Você está na página 1de 23

1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS


INSTITUTO DE SAÚDE E BIOTECNOLOGIA
LICENCIATURA EM MATEMÁTICA E FÍSICA

USO DE SIMULAÇÕES COMPUTACIONAL COMO FERRAMENTA


DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE CINEMÁTICA
2

COARI, AM

2015
3

RAILSON CAXEIXA MARQUES

USO DE SIMULAÇÕES COMPUTACIONAIS COMO FERRAMENTA


DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE CINEMÁTICA

Esse pré-projeto será apresentado para a obtenção dos


créditos relativos ao TCC I do Curso de Licenciatura
Plena em Ciências: Matemática e Física, da Universidade
Federal do Amazonas (UFAM).

Orientador: Prof.º Rodrigo Alves de Almeida

COARI, AM
4

2015
5

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 5
2 TEMA 9
3​ ​DELIMITAÇÕES DO TEMA 9
4 PROBLEMA 10
5 JUSTIFICATIVA 10
6 HIPÓTESES 10
7 HIPÓTESES 10
4.1 SUBTÍTULO TAL 11
4.2 SUBTÍTULO TAL 13
4.2.1 Subtítulo Tal 16
4.2.2 Subtítulo Tal 18
4.3 ​SUBTÍTULO TAL 19
5​ ​METODOLOGIA 9
6 CRONOGRAMA 9
7 CONLUSÃO 23
REFERÊNCIAS 24
6

RESUMO

Protótipo de um veículo motorizado com o objetivo de oferecer facilidades para deficientes


visuais. Apresenta o código Braille e dispositivos eletrônicos que utilizam modo de voz. É
baseado na teoria do doutor Oliveira Tal, “o pai da visão por tato”. Discorre sobre as
vantagens de um carro controlado por voz e inovação do painel em Braile.
7

1 INTRODUÇÃO

Sabemos que hoje o ensino de Física está ligado as aulas tracionais do quadro e
pincel os alunos tem dificuldades em aprender os conteúdos e também visualizar o fenômeno
físico que está sendo estudado; “Percebe-se que muitos docentes que trabalham com este
conteúdo têm como único recurso pedagógico o pincel e o quadro branco o que torna difícil
mais difícil na visualização dos fenômenos que a matéria exige” (SOUZA, 2012, p.2). A
física é uma ciência que parte de experimentos para que através deste experimento possa ter
uma breve compreensão do assunto estudado, o grande problema é que nossos alunos não
compreendem estes fenômenos.
Estamos no século XXI na era da tecnologia o método tradicional de ensinar está
ultrapassado, as novas tecnologias estão em nosso mundo satisfazendo nossas necessidades de
comunicação, transporte, saúde e bem estar mais com este aparato tecnológico vem também
contribuir para o processo de ensino e aprendizagem de nossos alunos e de todas as ciências.
Novas metodologias de ensino estão sendo criadas para que os nossos alunos possam aprender
e visualizar o fenômeno físico, essas novas tecnologias são os softwares educativos e
aplicativos que possibilitam fazer simulações de física ligados também à matemática que
ajudam na visualização na compreensão do tema abortado pelo professor.
Os fenômenos físicos fazem parte do mundo em que vivemos, de certa forma nossos
alunos do ensino médio devem compreende-los para que de possam entender o mundo
tecnológico em que estão vivendo mais também conhecer o funcionamento da natureza.
Assim confirma o​ ​PCNs:

A física deve se apresentar-se portanto, como um conjunto de competências


especificas que permitem perceber e lidar com fenômenos naturais e tecnológicos,
presentes tanto no cotidiano mais imediato quanto na compressão do universo a
partir das leis e modelos por ela construída. (BRASIL,2011, p.59.)

O computador se faz presente em nossas escolas sendo objeto também do processo


de ensino de qualquer disciplina, isso depende da estratégia do professor utilizar os recursos
tecnológicos para chamar a atenção dos alunos em aprender os fundamentos da disciplina. Os
8

softwares e​ ducativos simulações e aplicativos são importantes hoje sendo objeto de novas
tecnologias na área de ensino de ciências exatas principalmente a física.

