Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE ÓSCAR RIBAS

FACULDADE DE ENSINO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS


LICENCIATURA EM GESTÃO E MARKETING

TRABALHO DE GESTÃO FINANCEIRA

NOME: Prícila Cailane Adelino Bravo

Nº. 20181281

Docente:
_______________________________

PROF. SEBASTIÃO DA ROCHA


ANO 2018

1) Consoante a informação transcrita, determine, para os dois periódos, o valor.

1.1) Do activo Circulante - Activo Corrente

AC= EXISTENCIA + CRED A CURTO PRAZO + DISPONIBILIDADES


AC= 14.000 + 10.000 + 5.000
AC= 29.000

1.2) Do active fixo- active não corrente

ANC= 12.000

1.3) Do exigível a curto prazo - passivo corrente

PC= 20.000

1.4) Dos capitais permanentes

CP= CAPITAL PRÓPRIO + PASSIVO NÃO CORRENTE


CP= 11.500 + 8.500
CP= 20.000

1.5) Dos capitais alheios

CA= PASSIVO CORRENTE + PASSIVO NÃO CORRENTE


CA= 20.000+ 8.500
CA= 28.500

ANO 2019

1.1) Do activo Circulante - Activo Corrente

AC= EXISTENCIA + CRED A CURTO PRAZO + DISPONIBILIDADES


AC= 15.000 + 10.000 + 5.000
AC= 30.000

1.2) Do active fixo- active não corrente

ANC= 20.000

1.3) Do exigível a curto prazo - passivo corrente

PC= 35.000
1.4) Dos capitais permanentes

CP= CAPITAL PRÓPRIO + PASSIVO NÃO CORRENTE


CP= 10.000 + 5.000
CP= 15.000

1.5) Dos capitais alheios

CA= PASSIVO CORRENTE + PASSIVO NÃO CORRENTE


CA= 35.000+ 5.000
CA= 40.000

1.6) Interpretação

2. Em 2019, a situação financeira da empresa está desequilibrada. Ela não tem capitais
permanentes (15.000) suficientes para financiar o seu activo não corrente (20.000) e não tem
activo corrente (30.000) suficientes para financiar o seu assino de curto prazo (35.000), ou
seja o seu fundo de maneio é negativo em (-5.000).

Em 2018 a situação era diferente, já que os seus capitais permanentes (20.000) conseguiam
financiar o seu activo fixo (12.000) e o seu activo corrente (28.500) conseguia financiar o seu
passivo de curto prazo (20.000), já que o seu fundo de maneio era positivo em 8.500.

Concluí-se que de 2018 para 2019 a situação financeira da empresa degradou-se em (-


13.500), saído de 8.500 positivo para (-5.000) negativo.
Interpretação

Em 2019, a situação financeira da empresa está desequilibrada. Ela não tem capitais permanentes
(15.000) suficientes para financiar o seu activo não corrente (20.000) e não tem ativo corrente
(30.000) suficientes para financiar o seu assino de curto prazo (35.000), ou seja o seu fundo de
maneio é negativo em (-5.000).

Em 2018 a situação era diferente, já que os seus capitais permanentes (20.000) conseguiam
financiar o seu activo fixo (12.000) e o seu activo corrente (28.000) conseguia financiar o seu
passivo de curto prazo (20.000), já que o seu fundo de maneio era positivo em 8.000.

Concluí-se que de 2018 para 2019 a situação financeira da empresa degradou-se em (-13.000),
saído de 8.000 positivo para (-5.000) negativo

Você também pode gostar