na prisão e fostes me visitar’. 37Então

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 30 21/10/2019 11:52


31 DIA 02

os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, violência, as drogas, o tráfico de pessoas


quando foi que te vimos com fome e o aquecimento global. Além disto, o
e te demos de comer? com sede e te homem ou a mulher comum de nos-
demos de beber? 38Quando foi que sa sociedade enfrenta diariamente suas
te vimos como estrangeiro e te re- próprias preocupações pessoais: de fa-
cebemos em casa, e sem roupa e te mília e trabalho, dinheiro e saúde. Tudo
vestimos? 39Quando foi que te vimos isso pesa sobre nós e torna difícil prestar
doente ou preso, e fomos te visitar?’ atenção ao pedido de dinheiro de um
40Então o Rei lhes responderá: ‘Em mendigo, sentir compaixão pelas pes-
verdade eu vos digo, que todas as ve- soas que dormem na rua, ou pensar se-
zes que fizestes isso a um dos meno- riamente em dedicar uma parte de nosso
res de meus irmãos, foi a mim que o tempo livre a um projeto de assistência
fizestes!’ 41Depois o Rei dirá aos que social. Vivemos sobrecarregados. Entre-
estiverem à sua esquerda: ‘Afastai- tanto, no Evangelho de hoje, o próprio
-vos de mim, malditos! Ide para o Senhor glorioso nos aborda, nos pega
fogo eterno, preparado para o diabo pela manga, nos olha no rosto e nos
e para os seus anjos. 42Pois eu estava diz: “Está vendo estas pessoas sofridas?
com fome e não me destes de comer; Cada uma delas se chama Jesus. Esta é
eu estava com sede e não me destes a identidade secreta de cada um dos so-
de beber; 43eu era estrangeiro e não fredores”. Se a Quaresma tem algumas
me recebestes em casa; eu estava nu lições fundamentais, esta sem dúvida é
e não me vestistes; eu estava doente uma delas. Mesmo com a nossa sobre-
e na prisão e não fostes me visitar’. carga, não podemos nos fazer cegos e
44E responderão também eles: ‘Se- surdos aos indivíduos necessitados de
nhor, quando foi que te vimos com nossa sociedade. Ao contrário, somos
fome, ou com sede, como estrangei- chamados a reconhecer a presença real
ro, ou nu, doente ou preso, e não te do Senhor em cada um.
servimos?’ 45Então o Rei lhes res- Preces da Comunidade
ponderá: ‘Em verdade eu vos digo, P. Neste tempo litúrgico, a Igreja nos chama
todas as vezes que não fizestes isso à conversão. Peçamos a graça de viver com
a um desses pequeninos, foi a mim fidelidade as práticas quaresmais de piedade.
que não o fizestes!’ 46Portanto, estes R. Criai em nós, Senhor, um coração novo!
irão para o castigo eterno, enquan- 1. Para que, por meio da prática da ora-
to os justos irão para a vida eterna”. ção, possamos crescer no conhecimento de
Palavra da Salvação. Deus, nosso Salvador, rezemos.
Meditando a Palavra de Deus 2. Para que, por meio da prática do jejum,
Vivemos numa época de desafios enor- possamos ficar mais livres de nossos ape-
mes: a fome mundial, o terrorismo, a gos egoístas, rezemos.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 31 21/10/2019 11:52


DIA 03 32

3. Para que, por meio da prática da esmola, Antífona da Comunhão – Mt 25,40.34


possamos aliviar o sofrimento dos indi- Em verdade eu vos digo: tudo o que fi-
gentes, rezemos. zestes ao menor dos meus irmãos, foi a
R. Criai em nós, Senhor, um coração novo! mim que o fizestes, diz o Senhor. Vinde,
4. Para que, por meio da prática das boas benditos do meu Pai: tomai posse do rei-
obras, possamos dar testemunho da bon- no preparado para vós desde o princípio
dade do Pai celestial, rezemos. do mundo.
(Outras intenções) DEPOIS DA COMUNHÃO
P. Escutai-nos, Senhor Jesus, e dai-nos CP. Ó Deus, pela recepção des-
força e ânimo para responder neste tempo te sacramento, experimentemos
de graça aos apelos do Evangelho. Vós que vosso auxílio na alma e no corpo,
viveis e reinais para sempre. e assim, salvos em todo o nosso
SOBRE AS OFERENDAS ser, nos alegremos com a plenitu-
CP. Acolhei, ó Deus, esta oferenda, de da redenção. Por Cristo, nosso
sinal de nossa dedicação. Fazei que Senhor.
ela santifique a nossa vida e obte- Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Amilton Ma-
nha para nós vosso favor. Por Cristo, noel da Silva (1963). Ordenação Episcopal: Dom Airton
nosso Senhor. José dos Santos (2002); Dom Osório Bebber (1980).

03 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 3ª FEIRA DA 1ª SEMANA DA QUARESMA. 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 89,1-2 penitência corporal. Por nosso Se-


Vós fostes, Senhor, o refúgio para nós de nhor Jesus Cristo, vosso Filho, na
geração em geração: desde sempre e para unidade do Espírito Santo.
sempre vós sois Deus. PRIMEIRA LEITURA – Is 55,10-11
Introdução ao Mistério Celebrado A palavra que sair de minha boca
L. (ou CP): Meus irmãos e irmãs, toda realizará tudo que for de minha vontade.
celebração é um encontro com a graça Leitura do Livro do Profeta Isaías.
de Deus. Que nossa participação nesta Isto diz o Senhor: 10“Assim como a
Celebração nos ensine a rezar e a viver chuva e a neve descem do céu e para lá
como Jesus. não voltam mais, mas vêm irrigar e fe-
ORAÇÃO DO DIA cundar a terra, e fazê-la germinar e dar
CP. Olhai, ó Deus, vossa família e semente, para o plantio e para a alimen-
fazei crescer no vosso amor aque- tação, 11assim a palavra que sair de mi-
les que agora se mortificam pela nha boca; não voltará para mim vazia;

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 32 21/10/2019 11:52


33 DIA 03

antes, realizará tudo que for de minha useis muitas palavras, como fazem
vontade e produzirá os efeitos que pre- os pagãos. Eles pensam que serão
tendi, ao enviá-la”. Palavra do Senhor. ouvidos por força das muitas pa-
SALMO RESPONSORIAL lavras. 8Não sejais como eles, pois
Sl 33(34),4-5.6-7.16-17.18-19(R. 18b) vosso Pai sabe do que precisais,
R. O Senhor liberta os justos de to- muito antes que vós o peçais. 9Vós
das as angústias. deveis rezar assim: Pai nosso que
4Comigo engrandecei ao Senhor estás nos céus, santificado seja o
Deus,*/ exaltemos todos juntos o teu nome; 10venha o teu Reino; seja
seu nome!/ 5Todas as vezes que o feita a tua vontade, assim na terra
busquei, ele me ouviu,*/ e de todos como nos céus. 11O pão nosso de
os temores me livrou. R. cada dia dá-nos hoje. 12Perdoa as
6Contemplai a sua face e alegrai- nossas ofensas, assim como nós per-
-vos,*/ e vosso rosto não se cubra doamos a quem nos tem ofendido.
de vergonha!/ 7Este infeliz gritou a 13E não nos deixes cair em tentação,
Deus, e foi ouvido,*/ e o Senhor o mas livra-nos do mal. 14De fato, se
libertou de toda angústia. R. vós perdoardes aos homens as fal-
16O Senhor pousa seus olhos sobre tas que eles cometeram, vosso Pai
os justos,*/ e seu ouvido está aten- que está nos céus também vos per-
to ao seu chamado;/ 17mas ele volta doará. 15Mas, se vós não perdoardes
a sua face contra os maus,*/ para aos homens, vosso Pai também não
da terra apagar sua lembrança. R. perdoará as faltas que vós cometes-
18Clamam os justos, e o Senhor bon- tes”. Palavra da Salvação.
doso escuta */ e de todas as angús- Meditando a Palavra de Deus
tias os liberta./ 19Do coração atribu- “Vós deveis rezar assim”. A liturgia de
lado ele está perto*/ e conforta os de hoje nos ensina a rezar. Mais ainda, ela
espírito abatido. R. nos mostra Jesus rezando e o próprio
Aclamação ao Evangelho – Mt 4,4b Deus Pai rezando. De fato, na 1ª leitura
R. Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai, ouvimos o Senhor afirmar muito enfa-
que é amor! ticamente que sua palavra – poderíamos
V. O homem não vive somente de pão, mas dizer, sua oração em e por nós – não
de toda palavra da boca de Deus. R. volta para ele vazia ou sem produzir os
EVANGELHO – Mt 6,7-15 seus efeitos (Is 55,11). E Jesus também
Vós deveis rezar assim. nos ensina não apenas quais palavras
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo Deus espera ouvir de nós, mas como
segundo Mateus. elas podem vir a ser plenamente aten-
Naquele tempo, disse Jesus aos seus didas: se imitarmos a vida e a morte de
discípulos: 7“Quando orardes, não Jesus. “Se perdoardes aos homens as

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 33 21/10/2019 11:52


DIA 04 34

faltas que cometeram, vosso Pai (...) vidas, rezemos ao Senhor.


também vos perdoará”. A Eucaristia (Outras intenções)
que iremos receber é a máxima ora- P. Pai nosso, ouvi com bondade estas nos-
ção de Cristo; oração pela qual ele nos sas preces e ensinai-nos a imitar com amor
amou, perdoou e santificou. E ele quer o mistério do perdão que estamos cele-
que vivamos assim. Nossa vocação é a brando. Por Cristo, Senhor nosso.
de sermos uma oração eucarística – uma SOBRE AS OFERENDAS
oração de ação de graças, de perdão e de CP. Ó Deus, criador de todas as coi-
muito amor para todos, sem distinção. sas, acolhei as oferendas que recebe-
Preces da Comunidade mos da vossa bondade e transformai
P. Obedientes à recomendação de Jesus, os alimentos desta vida em refeição
rezemos agora por nós e por toda a Igreja: da vida eterna. Por Cristo, nosso
R. Pai nosso, que estais nos céus, ouvi-nos! Senhor.
1. Por nosso santo Padre, o Papa Francisco, Antífona da Comunhão – Sl 4,2
para que encontre na oração a força de que Quando chamei por vós, me respondestes,
necessita para testemunhar Jesus até o fim, ó Deus, minha justiça! Soubestes aliviar-
rezemos ao Senhor. -me na angústia; tende piedade de mim,
2. Pelos cristãos perseguidos, para que seu atendei à minha prece!
exemplo de amor e perseverança na adver- DEPOIS DA COMUNHÃO
sidade seja alento para toda a Igreja, reze- CP. Ó Deus, por este sacramento,
mos ao Senhor. dai-nos moderar os desejos terrenos
3. Pelos que sofrem com o rancor e o res- e amar os bens celestes. Por Cristo,
sentimento, para que aprendam a perdoar nosso Senhor.
e experimentem a libertação que Jesus Bispo Aniversariante: Nascimento: Dom Marcony
quer lhes dar, rezemos ao Senhor. Vinícius Ferreira (1964). Ordenação Episcopal:
4. Pelos desabrigados, para que encontrem Dom Antônio Fernando Brochini (2002); Dom
pessoas que os ajudem a reconstruir suas João Aparecido Bergamasco (2019).

04 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 4ª FEIRA DA 1ª SEMANA DA QUARESMA. 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
CMFAC. DE SÃO CASIMIRO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA)

Biografia – São Casimiro privilégios de uma vida abastada a humil-


S. Casimiro (Cracóvia, Polônia, 1458 – dade e a castidade perfeita por amor do
Grodno, Lituânia, 04.03.1484), filho do Reino de Deus.
rei da Polônia e da Lituânia, preferiu aos

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 34 21/10/2019 11:52


35 DIA 04

Antífona da Entrada – Sl 24,6.3.22 jejum, e vestiram sacos, desde o


Lembrai-vos de vossa misericórdia e de superior ao inferior. 6A pregação
vosso amor, pois são eternos. Nossos ini- chegara aos ouvidos do rei de Ní-
migos não triunfem sobre nós; libertai- nive; ele levantou-se do trono e pôs
-nos, ó Deus, de toda angústia! de lado o manto real, vestiu-se de
Introdução ao Mistério Celebrado saco e sentou-se em cima de cin-
L. (ou CP): A Palavra de Deus está za. 7Em seguida, fez proclamar, em
nos dando uma mensagem muito clara Nínive, como decreto do rei e dos
no início desta Quaresma: convertei- príncipes: “Homens e animais bo-
-vos! “Cada um deve afastar-se do vinos e ovinos não provarão nada!
mau caminho e de suas práticas per- Não comerão e não beberão água.
versas” ( Jn 3,8). 8Homens e animais se cobrirão de

ORAÇÃO DO DIA sacos, e os homens rezarão a Deus


CP. Considerai, ó Deus, com bon- com força; cada um deve afastar-se
dade o fervor do vosso povo. E, en- do mau caminho e de suas práticas
quanto mortificamos o corpo, se- perversas. 9Deus talvez volte atrás,
jamos espiritualmente fortalecidos para perdoar-nos e aplacar sua
pelos frutos das boas obras. Por nos- ira, e assim não venhamos a pere-
so Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, cer”. 10Vendo Deus as suas obras
na unidade do Espírito Santo. de conversão e que os ninivitas se
PRIMEIRA LEITURA – Jn 3,1-10 afastavam do mau caminho, com-
Os ninivitas se afastavam do mau caminho. padeceu-se e suspendeu o mal, que
Leitura da Profecia de Jonas. tinha ameaçado fazer-lhes, e não o
1A palavra do Senhor foi dirigida a fez. Palavra do Senhor.
Jonas, pela segunda vez: 2“Levan- SALMO RESPONSORIAL
ta-te e põe-te a caminho da gran- Sl 50(51),3-4,12-13.18-19(R. 19b)
de cidade de Nínive e anuncia-lhe R. Ó Senhor, não desprezeis um
a mensagem que eu te vou confiar”. coração arrependido!
3Jonas pôs-se a caminho de Níni- 3Tende piedade, ó meu Deus, mi-
ve, conforme a ordem do Senhor. sericórdia! */ Na imensidão de vos-
Ora, Nínive era uma cidade muito so amor, purificai-me!/ 4Lavai-me
grande; eram necessários três dias todo inteiro do pecado,*/ e apagai
para ser atravessada. 4Jonas entrou completamente a minha culpa! R.
na cidade, percorrendo o caminho 12Criai em mim um coração que seja
de um dia; pregava ao povo, dizen- puro,*/ dai-me de novo um espírito
do: “Ainda quarenta dias, e Nínive decidido./ 13Ó Senhor, não me afas-
será destruída”. 5Os ninivitas acre- teis de vossa face,*/ nem retireis de
ditaram em Deus; aceitaram fazer mim o vosso Santo Espírito! R.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 35 21/10/2019 11:52


DIA 04 36

Pois não são de vosso agrado os


18 de Jonas. E aqui está quem é maior
sacrifícios,*/ e, se oferto um holo- do que Jonas”. Palavra da Salvação.
causto, o rejeitais./ 19Meu sacrifício Meditando a Palavra de Deus
é minha alma penitente,*/ não des- No início dessa Quaresma podemos nos
prezeis um coração arrependido! R. perguntar: afinal, o que é a Quaresma?
R. Ó Senhor, não desprezeis um Antes de tudo é um tempo, mas um
coração arrependido! tempo que possui um tom, uma cor, uma
Aclamação ao Evangelho – Jl 2,12-13 graça muito particular para cada um de
R. Jesus Cristo, sois bendito, sois o Ungido nós. E um tempo de graça chamado de
de Deus Pai! kairós. Podemos então dizer que Qua-
V. Voltai ao Senhor, vosso Deus, ele é bom, resma é um kairós que Deus nos oferece
compassivo e clemente. R. para redirecionarmos o nosso olhar, para
EVANGELHO – Lc 11,29-32 erguer-nos do círculo estreito de nos-
Nenhum sinal será dado a esta geração sas preferências e enxergarmos adiante,
a não ser o sinal de Jonas. além de nós mesmos, um sentido novo,
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo um significado mais profundo da pró-
segundo Lucas. pria existência vivida entre irmãos e ir-
Naquele tempo, 29quando as mul- mãs. Mas esse “erguer-se” não acontece
tidões se reuniram em grande sem decisão, sem esforço, sem compro-
quantidade, Jesus começou a dizer: metimento. Por isso, as práticas qua-
“Esta geração é uma geração má. resmais de sobriedade, de partilha, de
Ela busca um sinal, mas nenhum penitência, de mais tempo de oração,
sinal lhe será dado, a não ser o sinal querem justamente ser o meio pelo qual
de Jonas. 30Com efeito, assim como aderimos a esse kairós de retorno ao
Jonas foi um sinal para os ninivi- Senhor. O tempo de conversão chegou
tas, assim também será o Filho do para Nínive com a pregação de Jonas.
Homem para esta geração. 31No dia O nosso, agora, é-nos anunciado com o
do julgamento, a rainha do Sul se início da Quaresma. Por isso, como os
levantará juntamente com os ho- ninivitas, sejamos dóceis a esse tempo,
mens desta geração, e os conde- a esse kairós, porque quem nos chama
nará. Porque ela veio de uma terra a vivê-lo é alguém maior do que Jonas.
distante para ouvir a sabedoria de Além disso, o que nos aguarda no fim é
Salomão. E aqui está quem é maior maravilhoso: poder participar, de corpo
do que Salomão. 32No dia do jul- e alma, renovados, da Páscoa do Senhor;
gamento, os ninivitas se levantarão poder segui-lo em seu caminho de cruz,
juntamente com esta geração e a de morte, mas também vivermos com
condenarão. Porque eles se conver- ele a alegria e a glória de sua ressurrei-
teram quando ouviram a pregação ção, que é também a nossa.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 36 21/10/2019 11:52


37 DIA 04

Preces da Comunidade próximo, rezemos.


P. Supliquemos ao Pai, fonte de todo bem (Outras intenções)
e toda a graça, o auxílio necessário a nossa P. Ouvi essas nossas súplicas, ó Pai, e aten-
conversão e digamos: dei-nos, para que, acolhendo de vós esse
R. Senhor, tende piedade de nós! tempo de conversão, sejamos encontrados
1. Por todo o povo de Deus, para que, apli- realizando a vossa vontade. Por Cristo,
cando-se ao jejum, a oração e a caridade, nosso Senhor.
possa brilhar no mundo convocando todos SOBRE AS OFERENDAS
os homens e mulheres à conversão, a volta- CP. Nós vos ofertamos, ó Deus, estes
rem-se para o caminho de Deus, rezemos. dons que nos destes para oferecer-
2. Por nossos governantes, para que sejam -vos. E assim como os tornais para
os primeiros a dar exemplos de prática de nós um sacramento, sejam também
piedade, de comprometimento com a jus- remédio para a vida eterna. Por
tiça, com a paz, com a causa dos mais ne- Cristo, nosso Senhor.
cessitados e desvalidos, rezemos. Antífona da Comunhão – Sl 5,12
3. Por todos aqueles e aquelas que vivem Senhor, alegrem-se todos os que em vós
à margem da sociedade, feridos a beira do confiam e exultem eternamente aqueles
caminho, para que possam ser encontrados que protegeis.
por um olhar de compaixão que reconheça DEPOIS DA COMUNHÃO
a sua dignidade e os ajude, rezemos. CP. Senhor nosso Deus, que não
4. Por cada um de nós, para que levemos a cessais de nos alimentar com os vos-
sério o chamado da Igreja de nos compro- sos sacramentos, concedei que esta
metermos com a vida, com os mandamen- refeição nos alcance a vida eterna.
tos de Deus, com as necessidades de nosso Por Cristo, nosso Senhor.

MEMÓRIA FACULTATIVA

São Casimiro – Ofício da Memória de todo pecado. Por Cristo, nosso Senhor.
ORAÇÃO DO DIA DEPOIS DA COMUNHÃO
CP. Ó Deus todo-poderoso, a quem servir CP. Ó Deus, que no aniversário dos San-
é reinar, dai-nos, pela intercessão de são tos, nos alimentais com o vosso sacramen-
Casimiro, a graça de vos servir com retidão to, dai-nos gozar eternamente destes bens
e santidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, que por vossa graça recebemos. Por Cristo,
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. nosso Senhor.
SOBRE AS OFERENDAS Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Edmar
CP. Concedei-nos, Deus todo-poderoso, que Peron (1965); Dom Edson Tasquetto Damian
a nossa humilde oferenda, honrando os vos- (1948). Ordenação Episcopal: Dom Joaquim Wla-
sos Santos, vos seja agradável e nos purifique dimir Lopes Dias (2012).

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 37 21/10/2019 11:52


DIA 05 38

05 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 5ª FEIRA DA 1ª SEMANA DA QUARESMA. 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA)

Antífona da Entrada – Sl 5,2-3 estou sozinha e não tenho mais nin-


Ouvi, Senhor, minha oração, compreendei guém senão a ti, Senhor meu Deus.
o meu lamento. Atendei à voz de meu ape- 17ggVem, pois, em auxílio de minha
lo, ó meu Rei e meu Deus! orfandade. Põe em meus lábios um
Introdução ao Mistério Celebrado discurso atraente, quando eu estiver
L. (ou CP): Neste tempo forte de oração, diante do leão, e muda o seu coração
iniciemos nossa Celebração dispostos a para que odeie aquele que nos ata-
vivê-lo plenamente. ca, para que este pereça com todos
ORAÇÃO DO DIA os seus cúmplices. 17hhE livra-nos da
CP. Dai-nos, ó Deus, pensar sempre o mão de nossos inimigos. Transforma
que é reto e realizá-lo com solicitude. nosso luto em alegria e nossas dores
E como só podemos existir em vós, fa- em bem-estar”. Palavra do Senhor.
zei-nos viver segundo a vossa vontade. SALMO RESPONSORIAL
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Sl 137(138),1-2a.2bc-3.7c-8(R. 3a)
Filho, na unidade do Espírito Santo. R. Naquele dia em que gritei, vós
PRIMEIRA LEITURA – Est 4,17n.p-r.aa-bb.gg-hh me escutastes, ó Senhor!
Não tenho outro defensor fora de ti, Senhor. 1Ó Senhor, de coração eu vos dou
Leitura do Livro de Ester. graças,*/ porque ouvistes as palavras
Naqueles dias, 17na rainha Ester, te- dos meus lábios!/ Perante os vos-
mendo o perigo de morte que se sos anjos vou cantar-vos*/ 2ae ante o
aproximava, buscou refúgio no Se- vosso templo vou prostrar-me. R.
nhor. 17pProstrou-se por terra desde bEu agradeço vosso amor, vossa ver-
a manhã até ao anoitecer, juntamen- dade,*/ cporque fizestes muito mais
te com suas servas, e disse: 17q“Deus que prometestes;/ 3naquele dia em
de Abraão, Deus de Isaac e Deus de que gritei, vós me escutastes */ e au-
Jacó, tu és bendito. Vem em meu so- mentastes o vigor da minha alma. R.
corro, pois estou só e não tenho outro 7cEstendereis o vosso braço em meu
defensor fora de ti, Senhor, 17rpois eu auxílio */ e havereis de me salvar com
mesma me expus ao perigo. 17aaSe- vossa destra./ 8Completai em mim
nhor, eu ouvi, dos livros de meus an- a obra começada; */ ó Senhor, vos-
tepassados, que tu libertas, Senhor, sa bondade é para sempre!/ Eu vos
até ao fim, todos os que te são caros. peço: não deixeis inacabada */ esta
17bbAgora, pois, ajuda-me, a mim que obra que fizeram vossas mãos! R.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 38 21/10/2019 11:52


39 DIA 05

Aclamação ao Evangelho – Sl 50,12a.14a Pois todo aquele que pede, recebe; quem
R. Salve, ó Cristo, Imagem do Pai, a plena procura, encontra e a quem bate, a porta
verdade nos comunicai! se abrirá” (Mt 7,7-8). Pedir com insistên-
V. Criai em mim um coração que seja puro, cia não significa pressionar a Deus, obri-
dai-me de novo a alegria de ser salvo! R. gando-o a dar o que pedimos e na hora
EVANGELHO – Mt 7,7-12 em que desejamos. Deus nem sempre nos
Todo aquele que pede, recebe. dá aquilo que pedimos e do modo como
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo queremos, porque sabe que nem sempre
segundo Mateus. pedimos o que é bom; mas, depois, vamos
Naquele tempo, disse Jesus aos seus perceber que Deus nos deu outras graças
discípulos: 7“Pedi e vos será dado! muito maiores e mais proveitosas do que
Procurai e achareis! Batei e a porta aquela que havíamos pedido. Aproveite-
vos será aberta! 8Pois todo aquele mos este tempo de Quaresma para rezar-
que pede, recebe; quem procura, mos e, antes de tudo, dar graças e pedir
encontra; e a quem bate, a porta confiando que Deus está disposto a nos
será aberta. 9Quem de vós dá ao livrar de todos os perigos e nos conceder
filho uma pedra, quando ele pede as graças de que mais necessitamos.
um pão? 10Ou lhe dá uma cobra, Preces da Comunidade
quando ele pede um peixe? 11Ora, P. Apresentemos a Deus, nosso Pai, com
se vós, que sois maus, sabeis dar a confiança de filhas e filhos os nossos
coisas boas a vossos filhos, quanto pedidos:
mais vosso Pai que está nos céus R. Senhor, escutai a nossa prece!
dará coisas boas aos que lhe pedi- 1. Por toda a Igreja, para que seja no mun-
rem! 12Tudo quanto quereis que os do de hoje um sinal de fidelidade ao Evan-
outros vos façam, fazei também a gelho, rezemos ao Senhor.
eles. Nisto consiste a Lei e os Pro- 2. Pela saúde, intenções e necessidades de
fetas”. Palavra da Salvação. nosso Papa Francisco, rezemos ao Senhor.
Meditando a Palavra de Deus 3. Para que todos nós possamos nos com-
Os hebreus possuíam uma maneira mui- prometer em viver, no nosso dia a dia, o
to respeitosa e gentil de orar pedindo que propõe a Campanha da Fraternidade,
alguma graça a Deus. Reconheciam seus rezemos ao Senhor.
pecados, louvavam a Deus e, confiantes, 4. Que esta nossa Quaresma seja de tal
faziam seus pedidos de maneira muito modo celebrada e vivida que possamos na
reverente (Est 4,17n.p-q.aa). Ester crê Páscoa ressuscitar com Cristo para uma
e confia que Deus pode dar-lhe a graça vida nova, rezemos ao Senhor.
pedida, e de fato, é atendida. O próprio (Outras intenções)
Jesus nos aconselha a pedir com insis- P. Acolhei e atendei, Senhor nosso Deus e
tência: “Pedi (...), procurai (...), batei (...). Pai misericordioso, estas nossas intenções

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 39 21/10/2019 11:52


DIA 06 40

e pedidos. Por Jesus Cristo, nosso Senhor. DEPOIS DA COMUNHÃO


SOBRE AS OFERENDAS CP. Senhor nosso Deus, fazei que os
CP. Sede propício, ó Deus, às nossas sagrados mistérios, instituídos para
preces e, acolhendo as oferendas do a nossa salvação, nos sirvam de re-
vosso povo, fazei com que os nos- médio, hoje e sempre. Por Cristo,
sos corações se voltem para vós. Por nosso Senhor.
Cristo, nosso Senhor. Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Fernan-
Antífona da Comunhão – Mt 7,8 do Barbosa dos Santos (1967). Ordenação Epis-
Quem pede recebe; quem procura encon- copal: Dom José Negri (2006); Dom João Muniz
tra; e ao que bate abrir-se-á. Alves (2016).

06 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 6ª FEIRA DA 1ª SEMANA DA QUARESMA. 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
1ª SEXTA-FEIRA DO MÊS.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA)

Antífona da Entrada – Sl 24,17-18 PRIMEIRA LEITURA – Ez 18,21-28


Livrai-me, Senhor, das minhas aflições, Será que eu tenho prazer na morte do ímpio?
vede minha miséria e minha dor; perdoai Não desejo, antes, que mude de conduta e viva?
todos os meus pecados. Leitura da Profecia de Ezequiel.
Introdução ao Mistério Celebrado Assim fala o Senhor: 21“Se o ímpio
L. (ou CP): Caríssimos irmãos e irmãs, se arrepender de todos os peca-
neste tempo propício de conversão, o dos cometidos, e guardar todas as
Senhor nos reúne para celebrarmos com minhas leis, e praticar o direito e
ação de graças todos os seus dons. a justiça, viverá com certeza e não
ORAÇÃO DO DIA morrerá. 22Nenhum dos pecados
CP. Concedei, ó Deus, que vossos que cometeu será lembrado contra
filhos e filhas se preparem digna- ele. Viverá por causa da justiça que
mente para a festa da Páscoa, de praticou. 23Será que eu tenho prazer
modo que a mortificação desta na morte do ímpio? – oráculo do
Quaresma frutifique em todos nós. Senhor Deus. Não desejo, antes, que
Por nosso Senhor Jesus Cristo, mude de conduta e viva? 24Mas, se o
vosso Filho, na unidade do Espí- justo se desviar de sua justiça e pra-
rito Santo. ticar o mal, imitando todas as prá-
ticas detestáveis feitas pelo ímpio,
poderá fazer isso e viver? Da justi-
ça que ele praticou, nada mais será

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 40 21/10/2019 11:52


41 DIA 06

lembrado. Por causa da infidelidade Aclamação ao Evangelho – Ez 18,31


e do pecado que cometeu, por causa R. Salve, ó Cristo, Imagem do Pai, a plena
disso morrerá. 25Mas vós andais di- verdade nos comunicai!
zendo: ‘A conduta do Senhor não é V. Lançai para bem longe toda a vossa ini-
correta’. Ouvi, vós da casa de Israel: quidade! Criai em vós um novo espírito e
É a minha conduta que não é cor- um novo coração! R.
reta, ou antes é a vossa conduta que EVANGELHO – Mt 5,20-26
não é correta? 26Quando um justo Vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão.
se desvia da justiça, pratica o mal e ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
morre, é por causa do mal praticado segundo Mateus.
que ele morre. 27Quando um ímpio Naquele tempo, disse Jesus aos seus
se arrepende da maldade que prati- discípulos: 20“Se a vossa justiça não
cou e observa o direito e a justiça, for maior que a justiça dos mestres
conserva a própria vida. 28Arrepen- da Lei e dos fariseus, vós não en-
dendo-se de todos os seus pecados, trareis no Reino dos Céus. 21Vós
com certeza viverá; não morrerá”. ouvistes o que foi dito aos antigos:
Palavra do Senhor. ‘Não matarás! Quem matar será
SALMO RESPONSORIAL condenado pelo tribunal’. 22Eu, po-
Sl 129(130),1-2.3-4.5-6.7-8(R. 3) rém, vos digo: todo aquele que se
R. Se levardes em conta nossas fal- encoleriza com seu irmão será réu
tas, quem haverá de subsistir? em juízo; quem disser ao seu irmão:
1Das profundezas eu clamo a vós, ‘patife!’ será condenado pelo tribu-
Senhor,*/ 2escutai a minha voz!/ nal; quem chamar o irmão de ‘tolo’
Vossos ouvidos estejam bem aten- será condenado ao fogo do infer-
tos*/ ao clamor da minha prece! R. no. 23Portanto, quando tu estiveres
3Se levardes em conta nossas fal- levando a tua oferta para o altar, e
tas,*/ quem haverá de subsistir?/ ali te lembrares que teu irmão tem
4Mas em vós se encontra o perdão,*/ alguma coisa contra ti, 24deixa a tua
eu vos temo e em vós espero. R. oferta ali diante do altar, e vai pri-
5No Senhor ponho a minha espe- meiro reconciliar-te com o teu ir-
rança,*/ espero em sua palavra./ 6A mão. Só então vai apresentar a tua
minh’alma espera no Senhor*/ mais oferta. 25Procura reconciliar-te com
que o vigia pela aurora. R. teu adversário, enquanto caminha
7Espere Israel pelo Senhor,*/ mais contigo para o tribunal. Senão o
que o vigia pela aurora!/ Pois no adversário te entregará ao juiz, o
Senhor se encontra toda graça */ e juiz te entregará ao oficial de justi-
copiosa redenção./ 8Ele vem libertar ça, e tu serás jogado na prisão. 26Em
a Israel */ de toda a sua culpa. R. verdade eu te digo: dali não sairás,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 41 21/10/2019 11:52


DIA 06 42

enquanto não pagares o último cen- santo Padre e de toda a Igreja, e fecundai
tavo”. Palavra da Salvação. todos os esforços de conversão empreendi-
Meditando a Palavra de Deus dos neste Tempo favorável.
A irrupção do Reino dos Céus, na Pes- 2. Fortalecei no propósito de vida nova to-
soa de Jesus, manifesta uma ruptura dos os que buscam se libertar de seus ví-
qualitativa com as práticas da Anti- cios e pelos que se encontram em casas de
ga Aliança: “Se a vossa justiça não for recuperação.
maior que a justiça dos mestres da Lei 3. Acompanhai com a vossa graça os que
e dos fariseus, vós não entrareis no Rei- se preparam para receber os Sacramen-
no dos Céus” (v. 20). A justiça do Rei- tos da Iniciação Cristã no Tempo Pascal,
no não se limita às práticas externas de para que sejam membros vivos em suas
cumprimento dos mandamentos ou de comunidades.
pureza ritual. Ela consiste na pureza do 4. Concedei um despertar para a vida de fé
coração, ou seja, uma correspondência àqueles que se encontram obstinados no
das intenções com as atitudes. Mais do caminho do pecado e libertai-os de toda
que não matar, os filhos do Reino, os ilusão.
cristãos, irão amar fraternalmente cada (Outras intenções)
pessoa (v. 21-22). Na dinâmica do Rei- P. Inclinai, ó Deus, vossos ouvidos a estas
no, já presente, mas ainda não na sua nossas preces e concedei-nos vida e salva-
plenitude, é preciso priorizar a reconci- ção. Por Cristo, Senhor nosso.
liação com alguém que ofendemos, ou SOBRE AS OFERENDAS
que nos ofendeu, às práticas religiosas CP. Ó Deus, acolhei com bonda-
(v. 24). A vivência do amor fraterno e de estes dons para o sacrifício que
da busca do mútuo perdão é o que tor- nos reconcilia convosco e, como Pai
na agradável, aos olhos do Senhor, as todo-poderoso, dai-nos de novo a
ofertas que apresentamos a ele na ora- salvação. Por Cristo, nosso Senhor.
ção pessoal e na liturgia. Assim, o cul- Antífona da Comunhão – Ez 33,11
to espiritual dos que vivem a justiça do Por minha vida, diz o Senhor Deus: não
Reino é a oferta da própria vida, numa quero a morte do pecador, mas que se con-
dinâmica de conversão (Rm 12,1s). verta e viva!
Preces da Comunidade DEPOIS DA COMUNHÃO
P. O Cristo, nosso intercessor junto ao Pai, CP. Ó Deus, que este sacramen-
nos acolhe em seu amor. Por meio de Jesus to da vossa ceia nos restaure, para
apresentemos as nossas preces: que, purificados da antiga culpa,
R. Senhor, vida dos que esperam em vós, alcancemos o vosso convívio no
escutai-nos! mistério da salvação. Por Cristo,
1. Acolhei, Senhor, as necessidades do nosso Senhor.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 42 21/10/2019 11:52


43 DIA 07
MEMÓRIA FACULTATIVA

Sagrado Coração – Ofício da Memória corpo, possamos oferecer-vos um culto dig-


ORAÇÃO DO DIA no de vós. Por Cristo, nosso Senhor.
CP. Senhor Deus, revesti-nos das virtudes Prefácio do Coração de Jesus.
do Coração de vosso Filho e inflamai-nos DEPOIS DA COMUNHÃO
com seu amor, para que, assemelhando- CP. Tendo participado do vosso sacra-
-nos a ele, possamos participar da reden- mento de amor, imploramos, ó Deus, que,
ção eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, conformados ao Cristo na terra, nos as-
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. sociemos no céu à sua glória. Por Cristo,
SOBRE AS OFERENDAS nosso Senhor.
CP. Ó Deus, Pai de misericórdia, que na vos- Bispos Aniversariantes: Ordenação Presbiteral:
sa imensa caridade nos destes o vosso Filho Dom Celso Antônio Marchiori (1988). Ordenação
único, fazei que, formando com ele um só Episcopal: Dom Walter Michael Ebejer (1977).

07 DE MARÇO DE 2020
ROXO – SÁBADO DA 1ª SEMANA DA QUARESMA. 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
CMFAC. DE STA. PERPÉTUA E STA. FELICIDADE.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA)

Biografia – Sta. Perpétua e Sta. Felicidade Introdução ao Mistério Celebrado


O martírio dessas duas santas foi um epi- L. (ou CP): Iniciemos a nossa Celebra-
sódio dramático nos inícios da história da ção de hoje, na esperança de abraçar com
Igreja. Perpétua, com 22 anos de idade, maior determinação e alegria os valores
mulher nobre que possuía uma criança pe- do Reino anunciados e vividos pelo Se-
quena, havia sido recentemente batizada. nhor Jesus.
Felicidade, uma escrava, esperava um bebê. ORAÇÃO DO DIA
Com brilhante coragem, de mãos dadas, CP. Convertei para vós, ó Pai, nos-
enfrentaram a morte pelos animais selva- sos corações, a fim de que, bus-
gens e pela espada. Seu martírio aconteceu cando sempre o único necessário
em Cartago, norte da África, no dia 07 de e praticando as obras de caridade,
março de 203. (The Vatican II, Weekday nos dediquemos ao vosso culto.
Missal, Saint Paul Editions, 1975). Por nosso Senhor Jesus Cristo,
Antífona da Entrada – Sl 18,8 vosso Filho, na unidade do Espí-
A lei do Senhor é perfeita, conversão para rito Santo.
a alma. O testemunho do Senhor é verda-
deiro, sabedoria para os simples.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 43 21/10/2019 11:52


DIA 07 44

PRIMEIRA LEITURA – Dt 26,16-19 decisões./ 8Quero guardar vossa


Para que sejas o povo santo do Senhor teu Deus. vontade e vossa lei; */ Senhor, não
Leitura do Livro do Deuteronômio. me deixeis desamparado! R.
Moisés dirigiu a palavra ao povo de Aclamação ao Evangelho – 2Cor 6,2b
Israel e lhe disse: 16“Hoje, o Senhor R. Salve, ó Cristo, Imagem do Pai, a plena
teu Deus te manda cumprir esses pre- verdade nos comunicai!
ceitos e decretos. Guarda-os e obser- V. Eis o tempo de conversão eis o dia da
va-os com todo o teu coração e com salvação. R.
toda a tua alma. 17Tu escolheste hoje EVANGELHO – Mt 5,43-48
o Senhor para ser o teu Deus, para Sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito.
seguires os seus caminhos, e guar- ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
dares seus preceitos, mandamentos e segundo Mateus.
decretos, e para obedeceres à sua voz. Naquele tempo, disse Jesus aos seus dis-
18E o Senhor te escolheu, hoje, para cípulos: 43“Vós ouvistes o que foi dito:
que sejas para ele um povo particular, ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu
como te prometeu, a fim de observa- inimigo!’ 44Eu, porém, vos digo: Amai
res todos os seus mandamentos. 19As- os vossos inimigos e rezai por aqueles
sim ele te fará ilustre entre todas as que vos perseguem! 45Assim, vos tor-
nações que criou, e te tornará superior nareis filhos do vosso Pai que está nos
em honra e glória, a fim de que se- céus, porque ele faz nascer o sol sobre
jas o povo santo do Senhor teu Deus, maus e bons, e faz cair a chuva sobre
como ele disse”. Palavra do Senhor. justos e injustos. 46Porque, se amais so-
SALMO RESPONSORIAL mente aqueles que vos amam, que re-
Sl 118(119),1-2.4-5.7-8(R. 1b) compensa tereis? Os cobradores de im-
R. Feliz é quem na lei do Senhor postos não fazem a mesma coisa? 47E
Deus vai progredindo! se saudais somente os vossos irmãos, o
1Feliz o homem sem pecado em seu que fazeis de extraordinário? Os pagãos
caminho,*/ que na lei do Senhor não fazem a mesma coisa? 48Portanto,
Deus vai progredindo!/ 2Feliz o ho- sede perfeitos como o vosso Pai celeste
mem que observa seus preceitos,*/ e é perfeito”. Palavra da Salvação.
de todo o coração procura a Deus! R. Meditando a Palavra de Deus
4Os vossos mandamentos vós nos Na primeira leitura, somos avisados de
destes,*/ para serem fielmente ob- que “hoje” escolhemos o Senhor para ser
servados./ 5Oxalá seja bem firme o nosso Deus e para seguir os seus man-
a minha vida */ em cumprir vossa damentos (Dt 26,17). No trecho do Evan-
vontade e vossa lei! R. gelho que ouvimos, descobrimos a plena
7Quero louvar-vos com sincero co- extensão do compromisso que assumimos.
ração,*/ pois aprendi as vossas justas É nada menos do que “ser perfeitos como

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 44 21/10/2019 11:52


45 DIA 07

o nosso Pai celeste é perfeito” (Mt 5,48). e de nossa comunidade eclesial, rezemos.
Em particular, esta perfeição tem a ver 2. Para que fiquemos lembrados em oração
com um amor e uma benevolência uni- das necessidades de toda a Igreja, especial-
versal. Jesus nos ordena a “amar os nos- mente nos países de missão, rezemos.
sos inimigos e orar por aqueles que nos 3. Para que busquemos a reconciliação nes-
perseguem” (v. 44). Provavelmente não te tempo Quaresmal com aqueles com os
entendemos tudo isso quando “assina- quais tivemos desavença, rezemos.
mos o contrato”, isto é, quando aderimos 4. Para que possamos trabalhar em prol de uma
à Aliança. Mas não devemos nos sentir maior harmonia entre os membros das diversas
desesperados diante das exigências da denominações cristãs em nosso país, rezemos.
vida segundo o Evangelho. Este mesmo (Outras intenções)
Pai celeste perfeito nos comunicará conti- P. Senhor Jesus, nós nos alegramos por ter
nuamente, por meio de Jesus e do Espírito como Pai aquele que derrama a sua bene-
Santo, a graça, a sabedoria e a boa vontade volência sobre todas as criaturas. Ajudai-
necessárias para aventurar-nos nestes no- -nos a ser dignos dele. Vós que viveis e
vos territórios de amor, onde ninguém é reinais para sempre.
excluído, onde todos recebem o calor de SOBRE AS OFERENDAS
nosso sol e a bênção de nossa chuva. Jesus CP. Nós vos pedimos, ó Deus, que
é capaz de tornar-nos cumpridores desta este santo sacrifício nos restaure e
magnífica lei, a lei que ele mesmo obser- nos torne dignos dos seus frutos.
vava durante toda a sua vida na terra. Por Cristo, nosso Senhor.
Preces da Comunidade Antífona da Comunhão – Mt 5,48
P. Inspirados pelas palavras do Evangelho de Sede perfeitos, diz o Senhor, como vosso
hoje, tiradas do Sermão da Montanha, peça- Pai do céu é perfeito.
mos a graça de vivermos cada vez mais como DEPOIS DA COMUNHÃO
filhos e filhas de nosso Pai que está nos céus. CP. Ó Deus, auxiliai com vosso cons-
R. Ensinai-nos a ampliar os horizontes de tante favor aos que alimentais pela
nosso amor! Eucaristia e acompanhai com a vossa
1. Para que possamos cumprir os deveres de graça os que formastes com celestes en-
amor para com os membros de nossa família sinamentos. Por Cristo, nosso Senhor.