2 TEMA

As simulações como assistência no processo de ensino e aprendizagem da Cinemática.

3 DELIMITAÇÃO DO TEMA

4 PROBLEMA
As simulações colaboram para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem dos alunos
do Ensino médio?

5 JUSTICATIVA

Ensinar física é um dos desafios dos professores desta disciplina a procura de novas
metodologias; O estudo da física em si, se constitui pelo desejo da aproximação e
investigação dos conceitos físicos através de experimentos, simulações e ilustrações os
professores buscam essas alternativas para que nossos alunos possam compreender os
conteúdos ministrados uma dessas alternativas estão ligadas ao uso de novas tecnologias as
simulações produzidas por ​softwares.
Ao abordar um conceito da disciplina de física o professor após a transmissão espera
que o aprendiz tenha fixado os fundamentos do conteúdo mas não é isso que acontece muitos
de nossos alunos tem certa dificuldade em assimilar os conceitos até de imaginar algum
efeito. A cinemática está presente em nosso dia a dia sendo que um dos principais conceitos
ao estudo desta pequena parte da física está relacionado com a questão com o movimento,
velocidade e aceleração sem relacionar as forças que atuam numa determinada partícula entre
outras palavras (RAMALHO,2007, p.14) conceitua “A cinemática é a parte da mecânica que
descreve os movimentos, procurando determinar a velocidade e a aceleração de um corpo em
cada instante”, estes conceitos em geral estão ligados com a vida diário dos alunos e isso
9

torna-se importante na assimilação destes conceitos, mas quando nossos alunos não assimilam
ou relacionam estes conceitos com a realidade o aprendizado torna-se menos produtivo .
O uso de tecnologias na educação é uma pratica inovadora que visa contribuir para o
processo de ensino e aprendizagem; Quando falamos de ensino entendemos que os ​softwares
educacionais são ferramentas para o professor na transmissão dos assuntos abortados onde o
professor desenvolve a estratégia a manipulação do ​software ​relacionando com as aulas de
física; Em relação a aprendizagem os softwares no uso das simulações produzidas por estes
programas fornecem a visualização do fenômeno estudado onde os aprendizes possam
também manipular as simulações e tirar suas hipóteses em resolver determinado problema de
física. ​As novas tecnologias de ensino ​são recurso que possibilitam a aula torna-se atrativa e
também manipulável através das simulações os aprendizes possam criar seus problemas
físicos e tenta-lo resolvê-lo de forma que ele esteja criado seu próprio conhecimento assim
explica (LUZ;ÁLVARES,2013, p.333)“ [ ] as simulações permitem que o aluno, ao mudar
parâmetros e variáveis pelo teclado, verifique as respectivas alterações ocorridas no fenômeno
visualizado, o que auxilia a compreensão do significado[ ]”
Este trabalho tem como proposito levantar referenciais teóricos sobre o tema
verificando suas contribuições no processo ensino e aprendizagem de física.

6 OBJETIVOS

Objetivo Geral: ​Utilizar simulações que possibilitam o ensino e aprendizagem da

cinemática.

Objetivos Específicos:

● Diagnosticar as dificuldades que os aprendizes enfrentam em assimilar os


conceitos da cinemática.
● Investigar quais são as estratégias de ensino que possibilitem a compreensão
dos conceitos físicos usando as simulações.
● Aplicar os conceitos Físicos através das simulações
10

7 REFERENCIAL TEÓRICO

7.1 OS CONCEITOS DE CINEMÁTICA NO 1° ANO DO ENSINO


MÉDIO.
Os conceitos de cinemática fazem parte de nossas vidas e são fenômenos físicos,
estuda-los é a forma de identifica-los, classifica-los e analisando de que forma real se o objeto
ou partícula de encontra parado ou em movimento, isto decorre uma análise do movimento do
objeto ou partícula. (NUSSENZVEIG, 2002, p.23) conceitua:

A análise do movimento é um problema fundamental da Física, e a forma mais


simples de aborda-lo é considerar primeiro os conceitos que intervém na
descrição do movimento (cinemática) sem considerar onde o problema de como
determinar o movimento que produz numa dada situação física (dinâmica).

