Você está na página 1de 32

BIOLOGIA

PRÉ-VESTIBULAR
LIVRO DO PROFESSOR

Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
© 2006-2008 – IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores e do
detentor dos direitos autorais.

I229 IESDE Brasil S.A. / Pré-vestibular / IESDE Brasil S.A. —


Curitiba : IESDE Brasil S.A., 2008. [Livro do Professor]
764 p.

ISBN: 978-85-387-0578-9

1. Pré-vestibular. 2. Educação. 3. Estudo e Ensino. I. Título.

CDD 370.71

Disciplinas Autores
Língua Portuguesa Francis Madeira da S. Sales
Márcio F. Santiago Calixto
Rita de Fátima Bezerra
Literatura Fábio D’Ávila
Danton Pedro dos Santos
Matemática Feres Fares
Haroldo Costa Silva Filho
Jayme Andrade Neto
Renato Caldas Madeira
Rodrigo Piracicaba Costa
Física Cleber Ribeiro
Marco Antonio Noronha
Vitor M. Saquette
Química Edson Costa P. da Cruz
Fernanda Barbosa
Biologia Fernando Pimentel
Hélio Apostolo
Rogério Fernandes
História Jefferson dos Santos da Silva
Marcelo Piccinini
Rafael F. de Menezes
Rogério de Sousa Gonçalves
Vanessa Silva
Geografia Duarte A. R. Vieira
Enilson F. Venâncio
Felipe Silveira de Souza
Fernando Mousquer

Projeto e
Produção
Desenvolvimento Pedagógico

Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
Embriologia
senvolvimento uma estrutura que nutrirá o embrião
até o final do processo. Essa estrutura é denominada
de placenta.
Assim, classificamos o ovócito e, posterior-
A partir da fecundação, o zigoto dos organismos mente, o ovo, de acordo com a quantidade e posição
multicelulares começa a fazer mitoses sucessivas até do vitelo.
formar um ser vivo completo.
Durante esse processo de multiplicação, as
células originárias do zigoto começam a sofrer dife- Tipos de ovos
renciações para originar os diversos tecidos e órgãos
dos seres vivos. Os ovos são classificados em quatro tipos bá-
sicos.
O tipo de desenvolvimento embrionário depen-
de do tipo de ovo e da espécie em questão.
Neste módulo, estudaremos os tipos de ovos e Ovo oligolécito ou isolécito
suas principais características.
Possui pouco vitelo, com distribuição mais ou
menos homogênea no citoplasma.
Introdução à embriologia Porém, é comum ocorrer um pouco de acúmulo
de vitelo em um dos polos, que passa a se denominar
A partir do processo de fecundação, a célula polo vegetativo. O polo oposto é chamado de polo
originária da fusão dos gametas feminino e masculino animal, no qual encontramos o núcleo da célula.
entrará em um processo denominado de segmenta-
Esse tipo de ovo é comum em equinodermos,
ção ou clivagem.
mamíferos (exceto monotremados) e anfioxos.
Esse processo, na realidade, é um mecanismo

IESDE Brasil S.A.


mitótico que permitirá que uma célula origine um ser OVO OLIGOLÉCITO
vivo com milhares de células.
É bom notar que todo o mecanismo divisional e
estrutural parte do gameta feminino, pois o gameta
masculino praticamente só tem a função de trazer os
genes paternos e fundi-lo ao genoma feminino.
Cabe à célula feminina, o ovócito, atingir a for-
mação de ovo (após a fecundação) e iniciar o processo
de desenvolvimento.
Para que essa célula tenha a capacidade de
multiplicação e, consequentemente, a função de
originar um novo ser, ela terá que possuir condições VITELO
nutricionais que permitam ao novo ser, o embrião,
desenvolver-se.
Esse aspecto nutricional, existente na célula
Ovo heterolécitos
feminina, é denominado de vitelo. ou mesolécito
O vitelo é um coloide composto por carboidratos,
lipídios, proteínas, sais minerais, água, entre outras Apresenta quantidade relativamente grande
substâncias que nutrem as pequenas células até a de vitelo, com distribuição heterogênea. O polo ve-
formação completa do ser vivo com condições de se getativo apresenta grande quantidade de vitelo, e o
EM_V_BIO_005

alimentar sozinho. É assim na maioria dos animais animal, pouco vitelo, com presença do núcleo.
(exceto nos vivíparos), como os mamíferos, que pos- Encontramos esse tipo de ovo nos moluscos,
suem a partir de um determinado momento do de- anelídeos, alguns peixes e anfíbios.
1
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
Uma célula divide-se em duas que irão se dividir

IESDE Brasil S.A.


OVO HETEROLÉCITO
em quatro e assim sucessivamente.
As unidades oriundas da segmentação do
ovo são mais apropriadamente chamadas de blas-
tômeros (unidades jovens) por serem estruturas
indiferenciadas.
Existem quatro tipos de processos de clivagem.

Clivagem holoblástica
(total) igual
VITELO
Quando os blastômeros originados são mais ou
menos iguais e ela ocorre em toda a extensão do ovo.
É o tipo de segmentação de ovos oligolécitos.
Ovo telolécito ou macrolécito

IESDE Brasil S.A.


Apresenta grande quantidade de vitelo, que
empurra o citoplasma para uma região do ovo que
passa a se denominar cicatrícula. Esse ovo é carac-
terístico de certos peixes, répteis, aves e mamíferos 1 2 3 4
monotremados.

Clivagem holoblástica desigual


IESDE Brasil S.A.

OVO TELOLÉCITO

Ocorre em ovos heterolécitos. Devido à diferen-


ça de concentração de vitelo, o processo mitótico
torna-se mais lento no polo vegetativo, originando
blastômeros maiores e em menor quantidade, porém
com mais vitelo (macrômeros). No polo animal, os
blastômeros são menores, em maior quantidade e
com menos vitelo (micrômeros).
glóbulos polares micrômeros

IESDE Brasil S.A.


Ovo centrolécito
Apresenta vitelo distribuído em grânulos ao
redor do núcleo. Após a clivagem, as células ficam
1 2 3 4 5
nas camadas externas e o vitelo fica no centro. Está macrômeros
presente em insetos, aranhas e crustáceos.

Segmentação ou clivagem Clivagem meroblástica


A distribuição do vitelo interfere no processo
(parcial) discoidal
de segmentação (divisão) ou clivagem devido à
Nos ovos telolécitos não há divisão de toda a es-
alteração da densidade citoplasmática. Para que o
trutura. Só ocorre clivagem na cicatrícula, originando
processo divisional ocorra, é necessário, entre outros
o disco germinativo, que irá originar o embrião. Como
procedimentos, o deslocamento dos cromossomos.
a área em divisão adquire um aspecto de disco, ela
Consequentemente, a densidade citoplasmática irá
é denominada de discoidal.
interferir nesse processo, tornando-o mais lento ou
mais rápido dependendo do tipo de ovo.
EM_V_BIO_005

2
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
O processo de clivagem continua e, a partir
de um determinado momento, a mórula começa a
a

IESDE Brasil S.A.


apresentar no seu interior uma cavidade cheia de
líquido, denominada de blastocele. Nesse momen-
to, a estrutura deixa de se chamar mórula para se
b
chamar blástula.
Em embriões originados de ovos oligolécitos,
c a blastocele é grande e situa-se, mais ou menos, no
centro da blástula. Em ovos heterolécitos, a blas-
tocele é menor, situando-se deslocada para o polo
d animal. Nos ovos telolécitos, a blastocele é pequena
e encontra-se situada entre o disco embrionário e
o vitelo.

IESDE Brasil S.A.


Mamífero Anfíbio

Clivagem meroblástica
superficial
Nos ovos centrolécitos, a segmentação é de- Blastocele
nominada de superficial, pois ocorre no citoplasma
situado entre a membrana plasmática e o vitelo. Blastodisco
Blastocele
IESDE Brasil S.A.

Ave

O processo de clivagem continua e os blastôme-


ros iniciam uma migração em direção ao interior da
blastocele, dando início à gastrulação, que culminará
com a formação da gástrula.
Esse processo origina novos tecidos embrio-
nários e a blastocele vai sendo substituída pelo
arquêntero (intestino primitivo), que irá originar o
sistema digestório. A abertura da parte inferior do
arquêntero, por onde começou a migração dos blas-
tômeros, denomina-se blastóporo. Se o blastóporo
der origem à boca, o animal passa a ser considera-
do protostômio; caso ele dê origem ao ânus, será
deuterostômio.
Na maioria dos cordados, entre eles os ver-
Formação das tebrados, a gástrula é formada por duas camadas
celulares. A mais externa denomina-se ectoderme e
estruturas primárias – a mais interna, endoderme. A mesoderme se origina
a partir da endoderme. Essas três camadas recebem
mórula, blástula e gástrula a denominação de folhetos embrionários.
Após esse início de desenvolvimento com o apa-
Após o início da clivagem, mais ou menos na
recimento dos três folhetos embrionários, começa o
sexta ou sétima clivagem, o que corresponde a,
processo de organogênese, ou seja, a diferenciação
aproximadamente, 64 blastômeros, observa-se um
dos folhetos em estruturas mais especializadas, que
EM_V_BIO_005

conjunto maciço de blastômeros, semelhante a uma


formarão os órgãos do animal.
amora, que recebe a denominação de mórula.

3
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
Gastrulação em mamífero Gastrulação em anfíbio Os animais triblásticos, com formação dos três
folhetos embrionários, podem ser acelomados, pseu-

IESDE Brasil S.A.


Blástula Polo animal docelomados ou celomados.
Polo animal
Blastocele Como exemplo de acelomados temos os pla-
Blastocele
telmintos. Os pseudocelomados apresentam uma
Micrômeros
Polo vegetativo cavidade entre a mesoderme e a endoderme, como
Polo vegetativo
ocorre nos nematelmintos. Os celomados são aqueles
Macrômeros
Blastocele
que apresentam a cavidade dentro da mesoderme.
São celomados os anelídeos, os artrópodes, molus-
cos, equinodermas e cordados.

IESDE Brasil S.A.


Arquêntero em
formação Arquêntero em
formação Esplancnopleura
Arquêntero Ectoderma
Blastóporo Mesoderma

Arquêntero
Arquêntero
Ectoderma Blastóporo
Mesentoderma
Endoderma

Representação esquemática dos acelomados, pseudocelomados


e celomados.

