Você está na página 1de 64

Suba

o seu elo jogando na

Jungle
por Pedro "Ucla" Spinelli
Dedico este livro à memória da minha mãe, ao meu
pai, ao meu irmão, à minha namorada e aos meus
amigos. Obrigado pelo apoio e pelos momentos
maravilhosos juntos.
© do Autor

4ª edição: 2016

Direitos reservados desta edição:

Pedro Felipe Cataldo Spinelli

Capa e projeto gráfico: Pedro Spinelli

Revisão: Laís Alves

Editoração eletrônica: Pedro Spinelli

Spinelli, Pedro Felipe Cataldo.

Suba o seu elo jogando na Jungle (livro eletrônico). – São


Paulo, 2016, 64p.

Modo de acesso: http://eloup.blogspot.com.br/

1. League of Legends. 2. Jogos eletrônicos. 3. Jungle.


ÍNDICE

Aquecendo

Os primeiros minutos

Lane Phase

Gank

Farm e Objetivos

Team Fight

Conclusão
Cap. 1
Aquecendo

Escolhendo o seu jungler

O primeiro passo para começar a subir o seu elo


rapidamente é reduzir a sua champion pool. Ou seja, jogar
com menos champions.

Isso naturalmente vai fazer com que você jogue melhor não
só na jungle, mas em qualquer outra lane.

Decida com quais champions você vai jogar:

-Acesse www.lolking.com/Champions;

-Localize a coluna win rate;

-Clique nela para que os champions com maior win rate


fiquem no topo;

-Escolha os junglers com maior win rate e/ou com que você
se sente mais confortável em jogar.

A win rate é a chance de ganhar uma partida. Sendo assim,


se alguém te perguntar: "Qual a chance de eu ganhar
jogando de Warwick?"
A resposta é a porcentagem que aparece para ele na
coluna win rate.

A win rate varia de acordo com os patchs do League of


Legends. Buffs, Nerfs e novos itens influenciam para que um
champion se torne menos ou mais forte.

Fique atento às mudanças em cada patch, pois por menores


que sejam, às vezes, acabam tornando um champion ótimo
em um medíocre.

Geralmente os campeões que tem a win rate mais alta são


aqueles que possuem habilidades bem específicas.

Champions bons para a jungle costumam ter em comum:

-Ults em área;
-Gap closers para iniciar a team fight;
-Crowd Control.

Vemos essas características, por exemplo, em junglers como


Amumu, Wukong e Fiddle. Todos junglers muito fortes para
a SoloQ.

Entender o kit de habilidades do seu campeão irá ajudar


você a identificar como ganhar um jogo. Isso complementa
o porque de controlarmos objetivos e gankarmos certas
lanes, tópicos que veremos adiante.
O cenário competitivo

O cenário competitivo tem um certo valor para


conseguirmos traçar uma estratégia vantajosa na SoloQ.

Ele é composto por diversos jogadores dedicados que


estudam o jogo e o praticam por diversas horas diariamente.

Parte desse processo inclui o estudo do League of Legends,


das mecânicas, builds e truques que aprendem e testam.

Esse conhecimento é registrado e disponibilizado através do


Youtube, Twitch.tv e outros, portanto temos à nossa
disposição algo muito valioso e que nos poupa o tempo de
testar builds atrás da melhor.

Decidindo qual build usar:


-Acesse www.probuilds.net;
-Digite o nome do Champion que você quer aprender sobre
e clique nele;
-Localize na lista um jogo que ele tenha sido utilizado na
jungle (procure pelo smite);
-Coloque o mouse sobre a foto do profissional e veja se a
posição que ele joga é na jungle;
-Clique para acessar mais informações;
-Veja a ordem que ele comprou os itens e quais ele
completou primeiro;
-Reflita sobre ou simplesmente copie masteries e runas
utilizadas.

Esses jogadores testaram diversas builds durante longos


períodos de tempo. Portanto, assuma a responsabilidade se
optar por outras.

Agora que você já sabe como construir o seu champion,


vamos ir mais fundo e estudar como jogá-lo.

Acesse e inscreva-se nestes canais do Youtube:


-Tekk;
-lolproreplays.

Dentro deles procure pelo champion que você quer estudar.

São vídeos de jogadores profissionais, desafiantes ou


mestres.

Selecione e veja os vídeos algumas vezes. Em pouco tempo


você irá começar a reproduzir o estilo de jogo e os
resultados irão aparecer.
A composição do seu time

Composição é o conjunto de habilidades dos champions de


um time. A disputa entre composições funciona mais ou
menos como o jogo Pedra, Papel ou Tesoura.

Neste clássico, o Papel ganha da Pedra, Pedra ganha da


Tesoura e a Tesoura do Papel.

No League of Legends é parecido. Por isso vamos analisar


bem as composições mais comuns, quais são boas e quais
devemos evitar.

Composições mais comuns:

-Comp. de Hard Engage: Voltada para startar a team fight


quando o time adversário estiver em desvantagem numérica,
mal posicionado, Ults em cooldown, sem mana ou vida;

Exemplo de champions para essa composição: Amumu,


Sejuani, Zac, Leona, Nami, Varus e Ashe.

-Comp. de Split Push e Desengage: O foco dessa comp. é


forçar o time adversário a se separar. Geralmente um top
laner com teleporte e boa mobilidade leva sozinho umas das
lanes enquanto o restante do time, com um kit de
desengage, avança em outra lane.
Exemplo de champions para split: Tryndamere, Shaco,
Rengar, Shen e Lee sin.

Exemplo de champions para desengage: Janna, Nami,


Gragas, Anivia e Jayce.

