Você está na página 1de 4

Geografia 10.

º Ano – Recursos Hídricos – Bacias Hidrográficas

Grupo I

Na figura estão representadas, por bacia hidrográfica, as principais origens de águas


subterrâneas e de águas superficiais que abastecem mais de 10 000 habitantes, em
Portugal continental.

1. As bacias hidrográficas assinaladas com as letras X, Y e W são, respetivamente, as


correspondentes aos rios
(A) Vouga, Mira e Guadiana.
(B) Lis, Sado e Guadiana.
(C) Mondego, Sado e Guadiana.
(D) Mondego, Mira e Guadiana.

2. A leitura da figura permite concluir que as principais origens de água para


abastecimento de mais de 10 000 habitantes se localizam, sobretudo, a
(A) oeste da bacia hidrográfica do rio Guadiana.
(B) sul da bacia hidrográfica do rio Mondego.
(C) sul da bacia hidrográfica do rio Sado.
(D) norte da bacia hidrográfica do rio Tejo.

3. A orientação dos principais rios das bacias hidrográficas assinaladas, na figura, com
as letras Y e W são, respetivamente
(A) sul-norte e norte-sul.
(B) norte-sul e sul-norte.
(C) este-oeste e norte-sul.
(D) norte-sul e este-oeste.

WWW.APONTAMENTOSNANET.COM 1
Geografia 10.º Ano – Recursos Hídricos – Bacias Hidrográficas

4. A principal utilização das águas subterrâneas verifica-se no setor


(A) urbano.
(B) industrial.
(C) agrícola.
(D) terciário.

Grupo II

O mapa representa as principais bacias hidrográficas da Península Ibérica.

1. Os números representados no mapa correspondem às bacias hidrográficas dos rios


(A) 1 - Douro; 2 - Tejo; 3 - Minho; 4 - Guadiana.
(B) 1 - Minho; 2 - Douro; 3 - Guadiana; 4 - Tejo.
(C) 1 - Minho; 2 - Douro; 3 - Tejo; 4 - Guadiana.
(D) 1 - Douro; 2 - Minho; 3 - Tejo; 4 - Guadiana.

2. Do conjunto das bacias hidrográficas nacionais e internacionais, a do


(A) Guadiana é a que ocupa a maior superfície e a do Douro a maior área em território
exclusivamente nacional.
(B) Douro é a que ocupa a maior superfície e a do Tejo a maior área em território
exclusivamente nacional.
(C) Tejo é a que ocupa a maior superfície e a do Douro a maior área em território
exclusivamente nacional.
(D) Tejo é a que ocupa a maior superfície e a do Guadiana a maior área em território
exclusivamente nacional.

3. As disponibilidades hídricas são condicionadas de um modo determinante pelo(a)


(A) geologia e escoamento.
(B) escoamento subterrâneo e litologia.
(C) irregularidade da precipitação e o escoamento.
(D) radiação solar e a irregularidade da precipitação.

WWW.APONTAMENTOSNANET.COM 2
Geografia 10.º Ano – Recursos Hídricos – Bacias Hidrográficas

4. As regiões de maior escoamento superficial são


(A) o Nordeste e o Centro.
(B) o Noroeste e a Cordilheira Central.
(C) a Cordilheira Central e o Alentejo.
(D) o Nordeste e a Cordilheira Central.

5. No balanço hídrico, o escoamento do nosso país corresponde a um terço do total de


precipitação registada, sendo que dois terços se perdem por
(A) escoamento subterrâneo.
(B) evapotranspiração.
(C) escoamento superficial.
(D) evaporação.

Grupo III

A figura representa as cargas difusas de azoto na região hidrográfica Minho e Lima.

1. Mencione as duas principais bacias hidrográficas que integram esta região


hidrográfica.
2. Identifique a origem provável do facto representado, referindo o impacte das cargas
de azoto sobre os cursos de água desta região.
3. Explique as consequências do processo de desflorestação sobre as reservas hídricas.
4. Comente a importância do Plano de Gestão da Região Hidrográfica representada,
tendo em conta:
- os principais objetivos da política nacional da água;
- a partilha das bacias hidrográficas com Espanha.

WWW.APONTAMENTOSNANET.COM 3
Geografia 10.º Ano – Recursos Hídricos – Bacias Hidrográficas

Soluções

Grupo I
1. C 2. D 1. A 4. C

Grupo II
1. C 2. B 3. C 4. B 5. B

Grupo III
1. São as bacias hidrográficas dos rios Minho e Lima.
2. A origem é a poluição com químicos agrícolas, que tem um forte impacte sobre os
recursos hídricos, difícil de detetar e controlar e que, por ser muito difusa, pode afetar
áreas muito extensas.
3. O processo de desflorestação compromete a recarga dos aquíferos, pois ao deixar o
solo desprotegido, a água da chuva escorre e não se infiltra. Também diminui a
capacidade de aprovisionamento dos cursos de água, ao provocar o seu assoreamento
com o aumento do volume de lamas e sedimentos arrastados pelas chuvas.
4. A política nacional da água tem como principais objetivos a proteção e melhoria do
estado dos recursos hídricos e a promoção da utilização sustentável da água. Os PGRH
permitem a correta gestão de toda a região hidrográfica e são indispensáveis para que
a utilização dos recursos hídricos se possa fazer de forma responsável e sustentável,
estabelecendo um equilíbrio entre o desenvolvimento económico e a preservação
ambiental. O Plano de Gestão da Região Hidrográfica Minho e Lima assume grande
relevância face ao facto de incluir duas bacias hidrográficas luso-espanholas, pelo que
deve garantir a cooperação com Espanha, bem como o cumprimento das normas
comunitárias relativamente à partilha de bacias hidrográficas internacionais e dos
acordos estabelecidos na Convenção de Albufeira.

Website: http://www.apontamentosnanet.com
Instagram: Apontamentos na Net

WWW.APONTAMENTOSNANET.COM 4