Você está na página 1de 179

Conceitos Fundamentais

Química é a ciência que estuda a constituição, as propriedades e as transformações das


substâncias.

A matéria tem algumas propriedades que são classificadas de gerais, funcionais e especificas.
As propriedades específicas podem ser divididas em:

Físicas - São aquelas que podem ser observadas ou medidas sem alterar a composição do
material. Por exemplo, o ponto de ebulição e a densidade.

Químicas – Estão associadas à sua capacidade de transforma-se em outro material. Por exemplo,
o leite pode se transformar em iogurte. Uma palhinha de aço (constituída de ferro) pode se
transformar em óxidos e hidróxidos de ferro (ferrugem).

Organolépticas - São aquelas que impressionam os nossos sentidos, como por exemplo, a cor,
o sabor, o odor, o brilho etc.

A densidade é uma propriedade da matéria utilizada na identificação dos materiais e nos


procedimentos de separação de misturas. O densímetro dos postos de gasolina possibilita ao
consumidor comprovar a qualidade do álcool que está sendo vendido. Se o combustível estiver
fora das especificações, com maior quantidade de água que o permitido, a diferença será indicada
pelo densímetro.
A densidade de um material pode ser calculada a partir da composição do material e das
densidades dos seus componentes.

A densidade de uma mistura


é a média ponderada da
densidade dos seus
componentes

d1.p1  d 2 .p 2
d mistura 
p1  p 2

3
Substância pura Mistura comum

Existem algumas misturas que se fundem a uma temperatura constante. Tais misturas são
denominadas misturas eutéticas.
Existem algumas misturas que fervem a uma temperatura constante. Tais misturas são
denominadas misturas azeotrópicas.

Misturas Heterogêneas

Filtração: empregada para separar sólidos de líquidos em razão do tamanho da partícula.


Decantação: consiste na separação de componentes em razão da diferença de densidade
Dissolução fracionada: empregada quando substâncias sólidas apresentam diferentes graus de
solubilidade.
Misturas Homogêneas
Destilação simples: Empregado na separação de misturas homogêneas sólido – líquidas,
utilizando para isso os diferentes pontos de ebulição das substâncias.
Destilação fracionada: Empregado na separação de misturas homogêneas líquido – líquido,
utilizando para isso os diferentes pontos de ebulição das substâncias.

Físicos: não alteram a natureza do material. Exemplo: qualquer mudança de estado.


Químicos: alteram a natureza do material. Exemplo: qualquer reação química

O mercúrio tem a capacidade de atrair o ouro pulverizado na terra, que geralmente se encontra
misturado a impurezas, formando com ele uma liga facilmente visível, chamada de amálgama.
Depois aquecendo a liga formada na bateia com um maçarico, o garimpeiro obtém a evaporação
do mercúrio, que é mais volátil (apresenta menor ponto de ebulição), restando apenas o ouro. O
grande problema começa quando, durante esse processo, o indivíduo se expõe aos gases de
mercúrio, inalando a substância
Ao penetrar no organismo, o mercúrio se deposita nos tecidos, causando lesões graves,
principalmente nos rins, fígado, aparelho digestivo e sistema nervoso central. Além disso entrando
em contato com a água dos rios, o metal é absorvido por peixes e outros animais silvestres,
contaminando toso os seres vivos que se alimentarem deles (cadeia alimentar. Os peixes que se
alimentam de outros peixes, bioacumulam o mercúrio, representando uma grande ameaça a
população ribeirinha.

4
Água potável - Denominada aquela que não tem micróbios patogênicos, nem substâncias
químicas além dos limites de tolerância e não é desagradável pelo seu aspecto, a quaisquer dos
nossos sentidos (visão, olfato, tato e paladar).
Água mineral – Água natural, potável, com considerável concentração de sais minerais.
Água poluída - É aquela que contém substâncias que modificam suas caraterísticas e a tornam
imprópria para o consumo.
Água contaminada - É a que contém organismos patogênicos, substâncias tóxicas ou outros
elementos, em concentrações que possam afetar a saúde humana. É um caso particular de
poluição.
Água dura – Água com alta concentração de sais de cálcio e magnésio, que dificultam a ação dos
sabões.

Carvão Ativado é uma forma


de carbono puro de grande
1) Pré-filtração: filtração grosseira feita com grades para reter grandes sólidos.
porosidade, Devido à sua
2) Coagulação: quando a água na sua forma natural (bruta) entra na ETA, ela recebe, nos composição química e área
tanques, uma determinada quantidade de sulfato de alumínio. Esta substância serve para superficial, o carvão ativado
aglomerar (juntar) partículas sólidas que se encontram na água como, por exemplo, a argila. apresenta uma propriedade
3) Floculação: em tanques de concreto com a água em movimento, as partículas sólidas se importante chamada adsorção,
aglutinam em flocos maiores. que consiste na retenção de
substâncias líquidas, gasosas
4) Decantação: em outros tanques, por ação da gravidade, os flocos com as impurezas e
ou dissolvidas em sua
partículas ficam depositadas no fundo dos tanques, separando-se da água.
superfície.
5) Filtração: a água passa por filtros formados por carvão ativado, areia e pedras de diversos Essas substâncias causam
tamanhos. Nesta etapa, as impurezas de tamanho pequeno ficam retidas no filtro. coloração, sabor ou odor
6) Desinfecção e Fluoretação - é aplicado na água cloro ou ozônio para eliminar microorganismos indesejável na água. Essas
causadores de doenças, além disso é aplicado flúor na água para prevenir a formação de cárie partículas permanecem fixadas
dentária em crianças. ao carvão ativado por forças
físicas (aderência).
8) Correção de PH: é aplicada na água uma certa quantidade de cal hidratada ou carbonato de
sódio. Esse procedimento serve para corrigir o PH da água e preservar a rede de encanamentos
de distribuição.

Lixões : O lixo das cidades é coletado e descarregado em outra região, frequentemente, na


periferia das cidades, formando os chamados lixões a céu aberto. Como não há preparação do
solo e não tem nenhum sistema de tratamento de efluentes líquidos - o chorume (líquido preto que
escorre do lixo) penetra pela terra levando substâncias contaminantes para o solo e para o lençol
freático.

Aterro sanitário : O solo é nivelado e selado com argila e mantas de PVC de modo que fique
impermeável e, assim, não ocorra a contaminação do solo pelo chorume. A operação do aterro
sanitário, prevê a cobertura diária do lixo, não ocorrendo a proliferação de vetores, mau cheiro e
poluição visual. Nos aterros sanitários, micro-organismos anaeróbios promovem a decomposição
da matéria orgânica com a consequente produção de metano, que pode ser coletado para uso
como combustível em residências e indústrias ou, ainda, queimado.

Incineração : Corresponde à queima do lixo a altas temperaturas, sendo o processo recomendado


para lixos hospitalares, que são muito contaminados. O processo reduz muito o volume do lixo. O
problema mais grave deste método é o da poluição do ar pelos gases da combustão e por
partículas não retidas nos filtros e precipitadores.

Compostagem : Técnica que consiste em transformar o lixo orgânico em composto orgânico que
pode ser usado como adubo. É o que ocorre na natureza desde o surgimento dos decompositores!
Além de contribuir para a produção de adubo orgânico, promove a ciclagem da matéria orgânica.

5
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
Tão complexas quanto a química da vida, as condições para o bom crescimento das plantas se
resumem em três números que representam as porcentagens de nitrogênio, fósforo e potássio,
impressas em destaque em todas as embalagens de fertilizantes. No século XX, esses três
nutrientes permitiram que a agricultura aumentasse a produtividade e que a população mundial
crescesse seis vezes mais. O nitrogênio vem do ar, mas o fósforo e o potássio veem do solo. As
reservas de potássio são suficientes para séculos, mas com o fósforo a situação é diferente.
É provável que os suprimentos disponíveis de imediato comecem a esgotar-se no final do século.
Muitos dizem que quando isso acontecer, a população terá alcançado um pico além do que o planeta
pode suportar em termos de sustentabilidade.
O fósforo, junto com o nitrogênio e o potássio, é um elemento crucial para os fertilizantes. É extraído
de rochas ricas em fósforo, na forma de fosfato. O fósforo não ocorre livre na natureza, aparecendo
principalmente na forma de fosforita, Ca3(PO4)2, fluorapatita, Ca5(PO4)3F e hidroxiapatita,
Ca5(PO4)3OH.
A natureza obtém fósforo por meio de ciclos de intemperismo, uso biológico, sedimentação e, depois
de 10 milhões de anos, elevação geológica. A necessidade exacerbada da agricultura moderna por
fertilizantes triplicou a taxa de consumo de fósforo no solo, mas uma combinação de medidas pode
suavizar o problema.

1. (Uneb 2014) A necessidade exacerbada da agricultura moderna por fertilizantes triplicou o


consumo de fósforo para atender à demanda crescente por alimento da população mundial,
entretanto esse crescimento pode esgotar reservas do nutriente rapidamente, o que põe em risco o
equilíbrio no ciclo do fósforo da natureza.
Uma análise das informações do texto e dessas considerações, com o propósito de atenuar esse
problema e ajudar a manter o equilíbrio no ciclo do fósforo, permite corretamente afirmar:
a) Os resíduos sólidos e líquidos provenientes da agropecuária devem ser levados para os aterros
e, uma vez tratados, escoados para rios e mares, onde formam sedimentos em condições de ser
incorporados à rocha fosfática rica em hidroxiapatita, Ca 5(PO4)3OH, posteriormente reciclada.
b) A remoção gradual de compostos de chumbo e de outros materiais tóxicos na água encanada
das grandes cidades facilita o aproveitamento de dejetos urbanos, líquidos e sólidos para uso como
fertilizante e consequente reciclagem do fósforo.
c) Os resíduos urbanos contendo fósforo e nitrogênio, uma vez tratados, devem ser transportados
aos aterros sanitários para serem decompostos lentamente, sem causar poluição ao lençol freático.
d) Os dejetos de animais, incluindo-se ossos ricos em fósforo e partes não comestíveis de plantas,
não constituem fonte adequada do fertilizante que justifique a reciclagem desse elemento químico.
e) A erosão do solo deve ser ampliada durante o cultivo agrícola, para que mais fósforo esteja
disponível, na forma de íons fosfato e então aproveitado como fertilizante na agricultura.

2. (Unicamp 2017) “Quem tem que suar é o chope, não você”. Esse é o slogan que um fabricante
de chope encontrou para evidenciar as qualidades de seu produto. Uma das interpretações desse
slogan é que o fabricante do chope recomenda que seu produto deve ser ingerido a uma temperatura
bem baixa.
Pode-se afirmar corretamente que o chope, ao suar, tem a sua temperatura
a) diminuída, enquanto a evaporação do suor no corpo humano evita que sua temperatura aumente.
b) aumentada, enquanto a evaporação do suor no corpo humano evita que sua temperatura diminua.
c) diminuída, enquanto a evaporação do suor no corpo humano evita que sua temperatura diminua.
d) aumentada, enquanto a evaporação do suor no corpo humano evita que sua temperatura
aumente.

3. (G1 - cftmg 2017) Até que esteja própria para o consumo, a água é submetida a vários processos
de tratamento. Após a captação, a primeira etapa consiste na adição de uma substância química
denominada sulfato de alumínio, Al2(SO4)3. O esquema a seguir representa a ação desse composto
sobre as impurezas presentes na água.

Nesse esquema, os
processos verificados nos
recipientes II e III são
denominados,
respectivamente,
a) filtração e flotação.
b) decantação e filtração.
c) floculação e decantação.
d) flotação e sedimentação.

6
4. (Unicamp 2017) “Pode arredondar?” Esta é uma pergunta que frentistas de postos de
combustíveis fazem durante o abastecimento, quando o travamento automático da bomba é
acionado. O fabricante do veículo faz a recomendação de não arredondar, pensando na preservação
do veículo, mas o dono do posto pede que o frentista arredonde, para vender mais combustível. Por
outro lado, pensando na saúde do frentista, prejudicada pela exposição aos vapores de combustível,
pode-se afirmar corretamente que:
a) Qualquer que seja a resposta do consumidor, até o travamento automático ou passando do
automático, a saúde do frentista será prejudicada, pois sempre haverá eliminação de vapores
durante o abastecimento.
b) A resposta mais adequada do consumidor seria “sim”, porque a quantidade de vapores eliminados
no abastecimento é a mesma, e o prejuízo à saúde do frentista é o mesmo, independentemente do
volume de combustível adicionado ao tanque.
c) A resposta mais adequada do consumidor seria “não”, pois somente a partir do travamento
automático é que há eliminação de vapores durante o abastecimento e só depois disso há prejuízo
para a saúde do frentista.
d) A resposta mais adequada do consumidor seria “sim”, porque não haverá eliminação de vapores
durante o abastecimento e assim nunca haverá prejuízo para a saúde do frentista.

5.(Enem PPL 2016) O quadro apresenta alguns exemplos de combustíveis empregados em


residências, indústrias e meios de transporte.

Temperatura de Temperatura de
Combustíveis fusão (C) ebulição (C)
Butano 135 0,5
Etanol 112 78
Metano 183 162
Metanol 98 65
Octano 57 126

São combustíveis líquidos à temperatura ambiente de 25oC.


a) Butano, etanol e metano.
b) Etanol, metanol e octano.
c) Metano, metanol e octano.
d) Metanol e metano.
e) Octano e butano.

6. (Uemg 2016) “Kimbá olhou comovido para o irmão mais velho que dormia ali no mesmo quarto
que ele. Gostava do mais velho. Coitado do Raimundo! Sempre bêbado e sempre querendo mais e
mais cachaça.”
EVARISTO,2014, p. 88.
O grande segredo da cachaça de qualidade é fazer a separação entre o que os entendidos chamam
de “Cabeça, Coração e Cauda”. Essas frações são obtidas após o sistema de fermentação e diferem
entre si pelas diferentes faixas em que os principais constituintes de cada fração entram em ebulição.

Os métodos de separação de
mistura A e B, destacados em
negrito no fluxograma, são
respectivamente:
a) Peneiração e Filtração.
b) Decantação e Destilação.
c) Destilação e Decantação.
d) Filtração e Destilação.

7
7. (Enem PPL 2016) O descarte do óleo de cozinha na rede de esgotos gera diversos problemas
ambientais. Pode-se destacar a contaminação dos cursos d’água, que tem como uma das
consequências a formação de uma película de óleo na superfície, causando danos à fauna aquática,
por dificultar as trocas gasosas, além de diminuir a penetração dos raios solares no curso hídrico.
Disponível em: http://revistagaIileu.globo.com. Acesso em: 3 ago. 2012 (adaptado).
Qual das propriedades dos óleos vegetais está relacionada aos problemas ambientais citados?
a) Alta miscibilidade em água. b) Alta reatividade com a água.
c) Baixa densidade em relação à água. d) Baixa viscosidade em relação à água.
e) Alto ponto de ebulição em relação à água.

8. (Enem PPL 2016) Combustíveis automotivos têm sido adulterados pela adição de substâncias
ou materiais de baixo valor comercial. Esse tipo de contravenção pode danificar os motores,
aumentar o consumo de combustível e prejudicar o meio ambiente. Vários testes laboratoriais podem
ser utilizados para identificar se um combustível está ou não adulterado. A legislação brasileira
estabelece que o diesel, obtido do petróleo, contenha certa quantidade de biodiesel. O quadro
apresenta valores de quatro propriedades do diesel, do biodiesel e do óleo vegetal, um material
comumente utilizado como adulterante.
Propriedade Diesel Biodiesel Óleo vegetal
3 0,884 0,880 0,922
Densidade (g cm )
Poder calorífico (MJ L) 38,3 33,3 36,9
2 3,9 4,7 37,0
Viscosidade (mm s)
Teor de enxofre (%) 1,3  0,001  0,001

Com base nas informações apresentadas no quadro, quais são as duas propriedades que podem
ser empregadas tecnicamente para verificar se uma amostra de diesel comercial está ou não
adulterada com óleo vegetal?
a) Densidade e viscosidade. b) Teor de enxofre e densidade.
c) Viscosidade e teor de enxofre. d) Viscosidade e poder calorífico.
e) Poder calorífico e teor de enxofre.

9. (Enem 2015) Um grupo de pesquisadores desenvolveu um método simples, barato e eficaz de


remoção de petróleo contaminante na água, que utiliza um plástico produzido a partir do líquido da
castanha de caju (LCC). A composição química do LCC é muito parecida com a do petróleo e suas
moléculas, por suas características, interagem formando agregados com o petróleo. Para retirar os
agrega dos da água, os pesquisadores misturam ao LCC nanopartículas magnéticas.
KIFFER, D. Novo método para remoção de petróleo usa óleo de mamona e castanha de caju.
Disponível em: www.faperj.br.Acessoem: 31 jul. 2012 (adaptado).
Essa técnica considera dois processos de separação de misturas, sendo eles, respectivamente,
a) flotação e decantação.
b) decomposição e centrifugação.
c) floculação e separação magnética.
d) destilação fracionada e peneiração.
e) dissolução fracionada e magnetização.

10. (Ufrgs 2014) Para a análise da qualidade do leite são monitorados vários parâmetros físico-
químicos. As avaliações de propriedades como, por exemplo, densidade, crioscopia e teor de
proteína, o qual é calculado pelo teor médio de nitrogênio, são utilizadas para detectar possíveis
adulterações.
Considere as afirmações abaixo, sobre os possíveis métodos de adulteração do leite.
I. A adição de água ao leite é facilmente detectável, pois diminui a densidade e aumenta a
temperatura de congelamento.
II. A adição de ureia pode compensar a diminuição de densidade e a diminuição de teor médio de
nitrogênio, causadas pela adição de água.
III. A adição de sacarose pode compensar a diminuição de densidade e a diminuição de teor médio
de nitrogênio, causadas pela adição de água, sem o efeito tóxico apresentado pela ureia.

Quais estão corretas?


a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) I, II e III.

8
11. (G1 - cp2 2013) “O Aquífero Guarani, manancial subterrâneo que abastece a cidade de Ribeirão
Preto, a 313 km da capital paulista, está ameaçado por herbicidas. A conclusão vem de um estudo,
que encontrou duas amostras de água de um poço artesiano na zona leste da cidade com traços de
diurom e hexazinona, componentes de defensivo utilizado na cultura da cana-de-açúcar.”
Suponha que uma amostra de água tenha sido retirada do poço artesiano ao qual o texto se refere
e observou-se que ela se encontrava turva. Técnicos da Secretaria de Saúde do Estado de São
Paulo teriam suspeitado de contaminação por agrotóxicos solúveis. Baseados nos métodos de
separação de misturas homogêneas e heterogêneas, os técnicos fariam:
a) a filtração da água, haja vista tratar-se de uma mistura heterogênea.
b) uma decantação dos resíduos e depois a filtração da água, haja vista tratar-se de uma mistura
homogênea.
c) uma filtração e, em seguida, a decantação dos resíduos, para depois fervê-la, de modo a anular
os possíveis efeitos dos agrotóxicos.
d) a decantação dos resíduos seguida de filtração da água e uma destilação fracionada, já que os
agrotóxicos formavam com ela uma mistura homogênea.

12. (Upe 2012) O azeite de oliva é o produto obtido somente dos frutos da oliveira (Olea europaea
L.), excluídos os óleos obtidos por meio de solventes e ou qualquer mistura de outros óleos. O azeite
de oliva virgem é o produto obtido do fruto da oliveira (Olea europaea L.) somente por processos
mecânicos ou outros meios físicos, em condições térmicas que não produzam alteração do azeite,
e que não tenha sido submetido a outros tratamentos além da lavagem com água, decantação,
centrifugação e filtração.
Está de acordo com esses critérios da RDC Nº. 270 da ANVISA a seguinte garantia dada por uma
empresa que processa e comercializa uma marca de “azeite de oliva virgem” em uma rede de
supermercados:
a) isenção de substâncias apolares, retiradas pelo emprego de um líquido apolar recomendado para
o processamento de produtos alimentícios.
b) manutenção de um óleo sem muita química, por usar somente processos mecânicos ou outros
meios físicos que não produzem alteração do azeite.
c) transesterificação no óleo, após a prensagem e a termobatedura, um batimento lento e contínuo
da pasta seguido por um aquecimento suave.
d) ausência de partículas em suspensão, por causa da separação de compostos de densidades
distintas, por meio de processo de inércia, seguido por uma etapa filtrante.
e) retirada de um grupo de substâncias polares indesejáveis para a estabilização do produto em
prateleira, realizando a destilação do óleo por arraste, com vapor d’água.

13. (Unicamp 2012) Em algumas extrações de ouro, sedimentos de fundo de rio e água são
colocados em uma bateia, recipiente cônico que se assemelha a um funil sem o buraco. Movimentos
circulares da bateia permitem que o ouro metálico se deposite sob o material sólido ali presente.
Esse depósito, que contém principalmente ouro, é posto em contato com mercúrio metálico; o
amálgama formado é separado e aquecido com um maçarico, separando-se o ouro líquido do
mercúrio gasoso. Numa região próxima dali, o mercúrio gasoso se transforma em líquido e acaba
indo para o leito dos rios. Os três segmentos acima grifados se referem, respectivamente, às
seguintes propriedades:
a) peso, temperatura de gaseificação e temperatura de liquefação.
b) densidade, temperatura de sublimação e temperatura de fusão.
c) peso, temperatura de ebulição e temperatura de fusão.
d) densidade, temperatura de ebulição e temperatura de liquefação.

14. (Fuvest 2012) Água e etanol misturam-se completamente, em quaisquer proporções. Observa-
se que o volume final da mistura é menor do que a soma dos volumes de etanol e de água
empregados para prepará-la. O gráfico a seguir mostra como a densidade varia em função da
porcentagem de etanol (em volume) empregado para preparar a mistura (densidades medidas a 20
ºC).

Se 50 mL de etanol forem
misturados a 50 mL de água, a 20
ºC, o volume da mistura resultante,
a essa mesma temperatura, será
de, aproximadamente,
a) 76 mL
b) 79 mL
c) 86 mL
d) 89 mL
e) 96 mL

9
15. (Ufrgs 2010) Amostras de três substâncias foram testadas a fim de verificar seu comportamento
ao serem aquecidas. As observações realizadas no decorrer do experimento constam no quadro a
seguir.

Aspecto na Observações durante Aspecto após retorno à


Substâncias
temperatura ambiente o aquecimento temperatura ambiente
Pó branco com propriedades
Emissão de luz branca
I Sólido cinza metálico físicas diferentes das
intensa
apresentadas pela substância I
Sólido cristalino branco com
Formação de um
II Sólido cristalino branco propriedades físicas iguais às
líquido
da substância II
Formação de vapores Líquido incolor com
III Líquido incolor que são recolhidos em propriedades físicas iguais às
um balão da substância III

Os processos que ocorreram com as substâncias I, II e III durante o aquecimento podem ser
denominados, respectivamente,
a) fusão, ebulição e condensação. b) combustão, fusão e ebulição.
c) pulverização, liquefação e condensação. d) combustão, liquefação e vaporização.
e) pulverização, ebulição e vaporização.

16. (G1 - cps 2008) Tingir os cabelos e pintar o corpo são manifestações culturais muito antigas,
comuns a mulheres e homens, que surgiram muito antes de qualquer forma de escrita. A pele do
corpo foi a primeira "tela" usada pelos humanos, antes mesmo de pintarem as paredes das cavernas
onde viviam. A pintura corporal dos índios brasileiros foi uma das primeiras coisas que chamou a
atenção do colonizador português. Pero Vaz de Caminha, em sua famosa carta ao rei D. Manoel I,
já falava de uns pequenos ouriços que os índios traziam nas mãos e da nudeza colorida das índias.
Para obter o corante vermelho que utilizam para pintar o corpo, os índios brasileiros amassam
sementes de urucum, fervendo o pó formado com água.
Os processos utilizados pelos índios, para obtenção do corante vermelho, são
a) peneiração e destilação. b) trituração e extração. c) sublimação e evaporação.
d) levigação e sintetização. e) sifonação e dissolução.

17. (G1 - utfpr 2007) A química moderna utiliza métodos de pesquisa extremamente sofisticados.
Tais métodos se prestam a identificar substâncias, misturas de substâncias, entre outras coisas.
Podemos citar alguns métodos como, por exemplo: cromatografia, espectrocopia ultra violeta,
absorção atômica.
Mas antes do advento destas técnicas modernas, os químicos da antiguidade utilizavam técnicas
bastante rudimentares, que são utilizadas ainda hoje em modernos laboratórios e também em
ambientes domésticos ou de trabalho. A seguir são indicados alguns procedimentos cotidianos.
I) Uma dona de casa catando feijão com as mãos para depois cozinhá-lo.
II) Preparação do café da manhã com água fervendo.
III) Separação da "casca" do amendoim após torrá-lo, lançando-o para cima e fazendo com que a
corrente de ar separe o amendoim da casca.
IV) O pedreiro separa a areia grossa da areia fina, utilizando uma tela de arame.
V) Quando o garimpeiro separa o ouro do cascalho com o uso da bateia, também está utilizando
uma técnica rudimentar de separação.
Anote a alternativa que indica os nomes corretos dos procedimentos indicados nas proposições:
a) escolhamento, fervura, ventilação, peneiramento e levigação.
b) catação, extração, decantação, peneiramento e arrastamento.
c) escolhamento, filtração, decantação, levigação e arrastamento.
d) catação, filtração, decantação, levigação e peneiramento.
e) catação, extração, ventilação, peneiramento e levigação.

18.(Enem) Para diminuir o acúmulo de lixo e o desperdício de materiais de valor econômico e,


assim, reduzir a exploração de recursos naturais, adotou-se, em escala internacional, a política
dos três erres: Redução, Reutilização e Reciclagem.
Um exemplo de reciclagem é a utilização de
a) garrafas de vidro retornáveis para cerveja ou refrigerante.
b) latas de alumínio como material para fabricação de novas latas.
c) sacos plásticos de supermercado como acondicionantes de lixo caseiro.
d) embalagens plásticas vazias e limpas para acondicionar outros alimentos.
e) garrafas PET recortadas em tiras para fabricação de cerdas de vassouras.

10
19. O Projeto Residência Resíduo Zero foi lançado em Goiânia no dia 01/03/2016 pela Sociedade
Resíduo Zero de Goiânia. Um dos sete pontos defendidos por esse projeto é que o lixo orgânico
doméstico seja transformado em adubo orgânico por compostagem em caixas biodigestoras. Nas
caixas superiores, ficam minhocas e restos alimentares, e na caixa inferior acumula-se um composto
líquido nutritivo com função de adubo, conforme apresentado na figura a seguir.

No contexto desse sistema de compostagem, verifica-se que


a) não há produção de odores desagradáveis, pois o uso de minhocas substitui a ação de fungos e
bactérias.
b) essa prática, apesar de eficiente, é nova e de difícil aceitação pela população urbana e rural.
c) devido à decomposição rápida, a compostagem doméstica se torna inócua para os aterros
sanitários.
d) se evita a aeração do material em decomposição para evitar a presença de insetos e pragas.
e) a matéria orgânica é transformada em húmus, livre de toxicidade, metais pesados e patógenos.

20. Cerca de 7% do total de resíduos sólidos coletados em Florianópolis são encaminhados à


reciclagem, colocando o município entre as quatro capitais brasileiras com maior volume de
recuperação de materiais. O índice, divulgado pelo presidente da Companhia de Melhoramentos da
Capital (Comcap), Marius Bagnati, oferece boas perspectivas ao município, às vésperas do fim do
prazo para a implantação do plano de gestão local, conforme o estipulado pelo governo federal.
Aprovado em 2011, o Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) estabelece que após o dia 2 de
agosto (2014) o país não poderá ter mais lixões, que serão substituídos pelos aterros sanitários. Os
aterros vão receber apenas rejeitos, ou seja, aquilo que não é possível reciclar ou reutilizar. Os
municípios ficam também obrigados a elaborar seus próprios planos de resíduos sólidos,
conscientizando os cidadãos sobre a forma correta a descartar o lixo."
Com relação à coleta seletiva de lixo e ao descarte de resíduos sólidos, é CORRETO afirmar:
a) Os metais não podem ser reciclados e são destinados exclusivamente aos aterros sanitários.
b) Os plásticos se decompõem em poucos dias e podem ser coletados juntamente com lenços de
papel e guardanapos usados.
c) Entre os materiais que podem ser destinados à coleta seletiva estão: plásticos, metais, vidro e
papel.
d) O lixo denominado "orgânico" é composto por restos de comida, pontas de cigarro e embalagens
de alimentos usadas.
e) Pilhas e lâmpadas fluorescentes podem ser descartadas no lixo comum.

TEXTO: 1 - Comum à questão: 3


O rompimento da barragem de contenção de uma mineradora em Mariana (MG) acarretou o
derramamento de lama contendo resíduos poluentes no rio Doce. Esses resíduos foram gerados na
obtenção de um minério composto pelo metal de menor raio atômico do grupo 8 da tabela de
classificação periódica. A lama levou 16 dias para atingir o mar, situado a 600 km do local do
acidente, deixando um rastro de destruição nesse percurso. Caso alcance o arquipélago de
Abrolhos, os recifes de coral dessa região ficarão ameaçados.
21. A água do mar em Abrolhos se tornaria turva, se a lama atingisse o arquipélago.
A turbidez da água interfere diretamente no seguinte processo biológico realizado nos recifes de
coral:
a) fotossíntese b) eutrofização c) bioacumulação d)tamponamento

22. No processo de reciclagem, os catadores não fazem distinção entre as latas de alumínio e as de
aço (composto por carbono, fósforo, silício, ferro, crômio, alumínio, níquel, titânio). Sendo assim,
essa mistura passa por um processo de separação antes da reciclagem do alumínio. Inicia-se o
processo passando-se a sucata por uma esteira magnética, sendo em seguida o alumínio prensado
e fundido em um forno aberto, a uma temperatura de 660ºC. O alumínio derretido é então
transformado em lingotes.
Com relação ao texto acima, é correto afirmar que:
a) durante a separação na esteira magnética, o alumínio é atraído pelo imã e daí separado do
restante da sucata metálica.
b) o aço é composto unicamente por metais; por isso é atraído pelo ímã.
c) os metais que compõem o aço são elementos do bloco d (de transição).
d) o processo de reciclagem do alumínio consiste de um processo químico e três processos físicos.
e) o alumínio é prensado antes de ser levado ao forno para diminuir a superfície de contato e evitar
a formação do óxido de alumínio.

11
23. Uma das alternativas para reduzir a quantidade de lixo produzida mundialmente é aplicar a teoria
dos 3Rs:
1. Reduzir ao máximo a produção de lixo;
2. Reutilizar tudo que for possível;
3. Reciclagem.
Para que ocorra a reciclagem de materiais, eles devem estar agrupados de acordo com
características semelhantes.
Portanto, antes de reciclarem plásticos, metais, pilhas e resíduos domésticos, dentre outros, é
necessário separá-los de acordo com suas propriedades.
Considerando o processo de Reciclagem, analise as afirmativas abaixo.
I. Por meio de uma análise comparativa da densidade do plástico com a densidade de outros
materiais é possível separá-los.
II. Nas usinas de lixo, a identificação dos metais é feita por dissolução fracionada dos metais
fundidos, em que o alumínio é separado do ferro.
III. As pilhas e baterias não devem ser remetidas aos lixões, pois elas podem gerar resíduos
químicos nocivos, tais como os metais pesados, por exemplo: Cd, Ni, Hg, Zn e C.
IV. Um dos produtos oriundos da decomposição dos resíduos orgânicos é o gás metano que pode
ser empregado como combustível.

Marque a alternativa correta.


a) I e II são corretas. b)I, III e IV são corretas.
c) I e IV são corretas. d) Todas estão incorretas.

24. Lagos, lagoas e tanques têm a qualidade da água comprometida pelo recebimento de água da
chuva ou de afluentes carregados de detritos, principalmente quando esses afluentes alteram a
aeração da água desses corpos. A fim de avaliar as condições de cinco lagos, foram monitoradas
as espécies químicas presentes. Na tabela ao lado são mostradas informações das espécies
químicas que apresentaram teores bastante elevados.
Lago Espécies químicas com teor elevado Com base no exposto, é correto afirmar que
1 CH3COO–, HS–, CH4 o lago que possui condição anaeróbica é o
2 NO3–, Hg2+, O2 de número:
3 Cl–, Fe3+, CO2
4 PO43–, CO32–, K+ a) 1. b) 2. c) 3.
5 SO42–, Ca2+, Mg2+ d) 4. e) 5.

25. O tratamento de esgotos domiciliares, além de contribuir para a diminuição da poluição ambiental
e da disseminação de doenças, pode fornecer materiais orgânicos utilizados na obtenção de adubos
e de energia.
Considerando-se o tema abordado no texto e os conhecimentos sobre as reações químicas, é
correto destacar:
a) O uso de filtros nas saídas dos encanamentos de esgotos contribui para retirar os poluentes
dissolvidos no material.
b) A decantação e o tratamento do esgoto com sulfato de alumínio, Al2(SO4)3, são suficientes para
eliminar a presença de bactérias patogênicas.
c) A compostagem é o processo que transforma o material orgânico obtido no tratamento dos
esgotos em adubos, que podem ser usados no solo.
d) A liberação de dióxido de carbono, CO2(g), e de monóxido de nitrogênio, NO(g), evidencia a
decomposição anaeróbica da matéria orgânica presente nos esgotos.
e) O gás metano, CH4(g), obtido no processo anaeróbico de degradação da biomassa, é um
combustível de origem renovável que não interfere no aquecimento do Planeta.

26. (Enem) Água dura é aquela que contém concentrações relativamente altas de íons Ca 2+ e Mg2+
dissolvidos. Apesar de esses íons não representarem risco para a saúde, eles podem tornar a água
imprópria para alguns tipos de consumo doméstico ou industrial. Objetivando reduzir a concentração
de íons Ca2+ e Mg2+ de uma amostra de água dura ao mínimo possível, um técnico em química
testou os seguintes procedimentos no laboratório:
I. Decantação da amostra de água.
II. Filtração da amostra de água.
III. Aquecimento da amostra de água.
IV. Adição do solvente orgânico CCl4 à amostra de água.
V. Adição de CaO e Na2CO3 à amostra de água.
O método considerado viável para tratar a água dura e aumentar seu potencial de utilização é o(a)
a) decantação, pois permite que esses íons se depositem no fundo do recipiente.
b) filtração, pois assim os íons Ca2+ e Mg2+ são retidos no filtro e separados da água.
c) aquecimento da amostra de água, para que esses íons sejam evaporados e separados.
d) adição do solvente orgânico CCl4 à amostra, para solubilizar esses íons e separá-los da água.
e) reação química com CaO e Na2CO3, para precipitar esses íons na forma de compostos
insolúveis.

12
27. Uma das principais propriedades específicas da matéria é a densidade, que corresponde a uma
relação entre massa e volume. No Brasil, a gasolina é vendida em litros. Para reduzir problemas no
abastecimento dos automóveis, os tanques de combustíveis, nos postos de abastecimentos
brasileiros, são mantidos subterrâneos, de modo a manter a temperatura com mínima variação, uma
vez que isso provocaria alteração na densidade da gasolina.
Caso isso não ocorresse, analise as afirmativas abaixo para um motorista que abasteceria seu carro
com 40 litros de gasolina e assinale a afirmativa correta.
a) Se um automóvel fosse abastecido no verão, o motorista levaria vantagem.
b) Se um automóvel fosse abastecido no inverno, o motorista levaria vantagem, pois estaria
abastecendo com maior volume.
c) Quando o motorista abastecesse seu automóvel no verão, para um mesmo volume, estaria
colocando menos combustível.
d) Como a gasolina é uma mesma substância, independente da estação do ano, não haveria
alteração na quantidade de combustível abastecido.
e) No inverno a gasolina é mais densa, portanto o motorista ao encher o tanque de seu automóvel
estaria colocando menor volume de combustível.

28.(Enem) Pelas normas vigentes, o litro do álcool hidratado que abastece os veículos deve ser
constituído de 96% de álcool puro e 4% de água (em volume). As densidades desses componentes
são dadas na tabela.
Substância Densidade (g/I)
Água 1000
Álcool 800

Um técnico de um órgão de defesa do consumidor inspecionou cinco postos suspeitos de venderem


álcool hidratado fora das normas. Colheu uma amostra do produto em cada posto, mediu a
densidade de cada uma, obtendo:
Posto Densidade do combustível (g/I)
A partir desses dados, o técnico pôde concluir que
I 822
estavam com o combustível adequado somente
II 820 os postos
III 815 a)I e II. b)I e III. c)II e IV.
IV 808 d) III e V. e) IV e V.

V 805

29.(Enem) Em Bangladesh, mais da metade dos poços artesianos cuja água serve à população local
está contaminada com arsênio proveniente de minerais naturais e de pesticidas. O arsênio apresenta
efeitos tóxicos cumulativos. A ONU desenvolveu um kit para tratamento dessa água a fim de torná-
la segura para o consumo humano. O princípio desse kit é a remoção do arsênio por meio de uma
reação de precipitação com sais de ferro(III) que origina um sólido volumoso de textura gelatinosa.

Com o uso desse kit, a população local pode remover o elemento tóxico por meio de
Gabarito
a) fervura. b) filtração. c) destilação. d)calcinação. e)evaporação.
1: [B] 2: [D] 3: [C]
30. O lixo está relacionado a uma grande diversidade de resíduos sólidos de diferentes
procedências, entre eles, está o resíduo sólido urbano, gerado nas residências. Segundo o IBGE, 4: [A] 5: [B] 6: [D]
são produzidas 241 614 toneladas de lixo diariamente no Brasil, em que 76% de todo esse lixo fica
a céu aberto (lixão) e somente 24% recebe tratamento adequado. 7: [C] 8: [A] 9: [C]
O descarte correto do lixo deve ser feito
10: [D] 11: [D] 12: [D]
a) em aterros sanitários, onde muitos catadores separam matérias-primas que possibilitam a sua
sobrevivência, convivendo com urubus, insetos e ratos, estando suscetíveis a doenças. 13: [D] 14: [E] 15: [B]
b) em lixões a céu aberto nas grandes cidades, pois, com o avanço da indústria e as mudanças
nos hábitos da população, houve aumento do lixo não reciclável, ocasionando doenças. 16: [B] 17: [E] 18: [B]
c) em lixões a céu aberto, onde podem ser depositados bens de consumo não descartáveis,
amplamente utilizados pela população e provenientes do alto grau de industrialização. 19: [E] 20: [C] 21: [A]
d) por gerenciamento integrado do lixo, no qual é necessário um programa de educação ambiental
22: [E] 23: [C] 24: [A]
que contemple a redução do consumismo, a reutilização e a reciclagem do lixo.
e) por incineração, ocasionando grandes impactos ambientais, devido aos mais diversos tipos de 25: [C] 26: [E] 27: [C]
poluição, entre os quais a poluição gerada pela produção de chorume e necrochorume.
28: [E] 29: [B] 30: [D]

13
Estrutura atômica e tabela periódica

Dalton (1803)
Primeiro modelo atômico com base experimental. O átomo é uma partícula maciça e indivisível
(modelo da bola de bilhar).

Thomson (1897)
O átomo seria uma partícula maciça, mas não indivisível. Seria formado por uma geleia com carga
positiva, na qual estariam incrustados os elétrons (modelo do pudim de passas).

Rutherford (1911)
O átomo não é maciço nem indivisível. O átomo seria formado por um núcleo muito pequeno, com
carga positiva, onde estaria concentrada praticamente toda a sua massa. Ao redor do núcleo ficariam
os elétrons, neutralizando sua carga. Este é o modelo do átomo nucleado, que foi comparado ao
sistema planetário, onde o Sol seria o núcleo e os planetas seriam os elétrons.

Bohr( 1913)
Modelo atômico fundamentado na teoria dos quanta e sustentado experimentalmente com base na
espectroscopia. Distribuição eletrônica em níveis de energia. Quando um elétron do átomo recebe
energia, ele salta para outro nível de maior energia, portanto mais distante do núcleo. Quando o
elétron volta para o seu nível de energia primitivo (mais próximo do núcleo), ele cede à energia
anteriormente recebida sob forma de uma onda eletromagnética (luz).

Luminescência

Alguns materiais, quando


Número atômico (Z) - É o número de prótons existentes no núcleo.
absorvem radiação ultravioleta ou
Número de massa (A) - É a soma do número de prótons com o número de nêutrons. outras formas de radiação, emitem
A=Z+N de volta luz visível.
Esse fenômeno é chamado
Representação de um átomo genericamente de luminescência.
Quando a emissão ocorre
imediatamente após a incidência
da radiação ultravioleta, o
fenômeno é chamado de
fluorescência; se, por outro lado,
a emissão demorar alguns
segundos ou até mesmo algumas
horas, chamamos de
A eletrosfera dos átomos fosforescência.
Já a Quimiluminescência
consiste na produção de luz a
partir de uma reação química. Dois
produtos químicos reagem para
formar um intermediário excitado
(de alta energia), que se
decompõe libertando parte da sua
energia como fótons de luz para
alcançar o seu estado
fundamental.

14
A distribuição eletrônica
Isotopia: átomos que
apresentam o mesmo número
atômico e diferentes números
de massa
12
6C e 146 C
Alotropia : átomos de um mesmo
elemento químico que formam
substâncias simples diferentes

C (grafite) e C (diamante)

Nanoestruturas de carbono
A última década do século XX
foi marcada pela consolidação e
crescimento vertiginoso de uma
nova área do conhecimento,
que trouxe no seu bojo a
A tabela periódica atual traz os elementos distribuídos em ordem crescente de seus números promessa de uma verdadeira
atômicos, distribuídos em linhas (períodos) e colunas (grupos ou famílias). revolução científica e
tecnológica, derrubando antigos
paradigmas, abrindo novos
horizontes e rompendo
fronteiras estabelecidas entre
disciplinas: a nanociência e
nanotecnologia (N&N). De
maneira bastante simplificada, o
princípio básico que suporta a
N&N se baseia no fato de que
propriedades da matéria
dependem não só da sua
composição e estrutura, como
também de seu tamanho e
formato.
Dentre todos os novos materiais
oriundos da N&N, talvez os mais
sintomáticos são os conhecidos
genericamente como
nanomateriais de carbono, dos
A distribuição eletrônica e a tabela periódica quais os nanotubos de carbono
(NTC), e mais recentemente o
grafeno, são os mais
representativos

Elementos representativos: a
distribuição eletrônica finaliza
num subnível s ou p.

Elementos de transição: a
distribuição eletrônica finaliza
num subnível d

Elementos de transição
interna : a distribuição
eletrônica finaliza num subnível f

15
Propriedades periódicas

Metais pesados

O adjetivo "pesado" é literal, resultado de esses materiais serem mais densos - isto é, seus átomos
ficam mais próximos uns dos outros. Em contato com o organismo, esses metais acabam atraindo
para si dois elementos essenciais do corpo: proteínas e enzimas. Eventualmente eles se unem a
algumas delas, impedindo que funcionem - o que pode levar até à morte. Os metais pesados também
se ligam às paredes celulares, dificultando o transporte de nutrientes. Mesmo assim, o organismo
também tem necessidade de pequenas quantidades de alguns desses metais. É o caso do cobre,
que nos ajuda a absorver vitamina C. Em concentrações altas, porém, os mesmos metais são
tóxicos. Mercúrio, chumbo e cádmio são os metais mais perigosos.

Efeito fotoelétrico
O efeito fotoelétrico está presente no cotidiano, por exemplo, no mecanismo que permite o
funcionamento das portas dos shoppings e nos sistemas de iluminação pública, por meio dos quais
as lâmpadas acendem e apagam. Esse efeito acontece porque, nas células fotoelétricas, os metais
emitem elétrons quando são iluminados em determinadas condições. O potássio e o sódio são
usados na produção de determinadas células fotoelétricas pela relativa facilidade de seus átomos
emitirem elétrons quando ganham energia, ou seja, por apresentarem baixos valores de energia
de ionização

16
Os metais terras raras e suas aplicações

Na indústria de alta tecnologia, os metais terras-raras são insumos tão essenciais quanto o carvão
foi na Revolução Industrial. Esses minerais (não confundir com metais raros, como ouro ou prata)
conferem características especiais a ligas metálicas sem as quais seria difícil imaginar a existência
de equipamentos de última geração, entre eles iPhones, lasers e carros híbridos, como o Toyota
Prius.

O que são terras-raras?

São dezessete elementos químicos difíceis de ser encontrados com alto grau de pureza e
concentração. Eles são bons condutores de eletricidade e de calor, além de altamente
magnetizáveis.

1. (Enem 2ª aplicação 2016) O ambiente marinho pode ser contaminado com rejeitos radioativos
provenientes de testes com armas nucleares. Os materiais radioativos podem se acumular nos
organismos. Por exemplo, o estrôncio  90 é quimicamente semelhante ao cálcio e pode substituir
esse elemento nos processos biológicos.
Um pesquisador analisou as seguintes amostras coletadas em uma região marinha próxima a um
local que manipula o estrôncio radioativo: coluna vertebral de tartarugas, concha de moluscos,
endoesqueleto de ouriços-do-mar, sedimento de recife de corais e tentáculos de polvo.
Em qual das amostras analisadas a radioatividade foi menor?
a) Concha de moluscos.
b) Tentáculos de polvo.
c) Sedimento de recife de corais.
d) Coluna vertebral de tartarugas.
e) Endoesqueleto de ouriços-do-mar.

2. (Upe-ssa 1 2017) Muitas informações veiculadas na internet contêm erros científicos. Um exemplo
disso pode ser verificado em determinado blog sobre o ensino de química cujo conteúdo é transcrito
a seguir:
Modelos Atômicos
Os modelos atômicos são diferentes ideias, que surgiram durante o desenvolvimento da história da
ciência, na tentativa de explicar a composição íntima da matéria. O primeiro modelo atômico da era
moderna foi proposto por John Dalton, que considerava os átomos como esferas maciças e
indivisíveis. A descoberta dos elétrons, partículas subatômicas de carga elétrica positiva, fez os
cientistas provarem que o átomo era divisível, abrindo espaço para uma nova ideia, um modelo que
ficou conhecido como pudim de passas, atribuído ao físico Ernest Rutherford. Esse modelo durou
alguns anos, até que o cientista Niels Böhr propôs um modelo no qual os elétrons giravam ao redor
de um núcleo com energia variável, ao percorrer uma órbita fixa. A partir desses elétrons, os átomos
poderiam se unir para formar compostos em um fenômeno conhecido como ligação química, que
ocorria em busca de aumentar a energia do sistema e com isso adquirir estabilidade.
Quantos erros científicos são encontrados no texto?

a) Um b) Dois c) Três d) Quatro e) Cinco

17
3. (Uefs 2017)

Elemento
1ª E.I. 2ª E.I 3ª E.I.
químico
X 520 7.297 11.810
Y 900 1.757 14.840

A energia de ionização é uma propriedade periódica muito importante, pois está relacionada com
a tendência que um átomo neutro possui de formar um cátion. Observe na tabela os valores de
energias de ionização (E.I. em kJ mol) para determinados elementos químicos.
Com base nas variações das energias de ionização apresentadas na tabela, analise as afirmativas
e marque com V as verdadeiras e com F, as falsas.

( ) X é um metal e possui 3 elétrons na camada de valência.


( ) Y é um metal e possui 2 elétrons na camada de valência.
( ) X pertence ao grupo 1 e Y, ao grupo 2 da Tabela Periódica, formando com o enxofre
substâncias de fórmula molecular, respectivamente, X2S e YS.
( ) Se X e Y pertencem ao mesmo período da Tabela Periódica, com ambos no estado neutro,
Y possui maior raio atômico que X.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a


a) V – V – F – F b) V – F – V – F c) F – V – F – V d) F – F – V – V e) F – V – V – F

4. (G1 - cps 2017) Um caminho para a sustentabilidade é intensificar a reciclagem de materiais


como o plástico. Os plásticos, sejam sobras de processos industriais ou mesmo recuperados do
lixo, passam por uma triagem, que separa os diferentes tipos para, em seguida, serem lavados e
transformados em pequenos grãos. Esses grãos podem, então, ser usados na confecção de novos
materiais.
Em sua fase final de reciclagem, os grãos sofrem muita agitação e podem ser eletrizados com
carga positiva.
Nessas condições, é correto afirmar que eles passaram por um processo de
a) adição de prótons.
b) adição de nêutrons.
c) remoção de prótons.
d) remoção de elétrons.
e) remoção de nêutrons.

5. (Ufrgs 2017) O gálio (Ga) é um metal com baixíssimo ponto de fusão (29,8 C). O cromo
(Cr) é um metal usado em revestimentos para decoração e anticorrosão, e é um importante
elemento constituinte de aços inoxidáveis. O potássio e o césio são metais altamente reativos.
Assinale a alternativa que apresenta os átomos de césio, cromo, gálio e potássio na ordem
crescente de tamanho.
a) Ga  Cr  K  Cs. b) Cs  Cr  K  Ga. c) Ga  K  Cr  Cs.
d) Cr  Cs  K  Ga. e) Ga  Cs  Cr  K.

6. (Udesc 2016) Considerando os modelos atômicos mais relevantes, dentro de uma perspectiva
histórica e científica, assinale a alternativa correta.
a) Até a descoberta da radioatividade, o átomo era tido como indivisível (Dalton). O modelo que o
sucedeu foi de Thomson, que propunha o átomo ser formado por uma massa carregada
positivamente com os elétrons distribuídos nela.
b) No modelo de Dalton, o átomo era constituído de um núcleo carregado positivamente e uma
eletrosfera. O modelo seguinte foi o de Bohr que introduziu a ideia de que os elétrons ocupam
orbitais com energias definidas, este modelo se assemelha ao modelo do sistema solar.
c) No modelo atômico de Dalton, o átomo era tido como indivisível. O modelo sucessor foi o de
Rutherford, no qual o átomo era constituído de um núcleo carregado negativamente e uma
eletrosfera.
d) O modelo de Dalton propunha que o átomo era formado por uma massa carregada
positivamente com os elétrons distribuídos nela. O modelo seguinte foi o de Rutherford, no qual o
átomo era constituído de um núcleo carregado positivamente e uma eletrosfera.
e) No modelo atômico de Dalton, os elétrons ocupam orbitais com energias definidas, este modelo
se assemelha ao do sistema solar. O modelo que o sucedeu foi o de Thomson, que propunha o
átomo ser formado por uma massa carregada positivamente com os elétrons distribuídos nela.

18
7. (Enem PPL 2016) Benjamin Franklin (1706-1790), por volta de 1757, percebeu que dois barcos
que compunham a frota com a qual viajava para Londres permaneciam estáveis, enquanto os
outros eram jogados pelo vento. Ao questionar o porquê daquele fenômeno, foi informado pelo
capitão que provavelmente os cozinheiros haviam arremessado óleo pelos lados dos barcos.
Inquirindo mais a respeito, soube que habitantes das ilhas do Pacífico jogavam óleo na água para
impedir que o vento a agitasse e atrapalhasse a pesca.
Em 1774, Franklin resolveu testar o fenômeno jogando uma colher de chá (4 mL) de óleo de oliva
em um lago onde pequenas ondas eram formadas. Mais curioso que o efeito de acalmar as ondas
foi o fato de que o óleo havia se espalhado completamente pelo lago, numa área de
aproximadamente 2000 m2, formando um filme fino.
Embora não tenha sido a intenção original de Franklin, esse experimento permite uma estimativa
da ordem de grandeza do tamanho das moléculas. Para isso, basta supor que o óleo se espalha
até formar uma camada com uma única molécula de espessura.
RAMOS, C. H. I. História. CBME Informação, n. 9, jan. 2006 (adaptado).
Nas condições do experimento realizado por Franklin, as moléculas do óleo apresentam um
tamanho da ordem de
a) 10 3 m. b) 10 5 m. c) 10 7 m. d) 10 9 m. e) 1011 m.

8. (Uece 2015) A revista eletrônica mexicana Muy Interesante


(http://www.muyinteresante.com.mx) revela a criação de um sorvete que brilha no escuro. Ele é
produzido com uma proteína encontrada na água viva que reage com o cálcio em pH neutro
quando o sorvete é degustado. O brilho do sorvete é ocasionado por um fenômeno conhecido
como
a) luminescência. b) deliquescência. c) fluorescência. d) incandescência.

9. (Enem 2009) Os núcleos dos átomos são constituídos de prótons e nêutrons, sendo ambos os
principais responsáveis pela sua massa. Nota-se que, na maioria dos núcleos, essas partículas
não estão presentes na mesma proporção. O gráfico mostra a quantidade de nêutrons (N) em
função da quantidade de prótons (Z) para os núcleos estáveis conhecidos.

O antimônio é um elemento químico


que possui 50 prótons e possui vários
isótopos ¯ átomos que só se diferem
pelo número de nêutrons. De acordo
com o gráfico, os isótopos estáveis do
antimônio possuem
a) entre 12 e 24 nêutrons a menos
que o número de prótons.
b) exatamente o mesmo número de
prótons e nêutrons.
c) entre 0 e 12 nêutrons a mais que o
número de prótons.
d) entre 12 e 24 nêutrons a mais que
o número de prótons.
e) entre 0 e 12 nêutrons a menos que
o número de prótons.

19
10. (Ufrn 2001) As fotocélulas (ver esquema a seguir), utilizadas em circuitos elétricos, são
dispositivos que geram e permitem a passagem da corrente elétrica apenas quando recebem
iluminação. Funcionam, portanto, como interruptores de corrente acionados pela luz, sendo usadas
em máquinas fotográficas, alarmes antifurto, torneiras automáticas e portas de supermercados.
No polo negativo da fotocélula, existe uma camada metálica que facilmente libera elétrons pela ação
da luz.
O metal mais indicado para a construção
dessa camada é:
a) bário
b) sódio
c) estrôncio
d) potássio

11. (Mackenzie 2014) Uma ferramenta originalmente desenvolvida para computadores quânticos
agora é capaz de mapear mudanças de temperatura dentro de uma célula viva. A técnica explora
efeitos quânticos em minúsculos cristais de diamante, ou “nanodiamantes”, para detectar alterações
de alguns milésimos de grau. Além disso, os pesquisadores conseguiram aquecer partes
selecionadas da célula com um laser. O diamante revelou ser um material útil para lidar com
informações quânticas, armazenando qubits (bit quântico) em sua estrutura de cristais de carbono
como se fossem elétrons de impurezas. Tipicamente, as impurezas compreendem um átomo de
nitrogênio que substituiu um dos átomos de carbono e uma lacuna, ou “vaga”, de um único átomo
ao lado do nitrogênio.
Os pesquisadores manipularam com sucesso esses “ocos” de nitrogênio — o que foi um passo para
usá-los para realizar cálculos quânticos. Como os elétrons do nitrogênio são extremamente
sensíveis a campos magnéticos, os cristais de diamante também se mostraram promissores para o
imageamento por ressonância magnética.
Como base nos seus conhecimentos, é INCORRETO afirmar que o diamante
a) é formado por átomos de carbono.
b) é uma variedade alotrópica do átomo de carbono.
c) é um isótopo do átomo de carbono-12.
d) tem sua disposição estrutural geométrica diferente da estrutura geométrica do grafite.
e) apresenta propriedades físico-químicas diferentes das propriedades do grafite.

12. Chamamos de luminescência a emissão de radiação que ocorre sem necessidade de


temperaturas elevadas, devido à absorção de energia na forma de fótons ou ao bombardeio com
partículas carregadas (elétrons ou partículas alfa) ou mesmo de uma reação química (como nos
vaga-lumes).
Na fluorescência, a emissão de radiação cessa imediatamente após o fornecimento de energia, e
na fosforescência, a emissão de radiação continua durante certo tempo depois que o fornecimento
de energia foi interrompido.
A partir da leitura do texto, podemos identificar que o material que apresenta comportamento
fluorescente é o(a)
a) lâmpada de LED. b) carvão em brasa. c) placa de trânsito.
d) atrito entre pedras. e) pulseiras de neon

13. Damos, a seguir, os 1º, 2º, 3º e 4º potenciais de ionização do Mg (Z = 12), B (Z = 5) e K (Z =


19). Esses elementos, na tabela, serão representados por X, Y e Z, mas não necessariamente na
mesma ordem.

Marque a alternativa em que há uma correspondência correta entre Mg, B, K e as letras X, Y, Z.

20
14. (Ufrn) Uma forma de organizar os elementos químicos é a Tabela Periódica, que tem sua
origem na proposta feita por D. Mendeleiev em meados do século XIX. Na atualidade, o critério de
organização dos elementos mudou em função da própria definição de elemento quí mico, que
passou a ser caracterizado pelo número atômico. Em relação à Tabela Periódica e às informações
que ela fornece, é correto afirmar:
a) Um elemento situado no grupo 2A e no período 3 tem distribuição eletrônica representada por
1s2 2s2 2p3 .
b) Ao longo de um período, o raio atômico diminui com o aumento do número atômico, pois, nesse
sentido, aumenta a carga nuclear.
c) Os elementos presentes num mesmo período têm propriedades semelhantes, que os distinguem
dos outros períodos.
d) Periodicidade, na tabela periódica, refere-se às diferenças crescentes nas propriedades dos
elementos.