-Comp. de Poke: A ideia aqui é ganhar a luta antes dela


começar. Skills shots longos e constantes em direção ao time
adversário podem tirar boa parte do hp deles se não houver
um engage rápido.

Exemplo de champions para poke: Lux, Ziggs, Varus, Jayce e


Kha.

-Comp. de Pick off: Por pick off entende-se "tirar fora".


Nessa composição procura-se eliminar um dos adversários
antes da TF começar.

Exemplo de champions para pick off: Rengar, Elise, Kha e


Ahri.

Essas quatro composições são ótimas. Todas com suas


vantagens e desvantagens em equilíbrio.

Pode-se dizer que Hard Engage e Split com desengage


ganham da composição de Poke. Que por outro lado ganha
de todas as outras composições que não possuem hard
engage.
Já o Pick off é especialmente forte na SoloQ, pois o mapa
não costuma estar muito bem wardado e o time com
frequência está mal posicionado. Dessa forma explodir um
jogador do time adversário antes da luta começar é
relativamente fácil.

Durante a seleção do seu campeão, preste atenção nos


champions que já foram pickados e se já há uma definição no
tipo de composição que o seu time e o time do adversário
tem.

Um erro óbvio é pickar um jungler AP quando o seu mid e


top já são AP. Toda comp. full AP ou AD é ruim, pois você
facilita a itemização do time adversário.

Além do que, quando você é um jungler AD e o top


adversário está fazendo MR, o seu gank irá fazer um estrago
bem maior do que se você também estivesse de AP.

Outra questão é a ausência de tanks. É natural do ser


humano querer ser o centro das atenções. No League of
Legends isso acontece quando pegamos diversas kills em
sequência, por isso você vai ver a maioria dos jogadores
fazendo itens para causar mais dano.

Preste atenção no que o top está buildando, já que


normalmente é o jungler ou o top que assumem o papel de
tank. Se ele estiver fazendo dano, faça HP e resistências
e vice versa.

Não assuma que o fato de ter um suporte tank seja


suficiente, pois se ele for na frente o ADC ou APC vão ficar
desprotegidos.
Cap. 2
Os primeiros
minutos

Defina o seu trinket

O trinket mais versátil é o trinket amarelo (ward). Com ele


podemos colocar uma Ward com duração entre 60 e 120
segundos e ela nos fornecerá visão sobre determinada área.

Por esse motivo, ele é a melhor opção para o começo do


jogo. Idealmente você quer usar ele pela primeira vez a
partir do primeiro minuto de jogo, evitando qualquer janela
de oportunidade para late invades.

Passado a marca de um minuto, você quer wardar o buff que


você não pretende começar. Vai começar no blue, warde o
red, e vice-versa. Assim você evita surpresas desagradáveis.

Outra estratégia é sair da base o mais rápido possível,


wardar uma das entradas da jungle sem que o adversário
veja, voltar à base e trocar o seu trinket. Isso agiliza a troca
de trinket para o vermelho e é particularmente interessante
para junglers que pretendem solar o dragon bem cedo.
Se o jungler adversário é bom de invade,
você obrigatoriamente quer wardar sem que ele veja. Isso é
importante, pois digamos que você wardou a entrada do seu
Red aos trinta e um segundos. Isto significa que à marca de
um minuto e trinta e dois segundos, a entrada não estará
mais protegida. Por mais que a maioria dos adversários não
aproveitem esta vantagem, é melhor previnir.

Se você começar com o amarelo, na sua primeira volta à


base, troque ele pelo vermelho. Este trinket será mais útil
daqui para frente. Principalmente para limpar o dragon e
gankar.
Compre Rápido

Sair da base rápido garante que você esteja posicionado


para cobrir as entradas e que nenhum adversário invada a
sua jungle.

Uma estratégia particularmente eficiente na SoloQ é invadir


a jungle em todas as partidas. Isso porque não há uma
organização no sentido de quem cobre qual entrada. Muitas
vezes, metade do time fica no facebook até os creeps
chegarem na lane.

Por esse motivo assim que entrar na loading screen, saia do


facebook ou de qualquer outro site e se concentre apenas
na sua partida.

Compre os seus itens o mais rápido possível e sinalize para o


seu time onde você quer invadir ou defender a sua jungle.
Seja Agressivo

A melhor defesa é o ataque. Pratique invades lvl 1 tanto


sozinho, como com o seu time.

Pela falta de organização na SoloQ, as entradas da jungle


quase sempre estão desprotegidas. Tudo que você tem que
fazer é reconhecer a meta praticada no seu elo e adaptar o
seu invade adequadamente.

Nos elos mais baixos, normalmente o jungler começa no


blue, isso faz com que o red buff quase sempre esteja
desprotegido. Sendo assim, se o seu objetivo é roubar o buff
basta sair rápido da base e invadir o red.

É o tipo de coisa que você precisa praticar e ver se funciona.


Mas depois que você achar uma estratégia eficiente basta
repetí-lá em todos os seus jogos.

Invadir um buff para pegar uma kill já é um pouco mais


arriscado e depende muito do match-up (quem você está
enfrentando como jungler).

Junglers que não conseguem se manter saudáveis no


primeiro clear são os tipos que você quer invadir buscando
kills.
De modo geral, o invade precisa ser rápido e eficiente, pois
de outra forma você vai estar em território inimigo e
correndo risco de ser pego por um mid ou top laner.
Como Fazer um Invade

Vamos ver um passo a passo de como criar uma estratégia


de invade:

-Identifique a meta em que você está: Onde o jungler deles


começa?

