Você está na página 1de 8

Sistema Digestório

Função: Quebrar os alimentos em partes para que possam ser absorvidas pelo organismo e
eliminar as partes alimentares que não são aproveitadas.

Digestão: A água e as vitaminas são formadas por moléculas menores, que são facilmente
absorvidas pelo organismo. Passam pelo sangue e depois para as demais células do corpo. São
digeridas no tubo digestório. Nos alimentos, existem moléculas grandes demais para serem
digeridas, para isso, elas precisam ser quebradas em moléculas menores afim de serem
absorvidas.

Moléculas para digerir: Proteínas, carboidratos e lipídios.

Coordenação digestiva: A digestão é coordenada pelo sistema nervoso e endócrino.


Alterações nas células nervosas podem influenciar na digestão.

Processos digestórios: Mastigação (mastigar, triturar o alimento), deglutição (engolir) e


movimentos peristálticos (são controlados pelo sistema nervoso afim de garantir a
movimentação do bolo alimentar do esôfago até o estômago).

Processos Químicos: É a transformação das grandes moléculas que precisam ser digeridas em
moléculas menores para que possam ser absorvidas pelo organismo. O amido quando recebe
a enzima amilase se transforma em Glicose; A proteína quando recebe a enzima protease se
transforma em aminoácido e os lipídios quando recebe a enzima lipase, se transforma em
ácido graxo.

Órgãos do Sistema Digestório: Boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado e intestino
grosso.

Glândulas Anexas: Fígado, vesícula biliar e pâncreas.

Boca: É o primeiro órgão do sistema, possui glândulas salivares que produzem a enzima
amilase (ptialina) e é o órgão responsável por triturar e insalivar o alimento.

Faringe: É uma via comum de passagem de ar para a laringe e de alimento para o esôfago
Esôfago: É um órgão em forma de tubo, responsável por conduzir o alimento até o estômago.
Na parte superior comunica-se com a faringe e na parte inferior comunica-se com o estômago.
Possui um orifício chamado cárdia.

Estômago: É um órgão musculoso em forma de saco. Armazena e digere proteínas (pepsina).


Comunica-se com o esôfago pela cárdia e com o intestino delgado através do piloro.

Intestino Delgado: É onde a digestão dos alimentos (lipídios, lactose e frutose) se completa,
iniciando-se a absorção de nutrientes. Divide-se em 3 partes: Duodeno, jejuno e íleo.

• Duodeno: Desemboca em 2 canais sendo:


o Canal de Wirsung: É por onde é liberado o líquido pancreático no intestino
delgado.
o Colédoco: Por onde é liberado a Bílis no intestino Delgado.
• Jejuno e Íleo (jejunoíleo): É por onde a digestão se completa e os nutrientes são
absorvidos.

Intestino Grosso: É dividido em Ceco, Cólon (ascendente, transverso, descendente e


sigmoide), reto e ânus (parte final). Tem como funções absorção de água, formação e acúmulo
de fezes e eliminação das fezes pelo ânus.
Sistema Reprodutor Feminino e Masculino

Função: É conjunto de órgãos dentro de um organismo com a finalidade de reprodução,


permite que os seres vivos produzam descendentes e perpetuem espécies. O tipo de
reprodução do ser humano é sexuada.

Função do S.R.F.: Receber os espermatozoides (gametas masculinos), fornecer um ambiente


favorável para a fecundação, formação de um zigoto e desenvolvimento do embrião e feto.

Função do S.R.M.: Produz e transporta gametas masculinos (espermatozoides), produz o


hormônio testosterona e secreta fluidos para formar o sêmen.

Fecundação: É o encontro do espermatozoide até o óvulo, formando um zigoto. A partir do


zigoto, um embrião/zigoto se desenvolverá até ficar pronto para o nascimento.

Órgãos do S.R.M.:

1. Testículos
2. Epidídimo
3. Canas deferentes
4. Vesícula seminal
5. Próstata
6. Glândulas Bulbo Uretrais
7. Pênis

Testículos: São glândulas de forma oval, localizadas no escroto que produzem os


espermatozoides.

o Espermatozoide: É divido em cabeça, colo e cauda.

Epidídimo: São dois tubos enovelados, localizados sobre os testículos. É onde os


espermatozoides ficam depositados temporariamente até o amadurecimento.

Canais deferentes: São dois tubos responsáveis por conduzir os espermatozoides.

Vesícula seminal: São duas glândulas que produzem o líquido seminal, responsável por nutrir
e aumentar a mobilidade dos espermatozoides. Esse líquido se junta ao líquido prostático e
aos espermatozoides para formar o sêmen.
Próstata: É uma glândula exócrina, situada no interior da pélvis, que produz e armazena o
líquido prostático, permitindo a motilidade dos espermatozoides.

Glândulas Bulbo Uretrais: Sua secreção limpa a uretra para diminuir a acidez e prepara a
passagem dos espermatozoides. É também um líquido que serve como lubrificação do pênis
durante o ato sexual.

Pênis: É um canal que só serve para a penetração dentro da vagina, durante o ato sexual.

Órgãos do S.R.F.:

1. Ovário
2. Tubas uterinas
3. Útero
4. Vagina
5. Vulva

Ovário: São duas glândulas localizadas na cavidade pélvica que produzem e armazenam os
óvulos. Produz também dois tipos de hormônios: Progesterona e Estrogênio.

o Óvulos: Um óvulo demora cerca de 28 dias para amadurecer. Quando está pronto, ele
é liberado para as tubas uterinas (ovulação). A maturação e liberação dos óvulos
começa na puberdade e termina na menopausa.