Isto que esperamos de nossos alunos que tem competências de analisar o movimento
no sentido que a cinemática não só se encontre na sala de aula em simulações mais também
no mundo real. As noções de referencial inercial, deslocamento, tempo, velocidade,
aceleração estão ligados no determinado fenômeno.
Os conceitos de cinemática ao longo das aulas de Física são em pouco assimilados
pelos nossos alunos é preciso que nossos alunos em fim aprendam estes conceitos mais estes
conceitos sejam levados em todo sua vida, são pequenos conceitos que porem trazem grande
benefícios no conhecimento do movimento conceitos fundamentais no trânsito da cidade em
que o aluno reside.
Compreender os conceitos de Cinemática é fazer uma analogia com o mundo real é
preciso que nossos alunos do 1° Ensino Médio possam olhar os carros, motos, aviões como
partículas descrevendo trajetórias em função do tempo (SILVA,2005, p.25) esclarece “ a
trajetória é a linha descrita ou percorrida por um corpo em movimento, depende do corpo de
referência adotado”.Ou seja olhar o movimento como combinação do espaço e tempo
localizado a partir de um referencial, é preciso também que nossos alunos tenham atitude de
classificar o tipo de movimento em que a partícula se encontra a partir dos gráficos das
grandezas envolvidas. Os gráficos são ferramentais que resumem os dados do movimento
sendo importantes objetos no estudo da cinemática.
11

Os conceitos de função do primeiro e segundo grau são essências no estudo da


cinemática já que a Física usa a matemática como ferramenta para descrever o mundo ao
nosso redor, neste contexto é necessário que nossos alunos possam ter idéias de relacionar as
grandezas de tempo, deslocamento e velocidade nas funções.

A Física e a Matemática caminham juntas há bastante tempo. Foi com de


compreensão, análise e regularidades presentes em fenômenos físicos que buscou a
linguagem concisa da Matemática, uma forma estruturada e organizada de que
pudesse construir o conhecimento científico (FERRAREZ, 2009, p.20)

A cinemática para os alunos é encarada de forma que os alunos não possam produzir
seus próprios argumentos sobre os problemas em sala de aula, já que o conhecimento é
adquirido quando o sujeito procura as respostas para seus problemas.

7.2 ​AS DIFICULDADES DOS APRENDIZES EM ASSIMILAR OS CONCEITOS DA


CINEMÁTICA

Os conceitos de cinemática tornam-se dificultosos no 1° ano do Ensino Médio


devido os alunos ​no começo dos estudos de Física passarem pela transição do ensino
Fundamental para o Ensino Médio, muitos de nossos alunos estão em processo de obter o
raciocínio físico. “Com isso ao iniciarem o ensino médio, os alunos se deparam com a física e
a química separadamente é a fase em que o discente encontra dificuldades pois a disciplina
física exige diversos conhecimentos adquiridos ao longo de todo ensino fundamental”
(MARQUES,2012, p.3) especialmente a Física na verdade nossos alunos vivem no mundo
completo de conceitos físicos mais eles não entendem estes conceitos que estão ligados com a
realidade. (SOUZA, 2010, p.15) esclarece que “Aprender Física nas primeiras séries do
ensino fundamental é na realidade fazer com que as crianças sejam desafiadas a solucionar
problemas de maneira a interagir coletivamente e refletir sobre suas ações. “É preciso que os
conceitos” físicos já sejam implantados no ensino fundamental nas aulas de ciências de
maneira extremamente forte, não de forma conteúdo mais também de forma que os aprendizes
possam se tornar pesquisadores do conhecimento fazendo pequenas experiências entende-se
que.
12

As atividades experimentais, quando usadas para o ensino de Física, podem


apresentar funções essenciais na construção do conhecimento. Não apenas como
meio de promover a compreensão de fenômenos ou “demonstrar” teorias, mas
também para desenvolver para desenvolver competências e habilidades de
investigação (LUZ; ÁLVARES, 2013, p.332)