MEMÓRIA FACULTATIVA

Santas Perpétua e Felicidade – Ofício da perseguidores e superaram as torturas do


Memória martírio; concedei-nos, por sua interces-
ORAÇÃO DO DIA são, crescer constantemente em vossa cari-
CP. Ó Deus, pelo vosso amor, as márti- dade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso
res Perpétua e Felicidade resistiram aos Filho, na unidade do Espírito Santo.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 45 21/10/2019 11:52


DIA 08 46

SOBRE AS OFERENDAS da cruz, concedei que, fortalecidos por


CP. Recebei, Pai santo, as nossas oferendas este sacrifício, possamos seguir fielmente
na comemoração dos vossos santos mártires a Cristo e participar na Igreja da obra de
e dai-nos a graça de não vacilar ao procla- salvação. Por Cristo, nosso Senhor.
marmos nossa fé. Por Cristo, nosso Senhor. Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Guido
DEPOIS DA COMUNHÃO Zendron (1954); Dom José Reginaldo Andrietta
CP. Ó Deus que, de modo admirável, ma- (1957); Dom João Evangelista Martins Terra (1925).
nifestastes em vossos mártires o mistério Ordenação Episcopal: Dom Adelar Baruffi (2015).

08 DE MARÇO DE 2020
2º DOMINGO DA QUARESMA
ROXO – 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DOMINICAL QUARESMAL – CREDO E PREFÁCIO PRÓPRIO.)

Sugestões para a celebração acentuar um ou outro aspecto. (Animação da


1. Enfeitar a entrada da igreja com alguma vida litúrgica no Brasil, n. 248).
imagem que faça referência à Transfiguração Antífona da Entrada – Sl 26,8-9
do Senhor, tema do Evangelho da missa neste Meu coração disse: Senhor, buscarei a vos-
2º domingo do Tempo da Quaresma. sa face. É vossa face, Senhor, que eu procu-
2. Além de cuidar do bom preparo dos textos ro, não desvieis de mim o vosso rosto!
que integram a Liturgia da Palavra, seja Introdução ao Mistério Celebrado
também dispensada por parte do celebrante L. (ou CP): Celebrando este Segundo
atenção especial para a proclamação das ora- Domingo da Quaresma, a liturgia nos
ções, do prefácio e, naturalmente, da homilia, aponta o Cristo transfigurado como o
a fim de que seja ressaltada a unidade de sen- ponto mais alto das Escrituras. Con-
tido que há entre todos esses textos de modo templando o seu rosto e ouvindo a voz
a enriquecer a meditação e a oração dos fiéis. do Pai, todos nós somos transfigurados
3. Além de celebrar a misericórdia divina, para uma nova maneira de ser, de pensar
duas atitudes básicas podem ser sublinhadas e de agir. A Campanha da Fraternidade
no Ato Penitencial: reconhecer-se pecador, deste ano nos mostra o caminho do cui-
culpado e necessitado de purificação, na ati- dado com a vida como forma de exerci-
tude do publicano descrita no Evangelho de tar, mais concretamente, a nossa adesão
Lucas (18,9-14), e o reconhecer-se pecador à voz do Pai.
com expressão de “temor” diante da experiên- ORAÇÃO DO DIA
cia do Deus Santo e Misericordioso, a exemplo CP. Ó Deus, que nos mandastes ouvir
de Pedro, conforme Lucas 5,8 e Isaías 6,1-7. o vosso Filho amado, alimentai nosso
De acordo com as circunstâncias, pode-se espírito com a vossa palavra, para que,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 46 21/10/2019 11:52


47 DIA 08

purificado o olhar de nossa fé, nos SEGUNDA LEITURA – 2Tm 1,8b-10


alegremos com a visão da vossa glória. Deus nos chama e ilumina.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo.
Filho, na unidade do Espírito Santo. Caríssimo: 8bSofre comigo pelo
PRIMEIRA LEITURA – Gn 12,1-4a Evangelho, fortificado pelo poder de
Vocação de Abraão, pai do povo de Deus. Deus. 9Deus nos salvou e nos chamou
Leitura do Livro do Gênesis. com uma vocação santa, não devido
1Naqueles dias, o Senhor disse a às nossas obras, mas em virtude do
Abrão: “Sai da tua terra, da tua fa- seu desígnio e da sua graça, que nos
mília e da casa do teu pai, e vai para foi dada em Cristo Jesus desde toda
a terra que eu te vou mostrar. 2Farei a eternidade. 10Esta graça foi revela-
de ti um grande povo e te abençoa- da agora, pela manifestação de nosso
rei: engrandecerei o teu nome, de Salvador, Jesus Cristo. Ele não só des-
modo que ele se torne uma bênção. truiu a morte, como também fez bri-
3Abençoarei os que te abençoarem lhar a vida e a imortalidade por meio
e amaldiçoarei os que te amaldiçoa- do Evangelho. Palavra do Senhor.
rem; em ti serão abençoadas todas Aclamação ao Evangelho – Lc 9,35
as famílias da terra!”. 4aE Abrão par- R. Louvor a vós, ó Cristo, rei da eterna glória.
tiu, como o Senhor lhe havia dito. V. Numa nuvem resplendente fez-se ouvir
Palavra do Senhor. a voz do Pai: Eis meu Filho muito amado,
SALMO RESPONSORIAL escutai-o, todos vós. R.
Sl 32(33),4-5.18-19.20.22(R. 22) EVANGELHO – Mt 17,1-9
R. Sobre nós venha, Senhor, a vossa O seu rosto brilhou como o sol.
graça, venha a vossa salvação! ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
4Pois reta é a palavra do Senhor,*/ e segundo Mateus.
tudo o que ele faz merece fé./ 5Deus Naquele tempo, 1Jesus tomou con-
ama o direito e a justiça,*/ transbor- sigo Pedro, Tiago e João, seu irmão,
da em toda a terra a sua graça. R. e os levou a um lugar à parte, sobre
18Mas o Senhor pousa o olhar sobre os uma alta montanha. 2E foi transfigu-
que o temem,*/ e que confiam espe- rado diante deles; o seu rosto brilhou
rando em seu amor,/ 19para da morte como o sol e as suas roupas ficaram
libertar as suas vidas */ e alimentá-los brancas como a luz. 3Nisto aparece-
quando é tempo de penúria. R. ram-lhes Moisés e Elias, conversan-
20No Senhor nós esperamos con- do com Jesus. 4Então Pedro tomou a
fiantes,*/ porque ele é nosso auxí- palavra e disse: “Senhor, é bom ficar-
lio e proteção!/ 22Sobre nós venha, mos aqui. Se queres, vou fazer aqui
Senhor, a vossa graça,*/ da mesma três tendas: uma para ti, outra para
forma que em vós nós esperamos! R. Moisés, e outra para Elias”. 5Pedro

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 47 21/10/2019 11:52


DIA 08 48

ainda estava falando, quando uma a Lei e os Profetas (Mt 17,3) e se não pu-
nuvem luminosa os cobriu com sua sermos resistência ou condições à vontade
sombra. E da nuvem uma voz dizia: de Deus em nossas vidas. Deus quer, sim,
“Este é o meu Filho amado, no qual transfigurar-nos. Somos nós quem com
eu pus todo meu agrado. Escutai- frequência temos medo das consequências
-o!” 6Quando ouviram isto, os dis- de um compromisso tão radical com Deus
cípulos ficaram muito assustados e em nossas vidas. Queremos amar a Deus,
caíram com o rosto em terra. 7Jesus mas não totalmente; queremos nos dar
se aproximou, tocou neles e disse: a ele, mas só um pouco. Não é isto o que
“Levantai-vos, e não tenhais medo”. Jesus ensina. Imitemos Abraão, São Paulo
8Os discípulos ergueram os olhos e e o próprio Jesus e veremos também nós
não viram mais ninguém, a não ser nossa vida transfigurar-se.
somente Jesus. 9Quando desciam da Preces da Comunidade
montanha, Jesus ordenou-lhes: “Não P. Com toda confiança, irmãs e irmãos, abra-
conteis a ninguém esta visão até que mos o nosso coração em preces ao Senhor.
o Filho do Homem tenha ressuscita- (Resposta cantada ou rezada)
do dos mortos”. Palavra da Salvação. R. Ouvi, Senhor, as nossas súplicas.
Meditando a Palavra de Deus 1. Que a vossa Igreja possa, cada vez mais,
O Evangelho nos deixa claro que a Trans- Senhor, enxergar o vosso Filho amado como
figuração de Jesus não foi apenas uma ex- esplendor da vossa Palavra, nós vos pedimos.
periência pessoal, intimista, de oração. Não! 2. Contemplando o rosto do vosso Filho
Jesus se transfigura logo após a primeira transfigurado, que vosso Espírito nos fortale-
predição de sua paixão e imediatamente an- ça no seu seguimento para que jamais despre-
tes da segunda. Mais ainda, a 1ª e a 2ª leitu- zemos o caminho da cruz, nós vos pedimos.
ras também nos explicam o que é uma vida 3. Que esta Campanha da Fraternidade
“transfigurada” aos olhos de Deus. Abraão, nos impulsione a deixar as seguranças e
já idoso, abandona a sua terra e a sua família comodidades para sermos uma constante
para buscar seguir a voz de Deus (Gn 12,1), “Igreja em saída” para servir os irmãos e
confiando numa promessa cuja plena reali- irmãs, nós vos pedimos.
zação só aconteceria séculos após sua morte (Outras intenções preparadas pela equipe)
(Hb 11,8-12.17-19). Igualmente S. Paulo, CP. Acolhei, Senhor, as preces de Igreja que
transfigurado pelo amor de Jesus, con- vos suplica em nome de Jesus, nosso Senhor.
vida Timóteo a sofrer pelo Evangelho T. Amém.
(2Tm 1,8), seguro de que a vida e a imorta- SOBRE AS OFERENDAS
lidade que brilham por meio do Evangelho CP. Ó Deus, que estas oferendas la-
são maiores do que qualquer adversidade vem os nossos pecados e nos santifi-
(2Tm 1,10). Portanto, nós também seremos quem inteiramente para celebrarmos
transfigurados na medida em que ouvirmos a Páscoa. Por Cristo, nosso Senhor.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 48 21/10/2019 11:52


49 DIA 09

Prefácio: A transfiguração do Senhor. de vossas promessas, com os anjos e com


V. O Senhor esteja convosco. todos os santos nós vos aclamamos, can-
R. Ele está no meio de nós. tando (dizendo) a uma só voz:
V. Corações ao alto. R. Santo, Santo, Santo...
R. O nosso coração está em Deus. Antífona da Comunhão – Mt 17,5
V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. Este é o meu Filho muito amado, no qual
R. É nosso dever e nossa salvação. eu pus todo o meu amor: escutai-o!
Na verdade, é justo e necessário, é nosso DEPOIS DA COMUNHÃO
dever e salvação dar-vos graças, sempre CP. Nós comungamos, Senhor
e em todo o lugar, Senhor, Pai Santo, Deus, no mistério da vossa glória,
Deus eterno e todo-poderoso, por Cris- e nos empenhamos em render-vos
to, Senhor nosso. Tendo predito aos dis- graças, porque nos concedeis, ainda
cípulos a própria morte, Jesus lhes mos- na terra, participar das coisas do céu.
tra, na montanha sagrada, todo o seu Por Cristo, nosso Senhor.
esplendor. E com o testemunho da Lei Bispos Aniversariantes: Ordenação Presbiteral:
e dos Profetas, simbolizados em Moisés Dom Alessandro Ruffinoni (1970); Dom Darci José
e Elias, nos ensina que, pela Paixão e Nicioli (1986); Dom Hugo Maria Van Steekelen-
Cruz, chegará à glória da ressurreição. E, burg (1964). Ordenação Episcopal: Dom Juventino
enquanto esperamos a realização plena Kestering (1998); Dom Zeno Hastenteufel (2002).

09 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 2ª FEIRA DA 2ª SEMANA DA QUARESMA. 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
CMFAC. DE STA. FRANCISCA ROMANA, RLG.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA)

Biografia – Sta. Francisca Romana morte do marido, ingressou na congregação


Santa Francisca Romana viveu o que pode- das Oblatas Olivetanas, que ela tinha fundado
mos chamar uma série de vocações: esposa, para melhor atender os enfermos. Conseguiu
mãe, benfeitora, mediadora da paz, viúva, re- levar uma vida de serviço incansável num es-
ligiosa. Nascida em Roma no fim do século pírito de recolhimento e contemplação.
XIV, filha de uma casa aristocrática, casou-se Antífona da Entrada – Sl 25,11-12
jovem. Profundamente fiel ao cumprimen- Tende compaixão de mim, ó Deus, e liber-
to de seus deveres de esposa e mãe, ela tam- tai-me! Meus pés estão firmes no caminho
bém dedicou com grande generosidade seu reto, nas assembleias bendirei ao Senhor.
dinheiro e energia aos cuidados das vítimas Introdução ao Mistério Celebrado
da peste negra e à reconciliação de partidos L. (ou CP): Ao Senhor, nosso Deus, cabe
opostos numa época de guerra civil. Depois da a misericórdia e o perdão. Que o Senhor

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 49 21/10/2019 11:52


DIA 09 50

não nos trate como exigem nossas faltas, que pecamos contra ti; 9mas a ti, Se-
mas tenha misericórdia de nós e nos en- nhor, nosso Deus, cabe misericórdia
sine a ser misericordiosos. e perdão, pois nos temos rebelado
ORAÇÃO DO DIA contra ti, 10e não ouvimos a voz do
CP. Deus, que para remédio e sal- Senhor, nosso Deus, indicando-nos
vação nossa nos ordenais a prática o caminho de sua lei, que nos propôs
da mortificação, concedei que pos- mediante seus servos, os profetas”.
samos evitar todo pecado e cum- Palavra do Senhor.
prir de coração os mandamentos do SALMO RESPONSORIAL
vosso amor. Por nosso Senhor Jesus Sl 78(79),8.9.11.13 (R. Sl 102[103],10a)
Cristo, vosso Filho, na unidade do R. O Senhor não nos trata como
Espírito Santo. exigem nossas faltas.
PRIMEIRA LEITURA – Dn 9,4b-10 8Não lembreis as nossas culpas do
Pecamos, temos praticado a injustiça e a impiedade. passado,†/ mas venha logo sobre
Leitura da Profecia de Daniel. nós vossa bondade,*/ pois estamos
4b“Eu te suplico, Senhor, Deus gran- humilhados em extremo. R.
de e terrível, que preservas a aliança 9Ajudai-nos, nosso Deus e Salva-
e a benevolência aos que te amam e dor!†/ Por vosso nome e vossa gló-
cumprem teus mandamentos; 5te- ria, libertai-nos! */ Por vosso nome,
mos pecado, temos praticado a in- perdoai nossos pecados! R.
justiça e a impiedade, temos sido 11Até vós chegue o gemido dos cati-
rebeldes, afastando-nos de teus vos:†/ libertai com vosso braço po-
mandamentos e de tua lei; 6não te- deroso */ os que foram condenados
mos prestado ouvidos a teus servos, a morrer!/ 13Quanto a nós, vosso re-
os profetas, que, em teu nome, fala- banho e vosso povo,† / celebraremos
ram a nossos reis e príncipes, a nos- vosso nome para sempre,*/ de gera-
sos antepassados e a todo o povo do ção em geração vos louvaremos. R.
país. 7A ti, Senhor, convém a justiça; Aclamação ao Evangelho – Jo 6,63c.68c
e a nós, hoje, resta-nos ter vergonha R. Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai,
no rosto: seja ao homem de Judá, aos que é amor!
habitantes de Jerusalém e a todo Is- V. Senhor, tuas palavras são espírito, são
rael, seja aos que moram perto e aos vida; só tu tens palavras de vida eterna! R.
que moram longe, de todos os países, EVANGELHO – Lc 6,36-38
para onde os escorraçaste por causa Perdoai e sereis perdoados.
das infidelidades cometidas contra ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
ti. 8A nós, Senhor, resta-nos ter ver- segundo Lucas.
gonha no rosto: a nossos reis e prín- Naquele tempo, disse Jesus aos seus
cipes, e a nossos antepassados, pois discípulos: 36“Sede misericordiosos,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 50 21/10/2019 11:52


51 DIA 09

como também o vosso Pai é mise- conosco e permitamos que essa bonda-
ricordioso. 37Não julgueis e não se- de também alcance os nossos irmãos.
reis julgados; não condeneis e não Preces da Comunidade
sereis condenados; perdoai, e sereis P. Apresentemos ao Pai por meio de seu
perdoados. 38Dai e vos será dado. Filho Jesus Cristo os nossos pedidos e in-
Uma boa medida, calcada, sacudi- tenções, dizendo:
da, transbordante será colocada no R. Senhor, fazei o nosso coração seme-
vosso colo; porque com a mesma lhante ao vosso!
medida com que medirdes os ou- 1. Por toda a Igreja de Deus, para que seja
tros, vós também sereis medidos”. um sinal vivo de sua misericórdia, interpe-
Palavra da Salvação. lando o mundo à conversão, rezemos.
Meditando a Palavra de Deus 2. Por todas as gestantes que pensam em
“Sede misericordiosos, como também o abortar, para que a graça de Cristo as al-
vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36). cance, fazendo-as compreender o imenso
Eis o que Jesus nos pede na celebra- valor da frágil vida que trazem em seu seio
ção de hoje. Ele também nos explica e que sejam ajudadas e orientadas em sua
o que isso significa: quando diz “não gestação, rezemos.
julgueis”, “não condeneis”, “perdoai”, 3. Por todas as pessoas que sofrem qual-
“dai”, ele está nos dando exemplos de quer tipo de exploração física ou psico-
como ser misericordiosos e nos indi- lógica, para que sejam ajudadas e tenham
cando que é assim que o Pai age. Mes- seus direitos garantidos, e pela conver-
mo sendo o juiz, Deus não se aproxima são dos que promovem tal exploração,
de nós para nos julgar, mas para nos rezemos.
chamar à conversão e nos oferecer o 4. Por todos nós, para que estejamos real-
seu perdão. Mesmo sendo pecadores, mente comprometidos num caminho de
Deus não se aproxima de nós para nos conversão e de vivência evangélica, sendo
condenar, mas para nos oferecer o seu um dom para Cristo, para a Igreja, para
Filho, Jesus Cristo, para que, por meio nossos irmãos e irmãs, rezemos.
dele, possamos ter acesso à sua vida di- (Outras intenções)
vina. Então, aproveitemos a Quaresma, P. Sede solícito, ó Pai, a esses nossos pe-
pois esse é o tempo em que Deus nos didos e intenções, e fazei com que, aco-
chama à conversão, oferece-nos o seu lhendo com gratidão os vossos dons, se-
perdão e nos convida a adentrarmos em jamos uma expressão viva de vosso amor
sua vida divina por meio de Jesus Cristo. aos nossos irmãos e irmãs. Por Cristo,
Diante de tal oferta, ficar ainda presos nosso Senhor.
em atitudes do tipo “toma lá, dá cá” se- SOBRE AS OFERENDAS
ria uma grande lástima. Sejamos agra- CP. Acolhei, ó Deus, as nossas preces
decidos a Deus por ser tão bom para e preservai das seduções do mundo

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 51 21/10/2019 11:52


DIA 10 52

os que chamais a celebrar vosso mis- DEPOIS DA COMUNHÃO


tério. Por Cristo, nosso Senhor. CP. Ó Deus, que esta comunhão nos
Antífona da Comunhão – Lc 6,36 purifique do pecado e nos faça partici-
Sede misericordiosos, diz o Senhor, como par da celeste alegria. Por Cristo, nosso
vosso Pai que está nos céus. Senhor.

MEMÓRIA FACULTATIVA

Sta. Francisca Romana– Ofício da Memória renovados, oferecer este sacrifício de repa-
ORAÇÃO DO DIA ração. Por Cristo, nosso Senhor.
CP. Ó Deus, que nos destes em Santa Fran- DEPOIS DA COMUNHÃO
cisca Romana admirável modelo de esposa CP. Fortificados por este sacramento, nós
e de monja, fazei-nos sempre fiéis ao vosso vos pedimos, ó Deus todo-poderoso, que
serviço, para que possamos reconhecer e se- aprendamos com Santa Francisca Romana
guir a vossa vontade em todas as circunstân- a buscar-vos sempre e acima de tudo, e a
cias da vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, viver neste mundo a vida nova do cristão.
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Por Cristo, nosso Senhor.
SOBRE AS OFERENDAS Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Evaldo
CP. Ó Deus de bondade, que destruindo o Carvalho dos Santos (1969); Dom José Ionilton
velho homem criastes em Santa Francisca Lisboa de Oliveira (1962); Dom Tommaso Cascia-
Romana uma mulher nova segundo a vos- nelli (1948). Ordenação Episcopal: Dom Luiz Antô-
sa imagem, dai que possamos, igualmente nio Guedes (1997).

10 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 3ª FEIRA DA 2ª SEMANA DA QUARESMA. 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA)

Antífona da Entrada – Sl 12,4-5 ORAÇÃO DO DIA


Iluminai meus olhos, Senhor, guardai-me CP. Guardai, Senhor Deus, a vossa
do sono da morte. Que meu inimigo não Igreja com a vossa constante prote-
possa dizer: triunfei sobre ele. ção e, como a fraqueza humana des-
Introdução ao Mistério Celebrado falece sem vosso auxílio, livrai-nos
L. (ou CP): Iniciando esta nossa Cele- constantemente do mal e conduzi-
bração, permitamos que Deus nos con- -nos pelos caminhos da salvação.
verta para que sejamos coerentes em to- Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso
das as nossas atitudes. Filho, na unidade do Espírito Santo.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 52 21/10/2019 11:52


53 DIA 10

PRIMEIRA LEITURA – Is 1,10.16-20 manifesto essas coisas aos teus olhos. R.


Aprendei a fazer o bem. Procurai o direito. 23Quem me oferece um sacrifício
Leitura do Livro do Profeta Isaías. de louvor,*/ este sim é que me hon-
10Ouvi a palavra do Senhor, magistrados ra de verdade./ A todo homem que
de Sodoma, prestai ouvidos ao ensina- procede retamente,*/ eu mostrarei a
mento do nosso Deus, povo de Go- salvação que vem de Deus”. R.
morra. 16Lavai-vos, purificai-vos. Tirai a Aclamação ao Evangelho – Ez 18,31
maldade de vossas ações de minha fren- R. Salve, ó Cristo, Imagem do Pai, a plena
te. Deixai de fazer o mal! 17Aprendei a verdade nos comunicai!
fazer o bem! Procurai o direito, corrigi o V. Lançai para bem longe toda a vossa ini-
opressor. Julgai a causa do órfão, defen- quidade! Criai em vós um novo espírito e
dei a viúva. 18Vinde, debatamos – diz o um novo coração! R.
Senhor. Ainda que vossos pecados se- EVANGELHO – Mt 23,1-12
jam como púrpura, tornar-se-ão bran- Eles falam e não praticam.
cos como a neve. Se forem vermelhos ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
como o carmesim, tornar-se-ão como segundo Mateus.
lã. 19Se consentirdes em obedecer, co- Naquele tempo, 1Jesus falou às multi-
mereis as coisas boas da terra. 20Mas se dões e aos seus discípulos e lhes disse:
recusardes e vos rebelardes, pela espada 2“Os mestres da Lei e os fariseus têm
sereis devorados, porque a boca do Se- autoridade para interpretar a Lei de
nhor falou! Palavra do Senhor. Moisés. 3Por isso, deveis fazer e ob-
SALMO RESPONSORIAL servar tudo o que eles dizem. Mas não
Sl 49(50),8-9.16bc-17.2.23(R. 23b) imiteis suas ações! Pois eles falam e não
R. A todos que procedem retamente, eu praticam. 4Amarram pesados fardos e
mostrarei a salvação que vem de Deus. os colocam nos ombros dos outros, mas
8“Eu não venho censurar teus sacrifí- eles mesmos não estão dispostos a mo-
cios,*/ pois sempre estão perante mim vê-los, nem sequer com um dedo. 5Fa-
teus holocaustos;/ 9não preciso dos zem todas as suas ações só para serem
novilhos de tua casa */ nem dos car- vistos pelos outros. Eles usam faixas lar-
neiros que estão nos teus rebanhos. R. gas, com trechos da Escritura, na testa
bComo ousas repetir os meus precei- e nos braços, e põem na roupa longas
tos */ ce trazer minha Aliança em tua franjas. 6Gostam de lugar de honra nos
boca?/ 17Tu que odiaste minhas leis e banquetes e dos primeiros lugares nas
meus conselhos */ e deste as costas às sinagogas. 7Gostam de ser cumprimen-
palavras dos meus lábios! R. tados nas praças públicas e de serem
21Diante disso que fizeste, eu calarei?*/ chamados de Mestre. 8Quanto a vós,
Acaso pensas que eu sou igual a ti?/ nunca vos deixeis chamar de Mestre,
É disso que te acuso e repreendo */ e pois um só é vosso Mestre e todos vós

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 53 21/10/2019 11:52


DIA 10 54

sois irmãos. 9Na terra, não chameis a a Deus com mais fidelidade, peçamos.
ninguém de pai, pois um só é vosso Pai, 2. Pelo nosso Papa Francisco, para que
aquele que está nos céus. 10Não deixeis sempre dócil ao Espírito Santo possa atin-
que vos chamem de guias, pois um só gir com suas palavras todas as pessoas de
é o vosso Guia, Cristo. 11Pelo contrário, boa vontade, peçamos.
o maior dentre vós deve ser aquele que 3. Para que neste tempo forte de Quares-
vos serve. 12Quem se exaltar será humi- ma possamos viver o nosso dia a dia com
lhado, e quem se humilhar será exalta- maior docilidade de coração à ação do
do”. Palavra da Salvação. Espírito de Deus em nós, peçamos.
Meditando a Palavra de Deus 4. Por todos os governantes, para que
Jesus não era contra os mestres da Lei olhem com generosidade aos mais empo-
(escribas) e fariseus; o que Jesus não aceita- brecidos e marginalizados, peçamos.
va era sua maneira enganosa de agir; obri- (Outras intenções)
gavam as pessoas a fazer o que eles mesmos P. Deus, nosso Pai, inclinai vossos ouvidos
não faziam (Mt 23,3-4); eram, como se diz, de misericórdia e atendei estas nossas ora-
“faroleiros”, isto é, gostavam de aparecer ções. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso
(Mt 23,5-7). Temos a tendência de ser exi- Filho, na unidade do Espírito Santo.
gentes com os outros ao passo que somos SOBRE AS OFERENDAS
bastante acomodados conosco mesmos; CP. Dignai-vos, ó Deus, santificar-
muitas vezes somos intolerantes, temos -nos por este sacramento. Que ele
dificuldade em aceitar opiniões diferentes nos cure dos vícios terrenos e nos
das nossas; sempre procuramos dar a últi- conduza para os bens celestes. Por
ma palavra e todos devem segui-la, porque Cristo, nosso Senhor.
somos os donos da verdade. Às vezes, exigi- Antífona da Comunhão – Sl 9,2-3
mos perfeição dos outros enquanto somos Narrarei, Senhor, as vossas maravilhas, em
imperfeitos e, no entanto, nos portamos vós me alegro e exulto; cantarei o vosso
como se fôssemos os cristãos mais perfei- nome, Deus Altíssimo!
tos na observância do Evangelho. Sejamos DEPOIS DA COMUNHÃO
humildes para reconhecermos e aceitarmos CP. Ó Deus, que a participação na
que tantas vezes somos incoerentes entre mesa sagrada faça crescer em nós o
nossa fé e nossa vida (Is 12,16-17). amor fraterno e nos assegure sempre o
Preces da Comunidade vosso auxílio. Por Cristo, nosso Senhor.
P. Com toda confiança coloquemos diante Bispos Aniversariantes: Ordenação Presbiteral:
de Deus, nosso Pai, em nome de Jesus, as Dom Juarez Delorto Secco (2001). Ordenação Epis-
nossas intenções e pedidos. copal: Dom Fernando Antônio Figueiredo (1984);
R. Senhor, escutai a nossa prece! Dom Josafá Menezes da Silva (2005); Dom João
1. Pela Igreja, para que sendo coerente pos- Carlos Petrini (2005); Dom Manuel Parrado Carral
sa despertar nos corações o desejo de servir (2001); Dom Pedro Luiz Stringhini (2001).

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 54 21/10/2019 11:52


55 DIA 11

11 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 4ª FEIRA DA 2ª SEMANA DA QUARESMA. 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 37,22-23 por eles e tentar afastar deles a tua


Não me abandoneis jamais, Senhor, meu Deus, ira. Palavra do Senhor.
não fiqueis longe de mim! Depressa, vinde em SALMO RESPONSORIAL
meu auxílio, ó Senhor, minha salvação. Sl 30(31),5-6.14.15-16(R. 17b)
Introdução ao Mistério Celebrado R. Salvai-me pela vossa compaixão,
L. (ou CP): O Senhor nos convida a par- ó Senhor Deus!
ticipar de sua vida por meio do serviço. 5Retirai-me desta rede traiçoeira,*/
Como comunidade reunida no amor de porque sois o meu refúgio protetor!/
Cristo, iniciemos esta Celebração. 6Em vossas mãos, Senhor, entrego o

ORAÇÃO DO DIA meu espírito,*/ porque vós me salva-


CP. Ó Deus, conservai constante- reis, ó Deus fiel! R.
mente vossa família na prática das 14Ao redor, todas as coisas me apa-
boas obras, e, assim como nos con- voram; */ ouço muitos cochichan-
fortais agora com vossos auxílios, do contra mim;/ todos juntos se
conduzi-nos aos bens eternos. Por reúnem, conspirando*/ e pensando
nosso Senhor Jesus Cristo, vosso como vão tirar-me a vida. R.
Filho, na unidade do Espírito Santo. 15A vós, porém, ó meu Senhor, eu me

PRIMEIRA LEITURA – Jr 18,18-20 confio,*/ e afirmo que só vós sois o


Vinde, ataquemo-lo. meu Deus!/ 16Eu entrego em vossas
Leitura do Livro do Profeta Jeremias. mãos o meu destino; */ libertai-me
Naqueles dias, 18disseram eles: “Vin- do inimigo e do opressor! R.
de para conspirarmos juntos contra Aclamação ao Evangelho – Jo 8,12
Jeremias; um sacerdote não deixará R. Salve, Cristo, Luz da vida, companhei-
morrer a lei; nem um sábio, o conse- ro na partilha!
lho; nem um profeta, a palavra. Vin- V. Eu sou a luz do mundo; aquele que me
de para o atacarmos com a língua, e segue, não caminha entre as trevas, mas
não vamos prestar atenção a todas as terá a luz da vida. R.
suas palavras”. 19Atende-me, Senhor, EVANGELHO – Mt 20,17-28
ouve o que dizem meus adversários. Eles o condenarão à morte.
20Acaso pode-se retribuir o bem ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
com o mal? Pois eles cavaram uma segundo Mateus.
cova para mim. Lembra-te de que Naquele tempo, 17enquanto Jesus
fui à tua presença, para interceder subia para Jerusalém, ele tomou os

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 55 21/10/2019 11:52


DIA 11 56

doze discípulos à parte e, durante veio para ser servido, mas para servir
a caminhada, disse-lhes: 18“Eis que e dar a sua vida como resgate em fa-
estamos subindo para Jerusalém, e o vor de muitos”. Palavra da Salvação.
Filho do Homem será entregue aos Meditando a Palavra de Deus
sumos sacerdotes e aos mestres da No caminho para Jerusalém, onde irá
Lei. Eles o condenarão à morte, 19e o consumar a nossa salvação pelo sacrifí-
entregarão aos pagãos para zomba- cio da Cruz e ressurreição, Jesus anuncia,
rem dele, para flagelá-lo e crucificá- pela terceira vez aos Doze, a sua Paixão,
-lo. Mas no terceiro dia ressuscita- Morte e Ressurreição, ou seja, o Misté-
rá”. 20A mãe dos filhos de Zebedeu rio Pascal (v. 18s). Após este anúncio, a
aproximou-se de Jesus com seus mãe de João e Tiago pede para seus filhos
filhos e ajoelhou-se com a intenção posições de honra no Reino messiânico
de fazer um pedido. 21Jesus pergun- (v. 20s). Jesus irá tornar presente o Reino
tou: “O que tu queres?” Ela respon- pelo seu Mistério Pascal, mas ainda não
deu: “Manda que estes meus dois em sua plenitude, que só se dará com o
filhos se sentem, no teu Reino, um seu retorno glorioso no fim dos tempos.
à tua direita e outro à tua esquer- As relações existentes entre os que per-
da”. 22Jesus, então, respondeu-lhes: tencem a este Reino não se comparam
“Não sabeis o que estais pedindo. com o modo de viver dos reinos deste
Por acaso podeis beber o cálice que mundo, que são marcados pela ganân-
eu vou beber?” Eles responderam: cia, tirania, abuso do poder: “Vós sabeis
“Podemos”. 23Então Jesus lhes disse: que os chefes das nações têm poder sobre
“De fato, vós bebereis do meu cálice, elas e os grandes as oprimem” (v. 25). As
mas não depende de mim conceder relações entre os filhos do Reino devem
o lugar à minha direita ou à minha ser as de serviço: “quem quiser tornar-se
esquerda. Meu Pai é quem dará es- grande, torne-se o vosso servidor; quem
ses lugares àqueles para os quais ele quiser ser o primeiro, seja o vosso servo”
os preparou”. 24Quando os outros (v. 26), a exemplo do próprio Jesus (v. 27).
dez discípulos ouviram isso, fica- Preces da Comunidade
ram irritados contra os dois irmãos. P. O Filho do Homem não veio para ser
25Jesus, porém, chamou-os, e disse: servido, mas para servir. Em união de inten-
“Vós sabeis que os chefes das nações ção com Jesus, apresentemos ao Pai as ne-
têm poder sobre elas e os grandes as cessidades da Igreja e do mundo, dizendo:
oprimem. 26Entre vós não deverá ser R. Pai do Céu, tornai-nos servos com
assim. Quem quiser tornar-se gran- Cristo!
de, torne-se vosso servidor; 27quem 1. Concedei, Senhor, um renovado vi-
quiser ser o primeiro, seja vosso ser- gor apostólico ao santo Padre e a todo o
vo. 28Pois, o Filho do Homem não clero, a fim de que pastoreiem e sirvam o

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 56 21/10/2019 11:52


57 DIA 12

rebanho a eles confiado, rezemos. SOBRE AS OFERENDAS


2. Volvei, Senhor, o vosso olhar de mise- CP. Considerai, ó Deus, com bonda-
ricórdia para nossos irmãos e irmãs que de, as oferendas que vos apresenta-
padecem no corpo ou na alma, para que mos e concedei-nos, por meio delas,
sejam fortalecidos em todas as suas neces- o perdão dos nossos pecados. Por
sidades, rezemos. Cristo, nosso Senhor.
3. Tornai fecundas, Senhor, as iniciativas Antífona da Comunhão – Mt 20,28
realizadas por meio da Campanha da Fra- O Filho do Homem veio, não para ser ser-
ternidade, para que um olhar compassivo vido, mas para servir e dar a sua vida pela
às dores de nossos próximos nos leve ao salvação de todos.
serviço e ao cuidado deles, rezemos. DEPOIS DA COMUNHÃO
4. Fortalecei, Senhor, todos os que são per- CP. Senhor nosso Deus, vós quises-
seguidos por causa da fé em Cristo e da tes que a Eucaristia fosse para nós
justiça e concedei a conversão os seus per- penhor da imortalidade. Fazei que
seguidores, rezemos. ela nos conduza à eterna salvação.
(Outras intenções) Por Cristo, nosso Senhor.
P. Acolhei estas nossas orações, ó Pai, e Bispos Aniversariantes: Ordenação Episcopal:
fazei-nos servidores vossos em nossos ir- Dom Messias dos Reis Silveira (2007); Dom Ân-
mãos. Por Cristo, Senhor nosso. gelo Pignoli (2007).