-Ele se mantém saudável no primeiro clear? Caso a resposta


seja sim, a única opção é tentar roubar um de seus buffs;

-Baseado na resposta anterior, defina a rota que você vai


tomar para acessar o buff: normalmente o caminho mais
curto, mas sempre verificando os "matos" que já podem
conter alguém vendo você passar;

-Considerando os pontos anteriores, defina com qual trinket


você quer sair da base: o melhor trinket normalmente é o
amarelo. Você vai utilizar ele para ter visão de locais que
caso sejam wardados pelo adversário vão colocar o seu
invade em risco. Exemplo: wardando cedo o mato da entrada
adversária, você garante que, caso o adversário coloque uma
ward, você saberá;

-Pratique.

Preste atenção sempre nos champions inimigos que você


pode encontrar pelo caminho. Adversários como Lee sin,
Syndra, Rengar, entre outros, podem te dar uma dor de
cabeça caso te achem no meio do invade.

No geral, champions com CC e baixo cooldown podem forçar


o seu flash e ainda assim pegar o first blood em você.
Como organizar a defesa da
sua jungle

Na SoloQ cobrir todas as entradas da jungle pode ser um


problema.

O que você precisa fazer é pingar onde você quer que seus
team mates se posicionem. Faça assim: Segure Alt, clique
com o botão esquerdo no champion e ainda segurando Alt
clique novamente no local que você quer que ele fique.

Dessa forma ele não sabe quem pingou e a pressão


psicológica acaba sendo um pouco maior. É como se o time
quisesse que ele se reposicionasse.

Fora isso, o que você pode fazer é wardar o buff ou


entrada que você não conseguir cobrir. Só lembre de wardar
a partir do primeiro minuto, dessa forma a ward durará até
os dois minutos de jogo. Informando a você se houve invade.
Cap. 3
Lane Phase

Escolhendo os seus alvos

Muitas vezes uma composição gira em torno de um ou dois


champions. Por exemplo: Uma comp. com Rengar e Orianna
depende muito do dano do ultimate da Orianna.
Nesses casos você quer focar o champion chave.
Porém na maioria das vezes, as composições de SoloQ são
caóticas e precisamos utilizar de outras ferramentas para
escolher nossos alvos.

O que vamos fazer é, durante a loading screen utilizar um


site que pesquisa quantas partidas cada jogador tem com o
champion que escolheu. Com isso vamos assumir que um top
laner com 300 jogos de Riven é uma ameaça em potencial
enquanto que o Yasuo Mid com apenas 2 partidas não.

Nele vemos também quantas partidas o nosso time tem com


cada champion e o seu KDA. Daremos preferência a gankar a
lane de team-mates que tenham um KDA bom e um número
de partidas decente.

KDA = Kill, Death e Assist.


Ele é calculado da seguinte forma:

(Kill + Assists) / Deaths

Então um jogador que tenha:

15 kills

20 Assists

5 Deaths

Terá um KDA de (15+20)/5 = 35/5 = 7.0

O número de partidas é particularmente importante, pois


caso ele seja muito baixo o KDA será irrelevante.

Veja o passo a passo:

-Acesse lolskill.net;

-Durante a loading screen ou após a partida já ter começado,


digite o seu nick no buscador, selecione o servidor e clique
para buscar pela partida em progresso;

-Favorite a página do resultado no seu navegador.

Agora toda vez que você precisar fazer essa consulta basta
clicar no botão do link favoritado.
A pior e a melhor lane para
gankar

Apesar do contra senso, trata-se da mesma lane, o bot. Por


conta do suporte, acaba sendo a lane mais protegida. Mas
devido à proximidade do dragão é também a mais
importante para ser gankada.

Tamanho é o potencial de snowball que um estudo recente


mostrou que mais do que 70% dos times que fazem o
primeiro dragão ganham a partida.

Cabe a você como jungler, gankar o bot, fornecer uma


vantagem para os seus laners e fazer o primeiro e próximos
dragões controlando o seu respawn (seis minutos).
A arte de ignorar o seu time
em benefício dele mesmo

O maior erro de um jungler é tentar forçar um gank. Isso


ocorre quando você começa a atender pedidos de "ajuda" do
seu time.

Toda vez que alguém do seu time pedir um gank ou ajuda,


avalie e veja se é viável. Caso não seja, ignore ou dê mute.

Faça a sua jungle e quando identificar uma lane puxada


tente ganká-la. Esta é a melhor forma de gankar.

Você vai procurar obrigatoriamente por essas


características:

-O oponente está puxado;

-O seu laner não está quase morrendo;

-Não há uma quantidade absurda de creeps inimigos;

-Você está com a sua vida quase cheia;

-O oponente não está feedado o suficiente para matar vocês


dois.
Caso um desses pontos não esteja presente, a chance é alta
do seu gank prejudicar você e o seu laner.

Outras características que ajudam:

-O seu laner tem algum CC;

-O laner adversário está com o flash/ghost em cooldown.

Ou seja, busque por oportunidades e ignore todo o resto. No


final das contas, se vocês ganharem, o seu time vai
agradecer.
Identificando os bons
jogadores do seu time

Além do lolskill citado anteriormente. Vamos utilizar outro


site para ver se os jogadores do nosso time tem experiência
com os champions que escolheram.

Durante a seleção de champions acesse o lolking.com e


pesquise pelos seus team-mates para ver se eles já tem
experiência com o champion que escolheram e veja também
o seu KDA.

Outro fator importante é verificar se eles estão em uma


loosing streak (sequência de derrotas). Isso normalmente
indica uma predisposição para entrarem em rage mais
facilmente e estarem jogando fora do seu "A game".

Caso três ou mais jogadores tenham perdido os últimos


jogos e não tenham experiência com os campeões
selecionados, talvez seja uma boa ideia sair dessa partida.
Garantindo Objetivos

O mais comum em todos os elos é vermos dois times


buscando kills o tempo todo. Todavia, matar os adversários
é a última de nossas preocupações.