A Física porém usa a matemática como ferramenta para descrever os fenômenos seus
problemas o que pode se verificar é que nossos alunos tem dificuldade na disciplina de
matemática são dificuldades já vivenciadas ou oriundas de outras séries passadas, ou seja
como podem nossos alunos colocar em prática em resolver algum exercício, se não dominem
os fundamentos básicos de matemática assim esclarece (MEDEIROS, 2002, p.78) “Umas das
razões para essa situação é que a Física lida com vários conceitos alguns dos quais
caracterizados por uma alta dose de abstração, fazendo com que a matemática seja ferramenta
essencial no desenvolvimento da Física”. O que explica sobre esta dificuldade sobre a
Matemática (JUNIOR, 2008, p.23) “[ ] sistematizar e formalizar as leis da natureza e, para
isso, é preciso dominar alguns conhecimentos matemáticos que, quase sempre, são de difícil
compreensão e se mostram como obstáculos para o aprendizado das idéias físicas”​. ​Os
softwares t​ êm ferramentas que auxiliam na questão de cálculos matemáticos onde já é uma
alternativa para que ultrapassem este problema de dominarem a linguagem matemática
Neste caso cabe ao professor como docente aplicar o conteúdo mais também fazer
uma analogia com a realidade de seus discentes, os exercícios aplicados aos alunos as vezes
são exercícios que não sequem a realidade dos alunos o que gera a falta de interpretação dos
dados de uma leitura mais profunda do exercício proposta pelo professor.

Para isso o ensino de Física deve ser contextualizado do dia-dia do aluno. Ele deve
ser tanto o ponto de partida como também o ponto de chegada. Portanto o
conhecimento da Física em si mesmo não basta como objetivo, mas deve ser
entendido sobretudo como um meio, uma ferramenta de compreensão do mundo
(MOREIRA, 2009, p.13)

Umas das dificuldades que os alunos adquirem ao longo do estudo de cinemática


estão relacionadas à interpretação dos gráficos, nossos alunos têm grandes dificuldades em
relacionar grandezas: deslocamento, tempo e velocidade e quando estas grandezas são
descritas no gráfico a dificuldade aumenta ainda. “Os professores de física freqüentemente
constatam que seus estudantes não conseguem usar gráficos para representar a realidade
13

física. ” (AGRELLO; GARG 1999, p.103). Alguns ​softwares e​ m fim ​possuem já as


ferramentas que utilizam os gráficos e assim os efeitos podem ser estudados através das
simulações
As dificuldades que nossos alunos possuem são inúmeras, mas mesmo com
dificuldades é preciso que os docentes possam procurar alternativas para o processo de ensino
e aprendizagem de Física, como por exemplo a dificuldade da matemática deve ser encarada
​ elhorar a qualidade de ensinar a
com rigor onde o professor através dos ​softwares possa m
disciplina.(BARSOTTI, 2010) “A introdução da modelagem matemática no processo de
ensino/aprendizagem, a partir de ferramentas tecnológicas como, por exemplo, um ​software
de modelagem, é uma maneira de possibilitar a melhor compreensão no conteúdo de Física”
os alunos teriam em mão uma mais ferramenta em aprender matemática e Física.
7.3 ​OS ​SOFTWRE​S EDUCACIONAIS LIVRES NO ENSINO DE CINEMATICA