12 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 5ª FEIRA DA 2ª SEMANA DA QUARESMA. 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 138,23-24 corações dos vossos filhos e filhas,


Provai-me, ó Deus, e conhecei meus pen- para que, renovados pelo vosso Es-
samentos: vede se ando pela vereda do mal pírito, sejamos firmes na fé e efi-
e conduzi-me no caminho da eternidade. cientes nas obras. Por nosso Senhor
Introdução ao Mistério Celebrado Jesus Cristo, vosso Filho, na unida-
L. (ou CP): No início de nossa Celebra- de do Espírito Santo.
ção, peçamos ao Senhor o dom de sermos PRIMEIRA LEITURA – Jr 17,5-10
homens e mulheres que põem sua con- Maldito o homem que confia no homem.
fiança nele, que levam uma vida livre do Bendito o homem que põe sua confiança no Senhor.
medo e de vãs preocupações. Leitura do Livro do Profeta Jeremias.
ORAÇÃO DO DIA 5Isto diz o Senhor: “Maldito o ho-
CP. Ó Deus, que amais e restaurais mem que confia no homem e faz
a inocência, orientai para vós os consistir sua força na carne humana,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 57 21/10/2019 11:52


DIA 12 58

enquanto o seu coração se afasta do palha seca*/ espalhada e dispersada


Senhor; 6como os cardos no deserto, pelo vento./ 6Pois Deus vigia o ca-
ele não vê chegar a floração, prefere minho dos eleitos,*/ mas a estrada
vegetar na secura do ermo, em região dos malvados leva à morte. R.
salobra e desabitada. 7Bendito o ho- Aclamação ao Evangelho – Lc 8,15
mem que confia no Senhor, cuja es- R. Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai,
perança é o Senhor; 8é como a árvore que é amor!
plantada junto às águas, que estende V. Felizes os que observam a palavra do
as raízes em busca de umidade, por Senhor, de reto coração; e que produzem
isso não teme a chegada do calor: muitos frutos, até o fim perseverantes! R.
sua folhagem mantém-se verde; não EVANGELHO – Lc 16,19-31
sofre míngua em tempo de seca e Recebeste teus bens durante a vida e Lázaro os males.
nunca deixa de dar frutos. 9Em tudo Agora ele encontra, aqui, consolo e tu és atormentado.
é enganador o coração, e isto é incu- ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
rável; quem poderá conhecê-lo? 10Eu segundo Lucas.
sou o Senhor, que perscruto o cora- Naquele tempo, disse Jesus aos fari-
ção e provo os sentimentos, que dou seus: 19“Havia um homem rico, que
a cada qual conforme o seu proceder se vestia com roupas finas e elegan-
e conforme o fruto de suas obras”. tes e fazia festas esplêndidas todos
Palavra do Senhor. os dias. 20Um pobre, chamado Láza-
SALMO RESPONSORIAL ro, cheio de feridas, estava no chão,
Sl 1,1-2.3.4.6(R. Sl 39(40),5a) à porta do rico. 21Ele queria matar
R. É feliz quem a Deus se confia! a fome com as sobras que caíam da
1Feliz é todo aquele que não anda */ mesa do rico. E, além disso, vinham
conforme os conselhos dos perver- os cachorros lamber suas feridas.
sos;/ que não entra no caminho dos 22Quando o pobre morreu, os anjos
malvados,*/ nem junto aos zomba- levaram-no para junto de Abraão.
dores vai sentar-se;/ 2mas encontra Morreu também o rico e foi en-
seu prazer na lei de Deus */ e a me- terrado. 23Na região dos mortos, no
dita, dia e noite, sem cessar. R. meio dos tormentos, o rico levantou
3Eis que ele é semelhante a uma ár- os olhos e viu de longe a Abraão,
vore,*/ que à beira da torrente está com Lázaro ao seu lado. 24Então
plantada;/ ela sempre dá seus frutos gritou: ‘Pai Abraão, tem piedade
a seu tempo,†/ e jamais as suas fo- de mim! Manda Lázaro molhar a
lhas vão murchar.*/ Eis que tudo o ponta do dedo para me refrescar a
que ele faz vai prosperar. R. língua, porque sofro muito nestas
4Mas bem outra é a sorte dos per- chamas’. 25Mas Abraão respondeu:
versos.†/ Ao contrário, são iguais à ‘Filho, lembra-te que tu recebeste

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 58 21/10/2019 11:52


59 DIA 12

teus bens durante a vida e Lázaro, esplêndidas todos os dias” (v. 19). Lázaro
por sua vez, os males. Agora, porém, teria ficado muito contente com as sobras,
ele encontra aqui consolo e tu és mas “em vez disso, os cães vinham lamber
atormentado. 26E, além disso, há um suas feridas” (v. 21). O rico não queria ser
grande abismo entre nós: por mais incomodado. Agora, ele é o mendigo, pe-
que alguém desejasse, não poderia dindo compaixão de Abraão no meio dos
passar daqui para junto de vós, e seus tormentos. Pelo que parece, Abraão,
nem os daí poderiam atravessar até por sua vez, não fica incomodado com o
nós’. 27O rico insistiu: ‘Pai, eu te su- rico. Gostaria de ajudar; até fala carinhosa-
plico, manda Lázaro à casa do meu mente ao rico, como “filho”. Mas não pode
pai, 28porque eu tenho cinco irmãos. ajudar. A dureza do coração do rico abriu
Manda preveni-los, para que não um abismo intransponível entre Abraão e
venham também eles para este lugar o homem impiedoso. Há poucos textos da
de tormento’. 29Mas Abraão respon- Bíblia que comunicam tão poderosamente
deu: ‘Eles têm Moisés e os Profetas, a mensagem: “Enquanto temos tempo, fa-
que os escutem!’ 30O rico insistiu: çamos o bem a todos” (Gl 6,10). Aprovei-
‘Não, Pai Abraão, mas se um dos temos do tempo presente!
mortos for até eles, certamente vão Preces da Comunidade
se converter’. 31Mas Abraão lhe dis- P. Demos graças a Deus pelas parábolas do
se: ‘Se não escutam a Moisés, nem Reino contadas por Jesus. Possamos cons-
aos Profetas, eles não acreditarão, truir a nossa vida individual e comunitária
mesmo que alguém ressuscite dos no alicerce de seu ensinamento. Digamos:
mortos’” Palavra da Salvação. R. Abri o ouvido de nosso coração às vos-
Meditando a Palavra de Deus sas palavras, Senhor!
Hoje, Jesus nos conta uma parábola na qual 1. Para que possamos acolher as lições de perdão
o patriarca Abraão é um dos personagens. mútuo apresentadas nas parábolas, rezemos.
Ele está no céu, com o pobre mendigo Lá- 2. Para que possamos agir em favor dos
zaro ao seu lado; o pai Abraão o está con- menos favorecidos, conforme a doutrina
solando pela vida sofrida que ele levou du- das parábolas, rezemos.
rante o seu tempo na terra. Da “região dos 3. Para que possamos aguardar com vigi-
mortos”, o lugar dos tormentos, sobe um lância a volta do Senhor de acordo com as
apelo do outro recém-falecido. É o vizinho parábolas, rezemos.
de Lázaro, isto é, o dono do palacete onde 4. Para que possamos ser a terra boa que
Lázaro “ficava sentado no chão junto à produz cem por um, assim como Jesus en-
porta” (Lc 16,20). Naquela outra vida, ago- sina nas parábolas, rezemos.
ra terminada, o homem rico não encontra- (Outras intenções)
va tempo ou energia para atender a Láza- P. Senhor Jesus, em vossas parábolas nos
ro – estava ocupado demais dando “festas confiastes um tesouro de sabedoria e de

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 59 21/10/2019 11:52


DIA 13 60

santidade. Concedei-nos a graça de valo- andam na lei do Senhor!


rizar e compartilhar este tesouro com os DEPOIS DA COMUNHÃO
nossos irmãos e irmãs. Vós que viveis e rei- CP. Ó Deus, que esta Eucaristia
nais para sempre. continue a agir em nós e prolongue
SOBRE AS OFERENDAS seus efeitos em nossa vida. Por Cris-
CP. Ó Deus, por este sacrifício san- to, nosso Senhor.
tificai nossa Quaresma, de modo Bispos Aniversariantes: Ordenação Presbiteral: Dom
que sua observância externa possa José Carlos Brandão Cabral (1993); Cardeal Serafim
frutificar em nossos corações. Por Fernandes de Araújo (1949). Ordenação Episcopal:
Cristo, nosso Senhor. Dom Antônio Augusto Dias Duarte (2005); Dom Edney
Antífona da Comunhão – Sl 118,1 Gouvêa Mattoso (2005); Dom Edson de Castro Ho-
Felizes aqueles cuja vida é pura, os que mem (2005); Dom Sebastião Bandeira Coêlho (2005).

13 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 6ª FEIRA DA 2ª SEMANA DA QUARESMA. 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 30,2.5 PRIMEIRA LEITURA – Gn 37,3-4.12-13a.17b-28


Senhor, a vós recorro, que eu não seja Aí vem o sonhador! Vamos matá-lo!
confundido para sempre. Vós me tirais Leitura do Livro do Gênesis.
do laço que me armaram, vós sois meu 3Israel amava mais a José do que a to-
protetor. dos os outros filhos, porque lhe tinha
Introdução ao Mistério Celebrado nascido na velhice. E por isso mandou
L. (ou CP): Estimados irmãos e irmãs, fazer para ele uma túnica de mangas
Cristo nos ensina a amar e a perdoar longas. 4Vendo os irmãos que o pai
além do mal que os outros nos infligem. o amava mais do que a todos eles,
Que acolhamos de coração esta impor- odiavam-no e já não lhe podiam falar
tante lição e a transmitamos à nossa pacificamente. 12Ora, como os irmãos
sociedade. de José tinham ido apascentar o reba-
ORAÇÃO DO DIA nho do pai em Siquém, 13adisse Israel
CP. Concedei-nos, ó Deus todo-po- a José: “Teus irmãos devem estar com
deroso, que, purificados pelo esforço os rebanhos em Siquém. Vem, vou
da penitência, cheguemos de cora- enviar-te a eles”. 17bPartiu, pois, José
ção sincero às festas da Páscoa que atrás de seus irmãos e encontrou-os
se aproximam. Por nosso Senhor em Dotaim. 18Eles, porém, tendo-o
Jesus Cristo, vosso Filho, na unida- visto ao longe, antes que se aproximas-
de do Espírito Santo. se, tramaram a sua morte. 19Disseram

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 60 21/10/2019 11:52


61 DIA 13

entre si: “Aí vem o sonhador! 20Vamos 16Mandou vir, então, a fome sobre a
matá-lo e lançá-lo numa cisterna, de- terra*/ e os privou de todo pão que
pois diremos que um animal feroz o os sustentava;/ 17um homem enviara
devorou. Assim veremos de que lhe à sua frente,*/ José que foi vendido
servem os sonhos”. 21Rúben, porém, como escravo. R.
ouvindo isto, disse-lhes: 22“Não lhe 18Apertaram os seus pés entre gri-
tiremos a vida!” E acrescentou: “Não lhões*/ e amarraram seu pescoço
derrameis sangue, mas lançai-o na- com correntes,/ 19até que se cum-
quela cisterna do deserto, e não o to- prisse o que previra,*/ e a palavra do
queis com as vossas mãos”. Dizia isto, Senhor lhe deu razão. R.
porque queria livrá-lo das mãos deles 20Ordenou, então, o rei que o li-
e devolvê-lo ao pai. 23Assim que José bertassem,*/ o soberano das na-
chegou perto dos irmãos, estes despo- ções mandou soltá-lo;/ 21fez dele o
jaram-no da túnica de mangas longas, senhor de sua casa,*/ e de todos os
pegaram nele 24e lançaram-no numa seus bens o despenseiro. R.
cisterna que não tinha água. 25Depois, Aclamação ao Evangelho – Jo 3,16
sentaram-se para comer. Levantando R. Jesus Cristo, sois bendito, sois o Ungido
os olhos, avistaram uma caravana de de Deus Pai!
ismaelitas, que se aproximava, pro- V. Deus o mundo tanto amou que lhe deu
veniente de Galaad. Os camelos iam seu próprio Filho, para que todo o que nele
carregados de especiarias, bálsamo e crer, encontre vida eterna. R.
resina, que transportavam para o Egi- EVANGELHO – Mt 21,33-43.45-46
to. 26E Judá disse aos irmãos: “Que Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo!
proveito teríamos em matar nosso ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
irmão e ocultar o seu sangue? 27É me- segundo Mateus.
lhor vendê-lo a esses ismaelitas e não Naquele tempo, dirigindo-se Jesus aos
manchar nossas mãos, pois ele é nosso chefes dos sacerdotes e aos anciãos do
irmão e nossa carne”. Concordaram povo, disse-lhes: 33“Escutai esta outra
os irmãos com o que dizia. 28Ao pas- parábola: Certo proprietário plantou
sarem os comerciantes madianitas, uma vinha, pôs uma cerca em volta,
tiraram José da cisterna, e por vinte fez nela um lagar para esmagar as uvas
moedas de prata o venderam aos is- e construiu uma torre de guarda. De-
maelitas: e estes o levaram para o Egi- pois arrendou-a a vinhateiros, e viajou
to. Palavra do Senhor. para o estrangeiro. 34Quando chegou o
SALMO RESPONSORIAL tempo da colheita, o proprietário man-
Sl 104(105),16-17.18-19.20-21(R. 5a) dou seus empregados aos vinhateiros
R. Lembrai sempre as maravilhas para receber seus frutos. 35Os vinhatei-
do Senhor! ros, porém, agarraram os empregados,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 61 21/10/2019 11:52


DIA 13 62

espancaram a um, mataram a outro, e ao lições a nos ensinar: a primeira é a de que


terceiro apedrejaram. 36O proprietário nós também não somos tão diferentes as-
mandou de novo outros empregados, sim dos irmãos de José ou dos vinhateiros
em maior número do que os primeiros. do Evangelho. Nossas palavras, nossas
Mas eles os trataram da mesma forma. críticas, nossa falta de generosidade com
37Finalmente, o proprietário, enviou- Deus e com os outros com frequência nos
-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu fi- fazem preferir a nós mesmos, os nossos
lho eles vão respeitar’. 38Os vinhateiros, interesses egoístas, ao Reino de Deus e
porém, ao verem o filho, disseram en- sua justiça (Mt 6,33). E precisamos mu-
tre si: ‘Este é o herdeiro. Vinde, vamos dar isto. A segunda lição é que, apesar de
matá-lo e tomar posse da sua herança!’ sermos assim, Jesus aceitou amar-nos até
39Então agarraram o filho, jogaram-no o fim ( Jo 13,1), mesmo sabendo que o
para fora da vinha e o mataram. 40Pois entregaríamos à morte como os irmãos
bem, quando o dono da vinha voltar, de José e que o crucificaríamos como os
o que fará com esses vinhateiros?” 41Os vinhateiros. Ou seja, saber das adversida-
sumos sacerdotes e os anciãos do povo des jamais impediu Jesus de amar; mes-
responderam: “Com certeza mandará mo quando não recebia nada em troca ou,
matar de modo violento esses perver- pior, mesmo quando só recebia escárnio
sos e arrendará a vinha a outros vinha- e desprezo em troca. Todos nós temos
teiros, que lhe entregarão os frutos no muito que crescer para aprendermos a
tempo certo”. 42Então Jesus lhes disse: amar assim. Mas se o fizermos, seremos
“Vós nunca lestes nas Escrituras: ‘a perfeitos como o nosso Pai celeste é per-
pedra que os construtores rejeitaram feito (Mt 5,48).
tornou-se a pedra angular; isto foi feito Preces da Comunidade
pelo Senhor e é maravilhoso aos nossos P. Com humildade, apresentemos a Deus
olhos?’ 43Por isso eu vos digo: o Reino os nossos pedidos:
de Deus vos será tirado e será entregue R. Tende compaixão de nós, Senhor!
a um povo que produzirá frutos”. 45Os 1. Por nosso santo Padre, o Papa Francis-
sumos sacerdotes e fariseus ouviram as co, e por todos os que combatem a cultura
parábolas de Jesus, e compreenderam da violência em nosso mundo, rezemos ao
que estava falando deles. 46Procuraram Senhor.
prendê-lo, mas ficaram com medo 2. Pelos que promovem a causa ecumêni-
das multidões, pois elas consideravam ca e o diálogo inter-religioso, para que seu
Jesus um profeta. Palavra da Salvação. empenho produza frutos de paz e de uni-
Meditando a Palavra de Deus dade em nosso mundo, rezemos ao Senhor.
As leituras de hoje nos falam de histórias 3. Pelos criminosos, para que, arrependidos
horrorosas – de inveja, de mesquinhez, de suas faltas, possam ser eficazmente rein-
de desamor. Mas estas histórias têm duas tegrados na sociedade, rezemos ao Senhor.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 62 21/10/2019 11:52


63 DIA 14

4. Pelos que faleceram vítimas da violência fiéis e os leve, por uma vida santa, à
e pelos seus familiares que choram sua per- plenitude dos mistérios que celebra-
da, para que experimentem o consolo de mos. Por Cristo, nosso Senhor.
Deus, rezemos ao Senhor. Antífona da Comunhão – 1Jo 4,10
(Outras intenções) Deus nos amou e enviou seu Filho, reden-
P. Acolhei, Senhor, estas nossas intenções ção pelos nossos pecados.
e dai-nos um coração pacífico, capaz de DEPOIS DA COMUNHÃO
vos testemunhar verdadeiramente em CP. Ó Deus, dai-nos caminhar de tal
meio ao nosso mundo. Vós que viveis e modo, que possamos alcançar a sal-
reinais para sempre. vação eterna, cujo penhor agora re-
SOBRE AS OFERENDAS cebemos. Por Cristo, nosso Senhor.
CP. Ó Deus, que a vossa misericór- Bispo Aniversariante: Nascimento: Dom Ercílio
dia prepare os corações dos vossos Turco (1938).

14 DE MARÇO DE 2020
ROXO – SÁBADO DA 2ª SEMANA DA QUARESMA. 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 144,8-9 PRIMEIRA LEITURA – Mq 7,14-15.18-20


O Senhor é misericórdia e clemência, in- Lançará ao fundo do mar todos os nossos pecados.
dulgente e cheio de amor. O Senhor é bom Leitura da Profecia de Miqueias.
para com todos, misericordioso para todas 14Apascenta o teu povo com o caja-
as suas criaturas. do da autoridade, o rebanho de tua
Introdução ao Mistério Celebrado propriedade, os habitantes dispersos
L. (ou CP): A misericórdia de Deus não pela mata e pelos campos cultivados;
tem limites. Acolhe e cumula de bens o que eles desfrutem a terra de Basã e
filho pródigo que retorna a ele. Portanto, de Galaad, como nos velhos tempos.
não percamos tempo: reconheçamos os 15E, como foi nos dias em que nos
nossos pecados e retornemos à casa do Pai. fizeste sair do Egito, faze-nos ver
ORAÇÃO DO DIA novos prodígios. 18Qual Deus exis-
CP. Ó Deus, que pelos exercícios da te, como tu, que apagas a iniquidade
Quaresma já nos dais na terra parti- e esqueces o pecado daqueles que
cipar dos bens do céu, guiai-nos de são resto de tua propriedade? Ele
tal modo nesta vida, que possamos não guarda rancor para sempre, o
chegar à luz em que habitais. Por que ama é a misericórdia. 19Voltará
nosso Senhor Jesus Cristo, vosso a compadecer-se de nós, esquece-
Filho, na unidade do Espírito Santo. rá nossas iniquidades e lançará ao

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 63 21/10/2019 11:52


DIA 14 64

fundo do mar todos os nossos peca- para o escutar. 2Os fariseus, porém,
dos. 20Tu manterás fidelidade a Jacó e os mestres da Lei criticavam Jesus:
e terás compaixão de Abraão, como “Este homem acolhe os pecadores e
juraste a nossos pais, desde tempos faz refeição com eles”. 3Então Jesus
remotos. Palavra do Senhor. contou-lhes esta parábola: 11“Um
SALMO RESPONSORIAL homem tinha dois filhos. 12O filho
Sl 102(103),1-2.3-4.9-10.11-12(R. 8a) mais novo disse ao pai: ‘Pai, dá-me
R. O Senhor é indulgente e favorável. a parte da herança que me cabe’. E o
1Bendize, ó minha alma, ao Se- pai dividiu os bens entre eles. 13Pou-
nhor,*/ e todo o meu ser, seu santo cos dias depois, o filho mais novo
nome!/ 2Bendize, ó minha alma, ao juntou o que era seu e partiu para um
Senhor,*/ não te esqueças de ne- lugar distante. E ali esbanjou tudo
nhum de seus favores! R. numa vida desenfreada. 14Quando
3Pois ele te perdoa toda culpa,*/ e tinha gasto tudo o que possuía, hou-
cura toda a tua enfermidade;/ 4da ve uma grande fome naquela região,
sepultura ele salva a tua vida*/ e te e ele começou a passar necessidade.
cerca de carinho e compaixão; R. 15Então foi pedir trabalho a um ho-

9não fica sempre repetindo as suas mem do lugar, que o mandou para
queixas,*/ nem guarda eternamente seu campo cuidar dos porcos. 16O
o seu rancor./ 10Não nos trata como rapaz queria matar a fome com a
exigem nossas faltas,*/ nem nos pune comida que os porcos comiam, mas
em proporção às nossas culpas. R. nem isto lhe davam. 17Então caiu em
11Quanto os céus por sobre a terra se si e disse: ‘Quantos empregados do
elevam,*/ tanto é grande o seu amor meu pai têm pão com fartura, e eu
aos que o temem;/ 12quanto dista o aqui, morrendo de fome’. 18Vou-me
nascente do poente,*/ tanto afasta embora, vou voltar para meu pai e
para longe nossos crimes. R. dizer-lhe: ‘Pai, pequei contra Deus
Aclamação ao Evangelho – Lc 15,18 e contra ti; 19já não mereço ser cha-
R. Salve, ó Cristo, Imagem do Pai, a plena mado teu filho. Trata-me como a um
verdade nos comunicai! dos teus empregados’. 20Então ele
V.Vou voltar e encontrar o meu pai e direi: partiu e voltou para seu pai. Quando
meu Pai, eu pequei contra o céu e contra ti. R. ainda estava longe, seu pai o avistou
EVANGELHO – Lc 15,1-3.11-32 e sentiu compaixão. Correu-lhe ao
Teu irmão estava morto e tornou a viver. encontro, abraçou-o, e cobriu-o de
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo beijos. 21O filho, então, lhe disse: ‘Pai,
segundo Lucas. pequei contra Deus e contra ti. Já não
Naquele tempo, 1os publicanos e mereço ser chamado teu filho’. 22Mas
pecadores aproximavam-se de Jesus o pai disse aos empregados: ‘Trazei

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 64 21/10/2019 11:52


65 DIA 14

depressa a melhor túnica para vestir celeste. Estamos na Quaresma, que é um


meu filho. E colocai um anel no seu reorientar-nos, um convergirmos a Deus,
dedo e sandálias nos pés. 23Trazei um de quem nos desviamos e nos afastamos
novilho gordo e matai-o. Vamos fa- por nossos pecados. Todas as práticas
zer um banquete. 24Porque este meu quaresmais de jejum, de penitência, de
filho estava morto e tornou a viver; oração querem justamente sensibilizar-
estava perdido e foi encontrado’. E -nos a reconhecer a nossa real condição,
começaram a festa. 25O filho mais que não difere muito da desse menino in-
velho estava no campo. Ao voltar, já feliz, apascentando porcos e mendigando
perto de casa, ouviu música e baru- sua lavagem; querem nos fazer cair em
lho de dança. 26Então chamou um nós mesmos, não para nos deprimir, mas
dos criados e perguntou o que estava para que nos levantemos e tomemos o ca-
acontecendo. 27O criado respondeu: minho de volta. E quando isso acontece,
‘É teu irmão que voltou. Teu pai mais depressa do que nos encaminhamos
matou o novilho gordo, porque o re- para Deus, é ele quem corre ao nosso en-
cuperou com saúde’. 28Mas ele ficou contro: “Quando ainda estava longe, seu
com raiva e não queria entrar. O pai, pai o avistou e sentiu compaixão. Correu-
saindo, insistia com ele. 29Ele, porém, -lhe ao encontro (...)” (Lc 15,20). Como
respondeu ao pai: ‘Eu trabalho para diz o bem-aventurado Guerrico de Igny,
ti há tantos anos, jamais desobede- abade e místico cisterciense do século
ci a qualquer ordem tua. E tu nunca XII, o Pai parece ter mais pressa em dar o
me deste um cabrito para eu festejar perdão ao filho do que o filho em receber
com meus amigos. 30Quando che- tal perdão; tanto se apressava em liber-
gou esse teu filho, que esbanjou teus tar o réu do tormento de sua consciência,
bens com prostitutas, matas para ele que atormentava mais ao misericordioso
o novilho cevado’. 31Então o pai lhe a sua compaixão do que ao miserável o
disse: ‘Filho, tu estás sempre comigo, seu sofrimento. Felizes os pecadores que
e tudo o que é meu é teu. 32Mas era caem em si, reconhecem o seu pecado,
preciso festejar e alegrar-nos, porque arrependem-se deles e retornam à casa
este teu irmão estava morto e tornou do Pai, porque reconhecerão que o Pai os
a viver; estava perdido, e foi encon- ama mais do que eles amam a si próprios.
trado”’. Palavra da Salvação. Preces da Comunidade
Meditando a Palavra de Deus P. Ao Pai que está sempre disposto a nos per-
Bem-aventurados os pecadores que re- doar, reconheçamos humildemente a nossa
conhecem, arrependem-se e confessam necessidade dos seus dons e de sua graça, e
o seu pecado, porque o Pai os acolherá, apresentemos os nossos pedidos e intenções,
os abraçará, os revestirá com a túnica da por meio de seu Filho Jesus Cristo, dizendo:
vida nova, e os alimentará com o alimento R. Senhor, tende piedade de nós!

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 65 21/10/2019 11:52


DIA 15 66

1. Por nosso santo Padre, para que seja fortalecidos por vossos dons, sejamos sem-
sempre mais uma testemunha viva da mi- pre generosos em comunicar a vossa bon-
sericórdia e do amor do Pai a toda a Igreja dade. Por Cristo, nosso Senhor.
e ao mundo, rezemos. SOBRE AS OFERENDAS
R. Senhor, tende piedade de nós! CP. Senhor Deus, por este sacra-
2. Por todos os nossos líderes e governan- mento venham até nós os frutos da
tes, para que estejam sempre comprome- redenção; que eles nos afastem dos
tidos com a justiça, o amor e a verdade excessos terrenos e nos conduzam
e sejam assim autênticos promotores da aos bens do vosso Reino. Por Cristo,
paz, rezemos. nosso Senhor.
3. Que levemos a sério o chamado de Cris- Antífona da Comunhão – Lc 15,32
to à conversão através da Campanha da É necessário, filho, que te alegres: teu ir-
Fraternidade, e sejamos sempre mais com- mão estava morto, e reviveu, perdido, e
prometidos com a vida, a fé e a misericór- foi achado.
dia de Deus, rezemos. DEPOIS DA COMUNHÃO
4. Por todos os doentes, os marginaliza- CP. Ó Deus, que o sacramento re-
dos, os presidiários, para que haja sempre cebido penetre o íntimo do nosso
alguém que leve a eles o abraço acolhedor coração e nos faça participar da sua
e misericordioso do Pai, rezemos. força. Por Cristo, nosso Senhor.
(Outras intenções) Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Geraldo
P. Pai rico em misericórdia, esses são os Lyrio Rocha (1942); Dom José Carlos de Oliveira
nossos pedidos que humildemente vos (1931). Ordenação Presbiteral: Dom José Luiz Ma-
apresentamos, atendei-os a fim de que, jella Delgado (1981).

15 DE MARÇO DE 2020
3º DOMINGO DA QUARESMA
ROXO – 3ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DOMINICAL QUARESMAL – CREDO E PREFÁCIO PRÓPRIO.)

Sugestões para a celebração a enriquecer a meditação e a oração dos fiéis.


1. Além de cuidar do bom preparo dos textos 2. Dar atenção ao Prefácio da Missa de hoje,
que integram a Liturgia da Palavra, seja que se liga de modo todo especial ao Evange-
também dispensada por parte do celebrante lho (A Samaritana): que seja rezado de modo
atenção especial para a proclamação das ora- claro e em atmosfera de concentração e oração.
ções, do prefácio e, naturalmente, da homilia, 3. Prepare-se a mesa dignamente e trazem-se
a fim de que seja ressaltada a unidade de sen- as oferendas. Neste momento, o sacerdote pode
tido que há entre todos esses textos de modo assentar-se. É conveniente que membros da

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 66 21/10/2019 11:52


67 DIA 15

própria assembleia participem da preparação PRIMEIRA LEITURA – Ex 17,3-7


desta mesa e levem em procissão as oferendas Dá-nos água para beber!
do pão e do vinho para o sacrifício eucarístico. Leitura do Livro do Êxodo.
(Animação da vida litúrgica no Brasil, n. 291). Naqueles dias, 3o povo, sedento de água,
Embora os fiéis já não tragam de casa, como murmurava contra Moisés e dizia: “Por
outrora, o pão e o vinho destinados à Liturgia, que nos fizeste sair do Egito? Foi para
o ritual de levá-los ao altar conserva a mesma nos fazer morrer de sede, a nós, nossos
força e significado espiritual (IGMR, n. 49). filhos e nosso gado?” 4Moisés clamou
4. Valorizar os momentos de silêncio durante ao Senhor, dizendo: “Que farei por
a celebração para reflexão e meditação, espe- este povo? Por pouco não me apedre-
cialmente após as leituras e a homilia. jam!” 5O Senhor disse a Moisés: “Passa
Antífona da Entrada – Sl 24,15-16 adiante do povo e leva contigo alguns
Tenho os olhos sempre fitos no Senhor, anciãos de Israel. Toma a tua vara com
porque livra os meus pés da armadilha. que feriste o rio Nilo e vai. 6Eu estarei lá,
Olhai para mim, tende piedade, pois vivo diante de ti, sobre o rochedo, no monte
sozinho e infeliz. Horeb. Ferirás a pedra e dela sairá água
Introdução ao Mistério Celebrado para o povo beber”. Moisés assim fez na
L. (ou CP): Queridas irmãs e queri- presença dos anciãos de Israel. 7E deu
dos irmãos, neste Terceiro Domingo da àquele lugar o nome de Massa e Me-
Quaresma, contemplamos o Cristo que riba, por causa da disputa dos filhos de
é a água para a nossa sede. Ele é a pró- Israel e porque tentaram o Senhor, di-
pria fonte, à qual todos podemos acorrer zendo: “O Senhor está no meio de nós,
com nossa sede de vida, de sentido, de ou não?” Palavra do Senhor.
esperança e de fé. A sua Palavra e a sua SALMO RESPONSORIAL
Presença nos fortalecem no empenho de Sl 94(95),1-2.6-7.8-9(R. 8)
promover e cuidar da vida do mundo que R. Hoje não fecheis o vosso coração,
tem sede de paz, dignidade e partilha. mas ouvi a voz do Senhor!
ORAÇÃO DO DIA 1Vinde, exultemos de alegria no Se-
CP. Ó Deus, fonte de toda miseri- nhor,*/ aclamemos o Rochedo que
córdia e de toda bondade, vós nos nos salva!/ 2Ao seu encontro cami-
indicastes o jejum, a esmola e a ora- nhemos com louvores,*/ e com can-
ção como remédio contra o peca- tos de alegria o celebremos! R.
do. Acolhei esta confissão da nossa 6Vinde adoremos e prostremo-nos
fraqueza para que, humilhados pela por terra,*/ e ajoelhemos ante o
consciência de nossas faltas, sejamos Deus que nos criou!/ 7Porque ele é
confortados pela vossa misericórdia. o nosso Deus, nosso Pastor, †/ e nós
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso somos o seu povo e seu rebanho,*/ as
Filho, na unidade do Espírito Santo. ovelhas que conduz com sua mão. R.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 67 21/10/2019 11:52


DIA 15 68

8Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: EVANGELHO – Jo 4,5-42


†/ “Não fecheis os corações como Uma fonte de água que jorra para a vida eterna.
em Meriba,*/ 9como em Massa, no ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
deserto, aquele dia,/ em que outro- segundo João.
ra vossos pais me provocaram,*/ Naquele tempo, 5Jesus chegou a uma
apesar de terem visto as minhas cidade da Samaria, chamada Sicar,
obras”. R. perto do terreno que Jacó tinha dado
R. Hoje não fecheis o vosso coração, ao seu filho José. 6Era aí que ficava
mas ouvi a voz do Senhor! o poço de Jacó. Cansado da viagem,
SEGUNDA LEITURA – Rm 5,1-2.5-8 Jesus sentou-se junto ao poço. Era por
O amor foi derramado em nós volta do meio-dia. 7Chegou uma mu-
pelo Espírito que nos foi dado. lher da Samaria para tirar água. Jesus
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos. lhe disse: “Dá-me de beber”. 8Os dis-
Irmãos: 1Justificados pela fé, esta- cípulos tinham ido à cidade para com-
mos em paz com Deus, pela media- prar alimentos. 9A mulher samaritana
ção do Senhor nosso, Jesus Cristo. disse então a Jesus: “Como é que tu,
2Por ele tivemos acesso, pela fé, a sendo judeu, pedes de beber a mim,
esta graça, na qual estamos firmes e que sou uma mulher samaritana?”
nos gloriamos, na esperança da gló- De fato, os judeus não se dão com os
ria de Deus. 5E a esperança não de- samaritanos. 10Respondeu-lhe Jesus:
cepciona, porque o amor de Deus “Se tu conhecesses o dom de Deus e
foi derramado em nossos corações quem é que te pede: ‘Dá-me de be-
pelo Espírito Santo que nos foi ber’, tu mesma lhe pedirias a ele, e ele
dado. 6Com efeito, quando éramos te daria água viva”. 11A mulher disse a
ainda fracos, Cristo morreu pelos Jesus: “Senhor, nem sequer tens balde
ímpios, no tempo marcado. 7Difi- e o poço é fundo. De onde vais tirar
cilmente alguém morrerá por um a água viva? 12Por acaso, és maior que
justo; por uma pessoa muito boa, nosso pai Jacó, que nos deu o poço e
talvez alguém se anime a morrer. que dele bebeu, como também seus
8Pois bem, a prova de que Deus nos filhos e seus animais?” 13Respondeu
ama é que Cristo morreu por nós, Jesus: “Todo aquele que bebe desta
quando éramos ainda pecadores. água terá sede de novo. 14Mas quem
Palavra do Senhor. beber da água que eu lhe darei, esse
Aclamação ao Evangelho – Jo 4,42.15 nunca mais terá sede. E a água que eu
R. Glória e louvor a vós, ó Cristo. lhe der se tornará nele uma fonte de
V.Na verdade, sois Senhor, o Salvador do água que jorra para a vida eterna”. 15A
mundo. Senhor, dai-me água viva a fim de mulher disse a Jesus: “Senhor, dá-me
eu não ter sede! R. dessa água, para que eu não tenha mais

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 68 21/10/2019 11:52


69 DIA 15

sede e nem tenha de vir aqui para tirá- povo saiu da cidade e foi ao encontro
-la”. 16Disse-lhe Jesus: “Vai chamar teu de Jesus. 31Enquanto isso, os discípulos
marido e volta aqui”. 17A mulher res- insistiam com Jesus, dizendo: “Mes-
pondeu: “Eu não tenho marido”. Je- tre, come”. 32Jesus, porém disse-lhes:
sus disse: “Disseste bem, que não tens “Eu tenho um alimento para comer
marido, 18pois tiveste cinco maridos, e que vós não conheceis”. 33Os discí-
o que tens agora não é o teu marido. pulos comentavam entre si: “Será que
Nisso falaste a verdade”. 19A mulher alguém trouxe alguma coisa para ele
disse a Jesus: “Senhor, vejo que és um comer?” 34Disse-lhes Jesus: “O meu
profeta! 20Os nossos pais adoraram alimento é fazer a vontade daquele
neste monte mas vós dizeis que em que me enviou e realizar a sua obra.
Jerusalém é que se deve adorar”. 21Dis- 35Não dizeis vós: ‘Ainda quatro meses,
se-lhe Jesus: “Acredita-me, mulher: e aí vem a colheita!’ Pois eu vos digo:
está chegando a hora em que nem nes- Levantai os olhos e vede os campos:
te monte, nem em Jerusalém adorareis eles estão dourados para a colheita!
o Pai. 22Vós adorais o que não conhe- 36O ceifeiro já está recebendo o salá-
ceis. Nós adoramos o que conhecemos, rio, e recolhe fruto para a vida eterna.
pois a salvação vem dos judeus. 23Mas Assim, o que semeia se alegra junto
está chegando a hora, e é agora, em que com o que colhe’. 37Pois é verdade o
os verdadeiros adoradores adorarão provérbio que diz: ‘Um é o que semeia
o Pai em espírito e verdade. De fato, e outro o que colhe’. 38Eu vos enviei
estes são os adoradores que o Pai pro- para colher aquilo que não trabalhas-
cura. 24Deus é espírito e aqueles que o tes. Outros trabalharam e vós entrastes
adoram devem adorá-lo em espírito e no trabalho deles. 39Muitos samarita-
verdade”. 25A mulher disse a Jesus: “Sei nos daquela cidade abraçaram a fé em
que o Messias (que se chama Cristo) Jesus, por causa da palavra da mulher
vai chegar. Quando ele vier, vai nos fa- que testemunhava: “Ele me disse tudo
zer conhecer todas as coisas”. 26Disse- o que eu fiz”. 40Por isso, os samaritanos
-lhe Jesus: “Sou eu, que estou falando vieram ao encontro de Jesus e pediram
contigo”. 27Nesse momento, chegaram que permanecesse com eles. Jesus per-
os discípulos e ficaram admirados de maneceu aí dois dias. 41E muitos ou-
ver Jesus falando com a mulher. Mas tros creram por causa da sua palavra.
ninguém perguntou: “Que desejas?” 42E disseram à mulher: “Já não cremos
ou: “Por que falas com ela?” 28Então por causa das tuas palavras, pois nós
a mulher deixou o seu cântaro e foi à mesmos ouvimos e sabemos, que este
cidade, dizendo ao povo: 29“Vinde ver é verdadeiramente o salvador do mun-
um homem que me disse tudo o que do”. Palavra da Salvação.
eu fiz. Será que ele não é o Cristo?” 30O Ou (mais breve)

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 69 21/10/2019 11:52


DIA 15 70

EVANGELHO – Jo 4,5-15.19b-26.39a.40-42 eu não tenha mais sede e nem tenha


Uma fonte de água que jorra para a vida eterna. de vir aqui para tirá-la”. 19b“Senhor,
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo vejo que és um profeta!” Os nossos
segundo João. pais adoraram neste monte mas vós
Naquele tempo, 5Jesus chegou a uma dizeis que em Jerusalém é que se deve
cidade da Samaria, chamada Sicar, adorar”. 21Disse-lhe Jesus: “Acredita-
perto do terreno que Jacó tinha dado -me, mulher: está chegando a hora
ao seu filho José. 6Era aí que ficava o em que nem neste monte, nem em Je-
poço de Jacó. Cansado da viagem, Je- rusalém adorareis o Pai. 22Vós adorais
sus sentou-se junto ao poço. Era por o que não conheceis. Nós adoramos o
volta do meio-dia. 7Chegou uma mu- que conhecemos, pois a salvação vem
lher da Samaria para tirar água. Je- dos judeus. 23Mas está chegando a
sus lhe disse: “Dá-me de beber”. 8Os hora, e é agora, em que os verdadeiros
discípulos tinham ido à cidade para adoradores adorarão o Pai em espí-
comprar alimentos. 9A mulher sama- rito e verdade. De fato, estes são os
ritana disse então a Jesus: “Como é adoradores que o Pai procura. 24Deus
que tu, sendo judeu, pedes de beber é espírito e aqueles que o adoram de-
a mim, que sou uma mulher samari- vem adorá-lo em espírito e verdade”.
tana?” De fato, os judeus não se dão 25A mulher disse a Jesus: “Sei que o
com os samaritanos. 10Respondeu-lhe Messias (que se chama Cristo) vai
Jesus: “Se tu conhecesses o dom de chegar. Quando ele vier, vai nos fazer
Deus e quem é que te pede: ‘Dá-me conhecer todas as coisas”. 26Disse-lhe
de beber’, tu mesma lhe pedirias a ele, Jesus: “Sou eu, que estou falando con-
e ele te daria água viva”. 11A mulher tigo”. 39aMuitos samaritanos daquela
disse a Jesus: “Senhor, nem sequer cidade abraçaram a fé em Jesus. 40Por
tens balde e o poço é fundo. De onde isso, os samaritanos vieram ao encon-
vais tirar a água viva? 12Por acaso, és tro de Jesus e pediram que permane-
maior que nosso pai Jacó, que nos cesse com eles. Jesus permaneceu aí
deu o poço e que dele bebeu, como dois dias. 41E muitos outros creram
também seus filhos e seus animais?” por causa da sua palavra. E disseram
13Respondeu Jesus: “Todo aquele que à mulher: “Já não cremos por causa
bebe desta água terá sede de novo. das tuas palavras, pois nós mesmos
14Mas quem beber da água que eu lhe ouvimos e sabemos, que este é ver-
darei, esse nunca mais terá sede. E a dadeiramente o salvador do mundo”.
água que eu lhe der se tornará nele Palavra da Salvação.
uma fonte de água que jorra para a Meditando a Palavra de Deus
vida eterna”. 15A mulher disse a Jesus: No tempo de Jesus, um judeu dirigir-
“Senhor, dá-me dessa água, para que -se à uma mulher samaritana ( Jo 4,7-9)

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 70 21/10/2019 11:52


71 DIA 15

era o cúmulo da impureza – qualquer (Resposta cantada ou rezada)


contato com um samaritano tornava o R. Salvador do mundo, salvai-nos!
judeu impuro. É misterioso o fato de 1. Fortalecei a vossa Igreja, Senhor, para
que a mulher vai buscar água no poço que ela sempre sacie os que estão em busca
na hora do almoço, quando Jesus esta- de sentido de vida, nós vos pedimos.
va lá (v. 5). Quando Jesus fala de Água 2. Dai força e perseverança aos adultos que se
Viva, a mulher entende água comum do preparam para o Batismo, nós vos pedimos.
poço (v. 11), mas, à medida que Jesus 3. Que esta Campanha da Fraternidade nos
aprofunda o sentido do que disse, a estimule no cuidado entre as pessoas, na fa-
mulher descobre que a água de vida mília, na comunidade, na sociedade e no pla-
eterna é o próprio homem diante dela neta, nossa Casa Comum, nós vos pedimos.
(v. 19). Ela se esqueceu de que fora ao (Outras intenções preparadas pela equipe)
poço buscar água material e descobre CP. Isto tudo vos pedimos, Senhor Pai
aquele que é fonte de água que dá vida Santo, em nome de Cristo, na unidade do
eterna e abre seu coração a ele (v. 15-18). Espirito Santo.
Jesus também abriu seu coração àquela T. Amém.
mulher que nunca havia visto, revelando- SOBRE AS OFERENDAS
-lhe sua verdadeira identidade (v. 25). CP. Ó Deus de bondade, concedei-
Por que aquela desconhecida conseguiu -nos por este sacrifício que, pedindo
o que ninguém, nem seus amigos, havia perdão de nossos pecados, saibamos
conseguido? Porque possuía uma simpli- perdoar a nossos semelhantes. Por
cidade de coração mesmo sendo pecado- Cristo, nosso Senhor.
ra; deixou Jesus educar seu desejo mate- Prefácio: A Samaritana.
rial e ele a conduziu ao desejo da vida Quando se lê o Evangelho da Samaritana,
do Espírito; foi sincera e transparente, diz-se o seguinte prefácio:
não escondeu seu pecado. Muitos de nós V. O Senhor esteja convosco.
nunca tivemos uma verdadeira experiên- R. Ele está no meio de nós.
cia de Deus, porque temos dificuldade V. Corações ao alto.
em nos reconhecer pecadores, abrir nos- R. O nosso coração está em Deus.
so coração para ele. Aprendamos com V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
a samaritana! Sejamos abertos a Jesus e R. É nosso dever e nossa salvação.
ele terá a liberdade de se revelar a nós e Na verdade, é justo e necessário, é nosso
nos purificar com sua graça santificante dever e salvação dar-vos graças, sempre e
e transformadora. em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus
Preces da Comunidade eterno e todo-poderoso, por Cristo, Senhor
P. Saciados pela Fonte de Vida que vem da nosso. Ao pedir à Samaritana que lhe desse
Palavra do Senhor, apresentemos nossas de beber, Jesus lhe dava o dom de crer. E,
preces. saciada sua sede de fé, lhe acrescentou o

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 71 21/10/2019 11:52


DIA 16 72

fogo do amor. Por essa razão, vos servem DEPOIS DA COMUNHÃO


todas as criaturas, com justiça vos louvam CP. Ó Deus, tendo recebido o pe-
os redimidos e, unânimes, vos bendizem os nhor do vosso mistério celeste, e já
vossos santos. Concedei-nos também a nós saciados na terra com o pão do céu,
associar-nos aos seus louvores, cantando nós vos pedimos a graça de mani-
(dizendo) a uma só voz: festar em nossa vida o que o sacra-
R. Santo, Santo, Santo. mento realizou em nós. Por Cristo,
Antífona da Comunhão – Jo 4,13-14 nosso Senhor.
Quando se lê o Evangelho da Samaritana: Bispos Aniversariantes: Ordenação Presbiteral:
Naquele que beber da água que eu darei, Dom Cristiano Jakob Krapf (1964). Ordenação
diz o Senhor, brotará uma fonte que jorra Episcopal: Dom Dadeus Grings (1991); Dom José
para a vida eterna. Benedito Cardoso (2019).

