Você está na página 1de 3

Sugestão Rito da Benção dos iniciandos e Unção dos

catecúmenos
RECOMENDAÇÕES PARA ANTES DA CELEBRAÇÃO EM QUE OCORRE O RITO DA BENÇÃO
DOS INICIANDOS E UNÇÃO DOS CATECÚMENOS (NÃO BATIZADOS):

Leia atentamente todo o Rito e procure tirar qualquer dúvida com o padre.
Consulte o RICA - Ritual da Iniciação Cristã de Adultos, números 119-
132 (Edições Paulus págs. 46 - 48);

Combine tudo com a equipe responsável pela liturgia da celebração;

Reúna-se com os iniciandos e seus familiares, avise pais e padrinhos,


especialmente aqueles que tem participação no Rito. Se possível, reúna-
os em outra data antes do Rito da benção dos iniciandos e unção dos
catecúmenos ou pelo menos um tempo antes do início da celebração em
que o Rito ocorre. Explique o que vai acontecer durante a celebração.
Repasse com eles os gestos e a participação deles no Rito.

Assegure-se que a equipe de liturgia não esqueça do óleo do batismo (óleo


dos catecúmenos).

O rito da benção é para todos os iniciandos; O rito da unção dos


catecúmenos é apenas para os que ainda não foram batizados.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------
Rito da Benção dos iniciandos

A celebração segue como de costume até a Homilia.

Animador: Irmãos e Irmãs, a imposição de mãos é um gesto profundo e significativo


na Liturgia da Igreja. Os iniciandos se aproximam agora do presidente de nossa
celebração que, sobre eles imporá as mãos e suplicará junto com os pais (e padrinhos),
em nome da Igreja, as bênçãos e graças de Deus.

Os pais/padrinhos e iniciandos se aproximam do presidente que imporá as mãos


sobre a cabeça de cada iniciando em silêncio enquanto os pais/padrinhos, impõe as
mãos sobre o ombro de seus iniciandos pedindo a Deus que os abençoe.

Enquanto ocorre a imposição de mãos, pode-se cantar. (Sugestão: A ti meu Deus, elevo
meu coração, elevo as minhas mãos, meu olhar, minha voz...)

Após a imposição das mãos, o presidente convida todos os iniciandos a se ajoelharem


e estendendo os as mãos, conclui a benção:

Oremos: (pode ser cantado) Senhor Deus todo-poderoso, olhai os vossos servos e
servas que são formados segundo o Evangelho de Cristo: fazei que vos conheçam e
amem e, generosos e prontos, cumpram a sua vontade. Dignais-vos prepará-los por esta
santa iniciação e incorporai-os à vossa Igreja para que participem dos vossos mistérios
neste mundo e na eternidade. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém. (cf. RICA pág. 186, n. 123) .

Caso não haja iniciandos que ainda não foram batizados, a celebração segue
normalmente, com a Profissão de Fé ou as preces.

Se houver iniciandos que ainda não foram batizados, segue-se para o Rito da Unção
dos Catecúmenos.
Rito da Unção dos catecúmenos

Se for oportuno, um dos pais/padrinhos dos que serão batizados pode entrar com o
óleo do Batismo enquanto canta-se. Do contrário, o presidente mostra a assembleia o
recipiente com o óleo do Batismo.

Quem presidente reza a seguinte oração de ação de graças:

Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque, no vosso imenso amor, criastes o mundo para
a nossa habitação.
Todos: Bendito seja Deus para sempre! (pode-se cantar a resposta)

Presidente: Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque criastes a oliveira, cujos ramos
anunciaram o final do dilúvio e o surgimento de uma nova humanidade.
Todos: Bendito seja Deus para sempre!

Presidente: Bendito sejais vós, Senhor Deus, porque, através do óleo, fruto da oliveira,
fortaleceis vosso povo para o combate da fé.
Todos: Bendito seja Deus para sempre!

Presidente: Ó Deus, proteção do vosso povo, que fizestes do óleo, vossa criatura, um
sinal de fortaleza: concedei a estes iniciandos a força, a sabedoria e as virtudes divinas
para que sigam o caminho do Evangelho de Jesus, tornem-se generosos no serviço do
reino e, dignos da adoção filial, alegrem-se por terem renascido e viverem em vossa
Igreja. Por Cristo, nosso Senhor.
Todos: Amém

Os que serão ungidos se aproximam

O presidente diz: O Cristo Salvador lhes dê a sua força simbolizada por este óleo da
salvação. Com ele os ungimos no mesmo Cristo, Senhor nosso, que vive e reina para
sempre
Iniciandos: Amém!

Cada um é ungido no peito ou nas mãos ou em outra parte do corpo que parecer
oportuna. Pode-se cantar.

A celebração segue normalmente.