Você está na página 1de 3

INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO

Escola Superior de Tecnologia e Gestão

Curso: Ciências Empresariais


UC: Macroeconomia

Ano Letivo: 2016 / 2017


Docente: Fábio Dias Duarte, Ph.D.

CADERNO DE EXERCÍCIO TEORICO-PRÁTICOS

“CAPÍTULO 8 – O Mercado de Trabalho: Procura e Oferta


Agregada”

1
Page

1
Exercícios Teórico-práticos – Capítulo 8
Parte I – Escolhas múltiplas

1. A NAIRU:
a) É a taxa de desemprego estrutural como medida da taxa natural de
desemprego;
b) É a taxa de desemprego voluntário;
c) É a taxa de desemprego friccional;
d) Todas as afirmações anteriores são verdadeiras;
e) Nenhuma das afirmações anteriores é verdadeira;

2. Segundo a abordagem clássica, o combate ao desemprego deve passar por:


a) Flexibilizar a legislação laboral;
b) Redução dos salários mínimos;
c) Reduzir a intervenção dos sindicatos;
d) Todas as afirmações anteriores são verdadeiras;
e) Nenhuma das afirmações anteriores são verdadeiras

3. Segundo a abordagem Keynesiana, o combate ao desemprego deve passar por:


a) Intervir diretamente no lado da oferta de bens e serviços, através de
politicas expansionistas;
b) Intervir diretamente no lado da procura de bens e serviços, através de
politicas expansionistas;
c) Intervir diretamente no lado da oferta de bens e serviços, através de
políticas restritivas;
d) Intervir diretamente no lado da oferta de bens e serviços, através de
políticas restritivas;
e) Nenhuma das afirmações anteriores são verdadeiras

4. Segundo a Curva de Phillips:


a) Existe um Trade-off de longo prazo entre Inflação e Taxas de juro;
b) Existe um Trade-off de longo prazo entre Inflação e Taxas de Desemprego;
c) Existe um Trade-off de curto prazo entre Produção e Taxas de juro;
d) Existe um Trade-off de curto prazo entre Produção e Taxas de juro;
e) Nenhuma das afirmações anteriores são verdadeiras

5. A fixação de Salários Mínimos acima do salário de equilíbrio é, segundo a


abordagem clássica, responsável:
a) Pelo excesso de oferta de mão de obra
b) Pela escassez de oferta de mão de obra
c) Pela NAIRU nula
d) Pela NAIRU positiva
e) Nenhuma das afirmações anteriores são verdadeiras

6. Segundo os dados dos Censos da Economia ESTGX, a evolução prevista para a


População, para a População Ativa e para o Número de Desempregados é a
seguinte (em milhões):
2

2005 2010
Page

População 10,1 10,5

2
Exercícios Teórico-práticos – Capítulo 8
População Activa 4,5 5,0
Nº Desempregados 0,4 0,5

a) O número de trabalhadores empregados em 2010 será de 5 milhões


b) A taxa de atividade e a taxa de emprego em 2010 será de 47,6% e de 10%
respetivamente
c) A taxa de atividade e a taxa de desemprego em 2010 será de 47,6% e de
10 % respetivamente
d) A população inativa em 2010 será de 0, 5 milhões
e) Nenhuma das afirmações anteriores são verdadeiras

Parte II

1. São conhecidos os seguintes dados sobre uma economia referentes a 2013:


PIB real pm 100 000 milhões u.m.
População total 10 milhões
População inativa 4 milhões
Taxa de desemprego 6%

a. Calcular a população ativa (Res: 6 milhões)


b. Calcular o número de desempregados (Res: 0,36 milhões)
c. Calcular o PIB per capita e PIB por trabalhador (Res: PIBpc = 10.000 u.m;
PIB por trabalhador = 17730,5 u.m)
d. Indicar quais as diferenças entre as duas medidas (relevantes para a
análise económica), calculadas na alínea anterior.

2. Considere os seguintes dados sobre uma economia:


2012 2013
População total (milhões) 100 105
Taxa de atividade 45% 47%
Taxa de desemprego 10% 15%

a. Calcule a população ativa em cada ano (Res: Pop.Act.2005 = 45milhões;


Pop.Act.2006 = 49,35milhões)
b. Calcule o número de empregados em cada ano (Res: Nº Emp.2005 =
40,5milhões; Nº Emp.2006 = 41,95milhões)
c. Calcule a taxa de crescimento do emprego de 2012 para 2013 (gL= 3,57%)
d. Calcule a taxa de crescimento populacional entre 2012 e 2013 (Res: g Pop.=
5%)
e. Compare os resultados obtidos nas alíneas a), c) e d) e comente os
resultados.
3
Page

3
Exercícios Teórico-práticos – Capítulo 8