16 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 2ª FEIRA DA 3ª SEMANA DA QUARESMA. 3ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 83,3 PRIMEIRA LEITURA – 2Rs 5,1-15a


Minha alma anseia até desfalecer, pelos Havia muitos leprosos em Israel. Contudo,
átrios do Senhor; meu coração e minha nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio.
carne exultam pelo Deus vivo! Leitura do Segundo Livro dos Reis.
Introdução ao Mistério Celebrado Naqueles dias, 1Naamã, general do
L. (ou CP): Somos um só corpo, uma exército do rei da Síria, era um ho-
comunidade de batizados, reunidos mem muito estimado e considerado
pelo Senhor para celebrar as suas ma- pelo seu senhor, pois foi por meio
ravilhas de salvação. Iniciemos esta dele que o Senhor concedeu a vitó-
Celebração com gratidão por tão gran- ria aos arameus. Mas esse homem,
de dom. valente guerreiro, era leproso. 2Ora,
ORAÇÃO DO DIA um bando de arameus que tinha saí-
CP. Ó Deus, na vossa incansável do da Síria, tinha levado cativa uma
misericórdia, purificai e prote- moça do país de Israel. Ela ficou ao
gei a vossa Igreja, governando-a serviço da mulher de Naamã. 3Dis-
constantemente, pois sem vosso se ela à sua senhora: “Ah, se meu
auxílio ela não pode salvar-nos. senhor se apresentasse ao profeta
Por nosso Senhor Jesus Cristo, que reside em Samaria, sem dúvida,
vosso Filho, na unidade do Espí- ele o livraria da lepra de que pade-
rito Santo. ce!” 4Naamã foi então informar o

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 72 21/10/2019 11:52


73 DIA 16

seu senhor: “Uma moça do país de Deu meia-volta e partiu indignado.


Israel disse isto e isto”. 5Disse-lhe o 13Mas seus servos aproximaram-se
rei de Aram: “Vai, que eu enviarei dele e disseram-lhe: “Senhor, se o
uma carta ao rei de Israel”. Naamã profeta te mandasse fazer uma coi-
partiu, levando consigo dez talentos sa difícil, não a terias feito? Quanto
de prata, seis mil siclos de ouro e dez mais agora que ele te disse: ‘Lava-te
mudas de roupa. 6E entregou ao rei e ficarás limpo’”. 14Então ele desceu
de Israel a carta, que dizia: “Quan- e mergulhou sete vezes no Jordão,
do receberes esta carta, saberás que conforme o homem de Deus tinha
eu te enviei Naamã, meu servo, para mandado, e sua carne tornou-se
que o cures de sua lepra”. 7O rei de semelhante à de uma criancinha,
Israel, tendo lido a carta, rasgou suas e ele ficou purificado. 15aEm segui-
vestes e disse: “Sou Deus, porventu- da, voltou com toda a sua comitiva
ra, que possa dar a morte e a vida, para junto do homem de Deus. Ao
para que este me mande um ho- chegar, apresentou-se diante dele
mem para curá-lo de lepra? Vê-se e disse: “Agora estou convencido
bem que ele busca pretexto contra de que não há outro Deus em toda
mim”. 8Quando Eliseu, o homem de a terra, senão o que há em Israel!”
Deus, soube que o rei de Israel havia Palavra do Senhor.
rasgado as vestes, mandou dizer-lhe: SALMO RESPONSORIAL
“Por que rasgaste tuas vestes? Que Sl 41(42),2.3; Sl 42(43),3.4(R. 41(42),3)
ele venha a mim, para que saiba que R. Minha alma tem sede de Deus,
há um profeta em Israel”. 9Então do Deus vivo: e quando verei a
Naamã chegou com seus cavalos e face de Deus?
carros, e parou à porta da casa de 41,2Assim como a corça suspira */ pelas
Eliseu. 10Eliseu mandou um men- águas correntes,/ suspira igualmente
sageiro para lhe dizer: “Vai, lava-te minh’alma */ por vós, ó meu Deus! R.
sete vezes no Jordão, e tua carne será 3A minh’alma tem sede de Deus,*/ e
curada e ficarás limpo”. 11Naamã, ir- deseja o Deus vivo./ Quando terei a
ritado, foi-se embora, dizendo: “Eu alegria de ver */ a face de Deus? R.
pensava que ele sairia para me rece- 42,3Enviai vossa luz, vossa verdade: */
ber e que, de pé, invocaria o nome do elas serão o meu guia;/ que me le-
Senhor, seu Deus, e que tocaria com vem ao vosso Monte santo,*/ até a
sua mão o lugar da lepra e me cura- vossa morada! R.
ria. 12Será que os rios de Damasco, o 4Então irei aos altares do Senhor,*/
Abana e o Fartar, não são melhores Deus da minha alegria./ Vosso lou-
do que todas as águas de Israel, para vor cantarei, ao som da harpa,*/ meu
eu me banhar nelas e ficar limpo?” Senhor e meu Deus! R.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 73 21/10/2019 11:52


DIA 16 74

Aclamação ao Evangelho – Sl 129(130),5.7 por intermédio do profeta Eliseu, con-


R. Jesus Cristo, sois bendito, sois o Ungido verteu-se ao Deus vivo (v. 1.9.15a). Este
de Deus Pai! episódio, presente nas obras de Eliseu, o
V. No Senhor ponho a minha esperança, homem de Deus, discípulo e sucessor de
espero em sua palavra. Pois no Senhor se Elias, é uma figura do Batismo cristão:
encontra toda graça e copiosa redenção. R. a lepra, como imagem do pecado, que
EVANGELHO – Lc 4,24-30 desfigura em nós a nossa semelhança
Jesus, como Elias e Eliseu, não é enviado só aos judeus. divina; a água do Jordão, aliada à Palavra
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo de Deus, que purifica, é imagem da água
segundo Lucas. do Batismo, que restaura em nós a se-
Jesus, vindo a Nazaré, disse ao povo melhança divina, pelo perdão de nossos
na sinagoga: 24“Em verdade eu vos pecados. Neste itinerário Quaresmal,
digo que nenhum profeta é bem re- esta leitura desperta em nós a fé na rea-
cebido em sua pátria. 25De fato, eu lidade batismal que recebemos: dom do
vos digo: no tempo do profeta Elias, perdão de nossos pecados, a vida nova de
quando não choveu durante três anos filhos de Deus, por Cristo, na graça do
e seis meses e houve grande fome em Espírito. A graça batismal é para todos
toda a região, havia muitas viúvas em os que acolhem a Boa-Nova de Cristo,
Israel. 26No entanto, a nenhuma de- judeus ou pagãos. Isto fica evidente no
las foi enviado Elias, senão a uma Evangelho do dia, quando Jesus apre-
viúva que vivia em Sarepta, na Si- senta as figuras de Elias e de Eliseu, cuja
dônia. 27E no tempo do profeta Eli- pregação e milagres foram acolhidos por
seu, havia muitos leprosos em Israel. pessoas que não eram do Povo eleito.
Contudo, nenhum deles foi curado, Preces da Comunidade
mas sim Naamã, o sírio”. 28Quan- P. Os mananciais da Divina Misericórdia
do ouviram estas palavras de Jesus, estão acessíveis a todos nós neste tempo
todos na sinagoga ficaram furiosos. de conversão. Apresentemos nossas preces
29Levantaram-se e o expulsaram da com o coração contrito e confiante:
cidade. Levaram-no até ao alto do R. Senhor, Fonte da Vida, ouvi-nos!
monte sobre o qual a cidade estava 1. Por nosso Papa, pelos bispos e todo o cle-
construída, com a intenção de lançá- ro, para que conduzam os fiéis às riquezas da
-lo no precipício. 30Jesus, porém, pas- Palavra de Deus e dos Sacramentos, rezemos.
sando pelo meio deles, continuou o 2. Pelos adultos que estão para receber os Sacra-
seu caminho. Palavra da Salvação. mentos da Iniciação Cristã, para que tenham
Meditando a Palavra de Deus um abençoado tempo de preparação, rezemos.
A primeira Leitura nos apresenta a pes- 3. Pela renovação espiritual de nossas co-
soa de Naamã, o general leproso do rei da munidades, através das motivações da
Síria, que após ser curado pelo Senhor, Campanha da Fraternidade, para que seus

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 74 21/10/2019 11:52


75 DIA 17

frutos sejam abundantes, rezemos. sinal da nossa submissão. Por Cristo,


4. Pelos enfermos e os idosos, para que se- nosso Senhor.
jam amparados pela palavra da fé e o au- Antífona da Comunhão – Sl 116,1-2
xílio material de seus cuidadores, rezemos. Louvai o Senhor, povos todos, grande é o
(Outras intenções) seu amor para conosco!
P. Senhor Jesus, água viva de nossa salva- DEPOIS DA COMUNHÃO
ção, ouvi misericordioso estas nossas sú- CP. Nós vos pedimos, ó Deus, que a
plicas que vos apresentamos. Vós que sois comunhão no vosso sacramento nos
Deus com o Pai e o Espírito Santo. purifique dos pecados e nos conduza
SOBRE AS OFERENDAS à unidade. Por Cristo, nosso Senhor.
CP. Transformai para nós, ó Deus, Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Xavier
no sacramento que nos salva estas Gilles de Maupeou d’Ableiges (1935). Ordenação
ofertas que vos apresentamos como Episcopal: Dom Valdir Mamede (2013).

17 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 3ª FEIRA DA 3ª SEMANA DA QUARESMA. 3ª SEMANA DO SALTÉRIO.
CMFAC. DE S. PATRÍCIO, B.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Biografia – S. Patrício graças à qual a Irlanda deu muitos frutos de


São Patrício, o grande apóstolo da Irlanda, conversão e santidade à Igreja. Patrício mor-
nasceu na segunda metade do século IV, pro- reu em 17 de março de 461, com mais de
vavelmente na Inglaterra. Ainda jovem, foi 80 anos de idade, e seu culto, popularizado
capturado por piratas irlandeses e negociado durante a Idade Média, continua bastante
como escravo naquele mesmo país que ser- vivo até os dias de hoje.
viria de terreno para o seu futuro apostolado. Antífona da Entrada – Sl 16,6.8
Após fugir para a França, o jovem Patrício Eu vos chamo, meu Deus, porque me aten-
abraçou a vida monástica, em Tours (no deis; inclinai vosso ouvido e escutai-me.
mosteiro fundado por São Martinho). Mais Guardai-me como a pupila dos olhos, à
tarde, acompanhou São Germano em uma sombra das vossas asas abrigai-me.
missão na Inglaterra e sentiu-se chamado a Introdução ao Mistério Celebrado
voltar à Irlanda, na condição de evangeliza- L. (ou CP): Nesta memória de São Patrí-
dor. Patrício já estava com 50 anos de idade cio, santo padroeiro da Irlanda, iniciemos
quando, consagrado bispo, foi enviado pelo a nossa Celebração em ação de graças por
Papa Celestino àquelas terras, onde iniciou todos os padres, religiosos e religiosas que
uma árdua e notável obra de apostolado, vieram da Europa para ajudar na evange-
que começou com a fundação de mosteiros, lização de nosso povo brasileiro.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 75 21/10/2019 11:52


DIA 17 76

ORAÇÃO DO DIA sacrifícios de milhares de cordeiros


CP. Ó Deus, que a vossa graça não gordos, assim se efetue hoje nosso
nos abandone, mas nos faça dedi- sacrifício em tua presença, e tu fa-
cados ao vosso serviço e aumente ças que nós te sigamos até ao fim;
sempre em nós os vossos dons. Por não se sentirá frustrado quem põe
nosso Senhor Jesus Cristo, vos- em ti sua confiança. 41De agora em
so Filho, na unidade do Espírito diante, queremos, de todo o cora-
Santo. ção, seguir-te, temer-te, buscar tua
PRIMEIRA LEITURA – Dn 3,25.34-43 face; 42não nos deixes confundi-
De alma contrita e em espírito dos, mas trata-nos segundo a tua
de humildade, sejamos acolhidos. clemência e segundo a tua imensa
Leitura da Profecia de Daniel. misericórdia; 43liberta-nos com o
Naqueles dias, 25Azarias, parou e, poder de tuas maravilhas e tor-
de pé, começou a rezar; abrindo a na teu nome glorificado, Senhor”.
boca no meio do fogo, disse: 34“Oh! Palavra do Senhor.
não nos desampares nunca, nós te SALMO RESPONSORIAL
pedimos, por teu nome, não desfa- Sl 24(25),4bc-5ab.6-7bc.8-9(R. 6a)
ças tua aliança 35nem retires de nós R. Recordai, Senhor, a vossa compaixão!
tua benevolência, por Abraão, teu 4bMostrai-me, ó Senhor, vossos ca-
amigo, por Isaac, teu servo, e por minhos,*/ ce fazei-me conhecer a
Israel, teu Santo, 36aos quais pro- vossa estrada!/ 5aVossa verdade me
meteste multiplicar a descendência oriente e me conduza,*/ bporque
como estrelas do céu e como areia sois o Deus da minha salvação. R.
que está na beira do mar; 37Senhor, 6Recordai, Senhor meu Deus, vossa
estamos hoje reduzidos ao menor ternura*/ e a vossa compaixão que
de todos os povos, somos hoje o são eternas!/ 7bDe mim lembrai-vos,
mais humilde em toda a terra, por porque sois misericórdia*/ ce sois
causa de nossos pecados; 38neste bondade sem limites, ó Senhor! R.
tempo estamos sem chefes, sem 8O Senhor é piedade e retidão,*/ e
profetas, sem guia, não há holo- reconduz ao bom caminho os peca-
causto nem sacrifício, não há obla- dores./ 9Ele dirige os humildes na
ção nem incenso, não há um lugar justiça,*/ e aos pobres ele ensina o
para oferecermos em tua presença seu caminho. R.
as primícias, e encontrarmos bene- Aclamação ao Evangelho – Jl 2, 12-13
volência; 39mas, de alma contrita e R. Jesus Cristo, sois bendito, sois o Ungido
em espírito de humildade, sejamos de Deus Pai!
acolhidos, e como nos holocaustos V. Voltai ao Senhor, vosso Deus, ele é bom,
de carneiros e touros 40e como nos compassivo e clemente. R.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 76 21/10/2019 11:52


77 DIA 17

EVANGELHO – Mt 18,21-35 acontecido, os outros empregados


Se cada um não perdoar a seu irmão, ficaram muito tristes, procuraram o
o Pai não vos perdoará. patrão e lhe contaram tudo. 32Então
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo o patrão mandou chamá-lo e lhe dis-
segundo Mateus. se: ‘Empregado perverso, eu te per-
Naquele tempo, 21Pedro aproximou- doei toda a tua dívida, porque tu me
-se de Jesus e perguntou: “Senhor, suplicaste. 33Não devias tu também,
quantas vezes devo perdoar, se meu ter compaixão do teu companheiro,
irmão pecar contra mim? Até sete como eu tive compaixão de ti?’ 34O
vezes?” 22Jesus respondeu: “Não te patrão indignou-se e mandou entre-
digo até sete vezes, mas até seten- gar aquele empregado aos torturado-
ta vezes sete. 23Porque o Reino dos res, até que pagasse toda a sua dívida.
Céus é como um rei que resolveu 35É assim que o meu Pai que está nos
acertar as contas com seus empre- céus fará convosco, se cada um não
gados. 24Quando começou o acer- perdoar de coração ao seu irmão”.
to, trouxeram-lhe um que lhe devia Palavra da Salvação.
uma enorme fortuna. 25Como o em- Meditando a Palavra de Deus
pregado não tivesse com que pagar, À primeira vista, a parábola que Jesus
o patrão mandou que fosse vendido conta hoje parece inacreditável. Trata-se
como escravo, junto com a mulher e de um servo ao qual foi perdoada uma
os filhos e tudo o que possuía, para dívida enorme – uma antiga tradução do
que pagasse a dívida. 26O emprega- texto fala de “uma fortuna inimaginável”
do, porém, caiu aos pés do patrão, (Mt 18,24) – e que logo em seguida se
e, prostrado, suplicava: ‘Dá-me um mostra incapaz de perdoar o que esta
prazo! E eu te pagarei tudo’. 27Diante velha tradução descreve como uma
disso, o patrão teve compaixão, soltou “quantia irrisória” (v. 28). Para o leitor,
o empregado e perdoou-lhe a dívida. tal dureza de coração simplesmente não
28Ao sair dali, aquele empregado en- corresponde ao coração humano, mesmo
controu um dos seus companheiros o pior. Mas quando começamos a refle-
que lhe devia apenas cem moedas. tir melhor, percebemos que Jesus nos
Ele o agarrou e começou a sufocá- pegou. Por quê? Porque cada um de nós
-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. é aquele primeiro servo, a quem foram
29O companheiro, caindo aos seus perdoados todos os seus pecados. E o
pés, suplicava: ‘Dá-me um prazo! E segundo servo, quem é ele? É o nosso
eu te pagarei’. 30Mas o empregado próximo, que muitas vezes nós achamos
não quis saber disso. Saiu e mandou imperdoável, mesmo quando a ofensa
jogá-lo na prisão, até que pagasse cometida contra nós foi uma coisa mí-
o que devia. 31Vendo o que havia nima. Apagamos de nossa memória o

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 77 21/10/2019 11:52


DIA 17 78

tamanho daquilo que nos foi perdoado e uma vida feliz e santa, rezemos.
exageramos o peso da injúria que outro 4. Para que possamos aproveitar este santo
ser humano nos fez sofrer. Cuidado, nos tempo para pedir perdão àqueles que nós
diz Jesus. O Pai nos perdoa muita coisa mesmos ofendemos, rezemos.
– até todas as coisas – com uma grande (Outras intenções)
exceção: a nossa recusa de perdão a nos- P. Senhor Jesus, a vossa cruz é o símbolo do
so semelhante. poder e eficácia do perdão. Possamos expressar
Preces da Comunidade este mistério em nossas relações com o nosso
P. O dom do perdão ao próximo nos recon- próximo. Vós que viveis e reinais para sempre.
cilia com Deus e nos deixa em paz conosco SOBRE AS OFERENDAS
mesmo. Peçamos a Jesus, mestre do per- CP. Nós vos pedimos, ó Deus, que
dão, a graça de perdoar a todos aqueles que este sacrifício salvador nos purifique
nos ofendem. do pecado e dê glória a vosso nome.
R. Jesus, infundi em nós o espírito de perdão. Por Cristo, nosso Senhor.
1. Para que possamos abrir mão dos velhos Antífona da Comunhão – Sl 14,1-2
ressentimentos pelas ofensas sofridas no Quem habitará, Senhor, em vossa casa, ou
passado e assim andarmos na novidade da repousará no vosso monte santo? Aquele
vida, rezemos. que caminha na perfeição e pratica a justiça.
2. Para que possamos buscar durante esta DEPOIS DA COMUNHÃO
Quaresma meios de reconciliar-nos com as CP. Ó Deus, que a participação nes-
pessoas com as quais estamos em desacor- te mistério nos dê uma vida nova,
do, rezemos. sendo reconciliação convosco e ga-
3. Para que possamos comunicar a nossos rantia de vossa proteção. Por Cristo,
jovens a indispensabilidade do perdão para nosso Senhor.

MEMÓRIA FACULTATIVA

São Patrício – Ofício da Memória as oferendas de vosso povo para que nos
ORAÇÃO DO DIA façam sentir, como esperamos, vossa pater-
CP. Ó Deus, que na vossa providência, para nal proteção. Por Cristo, nosso Senhor.
anunciar o Evangelho aos povos da Irlanda, DEPOIS DA COMUNHÃO
escolhestes o bispo são Patrício, concedei CP. Alimentados pelo Corpo e Sangue
por seus méritos e preces, que os cristãos de Cristo, nós vos pedimos, ó Deus, que
anunciem a todos as maravilhas do vosso desabroche em plena redenção a ação que
Reino Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso praticamos na fé. Por Cristo, nosso Senhor.
Filho, na unidade do Espírito Santo. Bispos Aniversariantes: Ordenação Episcopal: Dom
SOBRE AS OFERENDAS Alessandro Ruffinoni (2006); Dom José Luiz Fer-
CP. Recebei, ó Pai, na festa de são Patrício, reira Salles (2006).

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 78 21/10/2019 11:52


79 DIA 18

18 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 4ª FEIRA DA 3ª SEMANA DA QUARESMA. 3ª SEMANA DO SALTÉRIO.
CMFAC. DE S. CIRILO DE JERUSALÉM, BDR.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Biografia – S. Cirilo de Jerusalém PRIMEIRA LEITURA – Dt 4,1.5-9


São Cirilo ( Jerusalém, c. 315-386), in- Cumpri e praticai as leis e os decretos.
signe representante da tradição mista- Leitura do Livro do Deuteronômio.
gógica de Jerusalém, como os grandes Moisés falou ao povo, dizendo:
pastores dos séculos IV e V, foi cate- 1“Agora, Israel, ouve as leis e os de-
quista e educador da fé do povo de cretos que eu vos ensino a cumprir,
Deus. A ele são atribuídas catequeses para que, fazendo-o, vivais e entreis
batismais e mistagógicas. Seu sepulta- na posse da terra prometida que o Se-
mento, a 18 de março, é recordado já nhor Deus de vossos pais vos vai dar.
no século V. 5Eis que vos ensinei leis e decretos

Antífona da Entrada – Sl 118,133 conforme o Senhor meu Deus me or-


Orientai meus passos, Senhor, segundo a denou, para que os pratiqueis na terra
vossa palavra, e que o mal não domine so- em que ides entrar e da qual tomareis
bre mim! posse. 6Vós os guardareis, pois, e os
Introdução ao Mistério Celebrado poreis em prática, porque neles está
L. (ou CP): Queridos irmãos e irmãs, vossa sabedoria e inteligência perante
não é só Jesus que veio para cumprir os povos, para que, ouvindo todas es-
a Lei e amar até o fim. Esta é a nossa tas leis, digam: ‘Na verdade, é sábia e
vocação também. Que esta Celebra- inteligente esta grande nação!’ 7Pois,
ção nos dê a graça de vivermos como qual é a grande nação cujos deuses
Jesus viveu. lhe são tão próximos como o Senhor
ORAÇÃO DO DIA nosso Deus, sempre que o invoca-
CP. Ó Deus de bondade, concedei mos? 8E que nação haverá tão grande
que, formados pela observância da que tenha leis e decretos tão justos,
Quaresma e nutridos por vossa pa- como esta lei que hoje vos ponho
lavra, saibamos mortificar-nos para diante dos olhos? 9Mas toma cuida-
vos servir com fervor, sempre unâ- do! Procura com grande zelo não te
nimes na oração. Por nosso Senhor esqueceres de tudo o que viste com os
Jesus Cristo, vosso Filho, na unida- próprios olhos, e nada deixes escapar
de do Espírito Santo. do teu coração por todos os dias de
tua vida; antes, ensina-o a teus filhos
e netos”. Palavra do Senhor.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 79 21/10/2019 11:52


DIA 18 80

SALMO RESPONSORIAL seja, e ensinar os outros a fazerem


Sl 147(147B),12-13.15-16.19-20(R. 12a) o mesmo, será considerado o menor
R. Glorifica o Senhor, Jerusalém! no Reino dos Céus. Porém, quem
12Glorifica o Senhor, Jerusalém!*/ Ó os praticar e ensinar, será conside-
Sião, canta louvores ao teu Deus!/ rado grande no Reino dos Céus”.
13Pois reforçou com segurança as Palavra da Salvação.
tuas portas,*/ e os teus filhos em teu Meditando a Palavra de Deus
seio abençoou. R. “Não penseis que vim abolir a Lei e
15Ele envia suas ordens para a ter- os Profetas (...), mas para dar-lhes
ra,*/ e a palavra que ele diz corre ve- pleno cumprimento” (Mt 5,17). Se
loz./ 16Ele faz cair a neve como lã */ por um lado Jesus condena o legalis-
e espalha a geada como cinza. R. mo dos fariseus (Mt 15,1ss), por outro
19Anuncia a Jacó sua palavra,*/ seus ele ensina que “se guardardes os meus
preceitos suas leis a Israel./ 20Ne- mandamentos permanecereis no meu
nhum povo recebeu tanto cari- amor” ( Jo 15,10). A única lei que Deus
nho,*/ a nenhum outro revelou os nos deu e que Jesus confirmou foi a
seus preceitos. R. lei do amor – a ele e ao próximo. Os
Aclamação ao Evangelho – Jo 6,63c.68c Dez Mandamentos e todos os demais
R. Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai, preceitos da Bíblia apenas expandem
que é amor! e implementam este amor único de
V. Senhor, tuas palavras são espírito são Deus e de Jesus. E nossa vocação, como
vida; só tu tens palavras de vida eterna! R. discípulos-missionários, é imitar Jesus
EVANGELHO – Mt 5,17-19 até o fim, vivendo a partir deste úni-
Aquele que praticar e ensinar os mandamentos, co amor e sendo configurados a Cristo
este será considerado grande. morto e ressuscitado através deste
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo amor. Assim não apenas a Lei alcan-
segundo Mateus. çará sua plenitude, mas a nossa alegria
Naquele tempo, disse Jesus aos seus também ( Jo 15,11).
discípulos: 17“Não penseis que vim Preces da Comunidade
abolir a Lei e os Profetas. Não vim P. Em comunhão com toda a Igreja, apre-
para abolir, mas para dar-lhes ple- sentemos a Deus os nossos pedidos:
no cumprimento. 18Em verdade, eu R. Cristo, nossa vida, ouvi-nos!
vos digo: antes que o céu e a terra 1. Por nosso santo Padre, o Papa Francisco,
deixem de existir, nem uma só le- e por seu projeto de reforma da Igreja, para
tra ou vírgula serão tiradas da Lei, que produza todos os frutos esperados, re-
sem que tudo se cumpra. 19Portan- zemos ao Senhor.
to, quem desobedecer a um só des- 2. Pelos jovens e todos que trabalham na sua
tes mandamentos, por menor que formação cristã, para que em tudo sejam

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 80 21/10/2019 11:52


81 DIA 18

guiados pelo Espírito Santo, rezemos ao SOBRE AS OFERENDAS


Senhor. CP. Recebei, ó Deus, com estas ofe-
3. Pelos advogados e oficiais de justiça, rendas, as preces do vosso povo, e a
para que exerçam suas funções tendo o nós, que celebramos estes mistérios,
Cristo, justo juiz, como modelo, rezemos defendei-nos de todos os perigos.
ao Senhor. Por Cristo, nosso Senhor.
4. Pelos mais pobres e necessitados, para Antífona da Comunhão – Sl 15,11
que nesta Quaresma dediquemos a eles Vós me ensinareis, Senhor, o caminho da
especial cuidado e atenção, rezemos ao vida: perfeita é a alegria em vossa presença.
Senhor. DEPOIS DA COMUNHÃO
(Outras intenções) CP. Santifique-nos, ó Deus, esta
P. Atendei, compassivo, ó Pai celeste, es- mesa celeste da qual participamos
tas nossas intenções e dai-nos a graça de para que, purificando-nos de todo
cumprirmos em nossa vida a vossa santa erro, ela nos torne dignos das vossas
vontade. Por Cristo, Senhor nosso. promessas. Por Cristo, nosso Senhor.

MEMÓRIA FACULTATIVA

São Cirilo – Ofício da Memória DEPOIS DA COMUNHÃO


ORAÇÃO DO DIA CP. Alimentados pela Eucaristia, nós vos
CP. Ó Deus, que levastes vossa Igreja a pe- pedimos, ó Deus, que, seguindo o exem-
netrar mais profundamente nos mistérios plo de são Cirilo de Jerusalém, procure-
da salvação, pela catequese de são Cirilo de mos proclamar a fé que abraçou e prati-
Jerusalém, concedei-nos, por suas preces, car a doutrina que ensinou. Por Cristo,
conhecer de tal modo o vosso Filho, que nosso Senhor.
tenhamos vida em plenitude. Por nosso Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom David
Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na uni- Dias Pimentel (1941); Dom Eduardo Vieira dos
dade do Espírito Santo. Santos (1965); Dom Roberto José da Silva (1965).
SOBRE AS OFERENDAS Ordenação Presbiteral: Dom José Reginaldo An-
CP. Olhai com bondade, ó Deus, o sacri- drietta (1983). Ordenação Episcopal: Dom Apa-
fício que vamos oferecer em vosso altar recido Donizeti de Souza (2016); Dom Augusti-
na festa de são Cirilo de Jerusalém, para nho Petry (2001); Dom Francisco José Zugliani
que, alcançando-nos o perdão, glori- (1998); Dom José González Alonso (1995); Dom
fique o vosso nome. Por Cristo, nosso Otacílio Ferreira de Lacerda (2017); Dom Rubens
Senhor. Sevilha (2012).

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 81 21/10/2019 11:52


DIA 19 82

19 DE MARÇO DE 2020
BRANCO – 5ª FEIRA. S. JOSÉ, ESPOSO DA BEM-AVENTURADA VIRGEM MARIA,
PADROEIRO DA IGREJA UNIVERSAL, SOLENIDADE.
(GLÓRIA, CREDO E PREFÁCIO PRÓPRIO.)

Biografia – São José mandado” (Mt 1,24). Que a Celebração


Foi somente nos últimos tempos que a Igre- da solenidade de São José, torne-nos
ja conseguiu chegar a uma justa avaliação mais sensíveis à vontade divina e mais
da grandeza da santidade de São José e do solícitos em pô-la em prática.
seu papel na história da salvação. Dentro ORAÇÃO DO DIA
da obscura e humilde família de Nazaré, ele CP. Deus todo-poderoso, pelas pre-
era o mais obscuro: homem silencioso (não ces de São José, a quem confiastes as
há uma única palavra dele preservada nas primícias da Igreja, concedei que ela
Escrituras), obediente à vontade de Deus possa levar à plenitude os mistérios
manifestada pela voz do anjo nos sonhos, da salvação. Por nosso Senhor Jesus
e justo. Embora filho de Davi, mostrou-se Cristo, vosso Filho, na unidade do
contente de viver e agir como servo da serva Espírito Santo.
do Senhor, totalmente entregue às necessi- PRIMEIRA LEITURA – 2Sm 7,4-5a.12-14a.16
dades de Maria e de seu filho, de quem as- O Senhor lhe dará o trono de Davi, seu pai
sumiu a paternidade. Hoje em dia a Igreja (Lc 1,32).
reconhece o papel central e ativo de José na Leitura do Segundo Livro de Samuel.
formação humana e espiritual de Jesus. A Naqueles dias, 4a Palavra do Senhor
obediência, interioridade e humildade de Je- foi dirigida a Natã nestes termos:
sus foram aprendidas pela convivência diária 5a“Vai dizer ao meu servo Davi: ‘As-
com José e pelo fiel cumprimento do papel sim fala o Senhor: 12Quando chegar
paterno em formar o caráter do jovem Je- o fim dos teus dias e repousares com
sus. Em José, o menino Jesus percebeu pela teus pais, então, suscitarei, depois
primeira vez o rosto do seu eterno Pai. O de ti, um filho teu, e confirmarei
Papa Pio IX o designou padroeiro da Igreja a sua realeza. 13Será ele que cons-
universal em 1870; ele é também venerado truirá uma casa para o meu nome,
como padroeiro das famílias e dos pais. e eu firmarei para sempre o seu
Antífona da Entrada – Lc 12,42 trono real. 14aEu serei para ele um
Eis o servo fiel e prudente, a quem o Se- pai e ele será para mim um filho.
nhor confiou a sua casa. 16Tua casa e teu reino serão está-

Introdução ao Mistério Celebrado veis para sempre diante de mim, e


L. (ou CP): “Quando acordou, José teu trono será firme para sempre’”.
fez conforme o anjo do Senhor havia Palavra do Senhor.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 82 21/10/2019 11:52


83 DIA 19

SALMO RESPONSORIAL para a que se apoia somente na


Sl 88(89),2-3.4-5.27 e 29(R. 37) fé de Abraão, que é o pai de to-
R. Eis que a sua descendência dura- dos nós. 17Pois está escrito: “Eu fiz
rá eternamente. de ti pai de muitos povos”. Ele é
2Ó Senhor, eu cantarei eternamente pai diante de Deus, porque creu
o vosso amor,*/ de geração em gera- em Deus que vivifica os mortos e
ção eu cantarei vossa verdade!/ 3Por- faz existir o que antes não existia.
que dissestes: “O amor é garantido 18Contra toda a humana esperan-
para sempre!” */ E a vossa lealdade é ça, ele firmou-se na esperança e na
tão firme como os céus. R. fé. Assim, tornou-se pai de muitos
4“Eu firmei uma Aliança com meu povos, conforme lhe fora dito: “As-
servo, meu eleito,*/ e eu fiz um jura- sim será a tua posteridade”. 22Esta
mento a Davi, meu servidor./ 5Para sua atitude de fé lhe foi creditada
sempre, no teu trono, firmarei tua como justiça. Palavra do Senhor.
linhagem,*/ de geração em geração Aclamação ao Evangelho – Sl 83(84),5
garantirei o teu reinado!” R. R. Louvor e glória a ti, Senhor, Cristo,
27Ele, então, me invocará: ‘Ó Se- Palavra de Deus!
nhor, vós sois meu Pai,*/ sois meu V. Felizes os que habitam vossa casa, para
Deus, sois meu Rochedo/ onde sempre eles hão de vos louvar! R.
encontro a salvação!/ 29Guardarei EVANGELHO – Mt 1,16.18-21.24a
eternamente para ele a minha graça José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado.
*/ e com ele firmarei minha Aliança ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
indissolúvel. R. segundo Mateus.
SEGUNDA LEITURA – Rm 4,13.16-18.22 16Jacó gerou José, o esposo de Ma-

Contra toda a humana esperança, ele firmou-se na fé. ria, da qual nasceu Jesus, que é cha-
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos. mado o Cristo. 18A origem de Jesus
Irmãos, 13não foi por causa da Lei, Cristo foi assim: Maria, sua mãe,
mas por causa da justiça que vem estava prometida em casamento a
da fé, que Deus prometeu o mun- José, e, antes de viverem juntos, ela
do como herança a Abraão ou à ficou grávida pela ação do Espírito
sua descendência. 16É em virtude Santo. 19José, seu marido, era justo
da fé que alguém se torna herdei- e, não querendo denunciá-la, resol-
ro. Logo, a condição de herdeiro veu abandonar Maria, em segredo.
é uma graça, um dom gratuito, e 20Enquanto José pensava nisso, eis
a promessa de Deus continua va- que o anjo do Senhor apareceu-lhe,
lendo para toda a descendência em sonho, e lhe disse: “José, Filho
de Abraão, tanto para a descen- de Davi, não tenhas medo de rece-
dência que se apega à Lei, quanto ber Maria como tua esposa, porque

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 83 21/10/2019 11:52


DIA 19 84

ela concebeu pela ação do Espírito pai. Deus confiou-lhe uma graça especial
Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu para ser pai de Jesus e da Igreja, e essa
lhe darás o nome de Jesus, pois ele graça paterna São José a exerce com ale-
vai salvar o seu povo dos seus pe- gria para com aqueles que são suficien-
cados”. 24aQuando acordou, José fez temente humildes para recorrerem a ele.
conforme o anjo do Senhor havia Preces da Comunidade
mandado. Palavra da Salvação. P. Por meio de Jesus Cristo, apresentemos
Meditando a Palavra de Deus a Deus, Pai e fonte de toda paternidade, os
A oração de hoje nos diz que Deus con- nossos pedidos e intenções e digamos:
fiou as primícias da Igreja a São José, e R. Ouvi-nos, Senhor, pela intercessão
o prefácio diz que Deus fez dele o chefe de São José!
de sua família. Isso indica que São José é 1. Pelo santo Padre, para que, auxiliado
pai, é pai da Igreja, e que essa paternida- pela paternidade de São José, possa exercer
de está presente e atuante nela. De fato, seu ministério com paz e alegria, rezemos.
acomodando o que se disse de Abraão, 2. Por todos os pais, para que a vida de São
a segunda leitura nos sugere que Deus José possa inspirá-los e ajudá-los a ter uma
também fez de José pai de muitos povos; relação mais fecunda, saudável e feliz com
ele é pai diante de Deus, porque além de os seus filhos, rezemos.
ser justo, como o Evangelho nos diz, foi 3. Por todos os idosos, para que tenham sua
igualmente um homem de fé e de espe- dignidade reconhecida e respeitada, espe-
rança: acreditou na mensagem do anjo, cialmente por seus próprios filhos, rezemos.
acerca da concepção miraculosa de Maria, 4. Por todos nós, para que, inspirados pela
foi dócil às inspirações divinas protegen- atitude de São José, possamos ter aquele
do Jesus e Maria das ameaças que muito olhar atento para zelar e cuidar dos mais
cedo lhes advieram. José foi pai de Jesus, necessitados à nossa volta, rezemos.
embora não em sentido biológico. Ele (Outras intenções)
assumiu a paternidade de Jesus em tudo P. Ouvi benigno, ó Pai, essa nossa oração e
o que esta implicava: a ele cabia formar atendei-nos em vosso amor, para que, cele-
Jesus na tradição e na fé dos pais, formá- brando hoje a festa de São José, cresçamos
-lo moral e espiritualmente. E se o pró- em amor, paz e serviço mútuo. Por Cristo,
prio Deus Pai confiou a formação huma- nosso Senhor.
na de seu Filho unigênito à paternidade SOBRE AS OFERENDAS
de José, podemos estar certos de que CP. Ó Deus de bondade, assim como
Deus o preparou para essa missão e que São José se consagrou ao serviço do
essa paternidade não diz respeito somen- vosso Filho, nascido da Virgem Ma-
te a Jesus, mas também à Igreja e a cada ria, fazei que também nós sirvamos
um de nós. Diante disso, não tenhamos de coração puro aos mistérios do
receio de recorrer a José. Ele é o nosso vosso altar. Por Cristo, nosso Senhor.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 84 21/10/2019 11:52


85 DIA 20

Antífona da Comunhão – Mt 25,21 da Silva (1994); Cardeal Raymundo Damasceno As-


Servo bom e fiel, entra na alegria do teu sis (1968); Dom Ângelo Pignoli (1976). Ordenação
Senhor. Episcopal: Dom Assis Lopes (2003); Dom Carlos José
DEPOIS DA COMUNHÃO de Oliveira (2019); Dom Cândido Lorenzo González
CP. Ó Deus, que na alegria da festa (1970); Dom Francisco Barroso Filho (1984); Dom
de São José alimentastes neste altar Franco Cuter (1998); Dom Geraldo Vieira Gusmão
a vossa família, protegei-nos sem (1998); Dom Giuliano Frigeni (1999); Dom Irineu Ro-
cessar e guardai em nós os vossos man (2014); Dom Jesus Moraza Ruiz de Azúa (1994);
dons. Por Cristo, nosso Senhor. Dom João José Costa (2009); Dom Luiz Gonzaga Fe-
Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom José Má- chio (2011); Dom Paulo Cardoso da Silva (1985); Dom
rio Stroeher (1939). Ordenação Presbiteral: Dom Salvador Paruzzo (1999); Dom Waldemar Passini
Aloísio Hilário de Pinho (1963); Dom Juarez Sousa Dalbello (2010); Dom Wilmar Santin (2011).