Os ​softwares​ que proporcionam simulações no ensino de cinemática


MODELLUS​: utilizado em Matemática e Física é um ​Software de modelagem e
simulação onde o aluno pode mudar os valores das grandezas através dos modelos, este
Software​ foi ​criado pela Universidade Nova de Lisboa em Portugal, compatível com os
sistemas operacionais (​Windows XP, Windows Vista, Windows 8.1​ apresenta versão gratuita
em Linux última atualização do programa 4.5), tem com o objetivo de facilitar os conteúdos
no ensino médio funciona como um pequeno computador tem ferramentas na sua área de
trabalho e controladores que podem ser ligados as partículas, uma de suas aplicações no
modelo estudado o que explica (NETO et al, 2009, p.5) “Modellus é uma ferramenta que
auxilia a fixação de conhecimento simbólico, explorando o domínio da escrita de equações
em função das variáveis e não apenas dos valores específicos assumidos por elas”, o programa
é bastante interativo os fenômenos podem ser traduzidos através da linguagem matemática, a
realidade física neste ​Softwar​e do objeto construído é bastante explorada, pode se fazer o
download ​do programa através do site: <​http://modellus.fct.unl.pt/​>. No programa é possível
o aluno visualizar o fenômeno estudado, já que o programado foi desenvolvido para questões
de Dinâmica e Cinemática. Para avaliar o aprendizado do aluno é possível que o professor
forneça atividades aos alunos em que possa verificar se os alunos assimilaram algum
conhecimento.
14

PROFI-1 (Programa de Física): ​Este programa tem a finalidade de trabalhar no


ensino médio com a linguagem simples poucas ferramentas em comparação a outros
softwares livres apresenta comandos de entrada onde possa se colocar valores. Conteúdos
abortados no programa: movimento retilíneo, forças, lançamentos e potência.
Pode se baixar este através do site: < http://www.sofisica.com.br/softwares.php >.
O programa oferece exercícios ao longo de sua aplicação onde exercícios podem auxiliar nas
aulas e como treino para os alunos o programa é compatível com os sistemas operacionais:
Linux, Windows a linguagem padrão deste programa apenas em português criado pela Unesp
(Universidade Estadual Paulista)
O homem em Movimento ou em inglês (​The Moving Man) simulador criado pela
University of Colorado AT Bouder, nos EUA. Possui pacotes de simulações de diversas
disciplinas tais como: Física, Química, Matemática e Biologia. Sua linguagem e no formato
Java. Abrange conteúdos de cinemática: Posição, velocidade e aceleração, ​tem como recurso
de aprendizagem para os alunos a interpretação dos gráficos. O professor pode avaliar os
alunos a partir dos exércitos incluídos no programa.
O programa é bastante interativo mais com certas limitações, programa se trata de
um homem em movimento na sua tela onde o aluno pode colocá-lo em movimento ou em
certa posição e depois simular. O programa esta diponivel para ​download n​ o site:
http://phet.colorado.edu/pt_BR/simulation/moving-man
Phun (​Physics and fun) (​fabricado pela Empresa ​Vrlab, mais foi desenvolvido pelo
Departamento da Universidade de Maryland localizada nos Estados Unidos o programa é
compatível com os sistemas operacionais (Windows 7, e outras versões anteriores, ​Me ) tela
de interface bastante atraente, principais idiomas: Português e Inglês. Este ​software t​ em a
finalidade de possibilitar o aprendizado do aluno de maneira atrativa e divertida os conteúdos
de Mecânica: Leis de Newton e resistência do ar, além disso o programa possui ferramentas
de fácil uso em sua tela de interface onde o aluno pode fazer simulações, modificar objetos,
apoiar e interligar os objetos a outros. O professor pode avaliar o aluno através de pequenas
atividades, depende do professor elaborar uma forma didática de avalição ou então através do
rendimento do aluno no uso de programa. O ​software p​ ode ser baixado através do site:
www.baixaki.com.br/download/phun.htm​.
Tracker- ​software ​de linguagem Java em possibilite criar simulações através de
imagens fotografias
15

7.4 AS CONTRIBUIÇÕES DOS ​SOFTWARES NA PRODUÇÃO DE SIMULAÇÕES


COMPUTACIONAIS NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE FÍSICA.