Neurulação nos cordados


A região superior da gástrula sofre um acha-
Anexos embrionários
tamento, originando a placa neural. Nessa fase, a
No caso dos vertebrados, várias estruturas sur-
gástrula começa a se transformar para originar a
gem com a finalidade de manter estáveis e viáveis as
nêurula. Esse processo denomina-se neurulação.
condições de vida embrionária, permitindo o pleno
Terminada a neurulação, a diferenciação dos desenvolvimento do embrião.
folhetos continua, originando mais tarde, os seguin-
Essas estruturas se desenvolvem a partir do
tes órgãos:
processo de segmentação, porém não farão parte do
Ectoderme – tubo neural (posteriormente, o corpo do ser vivo após o nascimento.
sistema nervoso), epiderme da pele e anexos (glân-
dulas sebáceas e sudoríparas, pelos, unhas, escamas
etc.), córnea e cristalino, epitélio de revestimento das Vesícula vitelínica
cavidades nasais, bucal e anal.
Também denominada de saco vitelínico ou
Mesoderme – derme, músculos cardíacos, es-
saco vitelino. Desenvolve-se a partir da endoderme,
queléticos e lisos, cartilagens, ossos e tecidos con-
tendo como função o estoque do vitelo, substância
juntivos, sangue, medula óssea e tecidos linfáticos,
nutritiva para o embrião. Está presente em peixes,
pleura, peritônio e pericárdio, epitélio de revesti-
répteis, aves e mamíferos. Porém, nos mamíferos,
mento dos vasos sanguíneos e linfáticos, órgãos do
essa estrutura sofre um atrofiamento gradativo à
sistema genital e urinário.
medida que a placenta se desenvolve. Os vestígios
Endoderme – epitélio de revestimento do trato do saco vitelínico são encontramos no cordão umbi-
digestivo, glândulas anexas ao tubo digestivo, sistema lical. Nos mamíferos placentários, o saco vitelínico
respiratório, glândulas tireoide e paratireoide, epitélio é considerado o primeiro órgão hematopoiético de
de revestimento dos tubos reprodutores e urinários. um indivíduo.
Durante a formação da mesoderme, notamos a
formação de uma cavidade denominada de celoma.
Âmnio
O celoma é considerado a cavidade geral do em-
brião. Porém, não são todos os animais que formam Tem origem ectodérmica. Essa membrana
essa cavidade. envolve o embrião formando uma grande bolsa. É
Nos animais mais primitivos, como, por exem- preenchida pelo líquido amniótico e tem como fun-
plo, os cnidários, não existe a formação do celoma, ção proteger o embrião contra choques mecânicos
EM_V_BIO_005

pois eles são diblásticos, apresentando apenas ec- e desidratação, além de protegê-lo também contra
toderme e endoderme. micro-organismos provenientes do meio externo.
4
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
A bolsa amniótica foi uma novidade evolutiva
importante porque permitiu o desenvolvimento do
O desenvolvimento humano
embrião no meio terrestre. Essa bolsa está presente Aproximadamente após 30 horas da fecundação
nos répteis, aves e mamíferos. Esses animais são começa o processo de clivagem. Após o terceiro dia,
denominados de amniotas. Assim, os peixes e an- já observamos a mórula e o início da formação da
fíbios recebem a denominação de anamniotas, pois blástula, que recebe a denominação de blastocisto,
não apresentam a bolsa durante o desenvolvimento que finalmente chega ao útero, pois todo o processo
embrionário. anterior ocorreu na tuba uterina.

Autor desconhecido.

IESDE Brasil S.A.


Clivagem
Mórula

Blastocisto

Fecundação Nidação
Ovulação
Miométrio
Feto na bolsa amniótica.

No blastocisto, uma camada celular externa


denominada de trofoblasto ou trofoderme irá ori-
Alantoide ginar o âmnio, córion, placenta e saco vitelínico. No
interior, um pequeno acúmulo de células denomina-
É uma bolsa resultante do desenvolvimento do embrioblasto será o responsável pela origem do
de uma região do intestino posterior do embrião. embrião propriamente dito.
Envolve, praticamente, todo o embrião e apresen- Embrioblasto

IESDE Brasil S.A.


ta como função retirar as excretas, permitindo as
trocas gasosas do embrião com o meio. Em oví-
paros, retira sais de cálcio da casca e os fornece
ao embrião, para formação dos ossos. Além disso,
absorve a clara, que é utilizada pelo embrião como
alimento. Está presente em aves e répteis, sendo
que, na maioria dos mamíferos, participa da forma-
ção do cordão umbilical. Nos peixes e anfíbios essa
estrutura não está presente, classificando-os como
analantoidianos. Animais que possuem alantoide Trofoblasto
são denominados de alantoidianos.
Por ocasião do sexto dia, o blastocisto encontra-
se no útero e suas células trofoblásticas liberam enzi-
Córion mas proteolíticas, que digerem o endométrio (mucosa
de revestimento interno do útero), permitindo a pe-
Nos animais ovíparos, é uma membrana sem netração dele, que é recoberto pela mucosa uterina.
grande expressão funcional, situada junto ao alan- Esse fenômeno denomina-se de nidação.
toide, tendo função protetora. Em répteis e aves, o
O trofoblasto prolifera para o interior da mucosa
córion se funde ao alantoide ao longo do desenvol-
uterina, formando as vilosidades coriônicas, que fa-
vimento, formando o alantocórion.
zem parte do cório. As vilosidades ficam envoltas em
Nos mamíferos, o córion se desenvolve a partir sangue materno, que escapam dos vasos rompidos
do trofoblasto, diferenciando-se em duas partes: pelas enzimas. As substâncias contidas nesse san-
córion liso e córion frondoso. gue são aproveitadas pelo embrião. Nesse momento,
O córion liso é uma delgada membrana que fica temos a placenta primária.
grudada à face externa da membrana amniótica, pou- As células trofoblásticas sofrem modificações
co diferençável. O córion frondoso origina a placenta, também no interior do blastocisto, formando duas
EM_V_BIO_005

que veremos no desenvolvimento humano. cavidades, o saco vitelínico e a bolsa amniótica ou


cavidade amniótica. O embrioblasto fica entre essas
cavidades.
5
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
Surge, também, o alantoide, que se desenvol- Trocas gasosas e metabólicas
ve formando o pedúnculo de fixação do córion ao
embrião. Como originará o cordão umbilical. Essa As substâncias nutritivas circulantes no sangue
região é muito vascularizada. materno, tais como, glicose, vitaminas, sais minerais,
Convém lembrar que não ocorre mistura sanguí- oxigênio etc., atravessam a barreira placentária e se
nea entre mãe e feto. As trocas ocorrem por difusão difundem em direção ao sangue fetal que, em sentido
entre os vasos sanguíneos placentários e as lacunas contrário, envia para o sangue materno os excretas
sanguíneas formadas pelos vasos maternos. nitrogenados bem como o gás carbônico.
Vilosidades

IESDE Brasil S.A.


Lacunas
coriônicas
trofoblásticas Imunização fetal
Vaso
Vesícula sanguíneo O organismo materno libera para a circulação
amniótica materno sanguínea fetal anticorpos específicos (gamaglobu-
linas), que conferem ao feto imunidade temporária
(denominada de natural passiva), protegendo o feto
Disco contra micro-organismos patogênicos.
embrionário

Função hormonal
Vesícula
vitelínica
A nidação do blastocisto no endométrio, bem
como todo o processo de desenvolvimento embrioná-
rio-fetal representa uma situação fisiológica que de-
verá ter controle hormonal para que tenha sucesso.
Após a concepção, o trofoblasto produz o hor-
A placenta é formada por tecidos embrionários, mônio HCG que provocará um aumento no corpo
provenientes do trofoblasto e por tecidos da mucosa lúteo, passando a se denominar de corpo lúteo
uterina (origem mista). gravídico.
Paralelamente, o embrião se desenvolverá, Esse hormônio aumentará a taxa de progeste-
sendo que, com duas semanas, já temos o início da rona circulante, entre outros fatores, criando uma
gastrulação. Após a 4.ª semana, ocorre a neurulação indiferença uterina em relação ao embrião. Temos
e com a formação dos primeiros somitos. Ao final do que considerar que o embrião é um corpo estranho
primeiro mês de gestação, o embrião já possui 5,0 e que seria eliminado pelo útero. A partir do quarto
milímetros de comprimento. Após o segundo mês, a mês, a placenta assume essa função, produzindo
organogênese praticamente já terminou e o embrião progesterona e estrogênio. Dessa forma, o embrião
mede 2,5cm. Ao final do terceiro mês, o embrião não é rejeitado.
já está basicamente todo formado, iniciando o seu À medida que a gravidez avança, a placenta
crescimento e o final de desenvolvimento até o parto. vai cessando as suas atividades, o que provoca uma
Nesse momento, podemos chamá-lo de feto. gradativa diminuição na produção hormonal, cul-
minando com o término da gravidez. Essa redução
hormonal faz com que a indiferença uterina termine,
Anexos embrionários – o que modifica o quadro, fazendo com que a mulher
exclusivo dos vivíparos entre em trabalho de parto.
Cordão umbilical
Autor desconhecido.

O advento dos mamíferos vivíparos está asso-


ciado ao desenvolvimento de uma estrutura embrio-
nária denominada placenta.

Placenta
A placenta tem origem mista, a partir do córion,
por desenvolvimento do trofoblasto, e da parede
EM_V_BIO_005

uterina.
Desempenha as seguintes funções: Placenta
6
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
Cordão umbilical amniótica. Porém, como o alantoide é deri-
vado do intestino, cada um terá um cordão
Tem origem no pedúnculo embrionário. Funcio- umbilical. Nesse tipo de gêmeos, caso a sepa-
na como estrutura de comunicação entre o embrião e ração não ocorra com perfeição, pode haver a
a placenta. Apresenta três vasos sanguíneos: uma formação de gêmeos siameses, nos quais uma
veia e duas artérias. As artérias fazem o fluxo em- parte do corpo é comum aos dois, só sendo
brião – placenta e a veia, placenta – embrião. possível a separação através de cirurgia.

Autor desconhecido.
Células-Tronco

O que são as células-tronco e como podem


ser utilizadas? Quem responde é Mayana Zatz,
professora titular de Genética, coordenadora
do Centro de Estudos do Genoma Humano –
Depto. de Biologia, Instituto de Biociências da
Universidade de São Paulo (USP). Segue abaixo
as palavras de Mayana Zatz.

Formação de gêmeos É um tipo de célula que pode se diferenciar


e constituir diferentes tecidos no organismo.
Esta é uma capacidade especial, porque as
Existem dois tipos básicos de gêmeos.
demais células geralmente só podem fazer
parte de um tecido específico (por exemplo:
Dizigóticos ou fraternos células da pele só podem constituir a pele).
Outra capacidade especial das células-tronco é
São provenientes da liberação de dois ovócitos a autorreplicação, ou seja, elas podem gerar có-
pelo ovário e consequente fecundação por dois esper- pias idênticas de si mesmas. Por causa destas
matozoides. Dessa maneira temos dois indivíduos duas capacidades, as células-tronco são objeto
distintos, com patrimônios genéticos diferentes. de intensas pesquisas hoje, pois poderiam, no
Podem ser de mesmo sexo ou não. futuro, funcionar como células substitutas em
tecidos lesionados ou doentes, como nos casos
de Alzheimer, Parkinson e doenças neuromus-
Monozigóticos ou idênticos culares em geral; ou ainda no lugar de células
que o organismo deixa de produzir por alguma
São provenientes de um ovócito fecundado.
deficiência, como no caso de diabetes.
Pode ter a sua formação de três modos:
As células-tronco são classificadas como:
•• Na primeira clivagem os dois blastômeros
iniciais se separam e passam a formar dois •• Totipotentes ou embrionárias – são as
indivíduos independentes. Como a sepa- que conseguem se diferenciar em todos
ração foi no início, cada um formará uma os 216 tecidos (inclusive a placenta e
mórula e um blastocisto. Com isso, haverá anexos embrionários) que formam o corpo
duas placentas. humano.

