Você está na página 1de 3

EXERCÍCIOS DE CONSOLIDAÇÃO

RSA 2: Medir e testar grandezas dos transformadores.

PARTE I

1. “A funcionalidade do transformador nem sempre é duradora.”


a) Comente, por tuas palavras, a afirmação citada acima.
2. Porque é que deve-se fazer a manutenção dos transformadores?
3. Quais são as perdas energéticas identificadas no transformador?
4. “As perdas no cobre ocorrem devido ao aquecimento das bobinas, onde
da parte da energia será dissipada em forma de calor.”
a) Quais são as formas de reduzir as perdas de cobre no transformador?
5. “As perdas no ferro ocorrem devido a histerese magnética e correntes
parasitas no ferro.”
a) Defina a histerese magnética.
b) O que devemos fazer para reduzir o efeito das correntes parasitas?
Explique porquê.
6. Desenhe o esquema de ensaio em curto-circuito de um transformador.
a) Explique o que acontece no ensaio em curto-circuito.
b) Como podemos determinar as perdas energéticas no cobre a partir do
ensaio em curto-circuito?
c) O que é que podemos determinar também através deste ensaio?
7. Porquê é fundamental conhecermos a corrente de curto-circuito?
8. Desenhe o esquema de ensaio a vazio de um transformador.
a) O que acontece no enrolamento secundário no ensaio a vazio do
transformador?
b) Porquê é que os gastos energéticos verificados no ensaio a vazio dum
transformador são atribuídos as perdas no ferro?
9. “As perdas por Efeito Joule ocorrem em forma de calor, devido a
resistência ôhmica dos enrolamentos.”
a) Quais são as variações que as perdas por Efeito Joule sofrem?
10. “A impedância percentual ou tensão de curto-circuito percentual
corresponde a uma parte da tensão nominal do enrolamento primário
que é suficiente para fazer circular a corrente nominal do enrolamento
secundário, desde que este tenha um fechamento em curto-circuito.”
a) Qual é a outra utilidade do valor da impedância percentual?
11. Explique o que acontece no ensaio em carga dum transformador. Apresente
o esquema funcional deste ensaio. (pergunta do trabalho de investigação)

PARTE II

1. No ensaio em curto-circuito de um transformador redutor de 220/50 V, 400


VA, obtiveram-se os seguintes valores:
 Tensão no primário em curto-circuito: U1CC = 8.8V
 Corrente nominal no secundário: I2nom = 8A
 Potência no primário em curto-circuito: P1CC = 12W

Determine:

a) A corrente de curto-circuito no primário.


b) A razão de transformação.
c) A tensão no secundário em curto-circuito.
d) As resistências no primário e no secundário.
e) O factor de potência em curto-circuito.

2. Um transformador de 220/112V, 110VA, foi ensaiado em vazio tendo-se


obtido os seguintes dados:
 Corrente no primário em vazio: I1vazio = 0,14A
 Potência activa no primário em vazio: P1vazio = 8,8W
 Resistência no primário: R1 = 9,8Ω
 Resistência no secundário: R2 = 3,7Ω
Determine:

a) A razão de transformação.
b) As perdas por Efeito Joule.
c) As perdas no ferro.
d) O rendimento do transformador.
e) O factor de potência do transformador.
f) O factor de potência do transformador em vazio.

3. Calcule a impedância percentual e a corrente de curto-circuito dum


transformador com as seguintes características:

 Tensão nominal do primário (U1nom): 500V


 Corrente nominal do secundário (I1nom): 20A
 Tensão suficiente para fazer circular 20A no secundário quando
fechado em curto-circuito: 30V

Você também pode gostar