Você está na página 1de 9

1.

Pergunta 1

/1

Além de tintos e brancos, os vinhos podem ser rosados (ou rosés), fortificados (ou doces) e
espumantes. Cada um desses estilos, passa por um processo distinto de produção e, claro,
apresenta resultados finais bastante específicos. Os vinhos rosados podem ser vinificados de
algumas formas diferentes para atingirem uma cor intermediária entre o branco e o tinto.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre vinificação e classificação dos
vinhos, analise as alternativas a seguir, e assinale V para a(s) verdadeira(s) e F para a(s)
falsa(s):
I. ( ) Os vinhos rosados podem ser produzidos pela simples mistura de um vinho branco com
um vinho tinto já vinificados, atingindo, então, a coloração rosé.
II. ( ) Os vinhos rosados podem ser produzidos com a mistura do mosto de uvas brancas com o
mosto de uvas tintas, antes da vinificação, para, então, vinificarem juntos.
III. ( ) Os vinhos rosados podem ser produzidos por maceração curta, quando, na produção dos
tintos, deixa-se a casca em contato com o líquido e então, separa-se o sólido e procede-se com a
vinificação de vinhos brancos.
IV. ( ) Os vinhos rosados podem ser produzidos com corantes naturais neutros, que trazem
características além da cor, embora seja um processo mal visto por muitos produtores.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:

Incorreta

(B) V, V, V, F está correta

Mostrar outras opções

2. Pergunta 2

/1

Leia o trecho a seguir:


“A maioria dos vinhos são produzidos para serem consumidos rapidamente, portanto,
descansam certo tempo na vinícola, para logo serem comercializados. No entanto, há os vinhos
de guarda, que são produzidos para amadurecer ou afinar em barricas de carvalho, se essa for
a decisão da vinícola, para, só depois, envelhecerem na garrafa”.Fonte: ROBINSON, Jancis;
JOHNSON, Hugh. Atlas mundial do vinho. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008. p 22.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre vinificação e classificação dos
vinhos, pode-se afirmar que o amadurecimento do vinho nas barricas de carvalho, quando essa
é uma escolha do enólogo, se dá porque:

Correta

(E) a madeira tem elementos ...

Ocultar outras opções

1.

a madeira ajuda a preservar o açúcar no líquido e, consequentemente, permite produzir vinhos


mais alcoólicos.
2.

a madeira ajuda a preservar o vinho do ataque da phylloxera, pois é altamente tóxica a essa
praga.

3.

o envelhecimento na madeira traz status ao vinho, sem interferir no resultado final.

4.

a madeira ajuda a trazer acidez ao vinho, em função das bactérias acumuladas nela.

5.

a madeira tem elementos diversos que enriquecem o vinho, principalmente em função do


álcool, que age como solvente.

Resposta correta

3. Pergunta 3

/1

Leia o trecho a seguir:


“A relação mais íntima entre o solo e o microclima particular, que concebe o nascimento de um
tipo de uva, que expressa livremente sua qualidade, tipicidade e identidade em um grande
vinho, sem que ninguém consiga explicar o porquê.”
Fonte: REVISTA ADEGA. Qual o significado de terroir?. Fev. 2016. Disponível em:
<https://revistaadega.uol.com.br/artigo/voce-sabe-qual-o-significado-de-terroir_2655.html>
Acesso em: 28 out. 2019.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre o fator terroir, pode-se afirmar
que ele é muito considerado na produção do vinho porque:

Correta

(C) está relacionado às ...

Ocultar outras opções

1.

a França virou referência no mundo dos vinhos graças ao seu fator terroir. tanto é assim, que
todas as regiões produtoras no mundo tentam simular o terroir francês em suas terras.

2.

é graças a um bom fator terroir que o Chile ficou imune à phylloxera e é justamente por ter um
fator terroir de baixa qualidade que os solos europeus foram atacados.
3.

está relacionado às interações entre o ambiente físico e biológico, somadas às práticas de


enologia, proporcionando características distintas aos vinhos.

Resposta correta

4.

está relacionado com a boa qualidade do solo e vai ditar se o vinho ali produzido está ou não
suscetível a doenças e pragas.

5.

o terroir é o principal determinante de uma região vinícola, para definir se o vinho ali
produzido será branco ou tinto.

4. Pergunta 4

/1

O ciclo da uva no vinhedo passa por três etapas diferentes durante o ano, fundamentais para a
produção do vinho, são elas: floração, frutificação e hibernação. Além disso, a planta precisa de
estações do ano bem definidas para se desenvolver e produzir vinhos de qualidade.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre a vinha e as noções da
viticultura, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas.
I. A frutificação é a etapa final do processo cultivo da vinha. Ela acontece no verão, quando os
frutos começam a amadurecer, desde que expostos ao sol. Nessa fase, a chuva é um grande
risco à produção
Porque:
II. O excesso de água na uva pode interferir na concentração de açúcar e até causar o
apodrecimento do fruto.
A seguir, assinale a alternativa correta:

Correta

(E) As asserções I e II são ...

