Você está na página 1de 7

Componente Curricular: Enfermagem Médica

Profª Mônica I. Wingert


Módulo III
Turma 301E
CHOQUE
Significado de Choque: Francês choc: parada

Definição de Choque
Síndrome caracterizada por uma incapacidade do sistema circulatório em fornecer oxigênio e
nutrientes aos tecidos de forma a atender a suas necessidades metabólicas. É uma condição dinâmica,
com alterações frequentes e progressivas, com uma sequência de estágios que retratam a evolução do
processo de deterioração no organismo.

Causas
 Falha no mecanismo que bombeia o sangue (coração);
 Problemas nos vasos sanguíneos (alteração na resistência da parede vascular);
 Baixo nível de fluido no corpo (sangue ou líquidos corporais);
 Lesões medulares;
 Traumas na coluna vertebral;
 Processos alérgicos;
 Hemorragias;
 Infecções.

Classificação
CHOQUE HIPOVOLÊMICO: perda de sangue, plasma ou líquidos extracelulares;
CHOQUE CARDIOGÊNICO: insuficiência miocárdica;

#Choque distributivo divide-se em:


CHOQUE NEUROGÊNICO: diminuição do tônus vascular;
CHOQUE ANAFILÁTICO: reação alérgica a substâncias
CHOQUE SÉPTICO: produção de endotoxinas que causam vasodilatação em todos os vasos
Sintomas que antecedem o choque
-Inquietude; -Ansiedade; -Temor; -Náuseas; -Lipotímias (perda súbita da consciência);
-Astenia (fadiga); -Sede intensa.

Sinais e sintomas gerais


-hipotensão; -taquicardia; -pulso fino e taquicardico; -pele fria e pegajosa; -sudorese abundante;
-mucosas descoradas e secas; -palidez; -cianose; -resfriamento das extremidades;
-hipotermia; -respiração superficial, rápida e irregular; -sede; -náuseas e vômitos;
alterações neurossensoriais.

Choque Hipovolêmico
Definição
Crise aguda de insuficiência cardiovascular, ou seja o coração e os vasos não são capazes de irrigar os
órgãos e tecidos com oxigênio suficiente, ocorre devido a diminuição do volume do sangue, plasma
ou de eletrólitos.

Causas
* hemorragia (interna ou externa); *desidratação (perda de líquidos e eletrólitos).
* sistemas hematológico; * sistema cardiovascular;
* sistema renal; * sistema neuroendócrino.

Manifestações clínicas
* psiquismo (características psicológicas de um indivíduo);
* circulação; * respiração. * pele;

*Volume sanguíneo diminuído *Retorno venoso diminuído


*Volume sistólico diminuído *Débito cardíaco diminuído
*Perfusão tecidual diminuído

Tratamento
* da causa básica; * reposição hídrica e sanguínea; * redistribuição de líquidos;
* medicamentos.
CALÇAS MILITARES ANTI-CHOQUE
Usadas em situação de extrema emergência, quando o sangramento não pode ser controlado.

Choque Cardiogênico
Definição
O choque cardiogênico é um estado no qual o coração, subitamente enfraquecido, não é capaz de
bombear sangue suficiente para as necessidades do corpo. Essa condição é uma emergência médica,
que é fatal se não for tratada imediatamente.

Causas
* infarto do miocárdio; * falência miocárdica aguda; * arritmias; * eletrocussão; * miocardites;
* hipóxia; * depressão dos centros nervosos; * acidose; * distúrbios eletrolíticos; * intoxicações
ou envenenamento.

Manifestações clínicas
* hipotensão arterial; * queda rápida e acentuada do débito cardíaco;
* palidez; * sonolência;
* confusão; * fraqueza;
* oligúria; * extremidades frias e úmidas;
* hiperpnéia; * dor anginosa e arritmias.
* elevação da frequência cardíaca;
* taquisfigmia (pulso aumentado);
* alteração no nível de consciência;
* mãos e pés frios.

*Contratilidade cardíaca diminuída *Débito cardíaco e volume sistólico diminuídos


*Congestão pulmonar *Perfusão tecidual sistêmica diminuída
*Perfusão diminuída da artéria coronária

Tratamento
Depende do agente etiológico.
*deficiência aguda do enchimento e esvaziamento cardíaco, por obstrução mecânica: cirúrgico;
*comprometimento miocárdico: monitorização hemodinâmica e uso de drogas.
Utiliza-se ainda:
-Sedação; -Oxigênio; -Reposição de volume; - Balão intra-aórtico.

Correção das alterações hemodinâmicas, através do uso de: dopamina, dobutamina, associação de
drogas vasodilatadoras, bicarbonato de sódio, heparina, isoproterenol, adrenalina, amrinona;

Choque Distributivo
Definição
O choque distributivo ou vasogênico ocorre quando o volume sanguíneo é anormal e deslocado no
sistema vascular tal como ocorre quando ele se acumula nos vasos sanguíneos periféricos.
Esse deslocamento de sangue causa uma hipovolemia relativa porque o sangue insuficiente retorna ao
coração. O que leva a uma deficiente perfusão tissular subsequente o tônus vascular é regulado tanto
por mecanismos reguladores locais, como nas necessidades tissulares de oxigênio e nutrientes.
Portanto, o choque distributivo pode ser causado tanto por perda do tônus simpático quanto pela
liberação de mediadores químicos pelas células.
Subdivisão:
* neurogênico; * anafilático; * séptico.
*Vasodilatação * Má distribuição do volume sanguíneo *Retorno venoso diminuído
*Volume sistólico diminuído *Débito cardíaco diminuído *Perfusão tecidual diminuído

Choque Neurogênico
Definição
É um tipo de choque que está associado a trauma de medula ou tronco encefálico, com inibição do
tono vascular; hipóxia pela depressão por drogas (anestesias) e choque hipoglicêmico, caracterizado
por perda da função vasomotora do sistema nervoso simpático, criando uma vasodilatação severa,
com distribuição inadequada do volume sanguíneo.

