Você está na página 1de 53

Teoria e Projeto I: Introdução

Aula 07. dados climáticos

professor Gihad A. El Khouri


recapitulando
arquitetura será
aqui um conceito
amplo
heterogêneo, de
prática diversa e
materialidade
plural.
Palácio da Assembléia (1963)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Le Corbusier
recapitulando
O projeto, entretanto, não é
matéria – pelo menos na acepção
adotada por Cesare Brandi.
Trata-se, sim, da representação
de uma ideia, de uma
prefiguração daquilo que ainda
vai ser, de uma “proposta de
solução para um específico
problema de organização do
entorno humano” (SILVA, 1991,
p. 33 apud PELLEGRINI, 2011 ).

New Museum (2007)


professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © SANAA
recapitulando

definição do programa
levantamento
estudo preliminar

anteprojeto
obra

projeto executivo / projeto legal

Bonnefantenmuseum (1995)
Arquitetura © Aldo Rossi
professor Gihad A. El Khouri
recapitulando

é sobre perguntar
para quem?! é
sobre saber o rosto,
de quem ocupará e
utilizará o espaço.
Antes de qualquer
outro dado. Sangath (1981)
Arquitetura © Balkrishna Doshi

professor Gihad A. El Khouri


recapitulando
aspectos sócio-culturais/econômicos

aspectos ambientais (insolação,


ventos, topografia, localização
regional)
programa de necessidades
organograma
fluxograma
conceito
conteúdo + forma
materialidade
Mesquita de Djenné (1280)
Arquitetura © -

professor Gihad A. El Khouri


recapitulando

As informações básicas sobre o


terreno são, de fato, o
embasamento de natureza
físico-espacial com o qual conta o
projetista para elaborar o partido
arquitetônico e,
consequentemente, o projeto
arquitetônico.

Monumento Al Shaheed (1983)


Arquitetura © Saman Kamal
professor Gihad A. El Khouri
recapitulando
01. A planta do terreno;
02. A forma e as dimensões;
03. A conformação do relevo;
04. A orientação quanto ao
sol;
05. A orientação quanto aos
ventos;
06. Os acessos;
07. As relações com o
entorno;
08. A legislação pertinente.

Quinta da Malagueira (1973)


professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Álvaro Siza
dados climáticos
O conhecimento das
condições climáticas
externas é importante,
pois estas representam os
requisitos básicos para
um projeto bioclimático.
Aspectos que permitem
pensar o projeto em seu
conforto ambiental.
Casa Gehry (1978)
Arquitetura © Frank Gehry
professor Gihad A. El Khouri
dados climáticos
01. Gráfico de temperaturas
02. Gráfico de chuva
03. Temperatura e zona de
conforto
04. umidade relativa
05. Gráfico de radiação Diária
Máx. e Min. mensal
06. Gráfico de radiação média
mensal
07. Gráfico Rosa dos Ventos
08. Carta solar

Rodoviária de Fortaleza (1973)


Arquitetura © Marrocos Aragão
professor Gihad A. El Khouri
dados climáticos
01. Gráfico de temperaturas

Neste gráfico estão representadas


as temperatura média, máxima e
mínima. A zona de conforto para
edificações naturalmente
ventiladas também é exposta.

Conhecer como se comporta a


temperatura é o primeiro passo
para um projeto bioclimático,
pois ela vai determinar o tipo de
envoltória, o tamanho das
aberturas, os tipos de proteção,
etc.
Igreja da Luz (1999)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Tadao Ando
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
dados climáticos
02. Gráfico de chuva

Neste gráfico esta representada a


precipitação média de chuva por
mês.