20 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 6ª FEIRA DA 3ª SEMANA DA QUARESMA. 3ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 85,8.10 PRIMEIRA LEITURA – Os 14,2-10


Senhor, não há entre os deuses nenhum Não chamaremos mais “deuses nossos”
que se vos compare, porque sois gran- a produtos de nossas mãos.
de e fazeis maravilhas: só vós, Senhor, Leitura da Profecia de Oseias.
sois Deus. Assim fala o Senhor Deus: 2“Vol-
Introdução ao Mistério Celebrado ta, Israel, para o Senhor, teu Deus,
L. (ou CP): Estamos aqui nesta Celebra- porque estavas caído em teu peca-
ção para manifestar nosso amor a Deus; do. 3Vós todos, encontrai palavras
que ele nos ensine a amar o próximo e voltai para o Senhor; dizei-lhe:
como Cristo nos amou. ‘Livra-nos de todo o mal e aceita
ORAÇÃO DO DIA este bem que oferecemos; o fruto
CP. Infundi, ó Deus, vossa graça em de nossos lábios. 4A Assíria não
nossos corações, para que fugindo nos salvará; não queremos montar
aos excessos humanos possamos, nossos cavalos, não chamaremos
com vosso auxílio, abraçar os vossos mais ‘deuses nossos’ a produtos de
preceitos. Por nosso Senhor Jesus nossas mãos; em ti encontrará o
Cristo, vosso Filho, na unidade do órfão misericórdia. 5Hei de curar
Espírito Santo. sua perversidade e me será fácil
amá-los, deles afastou-se a minha
cólera. 6Serei como orvalho para

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 85 21/10/2019 11:52


DIA 20 86

Israel; ele florescerá como o lírio teu Deus e teu Senhor,*/ 11bque da
e lançará raízes como plantas do terra do Egito te arranquei. R.
Líbano. 7Seus ramos hão de esten- 14Quem me dera que meu povo
der-se; será seu esplendor como o me escutasse!*/ Que Israel andasse
da oliveira, e seu perfume como sempre em meus caminhos/ 17eu lhe
o do Líbano. 8Voltarão a sentar- daria de comer a flor do trigo,*/ e
-se à minha sombra e a cultivar o com o mel que sai da rocha o far-
trigo, e florescerão como a videira, taria”. R.
cuja fama se iguala à do vinho do Aclamação ao Evangelho – Mt 4,17
Líbano. 9Que tem ainda Efraim a R. Glória a vós, Senhor Jesus, Primogêni-
ver com ídolos? Sou eu que o aten- to dentre os mortos!
do e que olho por ele. Sou como V. Convertei-vos, nos diz o Senhor, está
o cipreste sempre verde: de mim próximo o Reino de Deus! R.
procede o teu fruto. 10Compreen- EVANGELHO – Mc 12,28b-34
da estas palavras o homem sábio, O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Ama-o.
reflita sobre elas o bom entende- ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
dor! São retos os caminhos do Se- segundo Marcos.
nhor e, por eles, andarão os justos, Naquele tempo, 28bum escriba
enquanto os maus ali tropeçam e aproximou-se de Jesus e pergun-
caem”. Palavra do Senhor. tou: “Qual é o primeiro de todos os
SALMO RESPONSORIAL mandamentos?” 29Jesus respondeu:
Sl 80(81),6c-8a.8bc-9.10-11ab.14 e17 “O primeiro é este: Ouve, ó Israel!
(R. 11.9a) O Senhor nosso Deus é o único Se-
R. Ouve, meu povo, porque eu sou nhor. 30Amarás o Senhor teu Deus
o teu Deus! de todo o teu coração, de toda a tua
6cEis que ouço uma voz que não co- alma, de todo o teu entendimento e
nheço,*/ 7“Aliviei as tuas costas de com toda a tua força! 31O segundo
seu fardo,/ cestos pesados eu tirei mandamento é: Amarás o teu pró-
de tuas mãos,*/ 8ana angústia a mim ximo como a ti mesmo! Não existe
clamaste, e te salvei, R. outro mandamento maior do que
bde uma nuvem trovejante te falei,*/ estes”. 32O mestre da Lei disse a Je-
ce junto às águas de Meriba te pro- sus: “Muito bem, Mestre! Na ver-
vei./ 9Ouve, meu povo, porque vou dade, é como disseste: Ele é o único
te advertir! */ Israel, ah! Se quisesses Deus e não existe outro além dele.
me escutar. R. 33Amá-lo de todo o coração, de toda

10Em teu meio não exista um deus a mente, e com toda a força, e amar
estranho */ nem adores a um deus o próximo como a si mesmo é me-
desconhecido!/ 11aPorque eu sou o lhor do que todos os holocaustos e

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 86 21/10/2019 11:52


87 DIA 20

sacrifícios”. 34Jesus viu que ele tinha 1. Por toda a Igreja, para que possa em todo
respondido com inteligência, e dis- o mundo ser um sinal do amor de Cristo a
se: “Tu não estás longe do Reino de todos os povos.
Deus”. E ninguém mais tinha co- 2. Pelo Papa Francisco, por todos os bispos,
ragem de fazer perguntas a Jesus. sacerdotes, diáconos e religiosos, para que
Palavra da Salvação. ensinem com suas próprias vidas o amor a
Meditando a Palavra de Deus Deus e ao próximo.
Com 248 mandamentos e 365 proibi- 3. Por todos os países, especialmente os que
ções até os próprios escribas sentiam di- se encontram em conflitos e guerras, para
ficuldade em dizer qual deles era o mais que vejam que somente o amor constrói.
importante; Jesus resumiu em apenas 4. Por todas as famílias, para que em todos
dois os 613 mandamentos e prescrições: os lares reine um ambiente de amor, com-
O primeiro é amar a Deus e o segun- paixão e perdão.
do é amar o próximo (Mc 12,29-31). (Outras intenções)
Quando colocamos Deus acima de tudo P. Ó Deus, vós que sois amoroso e compas-
em nossa vida, quando verdadeiramente sivo, ouvi e atendei por vossa infinita mi-
o amamos, a consequência é amarmos sericórdia estes nossos pedidos e súplicas.
também o próximo sem esperar recom- Por Cristo, Senhor nosso.
pensa. Quando cultuamos ídolos, que SOBRE AS OFERENDAS
podem ser pessoas ou dinheiro, ainda CP. Olhai com bondade, ó Deus,
assim Deus não deixa de alertar-nos as oferendas que vos apresenta-
(Os 14,2) para voltarmos para ele. Se mos para que vos sejam agradáveis
ouvirmos o apelo de Deus, arrepender- e úteis à nossa salvação. Por Cristo,
mo-nos de nossos erros e pecados e em- nosso Senhor.
preendermos um caminho de volta, ou Antífona da Comunhão – Mc 12,33
seja, nos convertermos, seremos muito Amar a Deus de todo o coração e ao próxi-
mais felizes, porque teremos uma gran- mo como a si mesmo, vale mais que todos
de paz interior por sermos livres para os sacrifícios.
amar aquele que deve ser amado e ao DEPOIS DA COMUNHÃO
nosso próximo como Cristo nos amou. CP. Senhor Deus, que a vossa força
Preces da Comunidade penetre em nossa vida para que al-
P. Deus, nosso Pai, teve compaixão de to- cancemos em plenitude o que rece-
dos os pecadores, enviou seu Filho Jesus bemos no sacramento. Por Cristo,
para nos resgatar e nos ensinar a amar. nosso Senhor.
Por Jesus, elevemos a nosso Deus nossas Bispos Aniversariantes: Ordenação Episcopal: Dom
súplicas: Edilson Soares Nobre (2017); Dom José Haring
R. Ensinai-nos a amar como Jesus amou. (2000).

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 87 21/10/2019 11:52


DIA 21 88

21 DE MARÇO DE 2020
ROXO – SÁBADO DA 3ª SEMANA DA QUARESMA. 3ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 102,2-3 O vosso amor é como nuvem pela


Bendize, ó minha alma, ao Senhor, não es- manhã, como orvalho que cedo se
queças nenhum dos seus benefícios: é ele desfaz. 5Eu os desbastei por meio
quem te perdoa todas as ofensas. dos profetas, arrasei-os com as pala-
Introdução ao Mistério Celebrado vras de minha boca, mas, como luz,
L. (ou CP): Caríssimos irmãos e irmãs, expandem-se meus juízos; 6quero
somos convidados a bendizer ao Senhor, amor, e não sacrifícios, conhecimen-
recordando os benefícios realizados em to de Deus, mais do que holocaus-
nosso favor. Seja esta Celebração a nossa tos. Palavra do Senhor.
expressão de louvor e gratidão. SALMO RESPONSORIAL
ORAÇÃO DO DIA Sl 50(51),3-4.18-19.20-21ab(R. Os 6,6)
CP. Ó Deus, alegrando-nos cada R. Eu quis misericórdia e não o
ano com a celebração da Quaresma, sacrifício!
possamos participar com fervor dos 3Tende piedade, ó meu Deus, mi-
sacramentos pascais e colher com sericórdia! */ Na imensidão de vos-
alegria todos os seus frutos. Por nos- so amor, purificai-me!/ 4Lavai-me
so Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, todo inteiro do pecado,*/ e apagai
na unidade do Espírito Santo. completamente a minha culpa! R.
PRIMEIRA LEITURA – Os 6,1-6 18Pois não são de vosso agrado os

Quero amor e não sacrifícios. sacrifícios,*/ e, se oferto um holo-


Leitura da Profecia de Oseias. causto, o rejeitais./ 19Meu sacrifício
1“Vinde, voltemos para o Senhor, ele é minha alma penitente,*/ não des-
nos feriu e há de tratar-nos, ele nos prezeis um coração arrependido! R.
machucou e há de curar-nos. 2Em 20Sede benigno com Sião, por vossa
dois dias, nos dará vida, e, ao terceiro graça,*/ reconstruí Jerusalém e os
dia, há de restaurar-nos, e viveremos seus muros!/ 21aE aceitareis o verda-
em sua presença. 3É preciso saber deiro sacrifício,*/ bos holocaustos e
segui-lo para reconhecer o Senhor. oblações em vosso altar! R.
Certa como a aurora é a sua vinda, Aclamação ao Evangelho – Sl 94(95),8ab
ele virá até nós como as primeiras R. Honra, glória, poder e louvor a Jesus
chuvas, como as chuvas tardias que nosso Deus e Senhor!
regam o solo”. 4Como vou tratar-te, V. Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: Não fe-
Efraim? Como vou tratar-te, Judá? cheis os corações como em Meriba! R.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 88 21/10/2019 11:52


89 DIA 21

EVANGELHO – Lc 18,9-14 que nos cura. Mas, antes de realizar a


O publicano voltou para casa justificado; o outro não. cura, ele manifesta aos nossos olhos nos-
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo sas feridas e debilidades, a fim de termos
segundo Lucas. a visão clara de que precisamos de auxí-
Naquele tempo, 9Jesus contou esta lio, de que precisamos de salvação: “Não
parábola para alguns que confiavam são os que têm saúde que precisam de
na sua própria justiça e despreza- médico, mas sim os doentes” (Mt 9,12).
vam os outros: 10“Dois homens su- O sacrifício que agrada a Deus é a nossa
biram ao Templo para rezar: um alma penitente, um coração arrependi-
era fariseu, o outro cobrador de im- do (Sl 50,19), pois quem se exalta será
postos. 11O fariseu, de pé, rezava as- humilhado, e quem se humilha será ele-
sim em seu íntimo: ‘Ó Deus, eu te vado (Lc 18,14). A Palavra de Deus nos
agradeço porque não sou como os ajude a nos identificar com o cobrador
outros homens, ladrões, desonestos, de impostos, que bate no peito, ou seja,
adúlteros, nem como este cobrador se reconhece pecador, e suplica a mise-
de impostos. 12Eu jejuo duas ve- ricórdia de Deus, pois só assim seremos
zes por semana, e dou o dízimo de perdoados.
toda a minha renda’. 13O cobrador Preces da Comunidade
de impostos, porém, ficou à dis- P. Apresentemos ao Senhor as nossas
tância, e nem se atrevia a levantar preces, confiando unicamente na sua
os olhos para o céu; mas batia no bondade e nos reconhecendo pobres e
peito, dizendo: ‘Meu Deus, tem fracos na nossa vivência de fé. Confian-
piedade de mim que sou pecador!’ tes digamos:
14Eu vos digo: este último voltou R. Senhor, vinde curar-nos e salvar-nos!
para casa justificado, o outro não. 1. Pelo Papa Francisco, para que sua hu-
Pois quem se eleva será humilhado, mildade e confiança em Jesus leve todos
e quem se humilha será elevado”. os membros da Igreja a se reconhecerem
Palavra da Salvação. pecadores, amados por Deus e chamados à
Meditando a Palavra de Deus conversão, rezemos.
A profecia de Oseias nos estimula à con- 2. Pela Igreja no Brasil, para que as prá-
versão: “Vinde, voltemos para o Senhor ticas de misericórdia quaresmais, inspira-
(...)” (v. 1), ou seja, deixarmos de lado os das pela compaixão do Bom Samaritano,
caminhos da vontade própria, marcados sejam um sinal da força do Evangelho para
por nosso amor desordenado, para bus- os que não creem, rezemos.
carmos a vontade de Deus em nossas 3. Pelos órfãos e os que vivem qualquer
vidas, pois “é preciso saber segui-lo para tipo de abandono, para que experimentem
reconhecer o Senhor” (v. 3). Ele quer se o cuidado de Deus através do empenho
manifestar em nossas vidas como aquele dos cristãos, rezemos.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 89 21/10/2019 11:52


DIA 22 90

4. Pelos pregadores da Palavra e os catequis- pascal. Por Cristo, nosso Senhor.


tas, para que auxiliem seus irmãos na fé e no Antífona da Comunhão – Lc 18,13
reconhecimento de seus pecados e a buscar o O publicano, de longe, batia no peito di-
Sacramento da Confissão, rezemos. zendo: Deus, tende piedade de mim, pois
R. Senhor, vinde curar-nos e salvar-nos! sou pecador!
(Outras intenções) DEPOIS DA COMUNHÃO
P. Recebei, ó Pai, estas nossas preces e aju- CP. Ó Deus de misericórdia, susten-
dai-nos a ter um olhar e um coração com- tados pela Eucaristia, dai-nos cele-
passivos. Por Cristo, nosso Senhor. brar dignamente vossos sacramen-
SOBRE AS OFERENDAS tos e recebê-los sempre com fé. Por
CP. Ó Deus, é por vossa graça que, Cristo, nosso Senhor.
de coração purificado, nos aproxima- Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Manoel
mos dos santos mistérios. Concedei Ferreira dos Santos Júnior (1967). Ordenação Presbi-
que vos rendamos o devido culto, teral: Dom Gregório Ben Lamed Paixão (1993). Orde-
para celebrar solenemente a liturgia nação Episcopal: Dom Volodemer Koubetch (2004).

22 DE MARÇO DE 2020
4º DOMINGO DA QUARESMA
ROXO OU RÓSEO – DOMINGO DO LAETARE. 4ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(CREDO E PREFÁCIO DA QUARESMA I)

Sugestões para a celebração hoje, que se liga de modo todo especial ao Evange-
1. Enfeitar a entrada da igreja com alguma lho (O cego de nascença): que seja rezado de modo
imagem que faça referência à cura do cego de claro e em atmosfera de concentração e oração.
nascença, que é o tema do Evangelho da mis- 4. O texto da oração da Campanha da Fra-
sa neste 4º domingo do Tempo da Quaresma. ternidade pode ser entregue a todos. A ora-
2. É o chamado Domingo Laetare, ou Do- ção pode ser rezada por toda a assembleia,
mingo da Alegria; embora ainda a trajetória ou como conclusão da oração dos f iéis, ou
quaresmal não tenha chegado ao seu termo, o em outro momento oportuno da celebração.
Senhor nos renova o ânimo para a caminhada, Antífona da Entrada – Is 66,10-11
de modo que a alegria da Páscoa começa a ser Alegra-te, Jerusalém! Reuni-vos, vós todos
vislumbrada. Para manifestá-la, prepare-se que a amais; vós que estais tristes, exultai
uma boa acolhida aos fiéis para esta celebração, de alegria! Saciai-vos com a abundância de
durante a qual podem ser usados os paramen- suas consolações.
tos na cor rosa, que suaviza o roxo quaresmal Introdução ao Mistério Celebrado
justamente para expressar a alegria. L. (ou CP): Vivenciando este Quarto
3. Dar especial atenção ao Prefácio da Missa de Domingo da Quaresma, a Liturgia traz

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 90 21/10/2019 11:52


91 DIA 22

o tom da alegria. O Cristo, luz que brilha aqui todos os teus filhos?” Jessé res-
em meio às nossas trevas, caminha conos- pondeu: “Resta ainda o mais novo
co e nos conduz por caminhos seguros e que está apascentando as ovelhas”.
iluminados. Ele é o nosso Pastor. A Cam- E Samuel ordenou a Jessé: “Manda
panha da Fraternidade deste ano nos pro- buscá-lo, pois não nos sentaremos à
põe a compaixão, a ternura e o cuidado mesa enquanto ele não chegar”. 12Jes-
como exigências fundamentais da vida sé mandou buscá-lo. Era Davi, ruivo,
para relações sociais mais humanas. Ce- de belos olhos e de formosa aparência.
lebremos esta Eucaristia com muita fé. E o Senhor disse: “Levanta-te, unge-
ORAÇÃO DO DIA -o: é este!” 13aSamuel tomou o chifre
CP. Ó Deus, que por vosso Filho rea- com óleo e ungiu a Davi na presença
lizais de modo admirável a reconci- de seus irmãos. E a partir daquele dia
liação do gênero humano, concedei o espírito do Senhor se apoderou de
ao povo cristão correr ao encontro Davi. Palavra do Senhor.
das festas que se aproximam, cheio SALMO RESPONSORIAL
de fervor e exultando de fé. Por nos- Sl 22(23),1-3a.3b-4.5.6(R. 1)
so Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, R. O Senhor é o pastor que me con-
na unidade do Espírito Santo. duz; * não me falta coisa alguma.
PRIMEIRA LEITURA – 1Sm 16,1b.6-7.10-13a 1O Senhor é o pastor que me con-
Davi é ungido rei de Israel. duz; */ não me falta coisa alguma./
Leitura do Primeiro Livro de Samuel. 2Pelos prados e campinas verdejantes
Naqueles dias, o Senhor disse a Sa- */ ele me leva a descansar./ Para as
muel: 1bEnche o chifre de óleo e vem águas repousantes me encaminha,*/
para que eu te envie à casa de Jessé de 3ae restaura as minhas forças. R.
Belém, pois escolhi um rei para mim 3bEle me guia no caminho mais se-
entre os seus filhos. 6Assim que che- guro,*/ pela honra do seu nome./
gou, Samuel viu a Eliab e disse con- 4Mesmo que eu passe pelo vale te-
sigo “Certamente é este o ungido do nebroso,*/ nenhum mal eu temerei./
Senhor!” 7Mas o Senhor disse-lhe: Estais comigo com bastão e com
“Não olhes para a sua aparência nem cajado,*/ eles me dão a segurança! R.
para a sua grande estatura, porque 5Preparais à minha frente uma
eu o rejeitei. Não julgo segundo os mesa,*/ bem à vista do inimigo;/
critérios do homem: o homem vê as com óleo vós ungis minha cabeça,*/
aparências, mas o Senhor olha o co- e o meu cálice transborda. R.
ração”. 10Jessé fez vir seus sete filhos 6Felicidade e todo bem hão de se-
à presença de Samuel, mas Samuel guir-me,*/ por toda a minha vida;/
disse: “O Senhor não escolheu a ne- e, na casa do Senhor, habitarei */ pe-
nhum deles”. 11E acrescentou: “Estão los tempos infinitos. R.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 91 21/10/2019 11:52


DIA 22 92

SEGUNDA LEITURA – Ef 5,8-14 necessário que nós realizemos as obras


Levanta-te dentre os mortos daquele que me enviou, enquanto é
e sobre ti Cristo resplandecerá. dia. Vem a noite, em que ninguém
Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios. pode trabalhar. 5Enquanto estou
Irmãos: 8Outrora éreis trevas, mas no mundo, eu sou a luz do mundo”.
agora sois luz no Senhor. Vivei 6Dito isto, Jesus [cuspiu no chão, fez
como filhos da luz. 9E o fruto da luz lama com a saliva e colocou-a sobre
chama-se: bondade, justiça, verdade. os olhos do cego. 7E disse-lhe: “Vai
10Discerni o que agrada ao Senhor. lavar-te na piscina de Siloé” (que quer
11Não vos associeis às obras das tre- dizer: Enviado). O cego foi, lavou-se e
vas, que não levam a nada; antes, voltou enxergando. 8Os vizinhos e os
desmascarai-as. 12O que essa gente que costumavam ver o cego – pois ele
faz em segredo, tem vergonha até era mendigo – diziam: “Não é aque-
de dizê-lo. 13Mas tudo que é conde- le que ficava pedindo esmola?” 9Uns
nável torna-se manifesto pela luz; e diziam: “Sim, é ele!” Outros afirma-
tudo o que é manifesto é luz. 14É por vam: “Não é ele, mas alguém pareci-
isso que se diz: “Desperta, tu que do com ele”. Ele, porém, dizia: “Sou
dormes, levanta-te dentre os mor- eu mesmo!”] 10Então lhe pergunta-
tos e sobre ti Cristo resplandecerá”. ram: “Como é que se abriram os teus
Palavra do Senhor. olhos?” 11Ele respondeu: “Aquele ho-
Aclamação ao Evangelho – Jo 8,12 mem chamado Jesus fez lama, colo-
R. Louvor e honra a vós, Senhor Jesus. cou-a nos meus olhos e disse-me: ‘Vai
V. Pois, eu sou a luz do mundo, quem nos a Siloé e lava-te’. Então fui, lavei-me
diz é o Senhor; e vai ter a luz da Vida quem e comecei a ver”. 12Perguntaram-lhe:
se faz meu seguidor! R. “Onde está ele?” Respondeu: “Não
EVANGELHO – Jo 9,1-41 sei”. 13[ Levaram então aos fariseus
(O mais breve entre colchetes Jo 9,1.6-9.13-17.34-38) o homem que tinha sido cego. 14Ora,
O cego foi, lavou-se e voltou enxergando. era sábado, o dia em que Jesus tinha
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo feito lama e aberto os olhos do cego.
segundo João. 15Novamente, então, lhe perguntaram
[Naquele tempo, 1ao passar, Jesus os fariseus como tinha recuperado
viu um homem cego de nascença.] a vista. Respondeu-lhes: “Colocou
2Os discípulos perguntaram a Jesus: lama sobre meus olhos, fui lavar-me e
“Mestre, quem pecou para que nas- agora vejo!” 16Disseram, então, alguns
cesse cego: ele ou os seus pais?” 3Jesus dos fariseus: “Esse homem não vem
respondeu: “Nem ele nem seus pais de Deus, pois não guarda o sábado”.
pecaram, mas isso serve para que as Mas outros diziam: “Como pode um
obras de Deus se manifestem nele. 4É pecador fazer tais sinais?” 17E havia

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 92 21/10/2019 11:52


93 DIA 22

divergência entre eles. Perguntaram Deus falou a Moisés, mas esse, não sa-
outra vez ao cego: “E tu, que dizes bemos de onde é”. 30Respondeu-lhes
daquele que te abriu os olhos?” Res- o homem: “Espantoso! Vós não sabeis
pondeu: “É um profeta”.] 18Então, os de onde ele é? No entanto, ele abriu-
judeus não acreditaram que ele tinha -me os olhos! 31Sabemos que Deus
sido cego e que tinha recuperado a vis- não escuta os pecadores, mas escuta
ta. Chamaram os pais dele 19e pergun- aquele que é piedoso e que faz a sua
taram-lhes: “Este é o vosso filho, que vontade. 32Jamais se ouviu dizer que
dizeis ter nascido cego? Como é que alguém tenha aberto os olhos a um
ele agora está enxergando?” 20Os seus cego de nascença. 33Se este homem
pais disseram: “Sabemos que este é não viesse de Deus, não poderia fa-
nosso filho e que nasceu cego. 21Como zer nada”. 34[Os fariseus disseram-
agora está enxergando, isso não sabe- -lhe: “Tu nasceste todo em pecado e
mos. E quem lhe abriu os olhos tam- estás nos ensinando?” E expulsaram-
bém não sabemos. Interrogai-o, ele é -no da comunidade. 35Jesus soube que
maior de idade, ele pode falar por si o tinham expulsado. Encontrando-
mesmo”. 22Os seus pais disseram isso, -o, perguntou-lhe: “Acreditas no Fi-
porque tinham medo das autoridades lho do Homem?” 36Respondeu ele:
judaicas. De fato, os judeus já tinham “Quem é, Senhor, para que eu creia
combinado expulsar da comunidade nele?” 37Jesus disse: “Tu o estás vendo;
quem declarasse que Jesus era o Mes- é aquele que está falando contigo”.
sias. 23Foi por isso que seus pais disse- Exclamou ele: 38“Eu creio, Senhor!”
ram: “É maior de idade. Interrogai-o a E prostrou-se diante de Jesus.] 39En-
ele”. 24Então, os judeus chamaram de tão, Jesus disse: “Eu vim a este mun-
novo o homem que tinha sido cego. do para exercer um julgamento, a fim
Disseram-lhe: “Dá glória a Deus! Nós de que os que não veem, vejam, e os
sabemos que esse homem é um pe- que veem se tornem cegos”. 40Alguns
cador”. 25Então ele respondeu: “Se ele fariseus, que estavam com ele, ouvi-
é pecador, não sei. Só sei que eu era ram isto e lhe disseram: “Porventura,
cego e agora vejo”. 26Perguntaram-lhe também nós somos cegos?” 41Respon-
então: “Que é que ele te fez? Como deu-lhes Jesus: “Se fôsseis cegos, não
te abriu os olhos?” 27Respondeu ele: teríeis culpa; mas como dizeis: ‘Nós
“Eu já vos disse, e não escutastes. Por vemos’, o vosso pecado permanece”.
que quereis ouvir de novo? Por acaso Palavra da Salvação.
quereis tornar-vos discípulos dele?” Meditando a Palavra de Deus
28Então insultaram-no, dizendo: “Tu, Quando Jesus e seus discípulos se deparam
sim, és discípulo dele! Nós somos dis- com um cego de nascença, tomam pontos de
cípulos de Moisés. 29Nós sabemos que vista diversos. Os discípulos olham para trás:

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 93 21/10/2019 11:52


DIA 22 94

querem compreender qual foi a causa desta Preces da Comunidade


desgraça e, mais especificamente, de quem P. Roguemos ao Senhor que nos ilumine e
era a culpa. “Rabi, quem pecou, para que nos guie neste caminho rumo à sua Páscoa.
ele nascesse cego, ele ou seus pais?” (Jo 9,2). (Resposta cantada ou rezada)
Jesus, em contrapartida, olha para frente. R. Iluminai-nos, Senhor!
No fundo, não se trata de uma questão de 1. Na caminhada em nossa Igreja, T. Ilumi-
culpa no passado. A cegueira deste homem nai-nos, Senhor!
será uma “ocasião”, no próximo futuro, “para 2. No compromisso com a vida, T. Iluminai-
que se manifestem nele as obras de Deus” -nos, Senhor!
(v. 3). Por meio deste homem, Jesus vai po- 3. No seguimento de Jesus Cristo, vosso
der revelar-se como a luz do mundo, luz de Filho, T. Iluminai-nos, Senhor!
todo ser humano. Como São João diz sobre 4. Em meio às escuridões presentes em
Jesus no prólogo do seu Evangelho: “Esta nosso mundo, T. Iluminai-nos, Senhor!
era a luz verdadeira, que vindo ao mundo 5. Para que sejamos fiéis missionários do
a todos ilumina” (v. 9). Como sempre no vosso Reino, T. Iluminai-nos, Senhor!
Evangelho de João, há certa tensão entre o 6. Nesta Campanha da Fraternidade que
natural e o sobrenatural: o Evangelho fun- estamos vivendo, T. Iluminai-nos, Senhor!
ciona simultaneamente em dois níveis. Jesus (Outras intenções preparadas pela equipe)
dá pão para as multidões famintas, mas o P. Iluminai, ó Deus, os passos do vosso
pão que ele realmente pretende dar é “aque- povo que confiante se coloca diante de vós.
le que desce dos céus e dá vida ao mundo” Por Cristo, nosso Senhor.
(6,33) – isto é, ele mesmo. Ele restitui a vida T. Amém.
física ao seu amigo Lázaro, mas a sua missão SOBRE AS OFERENDAS
é comunicar uma plenitude de vida que ele CP. Ó Deus, concedei-nos venerar
mesmo é, vida esta que nunca terminará: com fé e oferecer pela redenção do
“Todo aquele(...) que crê em mim não mor- mundo os dons que nos salvam e
rerá jamais” (11,26). No evangelho de hoje, que vos apresentamos com alegria.
ao restaurar ao homem cego a capacidade Por Cristo, nosso Senhor.
de ver, ele lhe oferece a possibilidade de uma Prefácio: O cego de nascença.
plenitude de visão, a visão espiritual, que é a V. O Senhor esteja convosco.
fé. Quando o homem curado proclama: “Eu R. Ele está no meio de nós.
creio, Senhor” (9,38), e se ajoelha diante de V. Corações ao alto.
Jesus, então ele vê de verdade. Nesta Qua- R. O nosso coração está em Deus.
resma, somos nós que pedimos a ilumina- V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
ção interior. Que a graça deste tempo litúr- R. É nosso dever e nossa salvação.
gico nos faça crer mais plenamente em Jesus Na verdade, é justo e necessário, é nosso de-
como luz imortal que vem do Pai, luz que ver e salvação dar-vos graças, sempre e em
“as trevas não conseguem dominar” (1,5). todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 94 21/10/2019 11:52


95 DIA 23

e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso. DEPOIS DA COMUNHÃO


Pelo mistério da encarnação, Jesus conduziu CP. Ó Deus, luz de todo ser huma-
à luz da fé a humanidade que caminhava nas no que vem a este mundo, iluminai
trevas. E elevou à dignidade de filhos e filhas nossos corações com o esplendor da
os escravos do pecado, fazendo-os renascer vossa graça, para pensarmos sempre
das águas do Batismo. Por essa razão, com os o que vos agrada e amar-vos de todo
anjos e com todos os santos, entoamos um o coração. Por Cristo, nosso Senhor.
cântico novo, para proclamar vossa bondade, Bispos Aniversariantes: Presbiteral: Dom Karl
cantando (dizendo) a uma só voz: Josef Romer (1958); Dom Ângelo Domingos Sal-
R. Santo, Santo, Santo... vador (1958). Ordenação Episcopal: Dom Derek
Antífona da Comunhão – Jo 9,11 John Christopher Byrne (2009); Dom Getúlio
O Senhor ungiu os meus olhos. Fui e lavei- Teixeira Guimarães (1981); Dom Liro Vendelino
-me; comecei a ver e acreditei em Deus. Meurer (2009).

23 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 2ª FEIRA DA 4ª SEMANA DA QUARESMA. 4ª SEMANA DO SALTÉRIO.
CMFAC. DE S. TURÍBIO DE MOGROVEJO, B.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Biografia – S. Turíbio de Mogrovejo Antífona da Entrada – Sl 30,7-8


S. Turíbio de Mogrovejo (1538-1606): Confio em vós, ó Deus! Alegro-me e exul-
Nasceu em Maiorca (Espanha) e veio to em vosso amor, pois olhastes, Senhor,
para o Peru, como evangelizador leigo. minha miséria.
O rei da Espanha, Filipe II (1527-1598), Introdução ao Mistério Celebrado
nomeou-o arcebispo de Lima. Des- L. (ou CP): Nesta Celebração mani-
te modo, aos 41 anos, recebeu todas as festemos a vida de Cristo aos nossos
ordens sacras. Movido pela miséria es- irmãos e irmãs por nosso amor e fide-
piritual e material dos índios, pôs-se ao lidade a Jesus.
serviço destes e opôs-se firmemente aos ORAÇÃO DO DIA
governadores do Peru, às extorsões dos CP. Ó Deus, que renovais o mundo
colonos e aos privilégios dos religiosos. com admiráveis sacramentos, fazei
Governou a arquidiocese de Lima com a vossa Igreja caminhar segundo
a ajuda de concílios e sínodos e realizan- vossa vontade sem que jamais lhe
do visitas pastorais constantes, falando o faltem neste mundo os auxílios de
dialeto local. Foi beatificado por Inocên- que necessita. Por nosso Senhor Je-
cio XI em 1679 e canonizado por Bento sus Cristo, vosso Filho, na unidade
XIII em 1726. do Espírito Santo.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 95 21/10/2019 11:52


DIA 23 96

PRIMEIRA LEITURA – Is 65,17-21 manhã vem saudar-nos a alegria. R.


Nunca mais se ouvirá a voz do pranto e o grito de dor. 11Escutai-me, Senhor Deus, tende
Leitura do Livro do Profeta Isaías. piedade! */ Sede, Senhor, o meu abri-
Assim fala o Senhor: 17“Eis que eu go protetor!/ 12aTransformastes o meu
criarei novos céus e nova terra, coi- pranto em uma festa,*/ 13bSenhor meu
sas passadas serão esquecidas, não Deus, eternamente hei de louvar-vos! R.
voltarão mais à memória. 18Ao con- Aclamação ao Evangelho – Am 5,14
trário, haverá alegria e exultação sem R. Honra, glória, poder e louvor a Jesus,
fim em razão das coisas que eu vou nosso Deus e Senhor!
criar; farei de Jerusalém a cidade da V. Buscai o bem, não o mal, pois assim vi-
exultação e um povo cheio de alegria. vereis; então, o Senhor, nosso Deus, con-
19Eu também exulto com Jerusalém e vosco estará! R.
alegro-me com o meu povo; ali nun- EVANGELHO – Jo 4,43-54
ca mais se ouvirá a voz do pranto e o Vai, teu filho está vivo.
grito de dor. 20Ali não haverá crian- ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
ças condenadas a poucos dias de vida segundo João.
nem anciãos que não completem seus Naquele tempo, 43Jesus partiu da Sa-
dias. Será considerado jovem quem maria para a Galileia. 44O próprio Je-
morrer aos cem anos; e quem não al- sus tinha declarado, que um profeta
cançar cem anos, passará por maldito. não é honrado na sua própria terra.
21Construirão casas para nelas morar, 45Quando então chegou à Galileia, os
plantarão vinhas para comer seus fru- galileus receberam-no bem, porque
tos”. Palavra do Senhor. tinham visto tudo o que Jesus havia
SALMO RESPONSORIAL feito em Jerusalém, durante a festa.
Sl 29(30),2 e 4.5-6.11-l2a e 13b(R. 2a) Pois também eles tinham ido à festa.
R. Eu vos exalto, ó Senhor, pois me 46Assim, Jesus voltou para Caná da
livrastes! Galileia, onde havia transformado a
2Eu vos exalto, ó Senhor, pois me li- água em vinho. Havia em Cafarnaum
vrastes,*/ e não deixastes rir de mim um funcionário do rei que tinha um
meus inimigos!/ 4Vós tirastes minha filho doente. 47Ouviu dizer que Jesus
alma dos abismos */ e me salvastes, tinha vindo da Judeia para a Galileia.
quando estava já morrendo! R. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe
5Cantai salmos ao Senhor, povo que fosse a Cafarnaum curar seu filho,
fiel,*/ dai-lhe graças e invocai seu que estava morrendo. 48Jesus disse-lhe:
santo nome!/ 6Pois sua ira dura ape- “Se não virdes sinais e prodígios, não
nas um momento,*/ mas sua bon- acreditais”. 49O funcionário do rei dis-
dade permanece a vida inteira;/ se à se: “Senhor, desce, antes que meu filho
tarde vem o pranto visitar-nos,*/ de morra!” 50Jesus lhe disse: “Podes ir, teu

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 96 21/10/2019 11:52


97 DIA 23

filho está vivo”. O homem acreditou Preces da Comunidade


na palavra de Jesus e foi embora. 51En- P. Elevemos, agora, as nossas preces por to-
quanto descia para Cafarnaum, seus das as necessidades da santa Igreja de Deus:
empregados foram ao seu encontro, R. Vinde, Senhor, e não tardeis!
dizendo que o seu filho estava vivo. 1. Por nosso santo Padre, o Papa Francisco,
52O funcionário perguntou a que ho- para que suas palavras levem alento e con-
ras o menino tinha melhorado. Eles solo a todos os que se encontram fatigados
responderam: “A febre desapareceu, sob pesados fardos, rezemos ao Senhor.
ontem, pela uma da tarde”. 53O pai 2. Por todos os bispos e sacerdotes, para que
verificou que tinha sido exatamen- preparem com especial zelo, particularmen-
te na mesma hora em que Jesus lhe te pelo sacramento da Reconciliação, o povo
havia dito: “Teu filho está vivo”. En- a eles confiado, rezemos ao Senhor.
tão, ele abraçou a fé, juntamente com 3. Por todos nós, para que nesta Quaresma
toda a sua família. 54Esse foi o segun- nos empenhemos especialmente nas obras
do sinal de Jesus. Realizou-o quan- de caridade para com os menos favoreci-
do voltou da Judeia para a Galileia. dos, rezemos ao Senhor.
Palavra da Salvação. 4. Por todos os jovens que se envere-
Meditando a Palavra de Deus daram por caminhos errados, para que
“Senhor, desce, antes que meu filho mor- reencontrem em Cristo o caminho que
ra!” (Jo 4,49). Vivemos num mundo cer- conduz à vida, rezemos ao Senhor.
cado de tragédias, dificuldades e desafios. (Outras intenções)
É exatamente para nos ajudar nesta difícil P. Ouvi, Senhor, estas nossas orações e dai-
peregrinação que a Igreja nos apresenta -nos a graça de levarmos uma vida que em
o modelo de Cristo morto e ressuscitado. tudo vos agrade. Por Cristo, Senhor nosso.
Mas a Igreja também nos revela que che- SOBRE AS OFERENDAS
gará um momento em que não mais haverá CP. Possamos, ó Deus, colher os fru-
dor e morte, um momento quando “haverá tos do sacrifício que vamos oferecer,
alegria e exultação sem fim (...); ali nunca para que, despojando-nos da velha
mais se ouvirá a voz do pranto e o grito de criatura, cresçamos numa vida nova.
dor” (Is 65,18-19). Por ora, o que podemos Por Cristo, nosso Senhor.
fazer, é imitar o funcionário do rei, abraçan- Antífona da Comunhão – Ez 36,27
do “a fé, juntamente com toda a sua família” Eu colocarei em vós o meu espírito e vos
(Jo 4,53). Com Jesus, os sofrimentos desta farei andar nos meus preceitos, obedecer à
vida ganham algum sentido – uma partici- minha palavra e pô-la em prática.
pação na Paixão de Cristo e em sua vitória DEPOIS DA COMUNHÃO
sobre o mal. Ajudar nossos irmãos nesta di- CP. Ó Deus, nós vos pedimos
fícil tarefa é uma parte importante de nosso que vosso sacramento nos santifi-
ser missionário e anunciadores da Boa-Nova. que, dando-nos uma vida nova e

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 97 21/10/2019 11:52


DIA 24 98

levando-nos à eterna salvação. Por Cristo, nosso Senhor.