15. Uma manifestação comum nas torcidas de futebol é a queima de fogos de artifício coloridos de
acordo com as cores dos times. Fogos com a cor verde, por exemplo, contêm um elemento que
possui, mais energético, um subnível s totalmente preenchido. Assim, a torcida do Icasa, para
saudar seu time com um verde brilhante, deverá usar fogos contendo o elemento cujo símbolo é
a) Cd (Z = 48).
b) Sr ( Z = 38).
c) Co (Z = 27).
d) Fe (Z = 26).
e) K (Z = 19).

16. Leia o excerto a seguir.


[...] A estrutura química da clorofila é semelhante à da hemoglobina do sangue, motivo pelo qual a
clorofila é também chamada de sangue verde. [...] A hemoglobina é composta de átomos de
carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio, agrupados em torno de um átomo de ferro. A clorofila
possui a mesma estrutura, porém agrupada em torno de um átomo de magnésio.
O magnésio da clorofila cumpre um papel superimportante para a fotossíntese. Além disso, ele
estimula a formação de açúcares, proteínas, gorduras e vitaminas vegetais. Ele aumenta a
resistência dos vegetais a fatores ambientais adversos, como seca, doenças etc.
Ele tem ainda influência positiva sobre o engrossamento das paredes e permeabilidade das
membranas celulares.
O ferro da hemoglobina é responsável pela fixação temporária do oxigênio, transportando-o,
juntamente com outros nutrientes, para todas as células do organismo vertebrado. [...]

A estrutura a seguir indica onde se localiza o magnésio na molécula de clorofila.

Cátions divalentes de certos metais, como Ca2+, Mg2+ e Fe2+, são capazes de formar complexos
estáveis, dando origem a moléculas biologicamente importantes.
Sobre os cátions apresentados, é correto afirmar que:
Dados: Ca = 40,1 g/mol; Mg = 24,3 g/mol; Fe = 55,8 g/mol.
a) Ca2+ e Mg2+ são isoeletrônicos.
b) apresentam o mesmo número de massa.
c) apresentam a mesma diferença entre número atômico e número de elétrons.
d) são todos cátions de metais alcalinos terrosos.
e) Ca2+ e Mg2+ apresentam o mesmo número de níveis eletrônicos.

21
17. Toda a matéria que existe no universo é constituída por átomos, grupos de átomos. A vida só é
possível graças à estabilidade desses átomos, fato que se pode ver no dia a dia. Caso átomos
como carbono, hidrogênio e oxigênio não fossem estáveis, eles não seriam capazes de formar
moléculas mais complexas e componentes essenciais à vida.
Durante décadas, debateu-se sobre a estrutura e a estabilidade dos átomos. Modelos foram
propostos, em um dos quais o núcleo é formado por partículas positivas e neutras (prótons e
nêutrons, respectivamente), rodeados por partículas negativas. A figura a seguir ilustra um modelo
atômico desse tipo. Observe.

Com relação à estabilidade do átomo e às razões para esse modelo falhar, são feitas as
seguintes afirmativas.
I. A força coulombiana no núcleo entre os prótons é repulsiva, porém essa força é compensada
pela força coulombiana entre os prótons e nêutrons, mantendo o núcleo estável.
II. A força coulombiana entre elétrons e prótons é repulsiva. Assim, os elétrons tendem a pressionar
os prótons, deixando o núcleo estável.
III. A força coulombiana entre um elétron e um próton é atrativa, porém é compensada pela força
de um elétron diametralmente oposto ao primeiro, mantendo o núcleo estável.
Está(ão) correta(s):
a) apenas I. b) apenas II. c) apenas III. d) I, II e III. e) nenhuma.

18. Alguns seres vivos possuem um interessante mecanismo, a exemplo das reações que utilizam
a energia proveniente dos alimentos para excitar elétrons de átomos em determinadas moléculas.
Esse fenômeno é conhecido como bioluminescência e ocorre nos vagalumes, em algumas espécies
de fungos e de cogumelos, e de cnidários.
Os fenômenos da bioluminescência, da emissão de luz dos lasers e dos luminosos de neônio têm
como fundamento os postulados do modelo atômico proposto por N.Böhr, e ocorre quando o elétron,
no átomo,

a) se desloca de um nível de menor energia para outro de maior energia e libera radiação na região
do infravermelho.
b) libera energia na forma de ondas eletromagnéticas, ao retornar de uma órbita estacionária para
outra interna.
c) permanece entre níveis de energia e passa a emitir energia luminosa, quando excitado.
d) se movimenta em órbitas estacionárias e emite luz ultravioleta.
e) se move livremente ao redor do núcleo em trajetórias elípticas.

19.(Ufrn) No ano de 2015, a Revista National Geographic, do mês de abril, listou as 100
descobertas científicas que, na sua opinião, mudaram o mundo. No número 67 dessa lista,
apareceu a Tabela Periódica criada pelo químico russo Dimitri Mendeleiev. Considere as
afirmações a seguir, relativas à Lei Periódica e a sua representação, a Tabela Periódica.
I) As propriedades periódicas são aquelas cujos valores crescem ou decrescem em função do
número atômico e se repetem a cada grupo nos elementos representativos.
II) A massa atômica é uma propriedade periódica, pois se repete, regularmente, na tabela
periódica.
III) O potencial de ionização diz respeito à energia necessária para retirar um elétron de um átomo
em estado gasoso e é medido em kJ/mol.
IV) Na tabela periódica, a posição dos elementos químicos possibilita avaliar a tendência de seus
átomos em ganhar, perder e compartilhar elétrons, quando combinados entre eles ou com outros
átomos.
Das afirmações, estão corretas

a) I e III. b) II e III. c) I e IV. d) II e IV.

22
20. (Enem 2009) Considere um equipamento capaz de emitir radiação eletromagnética com
comprimento de onda bem menor que a da radiação ultravioleta. Suponha que a radiação emitida
por esse equipamento foi apontada para um tipo específico de filme fotográfico e entre o
equipamento e o filme foi posicionado o pescoço de um indivíduo. Quanto mais exposto à radiação,
mais escuro se torna o filme após a revelação. Após acionar o equipamento e revelar o filme,
evidenciou-se a imagem mostrada na figura a seguir.

Dentre os fenômenos decorrentes da interação entre a


radiação e os átomos do indivíduo que permitem a obtenção
desta imagem inclui-se a
a) absorção da radiação eletromagnética e a consequente
ionização dos átomos de cálcio, que se transformam em
átomos de fósforo.
b) maior absorção da radiação eletromagnética pelos átomos
de cálcio que por outros tipos de átomos.
c) maior absorção da radiação eletromagnética pelos átomos
de carbono que por átomos de cálcio.
d) maior refração ao atravessar os átomos de carbono que os
átomos de cálcio.
e) maior ionização de moléculas de água que de átomos de
carbono.

21. Uma equipe de pesquisadores liderados por Felisa Wolfe-Simon, do Instituto de Astrobiologia
da NASA, descobriu uma bactéria capaz de sobreviver em um meio recheado de arsênico, um
composto historicamente conhecido por ser venenoso. Até então acreditava-se que os elementos
básicos à vida de todos os seres vivos eram carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, enxofre e
fósforo. “Não há nenhum relato anterior da substituição de um dos seis grandes elementos
essenciais à vida. Aqui apresentamos evidência de que arsênico pode substituir fósforo nas
moléculas de uma bactéria que existe na natureza”, afirmou Felisa no artigo publicado na revista
Science.
A bactéria, descoberta no lago Mono, na Califórnia (EUA), conseguiu também incorporar o arsênico
em seu DNA. A escolha do arsênio para substituir o fósforo não foi por acaso. O arsênico é
quimicamente similar ao fósforo.
A similaridade química entre o fósforo e o arsênio ocorre, pois
a) suas massas molares apresentam valores muito próximos.
b) suas substâncias simples são sólidos poliatômicos coloridos.
c) seus átomos apresentam configurações eletrônicas similares.
d) os núcleos de seus átomos apresentam igual número de partículas.
e) seus átomos são ametálicos e, por isso podem aderir a parede do DNA.

22. Os metais de transição externa, comumente conhecidos apenas como metais de transição,
estão dispostos na tabela periódica entre a família dos metais alcalinos terrosos e a família do
boro. A seguir está representado um trecho sequencial da tabela periódica contendo alguns
elementos deste bloco: cromo, manganês, ferro, molibdênio, tecnécio e rutênio. Gabarito

1: [B] 2: [D] 3: [E]


O elemento que pertence ao mesmo período do
manganês, mas tem raio atômico maior que ele, 4: [D] 5: [A] 6: [A]
éo
a) cromo. 7: [D] 8: [A] 9: [D]
b) ferro.
10: [D] 11: [C] 12: [C]
c) molibdênio.
d) tecnécio. 13: [A] 14: [B] 15: [B]
e) rutênio
16: [C] 17: [E] 18: [B]

19: [C] 20: [B] 21: [C]

22: [A]

23
Ligações químicas

Átomos e moléculas tendem sempre a procurar maior estabilidade possível. Isso ocorre por meio
das ligações químicas, em que as partículas se mantém unidas por causa da força de atração.
Todos os átomos procuram se ligar uns aos outros para completar a última camada da eletrosfera
(camada de valência) com oito elétrons (configuração dos gases nobres), atingindo dessa maneira
a estabilidade eletrônica (Regra do octeto).
A regra do octeto não pode ser considerada uma regra geral, existem muitas substâncias cujos
átomos não apresentam a configuração dos gases nobres, portanto não seguem a regra do octeto.

É uma ligação em um metal cede elétrons a um não metal. Também chamada de eletrovalente. O
não metal tende a ganhar elétrons e forma um íon negativo (ânion). O metal tende a perder elétrons
e forma um íon positivo (cátion). Os compostos que apresentam esse tipo de ligação são
denominados compostos iônicos.
Esses compostos são sólidos, em condições ambientes, e tem altas temperaturas de fusão e de
ebulição. Não conduzem eletricidade no estado sólido, mas sim quando fundidos ou em meio
aquoso.

Ocorre principalmente entre não metais ou entre não metais e o hidrogênio, por meio de um
compartilhamento de elétrons. Podem ser ligações covalentes simples (com apenas um par
eletrônico), duplas (com dois pares eletrônicos) ou triplas (com três pares eletrônicos). Os
compostos que apresentam esse tipo de ligação são geralmente denominados compostos
moleculares.
Esses compostos podem, em condições ambientes, se apresentar nos três estados físicos,
geralmente apresentam baixos pontos de fusão e ebulição e não conduzem eletricidade quando
puros, somente em alguns casos quando estão em solução aquosa.

Ocorre entre átomos de um mesmo metal ou entre átomos de metais diferentes (ligas metálicas).
Os elétrons escapam facilmente dos átomos metálicos (átomos grandes, com baixa energia de
ionização) e transitam livremente pela estrutura geometricamente organizada denominada retículo
cristalino. De acordo com essa teoria, o metal é constituído por um grupo de cátions (e átomos),
mergulhados em uma grande nuvem (ou mar) de elétrons livres ou deslocalizados, caracterizando
a ligação metálica como a atração existente entre a nuvem eletrônica e os cátions do retículo
metálico.
Os compostos que apresentam esse tipo de ligação são geralmente denominados compostos
metálicos. Esses compostos, em condições ambientes, se apresentam no estado sólido (exceto o
mercúrio) , apresentam altos pontos de fusão e ebulição e conduzem eletricidade e calor no estado
sólido e liquido.

União de metais entre si ou com outros elementos, que formam misturas sólidas com propriedade
específicas, como boa condutividade térmica e elétrica e resistência à tração.

24
Distribuição espacial de uma molécula, determinada pela influência exercida pelas cargas negativas
dos elétrons, que se repelem. As várias formas assumidas pela molécula dependem da zona de
repulsão criada ao redor das ligações covalentes.

25
Molécula Polar: apresenta uma distribuição desigual
de cargas, apresentando um momento dipolo
r 0 resultante diferente de zero. Vamos utilizar como
exemplo a molécula da amônia (NH3), que apresenta
geometria piramidal.

Molécula Apolar: apresenta momento dipolo


r  0 resultante nulo — a soma dos momentos dipolos
das ligações é nula.
Vamos utilizar como exemplo a molécula do
tetracloreto de carbono (CCl4), que apresenta
geometria tetraédrica.

É a atração que mantém as moléculas unidas em substâncias liquidas e sólidas e define as


propriedades de uma substância. A intensidade dessas forças depende da polaridade e do tamanho
das moléculas.

Dipolo-dipolo
As interações dipolo-dipolo, também conhecidas como dipolos permanentes, são forças atrativas
que ocorrem entre moléculas polares. Assim, quanto maior a polaridade das moléculas, mais
intensas são as forças de atração entre elas.

Dipolo induzido
As interações dipolo induzido-dipolo induzido (também chamadas de dipolo instantâneo-dipolo
instantâneo, forças de dispersão de London ou forças de London) são forças atrativas que ocorrem
entre moléculas apolares. A intensidade dessa interação cresce com a massa molar da substância.

Ligações de hidrogênio
As ligações de hidrogênio constituem um tipo especial de interação entre dipolos permanentes.
Elas são bastante intensas e apresentam um átomo de hidrogênio – o polo positivo – ligado a um
átomo de flúor, de oxigênio ou de nitrogênio – o polo negativo.

Íon-dipolo
Essa interação é característica de íons dissolvidos em solventes polares. Tratam-se das atrações
verificadas entre os íons e as moléculas do solvente. Essas atrações são responsáveis pelo
fenômeno da solvatação dos íons.

Força entre as ligações

Tipo de Ligação Força


Ligação iônica
Ligação Metálica Ligação
Ligação covalente polar interatômica
Ligação covalente apolar Forças das
Íon-dipolo ligações
Ligações de hidrogênio Forças
Dipolo-dipolo intermoleculares
Dipolo induzido

26
As ligações intermoleculares e as propriedades físicas.

Quanto mais intensas forem as forças intermoleculares, maior será a temperatura de ebulição. Para
substâncias com o mesmo tipo de interação intermolecular, no entanto, o que conta é o tamanho da
superfície de contato entre as moléculas. Quanto maior a superfície de contato, maior será a nuvem
eletrônica da molécula e, consequentemente, maior a possibilidade desta ser polarizada,
aumentando a intensidade das forças intermoleculares.

Quando a intensidade da atração entre as moléculas do soluto e do solvente superam as interações


que cada uma delas tem entre si, ocorre a solubilização do soluto em questão.
Assim, muitas substâncias polares se dissolvem melhor em substâncias polares e substâncias
apolares se dissolvem melhor em substâncias apolares.

Algumas substâncias, como sabões e detergentes (agentes surfactantes ou tensoativos),


aumentam as interações entre a água e as moléculas apolares, como gorduras, óleos e graxa. Essa
ação deve- se ao fato de possuírem uma longa cadeia de carbono, que interage com a molécula
apolar, e uma região bastante polar (geralmente iônica), que interage com a água.

27
1. (Uerj 2018) A cromatografia é uma técnica de separação de substâncias orgânicas a partir da
polaridade das suas moléculas. Admita que um corante natural foi analisado por essa técnica e que
sua composição apresenta as seguintes substâncias:

Após a separação cromatográfica, as moléculas do corante se distribuíram em duas fases: na


primeira, identificaram-se as moléculas com grupamentos polares; na segunda, a molécula apolar.

A substância presente na segunda fase é indicada por:


a) I
b) II
c) III
d) IV

2. (Uerj simulado 2018) O processo de envelhecimento está associado à ação de radicais livres,
definidos como espécies químicas que possuem elétrons desemparelhados em sua camada de
valência.
Considere quatro contaminantes que provocam efeitos adversos na população: NO, CO, SO2 e
O3 .
Dentre eles, a espécie química definida como radical livre é:
a) NO
b) CO
c) SO 2
d) O3

28
3. (G1 - cps 2017) Em Música, usam-se as partituras como meio de registro e guia para permitir
tocar a peça musical como o compositor a criou. Em Química, utilizam-se protocolos experimentais
como registro de um método procedimental predefinido para a implementação de experiências.
Numa partitura existem notas musicais... Poderiam as reações químicas ser traduzidas por notas
musicais?
Na imagem temos uma analogia entre os instrumentos musicais e os equipamentos de laboratório.
Observamos que as notas musicais escapam de um dos instrumentos, assim como uma substância
gasosa escaparia de um recipiente aberto, em um experimento químico.

Um exemplo de substância que, em


temperatura ambiente, se comportaria como as
notas musicais na figura é o
a) dióxido de carbono.
b) hidróxido de sódio.
c) cloreto de sódio.
d) dióxido de silício.
e) zinco.

4. (Fuvest 2017) Para aumentar o grau de conforto do motorista e contribuir para a segurança em
dias chuvosos, alguns materiais podem ser aplicados no para-brisa do veículo, formando uma
película que repele a água. Nesse tratamento, ocorre uma transformação na superfície do vidro, a
qual pode ser representada pela seguinte equação química não balanceada:

Das alternativas apresentadas, a que representa o melhor material a ser aplicado ao vidro, de forma
a evitar o acúmulo de água, é:

Note e adote:
- R  grupo de átomos ligado ao átomo de silício.
a) C Si(CH3 )2 OH
b) C Si(CH3 )2 O(CHOH)CH2NH2
c) C Si(CH3 )2 O(CHOH)5 CH3
d) C Si(CH3 )2 OCH2 (CH2 )2 CO2H
e) C Si(CH3 )2 OCH2 (CH2 )10 CH3

5. (Upe-ssa 3 2017) A criação de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus) está entre as mais


importantes atividades da piscicultura mundial. No manejo desses peixes, é necessário o uso de
anestésicos para a redução do estresse e o aumento da segurança no trabalho. Obtida da destilação
do óleo essencial extraído das folhas, do caule e das flores de determinada planta, com cerca de 70
a 90% de rendimento, uma substância tem-se mostrado eficaz e segura para essa finalidade, além
de apresentar baixo custo. A utilização dessa substância em peixes acontece na forma de banho
por imersão. Porém, em razão da sua natureza hidrofóbica, deve-se fazer uma solução-estoque em
etanol e, após isso, o anestésico pode ser diluído em água.

Adaptado de: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2008000800017.


Acesso em: 10/07/2016.

29
Esse anestésico natural é o

a) b) c)

d) e)

6. (Fgv 2014) Armas químicas são baseadas na toxicidade de substâncias, capazes de matar ou
causar danos a pessoas e ao meio ambiente. Elas têm sido utilizadas em grandes conflitos e guerras,
como o ocorrido em 2013 na Síria, quando a ação do sarin causou a morte de centenas de civis.
(http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_qu%C3%ADmica e
http://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Armas_qu%C3%ADmicas. Adaptado)

Entre água e benzeno, o solvente mais adequado para a solubilização do sarin e a principal força
intermolecular encontrada entre as moléculas do sarin no estado líquido são, respectivamente,
a) água e dispersão de London.
b) água e interação dipolo-dipolo.
c) água e ligação de hidrogênio.
d) benzeno e interação dipolo-dipolo.
e) benzeno e ligação de hidrogênio.

7. (Ufrgs 2014) Os xampus têm usualmente, como base de sua formulação, um tensoativo aniônico,
 
como o laurilsulfato de sódio [CH3 (CH2 )11OSO2O Na ]. Cloreto de sódio é adicionado na faixa
de 0,2 a 0,6% para aumentar a viscosidade dos xampus. Nos últimos anos, têm aparecido no
mercado muitos xampus com a denominação sem sal*.
O asterisco indica que não foi adicionado cloreto de sódio. Nesses casos, normalmente pode ser
usado o cloreto de potássio como agente espessante.
Considere as afirmações abaixo, sobre a situação descrita.
I. Se um xampu contém laurilsulfato de sódio, então necessariamente ele contém um sal na sua
composição.
II. Se um xampu contém laurilsulfato de sódio e cloreto de potássio na sua formulação, então, apesar
de não ter sido adicionado cloreto de sódio, o produto final contém ânions cloreto e cátions sódio.
III. A semelhança entre o laurilsulfato de sódio e o cloreto de sódio é que ambos apresentam o
mesmo ânion.
Quais estão corretas?
a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. d) Apenas I e II. e) I, II e III.
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
Considere o texto abaixo para responder à(s) quest(ões) a seguir.

“Anderson Silva ainda não deu sua versão sobre ter sido flagrado no exame antidoping, conforme
divulgado na noite de terça-feira. O fato é que a drostanolona, substância encontrada em seu
organismo, serve para aumentar a potência muscular - e traz uma série de problemas a curto e longo
prazos.”

8. (Fmp 2016) A pouca solubilidade dos compostos em água está relacionada às interações
químicas.
Sendo assim, a pouca solubilidade do esteroide propionato de drostanolona deve-se à ligação do
tipo
a) de hidrogênio
b) de dipolo-dipolo
c) eletrovalente
d) de Van der Waals
e) covalente

30
9. (Upe-ssa 1 2016) Um pedreiro descascou uma coluna que apresentava desgaste e deixou parte
das ferragens livres de concreto. Em seguida, aplicou uma solução aquosa de ácido fosfórico
(a 90%) para remover a ferrugem (Fe2O3 ) existente. Após um borbulhamento no local, verificou-
se a formação de uma camada preta recobrindo a superfície do metal.
A substância presente na camada preta é
a) iônica. b) metálica. c) diatômica. d) covalente polar. e) covalente apolar.

10. (Enem 2016) A lipofilia é um dos fatores fundamentais para o planejamento de um fármaco. Ela
mede o grau de afinidade que a substância tem com ambientes apolares, podendo ser avaliada por
seu coeficiente de partição.

Em relação ao coeficiente de partição da testosterona, as lipofilias dos compostos 1 e 2 são,


respectivamente,
a) menor e menor que a lipofilia da testosterona. b) menor e maior que a lipofilia da testosterona.
c) maior e menor que a lipofilia da testosterona. d) maior e maior que a lipofilia da testosterona.
e) menor e igual à lipofilia da testosterona.

11. (Enem PPL 2016) Adicionar quantidades de álcool à gasolina, diferentes daquelas determinadas
pela legislação, é uma das formas de adulterá-la. Um teste simples para aferir a quantidade de álcool
presente na mistura consiste em adicionar uma solução salina aquosa à amostra de gasolina sob
análise.
Essa metodologia de análise pode ser usada porque o(a)
a) água da solução salina interage com a gasolina da mistura, formando duas fases, uma delas de
álcool ouro.
b) álcool contido na gasolina interage com a solução salina, formando duas fases, uma delas de
gasolina pura.
c) gasolina da mistura sob análise interage com a solução salina, formando duas fases, uma delas
de álcool puro.
d) água da solução salina interage com o álcool da mistura, formando duas fases, uma delas de
gasolina com o sal.
e) álcool contido na gasolina interage com o sal da solução salina, formando duas fases, uma delas
de gasolina mais água.
12. (Pucrs 2016) A erva-mate (Ilex paraguaiensis) contém muitas substâncias orgânicas, as quais
podem ter ação benéfica no organismo. As estruturas moleculares de algumas substâncias
presentes nessa planta são mostradas a seguir:

31
Considerando essas estruturas, é correto afirmar que
a) a vitamina A é um hidrocarboneto de cadeia cíclica e ramificada.
b) os grupamentos –OH nas três moléculas conferem a elas caráter marcadamente ácido.
c) o aroma da erva-mate provém dos ácidos cafeico e neoclorogênico, porque apresentam anel
aromático ou benzênico.
d) o número de átomos de hidrogênio na molécula de vitamina A é maior do que na do ácido
neoclorogênico.
e) o ácido neoclorogênico é muito solúvel em óleo, por conta de seus numerosos grupamentos
hidroxila, pouco polares.

13. (Enem PPL 2016) A crescente produção industrial lança ao ar diversas substâncias tóxicas que
podem ser removidas pela passagem do ar contaminado em tanques para filtração por materiais
porosos, ou para dissolução em água ou solventes orgânicos de baixa polaridade, ou para
neutralização em soluções ácidas ou básicas. Um dos poluentes mais tóxicos liberados na atmosfera
pela atividade industrial é a 2,3,7,8-tetraclorodioxina.

Esse poluente pode ser removido do ar pela passagem


através de tanques contendo
a) hexano.
b) metanol.
c) água destilada.
d) ácido clorídrico aquoso.
e) hidróxido de amônio aquoso.

14. (Fatec 2015) Após identificar a presença de álcool etílico, H3 C  CH2  OH, em amostras de
leite cru refrigerado usado por uma empresa na produção de leite longa vida e de requeijão, fiscais
da superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento recomendaram que os
lotes irregulares dos produtos fossem recolhidos das prateleiras dos supermercados, conforme
prevê o Código de Defesa do Consumidor. Segundo o Ministério, a presença de álcool etílico no leite
cru refrigerado pode mascarar a adição irregular de água no produto.
Essa fraude não é facilmente percebida em virtude da grande solubilidade desse composto em água,
pois ocorrem interações do tipo
a) dipolo-dipolo.
b) íon-dipolo.
c) dispersão de London.
d) ligações de hidrogênio.
e) dipolo instantâneo-dipolo induzido.

15. (Udesc 2012) As principais forças intermoleculares presentes na mistura de NaC em água;
na substância acetona CH3COCH3  e na mistura de etanol CH3CH2OH em água são,
respectivamente:
a) dipolo-dipolo; dipolo-dipolo; ligação de hidrogênio.
b) dipolo-dipolo; íon-dipolo; ligação de hidrogênio.
c) ligação de hidrogênio; íon-dipolo; dipolo-dipolo.
d) íon-dipolo; dipolo-dipolo; ligação de hidrogênio.
e) íon-dipolo; ligação de hidrogênio; dipolo-dipolo.

16. (Ufscar 2002) A sacarose (açúcar comum), cuja estrutura é mostrada na figura, é um
dissacarídeo constituído por uma unidade de glicose ligada à frutose.

A solubilidade da sacarose em água deve-se


a) ao rompimento da ligação entre as unidades de glicose e frutose.
b) às ligações de hidrogênio resultantes da interação da água com a sacarose.
c) às forças de van der Waals, resultantes da interação da água com a unidade de glicose
desmembrada.
d) às forças de dipolo-dipolo, resultantes da interação da água com a unidade de frutose
desmembrada.
e) às forças de natureza íon-dipolo, resultantes da interação do dipolo da água com a sacarose.

32
17. (Pucmg 2006) A maionese é uma emulsão formada entre óleo (azeite, por exemplo) e água
(proveniente do ovo). Como água e óleo não se misturam, é necessária a presença de um agente
tensoativo, que pode ser representado pelas lecitinas, fosfolipídeos que podem possuir a estrutura
exemplificada a seguir e que são encontrados na gema do ovo.

Sobre as lecitinas e seu papel na formação da maionese, é INCORRETO afirmar:


a) As lecitinas apresentam uma porção hidrofílica (polar) representada por A e uma porção
hidrofóbica (apolar) representada por B.
b) As lecitinas diminuem a tensão superficial entre a água e o óleo.
c) Na formação da maionese, a parte A das lecitinas deve ficar voltada para as gotas de óleo e a
parte B, para as gotas de água.
d) As lecitinas na maionese apresentam o mesmo papel que os detergentes na remoção de
gorduras.

18. (Puccamp 1999) Considere as seguintes estruturas, em que R representa radical alquila com
12 átomos de carbono:

"Essas estruturas representam íons tensoativos. O de um sabão é o ....., o de um detergente sintético


aniônico é o ..... e o que não sofre ação da dureza da água é o ..... ."
Para completar corretamente esse texto, as lacunas devem ser preenchidas, respectivamente, por,
a) I - II - III b) I - III - II c) II - I - III d) II - III - I e) III - II - I

19.As propriedades das substâncias moleculares estão relacionadas com o tamanho da molécula
e a intensidade das interações intermoleculares. Considere as substâncias a seguir, e suas
respectivas massas molares.

CH3
O
O
CH3 C CH3 CH 3 CH 2 C
CH3 CH2 C CH3 OH
CH3
dimetilpropano butanona ácido propanoico

CH3–CH2–CH2–CH2–CH3 CH3–CH2–CH2–CH2–OH

Pentano butan-1-ol

A alternativa que melhor associa as temperaturas de ebulição (Teb) com as substâncias é

33
20.O ácido desoxirribonucleico (DNA) é tido como a molécula que carrega toda a informação
genética de um ser vivo. O DNA é constituído por duas fitas complementares, que são compostas
por um esqueleto de fosfato, desoxirribose (açúcar) e bases nitrogenadas. À estrutura em dupla
fita é observada uma complementariedade entre as bases nitrogenadas, por exemplo, a guanina
interage com a citosina formando um par de bases, enquanto a adenina interage com a timina.
Abaixo, tem-se a ilustração da interação entre as bases guanina e citosina, com as interações
intermoleculares, mostradas com pontilhados.

Assinale a alternativa correta sobre a interação que


ocorre entre os dois pares de bases nitrogenadas,
mostradas na ilustração.

a) A interação que ocorre entre as bases é do tipo ligações de hidrogênio, que são as interações
intermoleculares mais fracas que existem.
b) A interação que ocorre entre as bases é do tipo ligações de hidrogênio, que é uma classe
especial das interações dipolo permanente-dipolo permanente.
c) Os pontilhados representam interações do tipo forças de London, que são as mais fortes dentre
as interações intermoleculares.
d) As interações mostradas são do tipo íon-dipolo, que são fracas quando comparadas com as
demais interações.
e) Os pontilhados representam interações do tipo dipolo-induzido – dipolo induzido, que são as
mais fortes dentre as interações intermoleculares.

21. Diamante e grafite são sólidos covalentes formados por um único tipo de elemento químico, o
carbono, embora apresentem propriedades distintas. Por exemplo, o diamante é duro, não é
condutor elétrico, enquanto a grafite é mole, apresenta condutividade elétrica, sendo, por isso,
utilizada em fornos elétricos. As diferentes propriedades evidenciadas nesses sólidos devem-se
ao fato da
a) ligação química ser mais forte na grafite.
b) grafite apresentar moléculas mais organizadas.
c) grafite possuir estrutura química diferente do diamante.
d) grafite se apresentar na natureza constituída de moléculas discretas.
e) quantidade de átomos em 1 mol das variedades alotrópicas do carbono ser diferente.

22.O gás de cozinha contém GLP (gases liquefeitos de petróleo), uma mistura constituída,
principalmente, por 50% em volume de butano, C4H10, e 50% em volume de propano, C3H8. Obtém-
se o GLP em uma das etapas iniciais do refino do petróleo, a destilação, e uma forma de armazená-
lo é em botijões que devem ser comercializados, manuseados e utilizados respeitando-se algumas
normas de segurança.
A destilação permite a separação de várias frações de hidrocarbonetos constituintes do petróleo.
Dessa forma, ao se considerar as propriedades dos compostos e das misturas, bem como o
processo de separação das frações do petróleo, pode-se afirmar que
a) a destilação do petróleo, à pressão atmosférica, permite separar os hidrocarbonetos através de
um processo químico.
b) as forças intermoleculares predominantes nos hidrocarbonetos saturados do petróleo são do
tipo dispersão de London.
c) devido à alta concentração de eletrólitos na água do mar, ela solubiliza o petróleo em maior
proporção que a água pura.
d) as frações de destilado que contêm o butano e o propano são obtidas com destilação à pressão
reduzida do petróleo.
e) o propano e o 2-metilpropano são gases à temperatura ambiente sendo que o 2-metilpropano
tem maior momento de dipolo devido à ramificação da cadeia carbônica

34
23.(Ftd) Fazendo-se um filete de água passar paralelamente a um bastão eletrificado, ocorre
desvio do filete, como mostra a figura.
Após realizar esse experimento, um aluno cunhou a
hipótese de que o filete de água sofre desvio porque a
água é uma substância polar.
De acordo com sua hipótese, caso o experimento fosse
repetido usando os líquidos da tabela a seguir, o
resultado seria igual ao da figura utilizando-se

a) somente tetracloreto de carbono. b) somente clorofórmio.


c) somente dissulfeto de carbono. d) tetracloreto de carbono e clorofórmio.
e) clorofórmio e dissulfeto de carbono.

24. Bebidas carbonatadas são produtos compostos por água, gás carbônico e algum tipo de xarope
que dá cor e gosto à bebida. A primeira etapa do processo de carbonatação consiste em misturar o
gás carbônico (CO2) com a água. Depois, acrescenta-se o xarope a este ácido e a última etapa é
inserir uma dose extra de CO2 dentro da embalagem para aumentar a pressão interna e conservar
a bebida. O processo de carbonatação só é possível devido à
a) semelhança de polaridade entre o gás carbônico e a água.
b) formação de ácidos fixos, não voláteis e de alta estabilidade.
c) reatividade do gás carbônico com a água, formando o ácido carbônico.
d) mudança de estado físico do gás carbônico ao entrar em contato com a água.
e) elevada solubilidade do gás carbônico em água à alta temperatura e pressão.

25. (Ufpa) Os três experimentos relatados abaixo foram realizados para verificar as propriedades de
um material homogêneo, que se apresentava sob a forma de um pó esbranquiçado.
I. Os terminais de uma pilha foram colocados em contato com o pó e não se verificou a passagem
de corrente elétrica no circuito.
II. Uma pequena porção do pó foi colocada em água e se dissolveu.
III. Outra parte do pó foi colocada em um cadinho e submetida a aquecimento em um forno. Após
um período de tempo, o pó começou a fundir.
Dados os procedimentos acima e os resultados obtidos, é correto concluir que o material:

a) pode ser um sólido molecular ou iônico. b) não é um sólido molecular.


c) é um sólido iônico. d) não é um sólido iônico.
e) é um sólido molecular.

26.(SM) A dureza é uma das propriedades da matéria que a mineralogia utiliza para a identificação
de minerais encontrados em diferentes tipos de rochas. Na geologia, essa propriedade está
relacionada com a resistência que determinado mineral oferece ao ser riscado por outro material.
Com base
nos valores encontrados, é possível prever e compreender a facilidade ou dificuldade com que um
mineral se desgasta quando submetido à ação externa, como a água e o vento.
A composição e a estrutura do cristal do mineral são fatores que influenciam a dureza do mineral,
pois:
a) elas estão principalmente relacionadas com as forças intramoleculares.
b) quanto maior a distância entre os átomos constituintes do mineral, maior será a dureza do mineral.
c) quanto maior a interação entre os átomos constituintes do mineral, maior será a dureza do mineral.
d) quanto mais elementos o mineral possuir, mais duro ele será.
e) quanto maior a intensidade das ligações iônicas, maior será a dureza do mineral.

35
27. (Enem 2012) Em uma planície, ocorreu um acidente ambiental em decorrência do
derramamento de grande quantidade de um hidrocarboneto que se apresenta na forma pastosa à
temperatura ambiente. Um químico ambiental utilizou uma quantidade apropriada de uma solução
de para-dodecil-benzenossulfonato de sódio, um agente tensoativo sintético, para diminuir os
impactos desse acidente.
Essa intervenção produz resultados positivos para o ambiente porque
a) promove uma reação de substituição no hidrocarboneto, tornando-o menos letal ao ambiente.
b) a hidrólise do para-dodecil-benzenossulfonato de sódio produz energia térmica suficiente para
vaporizar o hidrocarboneto.
c) a mistura desses reagentes provoca a combustão do hidrocarboneto, o que diminui a quantidade
dessa substância na natureza.
d) a solução de para-dodecil-benzenossulfonato possibilita a solubilização do hidrocarboneto.
e) o reagente adicionado provoca uma solidificação do hidrocarboneto, o que facilita sua retirada
do ambiente.

28. (Enem 2011) O etanol é considerado um biocombustível promissor, pois, sob o ponto de vista
do balanço de carbono, possui uma taxa de emissão praticamente igual a zero. Entretanto, esse
não é o único ciclo biogeoquímico associado à produção de etanol. O plantio da cana-de-açúcar,
matéria-prima para a produção de etanol, envolve a adição de macronutrientes como enxofre,
nitrogênio, fósforo e potássio, principais elementos envolvidos no crescimento de um vegetal.
O nitrogênio incorporado ao solo, como consequência da atividade descrita anteriormente, é
transformado em nitrogênio ativo e afetará o meio ambiente, causando
a) o acúmulo de sais insolúveis, desencadeando um processo de salinificação do solo.
b) a eliminação de microrganismos existentes no solo responsáveis pelo processo de
desnitrificação.
c) a contaminação de rios e lagos devido à alta solubilidade de íons como NO3-e NH4+em água.
d) a diminuição do pH do solo pela presença de NH3, , que reage com a água, formando o NH4OH.
e) a diminuição da oxigenação do solo, uma vez que o nitrogênio ativo forma espécies químicas
do tipo NO2, NO3-, N2O.

29. Existem vários modelos para explicar as diferentes propriedades das substâncias químicas,
em termos de suas estruturas submicroscópicas.
Considere os seguintes modelos:
I. moléculas se movendo livremente;
II. íons positivos imersos em um “mar” de elétrons deslocalizados;
III. íons positivos e negativos formando uma grande rede cristalina tridimensional.
Assinale a alternativa que apresenta substâncias que exemplificam, respectivamente, cada um
desses modelos.
I II III
a) gás nitrogênio ferro sólido cloreto de sódio sólido
b) água líquida iodo sólido cloreto de sódio sólido
c) gás nitrogênio cloreto de sódio sólido iodo sólido
d) água líquida ferro sólido diamante sólido
e) gás metano água líquida diamante sólido

30. Um dos métodos de extermínio, em massa, em campos de concentração nazistas era a câmara
de gás. As principais vítimas eram idosos, crianças e inaptos ao trabalho. Um dos gases utilizados
para tal fim era o gás cianídrico, HCN, que tem cheiro de amêndoas amargas e que entre cinco a Gabarito
trinta segundos após a sua aspiração, 0,3 mg por litro de ar, produz inconsciência, levando à morte
entre três a quatro minutos. 1: [A] 2: [A] 3: [A]
A toxidez do HCN deve-se à sua capacidade de inibir a enzima citocromoxidase, fundamental para
as células consumirem o gás oxigênio (O2) transportado pelo sangue. O íon cianeto (CN−) provoca 4: [E] 5: [D] 6: [B]
a parada da respiração celular.
7: [D] 8: [B] 9: [A]
Das espécies químicas citadas no texto,
a) todas são iônicas. 10: [D] 11: [B] 12: [D]
b) duas são covalentes e uma iônica.
c) todas apresentam átomos que estabelecem ligações covalentes coordenadas. 13: [A] 14: [D] 15: [D]
d) todas apresentam átomos que se estabilizam pelo compartilhamento de um elétron.
e) todas apresentam ligações múltiplas. 16: [B] 17: [A] 18: [D]

19: [A] 20: [B] 21: [C]

22: [B] 23: [B] 24: [C]

25: [E] 26: [C] 27: [D]

28: [C] 29: [A] 30: [E]

36
Funções e reações inorgânicas

São grupos de substâncias que possuem propriedades químicas semelhantes. As principais são
ácidos, bases, sais e óxidos.

Conceito de Arrhenius- É todo composto que, em solução aquosa, libera o íon H3O+ (hidroxônio).
HCl + H2O  H3O+ + Cl–
H2SO4 + 2 H2O  2 H2O+ + SO42–

CLASSIFICAÇÃO
Nº de Elementos Exemplos
binário HBr
ternário H2SO4
quaternário H4[Fe(CN)6]
Número de H+ Exemplos
monoácido HCl, H3PO2
diácído H2SO4, H3PO3
triácido H3BO3, H3PO4
Presença de Oxigênio Exemplos
hidrácido HF
oxiácido H3PO4
Volatilidade Exemplos
volátil HCN, HCl
fixo H2SO4, H3PO4
Força Exemplos
Fracos   5% HCN,H2S,HClO
Moderados 5%    50% HF,HNO2,H2SO3
Fortes   50% HCl,H2SO4,HNO3

Nomenclatura
a) Hidrácido  ídrico HCN – cianídrico H2S – sulfídrico HF – fluorídrico HCl - clorídrico
b) Oxiácido  HxEOy

+7
+5 +6
+3 +4
+1 +2

H2SO4 - Ácido sulfúrico HNO3- Ácido nítrico H3PO4- Ácido fosfórico H2CO3 – ácido carbônico

O comportamento de uma
Conceito de Arrhenius- É todo composto que, em solução aquosa, libera o íon OH- (hidroxila). espécie química e sua
consequente classificação é
sempre relativo à outra
Ca(OH)2(aq)  Ca2+(aq) + 2OH-(aq) espécie que a interação é
NH3(aq) + H2O (l)  NH4+(aq) + OH-(aq) estabelecida. Há sais que
são ácidos, há óxidos que
são bases, há óxidos que
são sais ou mesmo ácidos.

37
CLASSIFICAÇÃO
Número de OH Exemplo
monobase KOH
dibase Ba(OH)2
tribase Al(OH)3
tetrabase Si(OH)4
Força (grau de ionização)
alcalinos
fortes alcalino-terrosos
(-forte)
fracas as demais
Ligação
iônicas alcalinos
moleculares as demais
Solubilidade
solúveis alcalinos NH4OH
pouco solúveis alcalinos-terrosos
insolúveis as demais

Nomenclatura

a) Quando o elemento forma uma base.


NaOH — hidróxido de sódio
b) Quando o elemento forma duas bases.
Fe(OH)2 — hidróxido de ferro II ou ferroso Fe(OH)3 — hidróxido de ferro III ou férrico.

Propriedades funcionais de ácido e base

Em solução aquosa, os íons das substâncias iônicas são separados pelas moléculas de água,
sofrendo um processo denominado dissociação iônica, podendo com isso conduzir corrente
elétrica.
Em solução aquosa, as moléculas polares de substâncias moleculares interagem com a água
formando íons, sofrendo um processo denominado ionização, podendo com isso conduzir corrente
elétrica.
Soluções eletrolíticas : São soluções aquosas e têm a capacidade de conduzir corrente elétrica
Soluções não eletrolíticas: São soluções aquosas e não têm a capacidade de conduzir corrente
elétrica

38
Os sais são compostos que apresentam pelo menos um cátion diferente do hidrogênio e um ânion
diferente do hidróxido. Podem ser originários da reação de salificação ou neutralização:
ácido + base  sal + água

CLASSIFICAÇÃO
Nº de elementos constituintes Exemplos
binário KCl
ternário Ca(MnO4)2
quaternário KCNO
Presença de oxigênio
halóide NaCl
oxissal KClO3
Hidratação
anidro Na2SO4
hidratado CaCl2 . 6H2O
Natureza dos íons
normal KNO3
hidrogenossal NaHCO3
hidróxissal Ba(OH)Cl
duplo ou misto NaKSO4

Sal higroscópico — Sais têm a


propriedade de se cristalizarem
com moléculas de água na sua
Nomenclatura estrutura. Como o sulfato de
cobre penta-hidratado (CuSO4.
Ácido Sal 5H2O).
ídrico eto Esses sais são denominados
ico ato hidratados. Em alguns sais esse
oso ito processo de absorção de água é
tão grande que absorve água da
Exemplos:
umidade do ar.
NaCl — Cloreto de sódio K2SO4 — Sulfato de potássio CaCO3 — Carbonato de cálcio
NaHCO3 – bicarbonato de sódio Ca3(PO4)2 – fosfato de cálcio

39
Propriedades
Sabor: salgado. Estado físico: sólido e cristalinos. PF e PE : elevados.

Solubilidade variável.

Composto binário oxigenado, no qual o oxigênio é o elemento mais eletronegativo.

CLASSIFICAÇÃO
Quanto ao tipo de ligação Exemplo
iônico K2 O
molecular SO2
Quanto ao tipo de comportamento químico Exemplo
óxido ácido ou anidrido (Ametal + Oxi) SO2, CO2, SO3
óxido básico ( Elementos – 1A e 2A + Oxi) MgO, Na2O
óxido neutro ou indiferente NO, N2O, CO
óxido anfótero Al2O3, ZnO
peróxidos Na2O2, CaO2, H2O2

Nomenclatura

MgO - óxido de magnésio. FeO - óxido de ferro II. Fe2O3 - óxido de ferro III.
CO2 - dióxido de carbono. SO2 - dióxido de enxofre. SO3 - trióxido de enxofre.
Classificação

40
Bronsted-Lowry (Teoria Protônica)

Ácido: espécie química que cede próton (H+).


Base: espécie química que recebe próton (H+).

Substâncias como a água, que ora se comportam como base, ora se comportam como ácido,
dependendo da substância com a qual estão interagindo, são denominadas anfipróticas

Lewis (Teoria Eletrônica)

Ácido: toda espécie química receptora de par eletrônico.


Base: toda espécie química doadora de par eletrônico.

Reação química é a denominação dada à transformação que uma substância sofre em sua
constituição química, quer pela ação de outra substância (afinidade química), quer pela ação de um
agente físico, como calor, luz, eletricidade, etc. As reações químicas sofrem influência do tempo e
da energia.

Equação química é a representação simbólica de uma reação química na qual os reagentes


encontram- se à esquerda da seta e os produtos, à direita. Observe um exemplo a seguir:

Equação Iônica Muitas reações ocorrem com substâncias dissociadas em meio aquoso. Nesse
caso, a equação química pode ser representada na forma iônica,ou seja, destacando os íons
presentes na reação.
2  2 
. Mg(s)  Fe(aq)  2NO3(aq)  Mg(aq)  2NO3(aq)  Fe(s)

Os íons que aparecem dos dois lados da equação, chamados de íons espectadores, podem ser
desconsiderados, representando a reação por uma equação iônica reduzida. Observe:
2 2
Mg(s)  Fe(aq)  Mg(aq)  Fe(s)

Reação de síntese ou reação de adição é toda reação na qual duas ou mais substâncias produzem
uma única substância composta.
Exemplo: oxidação do magnésio.
2Mg(s) + O2(g)  2MgO(s)
Exemplo: Reação da cal viva ou cal virgem com a água.
CaO(s) + H2O(l)  Ca(OH)2(s)

41
Reação de análise ou reação de decomposição é toda reação na qual uma única substância
produz duas ou mais substâncias novas.
Exemplo: decomposição do carbonato de cálcio

CaCO3(s)  CaO(s) + CO2(g)

Reação de simples troca ou reação de deslocamento é toda reação que ocorre quando uma
substância simples reage com uma substância composta, originando uma nova substância
composta e outra simples.
Exemplos:
CaCl2 + F2  CaF2 + Cl2
Dizemos que o flúor deslocou o cloro do cloreto de cálcio.
CuSO4 + Zn  ZnSO4 + Cu
Dizemos que o zinco deslocou o cobre do sulfato de cobre II.
Fila de reatividade dos metais

Fila de reatividade dos não-metais

Importante: O elemento mais reativo desloca o elemento menos reativo.

Reação de dupla troca é a reação que ocorre quando duas substâncias compostas reagem entre
si, trocando seus componentes e dando origem a duas novas substâncias compostas.

Exemplo:

Condições para ocorrer uma reação de dupla troca:

Produtos em relação aos reagentes: Menos solúvel ou mais volátil ou mais fraco.

precipitado

42
Oxirredução

As reações de oxirredução são aquelas nas quais há transferência de elétrons. Nessas reações,
existe uma espécie química que perderá elétrons, sendo assim reduzida, e outra que ganhará
elétrons, ou seja, será oxidada. Observe o exemplo a seguir:

Principais reações inorgânicas


Decomposição de Carbonatos: CaCO3(s) 
 CaO(s)  CO2 (g)
Metal com ácido: 2Al (s)  6HCl (aq)  2AlCl 3(s)  3H 2 (g)
Carbonato com ácido: CaCO3 (s)  2HCl  CaCl2 (aq)  H 2O  CO2 (g)

1. (Enem PPL 2012) Para preparar uma massa básica de pão, deve-se misturar apenas farinha,
água, sal e fermento. Parte do trabalho deixa-se para o fungo presente no fermento: ele utiliza amido
e açúcares da farinha em reações químicas que resultam na produção de alguns outros compostos
importantes no processo de crescimento da massa. Antes de assar, é importante que a massa seja
deixada num recipiente por algumas horas para que o processo de fermentação ocorra.
Esse período de espera é importante para que a massa cresça, pois é quando ocorre a
a) reprodução do fungo na massa.
b) formação de dióxido de carbono.
c) liberação de energia pelos fungos.
d) transformação da água líquida em vapor d’água.
e) evaporação do álcool formado na decomposição dos açúcares.

2. (Upe-ssa 2 2017) A semeadura de nuvens atualmente é usada em todo o mundo para otimizar a
precipitação, tanto de chuva quanto de neve e, ao mesmo tempo, inibir o granizo e a neblina. E ela
funciona. Esse tipo de semeadura tem efeito ao espalhar partículas microscópicas, a fim de afetar o
desenvolvimento da condensação, agindo como núcleos de gelo artificiais. Insolúveis na água, tais
partículas funcionam como suporte para o crescimento dos cristais de gelo. Para tal propósito, utiliza-
se frequentemente determinado sal. Ele possui uma estrutura cristalina similar à do gelo e forma um
recife artificial onde os cristais podem crescer.
Que sal é utilizado para semear as nuvens?
a) Ag b) K c) NaC d) AgNO3 e) KNO3

3. (Ufjf-pism 1 2017) Sais inorgânicos constituídos por cátions e ânions de carga unitária dissociam-
se quase completamente, já sais contendo cátions e ânions com uma carga  2 estão muito menos
dissociados. Com base nessa informação, marque a alternativa na qual está o sal cuja solução deve
apresentar a maior quantidade de íon metálico livre.
a) Fluoreto de magnésio. b) Sulfato de sódio. c) Nitrato de alumínio.
d) Cloreto de potássio. e) Fosfato de lítio.

4. (Enem 2ª aplicação 2016) Os métodos empregados nas análises químicas são ferramentas
importantes para se conhecer a composição dos diversos materiais presentes no meio ambiente. É
comum, na análise de metais presentes em amostras ambientais, como água de rio ou de mar, a
adição de um ácido mineral forte, normalmente o ácido nítrico (HNO3), com a finalidade de impedir
a precipitação de compostos pouco solúveis desses metais ao longo do tempo.
Na ocorrência de precipitação, o resultado da análise pode ser subestimado, porque
a) ocorreu passagem de parte dos metais para uma fase sólida.
b) houve volatilização de compostos dos metais para a atmosfera.
c) os metais passaram a apresentar comportamento de não metais.
d) formou-se uma nova fase líquida, imiscível com a solução original.
e) os metais reagiram com as paredes do recipiente que contém a amostra.

43
5. (Enem 2ª aplicação 2016) Nos anos 1990, verificou-se que o rio Potomac, situado no estado
norte-americano de Maryland, tinha, em parte de seu curso, águas extremamente ácidas por receber
um efluente de uma mina de carvão desativada, o qual continha ácido sulfúrico (H2 SO 4 ). Essa
água, embora límpida, era desprovida de vida. Alguns quilômetros adiante, instalou-se uma fábrica
de papel e celulose que emprega hidróxido de sódio (NaOH) e carbonato de sódio (Na2CO3 ) em
seus processos. Em pouco tempo, observou-se que, a partir do ponto em que a fábrica lança seus
rejeitos no rio, a vida aquática voltou a florescer.
A explicação para o retorno da vida aquática nesse rio é a
a) diluição das águas do rio pelo novo efluente lançado nele.
b) precipitação do íon sulfato na presença do efluente da nova fábrica.
c) biodegradação do ácido sulfúrico em contato com o novo efluente descartado.
d) diminuição da acidez das águas do rio pelo efluente da fábrica de papel e celulose.
e) volatilização do ácido sulfúrico após contato com o novo efluente introduzido no rio.

6. (G1 - cps 2016) A calagem é um processo usado para preparar o solo para a agricultura. Tem a
finalidade de diminuir a acidez do solo, fornecendo suprimento de cálcio e magnésio para as plantas.
Nesse processo, pode-se usar calcário, no qual o principal componente e o carbonato de cálcio,
CaCO3.
Sobre as informações fornecidas é correto afirmar que
a) no processo descrito, temos a adição de metais pesados ao solo.
b) no principal componente do calcário, temos cinco elementos químicos.
c) a calagem consiste na adição de um composto com caráter ácido ao solo.
d) o principal componente do calcário é fonte de cálcio e magnésio para as plantas.
e) o suprimento de magnésio deve vir de outro composto que não seja o carbonato de cálcio.

7. (Enem 2015) A soda cáustica pode ser usada no desentupimento de encanamentos domésticos
e tem, em sua composição, o hidróxido de sódio como principal componente, além de algumas
impurezas. A soda normalmente é comercializada na forma sólida, mas que apresenta aspecto
"derretido" quando exposta ao ar por certo período.
O fenômeno de “derretimento” decorre da
a) absorção da umidade presente no ar atmosférico.
b) fusão do hidróxido pela troca de calor com o ambiente.
c) reação das impurezas do produto com o oxigênio do ar.
d) adsorção de gases atmosféricos na superfície do sólido.
e) reação do hidróxido de sódio com o gás nitrogênio presente no ar.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


Uma medida adotada pelo governo do estado para amenizar a crise hídrica que afeta a cidade de
São Paulo envolve a utilização do chamado “volume morto” dos reservatórios do Sistema
Cantareira. Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S.Paulo, três especialistas alertam sobre
os riscos trazidos por esse procedimento que pode trazer à tona poluentes depositados no fundo
das represas, onde se concentram contaminantes que não são tratados por sistemas
convencionais. Entre os poluentes citados que contaminam os mananciais há compostos
inorgânicos, orgânicos altamente reativos com os sistemas biológicos, microbiológicos e vírus.
Segundo as pesquisadoras, “quanto mais baixo o nível dos reservatórios, maior é a concentração
de poluentes, recomendando maiores cuidados”.
8. (Unesp 2015) De modo geral, em sistemas aquáticos a decomposição de matéria orgânica de
origem biológica, na presença de oxigênio, se dá por meio de um processo chamado degradação
aeróbica. As equações representam reações genéricas envolvidas na degradação aeróbica, em
que "MO"  matéria orgânica contendo nitrogênio e enxofre.
 CH2O n  nO2  nCO2  nH2O
MO  C,H,N,S   nO2  CO2  H2O  NO3   SO42

Analisando as equações apresentadas, é correto afirmar que no processo de degradação aeróbica


ocorrem reações de
a) decomposição, em que o oxigênio não sofre alteração em seu número de oxidação.
b) oxirredução, em que o oxigênio atua como agente redutor.
c) decomposição, em que o oxigênio perde elétrons.
d) oxirredução, em que o oxigênio sofre oxidação.
e) oxirredução, em que o oxigênio atua como agente oxidante.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


Baseado no texto a seguir, responda a(s) questão(ões)
“... Por mais surpreendente que pareça, a desintegração do exército napoleônico pode ser
atribuída a algo tão pequeno quanto um botão — um botão de estanho, para sermos mais exatos,
do tipo que fechava todas as roupas no exército, dos sobretudos dos oficiais às calças e paletós
dos soldados de infantaria.

44
Quando a temperatura cai, o reluzente estanho metálico exposto ao oxigênio do ar começa a se
tornar friável e a se esboroar (desfazer) num pó acinzentado e não metálico — continua sendo
estanho, mas com forma estrutural diferente”.

(Adaptado de Os Botões de Napoleão — Penny Le Couteur e Jay Burreson — p. 8).

9. (Espcex (Aman) 2014) Em relação ao texto acima e baseado em conceitos químicos, são feitas
as seguintes afirmativas:
I. o texto faz alusão estritamente a ocorrência de fenômenos físicos.
II. o texto faz alusão a ocorrência de uma reação de oxidação do estanho do botão.
III. o texto faz alusão a ocorrência de uma reação de síntese.
IV. o texto faz alusão a ocorrência de uma reação sem transferência de elétrons entre as espécies
estanho metálico e o oxigênio do ar.
Das afirmativas apresentadas estão corretas apenas:
a) II e III. b) III e IV. c) II e IV. d) I e III. e) I e II.

10. (Enem PPL 2013) O mármore é um material empregado para revestimento de pisos e um de
seus principais constituintes é o carbonato de cálcio. Na limpeza desses pisos com solução ácida,
ocorre efervescência. Nessa efervescência o gás liberado é o
a) oxigênio. b) hidrogênio. c) cloro. d) dióxido de carbono. e) monóxido de carbono.

11. (Ufrgs 2012) Em 2011, um intenso terremoto seguido de tsunami provocou sérias avarias nos
reatores da usina nuclear de Fukushima, no Japão, ocasionando a liberação de iodo radioativo em
dosagem muito superior aos limites aceitáveis. Como medida de prevenção, foram distribuídos à
população evacuada tabletes de iodo. A OMS indica, preferencialmente, que esses tabletes sejam
constituídos da substância iodato de potássio (KIO3), em vez da substância iodeto de potássio (KI),
que tem menor durabilidade.
Sobre essas substâncias, é correto afirmar que
a) o iodeto de potássio é um sal básico e insolúvel em água.
b) o iodato de potássio é um sal neutro e solúvel em água.
c) o iodato de potássio apresenta o elemento iodo em seu estado mínimo de oxidação.
d) o iodato de potássio é um óxido, enquanto o iodeto de potássio é um sal não oxigenado.
e) o iodeto de potássio pode ser utilizado como agente oxidante, pois sofre redução com facilidade
em contato com o oxigênio do ar.