Veja a sua chance de ganhar a partida se o seu time for o


primeiro a conquistar os seguintes objetivos:

First Blood Primeira Torre

59.4% 70.0%

Primeiro Dragon Primeiro Baron

68.5% 79.7%
Primeiro Arauto Primeiro Inibidor

71.1% 91.3%

Repare na win-rate dos times que levam a primeira Torre,


Dragon, Arauto e Baron. É algo gritante.

Memorize: Objetivos são Reis, CS são Rainhas e Kills são


Bispos.

Isso vem do xadrez é quer dizer que os objetivos são quem


definem o ganhador. Fazer o Baron, Dragons, Arautos e
Torres é o que realmente importa.

Para garantir os objetivos vamos utilizar de wards e map


awareness (atenção ao mini mapa). Dependendo do jungler
adversário você quer posicionar uma ward no dragon a partir
do seu level 4 ou 5. Junglers como Nunu, Elise, Fiddle e Lee
sin conseguem solar esse objetivo bem cedo.

O Baron nasce aos vinte minutos e você quer estar atento a


quantos adversários estão aparecendo no mini mapa o
tempo todo. Normalmente utiliza-se de um mínimo de três
pessoas para fazer o Baron, mas em alguns casos apenas
dois jogadores já são suficientes.
Ao notar a ausência de alguns membros adversários comece
a pingar no Baron sinalizando que você precisa de ajuda
para ir wardá-lo.

Se você é o tank posicione-se sempre na frente quando for


checar um objetivo ou peça ao tank para fazê-lo.

As torres têm um valor muito próximo do Dragon e Arauto,


a diferença é que elas não dão respawn e por conta disso
perdemos um pouco do controle do mapa.

Para evitar isso, quando um laner sair em direção a base,


vamos nos posicionar para evitar que ela receba muito
dano. Aproveitando também para farmar gold e xp.

O Creep Score (CS) também é importante e tem mais valor


do que kills. A cada 15 creeps a mais que você tiver é como
se você tivesse uma kill a mais do que os adversários.

Ser bom de last hit coloca o tempo a seu favor fazendo que
quanto mais em direção ao late game, mais forte você
estará e não há nada que eles possam fazer para evitar isso.
Resumo

-Foque nos Objetivos;

-Aprenda quando o seu jungler e o adversário podem solar o


dragon;

-Planeje a sua movimentação para poder cobrir as torres;

-Fique atento ao mini mapa para notar quando os


adversários estiverem ausentes.
Cap. 4
Gank

Gankar não é uma arte. Não tem nada a ver com


subjetividade ou os pedidos cheios de emoção do seu mid
pedindo "pelo amor de deus ganka mid que o Lee já veio
aqui 3x cara.".

Neste capítulo vamos desvendar a meta por trás dos ganks


atuais e explicar claramente o que vai ajudar você a ser um
jungler melhor.
Adapte­se às oportunidades

Gankar, antes de tudo, é se adaptar às oportunidades. Esse é


a forma mais simples e mais rápida de melhorar a sua
eficiência como jungler.

Conforme você farma, você deve observar as lanes mais


próximas e ver se lá há uma oportunidade para gank. Vamos
procurar por apenas um tipo de lane: aquelas que os seus
adversários puxaram. A razão é simples, essa lane aumenta a
chance de um gank se converter em kill.

Quanto mais puxado ele estiver, maior é o caminho que ele


deve percorrer pra fugir do seu gank. Dessa forma, você
consegue flanquear com maior facilidade, aplicar seus stuns,
slows e dar AAs (auto ataques) durante mais tempo.

Ou seja, vamos gankar apenas as lanes que o oponente nos


der oportunidade. Não há necessidade de forçar ganks,
apenas esteja pronto pra agir quando preciso.
Counter gank

Counter gank = interceptar um gank do inimigo.

É uma forma de surpreender os adversários que


normalmente estão fora de posição e com hp/mana
reduzidos, por isso normalmente convertem em kill pro seu
time.

Para executá-lo, você precisa ter uma certa experiência na


jungle e quanto mais alto o seu elo, mais fácil, pois
normalmente a meta é melhor definida e as jogadas menos
randômicas.

O counter gank normalmente é executado com você se


posicionando próximo a uma lane que o seu aliado esteja
vulnerável. Normalmente isso quer dizer que a lane está
puxada em direção a torre inimiga e por isso você não
consegue gankar, mas é uma ótima situação para o jungler
adversário aproveitar. O problema é que caso o jungler
adversário não apareça, você terá disperdiçado o seu tempo
e ficará para trás em gold e xp.
Todavia, há um jeito fácil de resolver essa questão. Jogar
com Smite e teleport. A idéia aqui é pegar um jungler farmer
(Master Yi, Shyvana, Udyr..) e teleportar somente para
executar counter ganks ou ganks fáceis. Mas como nenhuma
estratégia é perfeita, abrir mão do flash para jogar com
teleport, faz com que o seu posicionamento esteja sujeito a
muita punição. Depois de começar um engage, se
reposicionar se torna muito complicado e ser pego de
surpresa, um problema maior ainda.

É bom entender como funciona o counter gank e as


possíveis estratégias. Mas recomendo focar em dominar o
gank tradicional e aos poucos ir executando jogadas
diferentes.
Quando não gankar

Já identificamos que a melhor lane para se gankar é aquela


em que a oportunidade aparece naturalmente. Vamos agora
listar algumas características de lanes que tem tudo para dar
errado quando recebem um gank.

