Você está na página 1de 14

Empreendedorismo

No alto do trampolim, bem como no empreendedorismo, a coragem não


é a ausência de medo; ao contrario, é a capacidade de tomar medidas
para alcançar uma meta digna, apesar da presença do medo. CACCIOTTI
E HAYTON
► Ser empreendedor significa, acima de tudo, ser um realizador que produz
novas ideias por meio da congruência entre a criatividade e a imaginação;
porém a pessoa deve ser motivada pela realização e pelo desejo de assumir
responsabilidades e ser independente.
► Não há duvida quanto à importância da ação empreendedora para o
desenvolvimento e o crescimento de uma sociedade. O papel do
empreendedor sempre foi fundamental na sociedade e, diante das
transformações ocorridas no mundo a partir do século XX, os empreendedores
estão revolucionando o mundo. Esses indivíduos são capazes de criar e aplicar
seus inventos produzindo riqueza.
► Na definição, quando se diz “criar um novo empreendimento”, não
necessariamente se está dizendo criar uma nova empresa, e pode também
estar relacionado ao desenvolvimento de um novo processo ou produto dentro
de uma empresa já́ estabelecida. Assim, a literatura descreve três tipos
diferentes de empreendedorismo, levando em consideração o contexto
empresarial na exploração de oportunidades (Cacciotti; Hayton, 2015):
Empreendedorismo Estratégico

► Uma nova tendência esta ganhando espaço no cenário global, na qual os


empreendedores estão descobrindo oportunidades para gerar riquezas em
questões sociais e ambientais. Essa nova tendência é conhecida como
empreendedorismo sustentável, isto é, empreendedorismo com a capacidade
de gerar riqueza a partir de projetos que criam valores sociais e ambientais
(Lourenço et al., 2012).
► Independentemente do tipo de empreendedorismo, o principal fator que o
caracteriza é a inovação em seu sentido mais amplo, isto é, qualquer
mudança estratégica em uma empresa ou na introdução de um produto novo
em determinado mercado. É importante, porem, não confundir inovação com
invenção. Inovação é função de empresários, e invenção é função dos
inventores (Bittar et al., 2014).
► Empreendedorismo e inovação são os temas mais lindados na literatura atual.
Esses es- todos deixam claro que a existência de empreendedorismo e
inovação em uma economia são fatores indispensáveis ao desenvolvimento
econômico e à possibilidade de criar vantagem competitiva (Mas-Tur et al.,
2015; Wu; Huarng, 2015; Sahut, 2014; Lam; Harker, 2015; Belso-Martinez et
al., 2013).
► Esse desenvolvimento econômico, decorrente da interação entre
empreendedorismo e inovação, é diretamente influenciado pela dimensão
cultural local (Sahut, 2014). Entender a cultura de um pais, de uma região, de
uma empresa ou de uma pessoa permite identificar suas características. Essas
informações vão mostrar as facilidades e as dificuldades de se identificar as
oportunidades necessárias para o desenvolvimento do empreendedorismo
pelos indivíduos que fazem parte do sistema analisado.
Coleta de informações

► Para planejar a futura empresa, é preciso ter informações diversas sobre:


oportunidades de mercado, futuros clientes, custos e preços, tributos e taxas,
custos de abertura e de legalização da nova empresa, concorrentes,
fornecedores e linhas de financiamento, entre outras. Estas informações
podem ser pesquisadas pelo empreendedor, visto que, informações
empresariais nem sempre estão sistematizadas em banco de dados. Buscá-las
e reuni-las, vai exigir um esforço pessoal, pois é na fase de idealização do
negócio, que o empreendedor mais necessita de dados para planejar o seu
negócio.
Pesquisa de mercado

► Pesquisa de mercado é a coleta de informações junto aos consumidores,


concorrentes ou fornecedores para orientar a tomada de decisões. Lembre-se
que quando realizada corretamente, a pesquisa de mercado deve oferecer
informações consistentes. Estes dados somados à experiência do
empreendedor, tornam o processo decisório mais rico e preciso. visite a
concorrência para verificar os pontos fortes e fracos. Ouça as reclamações de
clientes ou mesmo observe como as pessoas caminham dentro de uma loja.
► Pesquisas de mercado podem trazer importantes informações para seu
negócio. Publicações especializadas, sindicatos, associações e sites de busca
na Internet, nunca devem ser desprezados. Analise todas as informações
sobre o mercado em sua região e seu nicho de mercado. Analise também, a
que classe social esse consumidor potencial pertence, sexo, idade, nível de
renda, hábitos, formas de lazer e instrução. Observe seu mercado
concorrente, através das mercadorias ou serviços que ele oferece, qualidade,
preço, acabamento, qualidade no atendimento, facilidade de acesso, forma
de arrumação de produtos nas prateleiras, etc.
► Identifique se existe ainda uma fatia de mercado que não foi atendida, ou
que possa ser melhor atendida por você. Atente-se também, quantos
concorrentes já estão oferecendo os mesmos serviços ou mercadorias.
Como analisar o melhor local/ponto
comercial
► • Localização.
► • Lei de zoneamento.
► • Movimento de pessoas.
► • Energia elétrica.
► • Telefonia.
► • Possibilidade de enchentes.
► • Estacionamento.
► • Acesso/segurança.
► • Transporte público.
► • Condições do imóvel.
► • Possibilidade de adaptação para a tipologia do empreendimento, etc.
PLANO DE NEGÓCIOS

► Um plano de negócios é um documento que descreve quais os objetivos de um


negócio e quais passos devem ser dados para que esses objetivos sejam
alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas. Um plano de negócio
permite identificar e restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los no
mercado.
► É um instrumento que tem por objetivo, estruturar as principais idéias e
opções que o empreendedor deve avaliar, para decidir a viabilidade da
empresa a ser criada.
► Pode ser entendido como um conjunto de respostas que definem o produto ou
serviço a ser comercializado, o formato da empresa, o modelo de operação
que viabiliza a disponibilização desses produtos ou serviços. Além disso,
devem ser explicitados os conhecimentos, as habilidades e atitudes, que os
responsáveis pela empresa devem possuir e desenvolver.
Ou seja, o plano de negócios deve:

► • dar consistência ao objetivo do projeto;


► • identificar o potencial de vendas na região do negócio;
► • definir o tipo de cliente para o qual seu produto ou serviço se destina,
pesquisando necessidades e desejos de compra e os diferenciais que o
produto ou serviço deve apresentar;
► • dimensionar os recursos financeiros, materiais e humanos (mão-de-obra),
necessários para se adequar ao mercado;
► • conhecer e avaliar os fornecedores;
► • conhecer os concorrentes, o que fazem, o que vendem e onde estão
localizados