•• O blastocisto pode conter duas massas ce- •• Pluripotentes ou multipotentes – são


lulares. Assim, cada uma delas irá originar as que conseguem se diferenciar em
um indivíduo. Como o blastocisto é único, quase todos os tecidos humanos, menos
ocorrerá apenas uma placenta, porém, cada placenta e anexos embrionários. Alguns
embrião possuirá um cordão umbilical. trabalhos classificam as multipotentes
como aquelas com capacidade de formar
•• Na mesma massa embrionária dentro do
EM_V_BIO_005

um número menor de tecidos do que as


blastocisto, ocorre uma divisão que irá ori- pluripotentes, enquanto outros acham
ginar dois embriões. Nesse caso, os gêmeos que as duas definições são sinônimas.
possuem a mesma placenta, a mesma bolsa
7
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
A medula faz parte do sistema nervoso. A formação do
•• Oligopotentes – aquelas que conseguem
sistema nervoso é a partir do tubo neural, que surge da
diferenciar-se em poucos tecidos.
ectoderme.
•• Unipotentes – as que conseguem diferen-
2. Durante o desenvolvimento embrionário de vários
ciar-se em um úncio tecido.
vertebrados, observamos nitidamente algumas fases,
Elas funcionam como células curingas, ou caracterizadas pelo aparecimento de determinadas
seja, teriam a função de ajudar no reparo de estruturas. A sequência correta dessas fases está re-
uma lesão. As células-tronco da médula óssea, presentada na alternativa:
especialmente, têm uma função importante: re-
generar o sangue, porque as células sanguíneas a) mórula – blástula - gástrula – nêurula.
se renovam constantemente. b) blástula – mórula – nêurula – gástrula.
As células-tronco totipotentes e pluripo- c) blástula – mórula – gástrula – nêurula.
tentes (ou multipotentes) só são encontradas
nos embriões. As totipotentes são aquelas d) mórula – gástrula – blástula – nêurula.
presentes nas primeiras fases da divisão, e) blástula – mórula – nêurula – gástrula.
quando o embrião tem até 16-32 células (até
três ou quatro dias de vida). As pluripotentes `` Solução: A
ou multipotentes surgem quando o embrião
atinge a fase do blastocisto (a partir de 32-64 3. A bolsa amniótica, entre outras funções, tem a capa-
células, aproximadamente a partir do 5.º dia de cidade de proteger o embrião contra choques me-
vida) – as células internas do blastocisto são cânicos. Essa característica é dada pela presença do
pluripotentes enquanto as células da membrana líquido amniótico existente dentro da bolsa. Por que
externa do blastocisto destinam-se a produzir isso acontece?
a placenta e as membranas embrionárias. As
células-tronco oligopotentes ainda são objeto `` Solução:
de pesquisas, mas podemos dizer como exem- A água tem a propriedade de amortecer as ondas de
plo que são encontradas no trato intestinal. As choque. Um impacto externo gera uma onda que atra-
unipotentes estão presentes no tecido cerebral vessa as estruturas musculares.
adulto e na próstata, por exemplo.
A ordem ou comando que determina, duran- Antes de atingir o feto, essas ondas seriam amortecidas,
te o desenvolvimento do embrião humano, que em virtude de estarem mudando de meio.
uma célula-tronco pluripotente se diferencie em 4. Dentre as opções abaixo, assinale a que melhor define
um tecido específico, como fígado, osso, sangue as funções principais da placenta.
etc., ainda é um mistério que está sendo objeto
de inúmera pesquisas. a) Proteger o embrião contra choques e evitar sua de-
sidratação.
b) Proteger o embrião e produzir vilosidades que pe-
netram no endométrio.
c) Acumular excretas, retirar oxigênio do ar e devolver
gás carbônico.
d) Conter excretas e alimentos de reserva para o em-
1. Um feto de cão teve má-formação de medula espinhal.
brião (vitelo).
É correto afirmar que houve problemas no desenvolvi-
mento embrionário: e) Nutrir, excretar e respirar, produzindo também hor-
mônios importantes para a gravidez.
a) do arquêntero.
b) da mesoderme. `` Solução: E
c) da endoderme. A placenta exerce as funções vitais para manter as con-
d) da ectoderme. dições de vida embrionária-fetal.

e) do celoma. 5. Dois irmãos se originaram de blastômeros provenientes


de um mesmo zigoto. Pode-se afirmar que os mesmos
EM_V_BIO_005

`` Solução: D são gêmeos:

8
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
a) univitelinos e, obrigatoriamente, do mesmo zigoto. d) ausência de vitelo, mas apresentando zona pelúci-
da e corona radiata.
b) univitelinos, podendo ser de sexos diferentes.
e) vitelo na região mediana da célula, com a maior
c) fraternos e, obrigatoriamente, do mesmo sexo.
parte do citoplasma localizado na periferia e uma
d) fraternos, podendo ser de sexos diferentes. pequena parte envolvendo o núcleo central.
e) fraternos e, obrigatoriamente, de sexos diferentes. 3. (PUC-Campinas) No desenvolvimento embrionário de
um ovo de galinha, formam-se blastômeros:
`` Solução: A
a) apenas na camada superficial.
Se a origem dos gêmeos é do mesmo zigoto, possuirão
b) apenas no disco germinativo.
o mesmo sexo e serão univitelínicos.
c) iguais em toda a gema.
d) maiores no polo vegetativo e menores no polo animal.
e) maiores no polo animal e menores no polo vegetativo.
4. (PUC-Campinas) A figura a seguir mostra uma blástula.
6. Um casal tem dois filhos, sendo que o primeiro é um
menino e, o segundo, uma menina. Ao tentar uma
terceira gravidez, o casal foi informado pelo médico
que teriam gêmeos.
Qual a probabilidade desse casal ter gêmeos do
sexo feminino?

`` Solução:
A probabilidade de nascer um menino ou uma menina O mais provável é que ela tenha se formado a partir de
é de ½. Como espera-se duas meninas ao mesmo um ovo:
tempo, basta calcular a probabilidade simultânea, ou
a) telolécito.
seja, ½ x ½ que será igual a ¼.
b) centrolécito.
c) heterolécito.
d) mediolécito.

1. (Fuvest) Qual a diferença, no desenvolvimento embrio- e) isolécito.


nário, entre animais com ovos oligolécitos e animais com 5. (PUC-Campinas) Qual das afirmações a seguir, relativas
ovos telolécitos? a diferentes tipos de ovos, é verdadeira.
a) Número de folhetos embrionários formados. a) Ovos com muito vitelo no polo vegetativo têm seg-
b) Presença ou ausência de celoma. mentação total.

c) Presença ou ausência de notocorda. b) Ovos com muito vitelo no centro têm segmentação
discoidal.
d) Tipo de segmentação do ovo.
c) Ovos oligolécitos têm segmentação parcial.
e) Modo de formação do tubo neural.
d) Os ovos da maioria dos artrópodos são oligolécitos.
2. (UFV) Com relação ao óvulo centrolécito, é correto
afirmar que suas características são: e) Os ovos da maioria dos mamíferos são pobres em
vitelo.
a) vitelo abundante, ocupando quase toda a célula
com citoplasma e núcleo reduzidos à cicatrícula. 6. (PUC Minas) Em um ovo de galinha embrionado, a gema
representa o local onde o embrião:
b) ausência ou uma quantidade mínima de vitelo ho-
mogeneamente distribuído por toda a célula. a) se desenvolve e onde se encontra a sua reserva de
vitelo.
EM_V_BIO_005

c) presença de vitelo misturado com citoplasma no


polo vegetativo. b) se nutre, mas o seu desenvolvimento ocorre na clara.
c) obtém oxigênio para sua sobrevivência.
9
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
d) armazena suas excretas nitrogenadas. 10. (PUC-Campinas) Um pesquisador, ao examinar ovos
em desenvolvimento, observou que apresentavam as
e) secreta carbonato de cálcio para reforçar a casca.
seguintes características:
7. (UFRGS) Assinale a alternativa que preenche correta-
mente as lacunas do texto a seguir. •• Grande quantidade de vitelo.

Nos animais, a clivagem varia conforme a quantidade •• Clivagem parcial discoidal.


de vitelo. Em .................... a clivagem é total, pois eles •• Presença de âmnio, alantoide e cório.
apresentam ovos ...................... . Por outro lado, em
........................ a clivagem é parcial, pois seus ovos são •• Somitos mesodérmicos.
........................ . •• Tubo neural dorsal.
a) répteis – heterolécitos – equinodermos – centrolécitos. De acordo com esses dados, conclui-se que os ovos:
b) mamíferos – telolécitos – peixes – oligolécitos. a) não eram de aves.
c) répteis – oligolécitos – equinodermos – telolécitos. b) não eram de répteis.

d) mamíferos – oligolécitos – peixes – telolécitos. c) eram de anfíbios ou de répteis.

e) equinodermos – telolécitos – mamíferos – oligolécitos. d) eram de anfíbios ou de aves.