Os softwares em questão proporcionam uma melhoria na qualidade das aulas de


Física onde o professor procura fazer modelos matemáticos que proporcionam mudar os
parâmetros do fenômeno estudado, na verdade o que se trata quando envolvemos
computadores no ensino, softwares ​de Física e matemática estamos nos referendo a
modelagem computacional como objeto das novas tecnologias de ensino denominada
(TIC’S), através dos objetos das novas tecnologias o professor em suas aulas modifica a
forma de ensinar ou seja forma tradicional de ensinar saindo da velha rotina do quadro e
pincel (MELO 2010, APUD SANTOS 2006). “O uso das tecnologias de informação e
comunicação (TIC`s), no espaço escolar faz resignificar o conceito de conhecimento. É
através das ferramentas tecnológicas, e a partir de mediações atuantes que as potencialidades
se afloram”. Os ​softwares ​em especial de Física no ensino de Cinemática são usados para
produzir simulações que fornecem os alunos a interpretação de vários grandeza como
deslocamento, tempo e entre outros em forma de gráficos o que explica
(ARAUJO,2004,p.179) “Propiciar condições para que os alunos aprendam a interpretá-los e
utilizá-los como uma das possíveis representações de fenômenos físicos contribui, não
somente para a aprendizagem da cinemática[ ]”, em geral se tratando de simulações nossos
alunos além de interpretar os gráficos as simulações permitem a eles modificarem os valores
do fenômeno estuado de forma que eles possam visualizar a mudança do fenômeno com
novos valores e entenderem e construir seu conhecimento.
O que podemos verificar que as simulações desempenham um papel importante no
processo de aprendizagem de cinemática pois através delas o professor inova seu modo de
ensinar a Física, seus alunos ficam mais interessados em assimilar mais os conteúdos como
por exemplo a cinemática. “A modelização/simulação é talvez o ambiente mais popular da
aprendizagem de Física usando o computador. O termo modelização costuma ser utilizado
quando a ênfase é dada a programação do modelo, [ ]” (FIOLAHAIS,2003, p.263). Os
softwares e​ simulações proporcionam assim que além de usar a sala de aula tradicional nas
aulas de Física mude o ambiente de aprendizado dos alunos se deslocando para o Laboratório
de informática o que pode se verificar que o professor muda o ambiente, sala de aula espaço
16

físico para um ambiente virtual ou seja o laboratório virtual de Física com uso dos
computadores na escola o que entende-se que.

O computador, por exemplo, pode ser empregado como um excelente recurso


pedagógico e uma ferramenta computacional adequada. Através dele, usando- se
programas computacionais apropriados, é possível fazer simulações de situações
práticas de laboratório, inclusive com animação que permita ao aluno a melhor
compreensão dos fenômenos físico[ ] (ALBUQUERQUE,2012, p17)

As simulações são essenciais na perspectiva de despertar o interesse de nossos alunos


em estudar Física de forma animada e criativa dependendo do professor e como utilizar as
novas tecnologias. “[ ]as simulações interativas já constituem um mecanismo eficiente para
apresentar conceitos científicos e contribuir para tornar os professores facilitadores e os
alunos autônomos no processo de ensino e aprendizagem[ ]” (ARANTE,2010, p.27) As
simulações proporcionam a interação do aluno com o modelo analisado em sala de aula; As
simulações como objetos de novas tecnologias são essências no processo de ensino e
aprendizagem.

7.5 SIMULAÇÕES INTERATIVAS NA APRENDIZAGEM DE


CINEMÁTICA

Uma parte de nossos alunos para entender algum fenômeno físico ou para resolver
um problema Físico-Matemático, nossos aprendizes procuram modelos mentais ou
simplesmente procuram imaginar alguma situação parecida para solucionar suas dúvidas
adquiridas o que entende-se que “Todas as ciências constroem modelos como forma de
compreensão ou interação no campo a que se dedica” (MOREIRA, 2009, p.27), são recursos
que o ser humano tem ele procura imaginar as situações e depois resolve-las.
As simulações Interativas são objetos de ensino que permitem ao professor e o aluno
a se aproximarem de forma que o processo de ensino e aprendizagem torne-se mais produtivo,
está relação aluno e professor deixa de ser autoritária transformando-se em um processo mais
participativo.
17

Para tanto, a relação professor-aluno é uma forma de interação que dá sentido ao


processo educativo, uma vez que é no coletivo que os sujeitos elaboram
conhecimentos. Por isso, o docente precisa refletir a todo o momento sobre sua
prática, fundamentando-se em uma base teórica e sólida. (SILVA, 2012, p.95).