MEMÓRIA FACULTATIVA

São Turíbio – Ofício da Memória que vamos oferecer em vosso altar na festa
ORAÇÃO DO DIA de são Turíbio, para que, alcançando-nos o
CP. Ó Deus, que fizestes crescer a vossa perdão, glorifique o vosso nome. Por Cris-
Igreja pela solicitude pastoral de são Tu- to, nosso Senhor.
ríbio e seu zelo pela verdade, concedei ao DEPOIS DA COMUNHÃO
vosso povo um contínuo aumento de fé e CP. Alimentados pela Eucaristia, nós vos
santidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, pedimos, ó Deus, que, seguindo o exemplo
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. de são Turíbio, procuremos proclamar a fé
SOBRE AS OFERENDAS que abraçou e praticar a doutrina que ensi-
CP. Olhai com bondade, ó Deus, o sacrifício nou. Por Cristo, nosso Senhor.

24 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 3ª FEIRA DA 4ª SEMANA DA QUARESMA. 4ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Is 55,1 PRIMEIRA LEITURA – Ez 47,1-9.12


Vós, que tendes sede, vinde às águas; vós Vi sair água do lado direito do templo,
que não tendes com que pagar, vinde e be- e todos os que esta água tocou foram salvos.
bei com alegria. Leitura da Profecia de Ezequiel.
Introdução ao Mistério Celebrado Naqueles dias, 1o anjo fez-me vol-
L. (ou CP): Iniciemos a nossa Celebra- tar até a entrada do Templo e eis
ção já pensando no rio de vida que flui que saía água da sua parte sub-
do templo (na primeira leitura), símbolo terrânea na direção leste, porque
da abundância de graças que Cristo quer o Templo estava voltado para o
comunicar a todos nós. oriente; a água corria do lado di-
ORAÇÃO DO DIA reito do Templo, a sul do altar. 2Ele
CP. Ó Deus, que a fiel observância fez-me sair pela porta que dá para
dos exercícios quaresmais prepare o o norte, e fez-me dar uma volta por
coração dos vossos filhos e filhas para fora, até à porta que dá para o leste,
acolher com amor o mistério pascal onde eu vi a água jorrando do lado
e anunciar ao mundo a salvação. Por direito. 3Quando o homem saiu na
nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Fi- direção leste, tendo uma corda de
lho, na unidade do Espírito Santo. medir na mão, mediu quinhentos

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 98 21/10/2019 11:52


99 DIA 24

metros e fez-me atravessar a água: SALMO RESPONSORIAL


ela chegava-me aos tornozelos. Sl 45(46),2-3.5-6.8-9(R. 8).
4Mediu outros quinhentos metros R. Conosco está o Senhor do Uni-
e fez-me atravessar a água: ela che- verso! O nosso refúgio é o Deus
gava-me aos joelhos. 5Mediu mais de Jacó.
quinhentos metros e me fez-me 2O Senhor para nós é refúgio e vigor,*/
atravessar a água: ela chegava-me sempre pronto, mostrou-se um socor-
à cintura. Mediu mais quinhentos ro na angústia;/ 3assim não tememos,
metros, e era um rio que eu não se a terra estremece,*/ se os montes
podia atravessar. Porque as águas desabam, caindo nos mares. R.
haviam crescido tanto, que se tor- 5Os braços de um rio vêm trazer ale-
naram um rio impossível de atra- gria */ à Cidade de Deus, à morada
vessar, a não ser a nado. 6Ele me do Altíssimo./ 6Quem a pode aba-
disse: “Viste, filho do homem?” lar? Deus está no seu meio! */ Já bem
Depois fez-me caminhar de volta antes da aurora, ele vem ajudá-la. R.
pela margem do rio. 7Voltando, eu 8Conosco está o Senhor do uni-
vi junto à margem muitas árvo- verso!*/ O nosso refúgio é o Deus
res, de um e de outro lado do rio. de Jacó!/ 9Vinde ver, contemplai os
8Então ele me disse: “Estas águas prodígios de Deus*/ e a obra estu-
correm para a região oriental, des- penda que fez no universo. R.
cem para o vale do Jordão, desem- Aclamação ao Evangelho – Sl 50(51),12a.14a
bocam nas águas salgadas do mar, R. Glória a vós, Senhor Jesus, Primogênito
e elas se tornarão saudáveis. 9Onde dentre os mortos!
o rio chegar, todos os animais que V. Criai em mim um coração que seja puro,
ali se movem poderão viver. Have- dai-me de novo a alegria de ser salvo! R.
rá peixes em quantidade, pois ali EVANGELHO – Jo 5,1-16
desembocam as águas que trazem No mesmo instante, o homem ficou curado.
saúde; e haverá vida onde chegar ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
o rio. 12Nas margens junto ao rio, segundo João.
de ambos os lados, crescerá toda 1Houve uma festa dos judeus, e Je-
espécie de árvores frutíferas; suas sus foi a Jerusalém. 2Existe em Jeru-
folhas não murcharão e seus frutos salém, perto da porta das Ovelhas,
jamais se acabarão: cada mês darão uma piscina com cinco pórticos, cha-
novos frutos, pois as águas que ba- mada Betesda em hebraico. 3Muitos
nham as árvores saem do santuá- doentes ficavam ali deitados – ce-
rio. Seus frutos servirão de alimen- gos, coxos e paralíticos –. 4De fato,
to e suas folhas serão remédio”. um anjo descia, de vez em quando,
Palavra do Senhor. e movimentava a água da piscina, e

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 99 21/10/2019 11:52


DIA 24 100

o primeiro doente que aí entrasse, Meditando a Palavra de Deus


depois do borbulhar da água, ficava Segundo o Evangelho de João, quan-
curado de qualquer doença que ti- do a água da piscina de Betesda se
vesse. 5Aí se encontrava um homem, movimentava, assumia qualidades
que estava doente havia trinta e oito curativas; quem quer que nela entras-
anos. 6Jesus viu o homem deitado e se no momento da movimentação fi-
sabendo que estava doente há tanto cava curado de sua doença. Por isto,
tempo, disse-lhe: “Queres ficar cura- “Muitos doentes, coxos, cegos e para-
do?” 7O doente respondeu: “Senhor, líticos ficavam ali deitados” ( Jo 5,3).
não tenho ninguém que me leve Jesus se aproxima de um homem en-
à piscina, quando a água é agitada. fermo durante muitos anos, que de-
Quando estou chegando, outro entra seja ficar curado sem achar ninguém
na minha frente”. 8Jesus disse: “Le- para levá-lo à piscina na hora certa.
vanta-te, pega na tua cama e anda”. Jesus não lhe presta o favor de carregá-
9No mesmo instante, o homem ficou -lo para a água. Não; ele mesmo é a
curado, pegou na sua cama e come- água viva e vivificante. Ao invés de es-
çou a andar. Ora, esse dia era um sá- perar o enfermo chegar até si, ele mes-
bado. 10Por isso, os judeus disseram mo vai ao encontro do enfermo. E com
ao homem que tinha sido curado: “É uma palavra de amor e poder, Jesus o
sábado! Não te é permitido carre- cura: “Levanta-te, pega a tua maca e
gar tua cama”. 11Ele respondeu-lhes: anda” (v. 8). Hoje a palavra que deve
“Aquele que me curou disse: ‘Pega tua impactar-nos é a pergunta de Jesus:
cama e anda’”. 12Então lhe pergun- “Queres ficar curado?” (v. 6). Conhe-
taram: “Quem é que te disse: ‘Pega cemos as nossas doenças, visíveis e in-
tua cama e anda?’” 13O homem que visíveis; conhecemos, por meio deste
tinha sido curado não sabia quem Evangelho, o poder de Jesus para nos
fora, pois Jesus se tinha afastado da curar. O que torna o poder divino de
multidão que se encontrava naquele Jesus acessível e eficaz em nossas vidas
lugar. 14Mais tarde, Jesus encontrou o é o desejo sincero de ser curado por ele
homem no Templo e lhe disse: “Eis e levar uma vida nova.
que estás curado. Não voltes a pecar, Preces da Comunidade
para que não te aconteça coisa pior”. P. Jesus diz que todos nós precisamos nas-
15Então o homem saiu e contou aos cer da água e do Espírito. Peçamos que ele
judeus que tinha sido Jesus quem o realize este novo nascimento em cada um
havia curado. 16Por isso, os judeus co- de nós.
meçaram a perseguir Jesus, porque R. Fazei-nos viver a vida nova de cristão.
fazia tais coisas em dia de sábado. 1. Para que a realidade de nosso Batismo,
Palavra da Salvação. sacramento que nos introduziu na vida

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 100 21/10/2019 11:52


101 DIA 25

eterna, sempre permaneça atual em nossas SOBRE AS OFERENDAS


mentes, rezemos. CP. Nós vos oferecemos, ó Deus, os
2. Para que a realidade de nosso crisma, dons que nos destes para que estes
sacramento que nos comunicou a força do sinais que manifestam vossa soli-
Espírito Santo, sempre oriente os nossos citude para conosco nesta vida se-
pensamentos e as nossas ações, rezemos. jam remédio para a vida eterna. Por
3. Para que a Eucaristia, sacramento que Cristo, nosso Senhor.
nos alimenta com o Corpo e Sangue de Antífona da Comunhão – Sl 22,1-2
Cristo, sempre seja a realidade de nosso O Senhor é meu pastor, nada me falta; em
amor e desejo, rezemos. verdes pastagens me faz repousar. Ele me leva
4. Para que a realidade da confissão, sa- até águas tranquilas e refaz as minhas forças.
cramento que nos reconcilia com Deus e DEPOIS DA COMUNHÃO
o próximo, sempre nos confirme na espe- CP. Ó Deus de bondade, purificai-
rança de conversão e de crescimento nas -nos e renovai-nos pelo sacramento
virtudes, rezemos. que recebemos, de modo que se-
(Outras intenções) jamos auxiliados hoje e por toda a
P. Senhor Jesus, nós vos agradecemos pelos nossa vida. Por Cristo, nosso Senhor.
vossos sacramentos, pelos quais nascemos Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom José
do alto. Ajudai-nos a encontrar força e paz Francisco Falcão de Barros (1965); Dom Neri José
na vida sacramental. Vós que viveis e rei- Tondello (1964). Ordenação Presbiteral: Dom Gio-
nais para sempre. vane Pereira de Melo (1990).

25 DE MARÇO DE 2020
BRANCO – 4ª FEIRA. ANUNCIAÇÃO DO SENHOR, SOLENIDADE.
(GLÓRIA, CREDO E PREFÁCIO PRÓPRIO.)

Dados – Anunciação do Senhor “sim” de Maria, toda a Igreja é inserida no


A Igreja sempre cercou de especial devo- mistério da redenção.
ção os nove meses transcorridos entre a Sugestões para a celebração
concepção e o nascimento de Nosso Se- 1. Enfeitar o templo com ícones que retratem
nhor. E foi assim que, a partir da data do a cena da Anunciação.
nascimento de Cristo, chegou-se àquela 2. Escolher cantos e hinos marianos, com me-
de sua concepção. Cálculos medievais afi- lodias suaves e tranquilas, que contribuam
xavam para o mesmo dia 25 de março a para a criação de um ambiente de recolhi-
data da criação do mundo e da crucifixão mento e oração, atitudes condizentes com a
(recriação do mundo em Cristo). Mas o espiritualidade mariana.
mais importante, certamente, é que, pelo 3. A procissão das oferendas pode ser

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 101 21/10/2019 11:52


DIA 25 102

protagonizada por uma família com uma casa de Davi; será que achais pou-
criança pequena. co incomodar os homens e passais
4. Incentivar os fiéis a dedicar tempo à me- a incomodar até o meu Deus? 14Pois
ditação dos textos que integram a liturgia da bem, o próprio Senhor vos dará um
celebração: as leituras, as orações e o prefácio sinal. Eis que uma virgem conceberá
dessa missa constituem um riquíssimo ali- e dará à luz um filho, e lhe porá o
mento espiritual. nome de Emanuel, 8,10porque Deus
Em momento oportuno, divulgar e incenti- está conosco. Palavra do Senhor.
var a oração do Rosário, os Atos de Consa- SALMO RESPONSORIAL
gração a Nossa Senhora e outras formas de Sl 39(40),7-8a.8b-9.10.11(R. 8a.9a)
devoção mariana. R. Eis que venho fazer, com prazer,
Antífona da Entrada – Hb 10,5.7 a vossa vontade, Senhor!
Ao entrar no mundo, Cristo disse: Eis-me 7Sacrifício e oblação não quisestes,*/
aqui, ó Pai, para fazer a tua vontade. mas abristes, Senhor, meus ouvidos;/
Introdução ao Mistério Celebrado não pedistes ofertas nem vítimas, †/
L. (ou CP): Que esta nossa Celebração holocaustos por nossos pecados,*/ 8ae
nos encoraje a dar, como Maria, o nosso então eu vos disse: “Eis que venho!” R.
sim decidido a Deus. 8bSobre mim está escrito no livro: †/

ORAÇÃO DO DIA 9“Com prazer faço a vossa vontade,*/


CP. Ó Deus, quisestes que vosso guardo em meu coração vossa lei!” R.
Verbo se fizesse homem no seio da 10Boas-Novas de vossa justiça †/ anun-
Virgem Maria; dai-nos participar ciei numa grande assembleia; */ vós
da divindade do nosso Redentor, sabeis: não fechei os meus lábios! R.
que proclamamos verdadeiro Deus 11Proclamei toda a vossa justiça, †/
e verdadeiro homem. Por nosso Se- sem retê-la no meu coração; */ vosso
nhor Jesus Cristo, vosso Filho, na auxílio e lealdade narrei./ Não calei
unidade do Espírito Santo. vossa graça e verdade */ na presença
PRIMEIRA LEITURA – Is 7,10-14; 8,10 da grande assembleia. R.
Eis que uma virgem conceberá. SEGUNDA LEITURA – Hb 10,4-10
Leitura do Livro do Profeta Isaías. No livro está escrito a meu respeito:
Naqueles dias, 10o Senhor falou Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade.
com Acaz, dizendo: 11“Pede ao Se- Leitura da Carta aos Hebreus.
nhor teu Deus que te faça ver um Irmãos, é impossível eliminar os pe-
sinal, quer provenha da profundeza cados com o sangue de touros e bo-
da terra, quer venha das alturas do des. 3Por isso, ao entrar no mundo,
céu”. 12Mas Acaz respondeu: “Não Cristo afirma: “Tu não quiseste víti-
pedirei nem tentarei o Senhor”. ma nem oferenda, mas formaste-me
13Disse o profeta: “Ouvi então, vós, um corpo. 6Não foram do teu agrado

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 102 21/10/2019 11:52


103 DIA 25

holocaustos nem sacrifícios pelo pe- 30O anjo, então, disse-lhe: “Não te-
cado. 7Por isso eu disse: Eis que eu nhas medo, Maria, porque encon-
venho. No livro está escrito a meu traste graça diante de Deus. 31Eis que
respeito: Eu vim, ó Deus, para fa- conceberás e darás à luz um filho, a
zer a tua vontade”. 8Depois de dizer: quem porás o nome de Jesus. 32Ele
“Tu não quiseste nem te agradaram será grande, será chamado Filho do
vítimas, oferendas, holocaustos, sa- Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará
crifícios pelo pecado” – coisas ofere- o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará
cidas segundo a Lei – ele acrescenta: para sempre sobre os descendentes
“Eu vim para fazer a tua vontade”. de Jacó, e o seu reino não terá fim”.
Com isso, suprime o primeiro sa- 34Maria perguntou ao anjo: “Como
crifício, para estabelecer o segundo. acontecerá isso, se eu não conheço
10É graças a esta vontade que somos homem algum?” 35O anjo respondeu:
santificados pela oferenda do corpo “O Espírito virá sobre ti, e o poder do
de Jesus Cristo, realizada uma vez Altíssimo te cobrirá com sua sombra.
por todas. Palavra do Senhor. Por isso, o menino que vai nascer
Aclamação ao Evangelho – Jo 1,14ab será chamado Santo, Filho de Deus.
R. Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai, 36Também Isabel, tua parenta, conce-
que é amor! beu um filho na velhice. Este já é o
V. A Palavra se fez carne e habitou entre sexto mês daquela que era conside-
nós. E nós vimos sua glória que recebe de rada estéril, 37porque para Deus nada
Deus Pai. R. é impossível”. 38Maria, então, disse:
EVANGELHO – Lc 1,26-38 “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se
Eis que conceberás e darás à luz um filho. em mim segundo a tua palavra!” E o
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo anjo retirou-se. Palavra da Salvação.
segundo Lucas. Meditando a Palavra de Deus
Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi A solenidade de hoje convida-nos a pas-
enviado por Deus a uma cidade da sar o dia em profunda gratidão e ação de
Galileia, chamada Nazaré, 27a uma graças pelo infinito amor apaixonado de
virgem, prometida em casamento a Deus para conosco. Poderíamos dizer que
um homem chamado José. Ele era hoje é o dia das loucuras divinas. O dia do
descendente de Davi e o nome da “Eis-me aqui” de um Deus que entra na
Virgem era Maria. 28O anjo entrou raça humana ( Jo 1,14), que aceitou tornar-
onde ela estava e disse: “Alegra-te, -se um ser humano com todas suas limi-
cheia de graça, o Senhor está con- tações e fraquezas (Hb 2,17; 4,15). O dia
tigo!” 29Maria ficou perturbada com do “Eis-me aqui” de uma humilde criatura
estas palavras e começou a pensar que aceitou a aventura de ser a mãe do Fi-
qual seria o significado da saudação. lho de Deus e cocriadora da nova criação.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 103 21/10/2019 11:52


DIA 25 104

O dia do “Faça-se” da Mãe e do “Faça- 3. Por todos os que trabalham na área da


-se” do Filho. O dia do “Sim” de Maria e educação, para que possam conduzir os jo-
do “Sim” de Jesus, feito e renovado a cada vens e crianças a ser instrumentos de justi-
minuto e a cada dia. A atitude amorosa e ça, união e ajuda mútua.
respeitosa de Deus é insondável, pois, para 4. Pelos nossos governantes, para que valo-
se cumprir o tempo do início da salvação rizem os meios para promover a dignidade
da criatura humana decaída, Deus depen- da pessoa humana, e que todos colabore-
dia do sim de uma criatura; Deus dependia mos para uma sociedade mais fraterna.
do sim de Maria para iniciar por seu Filho (Outras intenções)
todo o plano de salvação, inaugurando um P. Senhor, nosso Deus, ensinai-nos a viver
novo começo para a história da humani- com fidelidade e generosidade nossa voca-
dade, o início de uma nova criação pelo ção. Por Cristo, Senhor nosso.
Espírito Santo mediante a Encarnação SOBRE AS OFERENDAS
de seu Filho, o Verbo Eterno. Através dos CP. Recebei, ó Deus onipotente, as
séculos, muitas mulheres e muitos homens oferendas de vossa Igreja, que co-
continuam dizendo o seu “Sim” confiante, memora a sua origem na encarna-
decidido e perseverante. Hoje é o dia da ção do vosso Filho, celebrando com
renovação do nosso “Sim” ao chamado à alegria este grande mistério. Por
vida matrimonial, à vida consagrada e sa- Cristo, nosso Senhor.
cerdotal, “Sim” de quem fez sua opção por Prefácio: O mistério da Encarnação.
Deus a exemplo de Maria, a servidora do V. O Senhor esteja convosco.
Senhor (Lc 1,38). “Sim” de quem deseja R. Ele está no meio de nós.
servir e amar como Jesus ( Jo 13,34-35) e V. Corações ao alto.
Maria (Lc 1,39.56). R. O nosso coração está em Deus.
Preces da Comunidade V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
P. Senhor Deus, nosso Pai, vós generosa- R. É nosso dever e nossa salvação.
mente nos destes vosso Filho para libertar- Na verdade, é justo e necessário, é nosso
-nos do jugo do pecado. Colocamos diante dever e salvação dar-vos graças, sempre e
de vós nossas intenções com a confiança de em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus
sermos atendidos. eterno e todo-poderoso, por Cristo, Se-
R. Senhor, ouvi-nos! nhor nosso. A Virgem Maria recebeu com
1. Por toda a Igreja, para que todos nós fé o anúncio do anjo; e, à sombra do Es-
cristãos, a exemplo de Maria, saibamos es- pírito Santo, acolheu com amor, no seio
tar disponíveis nas mãos de Deus. puríssimo, Aquele que, para salvar os seres
2. Pelo Papa Francisco, para que em seu humanos, quis nascer entre eles. Assim,
coração generoso de pastor, Deus lhe con- cumpriam-se as promessas feitas a Israel, e,
ceda as graças necessárias para o seu eficaz de modo inefável, realizava-se a esperança
pastoreio da Igreja. das nações. Por essa razão, a multidão dos

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 104 21/10/2019 11:52


105 DIA 26

anjos e dos santos se alegra eternamente aquele que nasceu da Virgem, che-
na vossa presença. Concedei-nos também guemos à felicidade eterna pelo po-
a nós associar-nos aos seus louvores, can- der da sua ressurreição. Por Cristo,
tando (dizendo) a uma só voz: nosso Senhor.
R. Santo, Santo, Santo... Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Antônio
Antífona da Comunhão – Is 7,14 Wagner da Silva (1944). Ordenação Episcopal: Dom
A Virgem conceberá e dará à luz um Filho. Aloísio Jorge Pena Vitral (2006); Dom Geovane Luís
Ele será chamado: “Deus-conosco”. da Silva (2017); Dom Geremias Steinmetz (2011);
DEPOIS DA COMUNHÃO Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães (2006); Dom
CP. Ó Deus, confirmai em nossos José Moreira de Melo (1996); Dom João Bosco
corações os mistérios da verdadei- Barbosa de Sousa (2007); Dom Leomar Antônio
ra fé, para que, proclamando ver- Brustolin (2015); Dom Rosalvo Cordeiro de Lima
dadeiro Deus e verdadeiro homem (2011); Dom Vito Schlickmann (1995).

26 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 5ª FEIRA DA 4ª SEMANA DA QUARESMA. 4ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 104,3-4 PRIMEIRA LEITURA – Ex 32,7-14


Exulte o coração dos que buscam a Deus. Aplaque-se a tua ira e perdoa a iniquidade do teu povo.
Sim, buscai o Senhor e sua força, procurai Leitura do Livro do Êxodo.
sem cessar a sua face. Naqueles dias, 7o Senhor falou a Moi-
Introdução ao Mistério Celebrado sés: “Vai, desce, pois corrompeu-se o
L. (ou CP): Iluminados pela Palavra de teu povo, que tiraste da terra do Egito.
Deus, busquemos servir ao Senhor, aco- 8Bem depressa desviaram-se do cami-
lhendo-a em nossos corações e pondo em nho que lhes prescrevi. Fizeram para
prática suas orientações. si um bezerro de metal fundido, in-
ORAÇÃO DO DIA clinaram-se em adoração diante dele
CP. Nós vos pedimos, ó Deus de e ofereceram-lhe sacrifícios, dizendo:
bondade, que, corrigidos pela peni- ‘Estes são os teus deuses, Israel, que te
tência e renovados pelas boas obras, fizeram sair do Egito!’” 9E o Senhor
possamos perseverar nos vossos disse ainda a Moisés: “Vejo que este
mandamentos e chegar purificados é um povo de cabeça dura. 10Deixa
às festas pascais. Por nosso Senhor que minha cólera se inflame contra
Jesus Cristo, vosso Filho, na unida- eles e que eu os extermine. Mas de
de do Espírito Santo. ti farei uma grande nação”. 11Moisés,
porém, suplicava ao Senhor seu Deus,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 105 21/10/2019 11:52


DIA 26 106

dizendo: “Por que, ó Senhor, se infla- Aclamação ao Evangelho –Jo 3,16


ma a tua cólera contra o teu povo, que R. Jesus Cristo, sois bendito, sois o Ungido
fizeste sair do Egito com grande poder de Deus Pai!
e mão forte? 12Não permitas, te peço, V. Deus o mundo tanto amou que lhe deu
que os egípcios digam: ‘Foi com má seu próprio Filho, para que todo o que nele
intenção que ele os tirou, para fazê-los crer, encontre vida eterna. R.
perecer nas montanhas e exterminá- EVANGELHO – Jo 5,31-47
-los da face da terra’. Aplaque-se a tua Há alguém que vos acusa: Moisés,
ira e perdoa a iniquidade do teu povo. no qual colocais a vossa esperança.
13Lembra-te de teus servos Abraão, ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
Isaac e Israel, com os quais te com- segundo João.
prometeste por juramento, dizendo: Naquele tempo, disse Jesus aos ju-
‘Tornarei os vossos descendentes tão deus: 31“Se eu der testemunho de mim
numerosos como as estrelas do céu; e mesmo, meu testemunho não vale.
toda esta terra de que vos falei, eu a 32Mas há um outro que dá testemu-
darei aos vossos descendentes como nho de mim, e eu sei que o testemu-
herança para sempre’”. 14E o Senhor nho que ele dá de mim é verdadeiro.
desistiu do mal que havia ameaçado 33Vós mandastes mensageiros a João,
fazer ao seu povo. Palavra do Senhor. e ele deu testemunho da verdade.
SALMO RESPONSORIAL 34Eu, porém, não dependo do teste-

Sl 105(106),19-20.21-22.23(R. 4a) munho de um ser humano. Mas falo


R. Lembrai-vos de nós, ó Senhor, se- assim para a vossa salvação. 35João era
gundo o amor para com vosso povo! uma lâmpada que estava acesa e a bri-
19Construíram um bezerro no Ho- lhar, e vós com prazer vos alegrastes
reb */ e adoraram uma estátua de por um tempo com a sua luz. 36Mas
metal;/ 20eles trocaram o seu Deus, eu tenho um testemunho maior que
que é sua glória,*/ pela imagem de o de João; as obras que o Pai me con-
um boi que come feno. R. cedeu realizar. As obras que eu faço
21Esqueceram-se do Deus que os dão testemunho de mim, mostrando
salvara,*/ que fizera maravilhas no que o Pai me enviou. 37E também o
Egito;/ 22no país de Cam fez tantas Pai que me enviou dá testemunho
obras admiráveis,*/ no mar Verme- a meu favor. Vós nunca ouvistes sua
lho, tantas coisas assombrosas. R. voz, nem vistes sua face, 38e sua pa-
23Até pensava em acabar com sua lavra não encontrou morada em vós,
raça,*/ não se tivesse Moisés, o seu pois não acreditais naquele que ele
eleito,/ interposto, intercedendo enviou. 39Vós examinais as Escritu-
junto a ele,*/ para impedir que sua ras, pensando que nelas possuís a vida
ira os destruísse. R. eterna. No entanto, as Escrituras dão

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 106 21/10/2019 11:52


107 DIA 26

testemunho de mim, 40mas não que- junto ao Pai (1Jo 2,1). Por meio de Cris-
reis vir a mim para ter a vida eterna! to, na pessoa do sacerdote, o memorial da
41Eu não recebo a glória que vem dos nossa salvação é sempre atualizado na Eu-
homens. 42Mas eu sei que não tendes caristia. Nele temos a vida; por ele temos o
em vós o amor de Deus. 43Eu vim em perdão de nossos pecados. Seja cada Euca-
nome do meu Pai, e vós não me rece- ristia um sinal vivo, uma recordação, de que
beis. Mas, se um outro viesse em seu fomos salvos pelo Sangue do Cordeiro e
próprio nome, a este vós o receberíeis. correspondamos com fé e alegria o grande
44Como podereis acreditar, vós que mistério de amor feito em nosso favor.
recebeis glória uns dos outros e não Preces da Comunidade
buscais a glória que vem do único P. Assim como Moisés intercedeu pelo
Deus? 45Não penseis que eu vos acu- povo, Jesus intercede por nós junto ao Pai.
sarei diante do Pai. Há alguém que Em união com Cristo e por Cristo, apresen-
vos acusa: Moisés, no qual colocais temos a Deus as nossas preces e digamos:
a vossa esperança. 46Se acreditásseis R. Senhor, atendei a nossa prece!
em Moisés, também acreditaríeis 1. Por toda a Igreja, para que na pregação
em mim, pois foi a respeito de mim e nas atitudes de seus membros possa ma-
que ele escreveu. 47Mas se não acre- nifestar a sua realidade de Sacramento da
ditais nos seus escritos, como acre- Salvação para todos os povos, rezemos.
ditareis então nas minhas palavras?” 2. Pelos que vivem imersos na ganância da
Palavra da Salvação. posse de bens materiais e se esquecem de
Meditando a Palavra de Deus Deus, para que despertem desta vida de
O esquecimento da ação salvífica de Deus, ilusões e possam acolher o dom da fé em
que tirou com mão forte as doze tribos Cristo, rezemos.
de Israel da escravidão do Egito, fez com 3. Pelos que anunciam a Palavra de Deus,
que os seus corações caíssem na idolatria: para que auxiliem no retorno à fé católica
“eles trocaram o seu Deus, que é sua gló- os que dela se afastaram e se encontram
ria, pela imagem de um boi que come feno” envolvidos com falsas doutrinas, rezemos.
(Sl 105,20). De um lado, os israelitas se 4. Pelos que padecem fome, sede, pelos en-
esqueceram do Senhor, mas, de outro carcerados e doentes, para que sejam so-
lado, Moisés, como representante e guia corridos em suas tribulações, rezemos.
do povo eleito, intercede em favor deste (Outras intenções)
diante de Deus, a fim de que perdoe o seu P. Inclinai, ó Pai, o vosso ouvido a estas
pecado fazendo-o lembrar-se da Aliança nossas preces, que confiantes vos dirigi-
(v. 13). Esquecimento do povo, que leva à mos. Por Cristo, nosso Senhor.
idolatria; Deus se lembra da Aliança, pela SOBRE AS OFERENDAS
intercessão de Moisés, que leva ao perdão. CP. Concedei, ó Deus todo-podero-
Jesus, o Novo Moisés, é o nosso intercessor so, que as oferendas deste sacrifício

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 107 21/10/2019 11:52


DIA 27 108

protejam nossa fraqueza, livrando-nos culpa. Se a consciência do pecado


de todo mal. Por Cristo, nosso Senhor. nos aflige, o socorro celeste nos ale-
Antífona da Comunhão – Jr 31,33 gre. Por Cristo, nosso Senhor.
Gravarei neles a minha lei, hei de escrevê- Bispos Aniversariantes: Ordenação Presbiteral:
-la em seus corações. Eu serei o seu Deus e Dom Adélio José Tomasin (1955); Dom Franco
eles serão o meu povo. Cuter (1966); Dom Serafim Faustino Spreafico
DEPOIS DA COMUNHÃO (1966). Ordenação Episcopal: Dom Adélio José
CP. Fazei, ó Deus, que esta comu- Tomasin (1988); Dom Protogenes José Luft
nhão nos purifique e liberte de toda (2000).

27 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 6ª FEIRA DA 4ª SEMANA DA QUARESMA. 4ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 53,3-4 ciladas ao justo, porque sua pre-


Salvai-me, ó Deus, por vosso nome, liber- sença nos incomoda: ele se opõe
tai-me por vosso poder. Deus, ouvi a minha ao nosso modo de agir, repreende
oração, escutai as palavras que vos digo. em nós as transgressões da lei e
Introdução ao Mistério Celebrado nos reprova as faltas contra a nossa
L. (ou CP): O seguimento de Jesus é a expe- disciplina. 13Ele declara possuir o
riência da cruz e da ressurreição do Senhor. conhecimento de Deus e chama-se
Entremos em nossa Celebração com o dese- ‘filho de Deus’. 14Tornou-se uma
jo de permanecer ao lado de Jesus tanto em censura aos nossos pensamentos e
seu sofrimento quanto em sua vitória. só o vê-lo nos é insuportável; 15sua
ORAÇÃO DO DIA vida é muito diferente da dos ou-
CP. Ó Deus, que preparastes para a tros, e seus caminhos são imutá-
nossa fraqueza os auxílios necessá- veis. 16Somos comparados por ele à
rios à nossa renovação, dai-nos rece- moeda falsa e foge de nossos ca-
bê-los com alegria e vê-los frutificar minhos como de impurezas; pro-
em nossa vida. Por nosso Senhor clama feliz a sorte final dos justos
Jesus Cristo, vosso Filho, na unida- e gloria-se de ter a Deus por pai.
de do Espírito Santo. 17Vejamos, pois, se é verdade o que

PRIMEIRA LEITURA – Sb 2,1a.12-22 ele diz, e comprovemos o que vai


Vamos condená-lo à morte vergonhosa. acontecer com ele. 18Se, de fato,
Leitura do Livro da Sabedoria. o justo é ‘filho de Deus’, Deus o
Dizem entre si, os ímpios, em
1a defenderá e o livrará das mãos
seus falsos raciocínios: 12“Armemos dos seus inimigos. 19Vamos pô-lo

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 108 21/10/2019 11:52


109 DIA 27

à prova com ofensas e torturas, EVANGELHO – Jo 7,1-2.10.25-30


para ver a sua serenidade e provar Queriam prendê-lo, mas ainda
a sua paciência; 20vamos condená- não tinha chegado a sua hora.
-lo à morte vergonhosa, porque, de ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
acordo com suas palavras, virá al- segundo João.
guém em seu socorro”. 21Tais são os Naquele tempo, 1Jesus andava per-
pensamentos dos ímpios, mas en- correndo a Galileia. Evitava andar
ganam-se; pois a malícia os torna pela Judeia, porque os judeus procu-
cegos, 22não conhecem os segredos ravam matá-lo. 2Entretanto, aproxi-
de Deus, não esperam recompen- mava-se a festa judaica das Tendas.
sa para a santidade e não dão valor 10Quando seus irmãos já tinham su-
ao prêmio reservado às vidas puras. bido, então também ele subiu para
Palavra do Senhor. a festa, não publicamente mas sim,
SALMO RESPONSORIAL como que às escondidas. 25Alguns
Sl 33(34),17-18.19-20.21 e 23 (R. 19a) habitantes de Jerusalém disseram
R. Do coração atribulado está perto então: “Não é este a quem procuram
o Senhor. matar? 26Eis que fala em público e
17O Senhor volta a sua face contra nada lhe dizem. Será que, na ver-
os maus,*/ para da terra apagar sua dade, as autoridades reconheceram
lembrança./ 18Clamam os justos, e o que ele é o Messias? 27Mas este, nós
Senhor bondoso escuta*/ e de todas sabemos donde é. O Cristo, quan-
as angústias os liberta. R. do vier, ninguém saberá donde ele
19Do coração atribulado ele está per- é”. 28Em alta voz, Jesus ensinava no
to*/ e conforta os de espírito abati- Templo, dizendo: “Vós me conhe-
do./ 20Muitos males se abatem sobre ceis e sabeis de onde sou; eu não
os justos,*/ mas o Senhor de todos vim por mim mesmo, mas o que me
eles os liberta. R. enviou é fidedigno. A esse, não o co-
21Mesmo os seus ossos ele os guar- nheceis, 29mas eu o conheço, porque
da e os protege,*/ e nenhum deles venho da parte dele, e ele foi quem
haverá de se quebrar./ 23Mas o Se- me enviou”. 30Então, queriam pren-
nhor liberta a vida dos seus ser- dê-lo, mas ninguém pôs a mão nele,
vos,*/ e castigado não será quem porque ainda não tinha chegado a
nele espera. R. sua hora. Palavra da Salvação.
Aclamação ao Evangelho – Mt 4,4b Meditando a Palavra de Deus
R. Glória a Cristo, Imagem do Pai a plena Desde os primeiros capítulos do Antigo
verdade nos comunicai! Testamento, contemplamos um misté-
V. O homem não vive somente de pão, mas rio: o justo, simplesmente por ser jus-
de toda palavra da boca de Deus. R. to, é uma provocação para os injustos.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 109 21/10/2019 11:52


DIA 27 110

A primeira carta de João afirma que dependências, rezemos.