8. (Unirio) Analisando as características do desenvolvi- e) eram de répteis ou de aves.


mento embrionário de um determinado animal, um aluno 11. (Mackenzie)
pode notar a presença de:
I. Três tecidos embrionários.
I. Óvulo com grande quantidade de vitelo e segmen-
tação parcial. II. Celoma e deuterostomia.
III. Simetria bilateral no adulto.
II. Embrião com âmnio, saco vitelínico, alantoide e
córion. IV. Notocorda e sistema circulatório fechado.
O animal observado foi um(a): Das afirmações acima, mamíferos e equinodermos têm
a) rato. em comum:
a) I e III, somente.
b) peixe.
b) I, II e IV, somente.
c) sapo.
c) I, III e IV, somente.
d) mosca.
d) I e II, somente.
e) ema.
e) I, II, III e IV.
9. (PUC-SP) Considere três animais com as seguintes
características relativas ao desenvolvimento: 12. (PUC-Campinas) Considere as seguintes estruturas:
I. Apresenta ovo rico em vitelo (telolécito), com seg- I. notocorda
mentação parcial; não tem estágio larval. II. fendas branquiais
II. Apresenta ovo pobre em vitelo (oligolécito), com A alternativa, a seguir, que indica corretamente a
segmentação total; não tem estágio larval. presença dessas estruturas durante o desenvolvimento
embrionário dos grupos de animais mencionados é:
III. Apresenta ovo com quantidade razoável de vitelo
a) protocordados (I).
(mediolécito), com segmentação total; tem está-
gio larval. vertebrados de respiração branquial (II).
Os animais I, II e III podem ser, respectivamente: vertebrados de respiração pulmonar (I e II).
a) galinha, camundongo e sapo. b) protocordados (I).
b) rã, tartaruga e tamanduá. vertebrados de respiração branquial (I e II).
c) tatu, sapo e largatixa. vertebrados de respiração pulmonar (II).
d) avestruz, rã e tatu. c) protocordados (I e II).
EM_V_BIO_005

e) capivara, jacaré e salamandra. vertebrados de respiração branquial (II).


vertebrados de respiração pulmonar (I e II).
10
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
d) protocordados (I e II). d) equinodermo.
vertebrados de respiração branquial (I e II). e) cefalocordado.
vertebrados de respiração pulmonar (I). 17. (Unesp) Considere os esquemas, numerados de 1 a 6,
e) protocordados (I e II). que mostram os diferentes estágios que ocorrem durante
o processo de clivagem. Observe que eles não estão na
vertebrados de respiração branquial (I e II). sequência correta de acontecimentos.
vertebrados de respiração pulmonar (I e II).
13. (Mackenzie) Alguns animais apresentam no seu corpo
uma cavidade ao redor do intestino. Quando essa ca-
vidade apresenta-se parcialmente revestida por tecido
mesodérmico, é denominada:
a) pseudoceloma.
b) celoma.
c) arquêntero.
Em qual alternativa o desenvolvimento embrionário está
d) notocorda.
em ordem sequencial totalmente correta?
e) cório. a) 3 - 6 - 1 - 4 - 5 - 2
14. (UFRGS) Assinale a alternativa que contém uma ca- b) 5 - 3 - 1 - 4 - 6 - 2
racterística que surgiu entre os anelídeos e foi mantida
pelos animais que apareceram mais tarde no processo c) 3 - 5 - 2 - 1 - 6 - 4
evolutivo. d) 1 - 3 - 5 - 6 - 4 - 2
a) notocorda. e) 3 - 1 - 5 - 2 - 6 - 4
b) fendas branquiais. 18. (UFV) A figura a seguir representa uma das fases do
c) mesoderma. desenvolvimento embrionário de um certo organismo.

d) simetria bilateral.
e) celoma verdadeiro.
15. (PUC Minas) Observe os animais a seguir:

Assinale a alternativa que contém, respectivamente, o


tipo e a forma de clivagem desse ovo:
Eles têm em comum o fato de a) alécito; holoblástica igual.
a) apresentar circulação fechada.
b) heterolécito; holoblástica desigual.
b) ter respiração pulmonar.
c) heterolécito; meroblástica desigual.
c) ser deuterostômios.
d) telolécito; meroblástica discoidal.
d) excretar ácido úrico.
e) centrolécito; meroblástica superficial.
e) apresentar sistema ambulacral.
19. (Unesp) Um dos caminhos escolhidos pelos cientistas
16. (Mackenzie) Sabendo que um embrião apresenta noto- que trabalham com clonagens é desenvolver em hu-
corda, fendas branquiais e tubo nervoso dorsal, pode- manos a clonagem terapêutica, principalmente para a
mos afirmar com certeza que NÃO se trata de um: obtenção de células-tronco, que são células indiferen-
ciadas que podem dar origem a qualquer tipo de tecido.
a) protocordado.
Quanto a este aspecto, as células-tronco podem ser
b) vertebrado. comparadas às células dos embriões, enquanto estas
EM_V_BIO_005

se encontram na fase de:


c) cordado.

11
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
a) mórula. d) formação da notocorda.
b) gástrula. e) formação da placa neural.
c) nêurula. 23. (PUC-Campinas) Considere os anexos embrionários
de uma ave:
d) formação do celoma.
I. cório
e) formação da notocorda.
II. âmnio
20. (UFRGS) Em ovos oligolécitos, a fase da embriogênese
caracterizada por um maciço de células formado por III. alantoide
sucessivas clivagens, aproximadamente com o mesmo
IV. saco vitelino
volume do ovo inicial, denomina-se:
Assinale a alternativa que associa, corretamente, os
a) mórula.
anexos embrionários às suas funções.
b) blástula. a) Proteção (I e II) – Nutrição (III) – Excreção e Res-
c) gástrula. piração (IV).

d) arquêntero. b) Proteção (I e II) – Nutrição (IV) – Excreção e Res-


piração (III).
e) blastômero.
c) Proteção (II) – Nutrição (I e IV) – Excreção e Res-
21. (PUCPR) Associe a segunda coluna de acordo com a piração (III).
primeira:
d) Proteção (III) – Nutrição (I e II) – Excreção e Res-
Fases de desenvolvimento: piração (IV).
1) Fertilização.
e) Proteção (IV) – Nutrição (III) – Excreção e Respi-
2) Gástrula. ração (I e II).
3) Blástula. 24. (Mackenzie) O fato de peixes e anfíbios depositarem
4) Segmentação. seus ovos na água permite que os seus embriões, ao
contrário de répteis e aves, NÃO apresentem:
5) Nêurula.
a) placenta e alantoide.
Características:
b) saco vitelino e âmnio.
(( ) Fase caracterizada pela formação do tubo neural.
c) âmnio e placenta.
(( ) Fase em que o ovo se divide, sucessivamente, até as
células atingirem as dimensões normais da espécie. d) saco vitelino e alantoide.
(( ) Fase durante a qual os gametas se unem. e) âmnio e alantoide.
(( ) Fase durante a qual um grupo de células envolve 25. (Mackenzie)
uma pequena cavidade central.
•• Proteção contra ressecamento e choques mecâ-
(( ) Fase na qual se origina o intestino primitivo. nicos.
Assinale a sequência correta. •• Secreção hormonal.
a) 5 - 4 - 1 - 3 - 2 •• Depósito de excretas nitrogenados.
b) 1 - 2 - 3 - 4 - 5 As funções anteriores podem ser desempenhadas,
c) 5 - 4 - 1 - 2 - 3 durante o desenvolvimento embrionário, por estruturas
chamadas anexos embrionários. Os anexos que exercem
d) 3 - 4 - 1 - 2 - 5 as funções anteriores são, respectivamente:
e) 5 - 1 - 4 - 3 – 2 a) alantoide, placenta e saco vitelino.
22. (PUC Minas) O fenômeno que caracteriza o início do b) saco vitelino, bolsa amniótica e alantoide.
processo de neurulação nos cordados é a: c) bolsa amniótica, placenta e alantoide.
a) formação do arquêntero. d) placenta, saco vitelino e bolsa amniótica.
EM_V_BIO_005

b) cavitação da mórula. e) alantoide, bolsa amniótica e placenta.


c) formação do blastóporo.
12
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
26. (Elite) A estrutura embrionária denominada de tubo 31. (Fuvest) Em condições normais, a placenta humana tem
neural tem origem em um folheto embrionário. Assinale por funções:
a alternativa que contém a associação correta entre o
a) proteger o feto contra traumatismos, permitir a tro-
folheto e o tecido permanente que será originado:
ca de gases e sintetizar as hemácias do feto.
a) ectoderma – tudo digestivo.
b) proteger o feto contra traumatismos, permitir a tro-
b) endoderma – sistema nervoso. ca de gases e sintetizar os leucócitos do feto.
c) ectoderma – sistema circulatório. c) permitir o fluxo direto de sangue entre a mãe e o
filho e a eliminação dos excretas fetais.
d) ectoderma – sistema nervoso.
d) permitir a troca de gases e nutrientes e a elimina-
27. (Elite) O celoma é uma cavidade originada no me-
ção dos excretas fetais dissolvidos.
soderma. Qual das alternativas apresenta um animal
celomado? e) permitir o fluxo direto de sangue do filho para a
mãe, responsável pela eliminação de gás carbônico
a) Planária.
e de excretas fetais.
b) Minhoca.
32. (Unirio) Observe a seguir o esquema de um embrião
c) Água-viva. humano e analise as afirmações.
d) Esponja.
A
28. (Elite) Assinale a(s) alternativa(s) que contém (contêm)
uma afirmação INCORRETA: B
a) o arquêntero origina o intestino primitivo. C
b) a planária é um animal pseudocelomado. D

c) o córion é uma membrana que origina o sistema E


nervoso.
d) o celoma é uma cavidade presente nos insetos. I. As estruturas A e C são exclusivas de mamíferos.
29. (Fuvest) Qual das alternativas a seguir é a melhor expli- II. A estrutura B aparece a partir de répteis e é bem
cação para a expansão e domínio dos répteis durante desenvolvida nas aves.
a era mesozoica, incluindo o aparecimento dos dinos-
III. A estrutura D envolve todo o embrião e aparece
sauros e sua ampla distribuição em diversos nichos do
somente em répteis, aves e mamíferos.
ambiente terrestre?
A(s) afirmação(ões) correta(s) é(são):
a) Prolongado cuidado com a prole, garantindo prote-
ção contra os predadores naturais. a) somente a III.

b) Aparecimento de ovo com casca, capaz de evitar o b) somente a I e a II.


dessecamento. c) somente a I e a III.
c) Vantagens sobre os anfíbios na competição pelo d) somente a II e a III.
alimento.
e) I, II e III.
d) Extinção dos predadores naturais e consequente
explosão populacional. 33. (PUC-Campinas) A figura a seguir mostra um útero
humano contendo dois embriões em desenvolvimento.
e) Abundância de alimento nos ambientes aquáticos
abandonados pelos anfíbios.
30. (Unesp) O alantoide é um anexo embrionário que o
desenvolvimento ocorre a partir do:
a) aparelho respiratório.
b) trato digestivo.
c) sistema excretor.
EM_V_BIO_005

d) sistema nervoso.
e) aparelho reprodutor.
13
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
Esses gêmeos possuem em comum: 36. (PUC Minas) Os ovos de répteis possuem vários com-
a) somente o âmnio. ponentes que permitem a eles resistirem ao ambiente
terrestre. Marque, dentre as alternativas a seguir, o
b) somente a placenta. componente que NÃO é resultante do desenvolvimento
c) somente o cório. embrionário:
d) somente o cório e a placenta. a) casca calcárea.
e) a placenta, o cório e âmnio. b) âmnio.
34. (Unesp) Um pesquisador, ao acompanhar o desenvol- c) cório.
vimento de ovos, de um determinado grupo de animais, d) alantoide.
encontrou as seguintes características.
e) saco vitelínico.
I. Presença de âmnio e alantoide.
37. (Unesp) Sobre a placenta, é correto afirmar que:
II. Grande quantidade de vitelo.
a) é um órgão presente em todos os mamíferos e se
III. Fragmentos de casca calcária. forma após a nidação do ovo no útero.
IV. Ácido úrico armazenado no alantoide. b) funciona como rins, pulmões, fígado, intestino e
Baseado nessas características, o pesquisador concluiu glândula endócrina, todos combinados como se
que os ovos estudados poderiam ser de: fossem um só órgão.
a) peixe ou anfíbio. c) comunica-se com o embrião através do cordão
umbilical, no qual existem artérias que conduzem
b) ave ou réptil.
sangue arterial da mãe ao feto.
c) réptil ou anfíbio.
d) comunica-se com o embrião através do cordão um-
d) peixe ou réptil. bilical, no qual existem veias que conduzem sangue
e) ave ou anfíbio. venoso do feto à placenta.