A cinemática é um dos assuntos discutidos no 1° ano do Ensino Médio o professor


propõe aos seus alunos à construírem simulações na qual deve-se se utilizar um modelo
provado cientificamente ligado a teoria, nesta etapa o aprendiz ao colocar em prático os
fundamentos de cinemática na simulação Interativa, até então fazer simulações opostas do
modelo original e depois analisar as implicações de resultado de suas simulações.
Através do uso de simulações Interativa de Cinemática o aluno tem como base
visualizar o fenômeno, mudar os parâmetros das grandezas envolvidas, interpretar os gráficos,
fazer suas próprias simulações com o uso da primeira simulação e levantar hipóteses; Assim
seja os estudantes constroem seus conhecimentos a partir de um objeto computacional.

Podemos através da simulação, imitar ou reproduzir situações reais ou mesmo


propostas na forma abstrata, dos fenômenos que desejamos simular. Os
experimentos que utilizam estas possibilidades buscam entender o comportamento
ou avaliar estratégias para a sua operação (GREIS; REATEGUI, 2010)

Em simulações é possível utilizar partículas físicas ou objetos físicos sejam eles


carros, motos, naves espaciais e motos a partir, pode-se animá-los com as ferramentas dos
softwares e aplicativos assim o conhecimento da cinemática partir de um mundo virtual não
deixa de ser importante que o professor com o uso das simulações possa fazer uma analogia
com o mundo real em suas aulas assim o conhecimento é construído no mundo virtual mas
também estes mesmos fenômenos visualizados nas simulações existem no mundo real que
vivemos.

7.6 COMO AVALIAR AS SIMULAÇOES NA APRENDIZAGEM DE


CINEMÁTICA.
18

8 METODOLOGIA
19

9 CRONOGRMA

ATIVIDADES Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4

Tema ✓

Delimitação do tema ✓

Problema ✓

Justificativa ✓

Hipóteses ✓

Objetivos ✓

Referencial Teórico ✓

Metodologia ✓

Conclusão ✓

Correção (Profª da disciplina) ✓

Fechamento do TCC1 ✓
20

CONSIDERAÇÕES FINAIS
21

REFERÊNCIAS

AGRELLO, D.A; GARG, Reva. ​Compreensão de Gráficos de Cinemática em Física


Introdutória. ​Revista Brasileira de Ensino de Física, vol. 21, no. 1, p.103 á 105 Março, 1999
disponível em: ​http://www.sbfisica.org.br/rbef/pdf/v21_103.pdf

ALBUQUERQUE, Francisco Mauro. ​Uso da ferramenta computacional “Modellus”


como auxiliar na aprendizagem de conceitos físicos envolvidos no estudo de circuitos
elétricos RL e RC.​2012.133 dissertação (Mestrado Integrado Profissional Em Computação
Aplicada – MPCOMP. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará –
IFCE,2012.

ARANTES, Alessandra Riposati.et al. ​Objetos de aprendizagem no ensino de física:


Usando Simulações do PHET.​ Física na Escola, v. 11, n. 1, 2010. Disponível em:

ARAUJO, Ives S. et al. ​Atividades de modelagem computacional no auxílio à


interpretação de Gráficos da Cinemática​. Revista Brasileira de Ensino de Física, 26,n.
2,p. 179-184,(2004) disponível em: < http://http://www.scielo.br/pdf/rbef/v26n2/a13v26n2>
aceso em 10 jan.2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretária da Educação Básica. ​Orientações


Educacionais Complementares ao Parâmetro Curriculares Nacionais Ensino Médio:
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília,

FERRAREZ, Marcelo da Silva. ​Uma proposta de trabalhar Funções de Forma


Interdisciplinar Através da Cinemática​. Universidade Candido Mendes- Pós Graduação
Lato Sensu Instituto a Vez do Mestre. Rio de Janeiro,2009.