Muitos minions: uma lane puxada pelos adversários às vezes


está acompanhada por uma wave gigante de minions. Isso
significa que se você atacar o champion inimigo próximo a
eles, todos irão atacar você. Além do mais, caso o gank seja
mal sucedido, todos aqueles creeps vão morrer na torre e o
xp será perdido.

Ou seja, quando for gankar uma lane, repare na quantidade


de creeps do adversário. Se você não conseguir contar
rapidamente quantos creeps têm na lane, talvez seja uma
boa esperar o seu laner farmar e voltar em outro momento.

Laner ruim: você não quer ajudar os jogadores ruins do seu


time. Se você deixar ele feedado, ele vai dar um jeito de se
matar e culpar você de qualquer forma. Foque nas lanes que
tem jogadores bons. Para isso vimos como utilizar o lolking e
outros sites de pesquisa nos capítulos anteriores.
Hora do Dragon: dependendo do momento da partida, você
não poderá gankar top, pois o time adversário poderá iniciar
o dragão. Você precisa identificar se isso é uma
possibilidade. Muitas vezes o time adversário não
vai aproveitar a oportunidade e o seu gank top será um
sucesso, porém, caso eles peguem este objetivo, o seu time
estará em uma boa desvantagem.

Onde está o jungler inimigo? Quando você não souber


responder essa pergunta, talvez não seja uma boa hora para
gankar aquela lane adversária que está bem puxada. Por
mais que a chance seja pequena, sempre considere que o
jungler adversário pode estar por perto. Então, a menos que
você esteja feedado, evite gankar quando não souber onde o
jungler adversário está.

Laner sem cc: algumas lanes não ajudam o jungler. Quando


você vai gankar para o seu Garen, para sua Fiora ou para
algum outro champion que não tem CC, a chance do seu
adversário sair ileso é alta. Prefira gankar lanes com algum
tipo de Slow ou Stun. Um gank mal sucedido significa que
você perdeu o xp e gold que poderia ter
simplesmente farmando a jungle.
Acessando as lanes

O acesso às lanes é feito de forma espelhada. O jeito que


gankamos top, mid e bot do lado azul é um espelho do que
fazemos quando estamos gankando do lado roxo.

Essas sãos algumas das melhores entradas para ganks.


Com elas evitamos o maior número de wards e também
melhoramos o nosso posicionamento ao iniciar o gank.

Abaixo temos dois exemplos que ilustram um gank ruim e


um bom.

Em cada um dos casos temos a posição inicial do laner e a


sua posição segundos depois de ver que está sendo
gankado.

Esses exemplos servem pra ilustrar que é possível melhorar


o seu gank fazendo pequenos ajustes na hora de entrar na
lane.

Abaixo vemos o Amumu entrando encostado na parede


superior do rio. Colocando ele diretamente na rota de fuga
do laner.
Agora repare que no "gank ruim" percorremos uma
distância muito maior caso o adversário comece a correr na
direção da sua torre.

Ou seja, pra encurtar ao máximo a distância entre você


e o laner, basta se aproximar da parede do rio mais
próxima da base inimiga e executar o gank.
Gankando o lado
vermelho

Para gankar a top lane, normalmente vamos entrar pelo rio


ou pela lane. Pelo rio basta encostar na parede superior,
igual vimos anteriormente, e acessar a lane. Pela lane, você
quer esperar ela ser puxada em direção à torre do
adversário, assim você consegue acessar os bushes.

Para gankar o mid vamos contornar bem aberto os bushes


laterais e entrar pelas costas da lane.

O gank no bot pelo rio é bem similar ao executado no top.


Queremos estar bem rentes à parede superior antes de
entrar no range de visão do adversário.
O melhor gank pela lane é sempre o executado pelos matos,
por isso, mais uma vez, precisamos que ela esteja puxada na
direção do time adversário.
Gankando o lado azul

Os ganks deste lado seguem a mesma lógica anterior,


gankando sempre próximo à parede adversária pra evitar
percorrer maiores distâncias.

No mid vamos fazer da mesma forma: uma curva bem aberta


entrando por trás da lane.

No bot, temos a opção de entrar pela tribush, rio ou lane.


Vamos utilizar a tribush apenas quando os adversários não
estiverem tão puxados, pois normalmente entrar pelo rio é
mais rápido e passa por menos wards em potencial.
Cap. 5
Farm &
Objetivos

Farm x Gank

O gank nada mais é do que você pegando seu tempo e


apostando que ele vai se converter em uma kill ou
vantagem pro seu time. Por outro lado, se ficamos na
jungle farmando, temos uma forma muito mais consistente
de adquirir gold e xp.

O risco versus recompensa é objeto de análise nesse tipo de


situação. Vale mais a pena ficarmos farmando ou
arriscarmos um gank?

Para ajudar você a tomar uma decisão melhor, listei alguns


argumentos.

Razões para farmar:


- Laners adversários são difíceis de gankar;
Exemplos: Leblanc, Gangplank e Zed.
- Os adversários estão jogando recuados;
- Jogadores do seu time estão com pouca vida ou mana.

Razões para gankar:


- Laners com pouca mobilidade;
- Adversários estão puxados;
- Adversários estão com pouca vida.
Dependendo do seu jungler, vamos focar em farmar para
pegar o level 6 o mais rápido possível. Esse é o caso de
junglers como: Amumu, Skarner e Wukong.

Com outros campeões como: Master Yi e Shyvana, também


iremos focar em farmar, dessa vez pra aproveitar melhor o
kit do campeão e acumular gold o mais rápido possível .