35. (Unesp) O esquema representa um ovo de ave em pleno e) pelas suas inúmeras funções, dispensa a presença
desenvolvimento embriológico. da membrana amniótica, do cório, do saco vitelíni-
co e do alantoide, quando o feto atinge as últimas
semanas de vida intrauterina.
38. (PUCPR) Assinale a opção que indica as funções da
placenta humana:
I
a) permitir o fluxo direto de sangue do filho para a
mãe, que é a responsável pela eliminação de gás
carbônico e de excretas fetais.
b) proteger o feto contra traumatismos, permitir a tro-
ca de gases e sintetizar os leucócitos do feto.
c) permitir o fluxo direto de sangue entre a mãe e o
A estrutura indicada pelo algarismo I representa: filho e a eliminação dos excretas dissolvidos.
a) o alantoide, que armazena as substâncias nutritivas d) proteger o feto contra traumatismos, permitir a tro-
para o embrião. ca de gases e sintetizar as hemácias do feto.
b) o âmnio, que acumula o líquido amniótico, no qual e) permitir a troca de gases e nutrientes e a elimina-
fica mergulhado o embrião. ção dos excretas fetais dissolvidos.
c) o saco vitelínico, que é uma estrutura que impede a placenta córion
desidratação do embrião. tuba uterina
córion
d) o âmnio, que é responsável pela nutrição das célu-
las embrionárias. ovário

cordão
e) o alantoide, onde são armazenados os produtos da cavidade
umbilical
EM_V_BIO_005

córion aminiótica
excreção nitrogenada.
colo uterino

canal vaginal
14
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
39. (UFV) Em algum momento do período embrionário, os II. o alantoide, ligado ao intestino posterior do em-
vertebrados desenvolvem anexos especiais importantes brião, envolve e protege o embrião contra desse-
para as funções da vida do embrião. Os vertebrados cação e choques mecânicos (pois sua cavidade é
relacionados, na coluna I, podem ser diferenciados ou cheia de líquido); é formado pela endoderme e pela
não pela presença de anexos, na coluna II. mesoderme visceral; pode ser encontrado em rép-
teis, aves e mamíferos.
Coluna I Coluna II
1 - Peixe I - saco vitelino III. o âmnio, formado pela ectoderme e pela meso-
derme parietal, tem como principal função acu-
2 - Anfíbios II - alantoide mular os produtos de excreção produzidos pelo
3 - Répteis III - âmnio embrião; pode ser encontrado em peixes, répteis,
4 - Aves IV - cório aves e mamíferos.
5 - Mamíferos V - placenta IV. o cório, formado pela endoderme e pela mesoderme
Observe as duas colunas, e assinale a alternativa que parietal, envolve e protege todo o conjunto (embrião
associa, corretamente, vertebrado(s) e anexo(s): e demais anexos); nos peixes e mamíferos, o cório
funde-se ao alantoide formando o alantocório, extre-
a) 1 e 2 – I, II e III.
mamente vascularizado, o que permite trocas gaso-
b) 1, 2 e 3 – II e III. sas e a retirada de sais de cálcio da casca do ovo.
c) 4 – I, II, III e IV. V. a placenta é um órgão formado por tecidos do cório
e do alantoide reunidos a porções do revestimen-
d) 3 e 4 – I, IV e V. to interno do útero. Produz hormônios e permite a
e) 3, 4 e 5 – I, II, III, IV e V. ocorrência de trocas de nutrientes e gases respira-
tórios entre o embrião e o organismo materno. Só é
40. (UFRRJ) Sobre a placenta foram feitas três afirmações: encontrada nos mamíferos.
I. pode realizar trocas gasosas e metabólicas na re- Está (estão) corretas:
lação feto-mãe.
a) Apenas V.
II. é atravessada por numerosas moléculas de anticor-
b) I, II, III, IV e V.
pos como gamaglobulinas e anticorpos específicos
que passam para o feto, conferindo-lhe imunida- c) Apenas IV.
de permanente à maioria das doenças infecciosas
d) Apenas I e II.
imunizantes.
e) Apenas I e V.
III. tem o papel de produzir os hormônios progesterona
e estrogênio que mantêm o útero numa condição
de indiferença ao feto, impedindo sua expulsão.
IV. é um anexo embrionário presente em todos os ma-
míferos.
1. (UFPR) Considerando os conceitos gerais sobre em-
Estão corretas as afirmativas: briologia, assinale V (verdadeiro) e F (falso):
a) I e Il (( ) Nos espermatozoides, as mitocôndrias, situadas na
b) II e III região intermediária, são as “centrais de energia”
para a intensa atividade motora do flagelo.
c) III e IV
(( ) Nos marsupiais os filhotes nascem prematuramente e
d) I e III completam seu desenvolvimento na bolsa marsupial.
e) Il e IV (( ) A penetração de um único espermatozoide no óvulo
41. (PUCPR) O desenvolvimento embrionário nos verte- caracteriza a monospermia. Há casos de polisper-
brados leva à formação, em determinado estágio, de mia, ou seja, entrada de mais de um espermatozoide
no óvulo, e isto caracteriza a formação de gêmeos.
certas estruturas que não farão parte do futuro animal.
Tais estruturas, os anexos embrionários, desempenham (( ) Na segmentação do ovo ocorrem muitas mitoses,
funções variadas. A seu respeito, poderíamos afirmar: resultando muitos blastômeros de tamanhos cada
vez menores.
I. o saco vitelino, ligado ao tubo digestivo do embrião,
EM_V_BIO_005

tem função de absorção do material nutritivo (vitelo); (( ) O âmnio é o anexo embrionário que se constitui
é formado pela endoderme e pela ectoderme; pode numa bolsa preenchida pelo líquido amniótico e que
ser encontrado somente nas aves e mamíferos. tem por função proteger o embrião contra choques
mecânicos e desidratação. 15
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
2. (Unirio) Sabemos que a embriologia é a parte da biologia utilizaram células retiradas da massa celular interna de
que estuda as transformações que se processam numa blastocistos (um dos estágios iniciais dos embriões de
célula em desenvolvimento. Cite os tipos de ovos que mamíferos) de camundongos.”
se formam após a fecundação, sua segmentação e um
exemplo de ocorrência. (CARVALHO, A. C. C. de. Células-Tronco: A Medicina do
Futuro. Ciência Hoje, v. 29, n. 172, jun. 2001. p. 26-31.)
3. (UFPR) “A 13 de outubro de 1993, na reunião da
Sociedade Americana para Pesquisa da Fertilidade, re-
alizada em Montreal (Canadá), os pesquisadores norte- Com base nas informações do texto e nos conhecimentos
-americanos Jerry Hull e Robert Stillman anunciaram sobre o assunto, assinale V (verdadeiro) e F (falso):
que, durante um trabalho de fertilização assistida, haviam (( ) O zigoto ou ovo resultante da fertilização deve so-
separado os blastômeros de um zigoto segmentado frer uma série de divisões celulares, que iniciam no
que, fatalmente, iria degenerar, pois era triploide, isto processo de clivagem para originar um organismo
é, tinha três conjuntos cromossômicos em vez dos dois multicelular complexo.
encontrados normalmente. A partir de cada um dos blas- (( ) O blastocisto corresponde à fase de blástula no ma-
tômeros, mostraram que era possível obter um embrião. mífero e contém células capazes de originar diferen-
Portanto, se o zigoto segmentado tivesse sido normal, tes tipos celulares.
os vários embriões resultantes teriam a possibilidade
de ser implantados no útero de uma mulher, podendo (( ) Uma célula-tronco embrionária é aquela que pode
originar gêmeos univitelinos.” se diferenciar em um único tipo celular durante o
processo de desenvolvimento.
(Revista Ciência Hoje, v. 23, n0 137, p. 45, abril de 1998.) (( ) O zigoto pode ser considerado uma célula totipoten-
te, pois pode dar origem a todos os tipos celulares
Considerando os termos e conceitos contidos no texto, de um organismo, inclusive os gametas.
é correto afirmar.
(( ) Chama-se blastômero cada célula resultante da di-
visão do zigoto.
(( ) O zigoto é o resultado da união de dois gametas
haploides, o que reconstitui o conjunto diploide de
cromossomos da espécie.
5. Calcule a concentração em g/L de uma solução
(( ) A segmentação do zigoto corresponde a uma série
de cloreto de sódio presente no vitelo de um ovo
de divisões mitóticas que ocorrem após a fertilização
oligolécito, sabendo que ela encerra 10g de sal em
e ativação do ovo.
250mm3 de vitelo.
(( ) Na espécie humana, a implantação do embrião no
útero ocorre imediatamente após a formação do zi-
goto. 6. Sabemos que o vitelo é a fonte de alimentação do em-
brião, principalmente para os animais ovíparos.
(( ) As células envolvidas na formação do zigoto são o
óvulo (célula sexual feminina) e o espermatozoide O ovo que compramos no supermercado na realidade
(célula sexual masculina), ambas originadas por é um ovócito, ou seja, o gameta da galinha.
processo de meiose. Se compararmos a coloração da gema de um ovo
comprado com um ovo de uma galinha criada solta em
(( ) As fases de gástrula e nêurula antecedem a fase de
um quintal (caipira), vamos notar que a segunda gema
mórula, que caracteriza o estágio de segmentação.
apresenta uma coloração muito mais intensa do que a
4. (UFPR) “Entre cerca de 75 trilhões de células existen- primeira. Por quê?
tes em um homem adulto são encontrados em torno 7. (UFPR) Os diferentes modos no desenvolvimento
de 200 tipos celulares distintos. Todos eles derivam embrionário refletem a evolução dos diferentes grupos
de células precursoras, denominadas ‘células-tronco’. animais ao longo do tempo. Segundo a análise embrio-
A célula-tronco prototípica é o óvulo fertilizado (zigo- lógica, é correto afirmar:
to). Essa única célula é capaz de gerar todos os tipos
celulares existentes em um organismo adulto. [...] As (( ) No desenvolvimento embrionário de mamíferos, a
células-tronco embrionárias são estudadas desde o vesícula vitelínica é o primeiro órgão hematopoiéti-
século XIX, mas há 20 anos dois grupos independentes co (formador de células do sangue), abandonando
EM_V_BIO_005

de pesquisadores conseguiram imortalizá-las, ou seja, essa atividade quando a função passa a ser desem-
cultivá-las indefinidamente em laboratório. Para isso, penhada por órgãos mais especializados.