12. (Enem PPL 2012) Ácido muriático (ou ácido clorídrico comercial) é bastante utilizado na
limpeza pesada de pisos para remoção de resíduos de cimento, por exemplo. Sua aplicação em
resíduos contendo quantidades apreciáveis de CaCO3 resulta na liberação de um gás.
Considerando a ampla utilização desse ácido por profissionais da área de limpeza, torna-se
importante conhecer os produtos formados durante seu uso.
A fórmula do gás citado no texto e um teste que pode ser realizado para confirmar sua presença
são, respectivamente:
a) CO 2 e borbulhá-lo em solução de KC
b) CO 2 e borbulhá-lo em solução de HNO3
c) H2 e borbulhá-lo em solução de NaOH
d) H2 e borbulhá-lo em solução de H2SO 4
e) CO 2 e borbulhá-lo em solução de Ba(OH)2
13. (Ufrn 2012) O oxigênio dissolvido (OD) na água é um dos parâmetros importantes para
estabelecer a sua qualidade e conhecer a possibilidade de vida nos sistemas aquáticos. A
quantidade de oxigênio dissolvido na água não pode ser menor que 2 mg/L para que os peixes
sobrevivam.
A seguir, é apresentada a sequência de reações de um método desenvolvido em solução aquosa,
para a determinação da quantidade de oxigênio dissolvido na água:

MnSO4 aq  2NaOHaq  Mn  OH2 s  Na2SO4aq


I  
2Mn  OH2 s  O2 aq  2MnO  OH2 s
II    
MnO  OH2 s  2H2SO4 aq  Mn  SO4 2 aq  3H2O 
III    
Mn  SO4 2 aq  2KIaq  Mn  SO4  aq  K 2  SO4  aq  I2aq
IV      
V I2aq  2Na2S2O3aq  Na2S4O6aq  2NaIaq

45
A partir das reações observadas no método de determinação de oxigênio dissolvido, é correto
afirmar:
a) Na reação II, o oxigênio (O2) age como agente redutor, uma vez que aumenta o seu número de
oxidação.
b) A reação I é de simples troca.
c) O I2(aq) formado no processo equivale à concentração de oxigênio dissolvido, o que possibilita
determinar o OD na água.
d) A reação V é de decomposição.

14. (Fuvest 2011) Para identificar quatro soluções aquosas, A, B, C e D, que podem ser soluções
de hidróxido de sódio, sulfato de potássio, ácido sulfúrico e cloreto de bário, não necessariamente
nessa ordem, foram efetuados três ensaios, descritos a seguir, com as respectivas observações.
I. A adição de algumas gotas de fenolftaleína a amostras de cada solução fez com que apenas a
amostra de B se tornasse rosada.
II. A solução rosada, obtida no ensaio I, tornou-se incolor pela adição de amostra de A.
III. Amostras de A e C produziram precipitados brancos quando misturadas, em separado, com
amostras de D.
Com base nessas observações e sabendo que sulfatos de metais alcalino-terrosos são pouco
solúveis em água, pode-se concluir que A, B, C e D são, respectivamente, soluções aquosas de
a) H2SO4, NaOH, BaCℓ2 e K2SO4. b) BaCℓ2, NaOH, K2SO4 e H2SO4.
c) NaOH, H2SO4, K2SO4 e BaCℓ2. d) K2SO4, H2SO4, BaCℓ2 e NaOH.
e) H2SO4, NaOH, K2SO4 e BaCℓ2.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


Cerca de ¼ de todo o dióxido de carbono liberado pelo uso de combustíveis fósseis é absorvido
pelo oceano, o que leva a uma mudança em seu pH e no equilíbrio do carbonato na água do mar.
Se não houver uma ação rápida para reduzir as emissões de dióxido de carbono, essas mudanças
podem levar a um impacto devastador em muitos organismos que possuem esqueletos, conchas
e revestimentos, como os corais, os moluscos, os que vivem no plâncton, e no ecossistema
marinho como um todo.
15. (Unicamp 2011) Levando em conta a capacidade da água de dissolver o dióxido de carbono,
há uma proposta de se bombear esse gás para dentro dos oceanos, em águas profundas.
Considerando-se o exposto no texto inicial e a proposta de bombeamento do dióxido de carbono
nas águas profundas, pode-se concluir que esse bombeamento
a) favoreceria os organismos que utilizariam o carbonato oriundo da dissolução do gás na água
para formar suas carapaças ou exoesqueletos, mas aumentaria o nível dos oceanos.
b) diminuiria o problema do efeito estufa, mas poderia comprometer a vida marinha.
c) diminuiria o problema do buraco da camada de ozônio, mas poderia comprometer a vida
marinha.
d) favoreceria alguns organismos marinhos que possuem esqueletos e conchas, mas aumentaria
o problema do efeito estufa.

16. (G1 - cps 2010) O prefeito de uma determinada cidade consultou a população, que tem forte
consciência ecológica e pratica princípios de sustentabilidade, para autorizar a instalação de uma
nova indústria na região.
Para tanto, a comunidade pesquisou e decidiu que, tendo em vista o fato de a cidade ficar em uma
região chuvosa, é importante, para evitar problemas decorrentes da chuva ácida, que a indústria
a ser instalada tenha um rígido controle nas suas emissões de gás

a) N2 b) O2 c) CO2 d) SO2 e) H2

17. (Fuvest 2010) Uma estudante de química realizou quatro experimentos, que consistiram em
misturar soluções aquosas de sais inorgânicos e observar os resultados. As observações foram
anotadas em uma tabela:
Solutos contidos
Experimento inicialmente nas soluções Observações
que foram misturadas
1 Ba(CℓO3)2 Mg(IO3)2 formação de precipitado branco
2 Mg(IO3)2 Pb(CℓO3)2 formação de precipitado branco
3 MgCrO4 Pb(CℓO3)2 formação de precipitado amarelo
4 MgCrO4 Ca(CℓO3)2 nenhuma transformação observada
A partir desses experimentos, conclui-se que são pouco solúveis em água somente os compostos
a) Ba(IO3)2 e Mg(CℓO3)2.
b) PbCrO4 e Mg(CℓO3)2.
c) Pb(IO3)2 e CaCrO4.
d) Ba(IO3)2, Pb(IO3)2 e PbCrO4.
e) Pb(IO3)2, PbCrO4 e CaCrO4.

46
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
O carbonato de cálcio pode ser encontrado na natureza na forma de rocha sedimentar (calcário)
ou como rocha metamórfica (mármore). Ambos encontram importantes aplicações industriais e
comerciais. Por exemplo, o mármore é bastante utilizado na construção civil tanto para fins
estruturais como ornamentais.
Já o calcário é usado como matéria-prima em diversos processos químicos, dentre eles, a
produção da cal.

18. (Unesp 2010) A cal é obtida industrialmente por tratamento térmico do calcário em
temperaturas acima de 900 ºC, pela reação:
CaCO3 (s) → CaO (s) + CO2 (g)
Por suas diferentes aplicações, constitui-se num importante produto da indústria química. Na
agricultura é usado para correção da acidez do solo, na siderurgia como fundente e escorificante,
na fabricação do papel é um agente branqueador e corretor de acidez, no tratamento de água
também corrige a acidez e atua como agente floculante e na construção civil é agente cimentante.

Sobre o processo de obtenção e as propriedades associadas ao produto, indique qual das


afirmações é totalmente correta.
a) A reação é de decomposição e o CaO é usado como branqueador na indústria do papel, porque
é um agente oxidante.
b) A reação é endotérmica e o CaO é classificado como um óxido ácido.
c) A reação é exotérmica e, se a cal reagir com água, produz Ca(OH)2 que é um agente cimentante.
d) A reação é endotérmica e o CaO é classificado como um óxido básico.
e) A reação é de decomposição e no tratamento de água o CaO reduz o pH, atuando como
floculante.

19. (Enem 2009) O processo de industrialização tem gerado sérios problemas de ordem
ambiental, econômica e social, entre os quais se pode citar a chuva ácida. Os ácidos usualmente
presentes em maiores proporções na água da chuva são o H 2CO3, formado pela reação do CO2
atmosférico com a água, o HNO3, o HNO2, o H2SO4 e o H2SO3. Esses quatro últimos são formados
principalmente a partir da reação da água com os óxidos de nitrogênio e de enxofre gerados pela
queima de combustíveis fósseis.
A formação de chuva mais ou menos ácida depende não só da concentração do ácido formado,
como também do tipo de ácido. Essa pode ser uma informação útil na elaboração de estratégias
para minimizar esse problema ambiental. Se consideradas concentrações idênticas, quais dos
ácidos citados no texto conferem maior acidez às águas das chuvas?
a) HNO3 e HNO2. b) H2SO4 e H2SO3. c) H2SO3 e HNO2. d) H2SO4 e HNO3. e) H2CO3 e H2SO3.

20. (Ufmg 2008) Os extintores à base de espuma química são fabricados, utilizando-se
bicarbonato de sódio, NaHCO3, e ácido sulfúrico, H2SO4. No interior do extintor, essas duas
substâncias ficam separadas, uma da outra. Para ser usado, o extintor deve ser virado de cabeça
para baixo, a fim de possibilitar a mistura dos compostos, que, então, reagem entre si. Um dos
produtos dessa reação é um gás, que produz uma espuma não-inflamável, que auxilia no combate
ao fogo.
Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que a substância gasosa presente na
espuma não-inflamável é
a) CO2 . b) H2 . c) O2 . d) SO3 .

21. (Ufrgs 2008) Considere a seguinte sequência de reações de formação dos compostos X, Y
e Z.

As substâncias representadas por X, Y e Z são, respectivamente,


a) Ca(OH)2 , Ca 2 S e CaC . b) CaO2 , CaS 2 e CaC 2 .
c) CaOH, CaS e CaC . d) CaO2 , Ca 2 S e Ca 2 C .
e) Ca(OH)2 , CaS e CaC 2 .

47
22. (Unicamp 2017) “Ferro Velho Coisa Nova” e “Compro Ouro Velho” são expressões associadas
ao comércio de dois materiais que podem ser reaproveitados. Em vista das propriedades químicas
dos dois materiais mencionados nas expressões, pode-se afirmar corretamente que
a) nos dois casos as expressões são apropriadas, já que ambos os materiais se oxidam com o
tempo, o que permite distinguir o “novo” do “velho”.
b) nos dois casos as expressões são inapropriadas, já que ambos os materiais se reduzem com o
tempo, o que não permite distinguir o “novo” do “velho”.
c) a primeira expressão é apropriada, pois o ferro se reduz com o tempo, enquanto a segunda
expressão não é apropriada, pois o ouro é um material inerte.
d) a primeira expressão é apropriada, pois o ferro se oxida com o tempo, enquanto a segunda
expressão não é apropriada, pois o ouro é um material inerte.

23. (Upe-ssa 1 2017) Analise a seguinte imagem:

O prego vai enferrujar,


apenas,
a) no tubo 1.
b) no tubo 2.
c) no tubo 3.
d) nos tubos 1 e 2.
e) nos tubos 2 e 3.

24. (Uece 2017) Um estudante de química introduziu um chumaço de palha de aço no fundo de
uma proveta e inverteu-a em uma cuba de vidro contendo água, conforme a figura abaixo.

Um dia depois, ao verificar o sistema, o estudante


percebeu que o nível da água no interior da proveta
havia subido e a palha de aço estava enferrujada.

Assim, ele concluiu acertadamente que


a) a elevação do nível da água da proveta é ocasionada
pela pressão osmótica.
b) o metal da palha de aço ganhou elétrons, sofrendo
redução.
c) não houve interferência da pressão externa no
experimento.
d) o experimento permite calcular o percentual de
oxigênio no ar atmosférico.

25. (Enem PPL 2016) Atualmente, soldados em campo, seja em treinamento ou em combate,
podem aquecer suas refeições, prontas e embaladas em bolsas plásticas, utilizando aquecedores
químicos, sem precisar fazer fogo. Dentro dessas bolsas existe magnésio metálico em pó e,
quando o soldado quer aquecer a comida, ele coloca água dentro da bolsa, promovendo a reação
descrita pela equação química:
Mg(s)  2 H2O( )  Mg(OH)2(s)  H2(g)  350 kJ

O aquecimento dentro da bolsa ocorre por causa da


a) redução sofrida pelo oxigênio, que é uma reação exotérmica.
b) oxidação sofrida pelo magnésio, que é uma reação exotérmica.
c) redução sofrida pelo magnésio, que é uma reação endotérmica.
d) oxidação sofrida pelo hidrogênio, que é uma reação exotérmica.
e) redução sofrida pelo hidrogênio, que é uma reação endotérmica.

26. (Ufpa 2016) Benzocaína, fórmula química H2 N(C6H4 )COOCH2 CH3 , é um anestésico
tópico absorvido na forma neutra. Porém, sua atividade deve-se à forma catiônica, gerada pela
protonação de seu grupo funcional de maior basicidade. Assim, a fórmula química desse íon
molecular será
 
a) [H2N(C6H4 )COOCH2CH4 ] b) [H2N(C6H4 )COOCH2CH3 ]
 
c) [H2N(C6H4 )COHOCH2CH3 ] d) [H2N(C6H5 )COOCH2CH3 ]

e) [H3N(C6H4 )COOCH2CH3 ]

48
27. (Enem PPL 2015) Sais de amônio são sólidos iônicos com alto ponto de fusão, muito mais
solúveis em água que as aminas originais e ligeiramente solúveis em solventes orgânicos apolares,
sendo compostos convenientes para serem usados em xaropes e medicamentos injetáveis. Um
exemplo é a efedrina, que funde a 79 C, tem um odor desagradável e oxida na presença do ar
atmosférico formando produtos indesejáveis. O cloridrato de efedrina funde a 217 C, não se
oxida e é inodoro, sendo o ideal para compor os medicamentos.

De acordo com o texto, que propriedade química das aminas possibilita a formação de sais de
amônio estáveis, facilitando a manipulação de princípios ativos?

a) Acidez. b) Basicidade. c) Solubilidade. d) Volatilidade. e) Aromaticidade.

28. (Fmp 2014) O propranolol é um fármaco inibidor da ação da noradrenalina em receptores


β  adrenérgicos, e, por isso, tem uma ação de diminuir a pressão arterial. Quimicamente, é
semelhante à própria noradrenalina e caracteriza-se por ter uma fração ionizada em solução
aquosa, conforme a figura a seguir.

Nesse contexto, considere as afirmativas a seguir.


I. Para Lewis, uma base caracteriza-se por ser capaz de receber um par de elétrons.
II. Segundo a definição de base por Bronsted-Lowry, o propranolol comporta-se como base por
receber um H+.
III. No conceito de Arrhenius, um ácido é aquela substância que libera íons H+ em solução aquosa.

É correto APENAS o que se afirma em

a) I b) II c) III d) I e II e) II e III

29. (Fac. Albert Einstein - Medicin 2017) A metilamina e a etilamina são duas substâncias gasosas
à temperatura ambiente que apresentam forte odor, geralmente caracterizado como de peixe
podre.
Uma empresa pretende evitar a dispersão desses gases e para isso adaptou um sistema de
borbulhamento do gás residual do processamento de carne de peixe em uma solução aquosa. Gabarito
Um soluto adequado para neutralizar o odor da metilamina e etilamina é
1: [B] 2: [A] 3: [D]
a) amônia. b) nitrato de potássio.
c) hidróxido de sódio. d) ácido sulfúrico. 4: [A] 5: [D] 6: [E]

30. Um professor de Química propôs uma experiência a seus alunos. Ele utilizou um béquer 7: [A] 8: [E] 9: [A]
contendo uma solução aquosa e, com um canudinho parcialmente mergulhado nessa solução,
soprou até obter a formação de um sólido branco insolúvel. Contudo, ao continuar assoprando por 10: [D] 11: [B] 12: [E]
um longo intervalo de tempo, percebeu que o sólido branco desapareceu, ficando a solução turva.
Considerando a composição do ar expirado, é correto inferir que uma possível substância presente 13: [C] 14: [E] 15: [B]
inicialmente na solução aquosa seria o:
16: [D] 17: [D] 18: [D]
a) óxido férrico.
b) ácido sulfúrico. 19: [D] 20: [A] 21: [E]
c) monóxido de carbono.
d) hidróxido de cálcio. 22: [D] 23: [A] 24: [D]
e) cloreto de potássio.
25: [B] 26: [E] 27: [B]

28: [E] 29: [D] 30: [D]

49
Química ambiental

A Química Ambiental estuda os processos químicos que acontecem na natureza, sejam eles
naturais ou causados pelo homem, e que comprometem não só a saúde humana, mas de todo
planeta.
Essa parte da química estuda as mudanças que ocorrem no meio ambiente, mais precisamente,
os processos químicos que envolvem essas mudanças e que causam sérios danos à humanidade.
A seguir vamos discutir alguns desses danos.

A palavra “poluição” diz respeito à contaminação e/ou à degradação do meio ambiente;


prejudicando a vida. Em geral, ela é provocada por nós, seres humanos; mas suas consequências
afetam não somente as pessoas, mas toda a vida na Terra. Para facilitar a compreensão,
a poluição pode ser classificada em alguns tipos que veremos a seguir

Consideramos poluente atmosférico qualquer substância presente na atmosfera que em


determinada taxa provoca danos aos seres vivos. Atualmente são inúmeros os poluentes da
atmosfera sendo as fontes que os originam e os seus efeitos muito diversificados. Desta forma,
podem distinguir-se dois tipos de poluentes: Os poluentes primários são aqueles que são emitidos
diretamente pelas fontes para a atmosfera e poluentes secundários, que resultam de reações
químicas que ocorrem na atmosfera e onde participam alguns poluentes primários.
Os poluentes atmosféricos mais comuns são os poluentes primários: Monóxido de carbono, dióxido
de carbono, óxidos de nitrogênio (NOx) ), dióxido de enxofre (SO2) ou as partículas em suspensão.
Além do ozônio troposférico (O3),poluente secundário, que resulta de reações fotoquímicas, isto é
realizadas na presença de luz solar,e dióxido de nitrogênio .

Efeito estufa - é o fenômeno em que as radiações infravermelhas do sol são parcialmente retidas
pela atmosfera da terra, mantendo-a aquecida. O processo envolve moléculas de gases como o
gás carbônico (CO2), hidrocarbonetos (CH4), óxido nitroso (N2O), vapor de água e
clorofluorcarbonetos (CFCs), entre outros, que absorvem parte das radiações e as devolvem para
todas as direções, fazendo com que uma parte volte para a superfície terrestre.
Aquecimento global - é o desequilíbrio na natureza causado por intervenções humanas,
principalmente a emissão excessiva de gás carbônico. Esse desequilíbrio tem potencializado a
força do efeito estufa, provocando a elevação da temperatura do planeta.
Smog industrial – é a mistura de poluentes gasosos, material particulado e dióxido de enxofre,
originados principalmente da queima de produtos nas indústrias.
Smog fotoquímico – ocorre principalmente em razão da emissão dos veículos automotores, que
produzem óxidos de nitrogênio. Esses óxidos reagem com compostos orgânicos voláteis na
presença de luz, originando o ozônio troposférico. Isso ocorre normalmente em dias quentes e está
relacionado com o fenômeno da inversão térmica.
Chuva ácida – é o fenômeno em que a água da chuva, ao se precipitar entra em contato com
gases poluentes, como óxidos de enxofre e óxidos de nitrogênio, que ao reagir se transforma em
ácidos prejudiciais ao equilíbrio do meio ambiente.

A poluição hídrica corresponde ao processo de poluição, contaminação ou deposição de rejeitos


na água dos rios, lagos, córregos, nascentes, além de mares e oceanos

50
Didaticamente, podemos classificar a poluição das águas em térmica, sedimentar, biológica e
química. Estas são:

• poluição térmica: ocorre pelo descarte de grandes volumes de água aquecida, usada em
sistemas de resfriamento
• poluição sedimentar: proveniente do acúmulo de partículas em suspensão (por exemplo,
partículas de solo ou de produtos químicos insolúveis, orgânicos ou inorgânicos);
• poluição biológica: resulta da presença de microrganismos patogênicos (micro-organismos
causadores de doenças), especialmente na água potável;
• poluição química: causada por produtos químicos estranhos ao ambiente, tornando-se nocivos
ou indesejáveis. Os detergentes em geral são
feitos a partir da mistura de
Embora todas essas poluições causem problemas ao ambiente, a poluição química é a mais
alquil-benzeno-sulfonatos. A
complicada, uma vez que seus efeitos podem, a princípio, ser mais sutis e só percebidos a longo
diferença nos biodegradáveis
prazo. No entanto, os resultados podem ser catastróficos para o ambiente. Sobre essa poluição,
começa na cadeia carbônica
os principais agentes poluidores são:
que os constitui.
• os fertilizantes, empregados na agricultura, os quais são arrastados pelas chuvas para córregos,
Um detergente é considerado
rios, lagos e lençóis subterrâneos. Esses agentes poluidores contêm em sua composição nitratos
biodegradável se em sua
(NO3–) e fosfatos (PO43–), que favorecem processos de eutrofização;
cadeia de hidrocarbonetos for
• os materiais orgânicos sintéticos como plásticos, detergentes, solventes, tintas, produtos normal. Entretanto se a sua
farmacêuticos etc. Esses agentes são muito variados e geralmente alteram diferentes cadeia de hidrocarbonetos
propriedades físicas (cor, sabor e toxidez) e químicas (pH, concentrações de substâncias, apresentar ramificações ele
equilíbrios químicos diversos etc.) da água e causam acúmulos sólidos; não será biodegradável.

• o petróleo e seus derivados usados na forma de combustíveis em embarcações ou quando


transportados por oleodutos no fundo do mar ou por navios;
• os materiais inorgânicos, como minerais ou produtos industriais, que podem causar variações
de pH, salinidade, concentração de gases, além de tornarem a água tóxica, sem contar a
possibilidade da perigosa contaminação por diferentes metais pesados (Cu, Zn, Pb,Cd, Hg, Ni, Sn
etc.).
Demanda bioquímica de oxigênio (DBO)
A Demanda Bioquímica de Oxigênio é o parâmetro mais empregado para medir a poluição, a
determinação de DBO é importante para verificar-se a quantidade de oxigênio necessária para
estabilizar a matéria orgânica.
Esta medida da quantidade de oxigênio consumido no processo biológico de oxidação da matéria
orgânica permite chegar à conclusão: grandes quantidades de matéria orgânica utilizam grandes
quantidades de oxigênio, assim, quanto maior o grau de poluição, maior a DBO.
Demanda química de oxigênio (DQO)
A DQO é um parâmetro
A demanda química de oxigênio (DQO) é uma análise para inferir o consumo máximo de oxigênio indispensável nos estudos
para degradar a matéria orgânica, biodegradável ou não, de um dado efluente após sua oxidação de caracterização de
em condições específicas esgotos sanitários e de
efluentes industriais. A
DQO é muito útil quando
utilizada conjuntamente
A Poluição do Solo é toda e qualquer mudança em sua natureza (do solo), causada pelo contato com a DBO para observar
com produtos químicos, resíduos sólidos e resíduos líquidos, os quais causam a biodegradabilidade de
sua deterioração ao ponto de tornar a terra inútil ou até gerar um risco a saúde despejos.

Principais Tipos de Poluição do Solo


Detritos da vida urbana - Em quantidade é a principal fonte causadora da poluição dos solos. É
responsável pela produção exacerbada de lixo nas grandes cidades.
Depósitos ilegais de despejos industriais - É fato conhecido que as indústrias fazem uso desse
recurso e descartam indevidamente metais pesados, produtos químicos de alto risco, além de
dejetos sólidos.
Agrotóxicos e adubação incorreta - Nas áreas rurais, por sua vez, os principais vilões são a
utilização indiscriminada de defensivos agrícolas, bem como a adubação incorreta ou excessiva.

51
Um grande problema ambiental preocupa os ambientalistas: o consumo pela sociedade moderna
de grandes quantidades de materiais e de energia. A raiz para solução desse consumo exagerado
tem relação com a Química, ciência que tem como objeto central de estudo processos de
transformações de materiais que geram novas substâncias e energia. Com essa preocupação,
químicos de diversos países, desde a década de 1990, vêm desenvolvendo processos químicos
que têm contribuído para a redução do consumo, tanto de materiais como de energia.
Esse movimento dos químicos ficou conhecido como “Química Verde”. Seu principal propósito é
desenvolver e aplicar produtos e processos químicos que reduzam ou eliminem o uso e a geração
de substâncias perigosas à saúde humana e ao meio ambiente.

Basicamente, há doze tópicos que precisam ser perseguidos quando se pretende implementar a
química verde em uma indústria ou instituição de ensino e/ou pesquisa na área de química

1. Prevenção. Evitar a produção do resíduo é melhor do que tratá- lo ou “limpá-lo” após sua
geração.

2. Economia de Átomos. Deve-se procurar desenhar metodologias sintéticas que possam


maximizar a incorporação de todos os materiais de partida no produto final

3. Síntese de Produtos Menos Perigosos. Sempre que praticável, a síntese de um produto


químico deve utilizar e gerar substâncias que possuam pouca ou nenhuma toxicidade à saúde
humana e ao ambiente.

4. Desenho de Produtos Seguros. Os produtos químicos devem ser desenhados de tal modo
que realizem a função desejada e ao mesmo tempo não sejam tóxicos.

5. Solventes e Auxiliares mais Seguros. O uso de substâncias auxiliares (solventes, agentes de


separação, secantes, etc.) precisa, sempre que possível, tornar-se desnecessário e, quando
utilizadas, estas substâncias devem ser inócuas.

6. Busca pela Eficiência de Energia. A utilização de energia pelos processos químicos precisa
ser reconhecida pelos seus impactos ambientais e econômicos e deve ser minimizada. Se
possível, os processos químicos devem ser conduzidos à temperatura e pressão ambientes.

7. Uso de Fontes Renováveis de Matéria-Prima. Sempre que técnica- e economicamente viável,


a utilização de matérias-primas renováveis deve ser escolhida em detrimento de fontes
nãorenováveis

8. Evitar a Formação de Derivados. A derivatização desnecessá ria (uso de grupos


bloqueadores, proteção/desproteção, modificação temporária por processos físicos e químicos)
deve ser minimizada ou, se possível, evitada, porque estas etapas requerem reagentes adicionais
e podem gerar resíduos.

9. Catálise. Reagentes catalíticos (tão seletivos quanto possível) são melhores que reagentes
estequiométricos.

10. Desenho para a Degradação. Os produtos químicos precisam ser desenhados de tal modo
que, ao final de sua função, se fragmentem em produtos de degradação inócuos e não persistam
no ambiente.

11. Análise em Tempo Real para a Prevenção da Poluição. Será necessário o desenvolvimento
futuro de metodologias analíticas que viabilizem um monitoramento e controle dentro do processo,
em tempo real, antes da formação de substâncias nocivas.

12. Química Intrinsecamente Segura para a Prevenção de Acidentes. As substâncias, bem


como a maneira pela qual uma substância é utilizada em um processo químico, devem ser
escolhidas a fim de minimizar o potencial para acidentes químicos, incluindo vazamentos,
explosões e incêndios.

52
1.O petróleo é um tipo de combustível fóssil, de origem animal e vegetal, constituído principalmente
por hidrocarbonetos. Em desastres de derramamento de petróleo, vários métodos são usados para
a limpeza das áreas afetadas. Um deles é a biodegradação por populações naturais de
microrganismos que utilizam o petróleo como fonte de nutrientes. O quadro mostra a composição
química média das células desses microrganismos.

Para uma efetiva biodegradação, a região


afetada deve ser suplementada com

a) nitrogênio e fósforo.
b) hidrogênio e fósforo.
c) carbono e nitrogênio.
d) carbono e hidrogênio.
e) nitrogênio e hidrogênio.

2. (Ufes) O ozônio, O3, está normalmente presente na estratosfera e oferece proteção contra a
radiação ultravioleta do sol, prejudicial aos organismos vivos. O desaparecimento de ozônio na
estratosfera é conseqüência, assim se admite, da decomposição do O 3 catalisada por átomos de
cloro. Os átomos de cloro presentes na estratosfera provêm principalmente
a) da decomposição dos clorofluorcarbonos usados em sistemas de refrigeração, propelentes de
aerossóis domésticos, etc.
b) das indústrias que fazem a eletrólise do NaCl(aq) para a produção de gás Cl2.
c) da evaporação da água do mar, que arrasta grande quantidade de íons cloreto.
d) do processo de branqueamento de polpa de celulose, que usa componentes clorados.
e) dos alvejantes domésticos que têm grande quantidade de cloro ativo.

3. (Udesc) Um dos problemas ambientais enfrentado em várias regiões do mundo é a chuva ácida.
Esse fenômeno refere-se a uma precipitação mais ácida que a chuva natural, a qual possui um pH
de aproximadamente 5,6, ou seja, chuva não poluída. A precipitação ácida causa a deterioração
de estátuas feitas de rochas calcárias e de mármore, assim como a acidificação de lagos, levando
à morte muitos organismos vivos, que não sobrevivem em meio ácido.

Analise as proposições sobre os processos envolvidos na chuva ácida.

I. A queima de combustíveis fósseis é um fator que contribui para o aumento da emissão de dióxido
de enxofre e, consequentemente, a ocorrência de precipitações de caráter ácido.
II. Os dois ácidos predominantes na chuva ácida, responsáveis por conferir um caráter mais ácido,
são os ácidos nítrico e sulfúrico. A formação do ácido sulfúrico pode ocorrer pela oxidação do
dióxido de enxofre na atmosfera, resultando em trióxido de enxofre. Então, o gás trióxido de enxofre
reage com a água e resulta na formação do ácido sulfúrico.
III.Em uma atmosfera limpa, ou seja, com níveis normais de dióxido de carbono, o pH da chuva é
aproximadamente 5,6, devido à solubilização desse gás atmosférico na água, levando à formação
do ácido carbônico.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.


b) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.
d) Somente a afirmativa III é verdadeira.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

53
4. (Enem)o processo de dessulfurização é uma das etapas utilizadas na produção do diesel. Esse
processo consiste na oxidação do enxofre presente na forma de sulfeto de hidrogênio (H 2S) a
enxofre elementar (sólido) que é posteriormente removido. Um método para essa extração química
é o processo Claus, no qual parte do H2S é oxidada a dióxido de enxofre (SO2) e, então, esse gás
é usado para oxidar o restante do H2S. Os compostos de enxofre remanescentes e as demais
moléculas presentes no diesel sofrerão combustão no motor.
MARQUES FILHO, J. Estudo da fase térmica do processo Claus utilizando
fluido dinâmica computacional. São Paulo: USP, 2004 (adaptado).
O benefício do processo Claus é que, na combustão do diesel, é minimizada a emissão de gases
a) formadores de hidrocarbonetos.
b) produtores de óxidos de nitrogênio.
c) emissores de monóxido de carbono.
d) promotores da acidificação da chuva.
e) determinantes para o aumento do efeito estufa.

5. As atividades humanas têm causado enormes impactos ambientais no planeta, grande parte
deles relacionados ao aumento progressivo da poluição, do desmatamento e do aquecimento
global.
Sobre esses impactos, é correto afirmar:
a) O aumento da temperatura das águas dos rios favorece o aumento da quantidade de oxigênio
dissolvido e, desta forma, a proliferação de algas e bactérias.
b) A formação de chorume nos aterros sanitários é causada pelas fezes dos ratos que são
atraídos pelo acúmulo de lixo.
c) A eutrofização diminui, progressivamente, à medida que os rios se aproximam de grandes
centros urbanos e recebem o lançamento de esgotos domésticos.
d) A emissão de metano, um dos principais contribuintes para o aquecimento global, pode ser
minimizada com a redução dos rebanhos bovinos, os principais produtores desse gás.
e) Durante a inversão térmica, a radiação solar aquece o solo e favorece o aumento de ar quente
junto ao solo. O ar frio, concentrado nas camadas mais superiores da atmosfera, mantém o ar
quente aprisionado próximo da superfície.

6. (Unifor)“No dia 5 de agosto de 2013, em Londres, ocorreu uma cena inusitada. Dezenas de
repórteres e cientistas se aglomeraram num estúdio chique de TV para ver 3 pessoas comerem
um hambúrguer. Afinal, não era uma hambúrguer qualquer. Aquele pedaço de carne de 140
gramas foi fruto de cinco anos de pesquisa do cientista holandês Mark Post e custou cerca de R$
750 mil. Este cientista cultivou tal hambúrguer em seu laboratório, a partir de células-tronco de
uma vaca que originaram 20 mil tiras de tecido muscular. Em suma, era o primeiro hambúrguer de
laboratório da história. ‘O mundo está chegando ao limite’, afirmou. ‘E temos a solução para o
problema’, disse ele, que tem planos de comercializar a carne em 10 a 20 anos.”
Fonte: RODRIGUEZ, D.A. (Ed). Carne de laboratório.
Galileu, N. 266, set/2013. (adaptado)

Podemos afirmar que motivações ambientais para o investimento na produção de carnes de


laboratório são
a) a redução da emissão de gases de efeito estufa; a redução do gasto com água (fornecida aos
animais); e a liberação de terras aráveis para a agricultura.
b) a redução da emissão de gases de efeito estufa; o aumento da durabilidade do hambúrguer
nos locais de comercialização; e a redução do gasto com água com hidratação animal.
c) seu consumo pelo público vegetariano, já que o hambúrguer não possui características
animais; maior durabilidade (vida de prateleira) do hambúrguer nos locais de comercialização; e a
liberação de terras aráveis para a agricultura.
d) seu consumo pelo público vegetariano, já que o hambúrguer não possui características
animais; a liberação de terras aráveis para a agricultura; e a produção de outras variações da carne
(como suína ou caprino) a partir da célula tronco da vaca.
e) a produção de outras variações da carne (porco e aves, por ex.) a partir da célula tronco da
vaca; o maior consumo pelo público vegetariano, já que o hambúrguer não possui características
animais; a redução da emissão de gases de efeito estufa.

7. (Ueg)

O termo eutrofia, atribuindo conotação de aumento de fertilidade em ecossistemas aquáticos


continentais, foi utilizado originalmente por piscicultores alemães, que adicionavam carbonato de
cálcio aos tanques de piscicultura. Posteriormente, esse termo foi substituído por eutrofização,
definido como o aumento na concentração de nutrientes, especialmente de fósforo e nitrogênio,
nos ecossistemas aquáticos. Os poluentes que podem causar a eutrofização das águas de lagos
são, respectivamente,
a) óleos e detergentes. b) óleos e fertilizantes.
c) óleos e metais pesados. d) fertilizantes e detergentes.

54
8. (Enem)

A coleta das fezes dos animais domésticos em sacolas plásticas e o seu descarte em lixeiras
convencionais podem criar condições de degradação que geram produtos prejudiciais ao meio
ambiente (Figura 1).

A Figura 2 ilustra o Projeto Park Spark, desenvolvido em Cambridge, MA (EUA), em que as fezes
dos animais domésticos são recolhidas em sacolas biodegradáveis e jogadas em um biodigestor
instalado em parques públicos; e os produtos são utilizados em equipamentos no próprio parque.

Disponível em: http://parksparkproject.com.


Acesso em: 30 ago. 2013 (adaptado).
Uma inovação desse projeto é possibilitar o(a)

a) queima de gás metano.


b) armazenamento de gás carbônico.
c) decomposição aeróbica das fezes.
d) uso mais eficiente de combustíveis fósseis.
e) fixação de carbono em moléculas orgânicas.

9. (Puc) A Química Verde é uma estratégia que vem sendo desenvolvida, nas últimas décadas,
por químicos em todo o mundo, aprimorando processos que sejam benéficos ao meio ambiente.
Dentro dessa filosofia, são ações que poderiam ser classificadas como pertencentes à Química
Verde, EXCETO:
a) Usar água em substituição ao metanol como solvente para uma reação.
b) Usar benzeno no lugar de glicose como material de partida para obtenção de um composto de
interesse comercial.
c) Desenvolver catalisadores que tornem as reações mais rápidas.
d) Desenvolver processos em que sejam produzidas pequenas quantidades de resíduos.

10. (Uece)

A química está presente em vários setores da vida cotidiana (alimentação, remédios, cosméticos,
material de uso doméstico e outros produtos do dia a dia). No entanto, a fabricação de alguns
materiais tem criado, também, produtos que geram poluição ao meio ambiente. Os pesquisadores
da área química procuram evitar os efeitos nocivos sobre o meio ambiente e estabelecem a
“Química Sustentável”. Assinale entre as opções, que se seguem, aquela que apresenta somente
produtos que são menos nocivos ao meio ambiente.
a) Clorofila, biodiesel, gás nitrogênio.
b) Biodiesel, etanol, gasolina.
c) Etanol, monóxido de carbono, clorofila.
d) Gás butano, clorofila, diesel.

11. (Unesp) A quantidade de oxigênio necessária para degradar biologicamente a matéria


orgânica presente na água é expressa pela Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO). Sabendo
que um dos parâmetros analíticos de monitoramento da qualidade da água potável envolve a
medida da quantidade de oxigênio nela dissolvida, a presença de grande quantidade de matéria
orgânica de origem biológica em decomposição no fundo de determinado reservatório irá promover
a) a diminuição da DBO e a diminuição da quantidade de oxigênio dissolvido.
b) o aumento da DBO e a diminuição da qualidade da água.
c) a diminuição da DBO e a diminuição da qualidade da água.
d) a diminuição da DBO e o aumento da qualidade da água.
e) o aumento da DBO e o aumento da quantidade de oxigênio dissolvido.

55
12. (Unimontes MG/2015)

Em uma estação de esgotos, a opção pelo tratamento principal químico ou biológico é baseada na
relação DQO/DBO (Demanda Química de oxigênio/Demanda Bioquímica de oxigênio). Essa
relação é importante para avaliar o tipo de água residuária a ser tratada, ou a presença de matéria
orgânica ou inorgânica. A seguir, são apresentados valores de DQO e DBO de diferentes efluentes:

Em função das especificações, o tratamento biológico será mais adequado para a indústria:

a) I, II, III e IV. b) II e IV, apenas c)II, III e IV, apenas. d) III, apenas.

13. Propelente é um fluido capaz de exercer uma pressão quando contido em um recipiente fechado
à temperatura ambiente, fornecendo energia capaz de expelir o conteúdo do recipiente,
influenciando a forma, seja: espuma, névoa etc., pela qual o produto é descarregado. Os mais
utilizados na indústria de aerossóis são os hidrocarbonetos, que consistem em misturas de gases
liquefeitos de butano, isobutano e propano, derivados de petróleo.
Esses hidrocarbonetos são asfixiantes simples, ao deslocarem o oxigênio do ar, e podem ocasionar
diferentes estágios de hipóxia (baixo teor de oxigênio). Em relação à epiderme, o contato com o
líquido provoca queimaduras por congelamento cuja intensidade varia de acordo com o tempo e
quantidade de exposição, provocando dor, inchaço, irritação e inflamação de tecidos.
A escolha desses compostos como propelentes deve-se à
a) facilidade de reagir com oxigênio.
b) decomposição em CO2 e água.
c) elevada capacidade de polimerização.
d) elevada reatividade química.
e) baixa reatividade química.

14. (Enem 2014) Parte do gás carbônico da atmosfera é absorvida pela água do mar. O esquema
representa reações que ocorrem naturalmente, em equilíbrio, no sistema ambiental marinho. O
excesso de dióxido de carbono na atmosfera pode afetar os recifes de corais.

Gabarito
O resultado desse processo nos corais é o(a) 1: [A] 2: [A] 3: [E]
a) seu branqueamento, levando à sua morte e extinção.
b) excesso de fixação de cálcio, provocando calcificação indesejável. 4: [D] 5: [D] 6: [A]
c) menor incorporação de carbono, afetando seu metabolismo energético.
d) estímulo da atividade enzimática, evitando a descalcificação dos esqueletos. 7: [D] 8: [A] 9: [B]
e) dano à estrutura dos esqueletos calcários, diminuindo o tamanho das populações.
10: [A] 11: [B] 12: [D]

13: [E] 14: [E]

56
Cálculos químicos e gases

Unidade de massa atômica (u)

É a unidade para medir a massa de um átomo ou de uma molécula.

Esse é um dos doze pedaços, portanto a


unidade de massa atômica. Então, temos:

Massa atômica (MA)

É a massa de um átomo medida em u.


Para medir a massa de um átomo, comparamos com a u. Essa comparação é feita por meio de
complicados cálculos; portanto, os valores são fornecidos.

Massa do elemento químico


Média ponderada de seus isótopos

Massa molecular (MM)


É a massa de uma molécula medida em u.
Massa molecular é a soma das massas atômicas de todos os átomos que formam a molécula.

Mol
Unidade convencionada pela IUPAC para representar a quantidade de matéria
1 mol = 6,02 · 1023 unidades

Massa molar
Como o próprio nome indica, massa molar é a massa de 1 mol de átomos, moléculas ou íons.
Indica os elementos e o número de átomos de cada elemento.
unidade = g/mol

Átomos MA 1 mol Nº de átomos


Na 23u 23g 6,02 · 1023
Ca 40u 40g 6,02 · 1023

Moléculas MM 1 mol nº de moléculas


H2O 18u 18g 6,02 · 1023
CO2 44u 44g 6,02 · 1023

57
Fórmula molecular

Indica os elementos e o número de átomos de cada elemento.


Exemplo: Fórmula molecular da glicose  C6H12O6
Fórmula mínima ou empírica

Indica os elementos e a proporção de átomos de cada elemento.


Exemplo: Fórmula mínima da glicose  CH2O
Fórmula percentual

Indica a percentagem de cada elemento em massa, isto é, a massa de cada elemento existente em
100g do composto.
Exemplo: Fórmula percentual da água  11,11% H; 88,89%O

Gases perfeitos ou ideais (modelo teórico)

• Volume das moléculas é desprezível


• Não existe força de atração entre as moléculas.

Teoria cinética dos gases

• Os gases são formados de moléculas em movimento contínuo e desordenado.


• A pressão de um gás é devida aos choques das moléculas contra as paredes do recipiente.
• A energia cinética média das moléculas é diretamente proporcional à temperatura absoluta.

Leis dos gases

Leis Transformações Equação Gráfico

T = cte p1V1 = p2V2


Boyle-Mariotte
isotérmica pV = R

V1 V2

Charles e Gay-Lussac p = cte T1 T2
(1ª Lei) isobárica V
 R
T

p1 p2
V = cte 
Charles e Gay-Lussac T1 T2
isocórica
(2ª Lei) p
isométrica  R
T

Equação geral dos gases

Equação que relaciona as variáveis de estado pressão, volume e temperatura

Hipótese de Avogadro
“Volumes iguais de gases diferentes nas mesmas condições de pressão e temperatura apresentam
igual número de moléculas”.
Volume molar de um gás
É o volume ocupado por um mol de um gás.
1 mol de gás apresenta um volume de 22, 4 L nas CNTP
Condições normais de temperatura e pressão (CNTP): 0°C e 1 atm de pressão.

58
Equação de Clapeyron
Equação que relaciona as variáveis de estado pressão, volume e temperatura com a quantidade de
matéria do gás em questão.

Mistura gasosa
Considere uma mistura formada de três gases (A, B e C) sob as condições P, V e T.

Equação de Claperyon
P.V  (n A  n B ) R.T

Pressão parcial ou individual (p) é a pressão de cada gás numa mistura gasosa.

n A R.T n A R.T
PA  PB 
V V
Lei de Dalton

A pressão total é a soma das pressões parciais.

Ptotal  PA  PB
Fração molar de um gás (X)
É a relação entre o número de mols do gás e o número de mols total.
nA nB
xA  x B
nA  nB nA  nB

Pressão parcial em função da fração molar e pressão total

PA  P.x A PB  P.xB
Densidade absoluta de um gás
Nas mesmas condições de pressão e temperatura a densidade de um gás é
P.M
d diretamente proporcional a sua massa molar. Um gás quando aquecido diminui
R.T a sua densidade.

Difusão de gases é a completa dispersão e mistura das moléculas de um gás (como ocorre em
perfumes e colônias) para e entre as moléculas de outro gás.
Efusão de gases é o movimento das moléculas de um gás para o vácuo através de uma abertura
mínima, ou seja, diferentemente da difusão, este movimento não é feito na direção de outro gás.
O movimento das partículas de um gás está relacionado a energia cinética média dessas partículas,
que é diretamente proporcional à temperatura do gás, ou seja, quanto maior a temperatura do gás
mais rápido será o movimento das suas moléculas, ou seja, maior será a velocidade de efusão e
difusão gasosa.
Outro fator que influencia a velocidade do movimento das moléculas de um gás é a sua massa molar.
Quanto menor for a massa molar do gás, mais rapidamente ele tenderá a se dispersar pelo ambiente.

A inversão térmica é um fenômeno


meteorológico caracterizado pela presença
de ar frio nas regiões mais próximas à
superfície, diferentemente do que ocorrre em
dias normais. Como as camadas mais
elevadas também são frias, forma-se uma
faixa quente intermediária. Por ser mais leve
que o ar frio, o quente fica em uma área
superior, impedindo a dispersão de poluentes
.

59
É o cálculo que permite relacionar quantidades de reagentes e produtos, que participam de urna
reação com o auxílio das equações químicas correspondentes.

Regras gerais para o cálculo estequiométrico

• Escrever a equação química do processo.


Exemplo:
Combustão do monóxido de carbono CO + O2  CO2

• Acertar os coeficientes estequiométricos de equação.


Exemplo: 2CO + O2  2CO2

• Assim você terá a proporção do número de mols entre os participantes. Esses coeficientes lhe
darão uma ideia da relação segundo a qual as substâncias se combinam.
Exemplo:
2 mols de CO: 1 mol de O2: 2 mols de CO2
• Montar a proporção baseando-se nos dados e nas perguntas do problema (massa – massa,
massa – n° de mols, massa – volume etc.).

• Utilizar regras de três para chegar à resposta.

Relações auxiliares
1 mol 
corresponde à
 massa molecular em gramas
1 mol  6 · 1023 moléculas
contém

1 mol de gás 


ocupa
 22,4L nas CNTP
Reagente em excesso e reagente limitante

Quando a quantidade de um dos reagentes envolvidos numa reação química não obedece à
proporção estequiométrica, dizemos que há um excesso de reagente. Nesse caso, um dos
reagentes – chamado de reagente limitante – será totalmente consumido e o outro – denominado
reagente em excesso –sobrará sem reagir.

Pureza

É o quociente entre a massa da substância pura e a massa total de amostra. Pode ser expressa em
porcentagem.
massa da substância pura
p .100 (%)
massa da amostra
Rendimento
É o quociente entre a quantidade de produto realmente obtida e a quantidade teoricamente
calculada. Pode ser expresso em porcentagem.

quantidade real
p .100 (%)
quantidade teórica

60
1. A baixa oxigenação dos tecidos do corpo, devido à incapacidade de absorver oxigênio em nível
sufi ciente em grandes altitudes, é a causa da chamada “doença da altitude”. Ela ocorre quando
o deslocamento para locais muito elevados acontece mais rapidamente do que a capacidade de
adaptação da pessoa à baixa concentração de oxigênio. A doença da altitude pode causar desde
transtornos leves, como perda de apetite, náuseas, cansaço e tonteira, até condições graves e
potencialmente fatais, como edemas cerebrais e pulmonares, dependendo da suscetibilidade do
indivíduo. Os sintomas ocorrem mais frequentemente após 2.500 metros de altitude, quando a
disponibilidade de oxigênio se reduz. Sabe-se que, nessa altitude, há apenas 70% do oxigênio
disponível ao nível do mar, no qual a pressão parcial do oxigênio é de 159,6 mmHg. Supondo que a
composição percentual do ar atmosférico praticamente não varie, e sabendo que a pressão
atmosférica ao nível do mar é de 760 mmHg, é correto afirmar que a composição de oxigênio, a
pressão parcial do oxigênio e a pressão atmosférica a 2.500 metros são, respectivamente:

a) 70%, 111,7 mmHg e 159,6 mmHg b) 70%, 159,6mmHg e 228 mmHg


c) 21%, 111,7 mmHg e 760 mmHg d) 21%, 159,6 mmHg e 760 mmHg
e) 21%, 111,7 mmHg e 532 mmHg

2. Uma empresa de carcinicultura resolveu iniciar uma criação de camarões em determinada região.
Para amenizar os custos do investimento, durante a estação chuvosa local, a empresa armazenou
2 m3 de água das chuvas em um tanque. Entretanto, devido ao alto índice de poluição atmosférica
na região, a água apresentou um pH igual a 3, valor impróprio para o cultivo, já que um pH adequado
à criação dos camarões deve ser cerca de 7. Dessa forma, foi necessário submeter a água coletada
a um tratamento químico com adição de carbonato de cálcio (CaCO3), conforme a reação a seguir.
2 H+ + CaCO3 → Ca2+ + H2CO3
Dados: massa molar: CaCO3 = 100 g/mol.
A massa mínima de carbonato de cálcio necessária para a correção do pH no tanque de água é de,
aproximadamente,
a) 10 g. b) 40 g. c) 100 g. d) 200 g. e) 400 g.

3. No dia 5 de agosto de 2016, tiveram início os Jogos Olímpicos Rio 2016. Um dos momentos mais
marcantes da cerimônia de abertura foi o acendimento da pira olímpica. Ela possui como um de seus
combustíveis o gás butano, e foi apagada no dia 21 do mesmo mês. Reação de combustão do
butano: C4H10(g) + 6,5 O2(g) → 4 CO2(g) + 5 H2O(g)
Dados: massas molares (g/mol): C = 12; H = 1; O = 16; volume molar nas CNTP = 22,4 L/mol.
Supondo que, por dia, foram queimados cerca de 22 g de butano e admitindo as condições normais
de temperatura e pressão, durante o período em que a pira olímpica ficou acesa, o volume de gás
carbônico produzido na queima desse combustível foi de, aproximadamente,

a) 34,0 L. b) 135,9 L. c) 543,8 L. d) 713,7 L. e) 1068,1 L.

4. (Unioeste 2017) Uma moeda é constituída de uma liga Cu  Sn. Para a determinação do teor
percentual de cada um desses metais na liga, foram submetidos dez gramas de moedas a uma
sequência de reações para a obtenção dos metais na forma de seus óxidos de Cu(II) e Sn(II).
Considerando-se que todas as reações foram quantitativas e que as massas de óxidos de Cu e
Sn obtidas foram respectivamente de 7,51 g e 4,54 g pode-se afirmar que os percentuais de Cu e
Sn na liga são respectivamente de Dados : Cu  63,5; Sn  118,7; O  16.
a) 40% e 60% b) 75% e 25% c) 50% e 50%
d) 55% e 45% e) 60% e 40%

5. (Unesp 2017) A adição de cloreto de sódio na água provoca a dissociação dos íons do sal.
Considerando a massa molar do cloreto de sódio igual a 58,5 g mol, a constante de Avogadro
23 1 19
igual a 6,0  10 mol e a carga elétrica elementar igual a 1,6  10 C, é correto afirmar que,
quando se dissolverem totalmente 117 mg de cloreto de sódio em água, a quantidade de carga
elétrica total dos íons positivos é de
2 2 2
a) 1,92  10 C. b) 3,18  10 C. c) 4,84  10 C.
4 4
d) 1,92  10 C. e) 3,18  10 C.

61
6. (Uerj 2018) A hemoglobina é uma proteína de elevada massa molar, responsável pelo transporte
de oxigênio na corrente sanguínea. Esse transporte pode ser representado pela equação química
abaixo, em que HB corresponde à hemoglobina.
HB  4 O2  HB(O2 )4
Em um experimento, constatou-se que 1 g de hemoglobina é capaz de transportar 2,24  10 4 L
de oxigênio molecular com comportamento ideal, nas CNTP.
A massa molar, em g mol, da hemoglobina utilizada no experimento é igual a:
a) 1 105 b) 2  105 c) 3  105 d) 4  105

7. (Uemg 2017) O Diesel S-10 foi lançado em 2013 e teve por objetivo diminuir a emissão de dióxido
de enxofre na atmosfera, um dos principais causadores da chuva ácida. O termo S-10 significa que,
para cada quilograma de Diesel, o teor de enxofre é de 10 mg Considere que o enxofre presente no
Diesel S-10 esteja na forma do alótropo S8 e que, ao sofrer combustão, forme apenas dióxido de
enxofre.
O número de mols de dióxido de enxofre, formado a partir da combustão de 1000 L de Diesel S-10,
é, aproximadamente,
Dado: Densidade do Diesel S-10  0,8 kg L; S  32.
a) 2,48 mol. b) 1,00 mol. c) 0,31mol. d) 0,25 mol.

8. (Ufpr 2017) A bauxita, constituída por uma mistura de óxidos, principalmente de alumínio
(A 2O3 ) e ferro (Fe2 O3 e Fe(OH)3 ), é o principal minério utilizado para a produção de alumínio.
Na purificação pelo processo Bayer, aproximadamente 3 toneladas de resíduo a ser descartado
(lama vermelha) são produzidas a partir de 5 toneladas do minério. Com a alumina purificada,
alumínio metálico é produzido por eletrólise ígnea.
1
Dados – M (g  mol ): O  16; A  27; Fe  56.
A partir de 5 toneladas de minério, a quantidade (em toneladas) de alumínio metálico produzida por
eletrólise ígnea é mais próxima de:

a) 1. b) 0,5. c) 0,2. d) 0,1. e) 0,05.

9. (Ufrgs 2017) A hidrazina (N2H4 ) é usada como combustível para foguetes e pode ser obtida a
partir da reação entre cloramina e amônia, apresentada abaixo.
NH2C  NH3  N2H4  HC
Assinale a alternativa que apresenta a massa de hidrazina que pode ser obtida pela reação de
10,0 g de cloramina com 10,0 g de amônia.
a) 5,0 g. b) 6,21 g. c) 10,0 g. d) 20,0 g. e) 32,08 g.

10. (Unigranrio - Medicina 2017) Gases ideais são aqueles nos quais as interações entre átomos,
íons ou moléculas em suas constituições são desprezadas e esse comportamento se intensifica em
pressões baixas. Na descrição desses gases a equação de estado para gases perfeitos é a mais
adequada. Considere uma quantidade de matéria de 2,5 mol de um gás de comportamento ideal
que ocupa um volume de 50 L à pressão de 1246 mmHg. A temperatura desse gás nas condições
citadas será de:
Dado: R = 62,3 mmHg.L.K-1.mol-1
a) 400 K b) 127 K c) 273 K d) 200 K e) 254 K

11. (Uefs 2017) O hidrogênio é um gás incolor, inodoro, insípido e altamente inflamável. Possui
diversas aplicações industriais, tais como a produção de semicondutores, produção de amônia,
hidrogenação de óleos e de gorduras comestíveis, produção de metanol, redução de minerais
metálicos, soldas, remoção de enxofre de óleo combustível e gasolina, entre outras. Além disso,
existem empresas investindo em pesquisas para desenvolver veículos que funcionem com o gás
hidrogênio como combustível. Industrialmente, o gás hidrogênio é obtido pela decomposição de
hidrocarbonetos, sob a ação do calor. Mas, em pequenas quantidades, pode ser obtido pela reação
de ácidos com metais. Para a produção de uma pequena quantidade de gás hidrogênio, gotejaram-
se 100,0 mL de HCl 5 mol/L sobre 25 g de zinco metálico em pó, Zn(s). Na temperatura de 25 C
e pressão atmosférica de 1 atm, a quantidade máxima, em litros, de gás hidrogênio que pode ser
produzida é, aproximadamente,
Dados: Zn= 65,4 g/mol, R=0,082 atm.L.mol-1.K-1

a) 22,4 b) 12,0 c) 9,0 d) 6,0 e) 1,0

62
12. (G1 - ifsp 2016) O efeito estufa tem causado grande preocupação para os ambientalistas. O
aumento da temperatura global apresenta consequências bastante desastrosas para a natureza
(fauna e flora) e mesmo para o ser humano. Os combustíveis apresentam uma parcela de
contribuição para o aumento da concentração do gás CO2 , que é um dos principais gases
causadores do efeito estufa. Os principais combustíveis utilizados na indústria automobilística são a
gasolina (C8H8 ), o óleo diesel (C16H34 , predominantemente) e o gás natural (CH4 ) que são de
origem fóssil, e o etanol (C2H5 OH), que tem como uma das suas fontes a cana-de-açúcar. O
querosene (origem fóssil, predominantemente C12H26 ) é utilizado como combustível em aeronaves.
Abaixo, estão as reações de combustão desses combustíveis. Observe-as.
Gasolina  C8H18   O2 g  CO2 g  H2O v 
Óleo diesel  C16H34   O2 g  CO2 g  H2O v 
Gás natural  CH4 g  O2 g  CO2 g  H2O v 
Etanol  C2H5OH   O2 g  CO2 g  H2O v 
Querosene  C12H26   O2 g  CO2 g  H2O v 
Considerando uma massa de 1 kg de cada combustível, assinale a alternativa que apresenta qual,
dentre esses, é o maior contribuinte para o efeito estufa.
Dados: Massas molares: C  12 g mol, H  1 g mol, O  16 g mol.

a) Gasolina. b) Óleo diesel. c) Gás natural. d) Etanol. e) Querosene.

13. (Enem PPL 2016) As emissões de dióxido de carbono (CO2) por veículos são dependentes da
constituição de cada tipo de combustível. Sabe-se que é possível determinar a quantidade emitida
de CO2, a partir das massas molares do carbono e do oxigênio, iguais a 12 g/mol e 16 g/mol,
respectivamente. Em uma viagem de férias, um indivíduo percorreu 600 km em um veículo que
consome um litro de gasolina a cada 15 km de percurso.
Considerando que o conteúdo de carbono em um litro dessa gasolina é igual a 0,6 kg, a massa de
CO 2 emitida pelo veículo no ambiente, durante a viagem de férias descrita, é igual a

a) 24 kg. b) 33 kg. c) 40 kg. d) 88 kg. e) 147 kg.