Caim matou seu irmão Abel porque 3. Por todos os membros da nossa socieda-
“as suas obras eram más, ao passo que de que carregam o peso da depressão e da
as do seu irmão eram justas” (1Jo 3,12). doença mental, rezemos.
O motivo se repete na vida do patriarca 4. Pelos idosos aos quais faltam os recursos
José e de seus irmãos, para depois tor- necessários de remédios e de cuidados mé-
nar-se um dos temas predominantes do dicos, rezemos.
livro dos Salmos. Na primeira leitura de (Outras intenções)
hoje, ouvimos a história de um anônimo P. Senhor Jesus, vós contemplais com amor
justo, odiado por seus contemporâneos e misericórdia os sofrimentos de vosso
que tramam a sua destruição. É sobre- povo. Inspirai-nos a agir generosamente
tudo a sua intimidade com Deus que em favor daqueles que necessitam urgen-
eles acham intolerável: Ele “se gloria de temente da nossa ajuda fraterna. Vós que
ter a Deus por Pai” (Sb 2,16). Os ím- viveis e reinais para sempre.
pios tomam a decisão de acabar com ele, SOBRE AS OFERENDAS
para ver se de fato “alguém virá em seu CP. Ó Deus onipotente, que este
socorro” (v. 20). Em Jesus, este anônimo sacrifício, santificando-nos pelo seu
justo recebe um rosto, e também rece- poder, leve-nos, cada vez mais puros,
be o golpe pleno da malícia dos maus. àquele que é a sua fonte. Por Cristo,
Ao mesmo tempo, em Jesus os maus re- nosso Senhor.
cebem sua resposta: Sim, alguém virá no Antífona da Comunhão – Ef 1,7
socorro do justo – o Pai – e em socorro Temos a redenção em Cristo pelo seu san-
de todos os justos perseguidos. gue e pela riqueza de sua graça, o perdão
Preces da Comunidade dos pecados.
P. Apresentemos ao Senhor Jesus as ne- DEPOIS DA COMUNHÃO
cessidades dos mais frágeis de nosso CP. Senhor Deus, tendo já passado
mundo. Que ele lance sobre eles seu olhar da antiga para a nova criação des-
compassivo. pojemo-nos agora do homem ve-
R. Lembrai-vos, Senhor, dos pequenos e lho, renovando-nos para a santidade
dos fracos. do homem novo. Por Cristo, nosso
1. Pelas crianças pobres em muitos países Senhor.
que sofrem de desnutrição e de doença, Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Czeslaw
rezemos. Stanula (1940); Dom Jesus Moraza Ruiz de Azúa
2. Pelos jovens que se perderam numa vida (1945); Dom Volodemer Koubetch (1953). Ordena-
de vício e que lutam para superar suas ção Episcopal: Dom Gentil Delazari (1994).

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 110 21/10/2019 11:52


111 DIA 28

28 DE MARÇO DE 2020
ROXO – SÁBADO DA 4ª SEMANA DA QUARESMA. 4ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA.)

Antífona da Entrada – Sl 17,5-7 SALMO RESPONSORIAL


As ondas da morte me cercavam, traga- Sl 7,2-3.9bc-10.11-12(R. 2a)
vam-me as torrentes infernais; na minha R. Senhor meu Deus, em vós procu-
angústia chamei pelo Senhor, de seu tem- ro o meu refúgio.
plo ouviu a minha voz. 2Senhor meu Deus, em vós procuro o

Introdução ao Mistério Celebrado meu refúgio:*/ vinde salvar-me do inimi-


L. (ou CP): Caríssimos irmãos e irmãs, go, libertai-me!/ 3Não aconteça que agar-
que esta Celebração fortaleça o nosso rem minha vida † / como um leão que
testemunho de discípulos-missionários! despedaça a sua presa,*/ sem que nin-
ORAÇÃO DO DIA guém venha salvar-me e libertar-me! R.
CP. Ó Deus, na vossa misericórdia, 9bJulgai-me, Senhor Deus, como eu
dirigi os nossos corações, pois, sem mereço */ ce segundo a inocência que
o vosso auxílio, não vos podemos há em mim!/ 10Ponde um fim à ini-
agradar. Por nosso Senhor Jesus quidade dos perversos, † / e confirmai
Cristo, vosso Filho, na unidade do o vosso justo, ó Deus-justiça,*/ vós que
Espírito Santo. sondais os nossos rins e corações. R.
PRIMEIRA LEITURA – Jr 11,18-20 11O Deus vivo é um escudo prote-

Eu era como manso cordeiro levado ao sacrifício. tor,*/ e salva aqueles que têm reto
Leitura do Livro do Profeta Jeremias. coração./ 12Deus é juiz, e ele julga
18Senhor, avisaste-me e eu entendi; com justiça,*/ mas é um Deus que
fizeste-me saber as intrigas deles. ameaça cada dia. R.
19Eu era como manso cordeiro leva- Aclamação ao Evangelho – Lc 8,15
do ao sacrifício, e não sabia que tra- R. Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai,
mavam contra mim: “Vamos cortar que é amor!
a árvore em toda a sua força, elimi- V. Felizes os que observam a palavra do
ná-lo do mundo dos vivos, para seu Senhor, de reto coração, e que produzem
nome não ser mais lembrado”. 20E muitos frutos, até o fim perseverantes! R.
tu, Senhor dos exércitos, que julgas EVANGELHO – Jo 7,40-53
com justiça e perscrutas os afetos Porventura o Messias virá da Galileia?
do coração, concede que eu veja a ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
vingança que tomarás contra eles, segundo João.
pois eu te confiei a minha causa. Naquele tempo, 40ao ouvirem as pa-
Palavra do Senhor. lavras de Jesus, algumas pessoas da

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 111 21/10/2019 11:52


DIA 28 112

multidão diziam: “Este é, verdadei- ( Jo 7,40-41), ela incomoda a vários outros


ramente, o Profeta”. 41Outros di- ( Jo 7,44.47-52). Vemos a mesma coisa no
ziam: “Ele é o Messias”. Mas alguns mundo de hoje: por causa de Jesus, exis-
objetavam: “Porventura o Messias te divisão em nossa sociedade ( Jo 7,43).
virá da Galileia? 42Não diz a Escritu- A única coisa que podemos fazer é per-
ra que o Messias será da descendên- manecermos fiéis com Jesus. Apesar de
cia de Davi e virá de Belém, povoado tramarem contra ele ( Jr 11,19), ele jamais
de onde era Davi?” 43Assim, houve desistiu de sua vocação de manso cordeiro
divisão no meio do povo por causa levado ao sacrifício e que tira os pecados
de Jesus. 44Alguns queriam prendê- do mundo (cf. Jr 11,19; Jo 1,29). Estar do
-lo, mas ninguém pôs as mãos nele. lado de Jesus é aceitar viver um conflito: o
45Então, os guardas do Templo vol- de com frequência não agradar o mundo
taram para os sumos sacerdotes e os (...). Mas “quem perseverar até o fim, será
fariseus, e estes lhes perguntaram: salvo” (Mt 10,22).
“Por que não o trouxestes?” 46Os Preces da Comunidade
guardas responderam: “Ninguém ja- P. Unidos a toda a Igreja ao redor do mundo,
mais falou como este homem”. 47En- apresentemos confiantes os nossos pedidos:
tão os fariseus disseram-lhes: “Tam- R. Senhor, dai-nos luz, paz e salvação!
bém vós vos deixastes enganar? 48Por 1. Por nosso santo Padre, o Papa Francisco,
acaso algum dos chefes ou dos fari- para que seu anúncio da Boa-Nova de
seus acreditou nele? 49Mas esta gente Jesus faça crescer a paz e a reconciliação
que não conhece a Lei, é maldita!” entre os povos, rezemos ao Senhor.
50Nicodemos, porém, um dos fari- 2. Por todos os cristãos que sofrem qual-
seus, aquele que se tinha encontra- quer tipo de perseguição ou discriminação
do com Jesus anteriormente, disse: por causa de sua fé em Cristo, para que
51“Será que a nossa Lei julga alguém, cresçam na fortaleza e na perseverança, re-
antes de o ouvir e saber o que ele zemos ao Senhor.
fez?” 52Eles responderam: “Também 3. Por todos os que promovem a paz, o fim
tu és galileu, porventura? Vai estu- do terrorismo e da intolerância religiosa,
dar e verás que da Galileia não surge para que seus esforços produzam muitos
profeta”. 53E cada um voltou para sua frutos, rezemos ao Senhor.
casa. Palavra da Salvação. 4. Pelos encarcerados, para que recebam
Meditando a Palavra de Deus toda a ajuda e as condições para serem ple-
Na medida em que vamos nos aproxi- namente reabilitados, rezemos ao Senhor.
mando da Páscoa, a liturgia vai nos mos- (Outras intenções)
trando uma crescente hostilidade das pes- P. Atendei com bondade, Senhor, estas
soas contra Jesus. Assim como a pregação nossas orações e dai-nos imitar o vosso
de Jesus causa admiração em muitos Filho, que vos amou até o fim. Ele que

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 112 21/10/2019 11:52


113 DIA 29

convosco vive e reina para sempre. DEPOIS DA COMUNHÃO


SOBRE AS OFERENDAS CP. Nós vos pedimos, ó Deus, que
CP. Ó Deus, pelas oferendas que vos o vosso sacramento nos purifique
apresentamos, possamos ser recon- e possamos agradar-vos, graças à
ciliados convosco e nossas vontades, ação do seu poder. Por Cristo, nosso
mesmo rebeldes, sejam reconduzi- Senhor.
das a vós. Por Cristo, nosso Senhor. Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Carlo
Antífona da Comunhão – 1Pd 1,19 Ellena (1938); Dom José Luís Azcona Hermoso
Pelo sangue precioso de Cristo, cordeiro sem (1940). Ordenação Episcopal: Dom Edmilson Ama-
mancha e sem defeito, fomos resgatados. dor Caetano (2008).

29 DE MARÇO DE 2020
5º DOMINGO DA QUARESMA
ROXO – 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DOMINICAL QUARESMAL – CREDO E PREFÁCIO DA QUARESMA I)

Sugestões para a celebração alguma coisa contra ti, deixa lá a tua oferta
1. Enfeitar a igreja com imagens que aludam diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te
à ressurreição de Lázaro, tema do Evangelho com o teu irmão; depois, volta para apresen-
deste domingo da Quaresma. tares a tua oferta” (Mt 5,23-24). João Paulo
2. Incluir nas preces dos fiéis uma menção especial II, Dies Domini, n. 44.
à evangelização, de modo particular pela Igreja Antífona da Entrada – Sl 42,1-2
Católica na China, de acordo com a intenção es- A mim, ó Deus, fazei justiça, defendei a
pecial do Apostolado da Oração para este mês de minha causa contra a gente sem piedade;
março – para que a Igreja na China persevere na do homem perverso e traidor, libertai-me,
fidelidade ao Evangelho e cresça na unidade. porque sois, ó Deus, o meu socorro.
3. A troca do sinal da paz, significativa- Introdução ao Mistério Celebrado
mente colocada no rito romano antes da co- L. (ou CP): Irmãs e irmãos, neste Quin-
munhão eucarística, é um gesto particular- to Domingo da Quaresma, participando
mente expressivo, que os fiéis são chamados a desta Eucaristia, comendo da sua Carne
realizar como manifestação do consenso que e bebendo do seu Sangue, somos forta-
o povo de Deus presta a tudo o que se reali- lecidos para vencer todas as situações
zou na celebração, e do empenho de amor re- de morte. Nesta Campanha da Frater-
cíproco que se assume ao participar no único nidade, a Igreja no Brasil se coloca na
pão, lembrados daquela palavra exigente de atitude de valorizar, divulgar e fortalecer
Cristo: “Se fores apresentar uma oferta sobre as inúmeras iniciativas já existentes em
o altar e ali te recordares que o teu irmão tem favor da vida.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 113 21/10/2019 11:52


DIA 29 114

ORAÇÃO DO DIA Senhor se encontra toda graça */ e


CP. Senhor nosso Deus, dai-nos por copiosa redenção./ 8Ele vem libertar
vossa graça caminhar com alegria na a Israel */ de toda a sua culpa. R.
mesma caridade que levou o vosso SEGUNDA LEITURA – Rm 8,8-11
Filho a entregar-se à morte no seu O Espírito daquele que ressuscitou Jesus
amor pelo mundo. Por nosso Se- dentre os mortos mora em vós.
nhor Jesus Cristo, vosso Filho, na Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos
unidade do Espírito Santo. Irmãos: 8Os que vivem segundo a
PRIMEIRA LEITURA – Ez 37,12-14 carne não podem agradar a Deus.
Porei em vós o meu espírito para que vivais. 9Vós não viveis segundo a carne, mas
Leitura da Profecia de Ezequiel. segundo o Espírito, se realmente o
12Assim fala o Senhor Deus: “Ó meu Espírito de Deus mora em vós. Se
povo, vou abrir as vossas sepulturas e alguém não tem o Espírito de Cris-
conduzir-vos para a terra de Israel; 13e to, não pertence a Cristo. 10Se, po-
quando eu abrir as vossas sepulturas rém, Cristo está em vós, embora vos-
e vos fizer sair delas, sabereis que eu so corpo esteja ferido de morte por
sou o Senhor. 14Porei em vós o meu causa do pecado, vosso espírito está
espírito, para que vivais e vos coloca- cheio de vida, graças à justiça. 11E, se
rei em vossa terra. Então sabereis que o Espírito daquele que ressuscitou
eu, o Senhor, digo e faço – oráculo do Jesus dentre os mortos mora em vós,
Senhor”. Palavra do Senhor. então aquele que ressuscitou Jesus
SALMO RESPONSORIAL Cristo dentre os mortos vivificará
Sl 129(130),1-2.3-4ab.5-6.7-8(R. 7) também vossos corpos mortais por
R. No Senhor, toda graça e redenção! meio do seu Espírito que mora em
1Das profundezas eu clamo a vós, vós. Palavra do Senhor.
Senhor,*/ 2escutai a minha voz!/ Aclamação ao Evangelho – Jo 11,25a.26
Vossos ouvidos estejam bem atentos R. Glória a vós, ó Cristo, verbo de Deus.
*/ ao clamor da minha prece! R. V.Eu sou a ressurreição, eu sou a vida.
3Se levardes em conta nossas fal- Quem crê em mim não morrerá eterna-
tas,*/ quem haverá de subsistir?/ mente. R.
4Mas em vós se encontra o perdão,*/ EVANGELHO – Jo 11,1-45
eu vos temo e em vós espero. R. (Mais longo)
5No Senhor ponho a minha espe- Eu sou a ressurreição e a vida.
rança,*/ espero em sua palavra./ 6A ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
minh’alma espera no Senhor */ mais segundo João.
que o vigia pela aurora. R. Naquele tempo, 1havia um doente,
7Espere Israel pelo Senhor,*/ mais Lázaro, que era de Betânia, o povoa-
que o vigia pela aurora!/ Pois no do de Maria e de Marta, sua irmã.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 114 21/10/2019 11:52


115 DIA 29

2Maria era aquela que ungira o Se- 17Quando Jesus chegou, encontrou
nhor com perfume e enxugara os pés Lázaro sepultado havia quatro dias.
dele com seus cabelos. O irmão dela, 18Betânia ficava a uns três quilôme-
Lázaro, é que estava doente. 3As ir- tros de Jerusalém. 19Muitos judeus ti-
mãs mandaram então dizer a Jesus: nham vindo à casa de Marta e Maria
“Senhor, aquele que amas está doen- para as consolar por causa do irmão.
te”. 4Ouvindo isto, Jesus disse: “Esta 20Quando Marta soube que Jesus ti-
doença não leva à morte; ela serve nha chegado, foi ao encontro dele.
para a glória de Deus, para que o Fi- Maria ficou sentada em casa. 21En-
lho de Deus seja glorificado por ela”. tão Marta disse a Jesus: “Senhor, se
5Jesus era muito amigo de Marta, de tivesses estado aqui, meu irmão não
sua irmã Maria e de Lázaro. 6Quan- teria morrido. 22Mas mesmo assim,
do ouviu que este estava doente, Jesus eu sei que o que pedires a Deus, ele
ficou ainda dois dias no lugar onde to concederá”. 23Respondeu-lhe Je-
se encontrava. 7Então, disse aos dis- sus: “Teu irmão ressuscitará”. 24Disse
cípulos: “Vamos de novo à Judeia”. Marta: “Eu sei que ele ressuscitará na
8Os discípulos disseram-lhe: “Mestre, ressurreição, no último dia”. 25Então
ainda há pouco os judeus queriam Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e
apedrejar-te, e agora vais outra vez a vida. Quem crê em mim, mesmo
para lá?” 9Jesus respondeu: “O dia não que morra, viverá. 26E todo aquele
tem doze horas? Se alguém caminha que vive e crê em mim, não morrerá
de dia, não tropeça, porque vê a luz jamais. Crês isto?” 27Respondeu ela:
deste mundo. 10Mas se alguém ca- “Sim, Senhor, eu creio firmemente
minha de noite, tropeça, porque lhe que tu és o Messias, o Filho de Deus,
falta a luz”. 11Depois acrescentou: “O que devia vir ao mundo”. 28Depois de
nosso amigo Lázaro dorme. Mas eu ter dito isto, ela foi chamar a sua irmã,
vou acordá-lo”. 12Os discípulos disse- Maria, dizendo baixinho: “O Mestre
ram: “Senhor, se ele dorme, vai ficar está aí e te chama”. 29Quando Maria
bom”. 13Jesus falava da morte de Lá- ouviu isso, levantou-se depressa e foi
zaro, mas os discípulos pensaram que ao encontro de Jesus. 30Jesus estava
falasse do sono mesmo. 14Então Jesus ainda fora do povoado, no mesmo
disse abertamente: “Lázaro está mor- lugar onde Marta se tinha encon-
to. 15Mas por causa de vós, alegro-me trado com ele. 31Os judeus que esta-
por não ter estado lá, para que creiais. vam em casa consolando-a, quando
Mas vamos para junto dele”. 16Então a viram levantar-se depressa e sair,
Tomé, cujo nome significa Gêmeo, foram atrás dela, pensando que fosse
disse aos companheiros: “Vamos nós ao túmulo para ali chorar. 32Indo para
também para morrermos com ele”. o lugar onde estava Jesus, quando

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 115 21/10/2019 11:52


DIA 29 116

o viu, caiu de joelhos diante dele e Ou: (Mais breve)


disse-lhe: “Senhor, se tivesses estado EVANGELHO – Jo 11,3-7.17.20-27.33b-45
aqui, o meu irmão não teria morrido”. Eu sou a ressurreição e a vida.
33Quando Jesus a viu chorar, e tam- ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
bém os que estavam com ela, estre- segundo João.
meceu interiormente, ficou profun- Naquele tempo, 3as irmãs de Lázaro
damente comovido, 34e perguntou: mandaram então dizer a Jesus: “Se-
“Onde o colocastes?” Responderam: nhor, aquele que amas está doen-
“Vem ver, Senhor”. 35E Jesus chorou. te”. 4Ouvindo isto, Jesus disse: “Esta
36Então os judeus disseram: “Vede doença não leva à morte; ela serve
como ele o amava!” 37Alguns deles, para a glória de Deus, para que o Fi-
porém, diziam: “Este, que abriu os lho de Deus seja glorificado por ela”.
olhos ao cego, não podia também ter 5Jesus era muito amigo de Marta, de
feito com que Lázaro não morresse?” sua irmã Maria e de Lázaro. 6Quan-
38De novo, Jesus ficou interiormente do ouviu que este estava doente, Jesus
comovido. Chegou ao túmulo. Era ficou ainda dois dias no lugar onde
uma caverna, fechada com uma pedra. se encontrava. 7Então, disse aos dis-
39Disse Jesus: “Tirai a pedra!” Marta, cípulos: “Vamos de novo à Judeia”.
a irmã do morto, interveio: “Senhor, 17Quando Jesus chegou, encontrou
já cheira mal. Está morto há quatro Lázaro sepultado havia quatro dias.
dias”. 40Jesus lhe respondeu: “Não te 20Quando Marta soube que Jesus ti-
disse que, se creres, verás a glória de nha chegado, foi ao encontro dele.
Deus?” 41Tiraram então a pedra. Jesus Maria ficou sentada em casa. 21En-
levantou os olhos para o alto e dis- tão Marta disse a Jesus: “Senhor, se
se: “Pai, eu te dou graças porque me tivesses estado aqui, meu irmão não
ouviste. 42Eu sei que sempre me escu- teria morrido. 22Mas mesmo assim,
tas. Mas digo isto por causa do povo eu sei que o que pedires a Deus, ele
que me rodeia, para que creia que tu to concederá”. 23Respondeu-lhe Je-
me enviaste”. 43Tendo dito isso, ex- sus: “Teu irmão ressuscitará”. 24Disse
clamou com voz forte: “Lázaro, vem Marta: “Eu sei que ele ressuscitará na
para fora!” 44O morto saiu, atado de ressurreição, no último dia”. 25Então
mãos e pés com os lençóis mortuá- Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a
rios e o rosto coberto com um pano. vida. Quem crê em mim, mesmo que
Então Jesus lhes disse: “Desatai-o e morra, viverá. 26E todo aquele que vive
deixai-o caminhar!” 45Então, muitos e crê em mim, não morrerá jamais.
dos judeus que tinham ido à casa de Crês isto?” 27Respondeu ela: “Sim, Se-
Maria e viram o que Jesus fizera, cre- nhor, eu creio firmemente que tu és o
ram nele. Palavra da Salvação. Messias, o Filho de Deus, que devia

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 116 21/10/2019 11:52


117 DIA 29

vir ao mundo”. 33bJesus ficou profun- Jesus – como sendo o eixo da existência hu-
damente comovido, 34e perguntou: mana. Esta vida e a ressurreição, que são o
“Onde o colocastes?” Responderam: próprio Jesus, não são realidades meramente
“Vem ver, Senhor”. 35E Jesus chorou. físicas, mas espirituais, que transcendem a
36Então os judeus disseram: “Vede realidade humana. Todos nós temos de lidar
como ele o amava!” 37Alguns deles, com sofrimento, dor e morte de maneira co-
porém, diziam: “Este, que abriu os tidiana. Não temos como mudar isto. Porém,
olhos ao cego, não podia também ter mais forte ainda que a morte física é a morte
feito com que Lázaro não morresse?” espiritual, a morte do pecado. A fé em Cristo,
38De novo, Jesus ficou interiormente durante esta vida terrestre, não é capaz de
comovido. Chegou ao túmulo. Era impedir que a morte aconteça, mas é capaz
uma caverna, fechada com uma pedra. de fazer um milagre ainda maior: devolver a
39Disse Jesus: “Tirai a pedra!” Marta, vida da alma. De fato, que milagre é maior:
a irmã do morto, interveio: “Senhor, devolver a vida do corpo a alguém que mor-
já cheira mal. Está morto há quatro reu (e que tornará a morrer depois, como
dias”. 40Jesus lhe respondeu: “Não te Lázaro) ou perdoar alguém, devolvendo-
disse que, se creres, verás a glória de -lhe a vida da alma de uma forma que nem
Deus?” 41Tiraram então a pedra. Jesus o demônio é capaz de tirar? Quem perdoa,
levantou os olhos para o alto e disse: quem contribui para a reconciliação dos ou-
“Pai, eu te dou graças porque me ou- tros, quem ama os “não-amáveis” – os ini-
viste. 42Eu sei que sempre me escutas. migos, os marginalizados etc. – está fazen-
Mas digo isto por causa do povo que do o maior de todos os milagres: infundir a
me rodeia, para que creia que tu me vida do amor onde antes só havia a morte
enviaste”. 43Tendo dito isso, exclamou do pecado. E este milagre todos nós somos
com voz forte: “Lázaro, vem para capazes de realizar, no poder da Eucaristia,
fora!” 44O morto saiu, atado de mãos que é o Corpo de Cristo ressuscitado, que
e pés com os lençóis mortuários e o receberemos daqui a pouco.
rosto coberto com um pano. Então Preces da Comunidade
Jesus lhes disse: “Desatai-o e deixai- P. Manifestando nossa confiança na mise-
-o caminhar!” 45Então, muitos dos ju- ricórdia de Deus que cura e salva, apresen-
deus que tinham ido à casa de Maria temos nossas preces.
e viram o que Jesus fizera, creram nele. (Resposta cantada ou rezada)
Palavra da Salvação. R. Senhor da vida, ouvi vosso povo.
Meditando a Palavra de Deus 1. Que a vossa Igreja, Senhor, nunca se can-
“Eu sou a ressurreição e a vida” (Jo 11,25). se de anunciar a vida que vence a morte, nós
Antes mesmo de celebrarmos a Páscoa do vos pedimos.
Senhor, a liturgia nos apresenta o foco cen- 2. Por vosso Espírito que tudo recria, as-
tral do mistério pascal – a ressurreição de sisti a todas as pessoas que estão perdendo

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 117 21/10/2019 11:52


DIA 30 118

a esperança e o ânimo diante de tantas Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever


situações de morte, violência e injustiças, e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o
nós vos pedimos. lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-
R. Senhor da vida, ouvi vosso povo. -poderoso, por Cristo, Senhor nosso. Verda-
3. Dai aos jovens a motivação no engaja- deiro homem, Jesus chorou o amigo Lázaro.
mento em ações de cuidado mútuo, espe- Deus vivo e eterno, ele o ressuscitou, tirando-
cialmente de outros jovens em situação de -o do túmulo. Compadecendo-se da huma-
sofrimento e desesperança, nós vos pedimos. nidade, que jaz na morte do pecado, por seus
(Outras intenções preparadas pela equipe) sagrados mistérios ele nos eleva ao Reino da
CP. Deus da vida e da esperança, ouvi as vida nova. Enquanto esperamos a glória eter-
nossas preces que brotam de nosso cora- na, com os anjos e com todos os santos nós vos
ção. Por Cristo, nosso Senhor. aclamamos, cantando (dizendo) a uma só voz:
T. Amém. R. Santo, Santo, Santo...
SOBRE AS OFERENDAS Antífona da Comunhão – Jo 11,26
CP. Deus todo-poderoso, concedei Todo aquele que vive e crê em mim não
aos vossos filhos e filhas que, forma- morrerá para sempre, diz o Senhor.
dos pelos ensinamentos da fé cristã, DEPOIS DA COMUNHÃO
sejam purificados por este sacrifício. CP. Concedei, ó Deus todo-pode-
Por Cristo, nosso Senhor. roso, que sejamos sempre contados
Prefácio: Lázaro. entre os membros de Cristo cujo
V. O Senhor esteja convosco. Corpo e Sangue comungamos. Por
R. Ele está no meio de nós. Cristo, nosso Senhor.
V. Corações ao alto. Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Evaris-
R. O nosso coração está em Deus. to Pascoal Spengler (1959). Ordenação Episcopal:
V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. Dom Enemésio Angelo Lazzaris (2008); Dom José
R. É nosso dever e nossa salvação. Valmor Cesar Teixeira (2009).

30 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 2ª FEIRA DA 5ª SEMANA DA QUARESMA. 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA – PF. DA PAIXÃO I)

Antífona da Entrada – Sl 55,2 fortaleça na fidelidade e na confiança a


Tende piedade de mim, Senhor, pois me Deus, pois ele nunca nos abandona.
atormentam; todos os dias me oprimem os ORAÇÃO DO DIA
agressores. CP. Ó Deus, que pela vossa graça
Introdução ao Mistério Celebrado inefável nos enriqueceis de todos os
L. (ou CP): Esta nossa Celebração nos bens, concedei-nos passar da antiga

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 118 21/10/2019 11:52


119 DIA 30

à nova vida, preparando-nos assim ocasião favorável, certo dia, Susana


para o reino da glória. Por nosso entrou no pomar como de costume,
Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na acompanhada apenas por duas em-
unidade do Espírito Santo. pregadas. E sentiu vontade de tomar
PRIMEIRA LEITURA – Dn 13,1-9.15-17.19-30.33-62 banho, por causa do calor. 16Não havia
(Mais longa) ali ninguém, exceto os dois velhos que
Estou condenada a morrer, quando nada fiz. estavam escondidos, e a espreitavam.
Leitura da Profecia de Daniel. 17Então ela disse às empregadas: “Por
Naqueles dias, 1na Babilônia vivia um favor, ide buscar-me óleo e perfumes
homem chamado Joaquim. 2Estava e trancai as portas do pomar, para que
casado com uma mulher chamada eu possa tomar banho”. 19Apenas as
Susana, filha de Helcias, que era mui- empregadas tinham saído, os dois ve-
to bonita e temente a Deus. 3Também lhos levantaram-se e correram para
os pais dela eram pessoas justas e ti- Susana, dizendo: 20“Olha, as portas
nham educado a filha de acordo com do pomar estão trancadas e ninguém
a lei de Moisés. 4Joaquim era muito nos está vendo. Estamos apaixonados
rico e possuía um pomar junto à sua por ti: concorda conosco e entrega-te
casa. Muitos judeus costumavam a nós! 21Caso contrário, deporemos
visitá-lo, pois era o mais respeitado contra ti, que um moço esteve aqui,
de todos. 5Ora, naquele ano, tinham e que foi por isso que mandaste em-
sido nomeados juízes dois anciãos do bora as empregadas”. 22Gemeu Susa-
povo, a respeito dos quais o Senhor na, dizendo: “Estou cercada de todos
havia dito: “Da Babilônia brotou a os lados! Se eu fizer isto, espera-me
maldade de anciãos-juízes, que pas- a morte; e, se não o fizer, também
savam por condutores do povo”. 6Eles não escaparei das vossas mãos; 23mas
frequentavam a casa de Joaquim, e to- é melhor para mim, não o fazendo,
dos os que tinham alguma questão se cair nas vossas mãos do que pecar
dirigiam a eles. 7Ora, pelo meio-dia, diante do Senhor!” 24Então ela pôs-
quando o povo se dispersava, Susana -se a gritar em alta voz, mas tam-
costumava entrar e passear no pomar bém os dois velhos gritaram contra
de seu marido. 8Os dois anciãos viam- ela. 25Um deles correu para as portas
-na todos os dias entrar e passear, e do pomar e as abriu. 26As pessoas da
acabaram por se apaixonar por ela. casa ouviram a gritaria no pomar e
9Ficaram desnorteados, a ponto de precipitaram-se pela porta do fundo,
desviarem os olhos para não olharem para ver o que estava acontecendo.
para o céu, e se esqueceram dos seus 27Quando os velhos apresentaram
justos julgamentos. 15Assim, enquan- sua versão dos fatos, os empregados
to os dois estavam à espera de uma ficaram muito constrangidos, porque

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 119 21/10/2019 11:52


DIA 30 120

jamais se dissera coisa semelhante a condenaram Susana à morte. 42Su-


respeito de Susana. 28No dia seguin- sana, porém, chorando, disse em voz
te, o povo veio reunir-se em casa de alta: “Ó Deus eterno, que conheces
Joaquim, seu marido. Os dois anciãos as coisas escondidas e sabes tudo de
vieram também, com a intenção cri- antemão, antes que aconteça! 43Tu
minosa de conseguir sua condena- sabes que é falso o testemunho que
ção à morte. Por isso, assim falaram levantaram contra mim! Estou con-
ao povo reunido: 29“Mandai chamar denada a morrer, quando nada fiz do
Susana, filha de Helcias, mulher de que estes maldosamente inventaram
Joaquim!” E foram chamá-la. 30Ela a meu respeito!” 44O Senhor escutou
compareceu em companhia dos pais, sua voz. 45Enquanto a levavam para
dos filhos e de todos os seus parentes. a execução, Deus excitou o santo es-
33Os que estavam com ela e todos os pírito de um adolescente, de nome
que a viam, choravam. 34Os dois ve- Daniel. 46E ele clamou em alta voz:
lhos levantaram-se no meio do povo “Sou inocente do sangue desta mu-
e puseram as mãos sobre a cabeça de lher!” 47Todo o povo então voltou-se
Susana. 35Ela, entre lágrimas, olhou para ele e perguntou: “Que palavra é
para o céu, pois seu coração tinha esta, que acabas de dizer?” 48De pé, no
confiança no Senhor. 36Entretanto, os meio deles, Daniel respondeu: “Sois
dois anciãos deram este depoimen- tão insensatos, filhos de Israel? Sem
to: “Enquanto estávamos passeando julgamento e sem conhecimento da
a sós no pomar, esta mulher entrou causa verdadeira, vós condenais uma
com duas empregadas. Depois, fe- filha de Israel? 49Voltai a repetir o jul-
chou as portas do pomar e mandou gamento, pois é falso o testemunho
as servas embora. 37Então, veio ter que levantaram contra ela!” 50Todo o
com ela um moço que estava escon- povo voltou apressadamente, e outros
dido, e com ela se deitou. 38Nós, que anciãos disseram ao jovem: “Senta-
estávamos num canto do pomar, vi- -te no meio de nós e dá-nos o teu
mos esta infâmia. Corremos para eles parecer, pois Deus te deu a honra da
e os surpreendemos juntos. 39Quanto velhice”. 51Falou então Daniel: “Man-
ao jovem, não conseguimos agarrá-lo, tende os dois separados, longe um do
porque era mais forte do que nós e, outro, e eu os julgarei”. 52Tendo sido
abrindo as portas, fugiu. 40A ela, po- separados, Daniel chamou um deles
rém, agarramos, e perguntamos quem e lhe disse: “Velho encarquilhado no
era aquele moço. Ela, porém, não quis mal! Agora aparecem os pecados que
dizer. Disto nós somos testemunhas. estavas habituado a praticar. 53Fazias
41A assembleia acreditou neles, pois julgamentos injustos, condenando
eram anciãos do povo e juízes. E inocentes e absolvendo culpados,

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 120 21/10/2019 11:52


121 DIA 30

quando o Senhor ordena: ‘Tu não fa- PRIMEIRA LEITURA – Dn 13,41c-62


rás morrer o inocente e o justo!’ 54Pois (Mais breve)
bem, se é que viste, dize-me à sombra Estou condenada a morrer, quando nada fiz.
de que árvore os viste abraçados?” Ele Leitura da Profecia de Daniel.
respondeu: “À sombra de uma aroei- Naqueles dias, 41ca assembleia con-
ra”. 55Daniel replicou “Mentiste com denou Susana à morte. 42Susana, po-
perfeição, contra a tua própria cabeça. rém, chorando, disse em voz alta: “Ó
Por isso o anjo de Deus, tendo recebi- Deus eterno, que conheces as coisas
do já a sentença divina, vai rachar-te escondidas e sabes tudo de antemão,
pelo meio!” 56Mandando sair este, or- antes que aconteça! 43Tu sabes que
denou que trouxessem o outro: “Raça é falso o testemunho que levanta-
de Canaã, e não de Judá, a beleza ram contra mim! Estou condenada
fascinou-te e a paixão perverteu o teu a morrer, quando nada fiz do que
coração. 57Era assim que procedíeis estes maldosamente inventaram a
com as filhas de Israel, e elas por medo meu respeito!” 44O Senhor escutou
sujeitavam-se a vós. Mas uma filha de sua voz. 45Enquanto a levavam para
Judá não se submeteu a essa iniquida- a execução, Deus excitou o santo es-
de. 58Agora, pois, dize-me debaixo de pírito de um adolescente, de nome
que árvore os surpreendeste juntos?” Daniel. 46E ele clamou em alta voz:
Ele respondeu: “Debaixo de uma azi- “Sou inocente do sangue desta mu-
nheira”. 59Daniel retrucou: “Também lher!” 47Todo o povo então voltou-se
tu mentiste com perfeição, contra a para ele e perguntou: “Que palavra é
tua própria cabeça. Por isso o anjo de esta, que acabas de dizer?” 48De pé, no
Deus já está à espera, com a espada na meio deles, Daniel respondeu: “Sois
mão, para cortar-te ao meio e para te tão insensatos, filhos de Israel? Sem
exterminar!” 60Toda a assistência pôs- julgamento e sem conhecimento da
-se a gritar com força, bendizendo a causa verdadeira, vós condenais uma
Deus, que salva os que nele esperam. filha de Israel? 49Voltai a repetir o jul-
61E voltaram-se contra os dois velhos, gamento, pois é falso o testemunho
pois Daniel os tinha convencido, por que levantaram contra ela!” 50Todo
suas próprias palavras, de que eram o povo voltou apressadamente, e
falsas testemunhas. E, agindo se- outros anciãos disseram ao jovem:
gundo a lei de Moisés, fizeram com “Senta-te no meio de nós e dá-nos o
eles aquilo que haviam tramado per- teu parecer, pois Deus te deu a hon-
versamente contra o próximo. 62E ra da velhice”. 51Falou então Daniel:
assim os mataram, enquanto, naque- “Mantende os dois separados, longe
le dia, era salva uma vida inocente. um do outro, e eu os julgarei”. 52Ten-
Palavra do Senhor. do sido separados, Daniel chamou

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 121 21/10/2019 11:52


DIA 30 122

um deles e lhe disse: “Velho encar- eram falsas testemunhas. E, agindo


quilhado no mal! Agora aparecem os segundo a lei de Moisés, fizeram
pecados que estavas habituado a pra- com eles aquilo que haviam tramado
ticar. 53Fazias julgamentos injustos, perversamente contra o próximo. 62E
condenando inocentes e absolvendo assim os mataram, enquanto, naque-
culpados, quando o Senhor ordena: le dia, era salva uma vida inocente.
‘Tu não farás morrer o inocente e Palavra do Senhor.
o justo!’ 54Pois bem, se é que viste, SALMO RESPONSORIAL
dize-me à sombra de que árvore os Sl 22(23), l-3a.3b-4.5.6(R. 4a)
viste abraçados?” Ele respondeu: “À R. Mesmo que eu passe pelo vale
sombra de uma aroeira”. 55Daniel tenebroso, nenhum mal eu temerei,
replicou “Mentiste com perfeição, estais comigo.
contra a tua própria cabeça. Por isso 1O Senhor é o pastor que me con-
o anjo de Deus, tendo recebido já a duz; */ não me falta coisa alguma./
sentença divina, vai rachar-te pelo 2Pelos prados e campinas verdejan-
meio!” 56Mandando sair este, orde- tes*/ ele me leva a descansar./ Para as
nou que trouxessem o outro: “Raça águas repousantes me encaminha,*/
de Canaã, e não de Judá, a beleza 3ae restaura as minhas forças. R.
fascinou-te e a paixão perverteu o bEle me guia no caminho mais se-
teu coração. 57Era assim que proce- guro,*/ pela honra do seu nome./
díeis com as filhas de Israel, e elas 4Mesmo que eu passe pelo vale te-
por medo sujeitavam-se a vós. Mas nebroso,*/ nenhum mal eu temerei./
uma filha de Judá não se submeteu a Estais comigo com bastão e com ca-
essa iniquidade. 58Agora, pois, dize- jado,*/ eles me dão a segurança! R.
-me debaixo de que árvore os sur- 5Preparais à minha frente uma
preendeste juntos?” Ele respondeu: mesa,*/ bem à vista do inimigo;/
“Debaixo de uma azinheira”. 59Da- com óleo vós ungis minha cabeça,*/
niel retrucou: “Também tu mentiste e o meu cálice transborda. R.
com perfeição, contra a tua própria 6Felicidade e todo bem hão de se-
cabeça. Por isso o anjo de Deus já guir-me,*/ por toda a minha vida;/
está à espera, com a espada na mão, e, na casa do Senhor, habitarei */ pe-
para cortar-te ao meio e para te ex- los tempos infinitos. R.
terminar!” 60Toda a assistência pôs- Aclamação ao Evangelho – Ez 33,11
-se a gritar com força, bendizendo a R. Glória a vós, Senhor Jesus, Primogêni-
Deus, que salva os que nele esperam. to dentre os mortos!
61E voltaram-se contra os dois ve- V. Não quero a morte do pecador, diz o Se-
lhos, pois Daniel os tinha convenci- nhor, mas que ele volte, se converta e tenha
do, por suas próprias palavras, de que vida. R.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 122 21/10/2019 11:52


123 DIA 30

EVANGELHO – Jo 8,1-11 Meditando a Palavra de Deus


Quem dentre vós não tiver pecado, Suzana, a mulher de Joaquim, na primeira
seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra. leitura de hoje, nos dá uma grande lição
? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo de fidelidade e confiança em Deus diante
segundo João. da acusação falsa dos dois juízes anciãos
Naquele tempo, 1Jesus foi para o apaixonados por ela. “Ficaram desnortea-
monte das Oliveiras. 2De madru- dos, a ponto de desviarem os olhos para
gada, voltou de novo ao Templo. não olharem o céu, e se esqueceram dos
Todo o povo se reuniu em volta dele. seus justos julgamentos” (Dn 13,9). A
Sentando-se, começou a ensiná-los. paixão falou mais forte do que a respon-
3Entretanto, os mestres da Lei e os sabilidade de juiz que haviam assumido
fariseus trouxeram uma mulher sur- diante de Deus, do povo e da Lei. O povo
preendida em adultério. Colocando- também estava sempre desviando os olhos
-a no meio deles, 4disseram a Jesus: do céu, apaixonados pelos ídolos. Essa
“Mestre, esta mulher foi surpreendi- atitude dos dois juízes pode acontecer
da em flagrante adultério. 5Moisés na também conosco; levados por uma paixão
Lei mandou apedrejar tais mulheres. ou fascínio por alguém ou alguma coisa,
Que dizes tu?” 6Perguntavam isso agimos contra nossa própria consciência,
para experimentar Jesus e para terem cometendo infidelidade a Deus através da
motivo de o acusar. Mas Jesus, incli- maledicência, mentira, falso julgamento e
nando-se, começou a escrever com o falso testemunho. Aprendamos com a ati-
dedo no chão. 7Como persistissem tude de Suzana! Manteve-se firme em seu
em interrogá-lo, Jesus ergueu-se e compromisso com Deus e mesmo conde-
disse: “Quem dentre vós não tiver nada à morte não deixou de acreditar que
pecado, seja o primeiro a atirar-lhe Deus poderia livrá-la (v. 22-23.42) e foi
uma pedra”. 8E tornando a inclinar- salva. Deus nunca nos abandona!
-se, continuou a escrever no chão. 9E Preces da Comunidade
eles, ouvindo o que Jesus falou, fo- P. Coloquemos diante de Deus, nosso Pai,
ram saindo um a um, a começar pe- as nossas súplicas em nome de Jesus Cristo.
los mais velhos; e Jesus ficou sozinho, R. Convertei-nos, Senhor, e seremos salvos!
com a mulher que estava lá, no meio, 1. Pela Igreja, para que seja em todas as
em pé. 10Então Jesus se levantou e partes sinal de fidelidade e confiança em
disse: “Mulher, onde estão eles? Nin- Deus, mesmo nos momentos de provação
guém te condenou?” 11Ela respondeu: e perseguição, rezemos.
“Ninguém, Senhor”. Então Jesus lhe 2. Pelo nosso Papa Francisco, para que a
disse: “Eu, também, não te condeno. graça do Espírito Santo o fortaleça nas di-
Podes ir, e de agora em diante não ficuldades de seu ministério de pastor da
peques mais”. Palavra da Salvação. Igreja, rezemos.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 123 21/10/2019 11:52


DIA 31 124

3. Pedindo a Deus para que nos conceda a corporal a alegria e a pureza do espí-
graça de nunca julgar ninguém e nunca ser- rito. Por Cristo, nosso Senhor.
mos instrumentos de condenação, rezemos. Antífona da Comunhão – Jo 8,12
R. Convertei-nos, Senhor, e seremos salvos! Eu sou a luz do mundo, diz o Senhor:
4. Em ação de graças a Deus por nos per- aquele que me segue não anda nas trevas,
doar nas tantas vezes que pecamos, e que ele mas terá a luz da vida.
nos conceda a graça de também perdoar os DEPOIS DA COMUNHÃO
que nos magoaram e ofenderam, rezemos. CP. Revigorados, ó Deus, pelos be-
(Outras intenções) nefícios deste sacramento, nós vos
P. Deus, nosso Pai, acolhei e atendei por pedimos que ele nos purifique sem-
vossa bondade estes nossos pedidos e sú- pre dos vícios, para que, seguindo a
plicas e ensinai-nos a ser misericordiosos Cristo, corramos ao vosso encontro.
com todos. Por Cristo, Senhor nosso. Por Cristo, nosso Senhor.
SOBRE AS OFERENDAS Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom Jaime Viei-
CP. Concedei-nos, ó Deus, que, ao ce- ra Rocha (1947); Dom Valdemir Ferreira dos Santos
lebrarmos os santos mistérios, apre- (1960). Ordenação Episcopal: Dom Estevam dos San-
sentemos como fruto da penitência tos Silva Filho (2014); Dom Walter Jorge Pinto (2019).