16
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
(( ) Todos os organismos triploblásticos, por possuírem polo animal (PA) com pouco vitelo e um polo vege-
três folhetos embrionários, desenvolvem celoma. tativo (PV) onde se concentra o vitelo.
(( ) Quando o blastóporo origina inicialmente o ânus e (( ) A segmentação apresentada na sequência n.º 2 é
posteriormente outro orifício com função de boca, típica dos ovos telolécitos incompletos, também de-
tem-se organismos denominados protostômios. nominados heterolécitos, devido ao modo como o
vitelo está distribuído, tendo micrômeros no PA e
(( ) Em mamíferos, a estrutura denominada blastocisto
macrômeros no PV.
compreende o trofoblasto e o embrioblasto.
(( ) O tipo de segmentação depende não só da quan-
(( ) O alantoide é um dos vários anexos embrionários.
tidade de vitelo, como da sua distribuição. Também
Em animais ovíparos como aves e répteis, tem
o tipo da blastocele depende do vitelo: ao final da
como funções: realizar as trocas gasosas entre em-
segmentação apresentada na sequência n.º 1 temos
brião e o meio, armazenar excretas e desempenhar
uma blastocele central; ao final da segmentação
atividade nutridora. Nos mamíferos vivíparos essas
apresentada na sequência n.º 2 temos uma blasto-
funções são desempenhadas pela placenta, onde
cele excêntrica.
os nutrientes passam da circulação materna para a
circulação fetal. Os restos metabólicos circulam no (( ) O tipo de segmentação da sequência n.º 2 é mero-
sentido contrário. blástica discoidal, típica de ovos com grande quanti-
dade de vitelo. Ela ocorre nos ovos de aves.
(( ) A notocorda é uma estrutura que serve como molde
para a coluna vertebral. Nos animais cordados, a no- (( ) No processo de segmentação, o ovo sofre várias
tocorda será substituída por tecido ósseo, originado divisões mitóticas, aumentando o número de célu-
da mesoderme. las (blastômeros) sem que haja aumento do volume
total do conjunto.
8. (Unicamp) As fases iniciais do desenvolvimento em-
brionário do anfioxo estão representadas nas figuras 10. (UFRJ) A classificação dos animais pode ser feita
a seguir: baseando-se em critérios distintos. Entre eles utilizam-se
o número de folhetos embrionários, a presença ou não
de cavidade celômica e a origem embrionária da boca.
A seguir observa-se uma árvore filogenética criada a
partir desses critérios.

a) Identifique essas fases.


b) Descreva as diferenças de cada uma delas em rela-
ção à fase anterior.
9. (UFPR) Na fecundação ocorrem fenômenos de grande
importância. Um deles é a ativação do ovo, fenômeno
esse que desencadeia as divisões mitóticas de seg-
mentação. Observe a segmentação de dois tipos de
ovos representados a seguir e selecione as alternativas
corretas.

(LINHARES, Sergio; GEWANDSNADJER, Fernando.


Biologia Hoje. São Paulo: Ática, 1998. p. 55. Adaptado.)

(( ) A sequência n.º 1 representa o tipo de segmenta- Qual desses três critérios citados foi utilizado para
ção holoblástica ou total, igual, típica de ovos com separar a árvore filogenética em dois ramos no ponto
pouco vitelo (substância nutritiva) uniformemente indicado pela seta? Justifique.
distribuído. 11. (UFSC) Logo após a fecundação, a célula-ovo ou zigoto
inicia um processo de segmentação. Na figura abaixo,
EM_V_BIO_005

(( ) A sequência n.º 2 representa o tipo de segmentação diversos tipos de zigoto e de segmentação estão re-
holoblástica ou total, desigual. Nela, o zigoto tem um presentados.
17
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
a) mamíferos.
b) anfíbios.
c) anfioxo.
d) aves.
e) répteis.
13. (PUC Minas) Observe a figura a seguir, que trata da
provável filogenia para os invertebrados:

Em relação a essa etapa da embriogênese e aos tipos


de zigotos mostrados, assinale a(s) proposição(ões)
verdadeira(s) com V e a(s) falsa(s) com F:
(( ) O vitelo é rico em substâncias nutritivas.
Compreendendo X a presença de três folhetos
(( ) Os tipos de segmentação dependem da quantidade
embrionários, Y a presença de celoma e Z a ocorrência
e da distribuição do vitelo no ovo.
de deuterostomia, X, Y e Z podem ser respectivamente
(( )Em a e b temos a segmentação holoblástica igual representados pelos seguintes grupos de animais
e desigual, respectivamente, que ocorre em zigo- invertebrados:
tos provenientes de óvulos com alta concentração a) poríferos, nematódeos e moluscos.
de vitelo.
b) cnidários, moluscos e anelídeos.
(( ) Em b, a presença de macrômeros, no polo vegetati-
vo, dá-se em função da maior distribuição do vitelo c) platelmintos, nematódeos e anelídeos.
nessa região, o que dificulta o processo de divisão d) nematódeos, moluscos e equinodermos.
celular.
e) moluscos, anelídeos e artrópodos.
(( ) Em c, a segmentação ocorre apenas na região de-
nominada cicatrícula, como ocorre nos ovos de ga- 14. (Unirio) Quanto ao desenvolvimento embrionário,
linha. associe todos os elementos da coluna inferior com a
classificação apresentada na coluna superior.
(( ) Em d, a clivagem é dita meroblástica superficial, sen-
do proveniente de óvulos centrolécitos com abun- I. diblásticos acelomados.
dância de vitelo na região periférica. II. triblásticos acelomados.
(( ) O teor de vitelo no ovo é tanto maior quanto mais III. triblásticos pseudocelomados.
elevada a posição do animal na escala evolutiva.
IV. triblásticos celomados.
12. (UFRJ) O esquema a seguir ilustra o processo de seg-
mentação e clivagem em: (( ) Asquelmintos
(( ) Anelídeos
(( ) Celenterados
(( ) Artrópodos
(( ) Esponjas
A sequência correta, de cima para baixo, na coluna
inferior é;
a) I - II - III - IV - I
b) I - II - III - IV - IV
c) I - IV - III - IV - I
EM_V_BIO_005

d) II - IV - I - IV - I
(AMABIS; MARTHO. Curso Básico de Biologia. 1. ed.
São Paulo: Moderna, 1985.) e) III - IV - I - IV – I
18
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
15. (UFRGS) Assinale a alternativa que contém os termos
que preenchem corretamente as lacunas da frase a
seguir.
No aspecto do desenvolvimento embrionário, o grupo
dos .......................... é o que está evolutivamente mais
próximo do grupo dos cordados, pois ambos são
........................ .
a) moluscos – deuterostômios.
b) platelmintes – protostômios.
c) artrópodos – deuterostômios.
d) anelídeos – protostômios.
e) equinodermas – deuterostômios.
16. (UFMG) Observe a figura.

(ARMS, K; CAMP, P. S. Saunders. Biology. College Publishing, 1987.)

a) Sabendo-se que os metazoários triploblásticos são


1 2 divididos em protostomados e deuterostomados,
dê o nome de dois filos pertencentes a cada um
desses grupos.
b) Na figura, que letra representa cada um dos filos
escolhidos por você?
c) Dê uma característica dos protostomados triplo-
blásticos. Como essa característica se apresenta
nos deuterostomados?
Essa figura representa uma árvore filogenética hipotética
da evolução dos animais. 19. (Unesp) O desenho a seguir representa o esquema de
Pode-se afirmar que o critério utilizado para separar os um embrião de cordado seccionado transversalmente.
ramos 1 e 2 foi: No adulto, uma das estruturas está relacionada com o sis-
tema nervoso e a outra, com o sistema de sustentação.
a) a boca originada do blastóporo em 2.
b) a circulação aberta em 2. A
c) a presença de anexos embrionários em 1. B
d) a presença de celoma em 1.
e) a presença de três folhetos embrionários em 2.

17. Considerando que a segmentação de um ovo ocorra


em PG, quantos blastômeros existirão após 48 divi-
sões a partir do zigoto? Dê o nome das estruturas assinaladas e responda como
elas se originaram no embrião.
20. (Unesp) A figura representa o esquema de um corte
18. (Unicamp) A figura a seguir mostra uma das árvores transversal de um embrião de cordado na fase de
evolutivas sugeridas para os animais. nêurula.
EM_V_BIO_005

19
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
A 22. (Unicamp) Os primeiros vertebrados a ocupar o am-
biente terrestre foram os anfíbios que, porém, ainda
B
necessitam retornar à água para a reprodução. A in-
dependência da água foi conseguida posteriormente
através de novidades evolutivas, como as relacionadas
ao ovo.

Observe o esquema e responda.


a) Que estrutura se originará da porção embrionária
apontada pela seta I, e que denominação recebe-
rá, nos mamíferos adultos, a estrutura indicada na
seta II? a) Indique as letras do esquema que correspondem
b) Quais as fases da embriogênese que antecedem à às estruturas que aparecem só a partir desse tipo
fase de nêurula? de ovo. Identifique as estruturas indicadas.