14. (Ufpa 2016) Suplementos de cálcio podem ser ministrados oralmente na forma de pastilhas
contendo 1 g de CaCO3 . No estômago, esse sal reage com ácido estomacal segundo a equação:
CaCO3(s)  2 HC (aq)  CO2(g)  CaC 2(aq)  H2O( )
Considerando que após 5 minutos da ingestão de uma pastilha desse suplemento o rendimento da
reação seja de 60% a massa (em g) de dióxido de carbono produzida será de
Dados: Massas molares (g/mol ) H  1,0; C  12,0; O  16,0; C  35,5; Ca  40,0.
a) 0,13. b) 0,26. c) 0,44. d) 0,67. e) 0,73.

15. (Enem PPL 2016) Climatério é o nome de um estágio no processo de amadurecimento de


determinados frutos, caracterizado pelo aumento do nível da respiração celular e do gás etileno
(C2H4). Como consequência, há o escurecimento do fruto, o que representa a perda de muitas
toneladas de alimentos a cada ano.
É possível prolongar a vida de um fruto climatérico pela eliminação do etileno produzido. Na indústria,
utiliza-se o permanganato de potássio (KMnO4) para oxidar o etileno a etilenoglicol (HOCH2CH2OH),
sendo o processo representado de forma simplificada na equação:
2 KMnO4  3 C2H4  4 H2O  2 MnO2  3 HOCH2CH2OH  2 KOH

O processo de amadurecimento começa quando a concentração de etileno no ar está em cerca de


1,0 mg de C2H4 por kg de ar.
As massas molares dos elementos H, C, O, K e Mn são, respectivamente, iguais a 1 g mol,
12 g mol, 16 g mol, 39 g mol e 55 g mol.
A fim de diminuir essas perdas, sem desperdício de reagentes, a massa mínima de KmnO4 por kg
de ar é mais próxima de

a) 0,7 mg. b) 1,0 mg. c) 3,8 mg. d) 5,6 mg. e) 8,5 mg.

63
16. (Fac. Pequeno Príncipe - Medici 2016) Uma pessoa gera em média 160 litros de esgoto por dia;
esse valor é obtido pelo consumo de água usada pela população. No Brasil, 47,8% dos municípios
não têm coleta de esgoto e dos outros 52,2% dos municípios que têm esgotamento sanitário, 32%
têm serviço de coleta e 20,2% coletam e tratam o esgoto. Em volume, diariamente, 14,5 milhões de
m3 de esgoto são coletados, sendo que 5,1 milhões de m3 são tratados. O sudeste é a região do
país em que a quantidade de municípios com esgoto coletado e tratado é maior. O tratamento de
1m3 de esgoto produz em média 0,070 m3 de biogás, que tem como principal componente o metano,
cerca de 60% além de H2S, CO2 e outros. O metano, quando usado como combustível de
automóveis, tem a proporção de consumo de 1m3 de metano para 1L de gasolina. Utilizando as
informações do texto, quantos litros de gasolina seriam economizados diariamente,
aproximadamente, se todo esgoto coletado fosse utilizado para produzir biogás?

Biomassa  decomposição em biogestor  Biogás (CH4 , H2S, CO2 )  Re síduo


(combustível) (fertilizante)

a) 394800 L. b) 658000 L. c) 214200 L. d) 426200 L. e) 609000 L.

17. Leia o texto a seguir.


A fotossíntese é um processo biológico realizado pelas plantas e outros organismos, como as
algas, na qual ocorre a transformação da energia luminosa em energia química, com o objetivo de
suprir as necessidades metabólicas necessárias para o crescimento e a reprodução desses seres
vivos.
O processo de fotossíntese é bastante complexo, mas pode ser resumido de forma aparentemente
simples: água e gás carbônico são transformados, na presença de luz, em glicídios (principalmente
sacarose e amido) e oxigênio, de acordo com a reação a seguir.
CO2 + H2O  luz
glicídio + O2
Sabendo que a fórmula molecular da sacarose é C12H22O11 e que a constante de Avogadro é 6,02
∙ 1023, assinale a alternativa que indica o número de moléculas de sacarose presentes quando
136,8 g desse glicídio são formados.
Dados: C = 12 g/mol; H = 1 g/mol; O = 16 g/mol.
a) 2,4 ∙ 1022 b) 4,0 ∙ 1023 c) 6,0 ∙ 1023 d) 2,4 ∙ 1023 e) 4,0 ∙ 1024

18. (Ufrr) O produto vendido comercialmente como água sanitária, muito utilizado devido as suas
propriedades bactericida e alvejante, é uma solução de 2 – 2,5 % de hipoclorito de sódio. Este
pode ser produzido fazendo-se reagir gás cloro com hidróxido de sódio:
Cl2 + 2NaOH  NaCl + NaClO + H2O.
Ao misturar 150 kg de cloro com 160 kg de hidróxido de sódio, a massa de hipoclorito de sódio
obtida após a reação será de

a) 157 kg; b) 149 kg; c) 75 kg; d) 79 kg; e) 153 kg.

19. Um resíduo industrial é constituído por uma mistura de carbonato de cálcio (CaCO3) e sulfato
de cálcio (CaSO4). O carbonato de cálcio sofre decomposição térmica se aquecido entre 825 e 900
ºC, já o sulfato de cálcio é termicamente estável. A termólise do CaCO3 resulta em óxido de cálcio
e gás carbônico.
CaCO3(s)  CaO(s) + CO2(g)
Uma amostra de 10,00 g desse resíduo foi aquecida a 900 ºC até não se observar mais alteração
em sua massa. Após o resfriamento da amostra, o sólido resultante apresentava 6,70 g.
O teor de carbonato de cálcio na amostra é de, aproximadamente,
a) 33%. b) 50%. c) 67%. d) 75%.

20. Um laboratório de análises químicas foi contratado por uma empresa de mineração para
determinar o teor de carbonato de chumbo (II) presente em uma amostra de um mineral. O químico
responsável pela análise tratou, inicialmente, a amostra com uma solução aquosa de ácido nítrico,
em um béquer, com o objetivo de transformar o PbCO3 presente no mineral em nitrato de chumbo
(II) – Equação 1. Em seguida, ele adicionou ao béquer uma solução de ácido sulfúrico em
quantidade suficiente para garantir que todo o Pb(NO3)2 fosse convertido em sulfato de chumbo
(II) – Equação 2. Por fim, o PbSO4 obtido foi isolado do meio reacional por filtração, seco até massa
constante, e pesado.
PbCO3 (s) + 2 HNO3 (aq)  Pb(NO3)2 (aq) + H2O (  ) + CO2 (g) (Equação 1)
Pb(NO3)2 (aq) + H2SO4 (aq)  PbSO4 (s) + 2 HNO3 (aq) (Equação 2)

Supondo que uma amostra de 0,79 g do mineral tenha produzido 0,84 g de PbSO 4, pode-se
concluir que a porcentagem em massa de PbCO3 na amostra é, em valores arredondados, de

a) 55,8%. b) 60,6%. c) 71,4%. d) 87,5%. e)93,7%.

64
21. A magnetita é um mineral magnético cuja fórmula química é Fe 3O4. É possível obter ferro
metálico a partir da redução da magnetita. Para isso, utiliza-se grafite como agente redutor, de
acordo com a reação:
Fe3O4 (s) + 2C (graf)  3 Fe (s) + 2 CO2 (g)
Sabendo que este processo tem um rendimento global de 85%, calcule a massa aproximada de
magnetita que precisa ser reduzida para que se obtenha 42 toneladas de ferro. Considere as
seguintes massas molares: C = 12 g/mol; O = 16 g/mol; Fe = 56 g/mol.

a) 75,1 t b) 68,2 t c) 58,0 t d) 49,3 t e) 27,2 t

22. Um balão de ar quente é constituído por um saco de tecido sintético, chamado envelope, o
qual é capaz de conter ar aquecido. Embaixo do envelope, há um cesto de vime, para o transporte
de passageiros, e uma fonte de calor, conforme ilustra a figura a seguir.

Para que o balão suba, aquece-se o ar no interior do envelope


e, com isso, inicia-se a flutuação do balão. Essa flutuação
ocorre porque, com o aquecimento do ar no interior do
envelope,

a) a densidade do ar diminui, tornando o peso do balão menor que o empuxo.


b) a pressão externa do ar sobre o balão aumenta, tornando seu peso menor que o empuxo.
c) a densidade do ar diminui, tornando o peso do balão maior que o empuxo.
d) a pressão externa do ar sobre o balão aumenta, tornando seu peso maior que o empuxo.

23. A emissão de substâncias químicas na atmosfera, em níveis elevados de concentração, pode


causar danos ao ambiente. Dentre os poluentes primários, destacam-se os gases CO2, CO, SO2
e CH4. Esses gases, quando confinados, escapam lentamente, por qualquer orifício, por meio de
um processo chamado efusão.
Suponha que os gases citados, mantidos nas mesmas condições de temperatura e pressão,
tenham sido colocados em balões de borracha de igual volume.
A ordem decrescente de velocidade de efusão das substâncias contidas nos balões é:
a) CO; CH4; SO2; CO2 b) SO2; CO2; CO; CH4
c) CO2; SO2; CH4; CO d) CH4; CO; CO2; SO2

24. A sociedade contemporânea tem experimentado avanços significativos na área de


nanotecnologia com benefícios na saúde, na agricultura, na indústria, nos esportes. Entre os
materiais nanoestruturados amplamente utilizados, encontram-se os nanotubos de carbono, uma
forma alotrópica do carbono. Por outro lado, há evidências de que o descarte inadequado desses
materiais em corpos d’água causa problemas de contaminação ambiental e de saúde pública.
Estudos apontam que os nanotubos de carbono potencializam a toxicidade de metais pesados.
Em um experimento, um peixe com massa de 2,0 kg foi tratado, em um tanque com capacidade de
500 L, com ração contaminada com nanotubos de carbono e 10,0 mg de chumbo. Sabe-se que, na
ausência de nanotubos de carbono, a absorção de chumbo pelo peixe é de 1,0 mg.
Supondo que, na presença de nanotubos de carbono, a absorção de chumbo represente 60% de
sua massa total adicionada à ração, assinale a alternativa que representa, correta e
aproximadamente, o número de átomos de chumbo absorvidos por grama de peixe.
Dados: constante de Avogadro: 6,02  1023/mol; Massa molar do chumbo: 207,2 g/mol

a) 5,0  103 b)2,0  1010 c)9,0  1015 d) 6,0  1020 e)1,0  1023

25. (Enem) O pó de café jogado no lixo caseiro e, principalmente, as grandes quantidades


descartadas em bares e restaurantes poderão se transformar em uma nova opção de matéria-
prima para a produção de biodiesel, segundo estudo da Universidade de Nevada (EUA). No
mundo, são cerca de 8 bilhões de quilogramas de pó de café jogados no lixo por ano. O estudo
mostra que o café descartado tem 15% de óleo, o qual pode ser convertido em biodiesel pelo
processo tradicional. Além de reduzir significativamente emissões prejudiciais, após a extração do
óleo, o pó de café é ideal como produto fertilizante para jardim.
Revista Ciência e Tecnologia no Brasil, n. 155, jan. 2009.
Considere o processo descrito e a densidade do biodiesel igual a 900 kg/m 3. A partir da quantidade
de pó de café jogada no lixo por ano, a produção de biodiesel seria equivalente a

a) 1,08 bilhões de litros. b) 1,20 bilhões de litros. c) 1,33 bilhões de litros.


d) 8,00 bilhões de litros. e) 8,80 bilhões de litros

65
26. O nível de poluição atmosférica é medido pela quantidade de substâncias poluentes presentes
no ar. A variedade das substâncias que podem ser encontradas na atmosfera é muito grande, o que
torna difícil a tarefa de estabelecer uma classificação. Para facilitar essa classificação, os poluentes
são divididos em duas categorias:

Observe a reação a seguir, que pode ocorrer na atmosfera:


SO2 + 1/2O2 + H2O  H2SO4
O dióxido de enxofre (SO2) é um poluente resultante principalmente da queima de combustíveis que
contêm o elemento enxofre. Em uma situação em que há 64 g de SO2, 15 g de O2 e 16,2 g de água,
o reagente limitante e o poluente secundário são, respectivamente:
Dado: Massas molares (g/mol): S = 32; O = 16; H = 1.
a) oxigênio e dióxido de enxofre. b) dióxido de enxofre e ácido sulfúrico.
c) água e oxigênio. d) oxigênio e dióxido de enxofre.
e) água e ácido sulfúrico.

27. A scheelita é um mineral de tungstato de cálcio (CaWO4) encontrado em quantidades apreciáveis


na região do Seridó do estado do Rio Grande do Norte, e se constitui numa das principais fontes do
metal tungstênio, o qual é utilizado em filamentos de lâmpadas e na indústria bélica. O método
clássico da obtenção de tungstênio a partir da scheelita segue duas etapas principais: na primeira,
o mineral reage com excesso de HCl em altas temperaturas produzindo o óxido de tungstênio (VI)
com rendimento médio de 65%, segundo a reação: CaWO4 + 2 HCl → WO3 + H2O + CaCl2 Em
seguida, o óxido de tungstênio é reduzido em presença de gás hidrogênio produzindo o metal na
forma pura com rendimento médio de 98% a partir da reação: WO 3 + 3 H2 → W + 3 H2O Quantas
toneladas do metal tungstênio podem ser produzidas a partir de 65 toneladas de scheelita,
imaginando que este mineral é constituído apenas por CaWO4?

a) 26,45 b) 27,00 c) 41,53 d) 50,52 e) 66,13

28. (Enade 2014) O ácido nítrico (HNO3 ), quando diluído, é incolor e, quando concentrado, possui
uma coloração amarelo pálido, decorrente da decomposição parcial do ácido em NO2. Esse
composto entra em ebulição a 83oC e frequentemente é utilizado na fabricação de fertilizantes e
explosivos nitroglicerinados e trinitrotolueno (TNT). É produzido em três estágios, cujas reações,
abaixo representadas, não estão ajustadas.

1. NH3(g)  O2(g)  NO(g)  H2O( )


Gabarito
2. NO(g)  O2(g)  NO2(g)
1: [E] 2: [C] 3: [C]
3. NO2(g)  H2O( )  HNO3(aq)  NO(g)
4: [E] 5: [A] 6: [D]
Partindo-se de 6 mols de NH3 e admitindo rendimento de 50% em cada uma das reações, a
quantidade de HNO3 produzido, em mols, será 7: [D] 8: [A] 9: [B]
a) 0,5.
b) 1,0. 10: [A] 11: [D] 12: [B]
c) 1,5.
d) 2,0. 13: [D] 14: [B] 15: [C]
e) 3,0.
16: [E] 17: [D] 18: [B]

19: [D] 20: [E] 21: [B]

22: [A] 23: [D] 24: [C]

25: [C] 26: [E] 27: [A]

28: [A]

66
Soluções e propriedades coligativas

Coloide é um tipo de material heterogêneo cuja multiformidade é constatada apenas por meio de
instrumentos de alta resolução

O quadro abaixo apresenta os diversos tipos de dispersão coloidal.


Efeito Tyndall
As partículas dispersas em
uma solução coloidal são
suficientemente grandes para
dispersar um feixe de luz, o
que denominamos efeito
Tyndall. É por esse motivo que
a maioria das soluções
.Emulsão é um tipo de material coloidais concentradas é
constituído por substâncias opaca.
imiscíveis, estabilizadas por agentes
emulsificantes – substâncias cujas
moléculas têm uma extremidade
polar e outra apolar

67
São misturas homogêneas de duas ou mais substâncias.

Coeficiente de solubilidade (ou grau de solubilidade) - é a quantidade necessária de uma


substância (em geral, em gramas) para saturar uma quantidade padrão (em geral, 100 g,1.000 g ou
1 L) de solvente, em determinadas condições de temperatura e pressão. O coeficiente de
solubilidade define o ponto de saturação de uma solução.

Concentração de soluções

Modo de exprimir as quantidades de soluto existentes em uma determinada quantidade de solvente


ou de uma solução.
quantidade de soluto
Concentração 
quantidade de solução
Uma solução pode ter sua concentração expressa de várias formas diferentes, dentre as quais
destacamos :

g m v m mol
% % %
L m v v L
Partes por milhão (ppm)

Q Teor em partes por milhão (ppm) expressa a concentração em miligrama de soluto por
quilograma
de solução (mg/kg).
Diluição de uma solução

Titulação
Numa diluição a adição de solvente provoca a diminuição da concentração
Mistura de soluções Processo no qual determinamos
a concentração de uma
solução, utilizando uma solução
de concentração conhecida. A
Adição de uma solução a outra,podemos admitir três
titulação mais comum é a ácido-
possibilidades quando misturamos soluções: as
base, onde utilizamos uma
soluções têm o mesmo soluto, as soluções têm
solução básica de concentração
solutos diferentes que não reagem entre si, e as
conhecida para determinarmos
soluções têm solutos diferentes que reagem entre si
a concentração de uma solução
ácida ou vice-versa

68
.

São aquelas que dependem exclusivamente do número de partículas do soluto não volátil
dissolvidas na solução.

Pressão de vapor

O processo em que um líquido passa lentamente para o estado de vapor é chamado de evaporação.
Se isso ocorrer em um recipiente fechado, haverá a coexistência entre as duas fases, líquida e
gasosa. Isso ocorre pelo fato de haver um equilíbrio entre a formação de vapor e sua condensação.
A pressão exercida pelo vapor sobre o líquido é chamada pressão de vapor.
As substâncias mais voláteis são aquelas que evaporam mais facilmente, ou seja, que apresentam
maior pressão de vapor. Isso se deve às interações intermoleculares de cada substância.
O aumento da temperatura favorece esse “desprendimento” por enfraquecer as interações
intermoleculares.
Isso significa que, em um sistema fechado, o aumento de temperatura do líquido aumenta a sua
pressão de vapor

Temperatura de ebulição
Um líquido entra em ebulição quando a pressão de vapor (PV) se iguala à pressão atmosférica
(pressão exercida sobre sua superfície). A temperatura de ebulição de um líquido varia conforme a
pressão externa exercida sobre sua superfície. Quanto menor for a pressão externa, menor será a
temperatura de ebulição.

As quatro propriedades coligativas


• Tonoscopia: estudo do abaixamento da pressão máxima de vapor do solvente com o soluto.
• Ebulioscopia: estudo do aumento do ponto de ebulição do solvente com o soluto.
• Crioscopia: estudo do abaixamento do ponto de congelação do solvente com o soluto.
• Osmoscopia estudo do aumento da pressão osmótica com o soluto.

Osmose
É o processo no qual ocorre a passagem de solvente, do meio menos concentrado para o mais
concentrado, através de uma membrana semipermeável. Membranas semipermeáveis permitem
apenas a passagem de solvente do meio menos concentrado, chamado hipotônico, para o mais
concentrado, chamado hipertônico. Isso implica que, após determinado tempo, ambos os
compartimentos estejam com a mesma concentração. Nessa situação, dizemos que as soluções
são isotônicas.
Pressão osmótica
Pressão osmótica é a pressão necessária para interromper o fluxo de uma mesma espécie química
através de uma membrana semipermeável que separa duas soluções de diferentes concentrações

Importante:
1) Quanto maior o número de partículas de soluto não volátil presente na solução, maior será a
intensidade do efeito coligativo

2) Quanto maior a pressão de vapor de um líquido maior a sua volatilidade e mais fracas suas
ligações intermoleculares

3) Adicionar sal no gelo faz com que ele derreta, porque a temperatura de fusão (passagem da água
do estado sólido para o líquido) diminui. A temperatura de fusão da água é de 0°C, mas, quando se
joga sal no gelo, a fusão ocorre a uma temperatura inferior a essa.
4) A pressão osmótica contribui também para a conservação dos alimentos. A carne salgada e as
frutas cozidas em calda muito doce não se estragam com facilidade. Nesse caso, o excesso de sal
ou de açúcar faz as células dos microrganismos que poderiam deteriorar esses alimentos perderem
água por osmose, num processo que acaba por matá-los.

5) Em algumas regiões desérticas já existem usinas nas quais água pura é obtida a partir da água
do mar por meio da osmose reversa. A principal dificuldade envolvida nessa tecnologia diz respeito
ao material da membrana semipermeável, já que ele deve resistir a altas pressões sem se romper

69
1. (Uerj simulado 2018) Para o tratamento de 60.000 L de água de um reservatório, foram
adicionados 20 L de solução saturada de sulfato de alumínio, sal que possui as seguintes
propriedades:
Massa molar= 342 g/mol e solubilidade em água= 900 g/L
Desprezando a variação de volume, a concentração de sulfato de alumínio no reservatório, em
mol  L1, corresponde a:
a) 8,8  104 b) 4,4  104 c) 1,1 103 d) 2,2  103

2. (Unesp 2017) A 20 oC a solubilidade do açúcar comum (C12H22O11=342 g/mol) em água é cerca


de 2 kg/L, enquanto a do sal comum (NaC ; massa molar  58,5 g mol) é cerca de
0,35 kg L. A comparação de iguais volumes de soluções saturadas dessas duas substâncias
permite afirmar corretamente que, em relação à quantidade total em mol de íons na solução de
sal, a quantidade total em mol de moléculas de soluto dissolvidas na solução de açúcar é,
aproximadamente,

a) a mesma. b) 6 vezes maior. c) 6 vezes menor. d) a metade. e) o triplo.

3. (Upe-ssa 2 2017) De acordo com um comunicado emitido pela Academia Americana de


Pediatria, em 2015, não existem problemas na higienização dos dentes dos bebês e das crianças
com cremes dentais que contêm flúor em sua composição. No entanto, esses produtos devem
apresentar uma concentração de flúor entre 0,054 e 0,13 (título em massa), para se obter uma
proteção adequada contra as cáries.
Foram realizados testes de qualidade relativos à presença do flúor nos seguintes cremes dentais
recomendados para bebês e crianças:

Creme dental Concentração de flúor (ppm) Passaram, no teste de


qualidade, apenas os
I 500 cremes dentais
II 750 a) I e II.
b) III e IV.
III 1.000 c) II e III.
IV 1.350 d) III, IV e V.
V 1.800 e) II, III e IV.

4. (Unigranrio - Medicina 2017) O estudo da concentração de soluções aquosas faz-se necessário


em muitos ramos da indústria química onde há necessidade de quantidades exatas de
componentes químicos reacionais. Entre os ramos da indústria química que utilizam
conhecimentos de concentrações podem ser citados o de tratamento de água e efluentes e a
indústria cosmética. Um volume de 50 mL de uma solução de MgC 2 a 2,0 mol L é diluído até
1 litro de volume final. Sabendo que soluções diluídas de MgC 2 são totalmente solúveis e
dissociáveis (α  1), podemos afirmar que a concentração, em mol/L, de íons cloreto na nova
solução após a diluição será de:
a) 0,1 b) 0,2 c) 1,0 d) 2,0 e) 4,0

5. (Upe-ssa 2 2017) A liofilização é uma técnica, que tem sido aplicada para a conservação de
vários produtos alimentícios. Indicada para produtos que tenham constituintes sensíveis ao calor,
como proteínas e vitaminas, a liofilização conserva as propriedades nutritivas, pois as membranas
das células não se rompem com a perda do vapor de água. O produto é colocado em câmaras
herméticas, e o ar de dentro é removido por meio de bombas de alto vácuo, criando a condição
para que ocorra a sublimação da água, que é retirada para compartimentos específicos.
Nesse processo, ocorre a
a) criossecagem diferenciada sob baixa temperatura e alta pressão.
b) retirada da água, que está na forma de gelo, pela aplicação de pressões muito altas.
c) criodesidratação, com passagem da água do estado sólido diretamente para o estado gasoso.
d) passagem da água do estado sólido diretamente para o estado gasoso, pela aplicação de
pressões muito altas.
e) passagem da água líquida para a água no estado vapor, pela aplicação de vácuo ao sistema
hermeticamente fechado.

70
6. (Upe-ssa 2 2017) Dia de churrasco! Carnes já temperadas, churrasqueira acesa, cervejas e
refrigerantes no freezer. Quando a primeira cerveja é aberta, está quente! Sem desespero,
podemos salvar a festa. Basta fazer a mistura frigorífica. É simples: colocar gelo em um isopor,
com dois litros de água, meio quilo de sal e 300 mL de etanol (46oGL). Em três minutos, as bebidas
(em lata) já estarão geladinhas e prontas para o consumo. Basta se lembrar de lavar a latinha
antes de abrir e consumir. Ninguém vai querer beber uma cervejinha ou um refrigerante com gosto
de sal, não é?
Sobre a mistura frigorífica, são feitas as seguintes afirmações:
I. O papel da água é aumentar a superfície de contato da mistura, fazendo todas as latinhas
estarem imersas no mesmo meio.
II. O sal é considerado um soluto não volátil, que, quando colocado em água, abaixa o ponto de
fusão do líquido. Esse efeito é denominado de crioscopia.
III. Ocorre uma reação química entre o sal e o álcool, formando um sal orgânico. O processo é
endotérmico, portanto o sistema se torna mais frio.
IV. O sal pode ser substituído por areia, fazendo a temperatura atingida pela mistura se tornar
ainda mais baixa.
V. Na ausência de álcool, outro líquido volátil, por exemplo, a acetona, pode ser utilizado.

Estão CORRETAS
a) I, II e III. b) I, II e V. c) II, III e V. d) I, II e IV. e) III, IV e V.

7. (Upe-ssa 2 2017) A sardinha vem sendo utilizada na pesca industrial de atum. Quando jogados
ao mar, os cardumes de sardinha atraem os cardumes de atuns, que se encontram em águas
profundas. Porém, estudos têm mostrado que o lambari, conhecido no Nordeste como piaba, é
mais eficiente para essa atividade. O lambari se movimenta mais na superfície da água, atraindo
os atuns com maior eficiência. Apesar de ser um peixe de água doce, o lambari não causa nenhum
prejuízo ao ecossistema. Ao ser colocado no oceano, ele sobrevive por cerca de 30 minutos, no
máximo.
Adaptado de: http://revistagloborural.globo.com/
No uso dessa tecnologia pesqueira, os lambaris morrem porque
a) são tipicamente hiposmóticos e não sobrevivem em concentrações isosmóticas.
b) desidratam, pois estavam em um ambiente isotônico onde a salinidade variava muito.
c) passam para um ambiente aquático hipertônico, apresentando uma contínua perda de água por
osmose.
d) absorvem muita água e não têm como eliminá-la dos seus organismos, por isso incham até
explodir.
e) passam para um ambiente aquático hipotônico, apresentando uma contínua absorção de água
por osmose.

8. (Fac. Albert Einstein - Medicin 2016) Para determinar a pureza de uma amostra de ácido
sulfúrico (H2SO 4 ), uma analista dissolveu 14,0 g do ácido em água até obter 100 mL de
solução. A analista separou 10,0 mL dessa solução e realizou a titulação, utilizando fenolftaleína
como indicador. A neutralização dessa alíquota foi obtida após a adição de 40,0 mL de uma
solução aquosa de hidróxido de sódio (NaOH) de concentração 0,5 mol/L. O teor de pureza da
amostra de ácido sulfúrico analisado é, aproximadamente,

a) 18,0%. b) 50,0%. c) 70,0%. d) 90,0%.

9. (Ufrgs 2016) Com o avanço dos recursos tecnológicos, vem crescendo a importância das
simulações computacionais como metodologia auxiliar à química experimental. Nas simulações,
podem-se descrever os detalhes microscópicos de um sistema, como, por exemplo, o número
exato de moléculas de cada espécie.
Se, em uma simulação de solução aquosa de ureia, há 1 molécula de ureia para cada 111
moléculas de água, a concentração correspondente da ureia em mol  L1, nessa solução, é
Dado: dágua  1 g mL.
a) 0,0009. b) 0,09. c) 0,11. d) 0,5. e) 1,11.

10. (Pucrs 2016) Um dos cuidados básicos em relação à prevenção da gripe A, cujo vírus é
conhecido como H1N1, consiste em fazer vacina. Entretanto, também é fundamental lavar as mãos
com frequência e usar o álcool gel. Em relação a esse produto, pode-se afirmar que é uma
a) solução diluída de etanol.
b) suspensão de álcool etílico.
c) dispersão coloidal contendo etanol.
d) mistura homogênea de álcool etílico e metanol.
e) mistura homogênea de etanol e um tensoativo.

71
11. (Upe-ssa 2 2016) O gráfico abaixo foi obtido com os dados da titulação de uma amostra de
determinada substância presente em um produto comercial.

Nesse caso, o produto comercial e o


titulante, usados no procedimento
experimental, correspondem,
respectivamente, à(ao)
a) ureia e solução de ácido fosfórico.
b) ácido nítrico e hidróxido de sódio.
c) vinagre e solução de hidróxido de sódio.
d) soda cáustica e solução de ácido
sulfúrico.
e) ácido muriático e solução de hidróxido de
potássio.

12. (Ufrgs 2015) Os modelos de forças intermoleculares são utilizados para explicar diferentes
fenômenos relacionados às propriedades das substâncias.
Considere esses modelos para analisar as afirmações abaixo.
I. As diferenças de intensidade das interações intermoleculares entre as moléculas da superfície
de um líquido e as que atuam em seu interior originam a tensão superficial do líquido, responsável
pelo arredondamento das gotas líquidas.
II. A pressão de vapor da água diminui, ao dissolver um soluto em água pura, pois é alterado o tipo
de interação intermolecular entre as moléculas de água.
III. A grande solubilidade da sacarose em água deve-se ao estabelecimento de interações do tipo
ligação de hidrogênio entre os grupos hidroxila da sacarose e as moléculas de água.
Quais estão corretas?
a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. d) Apenas I e III. e) I, II e III.

13. (Mackenzie 2015) Em um experimento de laboratório, realizado sob pressão constante e ao


nível do mar, foram utilizadas duas soluções, A e B ambas apresentando a água como solvente e
mesmo sal como soluto não volátil, as quais, estando inicialmente na fase líquida, foram aquecidas
até ebulição. Desse experimento, foram coletados os dados que constam da tabela abaixo:

Solução Temperatura de ebulição (C)


A 104,2
B 106,7

Um analista, baseando-se nos resultados obtidos, fez as seguintes afirmações:


I. A pressão de vapor de ambas as soluções é menor do que a pressão de vapor da água pura.
II. A solução A apresenta menor concentração de sal em relação à concentração salina da solução
B
III. As forças de interação intermoleculares na solução B apresentam maior intensidade do que as
forças de interação existentes, tanto na solução A como na água.
É correto dizer que
a) nenhuma afirmação é verdadeira. b) as afirmações I e II são verdadeiras.
c) as afirmações I e III são verdadeiras. d) as afirmações II e III são verdadeiras.
e) todas as afirmações são verdadeiras.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


A salinidade da água é um fator fundamental para a sobrevivência dos peixes. A maioria deles vive
em condições restritas de salinidade, embora existam espécies como o salmão, que consegue
viver em ambientes que vão da água doce à água do mar. Há peixes que sobrevivem em
concentrações salinas adversas, desde que estas não se afastem muito das originais.
Considere um rio que tenha passado por um processo de salinização. Observe na tabela suas
faixas de concentração de cloreto de sódio.

Trecho do rio Concentração de NaC mol  L1 


W < 0,01
X 0,1 − 0,2
Y 0,4 − 0,5
Z  0,6 *
*isotônica à água do mar

72
14. (Uerj 2015) Um aquário com 100 L de solução aquosa de NaCl com concentração igual a 2,1
g/L será utilizado para criar peixes que vivem no trecho Z do rio. A fim de atingir a concentração
mínima para a sobrevivência dos peixes, deverá ser acrescentado NaCl à solução, sem alteração
de seu volume.
A massa de cloreto de sódio a ser adicionada, em quilogramas, é igual a:

a) 2,40 b) 3,30 c) 3,51 d) 3,72

15. (Fgv 2014) O Brasil é um grande produtor e exportador de suco concentrado de laranja. O
suco in natura é obtido a partir de processo de prensagem da fruta que, após a separação de
cascas e bagaços, possui 12% em massa de sólidos totais, solúveis e insolúveis. A preparação do
suco concentrado é feita por evaporação de água até que se atinja o teor de sólidos totais de 48%
em massa.
Quando uma tonelada de suco de laranja in natura é colocada em um evaporador, a massa de
água evaporada para obtenção do suco concentrado é, em quilograma, igual a

a) 125. b) 250. c) 380. d) 520. e) 750.

16. (Enem 2000) Determinada Estação trata cerca de 30.000 litros de água por segundo. Para
evitar riscos de fluorose, a concentração máxima de fluoretos nessa água não deve exceder cerca
de 1,5 miligrama por litro de água.
A quantidade máxima dessa espécie química que pode ser utilizada com segurança, no volume
de água tratada em uma hora, nessa Estação, é:

a) 1,5 kg. b) 4,5 kg. c) 96 kg. d) 124 kg. e) 162 kg.

17. (Enem 2ª aplicação 2010) Devido ao seu alto teor de sais, a água do mar é imprópria para o
consumo humano e para a maioria dos usos da água doce. No entanto, para a indústria, a água
do mar é de grande interesse, uma vez que os sais presentes podem servir de matérias-primas
importantes para diversos processos. Nesse contexto, devido a sua simplicidade e ao seu baixo
potencial de impacto ambiental, o método da precipitação fracionada tem sido utilizado para a
obtenção dos sais presentes na água do mar.

Tabela 1: Solubilidade em água de alguns compostos presentes na água do mar a 25 ºC

SOLUTO: FÓRMULA SOLUBILIDADE


g/kg de H2O
Brometo de sódio NaBr 1,20 x 103
Carbonato de cálcio CaCO3 1,30 x 10-2
Cloreto de sódio NaCℓ 3,60 x 102
Cloreto de magnésio MgCℒ2 5,41 x 102
Sulfato de magnésio MgSO4 3,60 x 102
Sulfato de cálcio CaSO4 6,80 x 10-1

Suponha que uma indústria objetiva separar determinados sais de uma amostra de água do mar
a
25 °C, por meio da precipitação fracionada. Se essa amostra contiver somente os sais destacados
na tabela, a seguinte ordem de precipitação será verificada:
a) Carbonato de cálcio, sulfato de cálcio, cloreto de sódio e sulfato de magnésio, cloreto de
magnésio e, por último, brometo de sódio.
b) Brometo de sódio, cloreto de magnésio, cloreto de sódio e sulfato de magnésio, sulfato de cálcio
e, por último, carbonato de cálcio.
c) Cloreto de magnésio, sulfato de magnésio e cloreto de sódio, sulfato de cálcio, carbonato de
cálcio e, por último, brometo de sódio.
d) Brometo de sódio, carbonato de cálcio, sulfato de cálcio, cloreto de sódio e sulfato de magnésio
e, por último, cloreto de magnésio.
e) Cloreto de sódio, sulfato de magnésio, carbonato de cálcio, sulfato de cálcio, cloreto de
magnésio e, por último, brometo de sódio.

18. (Enem 2012) Osmose é um processo espontâneo que ocorre em todos os organismos vivos
e é essencial à manutenção da vida. Uma solução 0,15 mol/L de NaCl (cloreto de sódio) possui a
mesma pressão osmótica das soluções presentes nas células humanas.
A imersão de uma célula humana em uma solução 0,20 mol/L de NaCl tem, como consequência,
a
a) absorção de íons Na+ sobre a superfície da célula. b) difusão rápida de íons Na+ para o interior
da célula.
c) diminuição da concentração das soluções presentes na célula.
d) transferência de íons Na+ da célula para a solução.
e) transferência de moléculas de água do interior da célula para a solução.

73
19. (Enem 2012) Uma dona de casa acidentalmente deixou cair na geladeira a água proveniente
do degelo de um peixe, o que deixou um cheiro forte e desagradável dentro do eletrodoméstico.
Sabe-se que o odor característico de peixe se deve às aminas e que esses compostos se
comportam como bases.
Na tabela são listadas as concentrações hidrogeniônicas de alguns materiais encontrados na
cozinha, que a dona de casa pensa em utilizar na limpeza da geladeira.

Material Concentração de H3O+ (mol/L)


Suco de limão 10–2
Leite 10–6
Vinagre 10–3
Álcool 10–8
Sabão 10–12
Carbonato de sódio/barrilha 10–12

Dentre os materiais listados, quais são apropriados para amenizar esse odor?
a) Álcool ou sabão. b) Suco de limão ou álcool.
c) Suco de limão ou vinagre. d) Suco de limão, leite ou sabão.
e) Sabão ou carbonato de sódio/barrilha.

20. A pressão osmótica no sangue humano é de aproximadamente 7,7 atm e os glóbulos vermelhos
(hemácias) possuem aproximadamente a mesma pressão; logo, pode-se afirmar que estas são
isotônicas em relação ao sangue. Sendo assim, o soro fisiológico, que é uma solução aquosa de
cloreto de sódio utilizada para repor o líquido perdido por uma pessoa em caso de desidratação,
também deve possuir a mesma pressão osmótica para evitar danos às hemácias.
Em relação à informação, assinale a alternativa correta.
a) A pressão osmótica do soro não é afetada quando a concentração de cloreto de sódio é
modificada.
b) A injeção de água destilada no sangue provoca a desidratação e, consequentemente, a morte
das hemácias.
c) O uso de uma solução aquosa saturada de cloreto de sódio não afeta a pressão osmótica do
sangue.
d) A injeção de água destilada no sangue provoca uma absorção excessiva de água pelas
hemácias, provocando um inchaço e, consequentemente, a morte das hemácias.
e) A injeção de uma solução aquosa saturada de cloreto de sódio provoca uma absorção excessiva
de água pelas hemácias, causando um inchaço e, consequentemente, a morte das hemácias.

21. “Alcoolismo nunca foi problema exclusivo dos adultos. Pode também acometer os adolescentes.
Hoje, no Brasil, causa grande preocupação o fato de os jovens começarem a beber cada vez mais
cedo e as meninas, a beber tanto ou mais que os meninos. Pior, ainda, é que certamente parte deles
conviverá com a dependência do álcool no futuro.”
Durante uma festa, um indivíduo bebeu três latas de cerveja (350 mL cada) e duas doses de uísque
(40 mL cada). Ele sentiu-se alterado e, em respeito às regras da Lei Seca, foi para casa de táxi.
Considerando que a taxa de absorção do álcool no indivíduo é de 10%, a massa de álcool presente
no seu sangue é de aproximadamente:
(Dados: a densidade do álcool etílico é 0,8 g/mL, o teor alcoólico da cerveja consumida é 5% (v/v),
e o teor alcoólico do uísque consumido é 40% (v/v)).

a) 6,8 g b) 4,2 g c) 2,6 g d) 68 g e) 42 g

22. Uma secretaria de meio ambiente recebeu denúncias de que um agricultor estaria lavando
embalagens vazias de agrotóxicos em uma pequena lagoa muito utilizada por moradores de uma
área rural. A fim de elucidar o caso, uma equipe de perícia se deslocou para o local e coletou
amostras de água. Um químico analisou as amostras e foram identificados alguns agrotóxicos,
sendo que a atrazina estava em maior concentração. O Ministério da Saúde, por meio da Portaria
2.914/2011, preconiza que para água de consumo humano, o limite máximo permitido de atrazina é
de 2,0 microgramas por litro. Constatou-se que a amostra coletada continha 9,0  10–6 mol/L do
agrotóxico. (Dado massa molar da atrazina: 215,68 g/mol). Frente ao exposto, pode-se inferir que:

a) A água da lagoa é imprópria para consumo humano, pois a concentração de atrazina é maior
que o limite estabelecido pelo Ministério da Saúde.
b) A água da lagoa pode ser consumida pelas pessoas, já que a concentração de atrazina
encontrada foi menor que o limite estabelecido pelo Ministério da Saúde.
c) Os moradores da área rural podem resolver o problema apenas passando a água proveniente
da lagoa em um papel filtro.
d) A denúncia está equivocada, pois embalagens vazias de agrotóxicos não trazem risco algum ao
meio ambiente.
e) A água da lagoa pode ser consumida pelas pessoas, pois a concentração de atrazina encontrada
foi igual ao limite máximo permitido pelo Ministério da Saúde.

74
23. Algumas formas de hepatite, como A e E, podem ser contraídas por meio da ingestão de água
e alimentos contaminados. Para se evitar a contaminação, os alimentos devem ser bem cozidos e
servidos logo após a preparação. Em se tratando de frutas e verduras, deve-se deixá-las de molho,
por cerca de 30 minutos, em água clorada — uma mistura de 2 mL (40 gotas) de hipoclorito de sódio
(NaClO) a 2,5% m/V para cada litro de água — para somente depois lavá-las com água tratada.
Disponível em: <http://www.saude.terra.com.br/guia/ abcdasaude/hepatite>.Acesso em:01 set. 2004
(Adaptação).
A partir dessas informações, a massa de hipoclorito de sódio, em gramas, presente em 500 mL da
água clorada, utilizada na lavagem de frutas e verduras, é de

a) 0,025. b) 0,05. c) 0,25. d) 0,5. e) 2,5.

24.Uma das formas de aumentar o tempo de conservação das frutas é colocá-las em calda de
açúcar, ou seja, numa solução aquosa concentrada de açúcar. Em relação a esse processo, afirma-
se:
I) Nesse processo, a água movimenta-se da fruta (solução diluída de açúcar) para a calda (solução
concentrada de açúcar).
II) O movimento da água interrompe-se quando os dois meios ficam com iguais concentrações de
açúcar.
III) Para se favorecer o movimento da água, é necessário exercer, de forma externa, uma pressão,
denominada pressão coligativa.
IV) O processo de fluxo do soluto, através da membrana semipermeável, é denominado de osmose.
Das afirmações, estão corretas

a) I e II. b) II e IV. c) II e III. d) I e IV.

25. A solubilidade em água de uma substância, em mg/L, indica a quantidade máxima dessa
substância, em miligramas, que se pode dissolver totalmente em um litro de água.
A dose letal (DL50), por sua vez, é a quantidade de um pesticida capaz de matar 50% das cobaias
que recebem essa dose, e é expressa em miligramas do pesticida por quilograma de peso da cobaia.
Essas duas propriedades estão relacionadas, no quadro a seguir, para três substâncias diferentes:
DDT, arsina e chumbo-tetra-etila, usadas como pesticidas

Pesticida Solubilidade / (mg/L) DL50/ (mg/kg)


DDT 0,0062 115
Arsina > 5000 70
Chumbo tetra-etila < 0,0010 995

O pesticida com maior potencial para se espalhar no ambiente por ação das chuvas e o pesticida
com maior toxicidade
a) é, em ambos os casos, a arsina.
b) são, respectivamente, a arsina e o DDT.
c) é, em ambos os casos, o chumbo tetra-etila.
d) são, respectivamente, o chumbo tetra-etila e o DDT.
e) são, respectivamente, o DDT e o chumbo tetra-etila.

26. Nas condições de pressão constante, as substâncias apresentam diferentes solubilidades em


água, as quais variam com a temperatura. Observe o gráfico abaixo, que mostra a curva de
solubilidade do KNO3.
Em relação às informações que o gráfico
fornece, considere as afirmações a seguir:
I) Um ponto na curva de solubilidade indica a
quantidade máxima de uma substância capaz
de se dissolver em 1000g de água, a uma
determinada temperatura.
II) No ponto representado por A, o sistema
corresponde a uma solução aquosa de KNO3
de concentração, aproximadamente, igual a 4,4
mol/L dessa substância.
III) O ponto representado por B corresponde a
uma solução supersaturada de KNO3, uma
Das afirmações, estão corretas vez que há uma menor quantidade de soluto
a) II e IV. dissolvido, nessa temperatura.
b) I e II. IV) A solução representada pelo ponto C não
c) III e IV. admite mais soluto nessas condições, por se
d) I e III. tratar de uma solução saturada.

75
27. (Ufg 2010) Alimentos desidratados apresentam maior durabilidade e mantêm a maioria das
propriedades nutritivas. Observe o diagrama de fases da água, abaixo, sabendo-se que as setas
verticais indicam processos isotérmicos e as horizontais, processos isobáricos.

Com base no gráfico, o processo de


remoção de água do alimento consiste na
sequência das etapas
a) 2 e 7
b) 9 e 6
c) 5 e 10
d) 8 e 1
e) 3 e 4

28. (Ufpe 2000) Uma panela X, com água, e outra Y, com água salgada, são levadas ao fogo e,
após algum tempo, seus conteúdos encontram-se em ebulição. O gráfico que melhor descreve a
variação de temperatura (eixo das coordenadas) dos líquidos em relação ao tempo (eixo das
abscissas) durante a ebulição é:

29. (Ufrn 2002) Gabriel deveria efetuar experimentos e analisar as variações que ocorrem nas
propriedades de um líquido, quando solutos não voláteis são adicionados. Para isso, selecionou as
amostras a seguir indicadas.
Amostra I: água (H2O) pura.
Amostra II: solução aquosa 0,5 molar de glucose (C6H12O6).
Amostra III: solução aquosa 1,0 molar de glucose (C6H12O6). Gabarito
Amostra IV: solução aquosa 1,0 molar de cloreto de cálcio (CaCℓ2).
A amostra que possui maior pressão de vapor é: 1: [A] 2: [D] 3: [C]
a) I b) II c) III d) IV
4: [B] 5: [C] 6: [B]
30. Com o intuito de verificar a concentração de ácido sulfúrico na solução de uma bateria usada,
foi retirada uma amostra de 20 mL da solução eletrolítica. Para a verificação, adicionou-se uma 7: [C] 8: [C] 9: [D]
solução de 80 mL de hidróxido de sódio a 0,7 mol/L à amostra de ácido sulfúrico.
Depois da neutralização total do ácido, verificou-se que a solução tinha resquícios de hidróxido de 10: [C] 11: [C] 12: [D]
sódio a uma concentração de 0,16 mol/L. Dessa forma, pode-se afirmar corretamente que a
concentração de ácido sulfúrico na bateria analisada é de: 13: [E] 14: [B] 15: [E]

a) 0,5 mol/L 16: [E] 17: [A] 18: [E]


b) 0,8 mol/L
c) 1,0 mol/L 19: [C] 20: [D] 21: [A]
d)1,2 mol/L
e) 1,4 mol/L 22: [A] 23: [A] 24: [A]

25: [A] 26: [B] 27: [A]

28: [A] 29: [A] 30: [C]

76
Termoquímica

Termoquímica é o ramo da Físico-Química que estuda os fenômenos térmicos que acompanham as


reações químicas.
Entalpia de um sistema (H)

A entalpia de um sistema pode ser conceituada como sendo o conteúdo energético do


sistema.
Mede-se nas transformações químicas a variação de entalpia.

H  H produtos - H reagentes
Reação exotérmica

Hreagentes > Hprodutos H<0


Reação endotérmica

Hreagentes < Hprodutos H>0

77
Entalpia-padrão (H°)

Entalpia de uma substância simples, a 1 atm e 25°C e no estado e forma alotrópica estáveis, é
considerada igual a zero.
Exemplos:
H2(g) : H0 = 0; Cl2(g) : H0 = 0

A entalpia de uma substância composta é a entalpia de formação dessa substância a 1 atm e 25°C,
partindo-se de substâncias simples no estado e forma alotrópica mais comuns.

Calores de reação

• Calor de formação: H  0 ou H  0
Calor libertado ou absorvido na formação de 1 mol de uma substância a partir de reagentes no
estado-padrão.

• Calor de combustão: H  0

Calor liberado na combustão de 1 mol de reagentes no estado padrão.

Cálculo do H

É importante lembrar que as variações de entalpia das reações podem ser calculadas
por três caminhos:
• a partir das entalpias de formação das substâncias que participam da reação;
• a partir das energias de ligação existentes nas moléculas das substâncias que participam da
reação;
• pela lei de Hess, somando algebricamente várias equações com variações de entalpia já
conhecidas, de modo a obter a equação (e a variação de entalpia) desejada.

78
Entropia (S)

Entropia é uma grandeza termodinâmica que está relacionada ao grau de ordem ou desordem de
um sistema.

Uma mudança espontânea é acompanhada por um aumento da entropia total do sistema e de sua
vizinhança.

Energia livre de Gibbs (G) – energia que um sistema possui capaz de realizar um trabalho útil

G  0 processo espontâneo G  0 processo não espontâneo G = 0 equilíbrio dinâmico

Poder calorífero dos combustíveis

O Poder Calorífico de combustíveis é um dos fatores utilizados para avaliar a qualidade dos
combustíveis, sendo definido como a quantidade de calor liberada por combustível queimado, sendo
que quanto mais alto for o poder calorífico, maior será o calor liberado. O seu poder calorífero é
expresso geralmente em kJ/kg ou kcal/kg.

1. (Uefs 2017)

Entalpia da formatação
(kJ  mol1)
Substância

C2H5OH( ) , etanol 277,8


CO2(g) 393,5
O2(g) 0
H2O( ) 286,0

Um motociclista foi de Salvador-BA para Feira de Santana-BA, percorrendo no total 110,0 km. Para
percorrer o trajeto, sua motocicleta flex consumiu 5 litros de etanol (C2H5OH,d=0,8 g/cm3), tendo
um consumo médio de 22,0 km L.
Com base nos dados de entalpia de formação de algumas substâncias, o calor envolvido na
combustão completa por litro de etanol foi, em kJ, aproximadamente,

a) 1.367 b) 1.367 c) 18.200 d) 10.936 e) 23.780

2. (Unigranrio - Medicina 2017) Cálculos de entalpias reacionais são em alguns casos efetuados
por meio das energias de ligação das moléculas envolvidas, onde o saldo de energias de ligação
rompidas e refeitas é considerado nesse procedimento. Alguns valores de energia de ligação entre
alguns átomos são fornecidos no quadro abaixo:

Ligação Energia de ligação (kJ mol)


C H 413
OO 494
CO 804
O H 463

Considere a reação de combustão completa do metano representada na reação abaixo:

CH4(g)  2 O2(g)  CO2(g)  2 H2O(v)

A entalpia reacional, em kJ mol, para a combustão de um mol de metano segundo a reação será
de:
a) 820 b) 360 c) 106 d) 360 e) 820

79
3. (Espcex (Aman) 2016) Quantidades enormes de energia podem ser armazenadas em ligações
químicas e a quantidade empírica estimada de energia produzida numa reação pode ser calculada
a partir das energias de ligação das espécies envolvidas. Talvez a ilustração mais próxima deste
conceito no cotidiano seja a utilização de combustíveis em veículos automotivos. No Brasil alguns
veículos utilizam como combustível o Álcool Etílico Hidratado Combustível, conhecido pela sigla
AEHC (atualmente denominado comercialmente apenas por ETANOL).
Considerando um veículo movido a AEHC, com um tanque de capacidade de 40 L completamente
cheio, além dos dados de energia de ligação química fornecidos e admitindo-se rendimento
energético da reação de 100 %, densidade do AEHC de 0,80 g/cm3 e que o AEHC é composto, em
massa, por 96% da substância etanol e 4% de água, a quantidade aproximada de calor liberada pela
combustão completa do combustível deste veículo será de

Dados: massas atômicas: C  12 u ; O  16 u ; H  1 u

Energia de ligação (kJ  mol1)


Tipo de ligação Energia (kJ  mol1) Tipo de ligação Energia (kJ  mol1)
CC 348 HO 463
C H 413 OO 495
CO 799 CO 358

a) 2,11 105 kJ b) 3,45  103 kJ c) 8,38  105 kJ d) 4,11 104 kJ e) 0,99  104 kJ

4. (G1 - cps 2016) Energia química é proveniente das ligações químicas entre átomos que são
feitas para formar algo. Sendo assim, como tudo no mundo é formado por átomos, tudo tem energia
química. Essa energia é manifestada quando acontecem ligações químicas e também quando há
rupturas dessas ligações.

Apesar de estar em todos os lugares, a energia química não se manifesta o tempo todo e depende
de quais moléculas estarão envolvidas no processo.

Quando consumimos um alimento, por exemplo, parte da sua energia e transformada pelo nosso
organismo e a outra é liberada em forma de calor.

<http://tinyurl.com/z8mraow> Acesso em: 10.02.2016. Adaptado.

De acordo com o texto, assinale a alternativa correta.


a) A energia química é liberada constantemente, pois está em todos os lugares.
b) A energia química se manifesta somente na ruptura das ligações químicas.
c) Parte da energia armazenada no alimento é transformada pelo organismo.
d) Parte da energia armazenada no alimento é absorvida na forma de calor.
e) Apenas em alguns compostos químicos existe energia química.

5. (Upe-ssa 2 2016) Uma nova marca de gás para fogão lançou, no mercado, um botijão com 13 kg
de hidrocarbonetos, sendo 55% em massa de butano (C4H10 ) e 45% em massa de propano
(C3H8 ).
Desprezando possíveis perdas, qual o calor liberado no consumo de todo o conteúdo do recipiente?
Dados: C  12 g mol; H  1 g mol;

2 C4H10(g)  13 O2(g)  8 CO2(g)  10 H2O( ) H0combustão  2878 kJ mol


C3H8(g)  5 O2(g)  3 CO2(g)  4 H2O( ) H 0  2222 kJ mol
combustão

a) 3,5  104 kJ
b) 3,5  105 kJ
c) 4,8  105 kJ
d) 6,5  104 kJ
e) 6,5  105 kJ

80
6. (Uepa 2015) O hidróxido de magnésio, base do medicamento vendido comercialmente como
Leite de Magnésia, pode ser usado como antiácido e laxante. Dadas as reações abaixo:

I. 2Mg(s)  O2(g)  2MgO(s) H  1.203,6 kJ


II. Mg(OH)2(s)  MgO(s)  H2O( )
H  37,1 kJ
III. 2H2(g)  O2(g)  2H2O( )
H  571,7 kJ

Então, o valor da entalpia de formação do hidróxido de magnésio, de acordo com a reação


Mg(s)  H2(g)  O2(g)  Mg(OH)2(s) , é:
a) 1.849,5 kJ b) 1.849,5 kJ c) 1.738,2 kJ d) 924,75 kJ e) 924,75 kJ

7. (Udesc 2015) Previsões acerca da diminuição da oferta de combustíveis fósseis impulsionam


o desenvolvimento de combustíveis alternativos de fácil obtenção, que liberam grande quantidade
de energia por grama de material, conhecido como densidade energética, e cujos produtos
contribuem para a redução do impacto ambiental.

Combustível Entalpia de combustão Hreação (kJ / mol)


hidrogênio, H2(g) 241,83
propano, C3H8(g) 2.043,15
metano, CH4(g) 802,30
etanol, C2H5OH( ) 1.368,00

Com relação à tabela e às informações, analise as proposições.

I. O combustível com maior densidade energética é o hidrogênio, cuja combustão libera água.
II. O combustível com maior densidade energética é o propano, cuja combustão libera dióxido de
carbono e água.
III. O etanol tem densidade energética maior que o metano e hidrogênio, tornando-se mais
vantajoso, sendo que sua queima libera dióxido de carbono e água.
IV. O etanol tem a menor densidade energética, no entanto, é de grande interesse comercial e
ambiental, pois é derivado de biomassa disponível no Brasil e sua combustão libera somente água.
V. Somente hidrogênio e metano não são combustíveis fósseis, o que justifica a menor densidade
energética destas substâncias, quando comparados aos demais combustíveis da tabela.

Assinale a alternativa correta.


a) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
b) Somente a afirmativa I é verdadeira.
c) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas IV e V são verdadeiras.
e) Somente a afirmativa V é verdadeira.

8. (Fatec 2015) Fazer a mala para uma viagem poderá ser tão simples como pegar algumas latas
de spray, que contenham uma mistura de polímero coloidal, para fazer suas próprias roupas
“spray-on”. Tanto faz se é uma camiseta ou um traje noturno, o tecido “spray-on” é uma novidade
para produzir uma variedade de tecidos leves. A fórmula consiste em fibras curtas interligadas com
polímeros e um solvente que produz o tecido em forma líquida. Esse tecido provoca uma sensação
fria ao ser pulverizado no corpo, mas adquire a temperatura corporal em poucos segundos. O
material é pulverizado diretamente sobre a pele nua de uma pessoa, onde seca quase
instantaneamente.

A sensação térmica provocada pelo tecido “spray-on”, quando pulverizado sobre o corpo, ocorre
porque o solvente
a) absorve calor do corpo, em um processo endotérmico.
b) absorve calor do corpo, em um processo exotérmico.
c) condensa no corpo, em um processo endotérmico.
d) libera calor para o corpo, em um processo exotérmico.
e) libera calor para o corpo, em um processo endotérmico.

81
9. (Cefet MG 2015) Em março de 2015, a % de etanol na gasolina comercial subiu de 25 para 27
v/v Algumas informações relevantes sobre as principais substâncias que constituem esses dois
combustíveis são apresentadas no quadro seguinte.

Combustíveis Fórmulas Moleculares Massas Molares (g  mol1) ΔHoc (kJ mol1)


etanol C2H6 O 46 1380
gasolina C8H18 114 5700

A eficiência de um combustível em relação a outro pode ser determinada comparando-se os valores


de energia produzida por massa dos mesmos. Considerando a densidade do etanol igual à da
gasolina e levando-se em conta somente o calor de combustão dos compostos, a eficiência do etanol
em relação à gasolina comercial, após o aumento da quantidade de álcool, é, em %, igual a

a) 30. b) 45. c) 50. d) 60. e) 67.