Tubas uterinas: São dois tubos finos e longos que comunica os ovários ao útero, responsável
por conduzir os óvulos até o útero e é onde pode ocorrer a fusão entre espermatozoide e
óvulo.

Útero: Órgão oco situado na cavidade pélvica, anteriormente à bexiga e posteriormente ao


reto, responsável por abrigar um novo ser, e oferecer condições necessárias para o
desenvolvimento do feto.

Vagina: Tem como função receber a penetração durante o ato sexual, expelir a menstruação
e é também por onde sai o bebê. É um canal de 8 a 10 cm de comprimento, de paredes
elásticas que ligam o colo do útero aos genitais externos. Contêm em cada lado de abertura,
duas glândulas de Bartholin, responsáveis pela lubrificação genital. A entrada da vagina é
protegida por uma membrana circular – hímen.

Vulva: Possui os grandes e pequenos lábios que protegem a abertura da vagina, e o clitóris.
Sistema Endócrino

Função: Têm como principal função coordenar e regular as atividades de todos os outros
sistemas do organismo.

Hormônios: Os hormônios são substâncias químicas produzidas pelas glândulas do sistema


endócrino. Controlam o funcionamento de todo o corpo. O nosso corpo produz vários tipos
de hormônios, cada um deles com a sua especificidade.

Principais Funções:

1. Auxiliam as funções reprodutivas


2. Controlam as funções de muitos tecidos
3. Atuam no desenvolvimento
4. Regulam o crescimento
5. Regulam o metabolismo

Glândulas:

1. Hipófise
2. Tireoide
3. Paratireoide
4. Suprarrenais
5. Pâncreas
6. Gônadas

Hipófise: É localizada na cavidade óssea, a sela túrcica, abaixo do hipotálamo, no cérebro. Tem
forma oval e mede aproximadamente 1,5 cm. É considerada a glândula mestra do organismo.

Hormônios da Hipófise:

1. Adrenocorticotrófico: Atua sobre as células da camada cortical da glândula adrenal,


estimulando sintetizar e liberar seus hormônios, principalmente o cortisol.
2. Crescimento: Estimula o crescimento e a reprodução celular.
3. Folículo-estimulante: Regula o crescimento, desenvolvimento, puberdade,
reprodução e secreção dos hormônios sexuais pelos testículos e ovários.
4. Ocitocina: Promover as contrações musculares uterinas; Reduzir o sangramento do
parto; Estimula na libertação do leite materno; Desenvolver apego e empatia entre
pessoas e modular a sensibilidade ao medo do desconhecido.
5. Prolactina: Estimular a produção do leite materno pelas glândulas mamárias e o
aumento das mamas.
6. Tireoestimulante: Estimula a tireoide a produzir os hormônios T3 e T4.

Tireoide: É uma glândula, localizada no pescoço abaixo da laringe. Responsável por produzir
3 hormônios: Triiodotironina (T3) e Tiroxina (T4) os quais regulam o metabolismo, que é a
forma como o corpo armazena e usa a energia. E produz também o hormônio Calcitonina
responsável estabilizar a concentração de cálcio no sangue. É controlada pela glândula
Hipófise que, manda o comando para a Tireoide produzir T3 e T4.

Pâncreas: É uma glândula localizada atrás e abaixo do estômago. Possui ilhotas pancreáticas
(Ilhotas de Langerhans) que são células secretoras de insulina, glucagon e somatostatina.

Hormônios Pancreáticos:

• Insulina: Promove a captação de glicose


• Glucagon: Aumenta o teor de glicose no sangue durante exercícios intensos
• Somatostatina: Inibe as secreções dos hormônios Glucagon e Insulina, diminuindo a
utilização dos nutrientes absorvidos pelos tecidos.

Gônadas: São glândulas sexuais que compreendem os ovários e testículos, e são responsáveis
por produzirem 3 hormônios: Testosterona, Progesterona e Estrogênio.

1. Testosterona: É responsável pelas características físicas dos homens e


comportamentais (homem e mulher), pelo desenvolvimento dos órgãos sexuais e
também dos caracteres sexuais masculinos secundários.
2. Estrogênio: É responsável pelas características físicas femininas, pelo
desenvolvimento dos órgãos sexuais femininos e de caracteres sexuais secundários.
3. Progesterona: É responsável pelas modificações orgânicas da gravidez.
Paratireoide: São 4 glândulas pequenas, localizadas no lado interno da tireoide. Responsáveis
por secretar hormônio paratormônio que regulam a assimilação de cálcio e fósforo pelo
organismo.

Suprarrenais: São duas glândulas localizadas acima dos rins, e em cada uma existem duas
partes sendo:

1. Córtex (parte periférica): Produz hormônios que atuam no organismo, facilitando o


aproveitamento de água, sais minerais, proteínas e carboidratos.
2. Medula (parte central): Produz o hormônio Adrenalina, que atua em situações de
perigo.

Hormônios Suprarrenais:

• Aldosterona: Aumenta a reabsorção do sódio e diminui a reabsorção do potássio.


• Cortisol: Aumenta a concentração de glicose no sangue e reduz o processo
inflamatório.
• Testosterona: Promove o desenvolvimento dos caracteres masculinos.

Você também pode gostar