Conhecer como é a distribuição


da precipitação pluviométrica e a
quantidade de chuva são de
extrema importância na
consideração da tipologia de
cobertura além de possiveis
reservatórios de água pluvial.
Walden 7 (1975)
Arquitetura © Ricardo Bofill
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
dados climáticos
03. Temperatura e zona de
conforto

Neste gráfico estão representadas


as temperaturas médias mensal
assim como as máximas e
mínimas além da zona de
conforto.
Segundo a ASHRAE 55 (2013), conforto térmico é um
estado de espírito que reflete a satisfação com o ambiente
térmico que envolve a pessoa. Se o balanço de todas as
trocas de calor a que está submetido o corpo for nulo e a
temperatura da pele e o suor estiverem dentro de certos
limites, pode-se dizer que o homem sente conforto
térmico. Em geral define-se a temperatura de conforto
com a que provoca uma sensação térmica neutra.Variando
de acordo com a estação do ano.
Habitat 67(1967)
Arquitetura © Moshe Safdie
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
dados climáticos
04. Gráfico de umidade
relativa
A umidade relativa do ar é a relação entre a
quantidade de água existente no ar (umidade
absoluta) e a quantidade máxima que poderia
haver na mesma temperatura (ponto de
saturação).

Em locais com umidade alta há desconforto


térmico com sensação de abafamento e
dificuldade de evaporação do suor e redução da
temperatura corporal. Outra consequência da
alta umidade é a baixa amplitude térmica,
fazendo com que nestas regiões o calor se
mantenha durante as noites. Em regiões com
baixa umidade acontece o oposto: dias
muito quentes e noites muito frias.
Câmara Municipal de Säynätsalo (1949)
Arquitetura © Alvar Aalto
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
dados climáticos
05. Gráfico de radiação Diária
Máx. e Min. mensal

Representação gráfica da
radiação global horizontal diária
máxima e mínima mensal.

Castelo de Kafka (1968)


Arquitetura © Ricardo Bofill
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
dados climáticos
06. Gráfico de radiação média
mensal

Conhecer o percurso do sol é


fundamental para o controle da
radiação solar sobre o edifício. A
implantação do edifício, criação de
aberturas, artifícios para
sombreamento, uso de materiais
isolantes, disposição da relação
comprimento x largura, etc. estão
relacionados diretamente com o
conhecimento do percurso do sol sobre
o edifício.
SESC Nova Iguaçu (1985)
Arquitetura © Hector Vigliecca e Bruno Padovano
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
dados climáticos
07. Gráfico Rosa dos Ventos

O gráfico da rosa dos ventos


mostra as estatísticas sobre o
vento, reunidas ao longo do
tempo. Essas medições incluem
velocidade do vento, direção e
frequência. Estas informações
são importantes medidores para
estudar e prever as condições do
vento em sua área.

Capela Thorncrown (1980)


professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © E. Fay Jones
dados climáticos
A chuva acompanha o sentido dos
ventos, por isso o projeto deve
prever artifícios ou elementos
impedidores da penetração dela e
da proteção das paredes. O uso de
grandes beirais ou varandas e o
posicionamento das aberturas
contrárias ao sentido da chuva nos
telhados são algumas opções de
elementos ou artifícios a serem
empregados. Atenção especial
também ao deslocamento natural
do ar sem muita perda de energia.
Obstáculos no seu caminho devem
ser removidos.
Casa da cultura (1955)
Arquitetura © Alvar Aalto
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
dados climáticos
08. Carta solar
A Carta Solar representa a projeção das
trajetórias solares ao longo da abóbada
celeste, durante todo o ano, sendo uma
ferramenta auxiliar para
desenvolvimento do projeto, pois diz a
posição exata do Sol em determinado
momento. Esta informação é útil, pois,
indica se o Sol vai penetrar em
determinada abertura, se existe
sombreamento por edificações
vizinhas ou ainda se o dispositivo de
sombreamento instalado é eficiente.
Soware - SOL-AR
Catedral de Brasília (1970)
Arquitetura © Oscar Niemeyer
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR FORTALEZA - CE
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR
professor Gihad A. El Khouri
CURITIBA - PR
professor Gihad A. El Khouri
exercício
Folha A3

Crie uma prancha contendo as


informações de todos os itens
apresentados sobre Curitiba.
Após realize uma análise e cite
quais seriam as características
fundamentais de um projeto
hipotético em Curitiba.
(Pé-direito, proteções solares,
dimensões das aberturas etc...)