10. (Mackenzie 2014) O craqueamento (craking) é a denominação técnica de processos químicos


na indústria por meio dos quais moléculas mais complexas são quebradas em moléculas mais
simples. O princípio básico desse tipo de processo é o rompimento das ligações carbono-carbono
pela adição de calor e/ou catalisador. Um exemplo da aplicação do craqueamento é a transformação
do dodecano em dois compostos de menor massa molar, hexano e propeno (propileno), conforme
exemplificado, simplificadamente, pela equação química a seguir:

C12H26( )  C6H14( )  2 C3H6(g)

São dadas as equações termoquímicas de combustão completa, no estado-padrão para três


hidrocarbonetos:

37
C12H26( )  O2(g)  12 CO2(g)  13 H2O( ) ΔHC  7513,0 kJ / mol
2
19
C6H14(g)  O2(g)  6 CO2(g)  7H2O( ) ΔHC  4163,0 kJ / mol
2
9
C3H6(g)  O2(g)  3 CO2(g)  3 H2O( ) ΔHC  2220,0 kJ / mol
2

Utilizando a Lei de Hess, pode-se afirmar que o valor da variação de entalpia-padrão para o
craqueamento do dodecano em hexano e propeno, será

a) ‒ 13896,0 kJ/mol. b) ‒ 1130,0 kJ/mol. c) + 1090,0 kJ/mol.


d) + 1130,0 kJ/mol. e) + 13896,0 kJ/mol.

11. (Ufrn 2012) Uma atitude sustentável que visa a diminuir a poluição do ar é a regulagem dos
motores dos automóveis. Uma regulagem inadequada do motor favorece a combustão incompleta,
que gera, além do dióxido de carbono (CO2(g)), o monóxido de carbono (CO(g)) e a fuligem (C(s)).
Suponha que um carro use etanol como combustível e considere as reações e os dados da tabela
apresentados a seguir:

C2H5OH   5 2O2 g  CO g  3H2O   CO2 g


C2H5OH   3O2 g  3H2O   2CO2 g
T  298 K e P  1 atm

Substância H0f (kJ/mol)


C2H5OH  -277,5

CO g -110,53

H2O  -285,83

CO2 g -393,51

O2 g 497,8

82
Tendo em vista essa situação, quando o motor não estiver bem regulado,
a) a combustão é incompleta, pois, na mistura ar  O2  /combustível, o O 2 é a substância limitante
da reação.
b) na combustão incompleta, o consumo de álcool para produzir a mesma quantidade de energia
que na combustão completa é menor.
c) na combustão incompleta dos gases liberados, só o CO 2 tem impacto indesejado na qualidade
do ar.
d) a combustão é incompleta, pois, na mistura ar  O2  /combustível, o etanol é a substância
limitante da reação.

12. (Ufpb 2012) O desenvolvimento econômico está associado ao aumento do consumo de


energia, cuja produção, em parte, é oriunda de processos químicos. Com objetivo de facilitar a
compreensão desse tipo de produção, um professor de Química delegou a um grupo de alunos a
tarefa de realizar experimentos que envolvessem liberação ou absorção de energia. O grupo
realizou cada experimento, misturando as substâncias e medindo a temperatura, conforme
ilustração a seguir:

Posteriormente, o grupo apresentou os resultados, através do gráfico abaixo

Após o cumprimento da tarefa, os alunos devem concluir que o(s) experimento(s)


a) A e B são exotérmicos, por isso não produzem energia.
b) C e D são endotérmicos, por isso produzem energia.
c) D é exotérmico, por isso produz energia.
d) C é endotérmico, por isso não produz energia.
e) A é endotérmico, por isso produz energia.

13. (Ifsul 2011) Acredita-se que vastas quantidades de gás metano estejam presentes no interior
da terra (manto). A migração até níveis menos profundos ou na superfície é dada através de
grandes estruturas geológicas (falhas), sobretudo nos limites de placas tectônicas. Nas áreas
vulcânicas, o metano reage com o oxigênio formando o dióxido de carbono, que é expelido pelos
vulcões. Essa reação é descrita pela seguinte equação:

CH4(g)  2O2(g)  CO2(g)  2H2O(g)

83
E pode ser esquematizada pelo diagrama abaixo:

Sobre esse processo químico, é correto afirmar que a


a) variação de entalpia é 1140 kJ/mol e, portanto, ele é endotérmico.
b) energia de ativação é 1140 kJ/mol.
c) variação de entalpia é - 890 kJ/mol e, portanto, ele é exotérmico.
d) entalpia de ativação é 890 kJ/mol.

14. (Ufmg 2010) Para se minimizar o agravamento do efeito estufa, é importante considerar se a
relação entre a energia obtida e a quantidade de CO2 liberada na queima do combustível.
Neste quadro, apresentam-se alguns hidrocarbonetos usados como combustíveis, em diferentes
circunstâncias, bem como suas correspondentes variações de entalpia de combustão completa:

Hidrocarboneto ∆H de combustão/ (KJ/moℓ)


CH4 - 890
C2H2 - 1300
C3H8 - 2220
n - C4H10 - 2880

Tendo-se em vista essas informações, é CORRETO afirmar que, entre os hidrocarbonetos citados,
aquele que, em sua combustão completa, libera a maior quantidade de energia por moℓ de CO2
produzido é o
a) CH4 b) C2H2 c) C3H8 d) n-C4H10

15. (Enem 2009) Nas últimas décadas, o efeito estufa tem-se intensificado de maneira preocupante,
sendo esse efeito muitas vezes atribuído à intensa liberação de CO2 durante a queima de
combustíveis fósseis para geração de energia. O quadro traz as entalpias-padrão de combustão a
25 ºC (H025) do metano, do butano e do octano.

fórmula massa molar ÄH025


composto
molecular (g/moℓ) (kj/moℓ)
metano CH4 16 - 890
butano C4H10 58 - 2.878
octano C8H18 114 - 5.471

À medida que aumenta a consciência sobre os impactos ambientais relacionados ao uso da


energia, cresce a importância de se criar políticas de incentivo ao uso de combustíveis mais
eficientes. Nesse sentido, considerando-se que o metano, o butano e o octano sejam
representativos do gás natural, do gás liquefeito de petróleo (GLP) e da gasolina, respectivamente,
então, a partir dos dados fornecidos, é possível concluir que, do ponto de vista da quantidade de
calor obtido por mol de CO2 gerado, a ordem crescente desses três combustíveis é
a) gasolina, GLP e gás natural.
b) gás natural, gasolina e GLP.
c) gasolina, gás natural e GLP.
d) gás natural, GLP e gasolina.
e) GLP, gás natural e gasolina.

84
16. (Enem cancelado 2009) Vários combustíveis alternativos estão sendo procurados para reduzir
a demanda por combustíveis fósseis, cuja queima prejudica o meio ambiente devido à produção
de dióxido de carbono (massa molar igual a 44 g mol–1). Três dos mais promissores combustíveis
alternativos são o hidrogênio, o etanol e o metano. A queima de 1 mol de cada um desses
combustíveis libera uma determinada quantidade de calor, que estão apresentadas na tabela a
seguir.

Massa molar Calor liberado na queima


Combustível
(g mol–1) (kJ mol–1)
H2 2 270
CH4 16 900
C2H5OH 46 1350

Considere que foram queimadas massas, independentemente, desses três combustíveis, de forma
tal que em cada queima foram liberados 5400 kJ. O combustível mais econômico, ou seja, o que
teve a menor massa consumida, e o combustível mais poluente, que é aquele que produziu a maior
massa de dióxido de carbono (massa molar igual a 44 g mol–1), foram, respectivamente,
a) o etanol, que teve apenas 46 g de massa consumida, e o metano, que produziu 900 g de CO2.
b) o hidrogênio, que teve apenas 40 g de massa consumida, e o etanol, que produziu 352 g de
CO2.
c) o hidrogênio, que teve apenas 20 g de massa consumida, e o metano, que produziu 264 g de
CO2.
d) o etanol, que teve apenas 96 g de massa consumida, e o metano, que produziu 176 g de CO 2.
e) o hidrogênio, que teve apenas 2 g de massa consumida, e o etanol, que produziu 1350 g de
CO2.

17. (Ufpr 2008) A perspectiva de esgotamento das reservas mundiais de petróleo nas próximas
décadas tem incentivado o uso de biocombustíveis. Entre eles está o etanol, que no Brasil já vem
sendo usado como combustível de automóveis há décadas.

Usando o gráfico, considere as afirmativas a seguir:

1. A energia E 2 refere-se à entalpia de formação do etanol.


2. E 3 é a energia molar de vaporização da água.
3. A entalpia de formação do etanol é um processo endotérmico.
4. E4 é a entalpia de combustão do etanol.

Assinale a alternativa correta.


a) Somente a afirmativa 4 é verdadeira.
b) Somente a afirmativa 1 é verdadeira.
c) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

85
18. O metano é o principal componente do gás natural, importante combustível doméstico e
industrial. Em condições de excesso de gás oxigênio, o metano queima completamente formando
gás carbônico e água. Entretanto, em situações em que a disponibilidade de oxigênio não é
abundante, forma-se monóxido de carbono, um gás extremamente tóxico.

A partir das informações do diagrama de entalpia, conclui-se que para a formação de 140 g de
monóxido de carbono através da combustão incompleta do metano são

a) absorvidos aproximadamente 6,1  102 kJ.


b) absorvidos aproximadamente 3,0  103 kJ.
c) liberados aproximadamente 6,1  102 kJ.
d) liberados aproximadamente 3,0  103 kJ.

19. O conceito de entropia está intimamente associado à definição de espontaneidade de uma


reação química, através da segunda lei da termodinâmica, embora não seja suficiente para
caracterizá-la.
Considerando os sistemas apresentados a seguir, assinale aquele em que há aumento de entropia.

a) Liquefação da água.
b) Síntese da amônia.
c) Reação do hidrogênio gasoso com oxigênio gasoso para formar água líquida.
d) Dissolução do nitrato de potássio em água.

20. O Brasil tem potencial de produzir, aproximadamente, 30.000.000.000 m³/ano de biogás


proveniente de aterros, tratamento de efluentes e biodigestores agroindustriais que, se aplicados
na geração de energia elétrica, disponibilizariam 42.600 MW/ano. Entretanto, a presença de alguns
contaminantes no biogás (vapor d'água, dióxido de carbono e sulfeto de hidrogênio, por exemplo)
prejudicam a queima, necessitando, assim, de um processo de purificação. Uma usina pode
produzir, diariamente, cerca de 2000 m3 de biogás, com uma composição de 60% de gás metano.
Após um processo de purificação biológica, obtém-se biogás com 98% de gás metano.

DADOS
- Volume molar nas condições de produção do metano = 24 L/mol
- Energia liberada na combustão completa da gasolina = 4,5  104 kJ/L
- Energia liberada na combustão do gás metano = 900 kJ/mol

Para produzir a mesma quantidade de energia liberada pela queima da produção diária da usina
de biogás (2000 m3), com concentração de 98% de gás metano, é necessária a seguinte
Gabarito
quantidade (em litros) de gasolina:
1: [E] 2: [A] 3: [C]
a) 465
b) 982
4: [C] 5: [E] 6: [D]
c) 1633
d) 2167
7: [B] 8: [A] 9: [E]
e) 3454
10: [C] 11: [A] 12: [C]

13: [C] 14: [A] 15: [A]

16: [B] 17: [A] 18: [D]

19: [D] 20: [C]


.

86
Cinética química

É o estudo da velocidade das reações químicas e dos fatores que nela influem.

Velocidade média

É o quociente da variação da quantidade de uma das substâncias, dividida pela variação do tempo.

Importante : As velocidade dos componentes de uma reação química são proporcionais aos seus
coeficiente estequiométricos.

V 3V 2V

Condições para ocorrer uma reação

Condições fundamentais:
1ª) Afinidade entre os reagentes;
2ª) Contato entre os reagentes;
3ª) Temperatura.
Condições acessórias:
1ª) Frequência das colisões entre as moléculas reagentes;
2ª) Eficiência dessas colisões.

Teoria das colisões

A rapidez de uma reação


diminui gradativamente ao
longo do tempo. Ela é sempre
maior no início,
em virtude da alta
concentração dos reagentes,
o que possibilita um grande
Importante: quanto menor a energia de ativação maior a velocidade de uma reação número de colisões entre
eles, inclusive as efetivas.

87
Principais fatores que alteram a velocidade das reações

Superfície de Contato
Quanto maior a superfície de contato, maior o número de partículas expostas às colisões,
aumentando o número de colisões e, consequentemente, a velocidade da reação.

Temperatura

O aumento na temperatura provoca o aumento na energia cinética das moléculas, aumentando o


número de moléculas com energia igual ou superior à energia de ativação. Dessa forma, verifica-se
um aumento na frequência de colisões efetivas resultando com isso uma maior velocidade das
reações.

Catalisador

Substância que adicionada ao sistema, aumenta a velocidade da reação, sem ser consumida.
O catalisador diminui a energia de ativação.

Importante: as enzimas são catalisadores biológicos

Concentração dos reagentes (Lei da Ação das Massas ou Guldberg-Waage)

aA + bB V
 cC+ dD
V  k.[A]a .[B]b
Onde:
V = velocidade da reação
k = constante de velocidade
[A] e [B] = concentrações molares dos reagentes
x e y = expoentes determinados experimentalmente denominados ordem da reação.

Cada reação apresenta uma constante de velocidade (k) característica, que aumenta com a
temperatura, ela depende de todos os fatores que influenciam a velocidade da reação, com exceção
da concentração dos reagentes.

A lei de velocidade e o mecanismo de reação


Reação elementar : ocorre em apenas uma etapa

Os coeficientes estequiométricos coincidem com as ordens de reação


Reação não elementar : ocorre em mais de uma etapa

Molecularidade – É número
de moléculas que colidem
numa única etapa da reação
A velocidade da reação é determinada pela etapa lenta.

88
1. (Ime 2017) “A Olimpíada deve ser disputada sem o fantasma da fraude química, dentro do
princípio de que, tanto quanto é importante competir, vencer é prova de competência”.
Jornal O Globo, 28/05/2016.
Considere que um atleta tenha consumido 64 mg de um anabolizante e que, após 4 dias, o exame
antidoping tenha detectado apenas 0,25 mg deste composto. Assumindo que a degradação do
anabolizante no organismo segue uma cinética de 1ª ordem, assinale a alternativa que apresenta
o tempo de meia-vida da substância no organismo do atleta.
a) 4 horas b) 6 horas c) 8 horas d) 12 horas e) 48 horas

2. (Ufrgs 2017) Uma reação genérica em fase aquosa apresenta a cinética descrita abaixo.
3A  B  2C v  k[A]2 [B]
A velocidade dessa reação foi determinada em dependência das concentrações dos reagentes,
conforme os dados relacionados a seguir.

[A] (mol L1) [B] (mol L1) v (mol L1 min1)


0,01 0,01 3,0  105
0,02 0,01 x
0,01 0,02 6,0  105
0,02 0,02 y

Assinale, respectivamente, os valores de x e y que completam a tabela de modo adequado.


5 5 5 5
a) 6,0  10 e 9,0  10 b) 6,0  10 e 12,0  10
5 5 5 5
c) 12,0  10 e 12,0  10 d) 12,0  10 e 24,0  10
5 5
e) 18,0  10 e 24,0  10

3. (Ufjf-pism 3 2016) Um estudante resolveu fazer três experimentos com comprimidos


efervescentes, muito utilizados no combate à azia, que liberam CO 2 quando dissolvidos em água.

Experimento 1: Em três copos distintos foram adicionados a mesma quantidade de H2O, mas
com temperaturas diferentes ( 6, 25 e 100 C). Em seguida, foi adicionado um comprimido
efervescente inteiro em cada copo.
Experimento 2: Em dois copos distintos foi adicionada a mesma quantidade de H2 O à
temperatura ambiente. Ao primeiro copo foi adicionado um comprimido inteiro e ao segundo um
comprimido triturado.
Experimento 3: Em três copos distintos foram adicionados a mesma quantidade de H2 O à

temperatura ambiente e 1 , 1 e 1 1 comprimido não triturado, respectivamente.


2 2

Com base nos parâmetros que influenciam a cinética de uma reação química, o estudante deve
observar que:
a) No experimento 1 a temperatura da água não interfere no processo de liberação de CO2 .
b) No experimento 2 o aumento da superfície de contato favorece a liberação de CO2 .
c) No experimento 3 a massa de comprimido é inversamente proporcional à quantidade de CO 2
liberada.
d) No experimento 1 a água gelada ( 6 C) favorece a dissolução do comprimido liberando mais
CO2 .
e) Nos experimentos 2 e 3 a massa do comprimido e a superfície de contato não interferem no
processo de liberação de CO2 .

89
4. (Uerj 2016) No preparo de pães e bolos, é comum o emprego de fermentos químicos, que agem
liberando gás carbônico, responsável pelo crescimento da massa. Um dos principais compostos
desses fermentos é o bicarbonato de sódio, que se decompõe sob a ação do calor, de acordo com
a seguinte equação química:

2NaHCO3(s)  Na2CO3(s)  H2O(g)  CO2(g)

Considere o preparo de dois bolos com as mesmas quantidades de ingredientes e sob as mesmas
condições, diferindo apenas na temperatura do forno: um foi cozido a 160C e o outro a 220C.
Em ambos, todo o fermento foi consumido.
O gráfico que relaciona a massa de CO 2 formada em função do tempo de cozimento, em cada
uma dessas temperaturas de preparo, está apresentado em:

a) b)

c) d)

5. (G1 - ifsp 2016) Um técnico de laboratório químico precisa preparar algumas soluções aquosas,
que são obtidas a partir das pastilhas da substância precursora no estado sólido. A solubilização
desta substância consiste em um processo endotérmico. Ele está atrasado e precisa otimizar o
tempo ao máximo, a fim de que essas soluções fiquem prontas. Desse modo, assinale a alternativa
que apresenta o que o técnico deve fazer para tornar o processo de dissolução mais rápido.
a) Ele deve triturar as pastilhas e adicionar um volume de água gelada para solubilizar.
b) Ele deve utilizar somente água quente para solubilizar a substância.
c) Ele deve utilizar somente água gelada para solubilizar a substância.
d) Ele deve triturar as pastilhas e adicionar um volume de água quente para solubilizar.
e) A temperatura da água não vai influenciar no processo de solubilização da substância, desde
que esta esteja triturada.

6. (Espcex (Aman) 2015) “Uma amostra de açúcar exposta ao oxigênio do ar pode demorar muito
tempo para reagir. Entretanto, em nosso organismo, o açúcar é consumido em poucos segundos
quando entra em contato com o oxigênio. Tal fato se deve à presença de enzimas que agem sobre
as moléculas do açúcar, criando estruturas que reagem mais facilmente com o oxigênio...”.
Baseado no texto acima, a alternativa que justifica corretamente a ação química dessas enzimas
é:
a) As enzimas atuam como inibidoras da reação, por ocasionarem a diminuição da energia de
ativação do processo e, consequentemente, acelerarem a reação entre o açúcar e o oxigênio.
b) As enzimas atuam como inibidoras da reação, por ocasionarem o aumento da energia de
ativação do processo e, consequentemente, acelerarem a reação entre o açúcar e o oxigênio.
c) As enzimas atuam como catalisadores da reação, por ocasionarem o aumento da energia de
ativação do processo, fornecendo mais energia para o realização da reação entre o açúcar e o
oxigênio.
d) As enzimas atuam como catalisadores da reação, por ocasionarem a diminuição da energia de
ativação do processo, provendo rotas alternativas de reação menos energéticas, acelerando a
reação entre o açúcar e o oxigênio.
e) As enzimas atuam como catalisadores da reação, por ocasionarem a diminuição da energia de
ativação do processo ao inibirem a ação oxidante do oxigênio, desacelerando a reação entre o
açúcar e o oxigênio.

7. (Ufpr 2012) A utilização de sabões para limpeza data de mais de 4000 anos. Os sabões são
constituídos de moléculas anfifílicas, que contêm uma porção hidrofóbica e uma hidrofílica, e
consequentemente atuam como tensoativos. Além da ação física do sabão no processo de
remoção de sujeiras, há também a ação química, em que ocorre reação entre as moléculas
anfifílicas e a sujeira, principalmente gorduras. Mesmo sem conhecimento científico, muitas
pessoas constatam que a lavagem com sabão utilizando água quente é mais eficiente que com
água fria. Com relação à ação dos sabões, considere as seguintes afirmativas:

90
1. A velocidade de remoção de sujeiras (à base de gorduras) de uma roupa é aumentada em altas
temperaturas, pois nessa condição há maior frequência de choques entre as moléculas.
2. O processo de solubilização da sujeira envolve interação entre a parte hidrofóbica do tensoativo
e a gordura, deixando a parte hidrofílica exposta na superfície que interage com o solvente.
3. A maior eficiência de lavagem em temperaturas mais altas implica que a reação entre o
tensoativo e a sujeira é um processo endotérmico.
4. Em temperaturas superiores à temperatura de fusão de gorduras da sujeira, a velocidade de
remoção é aumentada, em função da maior superfície de contato.

Assinale a alternativa correta.


a) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

8. (Ufg 2011) A amônia é matéria-prima para a fabricação de fertilizantes como a ureia


(CON2H4 ), o sulfato de amônio [(NH4 )2 SO4 )] e o fosfato de amônio [(NH4 )3 PO4 )]. A
reação de formação da amônia se processa em duas etapas, conforme equações químicas
fornecidas abaixo.

N2( g)  2 H2( g)  N2H4( g) 1 lenta


N2H4(g)  H2(g)  2 NH3( g)  2 rápida
Dessa forma, a velocidade da equação global N2(g)  3H2(g)  2NH3(g) é dada pela seguinte
expressão:
a) v  k  N2   H2  b) v  k  NH3  c) v  k  N2 H2 
2 2 3

d) v  k  NH3  N2   H2 3 e) v  k  N2H4  N2   H2 


2 2

9. (Ufrn 2011) Leia o texto abaixo:

Para reciclar sucata de alumínio, basta aquecê-la até a temperatura de fusão do alumínio, que é
de 660C. O alumínio derretido é transformado em lingotes, que são vendidos às indústrias que
o usam. Às vezes, vem ferro junto com o alumínio. Para separá-lo, usa-se um ímã, antes de jogar
a sucata de alumínio no forno de fusão. Quando a sucata de alumínio é de latas de refrigerante, a
gente precisa prensar um monte de latas para formar um pacote menor. É que as latas são de
alumínio muito fino e na temperatura do forno de fusão seriam atacadas pelo oxigênio do ar. O
alumínio formaria óxido de alumínio e perderíamos todo o alumínio. Quando as latas estão
prensadas, o oxigênio não chega lá tão facilmente e o alumínio derrete antes de ser atacado pelo
oxigênio.
Texto adaptado: Tele-curso 2000, Química, Aula 24.
Do ponto de vista da Cinética, prensar as latas de alumínio diminui a velocidade da reação porque
diminui
a) a energia de ativação do complexo ativado da etapa lenta, no mecanismo da reação.
b) a concentração do alumínio na etapa lenta, no mecanismo da reação.
c) a superfície de contato entre o metal e o oxigênio.
d) a concentração de oxigênio.

10. (Uerj 2011) A fim de aumentar a velocidade de formação do butanoato de etila, um dos
componentes do aroma de abacaxi, emprega-se como catalisador o ácido sulfúrico. Observe a
equação química desse processo:

As curvas de produção de butanoato de etila para as reações realizadas com e sem a utilização
do ácido sulfúrico como catalisador estão apresentadas no seguinte gráfico:

91
a) b)

c) d)

11. (Fuvest 2010) Um estudante desejava estudar, experimentalmente, o efeito da temperatura


sobre a velocidade de uma transformação química. Essa transformação pode ser representada
por:
catalisador
A+B  P
Após uma série de quatro experimentos, o estudante representou os dados obtidos em uma tabela:

Número do experimento
1 2 3 4
temperatura (oC) 15 20 30 10
massa de catalisador (mg) 1 2 3 4
concentração inicial de A (moℓ/L) 0,1 0,1 0,1 0,1
concentração inicial de B (moℓ/L) 0,2 0,2 0,2 0,2
tempo decorrido até que a transformação
47 15 4 18
se completasse (em segundos)

Que modificação deveria ser feita no procedimento para obter resultados experimentais mais
adequados ao objetivo proposto?
a) Manter as amostras à mesma temperatura em todos os experimentos.
b) Manter iguais os tempos necessários para completar as transformações.
c) Usar a mesma massa de catalisador em todos os experimentos.
d) Aumentar a concentração dos reagentes A e B.
e) Diminuir a concentração do reagente B.

12. (Ufrgs 2007) As resinas epóxi, amplamente utilizadas como adesivos em aplicações industriais,
são preparadas por meio de processos de polimerização que envolvem calor ou catalisadores.
O gráfico a seguir compara qualitativamente os processos catalítico e não-catalítico de formação da
resina epóxi.

Com base nos dados apresentados no gráfico, é correto afirmar que


a) a reação catalisada é representada pela curva I.
b) o processo de cura da resina independe da ação do catalisador.
c) a energia de ativação da reação catalisada é dada pelo valor de X.
d) a reação mais rápida é representada pela curva II.
e) o processo de polimerização é endotérmico.

92
13. (Fuvest 2007) Alguns perfumes contêm substâncias muito voláteis, que evaporam rapidamente,
fazendo com que o aroma dure pouco tempo. Para resolver esse problema, pode-se utilizar uma
substância não volátil que, ao ser lentamente hidrolisada, irá liberando o componente volátil
desejado por um tempo prolongado. Por exemplo, o composto não volátil, indicado na equação,
quando exposto ao ar úmido, produz o aldeído volátil citronelal.

Um tecido, impregnado com esse composto não volátil, foi colocado em uma sala fechada, contendo
ar saturado de vapor d'água. Ao longo do tempo, a concentração de vapor d'água e a temperatura
mantiveram-se praticamente constantes.
Sabe-se que a velocidade de formação do aldeído é diretamente proporcional à concentração do
composto não volátil. Assim sendo, o diagrama que corretamente relaciona a concentração do
aldeído no ar da sala com o tempo decorrido deve ser

14. A polifenoloxidase, enzima presente na batata, é responsável pela oxidação de compostos


fenólicos, como ilustrada pela reação na figura a seguir. Esta enzima está compartimentalizada em
células, assim ficando exposta quando a batata é cortada.

OH OH
PFO PFO
O2 1/2O2
R R OH

Fenol 1,2-difenol
O
PFO
+ H2O Melanina
1/2O2
R O

1,2-quinona Polímero de
cor escura
Um pedaço de batata cortada deverá sofrer diferentes graus de oxidação (observado pelo
escurecimento da batata) quando: 1 – exposta ao ar em temperatura ambiente; 2 – colocada imersa
em água em temperatura ambiente; 3 – colocada em um congelador por 5 minutos (o qual congela
a água das células) e depois é exposta ao ar em temperatura ambiente; e; 4 – colocada em água
fervente por 5 minutos (ocorrendo desnaturação) e exposta em seguida ao ar em temperatura
ambiente. As seguintes observações podem ser feitas:
I. A catálise enzimática é dependente do oxigênio molecular, assim entre as situações 1 e 2, a
batata ficará mais escura na situação 2 do que na 1.
II. O fato de a batata estar cortada favorece a catálise e estar descascada favorece mais ainda o
seu escurecimento.
III. Na situação 3, o congelamento rompe a estrutura celular e favorece a exposição da enzima ao
oxigênio e leva a um maior escurecimento da batata.
IV. Na situação 4 a polifenoloxidase tem sua atividade diminuída em função de sua degradação e
assim, a batata não ficará escura.

Assinale a alternativa correta:

a) Somente a observação I está correta


b) Somente as observações I e III estão corretas
c) Somente as observações I e IV estão corretas
d) Somente as observações II, III e IV estão corretas
e) Todas as observações estão corretas

93
15. (Ufrgs 2000) A deterioração de alimentos é ocasionada por diversos agentes que provocam
reações químicas de degradação de determinadas substâncias. Alguns alimentos produzidos
industrialmente, como embutidos à base de carne triturada, apresentam curto prazo de validade.
Essa característica deve-se a um fator cinético relacionado com
a) a presença de agentes conservantes.
b) reações químicas que ocorrem a baixas temperaturas.
c) a elevada concentração de aditivos alimentares.
d) a grande superfície de contato entre os componentes do produto.
e) o acondicionamento em embalagem hermética.

16. (Pucrs 2001) Para responder à questão, relacione os fenômenos descritos na coluna I com os
fatores que influenciam na velocidade dos mesmos, mencionados na coluna II.

COLUNA I
1 - Queimadas se alastrando rapidamente quando está ventando.
2 - Conservação dos alimentos no refrigerador.
3 - Efervescência da água oxigenada na higiene de ferimentos.
4 - Lascas de madeiras queimando mais rapidamente que uma tora de madeira.

COLUNA II
A - superfície de contato
B - catalisador
C - concentração
D - temperatura

A alternativa que contém a associação correta entre as duas colunas é


a) 1 - C; 2 - D; 3 - B; 4 - A b) 1 - D; 2 - C; 3 - B; 4 - A
c) 1 - A; 2 - B; 3 - C; 4 - D d) 1 - B; 2 - C; 3 - D; 4 - A e) 1 - C; 2 - D; 3 - A; 4 - B

17. Leia atentamente o seguinte trecho.


Em geral, os aumentos de temperatura aceleram as reações químicas: a cada 10 °C de aumento,
a velocidade de reação se duplica. As reações catalisadas por enzimas seguem esta lei geral.
Entretanto, sendo proteínas, a partir de certa temperatura, começam a desnaturar-se pelo calor. A
temperatura na qual a atividade catalítica é máxima chama-se temperatura ótima.
Nos vegetais, existe uma temperatura ótima na qual a atividade enzimática de certa etapa da
fotossíntese é máxima; no entanto, essa temperatura não é necessariamente a mesma para todas
as plantas. Em certo vegetal, uma reação fotossintetizante catalisada por uma enzima ocorre à
velocidade de 0,5 mol/L ∙ s, à temperatura de 15 °C. Sabendo que a desnaturação enzimática
começa a ocorrer quando a velocidade dessa reação é de 4 mol/L ∙ s, é correto inferir que a
temperatura em que a velocidade da reação é máxima está próxima de:

a )25 °C b) 35 °C c) 45 °C d) 50 °C e) 55 °C

18. Os processos termodinâmicos estão presentes na fotossíntese das plantas, na queima de


combustíveis, nas mudanças de estado físico que ocorrem com a água, entre outros. Portanto, saber
interpretar um gráfico de termoquímica é essencial para avaliar esses diversos exemplos. Observe
o gráfico a seguir:

Analisando o gráfico, é possível concluir que


Gabarito
a) a reação inversa à apresentada no gráfico é
endotérmica e absorve 20 kJ/mol de energia.
1: [D] 2: [D] 3: [B]
b) a reação inversa à apresentada no gráfico é
exotérmica e libera 20 kJ/mol de energia.
4: [D] 5: [D] 6: [D]
c) ele representa um processo endotérmico,
ou seja, que libera energia.
7: [C] 8: [A] 9: [C]
d) ele representa um processo exotérmico, ou
seja, que libera energia.
10: [B] 11: [C] 12: [D]
e) a energia de ativação dessa reação é de 60
kJ/mol.
13: [A] 14: [D] 15: [D]

16: [A] 17: [C] 18: [B]

94
Equilíbrios químicos

A maioria das reações químicas pode ser considerada reversível, ou seja, elas ocorrem nos dois
sentidos da reação, chamados direto e inverso.

1
aA + bB ⇌ cC + dD
2

Quando o equilíbrio é alcançado, temos:


a) V1 (velocidade da reação direta) = V2(velocidade da reação inversa)
b) V1 = V2, mas diferente de zero (equilíbrio dinâmico).
c) As propriedades macroscópicas não mais se alteram, e a concentração dos participantes
permanece constante.

Graficamente temos:

Constantes de equilíbrio (Kc e Kp)

[C]c [D]d [pC]c [pD]d


Kc  e Kp 
[A]a [B]b [pA]a [pB]b
Onde:
Kc = constante de equilíbrio em função das concentrações molares.
[A] · [B] ... = concentrações molares das substâncias no momento do equilíbrio.

Kp = constante de equilíbrio em função das pressões parciais.


[pA] · [pB] ... = pressões parciais dos gases no momento do equilíbrio.

Exemplo : 2
[SO3 ]2 pSO3

2SO2(g) + O2(g)  2SO3(g)
 Kc  Kp  2
[SO2 ]2 [O2 ] pSO 2 .pO2
Importante :

• O Kc só é alterado pela temperatura.


• Na expressão do Kc só entram somente substâncias gasosas e aquelas que estão em meio
aquoso
• Na expressão do Kp entra somente substâncias gasosas
• Quanto maior o valor da constante de equilíbrio maior será o rendimento do processo

95
Princípio de Le Chatelier

Quando um fator externo age sobre um sistema em equilíbrio, este se desloca, procurando minimizar
a ação do fator aplicado.

Exemplo:

exo
N 2(g)  3H2(g)   2NH3(g) H<0

endo

▪ aumentando a temperatura desloca o equilíbrio para a esquerda.


▪ aumentando a pressão desloca o equilíbrio para a direita.
▪ aumentando a concentração do N2 desloca o equilíbrio para a direita.
▪ Diminuindo a concentração do N2 desloca o equilíbrio para a esquerda.

96
É o caso particular de equilíbrio químico em que o mesmo ocorre entre as moléculas e os íons da
reação reversível de ionização.
Exemplo:
HA + H2O  H3O+ + A–
Constante de ionização

Tomemos o equilíbrio anterior:


HA + H2O  H3O+ + A–

[H 3 O  ].[A - ]
Ki 
[HA]

• Para representar as constantes de ionização podemos usar K i ou Ka, para ácidos, e Kb para
bases;
• O valor de Ka varia com a temperatura. Toda reação de ionização é endotérmica, assim o Ka
sempre aumenta com a temperatura;
• Na mesma temperatura, quanto maior o valor de Ka, maior será a força de um ácido.
Conceito de Brönsted-Lowry
• Ácido forte  base conjugada fraca (pouca afinidade por prótons)
• Ácido fraco  base conjugada forte (muita afinidade por prótons)

Força dos eletrólitos

A força dos eletrólitos dissolvidos em água pode ser medida:

1) Pelo grau de ionização ()

o
α  n de moléculas ionizadas .100(%)
n o de moléculas dissolvida s

 Força 
2) Pela constante de ionização (Ki)
depende só
Ki  Temperatura

K i Força 

Efeito de íon comum


HA  H+ + A–
Adiciona-se agora um sal BA (que contém o íon A–)
BA  B+ + A–
A– é, no caso, um íon comum aos equilíbrios.
Consequências:
• desloca o equilíbrio do ácido para a esquerda, pelo aumento da concentração de A– ;
• aumento da concentração de HA (não ionizado)
• diminui a concentração de H+;
• diminui o grau de ionização () do ácido.
• não altera o valor da constante de ionização (Ki).

97
Lei da Diluição de Ostwald
A relação entre a constante de ionização de um eletrólito fraco, seu grau de ionização () e a
molaridade (M) da solução é dada pela Lei da Diluição de Ostwald.
Quanto mais diluída for a solução, maior será o seu grau de ionização”

pH e pOH das soluções aquosas

Produto iônico da água


HOH  H+ + OH– ou
HOH + HOH  H3O+ + OH–
Kw = [H ] [OH–] = [H3O+] · [OH–] a 25° : Kw = 10–14
+

[H+].[OH-] = 10-14 (a 25 °C)

Caráter das Soluções aquosas

Água pura [H+] = 10–7 [OH–] = 10–7


Solução ácida [H+]  10–7 [OH–]  10–7
Solução básica [H+]  10–7 [OH–]  10–7

[H+] = acidez [OH–] = basicidade

pH e pOH
pH=-log [H+] e pOH=-log[OH-]
pH + pOH =14 a 25°C

pH e pOH das soluções aquosas a 25°C

Água pura pH = 7 pOH = 7


Solução ácida pH  7 pOH  7
Solução básica pH  7 pOH  7

Resumo
Acidez  pH [H+] pOH [OH–]
Basicidade  pH [H+] pOH [OH–]
Hidrólise salina

Chama-se reação de hidrólise salina a reação do sal com água dando o ácido e a base
correspondente.
Sal + Água ⇄ Ácido + Base
Reação inversa da salificação.
Exemplo:
NaCN + H2O  HCN + NaOH

98
Os casos de hidrólise salina

Reação de pH do meio após


Sal de Íon fraco
hidrólise hidrólise
Ácido forte base forte Não tem Não ocorre =7

Ácido forte base fraca Cátion Ocorre 7

Ácido fraco base forte Ânion Ocorre 7

Ácido fraco base fraca Cátion e Anion Ocorre 7

Produto de solubilidade (Kps) é o produto das concentrações em mol/L dos íons existentes em
uma solução saturada, estando cada concentração elevada à potência igual ao coeficiente do íon
na equação de dissociação iônica correspondente.

Exemplo:

Importante
• O valor do Kps varia com a temperatura.
• Quando o produto das concentrações molares dos íons, elevadas aos respectivos expoentes for
igual ao Kps, a solução estará saturada; se esse produto der abaixo do Kps a solução estará
insaturada.
• Para substâncias de fórmulas semelhantes, a mais solúvel terá o maior Kps.

Em resumo, para a equação genérica:

1. (Uerj simulado 2018) O cianeto de hidrogênio (HCN) é um gás extremamente tóxico, que sofre
ionização ao ser dissolvido em água, conforme a reação abaixo.

 
HCN(aq) H(aq)  CN(aq)

1
Em um experimento, preparou-se uma solução aquosa de HCN na concentração de 0,1mol  L
e grau de ionização igual a 0,5%.

1
A concentração de íons cianeto nessa solução, em mol  L , é igual a:
4
a) 2,5  10
4
b) 5,0  10
2
c) 2,5  10
2
d) 5,0  10

99
2. (Ufjf-pism 3 2017) Considere os seguintes equilíbrios que envolvem CO2(g) e suas constantes
de equilíbrio correspondentes:
CO2(g) CO(g)  1 2 O2(g) K1
2 CO(g)  O2(g) 2 CO2(g) K2
Marque a alternativa que correlaciona as duas constantes de equilíbrio das duas reações
anteriores.

a) K 2  1 (K1)2 b) K 2  (K1)2 c) K 2  K1 d) K 2  1 K1 e) K 2  (K1)1 2

3. (Uefs 2017) O principal constituinte do esmalte dos dentes é a hidroxiapatita,


Ca5OH(PO4 )3(s), que é praticamente insolúvel em água, mas, por estar em contato com a saliva,
ocorre o seguinte equilíbrio de dissociação de seus íons:

2  
Ca5OH(PO4 )3(s) 5 Ca(aq)  OH(aq)  3 PO34(aq)

Sobre a equação de equilíbrio, analise as afirmativas e marque com V as verdadeiras e com F, as


falsas.

( ) Ao consumir bebidas e/ou alimentos ácidos, a deterioração dos dentes é favorecida devido à
fragilização do esmalte dos dentes, pois ocorre deslocamento do equilíbrio no sentido da dissociação
da hidroxiapatita.
( ) Águas que contêm íons fluoreto, quando ingeridas, decrescem o pH da saliva, fazendo com
que o equilíbrio se desloque no sentido da dissociação da hidroxiapatita e, com isso, favorece a
formação de cáries.
( ) Se for adicionado hidróxido de magnésio ao creme dental, o equilíbrio será deslocado no sentido
da formação da hidroxiapatita, ajudando a tornar os dentes mais resistentes.
( ) A hidroxiapatita é um sal ácido que tende a se dissolver em meio básico, produzindo íons
fosfato, que contribuem para diminuir o pH do meio.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a


a) V – F – V – F
b) V – V – F – F
c) V – F – F – V
d) F – F – V – V
e) F – V – V – F

4. (Ufjf-pism 3 2017) Segundo o princípio de Le Châtelier, se um sistema em equilíbrio é submetido


a qualquer perturbação externa, o equilíbrio é deslocado no sentido contrário a esta perturbação.
Assim, conforme o sistema se ajusta, a posição do equilíbrio se desloca favorecendo a formação de
mais produtos ou reagentes. A figura abaixo mostra diferentes variações no equilíbrio da reação de
produção de amônia de acordo com a perturbação que ocorre.

N2(g)  3 H2(g) 2 NH3(g)

Em quais tempos verifica-se um efeito que desloca o equilíbrio favorecendo os reagentes?

a) t1, t 2 , t 6 b) t1, t 4 , t 6 c) t 2 , t 3 , t 4 d) t 3 , t 4 , t 5 e) t 3 , t 5 , t 6

100
5. (Fuvest 2017) Dependendo do pH do solo, os nutrientes nele existentes podem sofrer
transformações químicas que dificultam sua absorção pelas plantas. O quadro mostra algumas
dessas transformações, em função do pH do solo.

Para que o solo possa fornecer todos os elementos citados na tabela, o seu pH deverá estar entre

a) 4 e 6. b) 4 e 8. c) 6 e 7. d) 6 e 11. e) 8,5 e 11.

6. (Enem PPL 2016) As águas dos oceanos apresentam uma alta concentração de íons e pH entre
8,0 e 8,3. Dentre esses íons estão em equilíbrio as espécies carbonato (CO32-) e bicarbonato
(HCO3-) representado pela equação química:

 2 
HCO3(aq) CO3(aq)  H(aq)

As águas dos rios, ao contrário, apresentam concentrações muito baixas de íons e substâncias
básicas, com um pH em torno de 6 A alteração significativa do pH das águas dos nos e oceanos
pode mudar suas composições químicas, por precipitação de espécies dissolvidas ou redissolução
de espécies presentes nos sólidos suspensos ou nos sedimentos.

A composição dos oceanos é menos afetada pelo lançamento de efluentes ácidos, pois os oceanos
a) contêm grande quantidade de cloreto de sódio.
b) contêm um volume de água pura menor que o dos rios.
c) possuem pH ácido, não sendo afetados pela adição de outros ácidos.
d) têm a formação dos íons carbonato favorecida pela adição de ácido.
e) apresentam um equilíbrio entre os íons carbonato e bicarbonato, que atuam como sistema-
tampão.

7. (Uerj 2015) O craqueamento é uma reação química empregada industrialmente para a obtenção
de moléculas mais leves a partir de moléculas mais pesadas. Considere a equação termoquímica
abaixo, que representa o processo utilizado em uma unidade industrial para o craqueamento de
hexano.

H3C  CH2  CH2  CH2  CH2  CH3(g) H3C  CH2  CH2  CH3(g)  H2C  CH2(g)
ΔH  0

Em um experimento para avaliar a eficiência desse processo, a reação química foi iniciada sob
temperatura T1 e pressão P1. Após seis horas, a temperatura foi elevada para T2 , mantendo-se
a pressão em P1. Finalmente, após doze horas, a pressão foi elevada para P2 , e a temperatura
foi mantida em T2 .

A variação da concentração de hexano no meio reacional ao longo do experimento está


representada em:

101
a) b)

c) d)

8. (Fuvest 2015) A Gruta do Lago Azul (MS), uma caverna composta por um lago e várias salas,
em que se encontram espeleotemas de origem carbonática (estalactites e estalagmites), é uma
importante atração turística. O número de visitantes, entretanto, é controlado, não ultrapassando
300 por dia. Um estudante, ao tentar explicar tal restrição, levantou as seguintes hipóteses:

I. Os detritos deixados indevidamente pelos visitantes se decompõem, liberando metano, que pode
oxidar os espeleotemas.
II. O aumento da concentração de gás carbônico que é liberado na respiração dos visitantes, e que
interage com a água do ambiente, pode provocar a dissolução progressiva dos espeleotemas.
III. A concentração de oxigênio no ar diminui nos períodos de visita, e essa diminuição seria
compensada pela liberação de O2 pelos espeleotemas.

O controle do número de visitantes, do ponto de vista da Química, é explicado por


a) I, apenas. b) II, apenas. c) III, apenas. d) I e III, apenas. e) I, II e III.

9. (Fuvest 1990) Em solução aquosa, íons cromato (CrO4)2-, de cor amarela, coexistem em equilíbrio
com íons dicromato (Cr2O7)2-, de cor alaranjada, segundo a reação:
2(CrO4)2- (aq)+2H+(aq) ⇌ (Cr2O7)2- (aq) +H2O(ℓ)
A coloração alaranjada torna-se mais intensa quando se:
a) adiciona OH-. b) diminui o pH. c) aumenta a pressão.
d) acrescenta mais água. e) acrescenta um catalisador.

10. (Fei 1993) A chuva ácida ocorre em regiões de alta concentração de poluentes provenientes
da queima de combustíveis fósseis. Numa chuva normal, o pH está em torno de 5,0 e, em Los
Angeles, já ocorreu chuva com pH em torno de 2,0. A concentração de íons H + dessa chuva
ocorrida em Los Angeles em relação à chuva normal é:
a) 1000 vezes maior b) 1000 vezes menor c) 3 vezes maior
d) 3 vezes menor e) 100 vezes maior

11. Em Fisiologia, a respiração é definida como o movimento de oxigênio a partir do ar exterior para
dentro das células dos tecidos, e o transporte de dióxido de carbono no sentido oposto.
Inconscientemente, a respiração é controlada por centros especializados no tronco cerebral, que
regulam automaticamente a taxa e a profundidade da respiração, dependendo das necessidades do
corpo, a qualquer momento. Uma das maneiras de controle da respiração é feito pelo do pH do
sangue, que pode variar através dos equilíbrios químicos:

CO2(g) + H2O(l) H2CO3(aq)


H2CO3(aq) + H2O(l) H3O+(aq) + HCO3– (aq)

De acordo com o texto e com os equilíbrios químicos descritos acima, analise as afirmações
seguintes.
1. O aumento da concentração de CO2 no sangue levará ao aumento do pH.
2. O aumento da quantidade de H2CO3 no sangue será interpretado pelos sensores do tronco
cerebral como uma queda na concentração de CO2 no sangue.
3. O aumento da concentração de H3O+ levará à diminuição do pH, indicando, assim, uma
concentração elevada de CO2 no sangue.

Está(ão) correta(s):

a) 1 apenas. b) 3 apenas. c) 1 e 2 apenas. d)1 e 3 apenas. e) 1, 2 e 3.

102
12. Uma das reações utilizadas para a demonstração de deslocamento de equilíbrio, devido à
mudança de cor, é a representada pela equação a seguir:
2 CrO2–4(aq) + 2 H+(aq) Cr2O2–7(aq) + H2O(l)
sendo que, o cromato (CrO2–4) possui cor amarela e o dicromato (Cr2O2–7) possui cor alaranjada.
Sobre esse equilíbrio foram feitas as seguintes afirmações:
I. A adição de HCl provoca o deslocamento do equilíbrio para a direita.
II. A adição de NaOH resulta na cor alaranjada da solução.
III. A adição de HCl provoca o efeito do íon comum.
IV. A adição de dicromato de potássio não desloca o equilíbrio.
As afirmações corretas são:
a) I e II. b) II e IV. c) I e III. d) III e IV.

13. As algas zooxanthellae são também responsáveis pela intensa precipitação de carbonatos no
esqueleto dos corais escleractíneos principais formadores dos recifes. Em pH próximo a 8,5, a maior
parte do CO2(aq) disponível na água do mar se encontra na forma de íons bicarbonato, HCO 3 (aq).
Devido à intensa radiação solar, os corais e os invertebrados que possuem algas simbiontes,
sensíveis a pequenas alterações de temperatura, capturam ativamente íons de cálcio, Ca 2+(aq), que
reagem com íons bicarbonato.O bicarbonato de cálcio se decompõe em carbonato de cálcio, que se
precipita sob forma de esqueleto, e ácido carbônico, H2CO3(aq), usado na fotossíntese. Trata-se de
um processo bioquímico muito eficiente, porém sujeito às alterações das concentrações de CO 2(g),
na atmosfera.
I. Ca2+(aq) + 2HCO 3 (aq) Ca(HCO 3 )2(aq)
II. Ca(HCO 3 )2(aq) CaCO3(s) + H2CO3(aq)
III. H2CO3(aq) H2O(l) + CO2(aq)

Uma análise do processo bioquímico de formação de esqueleto de carbonato de cálcio dos corais
escleractíneos referidos no texto e de acordo com as equações químicas I, II e III permite afirmar:

a) O pH da água do mar igual a 8,5 é decorrência da reação de excesso de CO 2(g) na água.


b) O aumento da acidez da água do mar é um fator condicionante do aumento da concentração de
íons bicarbonato.
c) O aumento de pH da água do mar em função do aumento de dissolução de CO2(g), proveniente
da atmosfera, contribui para o crescimento dos corais.
d) A morte de algas simbiontes com o aumento prolongado de temperatura acarreta um colapso no
sistema fotossintético desses organismos e, consequentemente, no depósito de carbonato de cálcio.
d) Os fatores externos capazes de acelerar o processo de fotossíntese de algas zooxanthellae
repercutem negativamente na formação de esqueleto dos corais escleractíneos.

14. O seriado televisivo “Breaking Bad” conta a história de um professor de química que, ao ser
diagnosticado com uma grave doença, resolve entrar no mundo do crime sintetizando droga
(metanfetamina) com a intenção inicial de deixar recursos financeiros para sua família após sua
morte. No seriado ele utilizava uma metodologia na qual usava metilamina como um dos reagentes
para síntese da metanfetamina.
CH3NH2(aq) + H2O(l) CH3NH3+(aq) + OH–(aq)
Dados: constante de basicidade (Kb) da metilamina a 25ºC: 3,6  10–4; log6 = 0,78.

O valor do pH de uma solução aquosa de metilamina na concentração inicial de 0,1 mol/L sob
temperatura de 25ºC é:

a) 2,22 b) 11,78 c) 7,8 d) 8,6

15. Estudos ambientais revelaram que o ferro é um dos metais presentes em maior quantidade na
atmosfera, apresentando-se na forma do íon de ferro 3+ hidratado, [Fe(H2O)6]3+. O íon de ferro na
atmosfera se hidrolisa de acordo com a equação

[Fe(H2O)6]3+  [Fe(H2O)5OH]2+ + H+
(Química Nova, vol. 25, n.º 2, 2002. Adaptado)

Um experimento em laboratório envolvendo a hidrólise de íons de ferro em condições atmosféricas


foi realizado em um reator de capacidade de 1,0 L. Foi adicionado inicialmente 1,0 mol de [Fe(H 2O6)
]3+ e, após a reação atingir o equilíbrio, havia sido formado 0,05 mol de íons H +. A constante de
equilíbrio dessa reação nas condições do experimento tem valor aproximado igual a

a) 2,5  10–1. b) 2,5  10–3. c) 2,5  10–4. d) 5,0  10–2. e) 5,0  10–3.

103
16. Nas células do corpo humano, o dióxido de carbono, CO2, é continuamente um produto do
metabolismo. Parte do CO2 se dissolve no sangue, estabelecendo o equilíbrio químico
representado pelo sistema de equações químicas e assim, o pH fica entre 7,3 e 7,5. A variação do
pH cria os fenômenos de acidose e de alcalose do sangue.

I. CO2(g) + H2O(l) CO2(aq)


II. CO2(aq) H2CO3(aq)
III. H2CO3(aq) H+(aq) + HCO 3 (aq)

Uma análise do sistema em equilíbrio químico associado ao pH do sangue permite inferir:

a) A alcalose decorre de respiração ofegante e aumento da concentração de CO 2 no sangue.


b) A hipoventilação promove acúmulo de CO2 na corrente sanguínea e aumento da concentração
de H+(aq).
c) O decréscimo de concentração de CO2 motivado pelo excesso de exercício físico faz diminuir o
pH do sangue.
d) A respiração deficiente acarreta o aumento da concentração de CO 2 no sangue e,
consequentemente, aumento da acidez e do pH do sangue.
e) A acidose do sangue é um fenômeno causado pelo aumento da intensidade da respiração e
diminuição da concentração de CO2 dissolvido no sangue.

17. Para o desenvolvimento de pequenos organismos em ambientes aquáticos, chamados


fitoplâncton, além de luz e de gás carbônico, para a fotossíntese, são necessários também certos
nutrientes que contenham nitrogênio e fósforo. Na represa Billings, em São Paulo, foram coletados
quatro amostras de água, durante o dia, em dois pontos distintos (A e B), e em duas épocas
diferentes (junho e dezembro), e levadas para análises. Os dados das análises estão na tabela a
seguir.

Considerando-se os conhecimentos em fotossíntese e os dados da tabela, conclui-se que

a) as amostras de água em junho devem ter maior concentração de gás carbônico devido aos
valores de pH.
b) nas amostras de água coletadas, existe uma grande influência das concentrações do nitrato e
oxigênio entre si.
c) nas análises das amostras de água ficou claro que quanto maior a concentração de nitrato,
menor será a acidez.
d) se essas amostras tivessem sido coletadas no período noturno, teriam pH mais elevado.

TEXTO para questão 18

(Daniel C. Harris. Análise química quantitativa, 2001. Adaptado.)

18. Uma das substâncias da tabela é muito utilizada como meio de contraste em exames
radiológicos, pois funciona como um marcador tecidual que permite verificar a integridade da mucosa
de todo o trato gastrointestinal, delineando cada segmento. Uma característica necessária ao meio
de contraste é que seja o mais insolúvel possível, para evitar que seja absorvido pelos tecidos,
tornando-o um marcador seguro, que não será metabolizado no organismo e, portanto, excretado
na sua forma intacta.
Dentre as substâncias da tabela, aquela que atende às características necessárias para o uso
seguro como meio de contraste em exames radiológicos é a substância

a) IV. b) III. c) II. d) V. e) I.

104
19. O BaSO4 é utilizado como contraste para a realização de exames de raios X do trato intestinal,
no lugar de outros sais de bário que também refletem esse tipo de radiação. Essa preferência deve-
se ao fato de ele ser pouco solúvel em água, o que minimiza a exposição do paciente ao íon Ba 2+,
que é tóxico.
Esse contraste pode ainda ser preparado em solução de sulfato de potássio, K2SO4, que está
totalmente dissociado em água, o que resultará

a) na diminuição da solubilidade do BaSO4, minimizando ainda mais a exposição do paciente ao


íon Ba2+.
b) na diminuição de concentração dos íons SO42– e em uma melhor resolução do exame.
c) na solubilização completa do BaSO4 e em uma melhor resolução do exame.
d) na precipitação completa do K2SO4, minimizando ainda mais a exposição do paciente ao íon
Ba2+.
e) no aumento do produto de solubilidade do BaSO4 e em uma melhor resolução do exame.

20. (Ufrn) O pH é um importante parâmetro que, juntamente com outros, pode fornecer indícios do
grau de poluição, metabolismo de comunidades ou, ainda, impactos em um ecossistema aquático.
A dissolução de CO2(g) na água origina baixos valores de pH pelas reações a seguir:

Nestas condições, a água apresenta um pH ligeiramente ácido.


A presença de algas na água pode diminuir a quantidade de CO2(g), que é usado no processo de
fotossíntese. Sendo assim, como consequência desse processo,

a) o pH da água diminui, uma vez que a concentração total de H+ diminui.


b) o pH da água aumenta, uma vez que a concentração total de H+ diminui.
c) o pH da água diminui, uma vez que a concentração total de H+ aumenta.
d) o pH da água aumenta, uma vez que a concentração total de H+ aumenta.

21. (Ufrn) A cárie dentária é provocada pela ação da placa bacteriana no esmalte do dente. O açúcar
metabolizado pelas bactérias é transformado em ácidos orgânicos. Na tabela abaixo, estão
apresentados alguns desses ácidos:

Considerando-se soluções de mesma concentração, a ordem crescente do grau de ionização dos


ácidos apresentados na tabela é:

a) II < III < I b) I < II < III c) I < III < II d) II < I < III

22. (Ufes) A presença de alguns íons metálicos em águas de rios, de lagos e de oceanos é bastante
prejudicial aos seres vivos. Uma das formas de diminuir a concentração desses íons no corpo d’água
é provocar a sua reação com sulfeto, formando compostos muito pouco solúveis.
Dados: As constantes do produto de solubilidade (Kps)

Composto K ps a 25º C
HgS 1,6  1054 Adicionando-se uma solução de sulfeto de sódio a uma água
ZnS 1,2  1023 contendo Hg2+, Ni2+, Zn2+, Cu2+ e Pb2+ em concentrações
CuS 9,0  1037 iguais, haverá precipitação, em primeiro lugar, de
NiS 7,0  1016
a)HgS b) NiS c) ZnS d) CuS e) PbS
PbS 2,0  1029

105
23. (Ufcg) O cátion Ba+2 é extremamente tóxico e, se ingerido mesmo em pequenas quantidades,
pode causar a morte de uma pessoa, a dose letal é a partir de uma concentração de 5,0.10 –5 mol/L.
Foram preparadas 4 soluções de 1 litro utilizando 1,0.10 –3 mol de cada um destes sais de bário:
sulfato, carbonato, oxalato e cromato. Considerando o produto de solubilidade destes sais,
representado na tabela abaixo,

Sais de bário Sulfato Carbonato Oxalato Cromato


Kps 1.10-10 8.10-9 1,6 .10-7 2,4 .10-10

indique quanta(s) da(s) solução(ões) teria(m) uma concentração de bário superior a dose letal?

a) 3. b) 1. c) 0. d) 2. e) 4

24. O óxido nítrico (NO), gás poluente do ar atmosférico, tem sido estudado como um sinalizador
biológico.
Alguns estudos − como os da equipe do médico norte--americano Ferid Murad, que recebeu, com
outros colegas, o prêmio Nobel de Medicina em 1998 −mostraram a importância desse gás no
tratamento dedoenças cardíacas. O óxido nítrico é um gás incolor, que, quando em contato com o
oxigênio, forma o dióxido de nitrogênio, o qual, por sua vez, se dimeriza, formando o tetróxido de
dinitrogênio, conforme a equação a seguir.
2NO2(g) ⇌ N2O4(g)
O dióxido de nitrogênio tem coloração castanho-avermelhada, que se torna menos intensa conforme
a formação do tetróxido de dinitrogênio. Considerando a reação em questão, pode-se afirmar
corretamente que o equilíbrio dado será deslocado em direção à formação do produto caso:
a) o volume de N2O4(g) no sistema seja aumentado.
b) o volume de NO2(g) no sistema seja diminuído.
c) a pressão do sistema seja aumentada.
d) o volume de ambos os gases seja diminuído na proporção estequiométrica.
e) o volume de ambos os gases seja diminuído na proporção estequiométrica seja aumentado.

