Você está na página 1de 5

NORMA  AB

 A B NT NBR
NB R
BRASILEIRA 15239
 Primeira
 Primeira edição
29.07.2005

Válida a partir de
29.08.2005

Tratamento
Tratamento de sup erfícies de aço
aço com
c om
ferramentas
ferramentas m anuais e mecânicas
Steel surfaces treatment by manual and mechanical tools

1
3-
6
3
0
0/
7
6
1.
0
0
0.
3
3
-
O
IR
E
LI
S
A
R
B
O
E
L
O
R
T
E
P
-
o
vi
s
ul
c
x
e
o
s
u
ar
a
Palavras-chave:
Palavras-chave: Tratamento de superfície. Aço.
p
o Descriptors: Surface treatment. Steel.
d
a
izr
ot ICS 25.220.10
u
a
r
la
p
m
e
x
E

Número de referência
 ABNT NBR 15239:2005
15239:2005
4 páginas
 AB NT NBR 15239:2005

1
3-
6
3
0
0/
7
6
1.
0
0
0.
3
3
-
O
IR
E
LI
S
A
R
B
O
E
L
O
R
T
E
P
-
o
vi
s
ul
c
x
e
o
s
u
ar
a
© ABNT 2005
p Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida
o
d
a ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e microfilme, sem permissão por escrito pela ABNT.
izr
ot
u Sede da ABNT
a
r  Av.Treze de Maio, 13 - 28º andar
la
p 20031-901 - Rio de Janeiro - RJ
m Tel.: + 55 21 3974-2300
e
x
E Fax: + 55 21 2220-1762
abnt@abnt.org.br
www.abnt.org.br

Impresso no Brasil
 AB NT NBR 15239:2005

Sumário Página

Prefácio.......................................................................................................................................................................iv
1 Objeti vo ..........................................................................................................................................................1
2 Referências normativas ................................................................................................................................1
3 Definições.......................................................................................................................................................1
4 Requis it os gerai s ...........................................................................................................................................2
5 Requis it os específic os ..................................................................................................................................3
5.1 Tratament o com ferramentas manuai s .......................................................................................................3
5.2 Tratament o com ferramentas mecâni cas....................................................................................................4
6 Inspeção .........................................................................................................................................................4

1
3-
6
3
0
0/
7
6
1.
0
0
0.
3
3
-
O
IR
E
LI
S
A
R
B
O
E
L
O
R
T
E
P
-
o
vi
s
ul
c
x
e
o
s
u
ar
a
p
o
d
a
izr
ot
u
a
r
la
p
m
e
x
E
 AB NT NBR 15239:2005

Prefácio

 A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Fórum Nacional de Normalização.


 As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos Organismos
de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais Temporárias (ABNT/CEET), são
elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo
parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).

 A ABNT NBR 15239 foi elaborada no Comitê Brasileiro de Corrosão (ABNT/CB-43), pela Comissão de Estudo de
Pintura Anticorrosiva (CE-43:000.02). O Projeto circulou em Consulta Nacional conforme Edital n   10, º

de 29.10.2004, com o número de Projeto 43:000.02-016.

Esta Norma cancela e substitui as ABNT NBR 7346:1982 e ABNT NBR 7347:1982.

1
3-
6
3
0
0/
7
6
1.
0
0
0.
3
3
-
O
IR
E
LI
S
A
R
B
O
E
L
O
R
T
E
P
-
o
vi
s
ul
c
x
e
o
s
u
ar
a
p
o
d
a
izr
ot
u
a
r
la
p
m
e
x
E
 AB NT NBR 15239:2005

c) remoção de toda a carepa solta e toda a ferrugem solta ou não aderente, conforme definidas em 3.1, pelo
emprego manual de escovas de arame de aço, lixa, raspadores ou combinação das ferramentas citadas;

d) após a retirada da carepa com ferramenta de impacto, se ainda existir óleo ou graxa, limpar de acordo com a
 ABNT NBR 15158.

.2 Tratamento c om f erramentas m ecânicas

O procedimento a ser empregado na execução do trabalho de tratamento com ferramentas mecânicas deve
consistir na ordem de operações descritas em 5.2.1 a 5.2.4.
5.2.1 Remover terra, salpicos de cimento, compostos, sais, limo e qualquer outro contaminante (salvo graxa e
óleo), mediante a ação de escovas de fibra ou arame, pela raspagem, por hidrojateamento ou pela aplicação de
soluções de limpeza alcalinas, com a condição de secundar essa aplicação de enxaguamento com água doce
neutra, ou pelo emprego de uma combinação destes métodos.
NOTA Quando, excepcionalmente, existir a presença de corrosão em placa ou ferrugem estratificada, é conveniente
removê-la com o emprego de ferramentas manuais ou mecânicas conforme esta Norma. O objetivo desta remoção prévia é
facilitar a ação solvente em contaminantes como sais, óleos e graxas escondidos pelas placas ou ferrugem estratificada.

5.2.2 Remover o óleo ou graxa pelo emprego de um dos seguintes métodos:

a) para contaminações oleosas pequenas e localizadas:


― friccionar a superfície com panos ou escovas embebidas com solvente; a limpeza final deve ser feita com
1
solvente limpo e panos ou escovas limpas;
3-
6
3
0 b) para contaminações generalizadas ou em grandes áreas:
0/
7
6
1. ― empregar, preferencialmente, desengraxantes ou detergentes biodegradáveis adequados, e posterior
0
0
0.
lavagem com a água doce neutra, em volumes suficientes para remoção dos contaminantes.
3
3
-
O
5.2.3 Remover toda a tinta não aderida e toda a ferrugem solta ou não aderente, pelo emprego de um dos
IR métodos descritos em 5.2.3.1 a 5.2.3.3.
E
LI
S
A 5.2.3.1 Emprego de escovas de arame de aço rotativas, com forma e tamanho adequado, que possam entrar
R
B em todos os vãos acessíveis, ângulos, juntas e cantos. A superfície deve ser tratada, porém não polida de modo a
O
E
prejudicar a aderência da tinta a ser aplicada.
L
O
R
T 5.2.3.2 Tratamento pelo emprego de ferramentas de impacto movidas mecanicamente, tais como: pistola de
E
P agulha ou marteletes picadores, descascadores ou outras ferramentas de impacto similares. Os gumes de tais
-
o ferramentas devem ser mantidos em boas condições de eficiência.
vi
s
ul
c
x
5.2.3.3 Esmerilhamento pelo emprego de rebolos ou lixas movidas mecanicamente. Os materiais abrasivos
e
o ou lixas devem ser substituídos, logo que se tornem deficientes para o trabalho.
s
u
ar
a 5.2.4 Devem ser tomados cuidados especiais com ferramentas mecânicas pneumáticas que usem óleo no ar
p
o comprimido para lubrificação de suas partes móveis. O ar de descarga pode estar direcionado para a superfície
d
a
izr
em tratamento, eventualmente contaminado-a com óleo. No caso de contaminações, realizar o prescrito em 5.2.2.
ot
u
a
r
la 6 Inspeção
p
m
e
x
E 6.1 Todo trabalho deve ser inspecionado pelo cliente ou seu representante. O inspetor deve verificar todas as
etapas conforme as exigências desta Norma.
6.2 O aspecto final da superfície de aço, tratada com ferramentas manuais ou mecânicas deve corresponder a
um dos padrões visuais fotográficos BSt 2, CSt 2, DSt 2, BSt 3, CSt 3 e DSt 3 da ISO 8501-1, dependendo do
grau de intemperismo

Você também pode gostar