Você está na página 1de 1

FIGUEIREDO, G. L. A., et. Al. Recomendações e intenções das conferências internacionais para se pensar a Promoção da Saúde.

In: Figueiredo, G. L. A., Martins, C. H. (orgs). Políticas, tecnlogias e práticas em Promoção da Saúde. São Paulo: Hucitec, 2016.
Alma-Ata 1978 Ottawa 1986 Adelaide 1988 Sundsvall 1991 Jacarta 1997 México 2000 Bangkok 2005 Nairóbi 2009
Base para a Carta de Ottawa Fundamentos da atual Promoção da Políticas públicas saudáveis Ambiente e sustentabilidade Atores sociais Redução das iniquidades Globalização, parcerias e Doenças crônicas não transmissíveis
Saúde sustentabilidade
I Conferência Internacional sobre I Conferência Internacional sobre II Conferência Internacional sobre III Conferência Internacional sobre IV Conferência Internacional sobre V Conferência Internacional sobre VI Conferência Internacional sobre VII Conferência Internacional sobre
Cuidados Primários de Saúde Promoção de Saúde Promoção da Saúde Promoção da Saúde Promoção da Saúde Promoção da Saúde Promoção da Saúde Promoção da Saúde
Ampliar a visão do cuidado da saúde na Discussões focadas principalmente Reafirmação do papel das instâncias No contexto da saúde Ambiente Primeira Conferência realizada em Abordados seis assuntos Teve como tema central as políticas Eixo central no combate vigoroso ao
dimensão setorial e envolvimento da nas necessidades enfrentadas pelos políticas, dos líderes e fomuladores favorável refere-se aos aspectos um país em desenvolvimento, a principais, voltados à P.S. e parcerias para abordar os aumento das doenças crônicas não
população. países industrializados. de políticas de todos os níveis de físicos e sociais do nosso entorno incluir o setor privado no apoio à determinantes de saúde. transmissíveis (DCNT) e das desordem
governo, em relação à P.S. P.S. Estruturada em torno de quatro mentais nos países pouco
eixos temáticos: desenvolvidos ou em desenvolvimento.

Mudanças no olhar para a Saúde e Saúde como resultado dos cuidados Identificou-se cinco principais áreas Destacaram-se dois princípios Reforçou-se a ação comunitária, 1. Fortalecimento baseado em 1. Novo contexto mundial da P.S.; IMPLEMENTAÇÃO EFETIVA DAS
adoção de 8 elementos essenciais que cada pessoa dispensa em si de promoção da saúde pública: básicos no documento: uma das cinco estratégias da Carta evidências 2. Globalização; RESOLUÇÕES ANTERIORES
mesma e aos outros de Ottawa e ofereceu reflexão sobre 3. Parcerias;
a P.S. no enfrentamento dos 4. Sustentabilidade
determinantes do Séc. XXI

1. Educação dirigida aos problemas de O Documento apoiava que para a 1. Desenvolvimento de políticas 1. Equidade: onde toda ação e Os pré-requisitos identificados 2. Investimento para o Ressaltaram-se quatro principais P.S. necessitaria estar integrada ao
saúde e métodos de prevenção e melhoria da saúde, eram necessárias públicas alocação de recursos deveriam ser nesta Conferência foram: paz, desenvolvimento na área da saúde compromissos para atuação ante os sitema de saúde dos países.
controle condições básicas e recursos baseadas em clara prioridade e abrigo, instrução, segurança e determinantes de saúde, a saber: A
fundamentais: paz; abrigo; educação; compromisso com os mais pobres relações sociais, alimento, renda, P.S. deveria tornar-se:
alimentação; recursos econômicos e direito de voz das mulheres,
sustentáveis; ecossistema estável; ecossistema estável, uso
justiça social; e equidade. sustentável dos recursos naturais,
justiça social, respeito aos direitos
humanos e equidade.

2. Promoção do suprimentos e Definiu então cinco campos centrais 2. Criação de ambientes de apoio 2. Preservação: ações tomadas A pobreza continua sendo a maior 3. Indepêndencia e 1. O centro da agenda no Pois a carta de Nairóbi reconheceu a
alimentação adequada de ação da PS deveriam gerir recursos naturais, ameaça à saúde. Empoderamento das comunidades desenvolvimento global dos países relevãncia do acesso universal à saúde,
tendo em conta as necessidades das as parcerias ativas e alianças
futuras gerações. inovadoras e sua utilidade como um
instrumento de advocacy na P.S.

3. Abastecimento de água e 1. Implementação de políticas 3. Desenvolvimento pessoal A Declaraçao chama atenção para as As respostas da P.S. seriam efetivas, 4. Promoção da responsabilidade 2. Objetivo primordial de todos os Destaque em seis intervenções
saneamento básico apropriado públicas saudáveis milhares de pessoas que viviam em uma vez que seu enfoque prático, social na saúde governos relacionadas às desigualdades no

O extrema pobreza e privação. com estratégias que visassem


provocar e modificar estilos de vida
possibilitaria a obtenção de maior
equidade em saúde, condições
sociais, econômicas e ambientais.
acesso à saúde e na promoção de um
sitema de saúde justo e igualitário

B 4. Atenção materno-infantil 2. Criação de ambientes favoráveis à


saúde
4. Reforço da ação comunitária A Declaração propõe a mobilização
de recursos e criatividade dos
indivíduos e comunidades e na ação
social, em prol dos setores da
Acesso à instrução e à informação, 5. Garantia de infraestruturas e
condições inegociáveis. Aprender
sobre saúde fomentaria a
participação eficaz e o direito de voz
recurso para P.S.
3. Foco principal das comunidades e 1. Eliminação da pobreza
da sociedade civil

educação, transporte, habilitação, das pessoas e comunidades.