25. A indústria siderúrgica é um setor que tem importante papel estratégico na independência
industrial de um país. A reação para a obtenção de ferro metálico é muito comum nesse tipo de
indústria nos processos de produção desse metal, cuja reação é dada por:
FeO(s) + CO(g) ⇌ Fe(s) + CO2(g)
A curva a seguir relaciona o valor da constante de equilíbrio Kc da reação de obtenção de ferro
metálico em função da temperatura.

Gabarito

1: [B] 2: [A] 3: [A]

Com o intuito de aumentar o rendimento da produção de ferro metálico pela reação dada, deve-se: 4: [D] 5: [C] 6: [E]

a) aumentar a temperatura do sistema, diminuir a concentração de CO(g) e diminuir a concentração 7: [A] 8: [B] 9: [B]
de CO2(g).
b) diminuir a temperatura do sistema, aumentar a concentração de CO(g) e diminuir a concentração 10: [A] 11: [B] 12: [C]
de CO2(g).
c) aumentar a temperatura do sistema, aumentar a concentração de CO(g) e diminuir a concentração 13: [D] 14: [B] 15: [B]
de CO2(g).
d) diminuir a temperatura do sistema, diminuir a concentração de CO(g) e diminuir a concentração 16: [B] 17: [A] 18: [A]
de CO2(g).
e) diminuir a temperatura do sistema, aumentar a concentração de CO(g) e aumentar a concentração 19: [A] 20: [B] 21: [A]
de CO2(g).
22: [A] 23: [D] 24: [C]

25: [B]

106
Eletroquímica

A Eletroquímica é a parte da Química que estuda a relação entre a corrente elétrica e as reações
químicas de transferência de elétrons (reações de oxirredução).

Dispositivo que converte energia química em energia elétrica através de reações de oxi-
redução espontâneas.

Redução de redox Espontanea


mente  Corrente Elétrica

Note que, no eletrodo de zinco, temos corrosão da placa e aumento da concentração de cátions
Zn2+.
No eletrodo de cobre temos aumento da massa da placa e diminuição dos íons Cu2+ em solução.

Reação total:
Zn + Cu+2  Cu + Zn+2  E° = 1,10 V

Esquema: Zn / Zn+2 // Cu+2 / Cu°

Convenções das pilhas


• Catodo – Eletrodo onde ocorre o processo de redução.
• Anodo – Eletrodo onde ocorre o processo de oxidação.
• Polo negativo – É o eletrodo que emite elétrons para o circuito externo.
• Polo positivo – É o eletrodo que recebe elétrons do circuito externo.

Potencial-padrão de redução
Indica a capacidade de uma espécie química de reduzir, medida em relação ao sistema
hidrogênio (H2/H+).

Segundo os potenciais-padrão (E°), o Zn apresenta a maior tendência a oxidar por apresentar menor
potencial de redução e o íon Ag+ apresenta a maior tendência a reduzir.

107
Espontaneidade de reações

Em uma reação de oxirredução que ocorre espontaneamente, os elétrons são transferidos de uma
espécie química com menor potencial de redução para outra com maior potencial de redução .
Em uma reação de oxirredução que não ocorre espontaneamente, os elétrons são transferidos de
uma espécie química com maior potencial de redução para outra com menor potencial de redução .

Diferença de potencial da pilha


A diferença de potencial da pilha (E°) sempre será dada pela diferença entre o potencial maior e o
potencial menor.

ΔE  E o maior - E o menor
Exemplo: Determine a diferença de potencial entre um eletrodo de Zinco e Cobre
Cu2+ (aq) + 2e- ⇌ Cu (s) Eo = +0,34 V
ΔE  0,34 - (0,76 )  1,1 V
Zn2+ (aq) + 2e- ⇌ Zn (s) Eo = - 0,76 V

Por que não podemos descartar algumas pilhas e baterias no lixo doméstico?

Algumas das baterias e pilhas comercializadas no país ainda podem conter em sua composição
metais pesados altamente tóxicos, como mercúrio, cádmio ou chumbo, e representam,
consequentemente, sérios riscos ao meio ambiente.

Células a combustível

Células (ou pilhas) a combustível são dispositivos silenciosos que transformam energia química em
energia elétrica sem causar danos ao ambiente.
As reações que acontecem no anodo e no catodo e a reação global de células de combustível a
hidrogênio são descritas, respectivamente, pelas equações:

Enquanto nos motores a explosão a eficiência energética está na faixa de 25 a 30%, significando
que o restante é perdido na forma de calor, nas células de combustível tal eficiência está entre 40 e
50%. Embora essa tecnologia ainda não seja viável comercialmente para utilização em larga escala,
já existem veículos experimentais rodando com ela.
Espera-se que em breve ela seja disponibilizada a custos mais baixos. Do ponto de vista ambiental,
uma grande vantagem desse tipo de bateria é que seu único resíduo é água.

108
É uma reação não espontânea provocada pela energia elétrica proveniente de um gerador. É um
processo inverso ao da pilha.

Eletrólise ígnea- ocorre na ausência de água (substâncias iônicas fundidas)

No pólo (+) (anodo): 2Cl –  Cl2 + 2 e– (oxidação)


No pólo (-) (catodo): 2 Na+ + 2e–  2 Na° (redação)

Importante: na eletrólise a diferença de potencial será sempre negativa, cabendo ao gerador,


fornecer a diferença de potencial para que o processo ocorra.

Eletrólise em solução aquosa – ocorre na presença de água (substâncias iônicas dissociadas ou


substâncias iônicas dissociadas)

109
Aplicação da eletrólise

Obtenção de substâncias de interesse


Por meio da eletrólise são obtidas industrialmente várias substâncias de interesse. Entre elas há
substâncias simples, como hidrogênio (H2), flúor (F2) e cloro (Cl2)

Galvanoplastia
Consiste em revestir a superfície de uma peça metálica com uma fina camada de outro metal por
meio da eletrólise aquosa de seu sal. A peça atuará como cátodo, e o sal deve conter o íon do metal
que se deseja depositar

Purificação metálica
Para a obtenção de cobre com pureza superior a 99,5%, é empregado o refino eletrolítico. O
procedimento envolve a eletrólise de uma solução aquosa de CuSO 4 , utilizando como ânodo (polo
positivo) o cobre metalúrgico, que contém impurezas como ferro, zinco, ouro, prata e platina.

Lei de Faraday
A massa, m, de uma substância, formada ou transformada por eletrólise, é diretamente proporcional
à quantidade de carga elétrica, Q, que atravessa o sistema de um eletrodo a outro.

Corrosão
A corrosão é sempre uma deterioração dos metais provocada por processos eletroquímicos (reações
de oxi-redução).

Proteção contra corrosão

A proteção de um metal contra a corrosão pode ser feita através de revestimentos de proteção, como
tintas, graxas óleos, esmaltes ou alguns metais mais resistentes a corrosão. Podem ser usados
também, metais que, apesar de serem mais reativos que o ferro, quando se oxidam, formam um
óxido que adere ao ferro, revestindo-o e protegendo-o.
Outra forma de proteger o ferro da corrosão é mantê-lo em contato com um metal que seja mais
propenso à corrosão que ele (metal com potencial de redução menor que o do ferro). Normalmente se
utiliza o metal magnésio para esta finalidade, devido ao seu baixo potencial de redução. Este metal é
conhecido como metal de sacrifício.

Comparando pilha e eletrólise

110
1.A bateria de Ni-Cd (níquel-cádmio), em verdade, é uma única célula galvânica e foi uma das
primeiras baterias recarregáveis a ser desenvolvida. O descarregamento dessa bateria constitui o
processo espontâneo de produção de eletricidade, enquanto o carregamento é o processo
eletrolítico inverso. Apesar de ser possível recarregá-la até quatro mil vezes, as baterias Ni-Cd
vêm sendo substituídas pelas baterias de íon lítio, devido à alta toxicidade do cádmio, cujo descarte
é muito nocivo ao meio ambiente, se não for feito de forma adequada. Analisando-se o esquema
da célula galvânica de Ni-Cd, vê-se que os componentes estão dispostos em camadas, de modo
a permitir maior superfície de contato entre os eletrodos.

Pela observação aprofundada da representação da bateria Ni-Cd, chega-se à correta conclusão


de que

a) Cd(s) + 2NiO(OH)(s) + 2H2O(l)  2Ni(OH)2(s) + Cd(OH)2(s) representa a equação química total


balanceada durante o carregamento da bateria.
b) 2NiO(OH)(s) + 2H2O(l) + 2e–  2Ni(OH)2(s) + 2OH–(aq) representa a semirreação de oxidação
do níquel que ocorre no ânodo, durante o descarregamento da bateria.
c) Cd(s) + 2OH–(aq)  Cd(OH)2(s) representa a semirreação de oxidação do cádmio que ocorre
no ânodo, durante o carregamento da bateria.
d) a pasta de eletrólitos à base de água constituída por hidróxido de potássio atua como ponte
salina entre os eletrodos, permitindo o fluxo de cargas durante o carregamento e o
descarregamento da bateria.
e) uma grande diferença de potencial entre os eletrodos implica menor energia gerada, durante a
transferência de elétrons, no descarregamento da bateria.

2. Os bafômetros (etilômetros) indicam a quantidade de álcool, C 2H6O (etanol), presente no


organismo de uma pessoa através do ar expirado por ela. Esses dispositivos utilizam células a
combustível que funcionam de acordo com as reações químicas representadas:

(I) C2H6O (g)  C2H4O (g) + 2 H+ (aq) + 2e–


1
(II) O2 (g) + 2 H+ (aq) + 2e–  H2O (l)
2
BRAATHEN, P. C. Hálito culpado: o princípio químico do bafômetro.
Química Nova na Escola, n. 5, maio 1997 (adaptado).

Na reação global de funcionamento do bafômetro, os reagentes e os produtos desse tipo de célula


são

a) o álcool expirado como reagente; água, elétrons e H+ como produtos.


b) o oxigênio do ar e H+ como reagentes; água e elétrons como produtos.
c) apenas o oxigênio do ar como reagente; apenas os elétrons como produto.
d) apenas o álcool expirado como reagente; água, C2H4O e H+ como produtos.
e) o oxigênio do ar e o álcool expirado como reagentes; água e C2H4O como produtos.

111
3. Um dos mais promissores sistemas de células de combustível envolve a reação entre o gás
hidrogênio e o gás oxigênio para formar água como único produto. Estas pilhas geram eletricidade
duas vezes mais eficientes que o melhor motor de combustão interna. As semirreações envolvidas
na célula de combustível de hidrogênio e os seus respectivos potenciais padrões de redução são:

(I) 4e– + O2(g) + 2H2O(l)  4OH– (aq) Eº = +0,40 V


(II) 4H2 O(l) + 4e–  2H2(g) + 4OH– (aq) Eº = –0,83 V

Assinale a alternativa correta em relação as semirreações (I) e (II).

a) A força eletromotriz da célula é de -1,23V; a semirreação (I) ocorre no ânodo e a semirreação


(II) ocorre no cátodo.
b) A força eletromotriz da célula é de -0,43 V; a semirreação (I) ocorre no cátodo e a semirreação
(II) ocorre no ânodo.
c) A força eletromotriz da célula é de +1,23 V; a semirreação (I) ocorre no cátodo e a
semirreação (II) ocorre no ânodo.
d) A força eletromotriz da célula é de +1,23 V; a semirreação (I) ocorre no ânodo e a semirreação
(II) ocorre no cátodo.
e) A força eletromotriz da célula é de -0,43 V; a semirreação (I) ocorre no ânodo e a semirreação
(II) ocorre no cátodo.

4. Para a cromação de um anel de aço, um estudante montou o circuito eletrolítico representado


na figura, utilizando uma fonte de corrente contínua.

Durante o funcionamento do circuito, é correto afirmar que ocorre

a) liberação de gás cloro no anodo e depósito de cromo metálico no catodo.


b) liberação de gás cloro no catodo e depósito de cromo metálico no anodo.
c) liberação de gás oxigênio no anodo e depósito de platina metálica no catodo.
d) liberação de gás hidrogênio no anodo e corrosão da platina metálica no catodo.
e) liberação de gás hidrogênio no catodo e corrosão do aço metálico no anodo.

5.A purificação do cobre é essencial para sua aplicação em fios condutores de corrente elétrica.
Como esse metal contém impurezas de ferro, zinco, ouro e platina, é preciso realizar um processo
de purificação na indústria para obtê-lo com mais de 99% de pureza. Para isso, é necessário
colocá-lo no anodo de uma cuba com solução aquosa de sulfato de cobre e aplicar corrente elétrica
de forma a depositá-lo no catodo, fazendo-o atingir essa pureza. Apesar de ser um método lento
e de consumir grande quantidade de energia, os custos de produção são compensados pelos
subprodutos do processo, que são metais como ouro, platina e prata. O método de purificação do
cobre é conhecido como

a) pilha galvânica, sendo que, no anodo, ocorre a oxidação do cobre metálico, e o metal que se
deposita no catodo é resultado da redução dos íons Cu 2+ da solução aquosa.
b) eletrólise, sendo que, no anodo, ocorre a oxidação do cobre metálico, e o metal que se
deposita no catodo é resultado da redução dos íons Cu2+ da solução aquosa.
c) eletrólise, sendo que, no anodo, ocorre a redução do cobre metálico, e o metal que se
deposita no catodo é resultado da oxidação dos íons Cu 2+ da solução aquosa.
d) pilha galvânica, sendo que, no anodo, ocorre a redução do cobre metálico, e o metal que se
deposita no catodo é resultado da oxidação dos íons Cu 2+ da solução aquosa.

112
6. Em um experimento, um estudante realizou, nas Condições Ambiente de Temperatura e
Pressão (CATP), a eletrólise de uma solução aquosa de ácido sulfúrico, utilizando uma fonte de
corrente elétrica contínua de 0,200 A durante 965 s. Sabendo que a constante de Faraday é 96
500 C/mol e que o volume molar de gás nas CATP é 25 000 mL/mol, o volume de H 2 (g)
desprendido durante essa eletrólise foi igual a

a) 30,0 mL.
b) 45,0 mL.
c) 10,0 mL.
d) 25,0 mL.
e) 50,0 mL.

7. Uma empresa de galvanoplastia produz peças especiais recobertas com zinco. Sabendo que
cada peça recebe 7 g de Zn, que é utilizada uma corrente elétrica de 0,7 A e que a massa molar
do zinco é igual a 65 g/mol, qual o tempo necessário para o recobrimento dessa peça especial?

(Constante de Faraday: 1 F = 96500 C.mol−1)

a) 4 h e 45 min.
b) 6 h e 30 min.
c) 8 h e 15 min.
d) 10 h e 30 min.
e) 12 h e 45 min.

8. Uma empresa necessita armazenar uma solução contendo Zn 2+ em um container metálico. Um


fabricante ofereceu algumas opções de metais para a produção do container. Com base nas semi-
reações e nos respectivos potenciais padrão de redução (E 0), indique qual é o metal menos
adequado para a produção deste container.

a) Chumbo (Pb).
b) Níquel (Ni).
c) Cobre (Cu).
d) Ferro (Fe).
e) Alumínio (Al).

9. As próteses utilizadas no interior do corpo, substituindo ossos como fêmur e partes da bacia,
implantes dentários, entre outros, podem ser fabricadas em materiais metálicos, cerâmicos ou
polímeros, e têm como exigência apresentar alta resistência à corrosão, além de apresentar ótima
biocompatibilidade, pois assim podem desempenhar sua função sem reações alérgicas,
inflamatórias ou tóxicas, quando em contato com tecidos vivos ou fluídos orgânicos. Segundo
alguns pesquisadores, as próteses fabricadas em materiais metálicos apresentam problemas de
resistência à corrosão, o que provoca a liberação de íons metálicos que podem provocar reações
alérgicas nos tecidos ao redor do implante, causando dores e até destruição óssea. Por esse
motivo, alguns países estão anunciando novas diretrizes, recomendando que pessoas com
implantes metálicos façam avaliações anuais, com exame de sangue e ressonância magnética. A
partir dos dados apresentados na tabela abaixo, com os valores de alguns potenciais de eletrodo
padrão, assinale a alternativa CORRETA.

Tabela de série de potenciais de eletrodo padrão

113
a) Os elementos químicos com os maiores valores de potencial de redução possuem maior
capacidade de doar elétrons; assim, seriam candidatos a utilização em próteses com alta
resistência à corrosão e boa biocompatibilidade.
b) Os elementos químicos com os menores valores de potencial de redução possuem maior
capacidade de doar elétrons, assim seriam candidatos a utilização em próteses com alta
resistência à corrosão e boa biocompatibilidade.
c) Com base nos dados da tabela, os elementos químicos que apresentam a tendência
crescente de receber elétrons são: níquel, cobalto, cromo, alumínio e magnésio. Assim, entre os
elementos químicos listados na tabela, o magnésio seria a melhor escolha para utilização em
próteses com alta resistência à corrosão.
d) Os elementos químicos com os maiores valores de potencial de redução possuem menor
capacidade de doar elétrons. Assim, seriam candidatos a utilização em próteses com alta
resistência à corrosão e boa biocompatibilidade.
e) Com base nos dados da tabela, os elementos químicos que apresentam a tendência
crescente de doar elétrons são: cromo, cobalto, níquel, magnésio e alumínio. Assim, entre os
elementos químicos listados na tabela, o cromo seria a melhor escolha para utilização em próteses
com alta resistência à corrosão.

10. Uma maneira de proteger estruturas metálicas da corrosão em ambientes úmidos é ligá-las
eletricamente a metais com potenciais de oxidação maiores do que o do metal da estrutura. O
metal com maior potencial de oxidação oxida-se preferencialmente (ânodo de sacrifício) ao metal
da estrutura, protegendo-a da corrosão (proteção catódica). Para testar quais metais protegem o
ferro, em cada um de três tubos de ensaio contendo água, foi colocado um prego de ferro com um
fio metálico enrolado em torno de si de acordo com o esquema:

tubo 1 - fio de cobre,


tubo 2 - fio de chumbo,
tubo 3 - fio de zinco.

Os potenciais padrões de redução dos metais envolvidos são:

Cu2+(aq) + 2 e– Cu(s) Ε° = +0,34 V

Pb2+(aq) + 2 e– Pb(s) Ε° = –0,13 V

Fe2+(aq) +2 e– Fe(s) Ε° = –0,44 V

Zn2+(aq) + 2 e– Zn(s) Ε° = –0,76 V

Podemos prever que ocorrerá proteção do ferro:

a) apenas no tubo 1; b) apenas no tubo 2; c) apenas no tubo 3;


d) nos tubos 1 e 2; e) nos tubos 2 e 3.

11. Um estudante realizou um experimento para avaliar a reatividade dos metais Pb, Zn e Fe. Para
isso, mergulhou, em separado, uma pequena placa de cada um desses metais em cada uma das
soluções aquosas dos nitratos de chumbo, de zinco e de ferro. Com suas observações, elaborou
a seguinte tabela, em que (sim) significa formação de sólido sobre a placa e (não) significa
nenhuma evidência dessa formação:

A seguir, montou três diferentes pilhas galvânicas, conforme esquematizado.

114
Nessas três montagens, o conteúdo do béquer I era uma solução aquosa de CuSO4 de mesma
concentração, e essa solução era renovada na construção de cada pilha. O eletrodo onde ocorria
a redução (ganho de elétrons) era o formado pela placa de cobre mergulhada em CuSO 4 (aq). Em
cada uma das três pilhas, o estudante utilizou, no béquer II, uma placa de um dos metais X (Pb,
Zn ou Fe), mergulhada na solução aquosa de seu respectivo nitrato.

O estudante mediu a força eletromotriz das pilhas, obtendo os valores: 0,44 V; 0,75 V e 1,07 V.
A atribuição correta desses valores de força eletromotriz a cada uma das pilhas, de acordo com a
reatividade dos metais testados, deve ser

12. O funcionamento da pilha comumente utilizada em controles remotos de TV, também


conhecida como pilha seca ou de Leclanché, é expresso pela equação química a seguir:

Zn(s) + 2 MnO2(s) + 2 NH4+(aq)  Zn2+(aq) + Mn2O3(s) +2 NH3(g) + H2O(l)

Um dos motivos de essa pilha não ser recarregável é porque

a) a reação ocorre em meio ácido.


b) a pilha é lacrada para evitar vazamentos.
c) o processo inverso necessita de muita energia.
d) a massa dos produtos é igual à massa dos reagentes.
e) a amônia sai de dentro da pilha, impossibilitando a reação inversa.

13. A utilização de dispositivos eletrônicos portáteis tem aumentado consideravelmente a demanda


por pilhas cada vez mais leves e rapidamente recarregáveis. As pilhas de níquel-cádmio, por
exemplo, apresentam uma voltagem que se mantém constante até a descarga, além de poderem
ser recarregadas inúmeras vezes. Por esses motivos, elas são frequentemente utilizadas em
diversos aparelhos sem fio, como telefones, barbeadores, ferramentas e câmeras de vídeo.

A bateria, representada na figura acima, é composta


por três pilhas de níquelcádmio ligadas em série.
Com base nessas informações e levando-se em
consideração as semirreações de redução
fornecidas a seguir, analise as proposições abaixo.


Cd(OH)2 (s) + 2e–  Cd (s) + 2 OH– (aq) E0red = –0,81 V

2 NiO(OH) (s) + 2 H2O (l) + 2e–  2 Ni(OH)2 (s) + 2 OH– (aq) E0red = + 0,59 V

I. O Cd (s) atua como agente oxidante durante a descarga da bateria.


II. A bateria em questão produz uma força eletromotriz de 4,2 V.
III. A baixa toxicidade do metal cádmio justifica a tendência mundial do uso dessas pilhas.

Das proposições acima, apenas

a) I está correta.
b) II está correta.
c) I e II estão corretas.
d) II e III estão corretas.
e) III está correta.

115
14. A eletroquímica é uma área da química com grande aplicação industrial, dentre elas, destacam-
se a metalúrgica e a área de saneamento. Na metalurgia extrativa, utiliza-se um metal como agente
redutor para obtenção de outro no estado elementar.
Considere os seguintes potenciais de redução descritos abaixo:

Mg2  2e  Mg Eo= 2,38

Zn2  2e  Zn Eo= 0,76 O par de compostos que


poderia ser utilizado na
Fe2  2e  Fe Eo= 0,44 metalurgia extrativa,
Ni2  2e  Ni Eo= 0,25 está CORRETAMENTE
descrito na opção:
Cu2  2e  Cu Eo= 0,34
Ag2  2e  Ag Eo= 0,8

a) Mg como redutor para obter Zn. b) Cu como redutor para obter Ni.
c) Ag como redutor para obter Mg. d) Fe como redutor para obter Ag.
e) Ni como redutor para obter Fe.

15. (Ufam) O uso mais amplo do sulfato de níquel e nos banhos galvânicos, visando a manter o nível
de íons de niquel (metal disponível) na solução, garantindo a eficiência do processo de
eletrodeposição. Normalmente, para esse uso, o sulfato de níquel e fornecido em solução de 1 mol/L.
Essa solução pode ser estocada em um tanque constituído de estanho e não deve ser estocada em
um tanque constituído de ferro. Dados: Potencial-padrão de redução E°, em volts, a 25 °C:
Ni = - 0,25; Sn = - 0,14; Fe = - 0,44.
Analise as seguintes afirmativas:
I. Solução de Ni2+ na presença do Sn° não ocorre reação de oxidação- -redução.
II. Solução de Ni2+ na presença do Sn° promove a oxidação do estanho.
III. Solução de Ni2+ na presença do Sn° promove a redução do estanho.
IV. Solução de Ni2+ na presença do Fe° promove a oxidação do ferro.
V. Solução de Ni2+ na presença do Fe° promove a redução do ferro.
Assinale a alternativa correta:
a) Somente as afirmativas II e IV estão corretas. b) Somente as afirmativas I e IV estão corretas.
c) Somente as afirmativas II e V estão corretas. d) Somente as afirmativas III e IV estão corretas.
e) Somente as afirmativas III e V estão corretas.

16. O acumulador de Plante, inventado por Raymond Lante, em 1859, consiste em uma bateria de
12 V formada por seis pilhas, ligadas em série, cada uma fornecendo aproximadamente 2 V. A
invenção de Plante foi a base para a construção das baterias chumbo/ácido utilizadas até hoje nos
automóveis. As equações das semirreações que ocorrem em seu interior são:

Percebe-se que, aos poucos, uma camada de um sólido deposita-se sobre as placas; além disso,
lentamente, a densidade da solução, que, inicialmente, é 1,3 g/mL, modifica-se. Assinale a
alternativa que apresenta, respectivamente, as semirreações do ânodo, do cátodo e um possível
valor da densidade da solução de uma bateria gasta.

a)I − II − 1,3 g/mL b) I − II − 1,2 g/mL c) I − II − 1,4 g/mL


d) II − I − 1,2 g/mL e) II − I − 1,3 g/mL

17. (Ufmg) O alumínio é o segundo metal mais utilizado no mundo. Sua resistência à corrosão é
devida à camada aderente e impermeável de óxido que se forma sobre a superfície do metal. Essa
camada protetora pode ser tornada mais espessa através de um processo denominado
anodização (figura a seguir). Nesse processo, o oxigênio é gerado por eletrólise, segundo a
semirreação

O oxigênio reage, em seguida, com o alumínio, formando o óxido correspondente.

Com referência ao exposto, a afirmativa FALSA é:


a) A anodização aumenta a resistência do alumínio à
corrosão.
b) O fluxo de elétrons, pelo circuito externo, ocorre na
direção do objeto de alumínio.
c) O objeto de alumínio constitui o ânodo da célula
eletroquímica.
d) O processo de anodização consome energia elétrica.

116
18. (Fatec-SP–2008) Considere os seguintes dados sobre potenciais padrão de eletrodo:

Se uma lâmina de cobre puro for mergulhada em uma solução ácida de cloreto de ferro (III), a 1
mol/L, nas condições padrão, haverá, em um primeiro momento,

a) dissolução do cobre da lâmina.


b) formação de cloro gasoso.
c) liberação de hidrogênio gasoso.
d) depósito de ferro metálico.
e) formação de mais íons cloreto.

19. (Unesp 2009) Os sais de chumbo constituem-se num grave problema ambiental, pois se
ingeridos provocam doenças neurológicas irreversíveis. Numa indústria, quer-se desenvolver um
método eletroquímico para depositar chumbo metálico no tratamento do seu efluente. Considere os
seguintes valores de potenciais-padrão de redução em meio ácido:

Ag  e  Ag E0   0,80 V
Cu2  2e  Cu
O metal mais adequado dentre estes, para ser
E0   0,34 V utilizado como ânodo no processo, é
Pb2  2e  Pb E0   0,13 V a) o cobre.
b) a prata.
Ni2  2e  Ni E0   0,25 V c) o níquel.
d) o zinco.
Zn2  2e  Zn E0   0,76 V e) o alumínio.
3
A  3e  A E0   1,66 V

20. (Fuvest 1999) Uma solução aquosa de iodeto de potássio (KI) foi eletrolisada, usando-se a
aparelhagem esquematizada na figura. Após algum tempo de eletrólise, adicionaram-se algumas
gotas de solução de fenolftaleína na região do eletrodo A e algumas gotas de solução de amido
na região de eletrodo B. Verificou-se o aparecimento da cor rosa na região de A e da cor azul
(formação de iodo) na região de B.

Gabarito

1: [D] 2: [E] 3: [C]


Nessa eletrólise:
I) no polo negativo, ocorre redução da água com formação de OH- e de H2. 4: [A] 5: [B] 6: [D]
II) no polo positivo, o iodeto ganha elétrons e forma iodo.
III) a grafite atua como condutora de elétrons. 7: [C] 8: [E] 9: [D]
Dessas afirmações, apenas a
10: [C] 11: [A] 12: [E]
a) I é correta.
b) II é correta. 13: [B] 14: [A] 15: [B]
c) III é correta
d) I e a III são corretas. 16: [B] 17: [B] 18: [A]
e) II e a III são corretas.
19: [E] 20: [D]

117
Radioatividade

Definição

É o fenômeno pelo qual um núcleo instável emite partículas e radiações

As fundamentais são:

As radiações apresentam poder de penetração diferente. O esquema ao lado compara o poder de


penetração das radiações alfa, beta e gama. Assumindo o mesmo valor de energia para as três
radiações, a partícula alfa tem o menor poder de penetração enquanto a radiação gama possui o
maior poder de penetração.

Reações nucleares

Decaimento radioativo

1ª lei: Soddy
Quando um átomo emite uma partícula a, o seu número atômico diminui de 2 unidades e o
seu número de massa diminui de 4 unidades.
A
Z X  42   AZ42Y
2ª lei: Soddy, Fajans, Russel Irradiação - é a energia
Quando um átomo emite uma partícula , o número atômico aumenta de 1 unidade e o seu característica emitida por
número de massa permanece inalterado. uma fonte radioativa
A
Z X  01  ZA1Y Contaminação radioativa -
ocorre quando um objeto ou
um ser vivo se impregna com
Fissão nuclear o material radioativo que
É a divisão de um átomo em dois núcleos menores, com liberação de uma enorme quantidade de vazou para o meio ambiente
energia. Reações desse tipo ocorrem nos reatores atômicos e na explosão da bomba atômica. devido à ocorrência de um
acidente.

Fusão nuclear Lixo nuclear


É a junção de núcleos atômicos produzindo um núcleo maior com liberação de uma enorme A utilização de material
quantidade de energia. Reações desse tipo ocorrem nas estrelas e na explosão da bomba de radioativo para a produção
hidrogênio. de energia, esterilização de
materiais cirúrgicos,
conservação de alimentos,
Cinética da radioatividade entre outras aplicações
produz resíduos radioativos
chamados de lixo nuclear.
Meia-vida ou período de semi-desintegração é o tempo que leva para metade da amostra O descarte inadequado
desintegrar-se. desses rejeitos pode gerar
tem po m riscos para a fauna e a flora.
m 0   0
m eiavida 2

118
1. (Enem PPL 2016) A obtenção de energia por meio da fissão nuclear do 235U é muito superior
quando comparada à combustão da gasolina, O calor liberado na fissão do 235U é 8.1010J/g e na
combustão da gasolina é 5.104 J/g.

A massa de gasolina necessária para obter a mesma energia na fissão de 1 kg de 235U é da ordem
de
a) 103 g. b) 104 g. c) 105 g. d) 106 g. e) 109 g.

2. (Enem cancelado 2009) O lixo radioativo ou nuclear é resultado da manipulação de materiais


radioativos, utilizados hoje na agricultura, na indústria, na medicina, em pesquisas científicas, na
produção de energia etc. Embora a radioatividade se reduza com o tempo, o processo de
decaimento radioativo de alguns materiais pode levar milhões de anos.
Por isso, existe a necessidade de se fazer um descarte adequado e controlado de resíduos dessa
natureza. A taxa de decaimento radioativo é medida em termos de um tempo característico,
chamado meia-vida, que é o tempo necessário para que uma amostra perca metade de sua
radioatividade original. O gráfico seguinte representa a taxa de decaimento radioativo do rádio-
226, elemento químico pertencente à família dos metais alcalinos terrosos e que foi utilizado
durante muito tempo na medicina.

As informações fornecidas mostram que


a) quanto maior é a meia-vida de uma substância mais rápido ela se desintegra.
1
b) apenas de uma amostra de rádio-226 terá decaído ao final de 4.860 anos.
8
c) metade da quantidade original de rádio-226, ao final de 3.240 anos, ainda estará por decair.
d) restará menos de 1% de rádio-226 em qualquer amostra dessa substância após decorridas 3
meias-vidas.
e) a amostra de rádio-226 diminui a sua quantidade pela metade a cada intervalo de 1.620 anos
devido à desintegração radioativa.

3. (Fac. Albert Einstein - Medicin 2017) O elemento de número atômico 117 foi o mais novo dos
elementos artificiais obtidos em um acelerador de partículas. Recentemente, a IUPAC (União
Internacional de Química Pura e Aplicada) anunciou que o nome sugerido para esse novo
elemento é Tennessino. Alguns átomos do isótopo 293 desse elemento foram obtidos a partir do
bombardeamento de um alvo contendo 13 mg de 249Bk por um feixe de núcleos de um isótopo
específico. A reação produziu quatro nêutrons, além do isótopo 293 do elemento de número
atômico 117.
O isótopo que compõe o feixe de núcleos utilizado no acelerador de partículas para a obtenção do
Tennessino é melhor representado por

a) 20 Ne.
b) 48 Ca.
48
c) Ti.
103
d) Rh.

119
4. (Fgv 2015) O uso do radioisótopo rutênio-106 (106 Ru) vem sendo estudado por médicos da
Universidade Federal de São Paulo, no tratamento de câncer oftalmológico. Esse radioisótopo
emite radiação que inibe o crescimento das células tumorais. O produto de decaimento radiativo
do rutênio-106 é o ródio-106 (106 Rh).

(http://www.scielo.br/pdf/rb/v40n2/08.pdf. Adaptado)

A partícula emitida no decaimento do rutênio-106 é


a) Beta menos, β  . b) Beta mais, β  . c) Alfa, α. d) Gama, γ. e) Próton, p.

5. (Espcex (Aman) 2013) Um isótopo radioativo de Urânio-238  238


92 U , de número atômico 92 e
número de massa 238, emite uma partícula alfa, transformando-se num átomo X, o qual emite uma
partícula beta, produzindo um átomo Z, que por sua vez emite uma partícula beta, transformando-
se num átomo M. Um estudante analisando essas situações faz as seguintes observações:

I. Os átomos X e Z são isóbaros;


II. O átomo M é isótopo do Urânio-238  238
92 U ;
III. O átomo Z possui 143 nêutrons;
IV. O átomo X possui 90 prótons.

Das observações feitas, utilizando os dados acima, estão corretas:


a) apenas I e II.
b) apenas I e IV.
c) apenas III e IV.
d) apenas I, II e IV.
e) todas.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


Vários radioisótopos são utilizados na preparação de radiofármacos, entre os quais o tecnécio-
99m (99m Tc), que apresenta características físicas ideais para aplicação em Medicina Nuclear

Diagnóstica. O tecnécio-99m é produto do decaimento radioativo do molibdênio-99 (99 Mo). A


equação abaixo descreve o processo de decaimento.

Quando a finalidade é terapêutica, o efeito deletério da radiação é utilizado para destruir


células tumorais. Nesse caso, os radiofármacos são formados por radionuclídeos
emissores de radiação particulada, que possuem pequeno poder de penetração, mas são
altamente energéticas, ionizando o meio que atravessam e causando uma série de efeitos
que resultam na morte das células tumorais.

(Extraído e adaptado de: ARAÚJO, Elaine Bortoleti. A utilização do elemento Tecnécio – 99m no
diagnóstico de patologias e disfunções dos seres vivos. In: Cadernos temáticos de Química Nova
na escola. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc24/ccd2.pdf. Acessado em:
08/09/11)

6. (Uepa 2012) A alternativa que expressa corretamente a interpretação do trecho em destaque


no texto é:
a) radiações gama são exemplos de radiação particulada, empregadas para recuperar as células
tumorais.
b) radiações gama são exemplos de radiação particulada, possuindo maior poder de penetração
capazes de destruir as células tumorais.
c) radiações alfa e beta são ondas eletromagnéticas que atravessam as células tumorais
recuperando-as.
d) radiações gama regeneram as células tumorais mediante intensa exposição a ondas
eletromagnéticas.
e) radiações alfa e beta são exemplos de radiação particulada, usadas para destruir células
tumorais.

120
7. (Fuvest 2011) O isótopo 14 do carbono emite radiação  , sendo que 1 g de carbono de um
vegetal vivo apresenta cerca de 900 decaimentos  por hora - valor que permanece constante,
pois as plantas absorvem continuamente novos átomos de 14C da atmosfera enquanto estão vivas.
Uma ferramenta de madeira, recolhida num sítio arqueológico, apresentava 225 decaimentos 
por hora por grama de carbono. Assim sendo, essa ferramenta deve datar, aproximadamente, de

Dado: tempo de meia-vida do 14C = 5 700 anos


a) 19 100 a.C.
b) 17 100 a.C.
c) 9 400 a.C.
d) 7 400 a.C.
e) 3 700 a.C.

8. (Upe 2011) A energia nuclear é utilizada há muitos anos, para atender a demanda de energia
elétrica de países que não possuem, em abundância, outras fontes para a obtenção de energia
necessária ao seu desenvolvimento. Em relação aos aspectos relacionados com a energia nuclear,
é correto afirmar que
a) a intensa poluição radioativa na atmosfera dos países produtores de energia nuclear é uma das
desvantagens de usá-la como produtora de energia elétrica.
b) uma das vantagens do uso da energia nuclear na matriz energética de um país reside no fato
de que a matéria-prima que abastece os reatores nucleares tem um tempo de meia-vida que não
excede 10 dias.
c) se estima que haverá aumento de uso da energia nuclear como produtora de energia elétrica,
em algum momento em que as reservas de petróleo e gás declinarem, e leis mais severas
restringirem, de forma rigorosa, a emissão de dióxido de carbono na atmosfera.
d) a vantagem do uso da energia nuclear está no fato que, desde a mineração do urânio até a
produção da energia nos reatores, a possibilidade de contaminação ambiental é praticamente nula.
e) os resíduos radioativos que são produzidos pelos reatores nucleares são utilizados largamente,
em aterros sanitários, o que, de alguma forma, minimiza os impactos ambientais.

9. (Ufg 2008) Uma fonte radioativa, como o césio 137, que resultou num acidente em Goiânia, em
1987, é prejudicial à saúde humana porque
a) a intensidade da energia emitida não depende da distância do organismo à fonte.
b) a energia eletromagnética liberada pela fonte radioativa interage com as células, rompendo
ligações químicas.
c) o sal solúvel desse elemento apresenta alta pressão de vapor, causando danos ao organismo.
d) a energia liberada violentamente sobre o organismo decorre do tempo de meia-vida, que é de
alguns segundos.
e) a radiação eletromagnética liberada permanece no organismo por um período de meia-vida
completo.

10. (Unifesp 2006) 60 anos após as explosões das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki,
oito nações, pelo menos, possuem armas nucleares. Esse fato, associado a ações terroristas,
representa uma ameaça ao mundo. Na cidade de Hiroshima foi lançada uma bomba de urânio-
235 e em Nagasaki uma de plutônio-239, resultando em mais de cem mil mortes imediatas e outras
milhares como consequência da radioatividade.
As possíveis reações nucleares que ocorreram nas explosões de cada bomba são representadas
nas equações:

92U
235 + n  BX142 + 36Kr91 + 3n
94Pu
239 +n  39Y
97 + 55CsA + 5n

Nas equações, B, X, A e o tipo de reação nuclear são, respectivamente,


a) 52, Te, 140 e fissão nuclear.
b) 54, Xe, 140 e fissão nuclear.
c) 56, Ba, 140 e fusão nuclear.
d) 56, Ba, 138 e fissão nuclear.
e) 56, Ba, 138 e fusão nuclear. Gabarito

1: [E] 2: [E] 3: [B]

4: [A] 5: [E] 6: [E]

7: [C] 8: [C] 9: [B]

10: [D]

121
Funções orgânicas

Atualmente, a Química Orgânica é entendida como parte da Ciência que estuda a química dos
compostos de carbono. Alguns compostos, no entanto, apesar de apresentarem átomos de carbono
em sua constituição, são estudados preferencialmente pela Química Inorgânica.

Propriedades do átomo de carbono

• Tetracovalência constante.
• Número de oxidação variável 4+ a 4-.
• Anfótero: liga-se a átomo positivo ou negativo.
• Capacidade de formar cadeias.

- Carbono primário: 1, 6, 7, 8, 9, 10
- Carbono secundário: 3
- Carbono terciário: 4, 5
- Carbono quaternário: 2

Classificação de cadeias

122
Nomenclatura de compostos orgânicos
A nomenclatura oficial dos compostos orgânicos é elaborada pela Iupac, sigla que em português
significa União Internacional de Química Pura e Aplicada. O nome oficial dos compostos orgânicos
é estruturado da seguinte forma:
1) Um prefixo, que considera o número de átomos de carbono na molécula;

2) Um infixo, que indica o tipo de ligação entre os átomos de carbono da cadeia. Por exemplo,
ligações
simples = an; uma ligação dupla = en; uma ligação tripla = in; duas ligações duplas = = dien; três
ligações duplas = trien; etc.

3) um sufixo, que indica o grupo funcional presente na substância. Veja alguns exemplos:

Hidrocarbonetos
Os hidrocarbonetos são compostos que apresentam somente átomos de carbono e hidrogênio.
Eles são divididos em subgrupos, como mostra a tabela a seguir:

Para nomeá-los, é necessário identificar a cadeia principal – a cadeia que possui a maior quantidade
de átomos de carbono – e os grupos substituintes. Nas cadeias cíclicas não aromáticas, deve-se
inserir a palavra ciclo antes do nome da cadeia principal.
Se houver necessidade de localizar a ligação dupla ou tripla, a numeração da cadeia deve iniciar
pela extremidade mais próxima a estas ligações (para as cadeias abertas) ou pela ligação dupla ou
tripla (para as cadeias fechadas).
Se existirem dois ou mais grupos substituintes iguais, indica-se essa repetição com os prefixos di,
tri, tetra, etc. O mesmo raciocínio é válido para duas ou mais ligações duplas ou triplas.

123
Principais grupos substituintes

Álcoois (R — OH)

Monoálcool Etanol (Oficial)


Primário Álcool etílico (Usual)

Monoálcool Propan-2-ol
Secundário Álcool isopropílico

Monoálcool Metil-propan-2-ol
Terciário Álcool T-butílico

Etanodiol
Diálcool
Etilenoglicol (aditivo radiador)

Triálcool Propanotriol Glicerol

Fenóis (Ar OH)

Fenol comum O-hidróxi-metil-benzeno


Hidróxi-benzeno O-cresol
(Desinfetante) (Creolina)

Éter (R1 — O — R2)

H3C — CH2 — O — CH2 — CH3


Etóxi-etano
Éter dietílico / Éter etílico

Aldeído (R-CHO)

Metanal
Aldeído fórmico Etanal
Formol Aldeído acético
(Conservação de peças anatômicas) Acetaldeído

124
Ácido carboxílico (R-COOH)

Ácido metanóico Ácido etanóico


Ácido fórmico Acido acético
(Formigas) (Vinagre)

Ácido butanóico
Ácido propanóico Ácido butírico
Ácido propiônico (Manteiga rançosa)

Sais de ácido carboxílico (R — COO– Me+)

Etanoato de sódio Propanoato de magnésio


Acetato de sódio Propionato de magnésio

Ésteres (R — COO — R1)

Etanoato de metila
Acetato de metila

Propanoato de etila

Ácido carboxílico + Álcool  Éster + H2O

Aminas (R — NH2)

Amina primária Etilamina


Amina secundária Metil-etilamina
Amina terciária Trimetilamina

Amidas (R — CONH2)

Etanamida

Acetamida

Benzamida

Nitrila

Etanonitrila Propenonitrilo
Cianeto de metila Acrilonitrilo

125
Nitrocompostos (R — NO2)

2,4,6-Trinitro-tolueno
T.N.T.

Haletos orgânicos (R — X)

2-cloro-propano Triclorometano Tetrafluoro-éteno


Cloreto de isopropila (Clorofórmio) (Teflon)

No estudo da Química Orgânica é extremamente útil conhecer as diferentes geometrias possíveis


para o átomo de carbono.

A temperatura de ebulição dos compostos orgânicos depende, principalmente, das interações


intermoleculares (em ordem decrescente de força: ligações de hidrogênio > > dipolo-dipolo > dipolo
induzido – dipolo induzido) e do tamanho da cadeia carbônica (quanto maior a cadeia, maior as
interações dipolo induzido-dipolo induzido).
As cadeias ramificadas apresentam forças de atração menos intensas que as cadeias normais
equivalentes.
A solubilidade em água de compostos polares, como alcoóis, aldeídos e ácidos carboxílicos, diminui
com o aumento da cadeia carbônica. Já os compostos apolares, como os hidrocarbonetos, são mais
solúveis em solventes apolares do que em solventes polares. Existem também as substâncias que
são solúveis tanto em solventes polares quanto em apolares.

Dipolo induzido (London) Dipolos permanentes Ligações de Hidrogênio


(moléculas apolares) (moléculas polares) (moléculas bastante polares)
H-FON
hidrocarbonetos Aldeídos , cetonas, ésteres, Álcoois, fenóis,
nitrilas e derivados ácidos, aminas e
halogenados. amidas

126
1. (Fuvest 2013) Admite-se que as cenouras sejam originárias da região do atual Afeganistão,
tendo sido levadas para outras partes do mundo por viajantes ou invasores. Com base em relatos
escritos, pode-se dizer que as cenouras devem ter sido levadas à Europa no século XII e, às
Américas, no início do século XVII.
Em escritos anteriores ao século XVI, há referência apenas a cenouras de cor roxa, amarela ou
vermelha. É possível que as cenouras de cor laranja sejam originárias dos Países Baixos, e que
tenham sido desenvolvidas, inicialmente, à época do Príncipe de Orange (1533-1584).
No Brasil, são comuns apenas as cenouras laranja, cuja cor se deve à presença do pigmento
betacaroteno, representado a seguir.

Com base no descrito acima, e considerando corretas as hipóteses ali aventadas, é possível
afirmar que as cenouras de coloração laranja
a) podem ter sido levadas à Europa pela Companhia das Índias Ocidentais e contêm um pigmento
que é um polifenol insaturado.
b) podem ter sido levadas à Europa por rotas comerciais norte-africanas e contêm um pigmento
cuja molécula possui apenas duplas ligações cis.
c) podem ter sido levadas à Europa pelos chineses e contêm um pigmento natural que é um
poliéster saturado.
d) podem ter sido trazidas ao Brasil pelos primeiros degredados e contêm um pigmento que é um
polímero natural cujo monômero é o etileno.
e) podem ter sido trazidas a Pernambuco durante a invasão holandesa e contêm um pigmento
natural que é um hidrocarboneto insaturado.

2. (Unigranrio - Medicina 2017) O eugenol ou óleo de cravo, é um forte antisséptico. Seus efeitos
medicinais auxiliam no tratamento de náuseas, indigestão e diarreia. Contém propriedades
bactericidas, antivirais, e é também usado como anestésico e antisséptico para o alívio de dores
de dente. A fórmula estrutural deste composto orgânico pode ser vista abaixo:
O número de átomos de carbono
secundário neste composto é:
a) 2
b) 3
c) 7
d) 8
e) 10

3. (Ufrgs 2017) A geosmina é a substância responsável pelo cheiro de chuva que vem do solo
quando começa a chover. Ela pode ser detectada em concentrações muito baixas e possibilita aos
camelos encontrarem água no deserto.

A bactéria Streptomyces coelicolor produz a geosmina, e a última etapa da sua biossíntese é


mostrada abaixo.

Considere as seguintes informações, a respeito da 8,10-dimetil-1-octalina e da geosmina.

127
I. A 8,10-dimetil-1-octalina é um hidrocarboneto alifático insaturado.
II. A geosmina é um heterociclo saturado.
III. Cada um dos compostos apresenta dois carbonos quaternários.

Quais estão corretas?


a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. d) Apenas I e II. e) I, II e III.

4. (Uel 2017) Estimulantes do grupo da anfetamina (ATS, amphetamine-type stimulants) são


consumidos em todo o mundo como droga recreativa. Dessa classe, o MDMA, conhecido como
ecstasy, é o segundo alucinógeno mais usado no Brasil. Em alguns casos, outras substâncias,
como cetamina, mefedrona, mCPP, são comercializadas como ecstasy. Assim, um dos desafios
da perícia policial é não apenas confirmar a presença de MDMA nas amostras apreendidas, mas
também identificar sua composição, que pode incluir novas drogas ainda não classificadas.

As fórmulas estruturais das drogas citadas são apresentadas a seguir.

Sobre as funções orgânicas nessas


moléculas, assinale a alternativa
correta.
a) Em todas as moléculas, existe a
função amida.
b) Na molécula MDMA, existe a função
éster.
c) Na molécula cetamina, existe a
função cetona.
d) Na molécula mefedrona, existe a
função aldeído.
e) Na molécula mCPP, existe a função
amida ligada ao grupo benzílico.

5. (Unesp 2016) Analise a fórmula que representa a estrutura do iso-octano, um derivado de


petróleo componente da gasolina.
De acordo com a fórmula analisada, é correto
afirmar que o iso-ocatano
a) é solúvel em água.
b) é um composto insaturado.
c) conduz corrente elétrica.
d) apresenta carbono assimétrico.
e) tem fórmula molecular C8H18 .

6. (G1 - ifpe 2016) Extrair um dente é um procedimento que não requer anestesia geral, sendo
utilizados, nesses casos, os anestésicos locais, substâncias que insensibilizam o tato de uma
região e, dessa forma, eliminam a sensação de dor. Você já pode ter entrado em contato com eles
no dentista ou se o médico lhe receitou pomada para aliviar a dor de queimaduras.
Exemplos de anestésicos locais são o eugenol e a benzocaína, cujas fórmulas estruturais
aparecem a seguir.

128
Sobre as estruturas acima, é CORRETO afirmar que
a) o eugenol representa um hidrocarboneto insaturado.
b) a benzocaína possui uma estrutura saturada e homogênea.
c) as duas estruturas representam hidrocarbonetos insaturados e heterogêneos.
d) se verifica a presença de um grupo funcional ácido carboxílico no eugenol.
e) a benzocaína possui um grupo funcional amina e uma estrutura insaturada.

7. (Usf 2016) O remédio conhecido como Isordil® é de uso contínuo para os pacientes que
possuem algum tipo de doença coronariana. Esse medicamento tem seu uso relacionado a
ataques cardíacos e é indicado no tratamento posterior ao infarto. Seu efeito ativo é derivado do
nitrato de isosorbida, cuja fórmula estrutural é apresentada a seguir.

A respeito da estrutura de tal substância, são realizadas as seguintes afirmações:

I. Nessa substância, é possível encontrar a função orgânica amina.


II. Há quatro átomos de carbonos quirais em sua estrutura.
III. Dentre outras funções oxigenadas, uma das encontradas é a função cetona.
IV. O composto apresenta dois grupos funcionais dos ésteres.
V. Há um único átomo de carbono com geometria trigonal que também é carbono terciário.
Das afirmações realizadas, são corretas
a) apenas I, III e V. b) apenas II, IV e V. c) apenas III e V.
d) apenas II e IV. e) apenas I, II e IV.

8. (Espcex (Aman) 2016) O composto representado pela fórmula estrutural, abaixo, pertence à
função orgânica dos ácidos carboxílicos e apresenta alguns substituintes orgânicos, que
correspondem a uma ramificação como parte de uma cadeia carbônica principal, mas, ao serem
mostrados isoladamente, como estruturas que apresentam valência livre, são denominados
radicais.

O nome dos substituintes orgânicos ligados


respectivamente aos carbonos de número 4, 5
e 8 da cadeia principal, são
a) etil, toluil e n-propil.
b) butil, benzil e isobutil.
c) metil, benzil e propil.
d) isopropil, fenil e etil.
e) butil, etil e isopropil.

9. (Pucrs 2016) Para responder à questão, analise a fórmula e o texto abaixo, que contém lacunas.

A lactose é um __________ encontrado em diversos tipos de leite e, junto com as gorduras, é uma
das fontes de energia para filhotes de mamíferos. A estrutura dessa molécula apresenta
numerosos grupos funcionais característicos dos __________, que conferem a ela boa
solubilidade em água. A digestão da lactose exige uma enzima específica, a lactase, que
normalmente os filhotes de mamíferos possuem, mas não os adultos. A lactase é uma proteína
que age como __________, acelerando a reação de quebra da molécula da lactose. A falta dessa
enzima no organismo origina a intolerância à lactose, que acomete parte da população.

129
Assinale a alternativa com as palavras que preenchem corretamente as lacunas.
a) carboidrato – álcoois – catalisador b) carboidrato – fenóis – regulador de pH
c) carboidrato – ésteres – aminoácido d) ácido graxo – álcoois – inibidor de reação
e) ácido graxo – fenóis – solvente

10. (Pucsp 2016) O eugenol e o anetol são substâncias aromáticas presentes em óleos essenciais,
com aplicações nas indústrias de cosméticos e farmacêutica. O eugenol está presente
principalmente nos óleos de cravo, canela e sassafrás, já o anetol é encontrado nos óleos
essenciais de anis e anis estrelado.

Sobre esses compostos foram feitas as seguintes afirmações.

I. Ambos apresentam isomeria geométrica.


II. O eugenol apresenta funções fenol e éter, enquanto que o anetol apresenta função éter.
III. A fórmula molecular do eugenol é C10H12O2, enquanto que o anetol apresenta fórmula molecular
C10H12O.
IV. O anetol apresenta temperatura de ebulição maior do que o eugenol.

Estão corretas APENAS as afirmações:

a) I e II. b) I e IV. c) II e III. d) III e IV.

11. (Uerj 2016) O íon oxalacetato participa não só do ciclo de Krebs como também da produção
do íon aspartato, segundo a equação abaixo:

Com base nessa reação, pode-se afirmar que o aspartato é o ânion correspondente ao ácido
dicarboxílico denominado:
a) 2-aminobutanodioico b) 3-aminobutanodioico
c) 2-aminopentanodioico d) 3-aminopentanodioico

12. (Cefet MG 2015) A eficiência do motor de um automóvel pode ser comprometida pelo uso de
um combustível de baixa qualidade. Nos motores, o aumento da taxa de compressão da mistura
ar-gasolina, quando alcança o seu limite, é conhecido como “batimento”. Esse batimento pode ser
minimizado com o uso de gasolinas de alta qualidade, o que está relacionado com a sua
composição. Diversos estudos mostraram que hidrocarbonetos ramificados, alcanos cíclicos e
compostos aromáticos entram em combustão de forma mais eficiente e suave que os alcanos de
cadeia normal.
O composto orgânico, em alta concentração na gasolina, que pode minimizar os batimentos de um
motor é o
a) etanol. b) octano. c) ácido tetradecanoico.
d) 2,2,4-trimetil-pentano. e) 2,3-dimetil-butan-2-ol.

13. (Uece 2015) Cada alternativa a seguir apresenta a estrutura de uma substância orgânica
aplicada na área da medicina. Assinale a opção que associa corretamente a estrutura a suas
funções orgânicas.
a) O propranolol, fármaco anti-hipertensivo indicado para o tratamento e prevenção do infarto do
miocárdio, contém as seguintes funções orgânicas: álcool e amida.

130
b) O eugenol, que possui efeitos medicinais que auxiliam no tratamento de náuseas, flatulências,
indigestão e diarreia contém a função éter.

c) O composto abaixo é um antisséptico que possui ação bacteriostática e detergente, e pertence


à família dos álcoois aromáticos.

d) O p-benzoquinona, usado como oxidante em síntese orgânica é um éster cíclico.

14. (Uema 2015) A bactéria anaeróbia Clostridium botulinum é um habitante natural do solo que
se introduz nos alimentos enlatados mal preparados e provoca o botulismo. Ela é absorvida no
aparelho digestivo e, cerca de 24 horas, após a ingestão do alimento contaminado, começa a agir
sobre o sistema nervoso periférico causando vômitos, constipação intestinal, paralisia ocular e
afonia. Uma medida preventiva contra esse tipo de intoxicação é não consumir conservas
alimentícias que apresentem a lata estufada e odor de ranço, devido à formação da substância
CH3 CH2CH2COOH.
O composto químico identificado, no texto, é classificado como
a) cetona. b) aldeído. c) ácido carboxílico. d) éster. e) éter.

15. (Upf 2015) O químico Woodward, no período de 1945 a 1958, sintetizou os alcaloides quinina
(1), estriquinina (2) e reserpina (3). Alcaloides são compostos orgânicos nitrogenados que
possuem um ou mais átomos de nitrogênio em seu esqueleto carbônico, de estrutura complexa e
de caráter básico.
Observe a fórmula estrutural dos alcaloides.