Causas
* lesão da medula espinhal; * anestesia espinhal; * lesão do sistema nervoso; * efeito depressor de
medicamentos; * uso de drogas e ainda estados hipoglicemiantes.

Manifestações clínicas
* pele seca e quente; * hipotensão; * bradicardia;
Tratamento
* restauração do tônus simpático, através da estabilização da medula espinhal, no caso de
anestesia espinhal ou posicionar o paciente corretamente.

Choque Anafilático
Definição
A anafilaxia, ou reação anafilática, é uma reação alérgica grave e potencialmente fatal.
Toda alergia é uma resposta exagerada do sistema imunológico a alguma substância estranha ao
nosso organismo. Os sintomas comuns das alergias não são causados primariamente por comidas,
picadas de insetos, pólen, drogas ou qualquer outra substância alérgica;

Sintomas
São causados pela ação das células de defesa chamadas de mastócitos e basófilos, pelo anticorpo do
tipo IgE e pela grande liberação de uma substância chamada histamina.
Costuma ocorrer em pacientes com histórico prévio de alergias, mas pode também acometer pessoas
que nunca tiveram episódios alérgicos.
Os sintomas costumam iniciar poucos minutos após o contato com a substância alérgena, mas podem
demorar até 1 hora.

Os sintomas mais comuns e que ocorrem em até 90% dos casos são:
- Urticária: É uma erupção cutânea, muito pruriginosa, caracterizada por placas avermelhadas
distribuídas pelo corpo.
- Edema: Inchaço da pele ou mucosa. Os mais comuns são os edemas em volta dos olhos, nos lábios,
na língua. O mais perigoso é o edema da laringe, também conhecido como edema de glote.

Causas
*alimentos e aditivos alimentares; * picadas e mordidas de insetos;
* agentes usados na imunoterapia; * drogas como a penicilina;
*drogas usadas como anestésicos locais (benzocaína e lidocaína);
* vacinas como o soro antitetânico; * poeiras e substâncias presentes no ar (casos raros).

Manifestações clínicas
* sensação de desmaio; *Asma; * pulso rápido; *Conjuntivite; *dificuldade respiratória;
*Congestão nasal e rinite; *náuseas e vômito; *Comichão generalizado;
* dor de estômago; * Náuseas e vômitos; * urticária;
* pele pálida, fria e úmida; * pode haver parada cardíaca;
*Tonturas * Hipotensão e/ou síncope
* tonteira, confusão mental e perda da consciência;
* inchaço nos lábios, língua ou garganta (edema de glote);

Tratamento emergencial
* Adrenalina;
* Anti-histamínico;
* Corticóide
Em casos de paradas cardíaca e respiratória : RCP
Caso necessário: intubação endotraqueal
Garantir acesso venoso

Choque Séptico
Definição
Infecção generalizada que ocorre quando micro-organismos de uma infecção local chegam à corrente
sanguínea espalhando-se por todo o corpo, causando sintomas do choque.
Em geral, o choque séptico é uma complicação de outra doença ou procedimento invasivo e sua taxa
de mortalidade pode chegar a 25%.
O choque séptico pode ocorrer em qualquer paciente imunossuprimido, mas os indivíduos idosos
correm mais risco.

Manifestações clínicas

* Fase hiperdinâmica ou quente ( enchimento capilar rápido, pulso periférico oscilante);


* Fase hipodinâmica ou fria (perfusão reduzida, pulso periférico reduzido, extremidades frias
moteadas estado mental alterado, enchimento capilar maior que 2 segundos).

Tratamento
São utilizados antibióticos e terapia intensiva, como por exemplo, respirador, reposição sanguínea,
medicamentos para regularizar a função arterial e renal.
Cuidados de Enfermagem
Os cuidados ao paciente em choque podem variar conforme o tipo de choque, entretanto, estando o
paciente em uma UTI, o diagnóstico é feito rapidamente, permitindo que se utilizem todos os recursos
disponíveis, evitando que se chegue a uma situação irreversível.
Cabe ao técnico em enfermagem agir conforme as solicitações e o protocolo de atendimento:

 Posicionar o paciente em decúbito dorsal e cabeceira reta;


 Manter acesso venoso calibroso;
 Monitorar e comunicar alterações na frequência cardíaca, como taquicardia ou bradicardia;
 Monitorar e comunicar alterações respiratórias, como taquipnéia, dispneia e tiragens;
 Medir e anotar PA horária e comunicar hipotensão;
 Monitorar e comunicar alterações da temperatura, como hipotermia ou febre;
 Observar e comunicar alterações do nível de consciência, como agitações, sonolência, apatia,
inquietação e mal-estar;
 Avaliar o padrão respiratório;
 Coletar material para exames;
 Higienização e mudança de decúbito;
 Verificar a manutenção da ventilação;
 Verificar oxigenação;
 avaliar o estado de consciência;
 aferir os sinais vitais.
 Observar e comunicar alterações na perfusão periférica, como cianose, palidez cutânea, pele
fria e sudorese;
 Medir e anotar diurese horária e comunicar a diminuição do débito urinário;
 Realizar controle hídrico;
 Monitorar a infusão de líquidos;
 Medir PVC e anotar, comunicando alterações relacionadas com as medidas anteriores;
 Administrar drogas vasoativas e terapia de reposição de líquidos, conforme prescrito.

Você também pode gostar