J
desenvolvimento urbano, produção
industrial e agricultura a fim de
encontrar soluções verdadeiramente
sustentáveis.

E
5. Imunização das principais doenças 3. Reforço da ação comunitária 5. Reorientação dos serviços de A criação de ambientes favoráveis , A Declaração traçõu cinco 6. Reorientação dos sistemas e 4. Requisito para o desenvolvimento 2. Epidemias
infecciosas saúde sustentáveis e promotores de saúde prioridades para a P.S. no Séc. XXI: serviços de saúde tendo em conta corporativo
seriam permeadas por quatro os critérias da P.S.
dimensões:

6. Prevenção e controle de doenças 4. Desenvolvimento de habilidades Apontaram-se pré-requisitos para o 1. Social: como as normas, costumes 1. Responsabilidade social com a P.S. como elemento essencial para A P.S. precisaria tornar-se parte 3. Pandemias

T
endêmicas pessoais desenvolvimento social e da saúde: e processos sociais afetam a saúde saúde o aproveiramento da vida, integral das políticas públicas
paz e justiça social; alimentação desenvolvimento social,
adequada e água potável; educação econômico e para alcance da
e moradia decentes; papel profícuo equidade.
na sociedade; renda adequada;
conservação dos recursos naturais e
proteção do ecossistema.

I 7. Tratamento de doenças comuns e


acidentes
5. Reorientação dos serviços de saúde Principal propósito da política
pública saudável seria criar
ambientes sociais e físicos
2. Política: exigindo dos governos
participação democrática e ações
combinadas nos diversos setores da
2. Investimentos financeiros Recomendou-se sua priorização
nas políticas e programas de
Reforça a necessidade do
empoderamento e participação das
saúde, no papel de liderança para comunidades.
4. Mortalidade materna

comprometidos com a saúde para sociedade. assegurar a intersetorialidade, no

V
que as pessoas pudessem viver planejamento de ações (apoio às
vidas saudáveis. pesquisas, mobilização de
recursos financeiros e
operacionais), e no fortalecimento
das redes nacionais e
internacionais que promovessem

O
a saúde.

8. Distribuição de medicamentos Proposta de responsabilidade da P.S. Identificou-se quatro áreas 3. Econômica e desenvolvimento 3. Parcerias em prol da saúde A P.S. e Desenvolvimento Social Propõe que a sociedade civil exerça 5. Mortalidade Infantil

S
básicos partilhada com indivíduos, prioritárias para se promover sustentável: o que incluiria a considerados um dever, uma poder no mercado, priorizando
comunidades, profissionais, políticas públicas saudáveis : transferência de tecnologia segura e responsabilidade central dos empresas que são exemplo de
instituições de saúde e com os correta governos compartilhadas pelos responsabilidade social corporativa.
governos. Todos com o objetivo de diferentes setores da sociedade
criar espaços onde se possa gozar de
boa saúde.

Para assegurar a Qualidade de Vida e o No centro desse processo encontrava- 1. Defesa da mulher: mais acesso às 4. Maior participação das mulheres 4. Direito de voz às pessoas Necessidade de abordar os 6. Alterações climáticas
bem-estar social as causas principais se o reforço do poder (empowerment) informações e recursos do setor, em todos os setores determinantes sociais,
das enfermidades e mortes teriam das comunidades. Para tanto, além de igualdade de direitos na econômicos e ambientais da
origem em três componentes: Biologia contariam com a melhoria da divisão de trabalho; práticas de saúde. Além de fortalecer os
humana, meio ambiente e estilos de informação, educação para saúde, parto baseadas nas preferências e mecanismos de colaboração para
vida reforço das competências, autoajuda necessidades das mulheres e a P.S. nos diversos setores e níveis
e suporte social, todas orientadas mecanismos de apoio à mulher sociais.
para a resolução dos problemas de trabalhadora.
saúde.

Entretanto, estes três componentes Busca do desprendimento das 2. Alimentação e Nutrição: A OMS e Programa das Nações 5. Infraestrutura para a P.S. Destacaram os aspectos-chave para o
geraram discussões e discordâncias, práticas clínicas e curativas, buscando aconselhava-se a adoção de Unidas para o Ambiente deveriam sucesso da P.S.: justiça social;
pois ao passo que auxiliavam na adoção de estratégias que respeitem políticas públicas que garantissem a redobrar esforços no empoderamento das comunidades no
melhora dos aspectos da saúde, culpava as especificidades culturais. Apoiando produção, distribuição e acesso estabelecimento de códigos de domínio social, psicológico e político;
o indivíduo por seu adoecimento. os indivíduos e comunidades na universal a quantidades suficientes conduta no comércio e propaganda criação de condições que permitam às
satisfação de suas necessidades para de alimentos de boa qualidade, de substâncias e produtos pessoas maior controle sobre as
uma vida saudável. respeitando peculiaridades prejudiciais à saúde e meio ambiente. próprias vidas (principalmente nos
culturais. países de baixa renda).

Meta: Saúde para todos no ano 2000 Solidariedade, prestação de cuidados, 3. Criação de ambientes saudáveis: Providências urgentes de apoio aos Destacou-se ainda a crise financeira
abordagem holística e ecologia como países em desenvolvimento internacional causada pelos países
temas principais para o ricos que afetou sobretudo os mais
desenvolvimetno de estratégias para pobres.
a P.S.
4. Investida contra o tabaco e o
álcool: os governos deveriam se
comprometer a traçar metas
significativas na redução da sua
produção e distribuição, assim
como na proibição do marketing e
do consumo.

Você também pode gostar