21. (UFSC) As figuras a seguir representam cortes trans- b) Cite outra adaptação reprodutiva para a vida animal
versais de dois momentos da organogênese, em an- em ambiente terrestre.
fioxo. Considerando as características dessa etapa do 23. (Unifesp) Nos vertebrados, a presença de ovos com
desenvolvimento embrionário e as figuras, assinale a(s) casca representou um grande avanço em termos de
proposição(ões) correta(s). adaptação evolutiva.
a) Esse caráter está presente em quais grupos de ver-
tebrados?
b) Que novidade evolutiva substituiu a função desem-
penhada pelos ovos com casca? Comente sobre
uma provável consequência do surgimento desse
caráter.
24. (Elite) Mostre a diferença entre um animal deuterostômio
e o protostômio.
25. (Elite) Os cnidários são animais diblásticos. Eles apre-
sentam celoma? Justifique.
a) A organogênese precede a mórula e caracteriza-se
26. (Elite) Cite um exemplo de cada tecido originado por
pela diferenciação dos órgãos a partir dos folhetos
cada folheto embrionário.
embrionários formados no período da gastrulação.
b) A partir do achatamento da ectoderme, da região
dorsal do embrião, diferencia-se a placa neural (a)
e, posteriormente, o tubo neural (b), que dará ori-
gem ao sistema nervoso do indivíduo.
c) Da endoderme (c) deriva o epitélio de revestimento 27. Considerando que a área ocupada pelo arquêntero
do tubo digestivo, exceto as cavidades oral e anal, represente ¼ da área total da gástrula que possui
que são formadas a partir da ectoderme. 20mm2, qual a área do arquêntero?
d) O celoma (d) é uma cavidade do embrião, deriva-
do das bolsas mesodérmicas (e), e está delimitado
28. O âmnio foi uma conquista dos animais para que du-
pela mesoderme (f).
rante o desenvolvimento do embrião não houvesse a
EM_V_BIO_005

e) Do teto do arquêntero (g) diferencia-se a notocor- dependência da água.


da (h), que é uma estrutura maciça, localizada na
Essa afirmativa “não houvesse dependência da água”
região dorsal, logo abaixo do tubo neural (b).
está absolutamente correta? Justifique.
20
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
29. (PUC Minas) A figura a seguir ilustra o processo denomi- c) Embriões de répteis apresentando fendas bran-
nado amniocentese, utilizado para diagnóstico pré-natal quiais.
de doenças genéticas. A técnica consiste na remoção
d) Embriões de répteis dentro de ovos com muito vitelo.
de uma pequena quantidade de líquido amniótico (que
banha o feto durante o desenvolvimento embrionário) e) Embriões de répteis com a coluna vertebral surgin-
para análise. Nesse líquido são encontradas proteínas e do do mesoderma.
células que se soltam da pele do feto e dos revestimentos
31. (PUCPR) Analise as afirmações relacionadas ao estudo
das vias gastrointestinais, respiratórias e genito-urinárias.
dos anexos embrionários:
As células imersas no líquido podem ser coletadas por
centrifugação e utilizadas para estabelecer culturas de I. O saco vitelínico é uma bolsa que abriga o vitelo e
amniócitos. Essas culturas podem ser analisadas cito- que participa no processo de nutrição do embrião,
logicamente, ou por análise do DNA. sendo bem desenvolvida nos peixes, répteis e aves
e reduzida nos mamíferos.
seringa
II. O âmnio é uma membrana que envolve o embrião,
delimitando a cavidade amniótica, que contém o
Líquido Ultrassom líquido amniótico, cuja principal função é de prote-
amniótico ger o embrião contra choques mecânicos e contra
a dessecação.
Útero Bexiga III. O alantoide é um anexo que deriva da porção pos-
terior do intestino do embrião, tendo como função,
nos répteis e nas aves, armazenar excretas nitroge-
Placenta nadas e participar de troca gasosas.
Feto
IV. A placenta não é considerada um anexo embrioná-
rio, por ser um órgão formado pela interação entre
Sobre o processo acima descrito são feitas várias
tecidos materno e fetal.
afirmações. Com base em seus conhecimentos e no
texto acima, assinale a alternativa que apresenta um Está correta ou estão corretas:
erro conceitual ou processual. a) apenas III e IV.
a) O líquido amniótico funciona como amortecedor de
b) apenas I.
choques mecânicos e propicia um ambiente ade-
quado para o desenvolvimento do feto. c) apenas I.
b) Células presentes no líquido podem ser utilizadas d) apenas I e I.
para a determinação de anomalias cromossômicas.
e) todas.
c) O processo pode ser indicado para gestantes com
32. (Fuvest) O ornitorrinco e a équidna são mamíferos
idade avançada, para as quais é maior o risco de
primitivos que botam ovos, no interior dos quais ocorre
terem filhos com Síndrome de Down.
o desenvolvimento embrionário. Sobre esses animais, é
d) A cariotipagem pode ainda ser utilizada para a de- correto afirmar que:
tecção de erros inatos do metabolismo como, por
a) diferentemente dos mamíferos placentários, eles
exemplo, a hemofilia.
apresentam autofecundação.
e) A presença de alguns vírus, como o da rubéola,
b) diferentemente dos mamíferos placentários, eles
apontam para possibilidade de más-formações con-
não produzem leite para a alimentação dos filhotes.
gênitas na criança.
c) diferentemente dos mamíferos placentários, seus
30. (UFV) A embriologia dos répteis tem sido abordada em
embriões realizam trocas gasosas diretamente
filmes de ficção sobre dinossauros. Entretanto, conside-
com o ar.
rando os répteis atuais, assinale a alternativa que NÃO
poderia ser abordada numa cena de filme, como sendo d) à semelhança dos mamíferos placentários, seus
um fato biologicamente correto: embriões alimentam-se exclusivamente de vitelo
acumulado no ovo.
a) Embriões de répteis apresentando âmnio, cório e
alantoide. e) à semelhança dos mamíferos placentários, seus
embriões livram-se dos excretas nitrogenados atra-
EM_V_BIO_005

b) Embriões de répteis nutrindo-se da vascularização


vés da placenta.
placentária.

21
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
33. (Fuvest) Considere o desenho a seguir e assinale a Tipo de excreta
afirmativa correta: Tipo de fecun- Anexos
nitrogenado predominante
Animal dação embrionários
na fase embrionária

interna externa âmnio placenta amônia ácido úrico ureia

sapo

jacaré

I IV coelho

II III
36. (Unesp) A figura a seguir mostra um esquema do útero
humano, e algumas de suas estruturas.

Tubas uterinas

a) o anexo indicado por II também tem função secre-


tora hormonal.
2
b) durante o parto, I se rompe e é liberado com a 1
criança.
c) o líquido indicado por III fornece nutrientes e oxi-
gênio para o feto.
d) o cório, indicado por IV, é o anexo embrionário mais colo do útero
interno.
Em relação a este esquema, responda.
e) as quatro indicações representam anexos embrio- a) Que nome recebe a estrutura indicada por 1?
nários.
b) A seta 2 refere-se ao líquido amniótico. Qual é sua
34. (Fuvest) Durante a gestação, os filhotes de mamíferos função no organismo materno?
placentários retiram alimento do corpo materno. Qual das
alternativas indica o caminho percorrido por um amino- 37. (UFSC) Assinale a única proposição correta.
ácido resultante da digestão de proteínas do alimento, A “bolsa d’água”, cujo rompimento espontâneo anuncia
desde o organismo materno até as células do feto? o parto, está relacionada com um único anexo embrio-
a) Estômago materno circulação sanguínea mater- nário. Assinale-o:
na placenta líquido amniótico circulação a) alantoide.
sanguínea fetal células fetais. b) placenta.
b) Estômago materno circulação sanguínea mater- c) âmnio.
na placenta cordão umbilical estômago fe-
tal circulação sanguínea fetal células fetais. d) vesícula vitelínica.
c) Intestino materno circulação sanguínea materna e) cordão umbilical.
placenta líquido amniótico circulação san- 38. (UFPR) Sobre os aspectos principais da embriologia
guínea fetal células fetais. dos cordados, é correto afirmar que:
d) Intestino materno circulação sanguínea materna (01) âmnio, alantoide e saco vitelínico são exemplos de
placenta circulação sanguínea fetal células anexos embrionários.
fetais.
(02) O sexo do indivíduo é estabelecido por ocasião da
e) Intestino materno estômago fetal circulação fecundação.
sanguínea fetal células fetais.
(04) denomina-se anfimixia o fenômeno da fusão dos
35. (Fuvest) Para cada um dos três animais da tabela a se- pró-nucleos masculino e feminino.
guir, assinale com um X as caselas correspondentes ao
tipo de fecundação e à presença de anexos embrionários (08) a sequência das fases no desenvolvimento embrio-
e excretas nitrogenados. nário é: zigoto, segmentação, gástrula e blástula.
EM_V_BIO_005

22
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
(16) o tipo de segmentação depende, entre outros fato- 41. (UFSC) “O aparecimento da placenta no processo
res, da quantidade de vitelo acumulada no ovo. evolutivo das espécies veio contribuir para que, nos
mamíferos, as fêmeas pudessem desenvolver suas crias
(32) os mamíferos são animais diploblásticos, pois seus
dentro de seus próprios ventres, evitando o ataque
tecidos originam-se da ectoderme e endoderme.
de predadores aos ovos e tornando desnecessária a
Soma ( ) produção de elevado número de descendentes para a
39. (Unesp) De um modo geral, o período normal de ges- sobrevivência de algumas poucas crias [...]”
tação de um mamífero está diretamente relacionado ao
(SOARES, J. L. Biologia. São Paulo: Scipione, 1999, p. 211.)
tamanho do corpo. O período de gestação do elefante,
por exemplo, é de 22 meses, o do rato doméstico ape-
Com relação ao processo reprodutivo dos mamíferos
nas 19 dias. O gambá, entretanto, que tem tamanho
e ao desenvolvimento embrionário dessa classe de
corporal maior que o do rato doméstico, tem um período
animais, assinale com V para verdadeiro ou F para falso
de gestação de apenas 13 dias e seus filhotes nascem
as proposições adiante.
muito pequenos, se comparados com os filhotes do rato.
Considerando estas informações, responda: (( ) Algumas espécies de mamíferos atuais são ovíparas,
como é o caso do ornitorrinco que põe ovos seme-
a) Por que o gambá, de maior porte que o rato, tem lhantes aos dos répteis, incubando-os para manter
período de gestação menor? Justifique. a temperatura.
b) Qual é o anexo embrionário presente no rato e no (( ) Os mamíferos são animais de fecundação externa, e
elefante, mas ausente, ou muito pouco desenvolvi- na maioria absoluta das espécies o desenvolvimento
do, nos gambás? Cite uma função atribuída a esse embrionário ocorre dentro do corpo da fêmea.
anexo embrionário.
(( ) Através da placenta, a mãe fornece alimento e oxi-
40. (UFPR) Os diferentes modos no desenvolvimento gênio para o feto e este passa para a circulação ma-
embrionário refletem a evolução dos diferentes grupos terna o gás carbônico e restos de seu metabolismo,
animais ao longo do tempo. Segundo a análise embrio- como é o caso de produtos nitrogenados.
lógica, é correto afirmar:
(( ) A placenta secreta hormônios que mantêm a integri-
(( ) no desenvolvimento embrionário de mamíferos, a dade do endométrio durante a gravidez.
vesícula vitelínica é o primeiro órgão hematopoiéti-
co (formador de células do sangue), abandonando (( ) A placenta transmite ao feto anticorpos maternos,
essa atividade quando a função passa a ser desem- que lhe conferem imunidade contra todas as doen-
penhada por órgãos mais especializados. ças congênitas.