No entanto, independente do seu caso, sempre que uma


lane estiver apresentando ótimas condições de gank, é
interessante sair um pouco da jungle e ir lá ajudar. Pois,
nesse caso, a chance do gank converter em kill é muito mais
alta que o normal.
Usando o Smite nos Buffs

Vamos dividir o uso do smite nos monstros da jungle em três


categorias: Farm , Defesa e Ataque.

Na sua primeira rotação, o foco deve ser um clear rápido e


saudável, por isso, vamos usar o smite exclusivamente nos
Krugs, Gromp e Red.

Depois do seu primeiro B, é normal começarmos a usar o


smite nos Raptors. Assim conseguimos gankar e nos
movimentar pelo rio com mais tranquilidade.

Já no mid game, temos mais opções. Se estivermos na


ofensiva, queremos dar o smite nas galinhas pra ajudar a
controlar o mapa. Se estivermos na defesa, vamos dar o
smite nos lobos pra controlar melhor a nossa selva.

No late game, continuamos usando o smite no lobo e


galinhas, mas, se você for um jungler tank, é interessante
dar smite também no Gromp. O buff dele faz com que
os atacantes tomem 5% do seu bonus de vida como dano
mágico!
O valor de cobrir
uma lane pré 6
Este talvez tenha sido o meu último "ah-ha! moment".
Percebi o quão importante é pegar o lvl 6 antes do jungler
adversário.

Nos primeiros treze minutos de jogo, a jungle na verdade é


uma coisa só e nela manda aquele que pega o lvl 6 primeiro.

Upando primeiro, você garante que os próximos buffs do


adversário serão seus. Na verdade, isso depende um pouco
do seu champion. Quanto mais duelista/assassin melhor.

Por isso, cobrir uma lane é tão importante. Pois você vai
pegar alguns creeps que vão te colocar na frente na corrida
até o lvl 6.

A outra alternativa é executar um gank bem feito e garantir


a kill.

Se você pegar o lvl 6 antes do segundo buff, esteja


preparado para dar o counter jungle.
A vantagem reside em pegar o jungler deles separado ou
simplesmente em fazer o buff dele sem contestação. Mas
tome cuidado com os laners e sempre que estiver na jungle
adversária, assuma que "se os laners estão desaparecidos,
eles estão indo até você".

Para fazer esse tipo de jogada com mais segurança, é


interessante ter o flash disponível e alguma outra skill que
possibilite pular paredes.
Dando Smite nos
Objetivos
Dar smite nos objetivos é uma grande responsabilidade. A
melhor forma de fazê-lo é selecionando a vida do monstro e
ficando atento aos números. O dano do seu smite começa
em 390, mas vai subindo com o passar dos níveis.

Sempre espere a vida do objetivo chegar ou ficar abaixo do


valor do seu smite. Não tente prever a velocidade com que a
vida dele está caindo.

Se mesmo dando o smite o time inimigo roubar o objetivo,


não se culpe tanto. Dependendo do tempo de jogo, tanto o
seu time, como o adversário podem dar somas de dano
muito maiores que o seu smite.

Fora isso, o que você precisa saber é que quando não há


chance alguma do adversário roubar o objetivo, o melhor a
fazer é não usar o smite. Deixe ele pra pegar algum buff ou
usar durante a próxima TF.
Entregando o Blue Buff

Já é tradição entregar o blue buff pro mid laner. Mas


nem sempre somos obrigados a fazer isso.

Se o seu midlaner não usa mana e você usa, não tem porque
dar o buff pra ele. Tem muito mais valor dar o blue pra quem
vai utilizar tanto a mana regen como a redução de tempo de
recarga fornecida pelo buff.

Outra questão é a forma como entregamos o blue. Sempre


mate os pequenos, não deixe eles pro mid laner. Eles
representam 50% do XP do camp.

Por fim, assim que começar o blue, sinalize pro mid vir
buscar. Se ele demorar ou não vier, pegue você mesmo e
deixe claro pelo chat que os próximos são dele. Assim
evitamos um rage ou outro.
Quais objetivos priorizar?

Dragon, Arauto, Baron, Torres e inibidores são todos


objetivos relevantes. Mas visto que a relação risco x
recompensa é diferente pra cada um deles, vamos priorizá-
los proporcionalmente.

Desconsiderando o Nexus, o inibidor é o mais importante


dos objetivos. Quando ele for uma opção, sempre vá para
ele.

Em termos de importância, o Baron perde apenas para o


inibidor. Porém é um call extremamente arriscado e, por
conta do potencial de entregar o jogo, gera mais derrotas do
que vitórias.

Dragão, Arauto e torres possuem importância muito


similar. Entre os sete e onze minutos, as torres oferecem um
risco x recompensa excelente diante da facilidade que temos
em derrubar elas. Já o Dragão tem um risco muito maior e
uma recompensa menos interessante em termos do quanto
o buff representa em gold. Esse valor depende do elemento
do Dragão e tende a crescer ao longo da partida, já que boa
parte dos buffs são em porcentagem.
O Arauto possue característica similar ao Dragão, é difícil de
ser feito e por isso oferece um custo-benefício inferior à
torre.

Tanto o Dragão como o Arauto, oferecem uma grande


oportunidade pro time que o defende gerar uma TF, ganhar
e dar snowball a partir de então. Isso ocorre, pois ao iniciar o
dragão é como se o time que o tanka lutasse em
desvantagem númerica, já que momentaneamente, o dragão
luta "a favor" do time adversário.
Quando fazer o Baron

O Baron é o objetivo com maior taxa de throw de todos. Boa


parte das vezes que alguém dá call de Barão, ele não sabe o
que está fazendo, os outros seguem e entregam o jogo.