Ocultar outras opções

1.

A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.

2.

As asserções I e II são proposições falsas.

3.

As asserções I e II são verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.


4.

A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.

5.

As asserções I e II são verdadeiras, e a II é uma justificativa correta da I.

Resposta correta

5. Pergunta 5

/1

Manter a regularidade das podas das videiras é essencial para o sucesso de uma boa produção
e elas devem ser feitas em momentos diferentes durante o ciclo da uva no parreiral, sendo que
cada uma delas tem um propósito diferente e essencial para o vinho.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre a vinha e as noções da
viticultura, analise as alternativas a seguir, e assinale V para a(s) verdadeiras e F para a(s)
falsa(s).
I. ( ) Uma das funções das podas é reduzir cachos, a fim de concentrar qualidade naqueles que
restaram.
II. ( ) As podas também servem para eliminar ramos excessivos e simplificar a folheação da
planta.
III. ( ) O ideal é que sejam feitas quatro podas no vinhedo durante o ano: poda de limpeza, poda
de inverno, poda de verão e desbaste.
IV. ( ) O desbaste é um tipo de poda para retirar galhos podres da planta e deve ser feito antes
de começarem a surgir os primeiros cachos.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:

Correta

(C) V, V, V, F

Ocultar outras opções

1.

F, V, F, V.

2.

F, V, V, F.

3.

V, V, V, F.

Resposta correta

4.
F, F, F, V.

5.

V, V, F, V.

6. Pergunta 6

/1

A fermentação é uma etapa fundamental no processo de produção do vinho e que vai dizer
muito sobre o resultado final da bebida. Em alguns casos, ela pode acontecer duas vezes, sendo
a primeira chamada de fermentação tranquila e a segunda fermentação malolática.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre vinificação e classificação dos
vinhos, analise as afirmativas a seguir, e assinale V para a(s) verdadeira(s) e F para a(s)
falsa(s).
I. ( ) A fermentação é a transformação do açúcar em álcool e acontece em um tanque que é
vedado, para que o CO2, resultante do processo, seja retido e o vinho fique livre da entrada de
oxigênio.
II. ( ) A fermentação malolática acontece quando o enólogo identifica excesso de acidez no
líquido, e, então, com adição de lactobacilos, o ácido málico é convertido em ácido lático, mais
delicado e palatável.
III. ( ) Os vinhos brancos e os rosados ficam livres do processo de fermentação, pois precisam
ser menos alcoólicos, então o álcool é adicionado no final do processo, antes da bebida entrar
em repouso.
IV. ( ) No caso dos vinhos brancos, a fermentação malolática é pouco usada, pois esse tipo de
vinho pede mais acidez, para trazer frescor, jovialidade e manter substâncias aromáticas.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:

Correta

(C) F, V, F, V

Ocultar outras opções

1.

F, F, V, F.

2.

F, F, F, V.

3.

F, V, F, V.

Resposta correta

4.
V, V, V, F.

5.

V, F, F, V.

7. Pergunta 7

/1

As videiras pertencem ao gênero vitis, que conta com mais de 40 espécies de plantas que
produzem uvas. No entanto, para a produção de vinhos de qualidade, e, portanto, de interesse
ao mundo da vitivinicultura, a espécie de maior relevância é a vitis vinifera.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre a vinha e as noções da
viticultura, analise as afirmativas a seguir:
I. Além da espécie vinífera, há outras espécies próprias para a produção de vinhos de
qualidade, cultivadas mais na Europa, a vitis labrusca, rupestris, riparia e bourquina.
II. Provavelmente existem mais de 5 mil variedades da espécie vinifera, mas apenas 50 delas
são as mais utilizadas na produção da bebida de qualidade.
III. As espécies labrusca, rupestris, riparia e bourquina são muito resistentes a alguns insetos e
pragas e, portanto, excelentes na utilização como porta-enxerto para as cepas mais sensíveis às
pragas.
IV. Na enxertia, quando se usa outra espécie como ‘cavalo’, dando suporte à planta mais
sensível, o resultado do vinho é prejudicado, pois a bebida pode vir com características de uvas
de baixa qualidade.
Está correto apenas o que se afirma em:

Correta

(A) II e III

Ocultar outras opções

1.

II e III.

Resposta correta

2.

I, II e IV.

3.

II, III e IV.

4.

III e IV.
5.

I e II.