Sobre as estruturas das substâncias químicas descritas acima, assinale a alternativa incorreta.
a) As estruturas 1, 2 e 3 apresentam pelo menos um anel aromático.
b) Na estrutura 1, há uma hidroxila caracterizando a função álcool, ligada a um átomo de carbono
secundário.
c) Na estrutura 3, existem átomos de oxigênio entre átomos de carbonos, como heteroátomos,
relativos à função éter e à função éster.
d) A estrutura 2 é uma função mista, na qual existem os grupos funcionais relativos à amida, ao
éter e à amina.
e) Na estrutura 3, tem-se um sal orgânico formado pela substituição da hidroxila do grupo carboxila
de um ácido orgânico por um grupo alcoxila proveniente de um álcool.

131
16. (Enem 2014) O estudo de compostos orgânicos permite aos analistas definir propriedades
físicas e químicas responsáveis pelas características de cada substância descoberta. Um
laboratório investiga moléculas quirais cuja cadeia carbônica seja insaturada, heterogênea e
ramificada.
A fórmula que se enquadra nas características da molécula investigada é
a) CH3  (CH)2  CH(OH)  CO  NH  CH3 .
b) CH3  (CH)2  CH(CH3 )  CO  NH  CH3 .
c) CH3  (CH)2  CH(CH3 )  CO  NH2 .
d) CH3  CH2  CH(CH3 )  CO  NH  CH3 .
e) C6H5  CH2  CO  NH  CH3 .

17. (Enem 2014) O biodiesel não é classificado como uma substância pura, mas como uma
mistura de ésteres derivados dos ácidos graxos presentes em sua matéria-prima. As propriedades
do biodiesel variam com a composição do óleo vegetal ou gordura animal que lhe deu origem, por
exemplo, o teor de ésteres saturados é responsável pela maior estabilidade do biodiesel frente à
oxidação, o que resulta em aumento da vida útil do biocombustível. O quadro ilustra o teor médio
de ácidos graxos de algumas fontes oleaginosas.

Teor médio do ácido graxo (% em massa)


Fonte
Mirístico Palmítico Esteárico Oleico Linoleico Linolênico
Oleaginosa
(C14:0) (C16:0) (C18:0) (C18:1) (C18:2) (C18:3)

Milho < 0,1 11,7 1,9 25,2 60,6 0,5

Palma 1,0 42,8 4,5 40,5 10,1 0,2

Canola < 0,2 3,5 0,9 64,4 22,3 8,2

Algodão 0,7 20,1 2,6 19,2 55,2 0,6

Amendoim < 0,6 11,4 2,4 48,3 32,0 0,9

Qual das fontes oleaginosas apresentadas produziria um biodiesel de maior resistência à


oxidação?

a) Milho. b) Palma. c) Canola. d) Algodão. e) Amendoim.

18. (Unesp 2013) Recentemente, pesquisadores criaram um algodão que é capaz de capturar
elevadas quantidades de água do ar. Eles revestiram fibras naturais de algodão com o polímero I,
que tem a propriedade de sofrer transições rápidas e reversíveis em resposta a mudanças de
temperatura. Assim, as fibras revestidas funcionam como uma “esponja de algodão”. Abaixo dos
34 °C as fibras do algodão revestido se abrem, coletando a umidade do ar. Quando a temperatura
sobe, os poros do tecido se fecham, liberando toda a água retida em seu interior - uma água
totalmente pura, sem traços do material sintético.
(www.inovacaotecnologica.com.br. Adaptado.)

Na representação do polímero I, observa-se a unidade da


cadeia polimérica que se repete n vezes para a formação da
macromolécula. Essa unidade polimérica apresenta um grupo
funcional classificado como
a) amina.
b) amida.
c) aldeído.
d) hidrocarboneto.
e) éster

19. (Uftm 2012) Alimentos como abacate, azeite e salmão, por conterem elevado teor de gordura
insaturada, são indicados para consumo humano, pois contribuem para reduzir os níveis de LDL
(“colesterol ruim”) e manter os níveis de HDL (“colesterol bom”). Nas figuras, são apresentadas as
estruturas dos ácidos oleico e esteárico.

132
A partir das estruturas destes ácidos, é
correto afirmar que
a) a molécula de ácido oleico apresenta
maior número de átomos de hidrogênio.
b) o ácido esteárico apresenta isomeria
geométrica.
c) o ácido oleico pode ser indicado na
alimentação humana, por reduzir os
níveis de LDL.
d) o ácido esteárico é o que apresenta
menor temperatura de fusão.
e) o ácido oleico é uma substância
hidrossolúvel.

20. (Ufpr 2012) Os principais componentes dos óleos e gorduras são os triacilgliceróis, moléculas
formadas a partir do glicerol e dos ácidos graxos, que podem ser saturados ou insaturados. Uma
simbologia usual que representa os ácidos graxos se baseia em um sistema alfanumérico iniciado
pela letra C, seguido pelo número de átomos de carbono na molécula e o número de ligações
duplas entre átomos de carbono. As posições das insaturações na cadeia carbônica são indicadas
em seguida após o símbolo D. Ácidos graxos podem ser sólidos ou líquidos em temperatura
ambiente e sua temperatura de fusão depende da estrutura e composição da cadeia carbônica.
Numere a primeira coluna (em que são indicadas temperaturas de fusão) de acordo com sua
correspondência.
1. Ácido oleico = C18 : 1   9 .
2. Ácido linoleico = C18 : 2   9, 12 .
3. Ácido linolênico = C18 : 3   9, 12, 15 .
4. Ácido araquidônico = C20 : 4   5, 8, 11, 14 .
5. Ácido láurico = C12:0 .

( ) +44 ºC. Assinale alternativa que apresenta a numeração correta, respectivamente,


( ) - 50 ºC. de cima para baixo.
( ) +14 ºC. a) 2 – 4 – 3 – 5 – 1. b) 4 – 2 – 5 – 1 – 3.
( ) - 11 ºC. c) 3 – 1 – 2 – 5 – 4. d) 3 – 4 – 5 – 1 – 2.
( ) - 5 ºC. e) 5 – 4 – 1 – 3 – 2.

21. (Ufrgs 2011) A capsaicina e a zingerona são moléculas responsáveis pela sensação de ardor
que sentimos ao ingerir pimenta malagueta e gengibre, respectivamente.

Os grupos funcionais comuns às


duas moléculas são
a) amida, éter e hidroxila alcoólica.
b) cetona e hidroxila fenólica.
c) éster e hidroxila alcoólica.
d) cetona e éster.
e) éter e hidroxila fenólica.

22. (Uff 2011) Evitar ou controlar o impacto causado pelas atividades humanas no meio ambiente
é uma preocupação mundial. Como em muitas outras atividades, a fabricação de produtos
químicos envolve riscos. Mas a indústria química, apontada por muitos anos como vilã nas
agressões à natureza, tem investido em equipamentos de controle, em novos sistemas gerenciais
e em processos tecnológicos para reduzir ao mínimo o risco de acidentes ecológicos. Quando se
utilizam sabões e detergentes nos processos de lavagem – industriais ou domésticos –, os
resíduos vão para o sistema de esgoto. Após algum tempo, os resíduos são decompostos por
micro-organismos existentes na água. Diz-se, então, que esses compostos são biodegradáveis.
As estruturas apresentadas a seguir são exemplos dessas substâncias:

133
Com base nas estruturas observadas, pode-se afirmar que

a) os sabões são produtos de hidrólise ácida de éteres.


b) os detergentes são compostos orgânicos obtidos a partir da hidrólise de gorduras animais e
óleos vegetais.
c) os detergentes mais comuns são sais de ácidos sulfônicos de cadeias curtas.
d) tanto os sabões quanto os detergentes derivados de ácidos sulfônicos são denominados
catiônicos.
e) na estrutura do sabão, a parte apolar interage com a gordura e a parte polar com a água.

23. (Ufg 2010) Um derivado do ácido fítico, o inositol trifosfato, possui a seguinte estrutura:

O número de hidrogênios ácidos, dessa


substância, em água, é:
a) 1
b) 2
c) 3
d) 6
e) 9

24. (Enem 2010) Os pesticidas modernos são divididos em várias classes, entre as quais se
destacam os organofosforados, materiais que apresentam efeito tóxico agudo para os seres
humanos. Esses pesticidas contêm um átomo central de fósforo ao qual estão ligados outros
átomos ou grupo de átomos como oxigênio, enxofre, grupos metoxi ou etoxi, ou um radical orgânico
de cadeia longa. Os organofosforados são divididos em três subclasses: Tipo A, na qual o enxofre
não se incorpora na molécula; Tipo B, na qual o oxigênio, que faz dupla ligação com fósforo, é
substituído pelo enxofre; e Tipo C, no qual dois oxigênios são substituídos por enxofre.
Um exemplo de pesticida organofosforado Tipo B, que apresenta grupo etoxi em sua fórmula
estrutural, está representado em:

a) b) c)

d) e)

25. Assinale a alternativa que contém a classificação correta da seguinte cadeia carbônica:
CH3CHCH3CH2CCH
a) acíclica, saturada e ramificada. b) cíclica, insaturada e ramificada.
c) cíclica, saturada e sem ramificação. d) acíclica, insaturada e ramificada.
e) heterocíclica, insaturada e ramificada.

134
26. O gengibre é uma raiz tuberosa que apresenta diferentes ações terapêuticas: bactericida,
desintoxicante e ainda melhora o desempenho do sistema digestivo, respiratório e circulatório. A
gingerona, estrutura abaixo, é umas das substâncias orgânicas que podem ser extraídas do
gengibre.
O Sobre a molécula acima, são feitas as afirmações.
I. Apresenta anel aromático e heteroátomo.
O II. O carbono carbonílico apresenta número de
oxidação igual a +2.
III. Apresenta as funções orgânicas éter, álcool e
HO cetona.
É correto o que se afirma:
a) apenas em II e III. b) apenas em I e II.
c) apenas em I e III. d) em I, II e III.
e) apenas em III.

27. Um professor solicitou aos alunos que escrevessem uma sequência de compostos orgânicos,
que contivesse, respectivamente, um álcool, um éster, uma cetona e um aldeído. A sequência
correta está representada em

a) H3C–OH, H3C–O–CH3, H3C–CH2–COO–CH3, H3C–CHO.

b) OH, H3C–CH2–COO–CH2–CH3, H3C–CO–CH3, H3C–CHO.

c) H3C–CHO, H3C–CO–CH3, HCOOH, H3C–OH.

d) H3C–CHO, H3C–COO–CH3, H3C–CO–NH2, H3C–CH2–COO–CH3.

e) CH2–OH, H3C–COO–CH3, H3C–CO–CH3, H3C–CHO.

28. A alicina, composto oxissulfurado, é a substância que confere odor de alho. Por seus efeitos
medicinais, o alho baixa o nível de colesterol no sangue e reduz as probabilidades de se contrair
câncer gástrico. Ademais, um “pão de alho” é muito gostoso. A seguir, temos a estrutura da alicina:

De acordo com essa estrutura, a alicina pertence à família dos


O a) tio-álcoois.
b) tio-cetonas.
S
c) dissulfetos orgânicos.
S d) tio-ésteres.

29. “O Dolutegravir, um novo medicamento antirretroviral para o tratamento do HIV, vírus causador
da Aids, estará disponível no SUS, a partir de 2017, de acordo com anúncio feito nesta quarta-feira
(28/09/2016) pelo Ministério da Saúde”. De acordo com a estrutura química do novo medicamento
descrita abaixo, as funções orgânicas discriminadas pelas circunferências A, B, C e D são,
respectivamente:

135
a) álcool, cetona, amida e fenol. b) éster, éter, amina e anel aromático.
c) éter, cetona, amida e anel aromático. d) éter, aldeído, amida e fenol.
e) éter, aldeído, amina e anel aromático.

30. A globalização tem contribuído para os avanços científicos e tecnológicos por propiciar um
grande intercâmbio entre cientistas de diferentes países. Por exemplo, esforços conjuntos de
fabricantes de aeronaves e companhias aéreas de vários países têm permitido o desenvolvimento
do bioquerosene por meio do tratamento de óleos vegetais, conforme ilustrado no esquema abaixo,
em que R corresponde a um radical hidrocarbônico. No processo, os triglicerídeos constituintes do
óleo vegetal são craqueados e o intermediário 1 formado é posteriormente convertido a alcano por
meio de dois diferentes caminhos; como produto da reação, é gerada uma mistura de alcanos
lineares e ramificados com diferentes massas molares.

Com relação à mistura de alcanos obtidas a partir do referido tratamento, é correto afirmar que,
para os compostos lineares, quanto maior for a massa molar,

a) menor será o ponto de fusão; além disso, um composto linear apresenta maior ponto de fusão
que seus isômeros ramificados.
b) maior será o ponto de fusão; além disso, um composto ramificado apresenta maior ponto de
fusão que seu isômero linear.
c) menor será o ponto de fusão; além disso, um composto ramificado apresenta maior ponto de
fusão que seu isômero linear.
d) maior será o ponto de fusão; além disso, um composto linear apresenta maior ponto de fusão
que seus isômeros ramificados.

31. (Ufpa) O geraniol, uma substância obtida do óleo de rosas, é um álcool primário que apresenta
dois carbonos terciários em sua estrutura química. A seguir, estão representadas as estruturas
químicas de substâncias responsáveis por odores característicos.

Das estruturas anteriormente


apresentadas, podemos
concluir que o geraniol está
representado pela estrutura
química

a) I.
b) II.
c) III.
d) IV.
e) v.

136
32. “Em tempos de gripe suína, quem anda desaparecida é a dengue!” Esse foi um comentário de
um estudante alertando as autoridades de que o Brasil está se esquecendo de que existe dengue.
Os cientistas, principalmente químicos, biólogos e farmacêuticos, buscam, incansavelmente, o
tratamento para várias doenças, enquanto outros se preocupam em como evitá-las.
Em uma aula na faculdade de Química, o professor solicitou aos alunos que preparassem, em
laboratório, o componente ativo do remédio utilizado no tratamento da dengue.
Fazendo uma revisão do Ensino Médio, o professor apresentou cinco estruturas de medicamentos
e algumas instruções. A missão dos alunos era descobrir a estrutura correta e pesquisar como
chegar até o remédio.

Para isso, as instruções foram:

• Apresenta pH menor que 7, em solução aquosa, indicando acidez.


• Possui anel benzênico em sua estrutura.
• Possui, em sua estrutura, o grupo metila.
• Contém uma carbonila.
Diante disso, os alunos que fizeram a opção correta procuraram, com a ajuda de professores, em
livros e na Internet, os métodos para sintetizar o(a)

33. A Química orgânica é a parte da Química destinada ao estudo do elemento carbono. Além
disso, aplica-se ao estudo das propriedades das substâncias que contêm esse elemento, como
pontos de fusão e ebulição, solubilidade em água, miscibilidade em outros materiais etc.
Conhecer mais sobre esses compostos permite ao ser humano avanços nas áreas médica, de
tecnologia, alimentícia e inúmeras outras. A seguir, são apresentadas quatro substâncias orgânicas.

A análise dessas moléculas permite


concluir que a

a) substância de maior ponto de


ebulição é a substância IV.
b) substância II, por ser apolar, é
solúvel em água.
c) substância II é o componente
principal de detergentes.
d) substância III é formada por quatro
átomos de carbono.
e) substância I não forma ligação de
hidrogênio com outra molécula.

137
34. O mentol, cuja estrutura está ilustrada a seguir, e a cânfora, quando presentes na composição
química dos alimentos, causam a sensação de frio; é por isso que esses compostos são utilizados
em diversos produtos industrializados para causar a sensação de frescor.

O mentol pertence à função orgânica dos álcoois.


Segundo a IUPAC, a nomenclatura desse álcool é
a) 2-propil-4-metilciclo-hexan-1-ol.
b) 2-isopropil-5-metilciclo-hexan-1-ol.
c) 1-isopropil-4-metilciclo-hexan-2-ol.
d) 1-isopropil-4-metilciclo-hexan-6-ol.
e) 1-propil-5-metilciclo-hexan-1-ol.

35. Os carotenoides estão presentes em vários vegetais e causam as sensações das várias
tonalidades de amarelo, laranja e vermelho, que são observadas em cenouras, mangas, caquis,
tomates, mamões e pimenta vermelha. Por serem bem aceitos pelo organismo humano, eles
também são muito empregados nas indústrias de alimentos e de cosméticos. Os compostos que
apresentam ligações duplas, entre carbonos, conjugadas com grupo carbonila, refletem luz de
comprimento de onda correspondente ao vermelho. A conjugação é definida como a ocorrência de
alternância entre ligações simples e duplas em uma molécula. De acordo com as considerações
do texto, qual das moléculas apresentadas a seguir é a mais adequada para que um alimento
industrializado seja vermelho?

Gabarito

1: [E] 2: [C] 3: [A]

4: [C] 5: [E] 6: [E]

7: [B] 8: [D] 9: [A]

10: [C] 11: [A] 12: [D]

13: [B] 14: [C] 15: [E]

16: [B] 17: [B] 18: [B]

19: [C] 20: [E] 21: [E]

22: [E] 23: [D] 24: [E]

25: [D] 26: [B] 27: [E]

28: [C] 29: [C] 30: [D]

31: [C] 32: [D] 33: [A]

34: [B] 35: [E]

138
Isomeria

Quando duas moléculas de substancias diferentes apresentam a mesma formula molecular, dizemos
que elas são isômeros. A isomeria pode ser classificada em plana e espacial. Enquanto os isômeros
planos podem ser diferenciados por sua formula estrutural plana, os isômeros espaciais só podem
ser diferenciados quando se considera a disposição espacial dos átomos que formam as moléculas.

mesma função
de cadeia cadeias 

mesma função
mesma cadeia
de posição
posição de GF 
GF (Grupo funcional)

de função funções 

mesma função
de compensação ou
cadeias heterogêneas
metameria
localização do heteroátomo 

funções 
Tautomeria
equilíbrio dinâmico

Os isômeros espaciais ou estereoisômeros podem ser divididos em isômeros geométricos e


isômeros ópticos.
Isomeria geométrica

A isomeria geométrica ocorre em compostos que apresentam dupla ligação (alcenos) ou em


cicloalcanos.
Condições:
• ter dupla ligação C = C;
• ter cadeia fechada
• ter ligantes diferentes em cada C da dupla ou da cadeia fechada.
Exemplo:

139
Importante :

As gorduras trans aumentam no sangue a quantidade da lipoproteína LDL, conhecida como


“colesterol ruim” e diminuem a quantidade de lipoproteína HDL, conhecida como “colesterol bom”.

Isomeria óptica
Diferentemente dos isômeros planos e geométricos, os isômeros ópticos não apresentam diferenças
em suas propriedades físico-químicas, exceto no que diz respeito a interação com a luz polarizada
e com outras moléculas quirais.
Quando uma substancia e colocada em um polarímetro, três resultados são possíveis: ausência de
desvio do plano de propagação da luz, desvio do plano da luz polarizada para a direita ou para a
esquerda.
As substancias opticamente ativas podem ser classificadas como levogiras, quando desviam a luz
polarizada para a esquerda, sendo representadas por ℓ ou (2) na frente do nome, ou dextrogiras,
quando desviam a luz para a direita, sendo representadas por d ou (1) na frente do nome.
Quando não há desvio no plano da luz polarizada ou a molécula não e assimétrica ou há uma mistura
com quantidades idênticas dos isômeros d e ℓ, esta mistura recebe o nome de mistura racêmica ou
racemato.
Condição: ter carbono assimétrico.
Um átomo de carbono será assimétrico quando estiver ligado a quatro ligantes diferentes.
a) Isomeria óptica com um carbono assimétrico ( C*):

d

ácido lático: 3 isômeros l
dl

Importante :
Carbono assimétrico é o
d- dextrógiro ( opticamente ativo- desvia para a luz polarizada para direita)
carbono ligado a quatro
l- levógiro ( opticamente ativo- desvia para a luz polarizada para esquerda) substituintes diferentes.
dl- mistura racêmica ( solução com concentrações iguais dos dois isômeros ativos) – opticamente
inativa – não desvia a luz polarizada. Mistura racêmica é a
mistura eqüimolar de dois
enantiômeros (antípodas
b) Isomeria óptica com 2 ou mais carbonos assimétricos diferentes: ópticos).
Enantiômeros ou antípodas
ópticos é o par de isômeros,
dextrógiro e levógiro, com
mesmo ângulo de desvio,
porém, com sentidos
diferentes. São imagens no
Isômeros ópticos ativos:
espelho uma da outra e não
são sobreponíveis.
2n = 23 = 8 ativos.
ativos Diastereoisômeros : são
Isômeros ópticos racêmicos = = 4 racêmicos isômeros ópticos que não são
2
enatiômeros.
Total = 12 isômeros

c) Isomeria óptica com 2 carbonos assimétricos iguais: Efeitos fisiológicos : No que


diz respeito aos efeitos
fisiológicos (efeitos sobre um
organismo vivo), muitas
d dl vezes os enantiômeros
2 ativos  2 inativos  possuem notáveis
l m eso
diferenças.

140
1. (Uerj simulado 2018) O ecstasy é uma droga cujo princípio ativo apresenta a seguinte fórmula
estrutural:

Esse composto corresponde a uma mistura


racêmica com número de isômeros ópticos
igual a:
a) 1
b) 2
c) 3
d) 4

2. (Uerj 2018) Um mesmo composto orgânico possui diferentes isômeros ópticos, em função de
seus átomos de carbono assimétrico. Considere as fórmulas estruturais planas de quatro
compostos orgânicos, indicadas na tabela.

Composto Fórmula estrutural plana

II

O composto que apresenta átomo


de carbono assimétrico é:
a) I
b) II
c) III
III d) IV

IV

3. (G1 - ifsul 2017) Os nitritos são usados como conservantes químicos em alimentos enlatados
e em presuntos, salsichas, salames, linguiças e frios em geral. Servem para manter a cor desses
alimentos e proteger contra a contaminação bacteriana. Seu uso é discutido, pois essas
substâncias, no organismo, podem converter-se em perigosos agentes cancerígenos, as
nitrosaminas. Abaixo temos a representação de duas nitrosaminas:

Essas nitrosaminas são isômeras de

a) cadeia. b) função. c) posição. d) tautomeria.

141
4. (Uel 2017) Leia a charge a seguir.

A charge evidencia uma situação cotidiana


relacionada à compra de medicamentos, na qual
ocorrem dúvidas por parte da consumidora, tendo
em vista os diferentes medicamentos
comercializados: os de marca, os similares e os
genéricos. Essa dúvida, no entanto, não deveria
existir, pois os diferentes tipos de medicamentos
devem apresentar o mesmo efeito terapêutico. O
que não se sabe, por parte da população em geral,
é que muitos medicamentos são vendidos na forma
de dois isômeros ópticos em quantidades iguais,
mas apenas um deles possui atividade terapêutica.
Por exemplo, o ibuprofeno é um anti-inflamatório
que é comercializado na sua forma (S)  (ativa) e
(R)  (inativa), conforme mostram as figuras a
seguir.

Com base nessas informações, considere as afirmativas a seguir.

I. O ibuprofeno é comercializado na forma de racemato.


II. Os dois isômeros são diasteroisômeros.
III. Os dois isômeros apresentam isomeria de posição.
IV. Os dois isômeros possuem pontos de fusão iguais.

Assinale a alternativa correta.


a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

5. (Ufrgs 2017) O Prêmio Nobel de Química de 2016 foi concedido aos cientistas Jean-Pierre
Sauvage, Sir J. Fraser Stoddart e Bernard L. Feringa que desenvolveram máquinas moleculares.
Essas moléculas, em função de estímulos externos, realizam movimentos controlados que
poderão levar, no futuro, à execução de tarefas de uma máquina na escala nanométrica (10-9m).
Abaixo está mostrada uma molécula na qual, pela irradiação de luz (fotoestimulação), o isômero A
é convertido no isômero B. Sob aquecimento (termoestimulação), o isômero B novamente se
converte no isômero A.

A respeito disso, considere as seguintes


afirmações.
I. A e B são isômeros geométricos em que os
substituintes na ligação N=N estão em lados
opostos no isômero A e, no mesmo lado, no
isômero B.
II. A interação do grupo - +NH3 com o heterociclo,
no isômero B, é do tipo ligação de hidrogênio.
III. Todos os nitrogênios presentes nos dois
isômeros apresentam uma estrutura tetraédrica.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas III.
c) Apenas I e II.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

142
6. (Upe-ssa 3 2016) O uso de drogas tem gerado sérios problemas de saúde e sociais em muitos
casos, resultando na morte dos usuários. Esse é o caso do LSD-25, sigla alemã referente à
dietilamida do ácido lisérgico, uma das mais potentes substâncias alucinógenas de que se tem
conhecimento. A atividade dessa droga está relacionada a sua estrutura, na qual existem dois
carbonos esterogênicos, um grupo funcional amina, dois grupos amida. Essa molécula interfere no
mecanismo de ação da serotonina, um neurotransmissor do cérebro, causando os efeitos
alucinógenos e outras complicações.

Qual das estruturas representadas abaixo corresponde ao LSD25 ?

a) b) c)

d) e)

7. (Enem PPL 2016) A busca por substâncias capazes de minimizar a ação do inseto que ataca
as plantações de tomate no Brasil levou à síntese e ao emprego de um feromônio sexual com a
seguinte fórmula estrutural:

Uma indústria agroquímica necessita sintetizar um derivado com maior eficácia. Para tanto, o
potencial substituto deverá preservar as seguintes propriedades estruturais do feromônio sexual:
função orgânica, cadeia normal e isomeria geométrica original.

A fórmula estrutural do substituto adequado ao feromônio sexual obtido industrialmente é:

a)

b)

c)

d)

e)

143
8. (Upe 2015) A imagem a seguir indica a sequência de uma simulação computacional sobre a
análise de uma propriedade física exibida por um fármaco.

Entre os fármacos indicados abaixo, qual(is) exibe(m) resposta similar ao observado nessa
simulação?

a) Captopril
b) Ibuprofeno
c) Paracetamol
d) Captopril e ibuprofeno
e) Todos os fármacos apresentados

9. Em todos os jogos olímpicos há sempre uma grande preocupação do Comitê Olímpico em


relação ao doping. Entre as classes de substâncias dopantes, os betabloqueadores atuam no
organismo como diminuidores dos batimentos cardíacos e como antiansiolíticos.
O propranolol foi um dos primeiros betabloqueadores de sucesso desenvolvidos e é uma
substância proibida em jogos olímpicos.

Com base nas informações contidas no texto e na fórmula estrutural


apresentada, é correto afirmar que o propranolol apresenta
a) isomeria óptica devido à presença de carbono quiral e é proibido
porque pode tornar os atletas mais sonolentos.
b) isomeria geométrica por possuir carbonos insaturados e é
proibido porque pode aumentar a potência e a velocidade dos
atletas.
c) isomeria geométrica por possuir carbonos insaturados e é
proibido porque pode diminuir os batimentos cardíacos e aumentar
a precisão dos atletas.
d) isomeria óptica devido à presença de carbonos insaturados e é
proibido porque pode aumentar a potência e a velocidade dos
atletas.
e) isomeria óptica devido à presença de carbono quiral e é proibido
porque pode diminuir os batimentos cardíacos e aumentar a
precisão dos atletas.

144
10. (Uerj 2013) O aspartame, utilizado como adoçante, corresponde a apenas um dos
estereoisômeros da molécula cuja fórmula estrutural é apresentada abaixo.

Admita que, em um processo industrial, tenha-se obtido a mistura, em partes iguais, de todos os
estereoisômeros dessa molécula. Nessa mistura, o percentual de aspartame equivale a:

a) 20% b) 25% c) 33% d) 50%

11. […] Aos domingos, quando Zana me pedia para comprar miúdos de boi no porto da Catraia, eu
folgava um pouco, passeava ao léu pela cidade, atravessava as pontes metálicas, perambulava nas
áreas margeadas por igarapés, os bairros que se expandiam àquela época, cercando o centro de
Manaus. Via um outro mundo naqueles recantos, a cidade que não vemos, ou não queremos ver.
Um mundo escondido, ocultado, cheio de seres que improvisavam tudo para sobreviver, alguns
vegetando, feito a cachorrada esquálida que rondava os pilares das palafitas. Via mulheres cujos
rostos e gestos lembravam os de minha mãe, via crianças que um dia seriam levadas para o orfanato
que Domingas odiava. Depois caminhava pelas praças do centro, ia passear pelos becos e ruelas
do bairro da Aparecida e apreciar a travessia das canoas no porto da Catraia. O porto já estava
animado àquela hora da manhã. Vendia-se tudo na beira do igarapé de São Raimundo: frutas, peixe,
maxixe, quiabo, brinquedos de latão. O edifício antigo da Cervejaria Alemã cintilava na Colina, lá no
outro lado do igarapé. Imenso, todo branco, atraía o meu olhar e parecia achatar os casebres que o
cercavam. […]. Mirava o rio. A imensidão escura e levemente ondulada me aliviava, me devolvia por
um momento a liberdade tolhida. Eu respirava só de olhar para o rio. E era muito, era quase tudo
nas tardes de folga. Às vezes Halim me dava uns trocados e eu fazia uma festa. Entrava num
cinema, ouvia a gritaria da plateia, ficava zonzo de ver tantas cenas movimentadas, tanta luz na
escuridão. […].
(HATOUM, Milton. Dois irmãos.
19. reimpr. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. p. 59-60.)

O texto faz alusão a peixe, o que pode nos lembrar o incômodo cheiro característicos de alguns
peixes. O composto responsável por esse cheiro é a trimetilamina, uma amina terciaria.
Comparando-se esse composto com a propan-1-amina, a relação isomérica entre eles é? Assinale
a resposta correta:

a) Isomeria de função. b)Isomeria de compensação.


c) Isomeria de posição. d) Isomeria de cadeia.

12. A isomeria é o fenômeno pelo qual dois ou mais compostos orgânicos apresentam a mesma
composição, mas um arranjo diferente de átomos. Numere a Coluna B de acordo com o tipo de
isomeria apresentada na Coluna A.

COLUNA A
COLUNA B
1) Isomeria de posição
2) Isomeria de função O OH
3) Isomeria de cadeia ( ) e
4) Isomeria de tautomeria H

Assinale a alternativa que OH


preenche corretamente os
parênteses da Coluna B, de cima ( ) O e
para baixo.
( )
a) 4–2–3–1 e
b) 1–2–3–4
c) 1–3–2–4
OH
d) 2–3–4–1
e) 4–1–2–3 ( ) e
OH

145
13. Existe uma grande variedade de produtos alimentícios derivados de óleos vegetais, dentre os
quais as margarinas são exemplos típicos. Por não conterem gorduras de origem animal, por algum
tempo acreditou-se que o seu consumo seria mais saudável que o da manteiga, derivada do leite.
Hoje em dia, porém, sabe-se que, dependendo do processo de fabricação, a margarina pode
conter um tipo de gordura muito prejudicial à saúde humana. A esse respeito, julgue as seguintes
afirmativas:
I. O processo de hidrogenação catalítica parcial de óleos vegetais não produz gorduras do tipo
trans, que são prejudiciais à saúde.
II. O processo de hidrogenação produz gorduras transesterificadas, que apresentam maior
número de insaturações na cadeia carbônica.
III. Nos óleos vegetais in natura, os ácidos graxos insaturados dos triglicerídeos apresentam-se
na configuração cis.
IV. As margarinas com “0% de gordura trans” não apresentam gorduras saturadas em sua
composição.
V. A manteiga normalmente contém colesterol, porém apresenta teor muito baixo de gordura
trans.

Estão corretas apenas as afirmativas

a) I e IV b) II e III c) III e V d) I, III e IV e) II, IV e V

14. O óleo de soja, comumente utilizado na cozinha, contém diversos triglicerídeos (gorduras),
provenientes de diversos ácidos graxos, dentre os quais temos os mostrados abaixo. Sobre esses
compostos, podemos afirmar que:

1) CH3(CH2)16COOH
2) CH3(CH2)7 a) o composto 1 é um ácido carboxílico
H
de cadeia insaturada.
b) os compostos 2 e 3 são isõmeros cis-
trans.
c) o composto 2 é um ácido graxo de
cadeia aberta contendo uma dupla
H (CH2)7COOH ligação (cis).
d) o composto 3 é um ácido graxo de
3) CH3(CH2)7 (CH2)7COOH cadeia fechada contendo uma
insaturação (cis).
e) o composto 4 é um ácido carboxílico
de cadeia aberta contendo duas duplas
ligações conjugadas entre si.
H H

4) CH3(CH2)4 CH2 (CH2)7COOH

H H H H

15. (Ufpi 2000) Pesquisas na UFC revelaram que um dos principais componentes da flor de
macela, comercializada em ervanários populares para problemas estomacais e do fígado, é o
Ácido centipédico, cuja estrutura é dada a seguir. Escolha a opção correta, relacionada com a
estereoquímica da ligação dupla que não se encontra conjugada com a carboxila e possui somente
um grupo metila.

a) Configuração Trans (ou E na nomenclatura mais moderna)


b) Configuração Cis (ou Z na nomenclatura mais moderna)
c) Por causa dos dois carbonos metilênicos não há isomeria nessa posição.
d) Por causa dessa dupla ligação o composto só apresenta isomeria óptica.
e) Nesta dupla há um exemplo claro de tautomeria.

146
16. (Fuvest 2003) Na Inglaterra, não é permitido adicionar querosene (livre de imposto) ao óleo
diesel ou à gasolina. Para evitar adulteração desses combustíveis, o querosene é "marcado", na
sua origem, com o composto A, que revelará sua presença na mistura após sofrer as seguintes
transformações químicas:

Um técnico tratou uma determinada amostra de combustível com solução aquosa concentrada de
hidróxido de sódio e, em seguida, iluminou a mistura com luz ultravioleta. Se no combustível houver
querosene (marcado),
I. no ensaio, formar-se-ão duas camadas, sendo uma delas aquosa e fluorescente.
II. o marcador A transformar-se-á em um sal de sódio, que é solúvel em água.
III. a luz ultravioleta transformará um isômero 'cis' em um isômero 'trans'.
Obs.: Fluorescente = que emite luz
Dessas afirmações,
a) apenas I é correta. b) apenas II é correta. c) apenas III é correta.

d) apenas I e II são corretas. e) I, II e III são corretas.

17. Isomeria é o nome dado à ocorrência de compostos que possuem a mesma fórmula molecular,
mas que apresentam estruturas diferentes entre si. Os isômeros são classificados em
constitucionais, que diferem na maneira como os átomos estão conectados (conectividade) em
cada isômero, e estereoisômeros, que apresentam a mesma conectividade, mas diferem na
maneira como seus átomos estão dispostos no espaço. Os estereoisômeros se dividem ainda em
enantiômeros, que têm uma relação de imagem e objeto (que não são sobreponíveis), e
diastereoisômeros, que não têm relação imagem e objeto.
Com relação à isomeria, numere a coluna da direita de acordo com sua correspondência com a
coluna da esquerda.

OH OH
1. H CH3 H3C H ( ) Enantiômeros.
( ) Mesmo composto.
H3C CH3
( ) Não são isômeros.
O ( ) Diastereoisômeros.
O O
2. HO
HO OH Assinale a alternativa que apresenta a
OH
numeração correta da coluna da
O direita, de cima para baixo.
Gabarito
H3C H H CH3
3. a) 1 – 2 – 3 – 4.
b) 1 – 3 – 4 – 2. 1: [B] 2: [A] 3: [A]
H3C Cl Cl CH3 c) 2 – 3 – 1 – 4.
d) 2 – 1 – 4 – 3. 4: [B] 5: [C] 6: [D]
O
e) 4 – 1 – 3 – 2.
O CH3 H3C 7: [E] 8: [C] 9: [E]
4.
H H
H H3C H 10: [B] 11: [D] 12: [A]
CH3
13: [C] 14: [B] 15: [A]

16: [E] 17: [B]

147
Reações orgânicas

As reações orgânicas se dividem principalmente em:

São reações em que um átomo ou radical e substituído por outro átomo ou radical, ou seja, ocorre
a troca de ligantes entre as moléculas reagentes
As reações de substituição normalmente ocorrem em alcanos e compostos aromáticos diversos,
outros compostos que podem sofrer reações de substituição são : os haletos, álcoois, ácidos
carboxílicos, entre outros
Alcanos
O átomo de hidrogênio do átomo de carbono menos hidrogenado e o substituído mais facilmente.
Halogenação

Nitração

Sulfonação

Hidrocarbonetos aromáticos

Se o anel aromático ja tiver um átomo ou um grupo de átomos ligado, as substituições posteriores


serão influenciadas por ele:
Grupos orto-para- dirigentes: — CH3, — OH, — NH2, — CH2CH3, — Cℓ, — Br.
Grupos meta-dirigentes: — NO2, — CHO, — COOH, — SO3H.

Halogenação

Nitração

Sulfonação

148
Alquilação e aciilação

Substituição em haletos

São reações em que duas ou mais moléculas se unem formando um único produto. Esse tipo de
reação ocorre principalmente com alcenos e alcinos, além de cicloalcanos com três ou quatro
átomos de carbono

Hidrogenação

Halogenação

A hidrohalogenação e a
Hidrohalogenação hidratação seguem a regra de
Markovnikov: o átomo de
hidrogênio se liga
Hidratação preferencialmente ao átomo
de carbono insaturado com o
maior número de átomos de
hidrogênio.

Envolvem eliminação de moléculas menores. Destacaremos a seguir as principais reações de


eliminação.

149
Reações de desidratação
Álcoois e ácidos carboxílicos podem sofrer desidratação intramolecular e intermolecular.
Desidratação intramolecular

Desidratação intermolecular

Descarboxilação

São reações que ocorrem com variação do Nox dos átomos de carbono.
Reações de combustão
Neste tipo de reação, o agente oxidante é o gás oxigênio e o agente redutor é o hidrocarboneto.
Na combustão completa, os produtos formados são exclusivamente CO2 e H2O.

A combustão incompleta ocorre quando não há gás oxigênio suficiente, levando a formação de
CO
ou C no lugar de CO2.

Reações de oxidação branda


A oxidação branda pode ser alcançada por ação do ar atmosférico na presença de catalisadores ou
pelo uso de solução aquosa diluída, neutra ou levemente alcalina a frio de permanganato de potássio
(KMnO4) .
Alcenos oxidados brandamente formam um diálcool:

Na oxidação branda de alcinos, o produto gerado depende da posição da ligação tripla:

150
Reações de oxidação enérgica
Oxidações enérgicas são realizadas com soluções concentradas de permanganato (MnO42- ou
dicromato(Cr2O72-) , em ácido sulfúrico e sob aquecimento. Os produtos da oxidação são
determinados pela posição da insaturação na molécula

Nos alcenos, se a insaturação estiver em um átomo de C terciário, há formação de cetona; no caso


de átomo de Csecundário, ácido carboxílico e no caso de átomo de C primário, formam-se CO2 e
H2O.
Ozonólise
Outra maneira de oxidar energicamente um alceno é utilizando ozônio, processo conhecido como
ozonólise. O produto da reação, após hidrólise do intermediário ozonídeo, depende da posição da
insaturação. Os alcenos serão transformados em aldeídos, no caso da insaturação envolver um
átomo de C primário ou C secundário , e em cetonas, no caso de um átomo de C terciário

Oxidação de álcoois
O produto formado depende do tipo de álcool que foi oxidado, se é primário, secundário, terciário ou
o metanol.
O produto da oxidação de um álcool primário e do metanol é um aldeído. Se a quantidade de
agente oxidante for aumentada, obtemos um ácido carboxílico. O produto da oxidação de um álcool
secundário é uma cetona. Por fim, os álcoois terciários só podem sofrer combustão completa ou
incompleta.

Redução de aldeídos e cetonas


A redução de compostos carbonílicos é um método para a obtenção de alcoóis.

Os ésteres podem ser formados a partir da reação de um álcool com um ácido carboxílico. Esta
reação é conhecida como esterificação e sua reação inversa é denominada hidrólise
Esterificação

151
Transesterificação
Um éster também pode ser obtido a partir de outro éster, em um processo de transesterificação:

Hidrólise ácida

Hidrólise básica

Essa reação permitiu a fabricação de sabões e por este motivo pode ser chamada também de
saponificação

1. (Unesp 2017) Analise o quadro, que mostra seis classes de enzimas e os tipos de reações que
catalisam.

Classe de enzima Tipo de reação que catalisa


1. óxido-redutases óxido-redução
2. transferases transferência de grupos
3. hidrolases hidrólise
adição de grupos a duplas ligações ou
4. liases remoção de grupos, formando dupla
ligação
5. isomerases rearranjos intramoleculares
condensação de duas moléculas,
6. ligases associada à hidrólise de uma ligação de
alta energia (em geral, do ATP)

A enzima álcool desidrogenase catalisa a transformação de etanol em acetaldeído e a enzima


sacarase catalisa a reação de sacarose com água, produzindo glicose e frutose. Portanto, essas
duas enzimas pertencem, respectivamente, às classes

a) 6 e 5. b) 1 e 3. c) 4 e 5. d) 1 e 2. e) 3 e 6.

152
2. (Fuvest 2017) A dopamina é um neurotransmissor importante em processos cerebrais. Uma das
etapas de sua produção no organismo humano é a descarboxilação enzimática da L-Dopa, como
esquematizado:

Sendo assim, a fórmula estrutural da dopamina é:

a) b) c)

d) e)

3. (Uerj 2017) Em determinadas condições, a toxina presente na carambola, chamada


caramboxina, é convertida em uma molécula X sem atividade biológica, conforme representado
abaixo.

Nesse caso, dois grupamentos químicos presentes na caramboxina reagem formando um novo
grupamento. A função orgânica desse novo grupamento químico é denominada:

a) éster b) fenol c) amida d) cetona

4. (Uefs 2016) H3 C(CH2 )14 COOH – Ácido Palmítico


H3 C(CH2 )16 COOH – Ácido Esteárico H3 C(CH2 )7 (CH)2 (CH2 )7 COOH – Ácido Oleico
H3 C(CH2 )4 (CH)2 CH2 (CH2 )7 COOH – Ácido Linoleico
O óleo de dendê, obtido do fruto do dendezeiro, é constituído por ésteres derivados dos ácidos
graxos representados pelas fórmulas condensadas, dentre outras substâncias químicas. Além do
uso na culinária baiana, esse óleo é utilizado na fabricação de margarina, sabão, graxas e
lubrificantes.
Com base nessas informações e no conhecimento das propriedades das substâncias químicas, é
correto afirmar:
a) O ácido linoleico é constituído por uma cadeia carbônica monoinsaturada e heterogênea.
b) A hidrogenação catalítica do ácido esteárico, obtido a partir do óleo de dendê, leva à produção
de margarina.
c) O composto representado pela fórmula química H3 C(CH2 )14 COOCH2CH3 é um éster obtido
na reação entre o ácido palmítico e o etanol.
d) A extração dos ésteres do óleo de dendê é realizada pelo processo de filtração a vácuo que
retêm os sólidos oleosos no filtro de porcelana.
e) O sabão é produzido a partir da reação de hidrólise de um éster de cadeia longa na presença
de um ácido inorgânico, como o ácido nítrico, HNO3(aq) .

153
5. (Enem 2016) O esquema representa, de maneira simplificada, o processo de produção de
etanol utilizando milho como matéria-prima.

A etapa de hidrólise na produção de etanol a


partir do milho é fundamental para que
a) a glicose seja convertida em sacarose.
b) as enzimas dessa planta sejam ativadas.
c) a maceração favorece a solubilização em
água.
d) o amido seja transformado em substratos
utilizáveis pela levedura.
e) os grãos com diferentes composições
químicas sejam padronizados.

6. (Ufpa 2016) Um medicamento expectorante pode ser sintetizado conforme o seguinte esquema
reacional:

A seguir estão propostas cinco possíveis estruturas para esse medicamento.

A estrutura correta é a
a) 1. b) 2. c) 3. d) 4. e) 5.

7. (Ufpr 2016) O Nobel da Paz de 2013 foi entregue à Organização para a Proibição das Armas
Químicas, o que reforçou a preocupação mundial quanto à erradicação desse tipo de armamento. O
VX é um agente químico altamente tóxico, classificado como arma de destruição em massa. A
eliminação desse agente é realizada via degradação, que pode ocorrer por três caminhos, tal como
ilustrado abaixo. No entanto, o composto " 5 " também pode atuar como arma química, por ser muito
mais tóxico que os outros produtos da degradação.

O quadro abaixo mostra as condições para detoxificação do agente VX e respectivos resultados


pelos diferentes métodos.

154
Tempo de reação Quantidade de VX Proporção (em massa)
Método
(horas) consumido (%) entre os produtos 2:4:6

1 10 70 10 : 2 : 1

2 5 30 2:2:2
3 7 56 1: 1: 0

4 15 75 1: 1: 10

5 20 90 2 : 1: 1

Com base nas informações fornecidas, qual método de detoxificação é mais eficiente?
a) Método 1. b) Método 2. c) Método 3. d) Método 4. e) Método 5.

8. (Pucsp 2013) O gás cloro é um reagente muito empregado em síntese orgânica. As reações
envolvendo o C 2 são geralmente aceleradas com a incidência de radiação ultravioleta,
favorecendo a quebra homolítica da ligação covalente C  C e gerando o átomo de C , muito
reativo.
Em um laboratório foram realizadas três reações distintas envolvendo o gás cloro com o objetivo de
obter as substâncias X, Y e Z com bom rendimento, após as devidas etapas de purificação.
A substância X foi obtida a partir da reação entre o but-2-eno e o gás cloro em condições
adequadas. A substância Y foi isolada após a reação entre quantidades estequiométricas de
dimetilpropopano e o gás cloro.
A substância Z foi isolada entre os produtos da reação de cloração do fenol em que foram utilizadas
quantidades equimolares de cada reagente.
Assinale a alternativa que apresenta as estruturas moleculares que podem representar X, Y e Z
segundo as reações descritas.

a)

b)

c)

d)

e)

155
9. (Uespi 2012) Até meados do século XIX, as cirurgias eram realizadas sem anestesia. Só em
1846, um dentista de Boston, William Morton, conseguiu demonstrar que o éter (etoxietano) podia
ser usado para induzir a narcose, uma inconsciência temporária, durante procedimentos cirúrgicos.
O etoxietano pode ser obtido pela:
a) reação do etanoato de metila e etanol.
b) reação do etanol com ácido etanoico.
c) oxidação do etanal com KMnO4.
d) desidratação do ácido etanoico por ação do ácido sulfúrico.
e) desidratação intermolecular do etanol em presença de ácido sulfúrico.

10. (Unirio 1995) A formação do brometo de etila pode ser representada pelo mecanismo indicado
pelas equações I, II e III.

Em relação a esse mecanismo, assinale a opção que apresenta corretamente as operações


representadas pelas equações.
a) I corresponde a uma cisão heterolítica e II, a uma adição nucleofílica.
b) I corresponde a uma cisão homolítica e III, a uma adição eletrofílica.
c) II corresponde a uma adição eletrofílica e III, a uma adição nucleofílica.
d) I corresponde a uma cisão homolítica e II, a uma por radical livre.
e) II corresponde a uma adição nucleofílica e III, a uma adição por radical livre.

11. (Fuvest 2000) O ácido adípico, empregado na fabricação do náilon, pode ser preparado por um
processo químico, cujas duas últimas etapas estão representadas a seguir:

Nas etapas I e II ocorrem,


respectivamente,
a) oxidação de A e hidrólise de B.
b) redução de A e hidrólise de B.
c) oxidação de A e redução de B.
d) hidrólise de A e oxidação de B.
e) redução de A e oxidação de B.

12. (Ufrgs 2001) A Nandrolona é um hormônio androgênico utilizado pela indústria farmacêutica
para a produção de derivados de esteroides anabólicos. Ácidos carboxílicos são utilizados para a
produção de derivados esterificados deste fármaco. Estes compostos, que aumentam a massa e a
força muscular dos atletas, são considerados "doping" e proibidos pelo Comitê Olímpico
Internacional. Em que posição da estrutura a seguir representada é possível ocorrer uma reação de
esterificação?

a) Apenas na posição 3.
b) Apenas na posição 4.
c) Apenas na posição 17.
d) Nas posições 3 e 4.
e) Nas posições 3 e 17.

156
13. (Ufrn 2002) Nas operações de policiamento (blitze) em rodovias, o "bafômetro" - tubo contendo
uma mistura de dicromato de potássio (K2Cr2O7) e sílica umedecida com ácido sulfúrico (H2SO4) - é
usado para medir a quantidade de etanol (C 2H5OH) presente no ar exalado por uma pessoa que
ingeriu bebida alcoólica. A reação do álcool com os reagentes mencionados é expressa pela
equação descrita a seguir:
2 CH3CH2OH + K2Cr2O7 + 3 H2SO4  2 CH3COOH + 2 CrSO4 + K2SO4 + 5 H2O
De acordo com a equação, pode-se afirmar que o etanol sofre um processo de
a) oxidação pelo K2Cr2O7. b) oxidação pelo H2SO4.
c) redução pelo K2Cr2O7. d) redução pelo H2SO4.

14. (Fuvest 2002) O cheiro agradável das frutas deve-se, principalmente, à presença de ésteres.
Esses ésteres podem ser sintetizados no laboratório, pela reação entre um álcool e um ácido
carboxílico, gerando essências artificiais, utilizadas em sorvetes e bolos. A seguir estão as fórmulas
estruturais de alguns ésteres e a indicação de suas respectivas fontes.

A essência, sintetizada a
partir do ácido butanoico
e do metanol, terá cheiro
de
a) banana
b) kiwi.
c) maçã.
d) laranja.
e) morango.

15. (Ufc 2003) Geralmente, as águas subterrâneas do semiárido nordestino apresentam elevados
teores de carbonato de cálcio, CaCO3, e recebem a denominação de "águas duras". Neste tipo de
água, os sabões, CH3(CH2)nCO2Na, originam um precipitado sólido, acarretando,
consequentemente, maior consumo desse produto para a remoção de sujeiras.
O maior consumo de sabão para a remoção de sujeiras, em "águas duras", é decorrente da:
a) formação de ácidos carboxílicos na reação entre o sabão e CaCO3.
b) alta concentração de sais de sódio na reação entre o sabão e CaCO3.
c) formação de sais de cálcio na reação entre o sabão e CaCO3.
d) formação de um precipitado de CH3(CH2)nCO2(CO3).
e) elevada solubilidade do sabão em águas duras.

16. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente cerca de 5% da população


mundial sofre de depressão. Uma das substâncias envolvidas nesses distúrbios é o
neurotransmissor serotonina, produzido no metabolismo humano a partir do triptofano. O processo
metabólico responsável pela formação de serotonina envolve a reação química global representada
pela equação não balanceada fornecida a seguir.
H
N
NH2

O
C
OH
triptofano
H
N

HO
NH2

serotonina

157
A reação de conversão de triptofano em serotonina ocorre em duas etapas metabólicas distintas.
Com relação a essas duas substâncias e ao processo metabólico em que elas estão envolvidas, é
correto afirmar que
a) uma das etapas da conversão do triptofano em serotonina envolve a eliminação de um grupo
amina.
b) a serotonina apresenta função álcool.
c) uma das etapas da conversão do triptofano em serotonina envolve a eliminação de um grupo
carboxílico.
d) por apresentarem ligações C = C em suas estruturas, as duas substâncias formam isômeros
geométricos.
e) apenas a serotonina apresenta anel aromático.

17. A L-DOPA é utilizada no tratamento do mal de Parkinson, e uma rota para sua síntese ocorre a
partir de uma enamida, sendo ela um exemplo de síntese orgânica enantiosseletiva. As etapas
simplificadas do processo estão apresentadas a seguir.

H3CO COOH

NHCOCH3
H3CCOO

H2 cat. Considerando o exposto, conclui-se


que, na última etapa da síntese,
ocorre a remoção dos seguintes
H3CO COOH grupos:
a) CH3CO; NHCOCH3 e COOH
H b) CH3; CH3CO e COOH
NHCOCH3
c) CH3CO; NHCOCH3 e CH3
H3CCOO
d) CH3; NHCOCH3 e CH3CO
e) CH3; CH3CO e CH3CO
H3O+

HO COOH

H
NH2
HO

18. A acne comum, que chamamos de espinhas, é causada por infecções das glândulas sebáceas.
As bactérias Propionibacterium acnes normalmente habitam a nossa pele, mas quando a produção
do sebo aumenta na adolescência, elas se multiplicam mais rápido. Ao crescerem em número, seus
subprodutos de metabolismo, a lesão celular que causam e pedaços de bactérias mortas acabam
causando uma inflamação e possibilitando a infecção por outras bactérias, como a Staphylococcus
aureus.
O nome da Propionibacterium acnes vem da sua capacidade de produzir um ácido carboxílico, o
ácido propanoico (também chamado de propiônico), como subproduto de seu metabolismo. Não se
conhece o papel desse ácido, se houver, na patologia da acne.

Suponha que um adolescente que sofre de acne resolve passar etanol no rosto e que esse álcool
reagirá com o ácido propanoico produzido pelas bactérias. Sobre essa reação de condensação,
considere as afirmativas abaixo.
I. Um dos produtos da reação terá uma ligação éster. Está correto o que se afirma em
II. Na reação haverá formação de água. a) I e II, apenas
III. O produto maior terá cinco carbonos. b) I e III, apenas
IV. A reação formará propanoato de etila. c) II e III, apenas
d) I, II e III, apenas
e) I, II, III e IV

19. Geralmente o cheiro agradável das frutas é atribuído à presença de ésteres. Estes, quando
produzidos em laboratório, são utilizados pela indústria alimentícia como flavorizantes artificiais. Um
exemplo é a reação esquematizada abaixo que mostra a preparação do flavorizante de maçã:

O éster
H+ utilizado
+ como + H2O
flavorizante
OH HO
de maça

158
Marque a alternativa que apresenta a estrutura do éster obtido na reação acima.

O O
a) b)

O O
O
O e)
O
c) d)
O
O O

20. Reagentes de Grignard (RMgX, em que R é um grupo alquila) reagem com aldeídos para
produzir álcoois secundários, de acordo com a seguinte equação química genérica.

Para produzir o composto 3-pentanol, R e


O R´ devem ser
a) etil e metil.
RM gX + R' C R' CH R b) metil e metil.
H c) etil e propil.
OH
d) metil e propil.
e) etil e etil.

21. Os ésteres são compostos orgânicos que apresentam o grupo funcional R’COOR”, são
empregados como aditivos de alimentos e conferem sabor e aroma artificiais aos produtos
industrializados, imitam o sabor de frutas em sucos, chicletes e balas. Os compostos orgânicos que
podem reagir para produzir o seguinte éster, por meio de uma reação de esterificação são,
respectivamente,
O a) ácido benzóico e etanol.
b) ácido butanóico e etanol.
c) ácido etanóico e butanol.
d) ácido metanóico e butanol.
H3C O CH3
e) ácido etanóico e etanol.
éster que apresenta aroma de abacaxi

22. O hidrogênio para células a combustível de uso automotivo poderá ser obtido futuramente a
partir da reação de reforma do etanol. Atualmente, nessa reação, são gerados subprodutos
indesejados: etanal (I) e etanoato de etila (II). Porém, pesquisadores da UNESP de Araraquara
verificaram que, com o uso de um catalisador adequado, a produção de hidrogênio do etanol poderá
ser viabilizada sem subprodutos.
A reação da transformação de etanol no subproduto I e a substância que reage com o etanol para
formação do subproduto II são, correta e respectivamente,

a) substituição e etanal. b) redução e etanal. c) redução e ácido acético.


d) oxidação e etanal.e) oxidação e ácido acético.

23. (Ita 2017) Considere as proposições a seguir:

I. A reação do ácido butanoico com a metilamina forma N-metil-butanamida.


II. A reação do ácido propanoico com 1-propanol forma propanoato de propila.
III. 3-etil-2,2-dimetil-pentano é um isômero estrutural do 2,2,3,4-tetrametil-pentano.
IV. O 2-propanol é um composto quiral.

Das proposições acima estão CORRETAS


a) apenas I e II. b) apenas I, II e III. c) apenas II e III.
d) apenas II, III e IV. e) apenas III e IV.

24. (Ebmsp 2017) Os compostos químicos que constituem o sabão e os detergentes conseguem
interagir com substâncias polares e apolares, o que contribui para a limpeza de objetos e
superfícies. A diferença entre esses dois materiais está na estrutura molecular das substâncias
químicas constituintes, sendo que o sabão é formado por sais de ácidos carboxílicos de cadeia
longa – estrutura I – e os detergentes, geralmente, são produzidos a partir de sais derivados de
ácidos sulfônicos de cadeia longa – estruturas II e III. Além disso, o tipo de cadeia carbônica do
composto orgânico influencia na decomposição da substância química por micro-organismos,
sendo os compostos orgânicos representados por I e II biodegradáveis e o composto III não
biodegradável.

159
Com base nessas informações e nas estruturas desses compostos químicos, é correto afirmar:
a) A parte hidrófoba do sabão representado em I associa-se a moléculas de água por ligações de
hidrogênio.
b) O composto químico representado em II apresenta como parte hidrófila a extremidade polar
representada por SO3 .
c) A existência da cadeia carbônica ramificada na estrutura do detergente contribui para a
decomposição da substância química por micro-organismos.
d) O hidrogênio do benzeno, matéria-prima para a fabricação dos detergentes, é substituído por
um radical alquil representado por  C12H23 na estrutura III.
e) A substância química representada em I é obtida pela reação entre o ácido decanoico,
C9H19COOH(aq), e a solução aquosa de cloreto de sódio, NaCl(aq).