GREIS, Luciano keracher; REATEGUI, Eliseo. ​Um Simulador Educacional para


Disciplina de Física Em Mundos Virtuais.​ Novas Tecnologias na Educação -
CINTED-UFRGS V. 8 Nº 2, julho, 2010.

JUNIOR, José Carlos N. de Carvalho. ​Física e Matemática- Uma abordagem


Construcionista: Ensino e Aprendizagem de Cinemática e Funções. ​Pontifica
Universidade Católica de São Paulo PUC-SP. Mestrado em Educação Matemática. São Paulo,
2008

LUZ, Antônio Máximo Ribeiro; ÁLVARES, Beatriz Alvarenga. ​Física (Ensino Médio) -
Contexto e Aplicações​,1ed- São Paulo: Scipione,2013- Manual do Professor.

MARQUES; Evaldo Cunha. ​As Dificuldades na Aprendizagem da Física no Primeiro ano


do Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Osvaldo Cruz.
Setembro de 2012 Disponível: ​<​ http:// ​www.monografias​. brasil escola.com As Dificuldades
na Aprendizagem da Física no Primeiro ano do Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino

Fundamental e Médio Osvaldo Cruz htm​ >​ acesso em 12 nov. 2014​.
22

MEDEIROS, Alexandre. et al. ​Possibilidades e Limitações das Simulações


Computacionais no Ensino da Física​. Revista Brasileira de Ensino de Física, v.24 no 2,
​ ww.scielo.br/pdf/rbef/v24n2/a02v24n2​ > acesso em 06 jan.2015
junho,2002 disponível: < http:// w

MELO, Ruth Brito de Fiqueireido. ​A Utilização das TIC’S no processo de Ensino e


Aprendizagem da Física.​ 3 Simpósio Hipertexto e tecnologias da educação redes sociais e
aprendizagem.Universidade Federal de Pernambuco ​ Núcleo de Estudos de Hipertexto e Tecn
ologias na Educação.2010

MOREIRA; Joel Silva. ​A Modelagem Computacional como Ferramenta no Ensino de


Física​. Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza- Ceara,2009.

NETO​,​ ​Balduíno Fabbris. et al. ​Estudo Comparativo de Softwares Livres Destinados ao


Ensino de Física​. Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar – III
MICTI Fórum Nacional de Iniciação Científica no Ensino Médio e Técnico - I FONAIC-EMT
Camboriú, SC, 22, 23 e 24 de abril de 2009 Universidade Federal de Santa Catarina -
Colégio Agrícola de Camboriú​.

SILVA, Ormenzina Garcia da; NAVARRO, Elaine Cristina. ​A Relação Professor-Aluno


No Processo Ensino –Aprendizagem. ​Revista Eletrônica da Univar, n.º8 Vol – 3p. 95 -100,
(2012) disponível em:< http:// On-line ​http://revista.univar.edu.br​> acesso em 10.jan.2015.

SOUSA, Adalberto dos Santos. O Uso Do Modellus Como Ferramenta Pedagógica Para
Auxiliar No Ensino de Física No Ensino Fundamental​. Universidade Estadual do
Ceará.Monografia. Fortaleza – Ceará, 2010

SOUZA; Fabrício Araújo de. ​Levantamento e Análise de Softwares Livres de Física para
Ensino Médio. ​Fundação Universidade Federal de Rondônia​. ​Porto Velho, 2012.

MODELLUS​. Disponível em: <http://modellus.fct.unl.pt/ >. Acesso em 29 jan. 2015

PROFI-1​.Disponível em: <http://www.sofisica.com.br/softwares.php>. Acesso em 29 jan.


2015

Phun (​Physics and fun).​ Disponível em <​www.baixaki.com.br/download/phun.htm > Acesso


em 30 jan. 2015.

(​The Moving Man). D​ isponível em<​http://phet.colorado.edu/pt_BR/simulation/moving-man


> Acesso em 30 jan.2015
23

Você também pode gostar