8. Pergunta 8

/1

Ao longo da história, os romanos se saíram melhor do que os gregos em muitos aspectos,


inclusive militar e economicamente, com tropas mais bem preparadas e um sistema econômico
mais eficiente. No entanto, no quesito cultural, os gregos estavam bem à frente dos romanos,
que acabaram assimilando muitos aspectos da cultura grega na sociedade, principalmente nas
artes, na filosofia e na religião. Uma das práticas gregas que o povo de Roma introduziu à sua
cultura, foi o cultivo da uva e a adoração ao vinho.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre a história do vinho no mundo,
analise as alternativas a seguir, e assinale V para a(s) verdadeira(s) e F para a(s) falsa(s).
I. ( ) Roma era uma pequena vila de pastores e agricultores, mas em três séculos os romanos
dominaram os gregos e toda a Costa Mediterrânea.
II. ( ) Baco, o deus romano do vinho é inspirado em Dionísio, o deus grego, mas os romanos
aperfeiçoaram o culto ao vinho e criaram as bacanais, que misturavam celebração e orgias.
III. ( ) Os romanos se apropriaram das técnicas do vinho e não permitiram que a prática se
espalhasse, tomando para si o culto à bebida e o cultivo da uva.
IV. ( ) A divisão do Império Romano em oriente e ocidente enfraqueceu a soberania de Roma e
o vinho perdeu força, entrando em profunda decadência, no século IV.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta

Correta

(A) V, V, F, F

Ocultar outras opções

1.

V, V, F, F.

Resposta correta

2.

F, F, V, V.

3.

V, V, V, F.

4.

F, V, V, F.

5.
V, F, F, V.

9. Pergunta 9

/1

Leia o trecho a seguir:


“Nos países do Novo Mundo, espumantes são sempre espumantes (sparkling nos EUA e
espumosos no Chile são apenas as traduções). Mas no Velho Mundo, eles têm nomes distintos.
E a diferença na forma como são chamados é apenas o começo: a elaboração de cada um deles
obedece a um determinado conjunto de regras. Não que os espumantes do Velho Mundo sejam
superiores aos do Novo Mundo – ambos têm características próprias, que se traduzem em
resultados surpreendentes na taça. Mas vamos dizer, simpaticamente, que receber nome
próprio é um privilégio dos veteranos”.
Fonte: WINE. A produção de espumantes no Velho Mundo. 2019. Disponível em:
<https://www.wine.com.br/winepedia/sommelier-wine/a-producao-de-espumantes-no-
velho-mundo/>. Acesso em: 05 out. 2019.
Dentre os países do Velho Mundo, a Itália produz um espumante chamado Asti; a Espanha, a
Cava; e França, o champagne, espumante mais famoso do mundo. Considerando essas
informações e o conteúdo estudado, pode-se afirmar que nenhum outro país pode produzir
champagne porque:

Correta

(B) apenas os espumantes ...

Ocultar outras opções

1.

nenhum outro país, além da França, tem condições climáticas ideais para a produção desse
tipo de espumante.

2.

apenas os espumantes produzidos na região de Champagne, ao norte da França, tem essa


denominação de origem e, por isso, podem ser chamados assim.

Resposta correta

3.

o método champenoise na produção do espumante é exclusividade da França e, por isso, o país


pode usar a denominação champagne para a sua bebida.

4.

as uvas utilizadas na produção do champagne são cultivadas com exclusividade na França.

5.
existe um ingrediente secreto na fórmula dos champagnes franceses, guardado a sete chaves,
que os fazem ser diferenciados.

10. Pergunta 10

/1

Além do clima, o solo exerce grande influência no ciclo do vinhedo. O local onde a vinha será
plantada precisa ser considerado, pois, se não for propício, a planta não se desenvolve ou, se
não for bem cuidado, pode resultar em safras problemáticas.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre a vinha e as noções da
viticultura, analise as afirmativas a seguir.
I. A uva não gosta de solo fértil e argiloso, pois, como é de difícil drenagem, provoca excessiva
hidratação do fruto, interferindo no resultado final.
II. Alguns elementos são danosos em solos para a vitivinicultura, como nitrogênio, fósforo,
potássio, cálcio, magnésio e boro.
III. Os solos ideais para o cultivo de uvas vitis são pedregosos, arenosos e calcários, pois
proporcionam boa drenagem e equilibram a temperatura.
IV. É fundamental considerar a posição do solo no cultivo da uva, sendo o plantio em encostas
de colinas de inclinação suave (20º), o que mais favorece a correta insolação.
Está correto apenas o que se afirma em

Correta

(D) I, III e IV

Ocultar outras opções

1.

I, II e IV.

2.

I e II.

3.

I e III.

4.

I, III e IV.

Resposta correta

5.

II e IV.