25. (Enem PPL 2016) Na preparação da massa do pão, presente na mesa do café da maioria dos
brasileiros, utiliza-se o fungo Saccharomyces cerevisiae vivo, contido no fermento. Sua finalidade
é fazer com que a massa cresça por meio da produção de gás carbônico.
Esse processo químico de liberação de gás é causado pela
a) glicogênese lática. b) fermentação alcoólica.
c) produção de ácido lático. d) produção de lactobacilos.
e) formação do ácido pirúvico.

26. (Ufrgs 2010) Observe a figura que segue, que representa duas reações consecutivas. Na
primeira, o composto C9H10O, na presença de catalisador e aquecimento, perde água, levando à
formação do indeno. Na segunda reação, o indeno reage com Br 2, levando à formação do
composto C9H8Br2.

Assinale a alternativa que apresenta os compostos C9H10O e C9H8Br2, respectivamente.

a) b)

c) d)

e)

160
27. (Fuvest 2007) A tuberculose voltou a ser um problema de saúde em todo o mundo, devido ao
aparecimento de bacilos que sofreram mutação genética (mutantes) e que se revelaram
resistentes à maioria dos medicamentos utilizados no tratamento da doença. Atualmente, há
doentes infectados por bacilos mutantes e por bacilos não-mutantes.
Algumas substâncias (A, B e C) inibem o crescimento das culturas de bacilos não-mutantes. Tais
bacilos possuem uma enzima que transforma B em A e outra que transforma C em A. Acredita-se
que A seja a substância responsável pela inibição do crescimento das culturas.

O crescimento das culturas de


bacilos mutantes é inibido por A ou
C, mas não por B. Assim sendo,
dentre as enzimas citadas, a que
está ausente em tais bacilos deve
ser a que transforma
a) ésteres em ácidos carboxílicos.
b) amidas em ácidos carboxílicos.
c) ésteres em amidas.
d) amidas em cetonas.
e) cetonas em ésteres.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


Um pequeno balão de vidro continha 15,0 mL de certo brometo de alquila (R-Br) líquido, nas
condições ambientais de temperatura e pressão. O conteúdo desse balão foi dividido em três
amostras iguais, colocadas em tubos de ensaio rotulados, respectivamente, como I, II e III.
28. (Ufrn 2005) A segunda amostra (tubo II) de brometo de alquila (R-Br) foi brandamente aquecida
com 1,0 g de sódio metálico (Na), resultando na liberação de gás n-butano (C4H10) e na
precipitação de brometo de sódio (NaBr). Pela formação desses produtos, pode-se concluir que o
radical alquila (R) do haleto contido no balão era
a) etila. b) metila. c) 2-butila. d) n-butila.

29. (Pucsp 2002) A ozonólise é uma reação de oxidação de alcenos, em que o agente oxidante é
o gás ozônio. Essa reação ocorre na presença de água e zinco metálico, como indica o exemplo:

Considere a ozonólise em presença de zinco e


água, do dieno representado na figura 1.
Assinale a alternativa que apresenta os
compostos orgânicos formados durante essa
reação.
a) Metilpropanal, metanal, propanona e etanal.
b) Metilpropanona, metano e 2,4-pentanodiona.
c) Metilpropanol, metanol e ácido 2,4-
pentanodioico.
d) Metilpropanal, ácido metanoico e 2,4-
pentanodiol.
e) Metilpropanal, metanal e 2,4-pentanodiona.
30. (Enem 2008) A biodigestão anaeróbica, que se processa na ausência de ar, permite a
obtenção de energia e materiais que podem ser utilizados não só como fertilizante e combustível
de veículos, mas também para acionar motores elétricos e aquecer recintos.

O material produzido pelo processo esquematizado na figura e utilizado para a geração de energia
éo

161
a) biodiesel, obtido a partir da decomposição de matéria orgânica e/ou por fermentação na
presença de oxigênio.
b) metano (CH4), biocombustível utilizado em diferentes máquinas.
c) etanol, que, além de ser empregado na geração de energia elétrica, é utilizado como fertilizante.
d) hidrogênio, combustível economicamente mais viável, produzido sem necessidade de oxigênio.
e) metanol, que, além das aplicações mostradas no esquema, é matéria-prima na indústria de
bebidas.

31. (Enem 2015) O permanganato de potássio (KMnO4) é um agente oxidante forte muito
empregado tanto em nível laboratorial quanto industrial. Na oxidação de alcenos de cadeia normal,
como o 1-fenil-1-propeno, ilustrado na figura, o KMnO4 é utilizado para a produção de ácidos
carboxílicos.
Os produtos obtidos na oxidação do alceno
representado, em solução aquosa de kMnO4,
são:
a) Ácido benzoico e ácido etanoico.
b) Ácido benzoico e ácido propanoico.
c) Ácido etanoico e ácido 2-feniletanoico.
d) Ácido 2-feniletanoico e ácido metanoico.
e) Ácido 2-feniletanoico e ácido propanoico.

32. (Fuvest 2014) No processo tradicional, o etanol é produzido a partir do caldo da cana-de-açúcar
por fermentação promovida por leveduras naturais, e o bagaço de cana é desprezado. Atualmente,
leveduras geneticamente modificadas podem ser utilizadas em novos processos de fermentação
para a produção de biocombustíveis. Por exemplo, no processo A, o bagaço de cana, após hidrólise
da celulose e da hemicelulose, também pode ser transformado em etanol. No processo B, o caldo
de cana, rico em sacarose, é transformado em farneseno que, após hidrogenação das ligações
duplas, se transforma no “diesel de cana”. Esses três processos de produção de biocombustíveis
podem ser representados por:

Gabarito

1: [B] 2: [E] 3: [C]

4: [C] 5: [D] 6: [A]

7: [C] 8: [A] 9: [E]

10: [C] 11: [A] 12: [C]

13: [A] 14: [C] 15: [C]


Com base no descrito acima, é correto afirmar:
a) No Processo A, a sacarose é transformada em celulose por micro-organismos transgênicos. 16: [C] 17: [E] 18: [E]
b) O Processo A, usado em conjunto com o processo tradicional, permite maior produção de etanol
por hectare cultivado. 19: [D] 20: [E] 21: [B]
c) O produto da hidrogenação do farneseno não deveria ser chamado de “diesel”, pois não é um
hidrocarboneto. 22: [E] 23: [B] 24: [B]
d) A combustão do etanol produzido por micro-organismos transgênicos não é poluente, pois não
produz dióxido de carbono. 25: [B] 26: [D] 27: [B]
e) O Processo B é vantajoso em relação ao Processo A, pois a sacarose é matéria-prima com menor
valor econômico do que o bagaço de cana. 28: [A] 29: [E] 30: [B]

31: [A] 32: [B]

162
Petróleo e polímeros

Características:
Líquido viscoso (entre castanho-escuro e negro), insolúvel na água e menos denso que ela e
inflamável.

Composição:

Mistura com predominância de hidrocarbonetos. Sua composição é variável – característica de


mistura.
Impureza importante: enxofre.

Formação: Plâncton – Sapropel – Petróleo

Processamento do Petróleo:

Tratamento Físico: Refinaria (purificação e fracionamento)

Tratamento Químico:

Cracking ou craqueamento: consiste em aquecer o petróleo a elevadas temperaturas e na


presença de catalisadores, para quebrar longas cadeias e aumentar a produção de gasolina.
Exemplos:

163
Reforma catalítica: Por meio de aquecimento e catalisadores apropriados, o processo denominado
reforming permite transformar hidrocarbonetos de cadeia normal em hidrocarbonetos ramificados,
cíclicos e aromáticos, contendo em geral o mesmo número de átomos de carbono..

Octanagem (Índice de Octanos)


A octanagem consiste na resistência à detonação de um determinado combustível utilizado em
motores no ciclo de Otto. Quanto mais elevada a octanagem, maior será a capacidade do
combustível ser comprimido, sob altas temperaturas, na câmara de combustão sem que ocorra a
detonação

Gás de xisto
Gás de xisto é o gás natural que pode ser encontrado preso dentro de formações de xisto argiloso,
rocha impregnada de material oleoso e gases.O processo de fraturamento hidráulico da rocha
necessário para a retirada do gás, pode gerar contaminação dos lençóis freáticos.

Polímeros são moléculas gigantes formadas pela união, repetidas vezes, de uma unidade
(monômeros).

Monômeros Polímeros
Etileno Polietileno

Propileno Polipropileno

Estireno Poliestireno

Cloreto de vinila P.V.C.

Tetrafluoretileno Teflon

Isopreno Borracha natural

Nylon-66 ou Poliamida

Ácido adípico Hexametileno-diamina

Terilene ou Poliéster

Ácido tereftálico Etilo-glicol

164
Classificação dos polímeros:
a) Quanto à ocorrência:

Naturais: encontrados na natureza (animais e vegetais). Exemplos: amido, celulose, proteínas, etc.
Sintéticos: são produzidos artificialmente.
Exemplos: PVC, teflon, isopor, náilon, etc.

b) Quanto ao tipos de monômeros :

Homopolímeros : são aqueles obtidos de um único tipo de monômero


Copolímeros: são aqueles obtidos a partir de mais de um tipo de monômero.

c) Quanto ao método de obtenção:

Polímeros de Adição: são macromoléculas resultantes da combinação de monômeros sem que aja
perda de massa. Nesse tipo de reação, geralmente o monômero é formado por moléculas com
átomos de carbono ligados por dupla ligações, que, ao serem quebradas, permitem a união
sucessiva de moléculas do monômero, gerando um único produto .
Polímeros de Condensação: são formados quando os monômeros, ao se unirem, liberam uma
molécula pequena (comumente H2O) ou quando o polímero contém na ceia principal outras ligações
que as do tipo C-C. Os polímeros de condensação podem ser constituídos por um único monômero
(resultando um homopolímero) ou de dois tipos diferentes (resultando num copolímero).

d) Quanto à estrutura:

Polímeros lineares: as macromoléculas são encadeamento lineares (normais ou ramificados) de


átomos. Os polímeros lineares são termoplásticos, isto é, podem ser amolecidos pelo calor e
endurecidos pelo resfriamento, repetidas vezes, sem perder suas propriedades.
Polímeros tridimensionais: têm moléculas que formam ligações em todas as direções do espaço.
Polímeros tridimensionais são termofixos, isto é, uma vez preparados, eles não amolecidos pelo
calor e remoldados, sob pena de decomporem.

Plástico biodegradável

Os plásticos biodegradáveis, ao contrário dos sintéticos derivados do petróleo, sofrem


biodegradação com relativa facilidade, se integrando totalmente à natureza. Devido a isso,
institutos de pesquisas das universidades, muitas vezes ligados ao setor industrial, trabalham há
alguns
anos em uma linha de pesquisa que visa desenvolvê-los. Uma substância é biodegradável se os
microrganismos presentes no meio ambiente forem capazes de convertê-la a substâncias mais
simples, existentes naturalmente em nosso meio .
Pesquisas em torno do plástico biodegradável vêm ocorrendo em todo o mundo, nas quais se tem
testado o uso de óleo de mamona, cana-de-açúcar, beterraba, ácido lático, milho e proteína de
soja, entre outros. Algumas aplicações já começam a sair dos laboratórios, e entre elas podemos
citar duas experiências brasileiras bem sucedidas, como o poliuretano obtido a partir do óleo de
mamona e o PHB (polihidroxibutirato) obtido a partir do bagaço da cana.
Plástico oxibiodegradável

É aquele que recebe um aditivo para acelerar seu processo de degradação, mas não se
decompõe em até seis meses. Não atende as normas técnicas nacionais e internacionais sobre
biodegradação. Portanto, não é biodegradável. Este plástico, apenas divide-se em milhares de
pedacinhos. No fim do processo não desaparece, mas vira um pó que pode parar em rios, lagos e
mares. Isso significa que nossa geração poderá beber involuntariamente plástico oxidegradável
misturado à água! E mais: os fragmentos podem ser ingeridos por animais silvestres e animais de
criações nas fazendas, causando sérios danos econômicos e ambientais. .

Plástico verde
O plástico verde é um termo usado para definir o polietileno produzido a partir do etanol, extraído
da cana-de-açúcar. O material foi com o intuito de obter um plástico de matéria-prima renovável e
reduzir os impactos causados pela produção e comercialização do plástico comum, que é obtido
por meio do petróleo. Uma grande vantagem desse tipo de plástico é a retirada de CO2 da
atmosfera por meio da plantação de cana-de-açúcar. Cada tonelada de plástico verde produzido
sequestra e fixa até 2,5 toneladas de CO2.

165
1. (Ita 1997) Considere as afirmações:
I. Proteínas são polímeros constituídos por aminoácidos unidos entre si através de pontes de
hidrogênio.
II. Celuloses são polímeros formados a partir de unidades de glicose.
III. Borrachas vulcanizadas contêm enxofre na forma de ligações cruzadas entre cadeias
poliméricas vizinhas.
IV. Polietileno é um polímero termofixo.
V. Baquelite é um polímero muito utilizado na confecção de cabos de panelas.

Estão CORRETAS apenas as afirmações:


a) I, II, III e IV. b) I, II, III e V. c) I, IV e V d) II, III e V. e) III e IV.

2. (Ufmg 1997) O etileno, C2H4, pode ser obtido industrialmente pelo craqueamento de alcanos
como é mostrado adiante:
C8H18  CH4 + 2 C2H4 + C3H6
O etileno é usado principalmente na fabricação do polietileno, um polímero dos mais utilizados no
mundo. A reação de polimerização pode ser representada como mostra a figura

Com relação ao exposto,


assinale a afirmativa FALSA.
a) A polimerização do etileno
envolve a formação de
ligações simples.
b) O craqueamento de alcanos
produz hidrocarbonetos de
menor massa molar.
c) O etileno é o monômero da
reação de polimerização.
d) O polietileno é um alqueno
de massa molar elevada.

3. (Fatec 1999) A polimerização por adição consiste na reação entre moléculas de uma mesma
substância, em cuja estrutura ocorre uma ligação dupla entre dois átomos de carbono, formando-
se apenas o polímero. (O polietileno é um exemplo de polímero formado por reação de adição).
Considere as seguintes substâncias:
I. 3-bromopropeno-1 (C3H5Br)
II. tetrafluoroetano (C2H2F4)
III. propanol-1 (C3H7OH)
IV. cloroeteno (C2H3Cℓ)
As que poderiam sofrer polimerização por adição são:
a) I e II. b) I e III. c) I e IV. d) II e III. e) II e IV.

4. (Fuvest 1999) Os poliésteres são polímeros fabricados por condensação de dois monômeros
diferentes, em sucessivas reações de esterificação. Dentre os pares de monômeros a seguir,

poliésteres podem ser formados


a) por todos os pares.
b) apenas pelos pares II, III e IV.
c) apenas pelos pares II e III.
d) apenas pelos pares I e IV.
e) apenas pelo par IV.

166
5. (Fatec 2000) Orlon, uma fibra sintética, é obtido por polimerização por adição de um dado
monômero, e tem a estrutura a seguir (Fig.I):
O monômero que se utiliza na síntese desse polímero é:

6. (Ufpi 2000) Materiais poliméricos são muito usados em embalagens de líquidos agressivos
como os de uso sanitário e alvejantes. Os polímeros sofrem desgastes físicos, ocasionados pela
decomposição química dos hidrogenoperóxidos - PO2H, altamente instáveis em altas
temperaturas.
Analise as afirmativas abaixo e marque a opção correta.
I. Aumentando a temperatura, haverá aumento na energia de ativação da ligação polimérica.
II. A decomposição física do polímero está associada à ruptura de sua cadeia.
III. A velocidade de reação entre o líquido agressivo e o polímero pode depender da forma da
embalagem.
a) Apenas I está correta. b) Apenas I e II estão corretas.
c) Estão corretas I, II e III. d) Apenas II e III estão corretas.
e) Apenas III está correta.

7. (Ufrn 2001) O petróleo, uma das riquezas naturais do Rio Grande do Norte, é fonte de vários
produtos cuja importância e aplicação tecnológica justificam seu valor comercial. Para que sejam
utilizados no cotidiano, os componentes do petróleo devem ser separados numa refinaria.
Esses componentes (gasolina, querosene, óleo diesel, óleo lubrificante, parafina, etc.) são
misturas que apresentam ebulição dentro de determinadas faixas de temperatura.
Considerando que essas faixas são diferenciadas, o método usado para separar os diversos
componentes do petróleo é:
a) destilação fracionada b) destilação simples c) reaquecimento d) craqueamento

8. (Enem PPL 2013) Garrafas PET (politereftalato de etileno) têm sido utilizadas em mangues,
onde as larvas de ostras e de mariscos, geradas na reprodução dessas espécies, aderem ao
plástico. As garrafas são retiradas do mangue, limpas daquilo que não interessa e colocadas nas
“fazendas” de criação, no mar.
Nessa aplicação, o uso do PET é vantajoso, pois
a) diminui o consumo de garrafas plásticas.
b) possui resistência mecânica e alta densidade.
c) decompõe-se para formar petróleo a longo prazo.
d) é resistente ao sol, à água salobra, a fungos e bactérias.
e) é biodegradável e poroso, auxiliando na aderência de larvas e mariscos.

9. (Ufpb 2011) Segundo pesquisas, em 2009, o Brasil consumiu mais de 500 mil toneladas de
resinas PET na fabricação de embalagens; desse total, 50% foram reciclados. A rota simplificada
da produção industrial de garrafas do tipo PET está apresentada a seguir:

167
Considerando o esquema de produção e o uso de garrafas PET, assinale a alternativa incorreta
corretas:
a) A reciclagem de garrafas PET é uma forma de diminuir o uso de derivados de petróleo.
b) A garrafa PET é biodegradável, pois é obtida a partir de matérias-primas naturais.
c) A utilização do etanol proveniente da cana-de-açúcar minimiza o uso de derivados do petróleo.
d) A reutilização das embalagens PET é uma forma de amenizar problemas de poluição ambiental.
e) O aumento do consumo de refrigerantes, em garrafas PET, leva a uma maior demanda de
derivados do petróleo.

10. (Upe 2011) Sobre os combustíveis usados como fontes de energia disponíveis atualmente,
identifique entre as proposições abaixo, a verdadeira.
a) As reservas de petróleo conhecidas atualmente no mundo encontram-se distribuídas igualmente
e na mesma quantidade por todos os continentes.
b) O biodiesel é um combustível biodegradável, embora, atualmente, não seja muito utilizado, pois
sua combustão gera impactos ambientais mais acentuados que o carvão e o óleo diesel.
c) Utiliza-se o craqueamento catalítico nas refinarias de petróleo, quando se pretende incrementar
a produção de óleo diesel a partir da gasolina comum ou do querosene.
d) A importância do petróleo não é baseada apenas na sua utilização como fonte de energia, mas
também por ser uma fonte de matéria-prima utilizada pela indústria petroquímica para a fabricação
de novos materiais.
e) Os impactos ambientais produzidos pelos combustíveis não dependem de sua origem,
composição, impurezas presentes nem de serem de fontes renováveis ou não; dependem apenas
de os motores dos automóveis estarem ou não bem regulados.

11. (Enem 2014) Com o objetivo de substituir as sacolas de polietileno, alguns supermercados
têm utilizado um novo tipo de plástico ecológico, que apresenta em sua composição amido de
milho e uma resina polimérica termoplástica, obtida a partir de uma fonte petroquímica.
ERENO, D. “Plásticos de vegetais”. Pesquisa Fapesp, n. 179, jan. 2011 (adaptado).

Nesses plásticos, a fragmentação da resina polimérica é facilitada porque os carboidratos


presentes
a) dissolvem-se na água.
b) absorvem água com facilidade.
c) caramelizam por aquecimento e quebram.
d) são digeridos por organismos decompositores.
e) decompõem-se espontaneamente em contato com água e gás carbônico.

12. (Enem 2013) O uso de embalagens plásticas descartáveis vem crescendo em todo o mundo,
juntamente com o problema ambiental gerado por seu descarte inapropriado. O politereftalato de
etileno (PET), cuja estrutura é mostrada, tem sido muito utilizado na indústria de refrigerantes e
pode ser reciclado e reutilizado. Uma das opções possíveis envolve a produção de matérias-
primas, como o etilenoglicol (1,2-etanodiol), a partir de objetos compostos de PET pós-consumo.

Com base nas informações do texto, uma alternativa para a obtenção de etilenoglicol a partir do
PET é a

a) solubilização dos objetos. b) combustão dos objetos. c) trituração dos objetos.


d) hidrólise dos objetos. e) fusão dos objetos.

168
13. (Enem PPL 2012) O senso comum nos diz que os polímeros orgânicos (plásticos) em geral
são isolantes elétricos. Entretanto, os polímeros condutores são materiais orgânicos que
conduzem eletricidade. O que faz estes polímeros diferentes é a presença das ligações covalentes
duplas conjugadas com ligações simples, ao longo de toda a cadeia principal, incluindo grupos
aromáticos. Isso permite que um átomo de carbono desfaça a ligação dupla com um vizinho e
refaça-a com outro. Assim, a carga elétrica desloca-se dentro do material.

De acordo com o texto, qual dos polímeros seguintes seria condutor de eletricidade?

a)

b)

c)

d)

e)

14. (Enem simulado 2009) Ao utilizarmos um copo descartável não nos damos conta do longo
caminho pelo qual passam os átomos ali existentes, antes e após esse uso. O processo se inicia
com a extração do petróleo, que é levado às refinarias para separação de seus componentes. A
partir da matéria-prima fornecida pela indústria petroquímica, a indústria química produz o polímero
à base de estireno, que é moldado na forma de copo descartável ou de outros objetos, tais como
utensílios domésticos. Depois de utilizados, os copos são descartados e jogados no lixo para
serem reciclados ou depositados em aterros.
Materiais descartáveis, quando não reciclados, são muitas vezes rejeitados e depositados
indiscriminadamente em ambientes naturais. Em consequência, esses materiais são mantidos na
natureza por longo período de tempo. No caso de copos plásticos constituídos de polímeros à base
de produtos petrolíferos, o ciclo de existência deste material passa por vários processos que
envolvem
a) a decomposição biológica, que ocorre em aterros sanitários, por micro-organismos que
consomem plásticos com estas características apolares.
b) a polimerização, que é um processo artificial inventado pelo homem, com a geração de novos
compostos resistentes e com maiores massas moleculares.
c) a decomposição química, devido à quebra de ligações das cadeias poliméricas, o que leva à
geração de compostos tóxicos ocasionando problemas ambientais.
d) a polimerização, que produz compostos de propriedades e características bem definidas, com
geração de materiais com ampla distribuição de massa molecular.
e) a decomposição, que é considerada uma reação química porque corresponde à união de
pequenas moléculas, denominados monômeros, para a formação de oligômeros.

15. (Enem 2004) As previsões de que, em poucas décadas, a produção mundial de petróleo possa
vir a cair têm gerado preocupação, dado seu caráter estratégico. Por essa razão, em especial no Gabarito
setor de transportes, intensificou-se a busca por alternativas para a substituição do petróleo por
combustíveis renováveis. Nesse sentido, além da utilização de álcool, vem se propondo, no Brasil, 1: [D] 2: [D] 3: [C]
ainda que de forma experimental,
a) a mistura de percentuais de gasolina cada vez maiores no álcool. 4: [E] 5: [E] 6: [D]
b) a extração de óleos de madeira para sua conversão em gás natural.
c) o desenvolvimento de tecnologias para a produção de biodiesel. 7: [A] 8: [D] 9: [B]
d) a utilização de veículos com motores movidos a gás do carvão mineral.
e) a substituição da gasolina e do diesel pelo gás natural. 10: [D] 11: [D] 12: [D]

13: [A] 14: [C] 15: [C]

169
Bioquímica

A Bioquímica é a parte da Química que estuda a base molecular da vida. Esse estudo tem como
objetivo descobrir como milhares de biomoléculas diferentes interagem entre si para conferir aos
organismos vivos as notáveis propriedades que lhes são características.
As principais biomoléculas são: Carboidratos, aminoácidos, proteínas e lipídeos

Carboidratos, glicídeos ou sacarídeos são as biomoléculas mais abundantes na Terra. Suas funções
são as mais variadas, incluindo reserva energética animal (glicogênio) e vegetal (amido);
composição de parede celular (celulose); esqueleto estrutural de DNA e RNA (pentoses); entre
outras.
Os carboidratos constituem a principal fonte de energia de uma dieta humana. Trata-se de aldoses
(aldeídos) ou cetoses (cetonas) poli-hidroxiladas, ou compostos que, por hidrólise, formam essas
substâncias.

Classificação
Os sacarídeos são classificados de acordo com o número de unidades monoméricas que os
constituem.
Monossacarídeos: São as unidades básicas da estrutura e apresentam fórmula geral (CH2O)n,
sendo que n varia de 3 a 9.
Oligossacarídeos: São polímeros com 2 a 20 monossacarídeos.
Polissacarídeos: São polímeros com 20 ou mais monossacarídeos.

Oses ou monossacarídeos: Os monossacarídeos são compostos sólidos, muito solúveis em água.

Os símbolos D e L referem-se à configuração absoluta do carbono assimétrico mais distante do


grupamento carbonila. Dessa forma, quando a hidroxila ligada a esse carbono assimétrico estiver
para a direita, o isômetro será D; quando estiver para a esquerda, será L. Em organismos vivos,
observa-se que a configuração D é mais abundante.

170
Dissacarídeos: Um dissacarídeo é formado quando dois monossacarídeos se ligam, formando uma
ligação glicosídica.

Os dissacarídeos
também são sólidos
muito solúveis em água
e pouco solúveis em
solventes orgânicos. Os
três dissacarídeos mais
abundantes são
sacarose, lactose e
maltose.

Polissacarídeos: Os polissacarídeos são formados por 20 ou mais monossacarídeos iguais ou não.


Ao contrário dos monossacarídeos e dos dissacarídeos, não são muito solúveis em água, embora
sejam capazes de interagir com ela.
Entre os polissacarídeos, destacam-se o glicogênio, o amido e a celulose. O glicogênio e o amido
constituem as reservas energéticas animal e vegetal, respectivamente. Já a celulose é o
componente estrutural de diversos vegetais.

Fermentação
Os carboidratos podem sofrer diversas reações químicas. Um exemplo que merece destaque é o da
fermentação, que permite a obtenção de energia a partir das moléculas de glicose. Essa reação é
utilizada na fabricação de bebidas, de pães, entre outros.
No Brasil, o etanol ou álcool etílico é obtido pela fermentação da cana-de-açúcar. A primeira fase do
processo consiste na hidrólise da sacarose.
C12H22O11 + H2O → C6H12O6 + C6H12O6
sacarose glicose frutose
Em seguida, micro-organismos convertem monossacarídeos em etanol.
C6H12O6 → 2C2H5OH + 2CO2 ΔH < 0
O álcool obtido encontra-se misturado com diversas outras substâncias, sendo, então, necessária a
destilação fracionada para obtê-lo com maior grau de pureza. A mistura entre o álcool e a água (96%
de etanol e 4% de água), obtida após a destilação, é azeotrópica. Caso seja necessária a obtenção
de álcool anidro, devemos reagir o azeótropo com óxido de cálcio. Este reage com a água, formando
hidróxido de cálcio, insolúvel em etanol.

Os lipídeos constituem um grupo bastante diversificado de biomoléculas insolúveis em água, as


quais podem ser extraídas por solventes orgânicos apolares.
Os lipídeos desempenham importantes funções biológicas, por exemplo:
• são componentes estruturais de todas as membranas;
• são depósitos intracelulares de energia metabólica;
• são isolantes térmicos;
• são hormônios que regulam e integram atividades metabólicas.

171
Ácidos graxos
Os ácidos graxos são ácidos carboxílicos formados por uma cadeia hidrocarbonada com variados
índices de insaturações. Os ácidos graxos comuns, presentes em sistemas biológicos, apresentam
de 16 a 24 átomos de carbono.

Nos organismos animais, a maioria dos


ácidos graxos não apresenta
ramificações e, caso existam
insaturações, o composto é encontrado
sob a forma cis.
As propriedades físicas variam muito em
razão do comprimento da cadeia
carbônica e do índice de saturação. De
forma geral, os ácidos graxos saturados
são sólidos, enquanto os insaturados
são líquidos.

Óleos e gorduras
Óleos ou gorduras são ésteres da glicerina com ácidos graxos. A diferenciação entre óleos e
gorduras relaciona-se com o estado físico nas condições ambiente: os óleos são líquidos, enquanto
as gorduras são sólidas. As insaturações presentes nos óleos, que naturalmente são formados pelos
isômeros cis, dificultam as interações entre suas cadeias . Já as gorduras, que apresentam cadeias
lineares, formam dipolos instantâneos-dipolos induzidos mais intensos.
A indústria produz margarina pela hidrogenação catalítica de óleos. Nesse processo, ligações duplas
são hidrogenadas, produzindo compostos de cadeias mais lineares e saturadas
Saponificação

Óleos e gorduras são ésteres e podem sofrer hidrólise alcalina, produzindo glicerina e sabão (um
sal de ácido graxo).

Gordura + H2O 


NaOH
 Sal de ácido graxo + glicerol (sabão)
Rancificação

É a decomposição de gorduras, óleos e outros lípidos por hidrólise ou oxidação, ou ambos. A


hidrólise separa as cadeias de ácidos gordos do núcleo de glicerol nos glicéridos.
A rancificação pode ocorrer por dois processos: hidrólise (quebra da molécula pela água) e
reação com oxigênio do ar. Estas reações em geral conferem ao alimento um gosto ruim e um
cheiro desagradável

oxidação
Óleos ou gorduras   ácidos de cadeia pequena

Aminoácidos são compostos com função mista amina e ácido carboxílico.

Características químicas

Os aminoácidos são os compostos formadores das proteínas. Elas se formam pela condensação de
muitas moléculas de aminoácidos. Devemos salientar que os aminoácidos formadores das proteínas
são sempre alfa — aminoácidos (NH2 preso em carbono vizinho da carboxila).

172
A palavra proteína deriva do grego proteios, que significa primeiro ou primário. Trata-se de
polímeros de aminoácidos com amplas funções biológicas.:

Ligação peptídica

Na formação das proteínas, ocorre a condensação da carboxila α de um aminoácido com a amina α


de outro.

Observe que ocorre a formação de


uma ligação covalente, denominada
ligação peptídica, com formação de
uma amida secundária. Nessa nova
estrutura, os grupamentos carboxila
e amina das extremidades opostas
são denominados, respectivamente,
carboxila terminal e amina terminal.
Esses grupamentos ainda podem ser
protonados ou desprotonados,
conforme o pH do meio.

Desnaturação e caracterização das proteínas

Ao submeter uma proteína ao aquecimento, aos solventes orgânicos, à agitação mecânica, entre
outros, as interações existentes em sua estrutura tridimensional são, pelo menos em parte,
rompidas. Fala-se, então, que ocorreu a desnaturação proteica, que culmina na perda da atividade
de tal proteína.
.
Ação enzimática das proteínas
As reações biológicas seriam excessivamente lentas, mas, na presença de enzimas, sua
velocidade pode aumentar em até 106 vezes.
As enzimas são altamente específicas e catalisam processos biológicos graças a sítios ativos que
permitem a formação de complexos ativados menos energéticos.
Como a forma tridimensional de uma enzima, isto é, seu sítio ativo, é mantida por interações
relativamente fracas, o aquecimento não é desejável, o que justifica o grande perigo de febres
muito altas. O pH também influencia sensivelmente a atuação de uma enzima. Anteriormente,
mostramos que a cadeia lateral de um aminoácido pode apresentar grupamentos ácidos e / ou
básicos. Assim, conforme o pH do meio tais grupos podem estar protonados ou desprotonados,
de forma que haverá alterações na estrutura tridimensional e, portanto, na ação enzimática.

Esteroides

Os esteroides constituem um grupo de lipídeos complexos, que apresentam em comum a seguinte


estrutura:

São amplamente distribuídos nos


organismos vivos e incluem hormônios
sexuais, vitamina D, colesterol, entre
outros.

173
Um exemplo importante de esteroide é o colesterol, o qual é produzido pelo organismo ou
encontrado em gorduras animais. O colesterol é essencial ao funcionamento do nosso organismo,
uma vez que participa da constituição de membranas celulares, além de servir como matéria-prima
para a síntese de alguns hormônios. No entanto, cuidado: altas concentrações de colesterol no
sangue são responsáveis pela formação de depósitos nas paredes das artérias. Isso prejudica a
circulação, aumentando a probabilidade de problemas cardíacos.

1. (Enem 2000) No processo de fabricação de pão, os padeiros, após prepararem a massa


utilizando fermento biológico, separam uma porção de massa em forma de "bola" e a mergulham
num recipiente com água, aguardando que ela suba, como pode ser observado, respectivamente,
em I e II do esquema a seguir. Quando isso acontece, a massa está pronta para ir ao forno.

Um professor de Química explicaria esse procedimento da seguinte maneira

"A bola de massa torna-se menos densa que o líquido e sobe. A alteração da densidade deve-se
à fermentação, processo que pode ser resumido pela equação
C6H12O6  2C2H5OH + 2CO2 + energia.
glicose álcool comum gás carbônico
Considere as afirmações abaixo.
I. A fermentação dos carboidratos da massa de pão ocorre de maneira espontânea e não depende
da existência de qualquer organismo vivo.
II. Durante a fermentação, ocorre produção de gás carbônico, que se vai acumulando em
cavidades no interior da massa, o que faz a bola subir.
III. A fermentação transforma a glicose em álcool. Como o álcool tem maior densidade do que a
água, a bola de massa sobe.
Dentre as afirmativas, apenas:
a) I está correta.
b) Il está correta.
c) I e II estão corretas.
d) II e III estão corretas.
e) III está correta.

2. (Ufrgs 2017) Em 2016, foi inaugurada a primeira fábrica mundial para a produção de uma nova
fonte de metionina especificamente desenvolvida para alimentação de camarões e outros
crustáceos. Esse novo produto, Met-Met, formado pela reação de duas moléculas de metionina na
forma racêmica, tem uma absorção mais lenta que a DL-metionina, o que otimiza a absorção da
metionina e de outros nutrientes no sistema digestivo dos camarões.

174
A Metionina e o Met-Met são,
respectivamente,
a) um aminoácido e um dipeptídeo.
b) um aminoácido e uma proteína.
c) um sacarídeo e um lipídeo.
d) um monossacarídeo e um
dissacarídeo.
e) um monoterpeno e um diterpeno.

3. (Fuvest 2017) No preparo de certas massas culinárias, como pães, é comum adicionar-se um
fermento que, dependendo da receita, pode ser o químico, composto principalmente por
hidrogenocarbonato de sódio (NaHCO3 ), ou o fermento biológico, formado por leveduras. Os
fermentos adicionados, sob certas condições, são responsáveis pela produção de dióxido de
carbono, o que auxilia a massa a crescer.

Para explicar a produção de dióxido de carbono, as seguintes afirmações foram feitas.

I. Tanto o fermento químico quanto o biológico reagem com os carboidratos presentes na massa
culinária, sendo o dióxido de carbono um dos produtos dessa reação.
II. O hidrogenocarbonato de sódio, presente no fermento químico, pode se decompor com o
aquecimento, ocorrendo a formação de carbonato de sódio (Na2CO3) água e dióxido de carbono.
III. As leveduras, que formam o fermento biológico, metabolizam os carboidratos presentes na
massa culinária, produzindo, entre outras substâncias, o dióxido de carbono.
IV. Para que ambos os fermentos produzam dióxido de carbono, é necessário que a massa
culinária seja aquecida a temperaturas altas (cerca de 200oC) alcançadas nos fornos domésticos
e industriais.

Dessas afirmações, as que explicam corretamente a produção de dióxido de carbono pela adição
de fermento à massa culinária são, apenas,

a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I, II e IV. e) I, III e IV.

4. (Ucs 2015) Trinta por cento da população mundial está acima do peso. A humanidade está
perdendo a guerra contra a gordura. Mas e se existisse uma solução quase milagrosa para conter
a onda de obesidade? Talvez exista. É o que revela o resultado de uma experiência realizada por
cientistas americanos, que criaram uma bactéria capaz de impedir o ganho de peso. É uma versão
mutante da Escherichia coli, uma bactéria que faz parte da nossa flora intestinal. Pesquisadores
colocaram um gene a mais nesse micro-organismo e, graças a isso, ela passou a sintetizar N-
acilfosfatidiletanolamina. Esse hormônio é normalmente produzido pelo corpo humano, e tem uma
função simples: informar ao cérebro que a pessoa comeu o suficiente. Um grupo de ratos recebeu
a “superbacteria”, misturada com água, e tinha alimentação à vontade, podendo comer o quanto
quisessem. Mas, depois de oito semanas, os níveis de obesidade diminuíram. Os ratos não só não
engordaram; eles haviam perdido peso. Tudo porque a bactéria mutante se instalou no organismo
deles e começou a produzir o tal hormônio, reduzindo a vontade de comer em excesso. Depois
que os ratos pararam de receber a bactéria modificada, o efeito durou mais quatro semanas e não
houve efeitos colaterais. Agora, os pesquisadores querem testar a descoberta em seres humanos.
Se ela funcionar, será possível criar uma bebida probiótica contendo a tal bactéria mutante - que
as pessoas beberiam para emagrecer.
Em relação às gorduras, considere as afirmativas abaixo.
I. As gorduras, à temperatura ambiente, podem ser sólidas ou líquidas, sendo constituídas apenas
por ésteres de ácidos graxos insaturados.
II. O fato de a gordura ser uma substância de reserva torna-se ainda mais evidente em animais
que vivem em situações ambientais extremas, como é o caso dos ursos que são obesos para
poderem enfrentar longos períodos de hibernação.
III. A ação de limpeza de um sabão sobre a gordura das mãos deve-se à alta polaridade do grupo
carboxilato, que o torna solúvel em água, e à baixa polaridade da cadeia carbônica, que o torna

175
solúvel na gordura.
Das proposições acima,
a) apenas I está correta.
b) apenas II está correta.
c) apenas I e II estão corretas.
d) apenas II e III estão corretas.
e) I, II e III estão corretas.

5. (Unesp 2015) Um químico e um biólogo discutiam sobre a melhor forma de representar a


equação da fotossíntese. Segundo o químico, a equação deveria indicar um balanço entre a
quantidade de moléculas e átomos no início e ao final do processo. Para o biólogo, a equação
deveria apresentar as moléculas que, no início do processo, fornecem os átomos para as
moléculas do final do processo.
As equações propostas pelo químico e pelo biólogo são, respectivamente,
a) 6CO2  12H2O  C6H12O6  6H 2O  6O2 e 6CO2  6H2O  C6H12O6  6O2
b) 6CO2  6H2O  C6H12O6  6O2 e 6CO2  12H2O  C6H12O6  6H2O  6O2
c) 6CO2  6H2O  C6H12O6  6O2 e C6H12O6  6O2  6CO2  6H2O  energia
d) C6H12O6  2C2H5OH  2CO2  energia e C6H12O6  6O2  6CO 2  6H2O  energia
e) C6H12O6  6O2  6CO 2  6H2O  energia e C6H12O6  2C2H5OH  2CO2  energia

6. (Pucrs 2014) Analise as informações a seguir.


Artur era um menino desses que não param quietos em casa. Estava sempre na rua brincando
com os amigos, e com frequência voltava para casa machucado. Certa vez, o guri apareceu com
um talho na coxa, que a mãe desinfetou com água oxigenada. Enquanto ela limpava a ferida com
algodão, o pequeno notou que a água oxigenada soltava bolhas, ao encostar na carne viva. A mãe
explicou que aquilo eram bolhas de oxigênio, o mesmo gás que nós respiramos no ar, e que o que
ele estava vendo era uma reação química.
Quando Artur ficou maior, aprendeu na escola que água oxigenada é uma solução de peróxido de
hidrogênio que se decompõe rapidamente em oxigênio e água, quando entra em contato com a
enzima catalase, que existe na carne. Também aprendeu que o peróxido de hidrogênio desinfeta,
mas também pode dificultar a cicatrização, porque “rouba” elétrons e destrói as proteínas que
ajudam a fechar a ferida.
Com base nas informações, é correto afirmar que:
a) A enzima catalase acelera a reação, tornando-a exotérmica e provocando ardência.
b) O peróxido de hidrogênio é dito redutor porque age como retirador de elétrons.
c) A rápida liberação de oxigênio na ferida é causada pela temperatura do corpo, mais alta que a
do ambiente.
d) Para formação de cada molécula de oxigênio, decompõem-se duas de peróxido de hidrogênio.
e) O peróxido de hidrogênio, sendo mais denso que a água, tende a concentrar-se no fundo do
recipiente de água oxigenada.

7. (Upe 2012) [...] Porém um dia, cansados de tanto mexer e com serviços ainda por terminar, os
escravos simplesmente pararam, e o melado desandou! O que fazer agora? A saída que
encontraram foi guardar o melado longe da vista do feitor. No dia seguinte, encontraram o melado
azedo (fermentado). Não pensaram duas vezes e misturaram o tal melado azedo com o novo e
levou-se ao fogo. Resultado: o “azedo” do melado antigo era álcool que aos poucos foi evaporando,
no teto do engenho, se formaram umas goteiras que pingavam constantemente [...] Quando a
pinga batia nas suas costas marcadas com as chibatadas dos feitores, ardia muito.
História contada no Museu do Homem do Nordeste, Recife, Pernambuco. In: SILVA, Ricardo O.
Cana de Mel, Sabor de Fel – Capitania de Pernambuco: Uma Intervenção Pedagógica com Caráter
Multi e Interdisciplinar. Química Nova na Escola, 32, 2, 2010.
Em relação aos aspectos abordados no texto acima, analise as afirmativas a seguir:
I. A aguardente produzida no Brasil Colônia era de qualidade, por ser puro etanol.
II. O “melado” era uma solução de sacarose que se tornava muito densa ao ser aquecida.
III. A pinga, um legado do sistema escravocrata, estimulou a produção de etanol no Brasil.
IV. A evaporação continua sendo a melhor etapa para a separação do etanol produzido a partir do
melado.
V. Produtos contendo etanol são produzidos por fermentação do caldo de cana-de-açúcar, desde
os tempos coloniais.

Quais desses 5 (cinco) itens veiculam informações corretas quanto ao processamento de produtos
da cana-de-açúcar?

a) I e V. b) II e V. c) II e IV. d) III e IV. e) III e V.

176
8. (Uel 2008) Os triglicerídeos são substâncias orgânicas presentes na composição de óleos e
gorduras vegetais. O gráfico a seguir fornece algumas informações a respeito de alguns produtos
usados no cotidiano em nossa alimentação.
Observe o gráfico e analise as afirmativas.

I. Todos os óleos vegetais citados no gráfico são substâncias puras.


II. Entre todos os produtos citados, o de coco está no estado sólido a 20C.
III. Entre todos os óleos citados, o de girassol é o que possui a maior porcentagem de ácidos
graxos com duas ou mais duplas ligações.
IV. Entre todos os óleos citados, o de canola e o de oliva são líquidos a 12C.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas.


a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I, II e IV. e) I, III e IV.

9. (Unirio) Os lipídios são tipos de biomoléculas que se encontram distribuídos em todos os tecidos,
principalmente nas membranas celulares e nas células de gordura.
Embora não apresentem nenhuma característica estrutural comum, os lipídios possuem poucos
heteroátomos. Isto faz com que estes sejam pobres em dipolos, daí a razão para serem fracamente
solúveis em água.
Esse fenômeno ocorre devido ao fato de que as moléculas dos lipídios
a) apresentam uma polaridade muito alta.
b) apresentam uma polaridade semelhante à da água.
c) apresentam uma polaridade muito baixa e, em certos casos, igual a zero.
d) são moléculas de baixo peso molecular, sendo impossível se dissolver em solventes de baixo
peso molecular.
e) apresentam momento dipolar negativo, enquanto o momento dipolar da água é igual a zero.

10. As enzimas são responsáveis, em parte, por diversas reações químicas que ocorrem em nosso
organismo. Essas reações podem ser influenciadas em algumas condições. Quando estamos com
febre, por exemplo, nosso metabolismo é acelerado. Caso atinjamos temperaturas superiores a 40
ºC essa febre pode levar a morte.

Todas as alternativas apresentam explicações coerentes para tais observações, EXCETO

a) O aumento da temperatura acarreta em uma diminuição da energia mínima necessária para a


ocorrência da reação química.
b) Temperaturas muito elevadas causam o rompimento de interações presentes nas enzimas,
fazendo com que estas percam sua atividade catalítica. Gabarito
c) Trata-se de catalisadores biológicos essenciais à vida, pois, na sua ausência, estas reações
seriam muito lentas. 1: [B] 2: [A]
d) A variação da concentração enzimática pode causar mudanças nos valores de velocidade das 3: [B] 4: [D]
reações.
5: [B] 6: [D]
7: [E] 8: [B]

9: [C] 10: [A]

[B]

177
1. (Enem 2ª aplicação 2016) Algumas práticas agrícolas fazem uso de queimadas, apesar de
produzirem grandes efeitos negativos. Por exemplo, quando ocorre a queima da palha de cana-de-
açúcar, utilizada na produção de etanol, há emissão de poluentes como CO2 , SO x , NO x e
materiais particulados (MP) para a atmosfera. Assim, a produção de biocombustíveis pode, muitas
vezes, ser acompanhada da emissão de vários poluentes.
Considerando a obtenção e o consumo desse biocombustível, há transformação química quando
a) o etanol é armazenado em tanques de aço inoxidável.
b) a palha de cana-de-açúcar é exposta ao sol para secagem.
c) a palha da cana e o etanol são usados como fonte de energia.
d) os poluentes SO x , NO x e MP são mantidos intactos e dispersos na atmosfera.
e) os materiais particulados (MP) são espalhados no ar e sofrem deposição seca.

2. (Enem PPL 2016) Um bafômetro simples consiste em um tubo contendo uma mistura sólida de
dicromato de potássio em sílica umedecida com ácido sulfúrico. Nesse teste, a detecção da
embriaguez por consumo de álcool se dá visualmente, pois a reação que ocorre é a oxidação do
álcool a aldeído e a redução do dicromato (alaranjado) a cromo (lll) (verde) ou cromo (ll) (azul).

A equação balanceada da reação química que representa esse teste é:


2  2
a) Cr2O7(aq)  2 H (aq)  3 CH3  CH2  OH(g)  2 Cr (aq)  4 H2O( )  3 CH3  COOH(g)
2  3
b) Cr2O7(aq)  8 H (aq)  3 CH3  CH2  OH(g)  2 Cr (aq)  7 H2O( )  3 CH3  CHO(g)
2  3
c) CrO4(aq)  2 H (aq)  3 CH3  CH2  OH(g)  Cr (aq)  4 H2O( )  3 CH3  CHO(g)
2  3
d) Cr2O7(aq)  8 H (aq)  3 CH3  CHO(g)  2 Cr (aq)  4 H2O( )  3 CH3  COOH(g)
2  2
e) CrO4(aq)  2 H (aq)  3 CH3  CHO(g)  Cr (aq)  H2O( )  3 CH3  COOH(g)

3. (Enem 2ª aplicação 2016) A obtenção do alumínio dá-se a partir da bauxita (A 2O3  3 H2O),
que é purificada e eletrolisada numa temperatura de 1.000 C. Na célula eletrolítica, o ânodo é
formado por barras de grafita ou carvão, que são consumidas no processo de eletrólise, com
formação de gás carbônico, e o cátodo é uma caixa de aço coberta de grafita.
A etapa de obtenção do alumínio ocorre no
a) ânodo, com formação de gás carbônico.
b) cátodo, com redução do carvão na caixa de aço.
c) cátodo, com oxidação do alumínio na caixa de aço.
d) ânodo, com depósito de alumínio nas barras de grafita.
e) cátodo, com fluxo de elétrons das barras de grafita para a caixa de aço.

4. (Enem PPL 2016) A água consumida na maioria das cidades brasileiras é obtida pelo tratamento
da água de mananciais. A parte inicial do tratamento consiste no peneiramento e sedimentação de
partículas maiores. Na etapa seguinte, dissolvem-se na água carbonato de sódio e, em seguida,
sulfato de alumínio. O resultado é a precipitação de hidróxido de alumínio, que é pouco solúvel em
água, o qual leva consigo as partículas poluentes menores. Posteriormente, a água passa por um
processo de desinfecção e, finalmente, é disponibilizada para o consumo.
No processo descrito, a precipitação de hidróxido de alumínio é viabilizada porque
a) a dissolução do alumínio resfria a solução.
b) o excesso de sódio impossibilita sua solubilização.
c) oxidação provocada pelo sulfato produz hidroxilas.
d) as partículas contaminantes menores atraem essa substância.
e) o equilíbrio químico do carbonato em água torna o meio alcalino.

178
5. (Enade 2014) O resfriamento de caldeiras usadas na produção de vapor gera, como efluentes,
águas com elevado teor de cálcio e magnésio, normalmente chamadas de "águas duras". O controle
do teor desses metais nessas águas é importante, pois podem formar depósitos de carbonatos
sólidos e provocar problemas nas tubulações usadas.

O equilíbrio de solubilidade do carbonato de cálcio está representado na equação a seguir:


CaCO3 (s)⇌ Ca2+(aq) + CO32-(aq)

O Kps do CaCO3 é 4,70  109 a 25 C e sua solubilidade nessa temperatura é 6,86 ppm.
Nesse caso, o químico deve projetar um sistema em que seja possível
a) adicionar íons cálcio para que seu teor seja mantido em 6,86 ppm.
b) adicionar íons carbonato para que seu teor seja mantido em 6,86 ppm.
c) reduzir a temperatura da reação para diminuir a solubilidade dos íons cálcio.
d) adicionar ácido clorídrico, reduzindo assim o valor de pH do sistema e decompondo então os íons
carbonato.
e) adicionar íons magnésio ao sistema para que sejam consumidos os íons carbonato, reduzindo
assim sua concentração.

6. (Fuvest 2007) Aldeídos podem reagir com alcoóis, conforme representado na figura 1.
Este tipo de reação ocorre na formação da glicose cíclica, representada pela figura 2.
Dentre os seguintes compostos, aquele que, ao reagir como indicado, porém de forma
intramolecular, conduz à forma cíclica da glicose é

7. (Ufmg 2007) Diversos materiais poliméricos são utilizados na fabricação de fraldas descartáveis.
Um deles, o poliacrilato de sódio, é responsável pela absorção da água presente na urina; um outro,
o polipropileno, constitui a camada que fica em contato com a pele.
Analise a estrutura de cada um desses dois materiais:

Considerando-se esses dois materiais e suas respectivas estruturas, é CORRETO afirmar que
a) o poliacrilato de sódio apresenta ligações covalentes e iônicas.
b) o poliacrilato de sódio é um polímero apolar.
c) o polipropileno apresenta grupos polares.
d) o polipropileno tem como monômero o propano.

179
8. (Ufrgs 2011) Para retirar manchas de roupas coloridas, existe, no mercado, um produto alvejante
sem cloro, cuja eficácia está associada ao seu “poder O2 ". O principal componente desse produto
é o percarbonato de sódio, cuja fórmula é 2Na2CO3  3H2O2 .
A adição de carbonato de sódio permite a obtenção de um peróxido de hidrogênio mais estável, de
fácil transporte, e que se dissolve com facilidade em água, liberando H2 O e O 2 gasoso, o qual
tem o poder de branquear e desinfetar.
Na decomposição do peróxido de hidrogênio em H2 O e O 2 gasoso, o peróxido de hidrogênio
a) é somente um agente oxidante.
b) é somente um agente redutor.
c) atua como detergente tensoativo.
d) atua como catalisador.
e) atua simultaneamente como oxidante e como redutor.

9. (Ufrgs 2011) A reação relógio, equacionada abaixo, é uma curiosa reação bastante usada em
demonstrações, na qual duas soluções quase incolores são misturadas e, após um determinado
tempo, a mistura adquire subitamente uma coloração azul intensa, devido à formação de um
complexo de iodo molecular com amido adicionado como indicador.

2I aq  S2O82 aq  I2 aq  2SO24 aq lenta 

I2 aq  2S2O32 aq  2I aq  S4O62 aq rápida 

A respeito dessa reação, considere as seguintes afirmações.

I. A coloração azul aparece quando o iodo molecular formado na primeira etapa acumula, pois não
é mais consumido na segunda etapa da reação.
II. O tempo necessário para c aparecimento da cor azul não depende da concentração de
III. Para que haja formação da coloração azul, é necessário que o tiossulfato esteja
estequiometricamente em excesso.

Quais estão corretas?


a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas I e II. d) Apenas II e III. e) I, II e III.

10. (Enade 2014) Pelo conceito de combustão proposto por Lavoisier, um metal reage com oxigênio
formando um óxido metálico, como nas reações representadas a seguir.
A) 4Cu(s)  O2(g)  2Cu2O(s)
B) 2Cu(s)  O2(g)  2CuO(s)
Com relação às equações A e B, avalie as afirmações a seguir.
I. Em ambas há perda de massa para o ambiente.
II. Em ambas ocorre transferência de elétrons.
III. Em ambas a variação de entalpia é positiva.

É correto o que se afirma em


a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

11. (Enade 2014) Quando se adiciona detergente em água, é formada uma mistura aparentemente
homogênea. No entanto, ao contrário do que se poderia imaginar, é formada uma dispersão coloidal
e não uma solução. Em relação à química dos coloides, assinale a alternativa correta.
a) Em meio aquoso, a porção hidrofílica das moléculas de detergente orientam-se na parte interna
das micelas.
b) As micelas são muito pequenas para serem vistas a olho nu e, por conta disso, não promovem o
espalhamento de luz.
c) As partículas de coloides podem ser formadas tanto por agregados de moléculas, como por
macromoléculas dispersas.
d) As dispersões coloidais são mantidas estáveis devido às atrações eletrostáticas que ocorrem
entre as superfícies das partículas coloidais.
e) Uma maneira prática de diferenciar uma solução de uma dispersão coloidal é por meio do efeito
Tyndall, observado somente em soluções.

180
12. (Enade 2011) As reações químicas podem ser evidenciadas por aspectos visuais tais como a
produção de gases, mudanças de cor e a formação de sólidos. Processos eletroquímicos podem ser
caracterizados por essas evidências, como mostram as equações (i) e (ii).
i. Fe(III)(aq)  e Fe(II)(aq)
amarelo verde claro

ii. Cu(II)(aq)  2e Cu(s)


azul
Ao se construir a seguinte célula galvânica

Pt(s) | Fe3(aq) , Fe2(aq) || Cu2(aq) | Cu(s)

será observado que a solução de íons ferro se tornará mais esverdeada e a solução de íons cobre
se tornará mais azulada.
Nesta situação,
a) o fluxo de elétrons ocorrerá no sentido do eletrodo de ferro para o eletrodo de cobre.
b) o potencial de redução do Fe(III) é maior que o potencial de redução do Cu(II).
c) o cátodo corresponde ao eletrodo de cobre.
d) ocorrerá a redução dos íons Cu(II).
e) ocorrerá a redução dos íons Fe(II).

13. (Enade 2011) Segundo um estudo norte-americano publicado na revista Proceedings of the
National Academy of Sciences, as temperaturas na superfície da Terra não subiram tanto entre 1998
e 2009, graças ao efeito resfriador dos gases contendo enxofre, emitidos pelas termelétricas a
carvão (as partículas de enxofre refletem a luz e o calor do Sol). O enxofre é um dos componentes
do ácido sulfúrico H2SO4 , cujo uso é comum em indústrias na fabricação de fertilizantes, tintas
e detergentes.
Sabendo-se que o ácido sulfúrico concentrado é 98 % em massa de H2SO4 e densidade 1,84 g/mL
conclui-se que a sua concentração, em mol/L é igual a
a) 18,0. b) 18,2. c) 18,4. d) 18,6. e) 18,8.

14. (Enade 2011) O etanol é um combustível produzido a partir de fontes renováveis e, ao ser
utilizado como aditivo da gasolina, reduz as emissões de gases de efeito estufa. Essas duas
características lhe dão importância estratégica no combate à intensificação do efeito estufa e seus
efeitos nas mudanças climáticas globais e colocam o produto em linha com os princípios do
desenvolvimento sustentável. Para ser usado como tal, o processo de combustão do etanol deve
ser exotérmico e pouco poluente. A reação da combustão desse combustível é dada pela reação
não balanceada a seguir:

C2H6O  O2  CO2  H2O

A tabela a seguir traz informações sobre as energias, em termos de entalpia, das ligações envolvidas
na reação química de combustão do etanol.

Ligações Energia gasta Ligações Energia liberada


quebradas (kj mol) formadas (kj mol)
CC 346 CO 799
C H 411 O H 459
O H 459 Gabarito
OO 494
1: [C] 2: [B]
CO 359
3: [E] 4: [E]
Com base nessas informações, analise as afirmações que se seguem.
5: [D] 6: [C]
I. A energia envolvida na quebra das ligações C  H é 2.055 kJ.
II. A energia envolvida na quebra das ligações O  O é 1.482 kJ. 7: [A] 8: [E]
III. A energia envolvida na formação das ligações C  O é 3.196 kJ. 9: [A] 10: [B]
IV. A energia envolvida na formação das ligações O  H é 2.754 kJ. 11: [C] 12: [B]
É correto apenas o que se afirma em 13: [C] 14: [C]
a) I. b) III. c) I e IV. d) II e III. e) II e IV.

181