Pra evitar isso, vamos fazer o Baron apenas quando as


seguintes condições forem atendidas:

- Seu time está saudável;


- Time adversário está longe ou morto;
- Vocês tem uma pink no Baron e a região em volta dele
wardada;
- Você deixou claro o que deve ser feito se os adversários se
aproximarem;
- Ir pro inibidor adversário não é uma opção.

O único objetivo que prevalece sobre o Barão é o inibidor.

Fora isso, atente-se às condições e tenha certeza que o call é


safe. Um Baron arriscado só deve ser feito quando o seu
time estiver muito atrás e não tiver nada a perder.
Cap. 6
Team Fight

Qual o seu papel na TF?

O seu papel na team fight depende muito do campeão e


build que você está. Vamos considerar as seguintes builds:
tank, assassino e adc.

A build mais comum é a de tank. Tradicionalmente o jungler,


o top ou o suporte assumem esta responsabilidade. A sua
função é a de se posicionar na frente de batalha, protegendo
os carries de qualquer CC que os possa comprometer e
dando peel pra que eles causem o dano necessário.

Ou seja, você não precisa ir no adc ou apc adversário, isto é


opcional e situacional. Desde que você esteja a frente do seu
time e segurando a front line deles, isso já é suficiente.

Sempre que alguém passar por você, ou seja, passar a front


line, vá atrás dele para proteger os carries e continuar dando
peel.

Normalmente, o tank também é o responsável por iniciar a


luta e tankar objetivos como torres, arautos, dragões e
barões.
O jungler assassino está em baixa atualmente, mas com as
novas masteries que estão por vir, ele deve ressurgir ou ao
menos melhorar de desempenho.

A meta atual favorece os tanks e isso atrapalha este jungler


que tem como principal função dar burst em alvos com
pouca resistência.

Neste caso, vamos nos posicionar na lateral do nosso time


ou nos flancos do time inimigo. Somos alvos frágeis,
portanto, precisamos esperar que a luta comece e que
alguns CCs sejam utilizados antes de nos colocarmos em
risco.

Assim que a luta iniciar, preste atenção, pois os olhos deles


estarão voltados para a front line e você tem uma janela de
oportunidade pra executar o seu ataque.

A sua rotação de skills pra causar o maior dano em pouco


tempo precisa estar afiada e tenha em mente quais skills
inimigas podem te comprometer.

Dito isso, vemos poucos junglers assassinos, também, pelo


fato da itemização de ataque ser mais cara do que a de
defesa e por não termos acesso a tanto gold na jungle.
Recentemente surgiu uma nova build: a jungler adc. Ela é
particularmente interessante pra quem já era adc e quer se
especializar em uma segunda posição.

Poucos campeões se enquadram nessa role, mais


especificamente três: Graves, Quinn e Kindred. O seu
desempenho com o decorrer do jogo varia de campeão pra
campeão, alguns são mais fortes early, outros mid ou late
game.

Na TF o seu papel é similar ao do adc da bot lane. Você deve


ficar na backline e próximo ao seu suporte. Os seus alvos
serão os campeões que estiverem mais próximos,
normalmente o top ou jungler adversários.

Como a sua função é causar dano, não se preocupe em


garantir kills, permaneça vivo e cuide do seu
posicionamento.

Dentre as três possibilidades, vamos preferir a de tank, pois


é a que melhor encaixa nas composições de SoloQ. Além
disso, estatisticamente os times que possuem 1 ou 2 tanks
são o que os desempenham melhor.
O poder do start

Jogar como jungler normalmente acompanha a


responsabilidade de startar a TF. Pode não parecer muita
coisa, mas o poder do start pode ser decisivo.

Iniciar uma team fight é um movimento importante, pois ele


determina quando, onde e como ela vai ocorrer.

Se o seu time está espalhado e você iniciou na hora errada,


você perdeu a TF.

Se você lutou próximo da sua base e perdeu a TF, você


perdeu o jogo.

Se você iniciou com o seu suporte longe dos carries, então


provavelmente a TF vai ser um fracasso.

A primeira revelação que temos jogando de tank na jungle é


que quando um membro do time adversário aparece do
outro lado do mapa, você deve dar engage. Você percebe
que você tem a capacidade de forçar team fights e de
aproveitar situações vantajosas pro seu time.
As vantagens que vamos explorar são:

- Lutar em superioridade numérica: geralmente identificada


pelos membros do time adversário aparecerendo longe no
mini mapa;

- Abusar do posicionamento pobre do time adversário: isso


pode ser indicado pelo suporte longe dos carries, time
adversário longe da torre quando vocês tem o Baron Buff ou
carries pegos fora de posição;

- Time adversário tankando um objetivo: pode ser uma torre,


o Baron, o Arauto ou o Dragão. Se o adversário estiver
tankando e você não estiver em desvantagem numérica,
iniciar é uma boa opção.

Nesses casos, basta sinalizar pro seu time e iniciar.


Lembre de checar se todos estão presente e se os ultimates
estão disponíveis, pois, às vezes, uma tentativa de pegar
alguém fora de posição pode se transformar numa tf
generalizada e você quer estar preparado.
Indo deep demais

Imagine que a formação de um time consiste de:

Front-line: frente de batalha. Onde ficam normalmente os


tanks;

Back-line: parte de trás do seu time. Ocupada pelos


campeões com pouca resistência, mas alto dps (dano por
segundo).

Entre essas linhas normalmente encontramos o suporte


junto com o jungler dps ou off-tank.

Essa formação serve justamente pra proteger os campeões


mais frágeis e punir quem tentar chegar até eles.

Ir deep demais trata-se de ir muito além da front line do


time adversário. Isso é um problema, pois normalmente não
existe follow up possível do seu time e você acaba
perdendo a luta antes mesmo dela começar.
Isso normalmente é executado por campeões com um ou
mais gap closers. Estes, frequentemente usam o flash + gap
closer, e às vezes, mais outro gap closer, pra darem engage
no time adversário.