Parc de la Villette (1987)


Arquitetura © Bernard Tschumi

professor Gihad A. El Khouri


Teoria e Projeto I: Introdução
Aula 08. mapa síntese

professor Gihad A. El Khouri


mapa síntese
A ideia de síntese
define uma abordagem
projetual, um modo de
projetar, sendo
considerado 3 estágios:
a análise, a síntese e a
avaliação

Everson Museum (1968)


professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © I.M. Pei
mapa síntese
é o chamado “método
sistemático de projeto”
a partir do qual se
delineia um
procedimento que
oriente a conduta seja
de experimentação seja
de raciocínio.
Bauhaus Dessau (1926)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Walter Gropius
mapa síntese
o “método sistemático
de projeto” busca
conciliar a
experimentação
criativa e o
procedimento lógico
formal rigoroso.

Teatro Nacional Rubén Darío (1963)


professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © José Francisco Terán
mapa síntese
assim a partir deste
método a criatividade
pode e deve fluir para
produzir ideias, soluções
enquanto, por sua vez, a
sistematização registra as
informações e reflexões.

BDMG (1969)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Humberto Serpa
mapa síntese

CRIATIVIDADE
+
LÓGICA
=
RESOLUÇÃO
PROJETUAL

CEPAL (1966)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Emilio Duhart
mapa síntese
Suas 3 etapas (análise,
síntese e avaliação)
incluem pensar acerca as
restrições às quais o
projeto está subjulgado e
sua organização e relação,
resultando em uma
descrição gráfica.
Villa Roche (1925)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Le Corbusier
mapa síntese

professor Gihad A. El Khouri


mapa síntese
O mapa síntese é colocado,
na arquitetura, como uma
dessas representações
gráficas, sendo capaz de, a
partir do desenho, condensar
e estruturar a maior parte do
conteúdo (restrições e
potências) que irão influir no
projeto.
MASP (1968)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Lina Bo Bardi
mapa síntese
Nele estarão contidos:
A planta de situação/planta do
terreno
Seus aspectos ambientais
(incidencia solar, ventos,
vegetação, relevo, vias urbanas,
infraestrutura, relações visuais,
de ruído, fluxo, acessos etc...)
Aspectos legais pertinentes
(recuos, áreas de preservação,
área do lote)

Unilever Paraguai (2000)


professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Gabinete de Arquitectura
mapa síntese
Planta do terreno e imediações
Cotas gerais do terreno (curvas de
nível, perímetro e área)
Norte
indicação dos ventos
indicação da trajetória solar
indicação das vias de transito e seus
fluxos (sentido e quantidade)
ruídos
visuais
vegetação
recuos obrigatórias
notações de área de preservação se
existente Casa Cordoba (1975)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Emilio Ambasz
professor Gihad A. El Khouri
professor Gihad A. El Khouri
professor Gihad A. El Khouri
professor Gihad A. El Khouri
professor Gihad A. El Khouri
professor Gihad A. El Khouri
professor Gihad A. El Khouri
exercício
Desenhar o mapa síntese referente ao
terreno utilizado no exercício de
planta de situação e de terreno em
folha A3 na escala 1:500 contendo as
informações físico espaciais e
climáticas:
Curvas de níveis
Vegetação
Norte
Cotas gerais do terreno
Movimento solar
Movimento dos ventos
Vias urbanas
Ruídos
Vistas potenciais
Recuos obrigatórios segundo legislação
legendas cabíveis Palácio da Assembléia (1963)
professor Gihad A. El Khouri Arquitetura © Le Corbusier
obrigado!

FAU USP (1961)


Arquitetura © Vilanova Artigas

professor Gihad A. El Khouri