31 DE MARÇO DE 2020
ROXO – 3ª FEIRA DA 5ª SEMANA DA QUARESMA. 1ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DO DIA DE SEMANA DO TEMPO DA QUARESMA – PF. DA PAIXÃO I)

Antífona da Entrada – Sl 26,14 PRIMEIRA LEITURA – Nm 21,4-9


Espera no Senhor e sê corajoso! Fortifi- Aquele que for mordido e olhar para
que-se teu coração; espera no Senhor! a serpente de bronze viverá.
Introdução ao Mistério Celebrado Leitura do Livro dos Números.
L. (ou CP): A vontade de Deus é a nos- Naqueles dias, 4os filhos de Israel parti-
sa santificação. Vivamos esta Celebração, ram do monte Hor, pelo caminho que
neste Tempo favorável da graça de Deus, leva ao mar Vermelho, para contorna-
com um coração generoso. rem o país de Edom. Durante a viagem
ORAÇÃO DO DIA o povo começou a impacientar-se, 5e se
CP. Concedei-nos, ó Deus, perse- pôs a falar contra Deus e contra Moisés,
verar no vosso serviço para que, em dizendo: “Por que nos fizestes sair do
nossos dias, cresça em número e san- Egito para morrermos no deserto? Não
tidade o povo que vos serve. Por nos- há pão, falta água, e já estamos com nojo
so Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, desse alimento miserável”. 6Então o Se-
na unidade do Espírito Santo. nhor mandou contra o povo serpentes

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 124 21/10/2019 11:52


125 DIA 31

venenosas, que os mordiam; e morreu Aclamação ao Evangelho


muita gente em Israel. 7O povo foi ter R. Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai,
com Moisés e disse: “Pecamos, falando que é amor!
contra o Senhor e contra ti. Roga ao V. Semente é de Deus a Palavra, o Cristo
Senhor que afaste de nós as serpentes”. é o semeador; todo aquele que o encontra,
Moisés intercedeu pelo povo, 8e o Se- vida eterna encontrou. R.
nhor respondeu: “Faze uma serpente EVANGELHO – Jo 8,21-30
abrasadora e coloca-a como sinal sobre Quando tiverdes elevado o Filho do Homem,
uma haste; aquele que for mordido e então sabereis que eu sou.
olhar para ela viverá”. 9Moisés fez, pois, ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
uma serpente de bronze e colocou-a segundo João.
como sinal sobre uma haste. Quando Naquele tempo, disse Jesus aos fari-
alguém era mordido por uma serpente, seus: 21“Eu parto e vós me procura-
e olhava para a serpente de bronze, fica- reis, mas morrereis no vosso pecado.
va curado. Palavra do Senhor. Para onde eu vou, vós não podeis ir”.
SALMO RESPONSORIAL 22Os judeus comentavam: “Por acaso,

Sl 101(102),2-3.16-18.19-21(R. 2) vai se matar? Pois ele diz: ‘Para onde


R. Ouvi, Senhor, e escutai minha ora- eu vou, vós não podeis ir?’” 23Jesus
ção e chegue até vós o meu clamor. continuou: “Vós sois daqui de baixo,
2Ouvi, Senhor, e escutai minha ora- eu sou do alto. Vós sois deste mundo,
ção,*/ e chegue até vós o meu clamor!/ eu não sou deste mundo. 24Disse-vos
3De mim não oculteis a vossa face */ no que morrereis nos vossos pecados,
dia em que estou angustiado!/ Inclinai porque, se não acreditais que eu sou,
o vosso ouvido para mim,*/ ao invocar- morrereis nos vossos pecados”. 25Per-
-vos atendei-me sem demora! R. guntaram-lhe pois: “Quem és tu,
16As nações respeitarão o vosso nome,*/ então?” Jesus respondeu: “O que vos
e os reis de toda a terra, a vossa glória;/ digo, desde o começo. 26Tenho mui-
17quando o Senhor reconstruir Jerusa- tas coisas a dizer a vosso respeito, e a
lém*/ e aparecer com gloriosa majesta- julgar também. Mas aquele que me
de,/ 18ele ouvirá a oração dos oprimidos enviou é fidedigno, e o que ouvi da
*/ e não desprezará a sua prece. R. parte dele é o que falo para o mundo”.
19Para as futuras gerações se escreva 27Eles não compreenderam que lhes
isto,*/ e um povo novo a ser criado estava falando do Pai. 28Por isso, Jesus
louve a Deus./ 20Ele inclinou-se de continuou: “Quando tiverdes eleva-
seu templo nas alturas,*/ e o Senhor do o Filho do Homem, então sabe-
olhou a terra do alto céu,/ 21para os reis que eu sou, e que nada faço por
gemidos dos cativos escutar */ e da mim mesmo, mas apenas falo aquilo
morte libertar os condenados. R. que o Pai me ensinou. 29Aquele que

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 125 21/10/2019 11:52


DIA 31 126

me enviou está comigo. Ele não me 1. Sustentai o santo Padre frente aos desa-
deixou sozinho, porque sempre faço fios enfrentados por ele, tanto no interior
o que é de seu agrado”. 30Enquanto da Igreja como fora dela, rezemos.
Jesus assim falava, muitos acredita- 2. Iluminai as mentes e os corações dos
ram nele. Palavra da Salvação. que se encontram revoltados consigo, com
Meditando a Palavra de Deus o próximo e com Deus, a fim de que sejam
A murmuração é um pecado de ingrati- curados em seus afetos, rezemos.
dão e desconfiança da ação de Deus. Esta 3. Revigorai a fé de todos os batizados,
falta de fé é um veneno mortal no relacio- por meio da Palavra e dos Sacramentos, a
namento para com Deus: Ele quer realizar fim de bem vivermos os dias santos que se
benefícios em favor de seu povo, mas este aproximam, rezemos.
se fecha na reclamação, na ingratidão, no 4. Concedei às famílias que choram a perda
desespero. As serpentes venenosas que os de seus membros a consolação e aos faleci-
mordiam (v. 6) e afligiam eram um sinal dos o descanso eterno em Deus, rezemos.
de uma realidade muito mais mortífera que (Outras intenções)
estava presente no coração dos israelitas: o P. Acolhei, Senhor, as nossas súplicas e con-
pecado de rebelião contra Deus e contra cedei-nos, pelo poder da cruz, a perseveran-
Moisés (v. 5). O antídoto para esta calami- ça na fé. Vós que viveis e reinais para sempre.
dade, após o reconhecimento do povo do SOBRE AS OFERENDAS
próprio pecado, foi dado pelo Senhor: após CP. Nós vos oferecemos, ó Deus, o
ser mordido por uma serpente e olhar para sacrifício que nos reconcilia con-
a serpente de bronze elevada numa haste vosco, para que perdoeis os nossos
(v. 9). Olhar para a causa das próprias feridas pecados e orienteis os corações vaci-
é um caminho de cura: reconhecer o peca- lantes. Por Cristo, nosso Senhor.
do, assumir a culpa, voltar-se para o Senhor Antífona da Comunhão – Jo 12,32
que apresenta o remédio. Na confissão sa- Quando eu for exaltado da terra, diz o Se-
cramental fazemos um caminho semelhan- nhor, atrairei a mim todas as coisas.
te: o fato de expor ao sacerdote os nossos DEPOIS DA COMUNHÃO
pecados, trazendo-os para fora de nós, ver- CP. Concedei-nos, ó Deus todo-
balizando-os, é uma porta que se abre para -poderoso, que desejando continua-
recebermos o perdão pelo Sangue de Cristo, mente os vossos dons, nos aproxime-
derramado por nós e por todos, elevado na mos sempre mais dos bens celestes.
Cruz, para a remissão dos pecados. Por Cristo, nosso Senhor.
Preces da Comunidade Bispos Aniversariantes: Nascimento: Dom José Ro-
P. Elevemos confiantes nossas preces, pois o berto Silva Carvalho (1960); Dom Ricardo Pedro
Senhor Jesus deseja ardentemente glorificar Paglia (1937). Ordenação Episcopal: Dom Fernan-
o Pai por meio da nossa salvação. Digamos: do José Monteiro Guimarães (2008); Dom Miguel
R. Senhor, pelas vossas Chagas, santificai-nos! Ângelo Freitas Ribeiro (2001).

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 126 21/10/2019 11:52


127 Celebrações

CELEBRAÇÃO DA COMUNHÃO DOS ENFERMOS

(Sugerimos que, na sala ou no quarto, haja Pai nosso que estais nos céus, santificado
uma mesa com vela, cruz e Bíblia para a seja o vosso nome; venha a nós o vosso
celebração.) reino, seja feita a vossa vontade, assim na
RITOS INICIAIS terra como no céu; o pão nosso de cada
M. A paz esteja nesta casa e com todos os dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas
seus habitantes. ofensas, assim como nós perdoamos a
O ministro depondo o Sacramento sobre a quem nos tem ofendido; e não nos deixeis
mesa, adora-o com todos os presentes. cair em tentação, mas livrai-nos do mal.
M. Irmãos, reconheçamos os nossos peca- O ministro apresenta o Santíssimo Sacra-
dos, para participarmos dignamente desta mento, dizendo:
santa celebração. M. Felizes os convidados para a Ceia do
Após um momento de silêncio, fazem todos a Senhor! Eis o Cordeiro de Deus, que tira o
confissão: pecado do mundo.
T. Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, O doente e os que forem comungar dizem
irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes uma só vez:
por pensamentos e palavras, atos e omis- T. Senhor, eu não sou digno(a) de que en-
sões, e, batendo no peito, dizem: por minha treis em minha morada, mas dizei uma
culpa, minha tão grande culpa. E peço à palavra e serei salvo(a).
Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, O ministro aproxima-se do doente, apresen-
irmãos e irmãs, que rogueis por mim a ta-lhe o Sacramento e diz:
Deus, nosso Senhor. M. O Corpo de Cristo.
E o ministro conclui: O doente responde: Amém. Depois da distri-
M. Deus todo-poderoso tenha compaixão buição da comunhão o ministro faz a puri-
de nós, perdoe os nossos pecados e nos ficação de costume. Se for conveniente, ob-
conduza à vida eterna. serve-se o silêncio sagrado por algum tempo.
T. Amém. O ministro conclui com a oração:
Breve Leitura da Palavra de Deus Oremos: Senhor, Pai Santo, Deus todo-
Se for conveniente, poderá ser lido por um dos -poderoso, nós vos pedimos confiantes
presentes ou pelo próprio ministro o Evan- que o sagrado Corpo de vosso Filho, nosso
gelho do dia. Senhor Jesus Cristo, seja para nosso irmão
Sagrada comunhão (nossa irmã) remédio de eternidade, tanto
O ministro, com estas palavras introduz a para o corpo como para a alma. Por nosso
oração do Senhor: Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unida-
M. Agora, todos juntos, rezemos a Deus, de do Espírito Santo.
como nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou: T. Amém.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 127 21/10/2019 11:52


Celebrações 128

RITOS FINAIS de todo mal e nos conduza à vida eterna.


M. Que o Senhor nos abençoe, guarde-nos T. Amém.

RITUAL DE EXÉQUIAS – ENCOMENDAÇÃO

Aproximando-se a hora do enterro, todos se EVANGELHO – Jo 14,1-6


reúnem ao redor do caixão. Pode-se entoar ? Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo
um canto ou refrão contemplativo. segundo João.
RITOS INICIAIS Naquele tempo, disse Jesus a seus
Quem preside diz: discípulos: 1“Não se perturbe o
CP. Em nome do Pai e do Filho, e do vosso coração. Tendes fé em Deus,
Espírito Santo. tende fé em mim também. 2Na casa
T. Amém. de meu Pai há muitas moradas. Se
CP. A graça e a paz da parte de Deus nosso Pai assim não fosse, eu vos teria dito.
e o do Senhor Jesus Cristo estejam convosco. Vou preparar um lugar para vós, 3e
T. Bendito seja Deus que nos reuniu no quando eu tiver ido preparar-vos
amor de Cristo! um lugar, voltarei e vos levarei co-
Quem preside convida à oração com estas ou migo, a fim de que onde eu estiver
outras palavras: estejais também vós. 4E para onde
CP. Convido os familiares e todos aqui pre- eu vou, vós conheceis o cami-
sentes, para entregarmos aos cuidados da nho.” 5Tomé lhe diz: “Senhor, não
misericórdia de Deus nosso(a) irmão(ã) N. sabemos para onde vais. Como
O Senhor da vida nos console em nossa tris- podemos conhecer o caminho?”
teza e confirme nossa esperança de encon- 6Diz-lhe Jesus: “Eu sou o Cami-
trarmo-nos todos, um dia, na pátria celeste. nho, a Verdade e a Vida. Ninguém
Oração vem ao Pai a não ser por mim.”
CP. Ó Pai, eterno Deus, a vós pertencem o Palavra da Salvação.
tempo e a eternidade, sede misericordioso com Ou outras leituras indicadas no ritual
este(a) nosso(a) irmão(ã) que chamaste deste Breve Homilia
mundo. Acolhei este(a) nosso(a) irmão(ã) na Preces
alegria eterna de vossa casa. Criado(a) à vossa CP. Irmãos e irmãs, rezemos por N., por
imagem e semelhança e feito(a) participante seus familiares e por toda a comunidade e
da morte e ressurreição de Cristo pelo Batis- digamos confiantes:
mo, possa participar da comunhão de vossos T. Senhor, vós sois a ressurreição e a vida!
santos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso 1. Senhor, em vossa misericórdia, concedei
Filho, na unidade do Espírito Santo. o perdão e a paz a este(a) nosso(a) irmão(ã)
T. Amém. N.. Nós vos pedimos:

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 128 21/10/2019 11:52


129 Celebrações
2. Senhor, concedei o descanso eterno a to- paz de Cristo.
dos os falecidos de nossa comunidade. Nós E continua:
vos pedimos: CP. Ó Pai de misericórdia, em vossas mãos
T. Senhor, vós sois a ressurreição e a vida! entregamos este(a) nosso(a) irmão(ã), N.,
3. Senhor, nesta hora da passagem de N., na firme esperança de que ele(a) ressus-
confortai seus familiares na dor da separa- citará no último dia com todos os que no
ção. Nós vos pedimos: Cristo adormeceram. Abri para ele(a) as
4. Senhor, diante do mistério da morte, au- portas do paraíso; e a nós, que aqui fica-
mentai em nós a fé e a esperança na vida mos, consolai-nos com a certeza de que
eterna. Nós vos pedimos: um dia nos encontraremos todos em vossa
5. Senhor, fazei que sejamos encontrados casa. Por Cristo, nosso Senhor.
vigilantes quando chegar nossa hora. Nós T. Amém.
vos pedimos: Rezemos o Pai-Nosso. Quem preside pode
(Outras intenções) aspergir o corpo com água benta e incensá-lo.
CP. Inclinai, Senhor, vosso ouvido às pre- Em seguida diz:
ces, que brotam de nosso coração, ao im- CP. Santos de Deus, vinde em seu auxílio;
plorarmos vossa misericórdia para com Anjos do Senhor, recebei na glória eterna
vosso(a) filho(a) N.. Acolhei-o(a) com ter- este(a) servidor(a) N.. Cristo, nosso Se-
nura no convívio de todos os vossos santos. nhor, te chamou. Ele te acolha no paraíso
Por Cristo, nosso Senhor. para o descanso eterno.
T. Amém. T. Amém.
Oração de despedida CP. Dai-lhe, Senhor, o repouso eterno.
CP. Com fé e esperança na vida eterna, T. E brilhe para ele (a) a vossa luz.
recomendemos ao Pai de misericórdia CP. Descanse em paz.
este(a) nosso(a) irmão(ã) que morreu na T. Amém.

VIGÍLIA EUCARÍSTICA

RITOS INICIAIS Santo estejam convosco.


(Entoar um refrão meditativo: “Onde reina T. Bendito seja Deus que nos reuniu no
o amor. Fraterno amor. Deus aí está” ou ou- amor de Cristo.
tro à escolha.) Motivação
CP. Em nome do Pai e do Filho e do Reunidos para este momento de Vigília
Espírito Santo. Eucarística, recordamos que a presença do
T. Amém. Senhor decorre da Celebração Eucarísti-
CP. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, ca e a ela nos conduz. Eucaristia é fonte
o amor do Pai e a comunhão do Espírito de fraternidade, serviço e comunhão.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 129 21/10/2019 11:52


Celebrações 130

(Durante o canto da comunidade, o presiden- Jesus! Sobre os nossos altares, vítima sem
te expõe o Santíssimo Sacramento.) par. / Teu divino sacrifício queres renovar.
Canto: Quão grande és tu! 3. No Calvário se escondia tua divindade. /
1. Senhor, meu Deus, quando eu, maravi- Mais aqui também se esconde tua huma-
lhado, fico a pensar nas obras de tuas mãos, nidade. / Creio em ambos e peço, com o
o céu azul de estrelas pontilhado, o teu po- bom ladrão. / No teu reino, eternamente,
der, mostrando a criação. tua salvação.
R. Então, minh’alma canta a Ti, Senhor. 4. Creio em ti ressuscitado, mas que São
Quão grande és Tu, quão grande és Tu! (bis) Tomé. / Mas aumenta na minh’alma o po-
2. Quando, a vagar nas matas e florestas, o der da fé. / Guarda minha esperança, cresce
passaredo, alegre, ouço cantar, olhando os o meu amor. / Creio em ti ressuscitado, meu
montes, vales e campinas, em tudo vejo o Deus e Senhor.
teu poder, sem par! 5. Ó Jesus que nesta vida pela fé eu vejo.
3. Quando eu medito em teu amor, tão Realiza, eu te suplico, este meu desejo. Ver-
grande, teu Filho dando ao mundo, pra -te, enfim, face, meu divino amigo. Lá no
salvar, na Cruz vertendo o seu precioso céu, eternamente, ser feliz contigo.
sangue, minh’alma pôde, assim, purificar. (Breve silêncio de adoração.)
4. Quando, enfim, Jesus vier em glória, e ao BÊNÇÃO DO SANTÍSSIMO
lar celeste, então, me transportar, no lar eterno (O presbítero ou diácono aproxima-se do al-
quero, jubilando, a tua santa face contemplar! tar, faz a genuflexão e se ajoelha: entoa-se um
CP. Graças e louvores se deem a todo o hino ou outro cântico eucarístico.)
momento. Tão Sublime Sacramento, adoremos neste
T. Ao Santíssimo e Digníssimo Sacramento! Altar, / pois o Antigo Testamento deu ao
Momento de silêncio Novo o seu lugar. / Venha a fé por suple-
(Após a exposição do Santíssimo faz-se al- mento, os sentidos completar. Ao Eterno
guns minutos de silêncio. E, pode-se fazer a Pai cantemos e a Jesus, o Salvador. / Ao
Recordação da Vida.) Espírito exaltemos, na Trindade eterno
Liturgia da Palavra Amor. / Ao Deus Uno e Trino demos, a
(Pegar leituras própria para esta celebração ou alegria do Louvor. / Amém! Amém!
um texto espiritual sobre o Mistério Eucarístico.) CP. Do céu lhes destes o Pão.
Oração silenciosa. T. Que contém todo sabor!
Hino Deus de Amor Oremos:
1. Deus de amor, nós te adoramos neste Sacra- CP. Senhor Jesus Cristo, neste admirável
mento Corpo e Sangue que fizeste nosso ali- Sacramento, nos deixastes o memorial da
mento. / És o Deus escondido, vivo e vencedor. vossa paixão. Dai-nos venerar com tão
/ A teus pés depositamos todo nosso amor. grande amor o mistério do vosso Corpo
2. Meus pecados redimiste sobre a tua cruz. / e do vosso Sangue, que possamos colher
Com teu Corpo e com teu Sangue ó Senhor continuamente os frutos da Redenção.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 130 21/10/2019 11:52


131 Celebrações
Vós que reinais com o Pai, na unidade do Oração pela Igreja e pela Pátria
Espírito Santo. Deus e Senhor nosso, / protegei vossa
T. Amém. Igreja,/ dai-lhe santos pastores e dignos
(O sacerdote ou o diácono, de véu umeral, faz ge- Ministros./ Derramai vossas bênçãos/ so-
nuflexão, toma o ostensório ou o cibório e com ele bre nosso santo Padre, o Papa,/ sobre nos-
traça, em silêncio o sinal da cruz sobre o povo.) so Bispo (Cardeal-ArceBispo, ArceBis-
Reposição: po),/ sobre nosso Pároco e todo o Clero;/
(Terminada a bênção, o próprio sacerdote ou sobre o chefe da Nação (e do Estado)/ e
o diácono que deu a bênção, repõe o Sacra- sobre todas as pessoas constituídas em dig-
mento no tabernáculo, enquanto o povo, se nidade,/ para que governem com justiça./
for oportuno, profere uma aclamação.) Dai ao povo brasileiro/ paz constante/ e
Bendito seja Deus. Bendito seja o seu San- prosperidade completa./ Favorecei,/ com
to Nome. Bendito seja Jesus Cristo, verda- os efeitos contínuos da vossa bondade,/
deiro Deus e verdadeiro homem. Bendito o Brasil,/ este (Arce)Bispado,/ a Paróquia
seja o nome de Jesus. Bendito seja o seu em que habitamos/ a cada um de nós em
Sacratíssimo Coração. Bendito seja o seu particular,/ e a todas as pessoas/ por quem
preciosíssimo Sangue. Bendito seja Jesus somos obrigados a orar/ ou que se reco-
Cristo no Santíssimo Sacramento do altar. mendaram/ às nossas orações./ Tende mi-
Bendito seja o Espírito Santo Paráclito. sericórdia/ das almas dos fiéis,/ que pade-
Bendita seja a grande Mãe de Deus Ma- cem no purgatório./ Dai-lhes, Senhor,/ o
ria Santíssima. Bendita seja a sua Santa descanso e a luz eterna.
Imaculada Conceição. Bendita seja a sua (Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória)
gloriosa Assunção. Bendito seja o nome CP. O Deus da vida que se revela na pessoa
de Maria Virgem e Mãe. Bendito seja São de Jesus Cristo nos (vos) encha do seu Es-
José, seu castíssimo esposo. Bendito seja pírito e nos renove na alegria de servir com
Deus nos seus Anjos e nos seus Santos. amor, agora e para sempre.
Presidente: Graças e louvores se deem a T. Amém.
todo momento: Todos: Ao Santíssimo e CP. Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo.
diviníssimo Sacramento! T. Para sempre seja louvado!

ROTEIRO DE CELEBRAÇÃO DA PALAVRA

Ritos Iniciais: DEUS NOS REÚNE Oração Inicial.


Canto de Entrada. Liturgia da Palavra: DEUS NOS FALA
Procissão de Entrada com Símbolos. Acolhida da Bíblia.
Motivação. 1ª Leitura.
Momento Penitencial. Salmo Responsorial.
Hino de Glória (nos dias festivos). Aclamação ao Evangelho.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 131 21/10/2019 11:52


Cantos 132

Proclamação do Evangelho. Pai-Nosso.


Partilha da Palavra. Abraço da Paz.
Profissão de Fé. Ritos Finais: DEUS NOS ENVIA
Momento do Louvor: DEUS NOS FAZ Oração Final.
IRMÃOS Notícias e Avisos.
Preces da Comunidade. Canto Final.
Momento de Ação de Graças. Bênção Final.
Canto de Louvação.

CANTOS

1° Domingo da Quaresma

Refrão Orante: Preparação das Oferendas


(De forma orante, repete-se algumas vezes) 1. A abstinência quaresmal vós consagras-
Perdão, Senhor, pecamos contra vós. tes, ó Jesus; pelo jejum e pela prece, nos
Perdão, Senhor, pecamos contra vós. conduzis da treva à luz.
Canto de Abertura 2. Ficai presente agora à Igreja, ficai pre-
R. Ele chamará por mim e então ouvidos sente à penitência, pela qual nós vos supli-
lhe darei, /: salvação, vidas sem fim, e de camos para os pecados indulgência.
glória o cobrirei. (bis) 3. Por vossa graça, perdoai as nossas culpas
1. Quem habita ao abrigo do Altíssimo e do passado; contra as futuras protegei-nos,
vive à sombra do Senhor onipotente, diz manso Jesus, Pastor amado,
ao Senhor: “És meu refúgio e proteção, és 4. Para que nós, purificados por esses ritos
o meu Deus, no qual confio inteiramente!” anuais, nos preparemos, reverentes, para
2. Do caçador e do seu laço ele te livra, ele gozar os dons pascais.
te salva da palavra que destrói. Com suas 5. Todo o universo vos adore, Trindade
asas haverá de proteger-te, com seu escudo Santa, Sumo Bem. Novos, por graça, vos
e suas armas defender-te. cantemos um canto novo e belo. Amém.
3. Nenhum mal há de chegar perto de ti, Canto de Comunhão
nem a desgraça baterá à tua porta; pois o R. O homem não vive somente de pão, /:
Senhor deu uma ordem a seus anjos para mas de toda palavra da boca de Deus. (bis)
em todos os caminhos te guardarem. 1. A Lei do Senhor Deus é perfeita, con-
4. “Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo forto para a alma! O testemunho do Se-
e protegê-lo, pois meu nome ele conhece. nhor é fiel, sabedoria dos humildes.
Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo, 2. Os preceitos do Senhor são precisos, ale-
e a seu lado estarei em suas dores.” gria ao coração. O mandamento do Senhor

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 132 21/10/2019 11:52


133 Cantos
é brilhante, para os olhos é uma luz. que o ouro refinado; suas palavras são mais
3. É puro o temor do Senhor, imutável para doces que o mel, que o mel que sai dos favos.
sempre. Os julgamentos do Senhor são 5. Que vos agrade o cantar dos meus lábios
corretos e justos igualmente. e a voz da minha alma; que ela chegue até
4. Mais desejáveis do que o ouro são eles, do vós, ó Senhor, meu Rochedo e Redentor!

2° Domingo da Quaresma

Refrão Orante: fulgura.


(De forma orante, repete-se algumas vezes) 2. Este fato é nos tempos notável: ante Pe-
Perdão, Senhor, pecamos contra vós. dro, Tiago e João, Cristo fala a Moisés e a
Perdão, Senhor, pecamos contra vós. Elias sobre a sua futura Paixão.
Canto de Abertura 3. Testemunhas da lei, dos profetas e da
(O mesmo do domingo anterior) graça estando presentes, sobre o Filho,
Preparação das Oferendas Deus Pai testemunha, vindo a voz duma
(O mesmo do domingo anterior) nuvem luzente.
Canto de Comunhão 4. Com a face brilhante de glória, Cristo
R. “Este é meu Filho muito amado: Escutai- hoje mostrou no Tabor o que Deus tem no
-o todos vós!” Então o vosso coração se ale- céu preparado aos que o seguem, vivendo
grará, e em vossos olhos brilhará a sua luz! no amor.
1. A beleza da glória celeste que a Igreja 5. Da sagrada visão o mistério ergue aos
esperando procura, Cristo a mostra no céus o fiel coração. E, por isso, exultante
alto do monte, onde mais que o sol claro de gozo, sobe a Deus nossa ardente oração.

3° Domingo da Quaresma

Refrão Orante: atendei a minha prece, ao meu clamor.


(De forma orante, repete-se algumas vezes) Porque sois o meu abrigo e fortaleza, sois a
Perdão, Senhor, pecamos contra vós. vida, sois amparo protetor.
Perdão, Senhor, pecamos contra vós. 2. A minh’alma, ó Senhor, de vós tem sede.
Canto de Abertura Como a terra ressecada e sem água. Con-
(O mesmo do domingo anterior) cedei-me a alegria de ser salvo, perdoai-me
Preparação das Oferendas toda culpa, toda mágoa.
R. Criai em nós um coração que seja 3. Esta terra, ó Senhor, favorecestes,
puro. Dai-nos, Senhor, um coração mais perdoastes o pecado ao vosso povo.
confiante. Ó Deus, lembrai-vos do vosso Vós sois bom, sois clemente, sois per-
amor: misericórdia! dão, vós sois, Senhor, o Deus de amor a
1. Escutai, ó Senhor Deus, minha oração, quem invoco.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 133 21/10/2019 11:52


Cantos 134

Canto de Comunhão 3. Com a mulher samaritana, te pedimos


1. Tu vieste, ó Messias, e nos deste a conhecer, de beber: dá-nos hoje água viva! Tu, razão
no raiar de um novo dia, a essência do viver! do nosso crer!
R. Água da vida és tu, Jesus: fonte eterna 4. Tu conosco permaneces, nosso Mestre e
de salvação! Tu és presença a transformar Senhor! Saciamos nossa sede no jorrar do
a criatura plenificar! teu amor!
2. Eis que hora é chegada: convergência 5. Em espírito e verdade, a Deus Pai ado-
com o Pai! Tu, qual luz do meio-dia, reu- ração! Tu a ele nos conduzes, ao viver de
niste comensais! comunhão!

4° Domingo da Quaresma

Refrão Orante: Canto de Comunhão


(De forma orante, repete-se algumas vezes) R. Tu és a luz, Senhor, do meu andar, Se-
Perdão, Senhor, pecamos contra vós. nhor, do meu lutar, Senhor, força do meu
Perdão, Senhor, pecamos contra vós. sofrer. Em tuas mãos, Senhor, quero viver!
Refrão Orante: 1. Meu coração penetras e lês meus pen-
(De forma orante, repete-se algumas vezes) samentos. Se luto ou se descanso, tu vês
Jesus, tu és a luz dos olhos meus. Jesus, brilhe meus movimentos. De todas as minhas
esta luz nos passos meus, seguindo os teus. palavras tu tens conhecimento.
Canto de Abertura 2. Quisesse eu me esconder do teu imenso
R. Rejubilai-vos, Jerusalém, vós que a olhar, subir até o céu, na terra me entranhar,
amais, vinde acorrei. De alegria exultai! atrás do horizonte, lá, iria te encontrar!
1. Que alegria, quando ouvi que me dis- 3. Por trás e pela frente, teu ser me envolve
seram: ‘Vamos à casa do Senhor!’ E agora e cerca. O teu saber me encanta, me excede
nossos pés já se detêm, Jerusalém, em tuas e me supera. Tua mão me acompanha, me
portas. guia e me acoberta.
2. Jerusalém, cidade bem edificada num 4. Se a luz do sol se fosse, que escuridão
conjunto harmonioso; para lá sobem as seria! Se as trevas me envolvessem, o que
tribos de Israel, as tribos do Senhor. adiantaria? Pra ti, Senhor, a noite é clara
3. Para louvar, segundo a lei de Israel, o como o dia!
nome do Senhor. A sede da justiça lá está e 5. As fibras do meu corpo teceste e entran-
o trono de Davi. çaste. No seio de minha mãe bem cedo me
Preparação das Oferendas formaste. Melhor do que ninguém me co-
(O mesmo do domingo anterior) nheceste e amaste!

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 134 21/10/2019 11:52


135 Cantos
5° Domingo da Quaresma

Refrão Orante: se faz sombra e medo: tem luto, tem choro


(De forma orante, repete-se algumas vezes) e tem dor.
Jesus, tu és a luz dos olhos meus. Jesus, brilhe R. Retira essa pedra que faz ser sozinho.
esta luz nos passos meus, seguindo os teus. Desfaz as amarras que impedem de andar.
1. Canto de Abertura Desperta! Levanta! Há um longo cami-
R. Ele chamará por mim e então ouvidos nho. A vida te chama: eu vim te salvar.
lhe darei, /: salvação, vidas sem fim, e de 2. Jesus bem distante se achava, cumprindo
glória o cobrirei. (bis) feliz sua missão; mas logo a notícia chega-
1. Quem habita ao abrigo do Altíssimo e va: a morte rondava um irmão. Aquela fa-
vive à sombra do Senhor onipotente, diz mília que amava, por ele clamou na aflição.
ao Senhor: “És meu refúgio e proteção, és 3. O encontro de dor e conforto tão logo
o meu Deus, no qual confio inteiramente!” em Betânia se dava: de um lado, o amor já
2. Do caçador e do seu laço ele te livra, ele morto, do outro, as irmãos que choravam.
te salva da palavra que destrói. Com suas Jesus se oferece qual porto àquelas que
asas haverá de proteger-te, com seu escudo tanto ele amava.
e suas armas defender-te. 4. “Se aqui estivesses, amigo, na certo ele
3. Nenhum mal há de chegar perto de ti, não morreria, mas creio que o Pai é abrigo,
nem a desgraça baterá à tua porta; pois o na dor é alento e alegria. Por isso, eu louvo
Senhor deu uma ordem a seus anjos para e bendigo, pois creio que és o Messias.”
em todos os caminhos te guardarem. 5. “Não temas, eu sou o Caminho, a Vida
4. “Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo que nunca se esvai.” Quem crê nunca fica
e protegê-lo, pois meu nome ele conhece. sozinho, e, é certo, não morre jamais; terá
Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo, toda paz e carinho pra sempre, nos bra-
e a seu lado estarei em suas dores.” ços do Pai.
Preparação das Oferendas 6. Chorando, Jesus quer ir vê-lo. “Não vá,
(O mesmo do domingo anterior) pois é mau o odor!” “Coragem!” Deus ouve
Canto de Comunhão o apelo de quem clama a ele na dor e es-
1. Betânia, lugar do aconchego, refúgio do palha com a vida e com zelo o amor agra-
Mestre e Senhor, espaço da paz, do sosse- dável do amor.
go, da mesa, do aroma e do amor. Mas hoje Cantos: CD CF 2020 – Quaresma no A – Edições CNBB

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 135 21/10/2019 11:52


Formação litúrgica 136

FORMAÇÃO LITÚRGICA

Formação Litúrgica (extraído de Liturgia no Tempo da Quaresma, por Ir. Veronice Fernandes,
pddm, publicado em Liturgia em Mutirão II, Subsídios para Formação)

Estamos iniciando um novo tempo. É um tempo que nos direciona para a Páscoa.
A liturgia quaresmal prepara para a celebração do mistério pascal tanto dos catecúme-
nos, fazendo-os passar pelos diversos degraus da iniciação cristã, como dos fiéis, que
recordam o próprio Batismo e fazem penitência. A Quaresma faz memória do Cristo,
em seus quarenta dias pelo deserto, revivendo, na própria experiência, os quarenta anos
do povo de Deus também no deserto. Com ele subimos a Jerusalém, percorremos o
caminho da cruz, passamos pela morte até chegarmos à nova vida, dom do Pai, pelo
Espírito. A Quaresma é o “tempo favorável” para a redescoberta e o aprofundamento
do autêntico discípulo de Cristo. É espaço para um novo nascimento. Neste tempo,
somos chamados a assumir a penitência como método de conversão e unificação inte-
rior, como caminho pessoal e comunitário de libertação pascal. É necessário fazer da
Quaresma um momento propício para a avaliação de nossas opções de vida e linhas
de trabalho, para corrigir os erros e aprofundar a dimensão ética da fé, abrindo-nos
aos outros e realizando ações concretas de solidariedade. É tempo forte de escuta da
Palavra, pois através dela vamos conhecer os desejos de Deus e praticar a sua vontade.
A Quaresma é tempo de renovação espiritual, uma espécie de retiro pascal estruturado
no trinômio: oração, jejum e esmola (solidariedade, misericórdia). “O que a oração
pede, o jejum alcança e a misericórdia recebe. Oração, misericórdia, jejum: três coisas
que são uma só e se vivificam reciprocamente” (Pedro Crisólogo, século IV). O jejum,
como disciplina que conduz à liberdade; a oração, sinal do nosso desejo de Deus e da
unificação do coração; a esmola traduzida em solidariedade. Este ano, num mutirão
fraternal, somos provocados a defender a vida. Uniremos não só nossas vozes, mas
também nossas forças, energias, ações e iniciativas, na escolha da vida, transformando a
nossa fé em caridade. Trilharemos esse caminho, como discípulos(as) missionários(as)
fiéis, seguindo os passos de Jesus. Este vence as tentações do diabo, nos revela, median-
te a transfiguração, que pela paixão e cruz chegará à glória da ressurreição e nos ensina
a repensar o sim pessoal da fé num encontro profundo com ele, a exemplo da mulher
samaritana, que recebe dele a salvação, do cego de nascença, que começa a ver, e do
amigo Lázaro, que é ressuscitado.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 136 21/10/2019 11:52


137 Formação litúrgica

Perguntas para reflexão pessoal e em grupos:

1. Como o povo em geral entende o “tempo da quaresma”?


2. Qual o sentido teológico e espiritual próprio deste tempo?
3. Como nossa equipe de liturgia pode viver intensamente este tempo?
4. Qual a ligação da Quaresma com a Campanha da Fraternidade?

No próximo mês, refletiremos a respeito da vivência da Semana Santa.

MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 137 21/10/2019 11:52


MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 138 21/10/2019 11:52
MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 139 21/10/2019 11:52
MAR2020_igreja_em_oração_FINAL.indd 140 21/10/2019 11:52