Pra evitar essa situação, antes de qualquer luta, observe o


mini mapa e veja se o seu time está JUNTO de você. Veja
bem, estar perto não é suficiente, eles precisam estar
colados em você. Se estiverem, agora veja onde está o time
adversário, caso alguns membros estejam longe, calcule se
você tem a vantagem numérica e proceda pro engage.

Toda tf deve ser planejada antes de executada. Isso que


torna uma vitória, muito mais difícil, em termos de esforço
mental, do que uma derrota.

Pra perder é fácil, só dar engage de qualquer forma e jogar


na emoção. Seja racional, observe, reflita e execute.
Consolidando a
vantagem
Mais difícil do que conquistar uma vantagem, é mantê-la.
Praticamente em todas as partidas vemos algum tipo de
throw. Por isso, a habilidade de consolidar a vantagem tem
muito mais valor do que a simples conquista.

Uma forma de manter a vantagem é evitar correr riscos


desnecessários. Entre outros, você pode evitar os seguintes:

- Não fazer Dragão, Arauto ou Barão;


- Não entrar na jungle adversária;
- Não puxar uma lane quando não houver pressão do seu
time em outros pontos do mapa;
- Não lutar em desvantagem numérica;
- Não lutar sem os feedados do seu time;
- Não lutar contra o time adversário com o buff do Barão
ou Dragão Ancião;
- Não contestar um objetivo em desvantagem numérica;
- Não fazer uma armadilha sem ter certeza absoluta que não
há nenhuma ward onde você está ou por onde você passou.

Tudo isso são riscos que você não precisa assumir. Tendo um
jogo simples e consistente você consegue subir através da
manutenção de pequenas vantagens ou da conquista de
grandes pelo throw dos adversários.
Boa parte desse controle de risco se faz através do sistema
de pings e do chat. Controlar o seu campeão e tomar as
decisões certas não é suficiente. Você precisa influenciar os
seus team mates e comunicar o que deve ser feito afim de
evitar situações arriscadas.

Exemplo 1 - Luta em desvantagem numérica:


Situação: o ADC do seu time está saindo da base, mas o seu
time está próximo da T2 adversária.
Orientação: Pings de perigo e de atenção indicando pro seu
time recuar. Ao mesmo tempo, você deve recuar pra
fortalecer a instrução dada.

Exemplo 2 - Time inimigo com Baron Buff:


Situação: o seu time inteiro está posicionado próximo do
time adversário.
Orientação: Recuar e pingar pro seu time fazer o mesmo.
Não tem necessidade de lutar com o inimigo buffado.

Exemplo 3 - Time adversário fazendo o Dragão:


Situação: um membro do seu time acabou de dar B e o
restante está próximo do objetivo.
Orientação: Sair de perto do Dragão e pingar pro seu time
fazer o mesmo.

Ou seja, jogar bem não é suficiente, é necessário também


orientar o seu time nas situações que podem ter grande
impacto na partida.
Cap. 7
Conclusão

Jogar na jungle não é tarefa fácil. Assim como em todas


posições, você precisa se especializar e dominar poucos
campeões pra ser mecanicamente melhor que o adversário,
porém aqui temos uma enorme liberdade em termos de
movimentação e de tomada de decisão que torna o jogo
muito mais complicado.

A própria Riot não dá direções claras do que deve ser feito


quando se está na jungle. Além dos itens recomendados,
somos jogados em uma "lane" gigantesca com espaço para
cometer diversos erros únicos pra essa classe.

Se você quer melhorar, quer carregar os seus team mates e


quer ter certeza que, apesar de todos te culparem, as suas
decisões estão corretas na vitória ou na derrota. Foque. Siga
os ensinamentos deste livro e esqueça toda o resto.

Vamos rever e resumir o que foi visto até aqui:

1º Defina o seu jungler: escolha um e teste ele


por dez partidas de normal game;
2º Jogue e acompanhe o seu desempenho: depois
de trinta partidas de ranked game, veja como você tem ido
em termos de win-rate. Preste atenção no seu número de
mortes, você quer mantê-lo o mais baixo possível;

3º Decida se você continua ou não com ele: nunca culpe o


time, você é o responsável pelo seu destino. Se estiver indo
mal e quiser insistir no campeão, analise os seus replays e
veja o que pode melhorar. Se quiser mudar de campeão,
consulte a lista de win rates e reinicie este processo;

4º Veja o que os melhores jogadores fazem em termos de


rotas e builds. Geralmente eles já testaram tudo à exaustão;

5º Esteja atento aos patch notes e faça as adaptações


necessárias: às vezes isso significa mudar de build, outras
vezes, mudar de campeão.

Na dúvida, dê uma folheada por este livro e veja se ficou


tudo claro. Muitos conceitos fogem do trivial e não são
absorvidos em uma primeira leitura.

Tenha paciência e seja consistente que os resultados virão.

Boa sorte!
A forma mais rápida de melhorar é
contratando um coach.

Há alguns anos comecei a oferecer
treinamento de League of Legends e hoje
 posso garantir que sou o melhor coach
nacional de LoL.

Acumulo mais de 300 aulas individuais e
em 2015 atingi a divisão desafiante junto
com a primeira posição no ranking do
LoLSkill jogando de Sion.

Utilize o seu e­mail cadastrado nesta
compra e ganhe uma aula extra na
contratação de qualquer pacote de aulas
individuais.

Clique aqui e saiba mais sobre os
treinamentos oferecidos.

Abs,

Ucla.