(( ) todos os organismos triploblásticos, por possuírem (( ) As trocas entre mãe e feto, através da placenta, são
três folhetos embrionários, desenvolvem celoma. efetuadas por difusão, graças à proximidade dos va-
sos sanguíneos maternos e dos vasos sanguíneos
(( ) quando o blastóporo origina inicialmente o ânus e do embrião.
posteriormente outro orifício com função de boca,
tem-se organismos denominados protostômios. 42. (UFPR) De acordo com os conhecimentos fundamentais
de embriologia, é correto afirmar:
(( ) em mamíferos, a estrutura denominada blastocisto
compreende o trofoblasto e o embrioblasto. (( ) para que a fecundação se concretize, é necessário
que ocorra o fenômeno da anfimixia.
(( ) o alantoide é um dos vários anexos embrionários.
Em animais ovíparos como aves e répteis, tem (( )os ovos oligolécitos armazenam pouco vitelo e
como funções: realizar as trocas gasosas entre em- são também encontrados nos equinodermos, en-
brião e o meio, armazenar excretas e desempenhar tre outros.
atividade nutridora. Nos mamíferos vivíparos essas (( ) a blástula caracteriza-se por apresentar cavidade
funções são desempenhadas pela placenta, onde celomática.
os nutrientes passam da circulação materna para a
circulação fetal. Os restos metabólicos circulam no (( ) a reprodução sexuada só ocorre em seres multice-
sentido contrário. lulares.

(( ) a notocorda é uma estrutura que serve como molde (( ) a quantidade de vitelo armazenada nos ovos não in-
para a coluna vertebral. Nos animais cordados, a no- terfere no tipo de segmentação dos mesmos.
tocorda será substituída por tecido ósseo, originado
EM_V_BIO_005

(( ) o saco amniótico tem, entre outras funções, a de


da mesoderme. servir como depósito de catabólitos durante o de-
senvolvimento embrionário das aves.
23
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
43. (Unicamp) Parques Zoológicos são comuns nas
grandes cidades e atraem muitos visitantes. O da
cidade de São Paulo é o maior do estado e está lo-
calizado em uma área de Mata Atlântica original que
abriga animais nativos silvestres vivendo livremente.
Existem ainda 444 espécies de animais, entre mamí-
feros, aves, répteis, anfíbios e invertebrados, nativos e
exóticos (de outras regiões), confinados em recintos
semelhantes ao seu habitat natural. Entre os animais
livres presentes na mata do Parque Zoológico podem
ser citados mamíferos como o bugio (primata) e o
gambá (marsupial), aves como o tucano-de-bico-
verde e, entre os répteis, o teiú.

(Disponível em: <www.zoologico.sp.gov.br>. Adapatado.)

a) Como podem ser diferenciados os marsupiais


entre os mamíferos?
b) As aves apresentam características em comum
com os répteis, dos quais os zoólogos acredi-
tam que elas tenham se originado. Mencione
duas dessas características.
c) Entre os animais exóticos desse zoológico estão
zebras, girafas, leões e antílopes. Que ambiente
deve ter sido criado no zoológico para ser se-
melhante ao habitat natural desses animais? Dê
duas características desse ambiente.

44. A estrutura externa da casca do ovo de um ovíparo é


de carbonato de cálcio. Qual a fórmula molecular dessa
substância?

EM_V_BIO_005

24
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
17. C
18. D
19. A
1. D
20. A
2. E
21. A
3. B
22. E
4. E
23. B
5. E
24. E
6. A
25. C
7. D
26. D
8. E
27. B
9. A
28. B e C
10. E
29. B
11. D
30. B
12. E
31. D
13. A
32. A
14. E
EM_V_BIO_005

33. D
15. C
34. B
16. D 25
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
35. E A blástula, originada a partir da mórula, apresenta
uma camada celular externa (blastoderme) e uma
36. A
cavidade denominada blastocele.
37. B
A gástrula, formada por embolia, a partir da blás-
38. E tula, apresenta dois folhetos, ectoderme e endo-
derme, uma cavidade (arquêntero) e um orifício, o
39. C
blastóporo.
40. A
Segue-se a nêurula, que apresenta três folhetos
41. A germinativos: ectoderme, endoderme e mesoder-
me. Formam-se o tubo neural, a notocorda e os so-
mitos mesodérmicos.
9. V, V, V, V, F, V
10. Evolução do blastóporo. Nos protostômios como mo-
1. V, V, F, V, V luscos, anelídeos etc. o blastóporo origina a boca. Em
2. Ovo oligolécito - segmentação holoblástica igual. deuterostômios (equinodermos e cordados) o blas-
tóporo do embrião origina o ânus, sendo a boca uma
Ex.: mamíferos, invertebrados marinhos... neoformação.
Ovo heterolécito - segmentação holoblástica desigual.
11. V, V, F, V, V, F, F
Ex.: anfíbios...
Ovo telolécito - segmentação meroblástica discoidal. 12. B
Ex.: aves, répteis, peixes... 13. D
Ovo centrolécito - segmentação meroblástica superficial. 14. E
Ex.: insetos, crustáceos, aracnídeos... 15. E
3. V, V, V, F, V, F
16. A
4. V, V, F, V
Essa figura representa uma árvore filogenética hipotética
massa do soluto da evolução dos animais.
5. C =
Volume da solução qn – 1 1 . 249 – 1
17. Sn = a1 . = 1. S49 = 249 - 1
250cm3 = 0,25L q–1 2–1
18.
10
C= = 40g/L
0,25 a) São filos constituídos por animais triploblásticos e
protostomados:
6. As galinhas poedeiras são estimuladas por hormônios a
fazerem a postura de mais de um ovo por dia. O orga- B - nematelmintes
nismo do animal é incapaz de concentrar as substâncias
C - anelídeos
necessárias para formar o vitelo várias vezes, o que
provoca a redução da concentração das substâncias. D - artrópodes
Um animal criado em casa faz uma postura de um ovo E - moluscos
por dia ou um ovo em mais dias, o que permite uma
São triploblásticos deuterostomados:
maior concentração de nutrientes.
F - equinodermas
7. V, F, F, V, V ,V
I - cordados
8.
b) Os filos e as letras correspondentes à figura estão
a) A: zigoto
relacionados acima.
B: mórula
c) Nos protostomados o blastóporo do embrião evolui
C: blástula originando a boca do animal adulto. Nos deuteros-
tomados o blastóporo origina o ânus.
D: gástrula
19. A seta A representa o tubo neural que é originado a partir
E: nêurula
de uma invaginação do ectoderma dorsal do embrião.
EM_V_BIO_005

b) O zigoto origina uma mórula após entrar em seg- A seta B indica a notocorda que surge por evaginação
mentação (ou clivagem), sendo a mórula pluricelu- do tecido mesentodérmico do teto do arquêntero em-
lar e sem cavitação interna. brionário.
26
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
20. 28. Se nós considerarmos o meio ambiente aquático, a
resposta seria sim, pois o desenvolvimento não ocorre
a) A seta I indica o tubo neural que originará o sistema
no meio ambiente aquático. Os animais amniotas têm
nervoso. A seta II indica a notocorda que, na maio-
os seus filhotes no ambiente terrestre.
ria dos vertebrados adultos, será substituída pela
coluna vertebral. Se nós considerarmos a água como elemento, a resposta
seria não, pois o líquido amniótico tem água em maior
b) Fertilização, segmentação e gastrulação.
quantidade na sua composição. A independência total
21. B, C, D, E da água não existe em nenhum animal.
22. 29. D
a) Cório (b), âmnio (c) e alantoide (e) são as estru- 30. B
turas que permitiram aos primeiros vertebrados a 31. E
conquista do ambiente terrestre. As outras estrutu-
ras indicadas na figura são: saco ou vesícula vitelí- 32. C
nica (a) e o embrião (d). 33. A
b) Fecundação interna. 34. D
23. 35. Observe a seguir a tabela corretamente preenchida:
a) Ovos com casca calcárea protetora ocorrem em to-
dos os representantes das classes répteis e aves e Tipo de excreta
Tipo de Anexos nitrogenado
em determinados mamíferos como o ornitorrinco e fecundação embrionários predominante na
Animal
équidna. fase embrionária
interna externa âmnio placenta amônia ácido úrico ureia
b) A placenta, pois realiza as funções de nutrição,
respiração, excreção, regulação hormonal e imuni- sapo
zação, desempenhadas por outros anexos embrio-
jacaré
nários, como o alantoide, o saco vitelino e o cório.
Essa estrutura permite que o desenvolvimento em- coelho
brionário e fetal ocorram totalmente no interior do
organismo materno.
24. O animal deuterostômio é aquele que o blastóporo ori- 36.
gina o ânus e o protostômio tem a sua boca originada a) A seta 1 indica a placenta.
a partir do blastóporo.
b) O líquido amniótico funciona como uma almofada
25. Não, pois o celoma é uma cavidade originada do meso- líquida, protegendo o feto contra choques mecâni-
derma que só ocorre em animais triblásticos. cos, desidratação e adesões. Permite a livre movi-
mentação do organismo durante a gestação.
26. Ectoderma – tecido nervoso, epiderme da pele e anexos
(glândulas sebáceas e sudoríparas, pelos, unhas, esca- 37. C
mas etc.), córnea e cristalino, epitélio de revestimento 38. 01 + 02 + 04 + 16 = 23
das cavidades nasais, bucal e anal.
39.
Mesoderma – derme, músculos cardíacos, esqueléticos
e lisos, cartilagens, ossos e tecidos conjuntivos, sangue, a) Os gambás são marsupiais e apresentam uma
medula óssea e tecidos linfáticos, pleura, peritônio e pe- gestação curta, uma vez que sua placenta é mui-
ricárdio, epitélio de revestimento dos vasos sanguíneos to primitiva. Os filhotes nascem prematuramente
e linfáticos, órgãos do sistema genital e urinário. e completam o desenvolvimento dentro da bolsa
marsupial, onde se alimentam do leite secretado
Endoderma – epitélio de revestimento do trato digestivo, pelas glândulas mamárias.
glândulas anexas ao tubo digestivo, sistema respiratório,
glândulas tireoide, paratireoides, epitélio de revestimento b) Placenta. Esse anexo realiza várias funções, entre
dos tubos reprodutores e urinários. elas: nutrição, excreção, respiração e regulação
27. Se a área da gástrula é de 20mm2 e o arquêntero representa hormonal.
¼, isto é, 25% da área, temos que o arquentero terá 5mm2 40. V, F, F, V, V, V
de área.
EM_V_BIO_005

41. V, F, V, V, F, V

27
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br
42. V, V, F, F, F, F
43.
a) Apresentam placenta primitiva, presença de marsú-
pio (bolsa) com glândulas mamárias.
b) Ovo com casca calcárea, âmnion, córion, alantoide,
respiração pulmonar e tecido com queratina e fecun-
dação interna.
c) Savana, que se caracteriza por vegetação predomi-
nantemente rasteira, diferenciação evidente entre
estação seca e chuvosa.
44. CaCO3

EM_V_BIO_005

28
Esse material é parte integrante do Aulas Particulares on-line do IESDE BRASIL S/A,
mais informações www.aulasparticularesiesde.com.br